O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 22 de outubro de 2016

"Jesus, cheguei!"

Avatar
 ●  44 comentários  ● 
Obrigado ao Nélson Évora por tudo o que deu e fez enquanto foi atleta do Sport Lisboa e Benfica.

Obrigado por no seu primeiro acto como atleta do Sporting ter enguiçado mais um jogo ao clube de Alvalade. Quer dizer, não foste tu Nélson, mas que teve a sua piada, lá isso teve! :)

Quase 8 milhões...será que o Saraiva vai fazer mais um comunicado?


sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Sorteio da Taça de Portugal.

Avatar
 ●  32 comentários  ● 
Benfica Castelo Branco (CP) - Vitória de Setúbal (L)
Benfica (L) - Marítimo (L)
Real (CP) - Olhanense (II L)
Oriental (CP) - Leixões (II L)
Sporting (L) - Praiense (CP)
Vilafranquense (CP) - Paços de Ferreira (L)
Estoril (L) - Cova da Piedade (II L)
Aljustrelense (CP) - Tondela (L)
Varzim (II L) - Sporting da Covilhã (II L)
Boavista (L) - Vitória de Guimarães (L)
Sporting de Braga (L) - Santa Clara (II L)
Torreense (CP) - Nacional (L)
Feirense (L) - Académica (II L)
Desportivo de Chaves (L) - FC Porto (L)
Vizela (II L) - Penafiel (II L)
Sanjoanense (CP) - Gil Vicente (II L)

(Fonte: Record)

A diferença está à vista.

Avatar
 ●  53 comentários  ● 
"Rui Vitória tem apenas duas participações na Champions no comando do Benfica, mas atingiu três vitórias como visitante ao superar o Dínamo Kiev (2-0) na última quarta-feira e, com isso, já igualou o antecessor Jorge Jesus, que deixou os encarnados com o mesmo número de triunfos, porém em cinco edições.

Com 13 jogos na principal competição europeia (seis vitórias, três empates e quatro derrotas), o atual treinador dos tricampeões havia batido antes fora de casa Atlético de Madrid (1-2) e Zenit (1-2), ambos em 2015/16.

Jesus, por sua vez, dirigiu as águias em 38 jogos na Champions (14 vitórias, 10 empates e 14 derrotas), tendo vencido como visitante Otelul (0-1) e Basileia (0-2 em 2011/12), e Anderlecht (2-3), em 2013/14." - Artigo completo em "O Jogo".

Ou seja, a diferença entre pouco mais de 1 milhão de euros/ano e quase 8 milhões de euros/ano, em campo, não existe. Quer dizer, existe. O treinador que não passa os dias a contemplar-se ao espelho consegue melhores resultados.

 

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O peso em espectadores.

Avatar
 ●  30 comentários  ● 
Os três «grandes» estão a levar mais espectadores aos seus estádios esta época e a inflacionar os números gerais das assistências. Essa é a principal tendência após as sete primeiras jornadas da Liga, que está de volta a partir desta sexta-feira, depois de três semanas de paragem. Na II Liga o fenómeno Famalicão continua, com números melhores que várias equipas do campeonato principal. 

O Sporting lidera os números totais de espectadores, com 178.363 contra 167.169 do Benfica e 107.525 do FC Porto, sendo que tem mais um jogo em casa nesta altura que os principais rivais e também foi o único que já recebeu um jogo grande, o clássico com o FC Porto da 3ª jornada.

Em termos de média de assistências vai na frente o Benfica, sendo que ambos os rivais de Lisboa estão bastante acima dos dragões, tal como já aconteceu na época passada. De acordo com os números oficiais da Liga de clubes e contabilizando apenas o campeonato, o Benfica apresenta nesta altura uma média de 55.723 espectadores nos três jogos que já recebeu, para uma taxa de ocupação do Estádio da Luz de 86,20 por cento. O Sporting tem em média 44.591 espectadores e uma taxa de ocupação de 89.09 por cento em Alvalade. A média do FC Porto é de 35.842, para 71,64 por cento de taxa de ocupação do Dragão.


O jogo com maior assistência até agora foi o Benfica-Feirense da 7ª jornada, 58.637 espectadores. 

O pódio da Liga é dominado pelos três jogos já disputados na Luz: o segundo é o Benfica- V. Setúbal da 2ª jornada (56.351) e o terceiro o Benfica-Sp. Braga da 5ª jornada (52.181), que se jogou a uma segunda-feira. O Sporting-FC Porto (49.399) é o quarto jogo do ranking, enquanto o primeiro encontro no Dragão surge na oitava posição e é o FC Porto-V. Guimarães da 4ª jornada, com 40.105.

Nesta altura todos os chamados grandes melhoram a sua média de assistências em relação aos números finais da época passada, sendo a subida do Porto a menos acentuada. Serve de termo de comparação e revela para já apenas uma tendência, cuja evolução vai depender do campeonato, uma vez que ao longo da época há uma série de variáveis que poderão influenciar os números.

O caso do FC Porto dá uma boa noção de como o momento da equipa é importante também no que diz respeito à presença de adeptos no estádio, pelo menos na Liga portuguesa. Na temporada passada, com o deteriorar dos resultados e exibições da equipa, as assistências foram caindo com o andar da época. Nos 10 últimos jogos em casa, apenas no clássico com o Sporting, à antepenúltima jornada, o Dragão passou a barreira dos 140 mil espectadores, chegando aos 41.316. Atingiu o mínimo da época na derrota com o Tondela à 28ª jornada, 16.297 espectadores, a segunda pior de sempre para o campeonato na história do novo estádio, atrás apenas do jogo com o Penafiel na época anterior, com 16.009. E teve outro jogo abaixo dos 20 mil espectadores, o empate com o Rio Ave que acabou por precipitar a saída de Julen Lopetegui, em Janeiro: 19.116." - Artigo completo em Maisfutebol.

Vale e Azevedo: Pedro Guerra foi o único que não foi enganado

Avatar
 ●  78 comentários  ● 
Confesso que não vi o “filme” todo. Vi o clip que anda na net, e ri-me o que tinha de rir (que foi muito), cumpri em suma o propósito do programa Prolongamento, um programa de entretenimento, de devassa da vida privada e que pretende fazer rir as pessoas.

E sim, quando vi o Serrão em claro estado de taquicardia e com as veias do pescoço quase a chegarem-lhe ao umbigo, com um Guerra praticamente encostado às cordas, esperei apenas pelo momento em que um deles ia virar a secretária e dar uma murraça no "inimigo", para que o programa atingisse finalmente o seu propósito final.

“Ah lá estás tu Redmoon, mais uma vez a bater no Pedro Guerra e no Benfica!” Mas lá está, essa pode até ser a opinião de alguns mas, opinião essa em que objetivamente não me revejo. Porque para me rever nela era preciso eu achar que o Pedro Guerra era o Benfica. E de facto não é.

O único Benfica que eu apoio realmente incondicionalmente, quer faça chuva que faça sol, é aquele que ontem venceu em Kiev por 2-0... Mas nem é preciso ganhar por 2-0. Quando leva 7 do Celta de Vigo também tem o meu apoio. Esse é o Benfica que eu apoio desde berço! Comparar isso ao Pedro Guerra (que amanhã será substituído por qualquer outro Deus da oratória), à minha paixão pelo Benfica, considero apenas uma piada de muitíssimo mau gosto!

Porque eu não sou, de facto, do Benfica daqueles que hoje dizem uma coisa e amanhã dizem literalmente o seu oposto, que hoje estão na oposição e amanhã aparecem dentro, que hoje defendem o A que lhes paga e amanhã defenderão o B se lhes pagar mais, escudando-se depois nessa capa tão conveniente de se ser Benfiquista que é suposto torna-los imunes às criticas de todos os outros Benfiquistas, que têm de se rever na sua forma de atuar apenas e só porque sim!

Mas em suma, o que me traz realmente a este texto é o tal clip do Guerra e do Serrão...

E pareceu-me que o que o Serrão dizia (e quanto a mim bem) é que Vale e Azevedo não tomou o Benfica de assalto em tempos passados, como tantas vezes o “exército de opinadores” de Luís Filipe Vieira quer fazer crer e lembrar...

Vale e Azevedo, mal ou bem (e pelos vistos mal) foi eleito pelos sócios... Vale e Azevedo teve até, imagine-se, o meu apoio... Isto para que fique claro que não tenho a mania de que acerto sempre, e que estou até bem consciente da falibilidade das minhas opiniões.

Mas não faço como o Pedro Guerra faz: Dizer que não se opôs a Vale e Azevedo na altura e que nunca falou nas Assembleias Gerais do Benfica de então, porque não podia devido à sua condição de jornalista! Dizer-se isto é querer passar um autêntico atestado de estupidez às pessoas. Para o Guerra foram todos “comidos” menos ele... Ele não... Ele descobriu a careca do Vale logo de início mas, não podia falar, porque era jornalista! Ah ok, está esclarecido!

Mas ainda quanto ao tomar o Benfica de assalto, de facto não tomou. Vale e Azevedo foi eleito pelos sócios, para que fique claro! Já LFV, convém lembrar, chegou ao Benfica pela mão do Presidente eleito Vilarinho, Vilarinho esse que a 9 de Setembro de 2002 se demitiu da Presidência da SAD e a entregou a LFV de mão beijada. E o resto é história!

Por isso, uma coisa é dizer-se que Vale e Azevedo foi um erro dos sócios. Outra coisa é dizer-se que tomou o Benfica de assalto!

Mas realmente o que me desgosta ainda hoje, é ouvir, de cada vez que alguém sugere um possível golpe dos estatutos para perpetuar LFV no poder, alguém vir, como Pedro Guerra veio mais uma vez, com o tal discurso da praxe, de que a alteração dos estatutos é para evitar que outros Vales e Azevedos apareçam para tomar o Benfica de assalto.

“Ah lá estás tu Redmoon, mais uma vez a falar contra LFV!” Mas também aqui é mentira. Já aqui disse mais que uma vez que LFV merece ser o próximo Presidente do Benfica, tal como tem sido um bom Presidente neste último mandato, tal como estará sempre legitimado a continuar enquanto eleger os seus mandatos como os mandatos dos resultados desportivos e tiver resultados desportivos para mostrar, como tem tido!

Mas isto não implica rever-me naquilo que para MIM é uma autentica vergonha, que é aquilo que pouco mais de cem sócios permitiram, que foi a alteração dos requisitos de eleição do Presidente do nosso clube!

Ah e tal, e os sócios votaram. Eh pá, convenhamos, os sócios votam e aprovam tudo, certo ou errado, desde que proposto ou exibido por um Presidente que se tem em boa conta. E para se aprovar uma coisa destas, nada melhor do que o incentivo do fantasma de Vale e Azevedo que mesmo morto continua a pairar por aí (e a ser lembrado e relembrado sempre que convém).

Por isso, o que eu esperava de Pedro Guerra e de outros que concordam com estes novos estatutos, é que quando defendem o acerto dessa alteração, tivessem argumentos válidos para além da lembrança (sempre ela) do fantasma do Vale e Azevedo!

Mas não têm NADA para além disto! Vale e Azevedo justifica portanto que uma pessoa que paga quotas de sócio desde o dia em que nasceu, aos 42 anos ainda tenha de pagar cotas mais um ano para finalmente poder ser candidato a Presidente do Benfica!

O argumento é portanto o de chamar estúpidos aos sócios, em suma, não confiar neles para escolher o melhor para o clube no caso de num dia qualquer um outro Vale e Azevedo aparece como candidato à Presidência do Benfica.

O melhor para esses, digo eu, era nem haver eleições no Benfica e LFV ficar naquele lugar para sempre. Haverá melhor forma de nos proteger de todos os Vales e Azevedos que andam por aí?!

O problema pois é que não é só Vales e Azevedos que deixam de aparecer. Mas é também TODOS os outros potenciais candidatos, e gente nova (sim, a idade mínima agora é 43 anos!), gente nova com ideias e irreverência e energia e a respirar Benfica por todos os poros! Ah sim, e era só para lembrar que António Salvador chegou à Presidência do Braga com 32 anos! Com 43 anos e bem na vida, digo eu que só alguém com interesses muito dúbios é que arrisca colocar em causa o seu bom nome e tudo o que conquistou para entrar neste mundo selvagem do futebol! Com 43 anos, digo eu, já se tem idade para se ter juízo!

Estou aqui a por em causa aquilo que meia dúzia de sócios votaram?! Claro que não! Mas aquilo que espero, no mínimo, é que quem votou e se revê nesta alteração dos estatutos a defenda agora com argumentos bem mais sólidos do que o lembrar do fantasma do Vale e Azevedo!

É que se assim for eu proponho também uma medida para colocar o Benfica ainda mais a cobro de qualquer assalto: Só se podem candidatar a Presidente do Benfica aqueles que tenham sido sócios efetivos do Benfica por pelo menos 25 anos e nunca tenham sido sócios de Porto e Sporting em simultâneo... Que dizem a esta?

Estou a sugerir que LFV não é Benfiquista?! De maneira nenhuma! Estou apenas a provar por A + B, que acontecimentos mais discutíveis e controversos nas nossas vidas todos temos, mas que não é isso a significar necessariamente que o nosso trabalho depois irá ser mais bem ou mais mal feito!








OPORTUNIDADE - ÚLTIMOS DIAS

 ●  41 comentários  ● 
REGRESSA WITSEL!

Já aqui tinha expressado que  na pré-época , um dos meus desejos seria fazer regressar Axel Witsel. O belga para mim iria cair que nem mel na nossa equipa. Mas não aconteceu, nem estivemos lá perto. Depois o belga teve quase tudo tratado com a Juventus, mas o Zenit esticou a corda e esta partiu, e para os dois lados! Temos aqui uma excelente oportunidade de devolver o favor ao Zenit pela compra do Garay. O Witsel está em final de contrato, não vai renovar, e para não sair a custo zero, é só fazer uma oferta.

Está aqui um jogador que já conhece a casa, é um "oito" como precisamos, e mesmo que gastemos agora 10 milhoes, no final da época já o podemos transferir por 20 ou 25, pois interessados não faltarão depois de se relembrarem que o belga ainda existe.

Se o Benfica está mesmo interessado em alcançar o tetra, um feito inédito, não pode ser só com rebuçados e boa vontade, temos de ter armas para lutar por esse objectivo.  Só Horta é curto para uma época com taças e champions. E Horta não pode ser obrigado a "estoirar" porque não temos opções, isso seria atrasar o desenvolvimento deste jogador de quem muito espero, se bem que na minha opinião o André é muito mais um 10 do que um 8. A sua qualidade é que lhe permite desempenhar a função mais recuada no miolo.

Fica aqui o apelo, para quem de direito aproveitar o timing "à lá Garay" e retornar o belga. Nada como Lisboa para tirar o frio acumulado durante estas épocas na russia!



Quanto ao resto já sabem, Carrega Benfica, sintam a Mística!

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Dínamo de Kiev 0 - Sport Lisboa e Benfica 2

Avatar
 ●  93 comentários  ● 
Um resultado obtido de forma limpa, sem correrias mas com muita segurança.

Foi um triunfo do colectivo. 

Pena foi o resultado do Besiktas em Nápoles. É preciso continuar a ganhar na Champions.

(E o jogo de Barcelona? Quanto é que os tipos do City ganharam em apostas hoje? Investiguem.)

Dínamo de Kiev - Sport Lisboa e Benfica: onze inicial do Glorioso.

Avatar
 ●  1 comentário  ● 
Onze do Benfica: Ederson; Nelson Semedo, Luisão, Lindelof e Grimaldo; Fejsa, Pizzi, Cervi e Salvio; Gonçalo Guedes e Mitroglou.

Parabéns ao Rui Dias que acertou no onze inicial, conforme já destacado num comentário.

"Ederson, Nelson Semedo, Luisão, Lindelof, Grimaldo, Fejsa, Pizzi, Cervi, Salvio, Mitroglu e Gonçalo Guedes.

Equipa mais forte no momento. Jimenez e Samaris a entrar eventualmente durante o jogo."

"Gianni Infantino and Fifa seem to have a new plan: to kill the World Cup."

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
Um excelente artigo de Marina Hyde no "The Guardian" sobre a intenção do presidente da FIFA de alargar a 48 equipas o Campeonato do Mundo de selecções. 

Basta carregar nos links acima para ler, sendo que na nossa barra lateral em "Outros blogues" também encontram lá várias vezes os artigos de desporto do "The Guardian".

(E também uma dica para os fãs de Football Manager.)

Dínamo de Kiev - Sport Lisboa e Benfica.

Avatar
 ●  13 comentários  ● 
Um jogo vital para a passagem aos oitavos de final.

Penso que na baliza não teremos surpresas. Mas quanto ao restante 11? Vamos improvisar ou apostar no esquema que deu frutos no passado?

Alguém quer saber o que se passou no "tribunal dos presidentes"??

Avatar
 ●  39 comentários  ● 
A verdade, que o Tolinho das Aldrabices tenta esconder, já circula na internet. Os bufos da Entourage do Tolinho estão muito ativos para minar tudo por dentro, com a esperança de ainda irem a tempo de salvar o clube

Desafio ao "Tolinho das Aldrabices"

Avatar
 ●  14 comentários  ● 
Sem querer reforçar a posição do André Ventura, cujas provas mais que demonstram a posição verdadeira do comentador, queria lançar um desafio ao Tolinho das Aldrabices:

- Quem anda a dar com a lingua nos dentes sobre as pressoas na AG?

Uma pista: VMOCs

E por agora ficamos assim... Talvez depois da próxima vez que pensar que engana certas pessoas de modo a não cumprir obrigações que assume em nome do clube, seja oportuno esclarecer mais.

Até lá, sentem-se no sofá e continuem a assistir ao festival de mentiras do Tolinho das Aldrabices. Hoje lá teve que encher os jornais e o Facebook de intrigas e mentiras para esconder a exposição publica que foi feita à iniciativa do Benfica.

Já agora... e que tal o Tolinho das Aldrabices começar a pensar nas consequências de se provar na justiça que as acusações são infundadas e lesivas do bom nome do SLBenfica? Que impactos à luz da nova lei da FPF e da Liga? Que impactos criminais?

Uma nota: Será que o Tolinho das Aldrabices aproveitou o PERES? Não, não é nenhum dos capangas da claque, é mesmo o Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado para os devedores saldarem dívidas ao físco e segurança social.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Buscas na Luz e reacção do clube.

Avatar
 ●  52 comentários  ● 
"O Ministério Público - DIAP de Lisboa confirmou esta terça-feira à agência Lusa que foram realizadas buscas na SAD do Benfica, com vista à recolha de provas para um processo que está a dirigir.

"Confirma-se a realização, no âmbito de um processo dirigido pelo Ministério Público - DIAP de Lisboa, de buscas com vista a recolha de prova", disse à Lusa fonte do Ministério Público (MP), acrescentando que as "diligências tiveram lugar no passado dia 11 de outubro".

A confirmação do Ministério Público surgiu horas depois de a agência Lusa ter questionado o organismo sobre a realização de buscas na SAD do Benfica no âmbito das despesas feitas com equipas de arbitragem, denunciadas há mais de um ano pelo presidente do Sporting.

Durante a manhã, o Benfica reiterou o seu empenho no "cabal esclarecimento e célere decisão" do denominado 'caso dos vouchers', espoletado por denúncias e acusações proferidas por Bruno de Carvalho.

Em comunicado, e "na sequência de notícias vindas a público sobre o processo", os tricampeões nacionais de futebol relembram que, após as "insinuações e acusações", feitas a 05 de outubro de 2015, "solicitaram à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) que remetesse uma participação às instâncias competentes, visando promover a averiguação da situação referida no mais curto espaço de tempo". 

Num programa televisivo, entre outras acusações, Bruno de Carvalho referiu que o Benfica fazia ofertas de cortesia a equipas de arbitragem em todos os jogos que poderiam atingir um valor global por época a rondar os 250 mil euros.

Entretanto, a Procuradoria-Geral da República (PGR) remeteu para o Ministério Público competente uma participação da FPF sobre as declarações do presidente do Sporting sobre aliciamentos a árbitros.

A 27 de janeiro deste ano, no âmbito da justiça desportiva, a Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional anunciou o arquivamento do processo decorrente das afirmações do presidente do Sporting sobre as ofertas do Benfica a árbitros." - Record.
-------------------

Entretanto o Sport Lisboa e Benfica emitiu um comunicado sobre o tema.

O tempo e a justiça que esclareçam tudo. Nós os benfiquistas somos os principais interessados em que o nome do clube fique ilibado de qualquer situação menos clara.

Já bastou o facto de o Benfica nunca se ter insurgido contra alguns "procedimentos" de Vítor Pereira lesivos do bom nome do Sport Lisboa e Benfica.

A vida anda difícil...

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
...para "Jacinto Leite Capelo Rego".

Provavelmente já sente calçarem-lhe os patins.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

O presidente do 1º Dezembro responde a Augusto Inácio.

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

"O presidente do 1.º Dezembro não deixa sem resposta Augusto Inácio, que domingo no programa 'Play-Off', da SIC Notícias, questionou "se não houvesse a receita para o 1.º Dezembro se o jogo se disputaria no Estoril", referindo-se à mudança do estádio do jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal frente ao Benfica do Campo Conde de Sucena para o António Coimbra da Mota, no Estoril.

"Augusto Inácio está no futebol há muitos anos, sabe qual é a realidade dos clubes pequenos e para ter esse discurso num programa de televisão deve ser para mandar algum recado, mas eu não sou moço de recados", afirmou José Francisco Gomes a Record.

"O clube encontra-se com uma situação financeira muito débil. Ora para se tratar da organização do jogo o 1.º Dezembro teria de avançar logo com dinheiro e se não tínhamos nem para pagar a luz... quando mais para pagar à polícia, para fazer obras, colocar cadeiras, ter três entradas no estádio... não tínhamos condições, era impossível. O Sporting e o Sp. Braga já cá jogaram, como diz Augusto Inácio, mas isso foi há 12 anos e as regras entretanto sofreram alterações", argumentou.

José Francisco Gomes sublinha: "só às 19h30 é que soubemos que o Benfica nos dava a receita, por isso fiz o agradecimento público. Não temos nada a esconder."". - Record.

Aprende, Inácio!

Avatar
 ●  38 comentários  ● 


"O 1.º Dezembro foi obrigado a receber o Benfica fora do seu estádio por causa da lei do combate à violência nos espetáculos desportivos. O diploma, que é de 2009, estabelece os termos em que um evento deve ser classificado de "risco elevado", o que implica que sejam respeitadas uma série de exigências. Além disso, o Campo Conde de Sucena, casa do 1.º Dezembro, não tinha condições para a transmissão televisiva da partida referente à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, algo que já foi possível no Estoril.

Para ser classificado de "risco elevado", conforme se pode ler no artigo 12 da Lei 39/2009, basta que "o número de espetadores previstos perfaça 80 % da lotação do recinto desportivo" ou que "o número provável de adeptos da equipa visitante perfaça 20 % da lotação do recinto desportivo". Algo que, olhando para os 1.000 lugares do Campo Conde de Sucena, iria acontecer.

Dessa forma, o 1.º Dezembro seria obrigado a numerar todos os lugares do seu estádio, fazer a "separação física dos adeptos", controlar "a venda de títulos de ingresso, com recurso a meios mecânicos, eletrónicos ou eletromecânicos" (isto é, ter torniquetes), entre outras alterações.

Além disso, e como a receita da transmissão televisiva acaba por ser significativa para um clube do Campeonato Portugal Prio, o emblema de Sintra optou por alugar o Estádio António Coimbra da Mota, passando ao clube da Linha todas as obrigações referentes à organização do jogo. 

Há 13 anos, quando defrontou o Sporting na Taça de Portugal, o 1.º Dezembro jogou em casa. Mas essa partida não foi transmitida em direto na TV e a lei de combate à violência nos espetáculos desportivos ainda não estava em vigor.

Na época passada, aconteceu a mesma situação com o Vilafranquense. Depois de ter sido sorteado para jogar com o Sporting, o clube de Vila Franca de Xira mudou o local do jogo para o Estoril. No sábado, as acreditações de jornalistas ainda tinha marcas desse encontro: podia ler-se "esta credencial é propriedade da UD Vilafranquense".

A mudança do palco do jogo gerou algumas críticas, até porque o Benfica cedeu a sua parte da receita ao 1.º Dezembro. Augusto Inácio, no programa 'Play-off', foi um dos questionou essa mudança." 
- Record.

----------------------

Conforme mencionei do post de manhã, se Augusto Inácio se preparasse para ir para a televisão, não faria figura de parvo.

[Taça de Portugal] Vitória com sabor... a vitória

Avatar
 ●  Sem comentários  ● 
Assunto corrigido!

Joel Rocha! Que domínio...

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

Eu ia precisamente colocar esta sequência de videos do Joel Rocha para os admiradores secretos e os declarados do estilo "espalha brazas" de treinadores que aparentamente é agora característica obrigatória para estar num adversário do Benfica.

Porém não vale a pena repetir o trabalho já bem feito aqui pelo "Papoila Saltitante". Vejam aqui

Reparem na serenidade do Joel na preparação do golo da vitória a um minuto do fim do jogo! FABULOSO! E guess what... foi só fazer o que treinaram e o que ele pediu e... GOLO!

O Joel Rocha e o Pedro Nunes, a quem junto Rui Vitória, são três EXEMPLOS de benfiquismo e competência e como aquilo que há muito eu defendo vale a pena: Criar uma escola de treinadores!

Os melhores treinadores benfiquistas devem estar no Benfica desde muito jovens e criar escola na formação para que não só os jogadores "cresçam" na formação e sejam opções de sempre e para sempre, como também o processo de sucessão dos treinadores que crescem e saem para desafios fora de Portugal possa estar dentro do SLBenfica.

[Taça Portugal] Vitória com sabor a derrota?

Avatar
 ●  3 comentários  ● 
Fonte: Site Oficial SLBenfica

Vah, rapazes! Corrijam lá isso, sff!

Augusto Inácio - parcial e...parvo.

Avatar
 ●  51 comentários  ● 
Ontem no programa "Play-Off", Augusto Inácio tornou a demonstrar o seu profundo anti-benfiquismo e a sua incapacidade para dar um contributo positivo ao debate.

Assim que lhe foi dada a palavra, a preocupação do portista travestido de "lagarto" foi colocar em causa a honestidade da equipa do 1º de Dezembro e dos dirigentes do clube de Sintra. Isto por o clube ter utilizado o campo do Estoril-Praia para receber o Benfica na eliminatória da Taça de Portugal.

Só mesmo quem não viu o jogo é que pode achar que aqueles atletas não estavam motivados para encontrar o Benfica ou que não deram tudo(e quase conseguiam) para pelo menos levar o jogo ao prolongamento.

Mas o problema não está propriamente em Augusto Inácio questionar a mudança de campo. Está sim na sua parcialidade na análise de casos iguais.

O moderador do programa, o jornalista Paulo Garcia, não perdeu tempo e perguntou-lhe também sobre o caso do FC Porto que viu o Gafanha da Nazaré transferir o jogo para Aveiro.

Qual foi a resposta de Augusto Inácio? Que desconhecia as circunstâncias. 

Pois como Augusto Inácio, ao preparar-se para comentar num programa de televisão e em directo, não teve tempo para "investigar", o NGB ajuda o portista Inácio a perceber.

Bastava uma breve pesquisa na internet para Augusto Inácio perceber que o campo do 1º de Dezembro tem uma capacidade anunciada para 1000 pessoas enquanto o do Gafanha da Nazaré tem para 1500 pessoas. Ou seja, é muito normal que quem recebe um clube grande do futebol português procure maximizar a sua receita embora concorde que "acontecer Taça" não é isso. Só que em tempos complicados para a sustentação de pequenos clubes esse "romantismo" tem que ser colocado um pouco de lado.

O assunto ficaria logo arrumado caso Augusto Inácio tivesse preparado a sua intervenção no "Play-Off". Mas a desonestidade de Inácio foi mais longe.

Mencionou o agradecimento público de um dirigente do 1º de Dezembro ao Benfica por o Glorioso ter cedido a receita ao clube de Sintra. Entendeu Augusto Inácio como outro indício de que o 1º de Dezembro não encarou o jogo com seriedade.

O que lamento é que Inácio não estivesse atento às declarações do presidente do Gafanha durante a semana em que se anunciou orgulhosamente sócio do FC Porto e admirador profundo de Pinto da Costa. O que diria Augusto Inácio se o presidente do 1º de Dezembro tivesse produzido tais comentários?

Qual a razão que levou Augusto Inácio, com 2 casos idênticos para comentar, a falar só num e a invocar desconhecimento noutro? É esta a bitola de Inácio ao se preparar para comentar publicamente? É isto que esperam dele na SICN? 

Tenho muitas dúvidas que Ricardo Costa e a SICN se disponham a aturar Inácio por muito mais tempo.

ranking