O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 6 de julho de 2013

Exclusivo NGB: Entrevista a Bruno Carvalho

 ●  47 comentários  ● 



  1. ENQUADRAMENTO E O PASSADO
  1. Gostaríamos que começasse por se apresentar. Quem é o benfiquista Bruno Carvalho?
Sou uma pessoa normal. Benfiquista por influência do meu avô que era Benfiquista e foi jogador do Clube. Tenho 3 filhos (com 13, 11 e 10 anos) que, felizmente, são todos Benfiquistas.
Nasci na Guiné, vivi grande parte da minha vida na cidade Porto, vivi um ano em Cardiff, dois anos em Londres e Madrid e vivo há 4 anos em Lisboa.
O grau de Benfiquismo não se altera consoante o lugar onde se vive, mas confesso que é muito mais fácil ser-se Benfiquista em Lisboa do que em qualquer outro sítio.
O Benfica é a minha grande paixão.
  1. Com honestidade, soube pela primeira vez da sua “existência” por ocasião das eleições e do blog que lançou e, entretanto, encerrou. Porquê sair do anonimato?
Eu nunca saí de um relativo anonimato. Aliás, gosto do anonimato.
Quando me candidatei a Presidente do Benfica, em 2009, várias revistas cor-de-rosa quiseram entrevistar-me e eu sempre recusei.
Claro que ser candidato ao Benfica nos deixa algo expostos, mas eu não gosto dessa exposição.
Fui Director de 2 canais de televisão, ocupei outros lugares relevantes, fui mandatário do Dr. Francisco Assis e nunca ouviram falar de mim. Ou ouviram pouco.
  1. Incompreensivelmente, o Bruno Carvalho é visto como “persona non grata”. Como explica esta situação?
Não sei se sou visto como “persona non grata”. Acho que não. Já fui, mas isso é passado.
Nas duas últimas Assembleias Gerais do Clube vi o Presidente do Benfica sair rodeado por seguranças. Eu estive lá normalmente, falei, e fui bastante aplaudido.
O que aconteceu em 2009 foi fruto de uma campanha inqualificável contra mim. Mas são águas passadas. Hoje os Benfiquistas conhecem-me muito melhor.
  1. Há quantos anos é sócio do SL Benfica?
Sou sócio do há 11 anos, desde 2002.
  1. O FCPorto alguma vez teve alguma ligação, ainda que oficiosa ou de parceria, com o Porto Canal enquanto o Bruno Carvalho foi um dos sócios?
Claro que não. Eu fundei o Porto Canal em 2006, sendo um accionista minoritário. Em 2009, vendi a totalidade minha participação a uma empresa.
Refira-se que o Porto Canal era um canal de televisão dedicado à cidade do Porto, onde vivem milhares de Benfiquistas, e nada tinha a ver com nenhum clube de futebol.
Em 2011, o canal foi vendido ao FC Porto, venda à qual eu sou alheio.
Essa confusão faz parte do conjunto de mentiras que serviram para enganar os Benfiquistas e denegrir a minha imagem.
  1. Porque entende que as suas propostas e candidatura ao SL Benfica foi vista como oportunista? Como um “enviado do FC Porto”?
Essa pergunta mostra apenas a que estado chegou o Benfica.
Há pouco tempo vimos 6 candidatos a Presidente do Sporting. Algum foi acusado de não ser sportinguista?
Tem de haver o mínimo de respeito pelas pessoas!
Eu sou uma pessoa séria, com amigos de infância que conhecem o meu Benfiquismo.
Exijo que me respeitem. Que me respeitem a mim e ao Benfica!
  1. Chegou mesmo a pensar que poderia ser “levado a sério” com a ideia da candidatura no avião e com pessoas como Carlos Azenha, com um passado copioso no Setubal e confesso admirador do FC Porto?
Essa pergunta é curiosa e não me levem a mal, mas mostra o projecto de país que Portugal é e que pequenino pensamos.
A minha campanha foi dirigida por uma empresa de Madrid cujo dono foi responsável pela campanha da 1ª candidatura de Florentino Perez ao Real Madrid. A ideia do avião foi deles e queria simbolizar que o Benfica podia voar alto de novo.
Tínhamos razão. Nos últimos 10 anos o Benfica perdeu 8 campeonatos e nos últimos 20 perdeu 17!
Não percebo o conformismo de tantos Benfiquistas. Eu sei que podia fazer muito melhor!
A reacção ao avião teve algo de provinciano, de meio pequeno que, afinal, é o que o nosso país é.
Quanto ao Carlos Azenha, pareceu-me uma boa escolha na altura, apesar de se saber que não foi a minha primeira opção. Na altura Azenha ainda não estava no Setúbal e era alguém muito promissor. Nunca saberemos o que poderia ter sido no Benfica. O que sabemos é que não foi Carlos Azenha quem perdeu 3 campeonatos seguidos no Benfica e todos sabemos o quão difícil é treinar clubes mais pequenos. Por exemplo, Jesus desceu o Felgueiras (1995/96) e o Moreirense (2004/05), ano em que o Benfica foi campeão. A vida é feita destas coisas.
  1. Sendo um homem dos media, do Norte e do Porto, alguma vez teve a possibilidade de privar com o Sr. Pinto da Costa ou com aqueles a quem chamam, os homens do Sistema, como Fernando Gomes, Valentim Loureiro, Pinto de Sousa ou Joaquim Oliveira?
Não conheço o Dr. Fernando Gomes nem o Sr. Joaquim Oliveira pessoalmente. Os outros conheço, mas não sou amigo pessoal.
Já agora, gostava de recordar, porque foi dito pelo próprio, que o actual Presidente do Benfica era amigo pessoal de Pinto da Costa, Fernando Gomes e Joaquim Oliveira. Com Pinto da Costa, Vieira tinha uma relação estreita (familiar e futebolística) e era até sócio do FC Porto.
Luís Filipe Vieira também disse, publicamente, ser amigo pessoal de Joaquim Oliveira e Fernando Gomes, tendo mesmo apoiado este último para Presidente da FPF.
Fazerem-me estas perguntas a mim é um pouco estranho quando se tem um Presidente com estas relações!
Já agora, o actual Presidente do Benfica é, também, amigo de António Salvador e parece que ambos têm negócios no Brasil, mas isso não preocupa ninguém e preocupam-se comigo?
  1. Alguma vez antes, durante ou depois das eleições tentou ter algum contacto ou foi contactado pela Direcção do SL Benfica? Porque motivo?
Depois das eleições nunca tive nenhum contacto com ninguém do Benfica. Durante a campanha eleitoral de 2009 chamaram-me “garoto” e o Presidente veio até um hotel onde eu estava reunido insultar-me.
Depois mudaram os estatutos para que eu não me pudesse candidatar.
Nas duas últimas AGs intervim. Numa delas o Presidente do Benfica não ouviu palavra porque esteve sempre ao telemóvel, na outra riu-se de tudo o que eu disse.
É certo que em 2009 talvez me tenham convidado para alguma coisa para me calarem.
  1. Na sua opinião, porque ao cabo de 12 anos de Liderança do SL Benfica, apenas com dois títulos de campeão, Luís Filipe Vieira tem ainda tamanha maioria nas votações e sofre uma contestação bastante moderada?
É um mistério absoluto. Mas se quisermos algumas explicações podemos avançar 3:
  1. a falta de cultura de exigência que há no Benfica
  2. a exploração até ao limite do caso Vale e Azevedo
  3. com o voto electrónico, sem ser acompanhado por voto físico, nunca sabemos ao certo os resultados. Recordo que no dia anterior às últimas eleições, o profético jornal “A Bola” avançou com uma sondagem que dava 83,7% a Vieira tendo o resultado final sido de 83,02%! Fantástica precisão, sobretudo, se pensamos na dificuldade em saber quem vota de facto, uma vez que há muitos Benfiquistas que não são sócios e depois acresce o problema de alguns terem 1 voto, outros 5, outros 20 e, ainda, outros 50 votos. No entanto, todas essas complicações não impediram “A Bola” de acertar, em cheio, no resultado.
  1. O que falhou na sua candidatura para ter apenas 3% de votos? Porque optou por não concorrer às eleições seguintes?
Com a campanha feita contra mim até podia ter sido pior. De resto, só não concorri nas últimas eleições porque mudaram os estatutos para que eu não me pudesse candidatar.
  1. Se sente que nunca foi efectivamente aceite pelos sócios... porque não optar antes por apresentar um projecto de apoio à Direcção, ou seja, apresentar projectos, ideias e soluções à Direcção?
Mais? Querem que eu apresente mais? Eu, em 2009, apresentei um projecto que os Benfiquistas nunca tinha visto. Vieira ganhou com mais de 90% sem ter escrito uma linha, sem apresentar uma ideia. Para que servem, então, os projectos?
Quem me acompanha no facebook sabe que eu proponho soluções para todos os problemas do Benfica que eu identifico.
Nunca se conheceu tanto o pensamento de alguém que se candidatou a Presidente do Benfica como se conhece o meu.
  1. Vai aos jogos do SL Benfica no estádio? E aos pavilhões?
Vou aos jogos que entendo e quando quero. Já tive um camarote na Luz, em nome de uma empresa, e nunca disse nada a ninguém. Essas coisas ficam connosco e não são bandeira para ninguém.
Luís Filipe Vieira costumava ir aos jogos antes de ser Presidente do Benfica? Mesmo como Presidente falta tanto e nos momentos mais importantes...

  1. O PRESENTE
  1. Qual a sua opinião de Luís Filipe Vieira, o Homem? Consegue distinguir de Luís Filipe Vieira, o Presidente?
Como podem calcular não vou emitir qualquer opinião sobre Luís Filipe Vieira enquanto pessoa.
Enquanto Presidente do Benfica, estou profundamente desiludido com os resultados desportivos e financeiros.
Sei que comigo o Benfica estaria muito melhor, ganharia muito mais e estaria com muito mais saúde nas suas contas.
  1. Se fosse chamado por Luís Filipe Vieira para integrar a equipa de gestão do SL Benfica, como reagiria?
Essa questão é absurda, mas toda a gente sabe que recusaria como talvez o já tenha feito no passado.
  1. Por falar em integração de opositores, como vê a integração de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz na estrutura directiva do SL Benfica e de Administração da SAD, no caso do JEM?
Não me merece muitos comentários. A pergunta deveria ser feita a eles: o que é que mudou de 2009 para 2012 no Benfica que lhes calasse as criticas e aceitassem juntar-se à equipa de Vieira? É que a situação desportiva manteve-se péssima e as contas pioraram. Não quero dizer mais nada.
  1. O NGB tem apontado muitas vezes, inclusivamente indicando potenciais soluções, que o mais grave problema do SL Benfica é o “amadorismo dos profissionais”, onde temos imensa gente com pouca competência ou capacidade para os cargos que ocupam e acabamos sempre a reagir em vez de agir e sempre a “correr atrás do prejuízo”. Concorda?
Concordo. O Benfica devia guiar-se por 2 critérios para nomear pessoas para os cargos:
1. A competência.
2. O Benfiquismo (excepto para treinadores e jogadores)
Mas não é assim que as coisas se passam, infelizmente. E o pior é que não aprendem com os erros e todos os anos há erros novos para cometerem.
  1. Concorda com a ideia do GB que o Presidente manda “de menos”, devido ao facto de não se dedicar a 100% e, com isso, acaba por ficar muita coisa nas mãos de gente que decide mal ou acaba por não decidir, estando sempre a espera de poder exercer influencia no Presidente?
Não. Não concordo. O Presidente tem todo o poder de que necessita, mas falta-lhe amor ao clube, paixão pelo clube e dedicação ao clube. Esse é o maior problema. Vieira não respira Benfica. Ainda hoje não consigo compreender como é que foi para o Brasil tratar dos seus negócios na semana do jogo contra o Estoril. É totalmente incompreensível.
  1. Como homem dos media, como vê este novo rumo da Benfica TV? Há dias o NGB apresentou um “plano de evolução da Benfica TV, onde era apontada uma necessária “revolução”. O que acha da forma como foi conduzido o processo?
Eu trabalho em televisão desde 1999. Fui director de 2 canais ( e convidado para mais alguns) e fui eu quem apresentou ao Benfica a ideia da Benfica TV. Faço consultoria para várias televisões de vários pontos do mundo e sou Director de Conteúdos da maior produtora europeia de televisão, algo que terá escapado na vossa análise que li atentamente. Neste momento, não me quero pronunciar porque entro em conflito directo com o sigilo profissional a que me sinto obrigado.
  1. Qual a sua opinião sobre a Comunicação do Clube? O que entende que deveria ser diferente?
Que comunicação do Clube? A vaidade do Sr. João Gabriel? A comunicação do Clube não existe e o que se faz é uma vergonha e um insulto ao prestígio do Benfica. O Benfica não merecia isto.
  1. Considera que a forma desastrosa como o SL Benfica comunica tem impacto nos resultados desportivos?
Claro! Eu insurgi-me contra a conferência de imprensa do Sr. João Gabriel após o jogo da Madeira e antes do jogo contra o Estoril. Acharam, na altura, que o campeonato estava ganho e não conseguiram conter-se. Na altura, quase toda e gente me criticou e os resultados estão á vista de todos. Os resultados desportivos são a soma de um conjunto grande de factores e a comunicação é de importância fundamental. Ou alguém acha que os jogadores, treinadores e até os adeptos não são influenciados pelo que se diz?
  1. Qual a sua opinião sobre o modelo de gestão de Luís Filipe Vieira? Considera que integra os sócios ou apenas nos momentos que são necessários/precisos? Concorda com a ideia de alguns que dizem que o clube é gerido como se fosse do Presidente?
Este Presidente e esta Direcção não respeitam os sócios. Por exemplo, as contas são chumbadas em Assembleia Geral e não acontece nada. O Clube vende a Benfica TV à SAD e os sócios não são consultados. Não se percebe que a razão de ser do Benfica são os sócios. Infelizmente, hoje os sócios não mandam no Clube.
  1. Qual a sua opinião sobre a importância (ou não) que a blogsfera pode ter na vida do Clube? E as redes sociais?
As redes sociais e a blogosfera são importantes em todos os domínios porque são livres. É verdade que há excessos, mas a liberdade sobrepõe-se. Esta entrevista é prova disso. Seria impossível na Benfica TV, na Bola ou no Record, por exemplo. Talvez achem que eu não tenho interesse. Se eu um dia for Presidente do Benfica andarão logo atrás de mim.
Os órgãos de comunicação social convencionais perderam a coragem e estão amarrados a teias de interesses.
Saúdo a blogosfera e a coragem do vosso blog em fazer-me esta entrevista.
Digo isso com toda a sinceridade e com muita pena de ver como funciona o mundo.
  1. O SL Benfica faz um bom trabalho nesses domínios?
Vocês sabem isso muito melhor do que eu. No Benfica faz-se algum trabalho, mas muito básico. E esse trabalho seria fundamental, sobretudo, junto dos adeptos mais novos.
  1. Qual a sua opinião sobre as modalidades passarem um ano inteiro “abandonadas” pela Direcção, no que diz respeito a terem o Presidente, Vices, Directores e mesmo elementos do futebol sénior (com todo o impacto mediático) nos jogos ao longo do ano?
Depois de constatar que o Presidente faltou a uma final europeia de hóquei em patins e não viu o Benfica a sagrar-se campeão europeu pela primeira vez na sua história está tudo dito.
  1. Na formação entende que deveria ser também assim?
Eu tenho um entendimento algo diferente da formação daquele que é convencional. A formação deve servir para formar e não deve estar orientada para resultados, não se retirando, como é evidente, o carácter competitivo às equipas mais jovens.
De qualquer forma, de que nos serve a formação se depois não aproveitamos ninguém?
  1. Tem suporte (credibilidade) com instituições financeiras que lhe permitam ter acesso a financiamento das mesmas? Senão, como se propõe a negociar com a banca a dívida do Benfica e o acesso a financiamento?
Eu sou economista e trabalhei durante anos em Banca de Investimento. Conheço bem os bancos por dentro. Mas não se iludam, hoje em dia os bancos emprestam dinheiro ao Benfica e não a pessoas. Ainda agora vimos isso no Sporting.
  1. De onde nasce a sua candidatura à presidência do SLB?
A minha candidatura nasce após ter passado um ano a escrever e reflectir sobre o Benfica no blog que fundei com um conjunto de Benfiquistas muito conhecidos.
Havia muita coisa errada e eu proponha soluções.
Isso começou a chamar a atenção a muita gente e um dia, um grande Benfiquista, o Sr. Comandante João Parada desafiou-me publicamente para eu me candidatar à Presidência do Clube.
Eu pensei e acabei por avançar.
Acreditava que podia ter soluções para o que estava errado.
Por incrível que pareça a maior parte dos problemas que eu apontava ainda subsistem.
  1. Que participação teve na vida do clube antes da sua candidatura ao SLB?
Tive a participação de um sócio normal. Vibrava intensamente com o Clube. O Benfica sempre foi uma enorme paixão da minha vida. As pessoas mais próximas de mim não percebem porque é que eu me exponho tanto por causa do futebol tendo eu a vida recatada que tenho. Mas o Benfica é uma paixão que não se explica. Sente-se.
  1. O que pensa do papel de: Rui Costa? João Gabriel? J Eduardo Moniz? Varandas Fernandes? Luis Nazaré?
Sinceramente, não vejo qualquer utilidade em individualizar a acção de cada um deles. Posso, no entanto, dizer que admirei muito Rui Costa como jogador e que José Eduardo Moniz é a principal figura da televisão Portuguesa. Varandas Fernandes não conheço, estive com ele apenas uma vez num debate na TVI24. Luís Nazaré tem o difícil papel de ser Presidente da Mesa da Assembleia Geral num momento em que os sócios não importam para a Direcção. Quanto a João Gabriel tenho uma dúvida: ele é Benfiquista? E João Gabriel é o único Director de Comunicação que conheço que dá entrevistas e se promove a si mesmo.
Em clubes bem organizados os Directores de Comunicação fazem com que a mensagem do clube saia conforme o pretendido, mas quem fala são os protagonistas. No Benfica o Director de Comunicação quer ser protagonista. Enfim...
  1. Manteria JJ como treinador do SLB após a última temporada?
Tornei pública a minha posição em diversos órgãos de comunicação social sobre essa matéria.
Defendi a sua continuidade porque considero que, ainda assim, é Jorge Jesus que consegue disfarçar a gritante falta de estrutura e de organização do Benfica.
Enquanto o Benfica não conseguir construir uma estrutura em que o treinador seja apenas mais um elemento vai ter muitas dificuldades para ganhar.
Claro que me custa defender a continuidade de um treinador que perdeu 3 campeonatos seguidos, mas creio que a mudança poderia trazer péssimas consequências para o Benfica.
Apesar de não estar de acordo com a actual politica da Direcção do Benfica, eu tento defender o que acho ser melhor para o Clube em cada momento.
Dito isto, parece-me uma péssima decisão terem renovado com JJ por 2 anos.
Eu achou que deviam ter renovado por mais uma época com duas de opção. Se ganharmos o próximo campeonato estaria perfeito, porque teríamos assegurado o treinador campeão por mais 2 anos. Se perdermos o campeonato, isso significará que será o 4º ano seguido que Jesus perde e parece-me totalmente insustentável continuar com ele, o que implicará o pagamento de uma elevada indemnização.

  1. O FUTURO
  1. Se pudesse colaborar com o Presidente, com carta branca para fazer mudanças organizacionais, o que faria desde já? Quais seriam as suas prioridades?
Teria três prioridades imediatas:
1. Criar uma estrutura sólida, profissional e Benfiquista de modo que o Clube possa ser campeão de um forma sistemática
2. Adoptaria uma politica que implicasse uma consistente diminuição do passivo. Por exemplo: 25% do valor da venda de qualquer jogador serviria para abater, de imediato, passivo bancário
3. Devolveria o Clube aos sócios e restituiria a democracia ao Benfica. O Presidente do Benfica deve estar ao serviço dos sócios e não o contrario.
  1. O que acha que será a nova Benfica TV? Considera que falta fazer/mudar algo?
Eu defendo que, a ter um canal Premium, o Benfica deveria ter 2 canais de televisão.
Acho que o Canal Premium (pago) não se devia chamar Benfica TV e que deveria poder abrir-se a outros clubes, ao mesmo tempo que penso que seria importante manter um canal gratuito (esse sim com a marca Benfica TV) que mostrasse a vida do Clube aos sócios e fomentasse o Benfiquismo em Portugal e no mundo.
De qualquer maneira não quero dizer muito mais porque entra na área de sigilo profissional a que me sinto obrigado.
Mesmo tendo José Eduardo Moniz à frente deste projecto, que é um profissional muito competente, eu creio que o caminho traçado é de alto risco e que se afasta do “core business” do Benfica que deveria ser o desporto e em especial o futebol.
Explicando-me melhor, um Hospital Privado ou um Casino são coisas que provavelmente dão dinheiro, mas deverá o Benfica abrir unidades dessas?
  1. Pretende ser candidato ao SL Benfica em 2016? Ou considera que José Eduardo Moniz irá ser sucessor “natural” de Luís Filipe Vieira, como alguns dizem ter sido a promessa para integrar a equipa?
2016 está muito longe. Veremos. No Benfica não há sucessores naturais. Deverá haver projectos e ideias e os sócios deverão poder decidir o futuro que querem para o Clube.
  1. Outros dizem que Rui Costa está no SL Benfica “à espera” de ter condições para ser Presidente. Concorda?
Essa pergunta terá que ser feita a Rui Costa, não a mim.
  1. Qual a sua perspectiva e expectativa para a nova temporada que agora se inicia?
Eu tenho sempre muita fé e muita esperança que o Benfica vença sempre, mas quando não se mudou nada estruturalmente não se devem antecipar resultados muito diferentes dos anos anteriores.
  1. Quais são as cinco principais iniciativas ou mudanças que terão que ser levadas a cabo no SL Benfica?
Respondi a essa pergunta no ponto 3.1.
  1. Acha que os benfiquistas conseguirão “aguentar-se” sem contestação mais séria se a Direcção e a equipa de futebol voltar a falhar este ano?
Não sei. Mas o que posso dizer é que os critérios de exigência estão mais baixos do que nunca.
Ficámos satisfeitos por chegar às decisões. Já não é preciso ganhar nada.
E isso é dito por treinador e Presidente sem quaisquer consequências.
Perdemos 8 campeonatos nos últimos 10 anos. Perdemos 17 campeonatos nos últimos 20 anos. A última vez que ganhámos dois campeonatos seguidos foi há 29 anos (em 1984) e a última vez que fomos tricampeões foi há 36 anos (em 1977).
Isto significa que já há muitos e muitos que não fazem a mínima ideia do que o Benfica era.
E a desculpa para tudo isto é um Presidente que saiu do Benfica há já 13 anos.
  1. Nesse caso, não acha que neste momento deveríamos antes estar a colaborar todos (apontando soluções à Direcção) ao invés de contar espingardas?
Mas quem é que está a contar espingardas?
Quem me lê diariamente sabe que eu proponho múltiplas soluções e faço inúmeras propostas.
Elogio quando devo elogiar e critico quando não concordo.
Para mim o Benfica está acima de quaisquer interesses pessoais.
  1. Nas modalidades, depois de anos consecutivos de muito dinheiro gasto... parece que este ano irão sair muitos atletas, com uma consequente redução dos orçamentos. Qual a sua opinião?
Não posso deixar de elogiar o facto de o Benfica ser tão eclético e ter modalidades que outros grandes não têm.
No entanto, causa-me muita confusão que o Presidente do Benfica não tenha estado presente em nenhum momento decisivo de qualquer modalidade.
Também me causa estranheza o facto de ver treinadores ganhadores (andebol, futsal e hóquei) saírem do Clube.
As modalidades são muito importantes e tenho alguma dificuldade em entender a estratégia seguida.
  1. Qual a sua opinião sobre a não inclusão no plantel de Miguel Rosa e Nelson Oliveira, os produtos mais “maduros” da formação?
Mais do que referir casos específicos creio que seria um sinal de inteligência aproveitar melhor os produtos da nossa formação.
  1. Que estrutura para o futebol consigo no clube? Que nomes convidaria para essa mesma estrutura?
Convidaria só Benfiquistas, excepto treinador e jogadores. No Benfica só deveria haver Benfiquistas.
Numa estrutura como eu defendo, mais importante que os nomes são as tarefas e como elas devem ser desempenhadas.
Eu sei que é algo a que os Benfiquistas não estão habituados. Parece que os Benfiquistas se acostumaram à feira de vaidades que o Clube proporciona.
  1. Qual a sua matriz para o relacionamento com o Sporting? E para com o FC Porto? E os restantes clubes?
Essa pergunta é interessante.
Se olharmos para os principais campeonatos: Alemanha. Inglaterra, Espanha e Itália o que vemos? Vemos os clubes principais com a máxima rivalidade em campo, mas que se respeitam e colaboram para defender a indústria do futebol.
Relações cortadas entre grandes clubes é um sinal de terceiro-mundismo.
Eu sei que os adeptos gostam dos confrontos verbais, mas isso são cortinas de fumo para disfarçar insucessos.
Onde eu quero ganhar aos outros é em campo, não é verbalmente nem nos insultos.
  1. Que intervenção pensa que o clube deve ter junto da AF Lisboa e da FPF?
O facto de o Benfica ter apoiado o Dr. Fernando Gomes para Presidente da FPF é algo que ainda hoje me choca e é totalmente incompreensível. Como se pode apontar o dedo a um “sistema” e depois apoiar um dos rostos desse “sistema”?
O Benfica deveria procurar para esses lugares homens sérios e íntegros que não prejudicassem nem beneficiassem ninguém e que fossem respeitados por todos. Dou alguns exemplos de nomes: Bagão Félix ou Humberto Coelho. Agora, apoiar Fernando Gomes? Como é possível?
  1. Que destino daria à Sede da R. Regedor?
Segundo julgo saber, as instalações da Rua Jardim do Regedor nunca foram a sede do Benfica. A sede estava situada na Av. do Uruguai, em Benfica.
No entanto, trata-se de um edifício histórico de enorme importância para o Clube e que deve ser mantido e preservado e que deve ser utilizado pelos sócios.
  1. O que entende que deve ser a expansão da marca Benfica a nível internacional? Como daria seguimento a essa expansão?
Os triunfos é que solidificam e expandem uma marca. É por aí que temos que começar. O Benfica tem que ganhar muito mais, ser sistematicamente campeão.
O Benfica deveria ter nas suas camisolas, por exemplo, um grande patrocinador mundial e não um operador local.
Estar, este ano, no pote 1 do sorteio da Champions é, nesse contexto, um factor amplamente positivo.
Não esqueço também o papel que uma Benfica TV com qualidade e que as Casas do Benfica por esse mundo fora podem ter na expansão da marca.
  1. Acha que o Benfica como clube deve impor a presença de mais jogadores da formação junto da equipa principal?
Acho que não. Essa não pode ser uma decisão unilateral do Benfica.
Creio que o Benfica podia ajudar a mudar as regras junto da FPF, obrigando todas as equipas a alinhar com pelo menos 3 jogadores portugueses na equipa inicial em todas as competições internas. Isso traria efeitos muito positivos para o futebol português e, claro, por arrastamento, para a formação.
Mas o Benfica não pode fazer isso sozinho, pois arriscar-se-ia a perder competitividade interna.

O medo (sim, medo) que nada vá mudar no SLBenfica

 ●  42 comentários  ● 
Off Topic: O cancelamento do estágio em França é uma óptima noticia. Algo que nunca compreendi foi que com um centro de estágio fabuloso como o Caixa Futebol Campus... o SLBenfica ia para o estrangeiro fazer estágios, onde muita vezes o clima era diferente do que os jogadores tinham ao longo do ano em Portugal, onde na verdade nem se podia dizer que era pelos imigrantes dado que pouco ou nada se permitia o contacto com estes. Enfim... não gastavamos dinheiro, mas o que ganhávamos não justificava. Boa notícia!
... Mas como no Benfica não há boa notícia sem confusão à mistura, alguém consegue perceber porque ficamos em Lisboa e mantemos jogos em 4 dias (13 a 16) em Carouge, Nyon e Sion?



Relativamente ao tema que gostaria de partilhar convosco, enquanto formatamos no blog as respostas que recebemos por email do Bruno Carvalho, é a sensação que ficou das palavras de Jorge Jesus na entrevista: Haverá pouco a mudar porque o caminho é certo "apenas" não ganhámos.

Em virtude das respostas dadas pelo treinador do SLBenfica, ou Jorge Jesus não foi minimamente preparado para a entrevista pelo Dpt de Comunicação sobre que mensagem deveria ser passada... ou na verdade há mesmo uma sensação efectiva na Luz de que estamos "no caminho certo".

Eu já escrevi no tópico SLBenfica: "Passa a outro e não ao mesmo" que a ideia que dá é que há sempre desculpas para tudo no SLBenfica, quando na verdade deveríamos era procurar responsáveis dentro de casa. 

A entrevista de Jorge Jesus é um bom exemplo disso: Ele desvalorizou Cardozo, anunciou a contratação de Lisandro Lopez, descartou Oblak, disse que estavamos a recuperar a hegemonia, etc. etc. etc. E quando os jornais "pegaram" nisso... "Aqui del Rei" que estavam a tirar as frases do contexto.

A pergunta que coloco é: E porque não evitar afirmações que possam ser retiradas do contexto, apontando antes a mensagens inequívocas e que passem conteúdos fortes para os benfiquistas? Será possível que nem numa entrevista totalmente controlada por nós somos capazes de gerir a mensagem?

Pela internet correm as piores opiniões das declarações de Jorge Jesus. Inacreditável incapacidade para fazermos as coisas bem feitas!!!

Pelo caminho renovam-se (!?) contratos sem dar a conhecer os respectivos valores, conhecemos que a BenficaTV passa a Premium por uma nota de rodapé do Meo, desconhece-se que mudanças justificarão que os benfiquistas passem a pagar pelo canal (será só mesmo pelos jogos? É pouco...), qual o plano para voltar a transmitir a BenficaTV para fora de Portugal, o que justificou que passemos das costas voltadas à ZON para serem eles os nossos parceiros para Angola e Moçambique (ZAP). Isto sem esquecer que alterámos a estrutura do futebol (alterámos?) mas nada foi comunicado aos sócios nem ninguém terá saído da estrutura. As mudanças nos cativos são anunciados num comunicado seco no site, só passados uns dias são anunciados (no site) os valores e não há qualquer campanha mediática para angariar o maior numero de vendas possível...

São imensas as questões que parecem demonstrar que alguém no SLBenfica acredita que estamos no caminho certo. Eu não sei que caminho é esse, mas sei que os adeptos querem que se traduza em titulos, que foi disso que foi construida a história do SLBenfica e foi por isso que nos chamaram de "Glorioso" pelo Mundo fora.

Continua a ser importante recordar a Luis Filipe Vieira que não foi ele que vendeu os 32 titulos de campeão... apenas o 31º e 32º, ou seja 1/16 dos títulos de campeão nacional que o SLBenfica tem em 100 anos. E Jorge Jesus ganhou menos ainda...

Parece continuar a ideia que está tudo bem feito e que "os resultados hão-de aparecer"... e se não aparecerem que deveremos estar muito gratos porque derrubámos o que "nos fez o Vale Azevedo".

Quanto a vocês eu não sei, mas ou alguém me explica porque este meio receio não faz sentido... ou estou muito apreensivo para uma nova época com imensas mudanças, com saídas que já serão tardias (veremos o que acontece a Garay, Gaitan e Matic, pois o SLBenfica precisa vender jogadores) e com entradas que tardam em aparecer para lugares prioritários como o lado esquerdo da defesa ou o meio campo defensivo e de transição, ou seja, os "backups" de Matic e Enzo.

Entrevista a Bruno Carvalho - Lançamento

 ●  3 comentários  ● 

Como sabem, na sequência da "proposta" de alteração de estatutos feita pelo Bruno Carvalho na sua pagina do Facebook, e que nos pareceu despropositada, o NGB lançou um desafio ao ex-candidato de se dar a conhecer aos benfiquistas - eu admito que mal o conheço e pouco prestei atenção ao que disse no passado. 



O objectivo não é o de conhecer um opositor a Luis Filipe Vieira, o que temos que nos habituar a não olhar como algo negativo, pois da democracia (onde há oposição) nasce quase sempre valor acrescentado no que diz respeito à tentativa de melhoria.

O objectivo a que nos propusemos foi o de perceber, sim, porque não é possível que alguém que diz ter ideias para o SLBenfica, não as apresenta à Direcção - deixando sobre estes o ónus de aceitar, recusar ou desprezar.

A entrevista tem duas partes: Uma de questões sugeridas pela equipa do NGB e outra com as questões levantadas pelos nossos leitores - onde apenas excluimos as colocadas por anónimos ou que utilizassem termos impróprios ou desrespeitadores de pessoas ou entidades.



Já recebemos as respostas à primeira parte da entrevista e a minha opinião pessoal, repito pessoal, é a de que o Bruno Carvalho e Luis Filipe Vieira deveriam sentar-se à mesma mesa. Sem convites para a Direcção ou sem ataques pessoais como aconteceu no passado... com o objectivo de "enterrar machados de guerra" e tentar perceber como ou se se podem ajudar em prol do SLBenfica.

Li alguma mágoa de Bruno Carvalho perante a forma como as pessoas ignoraram as suas propostas e perdeu contra um candidato que, como afirma, "nem uma linha de programa eleitoral apresentou".

O desafio que gostava de deixar aos nossos leitores é o de colocarem de parte os preconceitos, como tentei fazer quando li as respostas, e analisarem a perspectiva de Bruno Carvalho, comentando o que é dito e não tentando fazer assumpções sobre a mensagem, colagens a situações menos claras ou "agendas escondidas".

Eu não concordei com tudo o que li e o desafio para todos não é o de concordar, mas o de perceber a mensagem e comentá-la nessa dimensão.

Por outro lado, pedia-vos o favor de igualmente não procurarem "colar" esta entrevista ou mesmo o blog a movimentações anti seja o que for, contra seja quem for ou para denegrir o que quer que seja. O objectivo desta entrevista foi unicamente o de dar a palavra a um benfiquista, como fizemos com o Rui Gomes da Silva e gostariamos de poder fazer com mais gente do SLBenfica, mas que infelizmente não foi possível - mas que mantemos a esperança de conseguir falar com Luis Filipe Vieira e Domingos Soares Oliveira.

Algumas das questões que colocámos:

- Como explica ser visto como persona non grata?
- Há quantos anos é sócio?
- Que ligação pessoal ou profissional com o FCPorto e/ou pessoas ligadas ao Sistema?
- Carlos Azenha e o avião? Qual foi o motivo?
- Contactos com a Direcção? E levar ideias ou projectos? Integraria a estrutura?
- Vai aos jogos ou pavilhões?
- Que mudanças faria no SLBenfica?
- Será candidato em 2016?
(entre muitas outras a que Bruno Carvalho respondeu com a sua posição)

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Parabéns aos sérvios do Benfica.

Avatar
 ●  32 comentários  ● 

Matic - Melhor jogador da 1ª Liga

Rosevic - Melhor jogador da 2ªLiga

Parabéns aos dois!!!

Os direitos televisivos I

 ●  26 comentários  ● 

Portugal, 5 de Julho de 2013


Se há tema que nos últimos anos condicionou a evolução do Benfica como clube e grupo empresarial, seguramente os direitos televisivos estão na 1ª fila de importância. Neste particular aspecto, vou mais longe e não duvido que as eleições de 2000 foram claramente uma escolha entre o projecto “Benfica Independente” e o projecto “Benfica Sporttv”.

Suporto esta opinião nas várias declarações do “muito que o Benfica lhe deve”, que o Sr.º Luís Filipe Ferreira Vieira fez em favor do seu amigo e ex co-accionista da Alverca SAD, Joaquim Oliveira. Tenho também como referência o valor ruinoso que a Olivedesportos pagou ao Benfica por 12 anos de contrato, valor só possível para honrar um qualquer tipo de acordo pré eleitoral. Temos também o silêncio macabro do Presidente do Benfica acerca dos sucessivos vexames e mentiras mediáticas que a Sporttv criou durante a totalidade de vigência desse contrato, como recentemente o caso Capela.

Quanto ao valor do contrato celebrado com a Olivedesportos, o aspecto mais mensurável deste “Benfica Sporttv” e bem revelador da falta de respeito que o anterior e actual Presidente têm pela instituição, sócios e adeptos, foi negociado por um período de 12 anos, na base de 8 milhões de euros anuais, incluindo publicidade estática e qualquer transmissão futura em novas tecnologias que viessem a ser descobertas. 

Para termos uma comparação de com esse montante foi baixo, basta compararmos com o valor realizado no último ano da gestão de Vale e Azevedo, o qual, contra tudo e contra todos, conseguiu encaixar 6 milhões 125 mil euros na época 1999/ 2000! Para não restarem dúvidas sobre a credibilidade deste número, consultem o Prospecto de Aumento de Capital da SAD, Maio de 2001.

Ou seja. Quando em 2003 (3 anos depois) a Direcção de Vilarinho, com Filipe Vieira a gestor de futebol e candidato em campanha eleitoral para o seu 1º mandato, assinou por 8 milhões por época, por 12 épocas, apenas estava a cobrar o mais que certo valor auferido no primeiro ano de contrato, caso Vale e Azevedo tivesse continuado o seu projecto mediático! O resto foi oferecido ao Sr.º Joaquim Oliveira, apesar da difícil situação financeira que o clube/SAD atravessavam, em particular agravadas por 3 anos de más decisões no futebol, desportivas e económicas, dos tais que iam “ensinar Vale e Azevedo a ganhar no futebol”.

Quanto se perdeu com esta decisão? Para além de não sabermos quantos milhões tivemos de pagar à SIC pelo rasgar dos contratos (sim, Vilarinho e Vieira rasgaram os contratos, rescindiram unilateralmente e sem justa causa os contratos com a SIC, para assinarem com a Olivedesportos), sabemos que o FCP recebeu cerca de 20 milhões por época nos últimos 2/3 anos. Se os nossos contratos começassem em 8 milhões e terminassem em 20 milhões (para ser simpático), obviamente que o valor anualizado para 12 anos seria sempre muito superior aos 8 milhões. Numa média aritmética, esse valor seria de 14 milhões, mas admitindo que o crescimento do valor dos contratos seria maior na segunda metade do período de vigência, pensar em 12 milhões não é descabido. Ou seja, 48 milhões no mínimo foram perdidos neste período pela decisão de “dar” à Olivedesportos a primazia nos contratos, mais a rescisão com a SIC (que tinha contratos para 8 anos).

Assim sendo, é legítimo especular sobre quais os verdadeiros interesses que estiveram por trás da assinatura de tão ruinoso contrato. O pagamento do favor eleitoral? É uma das hipóteses. Bem sabemos como o Sr.º Joaquim “abre umas portas aqui, umas portas ali”, para utilizar uma expressão usada na sua mini biografia publicada no Expresso em 2005. E de acordo com Vieira, “o Benfica deve-lhe muito”. O Benfica não deve nada, pelo contrário, como demonstrei.. Mas se calhar ele próprio Vieira é que lhe deve muito, pois se Vale e Azevedo ganhasse as eleições, Vieira era apenas um empreiteiro de Alverca e não uma figura nacional. 

Para além disso, toda a gente sabe o que são as comissões nos negócios. Alguém, no seu perfeito juízo, admite que este contrato selado por valores muito abaixo do potencial do Benfica, não gerou comissões para alguém? Eu não tenho dúvidas... Isto de fazer fortuna a partir do zero não é para qualquer um...

12 anos depois, com perda de muito dinheiro com os contratos televisivos, depois de termos pago seguramente uma indemnização monstruosa ao anterior operador de imagem que detinha esses direitos televisivos, chegamos ao dia 1 de Julho, o dia da libertação. Será?

SLBenfica: "Passa a outro e não ao mesmo"

 ●  7 comentários  ● 

Cortes de relações com A Bola porque aumenta a chacota, com Record porque mente, com o Jogo porque é do Oliveira e com isto já vão os três desportivos. Com o Correio da Manhã porque "fumam substâncias proibidas", com DN e JN porque são do Oliveira e já agora a TSF. Com a Sporttv porque é do Oliveira, com a SIC por causa dos comentadores e relatores de jogos. Com a TVI por causa do Luis Sobral e o MaisFutebol...

Com a Liga porque quer os nossos direitos televisivos centralizados e lá se vai a BenficaTV, com a FPF pelo Fernando Gomes.

Com o FCPorto porque são corruptos, com o Sporting e Braga porque se juntam a eles. Com Setubal, Rio Ave, Académica, Belenenses, Paços de Ferreira, Olhanense, Nacional e Estoril porque "se vendem" aos interesses do FCPorto.

Já agora, há que insistir no Cristo do Vale Azevedo que roubou 4 milhões, ou 10 que fossem (NDR: prisão com ele por isso, obviamente!). Não esquecer os erros de Quique, Koeman, Camacho... e porque não Artur Jorge e isto apontando também ao "modus operandis" de José Veiga que era um dirigente "infiltrado".

Pelo caminho, culpabilizemos e já agora cortemos relações com o Diamantino, João Alves, Gaspar Ramos (só para falar nos mais recentes) e com todos os outros que tenham uma opinião contrária ao caminho que temos seguido. São uns desestabilizadores. Continuemos a apontar todos e quaisquer uns, mesmo os que foram parte activa de uma História de Glória, de "aproveitadores", "infiltrados" ou "aventureiros".

A pergunta que vos deixo, também motivada pelo tópico anterior do Redmoon, é: Quem é que sobra? Depois de cortarmos relações com todos estes responsáveis pelos nossos insucessos, sobrará alguém com quem interagirmos ou vamos precisar de por o SLBenfica a jogar em Marte?

Começo a ficar com a ideia que bom bom era não haver adversários, nem jornais! Um mundo perfeito onde o SLBenfica ganhasse porque queriamos ganhar e em que só se falasse do que queremos que se fale, onde não houvesse criticas, só palmadinhas nas costas...

Nessa altura, aí sim poderíamos continuar a dizer o que nos apetecesse, a esquecer o passado do SLBenfica e a falar em hegemonia (quando temos 2 titulos em 20 anos e já perdi a conta a quando ganhámos dois de seguida). Talvez nessa altura possamos comparar as vitórias na Taça dos Campeões da década de 60 com a época passada em que ganhámos quase tudo (quase a taça, quase o campeonato, quase a L.Europa).

Até quando vamos continuar a cometer os erros e depois apontar baterias aos que nos criticam por isso, dizendo que se aproveitam de nós e que nos querem prejudicar? Até quando vamos insistir em por as culpas no Mundo ao invés de minimizarmos os nossos próprios erros, cagança e sobranceria?

Cortar relações? Fazem bem... qualquer dia estão a defender que se corte relações com os sócios!

PS- Gostei de ouvir o Lourenço Coelho na reacção ao sorteio de ontem. Ah espera, o SLBenfica decidiu não falar... com quem é que estavam de relações cortadas ontem?

É este aquele que dizem, ser o jornal oficial do Benfica?!

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

Também não quero branquear certas frases que foram ditas na entrevista de Jorge Jesus à BenficaTV. Todos sabemos que Jorge Jesus sabe ser fanfarrão e reclamar para si diversos méritos, que eleva a uma escala, por vezes desproporcionada.

MAS...

Efetivamente, o diálogo desenvolveu-se da seguinte forma:

JJ: ...Quero que o Benfica tenha a mesma qualidade de jogo do ano passado. O Benfica é uma equipa neste momento temível a nível nacional, os adversários vêm jogar ao Estádio da Luz, e o Benfica voltou ao passado do que era o Benfica nos anos sessenta e setenta... (interrompido por JEM)

JEM: Quer dizer, na sua opinião o Benfica é a melhor equipa portuguesa!

JJ: Do meu ponto de vista, o melhor é sempre quem ganha, e quem ganhou foi o nosso rival, portanto eu não quero branquear as coisas.

E o que escreveu o Jornal Abola na primeira página, a frase chave da entrevista de acordo com o Jornal que, dizem alguns, é o jornal oficial do Benfica?

Comigo, o Benfica voltou ao que era nos anos 60/70

E assim se faz jornalismo em Portugal. Uma entrevista dada a um canal recentemente codificado, uma entrevista que muito pouca gente viu em direto, uma entrevista que só alguns Benfiquistas mais ferrenhos foram ver ao Youtube, uma entrevista que os nossos rivais seguramente não viram, e numa altura em que como sabemos, Jorge Jesus se encontra numa posição algo fragilizada, o que faz “Abola”? O que lança à estampa? Fragiliza o treinador ainda mais, com uma frase chavão completamente retirada do contexto, que visa apenas prolongar a chacota, aumentando ainda mais a pressão sobre os ombros de Jorge Jesus no terrível inicio de época que vamos ter.

E o que tem a Direção do Benfica a dizer sobre este assunto? Vai ficar calado? Deixar tudo como está? Ou cortar imediatamente relações com esse jornal?

Rescaldo da entrevista de Jorge Jesus.

Avatar
 ●  50 comentários  ● 

O que acharam os benfiquistas das palavras de Jorge Jesus?

Reveja no NGB a entrevista de Jorge Jesus à BenficaTV

 ●  22 comentários  ● 



quinta-feira, 4 de julho de 2013

"Também há maroscas no início do campeonato"

 ●  16 comentários  ● 

Confesso que gosto do estilo de Bruno de Carvalho, o actual Presidente do Sporting. Mas só do estilo, porque a personagem "cheira a marosca" que tresanda.

Mas por falar em marosca, ele próprio teve uma afirmação muito interessante há uns dias a propósito da forma como eram "cozinhados" os resultados em Portugal. Dizia Bruno de Carvalho que muito acontece nas primeiras oito jornadas, o que criava um espaço de conforto para o líder habitual do campeonato, permitindo-lhe encarar cada jogo com menos pressão, na certeza que um resultado menos positivo não teria impacto na classificação.

Eu acrescento que depois basta ter uns jogos decisivos a ocorrer nas últimas jornadas - para o caso de haver "aperto" na classificação - e está tudo resolvido.

Isso mesmo temos visto nos calendários do Futebol, ano após ano, mas também noutras modalidades onde não há "fase final" como é o caso do Hoquei Patins e Andebol. Se repararem, nas que há fase final decorrente de um playoff... o FCPorto não está!

Este ano o campeonato volta a ser altamente "curioso" em relação ao SLBenfica: à 3a jornada já visitámos a Madeira (Marítimo) e Alvalade. E terminamos a temporada... no Dragão.

Demasiadas coincidências para não se colocar em causa o sorteio e os algoritmos de calculo das jornadas seguintes ao sorteio da primeira jornada...

Vejam lá qual foi a primeira coisa a que Mourinho apontou quando chegou a Inglaterra, vindo do FCPorto: À importância do calendário, obviamente. E também à forma como as jornadas são calculadas.

Ele sabia bem "do que tinha vivido" nos dois anos anteriores...

Inacreditavelmente nunca ninguém no SLBenfica se insurge contra estas questões!!!


ranking