O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 20 de novembro de 2010

Costinha...O leão de ouro

 ●  6 comentários  ● 
Costinha: "Queremos conquistar títulos"

Muito bem...o facto é que com essa política, com um presidente que o melhor que sabe fazer é abanar as maracas, outro que palita os dentes em directo e tu que recebes 2 ordenados ao fim do mês, só se pode dizer...São os grandes candidatos ao título de clube mais submisso!

ps: e os corruptos já passaram o seu discurso de ataque a discurso de vitimização, então agora já não falam em túneis?... até o Villas-Boas já defende o JJ.

pss: não tive muito tempo para vir a gloriosasfera nos últimos 2 dias, mas vi agora um post no blog Céu Encarnado que mostra bem como se pode subverter a realidade e ser creditado como verdade... As Famosas Diagonais Quem ainda não viu que veja e tenha noção de todas as manobras possíveis para corromper um desporto...

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Contratações.

 ●  14 comentários  ● 
Comunicado da Direcção do Benfica:

Temos assistido, nas últimas semanas, a um interminável desfilar de nomes de jogadores que, supostamente, o Benfica já teria contratado ou estariam em vias de o ser. Se alguém se der ao trabalho de contar o número de jogadores que a imprensa, nas últimas quatro semanas, já colocou no Benfica, ultrapassam já os 20. A especulação, dentro de determinados parâmetros, faz parte do trabalho dos jornalistas, mas o que temos assistido vai muito além da mera especulação, ultrapassando a fronteira a partir da qual, objectivamente, os leitores estão a ser enganados.

Nada do que tem sido escrito tem qualquer fundamento. O Sport Lisboa e Benfica está satisfeito com o seu plantel, acredita no seu valor e na capacidade de todos aqueles que, actualmente, o integram, e, em princípio, nenhum novo jogador chegará em Janeiro.

Tudo o que temos assistido nas últimas semanas destina-se apenas a ‘vender’ jornais. Nada mais do que isso e é bom que os benfiquistas assim o entendam.

O Sport Lisboa e Benfica continuará a trabalhar dentro dos objectivos definidos e não em função daquilo que alguns jornais, ou empresários de jogadores através deles, querem que o Benfica faça.


Ainda bem que este desmentido foi divulgado. Agora espero que seja a sério e que não se ponham a contratar ainda mais avançados sul-americanos como Funes Moris e Rodrigos Moras quando temos uma quantidade absurda de avançados no plantel (e com pelo menos 3 deles a dar cartas na posição de origem - Cardozo, Kardec e Saviola) mais o Nélson Oleiveira, Éder Luís e Urreta emprestados. Jogadores que na minha opinião merecem oportunidades no plantel principal (sim, mesmo o Éder Luís).

O que o Benfica tem que arranjar são jogadores para as faixas laterais. Tanto extremos como laterais. O lado esquerdo precisa de um lateral como sólida alternativa a Coentrão e de um extremo competente que não obrigue JJ a subir Coentrão para essa posição porque Gaitán ainda não está adaptado. O lado direito precisa de uma alternativa credível para Maxi, para Ruben Amorim poder ser usado no meio-campo (acho que pode garantir mais segurança ao meio-campo do Benfica na linha da consistência que Ramires dava se bem que não seja tão talentoso - a sua lesão foi um azar grande).

O que o Benfica menos precisa é de incompetências e contratações para agradar a empresários que só se servem do clube como entreposto de jogadores.

Agora é que vai ser a sério...

 ●  5 comentários  ● 
O Correio da Manhã faz «caixa» hoje com uma frase que já todos conhecemos ao Vieira:

«Luis Filipe Vieira afasta Jesus dos reforços»

Na verdade o Correio da Manhã sempre foi bom a dar novidades e investigar as jogadas de bastidores. Para nós benfiquistas era um bom trabalho quando andaram a «por a boca no trombone» do Apito Dourado, mas quando toca ao Benfica já dizemos que inventam muito.

Mas desta vez desiludiram-me por aparecer a dizer o que já todos os benfiquistas sabiam há muito tempo e que já muitos dos meus companheiros de blog incluindo o GB disse no passado:

O Vieira aparece mais uma vez como o salvador da honra do convento e afasta o verdadeiro culpado pelas más decisões. Porque as boas decisões foram sempre dele, as más dos outros.

Diz então hoje o Correio da Manhã que o Vieira passou-se com as escolhas de Jesus por Weldon, Eder Luis, Airton, Jara, Júlio César, Gaitan e Rodrigo, considerando-as incompetentes face ás escolhas dele no passado com Aimar, Saviola, Javi Garcia, Luisão, Ramires, Coentrão que terão resultado da parceria de Luis Filipe Vieira com Bertolucci, Jorge Mendes e Kia não sei das quantas. VIVA VIEIRA, O SALVADOR!

(nem vale a pena falar aqui na quantidade, nos camiões de jogadores que o Vieira desbaratou e que eram muitíssimo piores que os que ele vem agora dizer que são culpa do Jesus, pois não?)

Eu já começo a não perceber afinal quando é que é o Vieira que está a liderar o futebol e as contratações, porque quanto tudo corre bem ele diz que é o máximo responsável por tudo e que o Rui Costa está no Benfica a aprender com os bons. Mas quando perde lá aparecem umas notícias que dão sempre jeito e que dizem que ele vai tirar o poder à estrutura e ele é que vai passar a mandar em tudo. Desta vez até se foram lembrar de um jogador que está no Benfica há 7 anos para recordar que ele afinal é que contrata bons jogadores.

No passado foi o Veiga, o Rui Costa e agora é o Jesus, dado que o Rui Costa já foi queimado antes. Pelo caminho ficaram também milhentos treinadores como Koeman, Trapattoni, Fernando Santos, Camacho e Quique Flores - do treinador com mais títulos ao recente vencedor da Liga Europa, ninguém sobreviveu à extrema competência do Vieira e os seus dois títulos em 10 anos.

Já mudaram os treinadores, os responsáveis pelo futebol e até dirigentes sempre que o Benfica desbarata milhões e acaba como vulgarmente acontece em insucessos desportivos. Mas o presidente mantém-se sempre como máximo responsável dos sucessos e primeiro salvador dos insucessos. INCRÍVEL A INCOMPETÊNCIA A QUE CHEGOU O BENFICA!

Quem será o próximo treinador a ir para o assador?
Quando é que o Rui Costa ganha respeito e se demite desta palhaçada?

Olha quem dizem que está a representar o Benfica no Uruguai ou Argentina ou lá que raio está ele a passar férias à conta do Benfica. Depois queixamo-nos dos «desvios»


O Maior Clube do Mundo?

 ●  13 comentários  ● 


Época 2009/2010 - Benfica vs. Naval - 41.981 Espectadores

Época 2010/2011 - Benfica vs. Naval - 31.143 Espectadores

- Portanto, apoia-se quando tudo corre bem e fica-se em casa quando a equipa mais precisa de adeptos.


Época 2010/20111 - Assistências

Benfica - 241.768 - Média de 40.295
corruptos - 245.601 - Média de 40.934

Portanto, o Maior Clube do Mundo, a caminho dos 300.000 sócios, consegue ter menos espectadores que o clube regional corrupto.

Para nós Benfiquistas é uma vergonha!!! Não basta dizermos que somos os maiores, também temos de o demonstrar e eu não consigo entender como não conseguimos encher o estádio quando estamos a caminho dos 300.000 sócios. Bastava que 30% do sócios(200.000 sócios de referência) fossem ao estádio para o conseguirmos encher.

Para mudar isto só depende de nós!!! O boicote foi aos jogos fora e não aos jogos em casa!!

Não basta ser sócio no papel é necessário estar presente no estádio a puxar pela equipa, nos bons e nos maus momentos. É triste entrar naquele estádio e ver meia casa.

Se somos o Maior clube do Mundo, então vamos demonstrá-lo e vamos começar a ir ao estádio apoiar o Maior Clube do Mundo, o Sport Lisboa e Benfica.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O Camião de Jogadores

 ●  19 comentários  ● 
Foi uma expressão que ficou célebre na altura do Veiga. Chegavam à luz em contentores que camiões TIR deixavam à porta da Luz.

Na altura, penso que em cerca de dois anos, mais os anos que o Veiga andou a trabalhar com o Benfica acho que o jogador mais caro que comprou foi o Marcel por 3,5M. Houve a excepção na última contratação de todas: foi o Cardozo, na altura por 9M.

Já antes disso, o Vieira tinha optado pela mesma técnica e chegavam à Luz pernetas em fim de carreira ou jogadores em fim de contrato... muitos, algum havia de pegar.

Aparentemente estamos a voltar ao "tempo das vacas magras", talvez porque a tal tão falada gestão rigorosa está a ficar à vista que não deve ser assim tão rigorosa como isso.

Isto a propósito da pseudo-contratação do tal Fujimori, não ex-presidente do Perú, mas um Funes Mori que é afinal melhor que o Crespo, melhor que o Higuaín, semelhante ao Falcão, substituto do Cardozo e compatível com o Saviola, é só coisas boas.

Diz o Record que está na rota do Benfica «oferecido» pelo Kia (esse bastião da legalidade) por 8,5M de custo e prometendo que fica até final da próxima temporada, altura em que acontecerá uma «operação Ramires» - Paga-se ao Kia o que ele investiu, abatendo esse valor à venda de de 50% do jogador a um fundo por si detido.

À saída o Benfica leva metade dos mais de 20M que o jogador se espera que venha a render, pouco ou nada gastou com ele e deixa, espera-se a saudade de muitos golos marcados num ano.

Tudo espectacular, mesmo quando nos esquecemos que já temos no plantel isto:

» Óscar Cardozo: 11M de custo
» Rodrigo: 6M de custo
» Kardec: 2,5M de custo
» Jara: 5,5M de custo
TOTAL: 25 milhões de euros de custo em avançados para jogar apenas um deles, considerando que nenhum destes tira o lugar ao Saviola (só quando pára o cérebro ao Jesus e leva cinco na pá de castigo).

Depois temos ainda o Nuno Gomes (inaceitável como é esquecido perante Jaras, Weldons e outros que tais), Weldon, Mantorras (Caso de estudo) e da formação em sucessivos empréstimos o Nélson Oliveira. E destas contas estou a ser simpático e tirar o Salvio, dado ser a sua real posição. No total são nove jogadores (NOVE) para duas posições e mais de 30 milhões gastos, nem são investidos porque não dão retorno nenhum.

O que a SAD nos está então a querer convencer, é que vão contratar o novo Saviola-Falcão-Cardozo por 8,5 pagos pelo Kia em grande parte para vir o puto para o ano jogar com o Saviola.

O mercado vai adorar saber que o Cardozo já está «vendido» na cabeça do Vieira. Se já era difícil alguém dar os 30 milhones por ele, agora com sorte levamos 18/20M, é que quem compra não é burro e percebe a nossa necessidade de vender face à imposição do »Fujimori» jogar para valorizar.

E os 11,5 milhões gastos no Jara e Rodrigo? O primeiro fala-se no empréstimo, se seguirmos a linha de burrice desportiva, emprestamos para a Argentina para ele "se adaptar". E o segundo será na melhor hipótese o substituto de banco do «Fujimori» ou emprestado outra vez, 6M ao banco ou emprestados é um luxo.

Queima-se o Nuno Gomes, se calhar devia ter andado a dar entrevistas aos jornais, a fazer exigências e a queimar os colegas, talvez tivesse mais sorte do que o desprezo com que o tratam.

Tapa-se o Kardec que ia ser o goleador deste mundo e do outro e ainda se mostra ao Nélson Oliveira que se quiser ser avançado e for esperto, arranja forma de se por a andar daqui para fora.

A parte gira disto é que se o tal Fujimori for o tal colosso de jogador que dizem, até podia ser uma operação interessante, mas eu acho esquisito ele já ser tão falado e nenhum «tubarão» se chegar à frente.

O que estraga tudo é que como no Benfica não há planeamento desportivo, por causa dessa «oportunidade» que o Kia nos convenceu que é a maior do mundo (o Kia e o portista Jorge Gomes que anda para a Argentina a curtir à conta do Benfica), tudo o que foi investido no ano passado e nos outros vai ficar perdido e por rentabilizar.

Mais uns milhões para o Passivo, que alguém há-de pagar.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Portugal 4 Espanha 0

 ●  2 comentários  ● 
Parece que depois de terem conseguido correr com o Queiroz, os jogadores portugueses decidiram voltar a jogar futebol a serio. Nada que surpreenda.
Se eu fosse jogador fazia o mesmo porque nao consigo aturar aquele catedratico de pacotilha que nunca fez nada como treinador principal.
E a brincar, a brincar foram 4 contra a Espanha campea do mundo. Mesmo sendo amigavel, este foi um resultado estrondoso...

Parabens aos jogadores e ao Paulo Bento que parece conseguir ter o balneario com ele. Na minha opiniao o Benfica devia ter este treinador debaixo de olho para quando o JJ sair (nao digo que aconteca brevemente, mas nenhum treinador e eterno num clube tirando o Alex Ferguson claro.).

De destacar a obra-prima de Ronaldo que o Nani decidiu estragar feito idiota (para quem manda bitaites a dizer que devo aprender a ver futebol eu sei que Nani cabeceou dentro da baliza, mas se ficasse quietinho o golo nao era anulado. E ou nao verdade meus iluminados anonimos??) e o grande golo de calcanhar de Postiga. Optima exibicao de toda a equipa se bem que depois do terceiro golo a Espanha tenha tido ocasioes claras para marcar mas nunca tenha conseguido acertar na baliza.

O naufrágio do Beira-Mar

 ●  13 comentários  ● 
Pelos vistos mais uma equipa a jogar na 1ª Liga está na bancarrota, agora interessa discernir o porquê destas situações se repetirem ano após ano e as entidades competentes pouco ou nada fazerem para as evitar.

Segundo o dirigente máximo do clube aveirense, quando jogarem com o Benfica (será coincidência?) não terão simplesmente dinheiro disponível para os gastos de organização de jogo já que as receitas estão penhoradas. Ora se assim é parece que ainda tinham uns trocados disponíveis para hoje quando jogaram com o Fátima para a Taça da Liga... Será que há alguém a acenar aos dirigentes do Beira-Mar para soarem o alarme logo agora?

Doutro lado temos o idóneo Fernando Gomes, que de tanta revolução prometida preocupou-se unicamente com as instruções vindas do papado e com as alterações de estatutos que convinham... Deixou passar em branco, tal como acontecia no tempo de Valentim Loureiro, equipas que segundo as regras não poderiam se inscrever na prova principal do futebol português sem as contas pagas e estabilidade financeira, e passados 2 meses!, o Beira-Mar rebenta de maduro...

Não será que esta gente deixa passar estes casos de propósito? "Toma lá este favorzinho mas não te esqueças de quem te ajudou", clubes com dificuldades que acabam por se conseguir inscrever mas com indicações para darem tudo contra todos menos o corrupto e quando jogam com ele abrem as pernas? Num sistema bem oleado há muitas maneiras próximas do legal de favorecimento ou prejuízo...

Como sempre o poder judicial e o legislativo assobiam para o lado... E o Benfica é que é avisado e multado pela CMVM ao primeiro deslize...

Agora pensemos nas equipas escrupulosas...que incentivo têm essas equipas, que cumprem as suas responsabilidades, que mantêm as contas saneadas e por isso não conseguem reforçar o seu plantel como desejado, se depois há outras equipas, altamente endividadas, que não cumprem contratos com funcionários e fornecedores, que as suplantam em termos desportivos por ter um conjunto de jogadores que embora com ordenados em atraso é mais forte e lhes permite ganhar? Isto sem falar depois numa Liga de Clubes que permite a inscrição numa competição dessas mesmas equipas endividadas... Se fossem vocês presidentes de um clube pequeno, como agiriam? Seriam escrupulosos ou "chicos-espertos"? No mínimo a vontade de pecar é muito grande... E depois quando a bolha rebenta quem vai ao fundo com roupa e tudo são os desgraçados dos pequenos, enquanto quem está no poleiro e permitiu tudo isto vai sempre se alimentando da vontade de crescer dos outros.

Nada de novo neste Portugal dos pequeninos...

Vergonha Benfiquista

 ●  18 comentários  ● 
"Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és"
Há amizades quase tão más como 24 anos de associado dos Corruptos

PS- Tão fortes financeiramente (basta ver o chorudo prémio que o Domingos Oliveira recebeu), mas tão perto de regressar aos tempos do Veiga em que o mandavam às compras de jogadores a custo zero ou em fim de contrato (ver notícia do Record). Mas está tuuuuuuuuudo bem! Viva o melhor presidente da história (o outro é que tinha razão: o Vale ao pé deste é um menino)

...dos avançados

 ●  3 comentários  ● 
Andei a saltitar por vários blogs entre hoje e segunda e é unânime que Nuno Gomes atinge o oito e o oitenta nas preferências dos adeptos. É natural que assim seja. Nuno Gomes teve sempre companheiros no ataque onde a exigência era uma coisa natural e onde a falta dela também.

Teve João Pinto a acompanhá-lo. Teve Pringle. Teve Brian Deane. Teve Leónidas. Teve Dean Saunders. Teve Tote. Teve João Tomás. Teve Sokota. Teve e tem Mantorras. Teve Karadas. Teve Delibasic. Teve Manduca. Teve Miccoli. Teve Marcel. Teve Derlei. Teve Kikin Fonseca. Teve Bergessio. Teve Makukula. Teve Yu Dabao. Teve e tem Cardozo. Teve Suazo. Teve e tem Saviola. Teve e tem Kardec. Teve Éder Luis.

É normal que haja exigência com uns e haja pouca exigência com outros. E nunca os outros foram tão postos à prova como foi Nuno Gomes.

A injustiça a que o actual Capitão tem sido colocado este ano e já o tinha sido o ano passado pelo actual treinador é isso mesmo, uma injustiça. Em que é que Nuno Gomes é inferior a Kardec, Éder Luís ou até mesmo Cardozo?

Não se compreende que um jogador como Nuno Gomes, que não se ouve chorar por não ter um lugar (ao contrário de outros, que já nem no clube estão), que sempre se comportou como deveria comportar, tenha sido esta semana tão comentado. Sinceramente, gasta-se muito tempo com evidências tão claras...

Também publicado no Cativo Vermelho.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Sinais de uma oposição credivel.

 ●  24 comentários  ● 

Como muitos dos nossos leitores devem ter reparado, já não morro de amores pelo Presidente Luís Filipe Vieira isto apesar de já o ter defendido com unhas e dentes noutros tempos. Contudo, sou da opinião de que neste momento não existe uma alternativa credível para o substituir na liderança do clube.

Muito simplesmente, porque os movimentos de oposição que aparecem no Benfica são sempre de péssima qualidade. Na minha opinião cometem várias falhas na forma como se introduzem ao público benfiquista e da maneira como agem na opinião pública gerando instabilidade em torno do clube e tentando unicamente fragilizar quem o dirige em vez de se tentarem afirmar como alternativas credíveis.

O único candidato da última década que realmente apresentou uma proposta credível de um rumo diferente para o clube foi Manuel Vilarinho contra Vale e Azevedo, isto numa altura em que os adeptos e sócios do Benfica ainda se lembravam do que era ganhar títulos todos os anos (ou campeonatos ou taças de Portugal) e de ter Direcções que tendo obviamente dirigentes que tiravam algum proveito pessoal do tempo que passavam no clube sabiam conciliar isso com a escrupulosa defesa do clube contra as investidas do Sporting e FC Porto e sabiam que a maneira de combater essa guerra era segundo o velho ditado popular do “olho por olho, dente por dente” como é o caso do Gaspar Ramos.

Apesar de não ser perfeito e de depois de ter saído da Direcção ter sido um dos membros de oposição mais irresponsáveis, enquanto dirigente Gaspar Ramos guerreou o Porto como poucosdesde então e numa altura em que os tentáculos do povo já apertavam e a corrupção já estava instalada, mas mesmo no seu tempo como Director do Futebol no clube o Benfica nos anos 80 e princípio de 90 conseguiu ser competitivo com o clube da Corrupção. Com ele o Benfica ganhou 5 campeonatos, 4 Taças de Portugal e 2 vice-campeonatos europeus. O Caso Geraldão é um exemplo claro de como a Direcção do Benfica agia naquela altura. Não se faziam só ameaças vazias.

Então porque é que para a Direcção actual só a corrupção do Porto é justificação para os fracassos desportivos?? A corrupção existe á 30 anos, e nos primeiros 13 o Benfica soube lidar com ela e manter-se como o clube hegemónico em Portugal até ao descalabro de Manuel Damásio.

Então o que precisa um movimento de oposição viável para conseguir competir contra a actual Direcção (isto claro na minha opinião e numa ordem não exactamente prioritária)?

1º - Não pode defender uma política de terra queimada em relação a tudo o que tem sido feito por esta Direcção. Nada de menorizar o que esta alcançou em termos materiais para o clube bem como nas modalidades ao mesmo tempo que Deixa claro que haverá uma linha de continuidade em relação a certos aspectos da vida do clube (o que até trará tranquilidade aos investidores). Porque se há algo que mata um movimento de oposição no Benfica é que parecem abutres que só aparecem nos momentos de fraqueza do clube ;

2º - Tem que se preocupar mais em defender os interesses do Benfica e atacar Porto e Sporting do que atacar os actuais Dirigentes e demonstrar com isso que defendem os interesses do clube e não os seus. Por exemplo, se houvesse alguém credível a mostrar indignação pela falta de segurança no jogo no Estádio do Dragão isso causaria um enorme contraste com o facto de não se ter levantado uma voz da Direcção contra o apedrejamento do autocarro e das agressões com bolas de golfe ao Roberto.

Uma oposição que se preocupe em atacar mais os interesses corruptos instalados do que a Direcção actual do clube apenas demonstrará um maior zelo na defesa dos interesses do Benfica.

Basta ver o género de figuras públicas que os adeptos do Benfica respeitam mais: pessoas como António Pedro Vasconcelos que não se calam quando os tentam calar têm enorme respeito por que se preocupam mais em defender o Benfica.

3º - Obviamente que marcar a diferença em relação á actual Direcção em relação á gestão do clube defendendo um rumo diferente ao que é actualmente seguido. Defender por exemplo que, em vez de ter mandatos totalmente vocacionados ou para a “construção de património” ou “recuperação económica” ou “sucesso desportivo” teremos uma Direcção que garanta sempre o máximo esforço para o Benfica conquistar títulos e ter sucesso desportivo mas balanceando sempre com um certo equilíbrio financeiro. Em suma, nunca fazer do propósito único de um mandato apenas um objectivo não desportivo, mas garantir aos adeptos que o sucesso desportivo nunca será atingido ás custas da viabilidade económica do clube.

Ou garantir, por exemplo uma estrutura profissional em que haverá respeito pelo trabalho dos subordinados como o Director Desportivo e que não haverá lugar para invejas da popularidade dos outros nem para esvaziar as funções dos outros membros da Direcção.

4º - Garantir que a mudança não servirá para ajustes de contas nem para promover guerras contra empresários específicos. Que se irá trabalhar com todos os actuais actores que têm relacões com o Benfica. Basta-me lembrar de que quando Vilarinho chegou ao Benfica não descansou enquanto não se viu livre de todos os jogadores contratados na era Vale e Azevedo mesmo os que não eram cepos como Fernando Meira e Van Hooijdonk. Apesar da importância do seu mandato, no tempo de Vilarinho o Benfica não conquistou títulos.

5º - Apresentar rostos credíveis. Têm que ser pessoas conhecidas dos benfiquistas que se destaquem ou pela competência demonstrada na esfera profissional de origem ou que sejam conhecidos dos benfiquistas pelo que alcançaram no clube e que tenham experiência no dirigismo desportivo e como tal conheçam as manhas dos adversários e saibam ripostar e acima de tudo que não sejam pára-quedistas. Pessoas como José Eduardo Moniz (que demonstrou imensa competência na sua área profissional), Fernando Tavares (antigo Vice-Presidente para as modalidades) ou João Coutinho (o actual) são pessoas que cabem neste perfil. A minha preferência vai para pessoas com experiência no dirigismo desportivo, e eu acho que quem é Vice-Presidente para as modalidades amadoras é um segundo Presidente responsável pelo Desporto que não seja o futebol logo uma escolha óbvia para candidato a Presidente do clube. Qualquer um dos nomes que apontei contudo tem alguns telhados de vidro, mas LFV também os tem.

6º - Garantir apoio de pelo menos um dos grandes grupos de comunicação social. Basta ver o papel fulcral d'A Bola na eleição de Vilarinho e na descredibilização do Movimento Benfica Vencer, Vencer (que já não era muito credível por si só...). O apoio por parte d'A Bola ou do Grupo Cofina ou da Media Capital ou Impresa serão importantes.

6º - Se possível tentar atrair membros da actual Direcção. É essencial para uma transição suave que hajam membros da actual Direcção, o que até aumentará a crediblidade e viabilidade do movimento de oposição.

7º - Garantir o apoio de figuras com história no Benfica. Na minha opinião existem neste momento duas vozes com peso suficiente para com uma simples declaração definirem quem pode ser Presidente, os chamados Fazedores de Reis (King makers): Eusébio e Rui Costa. Uma oposição que seja ser considerada pelos sócios tem que ter o apoio de um deles. Para conseguir tal é preciso aquilatar a satisfação de ambos com o actual momento do Benfica e com o rumo por que esta Direcção tem levado o Benfica.

8º - Apresentar este movimento não apenas em cima das eleições mas com algum tempo de antecedência para dar tempo aos benfiquistas de conhecerem as pessoas e não pensarem que são meros oportunistas á Bruno Carvalho.

9º - Ter casca grossa e estar preparado para muitos insultos e ataques pessoais e jogadas sujas. Campanhas eleitorais são fertéis neste tipo de situações e os intervenientes precisam de ter muita força anímica para conseguir resistir a ataques que são feitos na maior parte das vezes não ao que a pessoa defende mas á própria pessoa e a elementos da sua vida pessoal.

Agora a grande questão é: existe neste momento algum movimento ou alguém que garanta alguns destes pontos que considero importantes para haver uma oposição credível?


Para mim, não. Por muito que ache que LFV só tem enterrado o Benfica no plano desportivo nesta época, como já fez em épocas anteriores por razões que desconheço (incompetência, interesses que não se coadunam com a defesa do Benfica, sei lá...), não acho que existam alternativas credíveis embora ache que existem nomes com qualidades para se assumirem como oposição.

Outras questões que acho importantes nesta equação que é o futuro do Benfica são o futuro de Rui Costa (irei discutir o nosso Maestro noutro dia) e como esta Direcção desmontou uma estrutura vencedora que tinha montado o ano passado (e sobre o qual farei um post mais sucinto a tentar sintetizar os "pecados" da estrutura dirigente nesta pré-época).

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Jovens para o futuro.

 ●  26 comentários  ● 
É evidente que o Benfica deste ano não tem estofo para competir com o Porto no relvado (excluindo arbitragens e jogadas de bastidores). Dentro de campo nota-se que existem bastantes fragilidades nesta equipa comparada com a da época passada embora algumas lesões de jogadores nucleares também influenciem o que se passou até agora.

Apesar de ser da opinião que dos reforços do Benfica quase nenhum tem a qualidade necessária para pegar de estaca no onze titular sem que haja oscilações significativas de rendimento da equipa é evidente que muitos dos jovens têm potencial para desenvolver essa qualidade, se não para este ano pelo menos para o próximo.

O jogo do ontem foi importante para se observar apontamentos interessantes de vários jogadores:
Kardec - tirando o descalabro da semana passada tem conseguido demonstrar que é uma alternativa cada vez mais válida a Cardozo. Não digo que faça esquecer o Takuara em número de golos marcados e capacidade de finalização mas é normalmente mais lutador e envolvido no jogo da equipa. E a brincar, a brincar já leva 5 golos marcados em todas as competições.

Gaitán - este jogador começa a ser um caso de amor-ódio com os adeptos. Nota-se que é um jogador com uma qualidade técnica acima da média e o jogo de ontem demonstrou que tem qualidades acima da média. Mas a sua dificuldade em adaptar-se á posição de médio-esquerdo bem como a pouca agressividade a defender quando a bola está em posse do adversário causam exasperação. Um jogador que tem que se tornar mais agressivo na procura da bola e que ou se adapta aos terrenos que pisa agora ou começa a ser usado noutra posição. Mas tem capacidade para fazer melhor.

Sálvio - depois do mau começo, desde o jogo com o Lyon que mostra que é capaz de não vir a ser um flop completo. Ao contrário de Gaitan, este jovem mostra agressividade quanto baste. Agora é esperar para ver se demonstra mais qualidades como extremo-direito e se também mostra capacidade de fechar o lado direito. As indicações estão lá agora só falta provar que tem estofo.

Jara - Para mim, um dos jovens com mais potencial do plantel. É agressivo, não desiste de um lance, causa desiquilibrios. Ás vezes é um pouco trapalhão e não toma as melhores decisões mas com mais tempo em campo é jogador para surpreender. O seu maior problema é o mesmo de Kardec: está tapado por um avançado de qualidade indiscutível.

Airton - Um pouco diferente dos outros pois já demonstrou qualidades acima da média e se não fosse o jogo da Supertaça poderia ter roubado o lugar a Javi Garcia. Um médio defensivo que para mim tem potencial para ser dos melhores do mundo: capacidade física, técnica, disciplinado tacticamente embora tenha que controlar melhor o tempo de algumas entradas. Contudo, quando pára muito tempo perde o ritmo de forma muito acentuada e fica pesadão. Na minha opinião se Jorge Jesus queria ter tapado o flanco esquerdo contra o Porto devia ter posto Airton a médio-esquerdo a ajudar Coentrão a marcar Hulk e Javi Garcia no meio-campo. Talvez o resultado fosse diferente.

Estes são apenas alguns dos jovens que o Benfica tem com valor já para não mencionar jogadores das camadas jovens como David Simão, Nelson Oliveira e Miguel Vitor que evoluem emprestados no Paços e Leicester ou Urretavizcaya que tem encantado em Corunha e que gostava de ver a evoluir no Benfica.
Como tal, acho totalmente desnecessário a contratação de mais jovens como Funes Mori, Jose Luis Fernandez ou menos jovens mas sem estaleca competitiva como Nolito.

O que o plantel do Benfica precisa é de "galácticos". Jogadores com um estatuto semelhante ao de Aimar e Saviola, com carreira em clubes europeus e vontade de mostrar valor. Jogadores como aqueles que se falaram na pré-época: Guardado, Quaresma, Huntelaar, Hleb que podem trazer algo de bom á equipa no imediato e que JJ devia estar á espera quando falou em competir pelo título de campeão da Europa.
Embora ache que essas contratações não sejam possíveis em Janeiro acredito que se deve apostar forte em Junho/Julho do próximo ano para garantir nomes fortes para a equipa e não mais jovens inexperientes e inadaptados ao futebol europeu.
Poupando dinheiro na contratação destes jovens (cujas transferências não têm ficado baratas) o Benfica ganha pulmão para contratar estes jogadores.
Claro que beneficia o Fundo de jogadores que venham mais jogadores jovens mas convém ter jogadores com experiência que tornem a equipa eficiente para que os mais jovens brilhem e sejam rentabilizados.

Benfica – E todos a olhar para um…

 ●  12 comentários  ● 

Não sei onde o tenho, sei apenas que o sinto por todo lado e constantemente! Atravessa-me o espírito e enche-me a alma. É a minha doutrina. Não sei de onde ele vem, nem chega saber que me ensinaram a gostar, também fui à catequese e não é por isso que me tornei crente!

Corre qualquer coisa dentro de mim que me empola o sentir e paralisa-me a mente na hora de o ver correr, nada mais conta. Se a meta é atingida a descarga positiva transcendente que me invade, embriaga-me o viver. Nesses momentos parece que vivo no paraíso… Sinto-me a dançar, tudo me sorri e penso valer a pena existir, não pelo Benfica, mas pelo que Ele me faz sentir…

Quando não se chega à meta, naquela hora e meia imensa, e depois do coração saltar desenfreado e sem coordenação possível, o abalo é tremendo, passou um tremor de terra por mim sem a terra tremer! Deixo de sorrir, adoeço… por momentos, que sentir o Benfica ,não o permite. Fico aflito por ele e não consigo condená-lo! Era como esfaquear a minha amada por me ter dito uma palavra que não gostei!  Não o consigo fazer. Sofro hoje porque amanhã serei feliz, nem que demore séculos… Não consigo largar a embriaguez deste sentir…

Se o vou ver ao vivo venho rouco! Os sons saídos do coração esmagam os meus amplificadores e eles não aguentam…2005 no Bessa, foram três a dias recuperar, parecia que me tinham levado à ilusão da eternidade e foi maravilhoso…

O ano passado foi sublime, superioridade total até ao fim, ficando a moer a alma o jogo na Luz contra o Guimarães para a taça, o jogo em Liverpool e o jogo no antro da corrupção!

No fim o êxtase e que êxtase…, uma equipa que tinha dado recitais sublimes de bem jogar, precisou dos últimos dez minutos do último jogo, para finalmente subir bem alto. no altar da memória colectiva de um todo que se espraiou, nas luzes nocturnas, de uma noite inesquecível! 

Ontem, num jogo fulcral, a emoção não se mostrou! A dúvida está instalada em todos nós e o sofrimento antecipado não a deixa fluir livremente. Vê-se a vitória como uma obrigação e não se reconhece o mérito. Assobia-se quem não se gosta, critica-se os jogadores, culpa-se a direcção e principalmente LFV, por tudo e mais alguma coisa!

Dou comigo a pensar que ainda não perdemos nada, mas parece estar já tudo perdido! Revolvo o filme e vejo sempre a mesma história. Quando as coisas correm mal, aqueles que mais força deveriam dar,  são os primeiros a saltar fora e a cobrar ao Benfica – sim ao Benfica, Ele somos nós… mas pouco importa. Começamos a olhá-lo de lado, do exterior, como seres que nada temos a ver com o assunto! Ou então, tiramos conclusões e logo fazemos acusações que só servem para a fugirmos à frustração e julgar-mo-nos a lutar por Ele, quando a única coisa que fazemos é dar-mo-nos por vencidos!

Como podemos querer uma imagem diferente dos nossos magos, sem nós eles não fazem magia e perdem-se na exigência de um clube, que os seus adeptos, ao primeiro sinal de fraqueza são os primeiros abandonar o barco! Vêem-se a lutar sozinhos, a remar contra a maré vermelha que os oprime, dúvida deles, e esmaga-os com a sua dimensão!  

Depois começam as histórias! LFV quer despachar o treinador porque precisa de um bode expiatório; não temos jogadores porque só compramos pinos; damos milhões por jogadores para emprestar; perdemos todos os bons jogadores para os corruptos porque quisemos; preparamos mal a época; não pagamos os prémios aos jogadores; damos prémios a gestores quando tivemos prejuízo: queremos correr com o nosso capitão; e por aí fora, cada dia nos trará algo mais! Acabamos a ouvir o capataz das tropas de Contumil a vir defender o nosso treinador - não perdem uma para atacar o Benfica – Se nós não defendemos, quem o irá fazer?

Não sei que raio de sentir eu tenho, que não consigo ver em LFV, o homem diabólico que está no Benfica por vaidade e para atingir fins que apenas visam os seus interesses pessoais. Não consigo pensar assim! Erra, como eu e todos as pessoas que conheço, mas sou solidário com ele porque a luta que trava é desigual. Para além de enfrentar um ser diabólico, instalado num país onde a corrupção grassa em todos os sectores da sociedade, ainda tem de enfrentar uma oposição feroz, ainda que escondida, e que está impaciente para tomar os destinos do clube nas suas mãos!

Como tenho a certeza que não será isso que removerá a corrupção do futebol ou que fará o clube acertar em todas contratações que faça, prefiro, para já, ver LFV ao comando do leme do barco que já vi quase submerso, e que se de lá saiu, deve-o em particular a esse homem de muitos defeitos mas também de muitas virtudes!

Tantos criticaram a viagem a Angola e o saldo foi extremamente positivo. Afinal ganhamos com a maior goleada da época. Vimos jogadores que são segundas escolhas a ganhar confiança e vimos um grande capitão chorar ao céus da injustiça. Porque sente ele injustiça e porque se prepara para sair  para assim poder continuar a jogar futebol? Será LFV que o quer correr também ou será que se sente útil e o treinador não lhe dá oportunidades? Seja o que for eu não tiro conclusões porque me é impossível, não tenho os dados todos…

E Rui Costa? Tão mal tratado por muito adeptos. Inadmissível que alguns o considerem uma figura decorativa ou um joguete nas mão de LFV. Estou convencido que se ele se sentisse usado, bateria facilmente com a porta, aliás, seria isso que a oposição mais desejaria – imagine-se o triunfo que ele seria… Tenho-o como um homem sério, de grande carácter e um grande benfiquista, que não se permitia colaborar com quem usasse o Benfica em seu proveito, e muito menos, que não tenha inteligência para perceber se isso acontecer!

Só desejo que a seguir a LFV, o presidente do meu Benfica seja Rui Costa! O que de todo me repugna, é que da oposição saia um espécime tipo José Eduardo Moniz, e só me refiro ao seu benfiquismo. Não consigo perdoar que um privilegiado da nossa sociedade tenha deixado de pagar cotas quando o clube mais precisava… Mas não seria isso que me levaria a fazer-lhe oposição!!!


domingo, 14 de novembro de 2010

Jogo contra Lyon a papel químico (ao contrário)

 ●  8 comentários  ● 
Este jogo começou ainda com os fantasmas dos 5-0 da semana passada, não se notava ânimo, os jogadores pareciam perdidos e a falta de vários titulares por castigo só ajudou a evidenciar ainda mais o estado da equipa. Ao contrário de outras ocasiões, o que faltou em organização e entreajuda, os jogadores contrabalançaram com a simples arte que lhes vem dos pés. Apesar de a Naval em boa parte da 1º parte parecer jogar a seu gosto (tal como o Lyon a 12 dias), e várias vezes esteve proxima de marcar (o que vale é que a Naval não é o Lyon) o Benfica com um eficácia pouco usual no decurso desta época acabou por deitar por terra os esforçados mas fracos intentos dos homens da Figueira.

A defesa do Benfica apareceu com 2 alterações forçadas, Rubén Amorim no lugar de Maxi Pereira e Sidnei no lugar de Luisão, e fiquei muito contente com o regresso do Rubén, e como seria de esperar, a jogar ao seu nível, aquele rapaz benfiquista desde nascença não sabe jogar mal, nota-se que joga com a cabeça, mas é o coração que lhe transmite a força para ir até ao fim em qualquer circunstância. O meio campo também teve alterações forçadas, Airton no lugar de Javi Garcia (embora ainda não esteja bem a altura do espanhol é sempre uma alternativa válida) e Gaitán a regressar para o lugar do também castigado Carlos Martins. Aplaude-se também o regresso do Saviola, porque um jogador deste calibre, a não ser por impossibilidade física, é daqueles que nem se pode equacionar a hipótese de o deixar de fora...

O golo de Kardec foi muito importante porque possibilitou que a equipa acalma-se embora também se tivesse de esperar que o "gás" da Naval se esgotasse para que o Benfica realmente tomasse posse do jogo, mas não sejamos cegos, o Benfica ganhou como ganhou (e ganhou bem) porque jogou contra uma equipa muito frágil, que jogou o jogo olhos no olhos e pagou por isso uma factura pesada, simplesmente não tem equipa para o tipo de jogo que tentou implementar na 1º parte.

A 2º parte foi simplesmente o desfecho previsível do que aconteceu na 1º parte, e ainda tivemos hipótese de ver Gaitán mostrar alguma coisa do que é capaz e de ver o Nuno Gomes entrar nas quatro linhas e ao seu estilo, marcar um golinho nem que fosse só com um toque na bola. Ele realmente ainda tem muito para dar ao futebol, só espero que depois de pendurar as botas regresse e ocupe um lugar na estrutura que o realize e que seja benéfica para o Benfica (relações internacionais é a minha opinião).

Agora, porque será que esta equipa anda sempre nos altos e baixos e não tem traquejo para lutar ombro a ombro com um Porto que certamente colocará novamente a distância nos 10 pontos?

Jogadores como Kardec, Gaitán, Jara, Sálvio e Airton (os dois últimos já tem uns meses de experiência europeia) vieram do futebol sul-americano, e eu sempre disse isto como sendo um ponto fraco da política de contratações desta direcção, que devia apostar mais em jogadores já com anos de experiência europeia quando fossem para entrar de estaca no onze principal, e só sul-americanos de origem quando não fossem logo necessários para o imediato mas para "ir evoluindo". Estes jogadores eu acredito, são BONS jogadores. Só que ainda não têm o conhecimento, a experiência, o ritmo do futebol europeu para jogar ao seu mais alto nível, tirando algum caso excepcional (Ramirez) precisarão no mínimo de 1 época de adaptação. Já repararam nos prejuizos que essa política dá? Jogadores queimados, dinheiro jogado fora, equipa fragilizada... Agora o Benfica encontra-se numa encruzilhada, ou realmente embala para o que resta da temporada de bom nível, com a equipa a ganhar novos níveis de confiança, a equipa técnica a conseguir melhor aproveitamento da potencialidade dos jogadores e a direcção a dar o exemplo e deixar-se de negócios estranhos e iniciar uma gestão responsável, e sobre isso mais se falará nos próximos tempos, porque apesar do que alguns dizem, isso pode definir em grande medida o Benfica que teremos nos próximos meses e anos, ou se tal não for o caso teremos no resto desta temporada e sabe-se mais até quando um rendimento desportivo de pára-arranca que nunca possibilitará ao clube atingir os patamares que a sua história o exige.

Esperamos sinceramente que seja desta que esta estrutura do nosso clube consiga arrancar de vez para uma cultura de exigência e vitória.

ranking