O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

A face... Oculta

 ●  1 comentário  ● 
"MAFIOSOS"... não podemos conviver com eles, mas é impossível viver sem eles. Falo-vos do processo "Face Oculta", a sua organização e os tentáculos do "Polvo" que facilmente se estendem ao SLBenfica.

Comecemos, obviamente, pelo Armando Vara. Aqui já mais que falado no GB como homem da confiança de Gilberto Madaíl (na FPF) e vice versa, ao ponto de ter a filha encarregue de negócios com a FPF via Polaris Sport. Esse mesmo senhor, esteve as portas de ser empurrado para Presidente da SAD do SLBenfica, por pressão do Joaquim Oliveira. De Vara conhecem-se ainda as ligações ao Millenium e CGD, obviamente, de onde se destacam os privilégios concedidos a Joaquim Oliveira por ocasião da aquisição da Lusomundo.

E por falar no "amigo" Joaquim Oliveira, lembram-se dele? O tal que está ao nosso lado nos momentos dificeis, segundo o nosso Presidente e o Administrador Domingos Soares Oliveira?

Lembram-se do candidato a candidato José Eduardo Moniz? O tal de quem se tentou dizer que estava com uma cabala montada para dar o controlo do Benfica à PRISA e assim vender o Clube e os direitos televisivos aos espanhois? Agora prova-se que afinal quem andava ali era... a PT (o GB, na altura das eleições já o tinha afirmado e assim desmentido José Manuel Delgado).

Lembram-se da PT? A tal empresa cujo "chairman" viu impedido pelos sócios do SLBenfica, um voto de gratidão que o nosso Presidente lhe queria dar, constituindo-o sócio vitalício?

Pois é... a Face Oculta está a deixar levantar o véu sobre onde Moniz (no contra-poder) e Joaquim Oliveira (na defesa dos poderes podres instalados) se movimentam nos bastidores das teias de influências económico-políticas para controlar ou libertar os destinos do país de certos "patrões" mafiosos.

Agora olhem bem para o SLBenfica:

Maior Patrocinador? PT... Entre o Meo e a BenficaTV, entre as camisolas, as bancadas, etc... Há uma cada vez maior ligação a esta entidade.
Maior Financiador Externo? Direitos Televisivos - Joaquim Oliveira. No comments! A vergonha é bem conhecida e só é aceitável para aqueles que ainda acreditam que algo vai mudar drasticamente no futuro.

No contra-poder, também no Benfica, tentou aparecer José Eduardo Moniz que foi afastado com manobras de bastidores que ele nunca teve "tomates" para contar e que apareceu semanas mais tarde como Administrador da Ongoing, um dos principais parceiros do Benfica Stars Fund... Pelo meio ficou um cargo "prometido" a Moniz para a PT.

Num ápice, nem candidatura a Presidência do Benfica, nem cargo na PT... e rebenta o escândalo Face Oculta. FOI TRUCIDADO PELO PODER INSTALADO... mas deram-lhe um poleirozito, para ver se ele se cala ou se pelo menos só bate em alguns!

Por outras palavras, aqueles a quem ele ia desafiar na PT e/ou no Benfica (e não estou a falar do Presidente Vieira, mas sim dos tais parceiros) encerregaram-se de o emprateleirar, a troco de uns doces (Ongoing...).

Onde quero chegar com isto? Desenganem-se os que acham que a "corja" empresarial que rodeia o Benfica (ESAF, Ongoing, PT, Olivedesportos/Sporttv, etc.) ali andam apenas como pareceiros/investidores... pelo meio há um conjunto de jogos de interesses em que no final ganham sempre os mesmos (esses parceiros e os seus "patrões" e amigos) e perdem sempre os mesmos (tipicamente o Benfica).

Passando a publicidade, recomendo vivamente que comprem a edição desta semana do Jornal SOL e procurem encontrar a ponte entre cada um dos "ACTORES" neste processo e... o S.L.Benfica.

Agora, e como diz o anúncio, "Se podiamos viver sem eles? Podiamos, mas não era a mesma coisa". Por isso comecei este tópico por vos dizer:

"MAFIOSOS"... não podemos conviver com eles, mas é impossível viver sem eles.

Mas é absolutamente fundamental que os benfiquistas parem de acreditar no Pai Natal e que passem a perceber que o SLBenfica é apenas um instrumento de poder para esses "patrões do sub-mundo economico-político corrupto" que se constitui o nosso país.

Não podemos viver sem eles, é certo, mas podemos ser críticos e estar atentos às suas manobras, tornando absolutamente difícil e por vezes impossível atingirem os seus intentos de se aproveitarem do SLBenfica.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Ainda (a)o Fundo...

 ●  8 comentários  ● 
Tenho visto e lido algumas conclusões desajustadas sobre o "Benfica Stars Fund" e o papel do mesmo nas transferências, ao ponto de dizerem que fruto da recente operação o Cardozo, a ser vendido será por 20M€, conforme agora avaliado. NADA DE MAIS ERRADO! Não tem absolutamente nada a ver...

Na mesma via, dizem que se tem uma clausula de 60M (ou 50M) não tenho a certeza, que 20% disso são 18M€ e era isso que o "Benfica Stars Fund" deveria pagar. Novamente... NADA DE MAIS ERRADO! Não tem absolutamente nada a ver...

Todos sabemos, ou devíamos saber, que o Fundo não é a Santa Casa da Misericórdia. É gerido pelo BES, onde o Benfica contrai empréstimos (ou seja se endivida) e que é basicamente das empresas privadas nacionais que acumula maiores lucros, a par de outras. Seguramente que não o consegue com acções de beneficência do SLBenfica.

Ou seja, "avaliam" por 20M o Tacuara na certeza porém que quando sair será por bastante mais e assim também maximizarão o lucro, pois 20% de 20M€ é menos do que 20% de 25, 30, 35... 50M€ que seja a venda. E com isso recuperarão os 4M€ agora investidos e ainda terão lucro "fácil".

Na mesma linha surge a notícia do investimento feito por Joe Berardo no "Benfica Stars Fund". Acham que foi por amor ao Clube? Já estou como o Rui Costa lhe disse e bem: Se foi por amor... onde estava ele quando realmente era preciso dinheiro???? Foi obviamente um investimento financeiro, com objectivos claríssimos de retorno financeiro.


O que deve estar aqui em causa é o motivo da "obrigação" de vender os jogadores às postas (são cada vez mais os jogadores cujos passes estão "obrigados" às decisões da ESAF (Espirito Santo Activos Financeiros, na certeza que isso reduz fortemente a nossa mais-valia ("aka" lucro) na transacção. senão vejamos:

No "Benfica Stars Fund" estão já: David Luiz (25%), Javi Garcia (20%), DiMaria (20%) e agora Cardozo (20%), Coentrão (20%) e Maxi Pereira (30%)... tudo jogadores absolutamente titulares no SLBenfica e todos eles muitíssimo apetecíveis para qualquer grande clube Mundial (uns mais que outros).


Ou seja, mais de metade dos titulares do SLBenfica estão ao livre critério da ESAF serem vendidos mediante propostas acima daquilo que é a avaliação da ESAF no momento da subscrição da sua percentagem (exemplo: Eles terão (?) liberdade para aceitar propostas acima de 18M pelo David Luiz, 22M€ pelo DiMaria ou 20M€ pelo Cardozo), isto porque penso que na actual conjuntura económica, será um esforço muito significativo mantê-los, porque "Quando o Benfica receber uma proposta por um jogador, pode readquirir a percentagem do jogador alienada ao Fundo, pelo valor que lhe seria devido caso a proposta fosse aceite, ou seja, avançar com 5 a 10M€ que valerá nessa situação a parte da ESAF, em função do que deu agora por parte dos jogadores mais destacados.

Além destes absolutos titulares em 80% das equipas do planeta, no "Benfica Stars Fund" estão ainda jogadores de elevadíssima margem de progressão (assim tenham o devido acompanhamento) como Nelson Oliveira, David Simão, Leandro Pimenta, Roderick Miranda ou Ishmael Yartey, que num a dois anos serão cobiçados por equipas de referência no futebol Europeu.

Vejamos um exemplo de um dos casos mais recentes no plantel: Suponhamos a venda do Cardozo por 35M.

FUNDO: 20% de 35M€ = 7M€
(investiu 4M e recebe 7M... lucro de quase 80% = 3M€ para o Fundo)

BENFICA: 80% de 35M = 28M€
(com os quatro anteriormente antecipados pelo Fundo = 32M€ de receita)


Venda do Cardozo SEM o seu passe no "Benfica Stars Fund":

1. Começamos por ter total liberdade de decisão sobre qualquer, absolutamente qualquer, proposta abaixo dos 60M€ (valor da clausula).

2. Em caso da dita venda a 35M€... a receita seria de... 35M€, ou sejam mais 3M€ (10% aprox) do que receberemos na totalidade com o Fundo ao barulho.

As perguntas (que não são críticas, é preciso entender) que coloco e para as quais não tenho ainda resposta:

- Os 4M€ agora avançados pelo fundo são assim tão vitais nesta fase, considerando que dentro de 6 ou 18 meses poderemos ganhar mais 3M€ do que nesta situação caso detenhamos a totalidade do passe do jogador???

- Porque razão é feita esta operação? Precisamos de injecção de dinheiro e as contas estão com mais dificuldades do que conhecemos? Ou esta situação é motivada por algum acordo de gestão com o BES/ESAF a troco de outras condições (empréstimos, project finance, etc.)???

Penso que estas dúvidas, talvez por total desconhecimento técnico na matéria, são legítimas e não apontam qualquer critica a quem quer que seja... mas apenas a necessidade de compreender as acções levadas a cabo por uma instituição para a qual contribuo na qualidade de sócio.

Aceito plenamente que, depois de explicada, a situação faça todo o sentido. Mas na minha actual ignorância... não está a fazer (por enquanto).

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mais 10M€ para o Fundo...

 ●  5 comentários  ● 
Depois dos iniciais 22M€ pagos pelo Benfica Stars Fund, depois da autorização para a emissão dos 40M€ em papel comercial, depois de renovar e aumentar o anterior empréstimo obrigacionista de 20M€ para... o dobro (40M€), eis agora mais 10M€ do Fundo de jogadores.

Serei só eu que estou muitíssimo apreensivo com estas medidas e, com isso a desconfiar que há algo de errado nas contas??!?!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Zbording (1) vs Benfica B (4)

 ●  6 comentários  ● 
Sai mais uma cabazada para a mesa do canto!!!!

Que fique bem claro: Não inventem cá mariquices de que o Zbording foi penalizado por ter jogado com 10 jogadores, porque o Benfica não só jogou com 1/2 secundária, como ainda jogou uma hora sem avançados, ou seja, apenas com 9 jogadores.

Sobre Kardec e Eder Luis, desejo que seja uma questão de adaptação (ainda que para mim isso é tretas), porque se é só isto que têm para dar... Ainda assim, dou o benefício da dúvida porque com o DiMagia a dar aquele show, eu também optaria por ficar estático e apático a admirar esse fabuloso jogador.

Os meus parabéns para os bravíssimos adeptos do Benfica que deram SHOW em AlvaLIDL.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A Árvore e a Floresta...

 ●  4 comentários  ● 
Um dia, entre benfiquistas, caracterizei Portugal como "o país da TVI e do Correio da Manhã". O que eu queria dizer, no contexto em que nos encontrávamos, era que somos um país especialmente disponível para sensacionalismos e fatalismos. Do Bestial e da Besta, do Branco ou Preto, do oito ou oitenta.

Não pode, por isso, estranhar-se quando olhamos para o futebol como o tema de conversa que une toda a gente e acima de tudo em que todos se consideram reais donos da verdade. Todos são, com propriedade, treinadores, jogadores, dirigentes, gestores... enfim, todos sabem de absolutamente tudo... mas na prática a generalidade não sabe de absolutamente nada, contudo, como o futebol é uma "sociedade" tão fraquinha de valores... acaba por ser fácil falar de tudo, por parte de qualquer pessoa.

Onde quero chegar com isto? À facilidade com que se "orquestra" esta carneirada toda!!!!

80% dos adeptos de futebol lê a Bola, Record e/ou o Jogo e considera-se uma pessoa informada! Esses que consideram desinteressante e massador ler o Diário Económico, a Visão, a Focus ou o Expresso, utilizam a Bola, Record ou Jogo para alicerçar todo o seu superior conhecimento sobre o futebol jogado, organizado e gerido!

Sabendo de tudo isto, em meados da decada de 80, Giorgio e Mestre Pedradas "inventaram" uma máquina de comunicação que visava "passar a mensagem" entre os fieis e assim influenciar atitudes de adeptos da sua equipa azul-corrupta, mas principalmente das equipas rivais.

Os tempos foram passando e as estratégias consolidando-se! À data de hoje, inaceitavelmente, para o o "povão", só é assunto o que vem no Record, Bola ou Jogo... e com mestria Giorgio utiliza os seus discípulos nessas biblias submissas e avençadas para que o povão tuga tenha como opinião... aquilo que ele entender.

Chegámos, por isso, a um momento em que 80% da opinião pública do mundo futebolístico tem a opinião que... Giorgio de Bufa quer que eles tenham... a opinião sustentada no que vem escrito no Record, Bola ou Jogo.

Os momentos oscilam ao som do que interessa, mas há uma variável incontornável: Mais forte do que a influencia de Giorgio é a marca Benfica... o sucesso do Glorioso vende o dobro daquilo que Giorgio precisa de fazer acreditar.

O motivo pelo qual Zbording e FêCêPê andam numa instabilidade pouco vista nas últimas décadas, é essencialmente o grande momento desportivo do SLBenfica. Com o Glorioso em alta, torna-se quase impossível subvalorizar essa mensagem e não explorar esse conceito ao máximo.

Com Giorgio a passar para 2º plano, o castelo de cartas desmonta-se em menos de nada e tornam-se frequentes os mais gravosos momentos de instabilidade, como a recente "arrochada" do Burro Alves no "TomaLá" Costa.

Solução encontrada por eles???? Subverter o momento e dar uma imagem que não existe! Sustentado em criticas que sobreavaliam as performances medíocres dos azuis-corruptos, garantindo arbitragens que "tornam tudo mais facil" (como contra o Nacional) e por fim garantindo adversários que ajudam e facilitam recorrendo a opções tácticas que mais parecem defende os corruptos que as suas próprias equipas (como as vergonhas levadas a cabo por Vilas Boas, Ulisses Morais ou recentemente Carvalhal e Inácio)...

Com isto, os corruptos passam através dos jornais a imagem que "estão de volta" mais fortes que nunca e que o Benfica que se cuide. Há jornais até (como A Bola de hoje) que diz que o Benfica é que ficou pressionado... LOL! Será que eles entendem quem é que está em primeiro... ou pelo menos à frente do FêCêPê?

Perante esta situação, é absolutamente fundamental que o benfiquista aprenda a não ler os desportivos como se de uma bíblia se tratasse, mas sim como um mero e dispensável conjunto de informações pouco precisas e quase sempre com elevadíssimo grau de inverdade, omissões e informação codificada e que defende interesses económicos e desportivos de alguns.


AGORA A PARTE QUE MUITOS NÃO GOSTAM: Não é menos verdade que o SLBenfica aprendeu (mal, mas aprendeu) a utilizar estes meios semelhantes para que os benfiquistas saibam apenas o que interessa... utilizando uma frieza e calculismo no lançamento das notícias, próprio do mundo empresarial, mas impróprio para um enquadramento apaixonado como o mundo clubístico.

Dirão vocês? Mas este gajo está parvo (o que não será mentira... eheh)??! Então mas não foi isto que ele sempre andou a apregoar, dizendo que deviamos saber tirar partido da imprensa para fazer chegar as notícias no momento certo e com o impacto certo??? Querem ver que agora já não se vangloria com o facto de acertar antecipadamente no que a Direcção deve fazer... e passa a... criticar porque o fazem??!?!?!

Pois... sim é verdade que eu sempre disse isso! Mas nunca o afirmei numa perspectiva de penalização do clube e dos sócios. É certo que há já muita gestão de informação muito bem feita, no plano desportivo. Nota-se bastante melhor e maior atenção com os conteudos das conferencias de imprensa e mesmo com informações relevantes vindas do Clube em momentos... bem escolhidos!

O lado mau disso é que o mesmo acontece com informação crítica e vital da vida do clube e do interesse dos sócios, com são as opções de gestão que têm culminado em sucessivos empréstimos à banca e outras ferramentas que tais que visão o endividamento. Já assim fora com as eleições, com o contrato da Sagres e mesmo com a cedência do Estádio à SAD... As noticias sem quando e como interessa para os sócios não levantem ondas.

Purista? Talvez... mas apenas porque entendo que nos últimos dois anos e meio há um conjunto de opções estratégicas que poderiam (e na minha óptica, deveriam) ter sido bastante melhor ponderadas, sustentadas e objectivadas, dado serem possíveis muitos outros caminhos, alguns deles possivelmente bem melhores para o futuro da SAD e principalmente do Clube e dos interesses dos sócios.

Não deixa também de ser um momento para criticar os auto-apelidados de "notáveis". Os homens como José Veiga, Botto, Rangel, Tavares, etc. que deveriam ter necessariamente um papel activo na vida do clube, dando a sua opinião, em sede própria, e disponíveis para colaborar com a direcção democraticamente eleita e, como tal, que deverá ser respeitada... mas que não significa que sejam Lei.

"Bottom Line" da situação: Por deficiência cultural, essencialmente, os benfiquistas (e os portugueses) precisam ver para lá da "árvore" e dessa forma ver a "floresta". Saber olhar para o todo em vez da parte, sendo assim capazes de fazer as suas próprias leituras da situação e NUNCA definir como Leis Absolutas o que vem nos jornais ou o que é transmitido pelos "todos-poderosos" dirigentes... sejam eles quem forem, de que clube forem.

Sinceramente, custa-me que os benfiquistas (e os portugueses em geral), sedentos de glórias e conquistas sejam capazes de "vender a mãe" para a troco de um campeonato, da contratação de um "pseudo-craque", da submissão de um adversário/rival, etc.

Fico honestamente incrédulo quando vejo a quantidade de OFENSAS, AGRESSÕES VERBAIS e AMEAÇAS que leio nos comentários do Blog, quando escrevo sobre algo que discordo na política desportiva ou de gestão do SLBenfica.

Por oposição, é interessante ver o ORGASMO COLECTIVO que somos capazes de atingir quando algo corre bem e escrevo sobre isso, sem ficar indiferente ao entusiasmo provocado pelos momentos de excelência do nosso clube.

Em tudo, temos que procurar encontrar o meio termo... Seja na forma totalmente submissa e subserviente com que os media/imprensa servem os interesses do Sistema e dos corruptos; Seja na forma como exultamos e/ou criticamos os momentos desportivos e/ou de gestão do nosso Clube.

Se no que diz respeito aos corruptos, estamos cada vez mais alertas... apesar de sermos (ainda) poucos a entender os meandros desta teia... Já no que diz respeito ao nosso clube temos que aprender a ser menos "carneiros" e dessa forma ter capacidade de ter um olhar crítico sobre os factos e as realidades, escolhendo nem sempre o caminho mais fácil e consensual, mas aquele que melhor defende os interesses do Clube (1º), e da SAD e Grupo Empresarial Benfica... e NUNCA, absolutamente NUNCA os interesses individuais de dirigentes, treinadores ou jogadores.

Não consigo entender essas histórias "ah e tal falar disso desestabiliza"; "ah e tal isso dá armas aos nossos adversários"; "ah e tal de certeza que isso está a ser feito com um bom motivo"; "ah e tal é mau, mas olhemos pelo lado positivo", etc. etc. etc.

Para quem quer perceber a linha editorial do GB, talvez hoje, se quiser ler este texto sem preconceitos, seja capaz de perceber porque escolho o caminho da liberdade de pensamento, mais do que a submissão aos interesses que não são colectivos, mas sim de um grupo de pessoas que definem as "regras do jogo" e todos os outros são "abutres".

Durante muito tempo deu o benefício da dúvida de que o caminho seria alterado quando possível... mas apercebi-me que não aconteceu e com isso perderam o benefício da dúvida. O GB entende, por isso, que nunca haverão superiores interesses que se devam sobrepor à honestidade da opinião... é certo que vale o que vale, ou seja, é apenas uma banal opinião individual, mas que não deverá (como a de nenhum de nós deverá) ser sonegada em nome dos superiores interesses... os tais superiores interesses em que me revejo cada vez menos... que considero cada vez mais individuais, mas que em abono da verdade, ninguém tem coragem para aparecer com melhores ou mais bem sustentados.

A Árvore e a Floresta...

 ●  Sem comentários  ● 
É esta a minha proposta para hoje e é sobre isto que me proponho escrever esta noite.

Conforme é tradicional nos benfiquistas, e um pouquinho por toda a sociedade portuguesa, os extremos tocam-se com muita facilidade e vai-se do 8 ao 80 num golo, num lance, num... empréstimo!

Esta noite proponho-me a um ensaio sobre a cegueira de alguns a propósito da teoria do colinho que é atribuida a uns, mas usufruida por outros... ao mesmo tempo que em paralelo, existe a teoria do silêncio, capaz de recomendar que todos vendamos a mãe em prol de um título nacional.

A acompanhar, com ansiedade de derramar todo o veneno e falta de educação (por uns) e alguma vontade de perceber a genuinidade do raciocínio (concordem ou nao), por outros.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Frase do Ano

 ●  5 comentários  ● 
... talvez num dos momentos do Ano:

Eu Acredito !!
"Mesmo que caiam 10 vezes estamos aqui para vos ajudar a levantar!"


Respeitosamente retirada daqui.


ranking