O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Direitos Televisivos - E agora?

 ●  22 comentários  ● 
Parece unânime que chegamos à negociação dos direitos televisivos sem nada para negociar e a rezar pela conhecida "boa vontade" e amizade do Sr. Joaquim Oliveira.

Obviamente que o aparecimento do excomungado (será mesmo?) mano Oliveira não foi inocente e teve como objectivo expor o Presidente Vieira à obvia fragilidade da sua gestão neste tema. Os fantasistas acharam que ele estava a fazer um favor ao Benfica...

Posto isto, quando a grande maioria (se calhar a totalidade) dos sócios prefere qualquer opção que não implique renovar o contrato com a Olivedeportos, impõe-se perguntar o que deve então fazer a Direcção?

Na minha opinião, deve explicar aos sócios porta fechada o que está em causa em termos de obrigações, opções e implicações de cada uma delas, cabendo aos sócios deliberar em consciência se a Direcção deve ou não negociar com a Olivedesportos... Até porque se trata de um contrato que apenas termina já no mandato da próxima Direcção (seja ela qual for). Será correcto ser esta direcção a negociar?

Olhando para o cenário mais provável (renovação com a Olivedesportos) na ordem dos 25M€ - como antecipo há mais de um ano - como devemos ver esse acordo?

DEIXEM AS VOSSAS OPINIÕES ÀS DIFERENTES QUESTÕES.

22 comentários blogger

  1. Tal como prometido, os sócios deverão ser consultados. Faça-se um estudo de viabilidade para outro operador, no caso Benfica Tv, ou Pay per View primeiro, e aí sim podia decidir-se se os 25 Milhões era bom ou mau para os interesses do Glorioso.

    ResponderEliminar
  2. O Acordo deverá estar indexado ao valor das nossas audiências...

    ResponderEliminar
  3. Os dois primeiros paragrafos deram-me vomitos... e parei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deus queira que, por motivos de saúde, arranjes outro destino de leitura.

      É que a vontade de acrescentares algo neste espaço é tão pequena que... Nao fazes falta.

      Reparaste na tua opinião/argumentação? Pois é, a habitual, ZERO

      Eliminar
  4. A verdade é que parecemos um disco riscado. Por mim chega. Julgo que neste momento só há duas posições possíveis. Ou se confia na direcção eleita e se julga nas urnas ou se toma as medidas necessárias para a realização de uma AG para debater este tema (bem sei que uma está prometida mas que aparentemente foi só mesmo para acalmar os sócios).

    Não me parece que continuar a alimentar este tema sirva os interesses do Benfica. Apresentem-se soluções!
    Imaginem que o Oliveira não dá mais de 25M€ ou mesmo que dê 50M€ como é um chulo nós não queremos o guito dele. E depois? Jogos na BTV gritam muitos, sem sequer ter mínima noção de se isto é técnica e financeiramente possível. Ou voltamos ao Vale? Jogo a jogo... Não era mau...
    Fala-se muito mas sabe-se pouco... Já não chega o treinador que há em nós temos também o gestor, especialista em Media, transmissão e produção de conteúdos televisivos. Alguém tem noção de quanto custa toda a produção envolvida na transmissão em directo de um jogo na Luz...?
    Cumps

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É suposto eu achar que tu falas com conhecimento de causa?

      Pois fica a saber que o Oliveira quadruplica em receitas o que investe em custo das transmissões.

      Eu nao ponho em causa o valor se 25M. Alias sou dos poucos que acha 40M totalmente desajustado da realidade nacional.

      O que está em causa é o lock-in que e permitido ao Oliveira sem ripostar. Soluções? Vai a procura aqui no blog porque já as escrevi mais que uma vez.

      Só por curiosidade, tens algum problema em que os sócios sejam ouvidos?

      Eliminar
  5. O problema da venda dos jogos "game by game" é que, sendo a marca Benfica SEMPRE motivo de cobiça e de interesse, naturalemente quando a época corre menos bem o valor dos jogos desce... claro que não nos passa pela cabeça voltas aos tempos vergonhosos dos últimos 15 anos pré-Rui Costa/Jesus... MAS (big but), finanças são finanças e não nos podemos arriscar a esse tipo de aventuras... o melhor é um sistema que pague a totalidade da época: seja em "pay per view" seja em qualquer outra modalidade...

    http://slbfenixrenascida.blogspot.com/2012/01/se-deus-tivesse-2-nome-seria-ebio.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Errado! O problema é precisamente a exigência dos que se estão nas tintas para o Benfica e o futebol português e querem é dinheiro a entrar no Benfica para... Lhes pagar.

      Eu prefiro receber 15 ou 20M do que receber 25M e continuar a proteger e financiar um dos patrões do futebol português que enriquece 100 por cada 25 que me paga

      Eliminar
  6. Se houver uma assembleia-geral com os sócios, e se me fôr dada a possibilidade de dar o meu contributo, a minha opinião é muito simples:
    devemos cortar relações comerciais com TODAS as empresas ligadas directa e indirectamente ao sistema. Ponto.
    É claro que se conseguirmos sacar um valor irrecusável serei obrigado a comer e a calar.
    Mas 25 milhões não é irrecusável. Longe disso.

    Não sou apologista da ideia de ter jogos na Benfica TV. Acho que não seria justo para muitos benfiquistas se tivessem que pagar para vêr o canal.
    Como alternativa sugiro o pay per view, porque acho que podemos atingir os 25 milhões de euros com relativa facilidade.

    Se em média 300.000 lares/estabelecimentos por esse mundo fora comprarem cada um dos 15 jogos a um preço de 5€ dá o total de 22.5 milhões de euros.
    Acho que pensar em 300.000 não é ser exagerado, antes pelo contrário.

    Se cada 30 segundos de publicidade custar 5.000€ em 10 minutos fazemos 100.000€ por jogo. Vezes 15 dá 1.5M€.
    Digo 5.000€ para começar, porque um anúncio no intervalo do Telejornal da TVI é cerca de 6 vezes mais que isso.
    Digo 10 minutos de publicidade por transmissão porque só estou a pensar no intervalo.
    A isto acrescentar-se-ia a publicidade durante o jogo (exemplo: o marcador do resultado vir acompanhado de publicidade).


    Obviamente que esta operação terá os seus custos, especialmente na implementação inicial do sistema a adoptar.
    Mas também é obvio que os custos irão diminuir com o tempo e as receitas aumentar.
    E se já temos um canal de televisão, não teremos muitas despesas a adquirir os meios necessários para as transmissões.

    Se não houver assembleia-geral, espero e confio que quem decidir, decida pensando única e exclusivamente nos interesses do Sport Lisboa e Benfica.

    Se a decisão fôr o que todos nós esperamos que NÂO seja, então aí vão ter que rolar cabeças...
    Mas não quero pensar nisso, seria mau de mais.

    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao exageremos!
      Essa ideia é demasiado ambiciosa.

      25M nao é de todo mau e será bom até. A duvida é: será que só mesmo o Oliveira os pode dar? Ou... Quanto ganha o Benfica indirectamente se o Oliveira perder o Benfica? ISSO SIM DEVE SER DISCUTIDO

      Eliminar
  7. Olha uma borboleta!

    ResponderEliminar
  8. E porque não fazer contratos anuais? ou então vender os jogos quinzenalmente a quem oferecesse mais.
    Furabardas

    ResponderEliminar
  9. O oliveira não quadriplica nada. Isso era o que ele queria.

    Nem se percebe como não paga a compra (a credito) dos jornais que comprou à Lusomundo/Galp...

    Mas pelos vistos há aqui (GB) bem documentado sobre direitos televisivos, mas que só dá palpites e faz força, talvez para só palrar numa AG, onde me vou fartar de rir com os estudos em que ele se baseou (há um ano) para já saber do contrato de 25 milhões já realizado.

    ResponderEliminar
  10. Tenho lida por toda a blogosfera Benfiquista a mesma vontade de acabar a ligação com a Olivedesportos. Como bons portugueses, vejo muitos a acharem que têm a solução para o problema. Eu olho para o estádio meio vazio e não consigo achar que este voluntarismo, expresso na blogosfera, seja sustentado em qualquer realidade.
    A Direção tem a obrigação de estudar alternativas, de forma séria e cuidada. A análise de alternativas que não passe por um estudo credível sobre a adesão à Benfica TV, não me parece minimamente séria.

    Há factores adicionais que importa ponderar. Os corruptos têm um contrato de 20 milhões por ano. Qualquer coisa abaixo disso para o Benfica é, competitivamente, uma desvantagem.
    Por outro lado, seria importante perceber qual o impacto na SportTV da ausência de jogos do Benfica, em casa (os fora da Luz estão assegurados). Será que isso diminuirá os assinantes? Muitos dos que comentam a favor do fim do contrato com a Olivedesportos já não são clientes. Não são eles que vão mudar seja o que for.
    A SportTv, enquanto canal de desporto, é difícil de bater, a não ser por outro canal de desporto, porque a oferta em termos de programação é muita e variada. Faz sentido, em termos de enfraquecimento da Olivedesportos, pensar que os jogos do Benfica em casa terão assim um impacto tão grande, que os coloque em causa? Não seria, do ponto de vista do enfraquecimento da mesma, uma melhor estratégia, cobrar o mais possível pelos direitos dos jogos?

    São muitas questões e só estudos sérios podem responder-lhes. Podemos falar de questões de princípios e eu aceito-as e compreendo-as, mas se uma recusa em negociar com a Olivedesportos não passar de uma atitude pouca mais que quixotesca para acabar com o poder respectivo e, pelo contrário, resultar num enfraquecimento do Benfica face à concorrência directa, a Direção tem a obrigação de não ir por esse caminho.

    Se a decisão for a de assinar com a Olivedesportos, não se podem assinar contratos de longa duração. A enorme duração do contrato atual custou ao Benfica muitos milhões e Vieira tem essa responsabilidade. Mesmo para compensar as consequências do rasgar dos contratos do criminoso Vale e Azevedo, este contrato foi leonino e prejudicou imenso o Benfica.

    ResponderEliminar
  11. benfiquista a serio26 janeiro, 2012 01:07

    caro gb e amigos benfiquistas,

    porque não experimentar a benfica tv durante um ano?
    a minha sugestão seria: uma assinatura mensal para sócios entre 5/8 euros e para não sócios de 12/15 euros.
    o dinheiro arrecadado pelas assinaturas mensais + acrescimo da publicidade na btv + publicidade estátatica da catedral penso que dariam uma soma bem razoavel e não estariamos obrigados a comentários jucosas da sportv.
    qual a sua opinião caro gb por esta minha sugestão?

    ResponderEliminar
  12. O contrato dos corruptos dá-lhes 16M€ e ao Sporting 14M€.

    Claro que o melhor, e o ideal, era deixar o Oliveirinha a falar sozinho.

    Há falta de alternativas neste momento, por muito que as pessoas falem sem nada saber do que dizem. Eu tenho confiança que a direcção sabe mais do que nós todos juntos. E só se não puder é que não muda.

    ResponderEliminar
  13. Vou dizer aqui o que já disse em sítios diferentes. A acrescentar, vou a talho de foice desde já dizer que sou crítico da gestão do LFV em muitos aspectos. Vamos então ater-nos ao assunto em questão.
    1 - A primeira época do próximo contrato é 2013/14.
    2 - A tão pouca distância, não acredito que seja possível montar uma operação rentável para a exploração dos direitos de 15, vou repetir, 15 jogos do campeonato.
    3 - Para o Benfica acrescentar valor à sua proposta deveria adquirir os direitos dos 15 jogos que disputa fora de casa.
    4 - A SAD está à beira da falência técnica, pelo que é necessário recapitalizar a SAD, através da alienação de activos desportivos, antes de fazer quaisquer investimentos.
    5 - Investimentos a serem feitos com capitais alheios implicava capacidade de financiamento adicional, e nesste momento, mesmo que existisse o que eu duvido, a não ser no revolving dos empréstimos existentes, os custos financeiros são demasiado elevados
    6 - Uma operação para ser rentável implica a negociação com parceiros internacionais, pois em Portugal dificilmente haverá mercado publicitário e audiência para pagar a compra dos 15 jogos à Olivadosporcos.
    7 - Implica ainda a consolidação da marca Benfica nos mercados-alvo, e a menos que estes sejam em países com elevadas comunidades portuguesas (França, Suiça, Alemanha, EUA, Canadá - tradicionais, Angola e Brasil - recentes) nos outros países depende de bons resultados desportivos nas competições internacionais e da presença de craques de nomeada a nível mundial.
    8 - Esta é uma decisão estratégica pelo que não deve ser adiada por muito mais tempo.
    9 - Os direitos de transmissão pertencem à SAD, não ao Benfica, e não dependem das eleições no Benfica, pelo que a Direcção da SAD tem toda a legitimidade para decidir.
    10 - Se quiserem ouvir os sócios, será por descargo de consciência, ou legitimação da decisão tomada, mas enquanto accionista, este tipo de decisões devem ser vistas no âmbito do Universo Benfica e não da emoção dos sócios que poucos conhecimentos têm destes negócios, pelo que seja qual fôr a decisão devemos acatá-la.

    Posto isto acho que deveria ser negociado um contrato de curto prazo (2/3 anos) com a Olivadosporcos enquanto se criavam as condições para ter as transmissões na BTV com parceiros internacionais que viabilizassem o projecto.

    ResponderEliminar
  14. Obviamente que deveria exigir um prémio face aos rivais (por ter maior mercado) e outro em relação a não negociar uma palete de anos mas só 2 ou 3, pelo que deveríamos receber pelo menos 35 % acima do valor dos corruptos.
    A questão é saber se temos peso negocial para isso.
    Penso que o LFV se deixou iludir pelo MPA e a única coisa que fez mal neste assunto foi ter falado dele com a soberba que o fez.
    Pôr sócios que não têm conhecimento de assuntos técnicos a decidir sobre transmissões é o mesmo que põ-los a decidir sobre contratações.
    Aceito o argumento que mesmo não percebendo se possa invocar que é uma questão de princípios e que esses qualquer pessoa, por mais simples que seja tem autoridade para decidir, mas acho que isso é levar as coisas para um campo demasiado emocional e foram soluções emocionais que levaram o clube/sad ao presente estado económico-financeiro calamitoso.

    ResponderEliminar
  15. Um últino comentário sobre o contrato leonino assinado.
    Quando se negoceiam muitos anos, corre-se o risco que no fim do contrato os valores já não sejam aproximados do que o mercado pagaria se forem valores fixos por ano.
    Mas pior que isso, quando se tenta receber o dinheiro todo de uma vez, ou pelo menos parte dele, há um desconto financeiro associado à antecipação de receitas.
    Mais, os proveitos vão aparecer nos anos seguintes mas a tesouraria não os vai receber, especialmente quando com a contabilidade criativa que se utiliza(ou) às vezes nos esquecemos de os contabilizar no exercício correcto e depois aparecem aquelas notas da auditoria que só poucos entendem.
    A questão é quando a tesouraria do clube nos obriga a isso porque perdemos o crédito dos fornecedores, da banca, temos dívidas ao estado, a atletas, etc. etc. Eu não critico essa decisão, pelo contrário, acho que foi imprescindível para a sobrevivência e temo que face à situação actual sejam obrigados a outra decisão destas.
    Espero é que não tenham que ir pelo mesmo caminho, porque seria sinal que 12 anos depois estávamos na casa da partida.

    ResponderEliminar
  16. Posso concordar com os argumentos o deixar os sócios decidir discordo... as questões estratégicas não podem ser analisadas com base no coração qualquer bom gestor sabe disso.

    ResponderEliminar
  17. A sério esta discusão sobre o tema da Sport TV é tempo perdido, em primeiro, e todos devem saber, que esta direção tá-se a cagar para que os sócios pensam ou deixam de penssar!
    Segundo, este assunto não é muito diferente sobre os apoios a Fernado Gomes e António Laranjo, isto é, se realmente esta direção quer "descolar" do antro dos subornos, tráfico de influeências, putas, caramelos, chocolates, frutas e árbitros, começava por nem dar o seu apoio a estes senhores!
    Deixem-se de demagogias, sonhos e delírios, eu sou bruxo, e tenho a certeza que Luís Filipe Vieira vai renovar com a Olivedesportos e desafio a quem me provar o contrário atendendo á realidade já mostrada e implementada pelo nosso grande presidente! O que eu gosto mesmo é de ver uns treinitos em Braga...

    ResponderEliminar
  18. DEIXEM AS VOSSAS OPINIÕES ÀS DIFERENTES QUESTÕES
    _______ Quer o GB

    E eu, depois de me cortarem um comentario generalista, escolhi a questão abaixo:

    Olhando para o cenário mais provável (renovação com a Olivedesportos) na ordem dos 25M€ - como antecipo há mais de um ano - como devemos ver esse acordo?
    -----------------------

    Se isto não é de Zandinga, parece. Pois, caro a minha opinião sobre adivinhações limitam-se a sugerir que apresente dados solidos sobre o que o levou a tamanha, quanto falaciosa questão. É que isto de tentar ludibriar benfiquistas é grave. Veja se assenta os pés (?) na terra.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking