O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 27 de outubro de 2012

Clube do grande cómico Fiúza 0 - Glorioso S.L.B. 3

Avatar
 ●  9 comentários  ● 
Toma lá ó Fiuza!!!

André Gomes e Luisinho. Haviam dúvidas?

"«Entrámos fortes. Sabíamos que tínhamos de marcar golos, fizemos três, e na segunda parte gerimos o resultado. Foi bom vencer num campo difícil onde o nosso rival perdeu pontos», disse Jorge Jesus, à Sport TV, justificando a aposta em Luisinho e Ola John:

«Os jogos da Champions deixam sempre marcas físicas e sabia que mudando três ou quatro jogadores que não tivessem jogado em Moscovo a equipa seria mais intensa. Isso confirmou-se. Luisinho e Ola John estiveram muito bem e são mais dois jogadores que conquistaram o seu espaço.»

«Sem comparar valores, não me iludo. O campeonato é uma coisa, a Liga dos Campeões é outra e para aqui vai dando. São jogadores que estão a crescer, podem errar, e temos de estar preparadores para isso. Ola John? É um jogador forte no um contra um e que no último terço decide. Esteve melhor em termos posicionais.»
" - do Pasquim do Serpa Vendido


""Fez um bom jogo mas sem fazer a comparação, o campeonato português é uma coisa e a Champions é outra, não me iludo. Para aqui vai dando mas são jogadores a crescer que temos de formar em competição. Estes jogadores podem errar e temos de estar preparados para isso", alertou." - do Record Lagarto

JJ: continua com essas palavras fortes de incentivo ao puto!!! 




Clube do grande cómico Fiúza - Glorioso S.L.B.

Avatar
 ●  3 comentários  ● 
Salvio, Gaitan, Aimar, Carlos Martins e Nolito são baixas para o jogo de Barcelos.

Um terreno sempre complicado, onde será um bom teste à reacção da equipa após a derrota em Moscovo.

Devido às baixas, será hoje que Ola John se estreará a titular? 
Quais serão as apostas de JJ para reforçar um meio campo que ainda sofre com as saídas de Javi e Witsel?
Lima e Rodrigo? Cardozo e Lima? Rodrigo e Cardozo? Só um deles?

Perguntas que terão respostas daqui a pouco.

Queremos um Benfica empenhado e mais importante que tudo, vencedor deste jogo.

Só a vitória nos serve. Somos Benfiquistas!



Nota: Pedimos que comentem apenas o jogo e só o jogo. Comentários sobre as eleições já têm posts adequados ao tema.


Imagens recebidas pelo enviado especial do blogue NGB ao jogo!!







O mito dos 22.676 sócios votantes

 ●  29 comentários  ● 
Ontem correu as notícias que o SLBenfica tinha batido o record de sócios votantes, numa mensagem de grande destaque democrático e grande envolvimento dos benfiquistas nas eleições para coroar Luis Filipe Vieira.

Bem sei que há cada vez menos gente que sente o SLBenfica de paixão dentro do Clube, mas façam-nos lá o favor de não colocar em causa a história do Sport Lisboa e Benfica, como recentemente quiseram fazer com os títulos conquistados nas décadas de 80 e 90, ao ponto de até já se menosprezar Eriksson...

Para quem tem memória curta, eu lembro que até à grande conquista tecnológica de Luis Filipe Vieira, que nos deu o título do Voto Electrónico (e já vamos, salvo erro em tri ou pentacampeões de voto electrónico), até lá quem queria votar ia ao antigo pavilhão Borges Coutinho na Luz e enfrentava filas para o voto tradicional que chegavam ao túnel de acesso ao Estádio antigo e mais além - uma prova de militância e mobilização de horas!!!! Uma das últimas levou 21.804 pessoas a essa fila.

Ontem quando passei na Luz, eram votos na Oceania, América, Africa, Asia, ilhas... e ainda as cinco Casas do Benfica a juntar a Lisboa. Não sei quantos votos foram efectuados na Luz no final da votação, mas a cerca de 15 minutos do final eram 15.672 votantes... a mais de 6.100 sócios votantes da eleição de Vilarinho em 2000.

Não envergonhem a militância dos nossos pais e avós ao dizer que agora sim é há mobilização benfiquista em torno do presidente mais presidente de sempre. Quando quisermos destacar estes mandatos de Luis Filipe Vieira, destaquemos outras coisas sem para tal envergonhar o passado do Sport Lisboa e Benfica.

PS-  A culpa disto não é de Luis Filipe Vieira... mas sim da memória curta dos benfiquistas.


3 + 1 + 50 e Rangel

 ●  12 comentários  ● 
Não era suposto voltarmos a isto antes do jogo de logo, mas alertado e bem por um dos nossos bloggers, cumpre a coerência lançar dois reptos ao nosso Presidente:

- 3 + 1 + 50
Olhando ao passado recente, que foi mais na ordem dos 2 + 0 + 50... Mas em 10 anos, depois de ontem ter desafiado a Rangel de concretizar a promessa do SLBenfica campeão e das receitas de 60M€ com os direitos televisivos, cumpre agora pedirmos também ao Presidente que nos diga como irá cumprir ele essa promessa eleitoral - até porque ele sim foi mandatado para executar o que prometeu. A julgar pelo passado, muito terá que mudar para fazer em 4 anos o que não conseguiu em 10.

- Direitos Televisivos na BenficaTV
Olhando ao mercado actual, grande parte dos clientes tem ainda ZON, a plataforma onde NÃO HÁ BenficaTV. Esses benfiquistas terão de mudar de operador?

E quem se interessa também por futebol à seria terá de manter a Sporttv, pois claro, para poder ver a Liga Espanhola, Inglesa, Italiana, a Formula 1, MotoGP, etc. Isso o SLBenfica não pode mudar... Mas pode esclarecer se esses clientes verão a factura mensal aumentada pelo facto de os jogos da BenficaTV virem a ser pagos - seja lá no regime que for.

A Liga e a FPF quer centralizar os direitos televisivos, aumentando a receita a todos os clubes, especialmente aos pequenos. Habitualmente estas formulas são feitas por share de audiências. Estranhamente ou não o share do SLBenfica é maior, mas não é drasticamente maior que o dos rivais. A minha pergunta é: o SLBenfica vai "alinhar" nessa centralização? Em caso afirmativo, fica a questão adicional: então e a promessa eleitoral?

Rui Rangel
O candidato a Presidente tem uma oportunidade fantástica de aceitar o repto, como habitualmente muito mal colocado pelo Presidente no seu discurso - pois foi destacado antes de tudo o resto e especialmente antes das suas próprias promessas.

Seria um excelente serviço democrático e aos benfiquistas, efectivamente declarar publicamente que aceitam o desafio e iriam propor à nova Direcção do SLBenfica as medidas que identificaram para solucionar alguns dos problemas de liderança do SLBenfica... Depois se o Presidente optar por manter algumas das suas opções, já será da sua responsabilidade considerar que as sugestões efectuadas não seriam validas - assumindo a responsabilidade por essas conclusões.

Por outro lado, ao contrário do que tem demonstrado, isso implica também que não venha depois Luis Filipe Vieira tirar proveito populista dessa iniciativa e declarar desajustadas medidas propostas. Que o saiba manter entre os intervenientes (o mesmo é válido para os proponentes das medidas). Há que saber ser líder de TODOS os benfiquistas, mesmo dos que concorreram contra ele.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Luis Filipe Vieira reeleito.

 ●  43 comentários  ● 
Resultados:

22676 sócios votaram!

Luis Filipe Vieira: 18139 votantes/385988 votos - 83%

Rui Rangel: 3744 votantes/64299 votos - 13%

Luis Filipe Vieira é o presidente eleito do Sport Lisboa e Benfica!

Nota: Lamentáveis os rebentamentos de petardos e os distúrbios já visíveis na Luz. Goste-se ou não dos resultados, o Benfica é só um. De todos nós.
Criticar ou apoiar faz-se com elevação e não com arruaças.
O mesmo se aplica ao Presidente. Entrar no pavilhão e ainda apelidar de aventureiros os derrotados é um apelo pouco fraco à união.
 

São 22 horas!!!

 ●  Sem comentários  ● 
Fechada a fila!!!

Recorde de votação batido!!!!

Isto é o Benfica!

EXCLUSIVO NGB: Primeira Projecção de Resultados

 ●  4 comentários  ● 

A pouco menos de uma hora do encerramento das urnas, o NGB está em condições de avançar com a primeira projecção de resultados:

O próximo Presidente do SLBenfica será:


O PRESIDENTE DE TODOS OS BENFIQUISTAS!

Seja qual for o resultado, seja quem for o vencedor, que fique claro na cabeça de todos que o futuro do SLBenfica é o Presidente que vencer hoje as eleições. Não haverá outro Presidente, outro caminho ou outra via.

Luis Filipe Vieira ou Rui Rangel, nenhum será o Presidente perfeito, nenhum agradará a todos... mas será com o vencedor das eleições de hoje que iremos alcançar todas as vitórias que desejamos. Juntos não significa deixar de ter espírito crítico, mas também não significa colocar a crítica gratuita acima do nosso desejo de vitórias do SLBenfica.

É JUNTOS QUE CAMINHAREMOS! Seja quem for o vencedor...

VIVA O SPORT LISBOA E BENFICA!

Acompanhem as Eleições em Directo

 ●  4 comentários  ● 



quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Denúncia a Luis Nazaré

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
"Excelentíssimo Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica,

Que fique registado em acta que lhe foi entregue o seguinte documento, bem como as folhas anexas.

Na passada semana indaguei-o de forma electrónica face a uma situação que tem sido levantada relativamente ao número de associado do candidato a Presidente Luís Filipe Vieira.
 
Como poderá consultar nos registos do clube, o senhor Luís Filipe Vieira detém o número de sócio 5199, o senhor João Carlos Filipe detém o número 5198, e o senhor José Manuel Assunção Piço detém o número 5200.
 
Como pode reparar nas folhas anexas, mais precisamente no Jornal O Benfica de 20/02/1991, os senhores João Carlos Filipe e José Manuel Assunção Piço (à altura associados número 11 055 e 11 057 respectivamente) foram galardoados com o emblema de prata relativo aos seus 25 anos de associado, nesse mesmo ano. Assim sendo, o senhor Luís Filipe Vieira também o deveria ter sido, assumindo-se que só não o foi por questões de atraso no pagamento das quotas.
 
Em anexo tem igualmente as cópias do jornal O Benfica (ou da revista, nos anos em que o funcionamento do jornal esteve interrompido), mais relativamente a lista de todas as entregas dos emblemas de dedicação, desde 1991 até 2004, ano em que Luís Filipe Vieira já era presidente do clube, excepção feita a 2001, em que a lista não foi divulgada.
 
Como é factual, basta olhar para os documentos, Luís Filipe Vieira não consta da lista, o que indica que caso tenha recebido a distinção, apenas o poderá ter feito no ano de 2001. Ora como também deve saber, entre 1995 e 2005 não houve qualquer renumeração. Assim sendo, caso em 2001 Luís Filipe Vieira tivesse recuperado o seu número de sócio, o seu número teria uma terminação /1. 
 
Mas Luís Filipe Vieira concorreu às eleições em 2003 com o número 7331, sem qualquer terminação, o que leva a concluir que o número de Luís Filipe Vieira não era o seu real número, e portanto que o seu número actual também não é verídico.
 
Assim sendo, face à importância do momento, requer-se uma explicação pública da situação até ao final do sufrágio, até à divulgação dos resultados, pois nunca é tarde demais para corrigir o que de errado foi feito.
Pelo bem do Sport Lisboa e Benfica
XXXXXXX
Sócio nºXXXXX
Lisboa, 26 de Outubro de 2012"
 
Retirado do blogue 'Eterno Benfica'.

Apelo ao Voto massivo e ao Respeito

 ●  5 comentários  ● 

Caros, a pouco mais de 24h da conclusão do acto eleitoral, gostaria de lançar um massivo apelo ao voto. Não deixem que outros votem por vocês para o futuro do nosso Clube.

Fui dos poucos que nestes anos a partilhar convosco estes momentos de opinião benfiquista - não mais que isso - apelei várias vezes à presença dos benfiquistas nas Assembleias Gerais, nos actos eleitorais... enfim, essa participação mais do que um direito, é um DEVER.

Tal como muitos esclarecidos benfiquistas que partilham connosco a blogsfera, este vasto, por vezes mal utilizado, espaço de opinião individual - não mais que isso, repito - penso ter chegado a hora de apelar ao voto amanhã.

Digam "Presente" a um importante momento da vida do nosso Sport Lisboa e Benfica e, independentemente da vossa convicção, votem a favor do que acreditam ser um projecto de futuro para os próximos 4 anos. Não votem contra ninguém ou para evitar seja o que for. Não votem com medo do que possa vir a acontecer se tiverem outro sentido de voto...

Votem em consciência no que considerem ser o melhor caminho futuro, que seja levado a cabo pelas pessoas com quem melhor se identificarem. 

Lembrem-se que amanhã votam pelo SLBenfica e não em pessoas. Não votam em Rangel ou Vieira, esses mais tarde ou mais cedo passarão e o nosso Clube ficará. Votam, sim, nas respectivas Listas (que se desejam equipas) que se propõem a representar-nos num futuro para o SLBenfica.

Em actos anteriores acusaram a oposição de não existir e o Presidente de não a permitir. A campanha pode não ter sido a que todos desejavam, mas seguramente há alternativas e há opção de continuidade.

VOTEM!

Por fim, um apelo adicional para que seja qual for o resultado, vencedores e vencidos saibam aceitar o resultado do processo eleitoral com elevação e respeito por uma instituição centenária como o Sport Lisboa e Benfica. Que nem vencedores, nem vencidos se demitam de fazer parte do futuro do SLBenfica com respeito e contribuindo activamente para um SLBenfica cada vez melhor, cada vez mais ganhador.

Vencedores e Vencidos lembrem-se amanhã e sempre que independentemente da convicção de cada um,  todos estaremos sempre de acordo numa questão: Todos somos benfiquistas, todos queremos o melhor para o SLBenfica.

GB

O Motivo da "não-Informação" de Vieira ontem?

 ●  20 comentários  ● 
Porque será que LFV não especificou nada sobre o futuro que pseudo-anunciou?!?!



Marinho Neves, no facebook:

"Vieira usou hoje o seu grande trunfo: As transmissões dos jogos do Benfica na BenficaTV. Pode ser. Mas não esqueço que Passos Coelho e Paulo Portas, antes das eleições diziam que nunca cortariam os subsídios ou aumentavam os impostos."

"Não é necessário armarmo-nos em bruxos. Juntem apenas as pontas: Luís Filipe Vieira foi buscar José Eduardo Moniz para a sua direcção que por acaso foi sempre o homem que esteve por trás de Joaquim Oliveira desde os tempos da RTP e passando pela TVI que foi sempre a grande beneficiada em transmissões de jogos de futebol. Recuando no tempo lembro que Fernando Gomes foi eleito presidente da Liga sem o apoio de Pinto da Costa que nem sequer foi votar ou mandou. 

Enquanto isso, o Benfica apoia sem restrições a candidatura do ex-administrador da SAD do FC Porto e ex-administrador da Olivedesportos. O que passava é que o presidente portista estava zangado com Fernando Gomes, mas como vivo no Porto e normalmente estou bem informado, sabia que nos bastidores Pinto da Costa ajudava a cozinhar a candidatura do seu ex-atleta e ex-administrador e testemunhei inclusive alguns encontros entre os dois em locais públicos, pois não se escondiam de ninguém. 

Mais tarde veio a outra novidade, a Liga deixou de ter poder absoluto e Fernando Gomes transferiu-se para a FPF, novamente sem o apoio de Pinto da Costa e com todo o apoio do Benfica, mas entretanto, quem indica o presidnete do CD e CJ da FPF é a AF do Porto, cujo presidente é Lournenço Pinto, advogado do presidente portista em todos os processos do Apito Dourado e afins. 

Se juntarmos a tudo isto o facto de se saber que se o Benfica retirar à Olivedesportos as transmissões dos seus jogos na Luz, isto poderia significar a falência da SporTV, pois e o Benfica em vez dos 30 milhões (não acredito neste número) conseguir uma receita superior com as transmissões dos seus jogos, a seguir pode ir o Sporting e em úlltima instância o FC Porto e daí a falência do sistema, começando a entender-se o porquê do convite a José Eduardo Moniz pois este será a garantia de que o Benfica nunca abandonará a Olivedesportos."

"Amiga Sofia isto é mau demais para termos respeito seja porque for. Não acha demasiada coincidência que a partir do momento em que um ex-administrador da Olivedesportos assume a presidência da FPF, com o apoio de Luís Filipe Vieira, o nosso ministro seríssimo, Relvas, revogue a garantia da transmissão de um jogo de futebol da 1ª Liga em canal aberto prejudicando o povo amante do fuetbol e beneficiando o mesmo de sempre: Joaquim Oliveira que por acaso até era dono de um grupo forte de Comunicação Social.? Não é necessário explicar mais Sofia.. pois não"

"Todos sabemos que os jogos de futebol em canal aberto, do Benfica, Porto ou Sporting estão na base das grandes audiências das TVs. não achas estranho que nenhum canal se tenha mostrado interessado no negócio?"


O 3+1+50, ou aquilo que poderia ter sido uma boa campanha de Marketing

 ●  9 comentários  ● 

Ontem à noite em entrevista, Luís Filipe Vieira mandou um soundbite, qual Paulo Portas, com certeza influenciado pela sua equipa interminável de assessores, a agora famosa "3+1+50".

Confesso que como fã de teorias da conspiração, qual  "Zeitgeist Movie" ou "Código Da Vinci" procurei logo relação entre os números.
E dei na Bíblia com Gênesis 31:50 que diz "Se afligires as minhas filhas, e se tomares outras mulheres além das minhas filhas, embora ninguém esteja connosco, lembra-te de que Deus é testemunha entre mim e ti."

Não sendo eu um fervoroso religioso, nem de perto nem de longe, interpreto este excerto como um alerta a uma traição, enganar, logro, etc.

A promessa "3", de 3 campeonatos nacionais ganhos nos próximos 4 anos de mandato, é tão concretizável como qualquer um de nós acertar no Euromilhões por 3 vezes nos próximos 4 anos. Como é possível, se em 3 mandatos conseguiu 2 campeonatos, um deles onde foi a equipa menos má dessa época, onde o nosso adversário directo, teve 3 treinadores e mesmo assim lutou até à última jornada tal como o último título, também apenas foi carimbado na última jornada. Ambos os títulos foram efémeros. LFV agora promete marcar um período. Pois...Continuemos.

A promessa "1", de uma competição europeia, não é novidade, pois em Outubro de 2005, há 7 anos atrás, Luís Filipe Vieira afirmou " Vamos ser campeões europeus doa a quem doer ". Chegou a doer sim, sem dúvida, perder uma meia final com o "forte" Sporting de Braga. - É esta a desculpa não é, quando não se vence, o adversário é sempre forte ? -
Com um estrutura do futebol que não encontra um lateral esquerdo de raíz durante uma época e meia, vamos mesmo reconstruir uma equipa com capacidade para vencer uma prova europeia.Pois...Adiante.

A promessa "50", de 50 títulos nas modalidades, curiosamente é aquele que é possível mais facilmente vir a ser atingido...Com uma "rasteira".
Se usarmos a táctica leonina, de contabilizar títulos individuais como do Clube. E se tivermos em conta o excelente trabalho que o Benfica tem vindo a desenvolver no atletismo, é perfeitamente possível atingir os 50 títulos em 4 anos de mandato.

O "3+1+50", daria isso sim, uma excelente campanha de Marketing. Eu já estaria a falar com os responsáveis da Adidas para criarem umas t-shirt´s, polos, woodies, porta-chaves com o "3+1+50" e de certeza que seria um sucesso, se fosse com outro Presidente, e não estivessemos nós habituados às frases recorrentes de populismo de Luís Filipe Vieira...

Esta entrada tem tudo para correr mal!

 ●  13 comentários  ● 

Estou esclarecido! Não quero mesmo votar numa lista que antes de começar já tem tudo para correr mal e desestabilizar o Clube. José Eduardo Moniz viu na reeleição de Vieira a hipótese de ser um "cavalo de tróia"  na Direcção de Luis Filipe Vieira. Quis levar-lhe a reeleição numa bandeja, mas pelos vistos vai vender-lhe cara essa vitória.

Rui Gomes da Silva, que para mim é 200x mais valioso que Moniz (pena que Luis Filipe Vieira não pense assim), devido ao seu benfiquismo puro, tal como, por exemplo, Rui Cunha. E Moniz depois de já ter entrado em contradição estratégica com RGS... agora reitera (já o tinha dito) que está no SLBenfica com uma agenda própria (os Direitos Televisivos) e que se tiver que enfrentar o Presidente, vamos a isso!

TEM TUDO PARA CORRER MAL!


(não deixem de comprar hoje o Jogo para me poderem responder a uma questão: Que autonomia é esta que permite a Moniz opinar sobre tudo e "desafiar" Luis Filipe Vieira desta forma??? - Neste aspecto estou com Vieira e CONTRA esta atitude de Moniz)

(Também o Record traz uma excelente e muitíssimo esclarecedora entrevista de Rui Rangel)

Só uma nota sobre a questão do debate. Luis Filipe Vieira reitera que não debate com pessoas de baixo nível. Penso que comete um erro de comunicação nessa abordagem, pois esquece-se que não está acima da democraticidade que caracteriza o SLBenfica. Não é ele que decide, ou não deveria ser, quem é ou não adequado ao SLBenfica.
Entretanto, o blog ChamaGloriosa apontar um "truque" a Vieira ontem ao apontar aos benfiquistas o estudo que tinha, quando tal seria apenas o resultado de um estudo sim, mas feito por mail e que o SLBenfica fez através de um link web:




O meu sentido de voto está decidido! Mas uma coisa é certa: Ganhe o candidato que ganhar... continuaremos a ser o Sport Lisboa e Benfica. Continuaremos a alimentar esta paixão pelo SLBenfica, pelas vitórias e pelas celebrações. Pode haver uma liderança ou opinião que nos separa, mas há um clube e um desejo de vitórias que nos unirá sempre. FORÇA BENFICA!



PS- Luis Filipe Vieira AFIRMOU na RTP que Rui Rangel não cumpre os requisitos para ser Presidente do SLBenfica, quando questionado sobre os seus próprios anos de sócio assumindo, entre outras questões que também andou uns anos sem pagar quotas (o que há três anos era, nas suas palavras, classificado de mau benfiquista!).

Na minha opinião, se as listas não cumprem os requisitos definidos nos estatutos NÃO DEVERIAM ser aceites pela mesa da AG. Que legítimidade têm os estatutos se a mesa da AG tem liberdade para os contrariar?

A pergunta que se impõe é: Porque foi aceite Rui Rangel, se há assim tanta certeza no incumprimento? Terá sido para não levantar mais questões sobre o cumprimento ou não de Luis Filipe Vieira fruto das afirmações que circularam sobre os seus anos de sócio? Desejo, sinceramente, que não...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Eleições: Será preciso enganar-nos?

 ●  19 comentários  ● 
Triste espetáculo aquele com que nos brindaram hoje. Um belo exemplo do que tem sido esta campanha eleitoral, envolta num constante ping-pong de críticas de parte a parte. E desta análise vou excluir a infeliz entrevista de Luis Filipe Vieira à RTP, a terminar com uma expressão muitíssimo infeliz. Vou fingir que nunca aconteceu e que foi fruto do cansaço de três entrevistas consecutivas na TV hoje.

Quem também não escolheu hoje um caminho feliz foi Rui Rangel que optou por denunciar, alegadamente, que Domingos Soares Oliveira estaria a levar a cabo pressões sobre os funcionários e profissionais do SLBenfica para votarem em Luis Filipe Vieira. Se é verdade ou não, nem sei. Mas haveria seguramente outras formas de abordar esta questão, nomeadamente com uma queixa à mesa da AG.

Do outro lado Luis Filipe Vieira vem dizer que vai fazer "uma coisa" que está num documento que só ele tem e só ele conhece, "num momento", de acordo com "uns dados" que resultará, queiramos nós acreditar na ausência de informação, no rompimento com a Olivedesportos.

Ora, disse logo a correr a Bola que o SLBenfica até já o teria anunciado à CMVM:

Contudo, minutos depois alterariam esse segundo parágrafo para: "A decisão, irreversível, foi feita pelo próprio presidente do Benfica, esta quarta-feira, em entrevista à A BOLA TV." É que efectivamente se procurarem na CMVM... não está lá nada!!!

Luis Filipe Vieira presentou um documento encadernado, que ninguém faz ideia do que representa, pois fez questão de dizer que ele é o único que o conhece, mas que ele disse que era um estudo de longos meses, que dizia algo que ele não ia revelar, mas que explorava uma forma que ele não ia revelar, para num momento que não ia revelar... os direitos televisivos passarem para  BenficaTV.

Um bom exemplo de como uma boa decisão (alegadamente real) se destrói por ser mal comunicada e muitíssimo mal preparada, indiciando ser uma decisão não tomada.

Noutro registo, aos sócios Luis Filipe Vieira só conseguiu dizer que o passivo não é de cerca de 230M€ e que por isso Rangel é mentiroso. Mas em Setembro deste ano comunicara à CMVM um passivo de... 426M€! E Domingos Soares Oliveira há dias ao Record dizia que o passivo era perto de 400M€... já para não falar nos 200M€ que referiu Nuno Gaioso. Confuso, não?

E ainda nos disse que o SLBenfica não tem 95 sob contrato mas... 80, dos quais 22 na formação! Ou seja, têm cerca de 60 jogadores sob contrato acima dos 19 anos, dos quais apenas 21 estão no plantel. Quer isto dizer que excluindo os da formação (dou de barato) sobram... 3 planteis de jogadores, para usar um.

Se somarmos a isso algumas provocações que a Lista B tem levado a cabo face à Lista A... Confesso que não me consigo rever neste tipo de campanha eleitoral. Não foi isto que pedi no início da campanha, não é isto que digna os benfiquistas.



Alguém me explica quem sai a ganhar com este tipo de atitudes? O SLBenfica não é seguramente...

Ainda assim a lista B parece bastante mais empenhada em dar a cara e em contribuir para que haja discussão de ideias, mesmo que isso implique alguém criticar as suas... mas eles estão ali para ouvir as criticas, responder e debater. Considere-se ou não Rangel o homem certo para o lugar, esse mérito e elevação ninguém pode tirar-lhes.



Eu nas últimas eleições não votei em Luis Filipe Vieira e optei pelo voto em branco, por entender que não me revia não em Luis Filipe Vieira mas na forma como optara por fazer as eleições, mas além disso também não havia alternativa. Agora há alternativa.

No dia 26 o meu voto terá que ser feito entre um candidato que entende que os últimos 11 anos foram, como dele hoje diz, "de acordo com o planeamento", o voto em branco, ou um candidato que ainda que tenha ainda muito a melhorar, se dispôs a dar a cara como uma alternativa, sujeitar-se ao tipo de "abate mediático" que hoje assistimos, com vista a tentar mudar o que tem estado mal e menos bem no SLBenfica, procurando preservar o que está bem.

Vieira continua a não querer alterar os princípios base que entendo que deveria alterar e, mais grave, tem todas as condições para o fazer.

Uma coisa é certa, quem ganhar deverá ser o Presidente de TODOS os benfiquistas e ter condições para implementar o seu projecto (seja qual for), mas os benfiquistas (seja qual for a liderança em que se revejam) não podem nem devem demitir-se de ter espírito crítico e construtivo, contribuir para um SLBenfica melhor - ao contrário do que fizeram por ocasião, por exemplo, da aprovação dos estatutos actualmente em vigor.

Vieira, desesperado, anuncia golpe eleitoralista!

Avatar
 ●  45 comentários  ● 
Sinceramente, esperava muita coisa menos esta jogada desesperada de Vieira.

Julguei que ele estivesse seguro da sua reeleição, mas afinal não está.

O anúncio pomposo da não renovação com a Olivedesportos não passa de areia para os olhos dos benfiquistas!
Quando questionado a explicar como o vai fazer...ZERO! 

'Só eu é que sabia deste estudo, a decisão é minha, e na altura certa os benfiquistas saberão.'

SR.LUIS FILIPE VIEIRA: O BENFICA NÃO É SEU!! NÃO TEM QUE DAR JUSTIFICAÇÕES SOBRE OS SEUS ACTOS QUANDO QUER. 
TEM QUE JUSTIFICAR OS SEUS ACTOS AOS DONOS DO CLUBE, OS SÓCIOS, SEMPRE!!
CHEGA DE 'CONFIEM EM MIM!' TODOS NOS LEMBRAMOS BEM DO 'CONFIEM EM MIM' AQUANDO DO APOIO A FERNANDO GOMES. ESTÁ À VISTA O RESULTADO DE CONFIAR EM SI. 

A entrevista à SIC foi completamente desprovida de qualquer medida concreta para o Benfica.
Muito pouco para quem tem tantas certezas, mas tão poucos resultados.

Quando questionado sobre como vai resolver o passivo? Não respondeu.

Quando questionado sobre o excessivo número de jogadores? Não são 95, são 79 ou 80. Sim senhor, agora estou muito mais descansado.

Depois de apenas discursar para o seu séquito nas Casas do Benfica, esperava que Luis Filipe Vieira desmentisse Rui Rangel e apresentasse medidas concretas. Não o fez, e é lamentável para o Benfica que assim seja.

De palpável, apenas o golpe do pretenso não à Olivedesportos.

Pergunto-lhe, Sr.Luis Filipe Vieira: porquê só anunciar agora quando tinha prometido até final de Fevereiro?

Porquê guardar esse anúncio para 2 dias antes das eleições uma decisão que sabia ser a mais defendida pelos benfiquistas, e portanto, seria sempre apoiada e bem vinda?

Porque na verdade, as suas intenções continuam a ser um mistério para os benfiquistas. A sua verdadeira intenção para com os direitos televisivos, mediante o que NÃO DISSE, está por anunciar, creio eu.

Terminou Luis Filipe Vieira com uma frase:
"Queremos voltar ao tempo em que é normal ganhar no Benfica."

Teve 11 anos para isso. Falhou.



Entrevista de Rui Rangel - Resposta aos Blogues

 ●  15 comentários  ● 
RUI RANGEL RESPONDE À BLOGOSFERA BENFIQUISTA

Blogue Cabelo do Aimar

1ª pergunta - O que pensa das acusações de que LFV não possuiu os 25 anos ininterruptos de associado para se poder candidatar?
- Penso que é um assunto que o candidato Vieira deve esclarecer, por um lado, e que a mesa da Assembleia Geral do clube deve investigar. De resto, quanto a mim preocupo-me em ganhar estas el
eições no campo e não na secretaria.
2ª pergunta - Vai alterar os estatutos para eleições futuras?
- Claro que vou mudar os estatutos. Para mim os estatutos são a carta magna do clube, são a nossa constituição e não faz sentido que sejam uma arma que se utiliza contra os próprios benfiquistas. Os estatutos devem servir o Benfica e não servir estratégias de perpetuação no poder. Quando for eleito, será uma das minhas primeiras preocupações, propor uma mudança dos estatutos e recuperar a dignidade estatutária do clube mais democrático do desporto nacional.
3ª pergunta - O que acha de Pablo Aimar e do seu magnífico cabelo?
- Acho que o Aimar tem um cabelo que condiz com o seu talento. Mas mais importante em Aimar é o que está por debaixo do cabelo, aquelas ideias luminosas que o distinguem como um dos melhores jogadores da história do Benfica.

Blogue Wallpapers Benfica
1ª O que pensa fazer em relação ao "Naming" do estádio?
- Penso que será um tema que terá de ser visto com interesse e sobretudo com o desejo de fazer o melhor negócio possível. O naming do nosso estádio dará um retorno internacional à marca que se associar a esse projecto e, portanto, os valores a negocia terão de ter isso em consideração. O Benfica não é apenas uma marca nacional, é uma marca internacional e esse valor terá de estar reflectido no acordo que se fizer com a marca que pretender assegurar o naming do nosso estádio. Independentemente do futuro naming, o que pretendo é que para os benfiquistas o nosso estádio será sempre o estádio da Luz e encontraremos formas criativas de manter essa ligação história ao naming do estádio.
2ª Dára apoio ao "Dragão de Ouro" Presidente da federação Fernando Gomes?
- A minha preocupação não é da saber se ele é dragão de ouro ou não. A minha preocupação é saber se o presidente da Federação tem uma agenda de reabilitação para o futebol português ou se a sua agenda está condicionada a ligações que não sejam compatíveis com o interesse do Benfica e do futebol português. Tenho na minha lista um vice-presidente, o doutor Cunha Leal, que sabe exactamante como deve o Benfica posicionar-se nesta questão institucional de relacionamento com a Federação e com a Liga e até com os árbitros. Se o doutor Fernando Gomes tiver uma agenda reformista, pode contar com o Benfica, se tiver uma agenda de manter o futebol na mesma, terá uma férrea oposição do Benfica e posso garantir que se for caso disso, a nossa direcção vai criar condições para que se estabeleça, no futuro, uma alternativa a Fernando Gomes na Federação.
3ª Qual será a sua postura em relação ás arbitragens quando prejudicarem o Benfica descaradamente?
- Quero dizer que nunca hesitarei em defender o Benfica, de forma pública e severa, se for necessário, quando achar que os interesses do Benfica estão a ser levianamente prejudicados. Sou benfiquista, também sinto na pele as injustiças de que o nosso clube é alvo e, portanto, não nasci ontem. Quero contribuir para um ambiente de respeito no futebol português, mas é necessário que todos se dêem ao respeito. Acredito que os árbitros portugueses conseguem fazer melhor do que fazem hoje, colocarei o Benfica ao dispor de uma estratégia de profissionalização da arbitragem, mas apenas se isso acarretar novas responsabilidades e sobretudo penalizações financeiras para quem errar de forma contínua ou grosseira.

Blogue Sócio Encarnado
1ª Qual o papel de José Veiga nesta candidatura e qual o lugar (se existir algum) da SAD que lhe estará reservado?
- Não está previsto que José Veiga integre a estrutura do futebol profissional do Benfica. Eu próprio conversei pessoalmente com José Veiga e ambos concordámos que este não era o momento para discutir um eventual regresso dele ao clube. Teremos um vice-presidente, Cunha Leal e um director-desportivo, que será Rui Costa, se aceitar o nosso convite, como acredito que acontecerá.
2ª Irá Rangel demitir os "infiltrados" existentes na SAD e chamar benfiquistas para esses lugares?
- Essa expressão pertence ao presidente Vieira, assim como a promessa de acabar com eles no Benfica, que ele não cumpriu. Claro que não terei contemplações com pessoas que coloquem o seu interesse pessoal acima do interesse do clube. E por isso é que defendo, desde o início, que o Benfica deve ser devolvido aos benfiquistas. Não é só uma questão de competência, é sobretudo de ligação afectiva ao clube. Há decisões que são tomadas, mesmo as mais racionais, que devem ter um conteúdo clubístico, senão as hipóteses de erro serão muito maiores. E mesmo a reacção perante o erro é diferente. Um profissional não benfiquista que erra não se deixa atingir pelo erro, porque o Benfica não é o seu clube, é apenas um profissional que trabalha para o Benfica. Um benfiquista que possa errar numa decisão, terá uma reacção diferente, emocional, porque erra e porque prejudicou o seu clube. É a diferença.
3ª Quais os pontos onde a direcção cessante trabalhou bem e que por isso não serão alvo de remodelações profundas?
- Creio que a direcção de Luís Filipe Vieira mais bem sucedida foi a primeira. Curiosamente, alguns desses colaboradores de Vieira apoiam esta lista. Ele esquece-se de dizer isto, prefere fazer chicana com Vale e Azevedo, ignorando que era ele, como presidente do Alverca que fazia negócios com Vale e Azevedo, enquanto presidente do Benfica. E o primeiro mandato correu bem. O Benfica continuou a fazer o trabalho de recuperação iniciado por Manuel Vilarinho, estabilizou o futebol, com José Veiga, estabilizou as modalidades, com Fernando Tavares e depois, de um momento para o outro, começou a estragar tudo. Deu ouvidos a pessoas com estratégias pessoais de poder no Benfica, que nem são benfiquistas e as coisas começaram a correr mal. Quando ele alerta os benfiquistas que é preciso não haver desvios no rumo, o senhor presidente do Benfica vem com seis anos de atraso, porque foi ele, manifestamente, que se desviou do rumo. Há dois mandatos atrás.

Blogue Mística Encarnada
1ª Se for eleito qual será a sua posição acerca do horário dos jogos? Jogos à tarde como antigamente devolvendo o espírito de romaria ao Estádio da Luz?
- Uma das coisas que o futuro parceiro do Benfica na questão dos direitos televisivos vai ter de perceber é que existe o interesse do Benfica e nessa relação o interesse do Benfica estará sempre acima do interesse do operador. Portanto, não se trata de negociar apenas condições financeiras, também estruturais, na relação do Benfica com os seus adeptos. Quero acabar com a pouca vergonha de ver jogos do Benfica, no estádio da Luz, às 20 ou às 21h de domingo. Isto não pode acontecer. O operador tem os seus clientes, mas o clube tem os sócios e os adeptos, que merecem ser respeitados. Quero futebol à tarde, quero recuperar o conceito familiar no estádio da Luz e sobretudo quero um parceiro que entenda esta ligação entre o Benfica e os sócios.

2ª Qual vai ser o tipo de relação com o FC Porto, Sporting CP e SC Braga?
- Vai ser uma relação de respeito, se esse respeito for mútuo. Sou um homem de paz, mas que não hesitarei em ir para o conflito se vir que isso é o melhor para o clube. Há direcções e pessoas que não têm respeitado o Benfica e por isso dificilmente terão o meu respeito. Eu não posso respeitar um presidente de um clube que passa a vida a enxovalhar o bom nome do Benfica. Sobretudo quando essa pessoa tem telhados de vidro e uma condenação no âmbito da justiça desportiva. E não posso consentir que um presidente de um clube não consiga oferecer aos jogadores do Benfica condições dignas de estadia no seu estádio, e muito menos aceitaria que esse presidente tivesse uma posição de privilégio em relação à construção de equipamentos que são do Benfica, como, por exemplo, o Centro de Estágios do Seixal. Isso é intolerável.

3ª Qual a sua opinião acerca do empréstimo de Ruben Amorim ao SC Braga entre outros negócios com o clube de António Salvador?
- Achei inexplicável quando isso sucedeu e agora, depois de termos ficado sem meio-campo em poucos dias, acho ruinoso. Além do mais, nem se trata apenas de analisar o valor do jogador e de considerar que o seu lugar seria no Benfica. É mais a dificuldade de aceitar que um clube que não se tem portado bem com o Benfica, nos últimos anos, possa ser visto como parceiro do clube nestas questões. Não faz sentido e é um sinal de fraqueza que o Benfica emite em relação aos outros clubes, porque não se deu ao respeito. Ainda em relação a Rúben Amorim, em concreto, gostaria de acrescentar que o jogador em questão, por muito valor que tenha, só regressará ao Benfica, quando eu for presidente, depois de pedir desculpa aos sócios e adeptos do Benfica pelos comportamentos lamentáveis que já protagonizou depois de se transferir para o Braga. Se o jogador Rúben Amorim tem problemas com alguém no Benfica, é com essa ou essas pessoas que deve resolver o problema. Não é com comportamentos que lesam a imagem do clube que o pode fazer. Comigo, sinceramente, dificilmente regressará ao clube. E mesmo assim, terá de pedir desculpa.

blogue Chama Imensa
1ª Dr. Rui Rangel, como reagiu à notícia de Luis Filipe Vieira, o seu opositor nas eleições, não querer fazer um debate consigo?
- Reagi de uma forma contida, porque já sabia que o outro candidato não quer debates. Aliás, Vieira nem quer oposição. A forma como ele pede uma votação maciça, exclamando que não pode se uma vitória por 20, tem de ser por muito mais, revela o conteúdo democrático do presidente do Benfica. Não sabe discutir, não gosta de debater e quer que os sócios do Benfica lhe dêm mais um cheque eleitoral em branco, para ele se perpetuar como dono do clube. Foi a enésima demonstração de que o Benfica não tem um presidente, tem um dono. Um homem que diz que tem as contas auditadas mas não tem a coragem de fazer a referência às contas chumbadas. E chumbadas por quem? Pelos verdadeiros donos do Benfica, os sócios. Mas não posso ser eu colocar este senhor no sítio, têm de ser os sócios.
2ª Qual o seu projecto para o Sport Lisboa e Benfica para o futuro. Vai apostar forte na Europa e colocar de novo o Benfica num patamar alto a nível europeu?
- Eu não sei se o outro candidato alguma vez assistiu ao vivo aos jogos do grande Benfica europeu dos anos sessenta, setenta e oitenta. Eu assisti, em Portugal e no estrangeiro. Eu estive em algumas finais da Taça dos Campeões Europeus, não sei se o outro candidato alguma vez sentiu esse estímulo de acompanhar o Benfica pelo mundo fora. Eu senti e vi o grande Benfica europeu. É esse Benfica que eu quero trazer de volta e não esta caricatura que existe hoje. Mas tenho a noção das prioridades e não podemos prometer um Benfica forte na Europa sem ganhar de forma continuada no nosso campeonato. E essa deve ser a nossa primeira prioridade, recuperar a hegemonia do nosso futebol e, depois, sim, vamos atrás da glória europeia.
3ª Caso seja eleito, que papel irá ter Rui Costa no clube?
- O Rui Costa já sabe que é a nossa escolha para director-desportivo. E já sabe que vai sair da prateleira. Uma coisa posso garantir, se o Rui Costa estiver connosco. No futuro, quando estiver em representação do Benfica em actos públicos, o Rui Costa nunca mais terá motivos para estar como esteve na apresentação da comissão de honra de Luis Filipe Vieira. Aliás, há uma coisa que ainda não percebi, é se aquilo que foi apresentado foi mesmo uma comissão de honra ou uma lista com os nomes dos actuais funcionários e colaboradores do Benfica. O que não deixa de ser mais uma curiosidade dessa lista, a tal que diz que nós não temos nada na cabeça. Há uma coisa que temos e teremos até ao final da campanha, que é decência e orgulho em quem somos e no que fazemos.

Blogue Glorioso Piso 3
1ª Se ganhar as eleições, vai apoiar Fernando Gomes na presidência da Liga?
- Em primeiro lugar, creio que se estaria a referir à Federação Portuguesa de Futebol. Já dei uma resposta anterior que praticamente responde a esta. Mas, muito honestamente, acho muito difícil que a minha direcção possa vir a apoiar uma recandidatura de Fernando Gomes, se ele não demonstrar que está do lado certo da reabilitação do futebol e do negócio à volta do futebol. Sinceramente, até hoje, tenho visto muito marketing mas pouca iniciativa para operar uma mudança profunda no futebol português. E sem essa mudança, então prefiro que o Benfica esteja do lado de uma alternativa a Fernando Gomes.
2ª Qual a sua opinião sobre a Olivedesportos, vai renovar ou tentar encontrar uma alternativa válida?
- Vou ver o contrato, ver quais são as responsabilidades contratuais e depois dar os passos que entendo que são necessários. Tendencialmente gostaria de tirar os direitos televisivos da óribta da Olivedesportos. Sei que os benfiquistas não aprovam esta ligação. E eu, como presidente do Benfica, governo para os benfiquistas en não para interesses que colidam com o Benfica. Quero encontrar um parceiro que não tenha interesses opostos ao Benfica e que nos dê uma exclusividade. Quero um operador que aposte no Benfica como estratégia de crescimento e não um parceiro que está tão interessado no crescimento do Benfica como dos seus rivais. Não entendo uma parceria dessas. Ou o parceiro aposta no Benfica, porque acredita na nossa marca e na nossa capacidade de mobilização ou não acredita. Além do mais, a nossa candidaturas tem um estudo preliminar, realizado por peritos em direitos televisivos, que aconselham à expolração directa dos direitos televisivos através de uma plataforma de canais, passando os jogos na Benfica TV. Além de que há ganhos indirectos desta opção como sejam a possibilidade de estabelecermos os horários dos jogos em função do que for o interesse do Benfica e dos benfiquistas, permitindo que a equipa, por exemplo, jogue no domingo à tarde, quando for possível, já que existem os jogos da liga dos Campeões e nem sempre será recomendável jogar ao domingo.
3ª Garante a continuidade de Jorge Jesus até ao fim da presente temporada?
- Claro que Jorge Jesus será o treinador até ao final da época. Eu sei que se trata de um apoiante fervoroso de Luís Filipe Vieira, está no seu direito e, se calhar, até faz parte dos seus actuais deveres, mas o que vamos julgar é o profissional e não o apoiante da outra lista. Pelo menos até ao final da época será o treinador. Se ganhar o campeonato, acho que tem condições para continuar, se perder, calculo que nem ele próprio terá grandes expectativas de manutenção no clube. O Benfica não pode manter um treinador que perde três campeonatos em quatro.

Blogue Encarnado 88
1ª Como tenciona resolver os Direitos Televisivos? Sabendo que a Olivedesportos tem monopólio do desporto nacional e que a política dessa mesma empresa é descaradamente anti-Benfica.
- Agradeço a sua participação e a sua pergunta que reflecte uma das principais preocupações desta lista e de todo o universo associativo Benfica. Se quiser ter a maçada de ver as respostas ao blogger anterior, encontrará a resposta à sua pergunta.

Blogue Muita forte
1ª Qual será o papel do director desportivo, seja ele quem for no futebol do Benfica?
- Será um papel activo na definiçao da política desportiva do clube, nas áreas do futebol profissional e de formação. Uma das coisas que actualmente me faz mais confusão é que seja um antigo agente FIFA – Armando Jorge Carneiro – o director da Academia e a ter de responder a Domingos Soares Oliveira, na área da formação. Era para isto que Domingos Soares Oliveira queria José Veiga fora do clube? Não foi ele que disse, quando chegou ao Benfica que não queria interferir com o futebol, porque ele gostava mesmo era de jogar golfe? Então, como se dá a uma pessoa com um perfil destes uma responsabilidade destas? O director-desportivo vai recuperar a sua função de dirigente e não de rainha da Inglaterra. Sendo o Rui Costa, ele tem de sair da prateleira e a primeira medida vai ser mudar o seu gabinete nos actuais escritórios da SAD. O actual presidente da SAD não só esvaziou-o de poderes como, ainda por cima, desviou-o para um andar acima de toda a SAD. Um andar só para Rui Costa. Isto é deplorável e diz bem da forma como o presidente do Benfica usa as pessoas e depois atira-as fora.
2ª Como será feita a redução do número de jogadores vinculados ao Benfica?
- Inicialmente será feito pelo director-desportivo um diagnóstico de quais serão os jogadores emprestados com valor e potencial para regressar ao Benfica numa óptica de aproveitamento para a equipa principal. Não vou precipitar-me e correr o risco de rescindir contrato com jogadores que podem ter qualidade para serem integrados no plantel, mais tarde ou mais cedo. Em relação ao resto, tentaremos ver no mercado as melhores soluções para o Benfica e para os jogadores e, no limite, teremos a rescisão de contratos como possibilidade concreta de resolver este problema. Sabe, quando o senhor Vieira agita o fantasma de Vale e Azevedo seria útil que ele se lembrasse de como foi custoso o seu primeiro mandato, quando o seu antigo director-desportivo, António Simões fez um trabalho exemplar de correcção dos exageros cometidos por Vale e Azevedo, em relação ao número de jogadores sob contrato. O problema é que, nove anos depois deste trabalho, nesta área dos jogadores sob contrato, estamos muito pior do que a situação que a direcção de Manuel Vilarinho veio encontrar. E isto é que devia interessar aos benfiquistas e saber porque é que, durante os primeiros dois anos de Luís Filipe Vieira no Benfica, como gestor do Benfica, qual foi o interesse superior que o mandatou para ir contratar onze jogadores ao Alverca. Eu repito, onze jogadores ao Alverca, curiosamente o clube que o senhor Vieira deixou falido. Será que isto não interessa aos benfiquistas?

3ª Será possível uma mudança de estatutos que obrigasse o uso da cor branca como predominante no equipamento alternativo?
- Nâo creio que seja necessária uma mudança de estatutos, basta uma mudança de direcção. Basta que o Benfica seja dirigido por pessoas que sabem o que é o Benfica, quais são os seus valores e sobretudo conheça a sua história. Não estou contra o marketing, mas já me oporei a todas as tentativas do marketing descaracterizar o Benfica e os seus valores. O equipamento alternativo do Benfica sempre foi e será, comigo, o branco. Pelo menos, o alternativo principal.

Blogue Luís Filipe Vieira demita-se

1ª Conhecendo nós a cláusula de reserva dos 80% sob qualquer valor assinado entre a olivedesportos e o Benfica, por parte de um outro clube, gostava de saber se terão algum interesse em negociar um contrato de direitos televisivos com essa olivedesportos.
- A resposta a esta pergunta já foi dada a um outro
blogue, mas é exactamente por causa da existência dessa claúsula de reserva existente no contrato do operador com o nosso rival, que considero que o Benfica deve procurar uma alternativa diferente. É aqui que faz sentido pedir exclusividade ao nosso futuro parceiro, porque não faz sentido que o FC Porto, sem fazer nada por isso, venha a ser recompensado pelo facto do Benfica renegociar o seu contrato. O FC Porto, se quiser, que faça o seu trabalho, que nós faremos o nosso. O problema é que o FC Porto não pretende que seja o mercado a fazer a distinção entre o que vale a sua marca e o que vale a marca Benfica, porque, na verdade, eles sabem que não valem 80 por cento da marca Benfica. Esta é, apenas, mais uma razão para não aceitarmos renovar o contrato com a Oilvedesportos. Queremos um parceiro exclusivo para os direitos televisivos.

2ª Gostava de saber se tencionam alterar os estatutos para aproximar os socios do clube, nomeadamente nas permissas para se ser candidato. Falo em anos de sócio do pretendente e numero de assinaturas recolhidas.
- Sim, claramente, será uma das primeiras medidas da minha direcção. Recuperar a dignidade estatutária e colocar, de novo, os estatutos ao serviço do Benfica e não de uma pessoa e da sua estratégia pessoal de poder.

3ª Que pensa fazer para que o Benfica deixe de ser o alvo a abater dentro dos campos de futebol?
- Essa é uma das razões pelas quais decidi candidatar-me, pela constatação da total incapacidade da actual direcção em lidar com o sistema de favorecimento que existe no futebol português. O Benfica deve liderar pelo exemplo, deve mover a sua influência positiva para mudar certos vícios do futebol. E isso tem de começar pelos orgãos de cúpula do futebol português. A Federação tem de estar ao serviço do futebol português e não de certos interesses. Depois de ser eleito, vou pedir, com carácter de urgência, reuniões com os presidentes da Liga, da Federação e dentro desta do presidente do Conselho de Arbitragem. Quero saber o que eles têm para me dizer sobre o futuro do futebol português. Mas quero respostas concretas, não quero promessas de marketing. E retirarei o apoio a todas estas pessoas se perceber que vão num caminho contrário ao da reabilitação do futebol. Não quero estas instituições ao seviço do Benfica, mas também não posso tolerar que estejam contra. É por aqui que temos de começar. E teremos de influenciar positivamente os clubes da Primeira Liga, fazê-los perceber que o Benfica está do lado deles, numa óptica da salvaguarda do interesse do futebol português. O Benfica não tem feito nada disso, tem descuidado a relação com os outros clubes, porque acredita que a grandeza do clube faz esse trabalho pela direcção. Mas não faz, e isso é visível, quando o Benfica é mal recebido em vários estádios do nosso país. Isto acontece por incúria da nossa direcção e porque não sabe dialogar com as pessoas. Mas, também é verdade que não podemos esperar que um presidente que não sabe dialogar com os benfiquistas o consiga fazer com os outros clubes.

Blogue Maior que Benfica? Nem a vossa inveja?
1ª Irá acabar FINALMENTE no Benfica, este medo que existe em apostar nos jovens da formação como MIGUEL ROSA, CANCELO, CAVALEIRO, ANDRÉ GOMES, entre muitos outros?
- A aposta na formação é crucial, a aposta no talento nacional e qualquer que seja o treinador do Benfica tem de perceber que a sua acção é um prolongamento das decisões estratégicas do clube. Porém, não vamos apostar na formação para abastecer os outros clubes, ou com empréstimos ou com cedências. Claro que nem todos os jogadores terão a possibilidade de jogar na equipa A, mas jogadores como os que nomeou terão de ser o futuro do Benfica. E vou dar-lhe uma novidade, se for eleito, já a partir de Janeiro tentarei implementar uma medida de racionalização de meios, diminuindo o número de jogadores do plantel principal, de forma a que os jogadores que citou e outros, possam ter o seu espaço de afirmação. Por exemplo, se for eleito presidente do Benfica, antes de se proceder ao reforço da equipa principal com um jogador estrangeiro, primeiro tenho de perceber se existe um jogador do Benfica, da formação, que reúna o perfil do jogador desejado. Só depois dessa avaliação é que se deve contratar. Se o Benfica precisa de um substituto para o Witsel, então que aposte em André Gomes. Se precisa de um substituto para o Javi Garcia, então que aposte em André Almeida.

2 - Passa para os seus planos, ter algum tipo de RELAÇÃO com o FCPorto?
- Em abstracto, gostaria de ter boas relações com todos os clubes. Mas como já respondi anteriormente, não posso ter boas relações com clubes que tratam mal o Benfica. Sou candidato à presidência do Benfica, não sou candidato ao Prémio Nobel da Paz. Além do mais, nunca tomaria essa iniciativa sozinho, sem consultar os sócios do Benfica. E, francamente, não me parece que os sócios do Benfica estejam disponíveis para normalizar as relações com esse clube.

3 - O que acha do projecto da BenficaTV, e o que planeia para a mesma?
- O projecto da Benfica TV tem um problema grave, é que está ao serviço da preservação da imagem do presidente do clube, em vez de estar ao serviço do Benfica e da sua história. Uma das coisas que farei, como presidente, é acabar com este degradante espectáculo que a Benfica TV dá de constante elogio ao presidente do clube. Como presidente do Benfica não permitirei que um meio de comunicação tão importante como a Benfica TV me elogie, quando ganhámos um título, seja em que modalidade for. O presidente é eleito pelos sócios e tem a obrigação de colocar os meios necessários ao dispor das várias equipas, para que elas cumpram o seu destino histórico, que é vencer. Mas o que é isto de treinadores e jogadores passarem a vida a bajular o presidente, só porque se venceu um título. Comigo isso não vai acontecer, e direi ao meu director de comunicação que não quero esse espectáculo degradante no Benfica. Quando o Benfica ganha, é o presidente, quando o Benfica perde, o presidente desaparece. Quero uma cultura de solidariedade no Benfica e principalmente quero os meios de comunicação do clube ao serviço do Benfica e não ao meu serviço.

Blogue sector B32
1ª Qual o perfil que traçou para director desportivo, nomeadamente se é alguém vindo directamente do mundo do futebl (ex-jogador) ou alguém conhecedor do mercado e do balneário?
- O director-desportivo do Benfica vai continuar a ser o Rui Costa, mas, desta vez, com poderes recuperados. E mais, posso garantir, que terá o seu gabinete ao lado do meu e deixará de estar exilado num andar acima dos escritórios da SAD, como actualmente acontece. E verá o seu mandato de administrador da SAD renovado, com participação em todas as reuniões do Conselho de Administração. E jamais tolerarei que se proceda a reuniões da SAD sem a sua presença, o que actualmente acontece com muita frequência.
2ª De que forma pretende reintroduzir a influência do Benfica no movimento associativo, e já agora se apoia as actuiais estruturas dirigentes da Liga e FPF?
- Um dos meus vice-presidentes da minha lista, o doutor Cunha Leal, é um profundo conhecedor desses meios e já teve a oportunidade de explicar que o Benfica tem de ter presença nos orgãos que regem o futebol português. Ele conhece o futebol por dentro e saberá encontrar a forma de reforçar o papel do Benfica no contexto do futebol português. Ele sabe porque é que o Benfica perdeu influência, nos últimos anos e sabe como a recuperará.
3ª Qual é em concreto o caminho que pretende seguir na questão dos direitos televisivos, e se admite a sporttv como parceiro preferencial?
- Não leve a mal que não seja muito exaustivo nesta resposta, mas anteriormente já respondi a esta pergunta de uma forma que me parece muito clara. A Olivedesportos não é o parceiro que pretendo para o Benfica no âmbito dos direitos televisivos.

Blogue Eusébio mais 10
1ª Como se enquadra a presença de José Veiga numa candidatura que se diz de Benfica aos Benfiquistas?
- Não se enquadra. As coisas estão muito claras nesta candidatura. O vice-presidente da direcção para o futebol é o doutor Cunha Leal e o director-desportivo será o Rui Costa.
2. Qual a estratégia financeira a curto prazo e que medidas concretas tem para combater o passivo gigantesco sem reduzir dramaticamente a qualidade do plantel?
- A estratégia é manter o plantel até ao final da época. Tem qualidade suficiente para ser campeão em Portugal, se tiver uma estrutura que defenda o Benfica, mais do que defender outros interesses. E, durante a época, preparar alguns dos nossos jovens da equipa B, para assumirem, no início da próxima temporada, uma maior relevância na equipa principal, de forma a que se possa realizar, sem perdas de competitividade da equipa, uma ou duas vendas de jogadores do actual plantel. Depois, há toda uma estratégia de racionalização de custos, cortando nas gorduras, porque, na actual estrutura profissional do Benfica, gasta-se muito dinheiro mal gasto e sobretudo sem reflexos nos resultados. E vamos, igualmente, falar com os credores e com a banca, no sentido de ajustarmos o valor da dívida , porque não é comportável pagar mais de 20 milhões de euros de juros por ano. Sabemos que a banca está disponível para nos ajudar, porque ao contrário do que diz o outro candidato, a banca não lhe pertence, a banca não está ao serviço dele, a banca existe para procurar soluções e é isso que vai fazer quando vencermos as eleições. Os benfiquistas podem estar descansados porque a banca não está ao serviço de Vieira, a banca tem contratos assinados com o Benfica e vai cumpri-los. E está disponível para ajudar o Benfica, independentemente do seu presidente.

3. Qual a sua opinião sobre o actual projecto olímpico?
- Óptimo projecto que o Benfica e os benfiquistas podem agradecer ao meu vice-presidente, Fernando Tavares. Foi ele o mentor desse projecto e será ele, quando formos eleitos, que o renovará. O projecto olímpico do Benfica tem quase tanta importância, no contexto da internacionalização da marca, como o futebol. Tiro o meu chapéu a Fernando Tavares por ter implementado esta ideia no Benfica e sei que ele será a pessoa certa para lhe dar um novo rumo, porque, actualmente, o projecto olímpico está estagnado. E há uma coisa que tenho a certeza, nas nossas reuniões de direcção, por exemplo, o Nélson Évora nunca será tratado como o homem do pulo.

Blogue Fatelas do Futebol
1ª Pergunta: Sobre os direitos televisivos, neste momento não sabem a verdadeira extensão das nossas finanças, com os dados que dispôem, caso se venda os direitos televisivos a uma empresa em vez do Benfica os explorar, a ideia é fazer um contrato de curta duração ou de longa duração com o adiantamento das receitas?
- O adiantamento de verbas nunca deu bom resultado no Benfica e nos outros clubes. Teremos com a banca, nacional e internacional, uma relação que nos permitirá viver de forma desafogada. Desafogada mas responsável, amortizando o passivo e não aumentando-o. O próximo contrato de direitos televisivos, se eu for eleito, não ultrapassará a duração do meu mandato. Não vou assinar contratos que possam comprometer futuras direcções. Não estarei agarrado ao poder e, por isso, não tenho uma estratégia de perpetuação no poder, daí que recuse, por principio, assinar contratos que excedam a duração do meu mandato. E numa situação excepcional, em que entenda que está em causa o interesse do Benfica, assinando um contrato que vá para além da duração do meu mandato, antes de o fazer, vou consultar os sócios.

2ª O fundo Benfica Star tem dado um adiantamento de receitas ao Benfica com a perda percentual dos passes do futebolistas, e por vezes parece-me com perda sobre a decisão de vender ou não vender, se ganhar pensa em renogociar com o BES manter o fundo para alem de 2014 (se não me engano é quando acaba), ou pensa em outros modeles de fundos, ou acabar com os fundos no Benfica?
- O fundo tem cumprido uma função que é a de financiar a actividade da SAD. Não conheço o contrato, mas creio que é possível melhorar, sobretudo a avaliação que o fundo realiza dos activos da SAD do Benfica. Em meu entender, há casos em que o valor dos passes estão subavaliados. E, portanto, se o Benfica tiver a capacidade de chegar a acordo com outros fundos, cuja valorização defenda melhor o interesse financeiro da SAD, então, creio que isso deve ser estudado e implementado.

3ª A ideia que a lista tem para o Desporto português, principiante nas modalidades amadoras, de como o Benfica pode ajudar Portugal a ter melhores resultados, por exemplo nas modalidades Olímpicas. E ainda falando de modalidades a algum interesse em reavivar a secção do Ciclismo?
- A minha lista tem uma ideia para o desporto português, mas, como calcula, a nossa principal preocupação é o Benfica. Tenho, na minha lista, um dos melhores dirigentes da história do Benfica, o Fernando Tavares, que recuperou as modalidades do Benfica, desenvolveu o projecto olímpico e com isso garantiu condições para que o clube se tornasse mais notado, internacionalmente, com benefícios óbvios para Portugal. As vitórias de Vanessa Fernandes, de Nélson Évora, de Telma Monteiro, não beneficiaram Portugal? Claro que sim. As pessoas devem entender que o que é bom para o Benfica é bom para o desporto nacional, porque somos a maior potência do desporto nacional. E todas as modalidades devem perceber que o Benfica é decisivo para o prestígio do nosso desporto e devem reconhecer essa importância. Existem algumas federações que ainda não entenderam bem o papel do Benfica no desporto nacional, mas o Fernando Tavares é a pessoa certa para os fazer ver que Benfica e modalidades devem caminhar lado a lado e não em caminhos separados. Sobre o ciclismo, é um desejo meu, recuperar a modalidade para o clube, temos de encontrar um parceiro que suporte os custos, porque o Benfica não pode aumentar a sua estrutura de custos fixos, pelo contrário, tem de diminuir.

Blogue Vermelho Benfica
1ª Direitos televisivos, qual a ideia?
- A ideia é, como tenho esclarecido em respostas anteriores, encontrar a melhor oferta e o melhor parceiro. Estudar a possibilidade de avançar para a exploração directa dos direitos através da Benfica TV ou encontrar um parceiro que esteja sintonizado com o interesse desportivo do Benfica e o interesse do clube na sua relação com os sócios. Defendo a exclusividade, nessa parceria, porque não acredito num parceiro que também tenha relação com outros clubes e que aceite, na negociação com esses clubes, uma dependência do contrato com o Benfica, da remuneração futura aos nossos rivais.
2ª Apoio à FPF e Liga é para continuar?
- É para estudar e para ver se querem reabilitar o futebol português. Vejo muito marketing, mas não vejo medidas concretas. O Benfica e o futebol português precisam de medidas concretas. Se for necessário, o Benfica liderará o processo de reforma do futebol nacional e proporá alternativas aos actuais corpos directivos desses orgãos.
3ª Qual a importância das modalidades? Do que lemos fala-se muito de futebol e pouco do ecletismo do Benfica...
- Toda a importância, porque o Benfica não entra para participar, entra para ganhar. O meu vice-presidente, Fernando Tavares, sabe bem o que é isso, ganhar nas modalidades e agora ainda mais, aproveitando que há um desinvestimento dos outros clubes nas mais variadas modalidades. Nunca foi tão fácil ganhar nas modalidades como agora, porque o Benfica é o único clube com capacidade para investir. Neste quadro e com Fernando Tavares, o Benfica será dominador nas modalidades.

Blogue Mais do que um Jogo
1ª - Em conformidade com a crise, mais despesas de transporte, e ainda para quem não é sócio, os preços para se poder assistir o Benfica hoje em dia são um bocado caros, e daí a verificar-se em jogos pequenos no máximo 30.000 adeptos de um estádio que leva mais de 60.000. Em caso de vencer, os preços passarão por ser uma prioridade ajustando-se para que haja mais adeptos? Já agora nas modalidades acontece o mesmo (casa vazia) pensam em atrair mais adeptos para aqui?
- O meu objectivo, como presidente do Benfica, será o de encher o nosso estádio de benfiquistas, de introduzir nos jogos realizados no estádio da Luz uma cultura de espectáculo, uma cultura de presença de adeptos e de ligação à equipa. Se tiver de baixar os preços para ter mais pessoas, então fá-lo-ei, porque a crise ataca todos e a capacidade financeira das pessoas não dá para tudo. O Benfica não pode ser encarado pelas pessoas, no seu dia a dia, como um luxo de que se pode prescindir, o Benfica deve ter uma politica de preços realista que permita aos benfiquistas continuar a olhar para o clube como um bem essencial das suas vidas. Essa vivência é essencial para os benfiquistas, só não é essencial para quem não é Benfica e por isso é que não tolero que esta política de preços possa ser determinada por quem não é benfiquista e não entende esta relação entre o clube e os sócios e os adeptos. E, claro, nas modalidades, o mesmo modelo terá de ser aplicado.

2ª - As assembleias, passarão a ser em dias e horas aceitáveis para que a comunidade associativa se possa deslocar às mesmas de forma facilitada ou serão em dias de trabalho?
- As assembleias gerais passarão a ser realizadas às sextas-feiras, de forma a que as pessoas possam participar. E, antes de cada assembleia, teremos de mobilizar os meios de comunicação social do clube, para que todos os benfiquistas se sintam motivados a participar. Quero assembleias participadas, com debate, assembleias à Benfica, sem seguranças privadas, sem climas de intimidação e, sobretudo, sem a participação genérica dos benfiquistas.

3ª - No ano 2014, com a Final da Liga dos Campeões a ser realizada em Lisboa, no Estádio da Luz, irão procurar forma de tentar investir numa possível chegada à final ou o campeonato vai ficar sempre em primeiro plano?
- Como sempre tenho dito, a prioridade da minha direcção é recuperar a hegemonia do futebol português. Só depois dessa empreitada é que será possível pensar em estar na Europa de uma forma que nos permita pensar em títulos europeus. Nunca vou prometer aos benfiquistas aquilo que não tenha a certeza de cumprir. Nâo posso prometer títulos europeus no meu mandato, o que posso prometer é que o Benfica vai ter lutar para ganhar dois ou três campeonatos no meu mandato. Isso , acho realista, agora prometer um título europeu, creio que não é sensato.

Porque votar em Rangel?

 ●  13 comentários  ● 
Depois de reflectir sobre o meu voto decidi (provavelmente sem surpresa nenhuma para os nossos leitores) votar em Rui Rangel.
Os motivos porque vou votar em Rangel e não em branco são vários, mas podem ser divididos em duas categorias: as qualidades demonstradas por si e pelos membros integrantes da sua lista, e a falência moral, técnica e desportiva do Benfica de Vieira.

Começando pelas razões porque Rangel me fez votar nele:

- O empreendedorismo e a vontade de mudança demonstrada pelo candidato.

Uma característica congénita dos portugueses em geral é o bota-abaixismo aliada ao conformismo. No Benfica nos últimos anos o conformismo instalou-se e institucionalizou-se. Muitos benfiquistas, no fundo,  estão conformados com a situação do Benfica. Se antigamente os benfiquistas sonhavam alto e queriam ver o seu clube entre os melhores do mundo, hoje muitos benfiquistas têm medo de sonhar e estão conformados com o estado do Benfica. E ano após ano, mandato após mandato o Benfica teve uma estirpe de "notáveis" que como bons portugueses só sabiam deitar abaixo quem tentava fazer algo pelo clube mas sem apresentar alternativas, o género de oposição tóxica que instabiliza o clube e que nada trás de novo.
No entanto, este ano viu-se algo de novo: Rui Rangel (e os membros da sua lista) decidiram apresentar uma alternativa aos benfiquistas em vez de se cingirem á crítica fácil á Direcção. Passaram do típico português bota-abaixo e conformado para alguém que quer empreender a mudança no clube e dar razões para sonhar aos benfiquistas. Algo que Vieira, após 12 anos como dirigente já não consegue dar.

É fácil criticar uma lista alternativa quando aparece, levantar fantasmas de figuras menos queridas ou afirmar que se vai votar em branco porque esta não era a lista de oposição com as figuras que queriam. Num mundo ideal, a minha lista teria outras pessoas, mas num mundo ideal era eu que jogava no Real Madrid, tinha mais de 300 golos marcados, tinha inúmeros carros topo de gama na minha garagem e estava a afinfar na Irina. Nós não vivemos no mundo ideal, mas sim no mundo real, e para uma candidatura realista a candidatura de Rui Rangel é bastante promissora.

- Um candidato que não segue pela crítica fácil e pelo espalhar do medo. Apesar de a tentação estar lá, Rui Rangel não fez uma campanha populista. Soube admitir o trabalho positivo de Vieira no seu primeiro mandaro, soube estender a mão a Rui Costa por exemplo. As críticas que dirigiu a Vieira são todas baseadas em factos como o facto de Vieira ter sido sócio de Porto e Sporting, de Moniz só se ter interessado pelo Benfica desde á três anos, etc. Claro que como em qualquer campanha eleitoral se dizem meias verdades e se fazem propostas foram ligeiramente vagas.

- Uma candidatura bem gerida é meio caminho andado para se demonstrar que a gestão do clube está bem entregue. Tendo em conta as condicionantes na Comunicação Social, a falta de cobertura pela Benfica TV e as casas que são o braço armado de Vieira, a candidatura de Rui Rangel foi bastante bem gerida e soube lidar bem com estas condicionantes. O candidato conseguiu passar a mensagem aos benfiquistas interagindo directamente com os blogues, pelo Facebook, etc. Soube passar o seu programa e fica bem responder directamente aos sócios. Uma postura totalmente diferente da de Vieira e da sua lista com muitos segredos a que só alguns privilegiados convidados pelo Presidente puderam ver as suas dúvidas respondidas.

- Apresentação de um programa geral desde o primeiro momento. A candidatura de Rui Rangel apresentou um programa logo que apresentou a candidatura, disponibilizando uma versão mais detalhada do programa na Internet logo a seguir. Surgiram críticas de que o programa era pouco específico. No entanto, a criação de um programa ultra-detalhado e enumerando dezenas de medidas concretas e ultra-específicas é uma péssima ideia. Perguntem a qualquer pessoa que fundou ou gira uma empresa de sucesso porquê. Essas pessoas não se regem religiosamente por um plano de negócios/programa. Adaptam-se ás circunstâncias e adaptam o seu plano de negócios. Não ficam á espera que o mundo se adapte ao seu programa/plano de negócios. Rangel, ao apresentar um programa com linhas orientadoras definidas mas deixando espaço para adaptação apenas me dá mais uma indicação de que será um bom gestor.

- A equipa credível apresentada por Rangel. Não existem nesta lista indivíduos que tenham ficado até ao fim do lado de Vale e Azevedo, e acima de tudo quem está na lista é benfiquista desde á muitos anos. Não estão por ali figuras da televisão que entram na estrutura para assegurar os milhões a um Oliveira. Estão benfiquistas e nomes sólidos.

- A própria pessoa Rangel. Rangel tem uma longa carreira como juiz, sendo alguém que não precisa do Benfica para ganhar protagonismo e subir na vida. Decidiu agora dedicar-se ao Benfica. Uma postura totalmente oposta á de Vieira que não era ninguém antes de ser Presidente do Benfica, e que quando sair de lá, sairá como um dos 100 homens mais ricos de Portugal.



Para terminar (e de forma mais curta porque todas estas razões estão mais que esmiuçadas) as razões porque Vieira não ganha o meu voto:

- O futebol do Benfica está á deriva. Um plantel completamente desiquilibrado. Dezenas e dezenas de jogadores contratados, mas as principais lacunas do plantel por preencher (lateral esquerdo e meio campo). Subaproveitamento dos jovens portugueses. Etc, etc.

- Apoio a corruptos para posições de alta influência no futebol português dando-lhes todas as armas para prejudicar o Benfica.

- Amizade com Joaquim Oliveira.

- Preenchimento das estruturas do clube e SAD com não benfiquistas como Domingos Soares Oliveira, Jorge Gomes, etc.

- Saída de João Coutinho da sua lista. O responsável pelo grande sucesso nas modalidades não continua??

- Medo da democracia no Benfica. As alterações deploráveis aos estatutos do clube (que muito provavelmente lhe vão garantir a vitória). As tentativas constantes de impedir a formação de uma lista concorrente.

- Falência técnica da SAD e do clube.

- Falhanço em reconquistar a hegemonia do futebol português após doze anos no clube.

- Campanha pela negativa: comparar Rangel a Vale e Azevedo, insinuar que a lista alternativa não tinha um programa, recusar debates com o adversário.

- Lista candidata em desagregação. Como é que Rui Gomes da Silva e Moniz se vão entender depois de ambos terem discordado publicamente entre si? Ainda nem sequer começaram a trabalhar juntos e já andam ás cabeçadas? 

Expliquem-me como seu eu fosse um Benfiquista de 10 anos…

 ●  71 comentários  ● 

Sou um Vieirista assumido e, como tal, pago caro essa decisão neste blog pluralista e democrático. Dou-vos de barato todos os ataques pessoais e vou gastar mais um cartucho na tentativa de discutirmos o Benfica e não as pessoas. 

Peço a todos os que massacram a minha opinião que me ajudem a esclarecer o que vi ontem na entrevista de Rui Rangel.

1º) Rangel diz que percebe de futebol, muito bem, quem é, então, o treinador Fernando Gomes que foi despedido do Benfica e depois acabou por vencer num rival?

2º) A alteração dos estatutos proposta pelo candidato servirá para mudar as condições de candidatura à Presidência ou para tornar o Presidente do Benfica remunerado?

3º) Qual a verdadeira situação do passivo do Benfica, segundo Rangel. O candidato disse que, para ser sério, não poderia somar passivos das empresas do grupo Benfica, contudo avançou com o nº de 600 milhões de euros…Segundo Rangel, qual o passivo do Benfica?

4º) Como resolverá a situação? Garantiu que cumprirá com os compromissos e que tem parcerias bancárias nacionais e internacionais. Chega?

5º) Quantas ideias, sugestões, alternativas apresentou Rangel para inverter os resultados desportivos do Benfica?

6º) Veiga vai regressar ou não ao clube? Vi que nas respostas aos blogs ele disse, taxativamente, que ele não integraria a sua equipa, ontem disse apenas que não era o momento para discutir isso…

7º) Sendo um homem da lei como vai Rangel contrariar o código do trabalho conseguindo emprego para as famílias Benfiquistas? Pensei que era ilegal discriminar as pessoas pelo sexo, idade, credo religioso, político ou ideológico…

8º) Rangel tem defendido que ele é o homem sério, não entro por aí, mas será sério para a discussão comparar as acções do Benfica (Portugal) e Borussia (Alemanha), dois mercados em percursos completamente antagónicos nos últimos 3 anos?

Fico, sinceramente, à espera de respostas e espero que a culpa não seja do Paulo Garcia, como outrora foi do José Rodrigues dos Santos…

ranking