O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 3 de janeiro de 2015

A Crise do Bruno. Será?

Avatar
 ●  20 comentários  ● 
Atentem no que corre nas redes sociais. Desconheço a origem... Mas já a vi no mural de muitos sportinguistas:

Aqui: https://ficheirossecretosdealvalade.wordpress.com/2015/01/01/a-verdade-da-crise-no-sporting/


Porque a Centralização dos Direitos pode ser boa... Ou não...

Avatar
 ●  18 comentários  ● 

Antes de decidirem ler este tópico, têm que decidir se querem acreditar que os 17M€ de receitas da BTV expostas no R&C são equitativas aos 18M€ (média) que o SLBenfica receberia pela venda dos seus direitos. Ou seja, se como se diz, hoje o SLBenfica já recebe tanto quanto receberia de um parceiro externo?

Esta questão é central para perceber a notícia do Correio da Manhã de hoje, que não é novidade nenhuma aliás, face ao que o Presidente referiu já ontem na entrevista:


Então vejamos, segundo os números que nos têm sido dados a conhecer e aqui muito bem analisados pelo BenficaEagle, a BenficaTV já representa um encaixe de 28M€ com custos de 11M€, o que prefaz o tal retorno líquido de 17M€.

Porém, tal como aqui tenho escrito várias vezes, a decisão que temos que tomar quando queremos ter uma posição sobre isto é:

Os 17M€ de lucro correspondem a receita da revenda dos direitos televisivos? Ou correspondem a receitas de uma soma de diferentes fontes de receitas: assinaturas de utilizadores, publicidade, revenda de direitos, acordos de transmissão, etc.?

É essa informação que ainda não temos e que já muitos aqui no blog o têm referido e que mudam completamente a visão que todos podem ter do processo.

Imaginem dois cenários:

Cenário A
Se grande parte das receitas, directa ou indirectamente, corresponder à exploração dos direitos televisivos dos jogos do SLBenfica em casa, então a perca desse "activo" representará uma grande quebra das receitas e a centralização tem que garantir uma receita não só superior aos 18M€ iniciais (senão mais valia fazer contrato directo), como a esse valor que seja estimado como directa ou indirectamente, corresponder à exploração dos direitos televisivos dos jogos do SLBenfica em casa.

Neste caso, como referi ontem, o modelo de centralização nunca pode ter o apoio do SLBenfica, pois não conheço nenhuma arte mágica que permita que o "bolo" a distribuir venha a aumentar de forma tão dramática que permita aumentar as receitas do SLBenfica e de todos os clubes, que é a condições e a expectativa que todos têm.

Tem sido um pouco nesta linha o "discurso" de todos os que falam do "projecto BenficaTV". Ainda ontem o Presidente comparou os 17M€ de receita da BenficaTV com a média de 18M€ que viria a obter da Controlinvest. Mudar esta linha, tem acima de tudo de implicar dizer aos benfiquistas que se tem explorado uma profunda demagogia em torno do projecto - o que não deve ser confundido com assumir que o projecto não é um sucesso, porque é um sucesso tremendo.

Se o elemento central das receitas da BenficaTV for então os jogos do Benfica, qualquer modelo de centralização prejudica o Benfica e não deverá ter o nosso apoio.

Cenário B
Esta via implica a tal "queda do mito". Ou seja, dizer aos benfiquistas as elevadas receitas da BenficaTV, e que continuarão no actual modelo a acrescer, são divididas em diferentes vectores e o conteúdo que mais assinantes representa não são os jogos em casa do SLBenfica.

Assim, assumindo que o SLBenfica tenha 400.000 (há pouco mais de um ano tinha 307.000) assinantes na BenficaTV que pagam os tais perto de 10€ por mês, quanto dessa receita, de publicidade e outras receitas indirectas o SLBenfica deixaria de receber se voltasse a vender os seus direitos?

... E a aquisição de outros conteudos que agora a Sporttv terá que negociar novamente poderá contra balançar essa perda? Estou a falar da Liga Espanhola, da Formula 1 e da NBA, sem esquecer a Liga Europa...

Quer isto dizer que se o "churn" (desistência) de receitas de assinantes pela perda do conteúdo dos jogos em casa for inferior ao aumento de assinantes pela disponibilização de novos conteúdos, a venda dos direitos televisivos no modelo de centralização representará um retorno muito elevado... e líquido.

Perceberam? Vejamos...

Agora: Jogos em casa + Liga Inglesa = 400.000 assinantes e receita bruta de 35M€ (estimativa)
Futuro: Liga Inglesa + Liga Espanhola + Liga Europa = 350.000 assinantes e receita bruta de 30M€ (estimativa) + venda dos direitos dos jogos em casa no modelo de centralização por 20M€ (estimativa)

Ou seja, o facto de termos uma BenficaTV com conteudos desportivos "premium" de topo e de investirmos em mais desses conteudos, poderá fazer com que o número de assinantes não baixe ou baixe muito pouco - que é onde está a maior fonte de receitas. Se a isso somarmos o que o Benfica pode receber da Liga pelos seus direitos, as receitas do SLBenfica disparam para perto dos 35/40M€ líquidos na soma das duas vertentes (compara com os actuais 17M€)

Até aqui tudo bonito! O problema é que falta aqui perceber como é que a Sporttv "aumenta o bolo" -que é a única forma de todos ganharem mais, apesar de perder assinantes e receitas com a perca dos direitos da Liga Inglesa e, neste cenário, de outros conteudos premium.

É que se a ideia é olhar para o SLBenfica como um desses players que pode licitar os conteudos... bom, então aí lá se vai o modelo de receitas, pois teriamos que reinvestir mais de 20M€ na compra de conteudos que, como vimos acima, não nos trariam mais valia equivalente

Historicamente os operadores tipo PT e NOS não têm grande interesse em aceder directamente a este tipo de conteudos. A NOS inclusive já assumiu que o investimento na Sporttv não é estratégico nem gera diferenciação. Os canais também não mostram força financeira para tal... E mesmo lá fora, onde há centralização, habitualmente é sempre um operador que vence.

Faz sentido? Se vendemos à Liga por 20M€, alguém vai ter que pagar mais que isso (ou no mínimo isso) para transmitir os jogos, senão a Liga estaria a financiar os clubes. Portanto se os quisermos transmitir na BenficaTV teriamos que recomprar e nunca seria possível por um valor inferior ao que recebemos.

Se o meu raciocínio estiver correcto e tendo em conta que os conteudos de Sporting e Porto nunca serão transmitidos na BenficaTV e que o único conteudo nacional que nos interessa, acaba por ser financeiramente melhor tê-lo na Sporttv, acredito que o SLBenfica estará disponivel para voltar a ter os jogos na Sporttv. Será que os benfiquistas também estão?

Acresce que, para a generalidade dos clubes a Sporttv tem um argumento negocial de peso: ao ser o actual operador dos direitos, tem autonomia para aceitar antecipar o modelo para antes de 2017, caso tenha do lado dos clubes a devida preferência. Ou seja, tendo perdido qualquer direito contratual à renovação, pode aceitar resolver os contratos actuais, sem custos, já no próximo ano a troco da preferência de todos para que seja a Sporttv a comprar os direitos à Liga.

Caso assim seja, a principal preocupação do tal "grupo de trabalho" estará noutra linha:

Que modelo de centralização?

O FCPorto quererá pelo critério dos titulos nos últimos 20 anos; O SLBenfica quererá pelo critério da representatividade nacional; O Sporting quererá... bom esses não vão querer nada, só vão votar.

Só com entendimento e só com o FCPorto a aceitar que o SLBenfica será o clube com maior retorno é que o modelo avançará. Porém, há aqui uma questão de todos quererem ganhar mais e se estimam que o "bolo" vai crescer drasticamente, isso parece muito pouco provável. Vai crescer, sim... mas não para o dobro.

As incógnitas de 2015

Avatar
 ●  8 comentários  ● 

Por motivos diferentes, acredito que entre estes 14 nomes teremos várias incógnitas em 2015. De todos, apenas um estou certo que sairá por motivos de grande encaixe financeiro, porventura um dos maiores de sempre, para um dos maiores mágicos de sempre: Gaitan.

Paulo Lopes aos 36 anos e sem qualquer espaço, sendo um grande benfiquista poderá assumir até outras funções na formação, algo que eu penso que seria muito proveitoso, nomeadamente como elo de ligação entre a equipa B e o plantel principal.

Os restantes são indiscutivelmente jogadores de valor e com qualidade. Porém, por uns motivos ou por outros tardam em mostrar qualidades (Bebe, Derley, Cesar, Lisandro ou Ola John) ou começam a mostrar cada vez menos qualidades (Lima ou Artur) ou a ter cada vez menos espaço (Jara, Steven e Sulejmani, Sidnei, Benito). A sua permanência é uma incógnita para 2015 e o final da temporada pode ditar a saída de alguns.

Em sentido inverso, outros poderão querer afirmar-se e para isso o que falta da época vai ser fundamental para eles poderem convencer Jesus e a estrutura do SLBenfica:

Para quem não os conhece: Bernardo Silva, João Cancelo, Ivan Cavaleiro, Nelson Oliveira (todos emprestados em França, Espanha e Inglaterra actualmente), Rui Fonte, Gonçalo Guedes, Helder Costa, Bruno Varela, João Teixeira e Lindelof, Dawidowicz, Rochinha e Vitor Andrade.
Isto sem esquecer o João Nunes, Renato Sanches, João Carvalho, Fabio Cardoso, Nuno Santos ou Romário Baldé, para não descer sequer ao plantel junior e de juvenis de onde já começa a despontar imensa qualidade. Só para quem não acompanha aqui vai a classificação dos juniores ao momento:

sim, são 16 pontos de diferença para o SportingCP em 17 jogos...

PS- Para quem não sabe, o Mukthar que ao que parece será contratado pelo SLBenfica tem 19 anos e foi o "carrasco" de Portugal na final do último Euro Sub19 ao marcar o único golo da vitória da Alemanha na final. Já agora, só para a estatística, o SLBenfica foi o clube mais representado da prova com 5 atletas, tal como o FCPorto e com mais um que o SportingCP. Caso único entre os clubes reconhecidos na Europa.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

A Entrevista do Presidente (e a formação) por Benfica by GB

Avatar
 ●  66 comentários  ● 

Começo este tópico com um profundo pesar, bom na verdade não é mais do que uma confirmação do que já se sabia... grande parte da malta que escreve nos blogs tem um tremendo défice de conhecimento do SLBenfica e, na verdade, só sabem mesmo que no final da década de 90 estávamos "na merda" e hoje em dia "somos Benfica".

É pena! Desta vez fui brindado por um benfiquista a escrever (dizer era menos grave) que afinal muitas das glórias do SLBenfica não "nasceram" no SLBenfica. A sério? Quem terão sido os benfiquistas que sabiam explicar porque são do Benfica e realmente pensaram que algum dia no passado glorioso o SLBenfica foi um clube formador de grandes jogadores a partir das suas camadas jovens. Não saber as origens de jogadores como Coluna, Costa Pereira, Bastos, Torres, Cávem ou Águas é, digamos, "criminoso"... pior quando isso vem de quem acredita ter opinião sobre o ADN benfiquista. Bom...

Passemos daqui para a entrevista do Presidente que deixou alguns muito ofendidos por demonstrar o seu orgulho numa geração de jogadores nascida no Seixal e que, legitimamente, o Presidente acredita que lá nasceram até mais que as 10x exigidas pelo treinador da equipa principal.

A entrevista começa com uma frase que só quem não percebe nada do futebol português e do SLBenfica pode acreditar que haja alternativa:

«O tempo agora é de olhar para dentro. O desafio passa por construir equipas ganhadoras com jogadores da formação e da prospecção. E pontualmente com um ou outro de fora...»

O que muda? Apenas a integração do contexto "jogadores da formação"! Caso não tenham percebido, o SLBenfica tem um dos departamentos de prospecção com melhor e maior conhecimento dos principais mercados do mundo. Falta nesta equação a integração do "produto do Made in Benfica".

Alguma vez o Presidente, ou eu (ehehe, pareço o mongo do José Eduardo) ou alguém que gosta de futebol de formação e defende a aposta na formação nacional como modelo de sustentabilidade, alguma vez defendeu um plantel maioritariamente formado por jogadores da formação? NÃO!

Alguma vez o Presidente, ou eu, ou alguém que gosta de futebol de formação e defende a aposta na formação nacional como modelo de sustentabilidade, alguma vez defendeu que o SLBenfica deveria deixar de contratar jogadores e continuar a investir fortemente na prospecção e na contratação externa dos melhores jogadores "desconhecidos"? NÃO!

Talvez por isso seja melhor aos que querem ser vistos como grandes contra-argumentários da formação, que se calem de vez com a invenção de mentiras sobre as temáticas da formação.

O Presidente sabe, talvez seja dos poucos que está há muitos anos a preparar isso, que o futebol português vai morrer se, globalmente, não assentar o seu modelo de negócio em dois pilares fundamentais: A formação de jogadores e a contratação de jogadores "desconhecidos" mas que representem sem dúvida uma mais-valia potencial face aos jogadores existentes e aos da formação.

Continuando neste muitíssimo importante, por ser estruturante, ponto não apenas na da agenda do SLBenfica mas do futebol português, o Presidente explica o que há muito eu já aqui o referi: Falar de formação antes da geração de Nelson Oliveira (tem 23 anos) é absurdo.

Os primeiros nomes "aceitáveis" de ser questionados são Miguel Rosa, David Simão, Nelson Oliveira, Roderick Miranda, Danilo Pereira, Luis Martins e Ruben Pinto. Nomes que, erradamente, na minha perspectiva não foram opção no SLBenfica perante outros que por cá passaram como Filipe Menezes, Cortez, Patric, Shaffer, Emerson, Melgarejo, Michel, Funes Mori, Fabio Faria, Jara Djaló, Mitrovic, Bruno Cesar, Nolito, Airton, Eder Luis, etc. etc. etc.

O Presidente NÃO QUER deixar de ter jogadores como Gaitan, Enzo, Markovic, Rodrigo, David Luiz, etc. para ter jogadores da formação... o que o Presidente quer é que em vez termos que esperapelo dia que César ou Lisandro estejam finalmente formados, ou que Ola John lhe apeteça jogar, ou que Benito aprenda a passar, que Lima finalmente marque golos ou que Bebé saiba não perder bolas... que sejam jogadores como Gonçalo Guedes, Bernardo Silva, João Cancelo, Nelson Oliveira,  Helder Costa, Lindelof, João Teixeira, João Nunes, João Carvalho, Romário Baldé, etc. a terem essas oportunidades. É pedir muito???

SEJAM SÉRIOS!

O Presidente refere que esta estratégia é do SLBenfica! PONTO FINAL! Não é uma estratégia do treinador A ou B. Luis Filipe Vieira é claro: Não momento financeiro no Benfica nem em Portugal para continuar a gastar vários milhões por ano, por muito boa que seja a gestão.

Luis Filipe Vieira deixa claro que não há mais espaço para continuar a investir 10 ou 12 milhões num jogador, nem sequer 7 ou 8 milhões como tem acontecido. E não é um problema do Benfica, mas de um país que não tem condições para isso o e fez durante demasiado tempo. Chegou a "Troika" ao futebol, meus amigos... E  recado a Jorge Jesus é claro: Se, como refere o próprio, é bom a potenciar talento e se há talento no Seixal... não há porque não ser potenciado pelo treinador.

PREPARAREM-SE OS MAIS RESISTENTES: O futuro vai ser feito de "espremer" o melhor que houver no Caixa Futebol Campus e numa prospecção criteriosa que continue a identificar os melhores talentos o mais cedo possível de modo a que sejam contratados a baixo custo e vendidos, posteriormente, a valores mais elevados tal como o serão os da formação que rendam ao mais alto nível.

Gonçalo Guedes será, à partida emprestado, e Bernardo Silva, Cancelo e Ivan Cavaleiro, se nada de anormal acontecer (diz o Presidente e sabemos a que se refere) farão tambem parte do plantel da próxima época. Se a isto juntarmos o Nelson Oliveira, caso se consiga integrar bem em Inglaterra, está feita a aposta para o próximo ano.

E fica o aviso do Presidente a todos os benfiquistas: Os jovens vão falhar, porque o processo de crescimento passa por isso e quando falharem não podem ser crucificados pelas bancadas do Estádio. Pelo contrário, têm de sentir o apoio de todos. Se os jogadores consagrados falham, por que razão os nossos jovens não podem falhar?
EMBRULHEM!

Não fechamos este capítulo sem referir que para o Caixa Futebol Campus está destinado a curto prazo mais um campo relvado além dos recentemente inaugurados e os projectos da Casa do Jogador e do Pólo de Ensino Secundário e, possivelmente, Universitário são objectivos para implementar.

Passemos à frente arrumado que está o assunto principal e por onde começou a entrevista do Presidente. O futuro da gestão em tópicos:

- Patrocínio da camisola: Já há alternativas à PT, negociações em curso e nos próximos meses será anunciado o novo patrocinador. Eu diria que tal deve acontecer no fim da época para não tirar visibilidade à PT, pois é um parceiro que importa privilegiar até noutras vertentes alem deste patrocínio.

- Empréstimo Obrigacionista de 50M€: O SLBenfica não falhou o pagamento à data de vencimento foi uma garantia do Presidente, o que faz do SLBenfica o clube mais credível e cumpridor em Portugal (é uma análise minha), porém não quis dizer que o mesmo não foi liquidado, mas sim renegociado, possivelmente recorrendo não apenas ao NovoBanco ;)

- O Passsivo elevado: Está a diminuir já neste exercício e refere o Presidente que isso será patente nos próximos relatorios de gestão.

- Modalidades: Deixar de investir tanto não quer dizer que vamos perder competitividade, mas sim que é possível obtê-la através de menos investimento onde o retorno poderá ser maior: Na formação! tal como o futebol, também as modalidades estão e vão ser alvo de um ajuste nesta vertente.

- A "Santa Aliança": Um assunto incómodo, nota-se nas palavras, porém o Presidente reforça que trabalhou lado a lado com o FCPorto mas não em exclusivo... O FCPorto foi um dos clubes que esteve disponível para se unir e fazer parte da solução tal como o SLBenfica. Para Luis Filipe Vieira tudo se resumiu a viabilizar a Liga. A ver vamos...

- Saida de Enzo: O SLBenfica não quer cá jogadores que não tenham cá a cabeça e queriam sair, porém só os liberta se nos pagarem o que consideramos devido. Foi isso que não terá acontecido no Verão e que aconteceu agora. Ficou claro que o Enzo já quis sair no Verão e apenas a falta de acordo para o valor da saída o impediu. Ao contrário do que foi referido, não houve nenhuma resistência de Golias a uma proposta de 30M€ pela clausula... ela simplesmente nunca apareceu e talvez nem tenha aparecido a de 25M€ agora aceite.

«Acho que Enzo vai sentir mais falta desta equipa do que a equipa a falta do Enzo» - Grande verdade!

- Reforços: Menos aquisições é o mote, mas a prospecção vai continuar muito activa à procura dos melhores valores desconhecidos. Porém, se houver alternativa no Seixal, é de lá que virão reforços, tal como a recuperação dos lesionados Fejsa, Amorim e Sílvio.

- Reforços, nomes: Jonathan Rodriguez, Karius, Mukhtar e Zivkovic não são confirmados pelo Presidente, porém refere mais uma vez o óbvio: apostar na formação não implica esquecer a prospecção de grandes valores, porém refere o Presidente que há vários jogadores referidos recentemente nos jornais que não correspondem a mais do que observações.

NOTA: O alemão chegou hoje a Lisboa e viu-se no aeroporto sozinho a levar com os jornalistas todos. Continuamos uns amadores totós nestas coisas.

- Renovação de Jesus: O treinador não quis renovar no início da época, agora o Presidente entende não ser o momento e no final da época vai avaliar este dossier em conjunto com o treinador. A minha leitura pessoal desta questão é a que o Presidente está a fazer o mais correcto: O "poker" vale a continuidade de qualquer um que tenha contribuído de forma impar para tal, como foi o caso de Jesus, não tendo sido assim e sabendo-se da necessidade de ajustar o futuro da estratégia para o futebol, Jorge Jesus poderá vir a ter que dar garantias de querer fazer parte do novo projecto ao invés de querer que o SLBenfica lhe dê o projecto que ele quer. Tal como refere o Presidente, a estratégia está definida e é independente do treinador.

- Gaitan com pré-acordo para o Valência: Não existe!

- Maxi e Salvio: O SLBenfica quer renovar com ambos. Os processos estão em curso e o de Maxi é mais urgente.

- Capital da SAD a investidores externos: Nem pensar! E eu concordo em absoluto... isso é coisa de clube pequeno e sem história (excepto em Inglaterra em que isso se tornou parte do negócio mundial).

- Retrospectiva dos 15 anos no clube: Pronto! Tinha que vir a lenga-lenga dos "salvador da pátria", mas ponto até perdoamos isso numa entrevista tão sólida e positiva eheheh. Porém boa nota no que falta fazer e no que ainda quer fazer...

- BTV e o futuro face à centralização: É possível que o futuro dê mais relevo ao "canal desportivo" do que ao "canal do clube", o que dá conta que vão continuar as apostas nos conteudos diversificados, tal como venho defendendo aqui no blog (Liga Espanhola, F1 e NBA vai tudo a jogo este ano de 2015), a Liga Europa ainda pode vir a ser uma realidade, e no caso da Champions o Presidente refere que a nossa proposta era melhor e a UEFA foi "maricas".

Sobre a centralização, na linha do que o BenficaEagle vem defendendo e do qual eu discordo em absoluto, Vieira refere que concorda com a mesma desde que haja uma distribuição mais justa de verbas e que haja livre concorrência pelos direitos.

Ora, a não ser que alguém acredite que o SLBenfica pode ganhar mais do que ganhará no modelo actual e todos os outros ganhem nesse modelo também mais do que ganham hoje... o modelo morre logo à nascença! A não ser que alguém descubra o poço de petróleo que transformará o bolo a distribuir em algo maior do que é hoje.

Quanto à distribuição, duvido que algum clube aceite não ter uma palavra a dizer e o SLBenfica poder licitar os conteudos de FCPorto e SportingCP contra a vontade destes.

Dito isto... se a posição do SLBenfica é esta (e está muito bem), nunca haverá centralização com o acordo do SLBenfica. Ou seja, nunca haverá centralização...

*************************
Em resumo, considero uma das mais pragmáticas entrevistas de sempre do Presidente e na qual, talvez pela primeira vez, me revejo em 98% do que partilhou com os benfiquistas e com os leitores d'A Bola.

Parabéns Presidente, agora é passar das palavras à pratica e alguns temas que ainda não passaram disso, de boas palavras.

Viagem aos tempos gloriosos da formação encarnada

Avatar
 ●  39 comentários  ● 
Luís Filipe Vieira dá hoje mais uma grande entrevista, e evidentemente lá vem à baila a sua bandeira da formação. Eu confesso que não gosto muito quando ele fala, até porque a experiência já me mostrou que quando ele fala e pinta o mundo de cor-de-rosa, a realidade encarrega-se de o pintar de negro logo a seguir...

E como quando o cenário está negro, LFV não fala e ninguém o vê, eu preferia que ele não gastasse as fichas todas da oratória quando a realidade encarnada está mais ou menos em paz... Mas como dizia, lá vem outra vez a conversa da aposta na formação, mais palha como se costuma dizer... 

Caramba, apostem nos putos ou não apostem, decidam-se! Mas apostar na formação não necessita de anúncios. Anúncios implicam cobrança, está em todos os manuais. Deixemo-nos pois de anúncios de craques, de sonhos cor de rosa, de ideias lindíssimas no papel mas que não temos a certeza se alguma vez serão realidade. Nenhuma política sobreviverá a um Benfica que não ganhe!

Hoje é normal ouvir benfiquistas mais velhos falar com saudade desses tempos gloriosos do Benfica, tempos aos quais, fruto da minha idade não pude assistir, tempos das grandes conquistas europeias, de lembrar um Benfica português, ganhador e com jogadores da casa.

E nesse saudosismo que sou capaz de compreender, fazem-se então comparações aos tempos de hoje, de um Benfica sociedade das nações, em que os jogadores da formação do clube não contam.

Bem, eu não sei se contam ou não, o que sei é que com Vieira ou sem Vieira, com Jesus ou sem Jesus, desde 1991, portanto desde há quase 24 (!!) anos atrás, grandes jogadores que tenham saído da formação do Benfica para a Europa do futebol, lembro-me de um: Rui Costa.

Ou sendo honesto, e porque este também foi um bom jogador da Europa do futebol, acrescentaria Maniche, que acabou por assinar pelo FCP numa altura em que era aposta na equipa principal do Benfica, e que consequência disso acabou por ser relegado para as reservas. E é tudo o que há para mostrar em 24 anos de camadas jovens da Luz em termos de elite.

Poder-me-ão dizer, sim, mas a história do Benfica tem 110 anos, não tem 24, e não podes por isso esquecer todos os jogadores que a formação do Benfica produziu ao longo da sua gloriosa história.

Bem, em face disso fui investigar para ver quem eram essas pérolas da formação encarnada, esses tempos gloriosos de um Benfica formado na Luz. 

Só que... E depois de fazer uma seleção da maioria daqueles que fazem parte das grandes glórias da história encarnada, aqueles que realmente foram produto da formação encarnada foram...

Costa Pereira – Chegado à Luz com 25 anos.

Bento – Chegado à Luz com 24 anos

Germano - Chegado à Luz com 28 anos

Humberto Coelho - Chegado à Luz com 16 anos

Raul  - Chegado à Luz com 25 anos

Veloso - Chegado à Luz com 23 anos

Mário Coluna - Chegado à Luz com 19 anos

João Alves – Júnior do Benfica. Saiu na passagem a sénior e só regressou aos 26 anos

Álvaro Magalhães - Chegado à Luz com 20 anos

António Simões – Chegado à Luz com 16 anos

Nené – Escolas do Benfica

José Augusto – Chegado à Luz com 22 anos

Chalana – Chega ao Benfica em idade júnior quando já jogava nos seniores do Barreirense

Eusébio – Chegado à Luz com 18 anos

José Águas – Chegado à Luz com 20 anos

Torres – Chegado à Luz com 21 anos

Artur Correia – Chegado à Luz com 21 anos

Ângelo Martins – Chegado à Luz com 20 anos

Cávem - Chegado à Luz com 23 anos

Carlos Manuel – Chegado à Luz com 23 anos

Vítor Paneira - Chegado à Luz com 22 anos

Toni – Chegado à Luz com 22 anos

Jaime Graça – Chegado à Luz com 24 anos

Diamantino – Chegado à Luz com 22 anos

Paulo Sousa – Chegado à Luz com 16 anos


Estou realmente estupefacto, porque sem ironias, não sabia! Afinal, esse passado glorioso da formação do Benfica, bem espremido, tem para mostrar como jogadores de topo, Rui Costa, Nené, Simões, Humberto Coelho e Paulo Sousa. Demasiado pouco para tanto saudosismo, diria eu!

Grau de influência das escolas do Sport Lisboa e Benfica no palmarés glorioso do nosso grandíssimo clube? Pouco. Muito pouco!

Era um Benfica mais português? Ah, isso era, como tinha mesmo de ser. Eram essas as regras! O Benfica era mais português, como o Real Madrid era mais espanhol e o PSG mais francês. Só podiam jogar três estrangeiros, queriam que os jogadores viessem de onde? E sorte tínhamos nós que ainda os podíamos ir buscar a África!

E os jogadores vinham, e ficavam no clube a vida toda, em alturas em que jogar num grande português era o máximo que podiam alcançar. A Europa do futebol, fruto da restrição de estrangeiros, estava destinada apenas à elite. Eusébio pertencia à elite, mas Salazar também aí deu uma ajudinha.

Portanto, esse era um Benfica muito mais português, não resultado de nenhuma orientação estratégica, mas fruto do respeito pelos regulamentos. Mas era um Benfica mais Made in Benfica? De facto, parece que não, e parece também que a politica não era muito diferente da dos dias de hoje, cativar os melhores jogadores jovens de outras formações, antes em Portugal, hoje no mundo, adaptado à realidade dos tempos modernos.

Agora, claro, é legítimo perguntar... Depois de 110 anos de história gloriosa encarnada com muitíssimo pouca influência das nossas escolas de formação, LFV descobriu de repente a pólvora? LFV descobriu a fórmula do sucesso desportivo e duradouro, para mais em tempos em que qualquer miúdo que saiba dar uns pontapés na bola está a pedir para ir para o Real Madrid ao fim de 10 jogos?

Oxalá que sim, que LFV tenha descoberto realmente a pólvora, mas seja como for, é uma fórmula nova, e não nenhum reencontro com o nossa gloriosa história como alguns querem fazer crer!




P.S. Se houver mais uma dezena de craques da história gloriosa do Benfica realmente formados na Luz (não vale Nunos Afonsos nem Abeis Silbas nem Hugos Leais, e mesmo Manuel Fernandes nunca passou de um nível médio-baixo), sem ironias, gostava que me dissessem. Como compreenderão, fruto da idade, tirando os últimos 25-30 anos, tudo o resto foi pescado da net.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

As previsões para 2015

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

- o SLBenfica vai ser campeão
- no verão Nico Gaitan deixa Portugal
- Jesus renova pelo SLBenfica
- a BenficaTV "rouba" a Liga Espanhola à Sporttv
- Pinto da Costa prepara a saída "por motivos de saúde" que só se podem resolver no Brasil, depois das consequências devastadoras da perca do campeonato 
- dentro de um ano o Benfica estará na luta pelo tri com mais avanço do que leva para o bi
- Bruno de Carvalho "entrega" Marco Silva ao FCPorto numa bandeja e marca eleições antecipadas depois da má classificação desta época e... Da próxima.
- o Benfica inicia a época com três a quatro jogadores da formação a integrar o plantel principal

... Mais alguém quer arriscar alguma previsão?

Gostava de saber:

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

- Porque José Fonte não é um dos centrais titulares da seleção nacional

- Porque o Arsenal mantém um Arsene Wenger completamente desatualizado e sem mostrar mais que arrogância e falta de capacidade para corresponder ao que o Arsenal representou no futebol inglês

- O que faria Jorge Jesus num campeonato competitivo como o inglês ou o espanhol

Aproveito para dar os parabéns a Ronald Koeman e ao seu irmão Erwin pelo excelente trabalho no Southampton. 

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Desafio à Direcção para Junho 2015

Avatar
 ●  30 comentários  ● 
Este ano não há Mundial nem Europeu... Que único clube poderia organizar no final da época, na Luz, um jogo de ex-jogadores do Clube (ainda no activo) onde os adeptos teriam o privilégio de ver numa mesma equipa um 11 formado por:

Oblak, Coentrao, Garay, David Luiz e Ramires. Matic. DiMaria, Witsel e Enzo. Rodrigo e Markovic.
Treinador: José Mourinho

Ainda haveria oportunidade para alguns substitutos como Roberto, Javi Garcia, Cardozo, Simão Sabrosa, Manuel Fernandes...

Do outro lado, o actual plantel do SLBenfica, orientado por Jorge Jesus - qualquer que venha a ser o futuro do nosso treinador.

Caso sejamos, como todos desejamos, campeões esta época será a melhor festa do título que os adeptos e até os jogadores e ex-jogadores poderiam ter.

Eu da minha parte digo já que pago o valor que quiserem pelo bilhete para este jogo de estrelas, num 11 com duas adaptações apenas (Ramires a defesa direito e Enzo a médio direito), mas que lutaria de caras por um título da Liga dos Campeões.

Sugiro que a receita seja integralmente a favor de instituições de solidariedade.

Será comunicado à CMVM nas próximas horas

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
O NGB, nos termos do disposto nas regras da CMVM que obriga a comunicar factos relevantes, informa que avançará nas próximas horas com o comunicado ao regulador a desejar a todos os nossos leitores um Excelente 2015, cheio de saúde e felicidade para todos os que nos visitam com gosto ou por embirração (a esses continuamos a desejar-lhes o dobro do que nos destinam nas suas preces diárias).

No que nos diz respeito, há um acto solene já marcado para 2015, ali por ocasião de Maio, onde nos esperamos reencontrar todos outra vez na segunda morada do SLBenfica: Praça Marquê de Pombal, em Lisboa.

Feliz 2015 a todos!

Nomeie os melhores do ano benfiquista.

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

Os melhores do ano nas modalidades, no dirigismo, os atletas que mais se destacaram,  os eventos que marcaram o ano benfiquista, e o que esperam de 2015.

E já agora,  um excelente 2015 para todos.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O colinho é para quem?

Avatar
 ●  35 comentários  ● 

"Falam tanto, mas tanto que o Benfica é beneficiado em todos os jogos (ainda estou para descobrir quais os jogos tirando o do Gil Vicente) que os outros passam despercebidos. Então a taça da carica -comos eles lhe chamam- também tem colinho para os lados do porto? Então eles que diziam que a competição não lhes interessa para nada bla bla bla, afinal já interessa. Um grande penalidade clarissima nos ultimos segundos da partida contra o porto que poderia dar o empate. " Hugo Gil.

Serão as clausulas um preciosismo?

Avatar
 ●  18 comentários  ● 
Eu percebo, haja muita gente a fazer com Luis Filipe Vieira, nestas alturas, o que fazem connosco aqui no blog e talvez por isso eu me solidarize com ele nestas alturas.

Quando Enzo saiu por 25M€, logo aparecem as frases a dizer "então mas não era por 30M€ ou nada, não foi isso que disse o Presidente!?" e é aqui que temos que agradecer algo que Luis Filipe Vieira tem indiscutivelmente como uma qualidade: Um grande negociador!

O SLBenfica, sem fazer esperas aos jogadores, sem os ameaçar, sem bater na familia, tem que lidar também com as vontades dos jogadores e dos empresários que lhes fazem a cabeça. Sim, é verdade, lamento dizer-vos que nem o SLBenfica, nem nenhum clube no Mundo se impõe com sucesso à vontade de um jogador de milhões.

O Enzo Perez, como quase todos os que saem do Benfica (e de Portugal) saem porque "isto" é demasiado pequeno para jogadores de top europeu como muitos que por cá passam. Querem sair? Claro que querem... há lá fora muitos milhões e muita projecção para ganhar, ou acham que haverá muitos jogadores no topo da carreira que prefiram jogar com 5.000 no Arouca ou Penafiel ou com 36.000 pessoas no estádio do ultimo classificado em Espanha (Elche)?

Dito isto olhemos para o que o SLBenfica fez nos últimos anos (e vou escrever de cor os valores, mas isso nem é o mais importante):

Witsel: 40M€ (comprado por cerca de 8M€)
DiMaria: 33M€ (comprado, salvo erro, por 6M€)
Rodrigo 30M€ (comprado por 6M€)
Coentrão: 30M€ (comprado à volta de 1M€)
Enzo Perez: 25M€ (comprado por 2,4M€)
Matic: 25M€ (comprado por 5M€)
Javi Garcia: 20M€ (comprado por 7M€)
Ramires: 22M€ (comprado por 7,5M€)
Markovic: 25M€ (comprado por 10M€)
David Luiz: 25M€ (comprado por 0,5M€)
Manuel Fernandes: 18M€ (formação)
Simão: 18M€ (comprado à volta dos 12M€)

Em Portugal, apenas sairam acima da média de 25M€ os seguintes jogadores: Hulk (40M), James (45M), Falcão (47M), Mangala (40M), Anderson (30M), Pepe (30M) e Ricardo Carvalho (30M), porém quase todos este jogadores custaram ao FCPorto bastante mais que a generalidade dos jogadores do SLBenfica... Hulk custou perto de 20M, por exemplo.

Agora vejamos quem é que valeu nos últimos anos mais que os jogadores do SLBenfica:

Bale, Ronaldo, Suarez, James, Cavani, Neymar, Ozil, Mata, Alexis, Thiago Silva, Pastore, Fernandinho, Martinez, Lucas, Gotze, Higuain, Dzeko, Drogba, Robben, Willian, Alonso, Fabregas, Kroos, Van Persie, Griezmann, Modric,... Nos ultimos anos são 30/35 jogadores que valeram mais em transferências que os nossos jogadores.

Na época passada só houve 20 transferências no Mundo acima de 25M€. Na presente época (com um período de transferências ainda pela frente) só houve 16 transferências acima de 25M€.

Ou seja, o SLBenfica anualmente compra jogadores a um valor médio de 5/6/7M€ de vende-os a um valor médio de 25M€, são entre 4 a 7x mais...

Digam-me lá se face a isto é caso para dizermos "ah e tal, mas não era pela clausula?!".

Já agora, que negócios houve NO MUNDO pela clausula nos últimos 5 anos? Alguém quer arriscar?

Ryan Gauld jogou castigado?

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
O escocês tinha sido castigado com um jogo de suspensão a 23/12/2014 por expulsão no último jogo do campeonato .
Não tinha que o cumprir ontem na Taça da Liga?
Quem perceber de regulamentos que possa ajudar a esclarecer este ponto.

O negócio Enzo Pérez e o que ele revela.

Avatar
 ●  38 comentários  ● 



O negócio da venda de Enzo Perez ao Valencia é um bom negócio, a nível financeiro. Não há dúvida quanto a isso, desde que o valor seja pago a pronto.

Já se sabia que a palavra de Luis Filipe Vieira sobre as clausulas de rescisão é apenas conversa para enganar adepto. 
Mas repito: é um bom negócio a nível financeiro.

O problema é que a nível desportivo o negócio da venda de Enzo Perez é ruinoso. 
Nenhum clube do mundo, pelo menos os de topo, vende um dos seus 2 jogadores mais influentes a meio da temporada sem ter já uma alternativa de igual qualidade para apresentar. 
Enzo e Gaitan têm sido fundamentais, embora Enzo não tenho apresentado a mesma alegria de antes.
O que não é de estranhar pois a sua saída foi primeiro negociada para o Verão e depois abortada contra a vontade do que já estava acordado com Valencia e com o próprio Enzo.

A 28/08/2014 abordei o tema no curto post "Que custo para Enzo?". É no mínimo curioso hoje olhar para o negócio, para o que aconteceu desde então e ler o que alguns comentaram na altura até neste post. 

No Sport Lisboa e Benfica desta temporada, passamos do "não vamos precisar de vender" para "já vendemos quase todos os que podem valer bom dinheiro".

Só falta o Gaitan e eventualmente o Salvio. De resto, estão cá apenas os com idades iguais ou superiores a 30 anos. A foto não engana: Maxi, Luisão e Lima.
O Fejsa continua a ser como se estivesse vendido porque já está fora do baralho há muito tempo e assim parece ir continuar.

O desmantelamento da equipa campeã é uma realidade. Procurou ser desmentida na pré-temporada, mas 6 meses depois dos títulos, é uma evidência que ninguém pode negar.

Como quase ninguém(ou ninguém mesmo) saiu pelas claúsulas, o que leva um clube a rasgar assim o seu futuro? Quando se conseguiu uma equipa que, reforçada e bem orientada, poderia fazer coisas fantásticas aqui e por essa europa fora, o que leva a que a equipa campeã seja guilhotinada desta forma?

As explicações não existem. 

Ou dito de outra forma, as explicações estão nas finanças muito complicadas do Sport Lisboa e Benfica.
Alguém anda a mentir aos benfiquistas sobre a situação real das finanças do clube. 

Relatórios de contas imaginativos e com várias rubricas inconclusivas ou com números não descriminados por jogador podem enganar durante algum tempo, mas a verdade é que o Sport Lisboa e Benfica continua a ter por resolver o seu passivo de curto prazo, enquanto Sporting, FC Porto e até o grupo empresarial de Luis Filipe Vieira já resolveram os seus problemas com renegociações de médio e longo prazo.

Pensar que o crescimento da BTV vai solucionar os problemas financeiros do SL Benfica é tão real como quando nos anos 90 se achou que as SAD's iriam resolver os problemas financeiros dos clubes.

Porque o Sport Lisboa e Benfica está a ser delapidado desportivamente? 

Taça da Liga: és tão teimoso, JJ!

Avatar
 ●  20 comentários  ● 
Diz lá oh casmurro (é com carinho!), se hoje nao podias dar uma oportunidade ao Hélder Costa, ao Gonçalo Guedes ou ao João Texeira (não refiro o Fonte porque acho que está lesionado)?

És tão teimoso, pah! Isto é a Taça da Liga, ninguém morre se não a ganhares ou se te qualificares para a fase seguinte com mais dificuldade dando espaço aos miúdos... A alguns!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Exercício de suposição? Realidade dos factos? Conto de fadas?

Avatar
 ●  18 comentários  ● 

Não temos que concordar todos com tudo... eu, por exemplo, não concordo com o tópico ácido do Shadows, porém recuso-me, até porque sei reconhecer aqueles indefectíveis que estamos lá em todos os jogos e que investem do seu parco orçamento familiar para que isso seja, possível.

Mas isso leva-me a outra coisa... a um exercício de pura reflexão que gosto de fazer sobre a minha forma de pensar e tentar sair fora dos dogmas que tenho e que tomo como certos para fazer o exercício ao contrário: "E se for o inverso do que penso?"

Então dei comigo hoje de volta ao tema da Liga de Clubes, não escondo que houve umas trocas de opinião com um grande benfiquista, e pus-me a pensar: E se o caso for bem mais simples dos que toda a gente pensa?

Notem que as próximas linhas são um simples exercício de suposição (pelo menos para mim, pois é quem afiance que talvez a verdade não esteja longe desta via).

Imaginemos que o Fernando Gomes, da FPF, na verdade sempre foi um individuo que, sendo grande portista, nunca tal o fez subjugar-se ao "clã" que integrou e, diga-se nunca negou o orgulho de ter servido.

Portanto, imagine-se que ele foi dos que, como atribuem a Luis Filipe Vieira, um dia quis "isolar-se" de Pinto da Costa e construir algo de diferenciador no futebol português. Obviamente que tal não se faz sem a procura de cedências aqui e ali, tentar dar-se com gregos e troianos, mas também procurar marcar uma diferença que construa algo de melhor... poderá até nem ser perfeito, mas melhor.

Com a mesma força imaginemos que não há nesse Presidente nenhuma intenção de ver o futebol nacional polarizado seja de azul ou de vermelho e que até é um tipo que pensa que as estruturas deveriam ser, como eram (ao seu nível) quando ele estava no FCPorto dialogantes e cooperantes sempre mantendo o desígnio da rivalidade, claro, mas saudável.

Bom... isso derrotaria todas as minhas teorias de favorecimento do FCPorto e reforçaria as convicções de Luis Filipe Vieira em apostar em Fernando Gomes para a Liga, primeiro, e para a FPF, depois. Um ponto a favor de Vieira aqui, aliás, dois: O Presidente do Benfica não é doido, pode ter defeitos, mas doido e burro não é de todo. Além disso, será que com Fernando Gomes voltou mesmo a haver titulos "roubados"? Com frieza se calhar, até reconheço que não.

Então mas e a questão da Olivedesportos? Bom... e se todas as teorias aqui estiverem erradas (a minha inclusivé! se bem que não estará aqui totalmente errada) e o que se passou na Liga foi um "chegar à frente" de quem quer ter sempre uma palavra a dizer e passarmos aos orgãos constituidos por todos onde passa a ser dificíl algo acontecer que só beneficie um clube?

Convenhamos: seria uma manobra muito inteligente. Mas oh Benfica by GB então oe o Oliveira? Já é um santo? Não... mas será que ao SLBenfica interessa algum conteudo nacional que não seja os seus próprios jogos em casa? É aqui que, na minha opinião, estou bem mais perto disto do que qualquer outra teoria, pois eu sempre disse que o Benfica nada teria dos conteudos nacionais...

Então quer dizer que isso seria ajudar o Oliveira? Ajudar? Não! Seria simplesmente deixá-lo na guerra dele (os direitos nacionais), não os hostilizar na tal "memória do apoio passado e manter assim sempre uma via aberta para um futuro improvável de centralização em que o SLBenfica ganhasse algo com isso (aqui novamente creio que estou perto disto ao dizer que dificilmente há condições na centralização que sejam melhores que o volume de receitas que o Benfica tem na BenficaTV). Ao mesmo tempo, manter o mais importante: A luta feroz e decidida pelos conteudos internacionais, pois o Oliveira vai acabar por deixar cair alguns por falta de capacidade financeira derivada do descalabro de alguns investimentos e de não ter o principal conteudo nacional que lhe rendia muito dinheiro: O SLBenfica. E se a BenficaTV "sacar" a Liga Europa, Liga Espanhola, F1... ui ui meus amigos!

Na verdade, há quem diga - como eu - que o Benfica nada ganhou com esta "nova Liga" e só ajudou o Oliveira. Há outros que dizem que o Benfica teria muito a ganhar com novos conteudos nacionais. Na verdade não seria nem uma coisa nem outra, pois é verdade que não ganha nada ao nível da Liga e dos conteudos nacionais e poderia não ter viabilizado nada, mas não seria menos verdade que ao fazer parte desta maneira, não ajudaria o Oliveira... limitava-se apenas a não "comprar guerras inúteis" de dificultar a vida a alguém por prazer, quando o pode fazer noutras lutas onde tem realmente a ganhar, o que convenhamos é bem diferente de acordos para viabilizar seja o que for.

Ora, se isto fosse, for, venha a ser (usem o tempo verbal que quiserem), há que tirar o chapéu a um grande estratega no meio disto tudo: Luis Filipe Vieira. Mais uma vez, e em matéria de gestão empresarial tem sido muito recorrente, viu mais à frente e primeiro que toda a gente, ganhando poder sem fomentar inimigos.

É um exercício de suposição? É a realidade dos factos? É um conto de fadas?

Chamem-lhe o que quiserem, mas hoje estive a tarde toda a pensar nisto e como ao contrário de muitos que por aí andam não tenho problemas nenhuns em escrever sobre o que penso, nem espero que as coisas sejam ou deixem de ser para escrever sobre elas, fica aqui o meu desejo: Que 2015 me traga a oportunidade de recordar este texto, com certezas e confirmações, para poder dizer "que tonto fui em me manter agarrado aos dogmas e não quis acreditar que alguns teriam caido".

O fim da linha para Jorge Jesus.

Avatar
 ●  91 comentários  ● 

Com as entrevistas de Jorge Jesus publicadas este fim de semana, a conclusão é apenas uma: Jorge Jesus já terminou o seu ciclo no Benfica e resta esperar o final da temporada para iniciarmos no Benfica um novo ciclo.

Jorge Jesus é que não acredita que seja substituível. Ele tem-se em tão grande conta que parece esquecer quem era ele antes de treinar o Benfica.

Pena foi que não tivesse dito que não foi para o Milan porque lá só lhe pagavam metade do que aufere no Benfica.

Curioso que diga que está apaixonado pelo Benfica,  quando faz duas reuniões com o Milan e uma com o Mónaco.

Jorge Jesus sabe que nenhum outro clube lhe vai pagar o que aufere no Benfica.
Jorge Jesus sabe que nenhum outro clube lhe dará a rédea solta de que goza no Benfica.
Nenhum outro clube grande aceitará o fecho permanente dos treinos.

Jorge Jesus antes do Benfica era um treinador com boa imprensa e com alguns bons trabalhos mas era claramente apenas mais um entre muitos treinadores pouco mais que medianos.

Durante os quase 20 anos de carreira como treinador anteriores à sua chegada ao Benfica, o treinador Jorge Jesus não venceu nenhuma competição relevante.
Nada. 

Também durante esse período anterior ao Benfica,  Jorge Jesus não valorizou nenhum jogador a ponto de o mesmo se transferir por milhões de euros para o estrangeiro.
Nenhum.

Foi o Sport Lisboa e Benfica que lhe deu o que ele nunca conseguiu antes. 

Foi o Sport Lisboa e Benfica,  clube com uma história de sucesso desde 1904, que permitiu a Jorge Jesus mostrar alguma coisa.

Sem Jorge Jesus mas com o mesmo investimento,  qualquer outro treinador pouco mais que mediano conseguiria no mínimo o mesmo que ele conseguiu.

Foi com Jorge Jesus ao leme do Benfica  que o Fc Porto conseguiu mais um tri-campeonato, por exemplo.

Jorge Jesus foi o treinador que mais recursos teve e desperdiçou como treinador no Benfica.  Foram dezenas de jogadores quem não tiveram uma única chance por não terem sido escolha sua.

Quantos milhões de euros custou esse desperdício ao Benfica?

Quantos milhões perdeu o Benfica com as campanhas miseráveis na Champions e  eliminações prematuras dessa competição?

Juntando tudo isso aos cerca de 30 milhões de euros que o Benfica vai ter gasto no final da temporada em prémios e vencimentos pagos a Jorge Jesus,  penso que o saldo da sua passagem pelo Benfica está muito longe de ser o que ele acha.

Assim como faz com os valores da formação. Nega oportunidades porque não foi ele que os descobriu, conforme palavras do próprio em circulo fechado.

Jorge Jesus não tem espaço no Benfica de 2015/2016.

O treinador da próxima temporada precisa de ser alguém com os pés assentes na terra e não alguém cujo ego atropela tudo e todos em nome do seu interesse pessoal.

O rigor financeiro a que o clube vai estar sujeito não é compatível com um treinador que esbanja recursos como se estivesse no Football Manager.

Jorge Jesus não é a solução de que o Benfica precisa.

Essa solução passará por um treinador jovem,  ambicioso e com qualidade já demonstrada.
Que se identifique com a identidade centenária do clube e com a sua vocação vencedora.

Talvez esse treinador até fique livre nas próximas semanas.

Jorge Jesus é que chegou ao fim do que pode dar ao Benfica.
Esteve 6 anos no clube e sai sem chegar a perceber realmente o que é o Sport Lisboa e Benfica.

domingo, 28 de dezembro de 2014

Mais uma (não, duas!) oportunidades perdidas

Avatar
 ●  18 comentários  ● 
Eu tinha prometido a mim mesmo que não ia ler as entrevistas de Jorge Jesus para não voltar a ficar com aquela desilusão de quem vê a cagança (dim, não é prepotência, é cagança) de alguém sobrepor-se ao seu imenso talento, derrubando-o... 

... Mas foi mais forte que eu.

... E infelizmente cumpriram-se as minhas infelizes expectativas: Jorge Jesus perdeu mais uma vez a oportunidade de valorizar a equipa, os jogadores, a união, o empenho, enfim o colectivo do qual faz parte... E ao invés partiu para mais duas infindáveis entrevistas em que procurou precisamente demonstrar toda a sua mestria, destacar o o que considera serem seus feitos individuais, chamar a atenção de como é ele que dá dimensão aos jogadores, quase subjugando o contributo dos próprios.

Falhou, outra vez! Apenas mais uma vez!

A entrevista de hoje nem sequer fui capaz de acabar de ler, tendo interrompido profundamente irritado, não com a qualidade de Jesus, não pelo facto de ser este o treinador do Benfica (não desejo, por agora, outro), mas porque me irrita ver alguém tão competente, com tanta qualidade, com tamanha dimensão no seu trabalho, transformar-se num perfeito tonto, num péssimo líder.

Jorge Jesus faz-me lembrar o Nelson Oliveira que vimos no Benfica há três anos: uma tremenda qualidade, mas sempre desperdiçada numa atitude individualista, sobranceira e sempre errático no pensamento... Talvez por isso eles choquem tanto! São iguais!!!

Não Julio "tudo o que vê" não tem 14 anos... tem 110!

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

É um hábito que me irrita realmente. O SLBenfica não nasceu em 2000, como muitos acreditam como outros interesseiramente apregoam. É verdade que, desde 2000, o SLBenfica conta com:

3 Campeonatos Nacionais, 2 Taças de Portugal, 5 Taças da Liga e 2 Supertaças.

Porém, é bom não esquecer que o SLBenfica foi fundado em 28 Fevereiro de 1904 e desde então e até 2000, o SLBenfica já tinha:

2 Taças dos Campeões Europeus, 1 Taça Latina, 1 Taça Ibérica, 30 Campeonatos Nacionais, 23 Taças de Portugal, 3 Supertaças e 3 Campeonatos de Portugal, ah e para os sportinguistas que gostam muito de falar da Taça de Honra desta época, são 18 as que o SLBenfica tem.

Ninguém em Portugal tem mais titulos Europeus que o SLBenfica!
Ninguém em Portugal tem mais titulos de Campeão Nacional!
Ninguém em Portugal tem mais Taças de Portugal!

A história não começou com a construção do Estádio, do Centro de Estágio e do Museu! Essas foram obras de grande mérito do actual Presidente, um imenso mérito, mas na verdade o Benfica de hoje dispensa comentários sim em matéria de comparação com o Benfica do passado.

O Presidente está longe de ser quem fez o "Benfica dispensar comentários", o que não lhe retira um imenso mérito (gigantesco) na gestão empresarial de enorme qualidade do SLBenfica. Enorme!

Agora uma lição de história para os benfiquistas que ficam muito tristes por ter vivido a sua adolescência sem títulos na decada de 90 e que pensam que agora três titulos em 14 anos foi muito bom face aos 11 anos sem vencer: Isso só aconteceu porque em Portugal vingou um Sistema Corrupto no futebol nacional.

Lamento desiludir-vos! Não foi o Vale Azevedo nem o Manuel Damásio que deram cabo do SLBenfica. Quem tentou "matar" o nosso Clube foram aqueles que subjugaram o futebol português à mentira, aos interesses, à corrupção e à máfia que afastaram o SLBenfica dos títulos na secretaria e com isso procuraram asfixiar as nossas contas.

... o resto foi apenas incompetência dos benfiquistas eleitos para liderar o Clube. No entanto, não deixa de ser estranho que aquele que é tido com bandido por todos (e não o estou a defender, note-se) perdeu as eleições com Vilarinho no "photo-finish" e este precisou do apoio, lá está, de um dos pilares do Sistema que lhe granjeou uma "boa imprensa" e do apoio de Eusébio no jantar de encerramento das eleições.

Memória curta? Eu não tenho...

Mas voltemos atrás:

Os dois principais pilares desse Sistema "nasceram" para o futebol nacional em 1982 e 1984 (usem o Google) e, estranhamente, desde essa altura o FCPorto venceu 20 titulos nacionais, 9 dois quais nos tais últimos 14 anos.

Coincidências, só pode ser! Uma coincidência brilhante o surgimento desses dois mafiosos no futebol ter coincidido com os tais 20 titulos.

Um domina a polícia e até o avisam para fugir antes de ser interrogado... o outro, curiosamente só houve duas pessoas que o ousaram desafiar: Um perdeu as eleições no SLBenfica e foi preso logo de seguida, o outro foi "corrido a pontapé" de Presidente da Liga.

Olhemos agora para a dita Liga...

Numa entrevista ao jornal O Jogo, o actual Presidente da FPF diz que agora com Luis Duque "há uma nova forma de relacionamento, mais próxima". É claro que todos dispensamos apresentações do passado do Presidente da Liga ligado profissionalmente adivinhem a quem? Aos tais dois pilares do Sistema.

Esse senhor quando esteve na Liga reviu os estatutos para dar mais poder a Presidente. Quando saiu e está agora na FPF... tem agora um "peão" alinhado com ele para rever os estatutos e... "dar menos poder ao Presidente". Ora adivinhem lá quem é que vai passar a ter mais poder na Liga? Pois...

PS- os que gostam de fatalismo, que acreditam que depois de Vieira ou Jesus ou Cardozo ou seja lá quem for, acaba o Benfica, têm agora um bom motivo para admirar o pateta do Bruno de Carvalho que tenta convencer os sportinguistas disso para poder despedir o Marco Silva. O treinador português, vai encarregar/se no futuro de mostrar que não é assim, tal com o Koeman mostra em Inglaterra que afinal não era assim tão mau como muitos aqui o catalogação (este é outro que não estou a defender, pois também sou dos que nunca morreu de amores por ele, mas que mostra como a tendência para o fatalismo e seguidismo nos prejudicam, isso mostra)

ranking