O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 5 de setembro de 2015

Domingo, dia de "fait divers"

Avatar
 ●  38 comentários  ● 

Amanhã o Record entrevista Jesus onde o treinador mais uma vez não resistiu em falar do Benfica... 

... e A Bola terá a habitual entrevista de José Manuel Delgado a Luis Filipe Vieira que aparece sempre quando é preciso falar à nação benfiquista de forma controlada em momentos conturbados.

Curiosamente, nenhuma dos dois grupos de media optou por gravar a entrevista e passá-la nos respectivos canais de TV. Porque será? Alguém quer arriscar?

PS- Hoje foi o Guedes! Já percebi porque o telemóvel do Mendes esteve impedido no último dia do mercado! O homem estava a tentar ligar para o Estádio da Luz com as propostas dos 10M pelo Luisão e de 20M pelo Guedes...

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Obrigado presidente Vieira!

Avatar
 ●  49 comentários  ● 


Fico muito satisfeito que o presidente Luis Filipe Vieira tenha recusado a venda de Luisão.

E que Luisão tenha também aceite ficar mais tempo no Benfica por amor ao clube.

O nosso capitão nunca forçou a saída do clube desde cá está e nem procurou renegociar o seu contrato para ganhar mais dinheiro em quase todas as temporadas. É natural que perante esta chance de ir para o campeonato rico do mundo tenha recusado, pois sabemos que o capitão não liga a dinheiro.

Também o nosso presidente é um exemplo a seguirmos.
Recusou 10M por Luisão (as más línguas dizem que eram só 5M), mas sabemos que o valor poderia chegar aos 20M se Luisão cumprisse 2 anos de contrato no Chelsea e marcasse 30 golos.

O nosso presidente só vendeu Lima pelos 7M e Garay pelos 2.4M porque esses jogadores são uns ingratos.

Não esquecemos os transparentes 15M por jogadores que apesar de não serem utilizados estava-se mesmo a ver que seriam dinheiro em caixa, nem o imenso saldo positivo dos negócios com esse clube amigo que é o Atlético Madrid!

Certamente que dos jornalistas que fizeram ontem eco dos maravilhosos feitos do nosso presidente, nenhum deles frequenta os camarotes da ex-Controlinveste ou da Gestifute. Não são gente de apreciar croquetes ou presunto.

Nem estão na lista de contactos desse grande, enorme, gigantesco, peso-pesado benfiquista que é Pedro Guerra (Fernando Santos na versão espectador, Jacinto L.C. Rego na versão CDS).

São jornalistas preocupados em fazer justiça às capacidades de gestão do nosso presidente. Bem merecido!

Os mesmos que nunca esquecem de referir que Luis Filipe Vieira não falha uma conferência de imprensa de Rui Vitória após o jogo, num apoio brutal ao novo treinador e que motiva todos os adeptos, mesmo sem palavras ou discursos lidos.

Obrigado presidente por tudo o que faz pelo nosso clube! É um orgulho!

 

Para quem tinha duvidas...

Avatar
 ●  95 comentários  ● 
... eis a confirmação pela mulher do Luisão:


quinta-feira, 3 de setembro de 2015

As estatísticas do Benfica, Sporting e Porto. Coisas curiosas...

Avatar
 ●  39 comentários  ● 

Esta notícia não teve grande destaque, mas é relevante.

Avatar
 ●  22 comentários  ● 

"O Tribunal de Primeira Instância de Bruxelas não deu razão à Doyen Sports numa queixa apresentada pela empresa contra a FIFA, a UEFA e a federação belga pelo fim da partilha de passes com terceiros, vulgarmente designada por fundos.

De acordo com a informação veiculada pela imprensa belga, a Doyen Sports perdeu o caso na Bélgica porque o juiz do Tribunal de Primeira Instância de Bruxelas considerou que, "não foi provada violação das leis da União Europeia".

Recorde-se que a queixa apresentada pela Doyen Sports, empresa liderada pelo português Nélio Lucas, e peloSeraing United, clube da 2.ª divisão belga, tinha como propósito demonstrar que havia uma violação das leis da União Europeia ao proibir-se a partilha de passes com terceiros.

A decisão do Tribunal de Primeira Instância de Bruxelas poderá agora influenciar e prejudicar os processos semelhantes movidos pelas ligas portuguesa e espanhola na Comissão Europeia." - Sapo Desporto a 25/07/2015.

O roubo descrito por Pedro Guerra.

Avatar
 ●  88 comentários  ● 
 
O Correio da Manhã divulgou no passado dia 29-08-2015 um artigo escrito pelo atual director de conteúdos da BTV quando estava no jornal "O Independente" sobre Luis Filipe Vieira. Foi em 03-08-2001 quando o ex-presidente do Alverca já era gestor do futebol do Benfica.
Ora rezava o artigo:

"Luis Filipe Vieira, gestor do futebol da sociedade anónima desportiva(SAD) do Benfica, foi condenado por roubo. O caso remonta a Julho de 1993, altura em que o homem todo-poderoso do futebol da Luz foi julgado e condenado no Tribunal da Boa-Hora, em Lisboa, pela prática de um crime de roubo. Luis Filipe Vieira foi mesmo condenado a 20 meses de prisão. E não mostrou arrependimento pelo que fez.
O ex-presidente do Alverca foi sentenciado juntamente com mais cinco arguidos, que também foram condenados por roubo. Um deles apanhou, tal como Luis Filipe Vieira, 20 meses de cadeia, e os restantes quatro foram condenados em 18 meses.

A sorte dos seis arguidos, Luis Filipe Vieira incluído, foram as duas leis da amnistia - uma de 1986 e a outra de 1991 -, que lhes valeram o perdão total das penas de prisão que lhes foram aplicadas pelo colectivo do 3ºJuízo Criminal de Lisboa. No acordão, o juiz-presidente, Afonso Henrique Cabral Ferreira, destaca o facto de Luis Filipe Vieira ter sido o único que não se declarou arrependido pelo crime cometido.

Os factos remontam aos princípios de Março de 1984, altura em que José Luis Gama, um industrial de Arganil, de 62 anos de idade, se queixou a Luis Filipe Ferreira Vieira, na altura com apenas 35 anos e com a profissão de comerciante, do comportamento de Adriano Varela. Trata-se de um caso de contas que não foram honradas, reclacionado com uma cessão de quotas na TIM - Transportes Internacionais de Mercadorias, Lda., empresa sediada em Lisboa. Do património desta sociedade fazia parte um camião (veículo tractor) e o respectivo semi-reboque. Tudo no valor de 4400 contos.

Em julgamento provou-se que, vendo o seu amigo José Gama agastado com a situação, Luis Filipe Vieira instigou-o a contratar os serviços de António Manuel Suzano como sendo a pessoa certa para lhe resolver o problema. Luis Filipe Vieira explicou a José Gama que já havia utilizado os serviços de António Suzano para cobrar um cheque. Em julgamento ficou também provado que foi Luis Filipe Vieira quem fez os contactos com o homem das cobranças difíceis, dando-lhe instruções para forçar António Varela, tido por mau pagador, a liquidar a alegada dívida, de milhares de contos.

Para esse efeito, traçaram um plano que consistiu em roubar os referidos veículos a António Varela e à empresa TIM. Vieira contratou os serviços de Suzano, e este não perdeu tempo em apresentar-se com um grupo composto por três "amigos": António Mourato, motorista, então com 40 anos, Albino Rosendo, de 32 anos, e Francisco Aboim. Luis Filipe Vieira pagaram, como acontece nos casos de cobranças difíceis, os serviços da rapaziada musculada.

Foi no dia 28 de Março de 1984 que tudo se concretizou. Por volta das duas horas da madrugada, e depois de terem tentado localizar o camião e o semi-reboque em Setúbal, António Suzano e a sua equipa acabaram por encontrá-los no parque da Alfandega de Lisboa, onde estavam guardados pelo motorista António Casaleiro. O "quarteto" bateu na cabina do tractor, e o seu motorista, que pernoitava no seu interior, abriu o vidro lateral. Foi então que António Mourato teve a ideia de identificar-se, tal como os seus acompanhantes, como sendo da Interpol, e disse a Casaleiro que vinham apreender os veículos.

Não satisfeitos com este anúncio, Suzano e os seus "boys" mostraram os coldres, que não tinham qualquer arma, ameaçando-o de prisão se não conduzisse os veículos para o local que lhe seria indicado. António Casaleiro acabou por aceder, conduzindo o camião para as instalações da Caterpneus, firma de Moscavide de que Vieira era um dos sócios. Após ter estacionado, o quarteto revelou-se simpático: deu ao motorista dinheiro para pagar o táxi e regressar a casa. José Gama ordenou a António Mourato que os veículos fossem escondidos em Matosinhos, acabando o camião por ser interceptado em Pombal numa operação-stop.

No acordão, os juízes referem, com ironia à mistura, que esta história é "digna da sétima arte e constituiu, sem margem para dúvidas, um crime de roubo".
Luis Filipe Vieira recorda a história com alguma revolta: "O queixoso, que nos devia dinheiro, nunca foi julgado. É a justiça que temos".

Este artigo de Pedro Guerra e Luis Filipe tem ainda uma segunda parte que diz em certa altura acerca de demissões e cisões na direcção:
"Fontes bem colocadas recordam que Vítor Santos(Bibi) poderá aproveitar o enfraquecimento da posição de Vilarinho para lançar Luis Filipe Vieira para a liderança do clube. Aliás, para os apoiantes incondicionais do presidente do clube e da SAD, "Vieira está em campanha eleitoral, o 'golpe de Estado' já está em marcha".
E passado algum tempo, depois de tudo o que escreveu sobre Vieira, entra para o Benfica e tornou-se no mais acérrimo defensor de Luis Filipe Vieira. 

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Não há margem para falhar a promessa.

Avatar
 ●  30 comentários  ● 

A Doyen é amiga.

Avatar
 ●  53 comentários  ● 

"A SAD do Benfica chegou a acordo com a Doyen para o adiamento do pagamento de 6 milhões de euros por 50 por cento do passe de Ola John, noticia A BOLA esta quarta-feira.

Os encarnados estavam obrigados a liquidar aquele montante até ao fim de agosto, no âmbito do financiamento daquele grupo de investimento à contratação do extremo holandês ao Twente, em 2012.

O jogador, entretanto, foi emprestado ao Reading, clube do Championship (segunda Divisão de Inglaterra) que poderá exercer a opção de compra no final da época, por cerca de 6 milhões de euros.

A SAD encaixou 700 mil euros com o empréstimo." - A Bola.

Vale a pena relembrar um post de 12 de Setembro de 2012 do nosso companheiro de blogue Vermelhusco.
Mais cedo ou mais tarde os negócios obscuros ficam esclarecidos. Sempre com prejuízo para o Benfica.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Um plantel curto demais.

Avatar
 ●  69 comentários  ● 

O fecho do mercado deixou evidente a inabilidade da “estrutura” em dotar o plantel de soluções para enfrentar uma época longa e exigente.

Acho curioso, agora que o mercado fechou, ler alguns comentários a dizerem que o plantel é igual ou mais forte que o do ano passado. E que o do ano passado foi bicampeão portanto a coisa este ano tem que ser também assim…porque sim! Conversa igual à de Luis Filipe Vieira na entrevista ao jornal Record. Coincidências!

Curioso é esquecerem que a equipa perdeu 3 titulares. Lima, Maxi e Salvio.

Também, e repetirei isto as vezes que forem precisas, que o plantel curto chegou para o bicampeonato porque não tivemos em 2015 jogos das competições europeias e da Taça de Portugal. Isto juntando ao facto de que o basco é um treinador estúpido.

Eliseu não é um bom defesa esquerdo, pelo menos para o Benfica. Pizzi não é o criador de jogo que tanto precisamos. Luisão com quase 35 anos não é o mesmo que ter um defesa central experiente com 27/28 anos.
O facto de nem sequer termos opções de qualidade para a equipa titular demonstra o quão insuficiente é este plantel. Falar, por exemplo, em Sílvio(lesionado crónico) como opção é ridículo.

Eu sei onde a “entourage” quer chegar. O importante é passar a mensagem de que o plantel chega para que, se as coisas correrem mal, ser Rui Vitória a pagar as favas.

Mas não. Luis Filipe Vieira é o verdadeiro responsável pelas decisões e pela inabilidade em contratar.

Durante anos pedimos no NGB que os gastos fossem mais equilibrados e contidos, mas em jogadores de maior qualidade, suprindo as restantes necessidades com jogadores da casa.

Luis Filipe Vieira faz o contrário. Ignora as necessidades do plantel, contrata jogadores inúteis e não pára de contratar para a verdadeira prioridade do clube: a equipa B.

Daí que, para um clube que anda a vender tudo o que mexe desde o início da temporada de 2014/2015, as contratações que têm sido realizadas nos últimos anos pelo presidente dificilmente são compreensíveis numa perspectiva de boa gestão financeira dos recursos.

Ora vejamos:
César, Gianni Rodriguez, Marçal, Fariña, Mukhtar, Ould- Chikh, Juan San Martín, Djaló,  Jonathan Rodriguez, Benito, Lystsov, Candeias, Alvarez, Dawidowicz, Luisinho, Funes Mori, Oliver Sarkic, Friensenbichler, Huang Wei, Rojas, Carole, Ascues, Witi ou Correa Cañiza.

Juntando Derley, Bebé, Cortez, Emerson ou Michel, chegamos a uma aritmética curiosa: se cada um tivesse custado cerca de 1M de euros, tínhamos só aqui 29M de euros. Como a grande maioria custou mais que um milhão e se juntarmos aos valores de aquisição os vencimentos e comissões, este valor facilmente dobrará.

Isto sem falar nos negócios ruinosos com o Atlético Madrid, que nos vende tudo inflacionado(Raúl Jimenez – 9M por 50%) mas que depois faz manguitos sucessivos como foi no caso Siqueira.   

O treinador do Benfica tem um desafio enorme pela frente.
O primeiro é assumir as suas escolhas e estratégia. Sem medos.
Depois, terá de lutar contra a imagem de mole com que o pretendem conotar. Não precisa de ser  um azeiteiro como o anterior (nem queremos!!), mas tem que ter mais cautela com algumas situações, em especial na interacção durante os jogos com o seu adjunto.
Ser mais firme no discurso e não cair nos lugares comuns do “queremos o tri” e outras conversas vazias.

Defendi a contratação de Marco Silva desde 2013 e pela sua prestação no Sporting sei que poderia ter feito bem melhor no Benfica.

Mas a partir que Rui Vitória foi o escolhido por Luis Filipe Vieira desejo-lhe o melhor.

Felizmente na Luz o público não tem quase nenhum chorão na bancada e apesar dos jogos difíceis tem sido inexcedível no apoio.

Saiu-te a fava, Rui Vitória. Que obrigues alguém a engolir a dita.

Corta, Bruno carvalho! Corta tudo e escreve de novo!

Avatar
 ●  43 comentários  ● 
“No entanto, o ego do Presidente foi mais forte e não aguentava que a glória fosse para outro e teve que interromper o ciclo, colocando à frente do Benfica alguém que cedesse muito mais às suas exigências e, sobretudo, que não lhe roubasse o palco.” CORTA

“Por outro lado, o aventureirismo deste Presidente conduziu o Benfica a uma situação financeira extremamente perigosa, tendo feito obra, mas não tendo pago nada, à semelhança do que muitos andam, há anos, a fazer a este país.” CORTA

É certo que muitos não querem saber de negócios dúbios e nada transparentes como os de Roberto, Pizzi ou Garay e não se preocupam com os negócios obscuros com Braga e Atlético de Madrid promovidos sempre pela mesma pessoa.” CORTA

“Nem vale a pena mencionar que Vieira assumiu a Presidência do Benfica através de um número de sócio absolutamente questionável, não me deixando de surpreender que neste país não tenha havido um único jornalista que tenha levado isto a sério tendo sempre todos preferido ignorar o assunto.CORTA

Mas esta questão da droga não pode ser ignorada.
O senhor agora acusado e detido por posse de 9,5 kg de cocaína foi o mesmo que, em 2009, veio com o Sr. Presidente do Benfica ameaçar-me a um hotel de Lisboa onde eu preparava a minha candidatura.” CORTA

 “Há muitos notáveis no Benfica, mas todos fingem não ver nada do que se passa e no meio dos seus tacticismos, na sua busca de migalhas que lhes vão dando, preferem calar-se.” CORTA


E é isso caro Benfiquista Bruno Carvalho. Corte! Corte quase tudo do seu comunicado e escreva de novo. Se os quase sete anos que leva desde a sua última aparição e da sua pesadíssima derrota nas urnas, não serviram para perceber o que fez de errado da última vez, nem serviram para reentrar agora no mesmo processo mas de uma forma mais positiva e agregadora, então temos pena e lamento informá-lo, mas não posso deixar de prever nova derrota pesadíssima para o seu lado. Afinal você não aprendeu nada!
E acredite. Eu estou feliz com a sua candidatura. Como ficarei feliz que mais candidaturas apareçam. Que haja debate de ideias e, acima de tudo, que os Benfiquistas tenham pelo menos duas candidaturas por que optar.
Mas não assim. Não desta forma. Não depois de anos de ausência em que ninguém ouviu falar de si, e quando finalmente reaparece, tudo o que ouve e o que sai do seu comunicado é negativo, destruidor e divisionista, sem uma ideia nova nem nada de positivo para acrescentar.
Por isso vamos lá Bruno Carvalho, vamos lá esquecer este arranque em falso e escrever novamente o comunicado, e nem tem de ser no Facebook. Se precisar de um Diretor de Campanha, apite para aqui, desde que pague, claro está... De borla, só mesmo aqui no NGB!


Eu, Bruno Carvalho, sócio do Benfica nº XXXXX, venho por este meio anunciar a minha candidatura à Presidência do Sport Lisboa e Benfica no próximo ano.
Faço-o agora por sentir que é meu dever enquanto Benfiquista, por gostar demasiado deste clube, e por ser conhecido dos Benfiquistas o meu desacordo quanto ao rumo que o nosso clube tem vindo a seguir nos últimos anos, divergências de opinião que já vêm de trás e que os últimos anos não serviram para apaziguar, mesmo apesar de algumas vitórias recentes que também temos tido e às quais o atual Presidente não é pessoa alheia.
Esta candidatura não faz de mim nem bom nem mau Benfiquista, faz apenas de mim um Benfiquista consciente e com ideias próprias, e sem medo de as submeter à vontade dos sócios, mesmo que os resultados possam voltar a ser aquilo que foram há sete anos atrás.
Anuncio a minha candidatura neste momento por não querer esperar pelo final da época futebolística, por não querer ver insinuado no caso de um final de época infeliz que espero que não aconteça, que a minha candidatura surge em aproveitamento de um qualquer desaire ou momento menos bom.
Manterei ao longo da corrente época o silêncio que um futuro candidato ainda fora da época de eleições deve ter, naturalmente atento a tudo o que se passa no nosso clube como em mim sempre foi apanágio desde que me conheço, e cá estarei no próximo ano, eu e outros candidatos que espero que apareçam, para apresentarmos as nossas propostas e discutirmos o rumo que defendemos para o Sport Lisboa e Benfica.
Se a minha candidatura não servir para me fazer chegar à Presidência do clube, se não servir para colocar o Benfica no patamar que julgo ser possível, se não servir sequer para me fazer cair nas boas graças dos sócios do Sport Lisboa e Benfica, que sirva pelo menos para que haja de facto um debate de ideias (coisa que não houve na eleição anterior por recusa do atual Presidente - facto inédito na história do nosso clube e da democracia), para que os sócios exerçam o seu direito de voto mais conscientes e informados, porque de facto Luís Filipe Vieira até pode ganhar eleições com 90%, 95% ou 99% dos votos mas, mesmo esse 1% que não se revê no caminho que tem seguido, tem direito ao desacordo e direito a ver as suas dúvidas esclarecidas, no lugar certo e adequado, como são (ou assim deveriam ser) as eleições do Sport Lisboa e Benfica.
Atenciosamente,
Bruno Carvalho



Sem desculpas para o insucesso que não anunciam mas que prevêem

Avatar
 ●  95 comentários  ● 
Terminado finalmente o período de transferências no Benfica quanto às entradas, acabou-se, ou tem de se acabar na minha opinião, o discurso dos coitadinhos e dos “ses”.

Gastaram-se 15.7 milhões em reforços, de entre os quais entra apenas 1.4 milhões de um empréstimo de um jogador (MItroglou) avaliado em 8.5 milhões. Por isso, na prática, os reforços 2015/2016 foram avaliados em 22.7 milhões!

Se o dinheiro foi bem gasto?! Bem, aí já é mais discutível e aqui também entramos no campo das subjetividades...

Pessoalmente, acho que a equipa revelava fragilidades várias e que nunca é boa ideia começar a reconstruir pelo telhado... Os investimentos foram todos para a frente, onde já tínhamos Jonas e Lima e Jonathan a aparecer... Que esse setor fosse reforçado com um jogador, entendo... Que seja reforçado com os dois reforços de maior peso da época, aí sim, já acho muitíssimo discutível... Para mais quando me parece que Rui Vitória não é grande adepto do 4-4-2.


Há claro sempre aquela pergunta interessantíssima de sabermos quem escolheu estes jogadores: Se Rui Vitória ou a Direção. Mas se RGS já assumiu que só na sua primeira época é que foi JJ a escolher os reforços, a resposta a essa pergunta parece-me óbvia.

Mas Gaitan acaba por ser reforço inesperado, e de peso! Na minha opinião, LFV viu-se de mãos atadas e vendendo-o criava uma revolução na Luz, e então, e aqui vou especular, fica a saída adiada para Janeiro, quando as coisas estiverem mais calmas... Todos sabem aqui como sou contra as vendas dos melhores jogadores em janeiro mas, é o que tempos.

Comparando pois este plantel com o do ano passado, sai Lima (mas entram Mitroglou e Jiménez), sai Maxi (mas já no passado Maxi esteve fora muitas vezes e André Almeida, Sílvio e Rúben Amorim foram alternativas satisfatórias e defendidas por muitos até para a titularidade), e há ainda Nélson Semedo.

Sálvio está lesionado mas... Já o esteve o ano passado e não foi por isso que a barraca veio abaixo...

E o resto é igual... 

Comparando este plantel ao do ano passado não estamos pois muito diferentes, tendo ainda na calha os tais 4/5 miúdos da B anteriormente prometidos, que se espera possam acrescentar opções e qualidade à equipa principal no médio prazo. E temos ainda o acrescento Fejsa que o ano passado não houve e muita falta fez.

Os reforços de 6/8 milhões pelos vistos não acabaram mas, isto até acaba por ser boas notícias já que muita gente defendia mesmo que acabassem de vez porque o futuro estava no Seixal, e nenhum clube português aguentava investimentos dessa estirpe.  Pelos vistos ainda aguenta alguns, vejamos mais tarde se justificam o preço que se pagou por eles.

O investimento em jogadores 2015/2016 não chegou a 30 milhões, mas também é verdade que pela primeira vez em 5 anos não há vendas de vulto nem delapidação do plantel. Um fator acaba por compensar o outro.

Temos um grande plantel? Como sabem, acho que não. Mas também sabem que já achava que não o tínhamos no ano passado... e fomos Bi-Campeões! A juntar a isto, do Porto caem 7 titulares, o Sporting investe 10 milhões, por isso mal de nós se nos víssemos a correr por fora nas contas do título este ano!

Por isso, que se acabem de vez com as desculpas, e que acabem de vez alguns mitos deste plantel para se justificar o insucesso que alguns não assumem mas que preveem.

Rui Vitória tem de mostrar o que vale com este plantel, não muito diferente do que já havia o ano passado... E este plantel o ano passado conquistou 85 pontos em 102 possíveis! É aí que está a fasquia!

Arrisco-me mesmo a dizer que este plantel transitado do último ano, mais dois ou três jogadores que o antigo treinador tivesse trazido para este novo Benfica 2015/2016, e aqui estariam os Benfiquistas todos otimistas a assumirem-se como os principais candidatos ao Tri-Campeonato.

Em abono da verdade, é bom assumir que grande parte do pessimismo que se vê este ano vem do nome do treinador Rui Vitória... E é contra esse fantasma, mais do que qualquer outro, que Rui Vitória luta neste preciso momento.


A atitude de Luís Filipe Vieira face ao mercado. E agora?

Avatar
 ●  44 comentários  ● 

Reforços para a equipa principal? A equipa B é que conta!

Avatar
 ●  132 comentários  ● 

Pois é.

Contratar para cobrir as lacunas do plantel principal, nada.

A equipa B, a plataforma das comissões para todos os parasitas que vivem do Benfica, é que mereceu atenção.

E agora? Esperam milagres? Eu não.

Vieira ao seu nível. O da incompetência. Resta saber se propositada ou não.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Jesus pode sair do Sporting nos próximos dias...

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
O Gordo parece estar a querer levar longe demais a relação com o treinador e depois do "se ele vai, eu também vou" em Coimbra no Domingo e alegadamente terá insistido partilhar com Jejum os momentos mais íntimos do treinador com a esposa, algo que foi recusado pelo treinador e que está a gerar um grande mau estar entre os dois... O treinador alega que já é suficiente irem aos pares ao wc e que não tolera mais que isso, pois não está para ouvir bocas sobre a paternidade da filha do gordo, como acontece o Léo do Monaco.

Último dia, última chance.

Avatar
 ●  105 comentários  ● 

Último dia de mercado, última possibilidade de se suprir algumas insuficiências do plantel.

O jogo de sábado mais uma vez demonstrou que este plantel está longe de ter os argumentos necessários para uma época inteira de grandes competições.

A não ser que o gestor e decisor do futebol do Benfica, Luis Filipe Vieira, queira desde já entregar o campeonato aos adversários, fazer a mesma figura triste da temporada passada na Champions e contentar-se, talvez, com uma Taça da Liga, é vital que se reforcem algumas posições claramente sem qualidade. Pelo menos qualidade para um clube como o Benfica.

Os argumentos financeiros não podem ser desculpa para a incompetência demonstrada até agora na falta de reforços. Quem gasta 9M em 50% do passe de Raúl está à vontade para gastar em mais reforços NECESSÁRIOS para o plantel.

De todos os que chegaram, apenas Mitroglou tem servido.

De resto, os jogadores contratados têm sido zeros à esquerda ou intervenientes em negócios pouco explicados ao povo benfiquista.

Os primeiros jogos da temporada têm demonstrado que Pizzi não serve para criador de jogo nem para ser titular. Talvez para jogador de banco. Nada mais que isso. Eliseu continua a ser um defesa incompetente e que desestabiliza o equilíbrio do resto da defesa.

Luisão não vai para novo e está a ter um início de temporada muito fraco, com erros atrás de erros. Porque não se foi ainda buscar um central dominador para suceder ao brasileiro?

Depois os extremos. Gaitan tenta servir para tudo, mas não dá. Vítor Andrade está em crescimento e por isso não será ainda uma solução imediata para todos os fogos.

Na frente, o grego está a afinar as posições com Jonas e veremos se Raúl será uma alternativa.

Ou seja, demasiadas fragilidades e insuficiências para esta altura da temporada, quando os adversários já trabalham com um plantel estabilizado há semanas.

Daí que, apesar de algumas falhas que Rui Vitória tem evidenciado nos seus primeiros jogos a doer, não se pode negar que tem trabalhado com menos qualidade ao dispôr que os adversários e que têm-lhe pedido que faça muitas omoletes com poucos ovos.

Não esqueço que nos últimos 2 anos, em que fomos campeões, a equipa andou sempre até Janeiro a jogar um futebol fraco e com resultados tangenciais. Aí não houveram esquisitos, apesar dos 3 anos anteriores em que tínhamos assistido a mais um Tri do FCP.

Também não vi esquisitos quando a equipa na temporada passada, em Dezembro, já estava fora das competições europeias e da Taça de Portugal.

Tanto Rui Vitória como o plantel têm margem para melhorar. O treinador precisa de aprender rapidamente o que é treinar um clube como o Benfica, e Luis Filipe Vieira tem até à meia noite para provar que vai cumprir a palavra de dar as mesmas condições a Rui Vitória que deu ao anterior.

Nenhuma formação triunfa se não puder crescer ao lado de jogadores de qualidade. Foi isso que sempre defendemos no NGB.  
 

ranking