O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 28 de janeiro de 2012

De quem é a culpa?

 ●  14 comentários  ● 
Antes de passarmos á discussão de futebol apenas quero perguntar de quem é a culpa por o Benfica se ver obrigado a jogar num estádio sem condições para acolher jogos do Campeonato Nacional???

De quem é a culpa da vedação que delimitava a bancada em que estavam colocados os adeptos do Benfica ter caído no festejo do golo encarnado?

E agora eu pergunto: E se alguém tivesse morrido com a queda?

Os patéticos "senhores" que mandam no futebol português odeiam tanto o Benfica que até obrigam o clube a jogar em estádios sem condições e não se importam de colocar em risco a integridade física de adeptos inocentes com estas escolhas???
Exige-se um apurar de responsabilidades por uma situação que poderia ter sido bem pior...

Eu sei que o futebol português é uma anedota em que indivíduos pseudo-respeitáveis tão-se borrifando para a Justiça e os valores que regem o Desporto, mas que raio agora já se coloca a integridade dos adeptos em risco?? O que virá a seguir? Vamos ter que jogar num pelado com bancadas de madeira podre?

Feirense - BENFICA

Avatar
 ●  27 comentários  ● 
Com 27 minutos de jogo...um relvado miserável. Cheio de areia, facilmente 'esburacável'...uma vergonha que na Liga profissional de futebol seja permitido jogar nisto.

Vamos ver como corre o jogo. Para já, muita velocidade de ambas as partes, e a postura que se esperava do Feirense: está a jogar a final da Champions.

Balanço desportivo num momento decisivo

 ●  9 comentários  ● 
Futsal - 1º na fase regular na entrada para 2ª volta
Hoquei - 2º no final da 1ª volta
Basquetebol - 1º na fase regular na entrada para 2ª volta
Andebol - 4º na fase regular da 2ª volta
Voleibol - 1º a caminho do final da fase regular
Futebol - 1º na entrada para a segunda volta

Excepção feita ao Hoquei e Andebol, o SLBenfica lidera em toda a linha o desporto colectivo em Portugal. PONTO FINAL! Inventem o que quiserem, mas a verdade é esta!

No Hoquei ao contrário do passado distante, podemos claramente chegar ao título. Talvez no Andebol seja uma missão bastante mais complexa, mas acredito que podemos terminar no pódio pelo menos.

Eu sou dos que tem cobrado o tal "mandato desportivo" de Luis Filipe Vieira e olhando aos resultados e às perspectivas de chegarmos ao final nestas classificações, teremos que dar o mérito DESPORTIVO a quem preparou estas equipas.

Os escalões de formação também estão a fazer um excelente trabalho e a equipa B de futebol está muito perto da construção final.

Estamos numa fase relevante dos campeonatos e é importante manter a estabilidade e focalização que nos permitiram chegar até aqui. Ainda vamos no "intervalo".

Aos que têm reclamado por uma acção mais relevante na abertura de mercado, peço que reflitam um pouco mais porque, tirando a questão óbvia da lateral esquerda, o plantel do SLBenfica tem todos os recursos para o título de campeão.

É fundamental manter os olhos na próxima temporada em termos de preparação desportiva. Há vários jovens a merecer mais atenção e talvez seja relevante reforçar a equipa técnica com alguém com melhor capacidade/conhecimento sobre esta transição dos mais jovens para as exigências de uma equipa como o SLBenfica.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

FCPorto HUMILHADO pelo Santos

 ●  15 comentários  ● 
O presidente do Santos, Luís Álvaro Oliveira, revelou nesta sexta-feira que o FC Porto fez uma oferta por Paulo Henrique Ganso. No entanto, o dirigente classificou-a de «cómica». Luís Álvaro Oliveira disse que ia responder por uma questão de educação.

«Não temos interesse nenhum em sequer abrir conversa no que nos foi proposto, propostas como estas, eu diria que são cómicas, para não dizer trágicas», disse o presidente do Peixe, em declarações à Sport Tv do Brasil.

«Eu diria que há um erro de digitação, na proposta há um 0 a menos», declarou Luís Álvaro Oliveira, que acrescentou: «Mas vou responder segunda-feira dizendo que não temos nenhum interesse e mandar uma cópia para os sócios dos direitos dele.» - vídeo

Exija a defesa dos interesses do Benfica!

Avatar
 ●  21 comentários  ● 
Eu fui daqueles que durante muitos anos olhava para o Belenenses com uma simpatia especial. Desde pequeno que ía muitas vezes ao Restelo e isso contribuiu muito para tal sentimento.
Recordo um Belenenses com uma presença forte no futebol nacional e até mesmo nas competições europeias.
As vitórias nos jogos da Taça UEFA frente ao Barcelona(1987) e frente ao Bayer Leverkusen(1988), bem como a vitória na Taça de Portugal em 1989 e o terceiro lugar na época 1987/1988 vincavam essa ideia.
Com o passar do tempo, esse sentimento foi desaparecendo. Durante o consulado do presidente Sequeira Nunes, qualquer simpatia que ainda tinha desapareceu.
O Belenenses, assim como tantos outros clubes, achou que o caminho para a fortuna era ser capacho de Pinto da Costa. Era frequente, mesmo em semanas que o FCP jogava em casa, ver PC a almoçar ou jantar no Restaurante Varanda Azul, no Restelo. A cooperação em assuntos do interesse de PC foi muito evidente.
Essa política resultou no enfraquecimento do clube e princípio de uma debilidade financeira que prejudicou fatalmente o projecto de expansão que o clube acalentava desde à muito.
Após anos fracos, que incluiram a descida de divisão, surgiu um presidente que lutou contra esses interesses antigos instalados e que trabalhou muito para tentar trazer de volta o clube aos tempos mais vistosos. Cabral Ferreira reformou o velhinho Estádio do Restelo, dando-lhe um conforto e condições que reclamava à muito.
Lutou contra os verdadeiros 'velhos do Restelo' que muito o tentaram prejudicar e ao clube. O caso Meyong foi um desses reveses.
Foi atraiçoado por uma doença que o impediu de continuar o trabalho a que se propôs e nesse dia, o Belenenses pode dizer que parte do seu futuro também morreu.

Desde então, dois 15ºs lugares e descida à Liga Orangina colocaram o clube no sítio que merece.
Sim, merece. Quem não luta por si próprio e se prostitui para receber palmadinhas nas costas do mestre merece desaparecer.

O Belenenses está afogado em dívidas e penhoras e sem solução à vista para os seus problemas. Onde está agora o seu grande amigo PC?

O mesmo destino tiveram Salgueiros e Boavista, 2 clubes históricos do futebol português que acharam que servir PC seria o caminho do sucesso.

O que é extraordinário é os dirigentes ainda não terem percebido que o FCP e o seu presidente não têm qualquer interesse em ajudar ou cooperar com ninguém. Agem como parasitas que sugam o que podem e quando o seu hospedeiro já não tem nada para dar, deixam-no moribundo e se possível até dão o tiro de misericórdia.

Os adeptos destes clubes, na sua maioria, merecem assistir ao definhamento dos seus clubes pois nada fizeram para combater esta realidade.

Realidade que me recuso a aceitar no nosso clube, o Benfica. Fi-lo no passado, e faço-o agora.
Só quem não quer é que não percebe o conflito de interesses que atinge alguns dos dirigentes do clube. Conflito esse em que o Benfica tem sido o principal prejudicado.

Exijo que quem está no Benfica defenda os interesses do clube acima de todas as coisas.

O movimento que surgiu esta semana para defender os adeptos do Benfica da exploração de que são vítimas em cada jogo fora do clube pode marcar algo muito importante.

A importância que deve ser dada a quem faz do Benfica o maior clube português e um dos maiores do mundo.

Quem são esses? Os atletas? Os dirigentes? Não.

São os adeptos. Sem eles o que é o Benfica? O que é qualquer clube?

Fora das 4 linhas

 ●  7 comentários  ● 
Desconheço se porventura as virgens ofendidas de 2005 que tanto espernearam por o Estoril-Benfica ter sido disputado no Estádio do Algarve, serão eventualmente capazes de manter a coerência desta feita, com o Benfica a não ter as mesmas benesses do FCPorto de jogar em Aveiro. Provavelmente não.

De qualquer das formas tudo me parece perfeitamente normal, até mesmo as razões de Rodrigo Nunes que «acha por bem» jogar no seu estádio. Numa era em que as necessidades financeiras imperam e não dáo tréguas aos clubes que vivem permanentemente em sobressalto, abdicar do Estádio de Aveiro com capacidade para 30 mil pessoas para acolher 5.494 pessoas, não deixa de contrariar o óbvio ou até a tão propalada lei da oferta e da procura que, há quem diga, poderia permitir bilhetes com valores mais ajustados à realidade nacional.

Assim, considero fantástico que um clube recém-promovido abdique de uma receita que poderia rondar os 350.000 Euros, da mesma forma que compreendo que perfeito, perfeito, seria Rodrigo Nunes poder contar com as bancadas de Aveiro a circundar o portentoso relvado de Santa Maria da Feira. Mas não se pode ter tudo...

Numa Liga em que os factores exógenos terão forçosamente que aparecer na sua plenitude mais tarde ou mais cedo, folgo sobretudo em saber que o discurso de Jorge Jesus para os atletas é que a conquista do título será uma tarefa árdua e que exigirá o máximo de empenho.

Quem é que nos defende desta pouca vergonha?!!

 ●  4 comentários  ● 
O descaramento total no futebol português!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Divulguem por todo o lado

 ●  12 comentários  ● 
As gentes começam a juntar-se nas imediações do estádio por volta das 15h. Abrem-se as malas dos carros: há leitão, há cabrito, há tachos de arroz, há batatas fritas de pacote, há sacos enormes de pão, há azeitonas, há queijo, há grades de cerveja a perder de vista, há garrafões de vinho. Há cachecóis e bandeiras do Benfica. As gentes comem e convivem. Já são quase 18h. Assam-se umas chouriças ao ar livre. Mais pão. Mais azeitonas. Alguém pergunta pelo leitão. Já foi todo. E o cabrito também. Mais cerveja. Mais vinho. Mais convívio e mais Benfica. Já são quase 20h. As gentes guardam os despojos do banquete novamente nas malas dos carros e encaminham-se para o Marcolino de Castro. É um mar de gente. Aquele estádio minúsculo nunca na vida poderá albergar tamanha multidão. Mas as gentes não entram. Centenas e centenas de aparelhos de rádio são ligados. As gentes cantam pelo Benfica e aplaudem. O barulho é ensurdecedor. Lá dentro, os vinte e sete sócios do Feirense também aplaudem a sua equipa. Os jogadores do Benfica não vêem ninguém de encarnado nas bancadas mas sentem-se como se estivessem perante 65 mil almas na Luz. Sim, o barulho é realmente ensurdecedor. Cá fora canta-se o hino do Benfica a plenos pulmões e vozes entarameladas pela cerveja e pelo vinho. Os jogadores arrepiam-se. Um funcionário do Clube Desportivo Feirense dirige-se à turba e, hesitante, a medo, pergunta: "Mas... Não vão entrar?" A família benfiquista ignora o homenzinho, prossegue com os cânticos de apoio e, algures, um cartaz é erguido: "Vão roubar para a puta que vos pariu". Éter

Para Santa Maria da Feira haverá uma primeira romaria como forma de divulgação, embora os bilhetes estejam já esgotados. Sim, estão a ler bem: vamos a Santa Maria da Feira apoiar o Benfica fora do estádio, aproveitando o momento para lançar o que se seguirá em todas as próximas deslocações que o Benfica fará até final da época. A ideia é simples: temos 3 semanas para divulgar no maior número de sites, blogues, fóruns, o que seja, a iniciativa e fazê-la crescer ao ponto de, na deslocação a Coimbra, já termos alguns objectivos cumpridos: http://apoiamosporfora.blogspot.com/2012/01/ideia

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O livro

 ●  5 comentários  ● 
Ainda vamos ver publicado um livro sobre o Beira-Mar-Benfica de 1976-77, a par do que vimos acontecer com Inocêncio Calabote, merecedor inclusive de uma cerimónia com pompa e circunstância aquando da sua publicação, contando com inúmeras figuras ilustres do universo portista.

Desenganem-os mais cépticos, factos como o Benfica se ter sagrado campeão com 9 pontos de avanço ou o King em 12 jogos ao serviço do Beira-Mar ter marcado apenas 3 golos, serão certamente questões de pormenor, atendendo tratarem-se de indivíduos que já conseguiram feitos como mudar a data de fundação para 1893, ou propalar a historieta do «clube do regime» cujos resquícios ainda por aí andam.

Além do mais a clientela dá-se bem com actos de má fé, sendo que entre os acéfalos que bebem o suco da demagogia, contextualizar o futebol de há 40 anos em pleno séxulo XXI será mais uma barreira perfeitamente ultrapassável. De facto os episódios são fugazes e há que se agarrarem ao que podem.

Diria mesmo que é capaz de ter sucesso, ao fim ao cabo os portistas gostam de obras de ficção – desde que não sejam da Carolina Salgado.

NDR: Se me derem a honra do prefácio, darei o melhor de mim a relatar quando em 1985 avançado Cadorin do Portimonense revelou à comunicação social como D'Onofrio lhe prometera 500 contos e uma transferência para o FC Porto ou um clube da Itália ou da Suíça, caso o jogador provocasse um penálti no início do jogo Portimonense-FC Porto.

Direitos Televisivos - E agora?

 ●  22 comentários  ● 
Parece unânime que chegamos à negociação dos direitos televisivos sem nada para negociar e a rezar pela conhecida "boa vontade" e amizade do Sr. Joaquim Oliveira.

Obviamente que o aparecimento do excomungado (será mesmo?) mano Oliveira não foi inocente e teve como objectivo expor o Presidente Vieira à obvia fragilidade da sua gestão neste tema. Os fantasistas acharam que ele estava a fazer um favor ao Benfica...

Posto isto, quando a grande maioria (se calhar a totalidade) dos sócios prefere qualquer opção que não implique renovar o contrato com a Olivedeportos, impõe-se perguntar o que deve então fazer a Direcção?

Na minha opinião, deve explicar aos sócios porta fechada o que está em causa em termos de obrigações, opções e implicações de cada uma delas, cabendo aos sócios deliberar em consciência se a Direcção deve ou não negociar com a Olivedesportos... Até porque se trata de um contrato que apenas termina já no mandato da próxima Direcção (seja ela qual for). Será correcto ser esta direcção a negociar?

Olhando para o cenário mais provável (renovação com a Olivedesportos) na ordem dos 25M€ - como antecipo há mais de um ano - como devemos ver esse acordo?

DEIXEM AS VOSSAS OPINIÕES ÀS DIFERENTES QUESTÕES.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Primeiros na primeira volta

 ●  4 comentários  ● 
Portugal, 24 de Janeiro de 2012

Excesso de trabalho tem-me impedido de registar alguns pontos de vista sobre a carreira futebolística do nosso Benfica. Contudo sempre se arranja um tempo, mesmo que seja para falar de um tema já algo ultrapassado: a liderança do Benfica ao cabo da 1ª volta.

O interesse que tem analisar o comportamento da equipa ao fim da 1ª volta, resulta do facto de termos jogado contra todas as equipas, o que do ponto de vista matemático permite algumas leituras e conclusões. Admite-se alguma linearidade nesta matéria pois dando de desconto a ordem dos jogos, que não favorece ninguém já que os nossos adversários também têm esse factor, podemos concluir que, grosso modo, se perdemos 6 pontos na 1ª volta é crível que a 2ª volta também resulte em perda semelhante. Dará ainda assim para ser campeão?

Este Benfica tem um dos melhores desempenhos dos últimos anos. Mérito do tantas vezes criticado Jorge Jesus, muito mais do que de Filipe Vieira como certos adeptos ilustres querem fazer crer, numa lógica de seguidismo, tipo culto do “querido líder”. Esqueceram-se que Vieira, como Presidente, já teve 7 treinadores, a todos deu os jogadores que podiam ser contratados, e os resultados ficaram bem aquém dos obtidos por Jorge Jesus.

Jorge Jesus conseguiu então após 18 anos, ser líder ao fim da 1ª volta. Se considerarmos a 1ª volta sem derrotas, teremos de recuar mais uns bons anos. Talvez 26 ou 27! Se somarmos a este pequeno recorde, as 18 vitórias consecutivas da época passada, os 17 anos interrompidos para chegarmos a uma meia-final de prova europeia, mais os 84% de pontos conquistados no título de há 2 anos, enfim, como benfiquista só lhe posso dizer obrigado: custa dinheiro, mas vêm-se resultados.

Conseguimos fazer 86,7% de pontos neste campeonato, contra todo o tipo de campanhas desestabilizadoras perpetradas pela comunicação social, e que condicionam o pensar de tantos adeptos: 1) tivemos a fase da equipa estar mal fisicamente, quando marcávamos cedo mas não goleávamos (Guimarães, Olhanense, Basileia), 2) temos agora a fase que a equipa só marca nos últimos 20 mn (Gil Vicente), 3) tivemos a fase “deixem jogar o Capdevilla”, 4) tivemos a fase “está a queimar o Nolito”, 5) tivemos a fase “Rodrigo e Nelson Oliveira vão sentar o Cardozo”, 6) tivemos a fase das “invenções” (em jogos que fez apenas gestão do plantel, por opção ou por necessidade – castigos e lesões). Etc, etc. Treinador do Benfica que não ganhe os jogos todos, não serve ...

Apesar disso e enquanto essa mesma comunicação social se “babava” com as N vitórias consecutivas do SCP, regra geral contra 10 e com 1 penalty a favor pelo meio, o Benfica lá ía (contra 11, sem penaltys e com golos mal invalidados – Olhanense e Paços de Ferreira). Com ou sem nota artística! Até chegar aqui, em 1º lugar, com muito trabalho, muito planeamento, muita coragem, muita calma, muita qualidade espremida de cada um dos talentos.

As conclusões lineares são contudo perigosas, porque não há qualquer relação cientifica sobre o rendimento da 1ª e da 2ª volta (recordo o caso do Sporting de Espinho, talvez em 1996/97, que fizeram uma 1ª volta de Taça UEFA e depois acabaram por descer de divisão) e também porque temos um rival que é melhor e mais perigoso que os outros, porque nunca é vitima de erros de arbitragem graves e bárbaros como nós. Ainda agora com o Gil, com 1-1 o árbitro assinalou livre indirecto dentro da área contra nós, num lance unanimemente considerado pelo Tribunal de O JOGO, como casual (o “benfiquista” de ABOLA pelo contrário, condescendeu e branqueou a decisão do árbitro). E se o Gil fizesse 1-2?

A tarefa que se avizinha é pois dura e difícil. Será necessário continuar como até aqui, pondo o resultado à frente da exibição, porque o que conta são os 3 pontos (embora para certos benfiquistas de “barriga cheia”, por vezes isso não chegue). Acreditar nos profissionais que já obtiveram tantas e tão boas marcas, como estas e todas as que foram obtidas nas últimas 2 épocas e meia. Cerrar fileiras em torno da equipa, encher o estádio, apoiar os nossos e assobiar os adversários. O Benfica vai precisar desse Inferno da Luz para reconquistar um título que merece e que já podia estar mais bem encaminhado se o FCP tivesse obtido os resultados condizentes com o seu futebol e não com as decisões dos árbitros: Guimarães, Gil Vicente e Feirense entre outros.

Sporting a caminho do abismo!!!

 ●  26 comentários  ● 
Este ano o Sporting Clube de Portugal, organização mais que centenária e com um papel relevante na propagação do ideal desportivo e de Portugal no mundo, fez uma aposta de alto risco. Jogou todas as fichas financeiras no aumento da dívida e no reforço do plantel. Vieram bons jogadores e um bom treinador. E o milagre esteve à vista até ao jogo com o Benfica....uma dúzia e meia de jogadores que não se conheciam estavam a transformar-se numa equipa temida. E de repente, com jogos contra o Glorioso, o Porto e o Braga, o atraso torna-se insuperável...Quando menos se esperava... Que terá acontecido? Acabou a sorte e a "paciência"? Não sei. Contudo, sei que o Sporting pode acabar por insolvência...por incapacidade de gerar receitas que permitam pagar a dívida acumulada...porque fez uma aposto tipo "tudo ou nada" e as probabilidades apontam fortemente para que seja "nada"...ou seja, em breve, muito em breve, fará companhia ao Belenenses...e esta vai ser a década em que isso vai acontecer. Seria preciso que os sócios do Sporting subscrevam mais um ruinoso empréstimo obrigacionista, e mais outro...e mais outro...em que cada um serve para pagar o anterior... P.S. Não sei se estou contente...porque o Sporting poderia ter feito melhor...poderia ter proposto uma fusão amigável com o Benfica...vendendo os terrenos de Alvalade, desmantelando a sua equipa profissional e mantendo a secção de atletismo. Foi pena.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Entre apoiar o Benfica e subscrever a BTV ou manter a Sportv o que vão fazer?

Avatar
 ●  33 comentários  ● 
Dizem que será difícil a BTV conseguir assinantes caso passe a canal codificado para transmitir em exclusivo os jogos do Benfica em casa. Isto porque vão querer manter a Sportv não só para ver os jogos fora do Benfica como para acompanhar os outros desportos.
Numa altura em que tantos apregoam o seu benfiquismo pela blogoesfera através de comentários e posts, eu pergunto:

Entre apoiar o Benfica e subscrever a Benfica TV ou manter a Sportv o que fariam?

Nota: Pelo que se lê e se ouve, a resposta não é tão óbvia assim para muitos. Ainda ontem, de bifana e cerveja na mão, o assunto não era pacífico.

Doping? Eles corriam...corriam tanto...tanto...mas como conseguiam?

 ●  22 comentários  ● 
Eles corriam....corriam muito...mesmo muito....O marcador do golo do empate o espelho da equipa. Era defesa direito, mas também interior direito e extremo direito. Ele descia e subia todo o flanco....atacava, sprintando. Recuperava a bola, sempre sprintando. Todo o jogo. Sem quebras. Ele e os outros 10 da equipa. Que Gallo... Eu assisti a tudo isto. A meu lado, um par de médicos que estranhavam, estranhavam muito mesmo, a forma como a equipa forasteira corria. Sempre a chegar primeiro à bola, sempre a ganhar as bolas divididas. Sempre a correrem os noventa minutos, sem quebra de ritmo. Mas a correrem e a rematar com pouca clarividência. Sempre. Mas muito. E então alguém verbalizou o que todos estavam a pensar: "estes tipos correm que se fartam...devem ter uma preparação especial". E então lembramo-nos do livro do ex-jogador Fernando Mendes. E como algumas equipas fazem para correr...correr mesmo muito... Claro que nós sabemos que o controlo anti doping é muito eficaz em Portugal. Afinal quase ninguém é apanhado...épocas inteiras com zero a um caso positivo. Só pode ser porque prima a verdade desportiva...só pode.... Porque em boa verdade vos digo...uma equipa que corre tanto...que chega sempre primeiro, disputa os primeiros lugares do campeonato...não está na metade baixa da classificação...só pode ser porque apenas correm muito de quando em vez.... P.S. Caros leitores, esta "estória" é mera ficção nascida num Domingo à noite....qualquer semelhança com algo que tenham visto ontem à noite é mera coincidência.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Exibição descolorida

 ●  9 comentários  ● 
Não me vou alongar muito em relação a este jogo mas hoje não estivemos bem. Pelo que se passou em campo, o resultado é extremamente pesado para o Gil Vicente. Em termos de oportunidades de golo ou de situações de perigo o Gil Vicente teve quase tantas como o Benfica. Hoje não tivemos ao nosso nível, exageramos no passes curto e tabelas a meio campo, faltou-nos imaginação, faltou-nos objectividade. Tivemos muita posse de bola mas na maioria dessa posse não fomos capazes de ser efectivos e perdemo-nos em passes e tabelas quando poderíamos ter rematado mais. Por vezes este Benfica exagera nas tabelinhas quando têm espaço para rematar à baliza.

Acredito que iremos ter mais jogo destes, onde as coisas não nos correm bem e é importante ganharmos esses jogos mas não nos podemos colocar a jeito. Uma palavra também para o Gil Vicente que se mantiver esta intensidade de jogo garantirá rapidamente a manutenção.

Continuamos invictos e na frente do campeonato, por isso nada de depressões por uma exibição menos conseguido, porque acontece a todos os clubes. Este jogo já é passado e temos de nos concentrar já no próximo.

CARREGA BENFICA!!!!!!

Comentem o Benfica vs. Gil Vicente

 ●  1 comentário  ● 
 Assim que começar o jogo os comentários ficam abertos e livres de moderação, excepcionalmente.

ranking