O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 25 de janeiro de 2014

EXCLUSIVO NGB: Reforços Assegurados para SLBenfica

Avatar
 ●  12 comentários  ● 

Estamos em condições de pressionar Jorge Jesus, perdão, em condições de anunciar para Jorge Jesus quatro reforços de Inverno para o SLBenfica.


Helderóvic Costic, Andrez Gomis, Jonathan Cancelov e Bernard Silvini, todos jovens promissores que chegam já com o "percurso natural" realizado, como o Jesus impõe.

Estes reforços chegam na sequência da convicção hoje expressa por Jorge Jesus de "que quando se fala em lançar jovens não se tem muita noção do que é tirar deles o potencial das exigências de jogar no Benfica".

Mas Jorge Jesus tem essa noção e por isso diz que "Estamos a fazer com cuidado. As coisas têm de ser feitas com cuidado". 

O cuidado que temos tido é tão grande que se dá pouco tempo de jogo aos miudos acima de tudo por dois motivos:

1. Cuidado com a saúde física deles, não já algum dos putos partir-se.
2. Cuidado com a saúde cardiaca dos adeptos, pois aguentar 15' entusiasmantes como hoje é uma coisa... por os putos a sujeitar os adeptos a isso durante 30, 45' pode ser fatal para corações mais frágeis.

Conclui Jesus que "O Benfica tem jogadores jovens portugueses, mas o que importa é se são bons ou não", por isso mesmo e na certeza que estes quatro não nasceram em nenhum país conhecido, logo não têm nacionalidade como o mister gosta, só no verão é que ganham um bronze de cor e trazem o BI em branco para o mister preencher com a idade que quiser. O BI destes jogadores já trás nove datas de nascimento preenchidas e a 10ª vez está agora a ser preenchida no SEF, pois era uma importante condição para chegarem ao SLBenfica.

MAIS A SÉRIO:
A estes quatro miúdos já nem junto o Ivan Cavaleiro que já deixou de prometer e se lhe derem hipóteses dentro de pouco tempo o Nani que se cuide que ele tem capacidade para ser superior.

Porém, eles hoje mostraram uma determinação e uma qualidade e capacidade acima da média, deixando a Jorge Jesus a difícil tarefa de nesta segunda metade da temporada os ir integrando mais vezes, com mais minutos de jogo, como alternativas de rotação da equipa em determinados jogos.

O mister Jesus que se deixe de frases complicadas e científicas para "fugir" à verdade que deixou escapar sobre o que pensava da formação... Há que ter coragem de lançar estes miúdos de forma sustentada.

A Raça, o Querer e a Ambição! Gostei muito, putos!

Avatar
 ●  15 comentários  ● 
O Presidente do Gil Vicente bem disse que a equipa estava para não ir... e não foi! Uma equipa da primeira divisão que não faz nem um remate é de envergonhar qualquer um.

Ainda assim, gostaria de destacar seis jogadores hoje: Ruben Amorim, André Gomes e Ivan Cavaleiro entre os titulares e depois os 10/15 minutos finais com Bernardo, Helder Costa e Cancelo em campo que foram de um entusiasmo e entrega fabulosos... obviamente que com mais coração que cabeça.

O Ivan deu show! Esteve em grande, muito grande e para quem tanto anseia por ver jovens da formação a jogar na equipa principal, o Ivan hoje encheu-nos de orgulho.

Depois aqueles ultimos 15 minutos... O Bernardo, o Helder e o João entraram dispostos a "partir a loiça toda" e só mesmo o nervosismo de "fazer acontecer" os impediu de deixarem o nome na lista dos marcadores.

Obviamente que não podemos esquecer-nos da fraquíssima exibição do Gil Vicente, mas seja como for deu para ficarmos com água na boca para o futuro.

Antes de terem a tentação de criticar os timings de entrada dos miudos, eu também gostaria que tivessem entrado mais cedo, mas obviamente que o André Almeida, o Djuricic e o Sulejamani estão numa etapa de desenvolvimento superior, representam um investimento grande do Clube e têm que rodar para estar prontos para ser solução.

Mas depois oiço as desculpas esfarrapadas do Jesus a dizer que há um caminho, um percurso blá blá blá para lançar os miúdos e perco logo a compreensão. Então qual é o caminho que diz que o Cancelo está a ser preparado jogando 9 minutos? Ou o André 1 minuto com o Marítimo? Oh Jesus não nos gozes... Os putos hoje mostraram-lhe que têm futebol!

MVP: Ivan Cavaleiro com menção honrosa para Ruben Amorim
Prémio "volta lá para o Reality Show": Funes Mori
Revelação: Helder Costa

PS- Funes Mori? Oh meu, o que é que é isso, pah? Um jogador com muita entrega e pouca competência. Não me convenceste de tão perdulário... tantas vezes. Se calhar anda a treinar muito perto do Lima! eheheh.

Propaganda desnecessária! Parem com isso!!!

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

Não querendo, mais uma vez, confundir as pessoas com o que entendo ser um péssimo serviço que prestam ao SLBenfica, tenho que eleger mais uma vez o departamento de comunicação do Clube como uma das áreas mais impreparadas para a dimensão e mediatismo que o Clube tem diariamente na imprensa.

Não vou sequer recuperar as trapalhadas quase semanais levadas a cabo no SLBenfica e a forma atabalhoada como procuram corrigir/reagir às conferencias de imprensa de Jorge Jesus, o incontinente verbal.

O que me impressiona bastante pela negativa são as inúmeras noticias que "plantam" nos jornais para alimentar os jornalistas/jornais amigos ou parceiros e que têm como objectivo defender pessoas e não uma estratégia que deveria estar acima dos seus protagonistas.

O departamento de comunicação do SLBenfica, com a devida complacência dos principais jornais desportivos, procura sempre criar "boa imagem" ao Presidente, isso já é sabido. Mas o que é realmente intrigante é a forma tão descarada e tão facilmente identificável como o fazem.
Um Exemplo: Serem apanhados desprevenidos pelo resultado de alguns temas. Exemplo: Formação!

Foram precisas imensas primeiras páginas n'A Bola e no Record com o Ivan Cavaleiro para se atingir um nivel de pressão sobre o Jorge Jesus que o levasse finalmente a promover o jovem formado no SLBenfica à equipa principal. Tem tido oportunidades, talvez menos do que deveria dado o rendimento que tem tido quando joga, mas nota-se sempre ali um contra-gosto de Jorge Jesus em lança-lo.

Não satisfeito, Jorge Jesus lá veio dizer quando saiu "o melhor medio defensivo do Mundo" que para encontrar um substituto na formação eles teriam que nascer 10 vezes. Estalou a bomba entre os adeptos que viram nisso um desprezo pela formação que tem tido cada vez mais destaque e carinho por parte dos benfiquistas.

Seguiu-se o episódio do Facebook do Filipe Nascimento que dizia que nasceria mais 9x se fosse preciso, numa situação que chegou às redacções de alguns jornais de forma quase instantânea. No minimo é estranho que um jogador dos juniores do Benfica escreva algo no seu Facebook e em minutos isso faça primeira página dos principais desportivos online. Bem sei que o "Social Media" está aí... mas... não sei porquê consigo ver aqui algo mais, mas não quero entrar por aí.

Ora, seguiram-se alguns jogos e declarações novamente pouco felizes de Jesus... e talvez o verniz tenha estalado quando depois de com um jogo totalmente ganho e controlado, o treinador mete os miudos da formação aos 88 e 90 minutos de jogo.

Acto contínuo: O Presidente na semana seguinte anuncia a renovação de alguns contratos e a celebração de novos, enquanto "manda o recado" que mudou de plano com a eliminação da Champions (Essa era para o Jesus!) e que agora a aposta era clara na formação (Já vem tarde, digo eu, pois a sustentabilidade do clube é aí que está!).

Chegados aqui... o que é notícia antes de se conhecer a convocatória de Jesus?

Saídas de Cancelo e André Gomes travadas por Jorge Jesus que entende serem o futuro do SLBenfica. Isto faz lembrar um bocadinho outro que ele disse ser o futuro do Benfica e viu-se o que lhe fez aqui.

Ora, André Gomes tem esta temporada a brilhante marca de 185 minutos oficiais jogados desde o dia 21 de Julho de 2013 (mais de 6 meses). Nos últimos três jogos jogou... 1 minuto em cada jogo (Marítimo, PSG e Rio Ave), tendo jogado mais 30 contra o Sporting relativos ao prolongamento do jogo da Taça de Portugal, dado que também nesse jogou entrou nos descontos, tendo depois 60 minutos com o PSG e um jogo completo, o único a titular, na Taça de Honra na pré-época.

Este parece claramente perceber-se que é aposta de Jorge Jesus. Ah espera... o Matic, o Enzo etc. Jogadores que curiosamente estavam cá na temporada passada quando o André fez 995 minutos, em 18 jogos. Jogou em TODAS as competições, tendo-se estreado para a Taça de Portugal em Outubro, fez dois golos e com ele em campo a equipa só perdeu uma vez.

Já João Cancelo mostra ser uma aposta ainda mais forte, dado que nunca jogou pelo SLBenfica de Jesus, mesmo tendo sido convocado para os jogos com o Cinfães e Leixões.

A pergunta que se coloca é: Havia necessidade de uma notícia destas? Qual o objectivo?

Se é para pressionar Jesus a apostar nos miúdos, como se fez com o Ivan? Isso não se faz nos jornais... faz-se "dentro de casa".

Se é realmente uma "protecção" ou demonstração de aposta de Jesus nos miúdos... bom, então não se mandem notícias para os jornais, simplesmente dê-se oportunidades para jogarem, para se sentirem apoiados, ajudados e sem pressão. Tudo o resto será uma consequência natural.

Nelson Oliveira: O ódio de estimação dos neobenfiquistas

Avatar
 ●  49 comentários  ● 

(tenham coragem e paciência e leiam atentamente até ao fim)

Lidamos aqui diariamente com gente a tentar defender o indefensável, que procuram as mais rebuscadas desculpas ou justificações para sucessivos erros.


Já aqui expliquei, por diversas vezes, que quando em Maio de 2008 escolhi o nome para este blog, não foi por acaso: A Formação é efectivamente o caminho sempre considerei dever ser um dos pilares estratégicos do Clube.


Curiosamente, Luis Filipe Vieira ontem afirmava o seguinte: "Temos um plantel bastante forte e, como tal, nem todos podem jogar, mas temos pensado, em termos estratégicos, em dar dimensão à Marca Benfica em termos internacionais na formação. Se tivermos essa possibilidade é o que vamos fazer, porque temos uma geração de jogadores que é olhada por todos, principalmente por quem está ligado ao futebol. Queremos voltar às raízes do Benfica que é formar jogadores para a primeira equipa"

"Voltar às raízes do Benfica que é formar jogadores para a primeira equipa"!!!! Benvindo, Presidente... como convicção já o defendo há muitos anos, como opinião exposta na blogsfera já vai a caminho de 6 anos.

Contudo, depois de tantos anos a "pregar aos peixes" e com uma total ausência de estratégia, que parece agora existir mas carece de ser implementada e bem implementada... Eis que o Presidente vem estragar a conversa aqueles que aqui escrevem: "eu quero lá saber se são portugueses ou onde são formados, quero é ter a melhor equipa".

Pelos vistos, ou o Presidente não conhece as raízes do Clube... ou então teve a frontalidade de desmentir essa gente. Os meus parabéns pela clareza com que referiu que deseja, acredita e que há um plano para que a maioria dos jovens da formação cheguem à primeira equipa. Uns ficarão pelo caminho, outros sairão depois de lá chegar... outros (poucos) vingarão e realizarão o sonho deles e de muitos como eu que querem um  Benfica não made in Benfica, mas à Benfica!

Os argumentos contra a formação são fabulosos, mas há um que eu aprecio especialmente de tão absurdo que é: Um jovem da formação se for bom, demonstra-o em qualquer clube e para isso dão um exemplo de insucesso e incompetência:

Depois de Jorge Jesus (actual treinador do Benfica) e Paulo Bento (actual seleccionador nacional) terem afirmado taxativa e repetidamente que Nelson Oliveira era o futuro do SLBenfica e da selecção nacional, num momento em que Jesus se mostrava interessado em apostar no português e antes de o "queimar" por ter tomado uma má decisão em Stamford Brigde com o Chelsea... eis que se forma a ideia que o Nelson Oliveira não presta porque não marca que se farta nos clubes onde joga,

Vamos lá matar mais esse mito:

- Tudo começou em Janeiro de 2009/10, ainda na última temporada de junior, Nelson Oliveira é emprestado a um clube da I Divisão, o Rio Ave, onde fez 12 jogos (10 campeonato e 2 Taça) apenas num deles jogando os 90' e desses em apenas 5 jogou de início sendo substituido e noutros cinco entrou no decorrer da segunda metade da primeira parte.

Dizem os entendidos que se o João Tomás fez 18 jogos e marcou 8 golos... o Nelson não demonstra grande qualidade porque não marcou qualquer golo na primeira época que transita, ainda junior, do campeonato de juniores para ser suplente dos atacantes João Tomás (8 golos em 18 jogos), Bruno Gama (5 golos em 38 jogos) e Sidnei (1 golo em 31 jogos) não marcou golos.

Nessa temporada o Rio Ave é 12º com 6 vitórias e apenas 22 golos marcados em 30 jogos, sofrendo... 33. Fica, portanto, evidente que o Nelson Oliveira é mau jogador pois não marcou 5 ou 10 golos num clube que pouco marca, ganha apenas 1/5 o jogos que disputa e fica 8 pontos de descer de divisão e onde o melhor que o um avançado experiente e com quase o dobro do tempo de jogo conseguiu fazer foram... 8 golos!

- Seguiu-se o Paços de Ferreira durante toda a temporada de 2010/11, onde na sua primeira temporada de sénior ao serviço de Rui Vitória, Nelson Oliveira disputou 31 partidas, mas ainda assim menos de metade deles a titular (12) e 19 como suplente. Marcou 5 golos a contrastar com os 11 de Pizzi e os 13 de Rondon em 34 jogos disputados, maioritariamente a titulares.

Portanto, na primeira temporada de sénior, mantendo-se na primeira divisão e como suplente dos jogadores que constituiam as principais referências atacantes de Rui Vitoria, o Nelson Oliveira marcou 5 golos. O Paços de Ferreira ficou em 7º lugar mas apenas com 10 vitórias e com 35 golos marcados, tendo sofrido... 42. 

Novamente, o Nelson é avaliado negativamente pois não se impôs perante o Rondon na sua primeira época de sénior e apesar de ter marcado 1/7 dos golos da equipa, apesar da condição de suplente em mais de metade dos jogos. Isto jogando numa equipa onde, mais uma vez defende mais do que ataca e sofre mais golos do que aqueles que marca.

- Aparece a posta do SLBenfica em 2011/12! No mesmo ano em que Jesus e Paulo Bento afirmavam que era ele o futuro da selecção e que poucos já tinham duvidas que iria ao Mundial e que seria uma questão de tempo até atingir a condição de titular da selecção.

Nesse ano, Nelson Oliveira disputa o ataque com Cardozo, Saviola, Rodrigo e Jara, mas ainda assim é aposta de Jesus em 22 jogos, jogando cerca de 900 minutos, com um registo de 3 golos (dois na Taça da Liga onde fez 5 jogos e mais um na Champions na Luz com o Zenit). Nesta temporada foi titular na equipa de Jorge Jesus por 9 ocasiões: 5 Taça da Liga, 2 Campeonato e mais 2 na Taça Portugal.

Depois da má decisão em Stamford Bridge, Nelson Oliveira jogou apenas mais 4 jogos pelo Benfica, num jogo tendo jogado 45', mas nos outros apenas 28, 28 e 15'. Era o princípio da sentença traçada por Jesus: "Já foste! Por culpa tua não chegámos às 1/2 da Champions".

Pela primeira vez, na segunda época de sénior, Nelson Oliveira estava num contexto onde o clube tinha mais vitórias que derrotas, mais golos marcados que sofridos... e cumpriu, tendo demonstrado qualidade, como provam as palavras elogiosas de Jesus e Paulo Bento.

Já com a "Operação Já foste" em curso por parte de Jorge Jesus, Nelson Oliveira é na época seguinte guardado em "banho-maria" quase sem jogar quase toda a pré-temporada e já com os planteis quase fechados é despachado para Espanha, depois de ter percebido que não iria ser opção na Luz, onde chegava Lima do Braga e se mantinham Cardozo (com cativo), Rodrigo e Saviola.

- No Deportivo teve a oportunidade (LOL) de jogar numa equipa que... desceu de divisão, teve, salvo erro, três ou quatro treinadores. 8 vitórias e 19 derrotas foi o saldo do 19º classificado em 20 equipas. O terceiro pior ataque da Liga Espanhola, com 47 golos em 38 jogos só não foi melhor porque da época anterior para a seguinte o Nelson Oliveira desaprendeu e virou mau jogador, mau profissional...

Ainda assim, marcou 4 golos (mais um que na época anterior) em sensivelmente o mesmo numero de minutos jogados (935 contra 914 da época anterior). Das 8 vitórias do Depor, o Nelson participou em 6 delas e marcou golos em 4 desses 6 jogos, ainda assim só foi titular 2 vezes (mais uma na Taça do Rei). Nessa época Bruno Gama marcou mais dois golos que o Nelson mas jogou 3621 minutos, Pizzi marcou mais quatro também em mais de 3200 minutos e o titular habitual (Riki, de 32 anos) marcou 13 golos em quase 2800 minutos.

Curiosamente, todos avaliam a passagem do Nelson Oliveira pela Corunha como muito negativa e socorrem-se varias vezes da estatística para o suportar. Tem a sua graça comparar os numeros como no paragrafo anterior e verificar que o Nelson até marcou mais golos do que na temporada anterior, no mesmo tempo de jogo... mas numa equipa brutalmente inferior e bastante instável (3 ou 4 treinadores).

Regressou à Luz este ano? Claro que não... ainda lá está o "Operação Já foste". Seguiu-se a viagem até França para mais um clube de topo... ou então não! Novo empréstimo do tal avançado que seria o futuro do SLBenfica e da Selecção... novamente a um clube que ao cabo de 22 jogos tem... 5 vitórias e 8 derrotas.

Parece sina, só por uma vez o Nelson Oliveira jogou num clube que marcou mais golos que sofreu (no Benfica) e só jogou cerca de 900 minutos, por motivos obvios e justificados. Aliás, parecia essa temporada estar a ser feito um trabalho de preparação para o lançar para o futuro. Puro engano...

Voltando aos números desta temporada, o Nelson Oliveira é o 10º melhor marcador da Liga Francesa com 7 golos marcados em 1600 minutos (atrás de nomes como Ibra, Cavani, Falcão, Gomis...) e já com 15 jogos a titular em 22 disputados na Liga aos quais juntou 2 jogos da Taça, novamente titular em ambos.

Portanto, numa temporada onde está a ter mais minutos... isso está a acontecer novamente numa equipa que defende mais do que ataca, sofre mais golos (25) do que marca (23) e que não tem NENHUM jogador com mais golos marcados que o Nelson Oliveira.

Dito isto, olhamos para este percurso e levantamos outro tema: "ah e tal é mau profissional e diz muitas vezes o que não deve, fala demais..."

Como é?! Um jogador que o melhor que o SLBenfica lhe conseguiu dar foram estes empréstimos que NADA o ajudaram a evoluir, sendo ele anunciado (até pelo actual treinador) como a primeira joia da coroa do Caixa Futebol Campus... é suposto o jogador sentir-se como? Valorizado? Motivado? Acompanhado?

Olhando ao que Jesus lhe fez, olhando ao que - apesar de tudo - o Nelson Oliveira tem sido capaz de fazer em equipas que nada contribuiram para a sua evolução, é caso para concluir que nem que ele fosse o Messi se safava... 

Quanto ao que ele diz... Quem não se sente não é filho de boa gente! Ora, se é este o planeamento que preparamos para quem dizemos (do treinador ao Presidente) que será o futuro da equipa... nem quero pensar no que faremos aos que não serão.

TENHAM CORAGEM DE CONTINUAR A "BATER" NO MIÚDO!!!! Eu continuarei a defendê-lo e a acreditar nele...!

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O Estranho Caso da Liderança da Liga de Clubes e da FPF

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

Corria a época de 93/94, salvo erro, quando foi aprovado um "golpe de estado" ao futebol português com o patrocínio de Manuel Damásio. Era aprovado o Regime Jurídico das Federações Desportivas que permitiu o "regabofe" que durou até à cerca de dois anos onde Lourenço Pinto, líder da AFPorto, simplesmente mandava no futebol portugues, nas decisões tomadas em AG da FPF e geria/controlava todo o regime regulamentar, de arbitragem e disciplinar do futebol português.

Resultado: Depois disso o FCPorto venceu, como da forma que todos sabemos, 14 campeonatos nacionais em 19 anos. Os outros cinco titulos foram para o Boavista (1), que se intrometeu da forma como todos sabemos também, entre dois títulos do SportingCP. O SLBenfica, depois de um interregno de 11 anos nesse período, venceu desde 93/94 dois títulos.

Sem volta a dar, o Sistema lutou muito e atrasou bastante a adopção do novo Regime Jurídico das Federações Desportivas. Algo que deveria ter arrancado em 2009, só no final de 2011 avançou. E porquê? Porque primeiro era preciso tentar inviabilizar, mas não sendo possível, era importante preparar a tomada de poder.

Lá se inventou a desavença de Fernando Gomes com Pinto da Costa enquanto se fazia a cama ao Herminio Loureiro na Liga. Chegou o "salvador" à Liga, como figura em ruptura com Pinto da Costa e apoiado por Luis Filipe Vieira e José Eduardo Bettencourt. Os clubes mais pequenos foram a reboque e, estrategicamente, Pinto da Costa e Rui Alves (Nacional) decidiram não apoiar ninguém.

Segurado o poder existente na Liga, era hora de viabilizar a mudança do poder para a FPF e, obviamente, transportar o "salvador". Eis que Fernando Gomes chega à FPF de forma praticamente unânime... para a Liga avança alguém, desde sempre, da relação próxima de um histórico vice presidente de Pinto da Costa... mas usava-se a mesma regra: estavam em ruptura e Mário Figueiredo queria mesmo era liderar uma limpeza no futebol. Pura ilusão.

Em menos de nada, Mário Figueiredo passou a comportar-se como "um elefante numa loja de cristais", o único clube de quem fala elogiosamente é do Benfica (basta lerem a entrevista que deu no Sábado passado ao Expresso), "colando-se" distraidamente ao nosso clube e deixando a imagem de que o Benfica estará por trás de algumas das suas iniciativas que visam "matar" o Sistema...

Rapidamente começa a criar confusão entre os clubes que, liderados por um criminoso punido na justiça por corrupção e de grande confiança de Pinto da Costa (o Presidente da Académica), começam a organizar-se para o destituir.

Alegadamente, o líder que quer quebrar com a Olivesportos e conseguir mais dinheiro para os clubes... não interessa aos clubes. O lider que quer mais jogos (alargamento) e por isso potencialmente mais receita para os clubes... não interessa aos clubes. E não interessa porque por trás desses interesses está uma agenda escondida alinhada com... o SLBenfica.

Engenhososo, não é? O anjinho do Mário Figueiredo conseguiu bem a missão: Alegadamente tem bons principios, mas na verdade está é ao serviço do Benfica, por isso é um malandro. Pura estratégia igual à que antes já tinha coroado Fernando Gomes como o "salvador da verdade desportiva".

Pelo caminho, a Liga de Clubes está em caminho vertiginoso para chegar ao fim! Estará cumprido o seu papel importante de dinamizador do Sistema enquanto foi possível e, tal como deu a entender Pinto da Costa, já "foi morta e agora está a ser enterrada". Depois disto, ninguém estranhará se dentro de alguns meses, antes de eleições, alguém pensar na ideia de ACABAR COM A LIGA DE CLUBES e voltar ao modelo inicial de centralização de tudo na FPF.

Será a conclusão da nova tomada de poder. Convenhamos, eles são bons... são muito bons! Reparem como montaram dois golpes de estado adaptados de forma brilhante às circunstâncias legais vigentes, fazendo com que os habituais "donos do jogo" continuem a ser isso mesmo... DONOS DISTO. 

Lourenço Pinto, Joaquim Oliveira, Pinto da Costa, Jorge Mendes... são os tais "nomes dos bois".

Dito isto, atentem bem na sofisticação do movimento: Esta "tropa" está a tentar a partir da UEFA proteger o "coiro" de Joaquim Oliveira e garantir que o projeto da BenficaTV venha a ser forçado a abdicar da propriedade directa dos direitos televisivos. É para isto que servem os lugares que esta gente vem conquistado ao longo dos anos na estrutura da UEFA... "os amigos são para as ocasiões".

Quanto todos já perceberam a insustentabilidade do actual modelo de gestão dos clubes em Portugal, o FCPorto parece imune à necessidade de apostar na formação. Está fácil de perceber porquê... eles estão a garantir a continuidade do modelo actual de financiamento do Sistema (vendas inflacionadas de jogadores, direitos televisivos monopolizados e o poder total dos regulamentos, disciplina e arbitragem).

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Futbol...mi filosofia...de Johan Cruyff

 ●  4 comentários  ● 

Ou aquilo que JJ deveria ler.

Palavras encorajadoras de Luis Filipe Vieira

Avatar
 ●  44 comentários  ● 

"Isto não foi mais cedo, porque todos temos sonhos. O facto de a Final da Liga dos Campeões ser no Estádio da Luz levou-nos a sonhar, mas infelizmente não conseguimos. Reflectimos e pusemos em marcha o nosso plano. Agora, eles, no dia-a-dia, vão provar se merecem chegar ao topo da pirâmide que é a equipa principal. Nem todos vão chegar, mas a maioria vai", disse, em entrevista ao site oficial do clube, após a atribuicao de nove novos contratos a jovens da formação.


O presidente do clube da Luz pede paciência até porque o facto do plantel sénior do Benfica ser "bastante forte" e ter qualidade de sobra, faz com que nem todos possam jogar com a regularidade desejada.


"Temos um plantel bastante forte e, como tal, nem todos podem jogar, mas temos pensado, em termos estratégicos, em dar dimensão à Marca Benfica em termos internacionais na formação. Se tivermos essa possibilidade é o que vamos fazer, porque temos uma geração de jogadores que é olhada por todos, principalmente por quem está ligado ao futebol. Queremos voltar às raízes do Benfica que é formar jogadores para a primeira equipa".



Aperta-se a malha a Jorge Jesus, que está a ficar sob pressão para começar a apostar nos nossos jovens. Gostei das palavras decididas do Presidente. Venham as confirmações, por muito que custe a todos os que aqui criticam diariamente a nossa luta pelos nossos miúdos e pela sustentabilidade do Clube através da aposta na formacaoz

Formação: Toma lá para Sábado oh Jesus

Avatar
 ●  26 comentários  ● 
Equipa Titular:
GR: Artur Moraes
Defesa: André Almeida, Jardel e Steven, Sílvio
Medio defensivo: Ruben Amorim
Médio Centro: André Gomes
Médio Ala Direito: Sulejmani
Médio Ala Esquerdo: Ivan Cavaleiro
Médio Ofensivo Centro: Djuricic
Avançado: Funes Mori

Em 4-2-3-1 que é a formação que me parece mais sólida para a dinâmica ofensiva do SLBenfica de JJ onde na verdade não precisamos de muitos na frente dada a dinâmica das transições muito rápidas.

Suplentes: Paulo Lopes, Fábio Cardoso, João Cancelo, Ruben Pinto, Bernardo Silva, Gonçalo Guedes e Rodrigo.

Ao intervalo entraria o Bernardo Silva e o João Cancelo, ficando a terceira vaga para gerir entre o Gonçalo Guedes (Sulejmani) e o Ruben Pinto (Ruben Amorim). Agrada-me a ideia de dar um prémio ao Gonçalo pela excelente temporada que está a fazer, o que seria um sinal para que poderão haver mais oportunidades no futuro para jogadores como Romário Baldé, Rochinha, João Nunes, etc.

Recordo que as regras impõem, salvo erro, que estejam na ficha de jogo 5 jogadores que tenham integrado a ficha num dos últimos dois jogos, neste caso seriam mais que cinco: Artur, Jardel, Djuricic, Sulejmani, Silvio, André Gomes, Ivan Cavaleiro e Funes Mori.

Quanto às opções, penso que os principais activos da formação que estão na equipa B deveriam jogar pelo menos 45' (Cancelo, Bernardo não me parece que se justifique jogarem de início, aos quais juntaria Ivan Cavaleiro, esse sim com capacidade, rotinas e qualidade para ser titular). Depois uma terceira vaga entre os suplentes, para ser gerida a meio da primeira parte com Fábio Cardoso ou Ruben Pinto (da equipa B) ou Gonçalo Guedes que tem feito uma temporada excelente e estado em grande destaque na Champions Youth League.

Fica a sugestão.
Uma convocatória com seis jogadores "Made In Benfica" (não conto com André Gomes e André Almeida para estas contas) seria motivo de grande orgulho para todos, mesmo num jogo "a feijões".

Entretanto, João Teixeira, Alexandre Alfaiate, Pedro Rebocho e Raphael Guzzo prolongaram o vínculo com o clube até 2019 ao passo que Gilson Costa, André Ferreira, Hildeberto Pereira, João Lima e Kevin Oliveira assinaram o primeiro contrato profissional com o emblema da águia, numa cerimónia que contou com a presença de Luís Filipe Vieira.

Mais uma excelente iniciativa da Direcção.

Orçamento ilimitado para Jesus!

Avatar
 ●  19 comentários  ● 
Voltem ao passado por momentos... Rui Costa com 25 anos regressa à Luz vindo de Itália e tem Jorge Jesus como treinador:

- onde jogaria o Rui Costa? Ou querem ver que com Jesus o mais puro 10 que Portugal viu nascer não tinha lugar?

Ah espera... Aquele argumento de que "o futebol mudou", é isso? Ou seja, um dos mais magistrais jogadores de sempre... Não teria lugar no futebol de hoje em dia?

Não?! Haveria espaço para Rui Costa... Então porque raio não há lugar para Gaitan a 10? Para Djuricic? Para Bernardo Silva?

Ja sei... Mas esses não têm a qualidade de Rui Costa!? Não? O Gaitan estará ao nível de Rui Costa em muitos factores e até é mais rápido, tendo obviamente outros factores onde é inferior... O Djuricic e o Bernardo possivelmente serão, na idade, superiores ao que Rui Costa era na idade deles.

Será que vamos "matar" estes jogadores ou vamos apostar para nos orgulharmos daqui a dois anos de ter no Bernardo o "maestro do Seixal"?

Vieira quer o quê?

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

"Luís Filipe Vieira está disposto a fazer todos os esforços para não deixar sair Rodrigo até ao final do mês. A SAD recebeu ofertas pela transferência do internacional Sub-21 espanhol, mas nenhuma chegou aos 30 milhões de euros, número que fará o presidente das águias aceitar conversar. Jorge Mendes esteve ontem na Luz, mas o Benfica ainda não vendeu um dos melhores marcadores da equipa, a par de Lima com 10 golos." - Record.

Aqui está uma notícia para dar a Vieira a imagem de bom gestor desportivo, coisa que nunca foi. Vieira aceita conversar a partir de 30 milhões...se for tão verdade como a claúsula de Matic ou o pagamento a pronto da claúsula de Witsel, estamos entendidos.

Se o Benfica estivesse com a solidez financeira que tanto se diz, o título do artigo seria: 
"Vieira não vende Rodrigo por valor nenhum."

Só que não é assim. O mais natural será que Rodrigo ainda não tenha mercado para pagar esses valores por ele e esta notícia seja mais uma para que Vieira dê outra entrevista a dizer que lhe ofereceram 'mundos e fundos' por X jogadores em Janeiro mas ele não aceitou.

Os únicos dispostos a largar tanto dinheiro são os mesmos de sempre: russos ou outros que procuram lavar dinheiro. E que jogadores em ascensão foram para a Rússia confirmar talento? Nenhum. Entram lá e desaparecem dos holofotes. Rodrigo não me parece ir nessa conversa.

Espero bem que não vá, pois ao contrário de outros, aqui no blogue sempre acreditamos no seu valor e de que se for uma aposta com continuidade os golos aparecerão. Como está a ser o caso. 

Gaitan, podes repetir, pf?

Avatar
 ●  21 comentários  ● 
"Penso como um 10" - Nico Gaitan

Há quanto tempo ando eu a dizer isto?!  

I rest my case!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Balanço da 1ª volta do Futebol

 ●  6 comentários  ● 


Portugal, 22 de Janeiro de 2014

Com o habitual atraso que as minhas devoções ou obrigações profissionais me impõem, aqui vão algumas reflexões sobre a 1ª volta do campeonato de futebol que recentemente terminou, em grande, convenhamos, com uma sempre saborosa vitória sobre o FCP por 2-0.
Ao contrário do que pensam outros analistas amadores como eu, só há duas alturas da época em que é possível efectuar comparações conclusivas: no final da 1ª volta, quando todos jogaram contra todos, independentemente da ordem dos jogos, casa e fora, e no final da 2ª volta com ou sem apuramento do campeão (pode ter sido encontrado nas jornadas anteriores). Qualquer comparação à 3ª, 5ª ou 12ª jornada, como vemos por aí, não leva a lado nenhum e apenas serve para “esfaquear” a qualidade e natureza dos resultados. Infelizmente há jornais que o fazem, e há comentadores que lhe seguem o exemplo.
O facto mais relevante desta 1ª volta, é que o Benfica conseguiu chegar ao seu termo em 1º lugar, isolado, com 2 pontos de avanço sobre o SCP e 3 pontos de avanço (novidade) sobre o FCP. Fizemo-lo com o 2º melhor ataque com 29 golos, atrás do SCP (novidade) e a 3ª pior defesa (menos novidade) com 12 golos, atrás de FCP 11 golos e SCP 9 golos.
Não fiz este tipo de apreciação na época passada pelo que as comparações que posso trazer aqui são poucas. Ainda assim posso referir que temos menos 3 pontos do que na época passada, que para nós foi aquilo que chamei de “época vintage” pelos 85,6% de pontos conquistados. Os pontos agora obtidos dão-nos uma percentagem de 80%, o que é francamente bom e está acima de duas das 5 épocas efectuadas com Jesus no comando.
Apesar da venda de Matic, vejo este indicador dos 80% como um bom prenúncio de uma boa 2ª volta, porque se trata de um indicador conseguido após a incompetência directiva que caracterizou a fase de arranque do campeonato, com um longo e desgastante período de espera até à natural renovação com Jorge Jesus, assim como um inenarrável processo disciplinar a Cardozo que demorou 73 dias a ser concluído, com consequências negativas para o jogador e demais equipa.
Apesar do jornal dito “benfiquista” a BOLA hoje publicar uma estatística viciada, na forma e substância dos valores comparados, a verdade é que o Benfica melhorou depois da reintegração de Cardozo. Começou com 1 golo em Alvalade de Markovic, mas com Cardozo em campo a sofrer marcação do último defesa que poderia atrapalhar Markovic, e foi por aí em diante com uma série de 5 vitórias em 6 jogos, só interrompida no jogo com o Belenenses devido a um golo quase 3 metros em fora de jogo. Mas para o jornal A BOLA, incluir 5 jogos da Champions no “pacote” de jogos que Cardozo fez, é o mesmo que os 3 jogos que Cardozo não fez contra Gil Vicente na Taça, Nacional e Leixões na Taça da Liga. Para eles é a mesma coisa e assim se vão aldrabando as coisas...
Há também uma novidade esta época que é o campeonato das assistências aos jogos. Dado que o SCP este ano tem valores interessantes e dado que, como tenho repetido vezes sem conta, a comunicação social lisboeta tem uma matriz clubística sportinguista, nunca como este ano se viram tantas referências sobre as assistências nos jogos de futebol. Há que referir o seguinte:
Surpreendentemente, o SCP foi o clube que arrastou mais assistências no somatório dos jogos fora e em casa, com 384 760 espectadores, à frente do Benfica com 367 680 e FCP com 338 227. Surpreendentemente também, foi o SCP a arrastar mais espectadores nos jogos fora de casa. Apesar de ter menos 1 jogo fora do que Benfica e FCP, o SCP teve 117 050 espectadores, contra 102 229 do FCP e 101 450 do Benfica. Neste item, o FCP beneficiou de ter participado no jogo com mais espectadores do campeonato, o Benfica - FCP com 62 508 (o SCP apenas teve a deslocação ao Dragão com 48 108 e o Benfica em Alvalade com 46 109). Na 2ª volta tudo será diferente e não tenho dúvidas que o Benfica irá ultrapassar, pelo menos, o FCP.
Mas não tenho a certeza que possamos ultrapassar o SCP nos jogos fora, até ao final do campeonato. Porque na comparação directa, o SCP ganha-nos em 2 campos de média dimensão, Olhão e Coimbra, e apenas perde em Guimarães. No Estoril há um empate técnico (diferença de 15 espectadores) e deve ser realçado que na comparação directa, o SCP também ganha ao FCP em Arouca, uma localidade onde é suposto haver mais adeptos do FCP.
Nos jogos em casa, e apesar de ter mais um jogo que Benfica e FCP, o SCP tem uma vantagem residual (267 710 espectadores contra 266 230 do Benfica, e os 235 998 do FCP). No final da 2ª volta, vejo boas perspectivas de continuarmos a ter mais espectadores em casa do que a concorrência.
Dado o evoluir da situação competitiva do Benfica, bastante melhor do que os habituais críticos de Jorge Jesus (nos mídia e fora deles) supunham na 1ª fase da época, e dado que há agora muito menos divisão no apoio à equipa, por parte dos adeptos, podemos acreditar numa 2ª volta tão boa ou melhor do que a 1ª. Melhor pontualmente, não em qualidade exibicional, porque as baixas de Cardozo e Sálvio, associada à venda de Matic, obrigam à alteração da dinâmica de jogo para figurinos exibicionais de maior pragmatismo e menos espectáculo.

Rony Lopes e o que falta à formação do Benfica: PLANEAMENTO!

Avatar
 ●  81 comentários  ● 
E de repente... todos descobriram o Marcos Lopes, mais conhecido por Rony Lopes no mundo do futebol. Um miudo de 18 anos que joga no Manchester City e que chegou há dois anos e meio a Inglaterra vindo... do SLBenfica:



Há por aí quem vá dizendo que o City pagou 1M€ por um menino de 15 anos, mas na verdade pagou 500.000€, aos quais se comprometeu juntar outro tanto caso o Rony chegasse a jogar pelos seniores do City.

Chegou ao Benfica em 2006 e saiu em 2011 depois de algumas observações do Manchester City que conta, na sua estrutura de observadores, com o português Pedro Marques que fazia parte da equipa de scouting do Sporting.

Quando saiu do SLBenfica, Rony Lopes já marcava a diferença mas não era o único. Jogadores como o Filipe Nascimento ou o Rafael Guzzo, dos juniores e da equipa B do Benfica respectivamente eram jogadores que mostravam um potencial muito próximo do Rony Lopes  e que poderiam perfeitamente, num contexto semelhante, chegar a patamares próximos do luso-brasileiro.

Então se assim é porque o Filipe Nascimento este ano nem joga a titular nos juniores e o Guzzo também não é aposta certa na equipa B? A resposta está em dois factores: Metodologia e Planeamento.

Quem acompanha o futebol de formação sabe que no jogo jogado, no contexto de movimentação colectiva, há pelo menos três/quatro anos que o SLBenfica é muito superior ao SportingCP. A equipa, como um todo, onde actuavam Miguel Rosa, Nelson Oliveira, Miguel Victor etc era muito superior à equipa de Adrien, Carriço e Patrício. Mas individualmente os jogadores do Sporting (e escolhi propositadamente jogadores que não são "estrelas") afirmaram-se com maior facilidade que os jogadores do Benfica.

Portanto, ao nível da metodologia de trabalho, o SLBenfica privilegia o contexto de equipa ao nível dos escalões de formação ao invés do "trabalho individual" dos jogadores. Ou seja, na formação do SLBenfica não há tanta preocupação em desenvolver as lacunas técnicas, físicas e mentais dos jogadores, mas sim em contextualiza-los em "algo maior" que é o interesse e a integração colectiva.

É uma metodologia como qualquer outra e ao nível dos escalões de formação tem um resultado prático: Mais vitórias, melhor qualidade de jogo, melhor dinâmica de jogo.

Contudo, tem um problema: Não forma jogadores, forma equipas... o que não seria mau de todo se fosse possível transitar 11 ou 15 jogadores por ano para a equipa senior, algo que não só não é possivel como NUNCA o será nem no Benfica nem em qualquer parte do Mundo.

De um modo geral, o SLBenfica terá, porventura, os jogadores mais cultos e inteligente tactica e colectivamente... mas depois é o Sporting que tem os jogadores capazes de chegar e mostrar a diferença, pois são trabalhados e incentivados no contexto individual em benefício da equipa.

Isto explica uma parte do sucesso do Rony Lopes. Em conversa com um observador que conhece muito bem o Rony e que conhece como poucos a formação em Portugal, confirmei esta perspectiva, o Rony Lopes sempre teve qualidade como têm muitos que estão no SLBenfica, mas a saída para o City permitiu que ele fosse "esticado" para um nível superior, trabalhando outras dimensões que no SLBenfica já não iria ter continuidade, ou pelo menos não com a dimensão e amplitude que teve no Manchester City.

Voltamos então ao de sempre, é preciso planear e criar uma metodologia de trabalho com os jovens de maior potencial desde os juvenis, com vista a lançar esses jogadores na equipa principal. O Manchester City, por exemplo, tem aquilo a que chamam de Elite Development Squad, que não é mais que a antecâmara da equipa principal, mas que por si só não é garantia de futuro... é ali que se vai trabalhar para chegar ao plantel principal.

O Rony não apareceu agora no City. Já integrou a pré-temporada na época passada com o Mancini (com 16 anos), já fora o jogador mais jovem (17 anos) a marcar em competições oficiais pelo Manchester City, etc. O trabalho que está a ser feito com o Rony (como estão a fazer com outros jogadores da formação) tem um planeamento que já leva dois anos e que está agora a entrar numa nova etapa: a entrada gradual na equipa principal.

NADA DISTO É FEITO NO SLBENFICA! NADA...

É perfeitamente possível estabelecermos o paralelo entre o trabalho do Rony no City e dos nossos jovens no Benfica. Pois se é verdade que até podem dizer que hoje em dia não temos jovens que estejam no patamar dele, não é menos verdade que o patamar de entrada da primeira equipa do City é gigantescamente superior ao do SLBenfica, portanto o paralelismo é perfeitamente possível de estabelecer.

Dito isto, jogadores como o Fábio Cardoso, Rochinha, Romário Baldé, Gonçalo Guedes, João Nunes, João Cancelo, André Gomes, Bernardo Silva, Rafael Guzzo, Filipe Nascimento, Bruno Varela, João Teixeira ou Nelson Oliveira, (apenas para referir os mais referenciados) deveriam estar integrados num PLANEAMENTO com vista a desenvolverem, melhorarem ou potenciarem as suas características físicas, técnicas, tácticas e mentais com vista a poderem ser integrados na equipa principal.

Isto passa por ter, em primeira análise, um líder para o futebol do SLBenfica. Neste momento não há liderança e o treinador da equipa principal dá-se ao luxo de fazer o que entender, o treinador da equipa B faz o que o treinador da equipa A lhe manda e o treinador dos juniores e dos juvenis nem sequer têm nada a ver com a estrutura principal, aliás nem é permitido aos miudos sequer ver os treinos quanto mais...

Nessa liderança, que não existe, tem que haver um desígnio estratégico onde, entre vários outros, deve constar: Aposta Estratégica no lançamento de jogadores de qualidade no plantel principal, como factor de sustentabilidade desportiva e financeira.

Não acredito, nem com esta aposta tão mais bem feita, que todos os anos seja possível obter um jogador de top europeu da formação. Nada disso! Mas tenho a plena convicção que é possível anualmente lançar dois (no máximo três) jogadores na equipa principal que possam fazer parte da equipa e constituir boas soluções com valor acrescentado e alguns até titulares. Com muito trabalho, de vez em quando iremos sim ter os nossos jogadores de top, mas de anos a anos.

Esta aposta deve, depois ser complementada com um investimento, em menor dimensão, efectuado de forma criteriosa em jogadores estrangeiros que acrescentem valor imediato às equipa (caso de apostas como Markovic, por exemplo) e tenham também eles um elevado potencial de valorização.

Como perceberam, até esta fase o treinador não faz parte da equação. Aliás, a responsabilidade do treinador, na minha óptica e num clube da dimensão do SLBenfica, deve ser TREINAR e ORIENTAR a equipa respeitando os objectivos desportivos e o modelo estratégico do clube. O Benfica deve ter o treinador adequado à sua estratégia e não adequar a estratégia ao seu treinador.

Só desta forma poderemos perceber o que muitas vezes perguntam aqui os que NADA PERCEBEM de formação e de desenvolvimento desportivo que é, o que seria de jogadores como Miguel Rosa ou Danilo Pereira... noutro contexto que não aquele que conhecemos.

Ou seja, quero com isto dizer que tenho a absoluta convicção que o Miguel Rosa ou o Danilo Pereira seriam jogadores muito superiores ao que vemos hoje deles, se tivessem sido integrados num modelo de trabalho e, acima de tudo, de integração na fase final da formação (a transição para o plantel principal).

Aliás, isso mesmo referiu ontem o Rony Lopes no rescaldo da grande jogo que fez pela equipa principal do City: "Para ser sincero, é fácil jogar com estes jogadores, numa equipa com esta qualidade. É muito bom para mim e para o meu desenvolvimento, por isso espero continuar a treinar e a jogar com eles".

O Rony está a beneficiar do que é uma real aposta na formação - ou seja, do que é uma estrutura feita para maximizar o potencial dos jogadores - sendo que curiosamente aparece num clube que gasta milhões em jogadores e tem jogadores da elite mundial. Curioso, não é? Se eles conseguem apostar na formação, sendo que necessariamente só tiram um ou dois jogadores a cada três ou cinco anos... porque não precisam de mais.

Ninguém pede que nos jogos da Liga apareçam o Cancelo e o Bernardo ou que vendam o Cardozo para jogar o Nelson Oliveira, ou Gaitan para jogar o Ivan Cavaleiro.

O que está em causa é a viabilidade de ter um plano para estes meninos, escolher os jogos onde um pode ser titular, onde outro será suplente utilizado durante 15 ou 20 minutos, os jogos onde alguns jogadores serão convocado, nem tanto para jogar, mas apenas como uma medida de reconhecimento pelo seu trabalho e demonstração que a estrutura principal está atenta e disposta a arriscar.

Não é nada deixar os miúdos jogar aos soluços, em espaços de 5 ou 10 minutos em jogos onde o resto da equipa já está em quebra/descompressão, integra-los em jogos já decididos (como com  o Gil no sábado) e sem referências principais do plantel sénior impedido que aconteça o que refere o Rony Lopes de "ser fácil jogar com eles e isso ser bom para os jovens e para o seu desenvolvimento".

Isso não é Estratégia... É Estratagema!

Para terminar, ainda sobre o Rony e o designio estratégico atentem às declarações de David Platt, treinador de táctica do City quando na época passada integraram o Rony na pré-temporada:

"We have not brought Marcos out just to make the numbers up but because everything we have seen and been told from within the club suggested he could cope at this level.

He has had a couple of days on the training pitch and he has coped well – though at 16 we would not push him along in the same way as we push the seniors along.

The boy has taken well to the work and he wouldn’t be at our club now if we didn’t think there is the opportunity for him to develop into a first team player and to do that here at City you have to be talented. But we will take it slowly with him
"

Cuidado...

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

...com os emissários do Papa idoso vestidos em pele de cordeiro. 

Os adeptos de Guimarães aceitarão ser capachos de Braga e Porto? 
É que o idoso em fim de vida já percebeu que directamente não chega a Bruno de Carvalho. Resta-lhe ir dar 'uma granda volta' para tentar perceber e minar o caminho daqueles que querem mudar o fuebol português. O instrumento dessa volta é o presidente do Guimarães.

A minha opinião é que com Benfica e Sporting 'em campo' pela regeneração do futebol português, nem 2 FCPês chegam para parar a mudança. 

Resta saber se o Benfica estará interessado em mexer nisto. A presença de alguém do clube na reunião de Alvalade foi positiva, mas essa presença deveria ter sido por alguém com mais peso institucional para dar um sinal claro para todos os quadrantes.

O que Benfica e Sporting não podem esquecer é que os clubes pequenos já não estão tão dependentes da Olivedesportos pois finalmente começaram a perceber(a maioria pelo menos) que não podem gastar aquilo que não têm. 
Esta oportunidade para liderarem a mudança não deve ser desperdiçada, como outras foram no passado. 

Não podemos dizer que lutamos pela regeneração do futebol português e pela verdade desportiva e depois indicar ou apoiar 'actores' do filme da corrupção.

Esse erro não deve ser cometido novamente. 

Revista de Imprensa: Cardozo

Avatar
 ●  8 comentários  ● 
E pronto... O empresário ja andava sem dizer asneiras à muito tempo!

Na capa do jornal O Jogo, depois de Jesus ter dito que não sabe quando Cardozo regressa, nem os médicos, eis que aparece o empresário a dizer que ele está recuperado e que só não joga por opção técnica. 

Alguém mente aqui e eu acredito que seja o de sempre: o empresário burro.

Ainda sobre Cardozo, mas n'A Bola vem o que há muito venho defendendo: a equipa rende mais com avançados rápidos e móveis como Rodrigo (e mesmo Lima, mas não este - o do ano passado), pois joga um futebol mais rápido e envolvente. Sem desvalorizar Cardozo, é uma questão de estilo de jogo, menos focado numa "peça" e mais dinâmico onde passa a haver 3/4 jogadores podem desempenhar o papel de finalizador.

Perde um goleador (admito que Rodrigo possa não marcar tantos golos/ano como Cardozo - ou se calhar até vai marcar se continuar a jogar com regularidade), mas a equipa como um todo fica mais compacta e marca mais golos no colectivo.

Mas lá está as estatísticas valem o que valem e como sabem eu nem sou grande adepto de avaliações estatísticas. Além disso, este é um tema muito subjectivo e discutível e que tem a ver com a opinião de cada um, com a sua veia de "treinador de bancada"... Ou para outros tem a ver com a glorificação do Cardozo depois de ele ter quase ido aos fagotes do Jesus no fim do desastre da época passada.

Sobre A Bola só uma nota final: refere o jornal que Jesus com o Gil Vicente deveá apostar "nos miúdos". Como sabem é um tema que me é muito querido e claro que fui ler essa previsão do jornalista que diz então que se Ivan ja conquistou algum espaço no plantel principal, Jesus pode também apostar em Bernardo Silva - mas dizem que vai ter a forte concorrência de Djuricic que Jesus quer lançar no jogo - e ainda poderá também ser aposta Funes Mori.

... Bom, acho que me perdi na intenção do jornalista que faz a introdução da sua peça com um blá blá blá sobre as palavras controversas de Jesus na semana passada sobre a formação. Com isso eu pensei que ia ler nomes como Cancelo, Bernardo, Ruben Pinto, Ivan ou mesmo os "quase-formados no Benfica" André Gomes e André Almeida. Mas não, afinal era de Djuricic e Funes Mori que aquela conversa toda falava. Há gente muito mal intencionada, este jornalista é um deles.

NGB lança repto ao FC Porto.

Avatar
 ●  11 comentários  ● 

O FC Porto, paladino da justiça, da lei e e da verdade desportiva, lançou um repto a Benfica e Sporting para apresentarem as contas consolidadas do seu universo de negócios aos seus adeptos.

Apoiamos esta iniciativa do FC Porto, que nos habituou à transparência e à verdade em todos os seus negócios como o de Hulk ou os de Moutinho e James(Ramés) Rodriguez.

No seguimento desta iniciativa a favor da transparência e da verdade das contas, apoiamos que o presidente do FC Porto possa divulgar aos portistas os saldos das contas na Suíça tituladas por si e pelo amigo Luciano D'Onofrio(se as tiver claro, pois não queremos levantar falsas suspeitas...) e em declarar sob compromisso de honra(loool) que nunca recebeu um escudo ou cêntimo de comissões de transferências ou negócios do FC Porto.

Tudo isto em nome da transparência e da verdade para com esses seres honrados que são os adeptos portistas.

Certamente que o paladino do cumprimento da Lei, de seu nome Jorge Nuno, não olhará a meios para dar mais este sinal de verdade e transparência ao futebol português.

A EDP agradece a todos, já agora, que o pagamento das facturas seja em 'cash' e não com contratos de publicidade.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Veloso na reportagem da SIC: "Fora de Jogo"

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
Começou hoje na SIC uma reportagem sobre exemplos de ex jogadores que estão sem nada, fruto de más decisões (Cadete), falta de cabeça (Fernando Mendes) ou azar nos negócios (Veloso). 

Não vou fazer juizos de valor sobre a vida de cada um, as opções que tomaram ou a previsibilidade deste desfecho em determinados casos.


Vou apenas focar-me num caso: António Veloso

Ver nesta situação um jogador que foi uma referência no SLBenfica durante mais de uma década, capitão, grande capitão, do SLBenfica durante 7 anos... é doloroso, com benfiquista.

O SLBenfica não é nem deve ser uma instituição de caridade com responsabilidade de resolver os problemas da vida de cada um que jogou no Benfica, mas não estamos a falar de "qualquer um" e será que num clube onde há espaço para tanta gente, será que não há um espaço de colaboração para termos integrarmos uma referência do passado, alguém que sentiu e transmitiu a mística do SLBenfica tantas vezes?

Fica o apelo: Porque não o SLBenfica ajudar e integrar António Veloso?

Não fazer a Gala comemorativa é um erro.

Avatar
 ●  7 comentários  ● 

"Devido ao momento de pesar e luto que vivemos pela morte de Eusébio da Silva Ferreira não se realizará a Gala comemorativa do 110º aniversário do Sport Lisboa e Benfica, no próximo mês de Fevereiro.

Eusébio faleceu no passado dia 5, deixando profunda saudade em todos os benfiquistas. A Direcção do Clube determinou um ano de luto em memória daquele que foi carinhosamente coroado “Rei” pelos adeptos de futebol." - SL Benfica.

Luis Filipe Vieira decidiu não realizar a Gala do 110º aniversário do Sport Lisboa e Benfica como sinal de pesar e luto pela morte de Eusébio.

Embora entendendo que em especial para os familiares e amigos próximos de Eusébio a dor da perda continuará a ser parte do seu dia a dia durante bastante tempo, mas confundir isso com o próprio clube penso que é um erro.

Um erro porque para a generalidade dos benfiquistas Eusébio nunca foi sinal de tristeza. Eusébio sempre significou o que de melhor o Benfica deu ao mundo do desporto e do futebol. Golos e alegrias sempre foram a sua marca. 
Assim, não realizar uma ocasião de celebração do Benfica que Eusébio tanto amava e por quem tanto se sacrificou durante a sua carreira concerteza que não iria de encontro à própria mentalidade do Pantera Negra.

Também, sempre vi na Gala do Benfica uma oportunidade de 'reunir' as tropas e dar um grande incentivo para a fase crucial das competições. Discursos de motivação por personalidades do Benfica como o famoso discurso de Mário Wilson são momentos únicos para transmitir a verdadeira mística do clube.

Além disso, arrastar o 'processo' de pesar e luto por um ano é demasiado. Eusébio teve as devidas homenagens em vida e tem vários locais de homenagem à sua memória: a Estátua, o seu sítio no Museu e a própria Eusébio Cup. 
Querer ir além disto é não querer limpar as lágrimas e seguir com a vida, como inevitavelmente tem que acontecer.

O que na minha opinião seria correcto, justo e adequado era mudar o local da Gala para, por exemplo, o Meo Arena e lá fazer uma gala diferente, aberta aos benfiquistas, e que desse uma final homenagem a Eusébio, para que daí em diante todos possamos pensar em vida, sucesso e alegrias, assim como Eusébio fez durante toda a sua carreira e vida.

Isso sim seria uma homenagem no momento certo.  


Há esperança... Mas não é nossa!

Avatar
 ●  28 comentários  ● 
Quem segue o que penso, sabe que há muito que defendo que o SLBenfica deve LIDERAR A INICIATIVA no futebol português, ou seja, deve ser o SLBenfica a constituir-se como o motor de mudança, aglutinados de vontades e ideias, promotor de união entre os mais pequenos em torno de projectos que os ajudem a sustentar-se de formam credível, verdadeira e com valor, etc etc etc.

Desde que me lembro de escrever sobre isto NUNCA o SLBenfica ou a Direcção parecem ter concordado com esta minha perspectiva e sempre houve uma subserviência (porventura involuntária) aos "canditados" e aos "actores" dos sistema.

Nunca exclui o SportingCP desta luta onde considerei que a "união pela causa" os tornaria a ambos mais fortes e, consequentemente, os clubes do sistema mais fracos.

Do lado do SLBenfica, NUNCA houve qualquer tipo de movimento neste sentido e todos os que houveram foram tácticos, de apoios a pessoas (habitualmente pouco recomendáveis) e nunca estratégicos com o objectivo de assumir um papel fulcral na credibilização sustentabilidade e desenvolvimento do futebol português.

Mas se o SLBenfica nunca quis, o SportingCP não fez melhor... Até chegar Bruno de Carvalho. Ele já tinha dado conta numa entrevista ao Expresso que o SportingCP estava a trabalhar nisto e parece que, segundo O Jogo, os primeiros passos começam hoje a ser dados.


A liderança do processo de intenções... Já era. A iniciativa e a demonstração de vontade de mudar o futebol português... Já era. Esses ficam para o SportingCP!

Este vai ser um processo moroso e que vai ter muita resistência, mas com preseverança chegará o dia. Assim Bruno de Carvalho mantenha a mesma vontade e capacidade, pois determinação não parece faltar-lhe.

Estou curioso para ver a posição que o SLBenfica vai manter em tudo isto. Para já vemos Bruno de Carvalho atacar sem medos o sistema semanalmente, dirigir-se e por em sentido Pinto da Costa... Mas o SLBenfica tarda em "surfar essa onda" de forma inexplicável. Parece querermos ganhar uma luta sem desferir qualquer golpe no adversário. Interrogo-me sobre quais serão os motivos.

Uma coisa é certa: Bruno de Carvalho não quer mudar só o SportingCP (e como já mudou!!!), quer mudar também o futebol português e as ideias parecem-me muito interessantes e meritórias. Neste futebol corrupto infelizmente ainda vai penar um bocadinho até dar em algo... Mas quando começar a resultar, será o SportingCP a estar lá na liderança do processo e a marcar o ritmo da mudança no futebol português.

A história diz-nos que estes movimentos tendem a perdurar, quando sustentados e com resultados. Será que o SLBenfica vai continuar este jogo táctico, que tanto caracteriza a acção desta Direcção, ou vamos de uma vez ter uma estratégia para o futebol português?

... O timing já era! Veremos o futuro... Se optamos pela tentação de nos considerarmos superiores e querer depois que o SportingCP venha ao "beija mão" ou se aproveitamos a inciativa do SportingCP para mais do que apoiarmos a iniciativa... Fazer parte dela.

Eles estão a estruturar-se dentro e fora do clube...
O Papa um dia destes desaparece para o Brasil para se esconder da pressão ou não resistirá, pela idade e/ou saúde, ao desígnio da ultima morada... 
... E nós? Vamos a isso Benfica?

O caso Uros Matic.

Avatar
 ●  26 comentários  ● 

"O irmão de Matic, Uros Matic, que estava a alinhar na equipa B do Benfica, vai deixar a Luz para jogar no NAC, da Holanda.
Segundo a imprensa holandesa, Uros Matic já trabalhou esta segunda-feira com os seus novos companheiros
«A Liga Holandesa é um grande passo na minha carreira. O meu irmão Nemanja deu-me algumas indicações sobre como é o futebol aqui», afirmou o jogador ao BEDeStem." - Diário Digital.

Para que serviu a contratação do irmão do Matic? Quem assume a verdadeira natureza deste negócio? O que prometeu Luis Filipe Vieira a Matic? O que disse Matic a Vieira e que obrigou presidente do Benfica a 'libertá-lo' para o Chelsea muito abaixo da claúsula de rescisão?

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Afinal a relva...

Avatar
 ●  17 comentários  ● 

Ontem publiquei esta nota no post 'Jorge Jesus':
"Nota: Parabéns a quem decidiu substituir o relvado em altura de chuvas e em 15 dias com 3 jogos na Luz. Como o dinheiro que gastam não é vosso e serão os benfiquistas a ter que o pagar, toca a gastar sem planeamento não é? É como no Museu do Benfica. É só encomendar que se não servir vai fora e manda-se vir outro. Paga benfiquista!"
---------------------------------------------------------------

Perguntava um benfiquista:
Gostei da tua "nota", para além da tua capacidade em ser presidente e treinador também és perito em jardinagem?

Dava uma achega outro benfiquista:
Quanto ao tema relvado... completamente de acordo! Ainda para mais quando basta ir ao site do maxmat e eles explicam tudo e até dizem:
«A relva deve ser semeada na Primavera ou no princípio do Outono, devendo a terra estar seca e quente.»
http://www.maxmat.pt/AdviceDetail.aspx?id=83
--------------------------------------------------------------

Não sou especialista em jardinagem mas tenho olhos e mais preocupação com a gestão do dia a dia do Benfica que alguns, pelo visto. O PP soube procurar e dar uma resposta.
Responde hoje o site do SL Benfica:

"Em função das más condições climatéricas registadas nas últimas semanas e do calendário intensivo desde que foi colocado o novo relvado no Estádio da Luz – realizaram-se quatro jogos num período de 15 dias –, o Sport Lisboa e Benfica decidiu, em coordenação com a empresa responsável pelo tratamento da relva, que se fizesse uma intervenção de choque no “tapete” de jogo, tendo-se iniciado já esta segunda-feira estes trabalhos." - SL Benfica.
É preciso dizer mais? Era vontade de criticar, como muito dizem ou afinal tinha razão de ser a 'nota' sobre o relvado? 

Formação: A Responsabilidade da Liga e da FPF

Avatar
 ●  11 comentários  ● 

Diz a Liga Portuguesa de Futebol profissional na Secção 3, Artigo 45º do Regulamento das Competições (pag. 30) o seguinte: (versão resumida pelo GB) 

1. Podem inscrever-se jogadores de qualquer nacionalidade, desde que com contrato senior ou junior 
2. Inscrição obrigatória de 8 jogadores que tenham sido inscritos na Federação Portuguesa de Futebol, pelo período correspondente a três épocas desportivas, entre os 15 e os 21 anos de idade (inclusive) - Jogador formado localmente 
3. Não podem exceder 27 seniores e ainda 3 jogadores da categoria sénior do 1º ano que tenham sido juniores A pelo mesmo Clube na época anterior. 20 jogadores sub-23 do Clube Satélite e/ou da categoria júnior A.

Acho que não interpretei mal a lei. Assim sendo, só pode ser para rir que vejamos Fernando Gomes, Paulo Bento e outros que tais a queixarem-se da falta de aposta na formação por parte dos clubes portugueses.

Não há qualquer obrigatoriedade de ter jogadores inscritos que sejam formados NO CLUBE - isso fica para as normas da UEFA e habitualmente apenas para "encher" pois se os miúdos não jogam no campeonato, menos ainda jogarão nas provas europeias.

Portugal é, caso os "donos do futebol" não saibam o país pequeno que viu condecorar no Mundo Eusébio, Figo e Cristiano Ronaldo. Que viu aparecer outros nomes como João Vieira Pinto, Vitor Baía, Rui Costa, Paulo Sousa ou Fernando Couto e que agora tem jogadores espalhados por Real Madrid, Chelsea, Manchester United, Atl Madrid, Valencia, Zenit e, claro, Benfica e FCPorto (que estiveram em finais europeias nos últimos anos) e Sporting.

Portugal, em particular o SLBenfica e o SportingCP dispõe das melhores redes de prospecção nacionais e internacionais de jovens jogadores. A taxa de prática desportiva e, especialmente do futebol, é elevadíssima e das mais altas da Europa.

O potencial, portanto, para obter valores na formação de jogadores jovens e PORTUGUESES é enorme.

A dúvida é: Mas porque não acontece?!

São imensos os motivos! Podemos dispersar por onde quisermos: desde as "negociatas de comissões", os interesses dos empresários, a escolha dos caminhos mais fáceis por parte dos dirigentes, a sede de protagonismo, a comunicação social, etc. etc. etc.

Olhamos hoje em dia para jogadores em ascensão na Europa e ouvimo-los dizer que "o campeonato português não é atractivo". E a verdade é que... não é! Tirem os jogos do Benfica, Sporting e Porto à liga nacional e temos estádios vazios, mau futebol, más arbitragens, maus comentadores, muitos interesses e jogadas de bastidores.

E a tendência tem sido para piorar, piorar e piorar... os clubes têm cada vez mais dificuldades financeiras, os jogadores se não jogarem nas equipas de topo, a médio prazo deixarão de viver do futebol e passarão a ter que entrar aos 30, 33, 35 anos no mercado de trabalho depois de anos dedicados ao futebol, sem dinheiro e se valor acrescentado para trazer ao mercado de trabalho. Os presidentes/dirigentes, passam pelos clubes uns mais anos que outros, invariavelmente saem mais ricos ou melhor posicionados na sociedade... depois de terem destruído, na sua grande maioria os clubes que dirigiram.

Como muito bem refere hoje José Marinho na sua página do Facebook, sobre a ascensão de Rodrigo, a grande realidade é que tal acontece quando ao jogador são dadas condições para jogar com regularidade, sem pressão de olhar por cima do ombro para se sentir preterido à primeira falha... e os resultados estão à vista.

Ou seja, quando há qualidade (e se houver maior aposta de todos os clubes, invariavelmente o nível qualitativo irá subir bastante), o grande diferenciador passará pela oportunidade que os miudos terão de ser apostas seguras, de se sentir como tal e não como uma etapa transitória até que descubram um estrangeiro apetecível.

Dito isto, importa sim começar por quem manda!
Se os dirigentes, que são na sua maioria oportunistas sociais, não sabem liderar as suas instituições para as proteger, para lhes dar valor, para lhes acrescentar valor, para lhes dar sustentabilidade... então que sejam os orgãos que lideram o futebol a impor as regras e obrigar esses dirigentes a proteger o futebol.

O que está em causa não é proteger os miúdos... o que está em causa é proteger o futebol português. Não haja quaisquer dúvidas que sem uma inversão estratégica semelhante à que fez a Holanda já na década de 70... os nossos filhos talvez ainda possam continuar a alimentar a paixão pelo futebol, mas seguramente que os nossos netos ou bisnetos já não terão futebol português para terem a paixão que os nossos pais e avós tiveram e nos transmitiram.

O futebol português vai ter que "FECHAR PORTAS", e tal como a economia, procurar limitar ao máximo as "importações" e incentivar a produção nacional, dinamizar a "economia nacional" do futebol e fazê-lo de forma sustentada que nos possibilite alicerçar a sustentabilidade também na VENDA de activos produzidos em Portugal.

O País só começou a inverter a tendência suicída quando também ao nível macro económico apontámos à produção nacional e às exportações. É esse o caminho que o futebol português tem que seguir.

Os clubes, principalmente abaixo dos três grandes, têm que começar a ser formados na sua grande maioria por jogadores portugueses e formados muitos deles nos próprios clubes. Terá custos desportivos? talvez numa fase de transição, mas a médio e longo prazo será o alcance da sustentabilidade.



É preciso, mais do que falar, que a Liga e a FPF tenha coragem de impor regras e limites às equipas nacionais, sem excepções, de incentivo à formação. 

Falam tanto nos direitos televisivos e na centralização? Porque não indexar uma pequena parte da quota parte dos clubes ao numero de jogadores formados no clube, tal como se pretende fazer com a indexação à classificação do ano anterior?

Porque não penalizar os clubes com baixos rácios de jogadores formados no clube? Porque não obrigar à inscrição de uma quota mínima de jogadores formados no clube? Porque não impor regras na Liga que obrigue à utilização de jogadores formados no clube num contexto de, por exemplo, cinco jornadas (por exemplo ter que haver x jogadores formados no clube a actuar a cada cinco jornadas)... sei lá, são estas, poderiam ser quaisquer outras.

Fala-se muito, mas depois o modelo de base privilegia os esquemas e a manutenção do statu quo dos dirigentes e empresários que estão a matar o futebol português.

A próxima estátua na Luz é para este

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

O nosso companheiro Piazzanouva do blog Ndrangheta escreveu o seguinte:

Estava eu a ouvir o Benfica 10 horas e Pedro Guerra sai-se com esta: "O Presidente sonhou com a Final da Champions, por isso apalavrou com alguns jogadores para que ficassem, ninguém diz que o Benfica vai à Final, mas olhe, era o sonho..."; "As pessoas têm de estar preparadas para mais duas ou três saídas, esta é a Gestão transparente e responsável e que não é feita ao sabor do momento, é planeada. Mas as vendas têm de ocorrer porque o Benfica foi eliminado da Champions. "

Mas não há ninguém no SLBenfica que cale este homem? Em poucas frases consegue dizer as maiores atrocidades que só estão a prejudicar o Presidente que ele tenta defender com unhas e dentes.

... Pediu-se a jogadores para ficar por causa de um sonho... mas a gestão não é feita ao sabor do momento, é planeada!

Como disse o Piazzanouva... "Tudo Dito!"

Barcelona à Porto.

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

"O jornal espanhol "El Mundo" avança esta segunda-feira que a contratação de Neymar envolveu 95 milhões e não 57 como sempre assegurou Sandro Rosell, presidente do Barcelona.

Há, por isso, uma diferença de 38 milhões que pode ser explicada, entre outras coisas, por "três comissões milionárias destinadas à família de Neymar".

A aquisição do futebolista brasileiro pode obrigar Sandro Rosell a responder perante a justiça, face à possibilidade de alguns dos documentos que a sustentam terem sido "forjados".

A ação interposta por um sócio do clube já deu entrada no Tribunal Superior de Justiça e tem como fundamentação o facto de os contratos assinados não corresponderem ao anunciado pelos clubes, pelo que se pode estar perante documentos simulados." - Record.

Depois dos episódios de favorecimento pelos árbitros quer em Espanha quer mesmo na Champions, depois da vergonha que tem sido a ocultação do que está por detrás da forma física de Messi, depois das fraudes fiscais do próprio Messi que até envolveram jogos de solidariedade, agora vem o contrato de Neymar onde afinal houve lugar ao pagamento de comissões milionárias e fora do papel.

Todos os clubes fazem isto? Quase todos farão, écerto. Mas há uns para quem aldrabar é algo inato. O Barcelona é um desses clubes.

Benfica made in Benfica.

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

(Contribuição do benfiquista João Carlos):

Benfica made in Benfica
Todos sabemos que este é mais um slogan que o presidente diz e que pouco efeito terá como outros que ele disse, são sobretudo as palavras que ele acha que os adeptos querem ouvir, mas mesmo que fosse verdade este treinador parece-me não ser o mais indicado para colocar em pratica esta estratégia.
Mas o que esperar se essas palavras fossem realmente verdadeiras para isso podemos ter como comparação a época 83/84 uma das melhores de sempre da nossa historia eis o plantel idade com que o jogadores vieram para o nosso clube e numero de épocas como federados antes de cá chegarem:


anos como federados antes de chegarem ao clube
idade que chegaram ao clube
Bento
8
24
Delgado
10
24
Neno
8
21
Pietra
7
22
Carlos Pereira
2
15
Veloso
7
23
Alvaro
6
20
Humberto Coelho
2
16
Bastos Lopes
2
16
Oliveira
9
25
Samuel
*
14
Sheu
*
16
Bastos Lopes II
0
13
Hernani
0
13
Padinha
3
15
Jose luis
0
16
Chalana
1
15
Araujo
7
21
Carlos Manuel
6
21
Stromberg
*
23
Nene
*
16
Diamantino
4
17
Filipovic
*
28
Manniche
*
24
* jogadores vindos do estrangeiro e sem dados fieis

Temos portanto que metade dos dos jogadores não tiveram qualquer formação no clube, depois que um terço teve uma formação partilhada com outros clubes, em media essa partilha foi a meias com outros, e finalmente apenas 17 por centos dos jogadores foram totalmente formados no clube.
Se olharmos mais atentamente só para os que tiveram formação no clube podemos ver que:
Apenas metade deles, ou seja vinte cinco por cento do plantel teve sucesso no clube, 8 por cento do plantel teve uma passagem com algum sucesso e trinta e quatro por cento dos formados no clube passaram sem deixar marca.

Mas será que hoje em dia seria possível atingir estes números tendo o sucesso desportivo que estes tiveram quer internamente quer na Europa?
Muito dificilmente chegaremos a estes números pelo simples facto de que hoje em dia os jogadores ficam muito menos épocas seguidas no mesmo clube comparativamente ao que acontecia na época analisada.
Ainda assim hoje, tendo uma política com pés e cabeça, será possível ter pelo menos 40% de formados no clube no total do plantel em varias épocas seguidas, esse seria um Benfica made in Benfica.

ranking