O blog Novo Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade.
novogeracaobenfica@gmail.com

8 de março de 2022

Centralização dos Direitos Televisivos: salvar o sistema é o único objectivo

Avatar
| 21 comentários

O tema da Centralização dos Direitos Televisivos tem sido abordado com muita frequência no NGB nos últimos anos, em especial desde 2015. Sim, desde 2015!

Não acordamos para o tema agora nem ignoramos o que tem vindo a ser cozinhado fora dos “olhares” dos adeptos do futebol, em especial os sócios dos clubes.

Ora, sendo todos nós adeptos quem pagamos esses custos inerentes ao fenómeno futebol, deveria ser em torno do público alvo que se discutiria este tema.

Quem é o público alvo de uma Centralização de Direitos Televisivos? O de Portugal Continental e Ilhas? Então para quê uma centralização?

Olhando para o atual modelo, nada disto traria diferença ao cenário corrente.

Para se pagar mais, tem que haver mais receita. Para haver mais receita, tem que haver mais gente disposta a pagar.

E por isso, qualquer Centralização de Direitos Televisivos terá que passar pelo mercado internacional, pouco explorado e com um potencial enorme, tendo em conta o mercado CPLP que será o nosso alvo preferencial.

A Sport TV, o canal que se perfila para garantir a CDT, está numa espiral de prejuízos desde que o SL Benfica mudou os seus jogos para a Benfica TV.

Conforme o Benfica Eagle analisava em 2014 (link), o Sport TV estava com perdas mínimas na casa dos 36 Milhões de euros/ano. Isto em 2014.

O crescimento enorme da Benfica TV e a compra dos Direitos da Liga Inglesa então tinha desferido um golpe em Joaquim Oliveira e na sua capacidade de influência, pois sem dinheiro…não há palhaços (em campo).

Desde essa altura, muita coisa mudou. Luis Filipe Vieira voltou a dar os jogos do SL Benfica na Luz à Sport TV, via NOS, e assinou um acordo miserável para os interesses do clube.

Entre outras coisas, o SL Benfica comprometeu-se a jogar ao dia e hora indicados pela Sport TV, de forma a não colidir com o calendário de transmissões do canal.

E o valor das assinaturas mensais da Benfica TV reverteriam a favor da NOS.

Ou seja, com os valores recebidos dos adeptos e sócios do SL Benfica, a NOS cobria quase todo o valor que pagava ao SL Benfica anualmente e ainda assegurava que os jogos do SL Benfica deixavam de colidir com os interesses da Sport TV.


Mas será que a Sport TV recuperou a viabilidade financeira? Não.

A 16/06/2021 o canal anunciava prejuízos de 12,24 Milhões de euros só relativamente ao primeiro trimestre de 2021.

Para a próxima temporada, não conseguiram renovar a transmissão dos jogos da Liga Inglesa. Quando um canal perde um conteúdo Premium como este, fica à vista as grandes dificuldades financeiras que está a viver.

Portanto, e indo ao ponto central, quando de fala de uma Centralização de Direitos Televisivos estamos a falar da salvação do sistema que financeiramente condiciona o nosso futebol há 40 anos.

Um novo contrato de Direitos Televisivos, a longo prazo, vai permitir à Sport TV e ao FC Porto renegociarem os seus passivos enormes e saírem de uma mais que provável falência.

Sim, nada mais está em causa.

Reparem que os players mais interessados em promover a CDT nunca apresentaram um estudo válido que mostre em como se vai aumentar a receita e em consequência como se vai pagar mais aos clubes.

Isto porque não há! O que sabem à partida é que só é possível pagar mais ao FC Porto, ao SC Braga e a outros clubes nacionais retirando esse valor ao que seria pago ao SL Benfica.

Ora, nós benfiquistas não aceitamos isso de forma alguma.

O Benfica by GB escrevia em 2015 (link) que a única coisa que estava em causa era o modelo de Centralização. E o tempo deu-lhe razão.

Mais tarde nesse ano, em Agosto, eu escrevia (link) sobre a divulgação da conversa de Pedro Proença e Joaquim Oliveira, em que o primeiro prometia ao segundo prioridade numa futura Centralização de Direitos Televisivos. Centralização ou 'Oliveirização'?

Em suma, como temos vindo a sublinhar há anos, a Centralização de Direitos Televisivos não vai beneficiar o futebol português e vai ser feita à custa do sacrifício do SL Benfica.

Isso é inaceitável.

O SL Benfica tem uma marca internacional fortíssima, tem um mercado invejável na CPLP, e terá todo o interesse em libertar-se do atual contrato com a NOS e explorar novamente por sua conta (BTV) todo o seu potencial.

Assinar qualquer acordo de Centralização de Direitos Televisivos será cortar as pernas ao SL Benfica para os próximos 10 anos.

Não teremos receitas televisivas novas em Portugal Continental e Insular sem uma reformulação total dos quadros competitivos, como também já sublinhei noutros posts.

Ora, mantendo tudo na mesma, a Centralização serve para quê?

A Centralização serve para salvar o sistema.

Serve para os accionistas da Sport TV salvarem o canal.

Serve para o FC Porto renegociar os quase 600 milhões de passivo!

Vamos salvar o sistema à custa do SL Benfica?

Não estão fartos de ver o SL Benfica prejudicado?

Uma nota final: o Movimento Servir o Benfica publicou ontem um folheto (estudo dizem eles) em que sobre a Centralização dos Direitos Televisivos.

Páginas cheias de generalidades e palha só para concluírem que uma CDT é má para o SL Benfica. E novidades? Acordaram agora?

Mas recomendo a leitura do artigo do Benfica by GB, a publicar às 19h30m.
Se comentar anonimamente, não use o nickname Anónimo. Deverá inserir um nick seu (em Comentar como: opção Nome/URL).

21 comentários

  1. "2021-02-25 às 21h27
    Centralização dos direitos televisivos
    Foi aprovado em Conselho de Ministros o decreto-lei que determina a comercialização centralizada dos direitos televisivos e multimédia dos jogos de futebol das I e II Ligas, a implementar até à época desportiva 2028/2029, salvaguardando os efeitos dos contratos em vigor.

    O objetivo desta iniciativa legislativa é valorizar os direitos televisivos e multimédia das competições profissionais de futebol, tornando igualmente a distribuição das receitas mais equitativa entre sociedades desportivas.

    Deste modo, o diploma determina:
    A impossibilidade de as sociedades desportivas participantes nas I e II Ligas comercializarem de forma individualizada os direitos dos respetivos jogos relativos às épocas 2028/2029 e seguintes;
    Que a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional apresentem uma proposta de modelo centralizado de comercialização (até ao final da época desportiva de 2025/2026);"

    O que nós (benfiquistas) queremos saber é quais são as regras do jogo. Se é para implementar, queremos saber onde ficam os direitos benfiquistas que não são poucos... Também queremos saber qual é a pressa dos clubes, agora, quererem de repente a dita centralização (ben sabemos que estão TODOS à rasca). Creio que deveria ser obrigação do clube, vir esclarecer os sócios e adeptos, das nuances e consequências de uma acção desta magnitude, o que vamos perder e o que vamos ganhar. Para já, e pelo que está vertido em diploma, tem a FPF e a Liga, uma palavra a dizer. Se o Benfica se se sentir prejudicado só tem de fincar os pés e pô-los em sentido... digo eu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Federação e Liga é que ficaram encarregadas de apresentar um modelo...
      Ora todos sabemos que essas entidades são totalmente controladas pela máfia corrupta
      A quem irá pois favorecer esse modelo?
      E o Ruisinho prepara-se para bater palmas, depois da abraçar o Corrupto-mor.

      Eliminar
  2. Mas porque atacam sempre os benfiquistas??! Querem a centralização dos direitos de defesa do Benfica?

    ResponderEliminar
  3. Shadows e para os por em sentido como dizia um leitor acima e fazer chegar este texto a direcao alguem que lhes abrem os olhos ou sera que o lagarto DSO os tem vendados porque nao quer ver o que estamos a ver com a centralizaçao dos jogos,esta na hora de os fazer pagar todo o mal que nos tem feito.

    ResponderEliminar
  4. O grande defensor da centralização dos direitos televisivos é o Governo.

    Aprendam a votar que é a melhor maneira de defender a sad de ser surripiada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Islander8/3/22 17:52

      Que culpa tem o Governo se o Benfica não souber negociar os seus direitos.

      Infelizmente no Benfica para desculpar a incompetência de Rui Costa , Vieiras etc etc formatou-se a ideia que a culpa é sempre dos árbitros , da Liga , da FPF , do treinador , dos jogadores , agora do Governo e nunca da incompetência de quem manda no Benfica. E Repara que fui simpático ao referir só incompetência. Não referi as suspeitas de LFV ter desviado dinheiro do Benfica etc etc

      Eliminar
  5. Mais uma publicação especulativa, com nenhum sumo. Mas os outros é que publicam folhetos. Eheheh

    ResponderEliminar
  6. Porque é que precisam de desvalorizar o trabalho de outros Benfiquistas para defender a tua tese? Ao contrário de ti, dão a cara e o nome. Ninguém nega a defesa que fazes dos interesses do SLB e é justo reconhecer que já o fazes há muitos anos, especificamente neste tema dos direitos.
    Desvalorizar o trabalho de outros só por dor de corno, fica-te mal... Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
  7. A centralização dos direitos televisivos está neste momento legislada em DL pelo que é obrigatória...
    Infelizmente para o Benfica este é o cenário a partir de 28/29 agora culpar a direção por esta situação não passa de populismo bacoco!

    ResponderEliminar
  8. Islander8/3/22 17:45

    O contrato que LFV e Domingos Soares de Oliveira acordaram com a NOS foi e é simplesmente desastroso.

    Contrato esse apresentado com a fantochada em pleno relvado do Estádio da Luz como um marco extraordinário da vida do SLB.

    Que era um contrato extraordinário.

    Rui Costa caladinho que nem um rato e a bater palminhas a este contrato desastroso para o Benfica.

    Na prática o Benfica recebe bastante menos que Porto e Sporting nos seus contratos de Tv.

    Na média destes 10 anos de contrato com a NOS o Benfica recebe 40 milhões ano mas dá a Nos com as assinaturas da BTV uns 20 milhões por ano (se é que não dá mais).

    Na prática o Benfica recebe +- 20 milhões da Nos por ano.

    Os custos da BTV são do Benfica as receitas da Tv do nosso clube da NOS.

    Além disso abdicamos nesses 40 milhões média/ano dos direitos televisivos para Portugal do campeonato Francês e Italiano que passariam novamente para a Sport Tv.

    Rui Costa como está super contente com este contrato com a NOS coloca Domingos Soares de Oliveira como o negociador novamente do Benfica.

    Rui Costa ainda não satisfeito permite que Domingos Soares de Oliveira seja uma espécie de negociador de todos os clubes.

    Como vai ser possível a Domingos Soares de Oliveira defender os interesses do Benfica ao mesmo tempo que vai defender os interesses do Porto , do Sporting , do Braga , do Guimarães , do Paços de Ferreira , Portimonense etc etc .

    Não existirá nesta situação conflito de interesses??

    Acham que é ético uma pessoa que para todos os efeitos é funcionário do Benfica e muito bem pago para isso , que até paga a Ama do neto com dinheiro do clube e que devia defender sempre os interesses do Benfica ter de defender os interesses do Benfica e de todos os restantes clubes.Como é que ele vai conseguir isso?

    Não é no mínimo imoral Domingos Soares de Oliveira ser uma espécie de intermediário dos interesses do Benfica clube onde trabalha e ao mesmo tempo ser o intermediário/ negociador do Porto , do Sporting etc etc

    Isto tudo com o patrocínio de Rui Costa.

    Infelizmente quem se vai lixar nesta nova negociação vai ser novamente o Benfica.

    mas a maioria gosta da incompetência logo vota Rui Costa , em Vieiras etc etc.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O contrato com a NOS é de tal maneira lesivo dos interesses e das finanças do Benfica que seria motivo para acusar a Direcção de gestão danosa e provocar a sua demissão.

      Eliminar
  9. Salvar a Sporttv parece claro.

    Mas o FC Porto é que não entendo. O FCP também faria mais dinheiro sem CDT.

    já hipotecou tudo da MEO e se não for assim só vê dinheiro dos direitos TV em 2028?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O FCP já consumiu tudo o que são receitas. Já está a penhorar passes de jogadores. Têm quase 600 milhões de passivo e sem massa adepta para conseguir originar receitas.
      Eles não podem esperar.

      Eliminar
    2. Pedro Proença merece mesmo um Dragão de Ouro!

      Eliminar
  10. Uma pergunta (se calhar sem sentido) e sem conhecimento de causa mas
    Não é possível "obrigar" este tipo de decisões no clube serem, obrigatoriamente, votadas em AG? Digo isto porque estamos a alterar estatutos. Porque não?

    ResponderEliminar
  11. Anónimo8/3/22 18:57

    A nota mais evidente que o processo está condicionado à partida, é esse mesmo Decreto-Lei! Desde quando é que um governo tem de legislaar sobre matérias do foro particular dos individuos/organizações?!

    Bastou dar autonomia e utilidade pública à Federação para esta organizar os campeonatos e, em conjunto com a Liga, tomarem as decisões e ações que se achem necessárias, sendo os clubes soberanos sobre esta.

    Neste caso, assim como no cartão do adepto, estamos a falar de inconstitucionalidades, ou no limite graves ingerências na liberdade individual, que o Benfica nunca levantou ou sequer questionou. Comeu e calou, vai comer e vai calar!

    Para cobrir essa incompetência, contornaram com o tal Decreto-Lei, que, repito, é inconstitucional. Porque é que não há uma votação na Liga? O Benfica teria que tomar uma posição e ia ser chato, fosse qual fosse!

    Nota final, o caixa d'óculos do Secretário do Desporto já condenou as ocorrências do fcp-scp?!?


    Sócio do SLB rumo ao 38

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Desde quando é que um governo tem de legislaar sobre matérias do foro particular dos individuos/organizações?!"
      em que mundo é que vive os governos legislam sempre sobre matérias do foro particular é o chamado regular o mercado.

      deixem essa conversa do inconstitucional tal como a lei do cartão do adepto, ela não caiu por isso até porque ninguém a suscitou, é que a lei são inconstitucionais quando são declaradas como tal se acha que é faça um requerimento para quem de direito a declare como tal.

      Eliminar
  12. exatamente os outros apresentam palha já tu apresenta uma não cheia de nada e outra de coisa nenhuma opiniões, que até podem estar corretas, mas sem nada que as suporte.

    muito gostas de mentir não demos os nossos jogos à porcos tv, o que demos foi os outros campeonatos e o facto de não sermos concorrência desses campeonatos no futuro.
    mas queriam que a nos pagasse um valor e não ficasse com o dinheiro da assinatura, é só líricos.
    o contrato foi mal feito não por isso mas por terem sido valores baixo, termos perdido independência e nem sequer a btv em canal aberto temos.

    curioso é só falarem nos corruptos e então os outros estão nas mesmas condições, fossem outros a ter esta postura e eram desancados completamente.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo9/3/22 08:14

    Há somente aqui uma questão que não se pode desvalorizar. Quem está a organizar isto é o Estado. A pessoa que está como organizador nomeado é DSO( do Benfica). Esqueçam lá os sócios e as suas opiniões

    ResponderEliminar
  14. Inaceitavel.A BTv criou um autentico terramoto nos meios televisivos, tendo sido responsavel pela potenciar do ódio e inveja ao nosso clube, nos players do ramo. Como bem afirmas, foi sendo "secado" aos poucos, pois se de um lado icomodava imenso, do outro, o "Nosso" não houve a força e coragem de continuar com o estabelecido. Os nossos "amigos" assustaram-se à séria, e lançam este plano hediondo da Centralização. Quais clubes pequenos? Os que nos tratam condignamente? Pois que negoceiem connosco! Completamente de acordo contigo Shadows.

    ResponderEliminar
  15. Abre os olhos, Rui Costa! Defende o Benfica como é tua obrigação, e não dececiones os benfiquistas.

    ResponderEliminar

O NGB mantém registo dos comentários. Se comentar anonimamente, não use o nickname Anónimo. Deverá inserir um nick seu (em Comentar como: opção Nome/URL). Seja moderado na linguagem, senão será rejeitado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no contexto do blog.

ranking