O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 15 de fevereiro de 2014

Os eleitos...

Avatar
 ●  12 comentários  ● 
Os meninos da equipa B fez hoje mais um bom jogo... Vamos lá ver quem tem acompanhado estes nossos meninos e é capaz de deixar aqui a identificação do eleitos para:

1. integrar o plantel principal na próxima temporada

2. deixar o projecto de formação, pois não justificam a aposta do clube e desiludiram

Venham essas apostas, daqui a 4 ou 5 meses recordaremos este tópico para ver quem acertou.

Cheira a surpresa de JJ...

Avatar
 ●  11 comentários  ● 
Bernardo Silva nem nos convocados esteve para a vitoria de hoje sobre o Braga B.

Será que...

PS- bem lembrado, José Marinho!

Aí está de novo... O "mérito" da época passada!

Avatar
 ●  20 comentários  ● 
É oficial! O homem tem um ego que não cabe nele e que o prejudica de uma forma inqualificável...

Quando já todos se começam a esquecer da temporada passada, os jornalistas fazem o seu trabalho e tentam trazer o tema a line para "dar conversa" e o que faz Jorjuz...

... Ignora e foca-se a 100% nesta temporada e na necessidade concretizar o bom trabalho, leia-se GANHAR TÍTULOS!?

Não... Resolve MAIS UMA VEZ puxar dos galões e dizer que ninguém LHE TIRA (a ele) o mérito da época passada.

Como é? Mérito? Mérito de quê? De quase ter ganho? Mérito de termos sonhado?

Já é mau suficiente não ter noção que no desporto a este nível, e no Benfica especialmente, mérito é... GANHAR! Mas ele consegue ir mais longe e não evitar a habitual bazófia do "EU, EU, EU..."

Eis a forma como um treinador fantástico se auto-flagela tornando-se um treinador medíocre...

Atenção... Ele disse outras coisas bem, muito bem ditas! Mas reparem lá no que é dado destaque? A estas pequenas partes.

A questão é a de sempre: ele pode estar 1h a falar lindamente, mas depois NUNCA resiste a sair-se com estas. Adivinhem lá o que vem nos jornais no dia a seguir?

De uma vez por todas, percebam que não se está a julgar o homem ou o seu mérito (que é muito, repito), o que está em causa é a PREJUDICIAL forma de estar e de comunicar, que acaba por ir criando situações negativas para ele e para a equipa.

Se isto não é defender o treinador vou ali venho já...

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

"Roubaram-nos uma final"

 ●  29 comentários  ● 
Portugal, 14 de Fevereiro de 2014

Se dúvidas houvesse de como a arbitragem decide jogos e títulos, o jogo de ontem entre o Rio Ave e o Braga para a Taça que ninguém ligava, é (apenas) mais um exemplo. Como consequência, o presidente do Braga, Salvador, protestou e fê-lo de forma pouco edificante: roubaram-nos uma final, disse.
Há coisas simples no futebol que talvez por serem muito simples, passam despercebidas aos amantes das “tácticas depois do jogo acabar”. E uma delas é que um jogo de futebol tem 3 componentes, sendo elas duas equipas de futebol e uma equipa de arbitragem. As equipas procuram meter golo na baliza do adversário, enquanto a equipa de arbitragem deve cuidar que ambas o façam de forma correcta e de acordo com as leis do jogo.
Ora o que se verifica por cá é que por vezes a equipa de arbitragem também joga. Não aplica as leis de jogo de forma imparcial, mas fá-lo de forma tendenciosa e incorrecta, alterando as probabilidades de êxito de uma equipa em relação à outra. Como o faz? Enquanto os tais analistas das “tácticas depois do jogo”, imaginam que os árbitros só interferem quando pegam na bola e a metem eles próprios na baliza que estão a atacar, há outros adeptos mais simples (ou simplórios) que percebem que quando o árbitro marca uma falta que não é, está a tirar a bola a uma equipa e a dá-la a outra, invertendo o sentido da jogada. Quando o árbitro valida uma situação de fora de jogo, está a ajudar o atacante a fazer golo. Quando o árbitro não marca um penalty claro a favor de uma equipa, está a funcionar como o melhor defesa da equipa que quer proteger. Quando o árbitro penaliza com cartão amarelo um jogador, está a inibi-lo de continuar a jogar nos limites. Quando mostra a um jogador de uma equipa, e não mostra a um jogador de outra equipa que fez falta igual, está a funcionar como motivador do jogo de uns relativamente a outros.
Etc, etc., que o cardápio de truques é extenso e variado.
Acontece que o Benfica, por força de ser um concorrente do FCP e o FCP por se preocupar com estas matérias, é das equipas mais massacradas com estas “habilidades” de parte significativa dos árbitros, em particular de alguns mais “experientes”. Olegário Benquerença (o do Rio Ave – Braga) é um deles, tal como Pedro Proença, Jorge Sousa e Carlos Xistra. Num patamar inferior vem outros como Soares Dias, Rui Costa, Hugo Miguel, Bruno Esteves, etc.
Ora o que temos assistido ao longo dos anos do actual “projecto” de Benfica da credibilidade e dos empréstimos bancários, é que são vários os exemplos de jogos como os que ontem o Braga protestou, sem que da parte do Benfica exista qualquer tipo de reacção equivalente. Sim, equivalente. Eu não gostaria de ver o presidente do meu Clube falar de “roubos”, mas gostaria de o ver defender a equipa quando isso acontece.
Se o Braga se queixa de uma final que lhes foi “roubada”, eu gostaria de ouvir o presidente do Benfica falar da Taça de Portugal que nos impediram de ganhar (sem falar do campeonato). Com dois cartões amarelos na 1ª parte para os “motores” do Benfica, Enzo e Matic, quando se viram 3/4 situações iguais de jogadores do Guimarães passarem sem sanção, com 1 golo do empate um corpo em fora de jogo não assinalado, etc., nem foi preciso recorrer aos sempre “polémicos” penaltys para ajudar o Guimarães a ganhar uma Taça injustamente e mais uma vez à nossa custa.
Se bem se recordam, nesse jogo, ao contrário do último jogo com o SCP ou contra o FCP, o presidente do Benfica refugiou-se lá longe e por pouca mera coincidência, não se cruzou com nenhum dos solícitos jornalistas que o encontram com facilidade, quando ganhamos. Logo, ficamos sem saber o que ele pensava do jogo acabado de perder, ao contrário do que vimos com Salvador. As sucessivas imagens de fraquezas do Presidente do Benfica, são um ónus sobre a equipa de futebol que assim fica mais sujeita à acção destruidora dos apitos.
Não estou a exagerar nas relações de causa - efeito que acabo de fazer. É que o mesmo árbitro, talvez pelo bom desempenho na final da Taça, acabou por ser nomeado para o 1º jogo do Benfica no presente campeonato, e “surpresa” (?) perdemos outra vez e pelo mesmo resultado: 2-1. A única derrota até ao momento...
Benquerença e a “troupe” de árbitros que mencionei, são a prova evidente que o problema da arbitragem não é a “profissionalização”. Ao contrário do que tantos e tantos teóricos vaticinaram, a profissionalização é uma luta perdida pela credibilização da arbitragem. Porque, e parece-me fácil de apontar onde está a génese do problema, não é na profissionalização mas sim em quem nomeia, avalia e promove os árbitros. Ou melhor, quem nomeia, avalia e promove os erros dos árbitros.
De facto a gestão da arbitragem é o problema. Quando Lucílio Batista assinalou mal 1 penalty a favor do Benfica, que nos permitiu empatar e acabar por ganhar a Taça da Liga ao SCP, o barulho do SCP levou Vítor Pereira a colocar LB na jarra durante 6 (!) semanas. Mas quando Cosme Machado tirou 4 penaltys ao Benfica no 1º jogo da época em que defendemos o titulo, contra a Académica, o castigo foi de apenas 1 semana, porque na 2ª semana já teve direito a um jogo da Liga de Honra. Suprema prova de confiança para um, e de censura para outro. E claro está: sinal claro de quais os erros que podem acontecer.
Concluo com um exemplo que ilustra a hipocrisia da Direcção do Benfica nesta matéria. Na época passada, outra vez com a Académica mas em Coimbra, Carlos Xistra assinalou 2 penaltys fantasmas contra nós. “Revolta” na Direcção que tornou pública uma decisão: ir até à FIFA se necessário. Passado mais de 1 ano, qual foi a FIFA que o Sr.º Vieira mandou a queixa? Ah, pois é. Eu é que ando distraído?

(Título CM) Encarnados querem caso Xistra na FIFA CM 26-09-2012

O Benfica está na disposição de enviar uma exposição à FIFA, denunciando aquilo que entende ser uma perseguição do árbitro Carlos Xistra à equipa de futebol. Segundo apurou o CM, as águias vão alegar que o juiz de Castelo Branco não reúne condições para integrar a primeira categoria da arbitragem portuguesa.
Na queixa, estará incluído um compacto de imagens de vídeo, que testemunham erros cometidos por Xistra contra o Benfica nas últimas épocas.
O CM sabe também que o clube da Luz só avançará para a FIFA se perceber que a FPF nada vai fazer em relação ao juiz de 38 anos.
O primeiro choque entre o Benfica e Xistra ocorreu na época 2006/07, na Luz. As águias venceram o Estrela da Amadora por 3-1, mas o craque da equipa, Fabrizio Miccoli, foi expulso aos 82’, num lance que a crítica considerou injusto. O Benfica deslocava-se na semana seguinte ao Dragão e viu na atitude do árbitro alguma premeditação, que favorecia o FC Porto.
Seguiu-se nova polémica num V. Guimarães-Benfica, em 2008/09 (1-2). Xistra expulsou Reyes (30’), mostrando-lhe dois amarelos no espaço de dois minutos, gerando grande contestação nos encarnados. Em Março de 2011, voltou a estar no centro da ira das águias, no Minho, diante do Sp. Braga (1-2, para a Liga), ao expulsar Javi García, aos 46’, num lance em que os encarnados consideram que Alan fez teatro.


Se ficares Calado, não nos deixas com o Melão

 ●  23 comentários  ● 
O mestre da táctica está a um pequeno passo de voltar a ser campeão pelo Benfica. Sim, faltam um monte de jornadas, mas quando se tem estabilidade, o melhor plantel, mais pontos e ainda assim os rivais se apresentam com um nível mediano, só não somos campeões se não quisermos.
Mas é bom que esteja presente, na memória de todos, a hecatombe que foi a participação nas competições europeias deste ano. E é bom que também esteja presente o final da época passada, com dois títulos desperdiçados e uma final perdida. 

Por outro lado, o que já não devia estar presente, é a bazófia do nosso amigo Jorge.
Hoje disse que ninguém apaga a grande época que fez o ano passado. Não sei se é por ser visconde na sua génese, mas o Benfica não é clube para ficar satisfeito com títulos perdidos, quer seja no início ou no fim. Especialmente quando os deitamos borda fora, tal como se fossem um pedaço de courgette que caiu no prato.

Por isso Jorge, e eu sei que tu me lês, 4 milhões ao ano deviam dar para mais do que deram até hoje. Nós acreditamos e apoiamos, mas vê lá se deixas de fazer estes comentários inapropriados.

Acredito que, em Maio de 2015, estejamos a festejar o 34º.

Benfica sobrevive sem Jorge Jesus?

Avatar
 ●  40 comentários  ● 

Comentário deixado pelo benfiquista José Santos na página de Facebook do NGB:

Um dia , quando sair e começar a entrar os " tonis e os jesualdos " que andam para aí . . . é que vamos sentir a sua falta.

Pergunto eu, como perguntei lá:
Se o Sport Lisboa e Benfica sobreviveu a Cosme Damião, a Rogério Pipi, a Coluna, a Águas, a Eusébio, a Nené, a Humberto Coelho, a Magnusson, a Paneira, a Valdo e a tantos outros, porque não deveria sobreviver a Jorge Jesus?

Se o Sport Lisboa e Benfica sobreviveu a Damásio, a Vale e Azevedo e ao Vieira de 2000-2009, porque não deveria sobreviver agora?

Dramatismos ridículos, na minha opinião.

E já agora, quem foi sempre um apoiante do Jesualdo treinador? Quem o quis impor a Mourinho no Benfica?

E já agora, mais respeito por quem tem um benfiquismo à prova de tudo: Toni.

E antes de falarem, olhem para o seu currículo como jogador e como treinador e adjunto no Benfica. Campeão no auge do sistema, nos anos 90. 

Memória, meus caros. Memória.

Jorge Jesus é o nosso treinador neste momento. Que faça o seu trabalho, para o qual é pago principescamente. 

«Ainda não ganhámos nada»

Avatar
 ●  22 comentários  ● 

De acordo com vários jornais, Luis Filipe Vieira terá saído a terreiro para pedir "cerrar de fileiras" até final da temporada, até os objectivos estarem atingidos...

Lição está aprendida!!! O que só vem reforçar a minha convicção: VAMOS SER CAMPEÕES!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

E agora? O que fazer com ele?

Avatar
 ●  63 comentários  ● 
Li um comentário de Bruno Prata, alguém cujas opiniões nem aprecio particularmente, sobre o impacto (positivo) que teve a lesão de Cardozo na dinâmica de ataque do SLBenfica.

Diz o comentário, entre outras coisas, que o Benfica joga agora em velocidade máxima, com maior vigor, com um papel mais activo dos alas e que isso é possível por jogarmos com dois jogadores na frente que formam um ataque mais posicional, mas rápidos e pressionantes.

Bom, eu não vou aqui escrever obviamente que há muito que ando a dizer isto e que, sem desprimor para a qualidade de Cardozo, as suas características "penalizam" o futebol total que Jesus tanto gosta e para o qual tem brilhantes executantes. Ja tivemos esta conversa sobre o Cardozo 100x e o tema é fracturante porque a generalidade agarra-se à estatística... Mas depois ha estas opiniões de gente que até percebe alguma coisa de futebol como o Bruno Prata, Carlos Daniel ou José Marinho (especialmente estes dois grandes benfiquistas) nas quais vejo que há mais gente a pensar assim como eu.

Discussão sobre Cardozo aparte, a pergunta que se impõe é:

- E agora? O que fazer com Cardozo? Vai para o banco e será alternativa aos titulares Lima e Rodrigo (que Jesus disse no Domingo estarem OS DOIS em grande forma)? Vamos alterar de novo o modelo de jogo para integrar o Cardozo e "penalizar" um dos que o Jesus diz estar em grande forma?

O que sugerem?

Vendam todos menos este

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

Eis um jogador que me enche as medidas particularmente. 

Pelo que joga, pela raça, pelo suor, pela alma, pelo coração, pelo querer, pela bravura, pela capacidade de contagiar com o seu entusiasmo toda a gente à sua volta. 

Para ele não há constrangimentos, nem medos, nem receios dos grandes momentos. 

Um regalo vê-lo cerrar os dentes e disputar cada bola como se a sua vida dependa disso. 

É um vencedor! Uma questão de carácter, diria eu... Entregar-se a tudo o que faz a 100%... Está-lhe no sangue... É assim no futebol... Será seguramente assim em tudo o que faz na sua vida particular. 

Um jogador à Benfica... Daqueles que sem saberem, carregam a mística e são as pedras basilares das grandes conquistas.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

5 pontos...

 ●  33 comentários  ● 
Portugal, 12 de Fevereiro de 2014

O primeiro Benfica - SCP de sempre a ser disputado numa terça-feira,  acompanhado pelo fantástico número de mais de 49 mil espectadores, terminou com uma vitória “sem espinhas” (ou “limpinha” como alguns preferem) e, caso raro, sem casos de arbitragem para alimentar a semana mediática e os programas de Trios da treta.
Do meu ponto de vista há 5 pontos que merecem a seguinte reflexão.
1.
O SCP foi, pela primeira vez em muitos anos, jogar de “peito” feito buscando proactivamente a vitória. Jogando na procura do golo e não à espera do erro do Benfica. Colocou dois pontas de lança e um extremo de raiz, na avançada, e três médios, um dos quais André Martins encostado na ala direita, Erik Dier como trinco e Adrien Silva como médio volante no apoio à avançada e nas tarefas defensivas. O seu treinador, o tão elogiado treinador ao qual falta ainda a primeira flor no Jardim (RECORD), fez algo que já antes do jogo se adivinhava como uma opção “suicida”. Com esta equipa de “ataque”, o SCP perdeu compacidade no meio campo, deu linhas de passe ao Benfica que com melhores executantes (que os adeptos do SCP, incluindo jornalistas, lhes custa reconhecer), com melhor colectivo (fruto da soma dos valores individuais e da liderança do treinador) iria dominar o jogo, caso o árbitro não nivelasse as coisas. Ora o árbitro, com uns pequenos erros à mistura, desta vez não interveio na dinâmica de jogo e o SCP ficou entregue a si próprio. Foi o que se viu.
2.
Dito isto concluo que uma boa ideia, jogar ao “ataque”, pode ter resultados bem diversos dos que se tinham pensado. E neste caso tiveram: o SCP foi dominado, não conseguiu jogar porque precisa de proximidade entre os seus jogadores e a táctica adoptada originou precisamente o contrário. Só não foram goleados porque os nossos dois avançados estiveram algo perdulários. Nenhum deles facturou. Qual a imagem que sobrou do SCP? Uma equipa incapaz de lutar pelo título de campeão, porque incapaz de ganhar um jogo a um dos rivais. Foi então uma opção acertada a opção de jogar de “peito feito”? Eu acho que não, embora agradeça a Leonardo Jardim, a lição que permite que seja tirada: qualquer equipa que jogue contra o Benfica com uma táctica para ganhar, isto é, um 4-4-2 ou equivalente com 2 pontas de lança, está condenada a perder. Já tinha acontecido ao PSG para a Champions League, 3 dias depois do Arouca ter empatado na Luz, marcando dois golos, apesar de ter jogado com 1 só ponta de lança e um meio campo reforçado com várias unidades. Embora o Arouca tivesse tido a ajuda do árbitro, das faltas e faltinhas.
3.
Esta vitória permite concluir que não sendo fácil jogar com 2 pontas de lança, o Benfica joga quase sempre nesse sistema e costuma ser, pelo menos cá dentro, autoritário, dominador (até demais) e normalmente bem sucedido. Mérito a quem o tem, mérito a Jorge Jesus por muito que custe aos iluminados das “tácticas depois do jogo”.
4.
O Benfica ontem ganhou apenas 3 pontos, ganhou apenas um jogo. O próximo será forçosamente distinto. Porque é o próximo, e porque o adversário não irá expor-se como fez o SCP. É muito diferente jogar para ser campeão, e o SCP optou por escalonar uma equipa para ganhar os 3 pontos, ou jogar para não descer em que 1 ponto ganho pode ser positivo e factor de motivação. O Paços de Ferreira não irá jogar com uma estrutura táctica de ataque, mas sim de reacção ao erro do Benfica. Como aliás 99% das equipas portuguesas fazem. Como resultado podemos esperar uma coisa: o jogo do Benfica será muito diferente, e não será garantidamente para melhor, do que foi ontem. Além de que a suspensão de Enzo Peres vai tirar da equipa o único médio criativo de categoria extra, que temos. Como a Direcção já tinha tirado o Matic por questões de financiamento (para pagar os passes de Lizandros e Farinas), é óbvio que vamos ter um problema qualitativo na organização de jogo. Ora o Paços tem vindo a melhorar o seu jogo, em particular nos últimos 4 jogos. Vai ser difícil. Espero que Jesus não passe de bestial a besta numa semana.....
5.

No último texto falei na ausência da Direcção do Benfica e em particular na ausência do Presidente, que delegou num ex-dirigente que está em Angola a responsabilidade por prestar esclarecimentos pelos problemas de manutenção que levaram ao episódio das “chapas de revestimento voadoras”. Ontem, como puderam verificar, o Benfica ganhou e lá apareceu ele a falar do jogo e da segurança do estádio que antes não quis falar! Não é por acaso! Alguém o viu no último sábado em Barcelos, após o empate? Sim. Ao longe. Regra geral, só aparece quando as coisas correm bem. Quando correm mal, eclipsa-se por força da estratégia de promoção de imagem que lhe produzem. Ele não pode ficar associado a nada de negativo. Não vai bem com a imagem de super Presidente que lhe estão a construir...

#NAOBUFA! Estes meninos vão dar-nos muitas alegrias... juntos!

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
Tenho acompanhado com especial atenção o imenso espirito de grupo e a união entre os "meninos" da formação do SLBenfica, principalmente os da equipa B. Como? Via Instagram.


Bernardo Silva, Ivan Cavaleiro, Helder Costa, Bruno Varela, Ruben Pinto, João Teixeira, Pedro Rebocho, Fábio Cardoso, Sancidino Silva, Filipe Nascimento, Rafael Guzzo, Victor Lindelof, Bruno Gaspar, João Amorim, Lolo, Rafael Copetti, entre outros... Enfim são vários os que fazem parte activa desta rede social.

Desde momentos da vida quotidiana, pessoal, desportiva... há sempre muita, muita brincadeira e provocações saudáveis e divertidíssimas entre eles, há expressões absolutamente deliciosas, mas acima de tudo há ali um espirito de união que não tem preço.

Tratam-se como "irmãos" e, é bem evidente, sentem-se "irmãos". Eu não tenho qualquer dúvida que esta união, capacidade de diversão e integração é absolutamente vital para o sucesso destes jovens jogadores... a generalidade deles com um imenso potencial no futebol.

A hashtag "#NAOBUFA" já se tornou um clássico entre os seus seguidores na rede social Instagram que, curiosamente, respeitam integralmente os momentos, sem querer "intervir" e limitando-se a apreciar, acompanhar e manifestar o orgulho que sentem, como benfiquistas, em ver esta forma destes miudos se relacionarem, conviverem... se apoiarem e ajudarem.

Eu quero acreditar que este espirito vai reinar um dia no balenário do SLBenfica e vai contagiar os jogadores que chegarem, sejam eles de que nacionalidade for. Chama-se: MÍSTICA!

Para fechar, um benfiquista de sempre e para sempre (reparem no que tem no braço):

A importância da gestão desportiva

Avatar
 ●  4 comentários  ● 
Algumas notas prévias: 
- Mais do que a vitória de ontem, pois até nem foi muito exigente para o SLBenfica (eu diria que deu mais trabalho a consertar a cobertura da bancada do que a vencer o Sporting), o que me deixou realmente entusiasmado foi a raça, o querer e a determinação dos nossos jogadores. Entraram com confiança máxima, com vontade de mandar no jogo e de "mostrar quem manda na Luz".

- Não posso, não quero, nem é possível discordar de quem diz que Jorge Jesus teve imenso mérito na vitória de ontem, não só pela responsabilidade em "criar monstros" como Enzo Perez, mas pela forma como "montou" a equipa e mexeu nela ao longo do jogo. Alguém reparou na aparente substituição defensiva do Rodrigo pelo Amorim? Nada de mais errado... ele meteu o Amorim em campo com o Enzo para o Ruben entrar no jogo e depois tirou o Enzo e meteu um avançado. Ou seja, voltou tudo ao mesmo mas deu tempo ao Ruben para entrar em jogo. Quem sabe, sabe...

- Não é menos verdade que temos, como se costuma dizer, um "passado triste e (talvez por isso) um futuro incerto". Obviamente que há muita gente que não consegue ainda "ver o andor do título", pois não sai da memória as temporadas anteriores em que perdemos uma vantagem de 5 pontos duas vezes seguidas (numa época em Janeiro/Fevereiro e noutra em Abril/Maio). Mas se nós que não temos responsabilidades entrarmos por esse caminho receoso... o que farão aqueles que viveram isso na pele? É hora de acreditar que não volta a acontecer e que se tomaram ou tomarão medidas nesse sentido.

E começo, então o tópico precisamente na última frase da nota prévia anterior: "É hora de acreditar que não volta a acontecer e que se tomaram ou tomarão medidas nesse sentido".

Claro que o Jesus agora é o maior, agora são tudo rosas e poucos são os que querem estar a pensar nos seus defeitos, mas é precisamente nos momentos bons que devemos pensar na sustentabilidade que nos permite continuar a "surfar essa onda". Por isso trouxe este tema agora!!!

Recordo aqui uma passagem do tópico desta manhã do Redmoon, na qual me revejo integralmente e para a qual é importante que haja rapidamente solução, como aqui muitas vezes eu já tenho também apontado: "sempre fui neste blog um defensor acérrimo das capacidades de Jorge Jesus dentro do campo, e quando digo dentro do campo é porque há traços da sua personalidade que me repudiam veementemente e que acabam por minar tudo o que de bom faz , e que me fazem obviamente ter muito mais dificuldade em desculpar-lhe uma ou outra derrota que possa também ter tido influência sua. Aliás, é difícil desculpar alguém que nunca vê nenhuma falha em si próprio".

Voltemos à velha questão: Jorge Jesus tacticamente é um treinador muitíssimo bom. Fantástico, dos melhores que há no Mundo e é pena que poucos são os benfiquistas que o percebem! Mas é precisamente a sua incapacidade de ser humilde, de reconhecer as suas falhas, lacunas e pontos de melhoria que o transformam no treinador com resultados medianos.

Ora, isto traz-nos novamente à questão da liderança desportiva. Eu considero ser fundamental, absolutamente fundamental, que o Presidente do SLBenfica nomeie um CEO, um Administrador Delegado, um Director Geral... o que lhe quiserem chamar... para o futebol do SLBenfica, mas para o futebol como um todo. Alguém que reporte unicamente ao Presidente e que tenha experiência, autonomia e poder para liderar o futebol do SLBenfica, delinear a sua estratégia, gerir o modelo de comunicação e liderar os recursos humanos (técnicos, jogadores e staff). A execução cabe depois a toda a estrutura da SAD (treinadores, jogadores, staff técnico, staff operacional, funcionários, etc.).

A existência desta figura é fundamental na medida em que, nestes momentos, é quem acompanha muito de perto o treinador, o aconselha, o chama à responsabilidade, o mantém consciente do passado e do futuro, que trabalha activamente com os jogadores e os suporta a um nível topo... em suma, alguém que não permite que se cometam erros do passado, que as acções não sejam independentes e individualmente decididas e que se trabalhe hoje, não para hoje, nem só para amanhã... mas já para depois de amanhã.

Não vou arriscar nomes para essa posição. O melhor que sou capaz de fazer é dar uma ideia de perfil, pois entendo que deve ser alguém com uma personalidade forte, com experiência de futebol nacional e internacional, com capacidade de liderança, com forte conhecimento não futebolístico (isso temos o Jesus) mas do mundo e das particularidades do futebol em todas as suas dimensões (clubes, organismos, empresários, jogadores, até árbitros, etc.). Mas acima de tudo, para poder ter autonomia para definir a estratégia do futebol em linha com a gestão de todo o clube (liderada por Luis Filipe Vieira e, atentem bem à palavra, apoiada - apenas - por Domingos Soares Oliveira) terá sempre que ser alguém da confiança do Presidente, pelo que deverá ser uma escolha acima de tudo do Presidente, sem olhar a questões de amizade pessoal, mas sim de benefício do SLBenfica.

Não vou falar em nomes porque não gostaria que caissem, como habitualmente, na confusão entre esta minha opinião e o nome A ou B. Isto não é uma questão de ter a função para a pessoa, mas sim a pessoa para a função.

Para abrir a discussão, talvez hoje em dia em escolhesse uma equipa formada por Rui Costa, como Administrador Delegado para o futebol do SLBenfica, apoiado em Nuno Gomes (Relações Internacionais), Lourenço Coelho (Coordenador Operacional) e Armando Jorge Carneiro (Futebol de Formação) - isto tentando não mexer na estrutura actual, ou seja, reorganizando e revendo os "poderes" sem tirar ou colocar pessoas. Ah! E colocaria Rui Costa no banco de suplentes... ele tem um capital de crédito junto dos jogadores imenso a vários níveis, o que pode ser muito importante dentro do balneário e para ajudar/guiar Jorge Jesus.

Falta de memória?

Avatar
 ●  14 comentários  ● 

Isto não pode voltar a acontecer!

Queremos é imagens destas!

Porque não partilho do entusiasmo geral?

Tenho memória e não esqueço que o filme da vantagem pontual tem sido recorrente nos últimos anos, mas sempre com o mesmo final.

Tenho visto Jorge Jesus cometer os mesmos erros vez após vez, puxar para si os louros destes triunfos a meio da corridas, com aquele discurso de que os jogadores 'conseguiram interpretar as ideias da equipa', sem fazer uma única vez o elogio directo ao jogadores dizendo que foi a SUA entrega, inteligência e zelo que fizeram a diferença.

Esta vitória, se para alguns benfiquistas apaga os erros como por exemplo a falta de uma estrutura forte que proteja o treinador e a equipa de futebol, eu não esqueço.

O mérito de Jorge Jesus nos jogos com FCP e SCP foi não ter inventado e ter colocado a equipa a jogar com maturidade e inteligência. 

Mas foi essa mesma equipa que perdeu pontos com equipas do fim da tabela. 

A realidade é que só ganhamos 3 pontos perante um Sporting inofensivo. 

O que quero é que o Benfica possa manter este nível que evidenciou ontem nos outros jogos, aqueles que decidirão definitivamente o campeão nacional.

Querem já festejar antecipadamente? Não aprenderam ainda que só no último jogo é que o campeonato acaba?

Os grandes treinadores são aqueles que chegam ao final e são os vencedores. Tomara eu que Jorge Jesus fosse um desses. Talvez esta temporada me engane!

Porra! Este homem tem defeitos, mas é um grande treinador!

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
Assistia eu ao jogo de ontem, ao banho de bola que o Benfica deu aos seus maiores rivais de sempre, ao falhanço escandaloso do Gaitan, aos dois ou três golos quase certos que Rodrigo falhou, e dizia para mim: “Porra! Não há treinador que resista a tanto desperdício!”

E o meu receio era mesmo esse, que o Sporting acabasse por empatar o jogo num lance casual, num erro individual, e que aqui estivéssemos hoje a criticar Jorge Jesus, porque meteu o Cardozo e tirou o Lima, ou porque meteu o Maxi em vez do André Almeida, ou porque o Gaitan marcou um penalty em vez do Luisão, enfim, criticas legítimas da ciência da bola, e na qual todos somos os maiores peritos.

O Sporting foi de facto massacrado, um massacre de uma dimensão que há muito não via. E os Sportinguistas poderão sempre dizer que sentiram em demasia a falta de William de Carvalho, e que com ele, se calhar a luta do meio campo teria sido diferente.

Mas neste mundo do futebolês e das desculpas fáceis, se calhar muitos não perceberam (até porque o Benfica jogou exatamente da mesma maneira), mas ao Benfica, exatamente na mesma posição, faltou também um dos melhores médios defensivos do mundo atual – Matic - , mais um que saiu jogador feito do nosso clube para ir agora para uma das equipas mais ricas do mundo!

E o melhor elogio que posso fazer a este Benfica de Jorge Jesus é mesmo esse: É que não se notou a ausência de Matic. Este Benfica tem claramente um modelo de jogo consolidado, em que os jogadores sabem exatamente o que fazer dentro do campo, em que a qualidade individual dos jogadores pode fazer obviamente a diferença, mas a verdade é que também, na maioria das vezes, o coletivo acaba por ser muitas vezes superior à soma das partes!

E por isso gostei quando ontem na conferência de imprensa, depois de uma pergunta sobre a possível saída de Garay, Jorge Jesus respondeu que se o Argentino sair entra outro, que tudo estará bem desde que continuemos a jogar com 11. O mesmo quando lhe perguntaram sobre Fejsa, ao qual JJ respondeu que agora tinha um novo Matic.

E por muitas coisas que não goste na personalidade de Jorge Jesus (aquela que me é dada a conhecer pela sua imagem no mundo desportivo, obviamente), nomeadamente a fanfarronice, um ego do tamanho do mundo, alguma incapacidade em responder a perguntas incómodas com tiros certeiros ao coração dos adeptos em vez de fazer imediatamente a defesa acérrima dos seus méritos mesmo quando não tem, se calhar até a inabilidade em dominar o português corretamente, o que o leva a dizer muitas vezes coisas bem diferentes das que queria dizer, a verdade é que com Jorge Jesus, não há desculpas com a perda permanente dos seus melhores talentos, e a equipa raramente sofre grandes oscilações de forma.

Foi assim ontem com a saída de Matic, foi assim o ano passado quando teve de lidar com o assassínio a sangue frio de Luís Filipe Vieira ao plantel, quando já com o campeonato a decorrer vendeu Witsel e Javi, e Jorge Jesus teve de inventar à pressa um novo meio campo com Matic e com Enzo, e ainda assim fazer uma época que acabou em lágrimas mas que esteve muito perto de ser brilhante.

Estes pois vão sendo testes que Jorge Jesus vai superando um a um, o teste da perda permanente dos seus melhores talentos, mas testes importantes que vão sendo importantes para cimentar a sua posição de bom treinador, numa altura em que o seu estatuto estaria até algo frágil no coração de muitos adeptos.

Como sabem, sempre fui neste blog um defensor acérrimo das capacidades de Jorge Jesus dentro do campo, e quando digo dentro do campo é porque há traços da sua personalidade que me repudiam veementemente e que acabam por minar tudo o que de bom faz , e que me fazem obviamente ter muito mais dificuldade em desculpar-lhe uma ou outra derrota que possa também ter tido influência sua. Aliás, é difícil desculpar alguém que nunca vê nenhuma falha em si próprio. 

Ao mesmo tempo também, e apesar de ser admirador dos seus méritos, achei no princípio desta época, que a saída do treinador seria provavelmente a melhor solução, porque achei – e a época que temos feito tem-no provado – que a equipa iria carregar durante muito tempo um estigma psicológico grande em face daquilo que foi o final trágico da época passada, e que a iria impedir de mostrar o futebol e a alegria que foi apanágio das equipas de Jorge Jesus durante a grande maioria dos últimos 4 anos. Aliás, não houvesse este ano um FCP tão fraco, e os nossos horizontes seriam seguramente bem mais negros neste momento.

Chegados a esta fase porém, e depois da brilhante vitória no jogo de ontem, jamais os estigmas psicológicos poderão voltar a servir de desculpas para jogos menos conseguidos. 4 pontos de vantagem sobre o FCP e 5 sobre o Sporting, juntando a duas vitórias claras em confrontos diretos sobre os seus rivais no último mês, têm forçosamente de devolver a confiança a todos e voltar a fazer os jogadores acreditar que mais uma vez poderemos estar em condições de lutar por todas as competições até ao final, e desta vez ganhá-las.

Num cariz pessoal, excluiria destas ambições a Liga Europa, competição para a qual escolheria quase sempre jogadores mais frescos e com menos jogos, e na qual iria apenas até onde desse para ir, sem grandes dramas. Menos do que jogar a final da Liga Europa, não dá prestígio a ninguém! As grandes armas têm de estar nas três competições que queremos ganhar dentro de portas, e de facto, especialmente no centro do terreno, não temos margem de manobra para grandes devaneios, nem sei como seríamos de momento capazes de sobreviver por exemplo à ausência do jogador fantástico que é Enzo Pérez.

Acabando como comecei, dei ontem por mim a pensar que dificilmente um treinador resiste a tanto desperdício, a lembrar-me do desperdício no jogo que via e do jogo da Grécia, a lembrar-me das falhas de Artur nos jogos contra o FCP a época passada, a imaginar o que seria o Benfica de Jorge Jesus hoje com Ramirez, Di Maria, David Luís, Witsel, Matic, Coentrão ou Javi Garcia, e a dizer para os meus botões: 

Porra! Este homem tem defeitos e também falha, mas é um grande treinador!! 

Aliás, não é por acaso que o Special One, só da Luz já levou três jogadores pagos a peso de ouro. Será por saber que das mãos de Jorge Jesus saem sempre jogadores taticamente evoluídos, com a clara noção do que fazer dentro do campo?

Nos grandes momentos se vêem os grandes jogadores...

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

Bem, é certo que deu mais trabalho ao Benfica apanhar a lã de vidro do que vencer o Sporting, mas ainda assim não deixou de ser um momento muito importante para o campeonato, onde os jogadores souberam reduzir os miúdos ao que são... projectos de jogadores.

No entanto, importa vir aqui falar de dois nomes que não têm tido as minhas preferências e que ontem fizeram os dois um grande jogo: Guilherme Siqueira e Ljubomir Fejsa.

Podemos até dizer que a tarefa do Fejsa fica mais fácil quando o Enzo joga da forma monstruosa como jogou ontem, mas isso também o Matic teve. A realidade é que um jogador que pouco me convenceu até ontem (o que é diferente de dizer que é mau jogador, que não é) fez um grande jogo no centro do terreno e não foi nada discreto... deu-se bem por ele e pela importância que teve em campo.

Siqueira era uma das minhas preocupações! Já vi várias vezes o brasileiro se "apanhado" nas costas em mau posicionamento defensivo ou falhas de concentração que acabam resolvidas pelo Garay e/ou pela sua experiência na recuperação, mas pelos vistos isso era apenas resultado da sua inconstância física, ou seja, das sucessivas lesões que o impossibilitavam de jogar jogos consecutivos.

É caso para dizer que sabe tão bem estar errado nas apreciações!

PS- Enzo Perez! Que "monstro", meu Deus!

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Esta vantagem não é para desperdiçar.

Avatar
 ●  38 comentários  ● 

Domínio de princípio ao fim.

Sporting completamente inofensivo, excepto pelo lado do Maxi, que com muita pena minha vai comprovando que não tem pedalada para adversários com mais qualidade. Onde andas, André Almeida?

Enzo e Fejsa em grande, mas com todo o colectivo a merecer uma nota elevadíssima. Afinal o sérvio se calhar precisava era de minutos.

Com inteligência, esforço e enfoque, a vantagem não pode ser desperdiçada como foram as dos últimos 3 anos.

Uma nota final aquele que só dá a cara nestes momentos: perdeu uma oportunidade de exemplificar aquilo que apregoa. Aparecer nos maus momentos e dar o 'spotlight' a outros nos momentos de vitória.

E dizem-me que o atrasado mental que fez aquela pergunta inenarrável ao Sílvio lá estava a fazer entrevistas. A vergonha não passa pela BenficaTV.

G'anda banhada...

Avatar
 ●  17 comentários  ● 
... DE BOLA!

O Bruno de Carvalho oferece uma recompensa a quem encontrar os rins do Eric Dier!

À CAMPEÃO! À BENFICA...

Dá-lhe Evandro...

Avatar
 ●  1 comentário  ● 
Dei uma volta no website do Evandro Mota, o nosso mega-consultor motivacional. Não está actualizado, pelo que acredito que desde o início de 2011 que tenha deixado este espaço.


Seja como for, fui ver alguns dos seus textos e retenho esta passagem (há lá mais, basta clicar no link): 


"Pense Nisto! Buscar desculpas e justificativas conduzem à acomodação. Identificar causas e aprender as lições resulta em crescimento."


Não sei muito bem o trabalho que este homem está a fazer e menos ainda se justifica o salário que dizem que ele recebe, mas se o treinador receber 4M€/ano... 500K/ano (8x menos) para um membro do staff não me parece mal. Talvez o problema seja é o majorante...

Uma coisa eu sei, gostaria que hoje o Evandro, ou quem quer que seja que tenha esse papel, transmitam uma mensagem bem forte aos nossos jogadores, que possamos assumir-nos em campo como vencedores, desde logo na atitude, na confiança, no querer e na ambição de sermos campeões esta temporada!

Um derby diferente...

 ●  2 comentários  ● 


Portugal, 11 de Fevereiro de 2014

O Benfica - SCP de mais logo passará à história como o derby da terça-feira.
Porque os jogos sabem bem quando se pensa que vão ser jogados, confesso que neste momento sinto uma certa apatia e distanciamento das emoções que um jogo de futebol do Benfica sempre transporta, quanto mais um derby ou um clássico. A única coisa que me vai entretendo, são os fait-divers do SCP e a completa ausência da Direcção do Benfica. Ambos marcam este plano de acontecimentos desportivos.
Da parte do SCP, verifico a existência de uma certa hipocrisia da parte de quem defende a verdade desportiva e a sã convivência entre clubes. Vejamos. Ao longo do dia de ontem, fomos confrontados com 3 comunicados que, por ordem de divulgação, abordaram 1) a necessidade de ser efectuada uma vistoria técnica independente, 2) a explicação das palavras do Presidente da Mesa da AG do SCP que representou o clube na parte de confraternização entre Direcções antes do jogo e na Tribuna Presidencial e 3) o protesto contra a forma como os adeptos do SCP foram evacuados após decisão de adiamento do jogo.
Parece-me ter existido uma completa inversão da ordem de prioridades do SCP, porque a segurança dos seus adeptos, que supostamente foi posta em causa no processo de evacuação, deveria estar à frente da explicação das palavras da Mesa da AG e da necessidade de se efectuar uma vistoria técnica independente. Esta última nem deveria ter existido, porquanto após o jogo e numa conferência de imprensa conjunta com o Presidente da Liga, o representante do Benfica referiu que no dia seguinte iria ser efectuada uma vistoria por parte da empresa Martifer, sem que o representante do SCP tivesse registado posição diferente.
O SCP não pode mudar de opinião de um dia para o outro, provocando um incidente e um debate escusado, que pôs em causa não só a credibilidade do seu representante nessa conferência de imprensa, como também o Benfica e a própria empresa Martifer que construiu essa parte do estádio do Benfica. Por outro lado, a realização de uma vistoria independente, por parte do LNEC ou outra entidade credível, demoraria alguns dias a convocar e a realizar, o que poria em causa a realização do jogo esta semana.
Quanto às prioridades do SCP verifico que alguns adeptos do Benfica, os ingénuos de sempre, se preocuparam bem mais com a segurança dos adeptos do SCP, do que a própria Direcção do SCP, uma vez que espalharam criticas pelos blogues, sobre a forma como se tinha processado a evacuação, umas quantas horas antes da Direcção do SCP o ter feito.
Sobre a Direcção do Benfica, apesar de não ser consumidor de televisão desportiva, pelo que vejo e ouço por aí, nos onlines e comentários diversos, esta Direcção não deu qualquer sinal de vida num momento tão particular como este que o estádio do Benfica viveu. Para minha surpresa, teve de ser um ex-dirigente que se consta estar foragido à Justiça, e conhecido como “pai do estádio”, a dar as explicações para o sucedido a partir de Luanda: falta de manutenção!
Não sei se é o meu anti-vieirismo convicto que me tolda o raciocínio, mas não deveria ser o Presidente do Clube/SAD a dar esse tipo de explicações? Ou o Presidente, ou “faz-que-é-presidente”, apenas trata das contratações, dos custos zero dos milhões e das cedências de percentagem dos passes desportivos para Jorge Mendes?
Parece-me surpreendente e até interessante que o Sr.º Vieira nunca dê a cara quando as coisas correm mal, refugiando-se nas delegações de competências (neste caso estranhas) para não explicar ou não assumir as coisas que correm mal. Não vou na “procissão” sportinguista de que o Benfica é responsável pelas condições de segurança do recinto, porque só a habitual idiotice dos pensadores sportinguistas pode estabelecer uma relação de causa - efeito entre as condições de segurança e a responsabilidade do Benfica, sem considerar as condições atmosféricas que incluíram ventos com mais de 130 km/h e levaram a Protecção Civil a decretar “alerta vermelho” (o mais grave de todos), na região de Lisboa. Mas não posso deixar de registar que uma vez mais o Presidente do Benfica desapareceu quando era necessário dar garantias e tranquilidade aos sócios e adeptos do Benfica, e que uma vez mais delegou esse papel, desta vez num ex-dirigente que está em Angola....
Os sinais de fraqueza do Presidente do Benfica continuam a acumular-se e terão consequência, mais tarde ou mais cedo, nas provas desportivas. O ensurdecedor silêncio após o roubo de arbitragem em Braga, contra o ABC, e no Hóquei em Valongo, são mais provas que esclarecem bem qual a natureza do actual “projecto desportivo” do Benfica. Ou melhor, do “não projecto desportivo”, mas sim do projecto financeiro que suga o amor, a dedicação e o dinheiro dos adeptos e sócios benfiquistas...
Resta-nos Jesus, demais equipa técnica e os jogadores... Boa sorte para mais logo!

VAMOS A JOGO! É para ganhar e em grande!!!

Avatar
 ●  10 comentários  ● 

Sport Lisboa e Benfica - Sporting Clube de Portugal - 20H15 

Reunidas esta manhã as autoridades com responsabilidades em matéria de segurança – Câmara Municipal de Lisboa, Autoridade Nacional de Protecção Civil, Regimento dos Sapadores de Bombeiros de Lisboa, o Projectista do Estádio da Luz, Tiago Abecasis, Martifer, Instituto Soldadura e Qualidade (Entidade Independente e Certificadora) - e aferidas estarem reunidas todas as condições nessa matéria, o jogo entre o Sport Lisboa e Benfica e o Sporting Clube de Portugal vai realizar-se as 20H15. 

Na reunião, liderada pelo presidente da Liga Portugal, Mário Figueiredo, estiveram presentes os presidentes dos dois Clubes, Luís Filipe Vieira e Bruno de Carvalho, que vincaram que a segurança era factor determinante para a realização do jogo e só deram o respectivo aval depois de recebidas todas as garantias das entidade referidas. 

Todos desejam que o jogo seja um excelente espectáculo desportivo e que promova a modalidade. 

Lisboa, 11 de Fevereiro de 2014 
Liga Portugal 
Sport Lisboa e Benfica, Sporting Clube de Portugal 
in Site Oficial Liga Clubes

Mário Dias desaprendeu?

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

O sucedido no domingo tem tido alguns desenvolvimentos surpreendentes nas últimas 24 horas. 

Desde a sucessão de comunicados do Sporting, cujo verdadeiro objectivo ainda está por revelar, ao súbito reaparecimento de Mário Dias, considerado o pai do Estádio da Luz, cujas declarações abordamos no post 'Mário Dias relata factos graves.'

Até agora, não vi qualquer desmentido do Sport Lisboa e Benfica quanto às declarações de Mário Dias.

Devo recordar as palavras do Presidente do Benfica aquando da escolha do Estádio da Luz para a final da Liga dos Campeões, a 20/03/2012:
“É evidente que há uma pessoa que merece uma palavra especial, o Mário Dias. Sem ele, seguramente, não havia nem estádio, nem final da Liga dos Campeões, em Portugal, em 2014”. 
in Publico.

Já antes, a 23/10/2011, rezava a notícia do JN numa abertura de uma Casa do Benfica:

"O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, agradeceu hoje ao ex-vice-presidente Mário Dias o seu empenho na construção do novo Estádio da Luz.
Durante o almoço de comemoração da abertura da nova casa do Benfica da Moita e Marinha Grande, Luís Filipe Vieira, deixou uma palavra de gratidão a Mário Dias.
"Sem o seu entusiasmo e empenho talvez não houvesse nenhum aniversário para festejar", adiantou."


Ora, o 'pai da nova Luz' como foi chamado unanimemente, de repente é um vilão? Aquele que foi tantas vezes considerado o verdadeiro responsável por o Estádio da Luz ter sido concretizado, subitamente não percebe nada disto?

Como sempre, a política de comunicação do Sport Lisboa e Benfica neste tema, face à sucessão de declarações, comunicados e informações, tem apenas um objectivo: manter a imagem do presidente, que me parece neste caso ser dos que tem menos responsabilidades directas, a menos que estivesse ao corrente dos alegados trabalhos da semana passada e da sua não conclusão. 

A imagem do Sport Lisboa e Benfica, por muito que não queiramos, foi beliscada.
Espero que muito brevemente o nosso clube possa dar um esclarecimento cabal sobre o que se passou, não tendo receio de pedir responsabilidades a quem de direito. 


segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Desespero ou parvoíce?

Avatar
 ●  11 comentários  ● 
2 comunicados antes do Derby???

Primeiro fazem-se de superiores a dizer que "ah e tal, se nós quisessemos ganhávamos o jogo segundo o artigo x, alínea y do código da idiotice",

Como se o Benfica tivesse culpa pela tempestade...

E depois armam-se em parvos a acusar que o Benfica se preocupou em evacuar os jornalistas primeiro, antes dos incendiários...

Como se fosse decisão do Benfica, e não da PSP, a forma de gerir a segurança num jogo de futebol.

Tanto quanto sei, as únicas responsabilidades do Benfica nesta matéria é solicitar policiamento e garantir a segurança do recinto.  Distinguindo as duas noções de segurança, o Benfica pede o policiamento e a partir daí é a PSP que gere a situação para ninguém andar à cachaporra, garantindo a segurança física dos presentes face a terceiros. O que levou à não evacuação dos lagartóides.

Quanto à segurança do recinto, desde que haja um contrato firmado com uma empresa para a manutenção do estádio (e não li em parte alguma que esse contrato não existe, muito pelo contrário), passa a ser responsabilidade da empresa contratada garantir que há essas condições. Parece-me... Caso contrário, um clube para além de entidade desportiva também teria que se dedicar à construção civil...

Simplesmente idiota. Ainda mais quando ontem eram todos amiguinhos e concordaram com tudo com grande elevação. Hipócritas... Só porque não se fez a vontade aos meninos (o tal pedido de uma vistoria independente), decidem... fazer birrinha. Nem os meus putos fazem birras com coisas tão estúpidas!

Para mim, é a insegurança que os faz recorrer a este tipo de tentativa de destabilização. Mais nada. Tristes...

Comunicado do SportingCP sobre a hora do jogo

Avatar
 ●  1 comentário  ● 
Depois do comunicado ridículo e absurdo sobre a intenção de vistoria independente à cobertura da Luz, o SportingCP reagiu hoje à proposta que o SLBenfica fizera para a hora do jogo e que foi recusada pelos sportinguistas.

Segundo o comunicado de Bruno de Carvalho, o Benfica tentou favorecer os seus jogadores ao propor o jogo para as 19.45 de amanhã, mas a SAD do Sporting não foi em cantigas e sabe bem que essa é a hora da Liga dos Campeões, que os miúdos de Alvalade só vêm pela TV e nao aceitaram assim essa forma de pressão sobre os seus atletas ao adoptar um horário com que o SLBenfica está totalmente familiarizado.

Mário Dias relata factos graves.

Avatar
 ●  30 comentários  ● 

«É normal a cobertura ter uma chapa por baixo, outra por cima, e, no meio, uma manta térmica feita de lã de rocha, que é usada em todo o lado. Pelas informações que tenho, estava a ser feita a manutenção da cobertura, e essa manutenção demora sempre algum tempo, não se faz num dia. É provável que não estivessem colocados todos os rebites», começou por dizer, explicando em seguida, com mais pormenor, o que terá estado em causa.

«As chapas são fixadas em vários pontos, e se não estiverem fixados todos esses pontos, é normal que com o vento, sobretudo vindo de baixo, as chapas acabem por rasgar-se e a manta térmica de lã de rocha comece a soltar-se.»

Mário Dias concorda que o sucedido na Luz poderia ter assumido proporções bem piores caso o estádio não tivesse sido evacuado. «Felizmente, só a manta térmica é que começou a soltar-se enquanto a maioria das pessoas ainda estava nas bancadas, e que os pedaços de chapa da cobertura só começaram a cair depois dos adeptos saírem», sublinhou.

O antigo vice-presidente das águias fala na necessidade de «manutenção contínua» neste tipo de estruturas, embora sem querer colocar em causa a empresa responsável por essas intervenções. «Provavelmente, as chapas que se soltaram hoje não foram as mesmas que foram substituídas há um ano. As coisas têm de estar sempre a ser vistas porque o sol e a chuva corroem e enferrujam os materiais, podendo os parafusos soltar-se com ventos fortes, acima de 100 km/h. Volto a referir, porém, que, pelo que sei, não foi esse o caso, mas sim o facto de as obras de manutenção não estarem concluídas», analisou. - A Bola.

------------------------------------------------------

Ontem levantei algumas perguntas sobre o sucedido na Luz no post 'As perguntas para as quais se exigem respostas'.

Entre outras, perguntei se perante o alerta de mau tempo tinha sido feita alguma inspecção à luz dos acontecimentos recentes quanto à cobertura. Falei até nos rebites, para quem não tenha reparado.

Pois o que Mário Dias acima declara penso ser ainda mais grave. Se estavam a decorrer trabalhos e não estavam concluídos, que condições de segurança oferecia a Luz?

Se haviam chapas que não estavam ainda totalmente fixas à estrutura, como foi possível não fazer um esforço para concluir os trabalhos antes do temporal?

Porque agora se consegue resolver tudo em 24h, mas na sexta-feira, aquando do alerta de mau tempo, tais trabalhos não foram realizados? 

De quem é a responsabilidade do risco que correram os milhares de espectadores na Luz?

Estes factos enunciados por Mário Dias, a serem verdade, são gravíssimos. 

É duro ser Benfica...

Avatar
 ●  28 comentários  ● 

Em Alvalade caem uns gandulos de uma varanda... Não se passa nada! Nesse mesmo que tinha um relatório a dar conta da possível queda iminente da pala do estádio... Não se passa nada! No Dragão atiram-se bolas de golf e calhaus a carros em viadutos... Não se passa nada! 

... Na Luz um dia de "alerta vermelho" da Protecção Civil faz levantar uma placa do revestimento da pala do Estádio e "Aqui Del Rei" à Direcção, à Comunicação, à Polícia... todos disparam em todos os sentidos, todos têm culpa e ninguém tem!!!

Como acabei de ler noutro tópico que clube do Mundo sobrevive com metade dos adeptos a odiarem o treinador e outra metade a elogia-lo... metade dos adeptos a considerar o Presidente o pior que o clube tem e outra metade a considerá-lo o obreiro de tudo! E o mais grave é que a metade que é intolerante com o treinador não é a mesma metade que é intolerante com o Presidente... Ou seja, o clube não está dividido ao meio... está dividido em quatro ou em cinco.

É duro ser Benfica...

Por isso fica o desafio a cada um dos brilhantes defensores ou detractores, híbridos, indecisos ou contundentes opiniadores: QUE SOLUÇÃO PARA ACABAR COM ISTO?!

Já li várias teorias:
- Uns dizem que o melhor que o Presidente tinha a fazer era ir a votos logo no fim de Maio - antecipadamente, portanto que na verdade até nem seria assim tão antecipado pois os mandatos sempre foram de três anos (antes de ele os alterar). Marcar desde já, agendar debates na BenficaTV e dar tempo para que todos os projecto que se quisessem candidatar contra ele pudessem ser analisados, divulgados e discutidos.

- Outros acham que o Presidente não tem que dar contas a ninguém e que o Benfica é assim mesmo! Há uma mandato para cumprir e ser respeitado. se isto acontece só mostra a nossa grandeza.

- Há também os que resolviam isto com a demissão do Treinador, uma especie de cura para todos os males.

- Por fim, há os que ficam a meio termo... Que o melhor que o Presidente tem a fazer é cumprir o mandato, mas melhorar e adequar a estrutura e corrigir os erros, nomeadamente através de uma reorganização/reestrturação da SAD. O treinador? Deve sair, devido ao desgaste, mas apenas no final da temporada.

Haverá mais teorias, mas acima de tudo sobra uma pergunta: Haverá uma que forma de satisfazer toda a gente e, finalmente, voltarmos, a ser O GLORIOSO (não de nome, mas de títulos)?

Piadas à parte... Isto é preocupante!

Avatar
 ●  40 comentários  ● 

Instalou-se no futebol este "clima" que confirma que adeptos de clubes rivais se estiverem juntos ocorre uma batalha campal. Culpa de quem? Do fanatismo, é certo... mas não é menos culpa dos dirigentes que "alimentam" essa rivalidade para lá dos limites das quatro linhas.

Foi precisamente essa noção de possível caus que levou ontem a que os adeptos do Sporting tivessem ficado cerca de uma hora no estádio retidos "a aguardar instruções", enquanto ouviam avisos constantes de evacuação rápida por motivos de segurança. 

Muito tranquilizante... Saiam todos por motivos de segurança, excepto aqueles tipos ali ao fundo!

Podem dizer o que quiserem, que estavam do lado oposto à ocorrência, que tinham a rede e que não embatia neles nenhuma placa, o que quiserem... a verdade é só uma: as forças de segurança não os quiseram fora do estádio para haver problemas de confrontos entre sportinguistas e benfiquistas, para que as forças de segurança não perdessem o controlo sobre os adeptos adversários.

É caso para dizer que tiveram sorte... porque se por algum motivo tivesse acontecido ali algo que tivesse provocado problemas naqueles adeptos, teria sido um problema gigantesco. A mim pouco me diz se são os adeptos do Sporting ou do Arrentela. Eram pessoas... hoje são eles, amanhã posso ser eu.

Esta rivalidade para lá dos limites um dia vai dar em tragédia. Será que é preciso lá chegar?

domingo, 9 de fevereiro de 2014

As perguntas para as quais se exigem respostas:

Avatar
 ●  115 comentários  ● 



Estavam anunciadas as más condições amosféricas, com ventos superiores ao normal na zona de Lisboa. 
Mediante o sucedido hoje, ao que vi na Luz e ao que tive oportunidade de ver já em casa após visionar algumas imagens da transmissão, pergunta-se:

Visto a cobertura do Estádio da Luz estar abertamente exposta aos elementos, foram efectuadas inspecções de segurança ao Estádio e à sua cobertura nas últimas 48 horas? 

Se sim, por que entidade certificada para tal? Quando foram efectuadas essas inspecções?

Mediante as centenas de pedaços de lã de vidro, e sabendo-se do mal que faz à pele quando em contacto directo, como foi possível que andassem em campo sem luvas protectoras a apanhar os pedaços?

Não estava previsto no plano de emergência da Luz o possível contacto com substâncias perigosas? Porque não havia equipamento protector disponível?

Perante pedaços de chapa soltos que poderiam ter ferido espectadores, perguntamos quando foi efectuada a última inspecção completa à estrutura e cobertura da Luz? 

Os rebites fornecidos pela Hilti estão em bom estado? Estão capazes de resistir a condições atmosféricas mais intensas? Estão de facto todas as chapas com rebites em todos os orifícios?

Porque se demorou tanto tempo até ordenar a evacuação do estádio? 

São respostas que todos os sócios certamente têm direito em conhecer. 

---------------------------------------------------------

Atualização: Leiam o post do POC no 'Simão Escuta'. 


Vencer!!!

Avatar
 ●  13 comentários  ● 



Com chuva ou vento, com o jogador A ou jogador B, todos queremos vencer!!

Força Benfica!!!!

ranking