O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 26 de novembro de 2011

Vou-me conter

 ●  23 comentários  ● 
... para não deixar aqui uns quantos insultos pelo comportamento absolutamente vergonhoso do Cardozo, vou antes focar-me no vandalismo dos adeptos dos lagartos que vieram dar razão ao Benfica para os por dentro de uma zona de segurança. Eles não mesmo muito perigosos, esses vândalos.

Nojenta também a atitude dos dirigentes do Sporting que apareceram a queixar-se de de mentiras e se esqueceram de condenar a atitude dos vândalos dos Lumiar que incendiaram cadeiras como eu nunca tinha visto em lado nenhum no Mundo.

SÃO A VERGONHA DO FUTEBOL PORTUGUÊS!

Quanto ao jogo, outros virão escrever sobre ele, mas o Javi mereceu tudo o que de bom aconteceu. Um jogador enorme e uma exibição de luxo juntamente com Aimar e Witsel. VITÓRIA MERECIDA e que peca por escassa, só manchada com algum ascendente dos lagartos depois da expulsão (burra) do Cardozo.

PS- Não me consigo conter perante a situação do Cardozo. Não vou dizer tudo o que penso porque a quente iria insulta-lo, mas antes que venham os do costume para o defender, é importante que tenham estado no estádio e visto que a explusão foi correcta porque o jogador esteve consecutivamente em quatro lances a reclamar e interpelar o árbitro. Quando já tinha amarelo e num jogo destes, enfim. Por mim pode ir fazer birras para a bancada durante uns meses para dar lugar a quem quer realmente dar tudo pela equipa - Nelson Oliveira, Rodrigo, Mora, Saviola....

O derby da caixa

 ●  7 comentários  ● 
Portugal, 26 de Novembro de 2011

Vai começar dentro de minutos o jogo Benfica - SCP, que após alguns anos de interregno, ficou marcado pela polémica criada em conjunto por certos sectores da comunicação social e por ex e dirigentes do SCP, relativamente à implementação de uma caixa de segurança para adeptos dos dois lados.

Um jornal avançou há cerca de 15 dias com a ideia que o Benfica ia montar uma “jaula” para os adeptos do SCP, e a partir daí sucederam-se as atitudes tacanhas da envolvente sportinguista. A comunicação social, que nos últimos anos parece caminhar para uma tez esverdeada em Lisboa, não se limitou a escutar as opiniões dos actuais dirigentes do SCP, como foi escutar as opiniões de ex dirigentes, como Miguel Salema (BOLA) e Dias da Cunha (CM).

Estrategicamente, esta comunicação social deixou a PSP para o fim e aí percebeu-se que, uma vez mais, a “montanha” sportinguista tinha parido um rato: a caixa está prevista na lei e a PSP aprova-a. Qual o drama então?
Ficaremos sem saber que outras razões teve o SCP para faltar ao almoço de Direcções, mas aposto que quando visitarmos Alvalade, lá teremos a caixa de segurança do SCP para os adeptos do Benfica. Adiante.

Sobre o jogo, muita análise foi feita, muita conjectura se plasmou em comentários e opiniões, escritas e faladas. Creio haver espaço para mais uma.

Da parte do Benfica, penso, ao contrário do que muitos disseram, que o jogo a meio da semana com o Manchester, teve mais pontos positivos do que negativos. Porque manteve a equipa em competição a alto nível, beneficiando de acréscimo de ritmo competitivo, e porque o bom resultado – histórico – de lá trazido, funciona como injecção de moral e motivação para os jogadores que jogaram, e os que não alinharam mas sentem que fazem parte de um grupo forte, em que não é fácil entrar. Pena a lesão de Luisão, mas Jardel ou Miguel Vítor darão conta do recado. Já o SCP não pode dizer o mesmo, e o facto de ter tido uma semana para preparar este jogo do ponto de vista físico não creio que lhe traga muitas vantagens, porque o Benfica teve 4 dias para descansar o que é superior ao mínimo que se considera adequado para a recuperação muscular (72 horas).

Sobre o SCP, penso que o facto de ter bastantes jogadores jovens, em idade e no clube, poderá ser negativo quanto à capacidade para reagirem a um ambiente adverso e em clima de grande rivalidade. Neste aspecto o Benfica tem vantagem, porque tem menos jogadores nessas condições. E os que temos já passaram pelo campo do FCP, pelo que já adquiriam alguma experiência.

Relativamente às consequências do jogo, parece-me que o SCP tem mais a perder do que o Benfica, pelo que deverá entrar mais pressionado. Embora durante toda esta semana, a comunicação social tenha dado uma ideia diferente, como que se o jogo fosse decisivo apenas para o Benfica ...
É evidente que ninguém quer perder e que uma vitória será sempre positiva para a equipa que a alcançar, e para os seus jogadores. Mas numa perspectiva puramente matemática, o Benfica se ganhar deixa o SCP a 4 pontos e com um calendário final nesta 1ª volta, de dificuldade superior ao nosso. Se acontecer o contrário, ficamos a 2 pontos do SCP e eventualmente 3 do FCP. Que também tem um calendário um pouco mais difícil que o nosso. Digamos que um eventual mau resultado terá consequências mais negativas para o SCP do que para o Benfica.

Quanto ao jogo em si, que neste momento que concluo este texto já decorre, ainda com 0-0, para mim há ainda o interesse de saber como reage o SCP ao defrontar o adversário mais difícil da época, fora de casa (a Lázio jogou em casa do SCP), assim como tenho interesse em saber se o nosso Benfica, neste 2º jogo mais difícil da época em nossa casa, conseguirá fazer melhor do que com o Manchester e Basileia. O árbitro é português, adepto do FCP (apesar de lisboeta), e isso também acrescenta algumas nuances ao jogo. Que ganhe o Benfica.

SL Benfica x Sporting CP -Comentem!

 ●  7 comentários  ● 

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Gaiolas e papagaios

 ●  15 comentários  ● 
1. «Não se percebe o porquê da polémica já que em vários estádios por essa Europa fora, existe a tal 'caixa de segurança’». O parecer do insuspeito subintendente Costa Ramos foi apenas mais um a juntar a muitas outras vozes competentes. Evidentemente, face à pouca ou nenhuma objectividade da algazarra leonina resultam poucas certezas; uma delas que os corredores de Alvalade estão ainda bem vivos e continuam a atrofiar as direcções que ficam obrigadas a patentear uma conduta estapafúrdia com origem num anti-benfiquismo primário; outra, há efectivamente muito nervosismo (como aliás se pôde ler nas entrelinhas das declarações de Schaars); last but not the least, a relação privilegiada que o vizinho da 2.ª Circular tem com a imprensa, da qual põe e dispõe.

2. «Não gosto do Sporting»... Porque... «No meu bairro, era um clube de elite, da polícia, que não gostava das pessoas de cor, era racista». Critique-se ou não o timing das declarações de Eusébio, ponha-se ou não em causa a sua eloquência, o direito de opinião que lhe assiste até foi desta feita devidamente fundamentado. Contudo, muito por via da falta de arcaboiço dos sportinguistas que não aceitam as suas origens, a simplicidade das declarações do Pantera Negra foi mal aceite. É engraçado como após décadas de falácias em torno do tão propalado «clube do regime» com que sempre se justificou a hegemonia encarnada (e que os benfiquistas pouco amiúde decidiram contrariar), uma verdade dê origem a tanta celeuma, cuja aberração "Em matéria de estupidez, Eusébio é king" (do Duarte Moral do Correio da Manhã) apenas representa parte do desvario verde e branco que por aí anda.

Como escrevia brilhantemente Luis Fialho no jornal O Benfica de hoje; «Sporting sempre foi, de facto, um clube genericamente conotado com as elites económicas e políticas, nomeadamente durante o Antigo Regime, fosse em Moçambique, em Lisboa, em Évora, ou em Carrazeda de Anciães. Os primeiros estatutos do clube do Visconde de Alvalade apenas permitiam a adesão a "filhos de boas famílias", e ao longo dos anos, muitas vezes ouvimos sportinguistas manifestarem o legítimo orgulho de pertencer a um clube "diferente”, logo, elitista e restrito. Como será fácil de perceber, na África colonial dos anos cinquenta este elitismo andava frequentemente de braço dado com o preconceito racial. Nem é necessário trazer para aqui os vários dirigentes leoninos ligados à PIDE ou à Legião Portuguesa, nem o facto de os anos dourados do Sporting terem coincidido com os anos de maior vigor salazarista. Bastará, simplesmente, lembrar que a cor (e não só) do Benfica agradava pouco aos senhores do regime, facto que, desde logo, os empurrava para os braços do rival. Ao pendor democrático, popular e interclassista do nosso Clube, sempre se opôs o snobismo sportinguista. Quer queiram, quer não, é essa a matriz genética de cada um dos clubes, os quais, sem elementos geográficos que os possam diferenciar, ancoraram a sua identidade noutros factores - que lhes dão densidade, e os tomam muito mais do que simples abstracções desportivas. De resto, é assim também em Buenos Aires, em Atenas, em Roma, em Milão, em Manchester, em Liverpool, em Viena, ou em qualquer outra cidade futebolisticamente dividida.»

Lágrimas de crocodilo

 ●  9 comentários  ● 
Vai p’raí uma histeria pateta a propósito da proteção que os Dirigentes do nosso clube mandaram construir no estádio para prevenção dos habituais atos de violência com origem nas claques adeptas dos clubes adversários.

Os Dirigentes e adeptos notáveis do Sporting insistem em ver neste facto um ato de provocação por parte dos Dirigentes do Benfica atribuindo-se, numa atitude pedante, o estatuto de superioridade moral e, num delírio hipócrita, o direito à indignação que têm difundido entre os adeptos Sportinguistas. O objetivo é o de criar uma tensão entre adeptos e atletas do Sporting, relativamente ao Benfica, que optimize a capacidade competitiva da sua equipa e, de algum modo, condicione os restantes intervenientes no jogo. Não é uma atitude séria.

O Benfica tem tido graves problemas com adeptos de clubes adversários que, em plena Luz, agridem os seus atletas e adeptos, os quais, são, em seguida, sovados pelos agentes de segurança, sendo que, quer estes, quer os dirigentes adversários, grotescamente, responsabilizam os Dirigentes do nosso clube pelas ocorrências, acabando com a Liga, invariavelmente, a aplicar avultada multa ao Benfica por comportamento incorrecto dos adeptos e com os adversários “a coçar na barriga”, divertidíssimos!

Obtidas as autorizações legais para o efeito, sendo, ainda por cima, uma prática corrente nos estádios de grandes clubes europeus, não há razão para esta histeria. Acresce que, ainda recentemente, alguns adeptos do Sporting se feriram com gravidade no seu próprio estádio após cairem no fosso, na sequência de disturbios. Noutra ocasião recente, podemos ver, também no estádio de Alvalade, os agentes da PSP a fugirem sob as agressões dos adeptos do Sporting! Valha-nos Deus! A iniciativa dos Dirigentes do Benfica é sensata e responsável.

Aqui-del-rei, mas porque só agora é que se lembraram? É para nos provocar! Ora bolas; é o primeiro jogo de alto risco na Luz. Não é óbvio?

De qualquer modo, ficaria bem ao nosso Presidente fazer uma declaração pública aos dirigentes e adeptos do Sporting, reiterando o respeito pela instituição e adeptos adversários, sublinhando a importância da prevenção da segurança e a preocupação de não prejudicar a visibilidade do espetáculo, apelando à compreensão de todos.

Um abraço a todos

A JAULA VISTA POR "BOLOPOSTE"

 ●  2 comentários  ● 

A gaiola das malucas

 
Eles chamam-lhe jaula, mas, tendo em conta a histeria que lhes merece a estrutura de segurança do Estádio da Luz, e dado que até vão ser eles a estreá-la, proponho que fique conhecida como a gaiola das malucas. Se se deixassem de mariquices... Enfim. Vamos lá esclarecer aqui alguns pontos:

Dizem-me que quem está a manobrar e a instrumentalizar a questão da gaiola das malucas é o senhor Paulo Pereira Cristóvão, o antigo PJ, com uma empresa de investigações duvidosas e que há muito tempo devia estar a ser investigado pelo Ministério Público. Este é o homem que, em Barcelona, num congresso com grandes clubes europeus, teve a lata de dizer que a claque do Sporting é a mais antiga do país e que resolve todos os problemas indo beber uma cerveja com eles duas horas antes dos jogos. Quando a bola começar a bater na barra (ou quando o Sporting começar a jogar contra 11), sempre quero ver onde é que ele vai estar a resolver os problemas das claques. É preciso dizer-lhe que o Estádio da Luz não é o da Joana, se é que me entendem.

Algum iluminado deve ter dito a Godinho Lopes – que é um presidente tipo rainha de Inglaterra, pois quem manda no futebol é o Luís Duque, contrariando as indicações de Isabel II – que incendiando o ambiente era mais fácil ganhar no campo. Vão queimar-se sozinhos.


Estes tipos (i) são presididos pelo homem que é um dos principais responsáveis pela construção do Fosso XXI (provavelmente o estádio mais perigoso do país em função dessa inovação da arquitectura militar medieval), (ii) nunca viram a estrutura que visa evitar que malta que vai ver a bola volte para casa com um cachecolinho de gesso, como acontece em Alvalade, estrutura essa que a PSP, na vistoria que fez nesta semana, testemunhou que aumenta realmente a segurança, (ii) vão ser acomodados numa verylight free zone, acidente que não cessam de insinuar que foi propositado (iii), e fazem este escarcéu todo?! É tão ridículo, que só pode ter segundas intenções.

E o que dizer da elegância de um clube de elite – diferente de todos os outros em função da sua nobre postura – que não tem a coragem de informar o Benfica de que a sua direcção não vai ao almoço de cortesia para que foi convidada, nem para a tribuna presidencial, preferindo usar a comunicação social para dar isso a conhecer? Acho que alguém devia colar no acrílico um cartaz a dizer «Não alimente os animais», que palpita-me que são meninos para comer umas quatro batatinhas em campo. (Bolas, já não vou a tempo de produzir uma B-shirt, para o Rodrigo usar debaixo do manto sagrado, dizendo «Toma lá, que já almoçaste», pois não?)

E quanto vale a aposta de que, ainda neste século, vão fazer o mesmo em Alvalade? Sempre foi assim, o SLB faz, o Sporting copia. A Fundação, a Corrida do Benfica, os beneficios para sócios, etc. Não facilito no prazo, porque há séculos que andam a dizer que vão fazer um pavilhão, que vão acabar com o fosso, que vão ter um canal de TV, que vão ser campeões, e a gente demora a ver.

Já agora, o que é mais perigoso? Uma caixa de segurança de última geração que evita desacatos, ou uma justiça tão lenta e tão lerda, que não conseguiu apurar a responsabilidade de uma certa pessoa no desfalque da Expo 98 e que mete barcos?

Vá, se é para se porem com mariquices, minhas malucas, quando chegarem, telefonem para casa a tranquilizar a mamã dizendo-lhe que não dá para cair dali quando o Capel atirar a camisola. Podem ligar todos ao mesmo tempo, que estão na zona do estádio com a maior cobertura de rede.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Dois temas, um post.

 ●  24 comentários  ● 
Tema 1- Miguel Vítor



Quero dizer aqui, que apesar das dúvidas que muitos levantam, confio totalmente em Miguel Vítor! É um miúdo já com experiência em "derbies", nos quais se costuma a dar bem! Mais: se JJ confia nele, um puto da formação, é porque sabe do valor dele. Ou melhor, na pré-época, quando se viu obrigado a recorrer a ele (quando o jovem central estava para ser emprestado), não se arrependeu, mudando de opinião inclusive! É puto que pode não ser um craque, mas que tem as capacidades suficientes para ser um elemento do plantel do SLB. Seja como 3º central ou quem sabe como titular no posto, aquando do ocaso de Luisão. Porque não? Se o brasileiro lhe for passando a experiência e sabedoria, creio que temos ali o futuro da nossa defesa! De recordar que apenas tem 21 anos, mais um ano e meio de aprendizagem far-lhe-á bem e depois é ir fazendo a passagem de testemunho com Luisão! Conservando Garay, claro! Assumir as rédeas da defesa aos 23/24 anos será o ideal! Eu acredito nele já!



Tema 2- A "estorieta" AF Lisboa vs SL Benfica



Segundo consta, o SLB acha que a Direcção da AF Lisboa não defende correctamente os interesses dos seus clubes, tendo lançado uma proposta de queda dos seus órgãos sociais. Tentativa frustrada, no entanto. Ora eu acredito que a AF não tem sido uma voz activa, pois se calhar não se manteve atenta aos malabarismos a Norte, sobretudo em Braga e no Porto, sempre agentes de pressão na defesa intransigente (e suja) dos seus clubes. Mas... será que é só o Benfica que vê isto? Se é verdade que o SLB apoia F. Gomes para a FPF, contra a vontade de muitos adeptos/sócios, a AFL posicionou-se contra (apoiando Marta). Por isso, o que se passará realmente? Que guerra é esta? Deixo a palavra ao painel...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

A César o que é de César!

 ●  6 comentários  ● 
E ao presidente o que é do Presidente! Grande e nobre gesto o de LFV ao agradecer publicamente aos que estiveram em Manchester! É bonito e fica muito bem! E note-se: foi sublinhado o agradecimento aos sócios e adeptos! Ou seja, para o presidente do Sport Lisboa e Benfica, aparentemente, não há distinções! Muito bem. E quanto a mim, mesmo sendo um opositor do rumo que LFV opta para o clube, é bom de sublinhar este gesto que o engrandece!

Reforço para 2012/2013

 ●  7 comentários  ● 

Sábado e o Futuro

 ●  5 comentários  ● 
No que me diz respeito, não há alerta que seja necessário para ir à Luz. EU VOU LÁ ESTAR, como estou em alguns jogos fora quando posso. Não tenho também duvidas que será o princípio da caminhada rumo ao título. Eu já disse antes e vou repetir: O BENFICA ESTE ANO VAI SER CAMPEÃO! Infelizmente não estamos a fazer um passeio calmo rumo ao título e já desperdiçamos alguns pontos dispensáveis (3 empates em 7 jogos - Gil Vicente, Braga e Porto - todos eles fora).

Mas acho que o Benfica vai dar ao Sporting esta semana a primeira demonstração do que pode esperar das equipas mais fortes do campeonato. É que até agora estão ali perto, mas têm andado a bater a mortos...

Arrumada a questão do Sporting, que tenho a certeza que vão levar uns dois ou três seguramente se estivermos a jogar à Benfica e sem medo - como em Manchester - gostava então de vos falar do futuro.

Continuam-me atravessadas as eleições da FPF e a posição do Benfica no apoio a uma lista liderada por alguém cujo passado responde pelo seu futuro. Mas pior ainda é a «guerra surda» que A Bola dá conta entre o Benfica e a sporttv. Se existe ou é propaganda não sei, mas sei que se tiver que escolher onde é que aposto as minhas fichas para exigir ao Vieira uma posição firme... é mesmo na negociação com o Joaquim Oliveira.

Isto para vos dizer que admito a hipótese de estar a ser injunto com o Vieira na questão do Fernando Gomes, quando vejo algumas pessoas como Hermínio Loureiro, João Vieira Pinto, etc. que são algumas pessoas que num passado mais recente ou mais afastado não tiveram problemas em desafiar os podres do futebol.

Não vou esconder que olhei para a lista e pensei: «E SE EU ESTOU ERRADO? E se ele vem mesmo para mudar isto?». Posto isto, enterro aqui o meu «machado de guerra» com o Fernando Gomes até ao momento das eleições e meses subsequentes para ver o que isto vai dar e assumo a disponibilidade para dar crédito ao Vieira nesta decisão.

MAS HÁ OUTRA QUE NEM QUE ELE SE PINTE DE DOURADO (como o Apito que ele financia) EU ACEITO QUE SE MANTENHA NA LUZ: Joaquim Oliveira.

RUA COM ESSA GENTE DO BENFICA!

Eu já aqui escrevi, e outros bloggers do NGB também ainda antes, que o Benfica pode ficar com os direitos e fazer uma parceria com o Paes do Amaral e a MEO para passar os 15 jogos do Benfica na Benficatv, num modelo de partilha de receita com estes parceiros - para permitir que estes tenham retorno (e lucro) nos seus investimentos.

O Oliveira ficaria a ver navios porque se não vendermos a ninguém, a clausula de opção deixa de poder ser accionada e ainda pior a ZON fica a ser a única plataforma penalizada, devido à conduta do seu accionista Joaquim Oliveira.

Os "enjaulados"

 ●  3 comentários  ● 
Desde que o Benfica tornou público que iria estrear no jogo com o Sporting a "jaula" ou a "gaiola" que os sportinguistas andam num histerismo louco. Vejam lá o que o Benfica foi inventar só para provocar os sportinguistas, uma "jaula" que mais não é que um sector delimitado com fibra de vidro e rede. Ao que parece esta coisa da "jaula" não é invenção do Benfica pois muitas equipas europeias já a utilizam.

O que irá passar-se no futuro em relação á lagartada será a seguinte:

  1. O Sporting se jogar nas competições Europeias contra clubes que utilizem a mesma "jaula", irão concerteza fazer o espalhafato que estão a fazer agora. Se calhar os adeptos lagartos até já estiveram "enjaulados" noutros estádios europeus e nem piaram;
  2. A UEFA e a FIFA poderão futuramente decretar que todos os clubes terão de ter a sua "jaula" e aí a lagartada irá dizer que isto é uma provocação aos adeptos lagartos e que poderá haver dedo do Benfica;
  3. Por norma a lagartada ridiculariza tudo o que o Benfica faz, vide Benfica TV e o Benfica Stars Fund, mas mais tarde acaba por ir atrás do Benfica, vejam o caso do fundo do Sporting e o sonho que eles têm de ter uma TV como o Benfica, portanto, mais tarde ou mais cedo a lagartada irá ter a sua "jaula"
Para a lagartada segurança é ter um fosso como eles têm. Isso sim é segurança máxima!!!!

A minha opinião pessoal é que é uma pena que o futebol tenha evoluído negativamente no aspecto da violência de forma a que muitos clubes se vejam obrigados a criarem nos seus estádios as chamadas Zonas de Conforto ou como a lagartada diz "A jaula".
E mais... O Benfica não foi o primeiro e ter uma "jaula" e leões enjaulados, os pioneiros foram os próprios lagartos na sua apresentação, portanto, já estão habituados a ver leões enjaulados.

Encher a Luz contra o Sporting

 ●  6 comentários  ● 




Já tens o teu bilhete para Sábado?
Corre a comprar, pois vamos encher a Luz para ganhar à lagartada!

É a maior resposta ao brinde que a equipa nos deu e só assim faremos ver que não são só aqueles 3000 (que mais pareciam 100000) que fazem barulho e apoiam a equipa!

Vamos colocar a Luz a abarrotar!!!

Crédito ao Dezazucr pois o texto é de um comentário dele ao tópico anterior.
P.S. - árbitro para o derby é João Capela que nunca apitou em derbies mas que já fez uns roubos de igreja ao Benfas.

Arrepiante!!

 ●  14 comentários  ● 
Se existem alturas em que fico enojado com todo o lodo que mancha o futebol, com escândalos de corrupção do campeonato português até á FIFA o facto é que são jogos como o embate de hoje entre Benfica e Manchester que ainda justificam o epíteto de "beautiful game" acima de qualquer outra modalidade desportiva a nível mundial e que ainda me prendem a este jogo. Pode não ter sido dos melhores jogos a nível técnico, mas a nível táctico e principalmente em emoção foi daqueles jogos que manteve sentado na pontinha do sofá e a andar de um lado para o outro pela sala.

Na antecâmara para este jogo notava-se pelo discurso de Jorge Jesus e dos jogadores que toda a comitiva estava focada no objectivo de garantir a passagem á próxima fase da Liga dos Campeões antes da última jornada.
E a entrada do Benfica no jogo confirmou essa ambição sem basófia ao contrário do que costuma ser usual tanto em JJ como em vários membros da Direcção. A equipa que entrou em campo foi a esperada, com um meio campo fortalecido com Witsel e Javi Garcia e apenas um ponta-de-lança - surpreendentemente Rodrigo em detrimento de Cardozo.

O Benfica praticamente que começou o jogo a ganhar com um golo marcado logo aos 3 minutos no seguimento de uma jogada iniciada no meio-campo por Witsel e em que Gaitán foi o principal obreiro apesar do golo ter sido atribuído a Phil Jones.
O Manchester ficou atordoado por ver-se a perder desde tão cedo e o Benfica galvanizou-se discutindo taco a taco o jogo com os "red devils". Nani liderou a resposta do Manchester ao golo do Benfica, sendo dele o centro para Berbatov (em posição ilegal) marcar o golo do empate.
Foi uma primeira com períodos de domínio para ambos os clubes e em que o meio campo do Benfica demonstrou bastante competência começando pela cobertura defensiva providenciada por Javi Garcia ao papel crucial desempenhado por Witsel nas transições defesa-ataque, pela entrada fulgurante de Gaitán que esteve envolvido na grande maioria das jogadas de perigo do Benfica na primeira parte e pela liderança de Aimar de cada vez que o Manchester ameaçava agigantar-se como foi o caso quando no lance a seguir a Ashley Young fazer tremer todos os benfiquistas ao aparecer cara a cara com Artur, obrigar De Gea a uma defesa complicada após um grande passe de Gaitán. 

A segunda parte começou com uma pressão asfixiante do Manchester a criar várias situações na área do Benfica com uns primeiros quinze minutos infernais em que a nossa equipa parecia totalmente encostada ás cordas... Artur segurava o barco como podia pois infelizmente o Capitão teve que o abandonar prematuramente por lesão que certamente o deixará excluído do derby.
Pouco depois, e logo a seguir a Míguel Vitor ter sido lançado aos tubarões o Manchester passou para a liderança do marcador. Um ponto a rever neste Benfica: se Luisão não consegue cumprir o seu papel (por limitações físicas ou desorientação pois é falível) parece que toda a estrutura defensiva da equipa abana. Motivo de preocupação para o jogo com o Sporting.
No entanto, logo no minuto a seguir o Benfica despertou muito por culpa do apoio incessante da falange de apoio que estava na bancada do Teatro dos Sonhos. No seguimento de um mau alívio defensivo Bruno César rematou á baliza para um mau alívio de Rio Ferdinand com a bola a sobrar para o inevitável Aimar dar uma machadada no espírito combativo dos ingleses. A seguir ao golo o Benfica conseguiu de novo controlar o rumo do jogo, fazer incursões no meio-campo do Manchester que deixavam os ingleses em sentido e com mais receio de sofrerem o terceiro golo do que propriamente em procurarem a vitória. Mesmo nas bancadas os adeptos do colosso inglês notaram que a maré não estava a favor do Manchester - o Benfica calou os adeptos do maior clube de Inglaterra e os 3000 que não se calaram o jogo todo fizeram-se ouvir acima dos 72000 ingleses. ARREPIANTE! Fico de peito inchado quando OS BENFIQUISTAS vão á pátria do futebol demonstrar e calam o adversário.

Durante o resto do jogo ainda houve alguns lances perigosos em ambas as áreas com Berbatov a falhar por pouco um lance de golo e Rodrigo mesmo no final do jogo quase a marcar. O jogo acabou pouco depois debaixo dos cânticos dos adeptos do Benfica que carregaram a equipa ás costas.

Destaque para as substituições operadas por Jesus, todas no momento certo e sabendo ler a corrente do jogo. A entrada de Matic reequilibrou um meio-campo que estava a entrar em ruptura face á pressão intensa do Manchester e ao sub-rendimento de Gaitán na segunda-parte. A entrada do sérvio foi importantíssima pois além de ter dado maior cobertura defensiva a uma defesa orfã de Luisão permitiu libertar Witsel para outras funções mais construtivas no jogo, permitindo que o Benfica segurasse melhor a bola e construísse de novo jogadas de perigo no meio-campo inglês.
Destaque também para Witsel que fez um jogo fenomenal! Impressionante a capacidade de multi-tasking do belga. Ajudou nas tarefas defensivas, além de servir de ligação entre a defesa e o ataque e ser várias vezes o primeiro jogador a começar a construir as jogadas. Acabou no lado direito como extremo após a saída de Aimar.
Aimar foi decisivo: apareceu no momento certo á hora certa, deu água pela barba ao meio-campo e defesa do Manchester e era sempre o primeiro a responder aos lances de perigo dos ingleses.
E se não fosse Artur obviamente que o Benfica não discutiria o resultado.

Termino a pedir a todos os benfiquistas: neste Sábado todos ao estádio!!! Não só agradecer aos jogadores mas criar o Inferno da Luz para carregar a nossa equipa até á vitória num jogo que pode ser decisivo para engatar o Benfica rumo ao campeonato!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

OBRIGADO PELA PRENDA, BENFICA!

 ●  16 comentários  ● 
Não resisto a colocar já outro "post", MAS OBRIGADO PELA PRENDA, BENFICA!
Que heróicos adeptos! Que heróicos jogadores. Ou por outro lado, sublinhe-se a normalidade deste 2-2 face ao comportamento dos jogadores! E destaque-se JJ, pois é a pensar em grande que se torna o Benfica ainda maior! E se fomos grandes! Mesmo que perdêssemos tínhamos demonstrado o melhor Benfica!
OBRIGADO PELA PRENDA!

Antes das análises ao jogo...

 ●  5 comentários  ● 
Gostava de destacar o ENORMÌSSIMO apoio dado pela claque do Benfica.

Os melhores adeptos do Mundo!! É incrível como conseguem tornar um jogo num dos palcos míticos do futebol mundial contra provavelmente um dos três maiores clubes do Mundo num jogo em casa para o Benfica!

Imagino que os ingleses e toda a gente que tenha visto este jogo pela Europa fora tenha ficado totalmente estupefacto com o facto de num jogo em Old Trafford só se ouvir a claque do Benfica - desde o princípio ao fim do jogo.

Manchester x BENFICA

 ●  14 comentários  ● 
Vamos lá BENFICA....rumo à vitória!!!

Aimar e Rodrigo...vamos lá a marcar
Gaitan...mostra  ao SIR, quem é o melhor assistente da Champions!!!
ARTUR, mostra  aos Ingleses quem é o REI !!!

Vamos comentar aqui, as incidências deste jogo.

2 milhões de visitas. Obrigado !!!

 ●  8 comentários  ● 

Chegámos hoje aos 2 milhões de visitas! 
Parabéns ao GERAÇÃO BENFICA o Pai do Blogue.

Estamos também muito gratos a quem faz o favor de  nos visitar !!!

Sabemos que este blogue é polémico e vai continuar a se-lo porque, o único alinhamento que nos norteia é apenas e só, os superiores interesses do nosso SAGRADO E AMADO CLUBE.

Há por vezes algumas alfinetadas a este ou àquele elemento da Direcção ou da equipa técnica, mas um clube com a grandeza do nosso ENORME, tem de ter uma massa adepta exigente e pedir-lhes que cumpram, com o seu profícuo trabalho, o que nos prometeram quando foram eleitos uns, e contratados os outros.


Lobo com pele de cordeiro II

 ●  15 comentários  ● 
Caros amigos, obrigado a todos pelos comentários e elogios.


Vou tentar uma resposta conjunta;


Não há como acreditar em FG. Não é possível. FV cometerá um erro grave se não explicar convincentemente aos Benfiquistas a razão do apoio a FG. A consequência será a divisão dos Benfiquistas. Mesmo à medida do Costa. Esta é uma ocasião histórica de enfrentar “ o sistema”. Como é possível que não se tenha constituído uma frente de clubes “não-alinhados” com uma candidatura própria? Benfica, Sporting, Marítimo, Guimarães, Paços de Ferreira, Rio Ave, etc? Admito que haja uma razão para tal, mas é necessário compreendê-la. Lá diz o ditado: “à mulher de César não basta ser séria; é preciso parecê-lo”. Terá sido este o preço pela aceitação dos novos estatutos da FPF?

O eagle coloca algumas questões que merecem reflexão: uma delas reside no facto de, habitualmente, cairmos como patinhos na agenda imposta pela comunicação social; o caso Alan é o último exemplo. Temos que inverter os termos, fazendo e debatendo a nossa própria agenda!

Disse e mantenho que FV é um dos melhores dirigentes da história do futebol Português. Não tenhamos ilusões, quando o Benfica for, efetivamente, poderoso, a nível social e económico, “o sistema implodirá”. FV está a fazer a parte dele, com extraordinária competência, paciência e visão, aprofundando, ampliando e fortalecendo os elos sociais e económicos do Benfica reabilitando e promovendo o Benfiquismo. Teremos nós de fazer a nossa; apoiando, aderindo, criticando, sugerindo, exigindo mas sempre com inteligência e amor ao nosso Benfica.

Também eu, por vezes, fico furioso e me apetece “partir tudo”, responder à letra às provocações que proliferam, na comunicação social. É o que eles pretendem eagle! No insulto, na provocação, na picardia são, efetivamente, “melhores” que nós. São sempre capazes de ir mais longe. Têm a determinação dos ressabiados, dos rancorosos, dos invejosos. O primeiro objetivo é dispersar a concentração competitiva dos atletas, técnicos e dirigentes do Benfica enfurecendo os adeptos, suscitando até fortes ações policiais contra nós, como já tem acontecido. O segundo, é destruir o maior capital que o Benfica tem, testemunhado, também, pelo texto do Robson aqui introduzido pelo Master; destruir essa forma especial de estar na vida, razão pela qual o nosso clube suscita simpatia em todo o lado. As rábulas dos túneis, das pseudo-zaragatas no final ou no intervalo dos jogos, as acusações de racismo, por interposta entidade - clube aliado - visa isso mesmo. Repare; põem os aliados “à bulha” com o Benfica e ficam de fora, a ver e espicaçar, como se não fosse nada com eles! Perante a opinião pública, querem fazer passar a ideia de que somos um clube de arruaceiros e eles de pessoas de bem, invertendo a realidade! E, “tenho a certeza” foi por essa razão que o nosso Rui Costa saíu do banco. As “cegadas” dos Rubens, Albertos, Alans e quejandos, visaram, também, destruir a imagem pública imaculada do Rui, para eles insuportável. Os comentadores desonestos e hipócritas das tertúlias televisivas já aludiam ao “cadastrado” Rui Costa tentando colar-lhe o anátema de arruaceiro.

Portanto, apoio sem hesitar a postura de não retaliação do Vieira preocupando-se antes, em manter a máxima concentração de todos no que é, efetivamente, importante; o trabalho determinado e competente e a postura de elevação cívica que nos é própria. Sem prejuízo de accionar todos os mecanismos regulamentares disponíveis na defesa do Benfica, bem como de dirigir mensagens institucionais ao público em geral e aos Benfiquistas em especial. Mas, não dar confiança a trafulhas e provocadores.

Uma das vantagens do Costa sobre os outros, consiste em ter feito todos acreditarem que é “doido”, inimputável e representa “O Norte”. Por isso, os seus correligionários parecem prontos a obedecer-lhe cegamente. Os restantes, incluindo os que têm obrigação de fazer cumprir o Estado de Direito, sabem que se manterá sossegado desde que ganhe; por isso, covardemente, criminosamente, “preferem fechar os olhos”. Foi, quanto a mim, o caso do Apito Dourado; um fechar de olhos institucional, um simulacro de justiça, que caucionou o miserável comportamento comprovado por testemunhos e pelas escutas.

Eagle, não esqueça que o ativo do Benfica supera o passivo e que o passivo é bom quando os investimentos efetuados são bons, como é o caso. O Benfica tem liquidez, gera cash-flow, por isso tem crédito. Quer um exemplo interessante? A Bélgica tem uma dívida superior à nossa e ninguém fala dela, sabe porquê? Porque tem liquidez, capacidade exportadora. FV só controla a Benfica TV, nada mais. O Costa é que controla quase tudo através do Oliveira. Por isso é que tudo o que Vieira diz se volta contra nós; viram tudo ao contrário, não são sérios. E não é pirilampo; em termos empresariais anda sempre à frente dos outros. Olhe que sei do que falo. Costas & Cª parecem baratas tontas a tentar imitá-lo.

É muito, mas muito complicado destruir uma máquina tipo “centopeia”, com ligações fortíssimas a outras áreas da sociedade; política, económica, judicial e, pelos vistos, até da maçonaria, consolidada durante décadas de laxismo institucional. O (meio) Fracasso do Apito Dourado, foi uma oportunidade perdida. Mas não por acaso…infelizmente. A destruição do “sistema” não é tarefa para um homem só ainda que seja Presidente do Glorioso Benfica. É tarefa para uma sociedade que se quer adulta e livre, onde nós, Benfiquistas, temos um papel a desempenhar, indagando aos agentes políticos dos seus projectos para o Desporto, para a Justiça e para a educação, e votando em conformidade com o nosso juízo.

Eagle, se conhece algo sólido que valha a pena, não hesite em partilhá-lo e discuti-lo connosco. Podemos ter divergências, mas temos em comum o amor ao nosso Benfica que merece o nosso esforço de construção de um Benfica mais poderoso. E, não tenho dúvidas, unidos no essencial, seremos mais fortes.

Venceremos.

Um abraço a todos

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Mangala: Ainda mal chegou, já "quer" saltar fora!

 ●  4 comentários  ● 

“Sou grande adepto do PSG. Se é um clube que me agrada? Claro. Ia já!” - Mangala in Record

“Cheguei ao FC Porto apenas este verão. Este tem sido um dos melhores clubes da Europa nos últimos anos e penso que será um bom trampolim para a minha carreira.” idem

O CRAC será um bom trampolim para ir para o Paris SG? O prestígio dos andruptos só chega para saltar para clubes assim, tipo Lyon, Atl. Madrid ou PSG... E o Hulk será contratado por quem? Lazio? Everton?

PS: excelente a ambição de JJ de ganhar em Manchester, mas provocar os ingleses, ao dizer que a Liga deles é a 4ª da Europa parece-me... precipitado! Ainda assim, estão reunidas as condições para um grande jogo da nossa parte!

A Champions e a viagem a Manchester

 ●  7 comentários  ● 
Portugal, 16 de Novembro de 2011

Após o empate com o Basileia voltaram as carpideiras do costume, manifestando-se por tudo quanto era sitio, fosse na Internet (os adeptos) fosse na comunicação social (os jornalistas, analistas e notáveis do clube). Li um desabafo num blogue, de alguém que esteve lá e chorou (!?) por não termos conseguido ganhar e apurarmo-nos para a fase seguinte, logo seguido de um apelo à coragem que “vamos conseguir”. Noutros lados li sobre as dúvidas e incertezas que se instalaram nas cabeças e corações dos adeptos e percebi que 10 anos depois, apesar do tal projecto empresarial “ganhador”, tudo continua igual na descrença benfiquista e tudo continua igual na falta de fair-play de sócios e adeptos.

Posso parecer um benfiquista “anormal” porque não sinto o Benfica da maneira que a maioria sente, mas isso não quer dizer que não me importe ou que não queira ganhar muito. Este tipo de sentimento nada tem que ver com a minha antipatia pelos actuais “donos” do clube e SAD, porque já assim era antes. Lembro-me de ir a Espanha no dia seguinte aos 7-0 (não podemos esquecer) de Vigo e levar um boné do Benfica pendurado no lado de dentro do vidro do carro. Tal como nos dias seguintes, pois não o tirei. Podemos escorregar, mas não caímos. É assim que penso, mesmo que durma mal após cada resultado menos bom.

O caso do empate com o Basileia nem é nada disso, pois é um resultado positivo. Por resultado positivo entendo todo o que contribui para a obtenção do objectivo final, que é passar à fase seguinte. Ora se empatamos, tiramos 2 pontos ao nosso concorrente directo e ficamos com vantagem no goal-average. Podia ter sido melhor? Claro que sim, mas o Manchester não terá pensado o mesmo quando empataram 3-3?

No futebol há que saber ganhar, saber perder e saber empatar. Nós no Benfica, queremos ganhar sempre e parece que não percebemos que às vezes isso pode não acontecer, porque os outros também estão ali para jogar. O Basileia tem menos “nome” que o Benfica? Sem sombra de dúvida. Mas não são os nomes que ganham jogos, ma sim as equipas. E o Basileia terá seguramente um bom orçamento, ou não viesse de um país desenvolvido. Com bons orçamentos contratam-se bons jogadores e com bons jogadores mais facilmente se ganha.

Virando o disco para a estatística, com base nos dados da UEFA podemos avaliar a carreira do Benfica nesta Champions de forma mais cerebral, tentando prever os próximos jogos. Assim estamos com uma média de 47% de posse de bola (só em 1 dos 4 jogos, temos mais que o adversário), fazemos 16 faltas e sofremos 11 faltas por jogo, rematamos 12 vezes por jogo (5,5 enquadrados com a baliza), permitimos 8 remates dos adversários por jogo (3 enquadrados com a baliza), obtemos 7,5 cantos e concedemos 3 por jogo, somos apanhados em fora de jogo 2 vezes por jogo contra 5 do adversário. Na disciplina temos 10 cartões amarelos, tantos como os adversários, e 1 vermelho contra 0 dos adversários.

Os números valem o que valem, mas o jogo que tivemos menos posse de bola (39%), em casa com Manchester, foi o que rematamos mais (14). No jogo que fizemos menos remates (7), ganhamos 2-0 ao Basileia, que também foi o jogo em que concedemos mais remates ao adversário (13) e o que fizemos mais faltas (19). No jogo com mais posse de bola (61%), no Otelul, fizemos 13 remates e 14 faltas. O pior desempenho no capítulo dos remates foi em casa com o Basileia, sendo que dos 13 remates, apenas 3 foram enquadrados com a baliza.

Posso salientar que o Basileia em Manchester rematou 13 vezes, tantas como os da casa (!?), tendo 5 remates enquadrados com a baliza, contra 7 do MU. A posse de bola e os cantos foram iguais para cada. Nada mau para os suíços.

Dito isto, que Benfica se pode esperar em Manchester? Desde logo um Benfica vencedor, acreditando no potencial da equipa e na sua capacidade de inventar jogo perante circunstâncias adversas que podemos estimar com base nos dados do Manchester. Assim prevê-se um MU com muita posse de bola, entre 58% e 63%, com poucas faltas cometidas, entre 8 e 11, obrigando-nos a fazer mais faltas que eles (o que tem sido hábito), entre as 14 e as 18, com muitos remates à baliza, entre 11 e 15 (nós deveremos obter entre 7 e 10), sendo enquadrados com a baliza 5 a 8 (nós 3 a 6), entre 3 a 5 cantos contra nós, 1 a 4 a nosso favor.

Uma vitória em Manchester significa o 1º lugar e o coroar da melhor Champions que já fizemos no actual modelo de prova. Assim o espero.

Justa homenagem à 'Tia' dos jogadores

Avatar
 ●  4 comentários  ● 
Com 56 anos e funcionária do Benfica desde 1985, Anabela Teixeira morreu a 18 de Novembro.

'Figura querida dos jogadores que passaram pelo clube nos últimos 26 anos, Anabela era quem servia os pequenos-almoços e os lanches ao plantel profissional das águias, sendo carinhosamente apelidada de "tia". Estava de baixa desde 2010.' - retirado da imprensa.

Não se trata por 'tia' alguém por quem não se nutre algum sentimento especial.

Fica a homenagem a alguém quer serviu o clube durante tanto tempo, e que partiu cedo demais.

domingo, 20 de novembro de 2011

Deus não dorme. Arrepiante...

 ●  2 comentários  ● 

Lobo com pele de Cordeiro

 ●  10 comentários  ● 
A candidatura de Fernando Gomes (FG) à Presidência da FPF, promovida, supostamente, pelos soldadinhos da liga de honra e outros, permite-nos perceber as verdadeiras razões que o movem. FG move-se pela defesa dos interesses do Porto e seus aliados. De facto, porque abandonou o alegado projeto de desenvolvimento do futebol com que foi eleito para a Liga? Liberto dos conselhos de arbitragem, Disciplina e Justiça, teria melhores condições para levar à prática o desenvolvimento económico do futebol. O projeto era outro!

Agora, candidata-se à Presidência da FPF com o mesmo paleio. Lá diz o ditado; com papas e bolos se enganam os tolos. "O projeto da treta" é o nome que eu lhe atribuo. É óbvio que quer manter árbitros, Disciplina e Justiça à mão; poderá, assim, de viva voz, transmitir as ordens do Costa, como acontecia, alegadamente, com o Sousa.

Se FG tivesse perfil para o cargo, teria já mandado efetuar um inquérito aos incidentes elétricos no Axa, e promovido punição exemplar dos responsáveis, em caso de dolo. Com dolo ou não, informaria, inequivocamente, a opinião pública, como é sua obrigação! Esta técnica dos cortes de luz no decurso de um jogo é um dos métodos utilizados pelos arranjadores de jogos profissionais. Estou convicto que é o caso.

Porém a falta de perfil de FG, está bem patente pelo seu desempenho no atual mandato da Liga. De facto, porque foi arquivado o caso Kléber? Porque foi alterada para positiva a nota negativa muito bem dada pelo Observador ao Xistra, relativa ao seu miserável desempenho no Braga-Benfica da época passada? Porque não houve sumaríssimo ao Alan relativo a esse jogo? Porque foi nomeado o Proença para o Braga-Benfica desta época onde fez, novamente, asneira da grossa? Porque não houve sumaríssimo ao Jumel relativamente a este jogo? Estes casos permitem-nos concluir que os regulamentos não se aplicam ao Porto, excepto quando o favorecem. Que os Observadores não devem atribuir classificações contrárias aos interesses dos clubes do sistema. Que ostensivamente, se estão nas tintas para os protestos e prejuízos do Benfica e para as suas próprias funções estatutariamente consagradas.

O que ainda não consegui perceber é a razão do apoio do nosso Presidente a este lobo com pele de cordeiro. E seria bom que fosse claro. Poderá utilizar a Benfica TV para nos explicar porque é que o projeto de FG é bom para o Benfica e porque acredita que o irá levar à prática. Nós queremos explicações e temos direito a elas.

O que me parece é que Filipe Vieira (FV) contava com a candidatura e lealdade de Fernando Seara (FS), apercebendo-se demasiado tarde que havia “outras lealdades” no terreno, incompatíveis com os interesses do Benfica. Refiro-me ao abominável Paulo Costa e ao volátil Luís Duque que FS fazia questão de manter na sua lista. Hermínio Loureiro, quanto a mim, o homem certo para o lugar, condicionando a sua candidatura à não candidatura de FG, revelou-se indisponível para a luta da regeneração do futebol, provavelmente, pela má experiência que teve na Liga, donde teve que fugir, covardemente, a sete pés, deixando o Ricardo Costa completamente sozinho. Assim, ficou FV “com as calças na mão” não lhe restando outra alternativa senão negociar o apoio do Benfica ao FG, minimizando os estragos. E deve ter conseguido garantias “nominalmente” relevantes visto que “a gandulagem” se viu forçada a avançar com outra candidatura. Digo “nominalmente” porque depois, nada se cumprirá passando os termos do eventual acordo a mal-entendidos.

Portanto insisto; FV deve explicar bem explicado aos Benfiquistas, qual é o projecto desportivo de FG, porque é este do interesse do Benfica, porque confia na sua execução e de que instrumentos dispõe para agir em caso de incumprimento. O cenário que temos atualmente é que, FG vai ser eleito com o apoio do Benfica para prejudicar, precisamente, o Benfica! Cinicamente, o Costa poderá então dizer que até nem apoiou FG e não tem nada a ver com eventuais irregularidades alijando a responsabilidade, precisamente para o Benfica. À falta de melhor explicação chamo a isto, “maquiavelismo” para totós.

Quanto ao António Oliveira, admirei-o como atleta; foi um jogador de futebol excecional. Admiro-o pela recente licenciatura em Direito na Universidade Católica; não é para qualquer um. É evidente que aspira à presidência da FPF. Provavelmente está já a marcar posições para o futuro, começando a demarcar-se dos aliados de ontem. Lamento, mas não lhe reconheço qualidades cívicas e humanas idóneas, para tal cargo, face ao seu histórico comportamental. Nutre um ódio irracional ao nosso Benfica e isso não é próprio de um adversário digno desse nome.

Poderão, ocasionalmente, vencer-nos, mas enganar-nos não.

Hora de trabalhar com mais afinco que nunca!

 ●  9 comentários  ● 
Agora que o FCP "foi de vela" na Taça de Portugal, é hora do Benfica trabalhar com mais afinco que nunca! Deixar a basófia do insulto fácil aos andrades, as ironias e afins! É hora da equipa técnica e dos jogadores darem ainda mais! Porque esta derrota é tão saborosa que temos de usá-la como catalisador interior para arrancarmos de vez para uma época de sonho! Temos de usar esta factor como motivação para pisar os "andruptos", mas dentro de campo! E tendo o FCP de fora da Taça de Portugal, a viagem ao Jamor ficou mais curta... Aproveitemos o momento, então!
Já agora, parece que afinal Pinto da Costa enganou-se no adjunto a ser enviado para Coimbra! Se calhar, tinha sido melhor mandar o Vítor para a "Briosa".
PS: excelente a renovação com Luís Martins.

ranking