O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 16 de fevereiro de 2019

Felipe Cacetada avisa e Conceição tira Pepe

Avatar
 ●  33 comentários  ● 
Ainda bem que não havia problemas...  ainda bem que Felipe Vale-Tudo não avisou Conceição...

... mas a verdade é que Pepe está fora!

Mas nem assim se evitou um VAR que volta a esconder um pênalti contra o FCPorto é uma expulsão que só mesmo a jogar contra o FCPorto foi possível....

Rui Vitória: o rescaldo, por Caça Gambuzinos

Avatar
 ●  37 comentários  ● 
Mais um excelente texto do nosso colega Caça Gambuzinos:

Passado pouco mais de um mês da saída de Rui Vitoria do comando técnico do Benfica, já podemos fazer uma avaliação mais justa e calculista sobre os seus três anos e meio de trabalho.

Começando pelos factos, Rui Vitória ganhou 6 títulos, 2 deles Campeonatos Nacionais.
Se Rui Vitória tivesse saído do Benfica no final da sua segunda época (com o tetra no bolso) teria sido para sempre recordado com um dos grandes senhores a passar pelo banco do nosso clube. O problema é o descalabro a que se assistiu depois.

Descalabro esse para o qual, sejamos justos, muito contribuiu a delapidação do plantel com que a direção brindou o então treinador do Benfica. Relembramos que saíram quatro titulares (!) e que nenhum dos seus substitutos apresentava a qualidade do jogador que foi vendido (Ederson, Nelson Semedo e Lindelof) ou despachado (Mitroglou).

Com um plantel mais fraco, Rui Vitoria tinha de mostrar saber técnico e tático para colmatar o talento perdido. Não demonstrou. A época foi paupérrima, com o corolário do embaraço a ocorrer na Liga dos Campeões, na qual a prestação do Benfica foi, numa palavra, vergonhosa. 

Depois da epopeia europeia, o Benfica perde o título em casa, contra o grande rival, num jogo em que Rui Vitoria só não meteu em campo mais trincos para segurar o pontinho porque só podia fazer três substituições.

No ano seguinte chegam vários reforços (dos quais apenas Vlachodimos não é despachado em janeiro), mas a verdade é que a qualidade de jogo do Benfica não melhora.

Não há fio de jogo. Não há jogadas estudadas. O Benfica ganha fruto de genialidades individuais. Se há trabalho tático nos treinos, o mesmo não é visível nos jogos. A banalidade do discurso do mister arrasta-se até ao relvado e é uma agonia ver os jogos do Benfica.

A contestação dos adeptos, naturalmente, sobe de tom. E o discurso “choninhas” do Rui degrada-se de jogo para jogo, indo até ao ponto de afirmar não sentir contestação dos adeptos (quando no estádio já havia quem levasse lençóis de cama de casal para abanar na direção do mister).

E quando a situação parecia insustentável e a Direção estava de acordo em prescindir dos serviços do treinador, há um épico volte-face, protagonizado por Luis Filipe Vieira e uma luz (afeta a outro clube, certamente), cuja identidade um dia saberemos quem é.

Resultado? Mais um mesito de mau futebol que culminou com a mais do que esperada troca de treinador, com Rui Vitória a ir pregar a máxima “o caminho faz-se caminhando” e o “se fosse fácil não era para nós” para a Arábia Saudita.

E, para mim, foram exatamente estas “frases feitas” que mancharam o percurso de Rui Vitória, naquela que é uma das suas grandes lacunas enquanto treinador de equipa grande:
não tem discurso que se adeque à dimensão do clube que representa, enraivecendo os adeptos com desculpas de mau pagador, discurso monocórdico e vazio de conteúdo e, essencialmente, não assumindo qualquer responsabilidade pelo futebol oco e agonizante que a sua equipa protagonizava.

Depois de um jogo que a sua equipa não ganhou e / ou jogar pauperrimamente, um adepto de um clube grande não quer ouvir dizer “fizemos o suficiente” ou “temos muita confiança no nosso trabalho”. Nem quer saber quem é um bom chefe de família e quem não é. Quer um murro na mesa e que se assuma responsabilidades. Quer que se assuma que se jogou mal e que a partir da agora vai haver mais raça e atitude. Quer que joguem os melhores e que os RedPass sejam apenas para os sócios. E, mais importante, quer que aquele seja apenas um jogo mau e que os jogadores mostrem qualidade já no jogo seguinte. 

Um adepto de um clube grande não admite que o seu treinador lhe diga que “temos de saber conviver com o insucesso”.

A falta de frontalidade e o alheamento da realidade face ao péssimo desempenho desportivo da equipa não caiu nada bem no seio dos adeptos e sócios do Benfica. Rui Vitoria demonstrava constantemente que via um jogo diferente de toda a gente, parecendo, amiúde, satisfeito com a pobreza futebolística da sua equipa. O que é impensável no Sport Lisboa e Benfica.

Os discursos de Vitoria na hora da derrota eram capazes de irritar o mais pacifico dos monges budistas. A mim, pelo menos, causavam-me uma urticária danada e uma vontade tremenda de perfurar os tímpanos com um compasso.

E embora muitos apontem, e bem, que Rui Vitoria não é o principal responsável pelo falhanço da última época e meia, a verdade é que quem ia para as conferências de imprensa debitar banalidades era ele.

Está, então, na altura de fazer um ponto prévio: ao contrário do que este texto possa aparentar até aqui, eu fui um dos defensores de Rui Vitoria até outubro de 2018.

Embora a fundamental capacidade tática do mister estivesse longe de me convencer, a soma das restantes partes do seu perfil de treinador tinha, para mim, saldo positivo.

A postura do Rui foi uma lufada de ar fresco após seis anos de Jorge Jesus e temos sempre de enaltecer quem neste mundo de parasitas que é o futebol apresenta uma postura digna e de valorização do desporto. E, essencialmente no seu primeiro ano, foi atacado por todo o lado e soube, quase sempre, responder com elevação e de acordo com os valores que o SLB deve promulgar.

E não nos podemos esquecer que foi ele que nos deu o tricampeonato, com recorde de pontos e que foi, indiscutivelmente, um dos campeonatos mais saborosos de sempre, ganho ao Sporting de Jesus. 

Foi aqui que o Rui mostrou a sua principal qualidade: capacidade de unir um balneário em torno de um objetivo comum. E para além dos dois campeonatos, o legado de Rui Vitória estende-se também à concretização da tão esperada aposta na formação que rendeu muito ao nosso clube quer financeiramente quer, finalmente, desportivamente. Antes dele, Bernardos e Cancelos eram emprestados “com umas cláusulas”.

Por isso é que eu agradeço ao Rui pelos dois excelentes primeiros anos e defendo que tem mais competência que aquela que demonstrou na reta final da sua estadia no Benfica. Infelizmente, a última imagem é sempre a mais forte, pelo que se tivesse tido o sentido oportunidade de ter sabido sair na altura certa, teria saído por cima e... com margem de manobra para um dia voltar a passear aquela gravata foleira pelo banco do Benfica. 

Com o arrastar daquele período de agonia, quer do ponto de vista do espetáculo futebolístico, quer do ponto de vista comunicacional, o nosso amigo Rui Carlos não só perdeu a oportunidade de poder haver algum saudosismo pelo seu período enquanto treinador, como duvido seriamente que algum dia volte a treinar um clube da dimensão do Sport Lisboa e Benfica. 

Com muita pena minha, pois desejo-lhe os maiores sucessos pessoais e profissionais. É aquele caso de que até simpatizamos com o tipo e achamos que é genuinamente bom moço, mas é preciso mais.

Embora despedir um treinador não possa ser uma solução para ser aceite de ânimo leve e que Vieira, e bem, nos últimos anos resistido à chicotada psicológica, mesmo quando muitos pedem a cabeça do treinador, a verdade é que há uma máxima universal para qualquer clube de futebol: quando o plantel já não acredita na capacidade do treinador é difícil. Muito difícil.

TEXTO DA AUTORIA DO BENFIQUISTA CAÇA GAMBUZINOS

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Liga BlueVelvet! Depois dos árbitros à descarada... os esquemas com clubes amigos!

Avatar
 ●  39 comentários  ● 

Caceteiros inconformados contra o SLBenfica, com "pequenos toques" impossibilitadores com o FCPorto... isto com o Setúbal é à descarada!

O perigo de LFV voltar a acreditar que é no treinador que estão todos os milagres

Avatar
 ●  22 comentários  ● 

Diz-nos a história que não há bem que sempre dure nem mal que nunca acabe, e ainda para mais no futebol...

Raríssimo é o treinador que não vive os seus momentos altos, ao qual mais tarde ou mais cedo se seguirão os baixos, e raro é o treinador que no final de tudo, e apesar de toda a glória passada, não acaba por sair pela porta pequena...

Não existe em lado nenhum, tal como já aqui referi tantas vezes, treinador que ganhe sempre (nem sequer metade das vezes), por muito bom que seja o seu trabalho...

E com Bruno Lage não será diferente, e o erro será se LFV voltar a pensar que é no treinador que estão todos os milagres.

Mas este Bruno Lage, ou se quisermos estas últimas 5/6 semanas com Bruno Lage, foram semanas que representaram para o Benfica um rejuvenescimento completo e uma machadada na descrença...

Não foi só o perceber-se agora que durante 3 anos e meio fomos uma equipa à deriva liderada por um treinador sem estratégia, que andou sempre a tentar manter o emprego, a segurar as pontas e a manter toda a gente feliz, enquanto o futebol do Benfica definhava drasticamente...

Não foi só essa dádiva trazida no tempo certo e que o Benfica merecia independentemente das opiniões de cada um, de haver em Bruno Lage um nome consensual à volta do qual os Benfiquistas se uniram, evitando-se um capítulo que esteve prestes a acontecer e que, independentemente do bem ou do mal que trouxesse, traria sempre divisão e Benfiquistas contra Benfiquistas...

Não foi só perceber-se hoje que se calhar estivemos tantos de nós aqui errados nas avaliações que fizemos a jogadores como Grimaldo, Pizzi, Rafa ou a Seferovic, porque na verdade se calhar só lhes faltava um treinador que expusesse as suas qualidades em vez das suas fraquezas, já para não falar de outros nomes que entretanto saíram pela porta pequena e cuja história na Luz podia ter sido outra se Vieira tivesse visto a luz mais cedo...

Na verdade Bruno Lage trouxe ao Benfica tudo o que de bom podia trazer nesta altura: Resultados, boas exibições, união, e até aquela pontinha de sorte de num espaço temporal tão curto o FCPorto ter perdido 6 pontos, e o que parecia impossível há 5 semanas atrás pareça agora de repente possível.

Trouxe até ousadia, que foi aquilo que ontem vimos, apostando na Turquia num 11 com tudo para dar errado, mas que prova, no fim de contas, e ainda para mais com o bónus do resultado feliz, que esta equipa está nas mãos de alguém com os tomates no sítio e que tem uma confiança absoluta no seu trabalho.

Como disse, todos os treinadores ganham e perdem, todos têm opções mais ou menos felizes, e num jogo de 90 minutos tudo pode acontecer...

Isto de se achar que são sempre os treinadores que ganham e perdem jogos, e não os jogadores no campo, as estruturas diretivas ou o estar-se 10 anos à frente ou atrás da concorrência, é um erro capital que custa muito dinheiro aos clubes...

Os treinadores são importantes mas muito menos decisivos do que se pensa, é a minha opinião... O que não implica não ser decisivo ter pelo menos um treinador que no mínimo seja treinador, porque há muitos (a maioria) que também se percebe logo que não são, não passando tantos de pílulas douradas que vêm bater palmas e apelar à motivação, trazendo um momentâneo estado de embriaguez ao balneário que por momentos até disfarça os males existentes mas que rapidamente dá lugar à ressaca trazendo ao de cima os mesmos podres de sempre.

Lage parece no entanto ser “the real thing”, um daqueles treinadores que vale a pena manter e construir projeto à sua volta, mesmo sabendo-se que irá perder e ganhar como qualquer outro. 

Falta claro esperar pelo momento da quebra (que oxalá venha tarde, mas que acontecerá sempre), para perceber como reagirá Lage ao infortúnio, ao poder perder um título num remate esporádico no último minuto do últimos jogo da época, como dará a volta por cima, no que se tornará este seu discurso que até agora pôde ser sempre humilde e sem dizer muito porque é isso que as vitórias permitem.

Ser treinador de clube grande é também muito isso, a forma como se lida com o insucesso e a desconfiança dos adeptos...

...sendo que a única coisa da qual os Benfiquistas não desconfiam nesta altura, e essa é a maior dádiva que Bruno Lage nos trouxe, é a certeza de que temos Homem no banco e que tem tudo para dar certo, assim LFV o ajude, coisa que não podemos dizer que fez sempre com todos os treinadores que teve.














A euforia que vá toda ali para o Campo Grande...porque as grandes batalhas estão fora do campo.

Avatar
 ●  23 comentários  ● 

...porque nas vitórias morais e sem troféus eles são os maiores!

Da nossa parte, é importante ter a certeza que no banco do SLB está um treinador consciente da grandeza do clube e que uma equipa sem impressionar os adeptos não tem futuro.

Por isso, é altura de moderar a euforia(normal) de um período bem conseguido e deixar que Bruno Lage e a sua equipa técnica preparem os próximos embates para o campeonato.

Até ao jogo no Dragão nada será fácil ou "estará no papo".


Por isso, não deixo de lamentar o silêncio da direcção do SL Benfica ou da administração da SAD face aos mais recentes acontecimentos na arbitragem ou na disciplina da FPF.

Temos o VAR e árbitros que, pressionados sabe-se lá por quem ou porquê, semana após semana erram sempre para o mesmo lado. Até a LIGA REAL de Rui Santos espelha essa inclinação natural das arbitragens.

Temos relatos por escrito(!) de visitas de Pinto da Costa e Luis Gonçalves aos árbitros!

No caso dos castigos com jogos à porta fechada, foi na FPF que tudo foi decidido contra o SL Benfica, perante uma lei inconstitucional e cujo cumprimento não é exigido a ninguém.

A cúpula da FPF é essencialmente composta por adeptos do FC Porto. Um deles tem a alcunha de "Cachecol do Porto".

PORQUE NÃO OUVIMOS DA BOCA DO PRESIDENTE DO SL BENFICA OU DE UM DOS VICES DO CLUBE QUALQUER CRÍTICA A FERNANDO GOMES?

NÃO É EXTRAORDINÁRIO AS CRÍTICAS QUE SE FAZEM A TUDO NO FUTEBOL PORTUGUÊS E NÃO HAVER UMA ÚNICA MENÇÃO AOS 2 HOMENS QUE MANDAM NO NOSSO FUTEBOL: FERNANDO GOMES E TIAGO CRAVEIRO?

Porque razão a gestão de Fontelas Gomes e Paulo Costa tem sido desastrosa, em especial ao nível do VAR, e ainda assim ninguém pede a sua demissão?

PORQUÊ O SILÊNCIO? 

As próximas batalhas serão disputadas fora de campo. Quero lá saber dos mails, do LEX ou dos empréstimos de jogadores. Se algo ilegal foi feito, que seja investigado e os culpados castigados.

O superior interesse do SL Benfica não tem que esperar por nada ou ninguém!

Não se vai entender que ninguém no SL Benfica dê a cara para exigir à FPF, à arbitragem e à disciplina um tratamento isento, imparcial e que olhe para todos os clubes da mesma forma.

-------------------------------------------------------



ENTRETANTO, ESTA É A VERDADEIRA BANDA SONORA QUE ESPERO OUVIR NO ESTÁDIO DA LUZ NO PRÓXIMO JOGO DO SPORT LISBOA E BENFICA!

UMA GRANDE MÚSICA, DE UM CANTOR NOTÁVEL, E QUE ASSENTA QUE NEM UMA LUVA EM BRUNO LAGE E NOS "SEUS PUTOS". :)

FLORENTINO! O futuro de Fejsa assegurado...

Avatar
 ●  61 comentários  ● 

Como sabem, não sou grande fan das estatísticas! Valem o que valem... mas os números acima, do Florentino Luis, ao cabo de dois jogos não são estatísticas... são consistência.

Obviamente que ainda erra mais do que errará dentro de uns meses! Mas bolas... como acerta!!!

Todos nós (ou quase todos) reconhecemos a dimensão gigantesca de Fejsa na capacidade de travar o jogo adversário. Porém, infelizmente Fejsa tem muitas dificuldades físicas e, reconheço o ponto de vista do Redmoon aqui, Fejsa não faz parte do processo ofensivo da equipa.

O que Florentino traz, além de uma tremenda velocidade no processo de transição defensiva (e ofensiva) é precisamente o envolvimento no processo ofensivo, sem perder uma leitura de jogo brilhante no momento defensivo.

Caso não tenham percebido, contra o Nacional estavamos a ganhar "apenas" 3-0 ao intervalo... e um entre muitos fatores que na segunda parte impulsionaram o SLBenfica para diante foi precisamente a o papel desempenhado pelo Flo.

Como bem dizia o Shadows... com esta juventude (como o Felix, o Florentino, o Gedson...) começam a colocar-se duas questões muito importantes: uma que pouco ou nada me preocupa, porque começa a ser o nosso ADN, que é o processo de transição destes jovens para poderem assumir um papel principal.

Mas a outra questão - num futebol de egos e esquemas - será o momento em que os mais "batidos" vão ter que ceder o lugar aos novos jogadores... o momento em que Jonas deixa de ser titular por decreto, o momento em que Jardel se senta no banco, o momento em que Fejsa vê o Florentino da bancada, etc.

... Que o diga o Rui Vitória, cuja queda começou no dia em que resolveu afastar Julio Cesar, Luisão e Jonas. E reparem que foi afastar jogadores com tremendas limitações físicas que os jogadores recusam aceitar e entendem que devem - apenas porque sim - ser titulares do SLBenfica.

Basicamente isso foi o fim do Rui Vitória, ao erguer uma barreira de oposição que foi corroendo até o destituir. E repare-se que aqui o Presidente cometeu um erro imenso: Permitiu (e bem) a saída do capitão - que definitivamente já não tinha capacidade para jogar há um ano - e depois manteve-o na estrutura a corroer aquilo por dentro, com os resultados que se viram.

Se acham que Bruno Lage faz milagres, desenganem-se! Se for permitida a existência de "vacas sagradas", se for permitido que os jovens que querem e podem trazer este sangue novo sejam "sacrificados" para dar espaço a estes egos... Bruno Lage cairá pelos resultados menos bons. Se for permitida a essas "vacas sagradas" desafiarem opções do treinador... Bruno Lage cairá como caiu Rui Vitória através da corrosão interna.

A única via possível é a de assegurar que essas "vacas sagradas" - antes de se converterem como tal - tenham o seu caminho fora do SLBenfica voluntariamente. Seja na China, EUA, Arabia ou onde for se quiserem continuar a jogar... seja fora dos relvados se de alguma forma puderem ser úteis, mas nunca sair do relvado para o "gabinete". Isso requer um "período de nojo" e de espaço aos que ficam.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Afinal estaria no Seixal a solução?

Avatar
 ●  47 comentários  ● 

Pelo que se vê até agora...sem dúvida.

Era Bruno Lage! 

O que vimos em Istambul foi uma equipa preparada e com noção do que devia fazer...em cada momento do jogo. E tem sido uma constante em cada jogo que passa, sob o comando de Bruno Lage.

Afinal mostrou ser um "high roller"...para ganhar, ou seja, de acordo com os pergaminhos do SL Benfica.

Um dos sinais de inteligência de Bruno Lage é a utilização dos miúdos com confiança, do lado do treinador e do lado dos jogadores. Sim, porque nota-se que também os jogadores confiam no treinador e sabem que se são opção, não é recurso porque não havia mais ninguém como fazia Rui Vitória. 

Mas atenção que Bruno Lage não é feiticeiro. 
Não há como inventar opções para as laterais defensivas e foi quase criminoso não se ter reforçado essas posições em Janeiro. Yuri e Corchia não são opções válidas para um clube como o SL Benfica e não são as únicas carências do plantel.

Também está evidente que há pesos pesados milionários no balneário...que são um peso...morto. Salvio e não só...veremos como Bruno Lage vai lidar com egos que no passado recente foram determinantes em algumas opções da estrutura do clube.

Bruno Lage sabe que a vida de treinador não é fácil, muito menos no SL Benfica. 

Para já tem vários méritos que são só seus:

- olhar para os jovens como primeira opção e não última como fez Rui Vitória todos estes anos

- ter uma ideia de jogo e treino concretos e que todos os adeptos observam os seus resultados em campo

- não parecer impressionado ou "embriagado" com o sucesso momentâneo

Eu diria que Bruno Lage sabe muito bem que o que o vai segurar ao banco do SL Benfica são mesmo os resultados.

(As viúvas do Rod Stewart da Reboleira andam desesperadas...) 

GOLO DO BRUNO LAGE! E dos jogadores que corresponderam...

Avatar
 ●  68 comentários  ● 
Desenganem-se os que pensam que atacar o Gala com seis jogadores da formação entre os 19 e os 21 foi só uma questão de "ter tomates". Não foi, e a forma como o Bruno Lage montou a equipa provou isso mesmo... houve ali muito trabalho prévio.

Para os que "gozavam" com o facto de ele dizer que os reforços estavam no Seixal... aí têm! Dois em campo a dar cartas e um no banco pronto para quando a equipa necessitar de outra dinâmica no ataque.

Eu vou evitar falar muito mais do Bruno Lage, porque são muitos anos a elogiar um treinador fantástico e agora prefiro sentar-me para trás e observar tudo o que está para vir.

PARABÉNS também AOS JOGADORES! A equipa que entrou em campo poderia entrar com a descompressão de ter a desculpa de não ser a equipa titular, com a desculpa da falta de ritmo... Bullshit! Cerraram os dentes e deram tudo o que tinham... Gedson saiu de campo sem poder correr nem mais um metro! QUE ORGULHO!

Os jogadores corresponderam integralmente e o treinador mostrou que não veio abdicar de nada!

CARREGA BENFICA!

PS- Custa ver um jogador de enorme qualidade como o Salvio a definhar fisicamente... :(

Galatasaray - SL Benfica: 11 inicial. Bruno Lage é um HIGH ROLLER!

Avatar
 ●  69 comentários  ● 

11 do SL Benfica: Vlachodimos; Corchia, Rúben Dias, Ferro, Yuri; Florentino, Gedson, Salvio, Cervi; João Félix e Seferovic.

Suplentes: Svilar, Gabrie, Zivkovic, Krovinovic, Samaris, André Almeida e Jota.

----------------------------------

Mantenho o que escrevi hoje no outro post: Bruno Lage tem feito por merecer a nossa confiança.

Mas que é preciso fé para acreditar no 11 de hoje é...com 6 miúdos da formação!(Tá bom assim Oliveira?)

Estou certo de que o treinador percebe que todos os benfiquistas, incluindo os que estarão no estádio e que gastaram quase 2000 euros por cabeça para lá estar não esperam outra coisa que não ganhar.

Nem quero ouvir conversas de que o plantel é curto ou de que temos de sacrificar uma competição pois a prioridade é o campeonato...

Preocupam-me os laterais acima de tudo bem como o inútil do Salvio a titular (mas deve dar para completar mais uma linha de 10 jogos a titular e embolsar mais uns milhares de euros)...

Bruno Lage: HIGH ROLLER! Fez por merecer a confiança portanto...Vamos lá miúdos!

Galatasaray - SL Benfica

Avatar
 ●  45 comentários  ● 

Convocados do SL Benfica:
Guarda-redes: Odysseas, Svilar e Zlobin;

Defesas: Yuri Ribeiro, Ferro, André Almeida, Corchia e Rúben Dias;

Médios: Samaris, Florentino, Gedson, Cervi, Gabriel, Zivkovic, Krovinovic, Salvio e Rafa;

Avançados: João Félix, Jota e Seferovic.

---------------------------

Depois do 10-0 ao Nacional e do impacto internacional que esse resultado teve, é natural que hoje muitos olhos estejam a vigiar o que se vai passar na Turquia.

A responsabilidade do SL Benfica é sempre enorme, mas hoje é muito importante obter um resultado convincente para que o resultado do passado domingo não seja desvalorizado.

Além disso, lembro que o FC Porto venceu os 2 jogos com o Galatasaray na fase de grupos.

A grande dúvida será como Bruno Lage vai organizar a defesa.

Ruben Dias e Ferro serão os centrais, mas e nas laterais?

Yuri à esquerda e Almeida à direita? 

Almeida à esquerda e Corchia à direita?

No meio campo, face à ausência de Pizzi, quem será o escolhido para essa posição? Salvio ou Zivkovic? Ou passará por uma "terceira via" como Gedson ou Florentino?

Não importam as opções, o resultado final é o mais importante hoje e ganhar será um excelente passo para tirar proveito desta despromoção da Champions.

Bruno Lage tem feito por merecer a confiança nas suas opções. 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

FPF / Liga e toda essa corja de corruptos: O timing da interdição não foi ao acaso

Avatar
 ●  49 comentários  ● 

Alguém acredita que a interdição que a FPF se fez IMPOR à Liga (segundo palavras da própria Liga) ocorreu neste timing por obra do acaso?

Obviamente que não... o controlo integral dos organismos que tutelam o futebol (Direção, Arbitragem, Disciplina... tudo) é total por parte do FCPorto e num momento em que os jogadores deles começam a ficar presos por arames e, pior ainda, quando o balneário está em polvorosa devido à entrada de Pepe...

O objectivo da FPF e da Liga ao serviço do FCPorto é imensamente claro. E seguramente que não é o de penalizar o clube cuja claque comete crimes brutais à vista de todos e nada se passa, o clube amigo / parceiro no crime de espinagem do outro clube cuja claque invade o centro de estágio e agride jogadores...



Nao! O unico objetivo deles foi tentar impor ao SLBenfica sete ou oito jogos fora (os respetivos fora de casa mais os que que correspondem à interdição) para tentar impor dificuldades acrescidas ao SLBenfica.

Não sei se deva ir pela humilhação de ser preciso impor este tipo de tentativas de travão ao SLBenfica... ou se deva ir pela resposta impressionante de Bruno Lage que deu nota que o SLBenfica se tiver de sair da Luz encherá outros estádios e continuará a jogar em casa.

O que é certo, isso sim, é a vergonha nacional desta falta de decoro dos organismos que tutelam o futebol. Ja vale tudo sem qualquer punição.

As claques (legais? LOL) fazem o que querem e nao se passa nada! A pressao sobre os arbitros e os jogos a beneficiar o FCPorto sucedem-se semana após semana! A espionagem empresarial continua por punir! enfim... a lista é infinita.

Contudo deixo uma sugestão aos do FCPorto que andam a maquinar isto: Quanto mais nos fazem, mais cerramos fileiras em torno dos nossos e vamos com eles até ao fim do Mundo. Já devia ter servido de lição o que Jesus fez ao Rui Vitória e as consequencias... agora imaginem quando tentam estragar o trabalho de um treinador que rapidamente conquistou os adeptos pela qualidade do seu trabalho (aliado a um benfiquismo que orgulha).

Tudo com medo do colinho que normalmente só acaba no Marquês

Avatar
 ●  62 comentários  ● 

Confesso que tive pena dos jogadores do Nacional. E não foi tanto pelos 10-0, mas sim pelo que se seguiu em termos de comentários dos “entendidos” na opinião pública.

Tive pena porque o Nacional se viu de repente envolvido como um dano colateral de uma guerra que nunca foi sua. Porque não foi nunca a derrota do Nacional que se quis atingir, mas a vitória do Benfica. Nunca um clube pequeno teve tanto tempo de antena como o Nacional teve nestes últimos dois dias, só para não ter de se falar de quem merecia realmente ser falado!

Assusta muita gente claro está, este grande momento do Benfica. Assusta evidentemente este ciclo Bruno Lage absolutamente imaculado tirando a derrota com o FCP na Taça da Liga com as atenuantes que todos sabemos. Um ciclo imaculado onde defrontámos o que de mais forte existe em Portugal, Guimarães e Sporting duas vezes, FCPorto também, e onde se percebeu claramente quem é neste momento superior a quem.

Assusta muita gente claro está, àqueles que logo trataram de apelidar Bruno Lage como treinador defensivo, que de repente, e quando a equipa até tinha mais do que razões para estar cansada, se cilindre um adversário por 10-0 com um futebol ofensivo e vistosos do primeiro ao último minuto.

E é portanto contra isto que esta campanha surge. Para que não se reconheça os méritos do Benfica nesta altura, para que o Benfiquista não embandeire em arco e não se galvanize, para que o colinho que cresce a olhos vistos nas bancadas da Luz não se instale definitivamente e só acabe no Marquês.

Portanto hoje diz-se que o Benfica ganhou 10-0 por demérito de quem defrontou e não por causa dos seus méritos. Que o Benfica ganhou por 10 mas se tivesse pingo de vergonha devia ter ganho só por 5. Que de repente se quer impor um teto aos golos, à alegria com que se joga em campo, ao respeito que tem que se ter pelo adversário sim, mas muito mais pelo adepto que paga bilhete!

Respeito pelo adversário é chegar aos 5-0 e começar a jogar meiinho no meio campo com o público a gritar olés! Respeito é chegar aos 3-0 e desistir do jogo porque nem se dá ao adversário o benefício da dúvida de querer marcar 4 a seguir e ainda vencer o jogo! Respeito é chegar aos 20 minutos de jogo e tirar os 3 melhores da equipa e colocar os 3 piores para equilibrar as coisas. Se calhar respeito até é chegar aos 5-0 e isso ser capote, acabar-se logo aí o jogo e poder-se ir para casa mais cedo.

Tudo tretas meus amigos, esta gente está assustada. Esta gente não fala que a mesma equipa que deu 10-0 ao Nacional foi a mesma que ainda há duas semanas não deu 7 ou 8 em Alvalade porque não calhou!

Mas se tudo isto já me choca, muito do que se seguiu ao 10-0 choca-me mais ainda e devia fazer com que todos os comentadeiros da bola (Benfiquistas incluídos) parassem uns minutos para pensar e metessem a mão na consciência.

Porque já não chega perder-se 10-0 numa tarde em que tudo saíu mal, e sair-se do campo vergados, humilhados e em lágrimas, sabendo que no dia seguinte os seus nomes virão em todos os jornais pelos piores motivos...

Mas depois têm ainda de assistir a gente que nunca deu um pontapé na bola, a gente que nunca sentiu como uma derrocada pode acontecer fruto do desânimo, do desnorte, muitas vezes até do pânico que se instala de repente nas suas cabeças quando um golo surge aos 20 segundos e toda uma estratégia cai por terra, colocar ainda em causa a sua seriedade, o seu profissionalismo, o seu compromisso com os clubes que lhes pagam.

Que haja gente que possa pensar certas coisas, que até possa ir para o café e falar entre 4 ou 5 amigos que “aqueles gajos são uns vendidos”, até admito... Mas que se vá para a televisão apontar nesse sentido e falar para milhões sem qualquer sentido de responsabilidade ou de dever cívico e chamar àquilo liberdade de expressão, é algo que me repugna veementemente.

Não meus amigos, aquilo não é liberdade de expressão nenhuma... Aquilo é vernáculo puro, lançar lama para cima de tudo o que se atravessa à frente sem prova alguma, apontar aos fins sem olhar a meios, sem um mínimo de consideração pelas vítimas que se deixam pelo caminho nesta cruzada doentia que apenas visa alimentar a sua cegueira. E é esta gente que vai depois para casa dar lições de moral aos filhos e prepará-los para a vida como excelentes exemplos que são!

O Benfica venceu 10-0 e venceu muito bem. Tal como o City deu 6-0 ao Chelsea ou o PSG já deu 9 este ano na Liga Francesa. O Benfica venceu 10-0 sem dever nada a ninguém, com uma equipa formada com o seu dinheiro, com o seu orçamento, ao contrário de PSG ou City por exemplo, esses sim que compram vitórias e latões para a vitrina e todos acham que é assim que está bem. O que se diria se fosse assim no atual Benfica?!

...Mas como já aqui escrevi muita vez, talvez um dia certa gente caia em si e perceba que muita da merda que dizem, diz muito mais de si como pessoas do que daqueles que querem atingir.

Futebol português: A Venezuela da UEFA

Avatar
 ●  61 comentários  ● 

Já escrevi várias vezes sobre esta lei ridícula e sobre a perseguição feita ao Sport Lisboa e Benfica pelos adeptos do FC Porto que estão colocados nos principais orgãos de gestão do futebol português.

"Violência no desporto" a 17/05/2018, "A verdade sobre "o rigor" do IPDJ" a 04/09/2018 ou 

A realidade é que esta "lei" é uma anedota, é inconstitucional, e defendo que o SL Benfica em caso de "entre recursos" ser penalizado de alguma forma deve exigir o ressarcimento à FPF e à LIGA pelos danos causados.

Ora vejamos:

Ponto 1: Espero que o SL Benfica combata esta decisão até à última instância.

Ponto 2: Constituição Portuguesa, Artigo 46, Ponto 3: Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação nem coagido por qualquer meio a permanecer nela.

Era só o que faltava que grupos de adeptos sejam obrigados a registar-se só porque vão a um jogo de futebol. Um sócio do SL Benfica tem uma série de direitos. O SL Benfica tem todo o direito de apoiar qualquer associado seu bem como todos os detentores de lugares anuais.

Ponto 3: Deve o SL Benfica, de imediato, apresentar queixa formal do IPDJ por discriminação e por incumprimento do próprio regulamento pelo qual está a querer castigar o SLB, no mínimo.

O IPDJ deverá comprovar que:

Exigiu aos clubes com claques registadas o envio trimestral do registo da claque atualizado, COM TODOS OS SEUS MEMBROS, incluindo nome, bi/cc, data de nascimento, fotografia, filiação(menores), morada, contactos telefónicos e de correio electrónico.

Apresentou às autoridades competentes essas listas COMPLETAS, TRIMESTRAIS, bem como comprovar que as enviou de imediato às forças de segurança, como exige a lei 39/2009.

Fiscalizou as claques registadas na deslocação a jogos, certificando-se de que possuiam uma listagem atualizada contendo a identificação de todos os filiados que nela participam. 

Garantiu que a mesma listagem foi disponibilizada às forças de segurança presentes no recinto desportivo bem como aos assistentes de recinto desportivo.

Certificou que só eram vendidos às claques legais bilhetes em número igual aos registados na claque e no IPDJ. 

Certificou que os bilhetes vendidos à claque tinha o nome do titular filiado.

Garantiu que nas áreas destinadas às claques só entrou quem cumpriu o anteriormente estipulado.

Deve o IPDJ informar quantos elementos das claques legais foram impedidos de entrar por não cumprirem o estipulado anteriormente.

ESTE FUTEBOL PORTUGUÊS É UMA PALHAÇADA.

ESPERO QUE A DIRECÇÃO DO SL BENFICA SE LEMBRE DISSO DA PRÓXIMA VEZ QUE FERNANDO GOMES OU PEDRO PROENÇA QUISEREM UM LUGAR NA TRIBUNAL PRESIDENCIAL DO ESTÁDIO DA LUZ.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

A FPF e a Liga a baterem no fundo...

Avatar
 ●  103 comentários  ● 

"O Estádio da Luz foi interditado por quatro jogos pelo Conselho de Disciplina da FPF, na sequência da queixa do Sporting por apoio do Benfica a claques ilegais. Os encarnados vão recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) e, caso a queixa seja aceite, terá efeitos suspensivos sobre o castigo. Refira-se, no entanto, que esta decisão não terá efeitos na presente temporada, visto que o processo não ficará concluído até final da mesma, já que a decisão do TAD é passível de recurso para o Tribunal Central Administrativo do Sul e, posteriormente, para o Supremo Tribunal Administrativo.

Em causa está uma queixa do Sporting em 2016/17, que acusou o rival de apoio a claques não legalizadas em vários encontros. O processo disciplinar nº 60 da temporada 2016/17, cuja conclusão foi divulgada a 20 de dezembro pela Liga, foi instaurado a 18 de abril do ano passado, quando o Sporting acusou o Benfica de violar o artigo 118 do Regulamento Disciplinar, que prevê penas de um a três jogos à porta fechada. Em causa estavam 13 partidas disputadas no Estádio da Luz. Em outubro, os leões acrescentaram mais um jogo: a receção ao P. Ferreira de 2017/18."

- Jornal Record.

----------------------------------

O que é preciso mais para "rebentar" com esta FPF ou com esta Liga de Clubes ?

É Fontelas, é Meirim...tudo escolhas de Fernando Gomes. Do outro lado Proença.

Até quando vamos ser atacados sem resposta? Ou alguém acredita que é possível manter uma direcção da FPF contra o SL Benfica?

Ou manter uma Liga sem o seu principal financiador?

A lei "das claques" é inconstitucional e por isso qualquer castigo baseado nela é um insulto e um ataque ao SL Benfica.

Convocados para a Turquia: as surpresas

Avatar
 ●  121 comentários  ● 

Convocados

Guarda-redes: Odysseas, Svilar e Zlobin;

Defesas: Yuri Ribeiro, Ferro, André Almeida, Corchia e Rúben Dias;

Médios: Samaris, Florentino, Gedson, Cervi, Gabriel, Zivkovic, Krovinovic, Salvio e Rafa;

Avançados: João Félix, Jota e Seferovic.

---------------------------------

Assim de repente, saem Pizzi, Grimaldo e Jonas. 

Acho que a motivação do plantel e do treinador estarão em alta, mas não existindo problemas físicos e sendo os primeiros normalmente titulares com Bruno Lage, era interessante perceber o que se passa.

Se estiverem lesionados é uma coisa. Se for para gerir esforço, como parece, então ficamos a saber que a Liga Europa é para abdicar, o que é lamentável.

E todos sabem como eu não aprecio Pizzi! Mas reconheço os bons jogos que tem feito e por isso tirar por tirar...não!

Se era para gerir esforço, não faz sentido ter feito um jogo a 300km/h para dar 10 quando afinal temos um jogo numa competição europeia e onde as nossas ambições são legítimas!

E assim, volta a questão dos reforços de Inverno. Se o cobertor não chegava, então porque não fizemos uma contratação de qualidade que fosse? 

Atenção que continuo a achar que temos equipa para ganhar na Turquia. 
A nossa fraqueza é a defesa e Yuri, não tendo sido aposta até agora, não vejo como será uma solução neste momento. Ou Corchia.

A opção em si de tirar habituais escolhas é preocupante. Não entendo como podemos escolher abdicar de uma competição europeia.

Estou curioso para ouvir Bruno Lage explicar esta convocatória.

A competitividade em Portugal só é boa...

Avatar
 ●  48 comentários  ● 

...se retirar algo ao SL Benfica.

Foram 10 golos mas se fossem só 5 era o ideal para não achincalhar...a sério?! Tenham paciência! Até uma inútil na CM Lisboa resolveu sair da prateleira para falar do resultado. 

Mas a realidade é esta: em Portugal, desde que seja para tirar ao SL Benfica, é tudo sempre pelo "bem do futebol português".

Ora vejamos:

- Direitos televisivos: só são bons se forem centralizados(retirando valor ao SL Benfica). E que tal retirar ao FC Porto cujas audiências não justificaram o que recebeu durante 10 anos de Olivedesportos, e mesmo hoje não justificam? Ou ao Sporting que, mesmo tendo mais audiências que o FCP, é um clube que ganha um campeonato de 18 em 18 anos?

Não. O problema é que o SL Benfica ganha muito dinheiro. Pois qual é o clube em Portugal que enche qualquer estádio onde vá jogar? Pois é.

- Número de adeptos: uma das batalhas de António Salvador, o azeiteiro de Braga, é que em Braga só se podia ser adepto do clube da cidade. Quantos discursos inflamados o azeiteiro não produziu sobre o tema?

Quem já tem alguma idade lembra as deslocações ao antigo 1º de Maio em Braga em que parecia um mini-estádio da Luz.

Mas o Braga convenceu os adeptos a mudarem de clube? Não. Instalou foi um clima de intimidação aos adeptos do SLB em Braga, com a ajuda(e escola) dos seus vizinhos andrades.

Tudo isto porque queria crescer...à custa do SL Benfica.

- BTV: defendemos durante muito tempo a passagem dos jogos do SLB na Luz para a BTV. O discurso oficial dos adversários(e dentro do SLB) é que não seria rentável e que nenhum clube tinha capacidade para fazer dinheiro com as próprias transmissões.

Ora, a realidade demonstrou exactamente o contrário. A BTV tornou-se na altura o canal de desporto pago com mais assinantes e quase arruinou a Sporttv. Um sucesso enorme e que permitiu inclusive ser rentável mesmo contratando mais conteudos premium como a Liga Inglesa.

Qual passou a ser o problema? A suposta falta de independência das transmissões na BTV. 
Não chegou a BTV contratar jornalistas com cartel e provas dadas. E pelo visto não chegou a BTV usar os meios mesmos de produção que a Sporttv através da contratação dos mesmos terceiros que prestavam esses serviços.

Ainda hoje atacam as transmissões da BTV quando os direitos não são detidos pelo SLB mas sim pela NOS.

Podia dar mais exemplos mas chega para exemplificar que em Portugal os clubes de futebol não procuram crescer à custa dos seus sucessos mas sim à custa da canibalização dos outros.


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Para quem gosta de Circo, o desporto em Portugal é do melhor que há!

Avatar
 ●  52 comentários  ● 
Não tardou mais que umas horas até que os jornais resolvessem desvalorizar o feito do SLBenfica de ontem... fosse pelo facto de - imagine-se - afinal já houveram goleadas maiores, com O Jogo e DN a irem quase aos Descobrimentos para encontrar goleadas do FCPorto e do Sporting... que ridículo!

Quase tão ridículo como as reações - até de jogadores como o Simões (que já percebi que resolve ser tipo PCP, a opinião dele é sempre a que for contrária ao que quer que seja que se faça no Benfica) - que ao invés de destacarem a atitude dos jogadores que jogaram "à Chalana" e que a dada altura estava claro que se sentiam bem e que queriam o que os adeptos sempre pedem: ambição e vontade de fazer mais... esses energumenos resolvem apontar a falta de competitividade.

Mas esperem lá... esta não é a mesma equipa que perdeu 3-1 com o FCPorto e 5-2 com o Sporting? Mas como o Benfica foi superior... já há falta de competitividade? Onde está essa falta de competitividade quando o SLBenfica perde pontos ou empata com clubes de fim da tabela?

A competitividade está, também, na competência de treinadores e jogadores como se vê no Moreirense.

Não termino sem recordar o jogo de hóquei entre a Oliveirense e o SLBenfica. A 30' do final do SLBenfica sofre o 4-3... o que colocaria a Oliveirense na liderança com o FCPorto... mas o árbitro resolve fingir que não viu o golo e assim manter a equipa de Oliveira de Azemeis atrás do FCPorto no campeonato. UMA VERGONHA! Um assalto à Oliveirense, igual ao assalto que deu os ultimos dois títulos de Hoquei... a ideia é beneficiar sempre os mesmos! Mas à descarada!!!!

ranking