O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 12 de janeiro de 2013

Apresentação ao serviço!

Avatar
 ●  5 comentários  ● 
Há uns dias atrás recebi o honroso convite para vir aqui mandar uns bitaites sobre o nosso Glorioso. Confesso que foi com alguma surpresa, até porque escrever em blogues é para mim uma experiência recente, mas quando li a mensagem fiquei extremamente entusiasmado pois sigo o NGB há já algum tempo... 

Sou benfiquista desde que nasci, e defendo o meu clube com todas as minhas forças. O que não quer dizer que não saiba reconhecer falhas… falhas não… oportunidades de melhoria, no dia-a-dia do nosso Benfica. A juntar a isto, se considerarmos que 90% (calculo eu) dos adeptos em Portugal são ou do Benfica ou do Anti-Benfica (sendo os outros 10% verdadeiramente adeptos dos seus clubes), digo-vos já o que podem esperar de mim: alguma crítica (espero que quase sempre POSITIVA) ao Benfica, muita crítica NEGATIVA ao Anti-Benfica e alguma observação pontual dedicada aos outros. 

Não me interpretem mal, o que quero dizer com crítica ao Benfica NÃO É bota-abaixo – jamais irei contribuir para a divisão e para o conflito entre os benfiquistas. É a discussão. É a troca de opiniões. É tentar perceber, com a vossa ajuda, se estou ou não a interpretar bem aquilo que vejo/leio do quotidiano do Glorioso. Este é para mim o objectivo principal de vir aqui escrever. É a troca de opiniões que me interessa. Nesse sentido, a única coisa que peço é que respeitem a minha opinião da mesma forma que eu sempre respeitei a vossa.

Dito isto, espero que os meus posts estejam ao nível a que este blogue já me habitou. Obrigado pela confiança e pelo interesse demonstrados na minha opinião.

O primeiro post vem já a seguir…

Estatisticas e prognósticos

 ●  4 comentários  ● 

Portugal 12 de Janeiro de 2013

Nas vésperas do 1º clássico da época, a comunicação social lá vai fazendo o papel habitual de tentar “apimentar” o jogo, promovendo questões ridículas que fazem “brilhar” (para os portistas) o ex-treinador do Santa Clara, e escondendo outras mais interessantes, que os adeptos de futebol bem preferiam.
No meio de tanta porcaria que se pergunta, escreve e analisa (imaginem o circuito: conferências de imprensa, capas de jornais e programas de “trios” nas televisões por ordem sequencial), foi lembrado pelo RECORD que nos últimos 11 anos, o Benfica só por 2 vezes ganhou ao FCP para a Liga. Nas letras pequenas percebemos que na inversa, o FCP ganhou 5 vezes.
Antes de falar deste Benfica de Vilarinho e Vieira, o tal Benfica da cassete da “credibilidade” e das “contas em dia”, embora com o património hipotecado e nalguns casos (Benfica Estádio) partilhado com interesses alheios e hostis ao clube, quero exprimir a minha convicção que vamos ganhar ao FCP e que vamos ser campeões.
Costumo separar as coisas: uma coisa é não gostar da actual “escravização” do Benfica dos sócios para satisfação dos interesses económicos estranhos ao clube, por parte do maior farsante que alguma vez surgiu no futebol português. Outra coisa é penalizar a equipa de futebol que, ao acaso, por planeamento ou por planeamento ao acaso, é a melhor do campeonato. E que a generalidade das análises aos erros dos árbitros e suas consequências na classificação, dão confortável vantagem pontual sobre o FCP.
Isto é o que eu sinto: vamos ser campeões. Agora sobre as estatísticas dos últimos confrontos com o FCP, tenho pena que o RECORD não tenha ido buscar os últimos 12 anos, pois o 12º resultado foi uma vitória por 2-1 da equipa que Vale e Azevedo deixou, com o reforço Roger contratado pela astronómica verba de 1,7 milhões de contos (nada mau, para quem dizia que o Benfica estava falido).
Se calhar foi por estar associada a Vale e Azevedo que essa vitória foi “escondida”. Mas para quem gosta de analisar o Benfica antes da “credibilidade” e depois da “credibilidade”, vamos então considerar os 12 resultados pós Outubro 2000. Temos então 3 vitórias, 5 derrotas e 4 empates. Resta dizer que todas as vitórias foram pela margem de 1 golo, o que diz bem do equilíbrio existente ou forçado (contra nós) pelos erros dos árbitros. E também, porque de facto os erros dos árbitros têm deixado marcado nestes jogos, dizer que o FCP beneficiou de mais penaltys a seu favor no estádio da Luz, do que o Benfica (idem com os jogos disputados no estádio da “Galinha”).
Esta é a realidade do futebol português, uma realidade que o actual projecto de Benfica veio consolidar. Basicamente porque ao contrário da “cassete” da credibilidade, este Benfica não é respeitado por ninguém. Quem está nos bastidores deste futebol podre e nalguns casos corrupto, sabe que o farsante não está ali para defender o clube, mas para defender outros interesses.
Confesso que não sei até que ponto a credibilidade ganha jogos, Mas se analisarmos os resultados feitos pelo Benfica de Vilarinho e Vieira, nos confrontos com FCP e SCP, e compararmos esses resultados com os obtidos pelas equipas no mandato de Vale e Azevedo, podemos tirar algumas conclusões.
Assim, desde que JVA tomou posse e até ao dia 28 de Outubro de 2000, o Benfica fez 15 jogos contra FCP e SCP, vencendo 7, empatando 3 e perdendo 5. Percentagem de pontos conquistada: 53%. Considerando os mandatos após 28 de Outubro de 2000, temos 48 jogos com 15 vitórias, 13 empates e 20 derrotas. Percentagem de pontos conquistada: 40%. Se retirarmos o mandato do presidente que falava conforme estava antes de almoço ou depois de almoço, ou seja, se ficarmos só com os mandatos de LFV temos 37 jogos, 12 vitórias, 10 empates e 15 derrotas. Percentagem de pontos conquistada: 41%.
Sou uma pessoa que apenas se interessa pelo Benfica e não por quem pontualmente o dirige. Já me ligaram a JVA ou como tendo beneficiado da sua amizade, o que é redondamente falso e próprio de gente mesquinha e sem nível. Das análises que faço, complementadas pelas análises económicas que outros fazem, resulta claramente que o Benfica tem uma história recente bem diferente da que é vendida em jornais, livros, manuais e Benfica TV.
A subjugação do actual Benfica aos interesses alheios ao sucesso do clube, estão aqui bem exemplificados: o tal presidente que tem os problemas que tem e que ainda hoje é mal percebido por quem tem uma percepção do clube em função das notícias que saem nos “midia”, construiu um Benfica que ganhou mais vezes a FCP e SCP do que este dos milhões, do Simão, Mantorras, Nuno Gomes, Rui Costa e Aimar. O tal Benfica dos “toscos” ingleses e do presidente sem credibilidade, nunca perdeu em casa com o FCP nos 3 jogos que fez (2 vitórias e 1 empate), coisa que agora acontece com inusitada frequência.
Estes resultados põem em causa não só o projecto económico do clube mas também uma certa forma de analisar e pensar o futebol, onde parece que os “lugares comuns” acerca dos bons jogadores e sua influência no desempenho das equipas, contrasta com os resultados de melhor qualidade das equipas sem jogadores de maior qualidade.
Que amanhã contudo, os “lugares comuns” sejam vencedores, pela 4ª vez em 13 encontros.

Critérios ...

 ●  2 comentários  ● 

FCP1 – Setúbal 0 em 9 de Janeiro de 2013

44’ Nélson Pedroso encosta-se em Sebá e João Capela apita grande penalidade. Ficam grandes dúvidas sobre a ilegalidade do lance. BOLA online 9 de Janeiro

43’ Penálti para o FC Porto! Sebá cai em luta com Nélson Pedroso. Lance duvidoso... RECORD online 9 de Janeiro

“Os sadinos não aproveitaram mas o FC Porto não desperdiçou a oportunidade quando o árbitro João Capela assinalou, aos 43 minutos, uma grande penalidade a favor da equipa da casa. O árbitro de Lisboa viu Nélson Pedroso derrubar Sebá na grande área...”. SAPO online 9 de Janeiro

“A grande penalidade gerou muitos protestos no banco dos sadinos, aparentemente sem razão, pois Nelson Pedroso afasta Sebá com o corpo na área”. CM online 9 de Janeiro

Note-se que nos casos dúbios, alguns jornalistas escolhem o jogo de palavras para deixar no ar a possibilidade de ter havido boa decisão. Uns jornalistas optam pelo “truque” de referir que o “árbitro viu a grande penalidade” (este argumento também vale para penaltys que não existem). Outros optam pela dúvida – aparentemente – mas “escondem” outros aspectos tais como, se o tal encosto foi suficiente para provocar o derrube, e se foi feito antes ou depois de jogar a bola. Vá lá que nem BOLA nem RECORD sempre solícitos para os lados do FCP, não tiveram dúvidas que o lance é duvidoso. Por uma vez...

Académica 0 – Benfica 0 em 25 de Fevereiro de 2012

58’ Aimar pontapeado (assim vi o lance) por Flávio

Pedro Henriques (JOGO online): Lance de difícil análise e que só a televisão permite ver, mas Aimar é tocado no pé e derrubado por Flávio no interior da área. Era grande penalidade.

Paulo Paraty (JOGO online): Não é visível, pela televisão, qualquer falta de Aimar. É um facto que o jogador do Benfica pára de repente e acaba tocado no pé de apoio por Flávio.

Resta dizer que nenhum dos árbitros se referiu ao facto (surreal?) de ter sido assinalada falta contra o Benfica, nesse lance. Sublinho a forma crápula como utilizam a televisão. Um diz que o lance só se percebe pela televisão, outro diz que pela televisão não se vê falta de Aimar. Ou seja. Para Henriques, a televisão serve para ajudar a limpar o erro do árbitro, para Paraty o árbitro até pode ter visto melhor do que na TV (porque assinalou falta que não se viu ...)

Benfica 1 – Atlético de Madrid 2 em 21 de Julho de 2009


“Em cima do intervalo o Atlético Madrid ganhou novamente vantagem. Miguel Vítor ao tentar cortar a bola tocou em Aguero na área e o árbitro considerou grande penalidade” – BOLA online

João Capela foi o árbitro destes 3 jogos. O mesmo que considerou faltoso um corte de bola, onde pode de facto ter havido contacto com Aguero, em 2009, depois decidiu - com a mesma orientação - os demais lances que aqui transcrevi. Sempre a favor dos interesses do FCP! Acresce outro lance no jogo com a Académica em que Bruno César vê um cruzamento desviado pelo braço de Adrien Silva (emprestado pelo SCP) em que nem ele nem o árbitro assistente que está no enfiamento da jogada, conseguiram ver. Mas o de Miguel Vítor e o penalty a favor do FCP conseguiram ver ... 

A arbitragem está melhor, diz frequentemente o Sr.º Vieira ...

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

João Ferreira. Deve-se esperar o quê?

Avatar
 ●  21 comentários  ● 
"JJ, a encher 30 já!!"
João Ferreira é o árbitro escolhido pelo testa de ferro do sistema para apitar o clássico.
Embora este árbitro não tenha particularmente nada que o ligue a arbitragens tendenciosas a favor do FC Porto, que me lembre, lembro por vezes uma postura demasiado dura do árbitro de Setúbal perante os jogadores, reflectindo-se nos cartões. Tipo na tropa.

Segundo o que já li na blogoesfera benfiquista(http://travessadoalqueidao.blogspot.pt/) a RTP N(ojo) caracterizou João Ferreira como o árbitro do túnel. 
Eu diria que a RTP N(ojo) é a TV do branqueamento das escutas do Apito, dos roubos ao Benfica e o canal que aloja Bruno Prata, Bernardino Barros, Miguel Guedes e outros portistas que se julgam donos dos árbitros.

Cabe a João Ferreira fazer uma arbitragem ISENTA e deixar os jogadores brilharem com o seu talento.

Pablo Aimar de saída?!

Avatar
 ●  10 comentários  ● 
"Pablo Aimar vai abandonar o Benfica este mês, durante a reabertura do mercado de janeiro. Segundo o site zerozero.pt, o médio encarnado rumará ao Médio Oriente. Record está em condições de avançar que o adeus poderá ser consumado durante a próxima semana.

Caso se confirme a saída do argentino nos próximos dias, o encontro com o FC Porto marcará a sua despedida, naquele que é igualmente o jogo 100 de El Mago no campeonato português.

O percurso de Aimar esta temporada tem sido marcado por lesões, que o impediram de atuar na maioria das partidas do Benfica- realizou apenas oito jogos em todas as competições.

O camisola 10 esteve mesmo parado mais de três meses na temporada em curso, devido a lesão. Depois de ter defrontado o Barcelona na Luz, para a Liga dos Campeões, o experiente médio iniciou uma travessia no deserto que apenas terminou no passado dia 6, na deslocação ao Estoril." - Record

Notícia para destabilizar ou saída de alguém que é mais que um jogador. 
Quem confirma ou desmente? 

A mentira sobre a falta de segurança no Jamor.

Avatar
 ●  5 comentários  ● 

Têm-se repetido os 'recados' por parte de Fernando Gomes e Alexandre Mestre nos últimos tempos sobre a possibilidade de a final da Taça de Portugal não se disputar no Jamor.
As razões invocadas prendem-se em especial com as condições de segurança.
Não podia discordar mais disto.

Para quem conhece mais a fundo o Estádio Nacional e as suas actividades, sabe que nos últimos anos têm sido diversos os eventos aí realizados durante o ano, desde concertos, eventos empresariais, realização de anúncios e até eventos religiosos.
E em muitas dessas ocasiões o Estádio lotou. Não há relato de problemas de segurança.

Quais as virtudes do Estádio Nacional, no que toca à segurança?
Bem, permite ao contrário do que acontece em quase todos os estádios(mesmo os novos) portugueses, a entrada por sectores completamente separados por barreiras naturais das claques e adeptos.

A entrada Sul tem(esquerda na foto) tem uma entrada completamente autónoma, com muito estacionamento e que permite a separação completa dos restantes dos adeptos.

A entrada para a bancada central(com acesso também através dos outros sectores do estádio) faz-se por uma entrada autónoma, com alguns lugares de estacionamento que costuma ser utilizado para Parque VIP, bem como a entrada já referida. 
Dessa forma, todos os espectadores com bilhete para a central têm de entrar pela Praça da Maratona ou pela entrada Sul.

A bancada Norte é a única que não possui entrada autónoma. Todos os espectadores com bilhete para essa zona têm que utilizar as outras entradas do estádio. Mas a fluidez devido à configuração do recinto é mais que suficiente para entrar ou sair.

A entrada que a maioria procura é a da Praça da Maratona.
É a mais ampla, e com o espaço de estacionamento com maior capacidade de todo o complexo do Jamor.

Todos os lugares têm um assento individual, que já é de 2ªgeração, devido ao primeiro bloco de assentos provocar alergias aos utilizadores(deve ter sido comprado para fazer o jeitinho a alguém).

Em termos de controle por parte das autoridades, o Estádio tem um posto onde se controlam as câmaras de vigilância, bem como oferece grande visibilidade para todo o recinto.

Olhando à maioria dos estádios em Portugal, encontram-se muito poucos com as acessibilidades e fluidez de evacuação que o Estádio Nacional e a zona do Jamor oferece.
Em especial os clubes mais pequenos, que recebem uma ou duas vezes por ano enchentes, têm os seus recintos situados no meio de cidades ou vilas, não assegurando qualquer fluidez na evacuação de pessoas em caso de emergência.


Quais as principais deficiências do Estádio Nacional?

A falta de investimento na manutenção do piso provoca que aqui e ali existam alguns pequenos buracos no caminho para as bancadas. 
É inexistente a sinalização a avisar desses problemas, bem como não existem zonas preparadas especificamente para espectadores com problemas/impossibilidade de locomoção.

Embora muitos apontem a mata que circunda o estádio como um problema de segurança, na realidade está tudo vedado e com um pequeno efectivo de homens toda a vigilância dessas zonas pode ser efectuada.

Falta também um sistema de entradas mais eficiente que os torniquetes antiquados que permanecem no Estádio Nacional. Isso permitiria que o processo de revista dos adeptos fosse mais célere e principalmente eficiente.

A falta de cobertura não me parece que seja um problema para a final da Taça.

A lotação do Estádio, cerca de 37.000 lugares, não oferece problemas para que as forças de segurança não estejam já preparadas para enfrentar, por formação.
O Estádio Nacional é um recinto que pode e deve ser melhorado, sem qualquer dúvida. 
As deficiências que apontei podem ser reparadas em muito pouco tempo e a baixo custo.

Como é sabido, a FPF não tem problemas de tesouraria que a impeçam de realizar de forma imediata estas reparações, que trarão desde já uma melhoria substancial nas condições oferecidas aos espectadores. 

O que impede então Fernando Gomes de tomar estas medidas? O que impediu Gilberto Madaíl de fazer o mesmo?
De onde têm vindo as únicas vozes que sempre têm atacado a realização da final da Taça de Portugal no Estádio Nacional?

Sempre do mesmo sítio. FC Porto. Em nome do ódio que Pinto da Costa e Pedroto resolveram semear em Portugal desde que tomaram conta do clube azul.
Ódio contra Lisboa, contra o Sul, contra tudo que não sirva os seus interesses. 
Eu acrescento: ódio contra o fair-play, contra a verdade desportiva, contra a sã convivência entre rivais, como seria o ideal.

Fernando Gomes, com o seu jeitinho de bom menino que não faz mal a ninguém, com uma vozinha quase de menina, continua a demonstrar claramente a quem serve. 

Bomba no Sporting

 ●  10 comentários  ● 

Os ventos do Norte, trazem muita informação e contra informação sobre as relações e negócios entre o Sporting e o Porto.

Como apareceram os 12 milhões de euros que Godinho Lopes desencantou a 31 de Dezembro no comunicado à CMVM ?

Foi coincidência ter sido na mesma altura do negócio Ismailov / Miguel Lopes / Ventura ?

E se os negócios de jogadores não ficarem por aqui ? E se envolverem um clube estrangeiro também, no final da época ?

Duas certezas apenas...

O Sporting precisa da Assembleia Geral de sócios e que Pinto da Costa é um grande estratega....

O que dizer disto?

Avatar
 ●  4 comentários  ● 

Leiam mais AQUI.

O Rui Moreira é o tal que comenta escutas do Sócrates mas recusa-se a comentar escutas de Pinto da Costa. Coerências.

"Ah e tal!! Numa semana desta pões aqui isto?!"

Sim. Especialmente numa semana destas.

------------------------------------------------------------

Fernando Gomes admite final da Taça fora do Estádio Nacional

A AF Lisboa fica calada? Benfica e Sporting ficam silenciosos, enquanto portistas recalcados tentam tirar do seu devido lugar a Taça de Portugal?
Assim como fizeram com a Taça da Liga, que levava futebol de primeira ao sul do país?

TAÇA É JAMOR!!

O QUE QUER DIZER O VOSSO SILÊNCIO, CLUBES DE LISBOA? AF LISBOA? 

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Enganar a Europa com flops de 30 milhões? Por quanto mais tempo?

Avatar
 ●  37 comentários  ● 

Aqui há uns tempos, a propósito da venda de Di Maria por valores elevadíssimos mas, ainda assim, inferiores ao valor da cláusula (o que revoltou muito boa gente neste blogue), gerou-se aqui uma acalorada troca de opiniões. Um dos escribas afirmava categoricamente na altura, que Luís Filipe Vieira NUNCA tinha vendido BEM um jogador do Sport Lisboa e Benfica.

Eu discordei, porque entendi que a opinião do escriba e de muitos outros Benfiquistas era influenciada decisivamente pelo termo de comparação errado – as vendas do FCP –, e não a realidade do Mercado Futebolístico Europeu.

Um dos meus argumentos na altura, lembro-me, foi perguntar então ao escriba quais eram as vendas de jogadores por Luís Filipe Vieira, que alguma vez teriam valido posteriormente mais dinheiro do que aquele que entrou nos cofres do nosso clube na altura da sua venda. Para mim, vender mal era vender por 10 aquilo que seis meses depois já valeria 20. Nunca poderia ser uma má venda, vender por 25 aquilo que nunca mais na vida viria a valer os mesmos 25. Claro que para alguns, vender bem era vender por 40 aquilo que só valia 20, pressuposto completamente errado na minha opinião.

O propósito deste post não é no entanto desenterrar debates antigos mas sim fazer uma analise mais abrangente àquilo que têm sido algumas vendas milionárias do futebol português por parte de Benfica e FCP, e que têm permitido equilibrar gestões altamente deficitárias.

A pergunta que importa fazer é como será possível a Benfica e FCP sobreviverem no futuro sem essas receitas, num país em que aquilo que é a GRANDE fonte de rendimento dos colossos europeus – as receitas televisivas – só rende neste momento ao Benfica a mísera quantia de 7.5 milhões de euros anuais, sendo uma fatia mínima do seu orçamento anual!

Isto numa altura em que o espetáculo futebol se tornou num entretenimento de sofá, com 4 ou 5 jogos diários a entrar-nos por casa adentro; numa altura em que ser-se sócio de um clube tem vantagens cada vez mais questionáveis numa cultura de futebol cada vez mais empresarial; numa altura em que a proliferação das casas de apostas desportivas (e outras milhentas fontes de entretenimento) ajuda a fazer do “ver o futebol no estádio” um acontecimento cada vez mais raro, algo que se faz apenas de vez em quando, bem longe do hábito semanal enraizado no adepto mais antigo que fazia do apoio no estádio quase um modo de vida.

Este é pois um futebol com receitas televisivas de terceiro mundo e receitas de bilheteira e quotização em declínio, pelo que não é preciso ser nenhum génio de contas para perceber que Benfica e FCP devem pois a sua sobrevivência recente às tais vendas extraordinárias que têm sido capazes de realizar.

A minha pergunta no entanto é: Por quanto mais tempo? Por quanto mais tempo continuaremos a ser capazes de enganar a Europa rica, com alguns flops que temos sido capaz de despachar por 25 e 30 milhões, saídos de um campeonato pobre onde dois clubes são capazes de completar quase uma volta de campeonato com apenas 4 pontos perdidos?!

Voltando um pouco atrás, quantos desses jogadores saídos do futebol português por verbas milionárias nos últimos 7 ou 8 anos, provaram mais tarde em campeonatos mais competitivos que o nosso, valer o que foi pago aquando da sua contratação? Assim de cabeça, lembro-me de 5 apenas: Ricardo Carvalho, Pepe, Deco, Falcão e Ramirez.

No FCP temos flops milionários de Paulo Ferreira, Bosingwa, Anderson, Cissoko, Maniche, Bruno Alves, Lisandro Lopes, Lucho (repatriado três anos depois da sua saída a custo zero!), Meireles, Quaresma e Hulk (o tal que valia 100 milhões e saiu por 40, e 4 meses depois ganha o estatuto de maior flop do futebol russo!).

E no Benfica temos alguns enganos também da parte de quem os comprou, ao deixarem em Portugal sacas de dinheiro para levar Coentrão e Di Maria (longe de serem figuras principais no Real Madrid), David Luís (uma desilusão no Chelsea, atacado constantemente pela critica e que agora procura reconquistar o seu espaço na equipa na posição de trinco), Javi Garcia (já hoje uma figura menor do Manchester City para ser despachada a curto prazo), e Witsel (ainda uma incógnita mas que vai ter de pedalar muito para algum dia voltar a valer os 40 milhões por que foi vendido. Salva-se Ramirez (jogador extraordinário, eleito recentemente para o 11 ideal da Liga dos Campeões), e Simão Sabrosa talvez, que ainda assim “só” saiu por 20 milhões de euros!

Quero salientar porém que os jogadores acima têm obviamente o seu valor. O que não valem é os 25 ou 30 milhões por cabeça, pelos quais miraculosamente temos sido capazes de os vender a esses 4 ou 5 clubes geridos à base de fortunas pessoais que fazem do futebol um jogo de Monopoly.

É que analisando aquilo que têm sido as contratações europeias dos últimos anos, é fácil constatar que extraordinariamente, Portugal tem sido o país europeu que melhores vendas tem feito, não havendo muitos craques no mundo a serem transacionados por valores acima dos nossos.

Recordo por exemplo que, enquanto nós discutíamos neste blogue há pouco mais de dois anos a péssima venda que seria despachar Cardoso por “apenas” 25 milhões, o super craque Luís Suarez, acabadinho de sair de um grande Mundial de futebol, chegava a Liverpool do Ajax por 22 milhões!

Não custa portanto perceber que o mercado português está de facto inflacionado comparativamente por exemplo com o holandês ou francês, e que duvido que mantenha essa tendência por muito mais tempo. A verdade dos factos é que não há nada que o justifique. Em primeiro lugar porque a Liga Portuguesa é uma Liga notoriamente falida a precisar urgentemente de euros como de pão para a boca (qualquer dia temos apenas Benfica, Porto e Braga a disputar uma liga com 30 jornadas e a 6 voltas!), e em segundo porque os craques saídos do nosso campeonato a justificar o valor da sua contratação contam-se pelos dedos de uma mão, desencorajando muita contratação futura, já que nem toda a gente anda a dormir!

E sem essas receitas, é possível aos "colossos cá do sítio" sobreviver ao mais alto nível?

O Sul Americano Sub 20 ( Parte I )

 ●  12 comentários  ● 

Teve ontem início na Argentina, a 26ª edição do Sudamericano Sub 20 da CONMEBOL, ou seja, o Campeonato Sul Americano de Sub 20 da "UEFA" da América do Sul.
Esta competição todas as edições confirmam ou dão a conhecer, jovens atletas de elevado potencial, que poderão ser confirmadas a curto prazo como craques de grandes clubes europeus.
Todos os Scouts europeus estão ou deveriam estar representados nesta competição, e nem me passa pela cabeça que pelo menos um Scout do Benfica não esteja na Argentina. E estou a falar de um Scout que seja quadro do clube e não de informadores ou Scouts externos do clube.
Este ano a competição conta com a participação de três "portugueses" :

- O nosso Derlis González, ainda de idade júnior, ou Sub 19 pelo Paraguai;
- O sportinguista Diego Rúbio, Sub 20 pelo Chile;
- E o portista Juan Iturbe, pela selecção da casa, a Argentina

Curiosamente o jogo de estreia envolveu o nosso atleta, Derlis González, que não teve uma estreia feliz.
A sua exibição foi o reflexo da exibição colectiva da sua equipa. O Paraguai, foi uma equipa curta, mais de contenção e expectativa, jogando em bloco baixo e à zona no seu meio campo.
Somente em lances de bola parada, e em certos lances a bola era batida praticamente da linha do meio campo para a área colombiana ( !! ) é que os paraguaios criaram perigo.
Neste primeiro jogo apenas o guarda redes Diego Morel deu ligeiramente nas vistas, principalmente a forma rápida e destemida de como sai dos postes.

A Colômbia, tem expectativas elevadas nesta competição, que venceu por duas ocasiões, a última em 2005.
A grande figura é Juan Quintero, playmaker canhoto, que joga em Itália no Pescara por empréstimo do At. Nacional. A Juventus dizem que pensa nela para substituir Andrea Pirlo.
Eu se tivesse responsabilidades no Benfica, pensaria nele como óbvio substituto de Pablito Aimar.
Eu arrisco-me a dizer que a única grande diferença entre os dois, é que enquanto Aimar é destro, Quintero é canhoto. Ocupam os mesmo espaços em campo, todo o jogo ofensivo passa pelos seus pés, Quintero também tem o dom de parecer que se esconde do jogo, conseguindo-se desmarcar sem o adversário dar por ele e a sua elevada capacidade de ler o jogo permite-lhe criar rupturas nos últimos 30 metro.

Outro atleta que começou a chamar a atenção foi com certeza o avançado Jhon Córdoba.
Jhon foi contratado pelo Jaguares do México para substituir o seu compatriota Jackson Martinez do FC Porto. É um avançado de grande mobilidade, com explosão no arranque em velocidade e no seu deslocamento. Tem capacidade para jogar de costas para a baliza e o seu pé direito é forte na finalização como o demonstrou ao fazer o único golo da partida.
Na Colômbia destaque também para o companheiro de ataque de Córdoba, Brayan Perea do Deportivo de Cali e para o médio defensivo José Leudo dos argentinos do Estudiantes de La Plata.

No outro jogo do grupo, a Argentina foi surpreendida pelo Chile por 1 x 0. Destaque no Chile para o autor do golo da partida, Nicolás Castillo do Universidad Católica.
Tem características semelhantes com as de Jhon Córdoba, mas mais forte no jogo de cabeça e fixou-se mais entre os centrais da Argentina.
Rubio jogou a ala direito, com muitas preocupações defensivas e infelizmente não deu para ver muito de um jogador que eu deposito muitas expectativas, Cristian Cuevas, um Sub 18 do O´Higginns, que fez toda a sua formação nas selecções chilenas jogando num escalão acima da sua idade.

A Argentina desiludiu. Muito nervosa, provavelmente acusando a estreia na competição frente ao seu público, discutiu muito com o árbitro brasileiro da partida.
Não conseguiu aproveitar a vantagem numérica de jogar contra 10 desde os 44´com a expulsão de César Fuentes, nem contra 9, com a expulsão de Manuel Bravo.
Iturbe apenas com espaço para utilizar a sua velocidade apareceu no jogo e na defesa o capitão Lisandro Magallán do Boca Juniors é o elemento de maior destaque.

Hoje é a 1ª jornada do Grupo B, com Brasil vs Equador às 23 horas e à 1 hora da madrugada, jogam Uruguai vs Perú, onde estão Gastón Silva, Gianni Rodríguez e Jim Varela, que foram incluídos no negócio da compra dos restantes 30% do passe de Maxi Pereira ao empresário Paco Casal.

Como será escolhido o árbitro do Benfica-Porto?

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
Tudo boa gente...e isenta.
As distinções mais importantes da arbitragem nacional.
'Quem quer que apite, Presidente?'
O testa de ferro.
Não esperemos milagres. O árbitro será sempre o que mais convier ao FC Porto.
Como pode o Benfica contrariar este obstáculo? Com o seu melhor futebol.

FC Porto: "Temos que aldrabar tudo, desde a fundação."

Avatar
 ●  37 comentários  ● 
Assistência no Dragão: 12.808 espectadores. Marcador do golo: João Moutinho, camisola 8.

Sempre aquelas coincidências do caraças!!!

Como foi a Taça da Liga no dia 09/01/2013.

Avatar
 ●  12 comentários  ● 



Nota: o mesmo PALHAÇO que comentou os resumos dos jogos de Benfica e Porto na SIC Notícias consegue afirmar inequivocamente que o primeiro golo de Lima deveria ter sido anulado por fora de jogo, enquanto nem uma palavra sobre o mergulho que dá a vitória ao FCP.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Um bom espetáculo e um herói improvável

 ●  8 comentários  ● 
Não sei se fui o único a seguir o jogo de hoje com um vago desinteresse, pelo facto de ser um jogo de uma competição menor antes do clássico que vai decidir o campeonato. Surpreendentemente até se assistiu a um jogo de futebol bastante interessante com várias reviravoltas no marcador, ambas as equipas a lutar pela vitória e que atingiu um ritmo bem elevado. Previsivelmente, Jesus poupou os titulares antes do jogo com o Porto e deu rodagem a jogadores menos utilizados, uns que recuperavam de problemas físicos (Aimar) e outros que atravessam crise de confiança e andam descontentes (Nolito). Era o tipo de jogo que não fazia prever um jogo de tão alta intensidade, com boas jogadas individuais e mesmo algumas colectivas com o homem do jogo (além do Lima) a ser alguém altamente improvável:


Bastou ver a cara do jogador quando marcou o segundo golo do Benfica, o quanto lhe tem custado esta travessia no deserto. Por isso Kardec, apenas te digo bem vindo e agarra todas as oportunidades que tiveres como fizeste hoje. Mostra que ainda podes ser aquela alternativa ao Cardozo que se chegou a ver em ti. Hoje, Jesus acertou a 100% nas substituições e se mostrar alguma sensibilidade pode ter ganho mais um ponta de lança para a equipa.




FCPorto: "queres ganhar, pergunta-me como"

 ●  8 comentários  ● 
Esta era demasiado previsível:

- Qualquer um mais atento percebia que as vitorias iam aparecer depois de o Sporting ter ido buscar quem o Pinto da Costa quis para treinador e que com isso rapidamente possibilitou um negocio há muito perseguido pelo FCPorto (que "matou"emocionalmente o jogador com este interesse tão prolongado) levando então Izmailov para o Dragão.

País de merda! Futebol corrupto!

Siga o Benfica, que é o que interessa!

Sport Lisboa e Benfica - Académica de Coimbra

Avatar
 ●  4 comentários  ● 

"As equipas do Sport Lisboa e Benfica e da Académica de Coimbra encontram-se, esta quarta-feira, no Estádio da Luz para a 3.ª ronda do Grupo D da Taça da Liga.

Apesar de não deixar de ser um jogo histórico, a verdade é que a assimetria de qualidade existente entre as duas equipas, algo que se acentuou nas últimas décadas, faz com que a partida não tenha a mediatização que talvez merecesse.

Na Taça da Liga é a estreia absoluta de confrontos entre estes dois emblemas que já realizaram um total de 137 jogos em todas as competições, com clara vantagem para os da Luz. O Benfica já alcançou 105 triunfos ante a “briosa”, sendo que 93 deles foram para o Campeonato, competição em que as duas formações se defrontaram mais vezes, 121.

O ingrediente principal de um prato chamado Futebol é o golo, é ele que lhe dá um gostinho especial. Entre Benfica e a Académica, o golo apareceu por 511 ocasiões, repartidos por 382 para os “encarnados” e 129 para a Académica de Coimbra.

Esta temporada, os dois clubes já se defrontaram no estádio Municipal de Coimbra e o resultado cifrou-se num 2-2.

A partir das 19h45 logo se verá qual será o desfecho." - retirado do site do Glorioso.

Será um jogo difícil, como são todos os jogos, e em especial aqueles contra clubes alinhados a norte.

Mas como em tantas outras vezes, o Benfica é muito complicado de parar quando focado na vitória.
Apesar de algumas fragilidades defensivas, da dificuldade em rentabilizar as bolas paradas, as perspectivas para hoje são boas.

O objectivo é o campeonato, sem dúvida. O que não invalida que nunca nos esqueçamos que o Benfica tem que entrar sempre para ganhar.

Lista de convocados:Guarda-redes: Paulo Lopes e Mika;
Defesas: Maxi Pereira, André Almeida, Roderick Miranda, Miguel Vítor, Jardel e Luisinho;
Médios: André Gomes, Carlos Martins, Bruno César, Nolito, Ola John, Salvio, Gaitán e Aimar;
Avançados: Lima e Kardec 

Ainda se lembram da renovação do Maxi ?

 ●  12 comentários  ● 


Maxi Pereira, internacional uruguaio renovou o seu contrato com o Benfica há mais de um ano, depois do clube ter comprado os 30% que o seu agente Paco Casal ainda detinha na altura.
Ficou ainda acordado nesse negócio, a inclusão de 5 jovens atletas uruguaios representados pelo agente uruguaio, a saber :

- Os defesas Gáston Silva do Defensor Sporting e Gianni Rodriguez do Danúbio;
- Os médios Élbio Alvarez e Jim Morrison Varela do Peñarol ;
- E o avançado Juan San Martin também do "Benfica do Uruguai" o Peñarol.

Todos eles fizeram parte da equipa Uruguaia de Sub 17, vice campeã mundial no México.

A notícia do dia é a estreia hoje em treino na equipa B do Benfica do avançado San Martin.
Causou alguma estranheza o negócio, daqueles que um dia se saberá a "estória", mas maior estranheza era o facto de termos contratado 5 atletas que muitos diziam serem fantasmas, pois nunca mais chegavam ao nosso clube.
Os 3 milhões pagos pelos 30% de Maxi, foram incluídos os passes destes 5 jovens atletas uruguaios, mas falta saber se Paco Casal terá alguma percentagem num futura venda de algum destes jovens.

Para quem quiser saber mais deles, hoje começa o Campeonato Sul Americano de Sub 20 na Argentina.
A selecção do Uruguai, convocou Gáston Silva ( nr 3 ), Jim Morrison Varela ( nr 5 ) e Gianni Rodriguez ( nr 17 ).

O Uruguai joga contra o Perú à uma da madrugada de sexta feira e sábado às 22h45m contra o Brasil.
Os jogos podem ser vistos em qualquer site por stream

E termino com uma boca para "barulho". Que San Martin faça mais e melhor que Claudio Correa, o que não me parece que seja assim tão complicado de alcançar....

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Coveiros dos próprios clubes, otários ou chico-espertos?

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
Sequeira Nunes e Ramos Lopes - BELENENSES
Valentim e João Loureiro - BOAVISTA
José António Linhares - SALGUEIROS
José Roquette - SPORTING
Manuel Damásio - BENFICA
Outras figuras caberiam aqui, mas estes são os principais iniciadores da queda dos seus clubes perante o interesse do FC Porto. 
Servos de um velho corrupto, como a história lembrará estas figuras?

Os poucos que podem ostentar o título de Rei.

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
Faria hoje 78 anos. O Rei nunca destronado.
Espero que faça muitos mais anos no Benfica. Um Rei dentro e fora do campo.
Always the King.
O verdadeiro capitão. Um Rei no plantel.

A gestão de LFV; a liquidação total do SCP; o regresso do Chorão; Azenha ao mar.

Avatar
 ●  19 comentários  ● 
Todos os benfiquistas realmente interessados no clube deverão ler este post do B Cool sobre a gestão de Luis Filipe Vieira. Um trabalho ímpar. Mais um.

A conclusão do escriba é uma. Partilharão todos dessa visão de B Cool?

----------------------------------------

Circulava desde sexta feira o rumor de que não seria apenas Izmailov a seguir pela A1 para os corruptos.
Labyad e Carrillo seriam os seguintes. Ontem no 'Dia Seguinte', essa informação pareceu bater certo.
Este ano o FCP não precisa de gastar muitos milhões para reforçar o plantel em Janeiro, pois está a consegui-lo através dos vendidos que governam o Sporting.
Jesualdo Ferreira está a ser o manager que o...FCP precisava!
Parabéns Godinho Lopes!!! O 'José Alvalade' deve estar muito orgulhoso de ti!!!





----------------------------------------

Manuel 'Eu merecia treinar um grande' Cajuda está de regresso ao futebol português. As últimas noticias dão conta do seu ingresso no Olhanense.
Como o Fiúza do Gil Vicente e o Manuel Machado têm andado mais caladinhos, a vinda do Cajuda trará mais boa disposição às conferências de imprensa.

----------------------------------------

Ver, mesmo que seja por segundos, Carlos Azenha a dar palpites sobre as tácticas de outros treinadores, é o mesmo que ver o Mr.Bean a raciocinar sobre a crise económica. Não faz sentido.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

O Talhão de Alvalade.

Avatar
 ●  4 comentários  ● 

Oficial: FCP absorveu o SCP.

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
Jesualdo Ferreira é o novo treinador
LEÕES JÁ RESCINDIRAM COM VERCAUTEREN


O problema do Hulk é o amarelo.

Avatar
 ●  12 comentários  ● 
"Hulk foi considerado a maior ‘flop’ da liga russa pelo jornal LifeSports. Contratado ao FC Porto por uma verba milionária (40 milhões de euros), em Agosto de 2012,o avançado brasileiro tarda em justificar o avultado investimento feito pelo Zenit. 

"Atendendo ao valor pago, inspirava confiança. Tudo indicava que Hulk iria resolver todos os problemas no ataque da equipa azul e branca e ajudá-la a conseguir um bom desempenho na Liga dos Campeões. No entanto, a realidade acabou por ser bem diferente. Em 16 jogos, a nova estrela do Zenit só foi capaz de apontar quatro golos e fazer três assistências. Curiosamente, o brasileiro já foi admoestado com sete cartões amarelos", começa por escrever o jornal russo na sua edição on-line.

"Além disso, num jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões contra o Milan, Hulk discordou de uma decisão do técnico Luciano Spalletti, quando foi substituído. Assim, do incrível das últimas temporadas no FC Porto, o brasileiro transformou-se num Hulk obscuro, que perdeu o espírito de luta, o brio e o desejo de vitórias", acrescenta o LifeSports, acrescentando as possíveis justificações para o mau momento do antigo dragão.
"As razões podem ser encontradas numa adaptação complexa ao estilo de vida no país, pelo mau ambiente criado pelos novos colegas de equipa e pelo esquema tático do Zenit. A paixão por Hulk nos olhos dos adeptos não é visível", pode ler-se no site do diário russo." in Correio Manhoso

Eu diria que falta o amarelo a Hulk.  

O amarelo dos árbitros e o amarelo da poção mágica do druida Póvoix.

Sem isso, não vale nada. Como se está a ver.

Boas indicações para o clássico.

Avatar
 ●  11 comentários  ● 
O jogo de ontem do Benfica com o Estoril Praia deu boas indicações sobre o momento da equipa.

Jogadores em clara subida de rendimento, como Gaitan, jogador possuidor de um talento incrível mas que ainda não conseguiu ser regular, ou Garay, um pilar da defesa, ou outros já em boa forma como Cardozo(que todos sabem eu não apreciar!) que está com muita confiança e a fazer aquilo que sempre lhe apontei como um dos seus pecados: não jogar para o colectivo. Estou a gostar bastante da sua produção e tenho que o reconhecer

O regresso de Pablo Aimar foi uma excelente notícia. Se estará apto para ser opção no clássico já será uma questão que apenas o próprio e JJ saberão responder.

Jardel ontem fez um jogo fraquinho. Mas um mau jogo de vez em quando todos fazem.

O que destaco neste momento é a confiança que a equipa parece transpirar. Assim como na época de 2009/2010, o Benfica chega ao clássico confiante, a praticar bom futebol, e com várias opções em aberto deixando os corruptos indecisos sobre quem entrará em campo.

O único problema que vislumbro é a preparação psicológica que será ministrada esta semana à equipa.
Desde o jogo do Dragão na época 2009/2010, tristemente célebre pelas agressões aos benfiquistas, equipa e dirigentes dentro e fora de campo, que o Benfica parece bloquear psicologicamente nos jogos com os corruptos. Excepção feita ao jogo da Taça da Liga onde vencemos 3-2 na Luz.

Visto que a equipa parece estar num bom momento de forma, acredito que Jorge Jesus irá trabalhar com especial atenção este aspecto.

É preciso lembrar ou demonstrar aos jogadores do Benfica que, mantendo o respeito pelo valor do adversário, na verdade quem tem que temer alguma coisa são eles, e não nós.

Espero também que o Benfica se mantenha atento às jogadas de bastidores.
Dizia ontem Rui Santos no 'Tempo Extra' que provavelmente o árbitro será Pedro Proença, devido às declarações que tem produzido nas últimas semanas.
Também Artur Soares Dias se 'ofereceu' para apitar o jogo de dia 13 de Janeiro.

O que podemos ter garantido é que não teremos nenhum árbitro sem historial de benefícios ao FC Porto.
Daí ser importante o Benfica não manter silêncios parvos, e pronunciar-se sobre a escolha de Vítor Pereira, desejando acima de tudo um trabalho isento e parcial.
Se for Pedro Proença, o mesmo desejo se deverá manter, mas relembrando, com elevação, que o passado desse árbitro a apitar clássicos deixa o Benfica apreensivo. 

Como se viu com a pressão efectuada pelo FCP sobre a arbitragem do jogo de hóquei do passado fim de semana, ficar calados ou apenas fazer comunicados não produz efeitos.

O Benfica tem que ser firme.

Os benfiquistas merecem que o Glorioso vença o clássico e consolide a liderança do campeonato.
Confiamos que desta vez o trabalho será bem feito. 

domingo, 6 de janeiro de 2013

Uma vitória para João Cancelo

Avatar
 ●  10 comentários  ● 


Os escribas do NGB associam-se a Jorge Jesus e ao plantel do Sport Lisboa e Benfica no abraço sentido a João Cancelo.

ESTORIL 1 BENFICA 3


O jogo de hoje e o paralelo com o jogo do hoquéi.

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
O jogo de hoje do nosso Benfica reveste-se de uma importância chave para o campeonato e para o clássico do próximo dia 13 de Janeiro.

Além da boa forma do Estoril-Praia, podemos antecipar os habituais 'lapsos' de arbitragem que em caso de oportunidade, dificilmente deixarão de tentar fragilizar o Benfica e até o prejudicar no resultado final da partida.

Eu diria que ainda não está em causa o campeonato, mas está muito mas mesmo muito em jogo.

Ontem no jogo de hóquei entre o Glorioso e os corruptos, vimos o mesmo de sempre. Impunidade das camisolas azuis, e ainda os adeptos do Benfica, EM SUA CASA, a serem agredidos pela polícia, que parece preferir demonstrar um estranho sentido de justiça: defender o agressor e atacar os agredidos.

E vimos que a pressão colocada na arbitragem durante a semana surtiu efeito, em especial nas faltas marcadas a favor dos corruptos e não marcadas a favor do Benfica.

Este é o 'modus operandi' dos corruptos.

Juntando tudo isso a oportunidades de golo que não se podem falhar num jogo tão importante, tivemos um jogo que deixa o Benfica em maus lençóis para a revalidação do título.

Espero que o Benfica hoje vença, que os jogadores estejam concentrados e eficazes, e que JJ tome as melhores decisões para o resultado final.

Mas também desejo que o Benfica esteja forte durante esta semana, para não permitir pressões na escolha do árbitro para o clássico e assegurar(na medida do possível) que no próximo fim de semana se jogue apenas dentro das 4 linhas, e com 11 para 11. 

Nota: Já se viu escravos do sistema a oferecerem-se para apitar e servirem o seu amo.


ranking