O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual foi o melhor jogador do campeonato 2016/2017?

segunda-feira, 31 de março de 2014

Negócios FINALMENTE bem feitos...

Avatar
 ●  + 18 comentários  ● 
A imprensa especular é impossível evitar...

... Mas é se total justiça dizer que o SLBenfica está a melhorar imenso na forma como conclui dossiers de jogadores de elevado potencial identificados pelo departamento de prospecção.

Hoje são falados dois nomes cujos negócios estarão ja concluídos (ASSM É QUE EU GOSTO DE LER AS NOTÍCIAS) e que no caso de um a imprensa nem saiba - o polaco do nome esquisito - e o outro a imprensa dizia que não vinha porque não queria  - o belga do nome não menos esquisito.

Parabéns à Direcção e Administração da SAD por esta evidente melhoria com resultados claros no sucesso das operações.

Não precisamos de exemplos destes

Avatar
 ●  + 43 comentários  ● 

O PORQUÊ DE QUARESMA NÃO MERECER IR AO MUNDIAL! 

E FERNANDO... NEM PENSAR!



Está muita gente a debater quem deve ou não ser convocado por Paulo Bento para ir ao Mundial, defender a equipa das Quinas. Dentro deste debate, dois nomes são dos mais "incómodos" ou badalados, se preferirem o termo: Ricardo Quaresma, e Fernando, ambos do clube do Dragay.

Muitos defendem a ida dos dois, que são jogadores que acrescentam valor ao grupo. Dois contributos válidos, que acrescentam fibra e raça, e virtuosismo e fantasia. Depois há quem defenda apenas a ida de Quaresma, porque só ele é que é português... Pois bem, vamos lá aos factos (segundo o meu ponto de vista)!

Nem um... e muito menos o outro! 

Comecemos pelo BRASILEIRO. Fernando, ou o "polvo" se preferirem, colhe a opinião de que é imprescindível no meio campo Luso. E eu pergunto: Por que carga de água?? Para já, um jogador que se naturaliza com a ambição de ir a uma competição de selecções, quando vê que não tem "vagar" na sua pátria, é sempre de salutar. Lembremos aqui os exemplos de Deco e Liedson, jogadores que ainda hoje habitam no seu país, o querido Portugal, e que ainda hoje por certo têm decorado o nosso hino! Não trago aqui á baila Pepe, pois para mim, este sim, sente mesmo a selecção, e teve um trajecto no futebol lusitano que me leva a pensar, que quando arrumar as botas, vem morar para Portugal, ou quanto muito Madrid. Não são para mim exemplos comparáveis.

Fernando não é mais que um "PRESSING" desmedido e DESESPERADO por parte do clube nortenho em torná-lo comunitário e vendável para mercados mais exigentes, como Inglaterra. Com o perder do acesso directo á Champions, e desesperadamente a precisar de receitas, os corruptos precisam de encaixe financeiro ASAP ( só para me exibir - "as soon as possible"). Qual o único meio de ganhar dinheiro? Vendas. Quem têm no plantel para vender? Jackson... Mangala... Danilo... Alex Sandro...Quaresma... e Fernando. Dos quatro primeiros, só Jackson e Magala pertencem em cerca de 40% aos azuis, o resto está nos fundos de investimento. Os laterais brasileiros, estão em leasing... não entrará dinheiro nenhum ( pelo menos em modos graúdos) nos cofres caso sejam vendidos. Quaresma, é preciso valorizar, pois o cigano tratou de queimar a sua imagem como profissional ao longo da sua carreira no exterior, por isso a ida ao Mundial caía que nem ginjas, e Fernando... bom, se se tornar Internacional por Portugal, lá valerá mais uns milhões!! E este sim, torna-se a única saída para os "azeiteiros".

E Alguma vez, Fernando traz mais qualquer coisa, ou consegue acrescentar algo a uma selecção que pode contar com um William Carvalho, que tem ainda Adrien, Ruben Amorim como opções? É que nem vamos por aí...

Quanto ao Quaresma.... Lamentável. Mais uma cena LAMENTÁVEL deste projecto de ser humano, no final do jogo na madeira, a demonstrar toda a classe a lidar com a derrota. Depois de Guimarães, onde ninguém quis levantar fervura, seguiu-se hoje mais um capítulo do "Diário de um Mustang - vou atropelá-los todos!"

Um jogador que faz isto, não merece ser seleccionado para representar o nosso País. Não vamos correr o risco de o "menino" amuar no final de um jogo, e escrever mais uma página de classe e "fairplay" que a nossa selecção já nos habituou. Casos como João Pinto, Zequinhas, pancadarias nos finais dos jogos, suspensões de Paulo Bento, Abel Xavier, Nuno Gomes, etc. Não é este o ambiente que queremos promover. Jogadores destes, que não sabem ser adultos apesar de todo o potencial e qualidade, não têm mais lugar no nosso futebol.

E espero, que desta vez, este arruaceiro seja castigado! Suspenso até ao final da época, de todas as competições. Reincidente, Desrespeitador, Provocador, Ordinário, e Deplorável na sua conduta como profissional pago ( a peso de ouro).

Por isso, a nossa selecção passa bem sem estes dois jogadores, e recomenda-se livre destes exemplos. Do clube corrupto, espero apenas que seja convocado o Varela, nem mais um único elemento. Não queremos estragar o (já reduzido) ambiente que se possa viver no seio da Equipa das Quinas. 

Para lembrar e recordar, aqui ficam as belas imagens que o "cigano" deixou por terras do Nacional. Curioso o trocadilho: Foi contra o Nacional que o Quaresma mostrou não merecer a selecção Nacional!! 

Quanto ao resto, já sabem: Carrega Benfica, Sintam a Mística! 





A tremer até ao fim. Mas que está reservado está.

Avatar
 ●  + 12 comentários  ● 

Passamos em Braga. Foi um resultado positivo num campo onde com JJ têm sido mais as vezes os resultados negativos que outra coisa.

Não há como disfarçar que a exibição da equipa foi fraca face a um Braga desfalcado. O pior é a tremideira, essa expressão tão vulgar nas equipas de Jorge Jesus nos momentos chave.

O problema é mesmo esse. Jorge Jesus é o principal foco de instabilidade e passa esse seu nervosismo à equipa. Quando a pressão é menor, nota-se menos. Quando estamos em momentos de tensão, aquele que deveria ser o porto de abrigo e referencial de estabilidade é quem estraga tudo.

O discurso de Jorge Jesus na conferência de imprensa e na flash foi mais uma vez um reflexo da sua falta de estrutura mental para treinar o Benfica.

Explicar o jogo dizendo que a estratégia era entregar o domínio ao Braga, que foi isso que treinaram não só é ridículo como perigoso. A ganhar 1-0 a estratégia é dar bola aos outros? É correr o risco de numa jogada de azar sofrer o empate e deitar tudo a perder? 

E agora colocam-se em campo jogadores só porque já estiveram do outro lado? É importante emocionalmente em quê?

Os jogos a doer têm sido todos a mesma coisa, com a excepção da Académica. Tremideira e derrota no Dragão, perante um FCP que até o Nacional conseguiu vencer. Mas claro que são a 4ª melhor equipa do campeonato. Ou será o Estoril? Ou é o Braga? Será o Rio Ave?

O que apelo é a Rui Costa e a Shéu Han, bem como a outros benfiquistas no Benfica que possam estar perto do plantel que transmitam confiança aos jogadores e que os ajudem a estar focados. Se depender só de Jorge Jesus e do motivador que ganha 500.000/ano, estamos tramados.

Espero que Jorge Jesus, no tempo que lhe resta no Benfica, não comece mais cedo a trabalhar em prol dos seus novos patrões.

Reservamos e está reservado. Os benfiquistas merecem ser felizes. Merecemos vencer.  

domingo, 30 de março de 2014

CONVERSAS DA TRETA

Avatar
 ●  + 22 comentários  ● 

QUANDO A GESTÃO TIRA A TE***...


Quando a mensagem que se passa aos jogadores do plantel é esta, a tão apregoada "Gestão", que temos de saber temporizar e não estar a gastar energias sem necessidades... dá nisto. Um jogo em que nunca metemos a 3ª, andámos sempre a engrenar da 1ª para a 2ª, e de uma para a outra durante os 90 minutos!

Arriscá-mo-nos a sofrer um golo num daqueles lances fortuitos... sem necessidade nenhuma de andarmos sempre a olhar para o relógio, a ver se ainda falta muito para acabar.

Passamos esta mensagem de que estamos em gestão, estamos sempre a poupar, e com um ritmo lento, sem pressão, e perante um Braga B, fizemos os arsenalistas sempre acreditar que podiam ter a sorte do jogo.

Não é assim que temos de nos exibir, mas SOBRETUDO não podemos passar esta mensagem de dentro do grupo para fora, de que andamos a jogar em poupanças energéticas! Convencer os nossos atletas que jogar lento é bom e que é para o bem deles, é no mínimo... Ridículo! E com a agravante de agora temos de dar a iniciativa sempre ao adversário... 

Valeram os 3 pontos, estamos quase lá! Parabéns a mais um resultado vitorioso, mas hoje não consegui disfarçar esta azia de que andamos aqui a brincar com a sorte. Gerir é depois de 2 ou 3 a zero, aí sim, troquem a bola perante adversários já abatidos e convencidos.

Agora é vencer os 3 jogos em casa e está feito! Nem nos meus piores pesadelos penso perder o 33º Título!! Rio Ave, Olhanense e Setúbal... 9 pontos, 3 vitórias, 3 casas cheias! E sem poupanças malta, pode ser? 

Rodrigo, falhaste um penalty, mas isso não estraga 90 minutos sempre a correr, onde para ti não houve gestão de esforço! E Proença... finalmente marcaste um penalty para estas bandas... é coisa para brindarmos hoje ao jantar!


Carrega Benfica, Sintam a Mística!!

Hoje em Braga...

Avatar
 ●  + 2 comentários  ● 


Coerência?

Avatar
 ●  + 18 comentários  ● 

29/03/2014:
"O Sp. Braga, ao longo dos últimos anos, conquistou o direito próprio de estar no nosso calendário desportivo. É neste momento a quarta equipa mais forte do campeonato." - Record.

15/03/2014(sobre o Nacional):
"Todos sabemos que vai ser um jogo difícil porque os jogos na Madeira são sempre difíceis. Tirando as equipas chamadas grandes, é a melhor." - Record.

07/03/2014(sobre o Estoril):
“Espero um jogo difícil. O Estoril é o 4.º classificado e isso quer dizer tudo." - SL Benfica.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Benfica - FCP, round 2

 ●  + 24 comentários  ● 


Portugal 28 de Março de 2014

Quiseram os caprichos dos sorteios e desenrolar das provas que o Benfica tivesse de jogar, no mínimo, 5 vezes contra o FCP o grande dominador dos bastidores do futebol português e como tal, o grande conquistador de títulos nacionais desde há 25 anos para cá.
Mais do que isto, julgo que apenas aconteceu na época de 1983/84 ou 84/85 quando por critérios da Supertaça, jogamos 6 vezes contra eles. 2 para a Supertaça, mais 2 para o desempate da Supertaça e mais 2 para o campeonato. Por acaso no desempate da Supertaça, que perdemos 3-0 depois da derrota por 1-0 na 1ª mão na Luz, foi o último jogo que vi em casa do FCP. Prometi que nunca mais lá punha os pés, “promessa” que tenho cumprido com bastante facilidade...
Estamos portanto no desenrolar de um autêntico “combate” com 5 rounds, esperando no final sermos vencedores por KO, mesmo que os árbitros e a comunicação social puxem para o lado do adversário. O Benfica ganhou o round 1 por 2-0, o FCP ganhou o round 2 por 1-0, e como é tradição nos locais de debate benfiquista, a derrota não foi bem encaixada. O “fair play” de certos adeptos é uma treta. Podiam fazer como eu e limitar-se a questionar a influência da arbitragem no desenrolar do jogo, e seguramente não diriam tanta asneira.
Sob o mote dado pela 1ª página do RECORD, o 2º órgão oficial do SCP, o mesmo RECORD que tanto criticou Jesus nas 2 épocas anteriores por não saber gerir o esforço físico do plantel que esteve envolvido em várias provas até final da época, esse mesmo RECORD decidiu enfatizar que o Benfica jogou contra o FCP sem 6 titulares.
Foi o bastante para estimularem a divagação pseudo construtiva destes adeptos incapazes de aceitar qualquer tipo de mau resultado. As várias teorias que vi e li por aí para explicar a derrota do Benfica, variaram entre a teoria da “tremideira” que a opção por Artur Moraes na baliza provocou em todo o sector defensivo, à teoria do aumento da mobilidade do ataque defendendo a saída de Cardozo e não Rodrigo, à teoria da desconsideração de Jorge Jesus pela Taça de Portugal ao alinhar com menos 6 titulares.
Se a estupidez fosse música, estes adeptos ganhavam um Grammy todos os anos.
A teoria da “tremideira” não passa de um arroto intelectual. É que estamos a falar do guarda-redes que foi titular durante mais de 2 épocas, e que, com todos os seus defeitos nos levou aos quartos de final da Champions e à final da Liga Europa. Sugerir que os colegas já o esqueceram, é uma idiotice. Até porque o Benfica não marcou qualquer golo (3º jogo esta época), e a culpa não pode ser assacada ao guarda-redes. Se me conseguirem provar que sim, prometo que me passo a dedicar à pesca em vez de escrever sobre o Benfica.
A teoria do aumento da mobilidade não passa disso: uma conjectura. Que bases existem para dizer que se Lima tem entrado, marcávamos golos? 1) Lima jogou 90 mn no round 1, e não fez nem esteve perto de fazer qualquer golo. 2) Lima entrou para a saída de Cardozo com o Tottenham. Levamos 2 golos logo de seguida porque Lima não é um jogador táctico, não é ponta de lança, não segura os defesas, é um avançado móvel que faz várias posições na avançada mas não é marcado individualmente por ninguém. 3) O ataque do Benfica esta época, com Lima e Rodrigo marca menos golos do que na época passada com Cardozo e Lima, ou Rodrigo à vez.
A teoria dos titulares é um engodo jornalístico para fazer o costume: branquear os outros factores negativos do jogo. Os que ninguém falou: arbitragem e o sistema de jogo tradicional do Benfica (4-4-2). Da equipa que venceu brilhantemente o Tottenham em Inglaterra, só houve 3 mudanças: Artur no lugar de Oblak, Maxi no lugar de Sílvio que foi ocupar o lugar de Siqueira, e Sálvio no lugar de Markovic. 3 diferenças apenas. Mas como é óbvio, este critério não era bombástico como foi fazer a comparação com a equipa que ganhou à Académica. 6 é mais de meia equipa, dá mais jeito do que 3. Mas e quantas alterações fez o FCP em face do último jogo Belenenses? Fez 4. Dir-me-ão que 3 delas foram forçadas porque eram jogadores que tinham cumprido castigo. Mas foram alterações. E quem nos garante que se tivessem jogado com o Belém, também jogavam contra o Benfica, dada a sobrecarga de jogos que também estão sujeitos?
Mas ainda se pode dizer que esta questão não se coloca para o FCP da mesma maneira que se coloca para o Benfica, porque o FCP ganhou e o Benfica não. Ora aqui podemos falar de muita outra coisa que contribuiu para que o Benfica tivesse falhado esses objectivos. Nomeadamente o famigerado 4-4-2 mesmo em losango, que confere uma propensão ofensiva que nunca vimos resultar perante equipas do “nosso” campeonato. E os erros de arbitragem escandalosos que por mero acaso não originaram duas pernas partidas, em lances que, num caso, nem falta foi assinalada, no outro foi mostrado um simples cartão amarelo.
A pergunta é: e se esses lances envolvessem como agredidos, os jogadores do SCP, será que tudo se varria para baixo do tapete, como fez a comunicação social? Se o lance em que Luisão é derrubado por Alex Sandro na área do FCP, se fosse a favor do SCP será que não tinha honras de 1ª página em vez dos 6 titulares? Lembro que a comunicação social considerou ter existido 1 penalty num jogo Benfica – SCP, época 2011/12, num lance em que Jardel agarra e é agarrado por Onyeuw, junto ao lado esquerdo da nossa baliza, mas em que o cruzamento é feito para o lado direito da nossa baliza. Ora neste caso, Luisão é agarrado e impedido com o movimento do defesa do FCP, que o derrubou na zona onde a bola foi cair. É bem diferente!
O que se percebeu deste round 2 é que a comunicação social sportinguista e lisboeta, mais uma vez branqueou uma arbitragem perigosa e tendenciosa, onde os erros – para variar – foram todos na mesma direcção. E se percebeu mais uma vez que a equipa de futebol está completamente sozinha. A única coisa que ouvimos falar, sobre o que se supõe ser Presidente do Benfica, foi que tinha vendido parte das acções da SAD. Sobre o sumaríssimo contra Fernando, ainda nada se sabe se a Direcção vai fazer o pedido. Depois admirem-se que o fantasma da brilhantina volte a “atacar”...

O regresso à Monarquia ou assumir a Paixão?

Avatar
 ●  + 23 comentários  ● 

A selecção nacional de Portugal vai jogar de... azul e branco. Ora, vamos lá por partes e olhar aos símbolos do país:

Então, ou bem que alguém decidiu homenagear as quinas da bandeira, por motivos óbvios pois diz a lenda que Afonso Henriques matou os cinco reis mouros das taifas de Sevilha, Badajoz, Elvas, Évora e Beja, antes de dizimar as tropas inimigas. Assim, em gratidão a Jesus, incorporou cinco escudos (quinas) dispostos em forma de cruz cristã, representando a vitória divina conduzida sobre os cinco reis inimigos cada um carregando com as cinco chagas de Cristo na forma de besantes de prata.

Ou alguém resolveu voltar ao momento da Monarquia:


Ou por fim, alguém resolveu ceder à tentação, ou será antes à paixão de sempre e resolveu vestir a selecção igual ao coração:


Obrigado por tudo Fernando Gomes! És claramente muito confiável...

Benfiquistas somos nós!

Avatar
 ●  + 21 comentários  ● 


Este discurso todo foi contra o Benfica. Por muitas voltas que ele dê. 
Nunca o vi fazer este discurso contra o FCP. Das várias vezes que foi prejudicado por arbitragens.

Na quarta feira tinha vários motivos para o fazer, face ao critério disciplinar miserável de Marco Ferreira.
Preferiu passar a conferência de imprensa a elogiar a equipa de caceteiros do FCP.

É neste vira-casacas que está depositada a nossa esperança. Espero que não repita a gracinha de quarta-feira e do jogo em casa com o Tottenham.

Benfiquistas somos nós!

Prognóstico para Braga

Avatar
 ●  + 15 comentários  ● 
Sem qualquer ponta de hesitação ou duvida, a minha aposta vai para uma clara demonstração de poder do Rolo Compressor...

António Salvador vai ver o "seu Paixão" sentir a primeira grande derrota pesada desde que chegou. 

Eu aposto numa diferença de golos de três ou mais golos.

A minha aposta fica já aqui: 
Resultado: 4-0
MVP: Markovic

E a vossa?

quinta-feira, 27 de março de 2014

Coincidências do caraças. Inside...what?

Avatar
 ●  + 18 comentários  ● 

"A Comissão do Mercado de Valores Mobiliário solicitou ontem esclarecimentos à SAD do Benfica pelo facto das ações do clube encarnado terem disparado nos últimos três dias.(Entre 19,20 e 21 portanto.)

A SAD encarnada respondeu que não tinha explicação para a forte valorização das ações do Benfica, que nos últimos dias viu o seu valor mais do que triplicar subindo mais de 80 por cento com cada ação a superar os 3 euros. A SAD do Benfica acrescentou ainda que tal poderá estar relacionado com movimentações do mercado.

As ações de Benfica, FC Porto e Sporting foram as que mais subiram na Europa no dia de ontem, talvez pelos resultados na Liga Europa de águias e dragões." -Desporto SAPO a 21 de Março.

Curiosamente na mesma data houve negócio:

"O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, vendeu em Março mais de 70.000 acções da SAD do líder da I Liga portuguesa de futebol, mas mantém 3,37% do capital social da empresa.

De acordo com um comunicado enviado à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), a 20 e 21 de Março, Vieira vendeu um total de 73.906 acções, num valor unitário entre 2,30 e 3,00 euros, que renderam mais de 190.000 euros, antes de impostos.

"Após estas transacções, o Sr. Luís Filipe Ferreira Vieira passou a ser titular de 776.094 acções representativas do capital social da Sport Lisboa e Benfica -- Futebol, SAD, correspondentes a 3,37% do capital social e dos direitos de votos", lê-se na mesma nota.

As acções da SAD do Benfica fecharam hoje a valer 2,13 euros, uma queda de 3,62% face ao fecho de quarta-feira." - SOL

Grande oportunidade de negócio! O Presidente do Benfica tem mesmo olho para o negócio! Parabéns Presidente!

A esquizofrenia benfiquista...

Avatar
 ●  + 22 comentários  ● 
Engraçado "bicho benfiquista"...

Há uns dias quando aqui foi criticado Jorge Jesus pela forma como permitia que a sua conduta e postura fora de campo condicionassem o seu trabalho... "caiu o Carmo e a Trindade".

Quando se levantou a hipótese de "cansaço" dos benfiquistas perante essa sua conduta e postura "supra-Benfica" que o faziam comportar-se como um ser imune... "caiu o Carmo e a Trindade"

... O Benfica vai ao Dragão gerir a eliminatória porque a pode decidir na Luz, já depois das duas mãos da eliminatória com o Az Alkmaar, e se calhar até com o campeonato muito perto de estar conquistado... E estranhamente o blog enche-se de críticas ao Jesus.

Vá lá alguém compreender isto!!!

Do lado desportivo não me revejo minimamente nas críticas. Jesus fez, na minha opinião, muitíssimo bem em rodar bastante a equipa. Não que a Taça não seja para ganhar, como alguns logo acusam, mas porque não é efectivamente nem o primeiro nem sequer o segundo objectivo do Benfica e pela frente tinham um adversário que estava a jogar "as fichas todas" nesta eliminatória.

Ora, ir atrás disso seria correr o risco de extenuar os jogadores - sem falar em castigos ou lesões - num momento em que estamos a jogar de três em três dias durante cerca de um mês (com tendência para continuar se passarmos, como espero, o AZ).

Pergunta: o Benfica precisava mesmo de o fazer? Ou seria mais prudente, como fez Jesus, poupar a equipa, jogar de forma mais controlada até nos índices físicos, tentando manter a eliminatória num patamar de decisão na Luz?

Arriscado? Claro... Mas foi ou não conseguido?

Ah e tal, podíamos ter levado três ou quatro. CERTO! Um facto... Mas a verdade é que não levámos e, mais que isso, em vários momentos fizemos por isso. Mas ainda assim, este será porventura o único contexto desportivo criticarem: A (FALTA DE) ATITUDE, ou se preferirem DE MENTALIDADE, DOS QUE JOGARAM. Mas será que o problema foram eles? Ou com Jesus essa subjugação tem sido nota dominante? Porque será?

A "mensagem de Jesus" (que frase tão esquisita eheheh) foi interpretada de forma relaxada e pouco "agressiva" pela equipa. A equipa entrou com a clara noção que eles vinham com tudo e que nos não tínhamos nem queríamos correr riscos. ERRADO! 

Jesus deveria ter desafiado os que entraram a mostrar que não se tratava de rotatividade, mas sim de "outro melhor 11" do Benfica. Sim, com atitude poderíamos até ter poupado jogadores e ainda assim discutido o jogo.

Fora do plano desportivo... Aqui sim crítico sem qualquer prurido a atitude "auto-imune" de Jorge Jesus. O homem está-se nas tintas para tudo e todos. Se entende que deve andar ali aos abraços e segredinhos com Pinto da Costa, ele anda e acabou... Mesmo sabendo que o homem tem um ódio de morte ao Benfica e tudo faz, não para o clube dele ganhar, mas para que nós percamos. O homem que tem no museu um altar, ou um Kanto (como eles chamam) onde explora e se regozija com Jesus ajoelhado no Dragão.

Como em Londres, Jesus não quer saber se a sua conduta está certa ou errada, se prejudica o Benfica ou se fere a susceptibilidade dos sócios... Isso para ele "é piners". Ele faz o que quer, quando quer e com quem quer.

Tenho muita pena que ele seja assim porque isso dá cabo dele.

Um nota final: Como Jesus é teimoso e tendencioso, mas não é burro, eu acredito que nada disto acontece por acaso, está sua atitude sobranceira não acontece por acaso, mas porque - isto é uma apenas uma tese minha - o Jesus não quer continuar no Benfica na próxima época. 

Estará, porventura, farto da exigência dos benfiquistas que não o vêem como vêem Mourinho, Ferguson ou Guardiola... E ele acredita que é como eles.

Estará, porventura, farto que não compreendam que apesar de não ganhar faz melhor que os outros antes dele nos últimos 15 anos. Na cabeça dele, isso deveria ser suficiente para ser adorado de forma unânime.

Se isto for assim, há algumas coisas que me preocupam:

1) Vieira pode ter muitos defeitos mas não o deixa sair só porque sim. Vai exigir o devido dinheiro depois de o ter segurado várias vezes.
2) Jesus pode estar muito farto mas tem contrato e em Portugal só Benfica e Porto lhe pagam assim. ora se por um lado estou-me nas tintas que vá para o Porto, por outro lado acho que o Jesus se sentir assim e não tiver "como sair", então avizinha-se um ano seguinte à conquista deste título, de verdadeira agonia e confusão.
3) Se Jesus fosse para o Porto talvez o Benfica acordasse para a vida. Não porque fosse vencer mais do que o Porto vence sem ele - lá quem ganha não são os treinadores, são os "meus queridos". Mas sim porque seria a demonstração de como basta "domar" o Jesus para fazer dele um treinador de classe mundial. Só que ele no Benfica mostra resistência a ser domado... e ninguém parece querer domá-lo.

PS- Por favor, o título do tópico é "A esquizofrenia benfiquista" e não é sobre a saída do Jesus nem sobre a ida para o FCPorto, isso foi só uma opinião (a parte da saída, não a do FCPorto, pois já sabem que para mim, depois de sair pode ir para onde quiser que não lhe temo nenhum destino). Foquem-se no tema do tópico, por favor, e não comecem logo a disparar para o ar todos excitadinhos sobre a nota final.

Reservado!

Avatar
 ●  + 43 comentários  ● 

Sim, estou a reservar o pescoço de Jorge Jesus. Não o literal, mas o seu 'pescoço' como treinador. 
Para o final da temporada. Que seja campeão, que ganhe as Taças todas e que se meta a milhas para Contumil. 

Os jogos não se gerem antes do resultado feito. Gerem-se depois. Nenhum treinador de topo o faz. 
Em Braga que se livre de falhar. Que se livre de desperdiçar novamente uma vantagem pontual. 

Que se livre de ser eliminado em casa pelo FCP. Que se livre de ser eliminado pelo AZ.

E se isto tornar a acontecer, não poderá ser coincidência. Terá de ser entendido como intencional.

Ontem foi a gota de água. Quem abraça com amizade Pinto da Costa, sem respeito pelo clube que lhe paga o vencimento, foi o mesmo que publicamente enxovalhou 2 símbolos do Benfica.

Peço à estrutura(inexistente) do Benfica que ponha mão no treinador nesta fase decisiva. Porque se o sucesso depender dele, tudo irá ser perdido novamente.

Têm dúvidas? Olhem para os últimos 4 anos. Olhem para a tremideira do costume no Dragão e em Braga. Sim porque em Braga com JJ a história tem sido a mesma do Dragão.

Isto não é drama. É a realidade.

Tudo num comentário.

Avatar
 ●  + 32 comentários  ● 


"Bem, não percebo a surpresa perante este jogo ridículo do Benfica. Era por demais evidente que isto ia correr mal - e até nem correu de todo -, quando o "catedrático" da táctica vem afirmando semana após semana que a prioridade é o campeonato. 
Um clube como o Benfica foca-se apenas numa competição??? Isto faz algum sentido? Que outro grande clube europeu tem este discurso? NENHUM,!!!! 

Passa-vos pela cabeça que numa meia-final, por exemplo, entre o barça e o real haja poupanças??? Nunca há, nem pode haver! Bem sei que se virarmos a eliminatória tudo isto foi bem pensado, a gestão é importante e tal, conversa para "boi dormir (Scolari). Meus amigos, aqueles primeiros 30 minutos foram medonhos!!! Saímos vivos do dragão, o resultado está perfeitamente em aberto, mas podia não estar e o Benfica, leia-se Jesus, esteve perto de conseguir deitar tudo a perder no primeiro jogo.
 
Percebem agora porque digo há bastante tempo que o Jesus adora a Liga Europa em detrimento da Champions, é por isto! Na Liga Europa pode rodar jogadores e todos ficámos entusiasmados com os resultados, exibições e falámos num renascer europeu...não olhámos é para os adversários. A realidade é esta, já se viu vezes sem conta, o Benfica de Jesus perante equipas equivalentes (este Porto estava de rastos mas tem qualidade) ou superiores, que pressionem alto, que tenham intensidade, que obriguem o Benfica a defender, normalmente vencem com alguma facilidade. A realidade é que o Jesus borra-se todo nestes jogos, não há volta a dar, é o princípio de Peter ou no caso de jesus de Roderick.
Cumprimentos,

Pedro

PS: Contra um Braga de rastos lá vamos ter novamente o rolo compressor e uma conferência de imprensa em que o Jesus vai puxar dos galões de grande treinador."

JJ com PdC: Presidente do Benfica por 30seg

Avatar
 ●  + 29 comentários  ● 
A rivalidade entre o Porto e o Benfica é histórica, o corte de relações e as atitudes que vão além da rivalidade e levam os actos e factos para lá até da condição de inimigos estão à vista de todos e patentes nos cortes de relações institucionais e até entre Presidentes.

Ora, sejam Presidente por 30seg e dêem a vossa opinião sobre a forma como Jesus entende, num contexto destes, que não deve deixar de lado a sua amizade com Pinto da Costa colocando-se "na trincheira" do clube que lhe paga o ordenado milionário.

Estará, mais uma vez, Jorge Jesus a comportar-se à margem da conduta seguida pelo clube em prol dos seus interesses?

Sobre este ponto, recordo apenas que o FCPorto tem lá no Museu um "cantinho" que repete vezes sem conta o "ajoelhar" de Jesus à derrota na ultima jornada da época passada.

Fará sentido Jorge Jesus mudar a sua atitude com o Presidente do FCPorto, apenas porque escolheu estar deste lado desta "guerra"?

Como se sentem os adeptos que destilam raiva e ódio sobre o FCPorto e depois lêem estas notícias do treinador do Benfica aos abraços, sorrisos e sussurros com o Presidente do FCPorto?

Têm a palavra os benfiquistas para:

a) como se sentem perante isto? Normalidade aceitável ou traição? Se é normal porquê tanto ódio vosso ao FCPorto e a pessoas com passado a eles ligado?

b) Sejam presidentes por 30seg, como reagiriam a esta situação?

Um aditivo Jesus para fortalecer um FCP do mais fraco que vimos.

Avatar
 ●  + 50 comentários  ● 

Quando o FC Porto pode ser colocado no seu devido lugar, os portistas podem sempre contar com Jorge Jesus para lhes facilitar a vida e não fazer tudo para vencer num sítio em que já levamos 5 com o mesmo Jesus.

Aliás, o treinador do Benfica parecia mais preocupado em repetir que o FCP é uma grande equipa. Extraordinário como repetiu vezes sem conta. Uma vergonha.

A entrada do FCP no jogo demonstra como um qualquer 'Luis Castro' ou 'Vítor Pereira' conseguem ultrapassar as ideias do mestre.

É ultrapassável o resultado? Claro que sim. Não é isso que está em causa.
É a atitude miserável e pequenina de um treinador que só não é pequenino quando toca a pedir o seu vencimento. 

Cardozo e Salvio por muito que quisessem(e quiseram) estão numa forma horrível e sem ritmo de jogo. Dar minutos a Cardozo, disse Jesus. Queres dar minutos? Coloca-os a jogar na equipa B ou em jogos que não contem para nada. Numa meia final e contra o Porto, não se gere. Ganha-se.

O Benfica entrou sem ninguém que pegasse no jogo e com um claro desequilíbrio no meio campo. Os minutos passaram e só JJ é que fingiu não ver. 

O FCP foi banal em especial na segunda parte onde chegou a estar mais de 20 minutos sem rematar, sem que isso significasse oportunidades para o Benfica. Não levamos o segundo porque não calhou, como se viu. Perder com este FC Porto banal é ridículo. 

A insistência em Artur é ridícula. Não sai bem, não chuta bem, é um fator de instabilidade para a defesa.
Maxi Pereira continua a oferecer muita entrega mas a fazer faltas estúpidas a meio campo e a defender mal.

Gostei do Sílvio, do Luisão e do Garay. Uma palavra ao Amorim que tentou ser tudo para segurar aquele meio campo.

É este tipo de gestão de Jorge Jesus que entregou os últimos campeonatos ao FCP. É a gestão do 'ainda temos não sei quantos pontos de avanço', 'ainda falta outro jogo', 'ainda falta não sei o quê'.
A ambição passa por tentar vencer todos os jogos. 

Quer poupar os jogadores? Então não os coloque a fazer treinos puxados numa altura em que teremos 2 jogos por semana. Profissionais de topo têm que ter capacidade física para enfrentar algumas semanas mais difíceis. Em Inglaterra ou jogam e aguentam ou vão de vela.

A triste realidade é que Jorge Jesus desperdiça oportunidades de estraçalhar o FC Porto. 

Nada disto belisca a motivação da equipa para domingo. Belisca sim Jorge Jesus que demonstra ser um treinador pequenino. 
Quando é o treinador a desvalorizar competições, o que pensarão os jogadores? Querem depois exigir aos jogadores que vençam quando o treinador inventa desculpas para não dar o máximo nos jogos todos? Palhaçada.

O SPORT LISBOA E BENFICA PARTE PARA GANHAR TODAS AS COMPETIÇÕES.
ALGUÉM COM BENFIQUISMO NAS VEIAS QUE META ISSO NA CABEÇA DO TREINADOR.

É que se não é para ganhar tudo, então para quê pagar o 11º vencimento mais alto do mundo dos treinadores do futebol? Viram o JJ na conferência de imprensa? Sem argumentos para justificar esta derrota.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Dura realidade

Avatar
 ●  + 25 comentários  ● 
Jogámos com cinco titulares a descansar no banco...
... Um sinal claro que a prioridade do FCPorto é apenas o nosso objectivo nº3.

Seja como for, nem o melhor FCPorto conseguiu arrumar este "Benfica quase-B", deixando assim a eliminatória totalmente ao nosso alcance quando, a 16 de Abril, já tivermos mais próximos do nosso objectivo principal - o campeonato.

Ah... E além de 5 titulares no banco ainda jogámos com menos um o jogo todo. Quando encontrarem o Cardozo avisem. Afinal o JJ não faz a magia que o Quique não foi capaz, ou seja, sem a titularidade por decreto e sem uma embalagem de jogos atrás de jogos, o Cardozo é sofrível.

O fantasma.. da brilhantina...

 ●  + 7 comentários  ● 


Portugal 26 de Março de 2014

Tenho de começar este texto evocando o que escrevi no texto intitulado “Pois” publicado anteontem acerca da questão da remuneração dos árbitros de futebol: “neste ranquing não entra o dinheiro dos árbitros internacionais porque o que ganham lá fora não é contabilizado. Tudo somado, os internacionais ganham mais e logo a seguir vem o Xistra”.
E também tenho de recordar o que escrevi no texto “Paços firmes e decididos” publicado em 19 de Fevereiro: “Contudo, depois dos “roubos” das épocas anteriores, é obvio que aguardo pela reacção da equipa quando jogar com arbitragens de Proença e Xistra, em particular..... Por isso parece-me fundamental que só façamos “contas” quanto ao título de campeão quando passarmos por estes dois árbitros.”
Tudo isto tem que ver com a nomeação de Pedro Proença para o Braga – Benfica, nomeação também conhecida numa terça-feira, tal como as anteriores, e que vem colocar a questão do fantasma da brilhantina e não do fantasma do final da época passada, como servilmente alguns jornalistas continuam a referir quando interrogam JJ nas conferências de imprensa.
Proença estava impedido de arbitrar jogos do Benfica devido ao julgamento por agressão de um adepto do clube. O julgamento terminou na semana passada com a sentença que condenou o adepto a uma pena suspensa de 15 meses e ao pagamento de uma indemnização de mais de 7 mil euros. Ora como se deve entender a pressa que a Comissão de Arbitragem teve, para nomear Proença para o 1º jogo de grau de dificuldade elevada envolvendo o Benfica? Como se deve entender que essa nomeação não tenha acontecido no último jogo com a Académica?
Com sabemos, o Benfica regista com o Sr.º Proença a mais baixa percentagem de pontos conquistados, do que com qualquer outro árbitro nacional ou internacional. Num raciocínio muito simples, mas incontornável, quem nomeia este árbitro para jogos do Benfica sabe que a probabilidade do Benfica perder pontos é maior do que com qualquer outro. Percebe-se pois que, se a nomeação for efectuada em jogos de maior grau de dificuldade, a probabilidade do Benfica perder pontos com Proença aumenta. Então a única conclusão que se pode tirar é que Proença foi escolhido para Braga, para procurar tirar pontos ao Benfica.
Porque não foi metido no jogo com a Académica? Jogávamos em casa, o adversário é teoricamente mais fraco, o efeito Proença dificilmente iria resultar. E perdiam um “trunfo” pois entre cada dois jogos arbitrados pelo mesmo árbitro, devem decorrer um número mínimo de jogos.
Daqui se conclui que quem escolheu Proença fê-lo na plena convicção de fazer mal ao Benfica. E é isto que me deixou muito incomodado, muito mais do que o receio da má arbitragem do indivíduo em questão. Reacções da Direcção do Benfica? O costume: o silêncio ensurdecedor, enquanto nos fartamos de ouvir as críticas da Direcção de Bruno de Carvalho.
Mas há mais. Dado que faltam 6 jornadas, esta nomeação não impede que o Sr.º Proença volte a ser nomeado para o jogo com o FCP, na última jornada. Ora se considerarmos que ainda há o Xistra para ser utilizado, podemos contar com 3 jogos de altíssimo coeficiente de dificuldade, 2 com Proença e 1 com Xistra.
Considerando que o FCP está 12 pontos atrás e que as probabilidade de ser campeão são reduzidas, como entender a estratégia da Comissão de Arbitragem? Simples: é uma estratégia que visa ajudar o SCP a ser campeão. De facto o Benfica pode ser campeão “esbanjando” 2 empates e 1 derrota. Mas basta que num destes 3 jogos, os erros de arbitragem se sucedam com maior intensidade e o acerto da nossa equipa seja menor, e em vez de 2 empates e 1 derrota, podemos ter 2 derrotas e 1 empate, ou pior, o que nos colocaria à mercê do SCP, caso consigam ganhar os jogos todos, o que não me parece difícil considerando a coacção que a “choradeira” deles já provocou nos jogos com FCP e Marítimo.
Portanto “reservar” o título sem saber quanto vale a nossa equipa perante as arbitragens de Proença ou Xistra, é um disparate arrogante.
E dada a importância de Proença tem na máquina da arbitragem e na ilusão que provoca nas hostes leoninas quanto à possibilidade de ainda virem a ser campeões (com a sua ajuda), o indivíduo esteve ontem na SIC Noticias, pela 1ª vez esta época. Até a comunicação social esperou que fosse nomeado para um jogo do Benfica, para ser entrevistado e homenageado por muita gente ligada ao futebol, e que pode ainda vir a beneficiar dos seus “serviços” (como Mourinho por exemplo). Daqui também não pode sair coisa boa.
Mas esta entrevista teve o condão de por Proença a falar de si próprio e dos ganhos dos árbitros internacionais. Ficamos a saber que um jogo cá rende ao árbitro de campo 1340 euros (!?) e um jogo europeu rende 6000 euros (wtf ?!?!?). Os tipos que, ignorantemente e sem saber quanto ganha um árbitro, defenderam a profissionalização dos árbitros, devem agora estar com as orelhas a arder. Otários...
No fundo ficou explicito que há duas categorias de árbitros: os que são internacionais, e os que querem ser. Ficou explicito que “quinhentinhos” é coisa do passado, porque hoje ser internacional dá muito mais e de forma limpa. Mas não é internacional quem quer, mas quem o “sistema” quer. O episódio de Vítor Pereira baixando a nota de Bruno Paixão num Gil Vicente 2 – SCP 0, é bem demonstrativo de como funcionam as “coisas”: erras contra os clubes do “sistema”, és penalizado. Erras contra o Benfica, és promovido. E aí Proença é de facto o “maior”. Não é por acaso portanto....
Termino com algumas “pérolas” retiradas da comunicação social, que evidenciam com Proença é importante nessa máquina mafiosa em que se tornou a arbitragem nacional:

A Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional decidiu arquivar o processo de inquérito instaurado ao árbitro Pedro Proença, no seguimento das declarações que fez em relação aos observadores.

Em causa estava uma entrevista do árbitro lisboeta ao jornal A Bola, a qual, segundo a CII, poderia indiciar «um comportamento indevido por parte dos observadores dos árbitros, eventualmente comprometidos com alguns grupos de interesses».(só nós é que não podemos dizer o mesmo dos árbitros, porque somos julgados e condenados por atentado à idoneidade dos mesmos)

Segundo a CII, o árbitro esclareceu que as declarações foram uma «crítica construtiva ao modelo de avaliação e funcionamento dos observadores em Portugal» e que em «nenhum momento quis colocar em causa a competência e idoneidade dos observadores». (cá está um bom argumento para quem quiser questionar o trabalho dos árbitros. Só tem de decorar a resposta do Proença e argumentar com o mesmo significado).

 SAPO com Lusa a 14 de Janeiro de 2013


O árbitro Pedro Proença travou-se, esta noite, de razões com alguns adeptos do V. Setúbal, que aguardavam pela saída do estádio do Bonfim, onde o seu trabalho na partida entre os sadinos e o FC Porto (0-3) foi muito contestado pela equipa da casa. (e eu a pensar que era só com o Benfica. Mas espera. Com quem jogou o Setúbal? Ah, foi com o FCP: Só pode ser coincidência, pois claro…)
BOLA 23 de Janeiro de 2013


(após polémica no jogo Nacional – 2 – Benfica 2) A finalizar, Pedro Proença foi questionado se recebeu alguma mensagem de solidariedade por parte do presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Vítor Pereira.

«A nomeação da UEFA é a maior prova de confiança no meu trabalho que poderá haver», concluiu.
(exacto: só vai a internacional quem o “sistema” quer que vá e Proença reconheceu-o em toda a largura, nesta resposta)
BOLA 08:48 - 13-02-2013

Pedro Proença, que esteve recentemente na final do Euro2012, respondeu às críticas que o Benfica lhe dirigiu ao longo da época.

«Se respondessem pelos orçamentos megalómanos que fazem e pelos objetivos desportivos que não alcançam...», começou por dizer Pedro Proença, de forma irónica. (mais uma vez o árbitro pode ser irónico com um clube com milhões de adeptos, mas ninguém pode ser irónico com os árbitros)

«Convivo com naturalidade com este tipo de críticas. Gostava é que as pessoas percebessem as responsabilidade dos seus atos de gestão na sua própria casa», acrescentou Proença numa entrevista à Rádio Renascença. (mais uma vez os árbitros permitem-se apontar à gestão da “casa” dos outros, mas não aceitam que se questione a gestão que fazem da sua própria “casa”. E como é que os Proenças e os Xistras têm boas notas em más arbitragens prejudicando o Benfica, e os Paixões têm má nota em eventuais más arbitragens contra SCP e FCP)

Pedro Proença garantiu que as nomeações para a final da Liga dos Campeões e Euro não são «uma resposta» às críticas do clube encarnado.(Pois não, são apenas a consequência de ser árbitro internacional e o Paixão não).
Por Sapo Desporto 09 de julho de 2012 13:01h

Jogos grandes não se gerem: ganham-se!

Avatar
 ●  + 16 comentários  ● 

É a minha mensagem para a equipa e para o chefe Jesus.

Um jogador cansado e desmotivado não faz nada. Pode até ser o Ronaldo ou até o super-aditivado Messi.

Um jogador cansado mas motivado corre kms. Vai buscar forças onde não pensa ter.

O jogo de hoje é o tónico perfeito para esconjurar o que se passou na temporada passada. É a oportunidade de arrancarmos para um ciclo terrível de jogos atrás de jogos com a motivação de que este ano vai ser diferente.

Hoje, mesmo com segunda mão, não é para gerir. É para ganhar.

Bora lá pessoal!

Reportagem da SIC sobre Proença: Honestidade ou Conspiração?

Avatar
 ●  + 22 comentários  ● 

Há duas formas de interpretar a reportagem da SIC sobre Pedro Proença que, na verdade, era muito sobre a arbitragem portuguesa:

1. Honestidade
- Ouvindo a reportagem sem filtros dos últimos 30 anos do futebol português, estamos efectivamente perante o José Mourinho da arbitragem que nos deveria deixar muito orgulhosos - até pela forma impressionante como trabalha, bem como no que diz respeito a alguns outros árbitros de valor como António Capela, Duarte Gomes, Jorge Sousa ou Artur Soares Dias. Aliás, o Jorge Sousa disse até uma frase que retive da perspectiva do adepto: "se o árbitro erra a nosso favor, teve azar... se erra contra a nossa equipa, era premeditado e propositado"

2. Conspiração
Ontem é anunciada a nomeação de Proença para o jogo do Braga com o Benfica, tradicionalmente difícil, que se segue a um Porto x Benfica que constitui para o FCPorto talvez o único título que, se ganharem ao Benfica, poderão ambicionar. Ora, é de todo o interesse que o Pedro Proença, na qualidade de alinhado do "sistema", fique com a sua imagem "lavada" antes de mais uma "manobra" do Sistema e logo por dois motivos: 1) Se não levantarem ondas, não estragam a reputação dele para o Mundial; 2) Ninguém percepcionará que os erros são premeditados, se a imagem dele estiver mais limpa antecipadamente.

Escolham o vosso caminho!

terça-feira, 25 de março de 2014

Pedro Proença sempre "ao serviço"...

Avatar
 ●  + 20 comentários  ● 
Quarta-feira: Benfica no Dragão em jogo de exigência máxima...

No fim de semana: Benfica em Braga em jogo de exigência máxima... Depois de ter ido ao Dragão (com o impacto físico e até disciplinar que isso pode ter)...

Vai daí para onde é importante nomear o Proença? Para onde o Benfica potencialmente pode estar mais fragilizado...

Eles não páram... Mas nós não dormimos!

É fundamental que o Benfica esteja avisado e consciente destes factos e não perder o foco de estarmos a 100% para Braga.

Queremos ganhar a taça? Sim, mas não queremos fazê-lo de modo que possamos perder o campeonato!

Eles querem a todo o custo que haja rapidamente uma derrota do Benfica para porém os amigos dos jornais a falar de "fantasmas".

NÃO DEIXAMOS!!!!

A piada de mau gosto do dia ou é o que dá ter portistas na SAD do Benfica.

Avatar
 ●  + 20 comentários  ● 

"FC Porto e Benfica firmaram um acordo de cavalheiros, tendo em vista a cedência de bilhetes nas duas mãos das meias-finais da Taça de Portugal." - Record.

O Benfica está de relações cortadas com o FC Porto. Por isso, de quem partiu este acordo? 
Que benefício tira o Benfica deste acordo? 
Num momento em que a equipa está muito bem, abdicamos dos 10% da lotação do Estádio do Dragão porquê? 
Para impedir que hajam mais benfiquistas no Dragão? Já se esqueceram dos milhares de benfiquistas do norte que certamente apreciariam ir ver o clube jogar?

Se nem nestas pequenas coisas o Benfica é capaz de ir contra a vontade do FC Porto, depois querem que acredite que somos 'muita fortes' nos jogos de bastidores. Bull...

Este acordo protege o FC Porto e priva milhares de benfiquistas de irem ao Dragão. 
Este acordo só serve os interesses do FC Porto.
Este acordo com uma instituição com quem temos relações cortadas é uma vergonha.

O que ainda é um mistério para mim...

Avatar
 ●  + 12 comentários  ● 


...é como se despacha o Garay(ainda bem para nós!) e fica-se com este cepo que além de campeão dos cartões vermelhos é um jogador mediano. 

Um clube que ontem tinha 2 jogadores que em números redondos custaram 200M não tem 10M ou 15M para comprar um central de jeito?

A sorte do Barcelona é que o Messi só enjoa e vomita lá fora, quando faz pausa nos tratamentos 'à Astérix'. 
Neste jogo Messi goleou Ronaldo, que esteve muito discreto durante todo o jogo. 

Veremos se o Barcelona continuará a jogar com 12 até ao fim.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Está lindo, o "Vermelhão"!

Avatar
 ●  + Sem comentários  ● 

Pois...

 ●  + 12 comentários  ● 


Portugal 24 de Março de 2014

Mais uma semana futebolística de sucesso, com a eliminação do Tottenham e a vitória esclarecedora sobre a Académica. O caminho para a final da Liga Europa ficou mais desimpedido, já que o Tottenham era um dos candidatos à vitória, e o caminho para a conquista do campeonato ficou mais perto do objectivo.
Isto não quer dizer que ficamos com a vida facilitada, apenas quer dizer que saltamos mais uma etapa em cada um das provas. São coisas bem distintas.
O empate frente ao Tottenham veio provar que para passar á fase seguinte, não é condição suficiente vencer fora por 3-1 (com mais ou menos dedos no ar). A gestão da equipa associada à qualidade do adversário criou-nos alguns problemas em particular após saída de Cardozo, de que resultaram 2 golos em 2 mn. Sobre a equipa, confesso que fiquei apreensivo quando vi que o triângulo do meio campo seria constituído por Djuricic, André Gomes e Ruben Amorim, porque se trata de 3 jogadores que sendo bons com bola, são pouco mais do que nulidades (Amorim nem tanto) quando têm de jogar sem bola. E os processos defensivos também se jogam sem bola, posicionando-se de forma a cortar as linhas de passe aos adversários ao mesmo tempo que ganham segundos preciosos para permitir o reagrupamento da nossa equipa.
Acontece que sofremos 2 golos após a saída de Cardozo, o que parece surrealista dado que Cardozo é avançado. Mas se considerarmos que na final da Taça de Portugal, e também quando ganhávamos 1-0, após a saída de Cardozo sofremos 2 golos (nunca esquecendo que um deles foi em claro fora de jogo – obrigado Bruno de Carvalho), se calhar temos de pensar nisto de forma diferente. Será que os processos defensivos começam com o trabalho de pivot dos avançados quando “seguram” os defesas centrais?
Mudando o chip para o campeonato, ficou mais um penalty por assinalar a favor do Benfica (Lima aos 26 mn), e mais uma vez o erro do árbitro foi relativizado pelo ex-árbitro António Rola, à semelhança do que já havia feito na jornada anterior com o “benfiquista” Mota no jogo contra o Nacional. De facto o árbitro não estava bem colocado e com isso viu prejudicada a sua visão. Mas há 8 dias o Mota não viu coisa nenhuma, assinalou mal um penalty que pôs o adversário a ganhar, e o comentário da Benfica TV foi igualmente simpático para o árbitro. Será que sempre que os árbitros erram contra o Benfica há instruções para não “bater” neles? Vamos aguardar quando (e se) algum se enganar a favor do Benfica, a ver se eles são tão simpáticos nas apreciações...
E porque como diz o povo, apanha-se mais depressa um aldrabão, upps, um mau árbitro, do que um coxo, ontem no jogo FCP – Belenenses, Carlos Xistra mostrou ao que anda e como de facto existe um manual de errar, que Vítor Pereira aceita e promove (Xistra já foi nomeado para outra meia-final da Taça, como prémio).
O Sr.º Xistra não viu uma cotovelada de Mangala aos 8 mn sobre um adversário. Mas o mesmo Xistra “viu” um murro de Javi Garcia sobre Alan no jogo em Braga onde perdemos e não obtivemos a 19ª vitória consecutiva em todas as provas (época 2010/2011). Do seu ponto de visão e do árbitro assistente, podemos dizer que nenhum viu nada, excepto os tipos do banco do Braga a levantarem-se de imediato. No que funcionou como um “sinal” para o árbitro decidir. Com esta diferença de critério, o FCP continuou com 11 em campo, com 0-0 e a jogar em casa, enquanto o Benfica jogando fora de casa ficou com 10, e do livre assinalado indevidamente (foi sim cotovelada de Alan sobre Javi Garcia) nasceu o empate. A derrota consumou-se depois com novo erro do árbitro que deu lançamento de linha lateral ao Braga de onde saiu um dos melhores golos do campeonato, em vez de ter dado falta ao Benfica por “atropelamento” de Airton.
Mas Xistra não se ficou por aqui. Perto do intervalo expulsou (bem) um defesa do Belém que carregou Jackson quando estava em situação frontal à baliza, fora da área, e só com o guarda-redes pela frente. Ora o mesmo Xistra na fatídica 2ª mão da meia-final da Taça de Portugal onde fomos escandalosamente espoliados da presença na final, também com 0-0 não viu Sapunaru agarrar Saviola pelo ombro, quando este estava em posição frontal, fora da área e só com o guarda redes pela frente. Uma expulsão com 0-0, significaria com toda a certeza a eliminação do FCP, que tinha perdido o 1º jogo por 2-0. Depois foi o que se sabe, com a expulsão perdoada ao Cebola por tackle violenta sobre Maxi (já com 0-1) e o 2º golo em claro fora de jogo (obrigado Bruno de Carvalho) que igualou a eliminatória e deu a confiança extra que os jogadores do FCP precisavam.
Basta estar minimamente atento para perceber que os árbitros não arbitram da mesma maneira o Benfica e o FCP, embora o SCP ache que sim. E que este Xistra tem sempre jogos para arbitrar, sendo o que na época passada recebeu mais dinheiro dos prémios (1100 euros por jogo). Neste ranquing não entra o dinheiro dos árbitros internacionais porque o que ganham lá fora não é contabilizado. Tudo somado, os internacionais ganham mais e logo a seguir vem o Xistra. Porque é que Xistra ainda não é internacional? Porque há outros mais antigos e também dedicados à “causa”, à sua frente. E porque é preciso estimular os que não sendo internacionais, têm sempre jogo (e prémio) desde que arbitrem como o “sistema” quer.
É esta a competição viciada que temos, onde o Sr.º Vieira quer que estejamos, sempre de “bico” calado. Não ganhando, há sempre margem para contratar “reforços” e pagar chorudas comissões. Algumas a empresas de off-shore, que se sabe bem de quem são (era o que diziam nos julgamentos de Vale e Azevedo).

O rigor do Professor Jesualdo ou do jornal 'O Jogo'.

Avatar
 ●  + 3 comentários  ● 


Futurologia do Professor que só ganhou como treinador no clube das escutas? Ou do Orgão Oficial da Fruta? (Notícia aqui)

Afinal não é só o JJ que 'troca' os algarismos...

domingo, 23 de março de 2014

Ainda duvidam que o 33 tem que ser uma realidade?

Avatar
 ●  + 19 comentários  ● 


Mais um jogo, mais uma exibição dominadora!

sábado, 22 de março de 2014

Um triste serviço público no programa 'Zona Mista'.

Avatar
 ●  + 17 comentários  ● 

Num programa onde se debate o estado da arbitragem, em que o presidente do Conselho de Arbitragem da FPF se dispõe a perguntas do painel, ter um pseudo-jornalista (que comprovadamente fabricou notícias para beneficiar o seu clube, conforme as escutas publicadas no Youtube) a dissertar sobre HONESTIDADE é simplesmente ridículo e um atentado à seriedade de qualquer discussão.

Afirma o jornalista Paulo Sérgio que escolhe os melhores para o seu programa. 
Não é verdade. António Tavares-Teles é o último que pode dissertar sobre a honestidade seja de quem fôr. 


A sorte de ser estrangeiro...

Avatar
 ●  + 28 comentários  ● 
Olha olha, lá vem este defender a formação outra vez!

Com o regresso do Salvio, mas até ja antes disso, assistimos ao eclipse de Ivan Cavaleiro com a mesma velocidade que tínhamos assistido aos eclipses anteriores de André Gomes e André Almeida.

O facto comum aos três é que apareceram, encheram páginas de jornais durante algumas semanas dando conta do "lançamento de jovens" pelo Jorge Jesus... E depois de criada a ideia voltaram para o sítio escuro de onde tinham vindo.

O André Almeida ameaçava até, para alguns, o lugar do Maxi. O André Gomes suportava a rotatividade do meio campo a par de Ruben Amorim e o Ivan trouxe uma irreverência e velocidade nas alas que apenas o Salvio é capaz.

Desapareceram todos! À excepção do André Gomes (e com as consequências evidentes de falta de ritmo) consegue ir jogando na rotatividade da Liga Europa. O André tem sido o preferido para o lugar da bancada e o Ivan, depois da exigência da 1a Liga e da primeira equipa, joga na B.

... Podemos até querer questionar o rendimento dos jogadores e, qual treinador de bancada, dizer que o rendimento não está à altura e por isso a situação deles é compreensível...

... Porém talvez não fosse má ideia tentarem justificar porque motivo a situação de Cardozo e Djuricic é diferente, que mais uma vez demonstraram - nesta quinta-feira - que parecem agora um corpo estranho numa dinâmica de jogo que os ultrapassa é que eles parecem não saber ou querer acompanhar.

Se eu acho que devia ser enviado para a B o Cardozo, por muitos coroado herói depois de quase ter ido aos fagotes ao Jesus (por mim o paraguaio numa mais vestia depois daquele dia, mas isso sou eu!)? Claro que não, mas espero que agora voltem às estatísticas sobre o Cardozo, pode ser que se acabe o mito que tentava coroar não o avançado com mais golos, mas sim aquele que teve a possibilidade de ter mais jogos consecutivos no Benfica. O Rodrigo agora está a mostrar a importância disso que beneficiava o Cardozo e que fora o seu problema com Quique, como será agora com Jesus se não voltar a titularidade por decreto.

Um avançado no Benfica, servido por grandes jogadores, é muito possível que marque golos ou colabore para eles... Um avançado que joga todos os jogos por decreto durante anos a fio, não só marca golos, como marca vários.

Continuo sem perceber porque dormem à tantos anos os grandes clubes que nunca o vieram buscar...

Se eu acho que o Djuricic devia ser enviado para a equipa B... Depende! Eu acho é que não faz muito sentido contratar jogadores para posições que não existem em campo com Jesus - como é o caso da posição 10. Bom, mas ja que fomos buscar um jogador para o qual não temos sistema de jogo, o que fazer agora? Mudamos o sistema de jogo ou mandamos o tipo para a B e então além dele ainda prejudicamos o Bernardo?

sexta-feira, 21 de março de 2014

Tive um sonho.

Avatar
 ●  + 8 comentários  ● 

Tive um sonho.

Sonhei que no Youtube estavam provas de que o futebol português esteve minado de corrupção.

Sonhei que os envolvidos tinham sido condenados pelos actos comprovados de viva voz pelos próprios.

Sonhei com a justiça desportiva em pleno para punir os transgressores.

Sonhei com um sistema judicial que protegia a verdade dos factos.

Não passou de um sonho. Acordei e afinal tudo não passou de um sonho.

---------------------------------------------------------------------------

"O Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa considerou o uso de escutas telefónicas "uma violação flagrante" de princípios constitucionais para os crimes que foram julgados e decidiu anular a decisão do Conselho de Justiça da FPF de 30 de junho de 2009 que implicou a despromoção do Gondomar da 2.ª Divisão.

Com esta decisão, que não tem recurso, o clube gondomarense pode vir a pedir uma indemnização à Federação Portuguesa de Futebol.

Record sabe que também o Vizela, despromovido na sequência do processo Apito Dourado, aguarda uma decisão relativamente ao seu caso.

Recorde-se que em 2008 o Tribunal de Gondomar condenou 13 dos 24 arguidos do processo originário do Apito Dourado. Valentim Loureiro foi condenado por abuso de poder e prevaricação enquanto José Luís Oliveira, à altura dos factos presidente do Gondomar Sport Clube, foi condenado por 25 crimes de abuso de poder e 10 de corrupção desportiva ativa, tendo estado em prisão domiciliária com pulseira eletrónica." 
- Record.

Duas décadas de vitórias antes do último apito

Avatar
 ●  + 10 comentários  ● 
A eliminação do Tottenham da Liga Europa é brilhante. Estamos a falar de uma equipa, que só no último defeso, investiu 100 milhões de euros em novos jogadores.

Fazê-lo com a nossa segunda equipa é mais brilhante ainda, já que, quer no jogo de Londres quer no de Lisboa, foram muito poucos os titulares que jogaram.

Perder com o Tottenham seria um drama? Na minha opinião não, tendo em conta as diferenças de orçamentos. Mas passámos, com classe e com mérito, com um jogo de pura classe em Inglaterra e um em Lisboa assim assim, em que tentámos gerir a vantagem desde o primeiro minuto, algo que também aceito, tendo em conta que a prioridade é o campeonato.

Mas aqui entra mais uma vez o gesto dos três dedos de Jorge Jesus no jogo de Londres. Podíamos ter perdido a eliminatória em casa, contra uma equipa que, convém lembrar, liderava a tabela dos jogos fora de casa da Premiership até à semana passada.

Mas não seria apenas uma eliminação. Seria, por causa desse gesto, uma eliminação com juros, com vexame, com chacota, uma derrota que iria, mais uma vez, fazer correr muita tinta e iria muito além do próprio jogo.

Eu assisti ao jogo da Luz na TV Inglesa. E Tenho de dizer, que quem comentou esse jogo passou o tempo todo a dar realce a duas coisas: a primeira, à classe de Sálvio. A segunda... Jorge Jesus. 

Quando o Tottenham faz o 2-1, era ouvir o comentador a gozar mais uma vez: “Agora não te apetece dançar, pois não Jorja Jasus?”

A realização do jogo filmou 4 ou 5 vezes o adjunto do Tottenham a dar ordens no banco, enquanto Sherwood assistia ao jogo lá em cima. E era ouvir o comentador: “O adjunto do Tottenham deve estar todo contente, já apareceu mais vezes na TV no jogo de hoje do que no resto da sua carreira.” 

E tudo isto por causa de... três dedos... de um momento em que Jorge Jesus não se conteve! Para mais feito num momento em que nada estava ainda decidido, e em que o gesto nos podia sair caro. Três dedos apenas para, o mais importante de uma grande noite de futebol passar a ser o duelo entre dois treinadores em vez de um confronto entre duas grandes equipas.

Humildade, é o quero lembrar com este post. Humildade para se ser otimista mas celebrar as vitórias no fim. Humildade para lembrar a todos a razão de muito do anti-benfiquismo que se vê por aí: Somos um clube grandioso, o maior, deste mundo e do outro... com dois campeonatos nacionais para mostrar desde 1994/1995! 

Muito pouco para mostrar para tanta grandeza e presunção, e tanta celebração antes do último apito.


P.S. Já aqui escrevi a desculpabilizar o gesto de Jorge Jesus, agora pareço condená-lo. Para esclarecer os mais confusos: do ponto de vista disciplinar, Jorge Jesus nada fez de errado, nem sequer é caso virgem no mundo do futebol. Do ponto de vista ético no entanto, gostava que o meu Benfica fosse capaz de ganhar com mais humildade dentro do campo e sem tanto espalhafato fora dele.

Benfica supera 3 euros por acção e valoriza 255% desde o início do ano.

Avatar
 ●  + 2 comentários  ● 

"A SAD do Benfica iniciou o ano a valer pouco mais de 80 cêntimos por acção. Hoje, já negociou acima dos 3 euros. A possível vitória no campeonato e a euforia na Bolsa de Lisboa podem ser justificações, segundo operadores do mercado ouvidos pelo Negócios." - Negócios.

------------------------------------------------------------

"A Comissão do Mercado de Valores Mobiliário solicitou ontem esclarecimentos à SAD do Benfica pelo facto das ações do clube encarnado terem disparado nos últimos três dias.

A SAD encarnada respondeu que não tinha explicação para a forte valorização das ações do Benfica, que nos últimos dias viu o seu valor mais do que triplicar subindo mais de 80 por cento com cada ação a superar os 3 euros. A SAD do Benfica acrescentou ainda que tal poderá estar relacionado com movimentações do mercado.

As ações de Benfica, FC Porto e Sporting foram as que mais subiram na Europa no dia de ontem, talvez pelos resultados na Liga Europa de águias e dragões." - Sapo Desporto.

Não sei o que é mais estranho. Esta súbita valorização, o facto de a CMVM que em conjunto com o Banco de Portugal têm andado a dormir nos últimos 10 anos ignorando tudo o que se passou no sector financeiro, ou se o facto de as acções do Sporting subirem por Benfica e FCP seguirem na Europa. :)

Não sabemos de nenhuma OPA. Por isso, deixem o mercado funcionar.

recentes

ranking