O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Atualidade SL Benfica

Avatar
 ●  156 comentários  ● 

- Jonas:
Tenho "martelado" bastante no tema da renovação do contrato de Jonas. Para mim é algo inegociável mexer no atual contrato. 

No entanto, não deixo de verificar que Jonas, mesmo com as limitações físicas que tem, é uma peça fora das opções de Rui Vitória. 

Há várias hipóteses para o que se está a passar: 
1) Posição de força da direcção com RV a ser a ferramenta para mostrar a Jonas que "não manda nada" e que tem que se conformar com o atual contrato

2) Jonas está afectado por não ter afinal a importância que pensava ter e estará a render menos

3) Jonas está lesionado (a menos provável porque não treina com qualquer limitação)

4) Jonas estará de saída do SL Benfica e por isso é usado q.b. até uma das tais propostas ser concretizada 

Veremos o que se está a passar com Jonas. 

Seja como for, se defendo que Jonas não será a primeira opção para esta temporada, dificilmente perceberei se Jonas não tem condições para jogar e permanecer no plantel sem alternativa. Ou se a solução é ser vendido sem contratar uma alternativa...

Uma nota final: não deixei de achar piada à "notícia" de que Vieira e Jonas tinham ido juntos para dentro do Estádio do Algarve. As imagens mostram Jonas a sair do autocarro e a entrar sozinho. Propaganda com que intuito?

Já não chegam as capas que pretendem justificar aquilo que se calhar a direcção não tem a coragem para assumir?

- Ruben Dias:
Custa-me perceber o que vai na cabeça de uma direcção que permite que durante semanas a fio existam notícias todos os dias sobre a venda de um jovem como o Ruben sem o desmentir. Permitir que um jogador jovem tenha esta pressão durante tanto tempo não ajuda em nada o seu desenvolvimento.

O presidente do SL Benfica referiu-se várias vezes a Ruben Dias como o futuro do SL Benfica. Não entendo como se permite esta desestabilização de um jogador jovem com tanto valor. Será que...?

- Luis Filipe Vieira:
Todos se perguntam onde anda o presidente do SL Benfica desde que a equipa regressou dos Estados Unidos.

A negociar compras? A negociar vendas? A negociar contratos de sponsorização?

Million dollar question...

- Varandas Fernandes:
Quem acompanha o NGB há mais tempo conhece um post que escrevi sobre Varandas Fernandes e a sua coerência.

Daí estar perfeitamente à vontade para o defender das críticas de que tem sido alvo desde ontem.

Não foi o vice-presidente do SLB o responsável pela "montagem" de toda aquela conferência de imprensa.

Não foi Varandas Fernandes que escreveu ou preparou aquilo que leu. 

O vice aceitou desempenhar aquele papel, mesmo que não esteja vocacionado para tal. Quando se quer fazer uma conferência de imprensa onde se pretende lançar uma série de perguntas incómodas, não se misturam outros temas. E escolhe-se alguém com uma voz mais enfática, com uma expressão mais afirmativa e com um q.b. de agressividade, tudo o que o médico Varandas Fernandes não tem.

Aquilo foi uma reedição do flop "chama imensa e o novo apito dourado" que de tão amador terminou logo ao início.

Como escrevi ontem, se querem mesmo fazer uma coisa destas têm que pensar noutra estratégia. 

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Varandas Fernandes em conferência de imprensa

Avatar
 ●  87 comentários  ● 

Foto: SL Benfica

O vice-presidente do Sport Lisboa e Benfica deu hoje uma conferência de imprensa onde abordou vários temas e onde explicou que se iniciou "hoje uma nova fase nos contactos do Sport Lisboa e Benfica com os media. Teremos aqui no futuro este novo modelo de encontros, que visa dar a conhecer aos milhões de sócios, adeptos e simpatizantes do Benfica a posição do clube sobre os temas que consideramos mais relevantes. Vai ser também uma oportunidade para divulgar e promover as principais iniciativas do Universo Benfica. O modelo destes encontros é simples: farei uma intervenção inicial, com os temas principais e depois estarei ao dispor dos senhores jornalistas para responder às perguntas que queiram fazer"".

Tudo o que for promover a comunicação do clube com o intuito de esclarecer e marcar a atualidade, sou a favor. Ao longo dos anos reclamamos isso inúmeras vezes. O silêncio e inacção do Sport Lisboa e Benfica prejudicava e prejudica os interesses do clube e, acrescento, do futebol português.

Só que, como habitualmente, no SL Benfica de Vieira as coisas são normalmente feitas "com os pés" ou com segundas intenções.

Por exemplo, ver Varandas Fernandes vir fazer o ponto de situação sobre o futebol é ridículo. 
O SL Benfica SAD, entidade responsável pelo futebol, tem 5 administradores. Seria um deles, dos quais 3 são também vice-presidentes do clube, que tinham que vir dar a cara e falar do futebol.

Era um dos administradores da SAD que teria que vir abordar entradas, saídas, e lançar a temporada que se inicia na próxima semana. 

Lamento que Luis Filipe Vieira, José Eduardo Moniz e Gaioso Ribeiro não tenham tomado a iniciativa de vir a público falar, um dia depois de uma derrota do SLB na pretensa Eusébio Cup. 

Lamento que na altura das fotografias apareçam uns e nas outras desapareçam.

Quanto às modalidades, também um tiro ao lado. Varandas Fernandes não é o vice responsável pelas modalidades. Não lhe cabe vir falar delas nesta altura, depois de uma temporada em que não se venceu nada. Era o responsável que tinha a obrigação de dar a cara pelo arranque da temporada.

Uma sugestão para "as mentes brilhantes" que desenham estas conferências de imprensa: se querem mesmo que isto tenha impacto, na próxima que esteja alguém do futebol, alguém das modalidades e depois poderão convidar algum vice sem pelouro para abordar outros temas. 

Apreciei a postura de Varandas Fernandes quanto às perguntas que deixou, quase todas decalcadas de posts do NGB. Mostrou estar atento ao que preocupa os benfiquistas.

As críticas/perguntas que Varandas Fernandes levantou são importantes e deveriam ter sido "cartilha" obrigatória dos vices do clube durante a temporada passada! Quantas vezes o pedimos aqui?

Espero que, com as devidas correcções, futuras conferências de imprensa sejam produtivas e tenham mesmo o objectivo de esclarecer os benfiquistas e não perder meia conferência a ler os chavões de propaganda com as tangas da "reconquista", "situação financeira robusta" ou falar nas "virtuosidades da formação" do SL Benfica.

Uma nota final quanto ao desafio deixado por Varandas Fernandes à LPFP, à FPF e ao TAD: eram perfeitamente dispensável. Todos nós sabemos quem era Fernando Gomes, Tiago "Cachecol do Porto" Craveiro, Fontelas Gomes, Paulo Costa ou Pedro Proença. E mesmo assim Vieira apoiou-os a todos em vários momentos chave.

Deixo de seguida as importantes perguntas levantadas por Varandas Fernandes, que Vieira não tem coragem de fazer:

1.ª Qual o ponto de situação das investigações à invasão ao centro de treinos dos árbitros na Maia? Já passou tempo de mais sem os necessários esclarecimentos. Prevalecem as dúvidas e o caso parece esquecido, sob um manto de silêncio e opacidade. Nós não esquecemos.

2.ª Qual o ponto de situação sobre as queixas apresentadas por vários árbitros em relação às ameaças que sofreram e que também visaram as suas famílias e os seus bens? Também aqui um manto de silêncio cobre o caso.

3.ª Qual a explicação da Liga Portugal para que na época 2017/2018 não se tenham cumprido os regulamentos na realização da segunda parte do jogo Estoril-Futebol Clube do Porto? Para quem já se esqueceu – porque há quem queira fazer esquecer estas coisas –, o jogo foi retomado 37 dias depois. Nunca se percebeu esta decisão e, para que coisas como esta não se repitam, a Liga deve dar explicações.

4.ª Como se explica que o relatório de perícia feito pela Federação Portuguesa de Futebol, sobre a recente divulgação pública de contratos de jogadores do Sport Lisboa e Benfica, tenha sido publicado num blogue? O documento nunca foi recebido aqui no clube, pelo que é evidente que não foi no Benfica que a fuga teve origem.

5.ª Reconhecendo e assumindo a Liga Portugal e a Federação Portuguesa de Futebol a existência de fragilidades e falta de segurança no sistema de troca de correspondênciasobre contratos que circulam entre os seus serviços, uma pergunta se impõe: porque será que só há fugas para a praça pública de contratos do Benfica, e sempre em blogues reconhecidamente associados a outros clubes? No mínimo, é coincidência a mais...

6.ª Como se justificam o silêncio e a total inação da Liga Portugal e da Federação Portuguesa de Futebol diante do crime de acesso indevido e divulgação de correspondência privada por parte de um clube em relação a outro, seu concorrente direto nas competições que a Liga e a Federação gerem e regulamentam? Já existem decisões do Tribunal Administrativo do Porto e da Entidade Reguladora para a Comunicação Social sobre esta matéria. Este silêncio não se compreende e é insustentável, ainda mais quando se percebe que há quem queira prosseguir neste tipo de práticas.

Exclusivo: O paradoxo do desinvestimento no futebol

 ●  112 comentários  ● 

Ter ganho uns títulos nacionais e ter tido umas presenças “honrosas” esporádicas na Liga dos Campeões da UEFA nos últimos anos não é mau. Mau é saber que podíamos ter feito muito mais e não fizemos. 

Paradoxalmente, a atual liderança do Benfica e da SAD adotou uma estratégia de desinvestimento no plantel principal da equipa de futebol no seguimento da conquista dos títulos nacionais. Uma estratégia adotada alegadamente em nome da sustentabilidade financeira do clube e que tem vindo a arrastar o seu futebol profissional para um cenário de downsizing com contornos ameaçadoramente irreversíveis. 

Mais preocupante ainda é a mensagem repetidamente transmitida aos benfiquistas de que é possível conjugar este downsizing com o sucesso desportivo. 

Ou a atual liderança envereda descaradamente pela demagogia barata, ou então é a mais vil apologia da mediocridade. Pior ainda. É a concretização de um downsizing de mentalidade, de cultura de vitória e de exigência. 

No dia em que os benfiquistas se acomodarem a estes padrões de exigência, perdeu-se um dos principais pilares do ideal que é o Benfica, traduzido no que simboliza a águia: ambição, autoridade e orgulho. Nesse dia o Benfica deixará de ser o Benfica do Cosme Damião, do Félix Bermudes, do Álvaro Gaspar, do Eusébio e de todos aqueles que tiveram e têm o privilégio de sentir esta chama imensa. Passará a ser o Benfica dos interesses egoístas ocultos e ocultados que não se coadunam com a elevação da nossa divisa: E PLURIBUS UNUM. 

Estamos a uma semana do início de um dos ciclos mais decisivos da grandiosa história do Benfica e o plantel principal da equipa de futebol está muito longe do que se pretendia para fazer face às exigências desse ciclo. Talvez este plantel seja adequado num contexto de downsizing competitivo do futebol profissional. Não é de todo adequado para dar resposta às legítimas aspirações dos benfiquistas de verem o clube reassumir o seu lugar entre os colossos do futebol mundial. E foi precisamente o compromisso de lutar por concretizar essas aspirações e sonhos que a liderança do clube assumiu quando tomou posse nas suas funções. É para servir os interesses do Benfica e dos benfiquistas que esta liderança foi eleita. 

Neste contexto, é incompreensível e inaceitável fragilizar ainda mais a capacidade competitiva do plantel com a alienação do passe de atletas-chave e ainda com grande margem de progressão. 

Se há necessidade de gerar receitas com a alienação de passes de atletas e se há mercado para vários atletas do Benfica que não integram o atual plantel, porque motivo não são os respetivos passes alienados? 

Manter estes atletas nos quadros e alienar passes de atletas determinantes para a competitividade da equipa parece ser um contrassenso. 

Ou não há de todo mercado para os referidos atletas (nos quais foram investidos vários milhões de euros), ou a política de gestão do plantel parece estar orientada para outros propósitos que não o reforço da capacidade competitiva do mesmo. Uma nota adicional para dizer que é impensável que o Benfica perca “joias da coroa” para clubes que estão muito longe de integrar a elite do futebol mundial. Tanto mais que parece haver recursos para pagar salários semelhantes aos que tais atletas irão auferir nos novos clubes. 

É igualmente incompreensível o esbanjamento de dezenas de milhões de euros em contratações de atletas com poucas ou nenhumas possibilidades de entrar nas principais opções técnicas do plantel, quando esses recursos poderiam ser canalizados para a contratação cirúrgica de atletas com condições para reforçar verdadeiramente a equipa. 

É ainda imperdoável a falta de ousadia espelhada na tomada de decisões de forma assética e a gritante falta de grandeza de alma de todo incompatível com o exercício de funções de liderança num clube como o Benfica. Quem não ousa procurar a sorte, jamais a poderá encontrar. 

Termino com um desejo sincero de que o Benfica entre com o pé direito neste ciclo decisivo de jogos. 

Apesar de todas as preocupações manifestadas com o atual rumo que o futebol está a seguir, acredito que é possível o Benfica ser bem-sucedido. É aquela confiança que surge quando a paixão acende a chama imensa. E sim, acredito que o Benfica ainda poderá ser O MAIOR E O MELHOR CLUBE DO MUNDO.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

SL Benfica 2 - O Lyon - 3

Avatar
 ●  137 comentários  ● 

Para resumir tudo, o SL Benfica revela falta de intensidade, lentidão, falta de antecipação e incapacidade de assumir o jogo.

Há demasiado para fazer apenas a uma semana da Champions.

Continuo a achar que RV comete erros a escalar a equipa e, mais que isso, os lugares que cada um ocupa no campo.

Depois de Rafa ter feito uma segunda parte da temporada muito boa, deixa de ser opção, por exemplo.

Zivkovic, depois de tudo o que mostrou jogando no miolo, é novamente empurrado para a segunda linha e para as alas, por exemplo. Grande classe empurrada para uma ala.

Essencialmente, nesta altura faltam demasiadas coisas para quem quer entrar numa Champions e arrecadar 40 milhões logo de início.

Há mais qualidade que na temporada passada mas há erros e fragilidades que continuam cá. A forma como Grimaldo é "comido" num dos golos do Lyon demonstra o que tenho apontado a este suposto defesa.

Ter um Ferreyra ou um Castillo e os alas não terem a instrução de os procurarem na área...é amador. Homens golo na área precisam de ser procurados pelos colegas e não andar a "implorar" por bola, saindo da área para ter bola.

A defesa é uma preocupação. O Lyon é neste momento um clube médio e causou demasiados problemas à defesa.

Falta uma semana e é impossível não estar preocupado.

P.S.: Chamar um jogo da International Cup, à martelada, de Eusébio Cup é um insulto a Eusébio e a todos os benfiquistas. Enquanto o Pantera Negra foi vivo tudo acontecia com pompa. Depois disso, é quase um estorvo e feito de qualquer maneira. Uma vergonha típica de gente para quem os símbolos do SL Benfica são um meio.

Ainda sobre Jonas...

Avatar
 ●  53 comentários  ● 


Faz sentido renovar/alterar condições contratuais a um atleta que de livre vontade já tinha renovado contrato em Março de 2017 com acordo das condições até Junho de 2019? 

Lembro que nessa altura Luis Filipe Vieira reviu as condições de Jonas, apesar de ser Mitroglou o melhor marcador da equipa. Nessa altura Jonas passou a ser um dos mais bem pagos de sempre do SL Benfica e ninguém o ouviu a queixar-se de ser beneficiado.

Desde 2016 que Jonas todos os anos tem pedido renovações/prolongamentos de contrato e que têm sido invariavelmente atendidas pelo presidente do SL Benfica.

Mas há outro dado muito importante a não esquecer: o SL Benfica em 2016 gastou 4,5 milhões de euros ao adquirir "40% sobre uma futura mais-valia na transferência definitiva do atleta Jonas para outro clube".

Para quê se teria gasto esse dinheiro se não fosse para vender Jonas? É ou não verdade que o SL Benfica investiu este valor para o recuperar mais tarde numa transferência que Jonas, pouco preocupado com a mais valia financeira para o SL Benfica, recusou?

Se Jonas, a quem o SL Benfica deu uma notoriedade que nunca tinha tido antes de cá estar, recusou olhar para esse interesse do clube em realizar dinheiro, faz algum sentido o SL Benfica agora ceder e dar-lhe a reforma antecipada com 2 anos de contrato e mais melhorias financeiras?

Pode Jonas compensar mais esse investimento extra? Não tem o SL Benfica correspondido a todas as exigências de Jonas ao longo destes 4 anos?

Prolongar o contrato de Jonas é uma decisão financeira muito difícil de justificar também perante este prisma.

Há quem queira transformar isto tudo numa questão de que se Jonas é ou não um grande jogador. Ninguém lhe retira a sua valia. Mas o interesse principal terá que ser sempre o do clube e não o de nenhum atleta ou dirigente.


Atualidade SL Benfica

Avatar
 ●  65 comentários  ● 

Foto: SL Benfica
- Ebuehi: tem lesão para muito tempo. Nem vou aprofundar os vários relatos na imprensa internacional que dizem que ele se lesionou durante o jogo com a Juventus e não num treino 2 dias depois. 

Infelizmente, aquele que seria uma opção para com André Almeida fazer a época no lado direito da defesa não fará parte das contas. O SL Benfica só tem uma opção: contratar bem e rapidamente.

Não deixo de achar cómico ler notícias que apontam Salvio como opção para defesa direito. Realmente essa solução correu muito bem no campeonato do mundo não correu? 
A solução, para Salvio e para o SL Benfica, é libertar os recursos gastos com um atleta que passou metade do tempo dos seus contratos lesionado(é só um dos mais bem pagos do plantel).

Também não deixa de ser interessante assistir à chamada de Matos Milo, o tal que até agora não tinha servido sequer para calçar as botas em treinos no SL Benfica.

-----------------------------

- Jonas: Parece que afinal o bom senso vai acabar por prevalecer(veremos...). A única coisa a que o SL Benfica parece estar disposto é a dar mais um ano de contrato ao brasileiro. Nada de aumentos ou de mais 2 anos. 

Depois dos recados de Jaime Antunes e de André Ventura, percebeu-se que o SL Benfica não estava disposto a ceder.

Ainda assim, reforço a ideia de que é uma decisão importante. Se Jonas é dispensável? Se ele achar que é indispensável, então é meio caminho andado para o colocar a mexer. Qualquer jogador que se achar acima dos outros ou do grupo, de forma arrogante, está a colocar em causa o mesmo. E passa a ser dispensável.

Vieira abriu o flanco com a renovação de Luisão. Não queria, não queria mas foi obrigado a renovar com o brasileiro. Jonas, o gémeo de Luisão, resolveu fazer o mesmo jogo. E se o SL Benfica for novamente nesta cantiga, não pode queixar-se dos efeitos no balneário desta situação.

Não deixo de achar curioso(e ridículo) os argumentos de quem ainda defende a posição de Jonas quanto ao aumento e prolongamento do contrato. 

Um jogador com problemas físicos crónicos e crescentes, bastante limitativos (o que o levou várias vezes a nem vir no autocarro com os colegas), a caminho dos 35 anos e com claras limitações de rendimento quando joga com clubes acima de um Braga, por exemplo. 

Os mesmos(e sabemos de onde vêm) defenderam com unhas e dentes que o SL Benfica tinha que vender Mitroglou porque o grego já tinha 29 anos. 

O grego marcou em todas as competições, em qualquer campo, a qualquer adversário. Em 2 temporadas de SL Benfica marcou 52 golos e sem qualquer penalty, ao contrário de Jonas. Entre muitos golos decisivos, lembro o golo que deu o campeonato de 2015/2016.

Quanto é que o SL Benfica encaixou por este jogador? 7,1 milhões de euros. 

Pois agora será incompreensível que o SL Benfica se disponha a pagar por mais 2 anos um valor total similar a um avançado que não será primeira opção, que tem problemas físicos inultrapassáveis, com tiques de vedeta(porque foi dispensado do Valencia?), e que acha que é a "última coca-cola do deserto". Pois nem na selecção brasileira o acharam, caro Jonas, quanto mais num clube como o SL Benfica.

------------------------

- Não deixa de ser estranho que, como alguém comentava ontem, que o SL Benfica queira Gabriel e que esteja a colocar problemas em dar 15 milhões por um jogador que considera ser o ideal para a posição 8.

Estamos a falar dos mesmos decisores "profissionais" que não hesitaram em pagar 22 milhões de euros(duplicaram o valor investido pelos espanhóis) por um suplente quase não utilizado do Atlético Madrid ou quase 20 milhões(valor total) por um jogador de um clube menor português e sem provas dadas num grande.

Se Gabriel é o indicado, porque andar a regatear 1 ou 2 milhões?

----------------------------

- Pelos horários já conhecidos na primeira jornada, já se percebeu que o SL Benfica será novamente o joguete para acomodar os outros nos melhores horários.

Por falar nisso, é uma vergonha(a que o SL Benfica inexplicavelmente não se refere) que a SportTV, num exercício ditatorial incrível, mantenha os preços de acesso ao canal.

Mais ainda: os adeptos do SL Benfica fora de Lisboa, para verem o seu clube, tem que pagar a assinatura da SportTV e da BTV. Sendo que as mensalidades da BTV vão direitinhas para a NOS e não para o clube, e sabendo que a gestão da SporTV é assegurada por Joaquim Oliveira e pela NOS, é fácil perceber quem são os únicos beneficiados por esta situação.

Só pelo valor que a SportTV cobra por um acesso em HD e multiscreen(29,99€), deveriam os adeptos portugueses de futebol ter acesso a tudo.

Infelizmente, como toca a defender os benfiquistas e não outros interesses, a direcção do SL Benfica fica calada.

Podem argumentar com o "vejam como o Inácio". Isso é muito bonito mas para um universo limitado. O que farão todos os benfiquistas que não tenham facilidade em aceder a esses streams? Ou os mais velhos que nem utilização da internet fazem?

Não é mais lógico exigir que se cobrem valores justos e que todos possam aceder de forma legal e com qualidade de som e imagem aos conteúdos?

terça-feira, 31 de julho de 2018

A materialização do sonho de Vieira, com Rúben Dias

Avatar
 ●  116 comentários  ● 



"Para quem pensava que era impossível voltarmos a ter um Benfica à Benfica, com jogadores feitos na casa, garanto que vamos ser capazes de o fazer. 

É irreversível: o paradigma do Benfica é este e não vai mudar. E é por não ter mudado que apareceu o Rúben Dias e vão aparecer outros Rúbens Dias na primeira equipa. Garanto-vos que no próximo ano o Benfica vai ter no mínimo sete jogadores da formação num plantel de 24 elementos".

- Luis Filipe Vieira, presidente do Sport Lisboa e Benfica.
24 de Março de 2018

Parece que algo despertou ontem na Cidade do Futebol...

Avatar
 ●  35 comentários  ● 

...depois do post que publicamos no NGB. Preocupados com o Ministério Público, meus caros fantoches?

Pena é que para os lados da Luz ninguém esteja preocupado com este tema. 

Se até ao apito inicial do campeonato o SL Benfica nada disser ou fizer quanto às listas e classificações dos árbitros e VAR, depois não venham queixar-se durante o campeonato quando virem os adversários beneficiarem de critérios diferentes em comparação com o Sport Lisboa e Benfica.

Quando ontem eu falava em ataque, falo em entrarmos fortes dentro do campo mas também frustrar os planos de controlo das estruturas do futebol.

Abomino qualquer plano de QUALQUER clube no que toque à tomada do poder na FPF. Mas defendo que o SL Benfica, como maior clube português e mais representativo da massa adepta de futebol, tem um papel fundamental em denunciar e banir os vendidos e os corruptos.

Portanto, nada vai desculpar a direcção do SL Benfica se continuarem nesta inércia miserável enquanto os outros tudo preparam e condicionam.

Foto: Record

segunda-feira, 30 de julho de 2018

O caminho não é a pacificação, caro Luis Filipe Vieira. Olhe para a arbitragem!

Avatar
 ●  115 comentários  ● 


Não deixa de surpreender que o presidente do SL Benfica tenha apelado à pacificação do futebol português quando o FC Porto continua com Pinto da Costa como presidente. Além disso, a situação financeira do FC Porto é gravíssima e não fossem os 40 milhões da entrada directa na Champions e teriam que atacar este campeonato com os B.

Atendendo ao ressurgimento do poder do FC Porto desde Fernando Gomes e Tiago "cachecol do Porto" Craveiro foram reeleitos e Fontelas Gomes e Paulo Costa entraram no Conselho de Arbitragem nada de bom seria de esperar. Avisamos no NGB desde 2016 e descrevemos em pormenor o que se iria passar. Não estavamos errados.

Avisamos que o FC Porto iria atacar as estruturas do futebol tentando regredir pelo menos 20 anos para o que se passava nos tempos dos Calheiros, José Amorim para o FC Porto.

E de facto os árbitros e famílias foram ameaçados como aconteceu na Maia, no restaurante do pai de um árbitro ou com a divulgação do domicílio profissional de outro árbitro e nada aconteceu.

A maior palhaçada dos últimos anos aconteceu no Estoril e nada foi impedido ou sancionado. Os regulamentos foram atropelados e uma invasão de campo ilegal, com a conivência do Estoril-Praia, permitiu que um FCP aflito e a perder, pudesse jogar semanas depois com outra capacidade física e moral restaurada.

O FCP através do canal de televisão sua propriedade e financiado em parte por dinheiros públicos procedeu a uma campanha sem precedentes contra o SL Benfica, divulgando informação confidencial e violando a privacidade de pessoas e do SL Benfica.

Não está em causa o facto de que o FCP tivesse conhecimento de algum ilícito. Se o tinha, era enviar para as autoridades e esperar resultados. Não foi isso que aconteceu. O FCP, o último clube em Portugal que pode falar em ética e honestidade, achou-se no direito de fazer justiça pelas suas mãos, não olhando a meios para condicionar tudo e todos.

O SL Benfica sofreu um ataque quase ao nível daquilo que passou na década de 90 em que lutou contra um sistema dominado pelo FCP.


Infelizmente, parece que é sempre com a mão do SL Benfica que o FCP chega ao poder.
Assim foi com Fernando Martins, que abriu as portas dos bastidores do futebol a Pinto da Costa, depois com Manuel Damásio que entregou o controlo da Liga de Clubes a Pinto da Costa e agora com Luis Filipe Vieira que com o seu apoio cego a Fernando Gomes(o director financeiro do FCP no período referido no Apito Dourado) não percebeu ou não quis perceber onde isto iria acabar.


Por isso tenho uma dificuldade imensa em perceber que pacificação do futebol pretende Vieira enquanto não contribuir para liquidar o FCP de Pinto da Costa. Não o clube do norte mas sim a direcção que o dirige desde princípio dos anos 80.

Mais dificuldade tenho em aceitar esta conversa sonsa quando Luis Filipe Vieira, pela boca do próprio, explicou a relação próxima que já teve com Pinto da Costa.


Enquanto presidente do Alverca, Vieira foi elemento decisivo na passagem dos ex-benfiquistas Maniche, Ovchinnikov e Deco, entre outros, para o Porto.

Portanto, dificilmente Vieira poderá dizer que não sabe do que Pinto da Costa é capaz de fazer para vencer.

A cerca de uma semana do início da época oficial do SL Benfica com o jogo da Champions, ou o nosso clube mete na cabeça que não vamos lá com discursos e comunicados sonsos e com apelos de pacificação que terão um efeito zero, ou será mais um ano a ver navios e com consequências ainda mais gravosas.

Os andrades podem ser muito espertos mas quanto a inteligência são pouco abonados. Por isso há que sermos inteligentes, activos e partir para o ataque. 

Luis Filipe Vieira, como presidente do SL Benfica, o maior clube português, falhou quando nada fez para evitar a queda de Hermínio Loureiro e Ricardo Costa quando o processo Apito Dourado foi revelado e enviado para consequências.

Não atacou quem pressionou o antigo presidente da Liga e apoiou de forma inacreditável Fernando Gomes para a Liga de Clubes.

Depois tornou a apoiar Fernando Gomes para a FPF, nada fazendo para impedir a ascensão do número 2 da FPF Tiago "cachecol do Porto" Craveiro. Também o silêncio imperou quando Vítor Pereira foi vítima de um linchamento público apenas para permitir a ida de Fontelas Gomes e Paulo Costa.

Mesmo na temporada passada, e apesar de todas as condicionantes, um plantel reforçado em 2 ou 3 posições tinha arrumado um FCP intervencionado. Não aconteceu e incrivelmente o FCP foi campeão.

Pois, caro Luis Filipe Vieira, não pode falhar outra vez na liquidação dos nossos inimigos. Sim, porque quem ataca a verdade desportiva é inimigo do SL Benfica. Será sempre!

Na arbitragem, de repente as subidas e descidas são feitas sob sigilo, com critérios desconhecidos e que penalizam árbitros essencialmente apontados como adeptos do SLB ou não adeptos do FCP.
Uma razia!

Pode alguém afirmar que não está a ser tudo coordenado por Paulo Costa com a conivência de Fontelas Gomes? Veio alguém a público esclarecer o que se passa?

E o número de árbitros ligados à AF Porto? Chegaram a representar no passado recente 33% dos árbitros nacionais! Quanto representam agora? 

Alguém tem estado atento a quantos árbitros da AF Porto passaram para a AF Braga de forma a abrir mais "vagas" para a AF Porto, mantendo a influência através de árbitros noutra AF?

E os escolhidos para o VAR este ano?

Se há benfiquistas fora do futebol atentos a tudo isto(e agradeço a um em especial ter-nos alertado para o que se passa), o que andam a fazer no SL Benfica para estarem calados?!

ONDE ANDA A DIRECÇÃO DO SL BENFICA? VÃO PERMANECER EM SILÊNCIO FACE AO QUE ESTÁ A ACONTECER NA ARBITRAGEM?

Com esta gente, corrupta e corrompida por natureza, o caminho não é a pacificação. 

Parabéns!!

Avatar
 ●  34 comentários  ● 


Parabéns aos miúdos por uma prestação fantástica.
Mesmo quando as coisas pareciam complicar-se, souberam reagir e demonstrar que lutam até ao fim.

Parabéns em especial a Hélio Sousa. Haverá quem não sabe ou não se recorda, mas o Hélio foi campeão do mundo de sub-20 em 1989, num título inédito para Portugal.

Melhor que ninguém, ele sabe o que este título pode significar para estes miúdos, para os clubes e para a selecção. 

Espero que os clubes saibam dar seguimento a este trabalho de Hélio e da sua equipa.

Eles são os melhores da Europa da sua geração. E será contra muitos desses que jogarão no futuro.

Os clubes têm que ser capazes de deixar estes miúdos crescer e não bloquearem o seu desenvolvimento por preferirem ir à América do Sul buscar miúdos dos outros. Para quê pedir tempo para um puto de fora quando não se dá esse tempo aos que cá estão?

E na selecção sénior têm que ter a coragem de renovar a equipa. Não faz sentido continuar a chamar Bruno Alves, Moutinho e outros que já não têm nada de extraordinário a dar quando temos miúdos com grande futuro e que só precisam de oportunidades e que acreditem neles.

Hélio Sousa, assim como Carlos Queirós em 1989 e 1991, acreditou neles, formou um grupo solidário e de qualidade e conseguiu. 

O que mandará mais? O dinheiro ou o futuro?

domingo, 29 de julho de 2018

Euro Sub19: Nas asas de Jota e Florentino

Avatar
 ●  48 comentários  ● 
Nem me vou dar ao trabalho de me alongar muito... apenas dizer-vos que Fejsa tem um sucessor à altura em Florentino Luis daqui a um ano e o Jota (João Filipe), bom esse nem sequer vou dar muito mais palavras porque ficaria sempre "curto".

Só de pensar no João Felix e no João Filipe a jogarem na equipa principal do SLBenfica.................

ranking