O blog Novo Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com

segunda-feira, 17 de junho de 2024

Eleições: o que é mais importante? O SL Benfica ou fazer cair Rui Costa?

. 3 comentários


No seguimento do post anterior, é claro que é vital falar da posição de Rui Costa como Presidente do SL Benfica.

Sou crítico de Rui Costa desde que se assumiu como “silent partner” de Luís Filipe Vieira.

Desde que preferiu remeter-se ao silêncio enquanto Jorge Jesus tomava uma posição directa junto de Vieira e, juntos, decidiam contra o interesse desportivo do SL Benfica.

Anos a fio Rui Costa assistiu em silêncio ao delapidar do SL Benfica e terá assinado 1/3 de todas as despesas da SAD, como administrador.

Cheguei a perguntar a um dirigente do SL Benfica, num jantar privado, se Rui Costa tinha como função limpar o pó das Taças no Museu.

São inúmeros os posts publicados por mim no NGB sobre Rui Costa e a sua postura fraca e falta de capacidades de gestão.

Mas chegamos a 2021 e a escolha era entre Rui Costa e Benítez.

Não apareceu mais ninguém a dar o corpo às balas num momento em que Vieira foi forçado a sair. NINGUÉM.

O “herói” de 2020, Noronha Lopes, repetiu o que fez em 2001 e cagou para o SL Benfica em 2021, orientando antes a sua vidinha. Mais ainda: mostrou que o superior interesse do clube (e no momento em que o SL Benfica mais precisava de alternativas) nada lhe diz.

Por isso apareceu agora novamente, cumprindo o ditado que “quando estamos no chão até os cães nos mijam em cima”. Ou seja, apareceu em 2020 quando achava que Vieira estava fraco, e aparece agora quando acha que Rui Costa está abalado pelos resultados negativos.

Em 2021 a escolha, limitada a Rui Costa e Benítez, era óbvia a todos os níveis. O candidato do SoB não tem perfil para nenhum cargo de relevância no SL Benfica.

E daí a minha posição actual que pensa unicamente no interesse a curto prazo do SL Benfica:

1) Rui Costa deve manter-se como Presidente e cumprir o último ano de mandato, renovando a equipa da SAD e se for preciso a do Clube (tendo em atenção os estatutos).

O que é preciso garantir é que o SL Benfica prepara e reforça a equipa da melhor forma possível e inicia a época com o plantel praticamente fechado.

2) Mas caso Rui Costa não se queira recandidatar em 2025 e não tenha capacidade (ou vontade) para renovar a equipa de gestão no imediato, então deve preparar a temporada da melhor forma possível, demitir-se e convocar eleições antecipadas para Outubro e deixar os benfiquistas escolherem novo presidente.

3) Ou caso Rui Costa seja envolvido em alguma evolução das investigações em curso aos negócios da SAD, que passe por ser arguido ou acusado, aí ficará numa situação demasiado frágil e deverá pensar na sua defesa e no SL Benfica e pedir a demissão.

Tudo o que se fala agora foi denunciado por nós no NGB durante mais de 10 anos. Caso a caso. Jogador a jogador. Comissão a comissão. E sabem que mais? 

Rui Costa foi eleito em 2021 com 84% dos votos. Goste-se mais ou menos dele, FOI A VOTOS E MERECEU A CONFIANÇA DE 33000 MIL SÓCIOS VOTANTES NAS ELEIÇÕES MAIS PARTICIPADAS DE SEMPRE!

Não gosto de Roger Schmidt como treinador e muito menos dos erros de Rui Costa como timoneiro do SL Benfica. Mas nada do que vi até agora belisca a sua atual legitimidade enquanto Presidente, excepto se se verificar o que digo nos pontos 2 ou 3.

Tudo o resto é barulho desnecessário e uma busca do poder pelo poder. Quero lá saber de apertos de pescoço ou de discussões de pilinhas em AG. Temos que ser práticos.

O que não é de certeza é defender o interesse do SL Benfica.

Seara e Noronha Lopes: as faces visíveis do que está mal no SL Benfica

. 16 comentários


O que tinha tudo para ser uma AG (dupla) histórica fica na memória pelos piores motivos.

Primeiro do lado do PMAG, Fernando Seara.

Erros numa organização que nem uma agremiação de bairro cometia.

O erro maior foi não ter preparado logo de início a AG no estádio, como sucedeu com a da tarde. Se a afluência não fosse a esperada, não seria da parte do SLB que não tinham sido criadas as condições.

A consequência disto é que a AG da manhã começou tarde e terminou e ainda estavam lá fora imensos sócios. Inaceitável.

Depois a acreditação dos sócios. Poucos postos para receber milhares de sócios. Isto tem algum sentido?

Cabe ao PMAG liderar toda a organização da AG e garantir os fundos necessários da parte do clube para que as condições sejam as ideais.

Fernando Seara desprezou os benfiquistas e a sua mobilização e interesse no momento do clube. É um reflexo do que muitos que estão no clube e na SAD acham dos adeptos e dos sócios: uns estorvos que de vez em quando temos de aturar.

Mas a outra metade do que se passou não fica atrás de Fernando Seara no desprezo pelos valores do SL Benfica.

Falo de João Noronha Lopes e dos seus fiéis seguidores. Prestaram um péssimo serviço ao benfiquismo e ao clube. Fizeram exactamente o contrário daquilo que diziam estar a defender.

A democracia e o benfiquismo não são compatíveis com a baderna, a gritaria, os insultos e os assobios constantes. A AG não é um jogo de futebol mas uma altura solene e deve ser respeitada como tal.

Quer isto dizer que não pode haver paixão? Não pode haver nenhum momento de desagrado ou discordância? Óbvio que não! Pode e deve.

Mas o que se passou no sábado foi outra coisa. Foi uma acção concertada de desestabilização do SL Benfica.

Quer Rui Costa quer outros sócios, fora desta “igreja de fanáticos” de Noronha Lopes, não tiveram condições para explanar os seus pensamentos ou as suas ideias sem uma constante gritaria ou assobios.

Uma conduta vergonhosa nada condizente com a tradição do SL Benfica de Borges Coutinho ou Ferreira Bogalho.

João Noronha Lopes e os seus fiéis fizeram lembrar sim as AGs do Sporting de Bruno de Carvalho, em que o mesmo fanatismo e intolerância para com os outros acabou por resultar num dos períodos mais negros da história dos lagartos. Uma conduta totalmente inaceitável.

Aos que chegaram recentemente ao NGB e aos que só em 2020 acordaram para o que se passava no clube, relembro que a minha opinião sobre o Rui Costa “Presidente e Gestor” é a pior possível há muitos anos, ainda ele só tinha como função fumar cigarros em horário de expediente.

Mas numa altura de pré-temporada, em que urge que se prepare a época, andar a desestabilizar o clube por causa de um acontecimento com quase 5 anos, por um orçamento cuja aprovação ou não não tem consequências na gestão do clube, e enxovalhar o Presidente do SL Benfica e todos os que pensam de forma diferente é fazer muito mal ao SL Benfica.

Ademais, a confusão em torno dos resultados da votação do orçamento é um reflexo da falta de interesse em “construir”.

Quer Fernando Seara quer João Noronha Lopes e todos os que pensam como eles prestam um péssimo serviço ao Sport Lisboa e Benfica. 

O desprezo pelos restantes benfiquistas é repugnante. São a ligação a um passado de intolerância que não queremos que regresse.

Uma nota final quanto ao tema “eleições”.

Eu não defendo eleições antecipadas no caso de Rui Costa pretender continuar como Presidente. Defendo sim, como outros benfiquistas, que deve reestruturar a sua equipa profundamente e atacar o último ano de mandato com a ambição e estratégia adequadas aos pergaminhos do SL Benfica.

No entanto, se Rui Costa não tiver planos para se recandidatar, acho que deve convocar eleições antecipadas.

Ou se entretanto as investigações judiciais produzirem resultados com consequências imediatas para a reputação do Presidente, também deve convocar eleições antecipadas e afastar-se.

domingo, 16 de junho de 2024

Depois das AG, agora é olhar em frente nunca para trás!

. 7 comentários

Depois de tudo o que foi decidido e dito ontem, é hora agora de focarmos no essencial:

- A Aprovação dos novos Estatutos.

Infelizmente a votação da manhã decorreu tinha eu acabado de entrar, pelo que não acompanhei as alterações à metodologia propostas (e aceites) pelos sócios e ainda não tenho a foto 100% completa.

Ficou claro que há duas propostas alterantivas a votação para já, num total de três. Posso estar a "ver mal o filme" mas temo que ao haver três propostas resulte num impasse, porque tanto quanto entendo a aprovação requer 4/5 dos votos para passar, ora como vimos ontem há muita polarização e mesmo o orçamento ficou dividido.

Por isso mesmo, eu preferia o modelo que já aqui referi antes: Votação de uma base "aceitável" sobre a qual fossem depois aprovadas alterações.

Isso garantia que desde logo teriamos uma base sólida (que não sendo ideal era melhor que o que temos e já nos daria garantias para um novo acto eleitoral em caso de as aprovações em AG correrem mal) e depois pudessem haver propostas de alteração aos artigos contidos nessa versão melhorada.

Para muitos sócios há linhas vermelhas nos estatutos que precisam ser alteradas e temo que a actual situação e polarizações dificultem esse processo. Eu próprio tenho algumas: AGs do dia 15: Linhas Vermelhas


Lições e ilações das AGs de hoje

. 17 comentários

Antes de mais, congratular-me, tal como todos os benfiquistas fizeram e disseram ao longo do dia, por uma tremenda demonstração de militância. Não levamos lições de democracia de ninguém, como foi demonstrado.

Tenho escrito aqui no blog várias vezes que Rui Costa não demonstrava capacidade de Liderança e hoje viu-se isso mesmo. Dois discursos erráticos, com varios argumentos infelizes, a que se juntou uma Direcção escondida atrás do Presidente e que não suportou o seu lider, deixando-o grelhar por mais de 12 horas.

Face aos acontecimentos de hoje, parece ser relativamente consensual, Rui Costa hoje deveria ter devolvido a palavra aos sócios. O desgaste é tremendo e Rui Costa deve muito rapidamente reflectir se quer continuar a sujeitar-se a isto, se quer sujeitar o Clube a isto, ou se quer parar, reavaliar o seu projecto e equipa, e convocar eleições.

Se ele fizer isso, voltaremos a ter oportunidade de discutir o clube, debater o clube e melhor para o clube. Colocar de parte rotulos e divisionismos e discutir opiniões. Não vamos todos pensar o mesmo, não haverá nunca ninguém com 100%, mas podemos discutir entre o bom e o muito bom, em vez de andarmos como hoje em dia a falar do mau e do muito mau.

Foi, por isso, muito positivo ouvir várias intervenções, algumas de tremendo valor para o Clube. É sinal que há gente com boas perspectivas e até algumas propostas que permitem olhar para o futuro.

Bem sei que os 4.000 (digo eu) que estivemos lá hoje são menos de 2% dos sócios e cerca de 10% dos votantes nas ultimas eleições. Eramos menos de 30% do total de votantes em Lisboa nas eleições de 2021, por isso é preciso debater-se mais o Benfica, trazer mais gente à discussão e deixar de parte os rotulos. Porque ao final do dia, goste-se mais de A ou B... acima de tudo gostamos todos muito do nosso Benfica.

Por isso, preocupa-me a divisão que se parece ter instalado no Clube num momento onde temos um Presidente que não demonstra capacidade de liderança e internvenção para ser capaz de unir os benfiquistas.

Aquele regresso ao pulpito foi penoso de assistir! Fiquei sinceramente triste de ver a figura a que se expôs, na tentativa de querer responder aos sócios. Atrás dele já não estava ninguém. Se antes o deixaram desgastar-se, agora até fugiram. É muito triste! Se motivos lhe faltam para querer fazer o que deveria ter feito desde o primeiro dia que quis ir a votos, hoje teve vários motivos para o fazer.

Uma nota final para duas questões:
- Os varios videos que foram partilhados com os jornais. Não entendo a necessidade de o fazerem.

- Os relatos, mentirosos, de terem havido desacatos. Houve, efectivamente, um episódio onde dois / três sócios chegaram a vias de facto mas que durou 10 segundos, prontamente sanado pelos demais e tudo prossegiu sem quaisquer novas situações. Foi, apesar do descontentamento, uma AG respeitadora!

ranking