O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 28 de julho de 2018

SL Benfica 1 - Juventus 1

Avatar
 ●  104 comentários  ● 

O que pode extrair dos jogos do SL Benfica na International Cup?

Vlachodimos faz hoje uma boa exibição e comparando com Svilar...não tem comparação. Mas continuo a achar que não é o jogador que precisamos para a baliza. Espero estar errado.

Na defesa, André Almeida não tem concorrente na direita, gostava de ver com o Lyon a titulares Conti e Ruben Dias, e do lado esquerdo também não temos alternativa a Grimaldo. E não ter alternativa a Grimaldo é péssimo.

No meio campo Fejsa é indiscutível. O SL Benfica revela os mesmo problemas daí para a frente. Temos Gedson que está muito bem e que batalha bastante no apoio a Fejsa no jogo físico e depois temos...Pizzi. Não sei como RV continua a colocá-lo a marcar as bolas paradas. Além disso Pizzi não tem capacidade para ser o construtor de jogo do SL Benfica. Zivkovic dá muito mais que ele e ainda falta vir Krovinovic.

Nas alas acho que falta uma solução para o lado esquerdo. Cervi é razoável mas para uma Champions com jogo físico não chega. 

Do lado direito Rafa parece estar a ficar para trás depois de meia temporada muito boa. Precisa de afinar a finalização e o último passe. Salvio tem experiência, tem físico mas é como Pizzi: inconsequente. 

Na frente, Ferreyra e apesar do azar(mau olhado) de hoje, é claramente o homem de área que o 433 de RV precisa. Castillo é uma alternativa nesse esquema ou um parceiro.

De resto, Alfa Semedo entra sempre cheio de vontade e se direccionar o seu esforço de forma mais focada será bastante útil.

Falta objectividade ao jogo do SL Benfica, o que a semana e meia do primeiro jogo da Champions não é positivo.

Rui Vitória precisa de não ter receio nem amarras para mexer na equipa.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Chiquinho por 5 épocas no Moreirense

Avatar
 ●  89 comentários  ● 


Para quê se comprou este jogador no final de Maio, com contrato por 5 temporadas, para 2 meses depois ser vendido ao Moreirense(quanto paga por ele? A pronto?) e também por 5 temporadas?

E já agora, quanto paga o Moreirense pelo empréstimo do Heriberto? 

Continua a saga dos jogadores que aparecem sozinhos na foto de apresentação. O entreposto de jogadores não pára.

E já agora, estes negócios com o Moreirense estarão ligados a...Lema?

P.S.: O que se passou entre Jonas e Ferreyra? Uma discussão? Um desentendimento numa jogada? Mais que isso? O que fez o capitão de equipa para sanar a situação? O que fez Rui Vitória? E é ou não verdade que Jonas está a provocar mau ambiente na equipa para conseguir uma revisão de contrato? É impossível ignorar o que se passa!

Atualidade SL Benfica

Avatar
 ●  150 comentários  ● 

Foto: SL Benfica
- O presidente do Sport Lisboa e Benfica discursou esta madrugada na filial nº21 do SL Benfica, o Sport Newark e Benfica.

Falou em tudo menos no fundamental: justificar aos benfiquistas porque abdicou do Penta e assim permitiu mais um balão de oxigénio a um FC Porto falido.

Não justificou a antecipação de receitas de direitos televisivos para além do seu mandato nem porque resolveu atar o SL Benfica a um contrato que não nos beneficia em nada. 

Falou em reconquista mas a semana e meia de jogar a Champions nem sequer um GR à altura das necessidades do clube ainda temos. 

Depois o habitual rol de propaganda como "sacrifícios pessoais" e "recuperamos" isto e aquilo. Só faltou a habitual referência a Vale e Azevedo.

Curioso é que quem escreveu o discurso de Vieira incluiu a frase "somos o clube que mais ganhou nos últimos 5 anos". Vieira não está no SL Benfica há 5 anos. Manda no futebol do clube desde 2001!
E em 53 troféus nacionais desde 2001, o SL Benfica venceu apenas 20!

Em 17 campeonatos desde que manda no futebol do SL Benfica, Vieira venceu apenas 6!

E abdicou do título mais importante dos últimos anos: o Penta. Seria esse, como várias vezes destacamos no NGB durante a temporada e está à vista de todos, que deceparia o principal inimigo da verdade desportiva no futebol português nos últimos 35 anos.

Daria ao SL Benfica uma vantagem enorme com a entrada directa na Champions face aos adversários em Portugal e lançaria o clube, isso sim, numa verdadeira hegemonia. Sim porque falar em hegemonia é fazer no mínimo o que eles fizeram no passado: um Penta. 

Mas o desconhecimento do que é a essência do SL Benfica, o sucesso desportivo, faz com que um presidente do clube passe um discurso inteiro a falar de tudo menos disso.

- Jaime Antunes deixou o mote ontem na CMTV quanto ao que fazer com Jonas.

Avisamos que Jonas seria um problema esta temporada ainda os jogadores estavam de férias. Agora já ninguém tem dúvidas de que Jonas está a chantagear a direcção para ser aumentado e ter um contrato quase até aos 37 anos!

Ora, como disse Jaime Antunes, se há quem dê pelo Jonas milhões de euros para o contratar, é vender e adeus. Tudo o que seja mais de 7 milhões, por mim ía já.

Quem é Jonas? Há uma corrente entre os adeptos que fala de Jonas como se estivesse a falar de um fora de série fantástico. Foras de série brilham em qualquer lado e com qualquer adversário e não apenas com os "mija na escada".

O que fez Jonas até chegar ao SL Benfica, aos 30 anos? Brilhou no Brasil? E quantos milhares não brilham naquele campeonato?

Jonas veio para a Europa e fez o quê? O melhor que conseguiu foi um Valência! E mesmo assim acabou dispensado por ter prestações na casa dos 10 golos/temporada, quando queria o mesmo que agora exige ao SL Benfica: salário "à vedeta".

Na selecção do Brasil? 3 jogos oficiais e zero golos! Só marcou nos restantes 9 (e amigáveis) para que foi chamado. 

E no SL Benfica? Marca muito, é um facto, foi importante mas não tão importante quanto ele acha. Mais importante, como se provou na temporada passada, era Mitroglou que marcou 52 golos em 2 temporadas, em todas as competições, e sem precisar de marcar penalties, ao contrário de Jonas. Que falta nos fez na temporada passada um avançado que marque golos a qualquer adversário!

Jonas quer ser o mais bem pago quando não marca um golo na Champions há mais de 2 anos? Ou em 4 anos de SL Benfica marcou um golo ao Sporting e um ao FC Porto...ambos de penalty?

Mas há algum clube de topo que premeie jogadores com os melhores contratos para andarem a "brilhar" marcando golos só aos clubes menores e num campeonato como o nosso? 

Além disso, Jonas tem problemas físicos que não vão desaparecer. Tem quase 35 anos. 

O SL Benfica(e bem) reforçou o ataque e Jonas será, como o tempo o mostrará, uma opção de recurso e não a principal opção. Aliás, se há coisa que Jonas mostrou é que não tem perfil para ser o ponta de lança da equipa. 

Vieira já cedeu à(dizem) chantagem de Luisão. Não foi por acaso que Vieira não fez a habitual encenação com Luisão nem a sua renovação mereceu qualquer referência pública.

O plantel do SL Benfica já tem lesionados crónicos caros suficientes. Salvio e Grimaldo são os expoentes máximos desse problema. Não precisamos de ter mais um peso financeiro por mais 2 anos. 

O irmão de Jonas tem uma proposta para o SL Benfica vender Jonas? Jonas renovou recentemente o seu contrato até 2019. Se não está contente com o contrato que assinou de forma livre...

- O Record noticia hoje que o SL Benfica se prepara para trazer para o Seixal mais um sportinguista vindo de Alcochete. Prossegue o projecto de fazer do Seixal um centro de negócios para os "profissionais sem paixão". Se alguém não sente o SL Benfica o que faz no clube? Negócios. Estamos entendidos.

- A novela Gabriel prossegue, sem que o SL Benfica desminta o interesse como fez no passado com tantos outros atletas.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Entretanto no Porto Canal...

Avatar
 ●  45 comentários  ● 


"A FC Porto Media, empresa detida em 98,8% pela SAD dos dragões, fechou a temporada de 2016/17 com um prejuízo de 2,571 milhões de euros, quase quadruplicando o resultado negativo da época anterior (699 mil euros), revela o relatório e contas da sociedade presidida por Jorge Nuno Pinto da Costa. Este valor significa o segundo exercício consecutivo de resultados negativos, depois de um lucro de 191 mil euros em 2014/15." - CM, 28/10/2017.

Ora, só olhando ao que está publicado no Portal Base na "temporada 2016/2017", o Porto Canal recebeu quase 310.000€ de dinheiros públicos. 

Curioso é que o FCP tanto contratou com a entidade "FCP Media" como com a "Avenida dos Aliados". Se o objecto do contrato é o Porto Canal, porquê utilizar pelo menos 2 entidades quando os donos são os mesmos? É que não reparemos na globalidade dos valores?

Vejamos por exemplo a entidade "Turismo do Porto e Norte de Portugal".

Caso 1:


Contrata a 14 de Julho de 2016, por ajuste directo, a FCP Media para "valorização e promoção da Turismo do Porto e Norte de Portugal" (seja lá o que isso quer dizer) no âmbito da realização do "Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins". 



Qual o problema? Bem, para já é estranho contratarem-se serviços para uma competição que se iniciou a 11/07...a 14/07.

Outro problema é o contrato referir-se a "Campeonato do Mundo de Hoquei em Patins" quando afinal era o Campeonato da Europa de Hóquei em Patins. Só um pormenor pequeno, dirão alguns. Uma gralha.

15.000€ assim de repente para "valorização" de uma entidade pública, por ajuste directo, no âmbito de uma competição que não existe, e que ninguém reparou...?

Caso 2:

O mesmo aconteceria a 18 de Maio de 2017 quando a Turismo do Porto e Norte de Portugal torna a fazer um ajuste directo para o Porto Canal desta vez utilizando a entidade "Avenida dos Aliados", no âmbito de mais uma "valorização" desta vez referente ao WRC Vodafone Rally de Portugal 2017, que decorreu entre os dias...18 e 21 de Maio de 2017, com transmissão na RTP1 e RTP3. Foram mais 16.000€. Coisas de última hora, decerto.

Caso 3:

A 25 de Maio de 2018, são atribuídos mais 12.195€ pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal voltando a ser feito através da FCP Media.

O objecto do contrato é "Serviço de organização e associação da logo-marca Porto e Norte TEM no evento Wave Series Porto e Matosinhos/2018", um evento de Surf e Bodyboard.


Qual é o problema? Bem é que o contrato que se encontra em anexo tem o valor certo, tem a referência certa, mas refere o evento "WRC Vodafone Rally de Portugal 2018", que decorreu entre...17 e 20 de Maio de 2018. Contrato por ajuste directo a 25 de Maio de 2018.



Só assim de repente, em 3 contratos entre o Turismo do Porto e Norte de Portugal e o Porto Canal, eu diria que há algumas "confusões" e que ninguém repara.

Já estamos habituados a confusões destas desde o tempo em que o FCP pagou por engano uma factura referente a uma viagem de uma família ao Brasil.

Só em 2018 já estão registados 68.395€ atribuídos ao Porto Canal. Sim, estão registados porque a publicação dos contratos no BASE na maioria das vezes é feita com muito atraso.

O que se diria se estas coisas envolvessem a BTV? 

O Porto Canal é a TV do FC Porto e passou a última temporada a ser "ponta-de-lança" contra o Sport Lisboa e Benfica. Portanto, todos estes valores financiam essa actividade do Porto Canal. E ainda estou por perceber porque um canal com audiências praticamente inexistentes recebe tantos dinheiros públicos.

SL Benfica, 2 - B Dortmund, 2

Avatar
 ●  89 comentários  ● 

Um teste diante um adversário mais forte, mas continuo a achar que o mais importante não é o resultado, desde que não andemos a perder todos os jogos ou a ser goleados.

Continuo com a impressão de que RV não tem ainda decidido o esquema (443 ou 442). Faz sentido que a equipa fique preparada para jogar das duas formas, mediante o tipo de adversário que tem pela frente.

Sectores:

- Guarda-redes: Svilar, por mais que o pintem, não tem ainda maturidade e segurança para ser GR do SL Benfica. E se RV prefere o puto a Vlachodimos, diz muito do valor do alemão.

- Defesa direito: André Almeida merece reconhecimento pelo papel que tem desempenhado do lado direito mas também precisa de uma alternativa. Pelo que tenho visto de Ebuehi(e não tem sido muito), também por aí falta uma opção.

- Centrais: RV parece ir apostar nos mesmo centrais da temporada passada. Não sei o que isso diz de Conti(bons apontamentos) e Lema(ainda por perceber o seu valor) mas esperemos que cheguem e que nunca seja preciso recorrer a Luisão.

- Defesa esquerdo: A minha opinião sobre Grimaldo é conhecida e não mudou. Yuri Ribeiro...não sei se é a alternativa necessária. Uma coisa é brilhar ou destacar-se num clube pequeno e outra é aguentar o peso do Manto Sagrado.

- Meio campo: Gedson está a pegar na equipa e fico com a impressão de que Alfa Semedo, a comprovar as boas indicações que tem dado, não é alternativa a Fejsa mas sim para a parte do terreno logo à frente do trinco. Ou seja, continuamos a precisar de um trinco como alternativa a Fejsa. Samaris não é trinco!

Na zona mais adiantada do meio campo, continua a insistência em Pizzi chutando Zivkovic para uma ala. E quando Kroninovic estiver pronto? Sai o Gedson para Pizzi ficar? Não se entende, como não entendo a mudança de Rafa para o lado esquerdo. Para acomodar Salvio? Acredito que sim. Mas Salvio é outro peso morto nesta equipa. 

- Avançados: Castillo e Ferreyra, pelas suas características, colocam um problema grande a RV. Jonas claramente perde para estes jogadores porque não tem aquilo que um e outro dão: um dá poder físico e finalização, outro é claramente um homem de área e finalizador, coisa que Jonas sendo um finalizador não tem perfil para jogar na área sozinho.

Resumindo, espero que RV rapidamente possa clarificar as suas ideias, que tenha coragem para tomar as decisões necessárias para colocar os melhores em campo.

E lembre-se: apostar na equipa que fez ZERO pontos na Champions do ano passado para enfrentar os turcos...será um erro histórico. Pense nisso, RV.

Um aviso a Torres Pereira, sportinguista

Avatar
 ●  82 comentários  ● 


Um gajo está já "em estágio" à espera do jogo do Glorioso e ainda tem que se estar a chatear com estes verdes.

Caro Torres Pereira, não pense que por não se chamar Bruno vai passar impune ao atacar o Sport Lisboa e Benfica e os seus adeptos.

Não venha falar na lei 39/2009 que claramente desconhece. Ninguém é obrigado a constituir-se como associação, conforme garante a Constituição Portuguesa.

Não venha falar em claques legalizadas quando na Juve Leo, por exemplo, em cerca de 6000 sócios da claque nem 500 estão registados. Mas quem se sujeitou à lei 39/2009 tem que se aguentar.

Não venha falar no outros quando nem teve a coragem de sentar ao seu lado o líder da Juve Leo, Mustafá, por o mesmo já ter sido envolvido no ataque a Alcochete. Mesmo assim sentou ao seu lado um palhaço que ainda hoje gaba o ataque a Rui Patrício com as tochas.

Nunca viu, caro Torres Pereira, um grupo de adeptos do SL Benfica invadir e agredir jogadores ou outros como aconteceu com membros da Juve Leo e outros sócios do Sporting.

Pouco me interessa que queira vir lavar com lixívia o papel das claques do Sporting no ataque bárbaro em Alcochete.

Estou a marimbar-me para o que o Sporting vai fazer com as claques que podiam ter sido responsáveis por uma tragédia ainda maior.

No seu caso, estaria mais preocupado em saber porque o segurança do portão de Alcochete não fechou o mesmo perante a chegada dos atacantes, conforme estabelecido no protocolo de segurança.

Ou ainda porque o mesmo segurança terá, alegadamente, ameaçado todos os jornalistas caso resolvessem filmar os atacantes.

Ainda ficaria ainda mais preocupado, no seu lugar, com todos os que, vendo o que se estava a passar, não agarraram no telemóvel para marcar o 112.

Portanto, escusa de querer utilizar o nome do Sport Lisboa e Benfica para lavar a VIOLÊNCIA que os SÓCIOS DO SPORTING fizeram à própria equipa.

Tenha vergonha. 

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Miguel Maria: mais um?

Avatar
 ●  63 comentários  ● 




O Manto Sagrado divulgou estas imagens, alegadamente do Facebook do novo jogador do SL Benfica de basquetebol, Miguel Maria.

Como já o disse no passado, ao nível de atletas, equipas técnicas e treinadores, a questão dos clubes de coração tem pouca relevância desde que quando estão em campo isso fique de fora, desde que não sejam fanáticos ou não tenham revelado para com o SL Benfica e os seus adeptos hostilidade ou faltas de respeito.

O SL Benfica nos últimos tempos tem contratado gente que revelou no seu passado recente faltas de respeito para com o clube ou os seus adeptos. Por exemplo, enquanto o treinador de futebol feminino permanecer no clube, aquela modalidade para mim está riscada.

Quando o SL Benfica contrata um atleta que tem, alegadamente, como linguagem os termos "graças a Deus não nasci lampião" ou se refere à Luz como "salão de festas", revelando um fanatismo pelo seu clube tipo Cardinal, não posso compreender a sua contratação.

Espero que isto seja ou não confirmado. 
Sendo confirmado, aguardo que este atleta nem sequer tenha oportunidade de vestir o Manto Sagrado pois vá chamar lampiões aos andrades que o carreguem.

Exclusivo: Um Benfica perdido na insignificância do futebol português ou um Benfica para a Europa

 ●  128 comentários  ● 

Errar uma vez é humano (embora caro). Errar duas vezes é incompetência. Errar mais vezes já é intencional.

Vem esta reflexão a propósito da forma como a atual liderança do Benfica (clube e SAD) antecipou e preparou a época de 2018/19 no que diz respeito ao futebol profissional. É óbvia (agora até para os mais distraídos) a importância da presença do Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA. 

Arrisco a dizer que duas épocas fora desta fase da competição afastam em definitivo o Benfica do comboio dos grandes. Não só o Benfica não se afirma na Europa e as suas receitas não crescem (fator essencial para potenciar o salto competitivo que se exige), como (e sobretudo) aumenta o fosso entre o Benfica e os colossos do futebol mundial (onde o Benfica deveria estar). Adicionalmente, perde-se a hegemonia do futebol Português para aquele (ou aqueles) que conseguirem estar na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Sendo assim, o que se espera que o futebol profissional do Benfica faça na presente época? Que esteja na fase de grupos da Liga dos Campeões e também que seja campeão nacional (como única forma de garantir a presença nesta fase da Liga dos Campeões na época seguinte). Qualquer desfecho para esta época que não contemple a concretização destes dois objetivos traduz-se numa época fracassada que irá comprometer as legítimas aspirações dos benfiquistas de verem o Benfica afirmar-se como um dos grandes do futebol mundial. 

Perante tal fracasso (que sinceramente espero não se verificar), a liderança terá de assumir as suas responsabilidades. Deverá ser assim em qualquer organização gerida de forma profissional. É aquilo que a literatura das áreas da ética e governação empresarial designa de accountability. É uma palavra inglesa que não tem tradução direta para a língua Portuguesa (responsabilização é a palavra em Português cujo significado mais se aproxima do pretendido, sem, contudo, ser sinónimo). Talvez por este motivo não seja um conceito verdadeiramente presente na liderança do Benfica.

Ainda estamos à espera de uma explicação para a displicência com que a época anterior foi preparada e abordada, quando nos apercebemos que a abordagem está a ser a mesma para a época recentemente iniciada. Constata-se que esta tem sido a receita seguida nas últimas épocas com resultados catastróficos para a competitividade internacional do Benfica e sabemos a importância dos dois objetivos referidos atrás no contexto da presente época. 

Então, retomando a reflexão com que se iniciou o presente texto, questiona-se sobre qual o propósito desta abordagem intencionalmente seguida pela atual liderança. Esta explicação ainda não foi dada aos benfiquistas e o argumento do equilíbrio financeiro com sucesso desportivo, apregoado no último relatório e contas anual, não tem aderência à realidade (sucesso desportivo é coisa que não se tem visto quando competimos com os melhores e a redução do passivo é um objetivo que apenas tem sido alcançado de forma modesta – substituir empréstimos bancários por outra forma de passivo não conta para este efeito).

É consensual que o plantel do Benfica na época passada era curto (em qualidade) para competir na Liga dos Campeões. Exigia-se, assim, o reforço do plantel com a contratação de alguns atletas que tivessem condições para entrar no onze titular. No mínimo (e na minha opinião sempre discutível), exigia-se a contratação de um guarda-redes, de um lateral direito, de um central, de um “8” e de um avançado com qualidade que pudessem entrar no onze. Nesta fase da época (mais uma vez na minha opinião) continuamos sem reforçar o plantel com soluções que resultem numa melhoria substancial de qualidade nos setores atrás referidos.

Já sei que não vamos aumentar o passivo para contratar atletas. Mas se assim é e se a consequência lógica desta restrição é o fracasso desportivo, então a estratégia que estamos a seguir só tem um nome: downsizing (sou novamente forçado a usar a terminologia inglesa na medida em que não existe palavra em Português que capture na totalidade o que se pretende dizer). 

Passo a explicar:

· Não reforçamos o plantel para não aumentar o endividamento.

· Como consequência, somos menos competitivos e isso leva a insucesso nas competições onde participamos (diretamente ou indiretamente vai refletir-se na Liga dos Campeões da UEFA).

· O insucesso desportivo leva a menores receitas, o que se traduz em menor capacidade de autofinanciamento.

· Sem autofinanciamento e sem endividamento não podemos investir em qualidade no plantel, pelo que o insucesso desportivo se acentua.

· Esta espiral negativa irá convergir para um ponto onde estaremos irremediavelmente afastados dos grandes palcos do futebol mundial, perdidos na insignificância do futebol Português, sem receitas, sem prestígio e SEM FUTURO.

Ainda estamos à espera da loucura que há uns tempos atrás foi anunciada… ou então a loucura é precisamente esta. Abdicar de um Benfica poderoso no futebol mundial e desfazer o sonho europeu de muitos benfiquistas.

Não teria sido possível alienar os passes de atletas com mercado como o Talisca e o Jimenez, assim como de uma ou duas dezenas de atletas emprestados e, com isso, libertar 50 ou 60 milhões de euros que poderiam ter sido investidos na contratação de atletas com as caraterísticas atrás referidas? 

Como é possível que o Benfica tenha perdido a oportunidade de se reforçar com atletas de qualidade que estavam livres, inclusivamente de adversários nacionais? 

Ao não o ter feito, não só perdeu a oportunidade de se reforçar verdadeiramente, como ainda permitiu que o rival reúna condições para agora, livre de uma liderança lunática, poder conquistar o título nacional. Os benfiquistas agradeciam uma explicação por parte da atual liderança para estas questões (a tal accountability já referida).

Acredito verdadeiramente que o Benfica reúne as condições (sobretudo base de adeptos) para dar o salto para o patamar competitivo dos grandes clubes europeus. Com algum investimento em qualidade é possível dar o passo no sentido da criação de uma espiral positiva. Essa espiral irá certamente convergir num ponto em que o Benfica estará no patamar competitivo mais elevado, terá capacidade para gerar maiores volumes de receitas, para contratar e reter estrelas, para reduzir o passivo e aumentar a sua liquidez, à semelhança dos grandes do futebol mundial. 

Em suma, irá convergir para um patamar competitivo sustentado e sustentável que permita ao Benfica tornar-se O MAIOR E O MELHOR CLUBE DO MUNDO.

terça-feira, 24 de julho de 2018

Este texto não é (só) sobre Pacheco. É sobre a diferença entre sentir ou não o SL Benfica.

Avatar
 ●  140 comentários  ● 


Pacheco: um jogador que fazia vibrar os adeptos como poucos o conseguiram.

Para os mais novos, imaginem o burburinho que os adeptos faziam quando Mantorras entrava ou recebia a bola e multipliquem por 3 ou 4. Um estádio com 140 mil adeptos como foi nas meias finais com o Steaua de Bucareste em 1988 ou com o Marselha em 1990 , levado à loucura quando a bola ía para os pés de Pacheco e ele arrancava pelo lado esquerdo, endiabrado e decidido a fazer a diferença e em assistir um colega para golo.

As oportunidades que voaram na final de 1988 vinham dos seus arranques e pés...não fosse aquela ideia inacreditável de estrear meias ou botas numa final! Lembro pelo menos duas!

Pacheco era isto. Arranque, velocidade, força e muita garra. Era fantástico vê-lo a suar a camisola daquela maneira!

Mas Pacheco não percebeu que não era eterno nem que não tinha lugar cativo. E quando começou a ficar de fora...

E quando o clube que tinha feito dele uma estrela, que o tinha levado ao topo do futebol europeu passou dificuldades...Pacheco virou as costas ao Sport Lisboa e Benfica. E arrastou consigo Paulo Sousa.


A SAÍDA

Pacheco rescinde com o SL Benfica e leva consigo um jovem com um grande futuro chamado Paulo Sousa. O presidente do Sporting que não hesitou em aproveitar um momento menos bom do SL Benfica? José Sousa Cintra, o mesmo que hoje lidera o Sporting.

A temporada 1993/1994 parecia ir ser um inferno. As dificuldades financeiras do SL Benfica eram tremendas e Pacheco com a sua decisão deu o golpe decisivo para que Jorge de Brito saísse pela porta pequena. Fomos campeões já com Jorge de Brito fora do clube sem o reconhecimento que merecia, substituído pelo coveiro do clube: Manuel Damásio, que hoje se pavoneia na Tribuna Presidencial.

Devido ao que tinha sucedido no Verão, os sócios em AG não acreditaram em Jorge de Brito quando o então presidente afirmou que os problemas estavam ultrapassados, muito com a ajuda da venda de Paulo Futre por 900 mil contos.

Não acreditaram também quando Jorge de Brito afirmou que tanto Pacheco como Paulo Sousa não tinham justa causa e por isso quer os jogadores quer o Sporting seriam penalizados no futuro.

O Sporting acabou condenado a pagar 600 mil contos ao SL Benfica, anos depois.

Aquilo que Pacheco e Paulo Sousa fizeram, além de comprovadamente ilegal, foi de uma falta de lealdade e ética tremendas. E essas, como dizia um grande benfiquista esta semana, nunca prescrevem.

Paulo Sousa deve a Jorge de Brito ter atinado e percebido que podia ter um grande futuro! Cuspiu na pessoa que lhe salvou o futuro.

A CAMPANHA

A campanha publicitária apresentada pelo Sport Lisboa e Benfica é um golpe enorme no benfiquismo, no respeito pelo clube e pela sua história, e por todos aqueles que viveram aqueles meses terríveis.

Mas por muito que queiram os "profissionais não benfiquistas" que infestam o clube e a SAD, os benfiquistas não esquecem nem permitem que lavem com lixívia quem tratou o SL Benfica daquela forma.


O pressuposto do anúncio é uma mentira.

Disse Pacheco em entrevista dada a 19/06/2018:
"Pacheco recorda que os salários em atraso foram a justificação para rescindir contrato por 'justa causa', mas que também houve questões pessoais para sair do Benfica.
"Essa é a ideia que se perpetuou, a de que saí por salários em atraso, e que não corresponde à verdade", disse António Pacheco, acrescentando depois que há uma grande diferença entre 'justa causa' e 'causa'.

"Uma coisa é justa causa, outra a causa! [Para rescindir contrato]. Eu saí do Benfica por questões pessoais, por desacordo pessoal - sublinho - com pessoas que estavam então no clube. É até ridículo partir do princípio, deixar essa ideia para a história, de que eu - e arrisco dizer qualquer jogador do Benfica - sairia do clube por razão de ter um ou mesmo dois ou três salários em atraso, se fosse o caso. Seria ridículo! Não foi isso que aconteceu, na génese. A justa causa, é verdade, foi o mecanismo, a via legal que eu encontrei para ir ao encontro da razão da saída, a tal insatisfação, os tais desencontros com pessoas que estavam no clube".

Ora, Pacheco não só não se arrepende como mantém a mesma opinião:
"No entanto, Pacheco assume que se fosse hoje teria rescindido na mesma com o Benfica: "Teria [rescindido]. Tenho de dizer-lhe que sim porque a forma como eu via as coisas na altura e como as vejo agora, à distância de 25 anos, não se alterou. Saí por razões pessoais e a essência dessas não se alterou."

Quem decide produzir um anúncio com base num pressuposto que o próprio desmente(se fosse por dinheiro porque teria Pacheco tantas reservas em revelar publicamente o porquê?), dificilmente sente os valores do Sport Lisboa e Benfica.

O benfiquismo de Pacheco

Outro pressuposto do anúncio é que Pacheco é benfiquista. Errado. Lá porque hoje em dia lhe dá jeito passar essa imagem as suas acções para com o clube revelaram o contrário. E relembro: a 19/06 de 2018 Pacheco diz que faria o mesmo ao clube que lhe deu tudo.

Respondia Pacheco a 22/04/2017:

"Lembro-me perfeitamente de fazer sete horas de viagem daqui até Lisboa para ver o Sporting, com o meu pai. Ele era um sportinguista fanático. E o meu avô, um benfiquista dos sete costados, fanático por futebol. Fa-ná-ti-co.

E o Pacheco, no meio de tudo isto?
Era do Sporting. Daqueles com bandeirinha e tudo. Por isso é que não me importava de fazer 14 horas de comboios para ir a Alvalade [um parêntesis para largar aqui a bomba: por cada parêntesis reto, equivale uma gargalhada divertida de Pacheco]. A sério, o meu ídolo era o Jordão. Sabia tudo sobre ele e observava-o com especial atenção."

Pacheco terá saudades dos seus tempos de ouro no SL Benfica, aceito. 
Poderá pensar neles e nesse SL Benfica com carinho. Aceito. 
Mas achar que é benfiquista, com esta declaração, com o que fez ao Sport Lisboa e Benfica e com a afirmação no mês passado de que faria novamente...lamento mas não é benfiquista.

O que isto significa

Esta campanha publicitária só pode ser realizada por gente que não sentiu o clube nem o que significou assistir ao golpe de Pacheco, Paulo Sousa e Sousa Cintra. 
Sim, Sousa Cintra que quis também levar João Pinto(e quase conseguiu).

Só gente que vibrou com esses acontecimentos(lagartos) é que hoje pode vir trazer isto à tona como se nada fosse, como se tivesse sido um momento relativamente irrelevante e que se resolve com uma fantochada.

Por isso é que "os profissionais adeptos dos outros clubes" fazem tanta falta ao SL Benfica como termos uma camisola azul ou verde. 

Muito menos recebermos lições do que foi viver aquele período da história do SL Benfica por quem nessa altura não sentava o rabo na Luz há 10 anos, não vinha a qualquer AG, nem sócio era quanto mais adepto. 

Quero sublinhar o seguinte: Pacheco não tem que ser impedido de entrar na Luz, pagando o seu bilhete. Muito menos tem que ser insultado, enxovalhado ou agredido por ninguém. Ninguém tem esse direito!

O que Pacheco, Paulo Sousa e todos os como eles não podem esperar é que a memória benfiquista esqueça o seu papel miserável num altura difícil para o clube, e em como afinal mentiram nos pressupostos que usaram para sair.

Nunca o SL Benfica poderia ou poderá esquecer isso!

Tentar lavar esse atentado ao Sport Lisboa e Benfica é uma vergonha para todos os que sancionaram esta campanha publicitária.  

P.S.: Outro atentado ao benfiquismo é a incrível ida de Ola John para o Guimarães. Durante 6 anos o SL Benfica (e o "amigo" Jorge Mendes) foram incapazes de o colocar noutro clube e recuperar o que foi gasto no jogador, quer em comissões quer em salários. Os empréstimos sucessivos ficaram muito longe de tapar esse buraco. 

E agora num dia é dispensado do estágio em que tapou a ida de Willock e no outro aparece num clube em que o presidente é alinhado com...o FC Porto.

Depois querem que os clubes pequenos respeitem o SL Benfica ou não cedam às pressões do FCP como o Estoril ou o Portimonense mais recentemente?

Os negócios FC Porto/Portimonense proíbem qualquer outra contratação para o FC Porto

Avatar
 ●  107 comentários  ● 

"O FC Porto comunicou ao Portimonense a impossibilidade de proceder ao pagamento dos valores acordados para as transferências de Paulinho (sete milhões de euros) e Ewerton (cinco milhões) e a SAD dos algarvios exigiu aos dragões o regresso imediato dos dois jogadores.

"Indicaram-nos que não podem cumprir o acordado, devido a limitações financeiras", confirmou Rodiney Sampaio, presidente da SAD.

Ewerton será integrado no plantel às ordens de António Folha mas o futuro de Paulinho ainda não está definido." - Record.
-------------------------------

A partir deste momento, qualquer contratação que o FC Porto realize em Portugal deve ser investigada imediatamente pelo Ministério Público.

Não se compreenderá que um clube que já devolve jogadores por não ter capacidade para pagar possa contratar a qualquer outro clube português.

E no estrangeiro? Bem, todos temos a obrigação, a bem da verdade desportiva, em fazer chegar a esses clubes a informação pública de que o FC Porto não tem capacidade financeira para honrar os seus compromissos financeiros.

Num país em que o FC Porto fosse alvo de investigações, possivelmente a Justiça conseguiria explicar o que se passou ao longo dos últimos meses nas relações entre FC Porto, Portimonense e Estoril. 

Num país desportivo sério, a FPF seria a primeira interessada em saber o que se passou. 

Num país desportivo sério, o SL Benfica não se tinha calado perante a vergonha no Estoril e não receberia novamente o presidente da FPF enquanto não fosse esclarecido esse caso bem como os casos dos ataques e ameaças a Artur Soares Dias e a Tiago Martins.

Num país desportivo sério, teríamos um ministro do Desporto, com peso político, que obrigasse a FPF a colocar ordem no que se passou nos últimos 2 anos em Portugal.

Agora imaginem que o FC Porto não tinha sido campeão e não ía à Champions... 

segunda-feira, 23 de julho de 2018

SL Benfica - Fernerbahce: obrigação de ganhar

Avatar
 ●  148 comentários  ● 

Sei que nem todos estarão muito optimistas para a eliminatória com os turcos em especial pelo mau score que RV tem em jogos de grau de dificuldade mais elevado. 

Ainda assim, olhando para as 2 equipas o SL Benfica tem 99% de obrigação de passar. Não há jogos fáceis em nenhuma competição. 

Estar na Champions é a única situação aceitável para um clube como o Sport Lisboa e Benfica.

Champions League: sorteio hoje às 11h (atualizado)

Avatar
 ●  58 comentários  ● 

Fenerbahçe, o Spartak Moscovo, o Standard Liège e o Slavia Praga são os adversários possíveis do SL Benfica.

Os turcos e os russos parecem ser os mais complicados, sendo que numa eliminatória não há facilidades.

Veremos que sorte nos aguarda.

----------------------------

Fenerbahçe é o adversário do SL Benfica.


ranking