O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 13 de julho de 2013

Este não engana...

 ●  8 comentários  ● 
Filip Djuricic 

Lá cai novamente o mito que os grandes jogadores precisam de tempo para se adaptar.

CRAQUE!!!!!

Análise à Entrevista de José Veiga

 ●  22 comentários  ● 
Facto prévio: José Veiga sofre de um grave problema perante alguns (muitos?) benfiquistas: O mito de ser um "infiltrado" portista, alguém que "faz parte do sistema", ou seja, alguém corrupto, criminoso fiscal e que até foi premiado pelo FCPorto com um Dragão de Ouro. Logo, é portista e só quer prejudicar o SLBenfica.

Comecemos precisamente por este ponto. 

Portanto, José Veiga é portista? Vamos a factos: É ou foi sócio do FCPorto? Não que se saiba. O que José Veiga foi, como é publico, foi sócio da Casa do FCPorto do Luxemburgo, onde fez um excelente trabalho de dinamização da mesma, ao ponto de a Casa ser distinguida pelo FCPorto com um Dragão de Ouro. Portanto, que se saiba (e admito poder estar a ser mal informado por todos aqueles que "reforçam" esta questão) José Veiga nunca foi portista e há inclusivamente muitos que o conheceram no período pré-emigrante e que sempre o conheceram como adepto do SLBenfica.

Dito isto, só quem não conhece o espírito emigrante é que não compreende a saudável convivência que existe nas comunidades portuguesas espalhadas pelo Mundo, onde o clubismo é quase insignificante perante a união em torno da causa de "ser português". O SLBenfica tem adeptos de outros clubes a fazerem excelentes trabalhos nas suas casas e por nunca subjugam o SLBenfica à sua paixão. Há gentes com camisolas do FCPorto e SportingCP nos jogos do SLBenfica nesses países, e desejam com sinceridade e paixão a vitória do nosso clube... e o mesmo se aplica no inverso.

Seja como for, depois de "ganhar este espaço" terá tido sim uma ajuda importante de Pinto da Costa para entrar no Mundo do futebol, onde se quis afirmar, e conseguiu, como empresário de futebol. Até ao "new age" Jorge Mendes, José Veiga era dos mais influentes do Mundo e contou para isso com um "empurrão" de Pinto da Costa que, tal como o SLBenfica e o Sporting, tirou depois proveitos dessa relação. O mesmo aconteceu com Jorge Mendes e ninguém fica chocado!

Diga-se, por exemplo, que conheço pessoalmente outro ex-emigrante também no Luxemburgo que é fanático do SLBenfica e que é também, à sua escala, agente de jogadores. Nunca trabalhou com o SLBenfica, que eu tenha conhecimento, mas já fez imensos negócios com o FCPorto e clubes "amigos" do FCPorto. É, por via de interesse profissional, sócio do FCPorto, SLBenfica e SportingCP. Mas a sua paixão, basta entrar em sua casa, é o SLBenfica.

Se falarmos de passado, o que é do conhecimento público em relação ao Presidente Luis Filipe Vieira, tem mais histórias ligadas ao FCPorto que ao SLBenfica e isso não faz dele um portista ou um infiltrado! Não faz e se faz para alguns... é absurdo!

Todos sabemos que, depois de chegar ao Alverca na altura um empresário da construção civil desconhecido no futebol, a sua perspicácia fê-lo perceber que só "alinhando" com Pinto da Costa seria possível tirar o clube da terra "do buraco", com todos os benefícios que isso lhe traria. São conhecidas e indesmentíveis as histórias das ligações de amizade e "visita de casa" de Pinto da Costa, os festejos dos sucessos do clube do norte e até festejos nas zonas privadas... perante vitórias ao SLBenfica. Isso não é crime! Fernando Martins também era amigo de Pinto da Costa e antes destes muitas foram as boas relações existentes entre os clubes.

Com sinceridade, eu não o faria, mas também não estou seguro que Vieira o fizesse como portista, mas sim como alguém que percebia, na sua condição de desconhecido e Presidente de um clube pequeno e sem recursos que lhe permitissem subsistir, que só satisfazendo "Sua Santidade" seria possível ser alguém no futebol e só sendo alguém no futebol poderia multiplicar rapidamente toda a sua capacidade e competência empresarial por 100.000, tal como aconteceu e ainda bem, pois desejo o melhor a Luis Filipe Vieira, um empresário de enorme competência.

A história repetiu-se com a ligação a Joaquim Oliveira já no Benfica. Eram tantas as dívidas que só mesmo "vendendo a alma" a Oliveira foi possível sobreviver e recuperar.

Se muitos aceitam e percebem com naturalidade que Luis Filipe Vieira tenha feito 24 anos de sócio do FCPorto, suportado na conversa de que alguém pagaria por ele as quotas. Seja como for, Luis Filipe Vieira teria tido todas as oportunidades para acabar com essa situação se não tivesse o devido interesse na mesma... e quando o fez já era Presidente do SLBenfica e em vésperas de receber o Dragão de Prata ou lá qual é a merda de distinção que fazem aos 25 anos de sócio. Trago este tema apenas para que fique claro que não deveremos julgar as pessoas por situações que criaram para defender os seus interesses, objectivos pessoais e profissionais e lhes permitir ter uma vida melhor num país onde as cunhas e os jogos de interesses fazem milionários ou sem abrigos, num enquadramento em que nada tinham que os ligasse ao SLBenfica.

Trago esta história para reforçar que a hipotética "ligação" de Luis Filipe Vieira ao FCPorto é teoricamente mais forte que a de José Veiga. Ninguém considera, ou deveria considerar, que Luis Filipe Vieira seja infiltrado, portista ou que tenha más intenções perante o SLBenfica. E ainda bem que ninguém pensa assim porque, na minha opinião, seria absurdo e injusto para com Luis Filipe Vieira.

Arrumado o enquadramento histórico, chegamos ao momento em que José Veiga chega ao SLBenfica. Pela mão de quem? De Luis Filipe Vieira, alguém que não tenho duvidas que sejam benfiquista! Ponto final!



Agora atentem nas declarações de Luis Filipe Vieira quando José Veiga saiu:

«O senhor José Veiga pediu a demissão nesse dia, sei a conversa que tive com ele, sei o estado em que estava. É lógico que quando pede demissão quer estar disponível para resolver problemas, quer proteger o Benfica e este grupo de trabalho. A grande maioria dos jogadores viu aquelas imagens e penso que é hoje unânime para todos a consciência de que a TVI prestou um péssimo serviço ao país. Sabemos o trabalho que fez nesta SAD, o seu grande profissionalismo. É conhecido como o homem que resolve os problemas, que defende o grupo até às últimas consequências. É um homem que sempre deu tudo em prol do Sport Lisboa e Benfica, o primeiro a chegar e o último a sair desta casa. Pensei ainda hoje demovê-lo, mas a posição tomada é irreversível. Pediu a demissão do cargo que ocupava, a SAD, depois de tanta insistência dele, não podia fazer outra coisa que não aceitar.

A administração da SAD espera muito brevemente voltar a contar com o senhor José Veiga. Porque em condições algumas deixarei cair as pessoas que sejam profissionais e que defendam esta casa. Sempre disse que o Benfica nunca irá mudar a minha personalidade. O senhor José Veiga não será substituído, o clube tem estrutura profissional e dentro de casa vai encontrar soluções. Fernando Santos, Shéu e Lourenço Coelho fazem parte da estrutura do futebol... Os capitães de equipa sabem que o seu trabalho vai ser mais árduo ainda. E eu também estarei mais perto do futebol do Benfica. A solidariedade tem de se manter, o rigor também», comunicou.

O líder dos encarnados criticou ainda com dureza a forma como o processo foi conduzido pela comunicação social: «O que vivemos há dois dias tem a ver com o senhor José Veiga. Não é menos verdade que o que se passou e para quem assistiu é bastante lamentável, porque não se compreende que uma estação de televisão, que teve acesso a alguma informação sobre o que é da vida privada... Aquilo não é maneira de informar. Agora ver aquelas imagens, sofás, maples, sei lá, as televisões, os plasmas. Acho que foi tão deprimente que a pessoa que deu autorização para as imagens passarem ou não tem família ou não tem filhos. Todo o país ficou a saber onde mora. Isso é achincalhar uma pessoa na praça pública. Foi um atentado ao senhor José Veiga

in blog Ontem vi-te no Estadio da Luz

Luis Filipe Vieira é um excelente empresário, um visionário em muitas áreas de negócio e claramente uma mais-valia para o SLBenfica enquanto Presidente da instituição. Já José Veiga, não tem nem nunca terá a capacidade empresarial de ser Presidente do SLBenfica - nem me parece que tenha essa legítima ambição pois não é aí que teria mais para dar ao seu clube.

Uma coisa é certa: Quem perde com esta "guerrilha" é o SLBenfica! Como era o SLBenfica que perdia com o afastamento de Luis Filipe Vieira e José Eduardo Moniz, como se demonstra possivelmente é quem estará a ajudar a dinamizar, talvez não tanto quanto gostaria, o projecto da BenficaTV.

Os benfiquistas têm tudo a ganhar com a Presidência de Vieira, mas muito pouco com a Presidencia que tem tido onde, como já aqui escrevi, Luis Filipe Vieira cria um clima de "dividir para reinar" onde só os que estão com ele são benfiquistas e todos os outros são "infiltrados", abutres ou que se querem servir do SLBenfica.

Podemos não gostar do "estilo" de José Veiga, podemos ficar com reservas perante a forma como conhece tão bem o Sistema, mas convenhamos que é impossível discordar de quase tudo o que o ex dirigente afirmou ontem. Ao contrário de muitos, pertencentes ao Clube e à SAD, nunca falou no clube na terceira pessoa do singular ("O Sport Lisboa e Benfica"), mas sim na primeira pessoa do plural ("Nós").

Ontem ficou claríssimo que quem perde com o afastamento entre Vieira e Veiga é... o SLBenfica! Ficou claro que José Veiga seria, e deu exemplos, o líder do futebol que nos falta... desde que ele saiu e que mais tarde Rui Costa esteve perto de ser mas foi rapidamente "engolido" pelo Presidente pois, como Veiga disse ontem, o Presidente quer estar sempre na primeira linha, numa postura de só eu é que decido... e só vocês são responsabilizados. Nunca irá resultar!

Por outro lado, ficou claro, quando falou da BenficaTV que a visão de José Veiga acaba no futebol ao fazer uma análise simplista do projecto da BenficaTV. Não o critico por não perceber ou por tentar opinar, mas convenhamos... ele próprio deveria deixar claro que essa é uma matéria que não conhece e onde a sua opinião é diferente do caminho seguido, mas também não se sente o mais adequado para analisar esse tema.

O episódio que contado sobre a chegada de David Luiz e a forma autónoma com deve ser gerido o futebol num clube desta dimensão, clarificou bem a dificuldade que José Veiga teria sempre no SLBenfica perante um Presidente que não quer dar autonomia a ninguém, especialmente em temas de destaque, e a um Administrador da SAD que entende poder intervir em todas as questões, mesmo as relacionadas com o futebol, como é o caso de Domingos Soares Oliveira. Aliás, DSO é o exemplo inverso de José Veiga, pois se o segundo só deve limitar a sua actividade ao futebol, o primeiro jamais deveria sequer intervir nessa temática.

As questões apresentadas por José Veiga, nomeadamente no apontar ao erro da ausência de base de apoio ao "edifício do futebol" já foram aqui por mim várias vezes descritas e não vou mais uma vez repetir que concordo em absoluto.

O que José Veiga apontou como sendo "o que não se deve fazer" na gestão do futebol, também já estão mais que analisados no blog.

Gostaria de destacar uma ideia que foi deixada por José Veiga sobre o Caixa Futebol Campus e a ausência de jogadores com capacidade/competência para integrar a equipa principal do SLBenfica. Entendi que estava a falar de o SLBenfica nunca ter "produzido" como Sporting fez com Quaresma, Simão, Ronaldo, Patrício, Moutinho, etc.

A solução passa, no entender de José Veiga, por ir buscar competências ao estrangeiro, entre os melhores na gestão e investimento na formação com é o caso os Franceses ou Holandeses, especialmente os primeiros, e com isso reestruturar o quadro de treinadores e prospectores, as metodologias de treino, etc.

Uma sugestão interessante para discutirmos no futuro.

Para finalizar, José Veiga fechou a porta a qualquer regresso ao SLBenfica a curto e médio prazo devido à sua vida profissional. Aí penso que terá sido "político" ao afirmar isso, pois na verdade o que José Veiga entende é que, no formato de gestão e no desígnio presidencialista de Luis Filipe Vieira, não há espaço para o conceito de Direcção Geral do Futebol preconizada por José Veiga. E é verdade, não há!

... E tenho muito pena que assim seja. Com José Veiga ou outro qualquer, como disse e muito bem o Redmoon no tópico anterior, a verdade é que o SLBenfica precisa deste modelo, precisa que o Presidente e todos os que fazem parte da equipa de gestão se limitem ao que saibam fazer bem, ou saiam, precisa que o futebol tenha alguém que saiba fazer bem, muito bem, porque o adversário mais directo faz disto um factor fundamental para as suas vitórias e, como disse o José Veiga, eles não são muito bons em matéria de gestão desportiva... nós é que temos sido muito fracos.

Atenção! Não confundir gestão desportiva com gestão empresarial, nem confundir a importância de um melhor modelo de gestão desportiva com a necessidade de saida do Presidente. Luis Filipe Vieira deve "reciclar" o seu modelo presidencialista. Não precisa sair para que esta questão melhore, pois que se conheça é o melhor Presidente que o SLBenfica pode ter. 

Será possível Luis Filipe Vieira alterar esta sua tendência? Tenho dúvidas...

Mas só será possível ganhar com José Veiga? Claro que não!
Não acredito em fatalismos ou em "donos da competência".

... mas só será possível ganhar consistentemente, sim... se muita coisa mudar seja com José Veiga ou com o Manuel dos Anzóis que tenha capacidade, conhecimento e competência para tal, caso contrário continuaremos a recolher as "migalhas" que o Sistema nos quer dar para nos manter entretidos.

O Museu das Taças antigas e já cheias de pó

Avatar
 ●  24 comentários  ● 
Os dissabores da vida tornam-nos mais amargos, mais cínicos. E isto não é só no futebol mas em tudo, nas nossas relações amorosas, pessoais e profissionais.

E por isso admito que não parto para esta época com especial otimismo. Chamem-me pessimista se quiserem, mas sempre disse, e muitas vezes aqui o escrevi, que uma das piores coisas que nos podem fazer no futebol é roubarem-nos a ilusão. Sem ilusão, o fervor clubístico vale zero.

Mesmo na época passada, parti para ela com grande descrença. Aqui escrevi, logo no inicio, que se o FCPorto, por ter sido campeão era o grande favorito à conquista do titulo, depois das vendas de Javi e Witsel na reta final da janela de transferências, o FCPorto tinha tudo a seu favor, sobretudo a meio campo onde era bem mais maduro e consistente.

Alguns dirão que foram ofertas irrecusáveis. Pois se calhar até foram. Mas acho que não é assim que se fazem as coisas, quando nos últimos dias se vende o coração da equipa (sim, vende, porque mesmo o Zenit não depositou na conta do Benfica os 40 milhões a pronto da clausula de rescisão, ao contrário do que RGS disse na SIC), o mesmo foi dizer para Jorge Jesus: “Homem, como sabes o objetivo é ganhar tudo, agora desemerda-te.”

E Jorge Jesus desemerdou-se realmente, porque fazer a época que o Benfica fez, todos os sonhos que despoletou e acalentou, adaptando Enzo ao centro e fazendo brilhar Matic sem nunca terem substituto à altura, senão dois miúdos vindos da B que naturalmente se mostraram verdinhos em muitas fases decisivas da época quando era preciso dar mais qualquer coisa, tudo isso se deve a Jorge Jesus. A mais ninguém.

Com duas vendas não devidamente compensadas, se compromete um ano de sonhos e um orçamento de 100 milhões de euros. Pior, para mim, só quando aqui há uns anos, LFV vendeu Simão no último dia de inscrições, matando logo aí qualquer hipótese de sucesso a Fernando Santos. O mau da fita, foi claro, o treinador, mas foi-o realmente?

Eu não gosto de virar o bico ao prego, e não passei seguramente a ser contra tudo aquilo que antes apoiava. Não vou tirar a LFV os seus méritos da inovação, da credibilidade, da recuperação, do pioneirismo, ou até do esforço evidente em dar ao futebol do Benfica a dimensão que lhe tem faltado. Mas também acho que é tempo, até para a minha própria sanidade mental, de começar a separar o trigo do joio, e o trigo aqui, nesta fase em que o clube atravessa (e vou repetir, NESTA FASE EM QUE O CLUBE ATRAVESSA, porque entendo que no passado a condescendência para com o joio tinha de ser bem maior) o essencial, repito, são vitórias no futebol. 

E para esta época portanto, não contem comigo para grandes paninhos quentes, para ah e tal que para o ano é que é, porque a minha escassa ilusão já não me permite tal coisa. Isto é hora de analisar as coisas com frieza e objetividade, e só há dois caminhos: ou se ganha ou se perde, não há nada no meio.

E verdade seja dita, bem sei que já contratámos vários jogadores, que o esforço foi feito, que alguns deles até se vislumbram como craques e espalharão magia com certeza, nos relvados portugueses. Mas continua, para mim, a faltar o essencial: a ilusão nos olhos dos adeptos, e uma classe dirigente capaz de alimentar essa ilusão, não com BenficaTVs ou Museus, mas com palavras e ações, e mensagens certeiras dirigidas aos coração dos adeptos, e ao futebol porque é futebol o que corre nesses corações. 

E que vejo eu? Mais do mesmo! Acho absolutamente inconcebível que 2 meses após o final de época, LFV não tenha ainda falado aos Benfiquistas fazendo uma análise fria à situação, apontando onde estão os erros e as medidas adotadas para os corrigir.  Acho absolutamente inconcebível, a entrevista que Jorge Jesus deu à Benfica TV, com mais fanfarronice e auto-elogios, e uma clara incapacidade em reconhecer qualquer erro próprio.

E também aqui, convém dizer, continuo a achar Jorge Jesus um excelente treinador e alguém capaz de nos devolver a glória que almejamos, tal como acho ao mesmo tempo que é ele quem tem segurado LFV nos últimos anos, e que se JJ ainda não saiu, é porque LFV sabe melhor que ninguém que saindo Jesus, em termos de conhecimento do futebol não sobra nada na estrutura e retrocedemos 10 anos! 

Mas, por amor de Deus, alguém ponha a JJ uma rolha na boca! Haja alguém que lhe diga, AO FIM DE 4 ANOS, aquilo que pode e não pode dizer! Mas será possível, que ao fim de três anos de desaires, da boca de JJ saia sempre a sensação de que acabámos de ganhar tudo quando na verdade não ganhámos nada?

E que dizer do verdadeiro Diretor de Comunicação do clube, Rui Gomes da Silva, que semanalmente monta o seu próprio circo em direto na SIC Noticias, colocando o nome da instituição no livro do anedotário do desporto nacional? Que falta de classe, é tudo o que me apetece dizer!

Tal como acho inconcebível, as intervenções desse mestre da comunicação chamado João Gabriel! Ou a dispensa do Carraça, não pela dispensa em si mas, porque é mais do mesmo, mais areia atirada aos olhos dos adeptos, como se subitamente, e passados 11 anos de LFV, o presidente tenha encontrado o grão de areia que emperrava o funcionamento da estrutura, e agora tudo vá funcionar em pleno, graças a um Coelho qualquer. 

Assistiu à entrevista de José Veiga à CMTV Sr Luís Filipe Vieira? Eu espero que sim, para que tenha percebido finalmente e de uma vez por todas, aquilo que falta: Conhecimento, capacidade, profissionalismo, tomates, SOBRETUDO TOMATES e CAPACIDADE de LIDERANÇA, ir por exemplo à TV e saber falar e expor as suas ideias.

Numa hora de entrevista, Veiga pôs a nu todo o amadorismo que reina na nossa estrutura do futebol. E eu estou-me marimbando para o Veiga, ou se o veiga volta ou se o Veiga vai, ou se o Veiga é do Benfica ou do Porto. O que sei é que falta ao Benfica um José Veiga, seja esse Veiga quem for.

Nos correntes moldes, é-me de facto difícil manter a ilusão de que algo melhor está para vir, quando da parte de quem nos dirige parece estar tudo bem, não há nada de errado como o seu silêncio demonstra, e todos nós calmamente e ano após ano, a ver os milhões serem gastos, o museu carregado de taças antigas e cheias de pó, sempre a ver as traineiras passar.

Bruma e Oblak têm destino traçado

 ●  37 comentários  ● 
Parecem ter tudo em comum:

- Dois jogadores de enorme qualidade
- Dois jogadores que fizeram um final de época passado fabuloso
- Dois jogadores com contratos não condizentes com a sua qualidade
- Dois jogadores que estão a ser aconselhados a ignorar os actuais clubes

Dito isto, há duas duvidas que tenho:

1. Quem são os responsáveis nos clubes por estes "miúdos" não serem devidamente acompanhados e acarinhados ao longo dos seus percursos no clube, minimizando a sua disponibilidade para serem influenciados por "forças exteriores"?

Clubes da dimensão do SLBenfica e SportingCP têm a OBRIGAÇÃO de dar a estes meninos acompanhamento permanente, têm que se antecipar aos interesses externos que mexam com a cabeça deles, têm - na verdade - que fazer e antecipar o papel dos empresários que vêm neles a hipótese de grandes encaixes financeiros

2. Quem estará por trás destes casos, como parte interessada ao ponto de desafiar nas instancias superiores dois clubes da dimensão do SLBenfica e SportingCP? 

Terá que ser alguém capaz de transmitir a estes jogadores, empresários e advogados um total domínio e controlo sobre as regras e decisões, pois caso tal não aconteça, os jogadores serão possivelmente penalizados para todo o sempre.


Seja como for, estes dois processos mais não são do que exemplos acabados da forma pouco abrangente com quem se trabalha nas estruturas de futebol em Portugal.

O Bruma viu-se comparado às maiores estrelas e num clube que pouco lhe prometia e nada lhe queria pagar. De repente viu-se aos 18 anos a ser cobiçado por grandes clubes e o Sporting a dizer que o melhor que lhe pode dar é metade do que dão esses clubes e ca ficar a lutar pela Europa... E dizem isto agora e querem renovar agora quando ele já tem o Mundo aos pés dele!

O Oblak anda "perdido" em Portugal desde os 17 anos, a viver em Olhão, Aveiro, Leiria, Vila do Conde, onde ja viveu casos como a situação caricata do Leiria entrar com menos de 11 em campo... O guarda-redes que já é internacional A - onde "sentou" o titular do Inter de Milão- vê a poucos dias da apresentação o treinador a dizer pela televisão que ele ainda é novo e vai "passear" mais um ano.

O Mundo do futebol agradece que o Schalke não tenha pensado assim sobre o Neuer, ou o Atlético de Madrid sobre o De Gea (e depois sobre o Courtois), ou o Real Madrid sobre o Casillas, ou o Benfica sobre o Bento (e o Enke), ou FCPorto sobre o Baía, enfim... Ainda bem que esses não andaram "perdidos" até aos 27 ou 28 anos!

Seguramente que um jovem com este potencial e que, diz o R&C custou mais de 3M€, não era isto que queria ouvir pela 4ª vez e muito menos da forma como foi feita.

Ora, 4 anos ao "abandono" deixam o jogador sujeito a este tipo de pressões e maus aconselhamentos de empresários e outros clubes que lhe vendem o sonho de ter o lugar pelo qual tem esperado desde que saiu do pais dele ainda menino.


Quem está por trás de tudo isto, é gente que não olha a meios para atingir os fins, mas acima de tudo são pessoas que sabem aproveitar-se muito bem das fragilidades e das fraquezas de dois grandes clubes que trabalham como "merecerias de bairro".

NOTA: No caso que mais nos importa, o Oblak, desejamos obviamente que se resolva a bem e quem está a "minar" a cabeça ao jogador ganhe juizo. Seja como for, o jogador deve ser penalizado pelo SLBenfica por esta situação e deve retratar-se ao sócios por esta situação que, mesmo com razão, não é assim que se deve resolver, mas sim mantendo o seu compromisso com o clube e em paralelo estabelecendo o dialogo entre as partes para solucionar isto seja por que via for.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

José Veiga falou à CMTV

 ●  44 comentários  ● 
Não vamos, desde já comentar a entrevista, para evitar que comentem a nossa opinião e não o que foi dito pelo José Veiga.

Nesse sentido, fica o desafio aos leitores, especialmente aos que tiveram oportunidade de ver e ouvir a entrevista, o que consideraram da mesma?

Amanhã farei a minha análise da entrevista do ex dirigente do SLBenfica.

Que merda anda Oblak a fazer no Benfica?

Avatar
 ●  59 comentários  ● 
Ok, já sei que muitos virão com a conversa da parte jurídica da coisa.

Que o homem tem contrato e que só tem é que se apresentar; que o Benfica lhe paga o ordenado a tempo e horas e só tem é que comer e calar; que assinou um contrato de 6 anos e ninguém lhe apontou uma pistola à cabeça.

Tudo isto está muito certo mas, moralmente, acho que há muito de errado no meio disto tudo.

Oblak assinou pelo Benfica aos 17 anos. Não foi propriamente um grande achado do Benfica, até porque o talento do miúdo já era seguido por grandes clubes europeus. Não sei se escolheu o Benfica por causa do ordenado, por causa do sol da Costa da Caparica, pelo projeto, pelas promessas que lhe fizeram, ou simplesmente porque chegámos primeiro. O que sei é que aterrou em Portugal, um esloveno de 17 anos, sem falar a língua, não sei se com família em Portugal ou não, mas seguramente um miúdo carregado de sonhos e seduzido pelo nome Benfica.

Eventualmente, ou seguramente, dispôs-se a fazer sacrifícios em nome da carreira, imaginou até que porventura acabaria por andar 1 ou 2 anos emprestado a algum outro clube, que tudo isso faria parte do seu processo de crescimento mas, na cabeça dele, o projeto, o sonho, chamava-se Benfica.

O sonho Benfica, porém, esfumou-se muito rápido. O que há do Benfica em Oblak é apenas um papel assinado e meia dúzia de treinos em que dará para ter cheirado um pouco das instalações ou tirar uma foto ao lado da estátua do Eusébio. Mas o sonho Benfica acaba aí. 

O sonho de Oblak transformou-se em empréstimos sucessivos a clubes de um campeonato medíocre (sim, o português), e passagens por clubes como Beira-Mar, Olhanense, Leiria ou Rio Ave. Em cada fim de época terá sonhado com o regresso à casa mãe, até porque a critica às suas atuações ao longo dos anos foi sempre positiva. Mas não, do Benfica surgem sempre dúvidas, indecisões e adiamentos, por isto ou por aquilo, e o menino Oblak tem de aceitar a falta de confiança da entidade patronal, e ver a sua ascensão – o sonho com que chegou a Portugal – eternamente adiado. 

Alguns dirão: “Mas isto não é só com o Oblak. Isto é assim com o Oblak, com o Nélson Oliveira e com todos os outros. O futebol é assim.” Eu sei que o futebol é assim mas discordo. O Nélson Oliveira, ainda assim, é português, e andar emprestado a um Braga ou a um Paços, não faz dele emigrante nem um oásis em terra estranha. Continua a falar a sua língua, a ter amigos, família e namorada, e comida quente no prato sempre que chega a casa depois dos treinos.

Agora, a um estrangeiro, nestes moldes, acho mal. E se calhar até tenho maior simpatia pelo moço, porque eu próprio sou emigrante e sei o que custa ter de largar tudo e partir em nome dos nossos sonhos. E todos os sacrifícios farão sentido, desde que os nossos sonhos se realizem. O problema é quando corre tudo ao contrário do que sonhámos. Acho de todo injusto ser permitido trazer um miúdo do outro lado do mundo aos 17 anos, prometer-lhe mundos e fundos, assinar um contrato de 6 anos, e mantê-lo prisioneiro desse contrato quando o miúdo não terá feito mais do que dois ou três treinos na Luz.

Será apenas o Benfica que augura a Oblak um grande futuro? NÃO! Ao Oblak todos auguram um grande futuro, seguramente em Lisboa e no Porto, mas também em Madrid ou em Londres. Oblak não é seguramente um jogador que, se rescindisse hoje com o Benfica, tivesse dificuldade em encontrar outra entidade patronal. 

Será surpresa se este imbróglio acabar em rescisão e o Esloveno acabar no Porto? Também não! Mas não choremos Benfiquistas, porque se tal acontecer, a culpa é exclusivamente de quem deixa muitos destes miúdos “morrer” por esses campos fora entregues à sua sorte! 

E basta colocar-me na pele do Oblak: “Venho para um clube estrangeiro aos 17 anos, assinei por 6 anos e já passei 3 emprestado. Pelos vistos querem que rode mais um ano, e depois eventualmente outro e ainda outro. O treinador nunca me deu garantias nenhumas quanto a um regresso, o mesmo treinador que nunca quis apostar em mim acabou de renovar por mais dois anos e desde que cheguei já contratou Mika, Roberto, Paulo Lopes, Artur e Copetti, e quantos destes serão melhores do que eu? Nunca vi um projeto ou um plano objetivo para a minha carreira, nunca tive a mínima garantia que o regresso à Luz algum dia aconteça. E do outro lado tenho um sem numero de clubes dispostos a dar-me uma oportunidade no imediato, gente que confia em mim! Mas que merda é que ando aqui a fazer? ”

E a pergunta é mesmo essa? Que merda anda Oblak a fazer no Benfica? Se não serve, libertem-no, deixem o moço prosseguir os seus sonhos noutro lado, que 3 anos já é tempo suficiente para ter pago pelos seus pecados. Ou será exigir muito, um pouco mais de lisura e clareza neste processos, e ter no mínimo, um projeto desportivo para os nossos atletas, projetos claros e discutidos (e explicados) aos próprios atletas, para que todos saibam com o que contam? Será ético, tratar jovens de 17 e 18 anos (ainda por cima estrangeiros) como mercadoria?

Eu acho que não, mas isto sou eu a dizer.

Novela da semana: Brum...Oblak!

 ●  22 comentários  ● 
Que se passa? Vamos perder um miúdo que, em teoria, tem tudo para ser nosso guarda-redes durante anos a fio? Foi aliciado por alguém?

A história está a cheirar mal. E eu não sei se o Pinto já se bufou.

Jogadores raptados em Portugal.

Avatar
 ●  16 comentários  ● 


Raptados pelos interesses económicos.

O caso do jogador Bruma do Sporting é apenas mais um desde que o poder do futebol ficou entregue aos empresários e aos milhões de euros em comissões, que como na máfia, forram os bolsos de todos o que vivem à conta da paixão e do romantismo dos adeptos do futebol.

Para a esmagadora maioria dos adeptos, o futebol ainda é aquela festa do antes e depois do jogo, ainda se decide tudo dentro das 4 linhas, ainda há aquele brilho na alma quando se aproxima a hora do jogo da equipa do coração.
Mas o futebol de hoje está muito longe dessa realidade romântica.

Recordo-me dos jogadores queixarem-se da ditadura dos clubes antes do acordão Bosman, e em como gritaram 'liberdade!' aquando desse momento de viragem do futebol europeu que o dia 15 de Dezembro de 1995.
Os mais novos não farão ideia do que estamos a falar.
Mas antes de Bosman, os clubes eram quem ditava as regras. Se era melhor ou pior, é uma questão de opinião.

Mas antes do acordão Bosman, tínhamos muitos clubes a lutar pela vitória nas competições europeias, as regras internas dos países defendiam o crescimento e evolução dos atletas nacionais através da limitação a jogadores estrangeiros, e selecções que hoje são insignificantes no panorama europeu eram das mais temidas. Curiosamente, uma dessas selecções outrora temível que se eclipsou foi a do país do próprio Bosman: a Bélgica.

O acordão Bosman fez sair da toca uma enorme falange de empresários, atraídos pelos milhões de poderiam ganhar com esse novo filão.
E essa geração tomou conta da UEFA, que através de regras aparentemente de 'fair-play', e de novos modelos nas competições europeias, praticamente criou uma 1ª e 2ª divisão para os clubes europeus e relegou a competitividade e a história para segundo plano, abaixo dos interesses monetários.

O futebol, na minha opinião, ficou a perder.    

O caso Bruma é mais um sinal do poder que está nas mãos dos empresários, mas não apenas isso.
É claramente uma ofensiva do FC Porto, através do seu amigo israelita, contra o Sporting, e contra o que tem aparentado ser um Sporting finalmente liberto das garras da subserviência a Pinto da Costa e ao FC Porto.
Este filme, embora com um enredo diferente, procura o mesmo que foi feito com Moutinho e pelo mesmo israelita. Manobrar os acontecimentos para levar o jogador de Alvalade. Se irá mesmo para o FC Porto ou não, isso já pouco interessará pois o que está em causa são os milhões de euros que a pandilha já estava a contar ter no bolso e que conseguirá arrancando Bruma do clube que o formou.

As próximas semanas serão mais uma prova de fogo para o presidente do Sporting. Como adepto do futebol e que está farto deste 'sistema' liderado por Pinto da Costa e pelos seus amigos, espero ver uma posição diferente por parte de Bruno de Carvalho daquela que Bettencourt tomou quando entregou de mão beijada Moutinho ao FC Porto.
Será mais um sinal de que temos outros a lutar pela limpeza do futebol português.

Nota: esta manhã trouxe um caso aparentemente parecido envolvendo Oblak. Ninguém está a salvo?

Desafio NGB: O que espera da nova temporada?

Avatar
 ●  22 comentários  ● 



Já começou a preparação da equipa para a nova temporada. Renovam-se esperanças, relembram-se os erros, apura-se a forma.
O que acha o benfiquista que visita o NGB
O que espera da nova temporada, quanto a:

- equipa?

- treinador?

- direcção?

- sócios/adeptos?

Está aberto o debate.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Plantel 13/14 - Hoje

Avatar
 ●  37 comentários  ● 
Bem sei que este é um exercício bastante subjectivo, se não mesmo algo fútil tendo em conta que ainda a silly season ainda agora começou. Mas é mais forte do que eu, e tal como as contas que normalmente faço na parte final de cada temporada (com todos os se’s que isso envolve), a cada notícia (confirmada) que sai eu inevitavelmente ponho-me a imaginar quais seriam as minhas opções para o que aí vem.

Ora, tomando como referência o quadro aqui apresentado, à data de hoje, para mim seria assim o plantel 2013/2014:

Titulares 2ª Opção 3ª Opção
GR Artur Moraes Mika Paulo Lopes
DE Bruno Cortez Melgarejo Sílvio
DD Maxi Pereira Sílvio André Almeida
DC Luisão Steven Vitória Nemanja Matić
DC Ezequiel Garay Lisandro López Stefan Mitrović
MD  Nemanja Matić Rúben Amorim André Almeida
M C Enzo Pérez André Gomes André Almeida
MA C Miralem Sulejmani Filip Djuričić Nico Gaitán
MA E Ola John Nico Gaitán Rodrigo
MA D Eduardo Salvio Urreta Lazar Marković
AV Lima Nélson Oliveira Lazar Marković
AV Rodrigo Franco Jara Lazar Marković

Sendo que a variação tática dependeria sempre do adversário:
- Adversários mais fortes requerem controlo do meio campo, logo: incluía mais um jogador no meio campo e utilizava apenas 1 avançado;
- Adversários “normais” e mais fracos já justificavam a utilização de 2 avançados em detrimento de um jogador do meio campo;
O plantel teria assim 25 jogadores + 3 a jogar na “B” (André Almeida, Stefan Mitrović e Lazar Marković). Parece-me equilibrado para lutar em todas as frentes, como deve ser o nosso objetivo!
Obviamente que há aqui muita interrogação, muita polémica e muitos casos por resolver. Começa logo pela eventual (irra…) saída do Cardozo, passando pelas dispensas e pela falta de tomates de apostar nos “nossos” jogadores. Mas este é um exercício meu, e de como eu gostaria que, à data de hoje, fosse o plantel do Glorioso para a próxima época.

Assim, tentaria “despachar” os seguintes:

- Cardozo (ai Shaktar Shaktar…) - vá, batam lá...;
- Michel (Nunca percebi esta contratação);
- Hugo Vieira (idem);
- Yannick Djaló (Atão JJ??? Não ias fazer deste um craque?);
- Sidnei (Que grande desilusão, já para não falar do tiro nas finanças que foi a sua contratação);
- Jardel (apesar da sua recente melhoria, nunca achei que fosse jogador para o Benfica);
- Carlos Martins (Gosto da raça, mas não lhe perdoo o que fez frente ao Estoril. Isso e a mania de ser hipocondríaco);
- Luisinho (Atão JJ??? Não era este que dominava o flanco esquerdo todo???);

Além destas dispensas, estou certo que a inexistente aposta nos outros jogadores que por aí andam emprestados, nos da equipa B e nos juniores vai continuar. O que é uma pena.

E assim sendo, apesar de saber que o quadro ainda irá sofrer muitas alterações até ao final do período da palhaçada de transferências, hoje é isto.

Só espero que estes não saiam:

Artur Moraes
Maxi Pereira
Luisão
Ezequiel Garay
Nemanja Matić
Enzo Pérez
Eduardo Salvio
Lima
Rodrigo

Principalmente estes!

Está à espera de quê, Sr. Presidente?

 ●  29 comentários  ● 

Bruno de Carvalho, o do SportingCP, já afrontou mais directamente o FCPorto em três meses que o SLBenfica em 12 anos. E o Presidente do SportingCP não tem problemas nenhuns em "chamar os bois pelos nomes" e denunciar as movimentações desonestas do FCPorto, com a devida complacência (e devido retorno) por parte de alguns pequenos clubes. Ver aqui

O SportingCP, espero que o seu Presidente o saiba, estará em vias de ver Rui Patrício e Bruma vestirem de azul e branco neste temporada. O caso de Bruma está à vista e o de Rui Patrício vai já a seguir... ou acham normal que o FCPorto mantenha o cota na baliza quando esteve à beira de sair para o Vasco da Gama e por vontade do FCPorto tinha ido?

Dito isto, há uma guerra aberta entre o SportingCP e o FCPorto, onde o clube do Norte pretende "afundar" o clube de Lisboa que está em grandes dificuldades financeiras e ainda assim optou, e bem, por sair da sobra do sistema pela mão do Bruno de Carvalho - confesso que gosto do estilo deste tipo! Guerreiro! Agressivo! Defensor do seu Sporting! Sempre presente...

Ora, nada melhor que aproveitar este momento para ligar ao Bruno de Carvalho e convidar o senhor para almoçar. O objectivo não será o de fazer uma aliança, pois Sporting e Benfica são demasiado grandes para alianças, aliás qualquer destes clubes é imensamente maior que o FCPorto, que jamais deixará de ser um clube regional, ainda que com adeptos fora do Porto... mas unicamente adeptos que são adeptos das vitórias, não do Clube.

O que deveria estar já na mente do Presidente do SLBenfica seria o estabelecimento de uma "união a Sul" envolvendo Benfica, Sporting, numa primeira fase e depois alargando a Belenenses e Estoril, a favor da quebra da hegemonia do FCPorto não no que diz respeito à vitórias (contra essas terão que lutar em campo), mas relativamente ao domínio de todo o submundo de relações, interesses e "negociatas" que ditam o rumo do futebol português.

É preciso enfrentar este "Sistema" de caras, sem receio de falar sobre as situações, denuncia-las, expô-las ao ponto de criar um espaço de impossibilidade de manter este statu quo mais tempo.

No SLBenfica, em boa verdade, fala-se muito nos comunicados, sempre em "meias palavras" com o cuidado de nunca ser muito concreto com medo de alguma coisa. Portanto, passaram 12 anos neste clima de "guerra-fria" imposto por Vieira, onde está sempre a culpar o FCPorto por tudo, mas de forma implícita e sem nada fazer contra.

Aparece agora o Sporting com vontade de fazer mais e melhor, com um Presidente jovem disposto a "ir à luta" mesmo que isso o obrigue a levar muita pancada. O Belenenses tem uma SAD com um homem "fanático do FCPorto" (palavras do próprio), mas que está mais mal visto e escaldado que quase concorre com o Vale Azevedo e não se irá por numa linha de fogo, mas o Presidente do Clube está a trabalhar no duro para recuperar o estatuto do clube do Restelo. O mesmo se aplica aos brasileiros da Traffic que adquiriram a SAD e irão para o lado que mais beneficios lhes trouxer.

É hora de atacar, Sr. Presidente!!! Vai ficar a espera?

Xiça! Até a mim me doeu este "puxão de orelhas"...

 ●  29 comentários  ● 

Que puxão de orelhas! Argh! É certo que pelo meio se entusiasma e vai longe demais na "agressividade" do comentário... mas esta até a mim me doeu e, como sabem, entendo que Jorge Jesus deveria continuar no SLBenfica, como aconteceu.

Jorge Jesus 
(Opinião de JOAQUIM JORGE/FUNDADOR DO CLUBE DOS PENSADORES) In Record

Jorge Jesus deu a semana passada uma entrevista à Benfica TV, muito bem conduzida pelo vice-presidente José Eduardo Moniz, que tentou abordar alguns casos protagonizados pelo treinador. 

Agradeceu ao presidente Luís Filipe Vieira pela aposta na sua continuidade, depois de ter perdido tudo, na época passada. Vá lá! Era o mínimo… 

A entrevista foi uma oportunidade perdida, poderia ter sido um assumir de erros e um acto de contrição. Porém, continua a falar como se nada se tivesse passado e a entrevista serviu para branquear, a sua postura, a sua continuidade e insistir com a sua maneira de ser para a próxima época. 

Poderia ter sido uma oportunidade para fazer mea culpa e descer à terra. Continua com a mania das grandezas. Um pingo de humildade e respeito por muitos benfiquistas que têm outra conduta e outro comportamento. 

Fala sempre do alto do seu pedestal, como se nada se tivesse passado na época passada. 

O Benfica não merece ter, este treinador Jorge Jesus, à frente da sua equipa de futebol. Os adeptos, mais parecem fundamentalistas em que acreditam na infalibilidade , na aceitação como verdade fundamental e imprescindível para a formação da consciência benfiquista, do que diz Jorge Jesus. 

Jorge Jesus é um case study, poderia merecer o respeito e até a tolerância das gentes do futebol, mas não o merece pela forma de ser e de estar no futebol. 

Enquanto estiver no Benfica, não vai conseguir vencer nada. Por outro lado é o campeão da palhaçada, do cómico, que diverte os não benfiquistas, bobo. No fundo é uma anedota. 

As suas aparições são uma narração, geralmente jocosa de factos e muitas vezes imaginários que provocam o riso. 

O Benfica perdeu tudo por causa de um treinador inadequado, exibicionista e que vive num mundo em que não põe a hipótese de perder mas está sempre a perder. 

O Benfica que teve, o melhor na época, o Bayern Munique ter ganho a Liga dos Campeões ao Borussia Dortmund, deste modo ser cabeça de série na Liga dos Campeões para a próxima época. O resto foi um desastre pelas falsas expectativas criadas e dadas aos adeptos como se fosse um dado adquirido. 

O normal para quem perdeu três finais, num espaço de tempo curto seria compreensão e pena. Mas o que senti na altura foi sarcasmo e gozo dando vontade de me rir, Este sentimento é culpa deste senhor Jorge Jesus que somente Luís Filipe Vieira vê qualidades onde os outros só vêem defeitos. 

A época passada, o Benfica praticou melhor futebol, foi mais regular, foi à final da Liga Europa esteve em três frentes: campeonato; taça e competições europeias. Porém como dizia o fantástico corredor de Fórmula1 Niki Lauda nos despiques com Alan Prost , "uma coisa é chegarmos à traseira de um carro, outra é ultrapassá-lo". Este raciocínio aplica-se ao Benfica, está sempre perto mas não chega. 

Jorge Jesus continua com tiques de ser o maior, não o sendo, pensa que se ganham jogos na imprensa. Por se dizer até à exaustão que são os melhores, vão vencer. Que tem a melhor equipa, blá, blá, blá… 

Acho que seria importante aprender com os erros, menos verborreia e alter-ego. Falar pouco, com consistência e equilíbrio. Não ser espalha-brasas e campeões para os jornais. O Benfica tem que se regenerar, falar pouco, ser normal, sem armanços. A equipa do Benfica em campo espelha o que é o seu treinador. 

Chega-se à triste realidade que não passa de um sonhador. O Benfica parece os portugueses sempre com desculpas e sem chegar ao objectivo traçado. Há falta de rigor, solidez, e o mais importante no futebol, quem deve falar são os resultados.

RedPass 2013/2014 - Preços e Aquisição

Avatar
 ●  11 comentários  ● 


Fica o link para o site oficial onde poderão comprar e renovar o vosso RedPass!

Os direitos televisivos II

 ●  23 comentários  ● 


Portugal, 10 de Julho de 2013

O primeiro texto sobre este assunto gerou alguns mal entendidos e indicações de erros, por parte de alguns leitores que tiveram a amabilidade de registar comentários, uns menos abonatórios do que outros, relativamente ao conteúdo desse texto.

Dado que não me interessa propagandear perspectivas erradas do assunto, devo corrigir o texto anterior nos seguintes pontos: 1) o Benfica poderá ter rescindido com a SIC de forma amigável, ao contrário do que referi, 2) o valor dos contratos negociados em 2003 para 10 anos (e não 12) era de 7,5 milhões de euros e não os 8 milhões por mim referidos, 3) o FCP recebe 20 milhões resultantes da soma de dois contratos, o inicial e o renegociado, o que não altera o meu raciocínio em relação ao que o Benfica perdeu nestes 10 anos de contrato.

Por existir também por aí um certo tipo de debate sobre o “anti-Vieirismo” do blogue NovaGeraçãoBenfica devo esclarecer que as minhas opiniões não comprometem mais ninguém, excepto eu. Nunca pedi uma opinião a nenhum dos outros elementos do blogue sobre a oportunidade de meter um texto sobre um determinado assunto. Nunca ninguém me pediu expressamente para não falar de qualquer tema do Benfica, excepto de Vale e Azevedo porque acham que falo de mais no assunto. Estou aqui convidado pelo Jedi, pessoa que não conheço, tal como não conheço nenhum dos colegas de blogue. Escrevo pelo que considero ser o melhor interesse do Benfica e quem disser que sou um “subversivo” ou “rancoroso” anti-Vieira só pode ter um problema de iliteracia. Adiante.

Das várias respostas que tive sobre o texto anterior, nenhum dos mais críticos ou menos abonatórios contestaram o valor encaixado na última época de Vale e Azevedo, 6,125 milhões de euros facturados contra tudo e contra todos. Também ninguém soube adiantar quanto custou ao Benfica, a rescisão (amigável ou não) com a SIC.

Alguns repisaram algo que eu também tinha referido, que Vieira não era presidente do Benfica quando se deu a assinatura e como tal a sua posição não o vinculava a esse negócio ruinoso que custou dezenas de milhões de euros ao Clube e SAD. Contudo esqueceram-se de um pormenor. Sendo Vieira candidato à Presidência do Benfica, e o mais forte concorrente à sucessão de Vilarinho, até que ponto a decisão de Vilarinho em assinar esses contratos ruinosos foi contra a opinião de Vieira? Até que ponto Vieira não podia dizer que não, caso assim o entendesse, para não ter de arcar com as consequências económico-financeiras (os milhões a pagar à SIC e os milhões que deixavam de ser encaixados) no seu mandato?

É minha convicção que Vieira estava interessado nesses contratos e é minha convicção que muita gente dentro do Benfica ganhou com esquemas de comissionamento e outro tipo de prendas que Joaquim Oliveira costuma dar a quem o faz mais rico. Vieira nunca se pode por de lado nesta matéria, tanto mais que já tinha negócios com Joaquim Oliveira desde a SAD do Alverca e tanto mais que a sua riqueza aumentou desde que veio para o Benfica – é um facto, o que não pode ser desconsiderado do debate.

E porque nada acontece por acaso neste pobre país, voltando à temática dos direitos televisivos vs Vale e Azevedo, recordo aos mais esquecidos que foi a Olivedesportos que litigou contra o Benfica na questão da declaração de nulidade dos contratos, tendo ganho na 1ª estância, mas perdendo na Relação a favor do Benfica. Dá-se a coincidência (mais uma) que a sentença que dava uma estrondosa vitória a JVA e ao Benfica, apenas ter sido conhecida 1 semana depois das eleições. E se o acórdão tem sido conhecido antes? Quem ganharia? O abraço do Eusébio a Vilarinho bem propagandeado nas televisões, mais o trunfo Jardel propagandeado pela BOLA, ou o Benfica Independente de JVA que a 3 dias das eleições tinha a vitória certa de acordo com uma sondagem publicada na BOLA?

Quanto à nossa obrigação “moral” para com Joaquim Oliveira, ao contrário do que diz LFV, o Benfica não ficou a dever nada ao seu amigo, o tal que já “ajudou muito o Benfica”. O Benfica pagou, bem pago o acerto de contas devido à declaração de nulidade de JVA. O Benfica trocou os 10 milhões de euros que Damásio havia recebido, adiantado, por um contrato que só se iniciava em 1999, por 49% da Benfica Multimédia. O Benfica pagou de juros ou lucros cessantes (não posso precisar, a actual transparência nada esclarece) 3 milhões de euros em acções da SAD, que passaram para a posse de Joaquim Oliveira.

Se o Benfica pagou tudo que era devido ao Sr.º Oliveira do que devia pela indemnização dos lucros cessantes e dinheiro que ele adiantara, porque razão foram celebrar um contrato ruinoso com esse operador, quando até tinham em vigor um melhor contrato com a SIC, por 8 anos? Para pagar os favores que o Sr.º Joaquim fez nas eleições que derrubaram JVA e implantaram o actual modelo de gestão? Não estou a ver muitas outras hipóteses, para além, claro, das comissões...

Depois do MEO e da ZON, a CABOVISÃO.

Avatar
 ●  9 comentários  ● 


"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código 
dos Valores Mobiliários, vem informar que chegou a acordo com a Cabovisão para emitir nesta 
plataforma, a partir de hoje, a Benfica TV como canal premium.

O Conselho de Administração

10 de Julho de 2013" 

- retirado da CMVM.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

O que Jorge Jesus disse realmente à BenficaTV

Avatar
 ●  13 comentários  ● 
O que JJ disse: O Benfica é hoje uma equipa temível, os adversários vêm jogar ao Estádio da Luz e o Benfica voltou ao passado do que era o Benfica nos anos 60/70.

O que JJ quis dizer: O Benfica é hoje uma equipa temível e que joga com qualidade mas, naturalmente podemos ser ainda mais fortes, porque nos falta a força dos títulos, que foram, mais do que qualquer outra coisa, aquilo que verdadeiramente marcou a história do Benfica nos anos 60/70.



O que JJ disse: Do meu ponto de vista o melhor é sempre quem ganha, e quem ganhou foi o nosso rival, portanto não quero branquear as coisas.

O que JJ quis acrescentar: ... E ao contrario do que acontece em outros clubes, para mim será sempre assim, quer quando ganho quer quando perco.



O que JJ disse: O Benfica, na minha opinião, está próximo de ganhar a hegemonia do futebol em Portugal.

O que JJ quis dizer: O Benfica, nestes últimos 4 anos, tem vindo a encurtar distâncias para o nosso rival e, tirando o ano do Vilas Boas, nunca senti que o Benfica tivesse sido inferior a quem ganhou. Falta-nos no entanto crescer mais um bocadinho, concretizar no fim a superioridade que mostramos em grande parte da época, conquistar títulos de forma consistente, e talvez em breve possamos dizer que recuperámos a hegemonia do futebol em Portugal. É esse o objetivo.



O que JJ disse: Houve um clube do Brasil que me convidou para trabalhar fora de Portugal. Eu perguntei: Porquê eu? Disseram-me que era importante ganhar títulos, mas também era importante formar jogadores ou potencializar jovens jogadores, e eu fazia isso.

O que JJ quis acrescentar: E por isso não fui para o Brasil, porque eu quero estar num clube em que o objetivo principal seja sempre celebrar conquistas em cada final de época.



O que JJ disse: Só perde quem chega lá.

O que JJ quis acrescentar: ...Mas entendo que chegar lá apenas não nos pode deixar satisfeitos, isso não chega quando se joga num clube como o Benfica. Queremos continuar a chegar lá mas também trazer os troféus para casa, porque é esse o ADN deste clube e é isso que os adeptos nos exigem. 



O que JJ disse: A capacidade psicológica dos jogadores não é separável da qualidade do treino(...) não há problema psicológico na equipa.

O que JJ quis dizer: Concordo em parte com a critica, e grande parte do nosso crescimento como equipa tem também de passar por aí, pelo aspeto emocional. Emocionalmente, não temos sido tão fortes em certos momentos, houve alturas em que senti que receámos mais a força do adversário do que confiámos na nossa própria força, e esse é um aspeto que temos de trabalhar e corrigir. Os jogos com o FCPorto são um bom exemplo disso, porque não é seguramente o treino, a tática ou a qualidade das equipas, a justificar as tantas derrotas em confrontos diretos que temos sofrido para o nosso rival nos últimos anos. E infelizmente para nós, nos últimos anos, esse saldo francamente negativo nos jogos com o FCPorto, tem sido absolutamente decisivo na atribuição do título.



O que JJ disse: Há 3 anos seguidos que tenho sido convidado para fazer parte dos 8/10 treinadores do mundo , não sei porquê, que eles entendem, que devem estar nos Fóruns da UEFA.

O que JJ quis dizer: Não me fica bem ser eu a falar de mim, e vou deixar para vocês as análises aos meus méritos e aos meus deméritos. O meu caminho enquanto treinador está longe de estar terminado, e espero daqui a alguns anos ser reconhecido não apenas como um treinador que sabe potenciar jogadores e colocar as suas equipas a jogar bem, mas também como alguém capaz de liderar projetos ganhadores e engrandecer o palmarés das equipas que represento.



Feitos os esclarecimentos fiquei bem mais descansado quanto à época que agora se inicia

"Agiu com intenção de defraudar..."

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

"O ministério das Finanças de Espanha não tem dúvidas de que Lionel Messi e o pai, Jorge Horácio, agiram com intenção de fugir aos impostos, com o argentino perfeitamente ciente do que estava a acontecer.

Num relatório que o jornal espanhol "As" publica esta quarta-feira, a Fiscalía escreve: "Messi ratificou a intenção do pai em defraudar".

Nesta altura, os advogados do astro argentino do Barcelona procuram chegar a acordo com as autoridades perante a acusação de fuga ao fisco nos anos de 2007, 2008 e 2009, que supera os 4 milhões de euros, isto depois de já terem sido entregues 10 milhões referentes a 2010 e 2011.

Messi poderá ter que pagar 4,1 milhões de euros, verba da alegada evasão fiscal, mais uma multa que pode ir até seis vezes o valor em falta." - in Record.

Vamos a factos:

João Vale e Azevedo defrauda o Benfica em 4 milhões de euros. - "Malandro!! Vigarista!!! Gatuno!! Cadafalso com ele!!!"

O Messi defrauda o estado espanhol. - "Ah e tal! É um grande jogador! Esses malandros do fisco são todos iguais!! O rapaz até merecia isenção de impostos pelo prazer que é vê-lo jogar!! O que isso tem a ver com o seu carácter?!! É tão bom rapaz!! Etc...etc...!"

2 atos idênticos, diferentes julgamentos da opinião pública. Curioso. Para mim são os 2 ladrões.

Coentrão perto do SLBenfica

 ●  16 comentários  ● 
Ai sim? Um reforço potencialmente importante?
Não há problema, rapidamente se arranja forma criar condições para que não aconteça:

"Coentrão compra carta de condução" - notícia Correio da Manhã, os tais que simpaticamente alguém resolveu dizer que fumam substâncias proibidas.

Alegadamente o jogador está já constituído arguido num processo de falsificação de documentos.

Pelo caminho, os tais que simpaticamente alguém resolveu dizer que fumam substâncias proibidas, continuam a "massacrar" a reputação de Artur Moraes. Só falta mesmo dizer na primeira página que tudo farão para que não haja alternativa do que vender o jogador - falta saber se esta notícia interessa mais ao CM ou aos que andam no Benfica a crucificar o Artur pela temporada passada.

Espetacular o impacto que a Comunicação desastrada do SLBenfica tem...

Entretanto, parece que muitíssimo inteligentemente, o Jesualdo Ferreira já percebeu que Jesus não quer fazer o que sugeri no tópico Queres arriscar, Jesus? e está ele próprio disposto a fazê-lo com Nelson Oliveira, ao ponto de ser ele o jogador pretendido pelo treinador para ocupar o lugar de ponta de lança e fazer disputa com Eder (a recuperar de grave lesão) e Edinho.

Se bem se lembram há uns meses atrás eu também tinha sugerido este caminho para o Nelson Oliveira (ver tópico: Rubrica GB: Braga x Guimarães), caso a SAD não optasse por o integrar no plantel, como entendo que deveria ser o "plano A" (desde que com objectivos muito claros e não fazê-lo ser mais um).

Ora, se o "tema Ruben Amorim" for resolvido à Benfica, ou seja, sem clarificar muito bem a posição do jogador e do treinador, todos assegurarem que estão "de bem" e motivados para dar o máximo pelo SLBenfica esta temporada, entendo que o Ruben não deve ficar - com já disse antes, ele tem potencial para ser a rotação do Enzo, mas para isso, é preciso então que haja essa clarificação e que o jogador fique motivado e tenha oportunidades.

Dito isto, já que pelos vistos o Nelson Oliveira não contará também para Jesus este ano (acho mal, como já disse), nesse caso porque não apontar à aquisição prévia do Eder ao SCBraga - viria apenas em Janeiro ou no final da temporada, até para recuperar a 100% da lesão e avaliarmos a sua condição pós-lesão.

O jovem português é um avançado excelente. Muitíssimo poderoso fisicamente, móvel e com boa capacidade de finalização como demonstrou na Académica e em Braga (mesmo na Champions). Alguém que faria uma boa dupla com qualquer dos nossos actuais avançados Lima ou Rodrigo.

Já Nelson Oliveira teria a oportunidade de jogar num clube de elevada projecção, perto de casa e com um treinador que aposta nos jovens e que os ajuda a crescer. Isto permitir-nos-ia, em caso de boa oportunidade para a venda de Rodrigo, na próxima época ter Lima, Eder e Nelson Oliveira como os avançados do plantel.

É verdade que o avançado português do Braga tem uma cotação alta, mas não é menos verdade que a lesão afectou essa cotação e eventuais interessados, pelo que seria um bom momento para perceber a evolução, avançar para a aquisição (devidamente condicionada à recuperação física total e validada pelo SLBenfica) a troco de dinheiro (Eder está avaliado em 10/12M€, pelo entendo que conseguiriamos baixar a fasquia de valor financeiro para perto dos 6/7M€), o empréstimo de Nelson Oliveira e o passe definitivo de Amorim - isto obviamente no cenário de Nelson Oliveira não ser integrado no plantel e de com Amorim não serem definitivamente ultrapassadas as diferenças do passado recente.

Bem visto era incluir o Miguel Rosa num ano em Braga, já que é outro que, impensavelmente, não entra nas contas de Jorge Jesus...

Bruno Carvalho responde aos leitores do NGB.

Avatar
 ●  14 comentários  ● 

4. PERGUNTAS DOS LEITORES DO NGB

4.1. INOCÊNCIO
- Se fosse Presidente do Benfica manteria os jogos do Benfica fora da Sport TV?

Sim. Absolutamente.

- se fosse Presidente do Benfica denunciaria publicamente o elevadíssimo número de
treinadores e directores desportivos de clubes da 1ª divisão oriundos do FC Porto?

A questão não é bem essa. O que nos devemos perguntar é porque será que não há
treinadores e directores que sejam oriundos do Benfica?

- se fosse Presidente do Benfica seria capaz de mandar a equipa sair do campo quando
atacada com bolas de golfe?

Não se faz sair uma equipa de ânimo leve. Eu vi atirarem uma cabeça de porco ao Figo
em Barcelona e o Real Madrid não saiu de campo.
É fácil dar respostas populistas, mas não contem comigo para isso.
No entanto, é claro que tem que haver condições de segurança e que o Benfica tem que
ser respeitado em todo o lado.

- se fosse presidente do Benfica seria capaz de ir à UEFA entregar o material que está no
youtube, relativamente a escutas feitas durante o apito dourado?

Evidentemente que a UEFA tem conhecimento desse material. Também me parece que
no caso Apito Dourado a aplicação da justiça deixou muito a desejar.

4.2. BCOOL
- Várias vezes se ouve falar do passivo de 500 milhões. Está a falar do passivo da
SAD ou do passivo do clube? Como se propõe reduzir esse passivo, isto é quais as
medidas concretas para reduzir o passivo financeiro? Com o aumento do passivo tem
havido aumento do activo, havendo valores ocultos (valor dos passes dos jogadores),
utilizaria a venda de activos para reduzir os passivos?

Quando se fala em Passivo de 500 milhões (ou mais), está-se a falar de todo o Universo
Benfica: Clube + SAD. Recordo que esse Passivo, quando Vale e Azevedo saiu do Benfica,
rondava os 80 milhões.
O Passivo tem de ser reduzido, disso não há dúvidas. Ou o reduzimos nós por nossa
iniciativa ou um dia obrigam-nos, outros, a fazê-lo.
Há várias medidas concretas para a redução do Passivo. Dou-lhe dois exemplos:
- proibir orçamentos deficitários no Clube e SAD
- obrigar que 25% das receitas das vendas de jogadores sejam canalizadas para a
amortização de Passivo Bancário

Quanto ao Activo, gostava que ficasse uma coisa clara: muitos Benfiquistas contrapõem
que a subida do Passivo é colmatada pela subida do Activo e, portanto, o Benfica não
tem um problema.
Isso é uma ilusão.
É uma ilusão porque o Passivo é todo para pagar, até ao último cêntimo, e a grande
parte do Activo não se pode vender.
Os dois principais Activos que o Benfica tem são o Estádio e a equipa de futebol.
É evidente que se queremos que o Benfica continue não os podemos vender. Se
vendermos o Estádio e a equipa de futebol não há mais Benfica.
Fica claro que não se podem vender todos os Activos para pagar o Passivo que é, repito,
todo para pagar.
É por isso que o Activo teria que ser bem maior que o Passivo.
Ora, no Benfica passa-se o contrário, o Passivo é maior do que o Activo e isso até tem
um nome técnico: chama-se a essa situação “Falência Técnica”.
Parece-me lamentável que tenham conduzido o Benfica a esta situação e ainda falem
em milagres financeiros!

- Há poucos meses o Benfica substituiu um empréstimo obrigacionista de 40
milhões por um de 45 a uma taxa superior. Para Dezembro haverá um empréstimo
obrigacionista de 50 milhões a vencer-se. O que considera que a SAD deve fazer
relativamente a esse empréstimo? Como financiaria a tesouraria se optasse pelo
pagamento parcial ou integral desse empréstimo?

À SAD outro remédio não resta do que pedir outro empréstimo obrigacionista.

- O Benfica tem vários jogadores que parece que não os consegue alienar. Optava
por propor o fim dos contratos aos jogadores ou manteria a actual política de
empréstimos? E se os jogadores não aceitassem a resolução dos contratos, estaria
disposto para suportar os custos das rescisões?

Só vendo caso a caso. O importante aqui é que o Benfica não deveria ter mais de 60-65
jogadores com contrato profissional.

- Desses jogadores que se têm vindo a emprestar, alguns deles são detidos em parte
pelo BSF, como se articularia com esta entidade nesses casos?

O Benfica Stars Fund é uma pequena bomba-relógio. Veremos isso quando o fundo
chegar ao fim.

- Ao que tudo indica, o Benfica terá renovado os patrocínios técnicos e institucionais.
Adicionalmente com o desvio de parte significativa das quotizações para o clube
em detrimento da SAD as receitas quotas vão cair a pique (porque mesmo que não
mudasse, os valores do 3.º trimestre indicam uma quebra significativa). As receitas
de bilheteira caíram na época passada e com a crise não é expectável que as mesmas
venham a subir para a próxima. A BTV como todos os projectos que se iniciam deverá
demorar um pouco de tempo a arrancar. Perante este quadro de diminuição de
receitas e como os custos operacionais são muito mais rígidos, como pensa vir a gerar
resultados para libertar recursos financeiros para fazer uma efectiva diminuição de
passivo?

São muitos problemas ao mesmo tempo! Sem cortarmos custos, sem diminuirmos o
número de jogadores, sem uma profunda racionalização será muito difícil diminuir o
Passivo.

- Que medidas propõe para aumentar as assistências no Estádio da Luz, sendo que com
BTV a 9,90 euros, muitos dos adeptos que vivem longe têm uma alternativa barata
para ver os jogos em casa? Quais os impactos em termos de receitas das medidas que
propõe?

Creio que tem de se estudar um método para vender todos os lugares do Estádio da Luz
antes do início da época como fazem alguns grandes clubes da Europa.
Um estádio cheio significa fervor clubístico, mais apoio ao Clube e, como é evidente,
mais marketing.
Não nos esqueçamos que o Benfica é um Clube e quanto mais sócios estiverem no
estádio, mais o Clube se realiza, se cumpre.

4.3. RICARDO ALVES
- Na AG do ano passado, levou seguranças consigo. Tinha medo de algum acto menos
próprio de alguma pessoa para consigo por tudo o que passou aquando das eleições
em 2009?

É verdade que levei dois seguranças para a AG de Setembro de 2012 porque recebi
várias ameaças. É muito lamentável que essas ameaças tenham existido. No entanto,
tive uma recepção normal por parte dos sócios. Com tristeza minha vi o Presidente do
Benfica sair rodeado por mais de 10 seguranças após o chumbo das contas do Benfica.
Em Junho deste ano fui à AG para aprovação do Orçamento e já não levei qualquer
segurança. Mais uma vez lamento ter visto o Presidente do Benfica sair do pavilhão
rodeado, mais uma vez, por seguranças mesmo tendo o Orçamento para a época 2013/14 
sido aprovado.

- Com os acontecimentos já distanciados no tempo, não considera agora que a sua
candidatura em 2009 foi de tal modo "agressiva" que fez com que muitos benfiquistas
olhassem para si com desconfiança e se tornasse num alvo fácil de toda a máquina
vieirista (refiro-me por exemplo à comunicação social afecta ao LFV)?

Eu não acho que a minha campanha tivesse sido agressiva. Os Benfiquistas não estavam
habituados que alguém lhes dissesse a verdade olhos nos olhos. Infelizmente eu tinha
razão no que dizia.
Desportivamente continuamos num marasmo e financeiramente a situação piora de ano
para ano.
Se eu tivesse sido eleito Presidente do Benfica em 2009 o Benfica, hoje, estaria muito
melhor.

- Como classifica as manifestações de apoio após as derrotas no Dragão e Amesterdão?
Não acha que festejar vitórias morais é um tiro no coração do Benfiquismo, por mais
orgulho que se possa ter da prestação dos jogadores?

Eu percebo as manifestações de orgulho após Amesterdão.
Já tenho a maior dificuldade em entender quaisquer outras manifestações de alegria se
não ganharmos.
O Benfica tem que ganhar. Ponto final.
Parece-me essencial subir os níveis de exigência no Benfica e isso aplica-se a todos:
Presidente, Direcção, treinador, jogadores e adeptos.

4.4. NAUBENFICA
- Reconhece alguns méritos nas direcções de Luís Filipe Vieira? Em caso afirmativo,
quais?

O maior mérito que Luís Filipe Vieira à frente do Benfica foi ter ajudado a devolver o
orgulho aos Benfiquistas.
Sendo certo que o principal obreiro foi Manuel Vilarinho que ganhou as eleições a Vale e
Azevedo e mandou construir o estádio, não há dúvida que os Benfiquistas recuperaram
entusiasmo com Vieira, apesar de tal entusiasmo não ser correspondente ao número de
títulos.
Outro mérito que Vieira tem é o de conseguir transmitir aos Benfiquistas que o Clube
está sólido financeiramente, o que é totalmente falso. De facto, o cumprimento dos
nossos compromissos que existe, é um facto, é feito à custa da escalada do Passivo
como nunca se viu na história do Benfica.

- O que se propõe fazer para «...pôr o Benfica a ganhar sistematicamente», «limpar
financeiramente o clube» e «restabelecer a democracia no Benfica»?

Esta pergunta é excelente e exige uma pequena introdução.
É importante que todos saibamos que em 10 anos de Presidência de Vieira, o Benfica
perdeu 8 campeonatos. Vieira é o Presidente que perdeu mais campeonatos na história
do Benfica.
É importante também notarmos que quando Vale e Azevedo saiu do Benfica o passivo
total do Benfica era de 80 milhões de euros. Hoje ultrapassa largamente os 500 milhões.
É preciso, finalmente, não nos esquecermos que, em 2010, foram aprovados uns
estatutos tão pouco democráticos que nas últimas eleições nenhum dos candidatos
a Presidente do Benfica (Vieira e Rangel) cumpriam os requisitos previstos para se
poderem candidatar ao cargo.

Terminada a introdução, vamos lá, então, às soluções para os problemas:
- Pôr o Benfica a ganhar sistematicamente: isso só é possível com uma estrutura
organizada, competente, exigente e Benfiquista. Há poucos dias publiquei as 10 regras
para a criação de uma estrutura forte no Benfica. Sem isso o Benfica ganhará muito
pouco. (se o NGB quiser posso colocá-las aqui, Senão poderá lê-las na minha página de
facebook)
- Limpar financeiramente o clube: também já propus medidas concretas que implicavam
a redução de custos, diminuição do número de jogadores com contrato, proibição
estatutária no Clube e SAD de haver exercícios negativos e utilização imediata de 25% do
valor de venda de cada jogador para amortizar passivo bancário. Indiquei estas e outras
medidas que têm que ser implementadas imediatamente sob pena de depois ser tarde
demais.
- Restabelecer a democracia no Benfica: com esse objectivo já tive a ocasião de
apresentar uma proposta de revisão estatutária assente em 13 pontos (se o NGB quiser
posso colocá-las aqui, Senão poderá lê-las na minha página de facebook)

4.5. CONDE DE VIMIOSO
- Ainda na mesma vertente da sua profissão qual a sua receita para que o Benfica
voltasse a ser representado consentaneamente na comunicação social?

Eu defendo que os órgãos de comunicação social deverão ser livres de convidarem
quem quiserem e as pessoas só devem ser indicadas pelos clubes se tal for expressa e
publicamente pedido. Há que haver muita transparência nessa matéria.
Dito isto, acho inadmissível que quem tenha um cargo de dirigente no Benfica depois
comente na televisão. Qualquer coisa que for dita por um dirigente pode ser mal
interpretada e condicionar o grupo de trabalho.  Num clube organizado é impensável
colocar dirigentes como comentadores.

- Como analisa e como combateria o departamento de desporto da RTP, empresa
pública, que entregou a gestão do desporto a uma RTP-i que mais não é do que um
braço armado do FC Porto?

Essa leitura não é a minha. Não se combate a RTP, nem a SIC, nem a TVI.
O Benfica se ganhar dentro das 4 linhas não precisa de andar a combater ninguém.
A RTP é uma empresa séria.
Já chega do discurso de que somos sempre vítimas de tudo.
Nós somos é vítimas da falta de competência interna, isso sim!

4.6. GONÇALVES PEDRO
- Por muito profissionais que sejam, aceitaria pessoas sportinguistas ou portistas ou
outras no clube? (sem ser o JJ)

No meu Benfica só aceitaria Benfiquistas, com a natural excepção de jogadores e
treinadores.
De resto, só aceitaria trazer para o Benfica um profissional altamente qualificado que
não fosse Benfiquista se fosse estrangeiro.
O Benfica é para os Benfiquistas, para ser dirigido por Benfiquistas e com colaboradores
Benfiquistas.
O Benfica é um clube, não é uma empresa, mesmo que detenha um universo
empresarial.

4.7. FRANCISCO SILVA
- Como é que se sente actualmente BC, sabendo que quando se candidatou ao Benfica,
descredibilizou jogadores (Saviola e Aimar) afirmando que 'se fossem bons não
vinham para o Benfica'? Ou seja, afirmar com leviandade que o Benfica não é atractivo
para bons jogadores, diminuindo o clube, e simultaneamente ataca jogadores do clube
que, caso tivesse ganho as eleições, seria Presidente.

A pergunta é muito interessante, apesar de as minhas palavras terem sido retiradas de
contexto o que altera o seu sentido.
No entanto, a pergunta toca num ponto importante que gostava de esclarecer.
Vamos lá ver, com que jogadores o Benfica fez um encaixe financeiro significativo: fê-lo
com Di Maria, David Luiz, Ramirez, Fábio Coentrão, Javi Garcia, Witsel e prepara-se para
ganhar com Matic e poderá ganhar com Gaitan.
O meu ponto é de que não devemos ir atrás de jogadores consagrados, mas sim
descobrir jogadores, promovê-los, retirar rendimento desportivo deles, sermos
campeões com eles e depois retirar proveito económico com eles.
Ganhámos algum dinheiro com Aimar?
Não confundamos as coisas, Aimar era um jogador consagrado, sabia-se dos seus
problemas físicos, era o jogador mais bem pago do plantel, mas só fez uma época em
pleno e não nos deu quaisquer proveitos financeiros.
Se queremos um clube com futuro e com contas saudáveis temos que:
- apostar em jogadores desconhecidos na Europa (Di Maria, David Luiz)
- ou que sejam jovens e nunca tenham sido estrelas nos seus clubes (como Javi ou
Matic)
- ou de clubes com pouca expressão no futebol europeu (Witsel, Ola John)
- ou então portugueses com futuro (Fábio Coentrão).
Os únicos clubes que podem comprar jogadores sem a preocupação de os rentabilizar
no futuro são equipas como Real Madrid, Barcelona, Bayern de Munique ou Manchester
United que estão em campeonatos em que conseguem obter outro tipo de receitas
(nomeadamente televisivas) ou equipas detidas por milionários como o Chelsea,
Manchester City e agora PSG ou Mónaco.
Concluindo, contratar jogadores como Pablo Aimar ou Saviola, por muito orgulho que
nos dê (e dá!) não é o caminho correcto para o Benfica. Não confundamos gestão com
paixão: Saviola era o ídolo do meu filho do meio e o Aimar é um senhor e um grande
ídolo de todos os Benfiquistas. Mas isso é a paixão a falar e não a razão. Um líder deve
ter paixão, mas deve ser a razão a guiá-lo.

4.8. NUNO MADEIRA DO Ó
- Qual a sua opinião em relação à Benfica Estádio contrair empréstimos para a
construção do museu, sendo que os lucros do mesmo vão para a Benfica SAD?

O Museu do Benfica é algo de enorme orgulho para a família Benfiquista e que escapa a
qualquer visão economicista do mesmo.
Dou os parabéns ao Presidente do Benfica por concretizar um projecto de que se falava
há décadas.
Estou muito curioso por ver o museu!

- Qual a sua opinião em relação ao namimg to Estádio (vamos deixar de ser puristas e
perceber que temos um passivo enorme e perceber que temos que fazer dinheiro)?

Evidentemente que sou favorável ao naming do Estádio e é algo que proponho desde
2009. Claro que para mim será sempre o Estádio da Luz (que nem sequer é o nome
oficial), mas os tempos modernos exigem que os clubes procurem maximizar os seus
proveitos.
Dito isto, é importante encontrar uma marca internacional de prestígio que dignifique
essa operação que é sempre um pouco triste para nós.
O naming dos estádios será algo parecido ao que foi a colocação de publicidade nas
camisolas: ninguém gosta muito, mas aceitamos e compreendemos a necessidade e,
hoje, não é tema para ninguém.

- Qual a estratégia para abordar mercados como a China ou Médio Oriente?
Os maiores clubes do mundo têm sucesso nesses países porque as ligas deles são as
mais vistas nesses mercados. Estou a falar da Liga Inglesa e Espanhola e agora também a
Alemã.
O problema é saber quem se interessa pela Liga Portuguesa.
Quem é que quer ver um jogo em que as equipas pequenas colocam 11 jogadores à
frente da baliza, o jogo está metade do tempo parado e os estádios estão tantas vezes
vazios?
Para o Benfica ser verdadeiramente competitivo nesses mercados seria necessário que o
futebol português também o fosse, mas isso é impossível com a actual mentalidade que
há em Portugal.

- Qual a sua opinião relativa à centralização dos direitos televisivos pela Liga de Clubes?
Na mesma linha, qual a sua opinião relativamente a Mário Figueiredo e a Fernando
Gomes (FPF)?

A centralização dos direitos não é boa nem é má por si mesmo.
Sou favorável, em princípio, desde que devidamente salvaguardados os direitos do
Benfica.
Quanto a Mário Figueiredo, conheço-o mal, mas do que vi até agora não gostei nada.
Quanto a Fernando Gomes, creio que se deve perguntar a Luís Filipe Vieira como é que
foi possível dar o apoio do Benfica à sua eleição. Isso só mostra a falta de rumo e visão
estratégica do actual Presidente do Benfica. Como podemos combater o “sistema” se
apoiamos para Presidente da FPF um dos rostos do denominado “sistema”?

4.9. PEDRO
- O que tem a dizer aqueles que o acusam de no passado elogiar Pinto da Costa sabendo
que hoje temos um presidente que era amigo intimo, sócio em alguns negócios,
frequentadores das mesmas "casas", sócio do FCP e adepto "ferranho" do FCP ao
ponto de festejar golos com PC? Que tem a dizer sobre não lhe perdoarem uma frase e
assobiar para o lado todos os fatos de colagem ao FCP por parte de LFV?

A pergunta é excelente e muito inteligente. Não lhe sei responder. É óbvio que isso faz
parte de uma campanha orquestrada contra mim.
De facto, olhemos apenas para factos inquestionáveis:
- Vieira era amigo pessoal de Pinto da Costa
- Vieira era sócio do FC Porto
- Vieira era amigo de Joaquim Oliveira
- Vieira é amigo de Fernando Gomes
- Vieira é amigo de António Salvador tendo ambos negócios no Brasil
Depois de tudo isto como é que é possível alguém atacar-me quando eu não tenho
nenhuma, repito, nenhuma destas relações?
- Seria possível ao Benfica apresentar melhores resultados desportivos sem o
enormíssimo investimento/passivo que esta direcção faz e fez? Como?
Não só era possível como era quase obrigatório.
O Benfica é o maior clube de Portugal. Se fosse bem gerido era o que ganharia mais de
muito longe.
Mas a má organização, a falta de estratégia, a arrogância e a ausência de uma estrutura
sólida e que obedeça a princípios rígidos deita tudo a perder.
Noto igualmente um abaixamento brutal do grau de exigência dos Benfiquistas e isso é
dramático.

- O que acha que ainda se pode fazer para afrontar e derrotar o sistema se é que
acredita?

Se formos bem organizados, metódicos e profissionais não há sistema que nos consiga
impedir de chegarmos às vitórias.

- Admitia um elemento da SAD participar em programas desportivos?
Evidentemente que não.

4.10. D10S PABLITO
- O que acha que "está bem" no Benfica e que não sente necessidade de alterar?

Cada pessoa tem o seu estilo de liderança próprio. Se eu um dia vier a ser Presidente do
Benfica notar-se-ão alterações transversais em todas as áreas.

4.11. MIGUEL
- O que correu mal no Benfica nas últimas épocas, que explique os maus resultados
desportivos? O que acha que deveria ser feito para mudar isso?

A primeira coisa que falha no Benfica é uma cultura de exigência.
Os segundos lugares não são bons sob nenhum ponto de vista.
Parece-me óbvio que enquanto o Benfica não tiver uma estrutura organizada e
orientada para o sucesso vai ganhar poucas vezes.
Infelizmente o problema começa no Presidente que não sabe criar essa estrutura e que
não acompanha o Clube nos momentos decisivos e que permite que no Benfica haja
uma verdadeira feira de vaidades..
No Benfica actual falta humildade, falta humildade no discurso e falta humildade na
forma como se encaram os adversários.
Falamos como se ganhássemos todos os anos, mas nada mais longe da realidade.
A verdade é que enquanto não admitirmos que perdemos muito mais do que ganhamos
e enquanto não enfrentarmos a realidade nunca mais seremos liderantes no futebol
português.

- Que comentários lhe merece a aposta na não renovação do contrato com a
Olivedesportos?

Plenamente de acordo com a não renovação desde que tenha sido feita legalmente e
salvaguardando qualquer potencial implicação jurídica.
Era imperativo não renovar com a Sport TV.
No entanto, neste momento, tenho sérias dúvidas que o Benfica tenha adoptado
a melhor solução com uma Benfica TV paga. Havia outras alternativas ao dispor da
Direcção do Benfica e que esta as conhecia.
Veremos com o tempo se o Benfica fez bem em deter um canal Premium e chamar-lhe
Benfica TV.

- O que lhe parece a opção de contratação de tantos jogadores sérvios (depois de
no passado terem sido contratados em grande número argentinos, uruguaios e
brasileiros)?

Contratar um número significativo de jogadores todos do mesmo país e com uma língua
e cultura tão distantes da nossa parece-me algo arriscado.
Quando vem só um jogador de um país com pouca afinidade com o nosso, esse
elemento tenta adaptar-se a nós rapidamente. Quando são vários há o risco que se
possa formar um grupo à parte dentro do balneário.
Mas eu confio que tudo irá correr bem, até porque o problema do Benfica não tem
sido o de jogadores nem da qualidade do plantel, mas de uma falta de visão e de uma
estrutura sólida capaz de responder aos desafios necessários para tornar o Benfica
campeão.

- Consigo na presidência, pessoas como Jorge "o Porto é uma religião" gomes
continuariam a trabalhar no clube?
Claro que não. Comigo só trabalharão Benfiquistas (excepto treinadores e jogadores).
Pessoas de outros clubes serão convidas a sair do Benfica no meu primeiro dia.

4.12. BICADAS DE AGUIA
- Porque para si, a alteração aos estatutos foi um golpe, o chumbo do R&C foi um elogio
à democracia, se ambas as coisas aconteceram ambas em assembleias dos sócios do
Benfica ?

Gostava de fazer uma pequena correcção inicial: eu nunca disse que “a alteração aos
estatutos foi um golpe, o chumbo do R&C foi um elogio à democracia”. Nunca disse isso!
Mas vamos por partes esclarecer esse assunto que importa clarificar.
A alteração dos estatutos veio afectar seriamente a democracia no Benfica. Disso não
há dúvidas. A prova está no facto de os sócios terem chumbado as contas apresentadas
pela Direcção e nada ter sucedido, nem sequer a sua reapresentação.
Mas há muito mais coisas que afectam a democracia no Benfica. Por exemplo, a
exigência de 25 anos de sócio consecutivos para se poder ser candidato a Presidente
do Benfica é tão surreal que nenhum dos dois candidatos às últimas eleições cumpriam
esse requisito.
A disparidade de votos actual entre sócios é injustificável, bem como a ausência de um
voto físico que possa ser recontado.
Por tudo isso é que apresentei, recentemente, uma proposta de revisão de estatutos.
Finalmente, quanto diz que “o chumbo do R&C foi um elogio à democracia”, devo-lhe já
dizer que não foi. Foi, sim, um exercício inútil em que os sócios foram profundamente
desrespeitados. Ficamos a saber que a Direcção não está ao serviço dos sócios. Portanto,
não houve qualquer “elogio à democracia”, mas o seu insulto!

4.13. F.L.
- Uma pergunta/proposta para BC: faria uma auditoria rigorosa, independente e
completa ao Benfica desde Jorge de Brito? Há muitas mentiras institucionalizadas,
muito lixo escondido em armários...teria coragem para abrir os armários?
Faria. Sem medos. Doa a quem doer.

ranking