O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 3 de maio de 2014

A foto do Ano

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

Junto-me aos que têm elogiado e partilhado esta foto fantástica nas redes sociais. Não sei quem tirou, quem a "filtrou" mas sei que é das mais fantásticas que alguma vez vi.

Grande dentro do campo e fora dele. Rubem 'Show' Amorim!

Avatar
 ●  3 comentários  ● 


Há noites assim...

 ●  Sem comentários  ● 

O CAMPEÃO VOLTOU... O CAMPEÃO VOLTOOOUUUU


Sem mais palavras... foi esta a magia que se viveu... arrepiante!




CARREGA BENFICA! SINTAM A MÍSTICA!!!

Record anda bem informado junto de Jesus

Avatar
 ●  1 comentário  ● 

LOL

sexta-feira, 2 de maio de 2014

O belo voar da águia...

 ●  4 comentários  ● 
Portugal 2 de Maio de 2014

Se uma época desportiva se assemelha ao voo da águia desde o seu ponto de partida até alcançar a sua “presa”, este ano podemos dizer que a águia está a ter um voo de excelência: o campeonato (principal objectivo) está conquistado a 2 jornadas do final, os demais três objectivos (a presença nas finais das restantes provas nacionais e europeias) estão alcançados. E com brilhantismo: duas das finais conseguidas à custa do FCP, outra à custa da poderosa e milionária Juventus.
Será possível pedir mais? Sim, agora há que ganhar essas três finais para termos a época perfeita, o voo mais produtivo e completo de todo o historial do Benfica! É possível fazer História porque já estamos na antecâmara de um ano glorioso. Falta o último passo: a conquista final!
Não vou ser desonesto e dizer agora que sempre acreditei na eliminação da Juventus. Porque não foi bem assim. Quer dizer: como adepto, acredito sempre na vitória, mesmo que joguemos com 7, o número mínimo de jogadores permitido. Seja contra a Juventus, Barcelona, Real Madrid ou Bayern. Mas racionalmente reconheci a existência de uma diferença de potencial significativa entre as duas equipas, que em futebol se materializa nos tais detalhes. Quem tem jogadores capazes de por em campo mais detalhes é quem tem a maior probabilidade de ganhar.
Quis o destino que Pirlo não tivesse marcado nenhum dos seus habituais penaltys de livre directo, apesar das tentativas patrocinadas pelos erros de arbitragem (mais lá do que cá). Quis o destino que Jesus escolhesse bem os jogadores do 1º jogo, em particular colocando Lima a suplente que depois teve a disponibilidade física adequada de modo a concluir em golo uma jogada colectiva vistosa, provocando a primeira derrota da Juventus e os primeiros golos sofridos fora de casa.
Marcasse Pirlo um dos seus habituais golos, ou entrasse Lima de início na Luz, e possivelmente a história final desta eliminatória seria bem diferente.
Mas como se costuma dizer, o destino somos nós que o fazemos e é nessa orientação que mais acredito. Neste aspecto de termos o destino nas nossas mãos, temos de incluir a extrema competência como abordamos os jogos, independentemente de qual seja o adversário, e de que voltas dê o jogo em si mesmo. E tudo isso é possível porque temos um treinador competente e temos um conjunto de jogadores que pelas suas características técnicas e pessoais, originam um colectivo mais forte do que em anos anteriores.
Quero com isto dizer que não alinho na teoria que Jesus corrigiu erros passados, nada disso até porque continua a pensar da mesma maneira, mas os jogadores que temos este ano, fruto de vendas e compras, umas circunstanciais (venda de Matic), outras mais pensadas (aquisições de pré temporada), a somar ao trabalho do treinador, resultaram numa “fórmula” mais forte do que nos anos recentes, onde por sua vez já tínhamos estado na fronteira do sucesso, apenas impedidos pela arbitragem (na esmagadora maior parte dos casos) de alcançarmos o lado de lá dessa fronteira do sucesso. Este ano nem os erros de arbitragem ou decisões estranhas nos conseguem parar....
Desfrutemos pois destes dias de vitórias épicas que nos alcandoram ao “estrelato” do passado, onde nos fizemos um clube mítico e reconhecido em todo o Mundo onde se fala a linguagem do futebol.
Contudo o trabalho não está concluído. Faltam 5 jogos, dos quais 3 são para ganhar: os jogos das Finais! Será primeiro a Taça da Liga, já no próximo dia 7 de Maio, de seguida a Liga Europa a 14 de Maio e por último a Taça de Portugal.
Termino com umas notas de rodapé. Fiquei desapontado com Bruno Conte, que tinha em consideração pelo notável trabalho que tem feito na Juventus, depois da passagem pela 2ª divisão. Recomendo-lhe que venha ver alguns jogos do campeonato português onde intervenha o FCP, para ver o que é um árbitro ajudar uma equipa.
Para ver uma equipa defender, recomendo-lhe que veja o último Liverpool – Chelsea onde o treinador preferido de “Aburromouritch” colocou 2 autocarros à frente da baliza, na 2ª parte. Na 1ª parte só pôs um e beneficiou de 1 golo caído do céu.
Este empate com sabor a vitória vem repor alguma justiça na eliminação de 1993, quando após uma vitória na Luz por 2-1, a Juve igualou a eliminatória aos 5 mn, com um golo em que partiram a cana do nariz ao Silvino e o árbitro validou o golo que pôs a Juventus na frente da eliminatória. Nunca percebi como é que esse golo não foi anulado, nem porque todos em Portugal silenciaram esse erro tremendo que tranquilizou a Juventus que partiu para uma exibição tranquila e vitória por 3-0. Ontem, contra os erros do árbitro, contra o ambiente tiffosi, contra a malapata do mn 92, senti que se fez alguma justiça com o Benfica.


Recurso à UEFA da expulsão de Markovic

Avatar
 ●  26 comentários  ● 
Ja alguém conseguiu perceber porque o Marko foi expulso?

Ambos os jogadores expulsos já declararam nada ter feito um ao outro ou a terceiros. Duvido que o arbitro percebesse uma palavra que pudesse ter sido dita entre eles ou deles com terceiros - o Marko até inglês fala mal.

O que se sabe da história vem no jornal O Jogo: Aos 89", enquanto Jesus falava para Chiellini no relvado, Artur saltou do banco para mandar Conte regressar à zona técnica. Os ânimos exaltaram-se e Vucinic juntou-se à confusão com Artur, tendo ainda aparecido Hugo Oliveira, treinador de guarda-redes do Benfica, a responder ao jogador da Juventus.

Alguém lê aqui "Markovic" em algum lado?

O SLBenfica não deveria recorrer desta expulsão?

Imagens de uma noite gloriosa.

Avatar
 ●  7 comentários  ● 







Da próxima tentamos com 8?

Avatar
 ●  19 comentários  ● 



Não há nada melhor que ver corruptos serem derrotados no seu próprio reduto.

De Oblak a Lima, a equipa demonstrou nos últimos jogos algo nunca visto antes desde que Jorge Jesus chegou ao clube: uma capacidade incrível de ultrapassar dificuldades, uma atitude mental e crença na sua qualidade fantásticas e uma união do colectivo vital.

Uma palavra para quem tem sido merecido muitas críticas minhas: Jorge Jesus. Teve a humildade de não insistir em Artur e colocar Oblak. O Jorge Jesus do ano passado não o teria feito. Este fê-lo e foi uma decisão que nos deu a passagem à final.

Aos jogadores do Benfica, em especial ao Enzo, ao Markovic e ao Salvio: este sucesso é vosso.

Uma palavra final ao árbitro inglês: certamente que ontem o futebol inglês teve vergonha deste seu representante.

Olha quem está no Topo da Europa

Avatar
 ●  1 comentário  ● 

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Está explicado!

Avatar
 ●  17 comentários  ● 
A protecção divina.
Dia 14 Eusébio e Coluna vão vencer novamente... Mas desta vez vão vencer do Céu contra a maldição de Bella Guttman

Está foi CONTRA TODOS OS CORRUPTOS

Avatar
 ●  32 comentários  ● 
A Juventus tentou... Não foi mais forte!
O arbitro tentou... Não baixámos os braços!
A UEFA tentou... Os benfiquistas expuseram-os!

SOMOS OS MAIORES!

Estamos lá!
Lamento por ti, Pirlo!

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Pauo Bento importa-se mesmo com a selecção?

Avatar
 ●  22 comentários  ● 


Então deixe-se de tretas com o Fernando que não faz falta nenhuma e arranje forma de o Tiago reconsiderar. 
Em excelente forma e com uma preponderância vital no Atlético de Madrid, possível campeão de Espanha e finalista da Champions.

Olhar em frente... para 2014/15

Avatar
 ●  74 comentários  ● 
Sejamos práticos: A Europa vai atirar-se a vários jogadores-chave do Benfica. Garay, Gaitan, Salvio, Markovic, Enzo Perez e Rodrigo são investimentos seguros para qualquer equipa com dinheiro.

São jogadores que venceram uma liga com alguma exposição, grande parte são repetentes nas meias finais da Liga Europa pela... terceira vez consecutiva. Ou seja, são jogadores vencedores e com experiência de momentos relevantes internacionais.

A questão que se coloca é se o SLBenfica terá orçamento para segurar algum destes cinco jogadores (Rodrigo já foi)?

Se eu tivesse que arriscar, eu diria que, infelizmente, talvez apenas consigamos segurar o mais inexperiente de todos e porventura o que ainda não mostrou tudo: Markovic. O Rodrigo já foi, depois Garay e Gaitan parecem-me saídas inevitáveis, ficando a dúvida sobre o Enzo e o Salvio, mas são dois jogadores que a produção em campo foi muito forte (o segundo, enquanto foi possível) e que o mercado dos "tubarões" não vai deixar passar.

Ora, se isso for assim, implica um quase "jackpot" a entrar nos cofres da Luz se olharmos a uma média de 25/30M€ por cada um deles, estaremos a falar em valores totais (não necessariamente as verbas iniciais) na ordem dos 100M€ de receitas com vendas.

Mas há uma questão importante se isso acontecer: A espinha dorsal do plantel campeão, simplesmente desaparece se isso acontecer, o que colocar Luis Filipe Vieira, mas principalmente Jorge Jesus perante uma situação muito complicada: Refazer tudo de novo, o que olhando a exemplos como Enzo Perez ou Rodrigo, pode demorar mais dois anos até voltarmos a ter a "máquina afinada".

A boa notícia é que isso vai acontecer nos nossos dois rivais internos, pelo que nas contas para o titulo do próximo ano, acabamos por estar em vantagem porque temos um treinador melhor que FCPorto e SportingCP.

Seja como for, fica claro que se estas saídas acontecerem, teremos que encontrar no mercado jogadores de grande valor e maior ainda potencial para serem trabalhados, pelo que teremos que investir quase metade desses 100M€ que poderemos fazer se vendermos os 4 jogadores (o Rodrigo já foi e admito que entre o Salvio ou Marko fica um deles).

No entanto há uma serie de outros factores que também não poderemos esquecer:

As "outras saídas" menos sonantes
- André Gomes está vendido, Siqueira e Silvio não pertencem ao SLBenfica, Artur Moraes não é superior ao Oblak mas é talvez demais para o banco, Cardozo está claramente em caminho descendente, Steven Vitoria não mostrou ter dimensão para um grande (nem nos jogos pela B) e Djuricic temo que não queira mais um ano a ver jogar e tarda quando tem oportunidades em mostrar que merece mais.

De todos estes, o Siqueira que inicialmente não me convenceu, está a fazer um excelente final de temporada, fantástico mesmo. O Sílvio é um homem da casa que conhece e sente o Benfica e tem uma polivalência muito importante nas laterais. Artur e Cardozo podem ainda valer algum encaixe financeiro, sendo que para o lugar do primeiro gostaria de trazer para a Luz o Ricardo da Académica e para o lugar do segundo, o Nelson Oliveira poderia ser trabalhado pelo Jesus para ser finalmente jogador. Ou seja, as vendas de Artur e Cardozo (dois "trintões") serviriam para pagar o Siqueira e Sílvio.

André Gomes será naturalmente substituido por André Almeida que já mostrou que pode fazer parte das escolhas do meio campo juntamente com o Ruben Amorim e o Fejsa. O André Almeida permite inclusivamente que o Ruben ocupe o espaço de "8" que ele faz muitíssimo bem.

Djuricic é que é para mim uma grande incógnita. Não o consigo ver a jogar como o Saviola... e o Benfica não joga com nº10.

Os jovens e "menos jovens" da B
- Bruno Varela, Fábio Cardoso, João Cancelo, Victor Lindelof, Ruben Pinto, Bernardo Silva, João Teixeira, Helder Costa, sem esquecer o Carlos Martins, o Funes Mori e o Lolo Plá são os nomes mais emergentes, com maior potencial ou de maior destaque na época passada.

A questão aqui é muito simples: Quem sobe? Alguém? Ou a etapa intermédia, como defendo, talvez seja o empréstimo a clubes com ambições na 1ª Liga - desde que sejam desejados pelos respectivos treinadores como soluções e tenham tempo de jogo. Neste lote colocaria o João Cancelo, Bernardo Silva e Ruben Pinto. Os demais manteria na equipa B. Carlos Martins é um caso a ver, pois tem qualidade para a equipa A, mas para jogador de rotatividade. Funes Mori e Lolo não me convencem... têm qualidade, mas nunca terão "a qualidade".

O mercado nacional

- Ricardo (Académica), Eder (Braga), Candeias (Nacional), Paulo Oliveira (Guimarães), Danilo Pereira (Marítimo), Rafa (Braga), Gonçalo Santos (Estoril), Aly Ghazal (Nacional) e Bebé (Paços/ManUtd) foram os jovens que mais se destacaram nesta temporada.

Algum destes poderá ter interesse para o SLBenfica? Eu gosto especialmente do Ricardo, Danilo, Rafa e Eder. Os jogadores da B podem ser bons facilitadores para este tipo de acordos...


Os emprestados

- Lisandro, Pizzi, Sidnei, Kardec, Fariñas, Mitrovic, Ola John, Nelson Oliveira, Jara, Djaló, Airton, Derlis Gonzalez, Jorge Rojas

Parece-me claro que o Lisandro e Pizzi terão que regressar, porque são jovens de valor e porque representaram investimentos significativos que temos que "esticar". A estes dois juntaria apenas o Nelson Oliveira e daria a oportunidade a Derlis Gonzalez de integrar a pré-epoca para tomarmos a decisão final de ou o juntar aos que poderemos dispensar definitivamente ou se integramos na B.


Por fim, mas não menos importante... Os juniores

Entre os juniores de maior destaque temos: Thierry Graça, João Nunes, Gonçalo Guedes, Nuno Santos, Romário Baldé, Rochinha, Alfaiate, Rebocho, Raphael Guzzo, Estrela e Rafael Ramos.

Alguns já serão profissionais na próxima época e naturalmente integrarão a equipa B, outros terão ainda mais um ano de juniores (como o Gonçalo Guedes) e poderiam integrar a equipa de juniores, sendo que acho que estes deveriam transitar todos para a equipa B, para abrir espaço às gerações seguintes que estão a trabalhar muito bem nos juvenis esta época. O Rochinha irá, por exemplo, ocupar o espaço natural do Bernardo Silva, o Guzzo o Ruben Pinto, o Nuno Santos o do Ivan Cavaleiro, etc...

Enzo JOGA!

Avatar
 ●  33 comentários  ● 
Segundo o Facebook do João Martins da BenficaTV... "TEMOS ENZO".

Ora, a confirmar-se esta "manobra" vai custar muito cara à Juventus. Picaram o monstro sagrado (o Benfica), agora aguentem-no!

If You Could See Me Now - Benfica Campeão.

 ●  Sem comentários  ● 


(Obrigado ao RedBization pelo excelente trabalho!)

Os corruptos mexem-se

Avatar
 ●  2 comentários  ● 
Muito bem recordado pelo Carlos Daniel:

- uma equipa mais corrupta do Mundo, que até desceu de divisão e conquistou troféus que foram comprovadamente assentes em acções ilícitas

- um treinador corrupto que comprovadamente se envolveu em esquemas de favorecimentos de resultados e aposta

- um presidente da UEFA que se destacou como jogador precisamente a jogar nesta equipa

Os ingredientes perfeitos para se moverem influências para tentarem ganhar o jogo contra o Benfica sem terem que ser melhores em campo, o que a primeira mão demonstrou ser muito difícil.

O que eles se esquecem - e talvez o Luis Castro lhes possa explicar - é que o Benfica em inferioridade numérica ou de contexto superioriza-se e ganha. Eu achava que termos vencido a Juventus e o arbitro turco corrupto na primeira mão ja lhes tinha deixado um aviso, mas não! Nem esse jogo, nem os dois jogos contra o FCPorto - outra equipa corrupta - onde também vencemos em inferioridade injusta.

Dito isto, só podemos estar confiantes para amanhã.

Vai ao Facebook da UEFA.

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

Caro benfiquista, já foste deixar o teu cumprimento a Platini ao Facebook da UEFA?

Se não o foste, então podes ir aqui: Facebook UEFA.

De preferência, deixem os comentários em inglês ou francês. É entupir tudo o que sejam publicações da UEFA.

Não está em causa que o lance do Enzo seja analisado. Está sim em causa a forma tendenciosa como a UEFA manobrou este processo de forma a beneficiar a Juventus. 

Se todos fizermos lá pressão de forma a que este processo tenha a maior publicidade possível, talvez assim a UEFA tenha algum pudor. 

terça-feira, 29 de abril de 2014

11 Eusebios vencerão 11 Platinis

Avatar
 ●  10 comentários  ● 
Foto copiada do Facebook da Farmácia Franco.

Eles podem jogar com 11 Platinis (ou 14, tendo em conta a ajuda das arbitragens), mas 11 Eusebios irão vence-los

Platini sem surpresas.

Avatar
 ●  59 comentários  ● 



As situações denunciadas hoje na blogoesfera benfiquista são as manobras de última hora da UEFA de Platini, o que já seria de esperar.

Enzo Perez é um elemento chave na manobra do Benfica e por isso esta antecipação da reunião visa claramente retirar-nos um dos ás-de-trunfo.

Mas não é só a passagem da Juventus que está em jogo. É também a posição da Itália no ranking da UEFA. 
Com a eliminação da Juventus e a vitória do Benfica na Liga Europa Portugal ultrapassa a Itália?
(informação que não consegui confirmar e para a qual peço a vossa colaboração).

Certo é que a UEFA de Lennart Johansson e de Gerhard Aigner há muito que morreu. 
Hoje temos Platini, que tem tanto de trapaceiro como de notável jogador que foi.
Hoje temos Blatter, cujos méritos são escândalos atrás de escândalos.

Parece que a ideia romântica de uma competição limpa e justa apenas passa pela cabeça dos adeptos.

Para muitos dirigentes, quer ao nível dos clubes, quer ao nível do orgãos tutelares, isto não passa de um jogo de interesses. 

E ainda falta saber quem é o árbitro nomeado...

Atualização: árbitro inglês Mark Clattenburg

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Arrepiante

Avatar
 ●  14 comentários  ● 

Jorge Jesus e... Há risco no "all in"?

Avatar
 ●  23 comentários  ● 
Imaginemos, por hipótese apenas (não por futurologia ou confiança excessiva, mas apenas futurologia) que Jesus vence tudo este ano. Na linha do Bayern, depois de perder tudo... Jesus ganharia tudo!

Façamos então duas reflexões sobre estas hipóteses:

Reflexão 1-  Deve Jesus arriscar não voltar a vencer se, como se espera, a Europa apertar o cerco a Garay, Enzo, Gaitan, Rodrigo, Salvio e Markovic?

Ou seja, não seria este o momento em que Jesus poderia aproveitar para sair para um clube que lhe pagasse (ainda) mais a caminho do final da carreira de treinador (tem 60 anos)? Ficaria para sempre não como Jesus, mas sim como um Deus que outrora venceu tudo e que poucos no futuro igualariam...

Reflexão 2 - Tal como seguramente acontecerá a Garay, Enzo, Gaitan, Rodrigo, Salvio e Markovic (e outros como Andre Gomes, Siqueira...) será que Jesus não será desafiado por grandes clubes?

Na rota da renovação do líder do banco de suplentes estão equipas como o Barcelona, Inter Milão, Tottenham, Manchester United... Será que nenhum deles, a quem o Jorge Mendes tem pleno acesso, quer pensar no treinador duas vezes finalista e uma vez vencedor da Liga Europa?

O que fariam no lugar do Jesus?

O que fariam no lugar do Presidente?

O que deveria fazer o Presidente para evitar estes cenários? Ou deveria incentivar e aproveitar para proceder a uma mudança?

Comentem à vontade...

Benfica - FCP round 4...

 ●  3 comentários  ● 


Portugal 28 de Abril de 2014

Mais um jogo contra o FCP, mais uma vitória, desta vez obtida na marcação de grandes penalidades, mais um momento de grande exaltação e fervor clubístico.
Como eu dizia quando escrevi o texto sobre o “Round 2” em 28 de Março, “estamos portanto no desenrolar de um autêntico “combate” com 5 rounds, esperando no final sermos vencedores por KO, mesmo que os árbitros e a comunicação social puxem para o lado do adversário”. Independentemente do resultado do 5º jogo, de facto já ganhamos este “combate” por KO técnico: 3 vitórias contra 1 derrota.
Precisamente em 27 de Março perdemos com o FCP para a 1ª mão da final da Taça de Portugal. E as mesmas vozes de sempre insurgiram-se contra as opções do treinador, contra o desempenho de alguns jogadores, enfim, deram (mais uma vez) um exemplo de falta de “fair-play”, de não saber perder, de falta de categoria para se considerarem adeptos de um grande clube como é o Benfica.
Possivelmente hoje, essas mesmas vozes idolatram o mesmo treinador que antes vilipendiaram, os jogadores que antes criticaram, etc. Mas a verdade como sempre, está no meio. Nem era umas bestas há 1 mês, nem são bestiais agora. São sim os nossos treinadores e jogadores, e é isso que o faz especiais: serem os nossos!
E por serem nossos, o balanço não se pode fazer semana a semana, jogo a jogo, mas sim no final da época quando tudo terminar. No nosso clube há a tendência de intervir, pelos movimentos de opinião, em cada insucesso, sem perceber que a agitação prejudica a confiança dos jogadores e a relação que têm com o treinador, ou seja, criam empecilhos adicionais que dificultam o sucesso no jogo seguinte. Esperar que os treinadores e os jogadores sejam superiores aos adversários no campo, incluindo árbitros, e aos problemas criados pelos próprios adeptos, é algo muito difícil de ser bem sucedido.
Contudo Jesus tem superado essas enormes adversidades, características do nosso clube que é grande nas coisas boas mas também é grande nas coisas más. E tem-nas superado com qualidade ou seja, com futebol vistoso. Mas também com uma ponta de sorte, como foi o caso do jogo de ontem, onde uma equipa sem rotinas, pese o esforço e dedicação dos jogadores, conseguiu – com uma expulsão incorrecta – superiorizar-se pelas grandes penalidades a um adversário habituado a conquistar títulos, e que nada mais tinha a ganhar do que aquilo que acabou por perder.
Daqui resulta uma outra lição: no futebol a sorte e o azar também jogam e não devemos elogiar excessivamente quando temos sorte, mas também não devemos criticar excessivamente quando tivemos azar. E na época passada tivemos vários momentos de azar. Por ter noção do azar que tínhamos tido (já para não falar nos erros de arbitragem) eu sempre defendi a continuidade de Jorge Jesus enquanto a voz corrente e maioritária entre benfiquistas, era que JJ devia ser despedido para voltarmos à “Via Sacra” de termos 1 treinador por época (alguma gente parece sentir falta disso), crucificado regra geral antes da Páscoa.
Desta vez e ao contrário do que se passou em 27 de Março, a 1ª página do RECORD, o 2º órgão oficial do SCP, não optou por enfatizar que o Benfica jogou contra o FCP sem 6 titulares. Ganhamos e assim já não se coloca a questão dos titulares. Aumenta-se a pressão com o título foi “Tripla à Vista”. Se não houver tripla, mais uma vez há espaço para criticar o treinador (do ponto de vista deles).
Por último as palavras de Jardel, de raro oportunismo acutilante num jogador, porque proferidas a quente (após o jogo, na flash interview), demonstram que para defender o Benfica não é preciso vir da Formação, não é preciso ser “benfiquinha” de pequenino. É preciso sentir a camisola, é preciso sentir a história do clube, é preciso sentir a paixão dos adeptos. Estas qualidades não dependem da nacionalidade do jogador, da sua cor ou credo religioso. Dependem das suas qualidade humanas. Já se sabia que Jardel era um grande profissional, mas agora mostrou ser também um bom benfiquista. É destes bons profissionais/benfiquistas que o Benfica mais precisa e não de benfiquistas filósofos baratos ou políticos de segunda nos programas de trios, e não só....

O poder para os amigos.

Avatar
 ●  2 comentários  ● 

"Hermínio Loureiro: «Ninguém quer acabar com a Liga»
Vice-presidente da FPF diz que «o futebol português precisa de uma Liga forte»" - Maisfutebol.

------------------------------------------------------------------------------------------

Poucos saberão o que o futuro próximo trará à organização do futebol português. O que parece evidente é que não passará pela Liga de Clubes, apesar das palavras de circunstância de Hermínio Loureiro.

Toda a movimentação passa por colocar nas mãos de Fernando Gomes e Tiago Craveiro o controle total do futebol português. E dar outro destino aos direitos de imagem das competições nacionais, aspecto vital para manter o status quo.

Pelo meio, acaba-se com a Taça da Liga e recoloca-se a arbitragem nas mãos de gente de confiança. Os homens para esses cargos estão escolhidos e têm dado a cara publicamente, construindo a sua imagem como impolutos e confiáveis. De dentes brilhantes e com declarações públicas quase diárias, estes personagens trarão consigo o pior que pode afectar qualquer organização: o amiguismo.

Enquanto isso, Vítor Pereira, que nem a sua equipa pôde construir devido ao famoso método de Hondt, está a ver a sua carreira como responsável dos árbitros a chegar a um beco sem saída, onde só lhe restará o abandono como o mau da fita, pagando por guerras já antigas com alguns dos seus pares.

A próxima temporada trará muitas novidades. O silêncio dos principais responsáveis do futebol português, excluindo um dos actores principais de nome Mário Figueiredo, não augura nada de bom.

Com o poder concentrado na Federação, regressam os tempos das Associações regionais, em que meia dúzia de presidentes são bem mais fáceis de controlar que dezenas de pequenos clubes numa Liga com um presidente não alinhado.

O esvaziamento da Liga de Clubes está quase feito. Vai começar a dança de lugares. E a retirada dos processos contra a Olivedesportos. Só esta pequena revolução poderá salvar o clube do sistema.

Não pensem que Humberto Coelho ou João Vieira Pinto podem fazer alguma coisa. 
O poder pertence unicamente a Fernando Gomes e a Tiago Craveiro. E aos seus amigos.

Exorcismo feito?

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

Uma das principais críticas que fiz a Jorge Jesus foram sempre os seus resultados com o FC Porto. 
Quer treinador quer equipa parece que bloqueavam desde o famoso jogo das bolas de golfe.

Esse problema arrastou-se durante anos até esta temporada. Com o jogo de ontem, esse fantasma que assombrava a equipa e em especial o treinador parece devidamente exorcizado.

É certo que não foi o melhor FCP dos últimos anos. Foi o pior. Mas também é certo que o Benfica não jogou com 11, jogou com 10. E no fim venceu.

A ausência desta mentalidade, de respeitar mas não temer, tem sido um dos principais obstáculos à evolução como treinador de Jorge Jesus. Será desta que isso foi ultrapassado?

Sobre o jogo de ontem, há vários aspectos que quero destacar:

- Steven Vitória foi vitima da falta de minutos na equipa principal. Qualquer outro jogador se ressenteria na mesma forma e o FC Porto soube aproveitar. Não tem entrosamento com ninguém, em jogo real, e assim perdeu uma oportunidade de mostrar o seu valor. Ele que foi um dos melhores jogadores da temporada passada.

- O jogo de sacrifício de todos os jogadores, mas em especial de Ivan Cavaleiro. Um puto à Benfica que no momento chave teve sangue frio e não tremeu. Temos futuro.

- Oblak. A equipa mudou a partir do momento que Oblak substituiu Artur na baliza. Deixamos de sofrer golos como sofriamos e a estabilidade e confiança que transmite fortalece os companheiros. Os penaltys são sempre algo complicado. O que destaco é a sua exibição durante o jogo. Antecipação e concentração. Lamento pelo Artur, mas ontem o jogo não teria chegado às penalidades se fosse ele que estivesse na baliza. Oblak é o melhor guarda-redes do Benfica.

- Jardel. A minha avaliação sobre Jardel sempre foi mediana. Confesso que tenho gostado de ver as suas exibições. As palavras no fim do jogo foram incisivas, mas essas palavras ficariam melhor na boca de um responsável do clube, o que não tira em nada o seu excelente sentido de oportunidade em as dizer. Dentro de campo, Jardel tem sido uma mais valia. Parabéns por isso.

- Jorge Jesus. Todos sabem que desde a sua segunda temporada no clube, deixei de acreditar na sua capacidade de evolução. Na sua vontade em colocar o interesse do clube acima do seu ego e das suas manias. A análise a esta temporada será feita no fim, mas o que afirmo é que esta temporada não tem repetido alguns dos erros que o penalizaram e ao clube no final da temporada passada. Se isso é um sinal de evolução? De que finalmente deu aquele passo em frente? De que poderá ser um treinador para o futuro do Benfica? Veremos. Turim vem já a seguir.

Parabéns a todos, jogadores e técnicos. Mereceram ser felizes no Estádio do Dragão Melão.

Temos um "novo" Presidente

Avatar
 ●  58 comentários  ● 
Há uns meses eu escrevi aquilo a que chamei um "dossier de ideias" para o SLBenfica.

Num dos capítulos, foquei-me na necessidade de o Presidente ser mais activo, mais próximo dos adeptos, mas presente junto das equipas além do futebol profissional, que assumisse uma postura de ser o primeiro entre os adeptos...

Pelos vistos essa opinião não estava errada, pois também o Presidente tem essa leitura e já o vimos em Nyon nos dois jogos decisivos dos juniores, no Sábado esteve no Seixal a ver a equipa B, hoje participou pessoalmente nas Manhãs da Comercial para dar os parabéns ao Ricardo Araújo Pereira num tom de grande boa disposição e, claro, muito benfiquismo...

... Algo me diz que isto não vai ficar por aqui e que teremos o Presidente nos jogos decisivos que se aproximam das camadas jovens e das modalidades.

Temos um "novo" Presidente... E gosto muito desta nova postura, temos TANTO a ganhar com ela.

Esclareçam-me esta dúvida...

Avatar
 ●  12 comentários  ● 
O LFV falou em tempo de eleições no celebre 3 + 1 + 50 em que englobava mais uma serie de iniciativas. Não me interessam politicas nem se os pros LFV ou Contra LFV vãos espalhar as suas ideias (as vezes a roçar o veneno e odio que deveria ser apenas contra os adversários desportivos)

http://geracaobenfica.blogspot.pt/p/promessas-para-4-anos-check-list.html

O meu sonho de títulos e de metas que foram lançadas e já que foram lançadas, há que conseguir chegar la. Quem não gostaria???

A minha dúvida prende-se com o simples exercício. Se formos vencedores da taça de Portugal ou da taça da liga (apenas um exercício, não uma previsão ou euforia avançada) conta em que ponto? nos 50 pois o futebol é uma modalidade e como não é um campeonato, poderíamos engloba-la aí?

Se, por acaso, formos vencedores da liga europa, ela contará como? não será demasiado grande para ser um titulo do uma modalidade? será demasiado pequena para ser comparada a um titulo nacional?

Digam da vossa justiça... mas com respeito, não é um exercício de bajulação ou de critica a ninguém mas sim de catalogação de títulos e de objetivos que nos propusemos (e que objectivos!!!)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sport_Lisboa_e_Benfica#.C3.89poca_2012.E2.80.932013
A data foi de quando? e contam que títulos?

No basquetebol, por exemplo, ganhamos em 2012/13 - um campeonato, uma taça da liga e uma taça de Portugal e em 2013/14 já ganhamos um uma taça de Portugal e nao acabou a época.

É apenas um exemplo mas que serve para a discussão!!! fico a espera...

Abraço

domingo, 27 de abril de 2014

O Mascarilha!

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
Fui só eu, ou a consideração que os benfiquistas têm pelo Jardel subiu hoje em flecha???

Primeiro, pelo penalty marcado.
Depois, pela reação diretamente dirigida aos macacos dos corruptos que estavam atrás da baiza.
E para fechar com chave de ouro, remata na flash interview:

"O FC Porto não deve estar muito triste porque os seus dirigentes e responsáveis nunca deram importância a esta competição, mas nós sempre demos e mais uma vez estamos na discussão pela vitória"

Para os Gloriosos Campeões: Parabéns! Mas atenção: respeitem o Rio Ave...
Para os corruptos: Inchem! E depois... Rennie!

Foram muitos anos a sonhar ver um Benfica jogar com esta alma

Avatar
 ●  15 comentários  ● 
Fica a união que se vê dentro do campo, a simbiose perfeita entre jogadores, treinador e adeptos...

Fica a imagem de uma equipa que acredita, que dá tudo, independentemente do adversário e das dificuldades físicas próprias da época...

Ficam à vista de todos os benefícios de ter um treinador a longo prazo, onde os suplentes também jogam e sabem o que fazer em campo...

Fica a novidade ao fim de 5 anos, de uma equipa que sabe, não só atacar como sempre soube, como, imagine-se, defender bem e não abanar nas horas de maior aperto...

Fica  a conferencia de imprensa de Jorge Jesus no dia de hoje, para mim, uma conferencia de imprensa simplesmente perfeita, assim como foi o flash interview de Jardel...

Grandíssimo Benfica... Foram muitos anos a sonhar ver um Benfica jogar com esta alma.


P.S. Ainda vou ver o Shadows organizar uma colecta para construir uma estátua para o homem :)))

No próximo jogo tentamos só com 9

Avatar
 ●  26 comentários  ● 
Com 10 está visto que é fácil... Agora há que aumentar a competitividade e experimentar só com 9, nestes jogos com adversários mais acessíveis assim.

Jesus não vacila e vai para ganhar!

Avatar
 ●  39 comentários  ● 
Olhando para os convocados do Benfica para o jogo de hoje, só se pode tirar uma conclusão:

Jesus acredita física e mentalmente nos seus jogadores (o que é muito bom) e quer ferreamente chegar às três finais (Taças de Portugal e da Liga bem como à Liga Europa). Depois do que ele próprio permitiu que lhe acontecesse no ano passado, não é condenável que o queira. Ele conhecerá o estado dos seus jogadores para fazer isto.

Sendo assim, resta-nos acreditar também e puxar BENFICA, BENFICA, BENFICA!!!

Rumo a mais uma final!

CARREGA BENFICA!!!!

Candeias e Pizzi para 2015?

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
Agrada-me a ideia de se apostar em portugueses com qualidade... 

Não são craques de topo, esse espaço estará guardado para duas ou três contratações estratégicas.

São sim o complemento desses e que são fundamentais para a formação de um plantel de topo - que não se faz só com craques.

Gostava de ver entre eles também o Danilo Pereira... A quem juntaria o Bernardo e uma aposta no Cancelo - um jogador que precisa de muito trabalho "fora de campo" mas que no dia que for feito esse trabalho, teremos ali talvez um futuro jogador de selecção.

Anunciado o 11 para vencer amanhã

Avatar
 ●  18 comentários  ● 
Paulo Lopes
André Almeida, Jardel, Steven e Siqueira
André Gomes e Fejsa
Ivan Cavaleiro, Djuricic e Sulejmani
Cardozo

Oblak, Luisão, Ruben Pinto, Rodrigo, Cancelo, Bernardo Silva e Gonçalo Guedes

As regras ditam que devem ser utilizados 5 jogadores que tenham integrado as duas últimas fichas de jogo. Neste critério entram: Jardel, Djuricic, Siqueira, Cardozo, Steven, André Gomes, Sulejmani, Paulo Lopes e Ivan Cavaleiro.

Considero que podemos vencer o FCPorto com estes jogadores e, mesmo que não fosse possível, estou certo que termos Oblak, Luisão, Garay, Amorim, Maxi, Gaitan, Marko, Lima, Rodrigo, Enzo etc a 100% para 5a feira é fundamental e prioritário.

A missão do capitão no banco é importante para ajudar os mais jovens e passar a mensagem de conquista.

NÃO TENHO QUALQUER DÚVIDA QUE HAVERÁ TENTATIVAS DE LESIONAR JOGADORES DO BENFICA DE FORMA A ENFRAQUECER O NOSSO CLUBE PARA O JOGO COM A JUVENTUS...

ranking