O blog Novo Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade.
novogeracaobenfica@gmail.com

30 de março de 2022

Qatar ou a continuação dos Esquemas no Futebol Português

Avatar
| 51 comentários

Ontem assinou-se mais uma sentença de morte ao futebol português. É deprimente ver uma seleção com tanto valor jogar à procura de satisfazer os desejos estatisticos de um jogador fantástico que ainda não percebeu que o seu tempo chegou ao fim - ao mais alto nível em que sempre esteve.

Na foto acima vê-se a liderança da seleção nacional, sendo que Cristiano Ronaldo encabeça o lado económico da "festa" ao ser o representante do Jorginho das Transferências.

Uma seleção que constitui não o orgulho nacional, mas sim o modelo de financiamento e perpetuação de uma estrutura de poder que lidera o futebol português e influencia quem ganha e quem perde, quem se financía e quem cai.

Ver o Otávio com aquela camisola vestida envergonha qualquer um, porém como se tem visto o único objectivo da convocatória é dar exposição ao jogador para que o FCPorto possa realizar um significativo encaixe financeiro, dadas a tremendas necessidades que têm e a péssima gestão que leva jogadores como Herrera, Corona, Marega a sairem a custo zero ou em saldos, como também foi o caso de Alex Telles e Danilo.

A complacência para estes "esquemas" de valorização é do mesmo treinador que leva esta seleção a jogar um futebol que envergonha, tendo em conta a qualidade tremenda da matéria prima que dispõe. Rui Jorge, por exemplo, por não ter o "factor Ronaldo" em causa e por a pressão de Mendes nos S21 ser menor, põe a matéria prima que tem a conseguir exibições de grande qualidade... mesmo quando os resultados não são brilhantes.

O Santos tem como adjunto um jogador que continua a dominar o balneário, as escolhas e a estratégia da seleção. A obrigar os jogadores a passarem-lhe a bola porque o "menino" quer marcar golos e ser importante. Do "grupo" dele fazem parte todos os que lhe prestarem vassalagem em campo e fora dele... e fazem também parte aqueles que o Jorge Mendes queira vender, como é o caso do Otávio (mas há mais).

No topo da cadeia alimentar está quem usa tudo isto em prol do seu clube do coração, o chamado "Fernando Facturas" que apareceu várias vezes nas escutas do Apito Dourado nos esquemas de movimentos financeiros de empresários com o FCPorto... e com a "fruta para dormir" que tantos jogos nacionais e internacionais deram (ou será melhor dizer, "dão") ao FCPorto.


A próxima "factura" do Fernando será através da Centralização dos Direitos Televisivos, ou melhor dito através do "Mecanismos de Financiamento do FCPorto (e SportingCP)" que será utilizado como garantia para todos os financiamentos e operações financeiras que o clube do "Fernando Facturas" vai fazer no futuro.

Quem acha que esquemas como a recente absolvição do B-SAD do caso do jogo com o SLBenfica, quando há até audios e capas de jornais com o Presidente da SAD a dizer que não pediram o adiamento:


Tudo para poder criar um Plano B no caso do FCPorto borregar na Liga e ser preciso impugnar o campeonato que o FCPorto não se pode dar ao luxo de perder por motivos económicos, porém ao FCPorto não basta ganhar... é preciso assegurar-se que o SLBenfica se mantém instavel e que os benfiquistas não arrastem a equipa, nem façam crescer uma "onda vermelha" que domine o futebol português.

O que é realmente IMBATÍVEL no SLBenfica são os benfiquistas! Pápa e o seu amigo Fernando Facturas sabe isso perfeitamente e tudo farão fora de campo para que o SLBenfica viva nessa critica permanente por parte dos seus próprios adeptos, para tal as arbitragens e "esquemas" como os castigos ou a foto premeditada do "abraço de morte" no Dragão são ações fundamentais.

Por isso mesmo, ontem foi um dia negro para o futuro do futebol português. Com a eliminação haveria a hipotese de pressão sobre Fernando Gomes para a saída. Desta forma, ele apenas sairá quando entender que a sucessão está assegurada e que o seu delfim dará continuidade ao esquema que tem montado para sustentar o seu clube.

Eles asseguraram a saída de Vieira, mas principalmente do seu "homem dos bastidores", o Paulo Gonçalves - que era quem fazia com que o SLBenfica não fosse apanhado desprevenido pelos esquemas do FCPorto e do Facturas. Depois Vieira balanceava entre fazer a vontade aos dois amigos ou... ganhar. Iam repartindo. Com o "funeral desportivo" feito a ambos, ficou o caminho livre. Deixaram de haver bastidores e esquemas de ambos os lados e assim fica só um... e vão lidando com os bastidores dos SportingCP (aconselhados pelo Antero Henriques) que também conseguiu meter gente em cargos importantes de decisão e disciplina.

Portanto pode o Rui Costa mandar vir Shmidt, ficar com o Veríssimo, fazer o que lhe apetecer... enquanto não se atacar deliberadamente os poderes instalados que decidem o campeão... nada ganharemos.

PS- Quem achar uma casualidade o futuro cargo que terá o "Cachecol do Porto" na UEFA, uma das organizações mais corruptas do mundo como ficou demonstrado em vários casos passados e recentes, está muito enganado...

29 de março de 2022

Texto de Antero Santos: Nova gestão na secretaria de estado da Juventude e Desporto

Avatar
| 24 comentários

Hoje publicamos, como prometido, um texto de um grande benfiquista, pela "proeza" de adivinhar, no Twitter, quem ia ganhar a corrida de F1. Em nome do NGB é um privilégio publicar textos da autoria dos nossos amigos benfiquistas. Como prometido, publicarei sem ler e só depois de publicar irei ler, como todos os nossos leitores. Que seja o primeiro de vários:

Duas considerações prévias:

- Sou assumidamente simpatizante do PS, mas isto, como em tudo, não deve nem pode retirar me capacidade critica e analítica.

- Não tenho conhecimento do percurso, ou do perfil, ou mesmo da pessoa. Apenas fiquei a conhecer o nome e pouco mais que isso após a sua nomeação para secretário de estado para a juventude e desporto.

Posto isto, temos a nomeação de João Paulo Correia para secretário de estado da Juventude e do Desporto, secretaria que transitou do ministério da Educação para o ministério de Assuntos Parlamentares. Temos algumas mudanças significativas que podem indicar que pode haver uma abordagem diferente nos assuntos relativos a esta secretária de estado.

Eu como cidadão, como amante de desporto, como praticante de desporto, pai de dois jovens, tenho algumas expectativas sobre o trabalho que vai sair desta secretária em particular.

Como pai de dois jovens, a minha expectativa da pasta da juventude é muito alta, pois será nesta legislatura que a juventude terá que recuperar dos efeitos destes dois anos bastante restritivos por causa da pandemia. Tenho alguma expectativa em ver que medidas e apoios serão dados aos nossos jovens para que recuperem estes anos.

Como pai de dois jovens e amante de desporto, a minha expectativa para assuntos que toquem a pasta da juventude e desporto em simultâneo é que se recupere o tempo de paragem de todo o desporto de formação. Muitas modalidades nos diversos escalões tiveram uma paragem completa e em alguns casos não voltaram a retomar a atividade. É um dos grandes desafios desta secretaria, recuperar os escalões de formação nas mais diversas modalidades nas mais diversas localidades do país. A prática do desporto será um ponto fundamental no pós pandemia para os nossos jovens.

Como praticante de desporto, ainda que a nível amador, espero nesta legislatura incentivos à prática do desporto com medidas e com a criação de condições para que todo e qualquer cidadão possa e deva praticar desporto. Em coordenação com o ministério da Saúde podemos ter ganhos no bem estar dos cidadãos portugueses.

Como amante de desporto, e nos assuntos que terão mais mediatismo nesta secretaria, a expectativa é uma inversão das políticas adotadas na legislatura anterior, ou no mínimo um repensar cuidadoso.

O assunto do Cartão de Adepto é uma das pastas quentes que terão que ser endereçadas, a minha expectativa é que seja enterrado de vez.

No assunto da centralização dos direitos televisivos, outra pasta quente muito pouco consensual, espero um repensar cuidadoso do assunto com todos os intervenientes.

Depois temos outros assuntos menos evidentes mas que merecem uma atenção muito particular do executivo, a violência no desporto e o cartão do adepto não é solução, a corrupção desportiva(seja de que parte for, como disse no inicio nada deve nem pode retirar a nossa capacidade crítica e analítica), organização das competições profissionais e não profissionais (A Liga Portuguesa de Futebol Profissional, a degradação da qualidade do hóquei nacional, a falta de crescimento de outras modalidades), apoios em condições de treino de atletas individuais(no atletismo, natação, ténis, desportos motorizados, ciclismo, canoagem, etc.), doping no desporto, etc..

Neste curto texto elenquei uma série de tópicos de desafios que este secretário de estado vai ter pela frente e certamente, faltaram muitos mais tópicos.

Quer pela quantidade, quer pela complexidade, quer pela importância, quer pelo mediatismo, não se anteveem 4 anos de passeio no parque. Com maioria absoluta, vão ser 4 anos em que vai haver margem de manobra para tomar as decisões que o executivo achar que são as mais adequadas e, acima de tudo, tomar decisões que que é preciso ter coragem para as tomar.

Os sinais transmitidos são animadores, a não permanência de um secretário que gerou pouco consenso, e a passagem da secretária de estado para outro ministério, indicam que algo de diferente vai ser feito.

A fasquia está alta agora vamos ver se o salto vai superar a fasquia.

Ao secretário e à sua equipa desejo que tenha uma boa legislatura, pois isso seria bom para o país, que saiba ouvir, compreender e agir nos assuntos que terá em mãos.

Antero Santos

25 de março de 2022

Na Palermo portuguesa, a lei não é para cumprir

Avatar
| 11 comentários

Interdição de entrar em recintos desportivos?! Não no enclave de Contumil. 





24 de março de 2022

Curtas: escumalha

Avatar
| 27 comentários

1) Carlos Nicolia:

Parece que o Nicolia não vai continuar no SL Benfica. Sempre defendi ao longo dos anos no NGB que não há vedetas nem ninguém que esteja acima do SL Benfica.

Apenas meia dúzia terá um estatuto diferente e já morreram todos. E mesmo esses nunca se colocaram acima do clube.

Portanto caro Nicolia, podes ir para o raio que te parta. Foi um privilégio para ti estar cá.

2) Federação Portuguesa do FC Porto:

Como se não chegasse os favorecimentos vergonhosos ao FC Porto, a FPFCP parece que deu ao Macaquinho mor dos superdragays um par de milhares de bilhetes à borla para o rapaz fazer o que quiser com eles.

Parece que também lhe garantiu e a mais a umas dezenas de amigos dele viagem+bilhete+estadia caso a selecção da FPFCP passe para a próxima eliminatória.

Mais grave ainda é que o macaquinho gay está proibido de entrar em recintos desportivos.

Querem mais impunidade que isto?

Ainda acham que vale a pena cooperar com esta FPF?

Com o futebol português?

Curtas: Rui Gomes da Silva, Luis Filipe Vieira, COVID e o FCP, CDT e Estatutos

Avatar
| 17 comentários

Rui Gomes da Silva deslocou-se ontem ao norte do país, a 3 museus particulares sobre o Glorioso e de 3 grandes benfiquistas, para cumprir a promessa passada de doar parte do seu espólio pessoal relacionado com o SL Benfica.

Há coisas que devem estar ao dispor dos benfiquistas e por isso em locais onde os benfiquistas tenham acesso.

Momentos de grande Benfiquismo e paixão pelo clube, de alguém que mostrou saber mais do SL Benfica e da sua realidade que a maioria, e antes do tempo.




--
A CMTV, no seu contínuo esforço de atacar o SL Benfica, está a preparar um especial com Luis Filipe Vieira, tendo inclusive gravado imagens num conhecido restaurante da Baixa de Lisboa.

Isto enquanto se conta que há reuniões em privado com Miguel Moreira, caído em desgraça na SAD e sob investigação judicial.

O que ganha a CMTV em promover ataques ao SL Benfica? Será que a ambição da COFINA de tomar conta do SL Benfica ressurgiu?

--
Um sinal da podridão que corrói o futebol nacional é o facto de apenas quando há jogos internacionais é que os jogadores do FC Porto acusam positivo nos testes ao COVID-19.

Por falar em COVID-19, Pinto da Costa acusou positivo com sintomas leves. Desejamos as melhoras ao vírus, que mesmo assim consegue ser melhor que essa carcaça velha.

--
Tudo indica que o SL Benfica está a acordar quanto à necessidade de bloquear a proposta de centralização de direitos televisivos. Em especial, a situação financeira do FC Porto, que não tem escape possível sem a entrada em vigor desse acordo o quanto antes.

--
Duvido que o projecto de estatutos proposta à direcção veja a luz do dia antes do final da temporada. E mesmo nessa altura, duvido que a versão a ratificar em AG seja igual à proposta pela comissão que elaborou a proposta.

Mas os inúteis precisam de temas para os comunicados e exigências, por isso até lá andarão entretidos.

22 de março de 2022

Como 3 questões de "A Bola" revelam algo sobre o SL Benfica fora de campo

Avatar
| 72 comentários

O SL Benfica precisa de uma renovação não só dentro do clube mas também em quem o rodeia.

Este Q&A de “A Bola” é revelador da pobreza que é o panorama de “notáveis” ou “senadores” que têm voz ou que são procurados por certa imprensa quando se trata de temas relacionados com o SL Benfica.

Ora, dias após uma vitória importante em Amsterdão e outra não menos importante em casa para o campeonato (envolve o acesso à Champions no próximo ano), eis que o pasquim do Serpa resolve falar no treinador da próxima época.

O painel é desolador.

Aliás, parte deles nem devia abrir a boca para falar publicamente sobre o SL Benfica, quanto mais dar palpites sobre o seu futuro.

Personagens como o João Manuel Pinto, o Luis Filipe ou o Jorge Castelo nem sei porquê são chamados para falar sobre SL Benfica. Nem todos os que passaram pelo clube merecem ou mereceram ser lembrados por isso.

Temos aqueles que não aquecem nem arrefecem e que estarem ali ou estar uma coluna em branco teria o mesmo efeito como o ciclista, o Álvaro Magalhães(com o respeito que merece pelo seu passado no clube) e o Pastel de Nata que é um excelente homem da televisão e deveria ficar por aí.

Depois temos os parasitas. Diz certo dicionário que parasita pode significar inútil ou supérfluo, e que em muitos casos poderá ser causa de dano para o hospedeiro onde tenta estar preso ou viver à conta.

Podemos encaixar nesta categoria José Manuel Antunes, Francisco Benítez e Gaspar Ramos. 3 personagens que nunca trouxeram nada de bom ao SL Benfica e cuja acção se traduz por vezes em dano ao clube.

Poderíamos lembrar José Manuel Antunes e o seu papel na repressão ao benfiquismo puro nos tempos de João Vale e Azevedo. 

Podíamos lembrar a inutilidade que é o SoB e parte dos seus integrantes, especialistas em deitar abaixo o SL Benfica desde que Vieira recusou a tal associação de adeptos. 

Ou ainda lembrar a gestão desastrosa de Gaspar Ramos, que entre outros recusou Mário Jardel, George Weah, Rudi Voller, Romário ou Careca (o do Nápoles) só para lembrar alguns.  

Outra categoria é daqueles que não resistem a aparecer sempre que podem, não porque precisem do SL Benfica pessoalmente, mas porque é mais forte que eles. Falo de José Manuel Capristano e António Figueiredo. Por falta de comparência de gente mais capaz, são eles que vão aparecendo representando uma espécie de “senadores” da ala antiga.

Finalmente, Vítor Paneira e João Alves.

Vítor Paneira como ex-jogador relativamente recente e figura do imaginário do benfiquismo de muitos de nós devia pensar melhor antes de se envolver publicamente em declarações sobre o SL Benfica. Não aprendeu com o que se passou nos últimos 2 anos e pelo visto não quer aprender. Tem degradado a sua boa imagem em troca sabe-se lá de quê. É pena.

João Alves é o único deste grupo todo que realmente percebe de futebol. Por isso as suas declarações são as únicas aceitáveis.

O que é mais notável nos “notáveis” é a sua exigência brutal para com um assalariado (treinador) mas o seu silêncio para com os eleitos, quer o presidente quer a cambada de vices. Mas isso fica para outro post.

20 de março de 2022

Um resultado enganador

Avatar
| 15 comentários
O SL Benfica esteve sempre por cima do jogo. 

A vitória foi justificada por uma exibição que não foi brilhante, pois há sempre aqueles erros que não se percebe como surgem na defesa, mas pela consistência como equipa.

Depois temos o golo fantástico do Rafa(porque não fazes mais?!), e o poço de força e empenho do Gonçalo Ramos.

Nesta altura da época trocamos todos a nota artística pelo resultado.

Temos que vencer todos os jogos.

Bora lá!

18 de março de 2022

A magia dos sorteios da UEFA, «Cachecol do Porto style»

Avatar
| 39 comentários

O Liverpool é o meu clube preferido em Inglaterra portanto não lamento nada o sorteio. É bom ver o Glorioso estar num palco tão mítico e ver o Liverpool ter que vir à Catedral.

Mas não deixa de ser curioso que:

1) Os favoritos não se cruzam

2) Equipas inglesas não se defrontam

3) Equipas espanholas não se defrontam

Outra curiosidade dos sorteios da UEFA é as bolas necessitarem de ser tocadas e mexidas antes de serem retiradas “ao acaso”.

Dito de outra maneira, porque não são sorteadas tipo Totoloto? Tombolas diferentes e vão saindo? O que teme a UEFA?

Reparem como o Silvestre baralha as bolas. Não coloca a mão e baralha à bruta. Coloca as pontas dos dedos e segue sempre uma bola com o toque. E depois de “baralhar” vai procurar essa específica sempre num gesto não natural. Olhem novamente para o sorteio e observem a mão do homem.

Tudo teorias da conspiração? Bem, quando os sorteios de ensaio da UEFA geralmente batem certo com os sorteios reais… como não pensar nisso?

Eu diria que já se nota a influência de Tiago “Cachecol do Porto” Craveiro na UEFA.

Estes são os sorteios que o FC Porto sonha usufruir em qualquer competição.

Bolas aquecidas e bolas de frigorífico.

Seja como for, Liverpool… em 2006 eram campeões europeus. E ficaram pelo caminho.

Em 2006 com o grande Beto no meio campo mandamos o Manchester United borda fora.

Porque não sonhar?

17 de março de 2022

SIC Notícias: o canal com alergia ao SL Benfica

Avatar
| 23 comentários
SL Benfica vence jogo da Champions e qualifica-se. 

A SIC Noticias ignora e prossegue a emissão sem qualquer referência, resumo ou especial desporto.

Hoje os andrades são eliminados da Liga Europa, a SIC Noticias faz um especial desporto. 

Ricardo Costa e SIC Notícias: é isto isenção?

Curtas: Convocatória da Selecção da FPF e o caso envolvendo o labrego com apelido Ribeiro

Avatar
| 44 comentários
Selecção da Federação Portuguesa de Futebol:

A convocatória saiu como se esperava, ou seja, significa o corte de relações entre milhares de portugueses com uma equipa que deveria representar Portugal, mas que na verdade representa interesses específicos que nada têm a ver com os melhores jogadores disponíveis e em forma.

Ver convocados Otávio ou Pepe, dois símbolos do que o futebol tem de pior, ou ainda Moutinho, William Carvalho ou Cédric que são puros ZERO, e ainda Diogo Costa que nada fez além de meia dúzia de jogos razoáveis, demonstra como Fernando Santos além de treinador medíocre, é um simples empregado da FPF e dos interesses nela instalados, ligados ao FC Porto e a Jorge Mendes. Sim, é o critério de possíveis negócios que formata a convocatória, ou será que estou errado? Não me parece.

Por outro lado, ver que ficam de fora jogadores como Vitinha, José Sá, Fábio Vieira, Palhinha, Pote ou Rafa… é simplesmente desolador para quem esperava que a selecção quisesse disputar de forma séria o acesso ao Mundial.

Por isso, e parafraseando o BenficabyGB no seu Twitter (@benficabygb) esta deixar de ser a selecção por que todos torcíamos até que esta corja seja corrida da Federação Portuguesa de Futebol.


Um labrego que usa o nome de uma glória do SL Benfica e o seu clube do coração:

Bastou ver meia dúzia de vezes o Canal 11 e ouvir o porco que usa o nome do grande Michael Manniche para perceber o seu ódio ao SL Benfica e a todos os sucessos que o Glorioso apresente.

A sua azia perante a qualificação do SL Benfica para os Quartos de Final da Champions League era evidente.

 

O moderador (que em nada também é apreciador do SL Benfica) teve um momento positivo quando sublinhou a falta de isenção do porco e em como ele não tinha a mesma postura no que diz respeito a outros casos envolvendo outros clubes.

Sublinhou também que o registo do Canal 11 não era aquele, destacando a realidade de que no 11 não há gritaria ou ataques pessoais a jogadores e treinadores. E de facto é isso que se tem constatado ao longo dos tempos, por mais que se aprecie ou não(o meu caso) muitos dos convidados para opinar.

O que fez o porco, fora do ar? Gritou, insultou e agrediu fisicamente uma mulher e o moderador, em especial este com cabeçadas, murros e pontapés. Só a intervenção de Rui Vitória e António Carraça evitou o pior.

Ou seja, o porco revelou a sua escola FC Porto.

E o que faz esse clube miserável? Elogia o porco.


Espero que Pedro Sousa apresente queixa contra o porco.

E que o Canal 11 se demarque totalmente do porco. É que o Canal 11 é propriedade da FPF, instituição de utilidade pública e financiada com muitos dinheiros públicos.

Por isso, não há como escapar ou branquear esta situação.

O porco que se apelida Ribeiro esteve à altura de Pepe ou Otávio, convocados hoje por Fernando Santos.

A escola miserável de um clube miserável, sustentado artificialmente durante 40 anos por métodos que todos conhecemos.

Felizmente para a cidade do Porto, o clube mais representativo do universo dos adeptos do futebol na cidade é o SL Benfica e não esse clube miserável que até na data da fundação é mentiroso.

Qual o vosso adversário preferido?

Avatar
| 39 comentários

 


Eu escolheria o Atlético de Madrid ou o Chelsea, em teoria. O Villareal é um incógnita e penso que está longe de ser pêra doce.

A evitar completamente o Bayern de Munique, o Liverpool ou o City.

Mas existe sequer escolha? Não acabam por ser todos adversários complicados quando falamos dos quartos de final de uma Champions?

Quem preferem?

16 de março de 2022

Colem isto no balneário sff!

Avatar
| 13 comentários

A noite que todos queríamos!

Avatar
| 50 comentários
Agora mais a frio, é possível olhar para o jogo e perceber em como este Ajax não era imbatível e em como com inteligência e capacidade de sofrimento podíamos vencer.

Fiquei surpreendido com a presença de Taraabt no 11 inicial. Pela negativa.

Continuo a não ver qualquer característica nele que me faça desejar vê-lo a titular seja com quem for. E como se provou, Meitê dá muito mais consistência ao meio campo.

É trapalhão e apesar do seu cabedal, não acrescenta combate ao meio campo por ser tão fraco na questão técnica.

Na verdade, acho que todos fomos ficando preocupados com o passar da primeira parte pois o SL Benfica ía encostando atrás e o Ajax subia e com isso as possibilidades aumentavam a favor dos gajos do norte da Europa. (Para mim serão sempre Holandeses, como para mim tudo a seguir à Ponte 25 de Abril é Costa…)

A incapacidade de o SL Benfica produzir uma jogada com princípio meio e fim era preocupante.

A incapacidade do Rafa fazer um jogo consistente também.

Mas na verdade defensivamente, apesar das limitações físicas de Vertonghen e Otamendi, a defesa ía dando conta do recado juntamente com Vlachodimos.

E veio o intervalo. Senti que chegando a esse ponto, tudo estaria em aberto e a segunda parte seria um novo jogo. E foi.

O Ajax voltou mais cauteloso, nervoso, e menos capaz.

Por outro lado, apesar de algum nervosismo latente nos atrasos estúpidos para o Vlachodimos, o SL Benfica começava a mostrar querer aproveitar o bloqueio ao Ajax.

Veríssimo deu indicações a Gonçalo Ramos e Darwin, e apesar de algumas discussões entre os dois em campo, era notório que o SL Benfica queria fazer o seu golo e resistir o resto do jogo.

E o golo chegou numa jogada inteligente de Gonçalo Ramos ao ganhar a falta e num salto irrepreensível de Darwin em resposta a um centro impecável de Grimaldo.

Foi a explosão merecida por todos, em especial aos nossos no Estádio.

O resto do jogo foi o SL Benfica a resistir e o Ajax desesperado e preso de movimentos também por mérito do SL Benfica.

Todos sabemos que este plantel é limitado, que faltam craques e líderes em campo. Sabemos que Veríssimo não é o treinador de futuro do SL Benfica.

Mas ontem o treinador e a equipa interpretaram o jogo, resistiram e souberam honrar a camisola.

Por isso, mereceram ser felizes!


15 de março de 2022

Era isto!!!!

Avatar
| 71 comentários
Foi isto que pedimos!

Esqueçam se foi ou não um bom jogo.

Esqueçam se durante parte do jogo achamos que não íamos lá.

Eles conseguiram e merecem esta felicidade.

E nós também! Merecemos tudo!

Aos antis, aos dragartos e outros aziados, metam as vossas dores de crescimento no sítio que imaginam.

Viva o Sport Lisboa e Benfica!!!!

Ajax - SL Benfica : o que esperar?

Avatar
| 35 comentários

 


Não sei quanto a vocês, mas desde ontem que estou com aquela ansiedade à antiga quanto ao jogo.

Ansiedade de ver o SL Benfica entrar em campo, vontade de o ver jogar e ganhar este jogo.

E depois dos vários vídeos dos nossos por Amsterdão, essa vontade corporiza-se na crença fantástica que todos lá estão a demonstrar.

Vamos acreditar que hoje podemos ter uma noite europeia à antiga.

Nada será entregue de bandeja mas com crença, foco, concentração, rigor e orgulho em vestir o Manto Sagrado podemos ser felizes.

O resultado não nos faz ter pressa mas sim inteligência e calculismo.

Vamos a isso!

Vamos lá SL Benfica!!!!!!

Avatar
| 2 comentários


 

13 de março de 2022

Mais um dia negro para o futebol português

Avatar
| 27 comentários
"423 minutos. O número do dia. Transformados em jogos de futebol, são 5 jogos completos. No caso do FC Porto, está época, são 423 minutos a jogar em superioridade numérica. Tem 13 cartões vermelhos exibidos a adversários, em 26 jornadas. Tem 10 jogos em superioridade numérica. Assim fica tudo bem mais fácil."

Autor desconhecido.

Só não desconhecemos estes métodos nem os seus resultados.

Hoje foi mais um dia negro para o futebol português.

Até quando nós adeptos vamos alimentar um futebol destes?

Recusar qualquer acordo de centralização dos direitos televisivos é fundamental para quem defende a verdade desportiva.

11 de março de 2022

Um clube que não se dá ao respeito não é respeitado

Avatar
| 88 comentários
Um clube que não se dá ao respeito nas estruturas do futebol português não é respeitado por nenhum árbitro, em especial pelos muitos árbitros alinhados com o FCP.

Um clube que não se dá ao respeito usa jogadores medíocres como Taraabt em vez de dar uma chance a um miúdo promissor com fome de bola

Um clube que não se dá ao respeito é um clube que mantém um treinador medíocre no banco mesmo que jogo após jogo ele mostre que não tem categoria para liderar a nossa equipa.

Um clube que não se dá ao respeito é um clube que os adeptos mesmo depois de roubados em casa acham que é a bater palminhas que se combate a podridão que é o futebol português.

Infelizmente este é o nosso SL Benfica, entregue a medíocres e num futebol corrupto e medíocre.

Fundação SL Benfica: um exemplo para o mundo

Avatar
| 15 comentários

 

Imagem: jornal Record

"A campanha "We Stand With Ukraine" (Estamos Com a Ucrânia, em Inglês) começou a recolha na quinta-feira, em 120 pontos por todo o país, entre casas do Benfica, lojas e escolinhas do clube e 20 Organizações Não Governamentais (ONG).

"Queríamos enviar já amanhã [quinta-feira] a caravana humanitária, mas ainda há muita coisa a caminho e por tratar. Vamos a caminho do quinto camião TIR (Transporte Internacional Rodoviário). Cada um leva cerca de 24 toneladas, portanto serão mais de 100 toneladas", disse o diretor da Fundação Benfica, Jorge Miranda." - Record.

A Fundação SL Benfica contribui com mais ajuda que a maioria dos países europeus até agora.

Obrigado a todos na Fundação pelo trabalho fantástico numa altura em que tantos sofrem, em especial mulheres sozinhas com crianças, devido à proibição de sair da Ucrânia a todos os homens entre os 18 e os 60 anos.

Não tenho dúvidas que isto não vai ficar por aqui, no que diz respeito ao papel da Fundação SL Benfica.

9 de março de 2022

Quem é a Sagasta Finance?

Avatar
| 18 comentários

 


Quem é a Sagasta Finance, empresa com 250 mil euros de capital social mas que nos últimos 2/3 anos já emprestou a FC Porto e Sporting quase 200 milhões de euros?


Futebol depois da Covid

Avatar
| 21 comentários
Artigo publicado por Mauro Xavier, sócio 25 768 do SL Benfica, no jornal RECORD
O que acham da proposta apresentada no texto?

---------------------------------

"Acabou a Covid. É a frase mais ouvida no café por estes dias enquanto a televisão dá monotematicamente notícias da guerra. Mas, nestes tempos em o medo regressou à Europa, podemos até saudar o abrandamento da pandemia, mas sabemos – ou, pelo menos, deveríamos saber – que os seus efeitos estão para durar.

O futebol português, que já não esbanjava saúde, está hoje a braços com uma crise ainda maior, com muitos clubes a atravessarem dificuldades financeiras, com a perda de patrocínios e assistências. A Liga reuniu, mas, à parte os abraços e beijinhos trocados e que até há até bem pouco tempo a DGS e o bom senso desaconselhariam, não se deu, à saída, por uma única ideia sobre como enfrentar a situação.

É pôr os olhos nas recentes prestações internacionais dos nossos ditos "grandes". O futebol nacional está a perder competitividade – e vai continuar a perder se não avançarmos, depressa, com uma agenda para a recuperação pós-Covid. Propostas palpáveis, quero eu dizer. E deixo aqui a primeira: o Benfica propor à FPF e à Liga apresentarem ao Governo a criação de um regime fiscal excecional para os futebolistas sub-23 de qualidade acima da média. Em concreto: descer a taxa de IRS para 20% a todos os que tenham sido internacionais A nos últimos 12 meses pelas respetivas seleções.

Porque é que esta medida é interessante? Por múltiplas razões. O que temos hoje é um regime fiscal que favorece os atletas em fim de carreira. Otamendi, Pepe ou Slimani beneficiam de uma benesse nos impostos ao abrigo de um estatuto especial criado para atrair ex-residentes para o país, após pelo menos cinco anos de ausência.

Mas o que todos pretendemos enquanto adeptos é algo mais: é atrair talento em geral – e não apenas numa determinada faixa etária – e reter talento, o dos nossos atletas que, tantas vezes, lamentamos ver sair cedo de mais.

Uma taxa única de 20% para internacionais abrange tanto jogadores estrangeiros como portugueses e representa uma descida de 33% em relação àquela que é hoje a taxa máxima praticada. Numa liga em que não temos como competir em matéria de orçamentos, visibilidade ou competitividade, a via fiscal pode ser o caminho mais rápido, seguro e eficaz de inverter o cenário e colocar o futebol português no início de um círculo virtuoso.

Menos impostos significa capacidade para reter e atrair melhores jogadores, melhores jogadores significam melhores equipas e melhores equipas significam melhores resultados desportivos e financeiros. Para já não falar do interesse que a vinda de X, Y ou Z sempre despertam nos seus países de origem, abrindo o futebol português a novos mercados para as transmissões televisivas.

Se o futebol é tantas vezes usado por responsáveis políticos e sociedade em geral enquanto bandeira do país, então é necessário que esse mesmo país também seja capaz de o proteger e – para usar um termo da moda – incubar. Já criámos regimes fiscais especiais; porque não para os desportistas de exceção? Começando pelo futebol, mas abrindo o caminho para as demais modalidades.

De resto, menos impostos não significa sequer menos receita fiscal. Quando o Rúben Dias vai para Inglaterra, é receita fiscal que o Estado português perde. De cada vez que perdemos talento, são também menos impostos que arrecadamos. Mais os contribuintes estrangeiros que podemos ter cá ou continuar a ver "contribuir" para os emblemas e cofres espanhóis, ingleses, russos, turcos, árabes, etc.

Finalmente, e não despiciendo: um regime fiscal destes também evitaria, ou pelo menos haveria de reduzir, a quantidade de engenharias e acrobacias financeiras com salários, prémios, direitos de imagem e afins em que somos pródigos e que só desprestigiam ainda mais o futebol português.

Só por si isto não chega, claro. Precisamos de um plano de recuperação a 10 ou 20 anos. Mas é um pontapé de saída para o debate. Venham mais ideias. E, sobretudo, mais ação."

8 de março de 2022

Movimento Servir o Benfica: Os tiros nos pés constantes de algo que poderia ser positivo!

Avatar
| 16 comentários

NDR: Nada me move contra ninguém do Servir o Benfica. Pelo contrário, apesar de ser bastante evidente o que me afasta da posição publica do seu líder (?), há elementos que fazem parte (?) do Movimento com quem tenho tido interações bastante interessantes e a quem reconheço posições válidas e sérias, além de um tremendo benfiquismo, como é o caso do Tiago Godinho e mais recentemente do Pedro Brinca.

Contudo, continuam a parecer-me tremendamente fora de tempo e sentido as intervenções atabalhoadas do Servir o Benfica. Fica sempre aquela sensação que se trata de uma boa ideia mal executada e que ou realmente não o sabem fazer bem... ou por trás de cada intervenção há uma agenda que não tem como objectivo aportar valor ao SLBenfica, mas sim a um princípio próprio.

Como os nossos leitores sabem, tanto o Shadows como eu levamos já anos a "bater" sobre o modelo de Centralização dos Direitos Desportivos. Este foi, aliás, um dos motivos que mais nos fez na altura votar em Rui Gomes da Silva (veremos um dia se não eramos dos poucos que estavamos certos).

O Servir o Benfica resolveu apresentar ontem um "Estudo" (sim, muito entre aspas) sobre a Centralização dos Direitos Televisivos onde concluem que é um erro centralizar os direitos televisivos.

Volto aqui a referir que a minha opinião nada tem que ver com os autores ou as suas melhores intenções (em especial sabendo que o Pedro Brinca participou, a quem lhe reconheço bastante valor e conhecimentos).

A conclusão a que chega este estudo está plasmada no seu Sumario Executivo: 

"dada a informação disponível no momento, é a centralização irá contribuir para um nivelamento por baixo do nível competitivo, diminuindo a competitividade internacional e contribuindo para uma queda, não subida, das receitas da Liga Portugal. Calculámos que no caso de SL Benfica, FC Porto e Sporting CP, a quebra de receita será entre 10 e 25 milhões de euros (M€) por ano assumindo um modelo de redistribuição das receitas televisivas sugerido pelo diretor-executivo da Liga Portugal Tiago Madureira, numa entrevista recente, a 22 de janeiro de 2022, ao jornal desportivo Record"

Ora, o primeiro erro deste estudo está em ignorar o que nos trouxe até aqui, o contexto em que se realizará a Centralização e as respectivas motivações. Ao contrário do resto da Europa, em Portugal a centralização foi uma decisão politica resultante de uma pressão exercída por dois clubes com fortes relações ao panorama politico e que estão tremendamente endividados, tendo já antecipado todas as receitas futuras que podiam (FCPorto, principalmente, e também SportingCP).

Nesse sentido, torna-se claro que a Centralização não servirá o que primeiro tem que servir: Os interesses do futebol português! Mas sim irá servir os interesses individuais de clubes específicos (à beira da ruina financeira), assim como alguns clubes seus "aliados". Quer isto dizer que com este princípio, é um erro qualquer movimento.

A Centralização, como se verificou em Italia, Inglaterra, França e Espanha é um vector positivo de nivelamento por cima (e não por baixo como quer a Liga). O que se procura no modelo português é manter a subserviência da Liga e da FPF face ao FCPorto, assim como dos clubes "aliados" que valem a este clube mais de 24 pontos em 80 todos os anos (30%). Se as arbitragens resultarem noutro tanto, temos um campeão antes de a Liga arrancar.

Ontem, numa troca de ideias com  o Pedro Brinca no Twitter (podem ler aqui), destaque duas notas essenciais para a questão dos direitos televisivos que, basicamente e na minha opinião, inviabilizam o sentido que seguiram no estudo:

- Reformulação do Modelo Competitivo da Liga Portuguesa


A Liga Portugal, a exemplo do que fez a La Liga deve transformar-se por completo numa empresa responsavel pela organização das Competições Profissionais (I e II Liga e I Liga Feminina) e sem quaisquer orgãos de justiça desportiva, arbitragem ou outros.

Neste contexto, a Liga Portugal, como fez a La Liga, deve apoiar-se no que rapidamente se deve transformar na primeira alavanca da sua actividade: A Tecnologia.

Se outros países como Inglaterra puderam alavancar o crescimento das receitas de Direitos Televisivos em equipas cada vez mais competitivas por via da entrada de investidores que gastaram rios de dinheiro nos clubes, a Liga Espanhola (e a Portuguesa ainda mais) estava em movimento inverso, com perda de competitividade há vários anos face a outros mercados. Solução: Diferenciação pela aposta no Digital e na Analítica de Dados.

A La Liga Tech é hoje em dia uma empresa que movimenta milhões e responsável pela relação com os fans, pela fomento de novos conteudos exclusivos e pela protecção dos mesmos; pela gestão nacional e internacional do producto da sua actividade: As Ligas profissionais.

Esta reestruturação, porém, obriga a uma limpeza completa na FPF e na Liga, assim como o fim da Sporttv para sempre. Esses dois elementos fazem com que em Portugal ninguém queira assumir essa Reformulação.

- Reestruturação dos Quadros Competitivos e Fiscais pela aposta na formação

A Liga Portugal, à semelhança do que se faz em Espanha teria que criar então mecanismos de protecção fiscal dos jovens formados em Portugal, para reter o talento por mais tempo, ao mesmo tempo que tería que criar limitações ao poder dos clubes grandes de esvaziarem os clubes mais pequenos dos seus melhores jogadores. 

Actualmente em Portugal, desde os Benjamins, temos os três grandes principalmente a "roubar" todos os jovens que evidenciam um minimo de potencial, formando duas, três e quatro equipas por escalão, deixando os jovens com poucos minutos muitas vezes e as equipas adversárias "secas de qualidade".

Se fomentarem a retenção de talento de qualidade nos clubes formadores, não é preciso distribuir mais dinheiro para que os clubes pequenos sejam capazes de comprar mais e ser mais competitivos. 


Sem estes dois principios de base. Podem centralizar, descentralizar... podem fazer o que quiserem... o futebol português será sempre um antro de corrupção, interesses sujos e ocultos e falta de honestidade.

Centralização dos Direitos Televisivos: salvar o sistema é o único objectivo

Avatar
| 21 comentários

O tema da Centralização dos Direitos Televisivos tem sido abordado com muita frequência no NGB nos últimos anos, em especial desde 2015. Sim, desde 2015!

Não acordamos para o tema agora nem ignoramos o que tem vindo a ser cozinhado fora dos “olhares” dos adeptos do futebol, em especial os sócios dos clubes.

Ora, sendo todos nós adeptos quem pagamos esses custos inerentes ao fenómeno futebol, deveria ser em torno do público alvo que se discutiria este tema.

Quem é o público alvo de uma Centralização de Direitos Televisivos? O de Portugal Continental e Ilhas? Então para quê uma centralização?

Olhando para o atual modelo, nada disto traria diferença ao cenário corrente.

Para se pagar mais, tem que haver mais receita. Para haver mais receita, tem que haver mais gente disposta a pagar.

E por isso, qualquer Centralização de Direitos Televisivos terá que passar pelo mercado internacional, pouco explorado e com um potencial enorme, tendo em conta o mercado CPLP que será o nosso alvo preferencial.

A Sport TV, o canal que se perfila para garantir a CDT, está numa espiral de prejuízos desde que o SL Benfica mudou os seus jogos para a Benfica TV.

Conforme o Benfica Eagle analisava em 2014 (link), o Sport TV estava com perdas mínimas na casa dos 36 Milhões de euros/ano. Isto em 2014.

O crescimento enorme da Benfica TV e a compra dos Direitos da Liga Inglesa então tinha desferido um golpe em Joaquim Oliveira e na sua capacidade de influência, pois sem dinheiro…não há palhaços (em campo).

Desde essa altura, muita coisa mudou. Luis Filipe Vieira voltou a dar os jogos do SL Benfica na Luz à Sport TV, via NOS, e assinou um acordo miserável para os interesses do clube.

Entre outras coisas, o SL Benfica comprometeu-se a jogar ao dia e hora indicados pela Sport TV, de forma a não colidir com o calendário de transmissões do canal.

E o valor das assinaturas mensais da Benfica TV reverteriam a favor da NOS.

Ou seja, com os valores recebidos dos adeptos e sócios do SL Benfica, a NOS cobria quase todo o valor que pagava ao SL Benfica anualmente e ainda assegurava que os jogos do SL Benfica deixavam de colidir com os interesses da Sport TV.


Mas será que a Sport TV recuperou a viabilidade financeira? Não.

A 16/06/2021 o canal anunciava prejuízos de 12,24 Milhões de euros só relativamente ao primeiro trimestre de 2021.

Para a próxima temporada, não conseguiram renovar a transmissão dos jogos da Liga Inglesa. Quando um canal perde um conteúdo Premium como este, fica à vista as grandes dificuldades financeiras que está a viver.

Portanto, e indo ao ponto central, quando de fala de uma Centralização de Direitos Televisivos estamos a falar da salvação do sistema que financeiramente condiciona o nosso futebol há 40 anos.

Um novo contrato de Direitos Televisivos, a longo prazo, vai permitir à Sport TV e ao FC Porto renegociarem os seus passivos enormes e saírem de uma mais que provável falência.

Sim, nada mais está em causa.

Reparem que os players mais interessados em promover a CDT nunca apresentaram um estudo válido que mostre em como se vai aumentar a receita e em consequência como se vai pagar mais aos clubes.

Isto porque não há! O que sabem à partida é que só é possível pagar mais ao FC Porto, ao SC Braga e a outros clubes nacionais retirando esse valor ao que seria pago ao SL Benfica.

Ora, nós benfiquistas não aceitamos isso de forma alguma.

O Benfica by GB escrevia em 2015 (link) que a única coisa que estava em causa era o modelo de Centralização. E o tempo deu-lhe razão.

Mais tarde nesse ano, em Agosto, eu escrevia (link) sobre a divulgação da conversa de Pedro Proença e Joaquim Oliveira, em que o primeiro prometia ao segundo prioridade numa futura Centralização de Direitos Televisivos. Centralização ou 'Oliveirização'?

Em suma, como temos vindo a sublinhar há anos, a Centralização de Direitos Televisivos não vai beneficiar o futebol português e vai ser feita à custa do sacrifício do SL Benfica.

Isso é inaceitável.

O SL Benfica tem uma marca internacional fortíssima, tem um mercado invejável na CPLP, e terá todo o interesse em libertar-se do atual contrato com a NOS e explorar novamente por sua conta (BTV) todo o seu potencial.

Assinar qualquer acordo de Centralização de Direitos Televisivos será cortar as pernas ao SL Benfica para os próximos 10 anos.

Não teremos receitas televisivas novas em Portugal Continental e Insular sem uma reformulação total dos quadros competitivos, como também já sublinhei noutros posts.

Ora, mantendo tudo na mesma, a Centralização serve para quê?

A Centralização serve para salvar o sistema.

Serve para os accionistas da Sport TV salvarem o canal.

Serve para o FC Porto renegociar os quase 600 milhões de passivo!

Vamos salvar o sistema à custa do SL Benfica?

Não estão fartos de ver o SL Benfica prejudicado?

Uma nota final: o Movimento Servir o Benfica publicou ontem um folheto (estudo dizem eles) em que sobre a Centralização dos Direitos Televisivos.

Páginas cheias de generalidades e palha só para concluírem que uma CDT é má para o SL Benfica. E novidades? Acordaram agora?

Mas recomendo a leitura do artigo do Benfica by GB, a publicar às 19h30m.

7 de março de 2022

O rasto do Banco BMG, escolhido pela Direcção do SL Benfica para parceiro no futebol

Avatar
| 9 comentários
Os pagamentos do BMG para ex-dirigente do São Paulo 

Será que o Banco BMG ou qualquer instituição por si detida, participada ou patrocinada reúne idoneidade para ser parceiro do SL Benfica? O que tem a explicar Rui Costa?

Numa pesquisa rapida na internet, conseguem inclusivamente encontrar alegadas suspeições de esquemas de pagamento a jogadores brasileiros, que jogam no campeonato português, para fazerem "gracinhas" em campo.

O protocolo do SL Benfica com o obscuro Coimbra Sports...do Banco BMG, parceiro do FC Porto

Avatar
| 13 comentários

O Coimbra Sports é um clube de Minas Gerais, pertencente ao Banco BMG.


Para quem não sabe, o Banco BMG é parceiro do FC Porto e gastou cerca de 10 milhões de euros só para montar o Museu do FC Porto.


Ora, foi com surpresa que se verificou que o SL Benfica resolveu estabelecer um protocolo por 7 anos com este clube a 07/12/2021. (link)


Este protocolo envolve os sub-20 e na próxima temporada também os sub-17 e os sub-15.

Defendo que o SL Benfica só se deve associar a instituições que tragam mais valias ao clube e não o contrário.

Também defendo que o SL Benfica, em especial quanto a marcas multinacionais, não pode partilhar sponsors ou parceiros com outros clubes em Portugal.

Muito menos deve o SL Benfica envolver-se com uma instituição financeira que, sem presença relevante em Portugal, resolve do nada gastar 10 milhões de euros e oferecer ao FC Porto o seu museu.

Alguém já percebeu onde é que o Banco BMG conseguiu rentabilizar o seu investimento no FC Porto? Ninguém. Foi mais um mistério que nem a justiceira do futebol chamada Ana Gomes se preocupou em investigar.

Portanto, o Banco BMG gasta milhões no FC Porto, mas o SL Benfica é que lá mete profissionais e “know-how”.

Todos pensamos que com a saída de Vieira, os “protocolos” com clubes obscuros por esse mundo fora tinham acabado. Pelo visto, nem nisto Rui Costa quer fazer diferente de Vieira.

Este protocolo tresanda a Vieirismo. E o que tresanda a Vieirismo é mau para o SL Benfica.

Rui Costa continua apostado em cavar a sua própria sepultura no SL Benfica.

Um bom fim de semana para o SL Benfica

Avatar
| 9 comentários

Foi um bom fim de semana para o SL Benfica.

Boa vitória no Hóquei em Patins frente aos andrades e uma vitória também de assinalar no basket feminino na Taça de Portugal.

No futebol, e num campo sempre bastante inclinado a favor do FC Porto, foram conseguidos os 3 pontos que nesta altura do campeonato é a única coisa que interessa.

Como sabemos, não dependemos de nós para sequer ir à Champions.

E se dependermos dos adversários do FC Porto nos restantes jogos do campeonato, muito menos lá chegaremos, como se viu em Paços de Ferreira.

É também por isto que defendo uma reformulação dos nossos campeonatos, com menos equipas na Primeira Divisão, com 3 ou 4 voltas, e com a Segunda Divisão organizada por zonas, como já foi no passado.

Só assim devolveremos ao país por inteiro a possibilidade de ver futebol de primeira, aumentaremos receitas e qualidade dos jogos, e acabaremos também com o esquema das AF do Porto e Braga, que pretendem continuar a dominar o campeonato da Primeira Divisão, a qualquer custo.

4 de março de 2022

Finanças: VMOC´s do Sporting. Perdão de dívida concretizado junto do Millenium BCP

Avatar
| 48 comentários

 

Dos 135M€ de VMOC's que o Sporting já tinha conseguido acordo para adquirir com 70% de desconto (link Perdão 2019), 83,4M€ estavam nas mãos do Millenium BCP e 51,6M€ estão nas mãos do NovoBanco (Ex-BES). O Sporting compra os 83,4M€ por 30% do seu valor inicial, ou seja 25M€. (link Compra 2022).

Para conseguir comprar os VMOC's do Millenium BCP por 25M€, o Sporting faz um factoring para antecipação dos direitos televisivos, junto da Sagasta, que já tem trabalhado bastante com o Porto, e essa antecipação foi de 38,5M€, ou seja cerca de 13M€ devem respeitar a juros (link Sporting & Sagasta 2022)

O Sporting tinha ainda alguns anos para exercer a opção de compra (2026), e Frederico Varandas devido a questões eleitoralistas decidiu antecipar essa compra dos VMOC's e devido a essa operação vai pagar cerca de 13M€ de juros. 

Sporting não comprou a totalidade dos VMOC's, já que ainda falta adquirir os 51,6M€ do NovoBanco, que podem ser comprados por 15,5M€.

Existiam negociações nos últimos meses para que também a dívida financeira do Sporting e Sporting SAD (empréstimos bancários) fosse vendida a um fundo internacional (Fundo Apollo) igualmente com desconto e com perdas para os bancos portugueses (link 2021 Sporting & Fundo Apollo), mas até ao momento não há sinais de que essas negociações tenham sido bem concluídas devido à pressão pública que existiu há alguns meses atrás, quando a notícia dessas negociações começaram a circular publicamente.

Com mais este adiantamento de 38,5M€ de direitos televisivos, o Sporting fica com menor margem para se financiar junto do mercado financeiro.

Resta saber se estes 83,4M€ serão convertidos de imediato em ações aumentando o Capital Social da Sporting SAD de 67M€ para 150,4M€. Quando forem adquiridos os VMOC's do BES o Capital Social da Sporting SAD aumentará para 202M€.

Álvaro Sobrinho detinha 20M€ em 67M€ (29,9%), passa a deter os mesmos 20M€ em 150,4M€ (13,3%) e no final irá ficar com 20M€ em 202M€ (9,9%) ficando com a sua posição diluída, e reduz a sua percentagem de 29,9% para 13,3% e posteriormente 9,9%.

A dúvida final está relacionada com o facto de ser a Sporting SAD a antecipar 38,5M€ para que o Sporting Clube fique com as acções. Resta saber se os restantes accionistas ficaram prejudicados. Por essa mesma razão (Clube a comprar acções da SAD com "dinheiro" da própria SAD) a OPA do Benfica foi recusada pela CMVM.

Como conclusão, tornou-se oficial o perdão de dívida do Millenium BCP ao Sporting e à Sporting SAD, de acordo com as negociações que tinham sido concluídas em 2019, e que agora foram concretizadas.

 

Pizzi e Bruno Lage: 2 zés ninguém que atacam o SL Benfica quando deviam era agradecer!

Avatar
| 37 comentários

 

A entrevista de Pizzi ao Record, bem como a participação de Bruno Lage nessa tentativa de lavagem de imagem, só demonstra como estavamos certos quanto ao caracter desses dois.

Dois calimeros, duas supostas vítimas, que não assumem qualquer responsabilidade pelos seus atos ou pelos seus erros.

Quer um quer outro seriam uns Zés-Ninguém se não tem sido o SL Benfica a lhes dar palco, a lhes dar oportunidades ao mais alto nível.

Pizzi fora de Portugal foi um zero, antes de vir para o SL Benfica naquelas trocas trágicas com o Atlético de Madrid. Quase 15 milhões, só de arranque, foi o que custou este cepo.

Em tantos anos que cá ficou, os jogos bons contra adversários de nível nem enchem os dedos de uma mão.

Foi um dos desestabilizadores do balneário em múltiplas ocasiões.

Já Bruno Lage atinge um nível superior de nojo.

Foi o próprio Lage que se enterrou quando começa a temporada seguinte ao título (ganho de forma brilhante) submetendo-se a Jorge Mendes e a Luis Filipe Vieira. Assina por Jorge Mendes e começa a fazer equipas conforme a prioridade em promover jogadores e não em quem estava em melhor forma.

Foi Lage que veio com aquelas conferências de imprensa intermináveis com conversas do Panda e lições de moral.

Foi Lage que iniciou a Champions com uma equipa de rookies, sem qualquer explicação ou lógica.

Foi Lage que se meteu nessa cova profunda do servilismo a Jorge Mendes e ao gangue das comissões.

E quando se apercebeu que não lhe íam valer, era tarde demais.

Bruno Lage tem que se lembrar que se não fosse o SL Benfica a dar-lhe a oportunidade, ele ainda andaria a treinar miúdos.

Sim, porque Lage sai de adjunto de uma equipa técnica que passou alguns anos no melhor futebol do mundo para ir treinar...miúdos.

Quer Pizzi quer Bruno Lage são 2 tipos sem carácter e sem qualquer capacidade de simplesmente agradecerem tudo o que têm ao SL Benfica e ficarem por aí.

Nós é que somos gratos por vos ter bem longe do SL Benfica.

3 de março de 2022

O herdeiro de Calheiros (ou José Amorim em facturas de viagem ao Brasil)

Avatar
| 39 comentários

Parabéns Artur Soares Dias!

Com a sua contribuição de ontem, o FC Porto acumula mais possibilidades de vencer pelo menos 2 troféus este ano e assim igualar o SL Benfica em troféus/títulos.

É extraordinária a impunidade com que um clube falido, que antecipou todos os contratos que podia antecipar, que está a pressionar os seus sócios que estão em posição de gestão na FPF para que a Centralização de Direitos Televisivos seja uma realidade o quanto antes, consegue mesmo assim estar em posição de poder ser campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal.

Mais extraordinário ainda é a falta de visão de alguns benfiquistas que acham que é assim que se combate a corrupção andrade: a vê-los ganhar.

Isto enquanto o SL Benfica, com a força que a sua marca tem, que os milhões de adeptos lhe conferem, a única coisa que consegue apresentar são dezenas de milhões de euros em prejuízos.

Além disso, o SL Benfica parece gostar de ser instrumento de Pinto da Costa. Incrível não é?

Há quantos anos Artur Soares Dias tem o azar de marcar sempre para o mesmo lado, quando eles mais precisam?

Quantas vezes Soares Dias não prejudicou o SL Benfica, em casa ou fora, em especial com penalties ou expulsões?

A minha sugestão, caso continuemos a ter uma direcção fantoche e uma administração da SAD parasita, é que abandonemos o futebol.

Em quantos jogos o FC Porto foi beneficiado com expulsões incríveis do lado contrário?

Ou com faltas inacreditáveis feitas por jogadores adversários perto do final dos jogos?

Enquanto tivermos andrades a mandar no futebol em Portugal, o FC Porto continuará a ser levado ao colo.

E sinceramente, não me apetece gastar dinheiro num futebol corrupto, controlado por andrades.

1 de março de 2022

31 milhões de euros de prejuízo

Avatar
| 50 comentários
"A SAD do Benfica anunciou um prejuízo de mais 31 milhões de euros no primeiro semestre de 2021/22, no documento enviado à CMVM.

As águias garantem que este facto está "significativamente influenciado pelo resultado com transações de direitos de atletas, que sofreram uma diminuição de 69,4 milhões de euros face ao período homólogo"." - Record.

Os "podres" do futebol português que já nem respeito têm pelo SLBenfica

Avatar
| 25 comentários

Ontem era dia de aniversário, não quis estragar o dia com gente reles e asquerosa.

Desenganem-se os que acham que foi um descuido o que aconteceu com Pedro Monteiro Fernandes, da AF Lisboa. Não foi! O que se passou foi que os organismos que tutelam o futebol português estão já tão impregnados de sportinguistas e portistas que já nem sequer têm vergonha na hora de atacar, humilhar e ofender o Sport Lisboa e Benfica.

Sabem, perfeitamente, tanto na AFL como em qualquer outra Associação, como na Liga ou na FPF, que podem pisar o SLBenfica à vontade, porque não só estão em maioria como do outro lado, no SLBenfica, quem está pensa que «Há que responder com serenidade e confiança» [Fernando Seara].

Basicamente, de um lado está um grupo de gente interessada em prejudicar o SLBenfica e do outro lado está um grupo de "mansos" que pensando que não prejudica, acabam a enterrar o SLBenfica em situações humilhantes.

ranking