O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 7 de janeiro de 2017

QUALIDADE!

Avatar
 ●  48 comentários  ● 



Mais um jogo sem darmos qualquer hipótese aos árbitros de complicarem. Para os chorões, é assim que se faz, joga-se e marca-se... é essa a responsabilidade que tem uma grande equipa.

Num campo muito difícil, com adversário que já roubou pontos a outras equipas com ambições, o Benfica soube estar em campo, soube gerir emocional e tacitamente o jogo.

BRILHANTE MISTER RUI VITÓRIA! BRILHANTE!

BOMBA: NGB "obriga" pela 2ª vez Bruno de Carvalho a apresentar as Contas Consolidadas!

Avatar
 ●  77 comentários  ● 
Depois de a 1 de Junho de 2014 o Blog Geração Benfica ter apresentado um EXCLUSIVO sobre o Passivo das Empresas que compõem o Grupo Empresarial do Sporting (segundo o Método de Equivalência Patrimonial), Bruno de Carvalho foi a correr marcar uma Assembleia Geral do Sporting para a apresentação do R&C do Sporting e respectivo Passivo em Julho de 2014 (segundo o Método de Consolidação Integral), como recordamos esta semana!

Tratam-se de 2 métodos distintos e já tive a oportunidade de explicar a diferença entre os 2 métodos de Consolidação.

No Método de Equivalência Patrimonial, tem de se considerar o Passivo Sporting "clube" + Perdas em Empresas Associadas (SAD & SGPS) + VMOC's, ou seja, diz respeito às Responsabilidades Totais do Sporting "Clube" face às Empresas do Grupo SCP e às Entidades Externas ao Grupo SCP.

No Método de Consolidação Integral, tem de se considerar o Passivo Total + VMOC´s que estão por pagar, ou seja, é o Passivo agregado de todas as entidades (Clube + SAD + SGPS, etc) a Entidades Externas ao Grupo SCP.

Esta semana o Blog Geração Benfica apresentou novamente o EXCLUSIVO sobre o Passivo do SCP "clube" (segundo o Método de Equivalência Patrimonial), e ontem (06-01-2017) Bruno de Carvalho foi novamente "obrigado" a apresentar as Contas Consolidadas (segundo o Método de Consolidação Integral)!

Segundo o próprio "Há quem possa interrogar-se sobre o facto de o Clube as ter decidido publicar agora, uma vez que estas estão ainda à espera de aprovação pela Assembleia Geral. (...)  estamos em tempo pré-eleitoral e os Sócios devem ter acesso a toda a informação (...)  e porque têm surgido algumas mentiras sobre a real situação do Sporting (...)".

É pena que Bruno de Carvalho mais uma vez tenha faltado à VERDADE no seu comunicado!

Um Comunicado que correspondesse à VERDADE seria algo do género

--- INÍCIO do Discurso "verdadeiro" de Bruno de Carvalho! ---

"Há quem possa interrogar-se sobre o facto de o Clube as ter decidido publicar agora, uma vez que estas estão ainda à espera de aprovação pela Assembleia Geral, AG que ainda não agendamos nem tínhamos nenhuma intenção de marcar para data anterior às eleições (...)  
(...) estamos em tempo pré-eleitoral e os Sócios devem ter acesso a toda a informação e o BENFICA EAGLE do NGB demonstrou que andávamos a esconder todos os R&C's do Clube e agora eu não pretendo ficar mal visto na fotografia por causa das próximas eleições (...)   
(...) e porque têm surgido algumas mentiras sobre a real situação do Sporting, ok na verdade tenho de admitir que temos a responsabilidade junto dos bancos de pagar os VMOC's, que no total representam 127,9M€, tal como consta no Acordo com os Bancos que foi divulgado no Football Leaks e no Relatório e Contas da Sporting SAD.
(...)
O Benfica Eagle do NGB até acertou nos 355M€ de passivo consolidado pelo método integral, aos quais é preciso adicionar os 127,9M€ de VMOC's, ou seja, temos 483M€ de RESPONSABILIDADES TOTAIS do Grupo SCP, com um "buraco financeiro" de -302,9M€
(...)
Vou tentar fazer muita publicidade aos valores do método de consolidação integral para que menos pessoas percebam que o Sporting "Clube" de facto tem, de acordo com o método de equivalência patrimonial, RESPONSABILIDADES TOTAIS de 609,8M€ de Passivo + Perdas em Associadas + VMOC's e um "buraco financeiro" de - 371,8M€."
(...)
Fui forçado a emitir este comunicado porque o meu Blog "avençado" meteu os pés pelas mãos na "encomenda" que lhe solicitamos, ele atrapalhou-se todo ao confundir o método de equivalência patrimonial com o método de consolidação integral, e ainda chegou ao cúmulo de reconhecer que não tinha lido o Parecer da PwC (Revisor Oficial de Contas do Sporting) que comprova a "ocultação" das Perdas em Empresas Associadas na contabilidade do "clube" no valor de 265,1M€, tendo o meu blog "Avençado" ficado sem argumentos para lidar com a verdade e com o NGB"
(...)
Para finalizar, se eu tivesse "pontas-de-lança" financeiros como o Benfica Eagle estava descansado! É preciso mais militância dos Sportinguistas!"

--- FIM do Discurso "verdadeiro" de Bruno de Carvalho! ---



Citação do que escrevi há 3 dias:

"De acordo com o Método de Consolidação Integral, a situação do Grupo Sporting até pode ter estabilizado num Passivo + VMOC's que evoluiu da seguinte forma:
2012/2013: 442,7M€ Passivo +47,9M€ Vmoc's = 490,6M€ (fonte R&C consolidado 2012/2013)
2015/2016: 355M€ Passivo +127,9M€ Vmoc's = 482,9M€ (fonte 2015/2016: Jornal de Negócios)"

 --- Fim de Citação --- 


Ontem (06-01-2017), comprovou-se que escrevi a verdade no NGB, de acordo com o R&C SCP 2015/2016 (método de consolidação integral) que entretanto foi publicado (link):
o Activo do Grupo SCP, pelo Método Integral, é de apenas 180,1M€
o Passivo do Grupo SCP + VMOC's, pelo Método Integral, é de 483,0M€ (355,1M€+127,9M€)
o "Buraco Financeiro" do Grupo SCP é de -302,9M€! (180,1M€-483M€)

MAS ... volto a relembrar que, segundo a consolidação do Método de Equivalência Patrimonial, a situação do Sporting Clube Portugal é a seguinte:

2015/2016
Activo – Sporting Clube Portugal (R&C Clube) 238,0M€
Passivo – Sporting Clube Portugal (R&C Clube) -216,8M€
Perdas em Empresas Associadas (“63,96%” da SAD + 100% SGPS) -265,1M€
TOTAL (Passivo “SCP” + Perdas em “Empresas Associadas”): -481,9M€
Saldo negativo de -243,9M€ (SEM VMOC’s)

VMOC’s (R&C Sporting SAD) -127,9M€ 
TOTAL (Passivo “SCP” + Perdas em “Empresas Associadas” + VMOC’s): -609,8M€ 
Saldo negativo de -371,8M€ (COM VMOC´s) 


1) Em Termos de Responsabilidades Totais (Passivo + Perdas em Empresas Associadas + VMOC’s) a evolução foi a seguinte:

2012/2013: 560,7M€
2015/2016: 609,8M€

O Sporting Clube Portugal piorou a sua situação ao nível das Responsabilidades Totais, na medida em que somando o Passivo do SCP + Perdas em “Empresas Associadas” + VMOC’s o valor subiu de 560,7M€ para 609,8M€, e se o Sporting tivesse mantido os 89,29% de Capital Social na SAD o valor teria subido de 560,7M€ para os 667,1M€!

2) Em termos de Saldo entre Activo Vs Responsabilidades Totais (Passivo + Perdas em Empresas Associadas + VMOC’s) a evolução foi a seguinte:

2012/2013: -341,7M€
2015/2016: -371,8M€

O Sporting Clube Portugal piorou a sua situação ao nível da relação Activo vs Responsabilidades Totais (Passivo + Perdas em Empresas Associadas + VMOC’s) na medida em que o saldo negativo piorou de -341,7M€ para -371,8M€, e se o Sporting tivesse mantido os 89,29% de capital social o saldo negativo teria agravado de -341,7M€ para os -429,1M€!"


Todos estes FACTOS podem ser comprovados nos Relatórios OFICIAIS do Sporting, e foi com base nesses documentos que os posts do NGB foram escritos: 
EXCLUSIVO: Sporting com 609,8M€ de “Passivo + VMOC’s” (2015/2016) (2 de Janeiro 2017).
Finanças: Bruno de Carvalho e Blog "Avençado" MENTEM sobre o Passivo! (3 de Janeiro de 2017) 

Finanças: Nova "Encomenda" do Blog "Avençado". Explicação "Contabilidade para Totós" (4 de Janeiro)




Parecer do Revisor Oficial de Contas - PricewaterhouseCoopers (2012-2013)
R&C Sporting Clube de Portugal 2012/2013 (Pág. 102 e 103) 




Parecer do Revisor Oficial de Contas - PricewaterhouseCoopers (2015/2016)
R&C Sporting Clube de Portugal 2015/2016 (Pág. 79) 


Podem consultar com os vossos próprios Olhos o R&C do SCP "individual" 2015/2016, que foi consolidado segundo o Método de Equivalência Patrimonial. 
Finalmente o documento ficou disponível:

Passivo do SCP pode ser consultado na Página 35 do R&C (página 36 no PDF)

Parecer do Revisor Oficial de Contas da PwC: (página 78 a 81 no PDF)

Parecer do Revisor Oficial de Contas - PricewaterhouseCoopers (2015-2016)


Link do documento onde consta o parecer da PwC:




Para Resumir:

Responsabilidades Totais do Grupo Sporting (ao exterior) - Método de Consolidação Integral:
Activo do Grupo SCP é de apenas 180,1M€
Passivo do Grupo SCP + Vmoc's é de 483,0M€ (355,1M€+127,9M€)
"Saldo negativo" de todo o Grupo SCP é de -302,9M€! (180,1M€-483M€)

Responsabilidades Totais do Sporting "Clube" (em relação às empresas SCP e ao exterior) - Método de Equivalência Patrimonial:
Activo – Sporting Clube Portugal (R&C Clube) 238,0M€ 
Passivo – Sporting Clube Portugal (R&C Clube) -216,8M€ 
Perdas em Empresas Associadas (“63,96%” da SAD + 100% SGPS) -265,1M€ 
VMOC’s (R&C Sporting SAD) -127,9M€ 
TOTAL (Passivo “SCP” + Perdas em “Empresas Associadas” + VMOC’s): -609,8M€ 
"Saldo negativo" do SCP "clube" é de  -371,8M€ (Com VMOC´s)



Para memória futura:





Confirma-se tudo o que apresentei em 1ª mão:
"Bruno de Carvalho está a deixar a pouca "carne" que existe na SAD e apenas restam "OSSOS" e "DÍVIDAS" no CLUBE"!


#FalênciaSCP!

-> O Clube e as Empresas SCP têm um "buraco financeiro" de 302,9M€ face às Entidades externas!
-> O Clube tem um "buraco financeiro" de 371,8M€ face às Empresas SCP e Entidades Externas!








ADENDA (13h20):

Para os ex-presidentes, Bruno de Carvalho e o Sporting consideram os VMOC's como PASSIVO.
Para ele próprio, Bruno de Carvalho considera os VMOC's como Capital Próprio. Não as considera como dívida a pagar:


No quadro Oficial do Sporting que analisa o mandato dos antigos presidentes está escrito: 

"(1) Considerada como Dívida Financeira o montante dos VMOC´s registadas contabilisticamente nos Capitais Próprios!"

 
PROVA:

Fonte: Finanças: Grupo Sporting com 174M€ de Activo e 487M€ de Passivo (em 2013) (28-06-2015)
https://geracaobenfica.blogspot.pt/2015/06/financas-grupo-sporting-com-174m-de.html

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Sporting alicia Chaves! Ou é coincidência?

Avatar
 ●  22 comentários  ● 

"O Sporting já encontrou colocação para Ryan Gauld e André Geraldes. Ambos vão jogar no Chaves na segunda metade da temporada, depois de os leões terem interrompido o empréstimo desta dupla ao V. Setúbal, decisão que gerou enorme polémica no dia seguinte à eliminação dos leões da Taça da Liga diante dos sadinos.

Tal como o DN revelou na sua edição impressa desta sexta-feira, os leões não gostaram de "algumas atitudes" dos sadinos nos últimos tempos e depois de um desentendimento entre o diretor desportivo do V. Setúbal, Paulo Grencho, e Raul José, adjunto de Jorge Jesus, no jogo de quarta-feira, o Sporting entendeu tomar esta posição."
- DN.


Depois os outros é que são isto e aquilo.

UM LIDER é assim...

Avatar
 ●  14 comentários  ● 
É verdade, um lider não escreve no Facebook, não faz uma chinfrineira diária, não manda capangas intimidar ninguém, não se desculpa nem se esconde, um líder é assim:

«Em condições normais não iria falar. Não posso deixar passar em claro, não aceito e não admito que metam em causa o mérito do Benfica neste trajeto. Aquilo que temos conquistado tem sido sempre em campo, onze contra onze. Somos uma das equipas que mais obstáculos enfrentou. A minha equipa tem enorme mérito, os jogadores merecem tudo o que conquistaram. Serei sempre uma voz ativa na defesa da minha equipa. 

Quando temos um dedo apontado a alguém, temos três virados para nós. Todos temos de refletir sobre isto» acrescentou Rui Vitória.

O vídeo-árbitro teria "LEGITIMADO" a marcação de dois penalties contra o Sporting

Avatar
 ●  47 comentários  ● 
Diz o Shadows, e bem, que o que de pior existe no futebol em Portugal é a classe dirigente, e que não vê, como eu não vejo, nenhum agente desportivo dizer uma vez que seja que ganhou um jogo por causa de um engano do árbitro. Por diversas vezes já aqui escrevi mais ou menos a mesma coisa, não só para a classe dirigente, como para treinadores e até comentadores desportivos em representação de clubes.

Na minha opinião, assumir publicamente que em certo jogo o árbitro deu uma ajuda preciosa na vitória pelo seu mau juízo de um lance capital, não é sinal de fraqueza! É sinal de força! Força essa que nos dá depois o direito moral de também nos queixarmos (e sermos ouvidos e levados a sério) quando nos sentimos prejudicados.

Mas o que o Shadows diz é daquelas generalidades com que é facílimo concordar, mas que depois não tem qualquer aplicação prática... Repare-se: Falamos dos dirigentes, dos treinadores, dos comentadores e da sua completa parcialidade mas... E NÓS, OS ADEPTOS? São a grande maioria dos adeptos da bola possuidores desta postura e desta clarividência e deste espírito de fair-play que se pretende e reclama para os outros?! Não, não são!  

Já aqui escrevi também mais do que uma vez que, embora nós queiramos sempre parecer que não, os adeptos de Benfica, Porto ou Sporting são feitos da mesmíssima massa, mesmo a nível mental e comportamental! Esqueçam essa mania de que moralmente uns são mais impolutos do que outros, e que em situações idênticas, adeptos de diversas cores têm comportamentos diferentes!

Tudo tretas! E o mais difícil nestes momentos é sempre colocar-nos na pele dos outros adeptos e aceitar que, em situação idêntica, se calhar agiríamos exatamente como eles! E exemplos não faltam!

Quantas vezes não andámos nós, Benfiquistas, a lembrar o campeonato perdido por causa do golo do Maicon em fora de jogo de centímetros na Luz? Erro do fiscal de linha? Claramente!

Mas um lance de dificílimo juízo visto que o lance resulta de um livre marcado entre a grande área e o meio campo, junto à linha lateral do lado do fiscal de linha, e ser humanamente impossível ao fiscal de linha ter os olhos na bola no momento em que esta parte e na linha de fora de jogo ao mesmo tempo. Este lapso de tempo, décimas de segundo, em que o fiscal de linha NÃO PODE ter os olhos na linha de fora de jogo (porque tem de ver a bola partir primeiro e esta parte do lado oposto) é suficiente para justificar o erro! Se não querem erros, ponham lá máquinas. Se querem homens têm de aceitar o erro como parte integrante do jogo, ainda que custe a todos!

Mas quantas vezes não andámos nós Benfiquistas a desvalorizar a 100% as vitórias do FCPorto, mesmo a nível Europeu, porque segundo nós, aquilo só aconteceu devido aos apitos dourados, aos marfins e às frutas?!

Já alguém ouviu um Benfiquista dizer que, APESAR dos marfins e das frutas, em muitas das épocas em que o Benfica ficava a mais de 20 pontos do campeão, o Porto seria sempre campeão, mesmo sem frutas, porque era muitíssimo melhor que o Benfica em organização, em prospeção, em mentalidade e em qualidade do plantel?

O que esperamos nós agora, afinal? Que Sportinguistas e Portistas venham reconhecer a nossa superioridade e os nossos méritos nas conquistas recentes?! Claro que não, porque repito, a mentalidade é a mesma e a massa critica também, sejam eles vermelhos, azuis ou verdes!

Para os Portistas pois, há-de haver sempre um campeonato do túnel, como para os Benfiquistas há-de haver sempre o campeonato do Maicon, como o outro foi o do Estoril Gate, como o outro foi o campeonato da fruta, como há dois séculos atrás o último título do Sporting foi o dos vinte penalties do Jardel! And goes on and on and on!

E isto leva-me para onde? Que nada disto é novo! Este clima que se vive hoje em Portugal é o mesmíssimo clima de sempre, incendiado quase sempre pelas equipas que perdem, e nós, Benfiquistas, também já lá tivemos, com ou sem razão, quando perdíamos mais vezes claro está! Agora?! A ganhar claro que é mais fácil não reclamar tanto!

Este é o clima que em Portugal sempre fez lei e se permite ter! E permite-se ter porquê? Porque as entidades que gerem o futebol português são reféns da força dos três Grandes, e sabem que um já de si paupérrimo campeonato português, morreria simplesmente se um dia Porto, Benfica ou Sporting levassem um castigo exemplar e deixassem de competir ao mais alto nível!

E é por isso que cada um diz e faz o que quer e fica impune! É por isso que José Mourinho vai para Inglaterra criticar árbitros e leva um castigo exemplar! Porque em Inglaterra, nem Mourinho, nem United, nem Liverpool são maiores do que a Premiership cujos interesses coletivos estão acima de qualquer individualidade, ao contrário do que acontece em Portugal, onde a força dos três grandes abafa qualquer ordem que se queira impor!

Erros dos árbitros?! Meu Deus! Acontecem em todos os jogos e em todos os campeonatos! Alguém viu o penalty não assinalado sobre Neymar ontem contra o Bilbao ou a expulsão e o golo em fora de jogo escandaloso que ajudaram na vitória do United sobre o West Ham na última jornada? Aquilo em Portugal dava direito a escolta policial!

O problema aqui é definir o que é um erro arbitral já que, como já aqui disse mais do que uma vez, e esta a minha razão para ser contra o vídeo-árbitro, é que 90% dos lances de um jogo de futebol são altamente discutíveis e dependem do critério ÚNICO de quem analisa!

A verdade é que havendo um vídeo-árbitro no jogo do Setúbal-Sporting por exemplo, haveria mais do que legitimidade para, através das imagens, se ter marcado, não um, mas dois penalties contra o Sporting!

E repare-se, eu disse LEGITIMIDADE, porque também é legítimo alguém achar que mesmo havendo o toque (que legitima a marcação da falta), que esse toque não seja suficiente para justificar a queda!

O que faz falta ao futebol português não é pois o vídeo-árbitro, já que este, se um dia fizer lei, ESCREVAM O QUE VOS DIGO, só vai tornar o futebol ainda mais confuso e mais polémico! E já nem falo no aborrecimento! 

É totalmente INACEITÁVEL, que havendo um toque nas pernas e um encosto por trás em Edinho, um árbitro marque penalty conta o Sporting, e depois essa decisão seja alterada numa TV, porque UM OUTRO ÁRBITRO, ao ver o mesmo toque, ENTENDA QUE O TOQUE NÃO É SUFICIENTE PARA FAZER O JOGADOR DO SETÚBAL CAIR! Ou o árbitro que manda é o que está no campo ou é o que está na TV! Não pode ser o da TV a mandar mais do que o do campo, quando o que diferencia um do outro é apenas e só a interpretação que faz do lance!

O que faz falta ao futebol português não é pois o vídeo-árbitro! Em primeiro lugar, o que falta são os próprios árbitros, porque num país onde obviamente só um tolinho quer ser árbitro, exigir uma elite de qualidade num país onde não há árbitros que cheguem (e eu sei do que falo porque já lá andei, e sei como no curso que tirei, até aqueles que chumbaram nas provas físicas receberam as insígnias e foram apitar – porque não há outros), é completamente demagogo! E depois, claro, falta uma Liga e uma Federação fortes (dificílimo de conseguir porque o poder dos três grandes abafa tudo), castigos exemplares, e se calhar uma mentalidade diferente, também da parte dos adeptos!

E já agora, duas pequenas alterações às leis do jogo: tentativa de enganar o árbitro devia dar cartão vermelho direto e não amarelo, e castigo ao treinador devia dar treinador na bancada mas sem poder ir ao balneário nem comunicar com o banco durante os jogos, senão, esta hipocrisia de castigos, mais não é do que transformar um treinador de futebol num de rugby, e às vezes da bancada até se vê o jogo melhor!

E claro, tecnologia com juízo imediato (sem ter de se parar o jogo) para os únicos lances 100% objetivos num jogo de futebol, como são os lances de fora de jogo ou bola para cá ou lá da linha, também aqui como uma ressalva, já que até os foras de jogo podem ser subjetivos, no caso de foras de jogo de posição.



Está tudo doido?! Que missão a Comunicação Social espera desempenhar?

Avatar
 ●  42 comentários  ● 



Os mesmos orgãos de comunicação social que se negaram a transcrever toda a informação sobre o processo Apito Dourado revelada através do Youtube, dão agora tempo de antena ao responsável do grupo de arruaceiros que acabara de ameaçar um árbitro?!

Mas já vale tudo neste país?


Sporting recupera Plano Roquette (#nuncaacabem)

Avatar
 ●  30 comentários  ● 
Já é conhecida a aliança formal entre FCPorto e Sporting contra o Benfica e contra o que o ponta de lança desta aliança apelidou de "benfiquização" do futebol nacional.

Está em marca a aliança que previa o Projeto Roquette e que começou em 25 de Janeiro de 99 com a declaração de luto - o vídeo está no YouTube - e que culminou com o Sporting campeão nesse ano e passados dois anos... sem voltarem a cheirar depois disso!

O resultado da reunião magna é o acentuar da cortina de fumo que vai manter o Tolinho a ganhar mais de 10.000 por mês e a por em ordem a vida é as dívidas dele enquanto destrói um clube histórico do futebol português.

Benvindos ao Plano Roquette, parte II - quem quiser saber mais sobre o plano que visava uma união contra o Benfica é só procurar em blogs sportinguistas lideraria por gente que gosta do clube e não nos espaços de propaganda que o Tolinho montou.

Como habitual nestas coisas, isto vai acabar com o Sporting a ganhar qualquer coisas para legitimar a estratégia - quem não se lembra do Record de pênaltis a favor no ano do Jardet - e depois segue-se a fuga do Tolinho (já orientado na vida) por razões de cansaço e o descalabro total do clube que abre assim portas a que o FCPorto mantenha (como tem hoje) o controlo do apito.

Solução do nosso lado: denunciar e jogar mais que os adversários e os árbitros como fizemos com o Vizela onde nos quiseram anular um golo e esconder um penalty. Correu-lhes mal

Cortina de Fumo alimentado por avençados

Avatar
 ●  40 comentários  ● 
O FCPorto está de volta à fórmula de sucesso: ter um aliado em Lisboa para vencer à custa da guerrilha entre os dois clubes de Lisboa.

Já o Sporting que tem sido tão beneficiado pelas arbitragens pelo menos como às vezes que se levantam para MENTIR sobre serem prejudicados, anda a criar uma militância absurda na imprensa para fazer passar a mensagem do "novo Sistema" controlado pelo Benfica

Pelo caminho, o Sporting anda a impor represálias a clubes que lhes vencem jogos - como retirar os emprestados ao Setúbal - e sem qualquer tipo de vergonha foi emprestar esses dois jogadores a um clube com quem vai jogar para o campeonato dentro de duas jornadas e, curiosamente, será o adversário da eliminatória da Taça de Portugal.

Tudo isto se explica com o apoio dado pelas direções de Sportig e Porto as atuais lideranças da arbitragem, Liga e FPF.

Siga a vergonha!!!

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

A arbitragem: a causa de todos os males do futebol português. Parte II.

Avatar
 ●  50 comentários  ● 

Ponto 4: Sporting, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus.

O Sporting é o principal culpado por ter servido de capacho ao FC Porto durante anos a fio devido ao acordo entre Roquette e Pinto da Costa.

Bruno de Carvalho, que no princípio do seu mandato foi visto como uma lufada de ar fresco no futebol português, revelou-se um perigoso “troublemaker”, sem aparente consciência das responsabilidades que detém como presidente do segundo maior clube português e sendo inclusive um factor de desestabilização do futebol e das massas adeptas que o rodeiam.

Bruno de Carvalho isolou-se das estruturas do futebol com o defeito dos chico-espertos que acham que sozinhos vão mudar alguma coisa. Falhou em ser um elemento agregador e preferiu, por arrogância e falta de carácter, cair nas armadilhas sucessivas de senhores que se perpetuam no futebol até um dia irem para a Quinta das Tabuletas.

Não tem sequer a inteligência para perceber que tentar agora uma aproximação ao FC Porto é exactamente o que o clube corrupto precisa para sobreviver! Nunca o FC Porto conseguiu ganhar vantagem ou vencer nada sem estar “a bem” com um dos clubes de Lisboa. 

Bruno de Carvalho, ao permitir que o seu director de comunicação ou qualquer outro, se reúnam com o FC Porto à procura de alguma estratégia conjunta, está a regressar ao caminho de Godinho Lopes, Soares Franco e Roquette.

O FC Porto, desesperado para vencer alguma coisa, tentará a todo custo conseguir um aliado em Lisboa e só mesmo os otários é que lhes darão a mão.

O presidente do Sporting é um cão raivoso, sem capacidade de ser sequer a salvação do seu clube quanto mais um reformador do futebol português. Faz lembrar o ditador que quer derrubar outro ditador porque a sua ditadura é melhor que a ditadura do outro.


Quanto a Jorge Jesus, continua a revelar o miserável carácter que o distingue no futebol português. 

De onde pensam que veio a indicação dos vouchers? De onde é que pensam que vieram dicas sobre o funcionamento interno do Benfica?

Quantas vezes Jorge Jesus como treinador do Benfica se queixou como agora dos roubos sucessivos feitos por Proença para benefício do FC Porto?

Quantas vezes atacou Jorge Jesus o FC Porto como tem atacado o Benfica? Nunca!


Jorge Jesus está a ver na estupidez dos lagartos(não dos sportinguistas) o escape para a sua prestação MISERÁVEL. Quase 8 milhões por ano para eliminações precoces e sucessivas na Europa ou na Taça da Liga.

Insinua e ataca o Benfica com a arbitragem para justificar a sua incompetência. Justifica as suas limitações com factos alheios.

Serão as arbitragens que fazem com que Jorge Jesus, pelo 3º ano consecutivo, esteja fora das competições europeias ainda em Dezembro?

Ponto 5: Benfica, Luis Filipe Vieira e FPF.

Quem acompanha o NGB sabe também que sou muito crítico da gestão de Luis Filipe Vieira e das suas opções ao longo do tempo.

Neste campo, critico o facto de Luis Filipe Vieira ter apoiado consecutivamente Fernando Gomes e as suas listas para a Liga Portuguesa de Futebol Profissional e depois para a Federação Portuguesa de Futebol.

Critico que nunca se tenha demarcado de Fernando Gomes quando a sua entrada na Liga rebentou com todos os efeitos benéficos do Apito Dourado.

Que nunca se tenha demarcado desse apoio quando os vários órgãos da FPF tomavam decisões que beneficiavam o FC Porto.

Que tenha demorado tanto tempo a falar e a esclarecer o caso dos vouchers, o que só contribuiu para denegrir a imagem do Benfica.

Critico o facto de Luis Filipe Vieira alimentar o podre Pedro Guerra e os seus acólitos, que muito têm contribuído para a inflamação do debate televisivo. Também isso, se realmente o Benfica está interessado na pacificação do ambiente no futebol, terá que mudar!

Mas há algo que reconheço: desde que João Gabriel se afastou do Benfica, ver que o clube não hostiliza publicamente os árbitros e a arbitragem é positivo. 

O problema nunca esteve nos árbitros mas nos dirigentes da arbitragem e da FPF. Esses sim devem ser criticados e chamados à responsabilidade!

Perante o que se está a passar, o Sport Lisboa e Benfica não pode ficar calado e tem que marcar a sua mensagem pública por repudiar qualquer associação dos resultados do clube a erros de arbitragem a seu favor, e em exigir ao Conselho de Arbitragem independência, imparcialidade, e condições para que os árbitros sejam protegidos das pressões externas.

Estamos num período crítico da temporada. Não dá para o maior clube português ficar de braços cruzados à espera não sei de quê. 

As responsabilidades de Fernando Gomes e de Pedro Proença são enormes e é deles que se espera uma atitude enérgica, em vez da habitual cobardia.

É da responsabilidade do Sport Lisboa e Benfica tomar a dianteira em exigir mudanças e a defesa do espectáculo.

Ponto 6: Árbitros.

Os árbitros estão dividos em 2 grupos: os mais antigos e a nova geração de árbitros na casa dos 30 anos.

Os árbitros mais antigos são propensos à pressão, às lealdades antigas e não é por acaso que o FC Porto clama por esses árbitros até nos jogos com o “Cascalheira”.

No entanto, há algo fundamental que todos parecem querer ignorar. Os árbitros mais jovens cresceram a ver o FC Porto a dominar a arbitragem. Cresceram a vislumbrar as provas da existência do Apito Dourado.

Eu não censuro nenhum árbitro jovem que não queira, numa altura de afirmação de carreira, ser associado a nenhum clube e muito menos ao FC Porto. Daí que aceito que os erros contra o FC Porto possam ser mais frequentes.

Mas será que não têm razões para isso? Quem viu hoje as ameaças a Artur Soares Dias tem aí a sua resposta. O FC Porto não olha a meios para conseguir manter-se à tona.

O Sporting de Bruno de Carvalho está desesperado pois o investimento brutal em jogadores e num treinador milionário está longe de compensar. Daí que também se virem para a arbitragem.

O Benfica não pode ignorar a pressão do homem de Pinto da Costa no CA para que árbitros escolhidos a dedo possam apitar todos os jogos do FC Porto. E deve defender o seu bom nome.

O que se exige aos 3 grandes é SENTIDO DE RESPONSABILIDADE.

É lícito que se exija zero erros aos árbitros e que se perdoe a profissionais pagos principescamente que falhem golos em frente à baliza?

É correcto achar que um árbitro, que tem de decidir em segundos e sem repetição, nunca vai falhar algo que vislumbrou durante um segundo ou menos?

Será que NES ou JJ têm a mesma capacidade de auto-avaliação com os erros que já cometeram como treinadores esta temporada? Em não colocarem de início os melhores, por exemplo?

Eu fico satisfeito que os árbitros mais jovens não estejam presos aos erros dos mais velhos.

Precisam de tempo para crescer, evoluir e aumentarem a sua qualidade. Não será a persegui-los que teremos melhores árbitros!

Caso de Polícia! Onde está Fernando Gomes? Ou Pedro Proença?

Avatar
 ●  43 comentários  ● 



"Artur Soares Dias apresentou queixa contra desconhecidos na sequência das ameaças de que foi alvo por parte de dois indivíduos com adereços dos Super Dragões. O episódio ocorreu esta quinta-feira, no local onde o árbitro da AF Porto treinava, na Maia.

Depois do sucedido, houve uma reunião de emergência entre José Fontelas Gomes, presidente do Conselho de Arbitragem, Artur Soares Dias, Jorge Sousa, Luís Ferreira, Vasco Santos, Carlos Xistra, Bertino Miranda, vogal do Conselho de Arbitragem, e Paulo Costa, vice-presidente. Ao mesmo tempo, o local foi alvo de reforço policial.

Recorde-se que Artur Soares Dias está nomeado para dirigir, este sábado, o Paços de Ferreira-FC Porto, partida da 16ª jornada da I Liga." - O Jogo.

O que mais é preciso para que esta claque seja banida dos estádios? 

Uma espécie de guarda pretoriana que age à margem da lei e de forma impune? 

Não há lei ou autoridade que limite a acção de uma claque legalizada? 

Perante o sucedido, será que a Polícia Judiciária vai convocar/deter para averiguações o líder dos Super Dragões a fim de que identifique os membros da claque envolvidos nestas ameaças?

Ou será que vamos voltar aos anos 80 e 90 em que se ameaçava e atacava árbitros, jogadores e outros envolvidos no futebol com total impunidade?

Onde anda o Presidente da Federação Portuguesa de Futebol que mais uma vez é incapaz de publicamente dar um murro na mesa e agir como um líder? 

Onde está Pedro Proença que antes de ser líder da LPFP era tão opinativo e cheio de ideias? 

Ninguém tem "tomates" para dizer aos clubes publicamente que têm de acabar com este clima de guerra?

P.S.: Entretanto o maricas do macaco Madureira veio pedir desculpa. Ridículo. 

Arbitragem: a causa de todos os males do futebol português. Parte I

Avatar
 ●  38 comentários  ● 
Não conheço um dirigente, treinador ou jogador que assuma que a sua equipa perdeu ou não ganhou por culpa própria.

Não conheço ninguém que diga:

- “Ganhei o jogo porque beneficiei de um penalty mal assinalado.”

- “Ganhei o jogo porque beneficiei de um golo ilegal.”

A choradeira hipócrita dos últimos dias de Sporting e FC Porto é o último episódio de uma novela reles protagonizada por dirigentes rasteiros, cobardes e que pelo incitamento agressivo que dirigem às massas deveriam ser impedidos de estar no desporto.

Quem lê o NGB regularmente sabe que em tempo útil temos vindo a denunciar as manobras para controlar a arbitragem e os árbitros.

Anunciamos em primeira mão a composição do Conselho de Arbitragem e quem escolheu os nomes que lá estão.

E para que fique bem claro, repito a minha posição sobre a arbitragem: prefiro ver o Benfica perder um jogo, uma Taça ou um Campeonato que alguma vez ver o meu clube ganhar por favores de arbitragem! Espero nunca ver isso durante a minha vida.



Dito isto, quero desmontar os argumentos de quem hoje ataca os árbitros e a arbitragem.
Vamos por pontos.

Ponto 1: O anterior Conselho liderado por Vítor Pereira.

Os mesmos que hoje enxovalham os árbitros são os mesmos que diziam que com Vítor Pereira as coisas estavam muito mal. São os mesmos que reclamavam uma mudança e que saudaram a saída de Vítor Pereira.

Só que Vítor Pereira, mesmo com erros cometidos, era alguém independente. Daí ter ficado a partir de determinada altura, sozinho nas escolhas e nas decisões pois fazia parte da estratégia alheia obrigar Vítor Pereira a isolar-se.

Fontelas Gomes, por exemplo, foi um ponta de lança de interesses alheios e que nunca teve problemas em atacar Vítor Pereira publicamente. Fontelas Gomes estava ansioso que Vítor Pereira pudesse sair para que Fernando Gomes cumprisse a promessa feita algum tempo atrás de entregar a arbitragem ao dirigente da APAF.

Não deixa de ser curioso ver que os mesmos hoje atacam Fontelas Gomes, que foi o porta-voz oficioso de Sporting e FC Porto, eram os mesmos que o apoiavam em surdina.

Ponto 2: O novo Conselho de Arbitragem liderado por Fontelas Gomes.

Fontelas Gomes era o gémeo de Pedro Proença enquanto o antigo árbitro apitava e Fontelas era o presidente da APAF. A coisa só azedou quando Proença percebeu que Fontelas tinha a promessa de Fernando Gomes para ir para o Conselho de Arbitragem.

O novo Conselho de Arbitragem foi escolhido por Fernando Gomes. Fontelas Gomes, um excelente “yes-man” como presidente e um operacional indicado pelo FC Porto: Paulo Costa.

Seria assim que Fernando Gomes e o seu braço direito, Tiago “Cachecol do Porto” Craveiro, conseguiriam devolver ao clube do coração o controle da arbitragem.

Ponto 3: FC Porto, Pinto da Costa e portistas.

Ver um clube que utilizou a arbitragem para vencer a maioria dos seus títulos e troféus nos últimos 30 anos atacar os árbitros não só é ridículo como vergonhoso.

Ouvir tudo o que está publicado no Youtube sobre o Apito Dourado, as prostitutas, as ameaças e o condicionamento ao mais alto nível de árbitros, disciplina e organização do futebol português será uma ajuda aos mais novos para perceberem que o FC Porto pode ser prejudicado mais 20 anos e ainda estar em vantagem.

Lembro como o falecido Adriano Pinto dominava a arbitragem, lembro as dezenas de jogos em que Benfica e Sporting foram DESCARADAMENTE ROUBADOS nos anos 80 e 90 e até como Pinto da Costa usou o traste do Manuel Damásio para ser eleito para a Liga de Clubes.

Não me lembro de se queixarem dos benefícios sucessivos dados por Pedro Proença!!!

Os dirigentes que lideraram essa quadrilha estarem a queixar-se dos árbitros é falta de vergonha na cara.




(Continua com Ponto 4: Sporting, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus e Ponto 5: Benfica, Luis Filipe Vieira e FPF). 

ranking