O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


24 de março de 2014

Pois...

 ●  12 comentários  ● 


Portugal 24 de Março de 2014

Mais uma semana futebolística de sucesso, com a eliminação do Tottenham e a vitória esclarecedora sobre a Académica. O caminho para a final da Liga Europa ficou mais desimpedido, já que o Tottenham era um dos candidatos à vitória, e o caminho para a conquista do campeonato ficou mais perto do objectivo.
Isto não quer dizer que ficamos com a vida facilitada, apenas quer dizer que saltamos mais uma etapa em cada um das provas. São coisas bem distintas.
O empate frente ao Tottenham veio provar que para passar á fase seguinte, não é condição suficiente vencer fora por 3-1 (com mais ou menos dedos no ar). A gestão da equipa associada à qualidade do adversário criou-nos alguns problemas em particular após saída de Cardozo, de que resultaram 2 golos em 2 mn. Sobre a equipa, confesso que fiquei apreensivo quando vi que o triângulo do meio campo seria constituído por Djuricic, André Gomes e Ruben Amorim, porque se trata de 3 jogadores que sendo bons com bola, são pouco mais do que nulidades (Amorim nem tanto) quando têm de jogar sem bola. E os processos defensivos também se jogam sem bola, posicionando-se de forma a cortar as linhas de passe aos adversários ao mesmo tempo que ganham segundos preciosos para permitir o reagrupamento da nossa equipa.
Acontece que sofremos 2 golos após a saída de Cardozo, o que parece surrealista dado que Cardozo é avançado. Mas se considerarmos que na final da Taça de Portugal, e também quando ganhávamos 1-0, após a saída de Cardozo sofremos 2 golos (nunca esquecendo que um deles foi em claro fora de jogo – obrigado Bruno de Carvalho), se calhar temos de pensar nisto de forma diferente. Será que os processos defensivos começam com o trabalho de pivot dos avançados quando “seguram” os defesas centrais?
Mudando o chip para o campeonato, ficou mais um penalty por assinalar a favor do Benfica (Lima aos 26 mn), e mais uma vez o erro do árbitro foi relativizado pelo ex-árbitro António Rola, à semelhança do que já havia feito na jornada anterior com o “benfiquista” Mota no jogo contra o Nacional. De facto o árbitro não estava bem colocado e com isso viu prejudicada a sua visão. Mas há 8 dias o Mota não viu coisa nenhuma, assinalou mal um penalty que pôs o adversário a ganhar, e o comentário da Benfica TV foi igualmente simpático para o árbitro. Será que sempre que os árbitros erram contra o Benfica há instruções para não “bater” neles? Vamos aguardar quando (e se) algum se enganar a favor do Benfica, a ver se eles são tão simpáticos nas apreciações...
E porque como diz o povo, apanha-se mais depressa um aldrabão, upps, um mau árbitro, do que um coxo, ontem no jogo FCP – Belenenses, Carlos Xistra mostrou ao que anda e como de facto existe um manual de errar, que Vítor Pereira aceita e promove (Xistra já foi nomeado para outra meia-final da Taça, como prémio).
O Sr.º Xistra não viu uma cotovelada de Mangala aos 8 mn sobre um adversário. Mas o mesmo Xistra “viu” um murro de Javi Garcia sobre Alan no jogo em Braga onde perdemos e não obtivemos a 19ª vitória consecutiva em todas as provas (época 2010/2011). Do seu ponto de visão e do árbitro assistente, podemos dizer que nenhum viu nada, excepto os tipos do banco do Braga a levantarem-se de imediato. No que funcionou como um “sinal” para o árbitro decidir. Com esta diferença de critério, o FCP continuou com 11 em campo, com 0-0 e a jogar em casa, enquanto o Benfica jogando fora de casa ficou com 10, e do livre assinalado indevidamente (foi sim cotovelada de Alan sobre Javi Garcia) nasceu o empate. A derrota consumou-se depois com novo erro do árbitro que deu lançamento de linha lateral ao Braga de onde saiu um dos melhores golos do campeonato, em vez de ter dado falta ao Benfica por “atropelamento” de Airton.
Mas Xistra não se ficou por aqui. Perto do intervalo expulsou (bem) um defesa do Belém que carregou Jackson quando estava em situação frontal à baliza, fora da área, e só com o guarda-redes pela frente. Ora o mesmo Xistra na fatídica 2ª mão da meia-final da Taça de Portugal onde fomos escandalosamente espoliados da presença na final, também com 0-0 não viu Sapunaru agarrar Saviola pelo ombro, quando este estava em posição frontal, fora da área e só com o guarda redes pela frente. Uma expulsão com 0-0, significaria com toda a certeza a eliminação do FCP, que tinha perdido o 1º jogo por 2-0. Depois foi o que se sabe, com a expulsão perdoada ao Cebola por tackle violenta sobre Maxi (já com 0-1) e o 2º golo em claro fora de jogo (obrigado Bruno de Carvalho) que igualou a eliminatória e deu a confiança extra que os jogadores do FCP precisavam.
Basta estar minimamente atento para perceber que os árbitros não arbitram da mesma maneira o Benfica e o FCP, embora o SCP ache que sim. E que este Xistra tem sempre jogos para arbitrar, sendo o que na época passada recebeu mais dinheiro dos prémios (1100 euros por jogo). Neste ranquing não entra o dinheiro dos árbitros internacionais porque o que ganham lá fora não é contabilizado. Tudo somado, os internacionais ganham mais e logo a seguir vem o Xistra. Porque é que Xistra ainda não é internacional? Porque há outros mais antigos e também dedicados à “causa”, à sua frente. E porque é preciso estimular os que não sendo internacionais, têm sempre jogo (e prémio) desde que arbitrem como o “sistema” quer.
É esta a competição viciada que temos, onde o Sr.º Vieira quer que estejamos, sempre de “bico” calado. Não ganhando, há sempre margem para contratar “reforços” e pagar chorudas comissões. Algumas a empresas de off-shore, que se sabe bem de quem são (era o que diziam nos julgamentos de Vale e Azevedo).

12 comentários blogger

  1. Bom post. Não é preciso muito para perceber estas coisas. O FCP consegue SEMPRE manter-se nas corridas (seja pelo título, seja pela LC) de forma vergonhosa. Ainda me lembro a forma vergonhosa como tiraram a LC ao Sporting na última jornada em 2005. Há dois anos e no ano passado foi o mesmo. Andaram ali a ser beneficiados e conseguiram manter-se sempre colados. Depois ou veio o Sousa em Coimbra, numa arbitragem tenebrosa, e o Proença na Luz (há dois anos) mais o jogo em Alvalade com o penálti no primeiro minuto sobre o Gaitán), ou o golito do Estoril em offside, o penálti e expulsão em Paços de Ferreira para o FCP e pronto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Os truques de arbitragem são uma imagem de marca destes campeonatos organizados pelas Ligas dos Portos.. agora passaram outra vez para a FPF em Lisboa, mas mudaram para lá todos os portistas, bem apoiados pelo Sr.º Vieira, grande amigo de Fernando Gomes desde os tempos em que conjecturaram contra Vale e Azevedo.. é isto o nosso Benfica...

      No ano passado não foram assinalados penaltys contra o FCP, com 0-0 e este ano foram. Isso fez (e faz) toda a diferença. Porque razão no ano passado não foram e este ano foram? Se calhar a divisão em relação ao treinador, benfiquista, ajudou um pouco. A má Champions também trouxe ondas internas de contestação... e quando assim é, fica mais difícil aos árbitros "ajudarem".

      Para que conste, na época passada apesar do FCP ter dois guarda redes, Alex Sandro e Danilo à vez, mais o Helton, nunca foi assinalado 1 penalty contra o FCP em momento crucial do jogo. Este ano, no Estoril, com 0-1, no Maritimo com 0-0 e em casa com o Estoril com 0-0, foram assinalados penaltys contra o FCP e o FCP perdeu 8 pontos. Não é uma coincidência, é uma consequência da decisão dos árbitros. Se na época passada tivessem tido o mesmo critério, o Benfica era campeão (no mínimo).

      Eliminar
  2. Gostei muito dos primeiros 4 parágrafos.
    Em relação a árbitros, estou um pouco como o Benfica: falar neles apenas quando é estritamente necessário.
    João Gonçalves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Quanto aos outros parágrafos discordo da actuação do Benfica. Falar te de se falar porque sabemos que existe um controlo sobre a gestão e liderança da arbitragem. Só temos uma arma: falar. Mas com sentido construtivo e não como fez BdC que apenas procura beneficiar dos erros (como se viu com a desvalorização do erro que deu o golo contra o FCP, mas que por outro lado, fala de erros grosseiros contra o SCP, mesmo que não sejam).

      O problema meu caro, é que no Benfica não vejo ninguém a falar de arbitragem com sensatez e assertividade. Apenas vejo show-off ridiculo e masoquista...

      Eliminar
  3. ranquing ? ? ? ? ?

    Deus ma livre :)

    ResponderEliminar
  4. teoria ridícula no ultimo paragrafo. ha outra teoria: se falarmos menos dos arbitros, os jogadores concentram-se mais no que jogam e nao entram a pensar que o arbitro os vai lixar. ate porque nao tejmos grande motivo dfe queixa este ano: 2 jogos beneficiados, 2 prejudicados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se bem percebo, achas que falando menos dos árbitros os jogadores concentram-se mais no jogo, correcto? Não deixa de ser uma teoria... . uma teoria pobre. Em 10 amos de empreiteiro, temos 2 titulos de campeão... achas que nos outros 8 anos, o Benfica não mereceu ser algumas vezes campeão?

      Eu acho que sim e que não fomos porque nos deixamos "montar", se percebes o sentido...

      Entretanto gastamos milhões e milhões nas contratações, nas comissões, e os outros é que ganham com planteis menos valiosos do que alguns dos nosso planteis...

      A denuncia positiva e proactiva é importante para lhes fazer ver que estamos atentos e sabemos como se fazem os truques. E assim evitar que nos próximos jogos eles repitam os truques. Entendes? É uma questão de estratégia positiva...

      Este ano fomos 2 vezes beneficiados e 2 vezes prejudicados? Talvez pelas contas da comunicação social sportinguista e do jornal do SCP. Perdemos pontos com o SCP, Belém e Arouca por erros de arbitragem, uns mais grosseiros do que outros, mas sempre em desfavor do Benfica. Não perdemos pontos no Nacional porque apareceram os super jogadores do Benfica. E há de facto um erro ou outro a favor do Benfica, regra geral detectado pelas televisões. Ou seja. Erros televisivos. A excepção Belém, na 2ª volta, não passa de uma excepção e mesmo assim, temos de aceitar a decisão do árbitro porque o jogador estava no campo de visão do guarda redes, tal como foi visto pelo árbitro assistente. Já não se pode dizer o mesmo do assistente que validou o golo do Belém na Luz...

      Eliminar
  5. Os meus parabéns pelo post e pela boa memória. Foste assertivo como o és na maioria dos teus posts.

    A corrupção na arbitragem sabe-se que existe e como funciona, resta ao Benfica saber que estratégia adoptar para a combater!

    Penso que se deve fazer de tudo para haver eleições na federação e correr de lá com os batoteiros. Em relação a falar de árbitros ou arbitragem, penso que temos de gerir bem os timings, como faz a agremiação corrupta.

    É bom os jogadores estarem avisados e preparados para saberem que o árbitro os vai prejudicar, assim evitam levar cartões por protestos, e quando se sentirem prejudicados dentro de campo, talvez uma força/motivação extra para ganhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo com os dois últimos parágrafos. Preparar os jogadores para erros de arbitragem não é contraproducente, pelo contrário, pode-nos ajudar muitos jogos mais...

      Mas para correr com os portistas da FPF não vai ser fácil, dada a habitual divisão entre clubes lisboetas e os jogos de compromissos que o FCP estabelece à socapa com muitos clubes do centro e norte do país, sempre com a benção da Olivedesportos ($$$$$)...

      Eliminar
    2. Eu sei disso. E parece-me que este presidente do sporting não quer um futebol limpo e transparente, mas sim um futebol em que o sporting seja Rei, independentemente do isso custe!

      Em relação à federação havia uma ideia boa para depois do mundial do Brasil, isto se o sporting a segui-se.
      Deixar de fornecer jogadores a todos os escalões da Selecção Nacional até que os dirigentes da federação se demitissem!
      É verdade que na Selecção Nacional Sénior isso pouco ou nada afectava (selecção de interesses, ou do Jorge Mendes), mas a nível das outras iria ter repercussões. E sobretudo o impacto que isso causar na comunicação social. Os dirigentes teriam de se demitir mais tarde ou mais cedo.

      Assim que fosse para frente, era importante que Humberto Gomes, João Vieira Pinto e outros se demitissem.

      Quanto aos clubes que servem os interesses dos corruptos, o dinheiro (da Oliverdesportos) começa a escassear....alguns vão abrir os olhos, outros acabaram por mudar de presidente...pois a maioria dos clubes são honestos, os seus presidentes é que não o são! E muitos foram colocados nessa posição pelos corruptos. Mas os adeptos não são parvos nem burros. Mais tarde ou mais cedo eles vão cair!

      Eliminar
  6. Gostei de praticamente tudo do teu post. Agora, gostaria de pedir a quem concorda com as tuas ideias que não venha dizer que perdemos campeonatos e outras provas por causa do Jesus ou da equipa. O ano passado, por exemplo, fizemos mais do que o suficiente para ganhar a liga, mas... o teu post explica muito do que se passou.

    Só não concordo quando criticas o Benfica por não falar. Falar para quê? Mesmo com provas (Apito Dourado) não se faz nada neste país! Se falarmos ainda vão dizer que estamos a desculpar-mo-nos deste ou daquele insucesso. Depois de tudo o que tem acontecido acho que a melhor tática neste momento é mesmo não falar e tentar jogar e GANHAR sempre contra 14. Acho que esta época isso está a ter resultados. E quanto mais tempo conseguirmos fazer isso, mais enfraquecidos se irão tornando os nossos opositores.

    Viva o BENFICA!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking