Arrepiante!!
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Arrepiante!!

 ●  + 14 comentários  ● 
Se existem alturas em que fico enojado com todo o lodo que mancha o futebol, com escândalos de corrupção do campeonato português até á FIFA o facto é que são jogos como o embate de hoje entre Benfica e Manchester que ainda justificam o epíteto de "beautiful game" acima de qualquer outra modalidade desportiva a nível mundial e que ainda me prendem a este jogo. Pode não ter sido dos melhores jogos a nível técnico, mas a nível táctico e principalmente em emoção foi daqueles jogos que manteve sentado na pontinha do sofá e a andar de um lado para o outro pela sala.

Na antecâmara para este jogo notava-se pelo discurso de Jorge Jesus e dos jogadores que toda a comitiva estava focada no objectivo de garantir a passagem á próxima fase da Liga dos Campeões antes da última jornada.
E a entrada do Benfica no jogo confirmou essa ambição sem basófia ao contrário do que costuma ser usual tanto em JJ como em vários membros da Direcção. A equipa que entrou em campo foi a esperada, com um meio campo fortalecido com Witsel e Javi Garcia e apenas um ponta-de-lança - surpreendentemente Rodrigo em detrimento de Cardozo.

O Benfica praticamente que começou o jogo a ganhar com um golo marcado logo aos 3 minutos no seguimento de uma jogada iniciada no meio-campo por Witsel e em que Gaitán foi o principal obreiro apesar do golo ter sido atribuído a Phil Jones.
O Manchester ficou atordoado por ver-se a perder desde tão cedo e o Benfica galvanizou-se discutindo taco a taco o jogo com os "red devils". Nani liderou a resposta do Manchester ao golo do Benfica, sendo dele o centro para Berbatov (em posição ilegal) marcar o golo do empate.
Foi uma primeira com períodos de domínio para ambos os clubes e em que o meio campo do Benfica demonstrou bastante competência começando pela cobertura defensiva providenciada por Javi Garcia ao papel crucial desempenhado por Witsel nas transições defesa-ataque, pela entrada fulgurante de Gaitán que esteve envolvido na grande maioria das jogadas de perigo do Benfica na primeira parte e pela liderança de Aimar de cada vez que o Manchester ameaçava agigantar-se como foi o caso quando no lance a seguir a Ashley Young fazer tremer todos os benfiquistas ao aparecer cara a cara com Artur, obrigar De Gea a uma defesa complicada após um grande passe de Gaitán. 

A segunda parte começou com uma pressão asfixiante do Manchester a criar várias situações na área do Benfica com uns primeiros quinze minutos infernais em que a nossa equipa parecia totalmente encostada ás cordas... Artur segurava o barco como podia pois infelizmente o Capitão teve que o abandonar prematuramente por lesão que certamente o deixará excluído do derby.
Pouco depois, e logo a seguir a Míguel Vitor ter sido lançado aos tubarões o Manchester passou para a liderança do marcador. Um ponto a rever neste Benfica: se Luisão não consegue cumprir o seu papel (por limitações físicas ou desorientação pois é falível) parece que toda a estrutura defensiva da equipa abana. Motivo de preocupação para o jogo com o Sporting.
No entanto, logo no minuto a seguir o Benfica despertou muito por culpa do apoio incessante da falange de apoio que estava na bancada do Teatro dos Sonhos. No seguimento de um mau alívio defensivo Bruno César rematou á baliza para um mau alívio de Rio Ferdinand com a bola a sobrar para o inevitável Aimar dar uma machadada no espírito combativo dos ingleses. A seguir ao golo o Benfica conseguiu de novo controlar o rumo do jogo, fazer incursões no meio-campo do Manchester que deixavam os ingleses em sentido e com mais receio de sofrerem o terceiro golo do que propriamente em procurarem a vitória. Mesmo nas bancadas os adeptos do colosso inglês notaram que a maré não estava a favor do Manchester - o Benfica calou os adeptos do maior clube de Inglaterra e os 3000 que não se calaram o jogo todo fizeram-se ouvir acima dos 72000 ingleses. ARREPIANTE! Fico de peito inchado quando OS BENFIQUISTAS vão á pátria do futebol demonstrar e calam o adversário.

Durante o resto do jogo ainda houve alguns lances perigosos em ambas as áreas com Berbatov a falhar por pouco um lance de golo e Rodrigo mesmo no final do jogo quase a marcar. O jogo acabou pouco depois debaixo dos cânticos dos adeptos do Benfica que carregaram a equipa ás costas.

Destaque para as substituições operadas por Jesus, todas no momento certo e sabendo ler a corrente do jogo. A entrada de Matic reequilibrou um meio-campo que estava a entrar em ruptura face á pressão intensa do Manchester e ao sub-rendimento de Gaitán na segunda-parte. A entrada do sérvio foi importantíssima pois além de ter dado maior cobertura defensiva a uma defesa orfã de Luisão permitiu libertar Witsel para outras funções mais construtivas no jogo, permitindo que o Benfica segurasse melhor a bola e construísse de novo jogadas de perigo no meio-campo inglês.
Destaque também para Witsel que fez um jogo fenomenal! Impressionante a capacidade de multi-tasking do belga. Ajudou nas tarefas defensivas, além de servir de ligação entre a defesa e o ataque e ser várias vezes o primeiro jogador a começar a construir as jogadas. Acabou no lado direito como extremo após a saída de Aimar.
Aimar foi decisivo: apareceu no momento certo á hora certa, deu água pela barba ao meio-campo e defesa do Manchester e era sempre o primeiro a responder aos lances de perigo dos ingleses.
E se não fosse Artur obviamente que o Benfica não discutiria o resultado.

Termino a pedir a todos os benfiquistas: neste Sábado todos ao estádio!!! Não só agradecer aos jogadores mas criar o Inferno da Luz para carregar a nossa equipa até á vitória num jogo que pode ser decisivo para engatar o Benfica rumo ao campeonato!

14 comentários blogger

  1. Eu vou... Amanhã o estádio está lotado...

    ResponderEliminar
  2. o miguel vitor entrou numa fase dificil. a defesa estava a abanar mesmo com o luisao. depois de encaixar nas marcacoes o miguele steve impecavel.

    ResponderEliminar
  3. Aquele golo do Aimar deve ter sido tão sentido...

    ResponderEliminar
  4. Espero bem que vão antes no sábado ;)

    ResponderEliminar
  5. no domingo não estará lá ninguém!
    os benfiquistas vão sábado ;)

    Pinheirinho

    ResponderEliminar
  6. Grande demonstração de força do Benfica. Mesmo com uma arbitragem à portuguesa (mais uma na champions. Só coincidências!?!?!?) e com o percalço do Luisão(o jogador, mas principalmente o capitão tão necessário naquele ambiente) conseguimos o empate e apuramento. Sem estes problemas inesperados podíamos muito bem ter saído de Inglaterra com uma vitória.

    Sábado novamente o mesmo coração e a mesma humildade para conseguirmos a vitória e distanciar-nos (mais psicologicamente do que pontualmente) dos nossos adversários.

    ResponderEliminar
  7. Agora é preciso que os Benfiquistas encham a Luz no sábado contra os queques do lumiar e sejam dignos daquela claque de ontem em Old Trafford!
    Não podemos dar descanso desde o aquecimento até ao ao final do jogo. Temos que trucidar aqueles sobranceiros dos lagartos!

    Vamos continuar a demonstrar a nossa Grandeza!

    Pedro G.

    ResponderEliminar
  8. Sábado é ganhar para dedicar ao grande Capitão!!!

    ResponderEliminar
  9. Não sei porquê hoje acordei bem disposto!! eheh!
    Bom relato do que se passou ontem em campo!

    Não sei o que se passa, mas só nos calha árbitros caseiros quando jogamos fora!!
    Tenho de ver novamente alguns lances. Foi impressão minha ou no lance que precede o mergulho do Nhá Nhi, o mesmo tentou agredir o Javi ao pontapé?
    E porquê o "Barbató" não levou um único amarelo quando introduziu a bola na baliza por duas vezes?

    Só hoje ouvi as palavras de Nuno Gomes no fim do jogo com as osgas. Depois de ontem ter ouvido a resposta do Nhá Nhi à pergunta: quem gostaria que ganhasse o derby? Sinto-me traído e espezinhado! Sempre admirei o Nuno Gomes, mas depois daquela reposta não o perdoo. Hei-de um dia gritar bem alto o que uma vez gritei em fronte do Hugo Leal: "SE EU MANDASSE NUNCA MAIS ENTRAVAS NESTE ESTÁDIO!"

    ResponderEliminar
  10. Já tens o teu bilhete para Sábado?
    Corre a comprar, pois vamos encher a Luz para ganhar à lagartada!

    É a maior resposta ao brinde que a equipa nos deu ontem e só assim faremos ver que não são só aqueles 3000 (que mais pareciam 100000) é que fazem barulho e apoiam a equipa!

    Vamos colocar a Luz a abarrotar!!!

    PS: Valter, só se desilude quem nestes anos todos andou iludido a criar ídolos onde não devia. 1000 vezes Luisão a querer sair todos os anos e a deixar a pele em campo todos os jogos que amélias que dançam em campo e só jogam pela amizades na imprensa e ilusão dos adeptos.

    ResponderEliminar
  11. António Barreto24 novembro, 2011 09:00

    Parabéns aos nossos atletas, Técnicos e Dirigentes. Foi um bom resultado, mas…ficámos com água na boca. A Vitória foi possível. Agora, análise colectiva à partida e siga.

    Fantástico Artur a dar confiança à equipa; capaz de tirar do sério qualquer adversário com a sua desconcertante serenidade. Aquelas mãos têm íman; saídas com precisão e convicção tanto nas bolas aéreas como rasteiras. O Artur é uma bênção.

    Muito bem o Máxi; raçudo, a fazer lembrar o nosso Álvaro e a meter o Nani “no bolso”. Subiu menos, mas compreende-se.

    Bem os centrais, no entanto; no 1º golo do MU, o Garay desfaz a marcação ao Berbatov mesmo antes do cruzamento do Nani. Para o meter em fora de jogo ou precipitação? Na 2ª parte o eixo defensivo foi batido duas ou três vezes. Uma delas deu golo; falta de concentração? Descoordenação? A lesão do Luisão foi natural ou provocada? Alguma pancada cirúrgica? Bem o Miguel mas com azar na entrada.

    Que eu tenha reparado, o Emerson não comprometeu. Desde que chegou que gosto dele. Tem força, velocidade e concentração tática q.b. Melhorará com os jogos, à medida que for ganhando confiança.

    Muito bem o Javi com pulmão e a combatividade habituais.

    Excelente Witsel a fechar espaços, disputar bolas e apoiar o ataque e a defesa - maravilhoso passe para o lance do 1º golo - até cerca de metade da 2ª parte. Aí deu o pifo; na ponta final nem se fazia aos lances, não sei se por fadiga ou por debilidade resultante da pancada do Fábio no joelho - aquele local é muito sensível.

    Fantástico o “meia-leca” do Aimar, a mostrar em OT, com quantas varas se faz uma canoa. Com que então, foi só encostar! Pois foi! Reflexos de prestidigitador e técnica de bailarino russo. Outro qualquer “partia-se todo” - exceto do nosso Benfica, claro.

    Muita técnica e frieza do Gaitan. Mas tem que meter alguma raça na técnica. Até saberá melhor. O cruzamento foi mortífero; tanto, que o “indefeso” defesa teve que fazer golo, inapelavelmente. É um destino possível de quem enfrenta um atleta do Benfica.

    Raça foi o que não faltou ao “chuta-chuta”, a pressionar, lutar pela posse da bola, tentar a progressão e a inventar maravilhosamente o lance do 2º golo, deixando Rio Ferdinando com dupla dor de cabeça. Mas falhou vários passes fáceis, revelando dificuldade em controlar a ansiedade.

    E o nosso Rodrigo, numa tarefa de sacrifício todo o jogo sendo o primeiro homem a defender, não perdeu a paciência e ia “molhando a sopa”. Foi só por um bocadinho “assim” - dois dedos, tipo Nazareno, estão a ver? - que não fez o terceiro. Mas tem pelo na venta sim senhor.

    Finalmente, bem o JJ nas substituições, povoando o meio-campo com mais músculo e pulmão – Matic – e inteligência tática – Ruben, quando necessário.

    (continua)

    ResponderEliminar
  12. António Barreto24 novembro, 2011 09:00

    Posto isto; A certa altura da 2ª parte, a equipa recuou excessivamente, muito por mérito do MU, que trocou e protegeu sempre muito bem a bola - excelentes atletas -, mas também - pareceu-me -, devido a quebra mental de alguns dos nossos jogadores, os quais falharam passes facílimos, denunciando dificuldade de controlo da ansiedade. Nesta fase, não conseguíamos fazer três passes seguidos! E assim, oferecemos vários lances ofensivos ao adversário e desperdiçámos lances ofensivos de grande qualidade. Não pode ser! Sem desprimor para ninguém, poderia ser útil proporcionar aos atletas umas palestras do nosso José Augusto, para lhes explicar porque é que um atleta do Benfica não tem medo de nenhuma outra equipa.

    Julgo que faltou mais profundidade e intensidade das nossas alas; não é possível, ou JJ não quer? Pensei que o Cardozo fosse entrar nos últimos dez minutos; fresquinho e com o MU subido no terreno, arriscava-se a meter uma bomba lá dentro, de bola corrida ou parada. O certo é que o Rodrigo poderia tê-lo feito.

    Não é a primeira vez que sofremos golo quase em simultâneo com a substituição. Haverá algo errado? Desta vez não estou seguro, mas, com o Basileia, toda a equipa parou nos momentos seguintes à substituição! Quando abriram a “pestana” já a bola estava lá dentro! Displicência; não pode ser! Concentração a tempo inteiro e despachar a bola pra “cascos de rolha” - pela linha lateral - para parar o jogo.

    Agora outra coisa: Porque é que levámos tanto tempo a descobrir um GR à Benfica (na verdade foi ele que veio ter connosco)? Porque é que há anos, não temos um extremo direito de raiz, à Benfica (o último foi o Poborsky)? (O Sálvio é muito bom, mas foi-se!). Significa que o nosso processo de prospecção não funciona(va) bem! Está aqui um dos principais segredos do sucesso, não é verdade? Nem todos os prospectores de talentos têm “pedigree”! É melhor rever o assunto. Era o que eu mandaria fazer.

    Um abraço a todos e…
    Vamo-nos a eles; aos verde-brancos!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares