O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade.

Translate

segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Aí está o patrocínio da Emirates



Assim que o contrato com a PT terminar, já todos sabemos o que vai acontecer....

BTV: 30 milhões de receita! (TUNGAS!)


Domingos Soares Oliveira anunciou no Brasil que a BTV, novo nome da BenficaTV, já representa 30 milhões de euros de receitas para o SLBenfica.

MUITOS PARABÉNS A TODOS OS QUE TÊM DADO DIMENSÃO A ESTE PROJECTO!

Agora... cuidado com o complemento que ele compara logo a seguir: Anteriormente ganhámos 7,5M€/ano.

Estes dois números NÃO COMPARAM entre si. 7,5M€ era receita líquida do SLBenfica e 30M€ é receita íliquida do SLBenfica, para terem uma ideia, uma parte dessa receita existirá na mesma se amanhã o SLBenfica resolvesse vender os seus direitos desportivos.

Ou seja, os 30M€ em primeiro lugar não excluem os custos que temos com a operação (salarios, meios, satelites, etc.) e por outro lado não são APENAS receitas com os direitos televisivos. Para se comparar o crescimento do nivel da receita, temos que "isolar" destes 30M€ as receitas apenas com direitos televisivos - excluindo subcrições, publicidade, etc.

Seja como for, o projecto BenficaTV é claramente um projecto vencedor, não foi infelizmente um projecto unânime ao inicio, mas... VENCEU!

Querem saber porque eles não apostam?


Ultimo parágrafo do discurso directo do Domingos Soares Oliveira: "eles (os adeptos) pedem jogadores formados no clube, mas no final o que eles querem são resultados".

Pois é! Ainda ontem eu aqui escrevia sobre isso e sobre a CULPA que os adeptos têm em exigir aos miúdos que só joguem no Benfica se valerem 2x mais do que aqueles que podem vir de fora, quando na verdade deveria ser ao contrario.

Correndo os blogs e os fóruns ja se vê a selecção de clubes a que deveriam ser emprestados todos sem excepção, Bernardo, Ivan, Cancelo, Teixeira e Oliveira... Tudo embora!

A parte gira é que continuará a haver paciência e tolerância para os falhanços do Cardozo, para as inconsequencias do Jara, para a falta de interesse do Sulejmani, para a falta de qualidade do Candeias, para a falta de pernas do Maxi, para a falta de creatividade e magia do meu campo... Mas não faz mal! Os miúdos é que não podem jogar porque erram, porque ainda são muito novos, porque têm má atitude (boa atitude é malhar no treinador como fez o Cardozo!), porque com eles não ganhávamos nada....

PS- os Sub19 onde o Benfica tem o João Nunes (titularissimo), o Guzzo (muito forte) e o Baldé (que está a joar dois anos acima do escalão) joga hoje para a acesso a final do Europeu. Estes três meninos, em poucos meses foram à final da "Champions dos putos" e podem ir a final do Europeu... Em qualquer outro clube com visão, seriam opção para começar a ser lançados nas equipas principais aos pouquinhos - se calhar 5 ou 6 jogos este ano, principalmente nas Taças.

Mas lá está, são novos, são baixos, ou são altos ou são fracos de dimensão do calcanhar ou têm cabelo curto. Haverá sempre desculpas para ter antes o Candeias, o Steven, o Sidnei, o Luis Filipe, o Eliseu, o Bebe, etc etc etc 

Afinal não basta "meter o Manel".


Passam os dias e continua a não haver uma única declaração do presidente do Sport Lisboa e Benfica aos adeptos/sócios.

Tanta pressa que houve em dar entrevistas no final da temporada e agora...nada.

Desfaz-se a equipa que poderia colocar em causa a hegemonia do FC Porto e continuam a contratar-se carradas de jogadores alguns dos quais nem nunca chegam a vestir a camisola do nosso clube como Mitrovic e agora com Fariña. 

As pessoas que temporariamente estão a passar pelo Sport Lisboa e Benfica nem sequer se dão ao trabalho de anunciar em primeira mão aos adeptos/sócios quer entradas quer saídas de jogadores. Ainda ontem o Fariña é anunciado pelo Coruña e não pelo Benfica, como já tinha acontecido com tantos outros.

Estamos a menos de 3 semanas do início da temporada e mais uma vez o plantel está muito longe de estar fechado. 

O que não compreendo é como é possível que já se fale na falta de qualidade dos reforços quando supostamente está no banco do Benfica o melhor potenciador de jogadores do mundo. Ou será que afinal só é possível produzir bons jogadores quando afinal eles quando chegam já tinham qualidade? 
Afinal não bastava "meter o Manel"?

Por muito que o companheiro de blogue Benfica by GB tenha esperança que Jorge Jesus e Luis Filipe Vieira realmente apostem na formação para contruir o SL Benfica do futuro, este Benfica obedece antes aos empresários e aos fundos que decidem quem joga, quem entra e sai.

domingo, 27 de Julho de 2014

Jesus: Vai com eles que nós iremos contigo!

Neymar - 22 anos, mais de 270 jogos como profissional! Barcelona
Isco - 22 anos, mais de 150 jogos como profissional! Real Madrid
Koke- 22 anos, mais de 160 jogos como profissional! Atlético Madrid
Wilshere - 22 anos, cerca de 150 jogos como profissional! Arsenal
Alaba - 22 anos, mais de 100 jogos como profissional! Bayern Munique
Hazard - 23 anos, mais de 250 jogos como profissional! Chelsea
Lucas - 21 anos, cerca de 200 jogos como profissional! PSG
Oscar - 22 anos, cerca de 200 jogos como profissional! Chelsea
Gotze - 22 anos, cerca de 110 jogos como profissional! Bayern
James Rodriguez - 23 anos, cerca de 180 jogos como profissional! Real Madrid

Querem que continue com nomes como... Marquinhos, Balotteli, Thiago, Draxler, Griezmann, Sterling, Verrati, Chamberlain, Nastasic, Muniain, El Sharaawy, Halilovic, Emre Can, Varane...

Onde quero que chegar é que os jogadores que têm hoje 21, 22, 23 anos e estão no topo da Europa, começaram em equipas de alta rotação e competitvidade aos 18, mais tardar 19 anos.

O Oscar, por exemplo, esteve no Mundial Sub20 na final contra jogadores como Danilo Pereira (na altura ligado ao Benfica e que, tal como ele, fizeram parte do 11 ideal da FIFA). A diferença é que ele foi titular do São Paulo depois disso e foi transferido para o Chelsea e ao Danilo não quisemos oferecer-lhe uma renovação que lhe mostrasse que iria ser aposta para o futuro.

O ÚNICO caminho possível para os clubes em Portugal, e para o SLBenfica em concreto, será começar a apostar nos melhores valores portugueses e a lançá-los sem medo aos 17, 18, 19 anos. 

Nunca será o momento certo para lançar um jovem... Olhemos ao exemplo do Nelson Oliveira, tanto se esperou que crescesse e que mudasse... que se perdeu! O Miguel Rosa tanto rodou na segunda liga que nunca chegou à primeira. O Danilo tanto rodou nas equipas mais pequenas que só este ano voltou a destacar-se... etc etc etc.

A CULPA ESTÁ NOS ADEPTOS! Não tenho a menor dúvida que é por não sabermos valorizar o que é nosso, e isso é válido EM TUDO, que há sempre desculpas para os nossos jovens terem que esperar mais um bocadinho.

Para poder ter lugar nas equipas principais dos planteis dos três grandes, um jovem português que sobe dos juniores tem que fazer 2x mais que qualquer estrangeiro acabado de chegar... quando na verdade deveria ser o contrário, até porque o jovem português é bem mais barato!

Claro que a nossa formação não está cheia de Neymars, Gotzes, ou Hazards... possívelmente, de entre os que estão hoje ligados ao Benfica com menos de 22 anos, talvez nenhum venha um dia a ser jogador que encaixe no Top 20 europeu, mas não tenho dúvidas que em Inglaterra, Holanda, França, Alemanha ou mesmo Espanha, o Gonçalo Guedes estaria a integrar o plantel principal da equipa e a ter oportunidades para jogar ao mais alto nível sem medo que ele falhasse, sem o culparem pelos erros deles, como se fez com o Nelson Oliveira, sem lhe cobrar nas falhas como acontece ao João Cancelo, sem temer adaptar o modelo de jogo como se recusa a fazer com o Bernardo.

É bom ver a desculpa que nenhum jogador dos que o Benfica não apostou alguma vez deu jogador... mas todos se esquecem, tal como o próprio CR7 um dia disse, se não tivessem apostado nele naquele jogo do Sporting com o ManUtd, a carreira dele seguramente teria sido muito diferente e não seria a estrela que é hoje. Ele lá sabe a importância de ter as oportunidades.

O CR7 quando chegou a Manchester confiaram-lhe uma camisola mítica. Deixaram-no entrar em campo aos poucos e na primeira época terá feito talvez metade dos jogos da época. Reconhecia-se o valor, mas duvidava-se da eficácia e mais-valia para o jogo, tantas eram as vezes que era inconsequente.

Mas Sir Alex insistiu... e estava certo. 

No Benfica, Jorge Jesus, Sir Jorge Jesus como parece ter essa distinção pela autonomia que tem, prepara-se para desistir do Nelson Oliveira e Bernardo Silva sem nunca ter insistido.

Jorge Jesus prepara-se para desistir de Ivan Cavaleiro depois de insistir curiosamente com sucesso, duvido que haja coragem para dizer que ele não correspondeu.

Veremos agora com o Maxi, Eliseu, Benito, André Almeida e o regresso de Sílvio que espaço Jorge Jesus dará a Cancelo, se irá insistir ou desistir...

Com falta de opções para o centro, João Teixeira foi opção da pré-época, haverá coragem para que seja uma opção ou apenas uma solução de recurso?

E de repente alguns de vós estão a pensar que não poderiamos ter o Nelson Oliveira, o Bernardo Silva, o Ivan Cavaleiro, o João Cancelo, o Gonçalo Guedes... todos ao mesmo tempo no mesmo plantel, porque não lutariamos por nada.

Isto porque quando pensamos em jogadores da formação não se coloca a hipótese de irem sendo opção. Ou são ou não são, não há caminhos... há obrigações! O Nelson não pode ser alternativa ao Lima, o Bernardo não pode ser uma cartada para mudar de esquema para desatar um nó num jogo em que a táctica habitual não está a resultar, o Cancelo não pode ser a opção para jogos menos exigentes defensivamente, o Gonçalo não pode ser o "truque de magia", o Ivan não pode ser a solução explosiva quando a genialidade de Gaitan e Salvio não estão a resultar... etc etc etc.

Não pode, porque Jesus não valoriza e porque os adeptos são os primeiros a desacreditar, dando suporte a quem não percebe que há aqui um caminho. A quem não entende que o Benfica ganharia mais com a chamada do Danilo Pereira para o centro e da aposta no André Almeida, do que andarmos a gerir e a "penar" à espera do D. Sebastião do meio campo...

Se o objectivo do SLBenfica for o tal "Made in Benfica", se pensarem que o Clube ganha mais em trabalhar 100h com estes jogadores do que 50h com jogadores contratados de fora... então não podem dispensar estes meninos, antes pelo contrário... eles têm que ser parte da solução!!!!!

Eles não rendem à primeira? INSISTE, JESUS! 
É preciso explicar várias vezes? EXPLICA, JESUS!
Eles não fazem o que lhes dizes? REPETE, JESUS!
Eles voltaram a não estar ao nível do pretendes? TREINA-OS MAIS AINDA, JESUS!

Eles são património do SLBenfica! Eles são filhos de Cosme Damião, não renegues a estes jovens para dar espaço a jogadores que possivelmente farão igual (e muitos deles pior) do que fariam estes miúdos.

APOSTA JESUS! 
APOSTA no Gonçalo (JÁ!), APOSTA no Bernardo (é puro sangue), APOSTA no Nelson (não o renegues), APOSTA no Cancelo (ajuda-o), APOSTA no Ivan (solta-o), 

APOSTA, APOSTA, APOSTA... SEM MEDOS, SEM TEIMOSIAS!

Mensagem de apoio ao Jara...

Começo desde já por dizer que não aprecio o jogador Franco Jara. Pode ser por perceber pouco de futebol, mas simplesmente não aprecio. Agora... O que se está a passar nesta pre-época com este jogador chama-se: DAR OPORTUNIDADES.

Jara tem falhado!? Sim, bastante... Mas possivelmente, enquanto o faz, tem também acertado e evoluído mais do que nos últimos jogos pelo Benfica e se calhar essa evolução vai permitir-lhe ficar no plantel e ser solução. O que digo de Jara aplica-se também ao Cancelo.

Onde quero chegar se nem aprecio o Jara? Simples... O Bernardo, o Nelson Oliveira, o Ivan Cavaleiro e até... O Gonçalo Guedes (talvez, aos 17 anos, já seja superior a qualquer nome próprio escrito neste tópico) merecem exactamente o mesmo tratamento, exactamente as mesmas oportunidades, exactamente o mesmo investimento que tem tido Franco Jara.

Lamentavelmente, o futebol não é justo, nem sequer uma meritocracia, especialmente quando se tem um treinador teimoso e casmurro. Dito isto, mantenham lá quem quiserem no plantel, continuem lá a esbanjar dinheiro (que não temos) em salários milionários e em transferências que dão sempre as apetitosas comissões, mas por favor... VENDAM ESTES PUTOS! Não os emprestem a equipas menores... VENDAM! Deixem os putos ir à vida deles...

Num jogo de apresentação aos sócios ver jogador dois jogadores que ainda tinham o banco do avião a deformar-lhes o rabo... E não ver os nossos putos a jogar foi penoso para quem quis um dia acreditar na balela da aposta na formação.

A mensagem e o mensageiro: Porque desconfiam os benfiquistas?

Querem ver algo fantástico? Quando lerem o texto abaixo, que não é da minha autoria, muitos irão rever-se e concordar. A maioria, eu diria:

As derrotas, os assobios e sobretudo a dúvida sobre a realidade possibilidade de começar um novo ciclo

A primeira reação ao cancelamento da conferência de imprensa de Jorge Jesus foi má. O Benfica perdera mais uma vez na pré-temporada e o treinador resolvia evitar as perguntas, refugiando-se no carinho do canal do clube.  A ausência de Jesus ajudou a sublinhar o desconforto, talvez a palavra que melhor vai definindo o início de época na Luz.

 
Mas, pensando melhor, talvez o silêncio de Jorge Jesus tenha sido apenas uma forma eficaz de evitar que todos, o treinador do Benfica e nós, perdessemos tempo. Além de opiniões politicamente corretas sobre o jogo, Jesus não tem mais nada para dizer.  O treinador já disse, aliás, o que podia e quereria nesta fase: precisa de qualidade para trabalhar e está convencido de que conseguirá formar uma boa equipa, por isso os benfiquistas não devem assustar-se. Ao contrário do que sucedia há um ano por esta altura, ninguém ousa colocar em dúvida o treinador. 
 
Assustados ou nem por isso, é ao presidente que os benfiquistas desejam fazer perguntas. E os jornalistas também. Eis algumas.
 
1. Enzo, fica?
 
2. Gaitan, fica?
 
3. Pode pelo menos garantir que um deles não sai?
 
4. Para o lugar de Garay, virá alguém ou a ideia é procurar entre Jardel, Sidnei, César, Lisandro Lopez e Steven Vitória o parceiro de Luisão (e esperar que o capitão só se lesione na pré-temporada...)?
 
5. É mesmo verdade que Djavan ainda agora foi contratado e já vai embora?
 
6. Se o clube precisa de poupar, por que razão contrata um Luís Felipe se tem no plantel um João Cancelo?
 
7. À frente da defesa será por conta de Ruben Amorim (que é muito bom, mas tem uma longa lista de pequenas-médias lesões) e Fejsa (que estará parado longos meses) ou aparecerá mais alguém?
 
8.  Não ter vendido   Cardozo   ao Fenerbahçe enquanto podia foi a sua pior decisão (depois do despedimento de Fernando Santos, já sabemos)?
 
9. Jesus disse-lhe que está convencido de que Derley funciona num esquema com dois avançados?
 
10. Se o treinador gostava mesmo é de Eliseu, por que se comprou no ano passado Djuricic se afinal não dá para mais do que equipas médias de outros campeonatos?
 
11. Esta talvez fosse mais para o médico, mas como não é fácil aceder a informação seja de que tipo for no Benfica, aproveitamos a oportunidade: Nélson Oliveira está lesionado ou existe outra explicação para ser ignorado enquanto Jara vai somando minutos?
 
12.  Já agora, a situação do Grupo Espírito Santo preocupa-o ou é só uma coisa de que as pessoas falam porque ainda não há jogos oficiais e erros dos árbitros?
 
13. Última pergunta: quanto dinheiro mesmo precisa o Benfica de fazer em contratações até 31 de agosto?
 
Percebo perfeitamente que Luís Filipe Vieira tenha mais do que fazer do que dar uma entrevista a falar sobre estes temas, nesta altura. Até porque para algumas das questões pode nem haver resposta, por enquanto. Existem cláusulas de rescisão que podem ser batidas, propostas que se anunciam, muitas contas a fazer. Eu percebo. Mas tendo em conta o que se viu este sábado, com tão pouca gente na Luz, não sei se os benfiquistas percebem.
 
Sem ter a pretensão de interpretar o sentimento da maioria dos benfiquistas, talvez não erre se escrever que os adeptos do clube olham com apreensão para os movimentos das últimas semanas. Na Luz saem titulares e entram dúvidas, no máximo promessas. No FC Porto o rumo mudou e embora persistam também interrogações, parece ter voltado a existir um caminho.
 
Mais do que ganhar um título, os benfiquistas querem um novo ciclo. Foi nisso que acreditaram quando se manifestaram no Marquês. Mais do que o título 33, sonharam o 34. E o 35, logo a seguir. A equipaestava feita, o rival de joelhos, obrigado a implorar no play-off pela Champions. Isto foi apenas em maio, mas agora parece estranhamente distante.
 
Não direi, enfim, que os benfiquistas estão assustados. O treinador possui muito crédito e o presidente, apesar de precisar de muitos anos para ganhar poucos títulos, foi, no mínimo o benfiquista com maior visão na última época. Ele manteve Jesus quando exigiam o despedimento. Pode ter sido fé, teimosia, medo de o ver no FC Porto, sorte ou simplesmente competência e conhecimento. Não interessa. Foi a melhor decisão de Vieira e esse mérito para alguma coisa deve servir numa altura como esta.
 
Por isso, repito, não direi que estão assustados. Se tivesse de resumir tudo numa palavra utilizaria antes desconfiados.
 
Desconfiados porque não entendem a necessidade de oferecer Garay a um clube rico como o Zenit. Desconfiados porque Artur não para de tremer e Oblak já era. Desconfiados porque volta a ser preciso descobrir um lateral esquerdo e já passaram por ali 18, só com Jesus. Desconfiados porque Rodrigo foi embora logo quando tinha voltado a jogar. E sobretudo muito desconfiados porque ainda está pela frente um mês de mercado. E o mercado, coisa estranha, parece mais difícil de vencer do que qualquer adversário, português ou estrangeiro.
 
Enquanto os benfiquistas suspiram por boas notícias, Lisboa enche-se de cartazes de Luís Filipe Vieira sorridente. O presidente do Benfica oferece meses de quotas à borla e bilhetes a quem se tornar sócio do clube. «Seja um campeão por zero euros», convida. Imagino que por esta altura os benfiquistas desconfiem que nem Jesus será capaz de tal coisa.

Só que agora vou dizer-vos que foi escrito pelo Luís Sobral, do Maisfutebol... E de repente, como que por magia, grande parte de vós vai discordar totalmente.

sábado, 26 de Julho de 2014

Hoje jogou o Enorme!

Com um 11 inicial com apenas 4 caras novas face à época anterior e ainda com algumas ausências... Hoje houve mais Benfica apesar da derrota. Concordam?

O que pensam dos reforços?

O que vos pareceu os que ja ca estavam?

Quem se destacou pela positiva e pelo lado menos positivo?

PS- Doi na alma dos benfiqusitas não ter visto o Bernardo, o Nelson e o Ivan a entrar hoje em campo. Shame on you, Jesus!!!! 
Valha-nos mais um jogo a crescer para o Cancelo!

Sem mais nada a acrescentar


Retirado do blogue "Gordo, vai à baliza!":

"Quem quer apoiar esta nojeira nem sequer sabe o que é o Benfica... 

Apoiar cegamente nem em ditaduras, mas eu percebo...cansa pensar por nós próprios e mais vale seguir a carneirada. 

Ninguém aqui quer mais ser campeão que eu, ninguém aqui ama mais o Benfica que eu, mas comigo não é a todo o custo!

Vão lá votar em Isaltinos e outros tantos corruptos cegamente, eu continuarei a defender o melhor para o Benfica, que neste momento é deixar claro que está TUDO a ser mal feito. Uma oportunidade de ouro para dar uma machadada de superioridade a cair por terra...por amizades duvidosas, estádios por construir, esquemas e dívidas ao BES.

Espero em Agosto estar no Marquês convosco, mas será mais difícil que nunca por péssima gestão e por ter malta a querer gerir a sua vida privada em vez de gerir o clube que representam...e que não amam nem NUNCA amaram como nós...

Eu Amo o Benfica, faz parte da minha Vida, mas não aceito apoiar uma gestão catastrófica que só com um milagre poderá ter resultados...e quem me dera! Mas acreditar só porque sim, não contem comigo..."

----------------------------------------------------------------------

Também há este artigo interessante. Decerto serão coincidências.

"As (grandes) obras de Luís Filipe Vieira" - link do blogue Rivais à mesa.



Já não há jogadores de 18 anos!

Cristiano Ronaldo, Chalana, Quaresma, Baía, Simão Sabrosa, João Vieira Pinto, Manuel Fernandes, Futre, Figo... Sem sequer pesquisar no Google arrisco que estes jogadores de destaque (alguns de imenso destaque) todos eles "nasceram" para o futebol e para os planteis principais dos três grandes antes dos 19 anos (JVP foi no Boavista).

Mas chegou uma altura algures em meados da década de 90 que em Portugal se fecharam as portas as estes miúdos. A justificação é que não estão preparados... Como se o Cristiano Ronaldo aos 17 anos quando apareceu não cometesse erros, muitos infantis, ou como se o João Pinto ou o Figo aos 18 anos fossem já um produto acabado...

Depois disso já vimos chegar o DiMaria aos 18 anos que cometia erros que deixavam o 3º anel à beira de um ataque de nervos. Vimos chegar o Markovic que aos 19 já vinha com duas temporadas de primeira equipa no Partizan. Vimos o David Luiz fazer-se jogador desde os 19 anos, também ele com vários percalços pelo caminho. 

Mas os nossos miúdos mais talentosos têm que jogar! Têm que passar pela equipa B! Têm que ser emprestados! São muito novos! Há sempre desculpas...

Antes de o futebol se ter tornado um negócio de empresários e empreiteiros, o Gonçalo Guedes talvez já estivesse integrado na pre-época do Benfica e viesse a fazer alguns jogos na Taça da Liga este ano, talvez o Nelson Oliveira e o Cancelo fossem "massacrados" pela estrutura do Clube para mudarem de atitude e moldados para toda a dimensão do seu futebol, talvez o Bernardo Silva estivesse a ser acarinhado e a ter as oportunidades para se tornar uma estrela cintilante do nosso futebol, talvez alguns jogadores dos juvenis (e que qualidade que ali anda naquela geração!!!) estivessem a fazer alguns jogos nos juniores ou até na equipa B de vez em quando, talvez não houvesse medo de apostar nos jogadores logo no início, os deixassem errar sem medo de serem heróis.

Mas não... Como o futebol é um negócio, o que já se procura fazer é encontrar o enquadramento em que estes miúdos possam servir para render algum dinheiro com vendas ou empréstimos... ou servir de contrapartida para alguma transferência que encha os bolsos de mais empresários e empreiteiros.

PS- para os que referem que o Ajax tem uma formação melhor que a do Benfica por isso é que aposta nela, o Benfica B acabou de dar 4-3 aos holandeses, com um JOGÃO do Guedes

artigos recentes