O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 6 de outubro de 2018

O reinado do umbigo de Rui Vitória

Avatar
 ●  94 comentários  ● 

Um gajo não pode já estar em estágio para o clássico, num sábado à noite, que tem que ser interrompido pelas declarações indignadas do treinador do Sport Lisboa e Benfica.

Meu caro Rui Vitória, tenha juízo e lembre-se que no Sport Lisboa e Benfica o que conta é o presente. O treinador do SLB não acumula créditos para poder fazer porcaria quando quer.

Ao RV só deve interessar o que tem feito como treinador e não o que os treinadores anteriores fizeram.

Rui Vitória, como treinador, deixa muito a desejar. 

Proscreve jogadores , tenta fazer dos adeptos estúpidos ao insistir num Filipe Augusto (ou pensa que nos esquecemos), dá a titularidade a jogadores medíocres e insiste nos mesmos erros vez após vez...

Os seus resultados como treinador são fracos. Quantos jogos de dificuldade elevada venceu nos últimos 2 anos? Conte lá, caro Rui Vitória...

O problema está só em si? Claro que não. O período de maior sucesso do FCP foi conseguido no consulado de Luis Filipe Vieira, mas isso são outras contas.

O Rui Vitória que meta na cabeça que amanhã tem que vencer. 

Tem que entender que não treina o Vilafranquense. Treina um dos maiores clubes do mundo. Tem dos adeptos mais exigentes do mundo. E ou aguenta a pressão ou pode fazer as malas.

Nunca vão conseguir transformar o Sport Lisboa e Benfica num clube em que não ganhar tem lados positivos. Nunca.

Sabe quantos jogos ganhou o Bayern desde a vitória na Luz? Um em cinco. Um!

Ganhe amanhã e poderá ganhar alguma margem de manobra. Lembre-se é que o seu umbigo não nos interessa para nada.

O que importa é o Sport Lisboa e Benfica. 

Parabéns!!!

Avatar
 ●  19 comentários  ● 


quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Próximo jogo: FC Andrades

Avatar
 ●  108 comentários  ● 

Domingo temos um jogo muito importante.

Não vale mais que 3 pontos mas é importante como todos os jogos são importantes numa fase de arranque. Um bom começo de campeonato, em especial com os adversários directos, é fundamental.

O historial dos jogos na Luz com o único clube português condenado por corrupção desportiva não nos é favorável nos últimos anos:


15-04-2018 Benfica 0 - 1       FC Porto
01-04-2017 Benfica 1 - 1       FC Porto
12-02-2016 Benfica 1 - 2       FC Porto
26-04-2015 Benfica 0 - 0       FC Porto
12-01-2014 Benfica 2 - 0       FC Porto
13-01-2013 Benfica 2 - 2       FC Porto
02-03-2012 Benfica 2 - 3       FC Porto
03-04-2011 Benfica 1 - 2       FC Porto
20-12-2009 Benfica 1 - 0       FC Porto


Nas últimas 9 visitas dos andrades à Luz, só vencemos 2 vezes e a última foi em 2014.

Temos 4(!) derrotas. Este score é inaceitável e é já este domingo que isto tem que mudar.

Rui Vitória, e mais ninguém, tem que meter na sua cabeça ribatejana que não tem outro resultado possível que não seja a vitória...oh Vitória!

Portanto, não será compreensível nem aceitável o insistir nos mesmos erros.

Rui Vitória, se tem mesmo vontade de continuar a treinar o SL Benfica, tem que vencer e convencer.

Não tem outro jogo para o fazer. Não dá mais.

Que 11 inicial escolhem? O que mudam ou...não mudam?

No futebol português não há limites para a lata...

Avatar
 ●  65 comentários  ● 



No dia 28 de Setembro de 2018, esteve no Dragão como capitão do Tondela e infelizmente para o seu clube deixou-se dormir no lance em que Soares salvaria o FC Porto do empate.

A 03 de Outubro de 2018, apenas 5 dias depois, voltou ao Dragão com Maniche para "comentar" o jogo do FC Porto na Champions, o clube do coração.

Se isto se passasse com alguém que confessasse ser adepto do SL Benfica...o que seria de capas e especiais.

Que acusações seriam feitas a Ricardo Costa, em especial tão poucos dias após um golo tão...estranho?

Já só falta um árbitro da AF Porto para Domingo...ou então Xistra.


quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Responsabilidade dentro de campo? Claramente Rui Vitória

Avatar
 ●  136 comentários  ● 

Por mais voltas que se possam dar quanto ao pobre rendimento da equipa do Sport Lisboa e Benfica, em campo, tudo vai desaguar em Rui Vitória.

É Rui Vitória que tem que responder pela ausência de rotinas na equipa, pela forma miserável como os jogadores defendem em grupo ou pela total inexistência de fio de jogo ou estratégia deixando tudo nas mãos da inspiração individual.

Também é Rui Vitória que tem que assumir a responsabilidade de estar "a olhar para ontem" em quase todos os jogos enquanto a equipa se vai afundando em vários jogos. Ou não reage ou ainda faz pior.

Mas o que pensar de um treinador que não dá um indicação sequer "pedir autorização" ao adjunto?

Os problemas de Rui Vitória (e de todos nós por arrasto...) continuam com a escolha da equipa.

O treinador do SL Benfica vive agarrado a meia dúzia de nomes e por outro lado revela uma falta de coragem gigante para mudar ou adaptar a sua visão às necessidades do jogo seguinte.

Já sei que virão já com o chavão de que "Rui Vitória é corajoso porque aposta nos jovens"...nada mais falso.

Todos os jovens em que RV apostou foi por falta de mais opções. Esquecem como Ruben Dias entrou na equipa na temporada passada? Ou como Renato Sanches entrou? Ou Lindelof? E podia continuar.

Por outro lado, jogadores úteis e com qualidade são ou colocados a jogar fora de posição ou completamente afastados das opções. Temos o caso de Samaris que além de ser um dos atletas com melhor postura nos treinos e balneário, seria muito útil quer ontem quer em Chaves. Samaris é um 8. Quantas vezes jogou aí? Ou quantas vezes jogou sequer?

Onde é que Zivkovic revelou ser a posição em que mais rende? Meio campo interior. RV insiste em meter Zivkovic(quando não tem mais ninguém ou está à rasca) encostado à linha.

Isto do treinador que nos quis fazer todos de estúpidos ao insistir jogos sem fim em Filipe Augusto.

A incapacidade (ou falta de coragem) em tirar da equipa jogadores que nesta altura prejudicam a equipa como André Almeida, Pizzi ou Salvio.

O primeiro golo do AEK é um exemplo em como sistematicamente a falta de rotinas defensivas e de qualidade de André Almeida e Pizzi prejudicam o SL Benfica:


Primeira imagem: o jogador do AEK completamente esquecido quer por André Almeida quer por Pizzi que estava a marcar o árbitro, provavelmente.


Segunda imagem: Pizzi resolve avançar na direcção do jogador do AEK provocando a sua queda mas não parando a jogada. Algo que Pizzi faz consistentemente: atrapalhar e não recuperar uma bola.

Fejsa fica no chão e André Almeida continua a olhar para todo lado menos para o jogador do AEK que continua sem qualquer marcação ou vigilância.


Terceira imagem: Entretanto um jogador do AEK prossegue com a bola e está prestes a passar a bola para o tal jogador isolado do lado esquerdo. André Almeida continua sem sonhar que ali está alguém, Fejsa levanta-se prontamente para tentar recuperar terreno e Pizzi fica a reclamar.


Quarta imagem: A bola vai para o lado esquerdo ataque do AEK e André Almeida lá se apercebe que ali estava alguém. Fejsa prossegue a recuperação. Pizzi fica a passo a olhar para a jogada. Este inútil não corre, não se esforça sequer para recuperar terreno e ajudar a defender. Fica a olhar.


Quinta imagem: A bola já foi centrada, 3 jogadores do SLB estão no chão a tentar cortar o centro, o AEK já coloca 6 jogadores na área. Fejsa está com um deles. Lema e Grimaldo ficam a dormir com a desmarcação do marcador do golo. Pizzi...deu um passo e meio.


Sexta imagem: Golo do AEK. Onde está Pizzi? Deu mais 2 passos. Uma vergonha!

Mas é caso virgem? Vejamos o segundo golo do Bayern na Luz:


Primeira imagem: Pizzi e o jogador do Bayern que acaba de passar a bola.


Segunda imagem: Pizzi a passo e o jogador que fez aquele passe contornou o jogador do SLB e já está a entrar na grande área.


Terceira imagem: O jogador do Bayern procura estar na jogada...e Pizzi? Deu um passo e meio.


Quarta imagem: O jogador do Bayern já está pronto para poder receber a bola. Pizzi deu um passo.


Quinta imagem: A bola vai entrar na baliza do SLB. O tal jogador que fez o passe ao lado de Pizzi está na linha limite do campo. Pizzi terá dado mais passo e meio e fica a olhar.

Quem é que mantém como titulares jogadores como André Almeida ou Pizzi?

O que é preciso acontecer mais para se ter coragem de tirar de campo jogadores de fraca qualidade como Almeida ou com esta postura inaceitável reincidente de Pizzi?

São exemplos que se verificam jogo após jogo. E se não questiono o profissionalismo de André Almeida, o que dizer desta postura de vedeta de Pizzi? Quem o vê ao vivo quantas vezes não observa que ele passa metade do tempo a reclamar? Reclamar com quê Pizzi?

Quem é que afinal não merece o Sport Lisboa e Benfica?

Nota: Redmoon...o Fejsa pode ter uma ou outra limitação, mas não é um problema. É uma solução.

Fejsa, o homem do equilíbrio! Mas qual equilíbrio neste Benfica?!

Avatar
 ●  139 comentários  ● 

Não me importo muito de estar sozinho nesta minha “guerra” com o Fejsa, um dos melhores trincos do mundo para tantos com quem vou falando, até porque continuo profundamente convicto que um destes dias o Benfica vai ter um novo treinador que, chegando à Luz, tira Fejsa do 11 e aposta num jogador diferente e o futebol do Benfica transformar-se-á para muito melhor.

Já aqui elogiei a sua inteligência, a sua consciência tática, a sua INEGÁVEL importância neste Benfica que tantas vezes parece uma equipa sem qualquer organização, sobretudo defensiva MAS...

Calma lá meus amigos...

Este Fejsa não cabe nos 23 de uma Seleção como a da Sérvia que vai a um europeu...

Este Fejsa, antes de chegar ao Benfica fez duas épocas medianas no Olimpiacos onde só participou em 20 jogos, a sua grande maioria como suplente utilizado...

E mesmo estes 20 jogos foram quase todos apenas depois de Leonardo Jardim (um treinador que muito aprecio) ter saído do clube, porque com ele Fejsa esteve sempre muito longe das primeiras opções.

Claro que depois criam-se aqueles rótulos tipo: O Fesja por onde passa é campeão, e a malta passa a acreditar que o Fejsa é A PEÇA que faz as equipas campeãs!

Mesmo no Benfica, e depois da saída de jogadores como Javi e Matic, aquele que jogava mais vezes com Jorge Jesus na posição 6 era Samaris, um jogador que, não dando tanto ao Benfica como Fejsa em termos defensivos, dava muito mais em termos ofensivos e permitia à equipa jogar mais à frente.

Com Rui Vitória Fejsa ganhou no Benfica uma outra importância... Aquela posição passou a ser SUA quase por direito...

Para a maioria dos Benfiquistas não importa muito que Fejsa não faça um remate à baliza, que não faça um passe vertical, que não seja ele a fazer a saída da bola a partir de trás em vez de obrigar à descida de um Pizzi ou um Gedson, que até Jardel tenha mais saída de bola que ele...

Para a maioria dos Benfiquistas não importa que Fejsa ande tantas vezes desaparecido do jogo, que às vezes só se dá por ele quando faz um daqueles cortes que só ele sabe fazer e que leva a bancada ao rubro!

Para a maioria dos Benfiquistas não importa muito que Fejsa não tenha durante um jogo tantos toques na bola ou tantas recuperações de bola como a malta acha que tem, porque a verdade é que o ponto forte do seu jogo é a cobertura do espaço a partir de trás, ou seja, quase sempre nas dobras dos companheiros.

E a malta pode dizer: Que importa isso Redmoon?! O Fejsa é tudo isso mas é o “Gajo” que dá ao Benfica o seu equilíbrio defensivo!

Mas qual equilíbrio defensivo meus caros?! Mas desde quando é que o Benfica passou a ser uma equipa equilibrada defensivamente?

Não é nem nunca foi nos anos de Rui Vitória, não é nem nunca foi com Fejsa ou sem Fejsa, a não ser que alguém queira dar algum crédito àquilo que Guardiola disse um dia, de que o Benfica era uma das equipas que melhor defendia na Europa, quando tudo o que existia no Benfica nos primeiros tempos de Rui Vitória eram ainda as rotinas que vinham de trás!

O Benfica não é equilibrado com um Bayern Munique, como não é equilibrado com um AEK, nem com um Copenhaga nem com um Chaves sequer! O Benfica é uma equipa que com ou sem Fejsa tem durante qualquer jogo muitíssimos momentos de completo descontrolo e pânico até!

Podia ser pior sem Fejsa? Se calhar podia! Mas também não é isso que vai fazer de Fejsa o jogador que não é mas muitos acham que é!

Culpa de Fejsa apenas? Claro que não! Quantas vezes se vê Rui Vitória a dar instruções a Fejsa? NUNCA! Primeiro porque Rui Vitória não tem nada para ensinar a Fejsa, em segundo porque Fesja é o primeiro a ler o jogo e a equipa adapta-se a ele, e nisso Rui Vitória não mexe! E em terceiro porque Fejsa não sabe jogar de outra maneira!

Ontem por exemplo, o que aconteceu depois da expulsão de Ruben Dias? Fejsa pressentiu o descalabro, encostou-se instintivamente aos centrais e com isso puxou a equipa para trás.

Os laterias do AEK subiram, os extremos do Benfica desceram para os acompanhar e durante 25 minutos o Benfica teve uma defesa quase de andebol com 7 homens em linha, com Gedson sozinho no meio campo numa segunda linha, e Seferovic como peso morto na frente! E o Benfica foi encostado às cordas evidentemente!

De que adianta ter um treinador a pedir para a equipa subir, se o homem do tal equilíbrio, o Fejsa, se colou lá atrás com um raio de ação diminuto e se o resto da equipa sobe a equipa fica partida?

Levou Rui Vitória 25 minutos a perceber que era preciso Alfa Semedo entrar para que o Benfica passasse a jogar com duas linhas defensivas em vez de uma apenas, para que Gedson tivesse mais apoio no meio e o Benfica pudesse matar as jogadas mais à frente, e estes 25 minutos para perceber algo tão à frente dos nossos olhos não abonam em nada ao trabalho de Rui Vitória!

Fejsa é portanto aquilo que é, muito bom em certas ações do jogo, muito mau noutras, mas o que Fejsa não pode ser seguramente é a solução para todos os jogos do Benfica e para todos os momentos do jogo!

Sabem, eu lembro-me bem do Danilo que chegou ao Porto vindo do Marítmo, e lembro-me das palavras do treinador do Porto quando disse que Danilo tinha de adaptar o seu jogo a um modelo de equipa grande, o que implicava jogar também em terrenos mais adiantados. E Danilo mudou e evoluiu!

E mesmo quando Danilo não chega para fazer subir a equipa, há um Herrera no Porto que sabe jogar a 6 e trazer à equipa diferentes soluções!

E no Benfica há quem quando se quer mudar qualquer coisa?! Muda-se tudo, culpa-se o Pizzi, o Salvio, culpa-se todos menos o dono da posição 6 que o Fejsa é sagrado, mesmo que seja muitas vezes ele a raiz do problema!



terça-feira, 2 de outubro de 2018

Vencer devia ser neste momento uma questão de razão e não de fé!

Avatar
 ●  127 comentários  ● 

Se não era há 10 ou 12 anos atrás que vencer um jogo europeu com uma chouriça do Beto ou fosse lá quem fosse, me ia chatear, também não é agora que vencer mesmo sem merecermos passa a deixar-me triste!

Vencemos, três pontos na tabela, 2.7 milhões de euros no banco, e as contas do grupo mantém-se em aberto MAS...

Isto é a emoção a falar... Porque a razão diz-me que este Benfica que ainda tão recentemente chegou a duas finais europeias e que nos últimos anos vendeu rios de dinheiro de jogadores talentosos, tinha obrigação de ser neste momento muito mais equipa do que aquilo que é... 

Vencer devia ser neste momento uma questão de razão e não de fé!

Esperava eu que nesta altura o Benfica fosse uma equipa com algum peso na Europa capaz de impor respeito a alguém! Mas... Não é! Este Benfica de Rui Vitória voltou a ser aquela equipa a viver de louros passados e a ser a prenda dos sorteios que qualquer adversário quer encontrar!

Que segunda parte miserável hoje, tática, técnica, do treinador no banco completamente aos papéis, dos jogadores em campo, com vontade sim, mas sem arte e com tão pouca classe!

Rui Vitória saiu de Atenas a sorrir, e tem razão para sorrir sim, porque hoje só um milagre impediu que tivesse de aterrar em Lisboa com centenas de adeptos em fúria à sua espera a dizer BASTA! e a exigir a sua saída!

Não fosse um tal de Odisseyas, e hoje era mais uma noite de saco cheio, ao nível de um qualquer jogo com um colosso como o Copenhaga!

E ver um AEK tão fraquinho dominar a segunda parte como quis, a fazer a mesma jogada uma e outra vez, com Rui Vitória completamente perdido no banco, é mau demais para acreditar...

E aqueles 25 minutos antes da entrada de Alfa Semedo, com a saída de Salvio, Pizzi deslocado para a direita, Rafa ausente, Fejsa a jogar como terceiro central e Gedson completamente sozinho na luta do meio campo, confirmou que sinceramente, Rui Vitória não é o homem do leme que o Benfica precisa!

Luís Filipe Vieira já chora a esta hora a não venda de Rúben Dias por 35 milhões! Mas eu também tenho mais do que razões para chorar por um gabinete de prospeção que se gaba de ser tão bom, mas que traz para a Luz craques como Lema e Conti e que há mais de 7 ou 8 anos não é capaz de trazer para a Luz um central de nível médio europeu!

Enfim, mau demais para ser verdade, mas pior seria se tendo sido mau tivéssemos perdido!

Tivesse sido este desnorte um caso isolado, um jogo menos conseguido numa imensidão de jogos bons, e teria de ser mais condescendente nas criticas. Mas não meus amigos, este é o Benfica de Rui Vitória, um Benfica que é encostado às cordas uma e outra vez por equipas com tão pouco nível, e um Benfica que até na porcaria de um pontapé de saída não tem mais nada ensaiado que não seja passe para trás e balão para as alas a pedir jogo de cabeça às nossas torres Cervi, Rafa ou Salvio! E bola para o adversário evidentemente!

Rui Vitória tinha esta semana dois testes decisivos tendo em vista a sua continuidade! Hoje era o primeiro, um jogo importante que até ganhámos! E normalmente as vitórias dão tempo aos treinadores mas, não hoje! Hoje foi uma noite de quase BASTA!, e mesmo que o jogo tenha sido ganho, Rui Vitória perdeu muito do crédito que ainda tinha.

O Benfica têm de vencer Domingo o FCPorto! Menos que isso e não creio que Rui Vitória volte a ter vida fácil na Luz!

ranking