O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 4 de junho de 2016

Tolinho das Aldrabices is in the house! E que pérolas!

Avatar
 ●  53 comentários  ● 

- Finanças: "Há uma SAD em falência técnica, a do Benfica. E agora? Vão meter a CMVM em tribunal? O Sporting respira saúde financeira e desportiva, não está a vender jogadores. Temos o menor passivo quando há três anos tínhamos o maior. Somos exemplos de gestão na UEFA." 

- Golos do Benfica festejados por adeptos do Sp. Braga: "Fiquei estarrecido como é que comemoraram os golos do rival do Sporting. Não é assim que serão grandes. Tenho respeito por todos mas acima de tudo pelo clube que amo e aquilo que esperava na altura era que o presidente do Sp. Braga dissesse que não se revia na atitude, mas afinal não são do Sp. Braga e sim de outro clube." 
in Record

Sobre o primeiro ponto, bom... acho que há números que falam por sí para demonstrar a dimensão da MENTIRA dita pelo Tolinho: Finanças: Análise dos 3 Grandes (3º Trimestre 2015/2016) 


Quanto ao segundo ponto, o Sr. Facebook - imagine-se - a falar de ficar estarracido por se comemorarem golos do Benfica, quando... ele passa a vida a comemorar (ou a desejar) comemorar golos (e pagar para que aconteçam) aos rivais do Benfica.


O jogo da mala este ano começará mais cedo! Vamos ver...

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Fernando Santos, o lírico.

Avatar
 ●  9 comentários  ● 

"O árbitro podia ter dado o amarelo... " - Fernando Santos.

Entretanto Bruno Alves já voltou a fazer o mesmo esta tarde no treino da selecção. 

Finanças: Análise dos 3 Grandes (3º Trimestre 2015/2016)

Avatar
 ●  104 comentários  ● 
Análise 2000/2015:
As Finanças dos 3 Grandes (2000-2015)


Análise 2015/2016:
Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Trimestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Semestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (3º Trimestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (Época 2015/2016)

Finanças: Análise dos 3 Grandes (3º Trimestre 2015/2016)
 

Explicação para o Quadro Apresentado - Resultados com Atletas: Para existir comparabilidade nas Demonstrações de Resultados dos 3 Grandes foram apresentadas as "Mais-Valias com Transacções de jogadores + Outros Proveitos com operações de Jogadores". Benfica e Sporting apresentam as Mais-valias, e o Porto esta época começou a apresentar os Proveitos Brutos com a Venda de Atletas, e nos Custos apresenta o valor contabilístico dos jogadores no momento da venda. No caso do FCP: 58,5M€ - 27,3M€ = 31,2M€ em mais-valias + 2,9 em Outros Proveitos com Atletas = +34,1M€, sendo depois necessário subtrair as "Amortizações dos jogadores" que continuam no Plantel, além de outros custos com transações de Atletas.


Atendendo à publicação na CMVM dos Relatórios Trimestrais da Benfica SAD, Porto SAD e Sporting SAD, é apresentada a habitual análise actualizada sobre as finanças dos 3 Grandes.


Benfica: A Benfica SAD aumentou os seus Proveitos Operacionais, face ao 3º Trimestre de 2014/2015, subindo dos 77,7M€ para os 95,4M€, tendo os custos subido dos 77,6M€ para os 83,2M€. Os Resultados Operacionais foram então de +12,2M€, melhorando face aos +0,1M€ da época passada. A performance europeia e a digressão de pré-época foram fundamentais para esta melhoria Operacional. Os Resultados com Atletas foram de -8,0M€ (incluindo a venda de Lima e Ivan Cavaleiro que renderam 21,9M€ de mais-valias. A venda de Renato Sanches só irá ser registada no 4º Trimestre) e ficaram abaixo da época passada, que tinham ficado nos +32M€ positivos de Resultados com Atletas, considerando 62,4M€ em "mais-valias" com venda + proveitos com emprestados, período onde tinham ocorrido mais vendas de jogadores. Os Resultados Financeiros e de Investimentos ficaram nos -13,4M€, e neste particular melhoraram dos -18,5M€, devido ao facto de há 1 ano terem sido considerados 5,9M€ de custos relacionados com a aquisição do Benfica Stars Fund.

Ao nível dos direitos televisivos, nos primeiros 9 meses do Ano o Benfica alcançou os 24,7M€, um valor próximo dos Proveitos obtido na época passada (25,5M€), e atendendo à tendência actual, o Benfica poderá voltar a aproximar-se dos 34M€/Ano "brutos".

O Resultado do Exercício em 2015/2016 (3º Trimestre) situou-se nos -9,3M€, enquanto que na época passada tinha sido positivo em +14,0M€, pelo facto de ter obtido um valor de Mais-valias bem superior nos primeiros 9 meses da época. Acontece que esta época a Benfica SAD teve menos 38M€ nos resultados com jogadores, face há 1 ano, ou seja, os proveitos operacionais e de investimentos melhoraram bastante e permitiram uma maior sustentabilidade da Benfica SAD, ficando menos dependente da transferência de jogadores. Com o registo da venda de Renato Sanches é muito provável que a Benfica SAD volte a ter lucros no final do exercício 2015-2016, pelo 3º ano consecutivo, tendência que espero que se mantenha nos próximos anos.

Em termos de Activo e de Passivo "Contabilístico", o Benfica tem a sua situação controlada com um Activo "Liquido" de 419,8M€ e Passivo de 427,9M€, e Capital Próprio de -8,1M€ no primeiros 9 meses, voltando ao positivo no final do exercício 2015/2016 (a 30 de Junho 2016). 

Como "curiosidade" a Benfica SAD em termos de Activo "Bruto", considerando as Amortizações realizadas, investiu no total 622M€ em infra-estruturas, plantel, marca, direitos televisivos e outros Activos decorrentes da sua actividade.


Porto: A Porto SAD viu a sua situação financeira piorar de forma considerável, tendo agravado os seus prejuízos no 3º Trimestre de -7,9M€ para -38,0M€. Este agravamento deveu-se essencialmente aos Resultados Operacionais que passaram de -17,9M€ para -32,2M€! Este é o pior Resultado Operacional (s/ venda de jogadores) da Porto SAD de que há memória. Para este mau Resultado Operacional, em muito contribui os Custos de Pessoal excessivos que rondaram os 53,5M€, mais 9M€ do que o Benfica gastou nos mesmos 9 meses. A menor capacidade de gerar Receitas Operacionais deveria levar a Porto SAD a conter-se mais nos custos, mas está a acontecer o oposto do que seria aconselhável. Os Proveitos Operacionais reduziram dos 71,3M€ para os 57,4M€ e os Custos Operacionais aumentaram dos 89,2M€ para os  89,6M€. Atendendo a esta tendência a Porto SAD voltará a ter Custos de Pessoal anuais a rondar os 70M€/Ano, e a Benfica SAD poderá aproximar-se dos 60M€/Ano (devido a conquistas desportivas + performance europeia), podendo a Porto SAD ficar com Resultados Operacionais anuais negativos que poderão situar-se acima dos 40M€/Ano, que é um valor absurdo! A complicar a situação, na próxima época a Porto SAD ainda não tem a presença confirmada na próxima edição da UEFA Champions League!

Ao Nível dos Resultados com Atletas, a Porto SAD alcançou (+7,1M€) enquanto que na época passada tinha alcançado (+22,8M€), devido ao facto de ter baixado as Mais-Valias & Outros Proveitos com Atletas dos 52,9M€ para os 34,1M€. Por exemplo a venda de Imbula apenas permitiu uma mais-valia a rondar os 3,8M€ apesar de ter sido vendido por 24M€.

Os Resultados Financeiros e de Investimentos têm piorado e estão cada vez mais próximos dos obtidos pela Benfica SAD (FCP -12,4M€ vs SLB - 13,4M€), e isso deve-se em grande medida ao facto de a Porto SAD ter aumentado consideravelmente o seu passivo em 5 épocas e 9 meses, tendo o Passivo subido dos cerca de 160M€ para os cerca de 290,9M€, tendência que já se vinha a verificar nos últimos anos.

Devido a esta performance, os Resultados do Exercício da Porto SAD pioraram tendo passado de -7,9M€ para os -38,9M€. Ao nível do Activo e do Passivo, a SAD apresenta 336,9M€ de Activo, 290,9M€ de Passivo, tendo o Porto Clube 59,4M€ de "Interesses sem Controlo" pelo facto de deter 53% do Estádio (empresa EuroAntas), que foi consolidada a 100% nas contas da SAD. O Capital Próprio da Porto SAD apresenta um valor de +46,0M€ e -13,4M€ (não considerando os Interesses sem Controlo).

A Porto SAD terá de realizar mais-valias entre os 50M€ a 60M€ até 30 de Junho para não ter prejuízo nos 12 meses de actividade de 2015/2016. É provável que pelo menos 3 jogadores importantes sejam vendidos este verão, com especial destaque para Brahimi, Herrera e Aboubakar.


Sporting: A Sporting SAD facturou 54,8M€ em Proveitos Operacionais e 55,7M€ de Custos Operacionais, tendo um Resultado Operacional de -0,9M€. A Sporting SAD tem pouca capacidade de investimento em Atletas, no entanto este Trimestre preferi incluir nesta rubrica "outros" custos relativos aos 14M€ da condenação no caso Rojo/Doyen, o que fez com que o saldo com Atletas + "Outros/Doyen" representasse -12,8M€.

Nos Resultados Financeiros & Investimentos a Sporting SAD só teve custos de -3,3M€ devido a uma situação de "concorrência desleal", já que com o valor do Passivo + VMOC's deveria ter  custos financeiros semelhantes aos de Benfica e Sporting, a rondar os -15M€. Ou seja, em 9 meses teve um "perdão" de 12M€, e no total da época o "perdão" de juros do Sporting irá superar os 15M€. 

Devido aos resultados operacionais, resultados com atletas, resultados financeiros e condenação "Doyen", a Sporting SAD viu o seu prejuízo agravar-se imenso para os -17,1M€ nos primeiros 9 meses de actividade, quando na época passada com algumas vendas de jogadores tinha obtido +22,1M€ de lucros.

Avisei durante muito tempo que a contabilidade da Sporting SAD andava a sofrer "maquilhagem", e bastou considerar-se alguns prejuízos que estavam escondidos (Doyen) para se perceber que a situação da Sporting SAD é mais grave do os seus dirigentes tentavam apresentar aos sócios e adeptos.

O caso mais surpreendente, ou talvez não, é o facto de a Sporting SAD ter duplicado os Custos de Pessoal, de 18,2M€ para 35,8M€, relativos a 9 meses, o que fará com que a Sporting SAD duplique os seus Custos de Pessoal dos 25M€/Ano para um valor próximo dos 50M€/Ano, num período de apenas 1 época! Se a Sporting SAD gastava metade do Benfica a nível salarial, isso deixou de acontecer.

Quanto ao Balanço, o Activo está nos 235,4M€ e o Passivo + VMOC's está nos 373,5M€, e se não fosse considerado o "fenómeno" das VMOC's o capital próprio ficaria nos 138,1M€ negativos, encontrando-se mesmo assim negativo em -10,2M€. Importa voltar a perguntar onde anda o acordo com a Banca, que supostamente implicava "contenção financeira" e onde anda a "vigilância" do fair-play financeiro da UEFA!

Não admira portanto que Jorge Jesus ande a fazer tanta "publicidade" para a Venda de Slimani por 30M€, a ver se algum clube se decide a pagar esse valor.. até 30 de Junho. Sem uma grande venda até final do mês o Sporting fica em "maus lençóis" junto da Banca e da UEFA.


Estes resultados estão a ser influenciados por várias  situações GRAVES e pouco TRANSPARENTES, que tenho destacado nos últimos meses, e terei de voltar a relembrar mais uma vez:

1ª situação (Caso BES/BCP): Para o resultado positivo apresentado, a Sporting SAD está a beneficiar de um perdão de juros atribuído pelo NovoBanco e Millenium Bcp, que supera os 15M€/Ano, como já tive a oportunidade de explicar.

Ao nível dos Activos e Passivos, surgem outras 3 situações igualmente "graves" face à situação que referi anteriormente sobre os Proveitos e Custos (perdão de "juros" caso BES/BCP). 

2ª situação (VMOC's): A Sporting SAD teve de recorrer a uma reestruturação financeira que envolveu um aumento de capital da SAD, passagem da SPM para a SAD (empresa detentora dos direitos de superfície do Estádio de Alvalade), e recorreu a 127,9M€ de VMOC's, que são obrigações (financiamento) que serão obrigatoriamente convertidas em acções. O mais grave desta situação é que 55M€ "brutos" e 47,9M€ "líquidos" (1ª emissão) teriam de ser pagos em Janeiro de 2016, e a Banca prolongou o período de pagamento por mais 10 anos, juntando-se aos outros 80M€ de VMOC's (2ª emissão). Tratando-se de 2 instituição bancárias (antigo BES e BCP) que receberam ajudas estatais (dinheiro dos contribuintes) mais grave se torna esta situação, quando se sabe que estes 135M€ "brutos" / 127,9M€ "líquidos" na prática pagam taxa de juro de ZERO%. Apesar de o problema ter sido "empurrado com a barriga" para daqui a 1 década, o Sporting terá de garantir nessa altura a aquisição da maioria das duas emissões de VMOC's, ou então a Sporting SAD passará a ser "detida" por privados (Banca ou "investidores externos"). Apesar de as VMOC's não serem registadas contabilisticamente como Passivo, na prática são responsabilidades que o Sporting terá de assumir se quiser manter o controlo maioritário da SAD.

3ª situação (Direitos de Superfície): Com base na informação do R&C, sabe-se que o Sporting "valorizou" os direitos de superfície do Estádio de Alvalade em 208,9M€ "brutos" e 146,9M€ "líquidos", e passou esses direitos para a Sporting SAD. Esta é uma mera operação de "cosmética" para tornar mais bonito o R&C da Sporting SAD, já que se trata de uma operação intra-grupo, sem qualquer reflexo no R&C Consolidado do Grupo Sporting.

4ª situação (Ocultação de Passivo em outras entidades do Grupo Sporting - Sporting Clube e Sporting SGPS): Tal como avisei, em 1ª Mão e em "Exclusivo" neste Blog há cerca de  2 anos, a situação do Grupo Sporting é muito "grave". Essa situação foi confirmada  pelo próprio Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, na AG do Sporting realizada a 28 de Junho de 2015:

174,7M€ de Activo consolidado
487,1M€ de Passivo consolidado
(312,5M€) de capital próprio negativo
... e Prejuízos acumulados de 357,5M€
(situação a 30 de Junho de 2013)

Link: Finanças: Grupo Sporting com 174M€ de Activo e 487M€ de Passivo (em 2013)

Desde que a situação do Sporting foi "exposta" o Sporting Clube de Portugal teve de confirmar essa situação numa Assembleia Geral do Clube. Depois disso voltaram a esconder o "brutal" Passivo "Consolidado" do Sporting Clube de Portugal, de forma a não mostrar que o Sporting com Bruno de Carvalho na Presidência do Clube continua a ter um Passivo Consolidado + VMOC's que ronda os 500M€!!!


Para finalizar a análise do Sporting, relembra-se então as 4 situações "graves" relativas ao Sporting: 1) "Caso perdão de juros BES/BCP", 2) VMOC's que poderão levar à venda do Sporting à Banca ou a Investidores Externos, 3) Operação de "cosmética" na SAD com os direitos de superfície do Estádio de Alvalade, 4) Ocultação de Passivo em outras entidades do Grupo Sporting (Sporting Clube e SGPS).


Para concluir a Análise dos 3 Grandes, é fácil de perceber a complicada situação em que o Sporting se encontra, face à situação mais estável do Benfica. Por exemplo, a Benfica SAD facturou quase o DOBRO do Sporting nos primeiros 9 meses de 2015/2016. 

Já a Porto SAD tem vindo a agravar imenso a sua situação operacional, "vive muito acima das suas possibilidades" estando agora "obrigada" a reduzir os seus custos e a apostar mais na "prata da casa". Na próxima época, de forma a manter alguma sustentabilidade a Porto SAD deveria reduzir os custos operacionais para valores semelhantes aos custos operacionais da Sporting SAD! Duvido no entanto que consigam reduzir tanto o seu orçamento, em poucos meses.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Bruno Alves dispensado e era já!

Avatar
 ●  43 comentários  ● 


Tem ficado evidente que a convocatória de Fernando Santos procurou acomodar favores a empresários e não incluir as melhores opções disponíveis.

Éder é um erro quando temos um jogador como Hugo Vieira que marcou 21 golos. (Já agora quem desvaloriza ele ter marcado esses golos na Sérvia deve achar que em Portugal o nível médio das equipas por cá é muito melhor). Já está mais que visto. E não me venham com o André Silva do FC Porto pois nunca foi opção regular durante a temporada e terá ainda que mostrar muito mais vezes aquilo que mostrou na final da Taça de Portugal.

Bruno Alves é mais que um erro: é um insulto a outros jogadores que realizaram uma boa temporada e que mereciam ser opção. Este jogador aliás já está a mais na selecção e não é de hoje.

Bruno Alves é um caceteiro sem qualidade e que, se Fernando Santos fosse alguém preocupado em dar um sinal claro do que os jogadores devem fazer no Europeu, seria ainda hoje dispensado da selecção e substituído. Por exemplo porque não o André Pinto do Braga ou Rúben Semedo do Sporting?

Dar um minuto que seja a Bruno Alves em detrimento de José Fonte num jogo contra a Inglaterra onde Fonte tem dado cartas é mais uma falha grave de um seleccionador que é um fantoche.

Por acaso hoje foi a feijões. Mas o que seria se isto se passasse num jogo já a doer? E ainda falta chegar o outro palhaço do circo: Pepe. Que dizer de um central que numa final da Liga dos Campeões tem aquele comportamento vergonhoso simulando várias vezes ser agredido? 

Quem pode esquecer a sua prestação lamentável no mundial no Brasil?

Pois estes são os eleitos de Fernando Santos. Pelo visto, o seleccionador aprova estes comportamentos pois mantém estes jogadores na convocatória.

Hoje, caso o mais importante fosse defender o superior interesse da Selecção Nacional e dar um sinal a todos os jogadores de que se exige profissionalismo e empenho, Bruno Alves seria dispensado. Sem hesitações.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Autoridade da Concorrência vai "reduzir" a duração dos contratos com a MEO e NOS

Avatar
 ●  40 comentários  ● 
"As preocupações da AdC com a duração dos contratos de direitos televisivos entre os operadores de telecomunicações e os clubes de futebol já eram conhecidas e o presidente da Autoridade da Concorrência (AdC) revelou que vai mesmo intervir para que as durações dos contratos não ultrapassem os três anos. “Estamos a preparar uma actuação ao nível dos prazos dos contratos, que nos parecem ser excessivos”, disse nesta quarta-feira, na comissão parlamentar de Economia, o presidente da AdC, António Ferreira Gomes."

(...)

"O regulador, que já antes tinha actuado nos contratos da Sport TV, limitando-os a um máximo de três épocas desportivas, não gostou. E fez questão de dizer isso mesmo no comunicado publicado logo a seguir ao anúncio do acordo entre a Nos e a Vodafone"

Fonte: Público


Esta notícia, para mim nem é surpreendente. Já tinha emitido opinião sobre este assunto em Fevereiro. 10 Anos de duração dos contratos é um Absurdo!! 

Os contratos de Benfica, Porto e Sporting negociados com a MEO e NOS devem ser limitados a 3 ANOS! 

Espero que em 2019 o Benfica esteja a negociar um NOVO contrato com as operadoras interessadas nos jogos do Benfica!
 

Posts anteriores sobre o assunto:

(04 de Fevereiro 2016)
Autoridade da Concorrência investiga contratos da Nos e Meo com clubes de futebol 

(13 de Fevereiro 2016)

Bem vindo!

Avatar
 ●  20 comentários  ● 

Jogos do Benfica na Luz transmitidos na BTV.

Avatar
 ●  92 comentários  ● 

Foi uma surpresa a notícia de que os jogos em casa do Benfica continuariam a passar na BTV.

Sem dúvida que, em tese, é uma boa notícia pois como Rui Gomes da Silva relembra e bem desde que os jogos passaram para a BTV o nosso clube tem sido sempre campeão.

No entanto, o que me intriga e ainda não vi nenhum esclarecimento nesse sentido, é quanto a NOS vai pagar ao Benfica por usar o canal do clube para transmitir um seu conteúdo.

Se bem me lembro do acordo anunciado em 2015, a NOS contratou os direitos de transmissão dos jogos do Benfica na Luz e os direitos de distribuição e transmissão da BTV. Mas os conteúdos da BTV, o seu espaço de antena, não foi vendido…ou foi?

Sendo a BTV propriedade do Benfica e não da NOS, e tendo até a NOS um canal onde poderia passar os jogos, quanto é que a operadora vai pagar ao Benfica para transmitir no canal do nosso clube um seu conteúdo?

Fica a questão.  

terça-feira, 31 de maio de 2016

RTP: serviço público pago por todos, só para alguns.

Avatar
 ●  37 comentários  ● 


Ontem ao ver o programa da SICN, “O Dia Seguinte”, fiquei surpreso quando o jornalista Paulo Garcia informa que não tinham imagens do jogo da selecção nacional para passar pois o canal que transmitiu o jogo não tinha autorizado.

O que terá levado o responsável da RTP pelos ‘Direitos e Produção Desportiva’, Miguel Barroso, a tomar esta decisão?

A missão da RTP é condicionada pelo seu modelo de financiamento. É paga pelos impostos de todos nós. O que não quer dizer que seja “tudo nosso”. Mas daí a condicionar que sequer os lances principais pudessem ser utilizados no programa com mais audiência da televisão por cabo em Portugal vai uma distância grande.

Que prejuízo teria a RTP com a utilização das imagens? Fazia concorrência a algum programa de desporto da RTP?

É que, por exemplo, não vemos da RTP nenhum problema em ceder direitos quando se trata da Sporttv.

A RTP não encontrou obstáculos a ceder por valores não revelados(onde anda a ERC?) os direitos do EURO2016 à Sporttv.

Ou seja, quem se chegou à frente quando foi preciso comprar à UEFA fomos todos nós através da RTP. Mas agora quem garante que a RTP teve margem de lucro na revenda dos jogos à SPorttv? Pagou também o canal privado da NOS e de Joaquim Oliveira os valores a pronto ou paga a perder de vista? Onde está o rigor neste negócio? Não sabemos.

Também gostaria de ver este rigor aplicar-se à contratação de comentadores desportivos na RTP. Ainda está por descobrir qual o mérito que o marido de uma empregada de Jorge Mendes tem para comentar tudo o que é futebol. Ou porque outro comentador habitual da RTP é presença habitual nos camarotes da Gestifute. Onde está o rigor da imparcialidade nos comentadores contratados?

Miguel Barroso e a administração da RTP têm uma missão de serviço público. Ceder até 90 segundos das imagens teria sido cumprir essa missão. É para isso que a RTP recebe os nossos impostos.

Falharam. Em nome de que interesses não sei, mas em nome do interesse público garantidamente não foi.

Se o departamento de desporto da RTP, controlado pelos jornalistas desportivos da RTP Porto, Miguel Barroso ou a administração da RTP têm alguma animosidade pessoal com alguém ou com alguma concorrência, é uma situação que terão de ultrapassar.

O serviço público não se coaduna com vinganças ou agendas pessoais. 

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Sporting: Não dinheiro para os bilhetes?

Avatar
 ●  39 comentários  ● 

Precisam mesmo de usar os restos de bilhetes de uma competição ganha pelo Benfica?

O típico portista.

Avatar
 ●  65 comentários  ● 

"Devemos ser críticos a estas negociatas? Claro que sim.
Mas se somos TRI é porque as coisas estão a ser bem feitas!
Deixem-se de lamúrias e apoiem o SLBenfica."

Comentário de um benfiquista no post "Mais mercado... " do Benfica Eagle.

A mim parece-me que qualquer portista disse o mesmo durante os anos do Apito Dourado.

Aliás, qualquer portista disse o mesmo quando o FC Porto ganhou o tricampeonato do ano 2 ao ano 4 de Jorge Jesus.

Ou quando ganharam o tetra ou o penta.

O que os dirigentes dos clubes portugueses mais apreciam são adeptos deste calibre. Tipo militantes de partido.

Sporting e FC Porto desesperados.

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

Sporting garantiu a permanência de Jesus.
FC Porto tenta Espírito Santo.

Nós preferimos acreditar no trabalho do terrestre Rui Vitória.

Boa?

domingo, 29 de maio de 2016

Se o Eder é o patinho feio, o que é o Pepe?

Avatar
 ●  18 comentários  ● 

O Pepe é e será a mesma vergonha que foi no Mundial do Brasil.

Inúmeras vezes a simular lesões ou agressões de adversários, a "dar casas" a torto e a direito, e completamente desconcentrado.

Será um péssimo sinal se este comportamento for premiado com a titularidade.

Claramente José Fonte e Ricardo Carvalho são as melhores opções.

És um embaraço Pepe.

ranking