O blogue NovoGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade.

Translate

Campeonato Nacional de 2015/2016: quem é o favorito?

terça-feira, 7 de julho de 2015

Afinal o Mourinho tinha razão?

José Mourinho foi alvo de uma campanha violenta por parte dos espanhóis, o que o levou a abandonar o Real Madrid.

Casillas, Ramos e outros foram os líderes dessa campanha.

Afinal parece que Florentino Perez lá vai dar razão ao português.
A raiz do problema está nos espanhóis. Por isso quer correr com eles.

E Ronaldo? Também sai?

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Lavagens de imagem


A entrevista de Jorge Jesus ontem à SICN teve o condão de revelar o que o GB já transmitiu no seu post, mas não só. De facto, Jorge Jesus demonstrou o que sempre por aqui escrevi: uma personalidade e postura que nada têm a ver com os pergaminhos e tradição do Sport Lisboa e Benfica. Um tipo falso, egocêntrico e com a mania de que inventou qualquer coisa no mundo do futebol.
Demonstrou também o papel claro de “voz do dono” de Simões, cujo papel de papagaio é tão ridículo quanto indigno para um antigo campeão europeu como jogador.
Daí que Simões tenha nos últimos tempos se prestado a outros papéis tristes como o ataque a Rui Gomes da Silva que todos sabemos ser já uma presença incómoda para o presidente do Sport Lisboa e Benfica ou a defesa acérrima de qualquer situação que coloque em causa Luis Filipe Vieira, sem qualquer capacidade de análise independente. Daí a sua cara de “tacho” quando ontem Rodolfo Reis expôs a razão das suas posições.
Resta saber se também faz parte da “comandita” que tem parte nas comissões de transferências de jogadores, como já por aí dizem.
Espero que as tentativas de lavagem de imagem tenham ficado arrumadas ontem, já que também Luis Filipe Vieira não resistiu a isso com a série de 3 reportagens da SIC.
Transformou-se uma oportunidade de destacar o excelente trabalho realizado em várias áreas do clube por uma série de profissionais, dando-lhes voz, numa vindicação da imagem do presidente como ser supremo do clube. Como se o Sport Lisboa e Benfica fosse sua propriedade.
Tenho pena é que, no meio de tanta preocupação com a imagem de Luis Filipe Vieira, não tenha aparecido uma única com o presidente a demonstrar preocupação com os adeptos presos na bancada de Guimarães. Não apareceu se calhar porque não existiu.
Aliás, duvido que Florentino Perez, Karl-Heinz Rumennige, Josep Bartomeu, ou qualquer outro responsável ou presidente de outros grandes clubes permitissem que os filmassem em meias e com os pés em cima seja do que for. Mas num país em que muitos apreciam o “azeiteirismo” isso talvez faça sentido.
O que espero que os decisores do clube, com Luis Filipe Vieira à cabeça, evitem gastar tempo com lavagens de imagem e se empenhem em dar as melhores condições e jogadores a Rui Vitória, como foi feito com Jorge Jesus.
Tudo o que seja menos que isso será inaceitável.

Alguém me explica?

Eu juro que queria escrever um post mais extenso para assinalar o meu regresso aqui ao blogue, mas por enquanto, só gostava que me dessem uma ajudinha. É que eu não percebo mesmo esta frase do nosso CFO:

Domingos Soares Oliveira admite que a centralização dos direitos televisivos é necessária para evitar as discrepâncias nas verbas recebidas pelos clubes da Liga. Numa entrevista ao "Expresso", o administrador financeiro da SAD do Benfica lembrou, porém, os obstáculos à introdução desse sistema.

"Se admitimos participar numa centralização dos direitos televisivos? Precisamos disso. A diferença entre o clube que ganha mais e o clube que ganha menos é de 1 para 10. O problema é que os clubes são os primeiros a dizer que não. Porquê? Devem estar condicionados", contou o dirigente das águias.

Aqui.

O Benfica PRECISA da centralização dos direitos televisivos??? Porquê???????

A mim parece-me que ficamos sempre a perder a partir do momento em que temos independência para definir os nossos termos nesta questão. Sinceramente... não percebo o que o homem quer dizer com isto...

A organização criminosa no futebol português não tem cabecilha?


"Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és."

Este velho ditado diz tudo sobre a verdadeira natureza do que se passa no FC Porto, e também, na cidade do Porto.

A chamada "Operação Fénix" trouxe a público aquilo que já era conhecido de muita gente: existe um cabecilha de uma organização em Portugal que se tem rodeado de criminosos ao longo dos anos.

A organização é o FC Porto e o cabecilha é o seu presidente. 
O presidente do clube condenado por corrupção sempre teve o mesmo tipo de estrutura.

É preciso ter memória para relembrar que a figura de Antero Henrique foi ocupada durante muitos anos por Reinaldo Teles
Era o "homem da noite do Porto" que controlava jogadores mas não só. As "pressões" eram geridas por ele. Com os "SuperDragays" a servirem de instrumento.

Com os problemas que o próprio arranjou para si próprio, Pinto da Costa teve necessidade de providenciar a sua substituição e daí o surgimento de Antero Henrique.

O que não vejo ser debatido na CS, e que é o mais grave de tudo isto, é que todos estes servem Pinto da Costa. Mais ninguém. Ele é a figura central de todo este xadrez.

A quem servia o "guarda Abel"?




A quem servia o Pidá? Sim, o tal que vinha a escoltar Pinto da Costa quando o mesmo regressou da fuga para a Galiza?





A quem servia o Eduardo Silva? O mesmo que escoltava Pinto da Costa?




Todos estes criminosos acompanhavam pessoalmente o presidente do FC Porto. Foram escolhas pessoais do mesmo. 

Por isso, não me venham vender a ideia de que os criminosos estão ao nível apenas dos serviçais.
O problema está no presidente do FC Porto e numa organização criminosa que já dura há tempo demais na cidade do Porto.

Daí que quando querem fazer passar à força a ideia de que o FC Porto, liderado por Pinto da Costa, é parceiro para negociar seja quem for, eu digo que duvido muito da honestidade de quem defender isso.

O futebol português, mesmo que alguns venham passar a ideia de que as coisas hoje são diferentes, nunca será um sítio recomendável enquanto cá estiver Pinto da Costa.

Como benfiquista, sempre recusarei aceitar que o Sport Lisboa e Benfica, seja sob que pretexto for, se sente à mesa com este senhor.

Dia da Mentira?

Não optou pelo Sporting por dinheiro...
... Mas (diz ele) recusou Zenit, Nápoles, Roma, Inter e Milan.

O Benfica não lhe ofereceu menos dinheiro...
... Mas sentiu que não era desejado.

É um mito que não aposte na formação...
... Mas dá os exemplos de Andre Gomes, Cancelo e Bernardo, precisamente jogadores que pouco ou nada jogaram com ele.

Bernardo Silva não ficou porque cá estava Gaitan, Salvio e Enzo...
... Mas Talisca cabia, mesmo em sub rendimento, tal como Pizzi que tardou em mostrar-se nos jogos de maior dificuldade. 

Podia continuar mas ele não merece! Além de bazófias, revelou-se um tremendo mentiroso. Tem o clube que merece!

domingo, 5 de julho de 2015

Finanças: Os 3 Grandes (Primeiros 9 meses de 2014/2015)

Fonte: Relatórios & Contas da Benfica SAD, Porto SAD e Sporting SAD (CMVM)
 
 
Benfica: A Benfica SAD continua a ser a SAD que factura mais em Portugal, tendo alcançado os 144,2M€ de proveitos e 130,2M€ de custos, originando 14,0M€ de lucros. 

Seguindo as boas práticas de gestão, a Benfica SAD tem os proveitos operacionais equilibrados face aos custos operacionais (77,7M€ vs 77,6M€), e a venda de jogadores (62,4M€) permitiu cobrir o investimento em jogadores + custos com a venda de jogadores (30,4M€), e também os custos financeiros e custos de investimentos (22,6M€). Esta época, com a aquisição do Benfica Stars Fund existem custos de investimento "líquidos" a rondar os 6M€ que estão considerados nesta última rúbrica.

Uma SAD em Portugal tem de vender sempre jogadores para pagar as contratações e os custos com os juros da Banca, e é isso que o Benfica tem feito. A Benfica SAD obteve 62,4M€ com as mais-valias do Enzo Perez, Oblak, Markovic, Cardozo, Bernardo Silva e Franco Jara. Com este volume de mais-valias a Benfica SAD já assegurou mais de 60M€ de mais-valias com a venda de jogadores, tal como tinha previsto há 3 meses, e dessa forma a Benfica SAD já tem a verba necessária para cobrir os 30M€/Ano de amortizações (relativas às contratações), os cerca de 10M€/Ano com custos de transferências, os 25M€/Ano de custos financeiros com os empréstimos e os 6M€ de custos excepcionais de investimento relativos à aquisição do Benfica Stars Fund.

Falta ainda registar no 4º Trimestre a venda de João Cancelo, Funes Mori, Sulejmani e Benito, que poderão elevar as mais-valias para valores superiores a 80M€.

Em termos de Activo e Passivo, o Benfica tem a sua situação equilibrada com um Activo de 414,6M€ e Passivo de 408,7M€, sem ter necessidade de recorrer aos VMOC's como a Sporting SAD fez, ou sem recorrer a Interesses sem Controlo como aconteceu com a Porto SAD. Os 2 rivais nos primeiros 9 meses da época tiveram de recorrer a aumentos de capital das SAD's para cobrir prejuízos que têm vindo a acumular.

Até final da época, a Benfica SAD poderá superar os 185M€ de proveitos e 170M€ de custos, tal como aconteceu na época passada onde obteve lucros a rondar os 15M€.


Porto: A Porto SAD viu a sua situação financeira e patrimonial agravar-se imenso nos últimos meses, devido aos prejuízos das últimas épocas. Sem o Aumento de Capital da SAD poderia ter corrido o risco de ficar de fora das Competições Europeias, devido aos prejuízos acumulados. Nos primeiros 9 meses de 2014/2015, a Porto SAD apresentou 125,9M€ de proveitos e 133,8M€ de custos, porque conseguiu registar a venda do Danilo nos últimos momentos de Março de 2015.

Em termos de Proveitos Operacionais, a Porto SAD alcançou 71,3M€ e teve Custos Operacionais de 89,2M€, tendo um saldo negativo "crónico", mas este saldo ainda é mais negativo do que aparenta porque a Porto SAD registou nesta época o prémio de participação na Champions League que normalmente registava no final da época passada, já que costumava fazer o registo no exercício económico em que o apuramento acontecia.

A Porto SAD em 9 meses gastou mais de 54M€ de custos de pessoal, e na época inteira que terminou a 30 de Junho de 2015 terá gasto mais de 70M€ de custos de pessoal.

Em termos de Venda de Jogadores a situação também não estava "famosa". Segundo o orçamento previsional do início da época, a Porto SAD necessitava de 66M€ de mais-valias com venda de jogadores para equilibrar as suas contas e tiveram de registar a venda de Danilo nos últimos dias de Março, para equilibrarem o orçamento dos Primeiros 9 meses do ano. Depois anunciaram a transferência de Jackson a 1 hora de terminar o exercício de 2014/2015 e conseguiram dessa forma "salvar" as contas nos últimos momentos da época terminar. Mais uma vez confirmou-se o que tinha anunciado há 3 meses, ao prever a venda de Jackson e de Danilo.

Em termos de Activo e de Passivo, a Porto SAD tinha capitais próprios negativos que apenas foram resolvidos com a incorporação de 47% da EuroAntas (detentora do Estádio do Dragão) nas contas da Porto SAD, tendo o Porto realizado a consolidação segundo o método integral, considerando 100% dos Activos e 100% dos Passivos dessa empresa, eliminando operações intra-grupo e considerando os Interesses Sem Controlo (58,3M€) que dizem respeito ao Porto Clube. Mesmo com os 47% da EuroAntas a Porto SAD tem 3,2M€ de capitais próprios negativos (relativos à empresa-mãe) e é muito provável que nos próximos tempos possa ter necessidade de realizar novo aumento de capital social da SAD, passando os restantes 53% da EuroAntas de forma a que o Capital Próprio atribuível à empresa-mãe (Porto SAD) fique positivo.

Até final da época, a performance da Porto SAD foi salva com a venda do Danilo e do Jackson. Sem essas vendas a época 2014/2015 poderia ter terminado com mais de 45M€ de prejuízos. Com essas vendas realizadas poderão apresentar Proveitos e Custos equilibrados, acima dos 160M€, ou até apresentar algum lucro, finalizando a época com a situação equilibrada.


Sporting: A Sporting SAD facturou cerca de metade da Benfica SAD e gastou menos de metade da Benfica SAD, tendo apresentado 79,3M€ de proveitos e 57,2M€ de custos.

Para estes resultados, muito contribuíram 5 situações GRAVES, que terei de voltar a relembrar:
 
1ª situação (Caso Rojo/Doyen): Para esses resultados muito contribuiu o registo a 100% da venda do Rojo, e novamente reafirmo que é pouco compreensível como é que os auditores da Pwc (pricewaterhousecoopers) permitiram registar toda a mais-valia do Rojo, sem a realização de uma provisão, tendo em conta o litígio da Doyen com o Sporting no TAS (Tribunal Arbitral do Desporto). Só nesta operação existem mais de 15,75M€ de proveitos questionáveis, que por norma não deveriam ter sido registados da forma que o foram. A Doyen só recebeu 3M€ e reclama pelo menos 18,75M€ + juros de mora.

2ª situação (Caso BES/BCP): Para o resultado positivo apresentado a Sporting SAD está a beneficiar de um perdão de juros atribuído pelo NovoBanco e Millenium Bcp, que terá superado os 10M€/Ano, nos primeiros 9 meses da época. 

Ou seja, sem a influência destas 2 situações "anormais" (Caso "Rojo/Doyen" e Caso "BES/BCP"), a Sporting SAD teria facturado cerca de 55M€ e teria custos a superar os  65M€, apresentado mais de  10M€ de prejuízos nos primeiros 9 meses de 2014/2015, em vez dos 22M€ de lucros apresentados.

Ao nível dos Activos e Passivos, surgem outras 3 situações igualmente "graves" face às 2 situações que referi anteriormente sobre os Proveitos e Custos (caso Rojo e caso BES). 

3ª situação (VMOC's): A Sporting SAD teve de recorrer a uma reestruturação financeira que envolveu um aumento de capital da SAD, passagem da SPM para a SAD (empresa detentora dos direitos de superfície do Estádio de Alvalade), e recorreu a 127,9M€ de VMOC's, que são obrigações (financiamento) que serão obrigatoriamente convertidas em acções dentro de menos de 1 Ano (1ª emissão) e 10 Anos (2ª emissão). Quanto às VMOC's das 2 uma: ou o Sporting dentro de menos de 1 ano e 10 Anos arranja os 127,9M€ para adquirir as 2 emissões de VMOC's ou a Sporting SAD passará a ser detida maioritáriamente pela Banca, ou por "investidores externos". Apesar de as VMOC's não serem registadas contabilisticamente como Passivo, na prática são responsabilidades que o Sporting terá de assumir se quiser manter o controlo maioritário da SAD.

4ª situação (Direitos de Superfície): Com base na informação do R&C, sabe-se que o Sporting "valorizou" os direitos de superfície do Estádio de Alvalade em 208,9M€ "brutos" e 146,9M€ líquidos, e passou-os para a Sporting SAD!!! Esta é uma mera operação de "cosmética" para tornar mais bonito o R&C da SAD, já que se trata de uma operação intra-grupo, sem qualquer reflexo no R&C Consolidado do Grupo Sporting.

5ª situação (Ocultação de Passivo em outras empresas do Grupo Sporting): Tal como avisei em 1ª Mão e em "Exclusivo" neste Blog há mais de 1 ano, a situação do Grupo Sporting é muito "grave". Essa situação foi confirmada mais uma vez pelo Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, na AG do Sporting realizada a 28 de Junho de 2015:

174,7M€ de Activo consolidado
487,1M€ de Passivo consolidado
(312,5M€) de capital próprio negativo
 
... e Prejuízos acumulados de 357,5M€
(situação a 30 de Junho de 2013)


Considerando as 5 situações relativas ao Sporting: 1) "Caso Rojo", 2) "Caso BES", 3) VMOC's que poderão levar à venda do Sporting à Banca, 4) Operação de "cosmética" com os direitos de superfície do Estádio de Alvalade, 5) Ocultação de Passivo em outras empresas do Grupo Sporting, é fácil de perceber a "péssima" situação do Grupo Empresarial do Sporting.

sábado, 4 de julho de 2015

Novidades na BTV para breve

Alguém quer arriscar?

Benfica 1 - Sistema + Sporting 0

Eis o comunicado na íntegra do Conselho de Arbitragem 

«O plenário do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, composto por elementos das suas três secções, manifesta a sua posição sobre a proposta da implementação do sorteio de árbitros, árbitros assistentes e observadores na temporada desportiva de 2015/2016, aprovada pelos Clubes em Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. 

Hoje reunido em Rio Maior, o plenário do Conselho de Arbitragem decidiu por unanimidade, em defesa dos interesses das competições profissionais de futebol, tornar pública a seguinte posição: 

1. Manifestar opinião discordante pela introdução do sorteio, qualquer que seja a sua forma, e defender a manutenção do sistema de nomeação por designação direta de árbitros, árbitros assistentes e observadores, por ser este o que melhor defende os interesses das competições, da arbitragem e dos árbitros; 

2. Considerar inconcebível a proposta de os Clubes poderem interferir diretamente na classificação dos árbitros, em resultado da denúncia das suas atuações, por isso representar uma intolerável forma de pressão sobre os árbitros, com consequências prejudiciais para a verdade desportiva; 

3. Considerar que essa proposta traduz uma desconfiança relativamente aos árbitros e à arbitragem; 

4. Repudiar as ofensas públicas e infundadas à honorabilidade dos membros deste Conselho de Arbitragem; 

5. O Conselho de Arbitragem alerta para a possibilidade de a proposta não estar de acordo com a legislação aplicável em vigor.»


Finanças: BTV com Liga Inglesa, Liga Italiana e Liga Francesa em 2015/2016

Benfica TV com ligas italiana e francesa

BTV comprou esta semana os direitos de transmissão televisiva de mais dois campeonatos de futebol europeus, o das ligas de França e de Itália. A notícia está no semanário Expresso deste sábado, numa entrevista de Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD encarnada.
 
“O contrato com a liga inglesa acaba daqui a um ano e temos duas novas ligas para a próxima época. Não revelarei valores, mas assinámos contrato para a transmissão dos jogos das ligas francesa e italiana”, afirma o administrador financeiro. Que antecipa ainda: “Vamos ter uma batalha violenta pela liga inglesa, mas com as ligas francesa e italiana ficamos um pouco protegidos.”
 
A BTV, recorde-se, tem mais um ano de contrato firmado para transmitir os jogos da liga inglesa, pelo que na próxima época terá três das principais ligas europeias, além dos jogos do Benfica em casa. O Benfica tornou-se assim concorrente da SportTV, com a qual deverá voltar a disputar a transmissão dos jogos da liga inglesa dentro de um ano.

Fonte: Expresso

Excelente expansão de conteúdos da BTV!
 
Pelo menos 3 das 5 principais Ligas Europeias (Inglaterra, Itália e França) poderão ser visualizadas em "Exclusivo" na BTV, na época 2015/2016, em Portugal, além dos jogos em casa do Benfica para a Liga Portuguesa.
 
Quanto à Liga Espanhola durante o mês de Julho saber-se-á qual o canal desportivo que ganhou essa Liga para Portugal.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Antro de criminosos? É lá agora!!!



"Eduardo Silva, de 40 anos, é o responsável pela SPDE, a empresa que faz a segurança no Estádio do Dragão. Detido no âmbito da "Operação Fénix", Edu, como é conhecido, é também quem acompanha Pinto da Costa nas deslocações mais complicadas, como aconteceu na última passagem pelo Estádio da Luz. Nesse momento, Eduardo Silva sentou-se ao lado de toda a administração da SAD portista na tribuna benfiquista, na fila onde se sentaram Pinto da Costa, Fernando Gomes, Reinaldo Teles e Adelino Caldeira. O responsável pela SPDE também acompanhou Pinto da Costa noutros momentos.

A "Operação Fénix" motivou 50 buscas e 15 pessoas já estão detidas, entre as quais Eduardo Silva. Todos eles serão presentes amanhã ao super juiz Carlos Alexandre, no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa.

A investigação foi espoletada pelo departamento distrital da PSP de Lisboa e a ação no terreno teve a chancela do DCIAP. Da operação resultou já a apreensão de 121 mil euros (sendo que 70 mil estavam na casa de Antero Henrique, CEO da SAD do FC Porto), dez viaturas, 40 armas e várias munições."
- Record.

artigos recentes