Novo Blog Geração Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


domingo, 8 de dezembro de 2019

Porque não invadiram o campo ao intervalo?

Avatar
 ●  + 8 comentários  ● 

Não é o método FCP em tempos de aflição?

Só mesmo em Portugal é que o cerco à equipa de arbitragem no final do jogo não dá castigos!

Esperamos acção da FPF. 

O Quarto Anel recebeu um reforço...

Avatar
 ●  + 19 comentários  ● 

Rogério "Pipi".

Um dos grandes do SL Benfica.

Até sempre campeão!

sábado, 7 de dezembro de 2019

Onde estão os castigos da Liga agora?

Avatar
 ●  + 46 comentários  ● 

Mas alguém acredita que este VENDIDO e ANTI-DESPORTISTA não é apenas mais um vergado aos poderes e influencias do CRAC?

Está a Liga, sempre tão diligente a castigar o Benfica, na hora de penalizar este tipo de comportamentos VERGONHOSOS?

Se dúvidas houvesse de como este pedaço de vergonha facilita a vida ao CRAC nos jogos... mais uma prova aqui. Sempre foi assim desde que voltou a Portugal. "Erros involutários" uns atrás de outros contra o FCPorto... 

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Terça-feira queremos mais!

Avatar
 ●  + 82 comentários  ● 
Melhor jogo da temporada, e contra porrada à antiga do Boavista e um Jorge Super Dragão Sousa igual a si próprio.

Terça-feira é para fazer ainda melhor!!!!!!! 

Boavista - SL Benfica

Avatar
 ●  + 54 comentários  ● 

ONZE DO SL BENFICA: 

Odysseas, Tomás Tavares, Rúben, Ferro, Grimaldo, Gabriel, Taarabt, Pizzi, Cervi, Chiquinho e Vinícius.

Suplentes: Zlobin, Jardel, Nuno Tavares, Samaris, Caio, Jota e Seferovic.

Para quê investir no plantel?

Avatar
 ●  + 44 comentários  ● 

É nestas alturas que, se quiser pensar friamente, "percebo" o Vieira. Para quê investir no plantel?

Na verdade o SLBenfica não vai nunca ganhar a Champions. Podemos fazer umas coisas giras, para o prestígio, ego e receitas é muito giro, mas nunca a vamos ganhar e só muito dificilmente chegariamos a uma meia final... e para chegar aos 1/4 final, é preciso ter jogadores muito caros num mercado que desde a transferência do Neymar... explodiu e tudo é hoje muito inflacionado.

Alem disso, os 40, 50, 60M que sejam que o SLBenfica pode fazer na Champions, pode "facilmente" fazer no Seixal com uma política de formação e scouting.

Só que para isso resultar, tem de mandar os miudos "lá para dentro"...

... e para isso acontecer, tem que "pagar a fatura" nos jogos mais complicados e arriscar-se a perder o jogar mal contra os mais matreiros ou de melhor qualidade (o que acontece facilmente na Champions). 

Em Portugal, o campeonato é TOMADO DE ASSALTO por poderes que o Vieira quis combater mas os seus telhados de vidro não deixaram, e como diz o ditado, "quando não os podes vencer..."

E foi o que ele fez! "Vendeu-se" aos poderes e tenta superá-los com a qualidade interna de uma aposta clara na formação. Vende um ou dois miudos por ano e lucra mais que se for longe na Champions. O modelo permite "premiar-se" e "premiar" os amigos no ecossistema das transferências, e a Champions não.

Pelo caminho, com uns putos talentosos, mesmo que se percam uns jogos, em teoria a probabilidade de ganhar cá dentro é elevada e é isso que o povão quer, apesar de falarem muito nas taças e na europa, o povão quer é ir ao Marquês em Maio... e se lhes derem isso duas ou três vezes em cada três ou quatro anos, eles ficam contentes.

Depois é "aceitar" o esquema de controlo do CRAC, não lhes apontar muitas armas para não ficar de "cu destapado" e, como diria o Félix, "é lidar"...

Olhando por esta perspectiva, que é apenas fria e pouco apaixonada, o homem até tem razão... defende-se, enriquece ele e os amigos (e o Benfica), vai indo ao Marquês mais que os outros... e ficam todos felizes.

Se podia ser diferente? Claro que podia... mas isto dos telhados de vidro é lixado.

O Fontelas é tão previsível...

Avatar
 ●  + 35 comentários  ● 
Corria o dia 30 de Novembro e o CRAC tinha "plantado o Fabio Veríssimo contra o Benfica" no jogo com o Marítimo. Uma arbitragem vergonhosa que tudo tentou para "cortar" o jogo do SLBenfica que, ainda assim ganhou, o que surpreendeu o CRAC ao ponto do incontinente verbal do Marques vir dizer que suspeitou da atitude do Marítimo... O que eu entendo, pois se estava tudo controlado e se eles se recusam aceitar a superioridade do SLBenfica... só mesmo demérito do adversário é possível.

Nesse dia, depois da arbitragem miserável do Veríssimo, envio um email ao nosso companheiro Shadows indignado com aquela arbitragem vergonhosa. A resposta chega passado alguns minutos, a dizer: "E no Bessa vamos ter o Jorge Sousa".

E o que acontece então hoje?


quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Precisamos de reforços de Inverno?

Avatar
 ●  + 97 comentários  ● 

O plantel tem 29 jogadores mas é curto de qualidade. 

As prestações em jogos de dificuldade mais elevada não deixam dúvidas.

Aliás, até podemos lembrar a temporada passada com a eliminação da Taça da Liga, da Taça de Portugal ou da Liga Europa, tudo já às mãos de Bruno Lage.

E se na temporada passada tudo poderia ser desculpado a Lage, esta temporada o próprio assumiu que não precisava de mais reforços, que queria ter um plantel curto e competitivo (como ainda hoje reafirmou) e fez as suas escolhas.

A questão dos reforços deve-se colocar se, e apenas se, permanecermos nas competições europeias?

Se nos mantivermos na Taça de Portugal?

Em que situação se vai justificar reforçar a equipa?

Rangel, LEX e o SL Benfica

Avatar
 ●  + 69 comentários  ● 

"O juiz Rui Rangel foi esta terça-feira demitido da magistratura pelo Conselho Superior da Magistratura (CSM), devido ao seu envolvimento no processo criminal Operação Lex. A juíza Fátima Galante, ex-mulher de Rui Rangel e também arguida no mesmo processo, foi sancionada com aposentação compulsiva.

A decisão de expulsar o magistrado - que assim fica sem direito a receber pensão - foi tomada por maioria dos membros do plenário do Conselho Superior da Magistratura com um voto vencido, revela um comunicado do CSM.

O CSM informa que "as penas disciplinares referem-se a factos praticados no exercício de funções conexos com matéria criminal ainda em segredo de justiça", referindo-se à Operação Lex. "Mantendo este processo disciplinar autonomia face à matéria criminal, porque os factos estão estritamente ligados, não pode o Conselho Superior da Magistratura divulgar neste momento a matéria concretamente apurada nestes ilícitos", acrescenta a nota do órgão que supervisiona os juízes." - DN.

----------------------------------

"A Procuradoria-Geral da República confirmou que o presidente do Benfica Luís Filipe Vieira é arguido na 'Operação Lex' que agora conta com 12 arguidos.

Em resposta à agência Lusa, a PGR "confirma a constituição como arguidos de Luís Filipe Vieira e de Fernando Tavares" na investigação que envolve também os juízes desembargadores Rui Rangel e a sua ex-mulher Fátima Galante." - Record.

-----------------------------------

"O cerco a Rui Rangel dentro do Benfica, ao serviço de Luís Filipe Vieira, era intenso e foi montado pelo vice-presidente Fernando Tavares e pelo advogado Jorge Barroso. O juiz tinha a promessa de "um cargo futuro na direção" ou na universidade a instalar no Seixal, com "vencimento atrativo de diretor", segundo Barroso, mas para isso tinha que resolver "o assunto do Luís" – palavras de Tavares. Prometera chegar ao juiz, em Sintra, que iria decidir um processo fiscal de Vieira, sobre uma dívida de 1,6 milhões de euros, mas só dizia que a situação estava "a andar". E Vieira, já farto, desabafou ao telefone com Barroso: num jantar, iria "apertar com o Rangel para ver se ele resolve aquela m...".

O telefonema, em que o alvo sob escuta pela Polícia Judiciária era Barroso, ocorreu a 17 de maio do ano passado. E ao mesmo seguiu-se um jantar no restaurante do Estádio da Luz, no dia 23 desse mês, que juntou à mesa o juiz Rangel, Luís Filipe Vieira, Barroso e Tavares. O líder encarnado queixava-se de que não podia "ter o dinheiro parado" – impugnara a decisão da Autoridade Tributária de liquidação adicional de imposto sobre mais-valias de uma empresa dele, ligada ao imobiliário, em 2010 – e Rangel prometera ajudá-lo. Dias depois daquele jantar, Vieira disse a Barroso que era essencial que Rangel obtivesse "o nome do juiz" do Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra, mas o advogado, pressionado pelo presidente do Benfica, ia lamentando que Rangel fosse "um baldas".

Entretanto, o juiz ia sacudindo a pressão – sugeriu a Fernando Tavares que o caso estava "a andar" e que andava a "falar com ele". Até que, a 20 de julho, Jorge Barroso, depois de conversas com Rangel, telefonou para o tribunal a tentar marcar uma reunião com o juiz titular do processo fiscal de Vieira. A investigação da PJ não tem evidências de que alguém da parte de Vieira tenha conseguido chegar ao magistrado em causa.

Certo é que Rangel, para obter vantagens no Benfica, prometeu tudo fazer para ajudar." - CM.

-----------------------------------------

Não me recordo de até hoje ter sido desmentido pelo presidente do SL Benfica a oferta de cargos no SL Benfica em troca de favores pessoais.

É muito claro que, neste caso, uma coisa é se o SL Benfica não foi "metido ao barulho" em qualquer circunstância. 

Outra coisa é se de facto as promessas de cargos no SL Benfica realmente aconteceram. 

A decisão do CSM, antes sequer de mais factos ou a acusação deduzida, é arrasadora para os na sua alçada. Por isso, não podemos acreditar que esta decisão tenha sido tomada sem que os factos envolvidos estejam de facto além de qualquer dúvida.

Se assim for, o que nos interessa como benfiquistas não é o que Luis Filipe Vieira anda a fazer fora do clube, mas sim a sua postura e acção como presidente do SL Benfica.

Se for verdade que ofereceu contrapartidas no clube ou em qualquer instituição na esfera de influência do Sport Lisboa e Benfica, a gravidade é imensa.

Veremos o que os próximos tempos revelam, quanto a este e aos outros processos pendentes.

Espero que não seja o Sport Lisboa e Benfica que esteja a pagar os advogados envolvidos neste processo.

Nota: Talvez um dia possam explicar porque os vogais nomeados políticos do CSM faltaram à reunião do orgão. Já li que a intenção era não permitir a existência de Quórum. Pelo visto, tiveram azar.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Exclusivo: Resposta a Rui Gomes da Silva, por Luis Nazaré - Presidente Mesa AG SL Benfica

Avatar
 ●  + 118 comentários  ● 


Meu caro Rui Gomes da Silva, 

Agradeço-te a carta aberta que me dirigiste, pela frontalidade e pertinência dos temas suscitados. 

Dada a natureza das minhas funções, compreenderás que me abstenha de comentar roteiros hipotéticos, qualquer que seja a sua lógica intrínseca. Todo o guião é subjectivo e cada um de nós, cada sócio do Sport Lisboa e Benfica, poderá construir o seu. 

Tenho a minha própria opinião sobre a operação de compra pela Benfica SGPS da maioria das acções da Benfica SAD - na oportunidade, no modo e nas intenções. Exprimi-a no local e no tempo adequados. Mas não o farei publicamente, porque, na qualidade de presidente da Mesa da Assembleia Geral do nosso Clube, de alguma forma represento a totalidade dos sócios, cujo entendimento sobre esta matéria, como em tantas outras, é plural e diversificado. 

Vou, assim, salientar os factos mais relevantes: 

1 - A operação de compra de acções da Benfica SAD é legítima e foi validada pela entidade reguladora do mercado de capitais (CMVM). O Conselho de Administração da Benfica SGPS entendeu que a OPA permitiria assegurar o domínio das acções tipo B da Benfica SAD (com excepção da pequena fatia que continuará cotada em Bolsa), possibilitando-lhe no futuro a libertação de partes de capital com vista à constituição de um quadro de accionistas mais consistente do que o actual. Supõe-se que a um preço superior ao da presente operação de compra. 

2 - Formalmente, o controlo da Benfica SAD pelo Sport Lisboa e Benfica não é beliscado, nem o poderia ser. O Clube continua a deter a totalidade das acções tipo A e a maioria larga – em conjunto com a SGPS, por si detida – do capital da Benfica SAD. 

3 - Os Estatutos do Sport Lisboa e Benfica – nº 2, artº 4º, do Capítulo I, como bem assinalas – são inequívocos: “Nas sociedades anónimas desportivas, (…) o Sport Lisboa e Benfica manterá sempre, directa ou indirectamente, a maioria do capital social (…)”. A blindagem a operações provenientes do exterior, mais ou menos hostis, mais ou menos camufladas, é absoluta. 

Passo, então, a responder às questões directas que me colocas, no quadro das competências que possuo: 

1 - Não haverá, até ao próximo acto eleitoral, qualquer Assembleia Geral Extraordinária para revisão dos Estatutos. Após as eleições, os novos órgãos sociais promoverão o que tiverem por conveniente, ficando qualquer alteração estatutária sempre sujeita ao veredicto dos sócios do Sport Lisboa e Benfica. 

2 - O próximo acto eleitoral será acompanhado de perto pela Mesa da Assembleia Geral, como decorre das suas atribuições estatutárias. Tudo faremos para assegurar um clima de ampla participação democrática, com a isenção e o rigor que se impõem, quer durante a campanha, quer no próprio sufrágio. Fá-lo-emos em nome do Sport Lisboa e Benfica e dos seus valores. 

Sempre tive uma preocupação central nesta minha passagem pelos órgãos sociais do Sport Lisboa e Benfica – colaborar desinteressadamente com o Clube e a sua massa associativa. Como tu, certamente, nos muitos anos em que fizeste parte da Direcção. 

Abraço benfiquista. 

Luís Nazaré

ranking

recentes

Mensagens populares