O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 10 de dezembro de 2011

Aí está a nova era da Corrupção

 ●  6 comentários  ● 
Vitor Pereira, tão criticado pelos benfiquistas e tão suportado pelo Vieira foi eleito por um voto (coincidências à Portuga) e leva a responsabilidade dos árbitros da Liga para a FPF e o mesmo acontece com o Fernando Gomes que venceu o Carlos Marta por 10 votos.

Ou seja, o poder que estava mal entregue na Liga... mal entregue fica da FPF. Como aconteceu em 1993, salvo erro, voltou a entregar-se oficialmente e com passadeira o poder ao Porto e aos corruptos.

Começo a compreender a malta que gosta é de capas de jornais com jogadores novos. Já que não contamos para mais nada, pelo menos que o sirva para vender jornais.

FPF: Uma razão para apoiar Fernando Gomes

 ●  7 comentários  ● 
As eleições para a FPF estão a decorrer e, apesar de preferir que o Benfica tivesse ficado fora do processo, espero que ganhe Fernando Gomes. Reitero que não confio nele para a Presidência da FPF nem em Vitor Pereira para a Presidência do Conselho de Arbitragem. A recente nomeação de Jorge de Sousa para o Marítimo-Benfica é mais uma confirmação do seu alinhamento com os interesses do Porto; para os jogos de alto risco envolvendo o Porto nomeia os Árbitros que mais têm errado em seu benefício enquanto que, para aqueles que envolvem o Benfica escala os que mais têm errado em prejuízo do nosso clube, como neste caso. E é este um dos principais factores de diferenciação competitiva das equipas em confronto, contributo muitas vezes decisivo para o tão almejado título de Campeão, do qual o Porto tem sido sistematicamente beneficiado.

A alteração de ultima hora introduzida pela Comissão Eleitoral, segundo a qual, os candidatos derrotados às Presidências dos Conselhos de Arbitragem, de Justiça e de Disciplina, têm lugar nos respetivos órgãos (in CM de 11.12.10, pág. 36), demonstra, quanto a mim, a farsa deste processo eleitoral, o qual corre o risco de impugnação, como já ameaçou Lourenço Pinto. Apesar de constatarmos a tenebrosa realidade da impossibilidade de qualquer titular de qualquer órgão de qualquer entidade desportiva se manter no seu posto contra a vontade dos Dirigentes Portistas, exemplos recentes de Hermínio Loureiro e Ricardo Costa, convém, pelo menos por decoro, salvar as aparências.

Na generalidade, os projectos de Gomes e Marta não são muito diferentes, exceto, claro, no que concerne ao Conselho de Arbitragem. Enquanto Gomes apoia Vitor Pereira para o Conselho de arbitragem numa lista não independente, ou seja, negociada, presumo, pelos principais apoiantes da sua candidatura, o Marta apoia uma lista “independente” liderada por Luís Guilherme. Este, já deu mostras da sua total incompetência para o cargo quando desempenhou essas funções e, perante sucessivos e reiterados erros grosseiros de desempenho dos seus associados nos jogos da primeira liga, outra coisa não fez senão defendê-los despudoradamente, numa atitude de desafio permanente às vítimas, entre as quais se destaca o nosso Benfica.

E agora a questão central: É que, deixando o Conselho de Arbitragem a cargo da Associação dos Árbitros, entidade, quanto a mim, sem credibilidade para o efeito, como bem percebeu Dias da Cunha na sua passagem pelo Sporting, fica esvaziada a principal função da FPF, transferindo-se para os detentores do controle da APAF o controle do futebol nacional. E quem controla a APAF quem é? Naturalmente, as Associações que têm como filiados a maioria dos árbitros. E que Associações são essas quais são elas? As que têm sido o suporte do atual “sistema”!

Portanto meus amigos, nós já sabemos “de ginjeira” que, quando aparecem em qualquer área desportiva ou outra, “artistas” a afirmarem-se Benfiquistas, estamos tramados. É o caso de Pedro Proença, que já nos custou pelo menos dois campeonatos e, quanto a mim, é, também o caso do Marta.

Afinal, as aparências sempre iludem, Filipe Vieira não anda a dormir.

Um abraço a todos

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Grão a Grão - Tréplica

 ●  1 comentário  ● 
Caro JB; efetivamente, grande parte dos adeptos do Benfica, assimilam de imediato a retórica da CS, virando-se bastas vezes contra o nosso clube, indisponíveis para a reflexão autónoma, esquecendo completamente o nosso lema de união. Proporia um trabalho pedagógico, sistemático, ao nível da nossa TV para ir mudando as coisas, incentivando a crítica construtiva.

Caro anónimo das 0029; obrigado. Tenho esperança que o Emerson evolua, mas desconfio que tem baixa velocidade de ponta devido a um lance que ocorreu no jogo com o Nacional, junto à linha; pode ter sido ocasional. Veremos. Preocupa-me a ausência de alternativa ao Aimar. É imperioso tratar disso. Gaitan, Bruno César ou Amorim, não serão soluções?

Caro sócio 218219; obrigado. Também acho que deveríamos ter feito melhor e concordo com o Nolito para a ala esquerda. Quanto ao Enzo, esperemos que regresse rapidamente; pelo que vi, é um virtuoso invulgar, mas pareceu-me que tende a cair para o meio. Veremos. Gostaria de ver o Martins mais vezes, em jogos mais acessíveis; quanto à qualidade tática não sei, mas a velocidade de ponta e capacidade técnica estão lá.

Caro mentiroso (que raio de nome foi arranjar!); Concordo. Acima de tudo valeu pela vitória…e o Otelul, como já referi, tem uma boa equipa.

Um abraço a todos

Controlem a taxa de basófia de Jesus. Jogo Crucial!!

 ●  5 comentários  ● 
Nesta última semana, e antes do jogo com o Otelul as declarações de Jesus após a eliminação na Taça frente ao Marítimo causaram-me apreensão considerando que o Benfica está a fazer um príncipio de época brilhante.
Embora Jesus seja um grande treinador como os números demonstram também exibe muitos defeitos entre os quais uma taxa de basófia muito elevada.


Neste momento apesar de o Benfica estar em primeiro do campeonato o facto é que está em igualdade pontual com os Corruptos (apesar da época patética que andam a fazer o controlo sobre os árbitros continua muito forte), para além disso fomos eliminados de uma competição em que tínhamos a obrigação de ganhar face á eliminação precoce dos Corruptos deixando o caminho aberto ao Sporting para juntar mais um título ao seu historial. Ou seja, na frente doméstica o Benfica está muito longe de estar seguro e o caneco da cerveja este ano não chega!

Tendo isto em conta, alguém da Direcção ou Departamento de Comunicação devia ter explicado a Jesus que embandeirar em arco nesta altura da temporada não serve para nada e é até contraproducente como inúmeros exemplos do passado recente fazem questão de comprovar. Nomeadamente a época de Quique Flores no Benfica em que em Dezembro estava na liderança e acabou em 4º, a época de Ronald Koeman logo a seguir a sermos campeões e o grande balde de água fria que foi a época passada.
A basófia é boa para adeptos e conversas de café não para quem é responsável pela equipa e tem que ter os pés bem assentes na Terra para não se deixar surpreender.

Tendo isto em conta estava apreensivo para o jogo com o Otelul, e o facto é que apesar de o apuramento em 1º lugar ter ficado garantido a exibição da equipa foi bastante sofrível ao ponto de ter dado abertura para o gangue do assobio voltar a fazer das suas.

Esta jornada do campeonato é de uma importância crucial para as aspirações do Benfica no campeonato. E a Corruptagem sabe bem disso - daí a nomeação do Super Dragão para apitar este jogo.
Tendo em conta a classificação do Marítimo no campeonato e o árbitro, este jogo tem um nível de dificuldade ao nível de um jogo contra Sporting ou Braga fora.

Por isso nada de embandeirar em arco e toca a preparar o jogo e a enfrentar o Marítimo com o respeito que merece como comprovou na Taça. Para evitar mais uma surpresa desagradável e uma fuga do Porto para o primeiro lugar isolado.

Este é o ano em que acima de tudo o Benfica tem que conseguir ganhar o campeonato. Não só porque o futuro desta Direcção depende disso mas também para dar uma machadada forte nos Corruptos agora que estão em sérias dificuldades financeiras. Por isso pés bem assentes na terra por favor.

O Inverno do nosso contentamento?

 ●  14 comentários  ● 
Luís Filipe Vieira, segundo o Record, rejeita vender qualquer uma das pérolas. E faz muito bem! No ano passado, atirámos a toalha ao chão quando em Janeiro vendemos David Luíz. Um clube como o SLB não pode no mercado de Inverno desfazer-se de qualquer uma das estrelas da equipa! Põe em causa todo o trabalho passado e futuro. Parece-me lógico isto! E JJ deve ficar um pouco mais descansado.
Deixa-me algo agastado ser o Administrador Financeiro a falar sobre reajustes! Aliás, creio que Domingos Soares Oliveira aparece demais. Ele que faça contas e bem feitas, deixando esse tipo de decisões para outros! Ele só tem que dizer qual o âmbito monetário. Mais nada...
Sendo que de "pérolas" estamos conversados, há espaço natural para ajustes. Na baliza, apesar de não concordar com a presença de Eduardo no plantel, opto por não tecer críticas. Ele que fique! Mas na próxima Mika deve ser promovido a 2º guarda-redes. Para já, é deixá-lo aprender! E estreá-lo num jogo da Taça da Liga.
Na defesa, era bom desde já, contratar um defesa direita experiente, europeu e que pudesse fazer alguma sombra a Maxi. De preferência, alguém da Liga Portuguesa. Já se viu que a política de lá colocar Rúben é para esquecer. Nos centrais não mexo. Creio que o elenco que temos é forte e pode ser duradouro. Na lateral esquerda, venha um titular! Já! Emerson é muito fraco e já se começa a esgotar o crédito do brasileiro e se JJ não confia em Cap, mude-se desde já! Seja Ansaldi ou outro. É preciso um lateral esquerdo e já!
No meio campo, creio que Javi Garcia ainda não tem um suplente. Matic não é um 6. Pelo menos não o é como Javi! Onde anda Airton? No primeiro ano que esteve no Benfica deu boa conta do recado! De recordar a final da Taça da Liga ante o FCP.
Mais para frente, Aimar não precisa de suplente, pois creio que Bruno César, Gaitán e Rúben Pinto podem fazer esse papel. O que nos falta é velocidade e opções para as alas! Enzo, que me parece um jogador interessante, ainda está lesionado. E temos ainda Nolito, que estranhamente caiu do 11. Não percebo, pois o espanhol andava a marcar golos e a fazer boas exibições. Creio que nos falta mais um jogador que faça bem os dois corredores! Gaitán não é extremo, é sim um jogador móvel que inventa soluções em qualquer lado. Mas é diferente de Di María. Creio que deveríamos "recolher" Melgarejo, que é um jogador que tem marcado golos e aparecido bem sobre as alas. E também Éder Luís. O brasileiro fez uma boa temporada pelo Vasco da Gama, porque não tentar de novo? Deixá-lo descansar umas três semanas e adicioná-lo ao plantel.
Na linha da frente, estamos bem. Creio que Cardozo e Rodrigo, secundados por Nelson Oliveira e Rodrigo Mora chegam para resolver os problemas.
No que toca a saídas, Capdevilla, se não agrada mesmo ao técnico, tem de sair! O seu ordenado deve ser alto e para ser um proscrito, mais vale sair. Saviola também deveria sair. De novo, o ordenado que aufere é alto e o seu rendimento está muito aquém do que se exige! Creio que com a saída do argentino, Mora, jogador que deu boas indicações nos parcos minutos que jogou, terá mais espaço para se mostrar! E com saída de Cap e do "Conejo", podemos poupar muito dinheiro em salários, pois o seu tempo de jogo e rendimento são baixos!
Quanto aos miúdos- Mika, Luís Martins, David Simão, Rúben Pinto e Nelson Oliveira- é deixá-los estar! A crescer com jogadores mais experientes! Aliás, nem para o ano emprestava nenhum deles! Aprendam este ano e na próxima época entrem mais vezes e aos poucos. Dentro de dois anos serão opção! Qualquer um deles já mostrou qualidades que se forem aprimoradas, muito teremos a ganhar!

A razão definitiva para não apoiar Fernando Gomes

 ●  11 comentários  ● 

Se fosse necessária mais uma razão para o apoio do Benfica a Fernando Gomes ser uma idiotice. Esta é a razão definitiva.

O Benfica desistiu de lutar contra o Sistema e passou a estar conivente com ele. Não basta termos um Presidente amigalhaço de António Salvador - que tornou o Braga e a respectiva cidade num clube repulsivo e numa terra onde nenhum benfiquista está seguro - e de Joaquim Oliveira (que dispensa apresentações) como agora apoia candidatos á FPF que estiveram envolvidos no Apito Dourado e que nada vão fazer para mudar o futebol português.

Só falta renovar o contrato com a Olivedesportos para continuarmos a ter que aturar o Nojo durante mais uns anitos.

Eleições na FPF: Porquê não escolher Fernando Gomes

 ●  4 comentários  ● 
Desde que se começou a desenhar o cenário de eleições na FPF, desde logo muitos benfiquistas e eu incluído destacamos a importância das mesmas para o futuro a médio prazo do futebol português, bem como em particular para o Benfica e para a sua luta contra todo o polvo que tem viciado os resultados nos últimos 30 anos.

Impunha-se que o Benfica agregasse vontades e apoios e patrocinasse uma candidatura forte, capaz de criar uma vaga de apoio, e que convencesse a maioria dos delegados às eleições que havia ali alguém em quem podiam apostar, aproveitando o facto de o voto ir ser secreto. Entre muito ruído criado dentro e fora dos círculos do futebol, o Benfica não quis ou não soube ser essa força motriz da mudança. Talvez um dia o Presidente do Benfica se dê ao trabalho de explicar aos benfiquistas o porquê disso. Pelo contrário, assistimos à ida do Benfica na onda de apoio a um candidato que emergiu repentinamente, assumindo ser a face de uma reacção do sistema vigente a uma possível candidatura que se falava ser possível surgir, patrocinada por Benfica e Sporting.
Esvaneceu-se essa possibilidade e a onda de apoio 'unânime' dos clubes da Liga a Fernando Gomes começou a ter proporções reais. Quer através de Associações, quer por declarações de apoio de clubes. O Benfica foi um deles, através de uma declaração sem margem para dúvidas de LFV.

Tem Fernando Gomes mérito e capacidade demonstrada para assumir este cargo?

Se tivermos em conta o seu mandato incompleto na Liga de clubes, não. Grande parte do seu programa não foi cumprido. Aliás, de medidas com impacto público conhecem-se muito poucas. Talvez a mais visível tenha sido a mudança do local da Taça da Liga para o centro do país, retirando assim às gentes do Sul a possibilidade de assistirem ao vivo a uma competição que já ganhou o seu espaço. Também a transformação do troféu da Taça da Liga numa coisa preta horrenda pertence aos méritos de Fernando Gomes.
Quanto ao resto, foi um Presidente da Liga quase invisível, escusando-se de aparecer durante os momentos mais quentes da época passada onde se impunha uma posição firme e de liderança por parte do Presidente da Liga. Não o foi. Nem de perto. Apareceu agora para justificar, qual técnico de luz, as falhas da iluminação do Estádio de Braga no jogo frente ao Benfica.
É alguém demasiado discreto, não conhecido por ser capaz de assumir publicamente as suas posições, e com pouca capacidade de motivar a opinião pública, algo essencial para o futuro líder do futebol português.

Mas a história de Fernando Gomes não é só esta. Durante anos, foi a cara das finanças do FCP. E quem tem essa responsabilidade naquele clube tem obrigatoriamente um conhecimento privilegiado de tudo o que se passa lá. Tudo.
Não ficou fora das escutas publicadas no Youtube, surgindo em conversa comprometedora com um dos piões de PC no fornecimento de fruta. E isto implica-o em tudo o que se passa e passou no âmbito do Apito Dourado.

As suas ligações ao universo da Olivedesportos também não são pontos a seu favor. É alguém demasiado comprometido com o 'sistema' que tanto prejudicou o futebol português e o Benfica. Alguém que esvaziou a Liga de Futebol de qualquer papel na regeneração do futebol.
Apesar de ter com ele alguém que foi importante no surgimento do processo Apito Dourado (Hermínio Loureiro) e um homem que considero que devia ser o responsável máximo pelo futebol do Benfica desde à muito (Humberto Coelho), não vejo condições para que Fernando Gomes deva ser escolhido para presidir ao orgão máximo do futebol. É um ser demasiado nebuloso e sem qualquer garantia de que seja desta que vai mudar.

Dirão muitos: E que garantias dá Carlos Marta? Conheço pouco do seu trabalho. Mas entre alguém que foi braço direito de PC e outro que não tenha estado envolvido nesse mundo, desculpem lá mas eu nem hesito. E o facto de ele até ser benfiquista é secundário. Também Fernando Martins era benfiquista e foi ele que abriu muitas portas a PC no futebol. Também Manuel Damásio se dizia benfiquista e quase destruiu o clube permitindo a destruição de um plantel campeão, trocando internacionais de qualidade por 'Nelos e Tavares'.

Os nomes para os diversos orgão são secundários. Como se viu no passado. Quem lidera é quem dita o rumo. E para um benfiquista que está completamente farto da falta de jogo limpo, o apoio a alguém que esteve na estrutura que mais mal fez ao Benfica é algo que nem se põe.

Nota: Primeiro lugar na Champions, fantástico! Mas atenção pois temos que apresentar melhor futebol na Madeira.

PUBLICADA POR SHADOWS

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Grão a grão…

 ●  8 comentários  ● 
Parabéns aos nossos Atletas, Técnicos e Dirigentes pela vitória ao Otelul, pelo apuramento para os oitavos de final e pelo primeiro lugar no grupo. Estamos no bom caminho, sendo necessário otimizar o nível competitivo global. A margem de erro é cada vez menor. Gostaria que, os nossos Atletas, tivessem em conta as afirmações do nosso José Augusto, segundo as quais, o Benfica não teme nenhuma equipa do planeta.

É esta a nossa matriz desportiva, é aqui que os sonhos começam a materializar-se; na determinação inabalável de vencer. Ilustrativas disso mesmo foram as declarações do nosso Neto a propósito da final da Taça dos Campeões Europeus que vencemos brilhantemente ao Real Madrid, o grande colosso europeu da época, recheado de estrelas, como agora; o favorito indiscutível, o vencedor antecipado. No decurso do jogo, temendo os “galácticos” disse Neto aos colegas; “nem que tenhamos de morrer no campo, temos que ganhar”! E disse, muito mais tarde, o nosso Grande Eusébio - o Homem que, de certa forma, unificou o futebol Português; “Eles tinham os melhores jogadores da Europa, superestrelas…mas, EU QUERIA GANHAR”!

A nossa equipa jogou com mais intensidade e qualidade do que o fizera contra o Marítimo, apesar de privado de dois atletas estruturais; Luisão e Máxi. Julgo que deveria ter procurado mais intensamente o segundo golo para evitar surpresas desagradáveis que, nestes casos, até ao último minuto, podem sempre surgir.

O lance do golo foi uma obra-prima, típico das grandes equipas; inteligência colectiva associada à qualidade técnica dos Atletas. Witsel, Gaitan e Cardozo, sem se olharem, perceberam o que ia acontecer. Rodeado de adversários, Witsel recebeu a bola, dominou-a e protegeu-a, endossando-a, milimetricamente, entre dois adversários, para onde o inteligente Gaitan iria aparecer, recebendo-a, protegendo-a e transportando-a até à linha final onde, brilhantemente, em cima da linha - como fazia o nosso Simões - deu “um nó cego” ao defesa seguido de passe fabuloso, entre dois defesas, fazendo chegar a bola, redondinha, ao inteligente Cardozo, que tudo percebera a tempo e já estava no seu posto para fazer aquilo que tão bem sabe e a gente gosta: o golo. Que por acaso foi o da vitória. Meus amigos, eu, “pecador”, me confesso: É isto que me fascina no futebol! O resto é música!

Grande Artur! Como é que, não te conhecendo, tínhamos tantas saudades tuas! Contrariamente a Moreto e Roberto - com todo o respeito a estes grandes atletas -, Artur, junta ao conhecimento profundíssimo da Técnica de Guarda-Redes uma serenidade a toda a prova, desconcertante para os adversários. Apesar disso, far-lhe-ia bem ouvir os conselhos do nosso José Augusto, um dos nossos atletas que nunca teve medo de nenhum adversário, não tivesse sido ele considerado o melhor estremo-direito da Europa. No mesmo lance, duas defesas decisivas e impróprias para cardíacos. Todas as grandes equipas têm um grande Guarda-redes. Obrigado Artur.

Nolito, “escavacou” todo o flanco esquerdo adversário e o jovem Rodrigo num contra-ataque brilhante ia fazendo o gosto ao pé, não fosse a oportuna mancha do Guarda-Redes contrário. Mas, há outros dois lances que me ficaram na retina; um fortíssimo remate de meia-distância do Javi que saiu rente ao poste esquerdo - o GR estava batidíssimo -, e uma “bomba” de pé esquerdo disparada por Cardozo, em queda, a qual saiu também, rente ao poste esquerdo.

É óbvio que Jorge Jesus alterou o perfil tático da equipa, substituindo o volátil “rolo compressor”, fatal contra as boas equipas da Champions, pela solidez global, inteligência colectiva, imprevisibilidade e qualidade técnica individual. Julgo que sei o que pretende; se o conseguir, teremos uma equipa fantástica. Afinal, Jorge Jesus é perito em fechar e controlar espaços. Porém, a equipa ainda não o consegue fazer consistentemente, perdendo o meio-campo periodicamente em quase todos os jogos. Por outro lado, continua a faltar à equipa profundidade nas alas, tão necessária ao desempenho do Cardozo; só Nolito, Maxi e às vezes Gaitan, o conseguem fazer. É um fator a corrigir. Vi o nosso Luís Martins protagonizar lances fabulosos no flanco esquerdo, no jogo com o Galatasarai. Um caso a seguir com muita atenção.

Posto isto; já é tempo de todos percebermos que há na Europa muito boas equipas sem nome na praça. Os exemplos são muitos. O futebol Romeno está ao nível do nosso e o Otelul demonstrou-o, revelando força mental, disciplina, boa condição física, boa cultura e concentração tática, qualidade técnica na receção e passe, dinâmica sincronizada, solidez defensiva e rapidez e profundidade nas transições. Ah, e um excelente Guarda-redes. O resto é preconceito pateta.


Obrigado Benfica.


Um abraço a todos

Dezembro e Janeiro gordos

 ●  4 comentários  ● 
Não tem muito que saber. Janeiro seria o mês ideal para libertar Saviola e o Eduardo bem como o Capdevila (já se viu que ninguém põe fim à teimosia do Jesus). Entre os «principais» não deveriamos voltar a cometer os erros do ano passado e não deixar sair ninguém (para o fim da época ficariam o Cardozo e o Gaitan).

Nas entradas, parece-me fundamental a entrada de um defesa esquerdo para acabar com aquele passador sofrível que é o Emerson. Duvido mesmo que o Capdevila não seja melhor que aquilo. Até o Martins.

A direita continua «coxa» tanto na retaguarda como na ala. Ou Enzo volta e justifica ou o deixamos ir já e temos que encontrar uma alternativa ao Maxi um ala direito de raiz.

Matic não sei o que anda ali a fazer porque não é mau jogador, mas parece que não serve para nada. Nem é um bom médio defensivo, nem ofensivo... e não deslumbra como box to box. No entanto, se o Jesus insiste em ignorar o David Simão, o melhor é deixar ficar o Matic e emprestar o David Simão mais uma vez.

O jovem português, como o Nélson Oliveira, é um jogador de grande qualidade. Ambos merecem muito mais oportunidades e não apenas em contextos de jogos onde entram jogadores pouco rodados - o que influencia directamente o rendimento e evolução dos jogadores. Se o Jesus não lhes dá oportunidades, que lhes permita que saiam, o mesmo se aplica ao Miguel Victor - e assim se delapida o nosso património da formação.

Martins e Ruben Pinto também não merecem continuar parados.


Fora da Luz, era o momento de o Vieira se demarcar do Fernando Gomes e se juntar, numa jogada final, ao Carlos Marta para as eleições da Liga. Ainda assim, na minha opinião, o Carlos Marta é um «peão» para queimar. O apoio encapotado da AFPorto ao Carlos Marta depois de terem trabalhado nos bastidores para promover a candidatura do Fernando Gomes, mostra bem que o interesse deles é iludir as pessoas e tentar passar a ideia que a candidatura de Carlos Marta é que é a do Sistema.

O Benfica caiu que nem um patinho.

Mandar o Fernando Gomes às malvas e ao mesmo tempo anunciar a ruptura definitiva com o Joaquim Oliveira seriam um grande início de 2012.

Sobre o post Depois eu é que tenho a mania da perseguição que fique claro que o critico é o protagonismo deste funcionário que nem é benfiquista e não o conteúdo.

Depois eu é que tenho a mania da perseguição

 ●  10 comentários  ● 
Adivinhem lá quem resolveu trazer a público esta análise:

«Não há especiais ajustes a fazer no plantel»

Terá sido o presidente do Benfica? O Administrador para o futebol? O treinador?

Claro que não... foi o Administrador Financeiro, Domingos Soares Oliveira. Este tipo sai sempre da toca quando as coisas correm bem. Quando correm mal, estão lá os treinadores e o Rui Costa para assumir as culpas.

UEFA... Explica muita coisa

 ●  13 comentários  ● 
Quem quis dar um bocadinho de atenção à forma como o Lyon passou aos 1/8 final e o Ajax ficou pelo caminho, talvez entenda muito do que se passa na UEFA e talvez com isso se explique algumas coisas que têm acontecido nas provas europeias e no acesso às mesmas.

Para quem não viu, o Lyon precisava de uma goleada e o Ajax tinha que perder e não marcar para que o Lyon passasse. Ora, no início tudo se complicou porque o Lyon sofreu um golo dos croatas...

... Mas rapidamente o árbitro tratou de expulsar o central do Zagreb para equilibrar as coisas.Ao mesmo tempo, Jorge Sousa e o seu assistente (que curioso ser logo este árbitro) conseguiram invalidar dois golos limpos ao Ajax por fora de jogo mal assinalado. Basta um destes golos entrar para o Lyon ficar pelo caminho.

Curiosamente, o Mourinho desta vez não se queixou da arbitragem nem levantou suspeitas sobre os benefícios da UEFA a algumas equipas, o Zagreb não se queixou da expulsão do central nem o seu treinador lamentou a estranha apatia da equipa. Enfim...

Se voltarmos atrás no tempo, talvez possamos entender algumas coisas que se passaram com o FCPorto, com admissão destes ao G14 (sabe-se lá porquê) e à forma como a UEFA e o TAS resolveram a situação da corrupção do FCPorto.

Sporting Clube de Braga: ou como os corruptos hábitos se pegam depressa!

 ●  16 comentários  ● 
Notícia Antena 1, que estranhamente nem aparece referenciado nos jornais de hoje...
Em Janeiro, o clube italiano da Série B Novara ofereceu um milhão de euros ao Gil Vicente por Zé Luís. O cabo verdiano iria para Itália, caso este clube subisse de divisão (algo que se confirmou), conforme o que ficou acertado na proposta. Em Fevereiro, o Braga ofereceu... 500 mil pelo mesmo jogador, quedando-se o jogador por Barcelos para esta nova época! Não vou debruçar-me sobre o comportamento do Gil Vicente, pois se calhar preferiu um pássaro na mão... É estranho, mas justificável. Só um detalhe: o jogador viu o seu passe a desvaloriza-se em 50% num mês! Ainda mais estranho! E que estranho intérprete pelo meio: os aprendizes de corrupção, o Braga!
Mas onde os hábitos do FCP pegaram de estaca foi no âmbito caloteiro. Ficou acordado entre Braga e Gil Vicente que o jogador seria pago em Agosto, depois adiaram o pagamento para Novembro e até hoje os "Galos" ainda não viram dinheiro nenhum!
No meio de tudo isto, o que fica? O Gil Vicente que viu (permitiu) um jogador seu sofrer uma desvalorização de 50% do passe, em favor do Braga, que por sua vez não paga o que deve, mesmo com um "preço de amigo". Também o facto de nenhum jornal ter ido tentar esclarecer isto...
PS: se algum dia forem ao Porto, visitem a minha casa! Às 6ªs feiras, costumo receber o meu amigo de infância Bruno Carvalho!

Estatística e Euros é o que conta

 ●  11 comentários  ● 
Quando o Administrador financeiro é que manda, dá nisto. Estatisticamente é só boas notícias. Euros, assistências, estatísticas... bla bla bla mas olhando ao futebol jogado, as notícias não são animadoras. Mas isso também não interessa, porque a estatística é favorável.

Os jornais enchem-se a dizer que o Jesus ultrapassou o Eriksson. Só se têm esquecido é de dizer que é o único treinador, desde o Eriksson que os presidentes mantiveram na Luz mais do que um ano e meio (vai precisamente para o dobro). Detalhes...

Temos que ser melhores e mais competentes e podemos fazer coisas bonitas. Há plantel para isso, mas para tal não pode haver teimosia do treinador.


Passando à frente, como eu tinha dito, no Porto o Alvaro Pereira, Rolando e Fernando estão na linha da frente para sair em Janeiro porque é preciso entrar dinheiro rapidamente. A estes juntam-se os que o Porto não quer deixar sair para não perder a corrida do título, mas que os jogadores não querem mesmo ficar: Moutinho e Guarin.

Pelo caminho o Rodriguez parece que continua a demorar cinco minutos... a ser motivo de chacota no Porto. Depois da falta de qualidade de jogo para os 7M que custou e os ordenados mais caros (vale tudo para roubar jogadores ao Benfica), agora é a indisciplina.

Oram digam lá se não vai ser preciso ser muito amador e teimoso para não limpar o título aos corruptos com facilidade?

NÃO! Isto porque se diz que a grande contratação de Inverno do Porto será Fernando Gomes na FPF e a possível ruptura que este fará com o Paulo Bento, precisamente para lhe abrir as portas do Dragão sem custos para o Porto. Diz-se, agora vamos ver.

Mas a palhaçada na FPF não fica por aqui e já se andam a alterar regras para distribuir os tachos: A três dias das eleições para a Federação Portuguesa de Futebol, a Comissão Eleitoral (CE) mudou as regras do jogo para a Arbitragem e Disciplina e mandou alterar as listas para que o candidato a presidente derrotado tenha lugar no respectivo órgão, sem que a ordem tenha sido acatada no prazo dado - menos de cinco horas. A confusão está instalada e prometida também para sábado, porque os delegados da Liga não gostaram de saber que terão de levar para casa os boletins de voto que não preencherem, de um total de 30 - dez para a lista de Carlos Marta, dez para a de Fernando Gomes e dez em branco - que lhes serão entregues, o que representa um risco para o princípio do voto secreto. no Jogo

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

parabéns Rogério "pipi" - 89 anos !!!

 ●  4 comentários  ● 
                 ROGÉRIO  "PIPI"
ROGÉRIO LANTRES DE CARVALHO

Nascimento: 07/12/922, Lisboa
Posição: Avançado
Épocas no Benfica: 12 - 1042/54
Outros clubes: Chelas, Botafogo, Oriental

Sendo oriundo de Chelas
Ia ter passagens belas
Que muito o dignifica,
No Sporting ele treinou
Mas a ninguém agradou
Vindo parar ao Benfica

Em boa hora aconteceu
Foi o que o Sporting perdeu
Com enorme pesar fica,
Um jogador de aparato
Sendo um goleador nato
Que representa o Benfica

Apenas com vinte anos
Atingia os seus planos
Ao ingressar no Benfica,
Com enorme progressão
Fez-se um jogador de eleição
Que a selecção não abdica

Extremo esquerdo possante
Velocidade estonteante
E tecnicamente perfeito,
Seria um quebra cabeças
Para todas as defesas
Fareja o golo com jeito

De "PIPI" foi alcunhado
Por vestir bem e cuidado
E no Benfica brilhou,
Três titulos no nacional
Seis Taças de Portugal
E a Taça Latina ganhou
-------------------------------------------------
Retirado do livro: O GLORIOSO

É verdade que ganhámos...

 ●  20 comentários  ● 
... mas desculpem, isto não é o Benfica que quero. Não chega! Perante um adversário tão frágil é ser antibenfiquista exigir mais? Seja... Agora ver uma confrangedora falta de vontade e sede de vitória nunca poderá ser confundida com gestão de esforço.

E a Champios League, tornou-se mais respirável...!!

Avatar
 ●  4 comentários  ● 


BENFICAAAAAAAAA..!!!!

Visão de futuro

 ●  13 comentários  ● 
Não vim hoje com as conversas do jogo e que bora lá ganhar e mais não sei o quê. Era o que faltava quando vamos jogar com uma equipa que nem sei dizer o nome.

O que me continua a preocupar é a subserviência ao tema da FPF, a importância inacreditável do Domingos Soares Oliveira (que nem do Benfica é), as diferentes agendas que têm o Vieira, o Rui Costa o Jesus e o Domingos! IMPENSÁVEL.

Será que ninguém põe isto em causa?

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Anti-Benfiquismo

 ●  30 comentários  ● 
Há muito tempo que percebi que um dos principais inimigos do Benfica são os Benfiquistas. Este blogue é um bom exemplo disso. Demasiados adeptos Benfiquistas confundem a crítica construtiva, fundamentada, própria da natureza Democrática do Benfica, com a crítica compulsiva, irracional, resultante das frustrações desportivas ou outras.

Este é um dos melhores trunfos dos nossos principais adversários, principalmente de Pinto da Costa que há longos anos o utiliza em proveito do seu clube recorrendo a uma panóplia de subtilezas que só os muito atentos percebem. Décadas de promiscuidade e cumplicidades várias associadas às desastrosas alterações dos quadros competitivos promovidos pelas superestruturas do futebol internas e externas, conduziram ao cerco estratégico do Benfica.

De facto, a indigência financeira de grande parte dos clubes colocou-os na órbita do Porto, tornando-os seus aliados incondicionais, proporcionando-lhe o domínio indireto das instituições desportivas bem como benefícios desportivos e financeiros decisivos. Daqui resultou o isolamento clubístico e institucional do Benfica bem como um ambiente geral de hostilidade à sua volta, diligentemente fomentado.

Apresentar o Futebol Clube do Porto (FCP) como estandarte da alegada futura Região Norte foi o maior trunfo de Pinto da Costa, proporcionando ao seu clube, alegadamente, apoios de vária ordem dos principais partidos do poder. De facto, o FCP, sendo um dos instrumentos de propaganda da Regionalização, beneficia, alegadamente, da sujeição das leis da República aos seus interesses, abusivamente entendidos como da Região, por parte de várias entidades locais e nacionais. Os exemplos envolvendo o Benfica são tão devastadores que nem os vou referir aqui.

Lembro que, os principais intervenientes do Processo do Apito Dourado não foram condenados judicialmente devido à revisão do Código Civil efetuada previamente por acordo entre os principais Partidos e que invalidou a utilização das escutas como meio de prova para crimes puníveis com pena de prisão inferior a cinco anos impedindo ainda a sua transcrição pública sem consentimento dos escutados. Considerando ainda, que a acusação dos arguidos foi elaborada pela Exmª Srª Drª Maria José Morgado, magistrada de uma competência e seriedade a toda a prova, concluo sem medo de errar, que nem o poder político nem o poder judicial envolvido estavam interessados na condenação dos principais arguidos.

Também na comunicação social o Benfica está isolado; Correio da Manhã e Record são Cofina, afeta ao Sporting; Diário de Notícias, Jornal de Notícias, o Jogo, TSF, SporTV, são Olivedesportos, afeta ao Porto; Público é Sonae, afeta ao Porto; Expresso e Sic são Impresa, aparentemente isentos, no entanto, a secção desportiva do Expresso, quanto a mim, mostra uma tendência clara para o Porto; RTP1 e RTPN são instrumentos de propaganda do Norte e do Porto; a Bola aparentemente pluralista, permite no seu seio fundamentalistas como Sousa Tavares, Rui Moreira Olímpio Bento e outros, censurando, alegadamente, comentadores afetos a outros clubes e inibindo-se de denunciar frontalmente as irregularidades desportivas que regularmente passam sob os nossos olhos. Sobra a TVI, eventualmente isenta. Não me lembro de mais nenhum jornal relevante. Resta ao Benfica, o seu jornal e a sua TV!

No plano financeiro, sugiro aos leitores que se informem, da identidade dos acionistas de referência do FCP e dos elementos constituintes do seu Conselho Consultivo. Quando o fizerem perceberão melhor o que está em jogo. Recordo apenas que, há tempos atrás, logo após a imprensa noticiar um alegado atraso de pagamento de ordenados aos atletas das modalidades amadoras do FCP, referiu a mesma, que, a Portugal Telecom, alegadamente, renovara, por dez milhões de euros, o contrato de publicidade que tinha com o clube. Sugiro aos leitores que se perguntem da origem do financiamento para aquisição de atletas pela Direção do FCP, nomeadamente, impedindo o Benfica de adquirir os melhores jogadores, estratégia central no “sucesso” desportivo do Porto.

Mas é aqui que Filipe Vieira dá cartas. É no plano financeiro que não conseguem isolar o Benfica, como fizeram com Vale e Azevedo. É esta uma das vias da salvação do Benfica e que Filipe Vieira tem usado para tornar o clube cada vez mais forte. Não vou mencionar as suas realizações no Benfica. Só não vê quem não quer. Nesta conjuntura, não serve de nada andar p’raí aos gritos contra o Pinto da Costa, os Árbitros, a Liga, a Federação, a UEFA, a Fifa, o Governo, ainda por cima, quando, perante a recomendação de boicote aos jogos fora, decidida regulamentarmente pelos corpos sociais do clube, os adeptos lhes fizeram o manguito! E o Pinto agradeceu!

Quem inova como Filipe Vieira tem inovado, sem paralelo em Portugal, em gestão empresarial e desportiva, não é carneiro É LIDER. Quem constitui a Fundação Benfica, apoia as vítimas do terramoto do Haiti e as vítimas das inundações da Madeira, é um profundo humanista, um coração sensível e não um ditador sanguinário como foi Estaline.

Na minha crónica anterior lancei vários temas importantíssimos e atualíssimos para debate, avançando com propostas concretas, embora sucintas. Salvo algumas respeitosas exceções, nada se desenvolveu, apenas insultos sórdidos ao Presidente do meu QUERIDO BENFICA. Critique-se sim, mas com inteligência, racionalidade, pertinência, respeito e em favor do Benfica! Não é necessário insultar ninguém para o criticar. Nem ao Pinto da Costa, quanto mais ao Presidente do Benfica! Quem assim procede não tem autoridade nem credibilidade de qualquer espécie para exigir seja o que for dos Dirigentes, Técnicos e Atletas do Benfica.

ABAIXO O ANTI-BENFIQUISMO!


VIVA O BENFICA!

Burning down the house!

 ●  9 comentários  ● 
Antes de mais, cumpre-me explicar o que quis dizer com "estalinização" do SLB. Tanto poderia ter usado este termo, como podia ter usado "hugochavezição" ou até mesmo "kim jong-ilização". O que interessa aqui é o "modus operandi" do presidente, que insiste no culto da personalidade, na retórica e na esterilidade desportiva! Ah, antes que me venham falar no Damásio e Vale e Azevedo, eu respondo assim: vamos ver a relação anos de presidência/títulos. E antes que me falem, ironicamente, no Quique Flores e Camacho, relembro só quem foi o responsável por estas contratações...

É importante explicar e sublinhar que mesmo nas vitórias, não me coibi de ter uma opinião negativa em relação a LFV. Nunca me escondi, amigo Red Sniper, se me é permitido apelidar-te assim, graças ao tom mais cordial que tens usado em relação a mim. Apesar das desavenças... Mas também já o elogiei e aí ninguém quis saber! Não é perseguição! São factos! O Benfica é efectivamente menos relevante hoje do que era há 10 atrás! Foi ultrapassado em títulos! E graças ao discurso demagógico do presidente, secundado pelo "ministro" Soares Oliveira, chegámos ao cúmulo de ver adeptos do Benfica a não atribuirem importância à Taça de Portugal! E à Taça da Liga! Benfiquistas, num clube como o nosso não ganhar qualquer uma das competições internas é um fracasso! Em proporções diferentes, mas é um fracasso! Até o Sporting ganhou mais Taças e Supertaças que nós, no consulado LFV! Mais interessante: nos últimos dez anos, por 4 vezes tivemos apenas um grande nos "quartos de final". Sabem qual foi a única vez que a Taça não foi ganha nessas 4 ocasiões pelo grande ainda na prova? Em 2005, Benfica! Porque passou a semana toda na basófia, na festa e nas recepções! E perdeu ante... o Setúbal do... José Rachão!

Quando se faz o historial do Benfica não irá lá aparecer 32 campeonatos, 24 taças, a renovação do Maxi, 12 milhões ganhos na Champions e nem quantas casas o presidente visitou! Aparecem títulos! Isso é o que nos dá prestígio lá fora! E se vencermos títulos, estaremos nas competições europeias para ganhar dinheiro, isso é certo! Agora adeptos do SLB a desprezarem a festa do futebol como é a final da Taça é quase apoiar PC na estúpida pretensão de retirá-la do Jamor! E tirá-la dali nunca! Amigos, o Benfica é feito de adeptos exigentes, atletas com qualidade e galhardia e títulos! Sempre foi! Não se tornem perdulários! Vale e Azevedo irritava-me solenemente pela quantidade de m*rda que contratou para o Benfica! Mas por cada Kandaurov, há um Andrés Diaz!

Novamente para o amigo Red Sniper (e sublinho aqui que não estou usar de ironia), como te tomo por inteligente, sabes bem que o bajulador a que me referia não eras tu! Mas sim todos aqueles que constroem um blogue à volta do elogio a LFV! O homem que em 10 anos apenas ganhou dois campeonatos e uma taça. Como é possível? Achas perseguição? Criticar um homem que apoia o "Facturas"? Não sou ninguém para apoiar ou criticar o Marta, mas de certeza que nunca pode ser pior que um homem ligado ao bafio portista! Viram obra na Liga? Eu não! Quer dizer, vi... Roubos de igreja! Que justificação há para o Benfica apoiar o "Facturas"? E em vez de dizer que eu só digo mal de Vieira, expliquem-me para variar, o apoio inequívoco! Sabem? Eu não!

MORREU o Apito Dourado

 ●  18 comentários  ● 
Ou melhor, vai morrer na próxima semana quando o Fernando Gomes for eleito o presidente da FPF, com o apoio (ou será o silêncio cúmplice?) do Vieira.

Há uns dias vi aqui uma «declaração de voto» do GB a dizer que a escolha dele é o Carlos Marta. A mim parece-me algo mais do que óbvio, claro.

A ligação do Fernando Gomes ao Vieira vem pela mão do Domingos Soares Oliveira. Quando há uns anos li o livro do Veiga onde ele dizia que esse senhor, que pouco gosta de futebol e se calhar menos ainda do Benfica, acabaria por uma das mais relevantes e influentes personagens do Benfica. O que é RIDICULO quando olhamos para a função dele e para o facto de o Benfica ser um clube de futebol e não uma qualquer empresa cotada em bolsa.

O fim do Vieira no Benfica está próximo, depois de consecutivamente perder oportunidades para matar a corrupção (premeditadamente? cada vez acredito mais nisso). Haverá ainda possibilidades de alguém perdoar o Vieira depois desta entrega definitiva do poder ao Porto e à sua estrutura corrupta? Será que haverá ainda margem para aceitar a renovação do contrato com o Joaquim Oliveira?

Eu acho um PÉSSIMO ERRO ESTRATÉGICO este apoio com silencio cumplice ao Fernando Gomes, a soldo da agenda pessoal e profissional do Domingos Soares Oliveira. O que impede o Vieira de se demarcar do Domingos Soares Oliveira e o relegar ao seu papel secundário que nunca deveria ter deixado de ter?

Fica o debate

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Onde está a fasquia afinal?

Avatar
 ●  12 comentários  ● 
Todo o universo benfiquista tem lamentado a eliminação da Taça de Portugal.
De uma maneira ou de outra, todos estão insatisfeitos.
Mas enquanto que um conformismo estranho se apodera de (infelizmente) bastantes benfiquistas, há quem se recuse a manter a fasquia por baixo.

Mas a pergunta que levanto é esta: Onde está a fasquia de JJ?

O futebol praticado pelo Benfica no consulado de JJ tem sido do melhor na última década. No entanto, também nunca nenhum treinador na última década teve tantos recursos financeiros e jogadores de qualidade ao seu dispôr como JJ.

Mas o treinador do Glorioso tem cometido erros. Aliás, erra poucas vezes, mas quando erra tem custado ao Benfica demasiado caro.

A eliminação frente ao Marítimo é indefensável.  Como já escreveram neste blog(citando uma velha glória do nosso clube), a gestão é feita após conseguirmos as vitórias e não antes.

Cada vez que JJ inventou em jogos importantes, perdemos. Custou-nos na época passada a final da Liga Europa, a presença na final da Taça de Portugal, assim como já tinha custado a eliminação frente ao Liverpool em 2009/2010 ou a derrota por 5-0 frente aos corruptos.

Resumindo, JJ tem emendado muitos erros do passado na corrente época, mas o gerir o esforço do plantel sem termos ganho nada é um erro.

Já nos custou a Taça de Portugal este ano, troféu em que temos pergaminhos únicos em Portugal.

Onde está a tua fasquia, JJ?

A dos benfiquistas não se fica pela Taça da Liga nem por vitórias morais.

Uma Taça de Desilusões I

 ●  8 comentários  ● 
Portugal, 5 de Dezembro de 2011

A eliminação da Taça de Portugal volta a colocar na ordem do dia o debate sobre o verdadeiro objectivo da SAD do Benfica, que parece estar (ou é “obrigada” a estar) mais voltada para a vertente económica do que para a vertente futebolística.

Em 11 participações na Taça, deste “projecto” desportivo de Vilarinho/Vieira, falhamos a final por 9 vezes (!) o que é um registo pobre para a equipa com maior número de vitórias nesta competição. O registo de eliminações apresenta algumas curiosidades. Assim, fomos eliminados 2 vezes por FCP, Guimarães e Marítimo, 1 vez por SCP e Leixões (nas grandes penalidades) e 1 vez pelo Gondomar da 2ª B. Das 8 eliminações na prova a um só jogo, cedemos 2 vezes (FCP e Marítimo) depois de jogarmos primeiro em casa. O Guimarães neste período foi a única equipa a eliminar-nos 2 vezes em nossa casa. E foi em nossa casa que sofremos a maior humilhação da nossa história na prova, ao sermos eliminados pelo Gondomar da 2ª divisão B.

Na questão casa e fora, nestas 8 eliminações jogamos 6 vezes em casa, o que diz bem do que significa o actual Inferno da Luz para os nossos adversários: zero! Mas bom, temos um estádio novo (por pagar), cadeirinhas estofadas (para outros incendiarem), lojas de comida em todos os pisos, cobertura em todo o estádio (ao contrário dos “pobres” do Barcelona que só tem cobertura em menos de num terço do mesmo), etc. E todos nos elogiam ...

Para o Sr.º Vieira está tudo bem, “temos outras provas para ganhar”. Ou seja, a Liga dos Campeões, o Campeonato e a Taça que ninguém Liga, e por isso mesmo os árbitros parecem ter autorização para, de vez em quando, errar a nosso favor de forma grosseira.

Convenhamos que o Sr.º Vieira e a equipa que lhes escreve os discursos, sabem contornar o desânimo dos adeptos, de cada vez que perdemos uma competição. Porque há que alimentar a ilusão, a chama, o apego à equipa, pois há bilhetes e muito merchindising para vender, a Sporttv factura menos quando andamos cabisbaixos, etc, etc. E se não vendermos, o Benfica fica nas mãos dos Bancos a quem devemos mais de 240 milhões de euros de empréstimos.

É este o Benfica da refundação que falava há dias, o Dr.º Domingos Soares de Oliveira (que não mente pouco) em entrevista ao jornal do Benfica.

Sem querer ser mauzinho, o Benfica perdeu este jogo porque foi buscar um guarda-redes para agradar à comunicação social e a todos os que dentro do Benfica, acharam um erro tremendo gastar 8 milhões no Roberto quando tinham ali 60% do português Eduardo por 4 milhões. Se a estupidez futebolística fosse música, o Benfica tinha a melhor orquestra do campeonato, por larga margem!

Eduardo estava condenado a ser um fracasso no clube do seu coração. Porque a pressão de ganhar é superior à de Braga e Génova, e porque trazia de Itália (onde há maior cultura defensiva) uma média de golos sofridos de 1,4 golos por jogo! Roberto sofreu 0,92 e foi o que se sabe. Mas no Benfica ninguém pensa, porque quem paga os prejuízos é o dinheiro dos sócios ...

Claro que podíamos falar de arbitragens. Apesar de termos sido prendados com 1 penalty duvidoso (só pela televisão, porque no campo qualquer um marcava), voltamos a ser penalizados em 2 foras de jogo inexistentes (mn 31 e 59) e o adversário voltou a beneficiar do critério disciplinar “largo” aos mn 22 e 29, não levando 2 cartões amarelos! O truque de sempre que ajuda a aumentar os níveis de confiança do adversário. Quem ainda não sabe porque razão os nossos adversários metem mais o pé contra o Benfica do que contra o SCP e o FCP, depois de se gastarem 160 milhões de empréstimos bancários nas contratações de 10 épocas, ou é burro ou continua a brincar com o dinheiro dos sócios ....

Se estendermos a análise das questões de arbitragem às outras 9 eliminações, iríamos concluir que em pelo menos 5 (!) houve erros de arbitragem com influência directa no resultado: FCP (Carlos Xistra, 2ª mão, 2010/2011), Guimarães (Elmano Santos, 2009/2010), Leixões (Olegário Benquerença, 2008/2009), SCP (Jorge Sousa, 2007/2008) e novamente Guimarães (Jorge Sousa, 2005/2006)...

Conversando com Jedi (e restantes “colegas”)

 ●  19 comentários  ● 
O Benfica deve ter um projeto que vise a neutralização da propaganda anti-Benfica disseminada pela comunicação social, contrapondo análises equilibradas das várias situações relevantes emergentes. Não é fácil, visto que os principais meios de CS estão “contaminados”, desde há muito, pelos nossos adversários, mas é possível. Por exemplo, através da adjudicação de contratos publicitários e o recurso a cronistas de reconhecida idoneidade, Benfiquistas ou não.

Porém, tal projeto só será eficaz, se for consubstanciado em projectos multidisciplinares para o Desporto. É necessário que o Benfica torne pública a sua visão para o desenvolvimento do Desporto em Portugal, identificando deficiências na Lei de Bases e na Regulamentação das modalidades, apresentando as suas propostas e atraindo aderentes, de todos os sectores.

Quanto ao FG e à FPF: Confirma-se hoje o que já sabíamos; os sucessivos adiamentos de aprovação dos novos estatutos tinham por objetivo dar tempo ao clube do regime para implementar e consolidar uma estratégia de tomada do poder na nova Direção da FPF. Resultou em cheio, com o contributo efectivo de Madail - outro lobo com pele de cordeiro -, ao definir a data de eleições. O passo seguinte consistirá na alteração dos novos Estatutos para devolver às Associações o poder que detinham.

Para avaliarmos melhor as intenções de FG, refiro as suas declarações na entrevista que deu ao CM, a propósito da arbitragem e corrupção:

Disse que Vitor Pereira lhe deu “indicações de seriedade, honestidade, competência e imparcialidade”, condições que considera essenciais para quem lidera a arbitragem. E acha que a arbitragem não está descredibilizada. Eu não acho, quer em virtude dos prejuízos de que o nosso clube tem sido vítima quer de nomeações que constituem em si mesmas, graves provocações aos Benfiquistas. Daqui estamos conversados.

Porém, qual é o projeto do Benfica para esta área? Defendo que, nem as Associações nem os clubes, nem a Associação dos Árbitros têm credibilidade para controlar o setor da arbitragem. Os factos falam por si. O recrutamento, a formação, a nomeação, a classificação e a progressão dos Árbitros deverão estar a cargo de um organismo público, por exemplo, o Instituto Nacional do Desporto. Só este poderá garantir isenção e competência, sujeitando-se ao escrutínio popular e julgamento eleitoral indireto.

Contudo, aleluia, o “modernizador do futebol Português” defende a utilização de meios tecnológicos como auxiliares da arbitragem, dispondo-se a alertar as autoridades para o seu uso! Grande “bacano”! O caso é que o Sr. Blatter, essa eminência parda do futebol, não concorda! Isto é que é um azar hem? Claro que os apostadores ilegais ficariam privados dos seus ganhos milionários o que, convenhamos, poderia ser altamente desconfortável.

A propósito do combate à corrupção refere;“ não deixarei de promover a adequação dos nossos regulamentos para serem mais incisivos no combate a essas práticas (também doping e jogos combinados) bem como a articulação de outras entidades”. E sem se deter; “como Presidente da Federação, se eu tiver conhecimento de alguma dessas questões, eu próprio denunciarei e farei tudo em articulação com as entidades judiciais para corrigir essas situações”. Nesse caso mudou muito; porque rejeitou Ricardo Costa, aceitou pacificamente o arquivamento do caso Kleber tal como a explicação dos apagões do Axa e, que eu saiba, ainda nem se pronunciou acerca do fogo-posto na Luz? Nós sabemos porquê!

Quanto ao “ se tiver conhecimento de algumas dessas questões”, ocorre-me a resposta que, alegadamente, Madail deu ao Tribunal durante o julgamento do Sousa quando lhe foi perguntado pelo Sr. Juiz, grosso modo, se “nunca tinha desconfiado de que poderia haver irregularidades na arbitragem dos jogos de futebol”. Respondeu Sua Excelência o Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, grosso modo, “ que não, porque raramente via jogos de futebol”! É obra hem?

Preferia que o Benfica se mantivesse fora do processo afirmando publicamente as suas razões. A não ser que haja algo mais que possa conferir credibilidade ao projeto de FG, coisa em que, francamente, não acredito. É mais fácil acreditar no Pai Natal.

Um abraço a todos

domingo, 4 de dezembro de 2011

Eleições para FPF - a minha escolha

 ●  8 comentários  ● 
Só para deixar claro antes das eleições e para que não venhamos a chorar no leite derramado, no rescaldo do debate que houve entre Carlos Marta e Fernando Gomes, a minha escolha para Presidente da FPF é Carlos Marta.

A Oeste nada de novo

 ●  Sem comentários  ● 
Expectativa zero quanto às entrevistas aos candidatos para a futuramente unificada Federação Portuguesa de Futebol. Entre o cinzentismo do ‘Nandinho das facturas’ que arrostará sempre o epíteto de colaboracionista do regime no auge dos Xitos do já ido Pinto, e o ex-ciclista Marta que subiu na vida porque soube descobrir a tempo as virtudes, potencialidades e abertura de novas oportunidades por via da política activa, venham os 43 diabos e escolham.

Por via das previsivelmente bafientas entrevistas dos dois candidatos no jornal A Bola de hoje, contrariamente à curiosidade que poderia advir da oportunidade de se introduzirem novas ideias e concepções, materializou-se única e exclusivamente a certeza de «mais do mesmo» enquanto se esfolheavam as páginas repletas de frases feitas dos dois candidatos.

Com a pequena eternidade que levou a adequar os estatutos da FPF ao novo regime jurídico das federações desportivas, pasmo como é que os clubes, as várias Associações (as que ainda subscrevem alguma proactividade), no fundo todas as estruturas do futebol, não conseguem gerar um candidato que traga ideias inovadoras e medidas protectoras e de desenvolvimento do futebol português, para além de, através da sua postura, poder gerar consensos duradouros entre as várias linhas de interesses que se defrontam permanentemente no futebol português.

Displicência: debate

 ●  3 comentários  ● 
Obrigado a todos pelos comentários.


Sócio 51190: Não desista de dar a sua opinião sincera sobre o nosso Benfica. Amar o Benfica implica a crítica bem intencionada.


Viriato: Ora aí está: como se explica essa opção? Utilizou o Aimar em condições impróprias contra a Naval, em vésperas do jogo com o MU, importante para a qualificação. Poupou-o num jogo decisivo da Taça, com o Benfica já apurado para a Champions e com o “fortíssimo” Otelul pela frente!


Vcruz: Aconteceu futebol tal como teria acontecido se o nosso Benfica tivesse ganho, como poderia, se os atletas em campo tivessem jogado ao seu melhor nivel. Não só não esqueci o que o nosso Benfica fez de bom durante esta época como estou esperançado em que faça ainda melhor. Apoio sempre o nosso clube, mas, tal como enalteço as suas virtudes, critico os seus defeitos apresentaqndo alternativas. Os protagonistas têm que perceber que estamos atentos e que queremos o seu melhor.


Jedi: Não peças desculpa por discordares; eu sei que estás de boa fé. Também para mim o nosso Benfica deve sempre entrar para ganhar em todas as competições . No entanto, ocorre-me uma expressão do Bella Guttman após uma vitória na Liga dos campeões. Referindo-se ao Campeonato Nacional disse : “O Benfica não tem cu para duas cadeiras”. A industrialização do futebol trouxe uma alteração substancial de paradigma, com implicações no financiamento dos clubes e o“alastramento” da corrupção. Não tenho a menor dúvida de que, a Taça da Liga e a Taça de Portugal são instrumentos de gestão das carreiras do clube do regime nas competições financeiramente relevantes, em prejuízo dos principais concorrentes, como o Benfica. Basta estar atento. Um tema a aprofundar.


Red: Quando um prestador de serviços percebe que o seu cliente não tem capacidade para compreender e reclamar das deficiências das suas prestações, tende a desleixar-se. Também o Jorge Jesus está sujeito a críticas, sem que tal signifique que não admiramos o seu trabalho. Neste jogo, falhou redondamente. Parece que às vezes desliga!


Um abraço a todos

Lendo os jornais, lendo analistas ou os blogues como "vox populi" do SLB

 ●  6 comentários  ● 
Numa triste manhã de Domingo, enclausurado que estou no meu local de trabalho, passeei-me pelos jornais. De ontem e hoje... Leio algumas crónicas de opinião e análises, ligadas directa e indirectamente ao Sport Lisboa e Benfica e desde logo me saltam à vista pontos interessantes, que importa debater.
Os blogues são, cada vez mais, os porta-vozes da massa adepta do SLB. Se quisermos Departamentos de Comunicação sombra. Desde logo sublinho um ponto interessante no que toca à minha premissa: muitos são os "bloggers" que denunciam relações perigosas entre o futebol, o poder político e a finança. Relações prejudiciais ao clube! Outros focam-se no jogo sujo dos bastidores, de novo avesso aos interesses benfiquistas. E pergunto-me eu: estará o SLB a dormir perante tão graves actos como os denunciados? Porque não os denuncia o clube, na 1ª pessoa? Ou será que os "bloggers" são caluniadores e meros especuladores, escondidos atrás de um teclado? Ao vermos crónicas maldicentes em jornais, cabe só aos escribas denunciar que esses cronistas servem um patrão identificado? Ou deveria o clube ter um departamento que investigasse essas calúnias, desmontado o circuito do patronato que produziu tais "mentiras"? Creio que seria interessante pensar nisto!
Voltando aos jornais, analisando alguns cronistas. Neste momento, existe um valor emergente no que toca a ódio irracional ao SLB, escondido debaixo da capa de cronista/jornalista. Esqueçam MST, Miguel Guedes, Olímpio Bento, Vítor Serpa ou J. A. Saraiva. Duarte Moral do Correio da Manhã é um novo valor seguro do antibenfiquismo primário! Há uns tempos, a propósito das trocas de "mimos" entre Eusébio e o Sporting, este senhor apelidou o Pantera Negra de "King em matéria de estupidez". Na edição deste fim de semana, voltou à carga sobre o Benfica, chamando o clube de faustoso, com mania de grandezas e dos pioneirismos (a rede, o canal, etc) em tudo, como se isso fosse uma coisa terrível! Extraordinário, ein? Um cronista avesso ao pioneirismo e à modernidade! Já o havia dito numa bela prosápia, denominada "A Caixa que arde" a propósito da caixa de segurança.
Mas nem tudo é mau no que toca a análise do CM. André Pipa, olhando a frio à fricção Benfica/Sporting deixou uma opinião interessante. Em termos gerais é isto: Pinto da Costa subiu o seu FCP a custo de manter os dois rivais da 2ª Circular em conflito, mantendo inclusivé alianças ocasionais e alternadas, ora com um, ora com outro! Mas num momento em que as relações estavam num trilho de apaziguamento e até sã convivência, eis senão quando os dois clubes fizeram o trabalho de PC, desentendendo-se! E lá no Norte o presidente corrupto, ri-se de tudo isto. E concordo com André Pipa! É lógico que no campeonato das "desinteligências" a propósito do "derby" o Sporting ganhou largamente e com maioria absoluta, mas estará o Benfica totalmente inocentado? Não sei! O que sei é que conhecendo PC como todos o conhecemos, este deve ter rido a bom rir com tudo isto! E branqueado mais uma agressão a um jornalista e mais um mau jogo perante um surpreendentemente frágil Braga (ao invés dos jogos contra... precisamente os rivais de Lisboa. Curioso, ein? Volta tudo aqui.). Os clubes de Lisboa deveriam concentrar-se mais em "eliminar" o FCP do que gastar forças entre si! Sobretudo, o Sporting devia reflectir mais um pouco perante a sua actuação perante o SLB! E saber que não ganha nada em ter os dirigentes e pontas de lança da escrita contra o SLB.


Por último, pego no jornalista d'A Bola (não me lembro do nome) que ao ler a entrevista a Fernando Gomes, deixa no ar a pergunta: porque irá o "Facturas" para a FPF? Há um ano e picos prometeu mundos e fundos para a Liga. Chegou ao poleiro e nada de visível foi feito! E agora, com a mesma lábia, quer saltar para FPF! Porquê? E eu faço a mesma pergunta: porque quer o "Facturas" ir para a Federação? Na Liga nada fez, porque merece ele uma base de apoio para se candidatar? Mais interessante: porque apoia LFV tão inequivocamente o "Facturas"? Não é o Benfica que apoia, pois se "o Benfica são os sócios", basta consultar a blogosfera para se perceber não é o clube que o apoia, mas sim LFV! Pois se até o Departamento de Comunicação oficioso do gabinete do presidente na blogosfera levanta algumas reservas a esta medida, qual o interesse de LFV, tendo o Benfica nada de positivo a dizer sobre o "Facturas"?

ranking