Sinais de uma oposição credivel.
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Sinais de uma oposição credivel.

 ●  + 24 comentários  ● 

Como muitos dos nossos leitores devem ter reparado, já não morro de amores pelo Presidente Luís Filipe Vieira isto apesar de já o ter defendido com unhas e dentes noutros tempos. Contudo, sou da opinião de que neste momento não existe uma alternativa credível para o substituir na liderança do clube.

Muito simplesmente, porque os movimentos de oposição que aparecem no Benfica são sempre de péssima qualidade. Na minha opinião cometem várias falhas na forma como se introduzem ao público benfiquista e da maneira como agem na opinião pública gerando instabilidade em torno do clube e tentando unicamente fragilizar quem o dirige em vez de se tentarem afirmar como alternativas credíveis.

O único candidato da última década que realmente apresentou uma proposta credível de um rumo diferente para o clube foi Manuel Vilarinho contra Vale e Azevedo, isto numa altura em que os adeptos e sócios do Benfica ainda se lembravam do que era ganhar títulos todos os anos (ou campeonatos ou taças de Portugal) e de ter Direcções que tendo obviamente dirigentes que tiravam algum proveito pessoal do tempo que passavam no clube sabiam conciliar isso com a escrupulosa defesa do clube contra as investidas do Sporting e FC Porto e sabiam que a maneira de combater essa guerra era segundo o velho ditado popular do “olho por olho, dente por dente” como é o caso do Gaspar Ramos.

Apesar de não ser perfeito e de depois de ter saído da Direcção ter sido um dos membros de oposição mais irresponsáveis, enquanto dirigente Gaspar Ramos guerreou o Porto como poucosdesde então e numa altura em que os tentáculos do povo já apertavam e a corrupção já estava instalada, mas mesmo no seu tempo como Director do Futebol no clube o Benfica nos anos 80 e princípio de 90 conseguiu ser competitivo com o clube da Corrupção. Com ele o Benfica ganhou 5 campeonatos, 4 Taças de Portugal e 2 vice-campeonatos europeus. O Caso Geraldão é um exemplo claro de como a Direcção do Benfica agia naquela altura. Não se faziam só ameaças vazias.

Então porque é que para a Direcção actual só a corrupção do Porto é justificação para os fracassos desportivos?? A corrupção existe á 30 anos, e nos primeiros 13 o Benfica soube lidar com ela e manter-se como o clube hegemónico em Portugal até ao descalabro de Manuel Damásio.

Então o que precisa um movimento de oposição viável para conseguir competir contra a actual Direcção (isto claro na minha opinião e numa ordem não exactamente prioritária)?

1º - Não pode defender uma política de terra queimada em relação a tudo o que tem sido feito por esta Direcção. Nada de menorizar o que esta alcançou em termos materiais para o clube bem como nas modalidades ao mesmo tempo que Deixa claro que haverá uma linha de continuidade em relação a certos aspectos da vida do clube (o que até trará tranquilidade aos investidores). Porque se há algo que mata um movimento de oposição no Benfica é que parecem abutres que só aparecem nos momentos de fraqueza do clube ;

2º - Tem que se preocupar mais em defender os interesses do Benfica e atacar Porto e Sporting do que atacar os actuais Dirigentes e demonstrar com isso que defendem os interesses do clube e não os seus. Por exemplo, se houvesse alguém credível a mostrar indignação pela falta de segurança no jogo no Estádio do Dragão isso causaria um enorme contraste com o facto de não se ter levantado uma voz da Direcção contra o apedrejamento do autocarro e das agressões com bolas de golfe ao Roberto.

Uma oposição que se preocupe em atacar mais os interesses corruptos instalados do que a Direcção actual do clube apenas demonstrará um maior zelo na defesa dos interesses do Benfica.

Basta ver o género de figuras públicas que os adeptos do Benfica respeitam mais: pessoas como António Pedro Vasconcelos que não se calam quando os tentam calar têm enorme respeito por que se preocupam mais em defender o Benfica.

3º - Obviamente que marcar a diferença em relação á actual Direcção em relação á gestão do clube defendendo um rumo diferente ao que é actualmente seguido. Defender por exemplo que, em vez de ter mandatos totalmente vocacionados ou para a “construção de património” ou “recuperação económica” ou “sucesso desportivo” teremos uma Direcção que garanta sempre o máximo esforço para o Benfica conquistar títulos e ter sucesso desportivo mas balanceando sempre com um certo equilíbrio financeiro. Em suma, nunca fazer do propósito único de um mandato apenas um objectivo não desportivo, mas garantir aos adeptos que o sucesso desportivo nunca será atingido ás custas da viabilidade económica do clube.

Ou garantir, por exemplo uma estrutura profissional em que haverá respeito pelo trabalho dos subordinados como o Director Desportivo e que não haverá lugar para invejas da popularidade dos outros nem para esvaziar as funções dos outros membros da Direcção.

4º - Garantir que a mudança não servirá para ajustes de contas nem para promover guerras contra empresários específicos. Que se irá trabalhar com todos os actuais actores que têm relacões com o Benfica. Basta-me lembrar de que quando Vilarinho chegou ao Benfica não descansou enquanto não se viu livre de todos os jogadores contratados na era Vale e Azevedo mesmo os que não eram cepos como Fernando Meira e Van Hooijdonk. Apesar da importância do seu mandato, no tempo de Vilarinho o Benfica não conquistou títulos.

5º - Apresentar rostos credíveis. Têm que ser pessoas conhecidas dos benfiquistas que se destaquem ou pela competência demonstrada na esfera profissional de origem ou que sejam conhecidos dos benfiquistas pelo que alcançaram no clube e que tenham experiência no dirigismo desportivo e como tal conheçam as manhas dos adversários e saibam ripostar e acima de tudo que não sejam pára-quedistas. Pessoas como José Eduardo Moniz (que demonstrou imensa competência na sua área profissional), Fernando Tavares (antigo Vice-Presidente para as modalidades) ou João Coutinho (o actual) são pessoas que cabem neste perfil. A minha preferência vai para pessoas com experiência no dirigismo desportivo, e eu acho que quem é Vice-Presidente para as modalidades amadoras é um segundo Presidente responsável pelo Desporto que não seja o futebol logo uma escolha óbvia para candidato a Presidente do clube. Qualquer um dos nomes que apontei contudo tem alguns telhados de vidro, mas LFV também os tem.

6º - Garantir apoio de pelo menos um dos grandes grupos de comunicação social. Basta ver o papel fulcral d'A Bola na eleição de Vilarinho e na descredibilização do Movimento Benfica Vencer, Vencer (que já não era muito credível por si só...). O apoio por parte d'A Bola ou do Grupo Cofina ou da Media Capital ou Impresa serão importantes.

6º - Se possível tentar atrair membros da actual Direcção. É essencial para uma transição suave que hajam membros da actual Direcção, o que até aumentará a crediblidade e viabilidade do movimento de oposição.

7º - Garantir o apoio de figuras com história no Benfica. Na minha opinião existem neste momento duas vozes com peso suficiente para com uma simples declaração definirem quem pode ser Presidente, os chamados Fazedores de Reis (King makers): Eusébio e Rui Costa. Uma oposição que seja ser considerada pelos sócios tem que ter o apoio de um deles. Para conseguir tal é preciso aquilatar a satisfação de ambos com o actual momento do Benfica e com o rumo por que esta Direcção tem levado o Benfica.

8º - Apresentar este movimento não apenas em cima das eleições mas com algum tempo de antecedência para dar tempo aos benfiquistas de conhecerem as pessoas e não pensarem que são meros oportunistas á Bruno Carvalho.

9º - Ter casca grossa e estar preparado para muitos insultos e ataques pessoais e jogadas sujas. Campanhas eleitorais são fertéis neste tipo de situações e os intervenientes precisam de ter muita força anímica para conseguir resistir a ataques que são feitos na maior parte das vezes não ao que a pessoa defende mas á própria pessoa e a elementos da sua vida pessoal.

Agora a grande questão é: existe neste momento algum movimento ou alguém que garanta alguns destes pontos que considero importantes para haver uma oposição credível?


Para mim, não. Por muito que ache que LFV só tem enterrado o Benfica no plano desportivo nesta época, como já fez em épocas anteriores por razões que desconheço (incompetência, interesses que não se coadunam com a defesa do Benfica, sei lá...), não acho que existam alternativas credíveis embora ache que existem nomes com qualidades para se assumirem como oposição.

Outras questões que acho importantes nesta equação que é o futuro do Benfica são o futuro de Rui Costa (irei discutir o nosso Maestro noutro dia) e como esta Direcção desmontou uma estrutura vencedora que tinha montado o ano passado (e sobre o qual farei um post mais sucinto a tentar sintetizar os "pecados" da estrutura dirigente nesta pré-época).

24 comentários blogger

  1. Caro Vermelhusco,

    Muitíssimo interessante! Só esqueceste um detalhe - que ainda hoje eu partilhava contigo em off: nem tudo é assim tão simples.

    Não quando há um conjunto de pessoas e interesses que saem a terreiro para defender quem os defende, quando quem está é parte integrante da defesa dos poderes instalados.

    Outros podem não entender o que me refiro, mas sei que entendeste o meu comentário.

    ResponderEliminar
  2. Falta referir um pequeno pormenor na eleição vilarinho-vale. O que realmente ganhou a eleição, que galvanizou realmente os benfiquistas foi um só aspecto: o "cheque" garantia que Jardel viria para o SLB. Tal como na política, as pessoas podem ser extremamente competentes e dizer apenas a verdade (e perder, na maior parte dos casos) ou apelar à esperança e optimismo muitas vezes infundado (e ganhar..).

    No caso do Vilarinho ainda bem que foi assim, mas não tenhamos dúvidas que sem Jardel e tal como as sondagens indicavam, no dia das eleições Vilarinho dificilmente passaria dos 40-45%

    ResponderEliminar
  3. De facto SML, é preciso pôr os benfiquistas a sonhar um bocado com nomes, mas nomes de jogadores só por si já não garantem uma eleição se não houver credibilidade da oposição embora fosse suficiente á uns anos como na eleição do Vale e Azevedo.

    Vilarinho contou não só com o factor Jardel mas também com outros.

    GB, por isso é que mencionei garantir apoio de um grupo de comunicação social e ter casca grossa para suportar certas situações. O conjunto de pessoas e interesses a que te referes toda a gente sabe quem é mas não dominam todo o panorama da comunicação social. Isso acontecia no tempo do Salazar e mesmo aí o Benfica era o que era.

    Se não aparece uma oposição credível não é por culpa do Sistema. É porque não há benfiquistas de influência suficiente que queiram dar um murro na mesa e mudar o status quo por mais dificil que isso seja.

    ResponderEliminar
  4. Temos que conseguir nas próximas eleições, um Presidente que use as mesmas armas, quiçá um bocadinho mais, que o CORRUPTO lá de cima.

    O LFV não tem jeito para isso.
    O futebol de hoje joga-se mais na área onde o Corrupto e Conselheiro Matrimonial é exímio!!!

    ResponderEliminar
  5. Vermelhusco, dos nomes que lançaste, um deles (o Moniz) penso já ter bastantes anticorpos no SLB/comunicação social pelo que penso que não tem viabilidade. Os outros dependem do que tu disseste, de um "endorsement" do Rui Costa por exemplo.

    Eu sou apologista de um modelo em que teríamos um símbolo do clube na presidência (Rui Costa, Humberto) e gestores tecnocráticos nas várias vertentes extra desportivas conjugado com um perfil tipo Veiga como director desportivo.

    Penso que assim conseguiriamos efectuar mudanças na direção mantendo o presidente como símbolo do clube mais resguardado e como garante da tal estabilidade que o LFV está sempre a usar como capa.

    ResponderEliminar
  6. vermelhusco,gostei deste teu exercicio de raciocinio,apesar de não estar completamente de acordo com tudo mas vê-se que não és só bota abaixo
    abraço
    molico

    ResponderEliminar
  7. Viriato de Viseu "O LFV não tem jeito para isso.
    O futebol de hoje joga-se mais na área onde o Corrupto e Conselheiro Matrimonial é exímio!!!" E a meu ver ainda bem. Existem valores mais importantes a defender, a pluralidade a frontalidade e sobretudo a honestidade, entrar pelos campos onde os corruptos do norte normalmente operam é sem sombra de dúvida destruir estes valores tão bem enraizados no nosso clube.

    ResponderEliminar
  8. O Moniz tem anticorpos porquê? Porque não se identificava com as políticas do Clube dos tempos de Vale e Vieira e não pagou quotas, tendo-as regularizado há uns anos - penso que dois????

    Isso, pelos vistos, é mais grave do que ter um Presidente com mais anos de sócio do Porto do que do Benfica? É mais grave que ser Presidente do Benfica e sócio pagante dos dois maiores rivais?

    Enfim, os benfiquistas têm mesmo o Benfica que merecem.

    ResponderEliminar
  9. GB : não sei onde vais tirar tanta "boa fé " em relação ao Moniz e essa dos benfiquistas terem o que merecem soa-me a comentário desajustado. Primeiro gostaria de saber como foste iluminado para saberes o que os benfiquistas merecem ou não, depois esta fé vã em pessoas que têm algum currículo em gestão de empresas mas que não apresentaram cartas na gestão desportiva e nem sequer um pacote de medidas para o Benfica na altura das eleições é totalmente descabido, era o mesmo que eu estar a dizer que se calhar dava um bom primeiro ministro porque tb tenho ideias para o pais.Digo te já que não concordo em absoluto com a presidência Vieira mas tb te digo que é um pouco cedo para se começar a falar de candidatos.Deixem vir os pacotes de medidas depois os manifestos e só por último os nomes, é como te digo de nomes sonantes estou eu farto.

    ResponderEliminar
  10. Águia Preocupada16 novembro, 2010 21:25

    Meus caros! A questão é bastante complexa neste momento. Uns, não são aceites porque não deram provas de gestão desportiva!? Outros, não o são porque outro qualquer motivo, não importa qual!?
    Mas ambos, são logo apelidados de abutres, de oportunistas e papagaios...
    Não tenham dúvidas! Vieira é dono do clube e só sairá quando bem entender e quiser!
    Ainda acrescento: Que experiência credível tinha Vieira quando veio para o Benfica? Talvez o facto de mandar o Alverca para as calengas tenha sido o seu referncial de qualidade e sabedoria desportiva!
    Hoje, qualquer um desses tais colunáveis será, a meu ver, melhor que Vieira! Vieira neste momento é mais problema que solução!

    ResponderEliminar
  11. Gaspar Ramos esteve no Benfica de Artur Jorge (94/95), que despediu um Toni campeão, deixou ir HulKov e Yuran para o Porto e "perdeu" Jardel (95/96) por 100.000 contos! Se vamos a apontar erros, ninguém escapa! Apesar de tudo era um grande lutador e que tinha a minha admiração!

    A grande diferênça dos primeiros anos de corrupção foi que havia pouco dinheiro para distribuir. Com a liga dos campeões a distribuir tanto dinheiro e juntando-lho o lucro com a valorização de activos é muito mais difícil fazer frente à corrupção! Seja qual for o presidente, para ganhar, vai ter muitas dificuldades...

    Eu não acho, infelizmente, que a solução para o Benfica seja um novo presidente... e muito menos, que lutar por isso neste momento, seja o melhor caminho a seguir...

    ResponderEliminar
  12. Boa explanação de ideias vermelhusco, embora quanto à suposta falta de oposição credível, não concordo, sempre houve benfiquistas credíveis e com boas ideias para o seu clube...sim benfiquistas, porque o Vieira não sei se pode dizer o mesmo, ao ser sócio dos 3 grandes... O que realmente falta é oposição credível que ganhe coragem para vir a praça pública fazer frente á actual direcção, não para atacá-la, mas para oferecer um rumo alternativo ao que esta direcção tem seguido e sem receio das forças de bloqueio à mudança que defendem o status quo e aí tanto falo de gente de dentro como de fora do Benfica.

    É claro que quem aparece-se teria de ter um plano bem estudado de defesa da sua credibilidade e imagem, além das suas ideias para mudança no clube.

    Sou contra qualquer movimentação para eleições antecipadas, e acho que qualquer oposição (possível candidato) que se mostrasse agora para desafiar o actual presidente, a 2 anos das eleições, estaria a fazê-lo fora de tempo e perderia qualquer hipótese de suporte da massa adepta, porque passaria a ser visto como oportunista.

    Há que esperar serenamente pela altura para mudar democraticamente, ao mesmo tempo que se elogia tudo o que se faz de bom e pressiona-se para se alterar tudo o que se faz de mau.

    ResponderEliminar
  13. Oscar-r, dai ter apontado que o Gaspar Ramos cometeu erros. E sendo verdade que o Porto tinha menos dinheiro na altura o Benfica tambem nao andava propriamente a nadar em dinheiro como tem demonstrado nestes ultimos dois anos.
    Mas os erros cometidos na altura do Damasio foram so dele? Nao terao tambem sido do Damasio e do cavalo de troia do Artur jorge? E nao foi um Director desportivo que deu mais titulos ao Benfica que o que Vieira deu?
    Agradeco muito mais o que o Gaspar Ramos alcancou no Benfica do que Vieira digo-te ja. Como de qualquer Presidente dos anos 80 ate ao Jorge de Brito.

    Sera que e uma boa opcao agora para Director Desportivo? Para mim nao pois o tempo dele ja passou, mas acho que a atitude que ele tomou de combate a corrupcao e a atitude certa a tomar e nao a atitude submissa (porque para mim a nossa Direccao e SUBMISSA) que tem sido tomada pelo Vieira.

    Agora quanto ao que o Darth e o Aguia preocupada dizem, isto e muito simples: existem benfiquistas crediveis, competentes e de muita qualidade que podem ser candidatos alternativos ao Vieira que eu nem mencionei.
    No entanto, para o que e preciso esta Direccao mete a maquina de propaganda a funcionar... Um movimento alternativo tem que ter muito cuidado para poder ter hipoteses sequer de sobreviver e culminar numa candidatura.

    ResponderEliminar
  14. Não tenhamos ilusões! Não existe oposição credível pq LFV tratou de suprimi-la! Com um discurso demagógico e com instrumentos fáceis de propaganda! Expliquem lá como é que ele se mantém na cadeira de presidente após somar fracassos constantes? Amigos,o SLB está nas mãos dele... E n há nada a fazer pq os sócios n querem, há muito que estamos convencidos que nada se pode fazer e q o destino é ficar atrás do CRAC mas "continuar a ser o maior clube português"!

    ResponderEliminar
  15. Foi um exercício interessante e passível de discussão séria.

    LFV é, como alguém já disse, nesta situação o "eterno presidente", porque tem obra feita (de grande mérito)e uma predisposição natural para inovar.

    É, contudo, uma perfeita nulidade no que diz respeito ao futebol profissional.

    Aqui o problema, mais que Vieira, são os vieiristas, que conseguem ser mais papistas que o dito e, por razões que só eles conhecerão não têm tomates para lhe dizer que entregue o futebol a quem sabe e que exija resultados.

    Estou convencido que em 10 anos de gestão futebolistica se o homem não percebeu a negação que é como gestor de futebol, foi porque terá sido sempre bajulado por aqueles que o rodeiam e que com o seu lambebotismo coartam a vontade de o dizer aos poucos que há muito o perceberam.

    Neste momento Vieira é indestrutível, porque se blindou a nivel interno, rodeando-se de uma camarilha de bajuladores-branqueadores (se eu fosse mauzinho, diria de rapaziada que não quer perder o lugarzito à mesa das muitas jantaradas e almoçaradas) e induz a que se note uma certa censura na BTV, onde as poucas vozes discordantes que para lá ligam, são convidadas a abreviar a intervenção por agoniados funcionários do clube, pagos com o dinheiro dos sócios.

    A nível externo, Vieira é um político igualzinho aos muitos que infestam o quintal, ziguezagueia, diz que faz mas não faz, arenga para a populaça mas vai fazendo o joguinho dos interesses instalados.

    Pessoalmente não ficaria grandemente chateado por Vieira ser ditador, se visse resultados desportivos e coerencia no combate aos nossos inimigos externos, o que não se verifica.

    Há algumas coisas nebulosas no consulado de Vieira que terão de ser muito bem explicadas e só não o foram ainda porque, infelizmente, não temos Oposição credível.

    Não consigo vislumbrar, no vasto universo benfiquista, uma figura idónea, não comprometida, com capacidade moral e profissional, que se faça rodear de uma entourage, na mesma linha, capaz de fazer uma Oposição responsável e séria ao Vieirismo, ao mesmo tempo que tenha estofo e paciência para arrostar com os insultos e calúnias dos lacaios acéfalos que sempre gravitam em torno de todas as direcções.

    Enquanto essa figura não aparecer, Vieira será um mal menor, ainda que com custos desportivos elevadissimos.

    ResponderEliminar
  16. Vermelhusco,

    JEM, por exemplo, terá mais e melhor imprensa do que LFV, à a diferença de um estar ao leme e poder usar isso em campanha, mas um homem da televisão não terá problemas em saber usar a força da imprensa e o facto de nunca ter estado ligado ao Benfica será importante. Acho também que os poderes instalados, os corruptos, desejam há muito verem-se livres LFV! A grande batalha será nos associados mais anónimos e menos esclarecidos mas que vêm em LFV um homem com muita obra feita!

    Quanto a Gaspar Ramos, homem que respeito e admiro pela luta que travou contra gente da pior espécie não terá muitas possibilidades nem me parece que queira isso, senão estaria calado!

    Tem atacado a direcção mas também JJ, de quem diz ser um treinador que pensa ser muito melhor do que é! Concordo com ele!

    Mas foi com ele que o Benfica deu um dos piores passos. Damásio foi eleito em Janeiro de 94, e em Junho fomos campeões. Toni foi despedido e contratado A. Jorge, que vinha para fazer aquilo que os benfiquistas queriam: disciplina no balneário. O resultado foi a destruição da última verdadeira equipa de campeões. Seguiram-se 11 anos a secar e a sermos bem roubados... Ele não foi nenhum cavalo de tróia, era apenas um treinador medíocre que ganhou no clube onde até eu teria ganho!!!

    Quanto ao dinheiro, a diferença que se impôs na 1º década do século em receitas de vendas de jogadores e de ganhos nas competições disputadas é brutal. É até surpreendente, para mim, que o Benfica esteja como está. Já sei que tem um enorme passivo mas os corruptos também...

    Honestamente, depois de 2004, com tanto dinheiro ganho pelos corruptos e sistematicamente com orçamentos bem superiores, e ainda juntando todos os esquemas fora da lei que usam para ganhar, tenho dúvidas que alguém pudesse fazer muito melhor.

    Eu gostava de ver o Rui Costa, não sei se terá perfil, mas de conhecimentos futebolísticos não vejo ninguém melhor!!!

    Mas discutir a sucessão no Benfica a duas épocas de distância é dar tiros nos pés. Apontar caminhos e criticar os erros é uma coisa, começar em falar em nomes é outra...

    Ás tantas perecemos o PS e o PSD...

    ResponderEliminar
  17. Oscar-r para mim um movimento de oposição ou uma pessoa que se queira candidatar não pode organizar as coisas a dois meses das eleições. Isso para mim não é fazer trabalho de casa.

    A melhor maneira para mim é começar discussões com antecedência de modo a conseguir convencer o maior número de pessoas competentes possível e de modo a preparar terreno para uma candidatura ser viável. Mas como tu gostas muito do Vieira é normal que penses o contrário.

    Quanto aos corruptos desejarem ver-se livres do LFV vê a foto de hoje de ele todo amigalhaço com o Oliveira, e ao contrário da do JJ com PdC esta não foi um encontro fortuito. Chegou junto com o Oliveira ao encontro.

    Suponho que para ti o Joaquim Oliveira é um homem de negócios impoluto que nunca se meteu em esquemas menos claros.

    Quanto ao Gaspar Ramos, nunca disse que acho que deva ser candidato e não percebo onde leste isso. Refiro-me a ele como o exemplo de como uma Direcção do Benfica deve agir contra os corruptos em vez de fazer como esta que sempre que um jogador é desviado fica calada e não tenta ripostar ou que permite que a integridade física do plantel seja posta em causa sem fazer nada.

    ResponderEliminar
  18. Oscar-r, não sejas ingénuo, isso que dizes dos corruptos quererem ver-se livres do vieira...não te enganes! como podem tar eles preocupados com um presidente que só ganhou 2 campeonatos em 10 anos? e com o ego que tem não pode deixar o futebol a pessoas competentes e destroi e trabalho feito? Eu pelo menos se tivesse no lugar dos corruptos não me preocuparia...O vieira sempre que falou as suas palavras sempre causaram efeito "tiro pela culatra" que tiros que tivessem a minima pontaria ao sistema...E ser socio dos 3 grandes...os amigos que tem que fazem parte do sistema... então e as "ameaças" que soltou sobre o jogo do dragão e os boicotes? Vale e Azevedo era ladrão mas quando ameaçava cumpria... Acho que nem é algo que se possa colocar em questão...

    Vermelhusco, é claro que não se apresentam candidaturas (e intenções) a 2 meses das eleições, mas aparecer a 2 anos das eleições é servir de alvo cheio de luzinhas para que o sistema que gira a volta do presidente o deite abaixo com processos por fuga fiscal e sobre algo na sua vida menos correcto que tenha feito a 20 anos atrás. acho que a aparecer alguém, primeiro tem de se mover nos bastidores, angariar o apoio de benfiquistas de renome e credíveis, e depois na hora certa, faltando a volta de 6 a 4 meses para as eleições aparecer e mostrar-se aos benfiquistas e as ideias que o movem.

    Sempre tirará tempo para que as forças de bloqueio lhe tirem todas as hipóteses de ser bem sucedido.

    ResponderEliminar
  19. Isso concordo contigo Darth. A divulgação de um movimento de oposição ao público não deve acontecer muito cedo, mas algumas das suas caras têm que se tornar conhecidas dos benfiquistas e o trabalho de casa tem que estar feito antes de a candidatura ser assumida.

    ResponderEliminar
  20. Vermelhusco, se vamos por aí (eu gostar do Vieira), digo-te o mesmo a ti (tu não gostas dele).

    Acredito, sinceramente, que o que te move são as tuas convicções, mas acredita que se passa o mesmo comigo. Não são gostos...

    Eu não acredito que o próximo presidente, seja ele qual for, enfrente o sistema como fez Vale e Azevedo. Não é para levar a sério dizeres ou supores que eu acho Joaquim Oliveira um homem impoluto...

    O que eu suponho, é que provavelmente enfrentar tudo e todos de fora para dentro não dá resultados. Já vi esse filme, e se esquecermos, as questões de idoneidade em relação a Vale e Azevedo, ele enfrentou tudo e todos e ficou apenas com a SIC do seu lado e por interesses comerciais, o resultado foi catastrófico - O Benfica precisava de dinheiro e ninguém lhe emprestava!

    A melhor forma de vermos como os corruptos odeiam LFV é assistirmos à forma como vivem os jogos com o Benfica. E se pensarmos o que foi feito o ano passado para impedir o Benfica de ser campeão e mesmo para desvalorizar campanha tão notável, ficamos, eu fico, convencido que há um medo enorme de o Benfica voltar aos tempos áureos... E isso "mostra-me" que nos bastidores do futebol há um certo receio em relação a LFV...

    DarthVader, isto da ingenuidade, toca a todos! Eu posso estar a sê-lo, mas se o sou não é por gostos, é por convicções!

    Não sei que benfiquista ou Benfica conseguia enfrentar, nesta década, os corruptos e os submissos juntos. Talvez tivéssemos mais títulos mas não seríamos um clube que os assusta tanto... Os títulos ganham-se e perdem-se, já o crescimento sustentado de um clube, sem ganhar títulos, é muito mais difícil de o conseguir e nesta última década o Benfica consegui-o!

    Já sei que há o passivo e os empréstimos, mas um clube como os corruptos (com os milhões ganhos), em Dezembro de 2009, fez um de 15 milhões, e isso sim, é inacreditável!

    ResponderEliminar
  21. O facto de o Benfica não conseguir arranjar dinheiro não foi por causa da luta de Vale e Azevedo contra Oliveira.

    O Benfica não precisa de enfrentar tudo e todos porque de facto não são "todos" que estão envolvidos nos esquemas de corrupção no futebol. Mas Oliveira está e o Vieira é amigalhaço dela e baixa a cabecinha para não ofender demasiado o seu amigo como o caso das tarjas dos Diabos Vermelhos tão bem demonstrou.

    Numa altura em que o Benfica não anda bem e existe grande animosidade de todos os benfiquistas contra a SportTV, a ZON e qualquer empresa em que esse corrupto tem posições maioritárias pelo tratamento dado por esses meios ao Benfica revolta-me ver esta proximidade entre o nosso Presidente e uma pessoa que devia ser non-grata na Luz.

    E se eu não gosto do Vieira não é por ter nada contra o homem. É porque este ano, em que o Benfica tinha tudo para quebrar a hegemonia do Porto, com um plantel muito superior e uma estrutura montada o nosso Querido Líder, com a graciosidade de um elefante numa loja de porcelanas destruiu tudo.

    Se tu quiseres ir escaranfuchar os meus posts aqui no blogue durante a época passada vais ver que eu defendia o Vieira bastante.
    Infelizmente, esta época abriu-me os olhos porque não admito que se cometam os mesmo erros ciclicamente.

    E esse teu comentário dos corruptos e submissos terem medo do Benfica é para rir. Vê como somos achincalhados de cada vez que o Benfica joga no Dragão. Isso não é medo, é saberem que são superiores e gozarem com o Benfica. Eu sou do Norte e sei que é assim. Quanto ao Sporting até á época passada também medo é que não tinham porque ficaram 4 anos seguidos á frente do Benfica.

    Ou esqueceste-te que no consulado do Vieira, o Sporting e o Porto ficaram 4 anos seguidos á frente do Benfica no campeonato??

    Eu não me satisfaço com ser campeão uma vez a cada cinco anos. O Benfica tem que arranjar alguém que dê condições ao clube para aspirar a mais e na minha opinião existem pessoas que podem fazer isso se assumirem posturas semelhantes ás dos dirigentes do Benfica nos anos 80.

    ResponderEliminar
  22. A corrupção está instalada em todas as áreas da sociedade portuguesa. Os accionistas da ZON são praticamente os mesmos da PT. Em tempos confirmei isso mesmo!

    Joaquim Oliveira tem o futebol nas mãos no que aos direitos televisivos diz respeito. Os clubes são uns mendigos que tudo fazem para se manterem nas 1ª e 2ª ligas! O Sporting está com o sistema! Resta o Benfica, que tem duas estratégias possíveis: enfrentar de fora esse poder ou de dentro; qual a melhor? Tenho muitas dúvidas que seja por-se, totalmente, de fora!

    Relativamente à hegemonia do Porto e tirando as questões da corrupção, há um equipa com bons jogadores e bem mais cara que a do Benfica! Do ano passado para este ano só vi, no jogo com o Benfica uma contratação (João Moutinho) e duas ausências (Bruno Alves e Raul Meireles) e um treinador novo! No Benfica faltaram 2 mais o lesionado Cardoso. Ainda o ano passado, o Braga e o Sporting perderam por 5, e nós por 3-1 quando jogávamos contra 10.

    Responsabilizar um homem só, pelo momento que atravessamos é pouco convincente. Mesmo que tivéssemos a fazer uma grande época é provável que estivéssemos atrás deles - são 11 jogos e 29 pontos!!!

    E numa análise mais terra a terra, diria que com os menos 4 pontos dos corruptos e os mais quatro do Benfica, caso as arbitragens tivessem sido minimamente sérias, daria uma diferença de 2 pontos e o efeito moralizador numa e noutra equipa seria bem diferente! Na liga dos campeões JJ, é o principal responsável pelas duas derrotas, tinha obrigação de com os jogadores que tem, ter feito melhor!

    Uma coisa eu tenho a certeza, venha quem vier para o Benfica, não vai conseguir mudar o sistema facilmente e, enquanto os corruptos se mantiverem fortes, vai ser sempre muito difícil ganhar-lhes!

    Muito gostaria de estar errado e ver o Benfica ganhar, todos os anos, seja com quem for...

    Não me esqueço das 4 épocas, imagino como estaríamos se tivéssemos estado sempre na liga dos campeões...

    ResponderEliminar
  23. Óscar, só uma coisa, dizes que é mais fácil enfrentar esse poder de dentro que de fora, e realmente é, mas a melhor forma de vencê-lo é por fora, e basta ver o que se fez no basquetebol, simplesmente abandonamos a liga corrompida e esta implodiu completamente com a ausência do glorioso, pois esta vivia as custas dele.

    É verdade que o futebol é o centro deste clube, e custa muuuuito mais fazer o que se fez no basket no desporto rei...

    Para já teria de se pensar, o que se fazer para ao mesmo tempo que se faria isso não perder poder competitivo e manter os adeptos leais a sua paixão pelo clube?

    Seria realmente preciso uma direcção com nervos de aço e uma vontade descomunal de ver o sistema destruído. Realmente não vejo uma direcção como essas a aparecer, até porque ao isso acontecer tinhamos de ter em mente que estávamos a abdicar de vitórias competitivas por um bom número de anos...mas vendo bem, não é isso que nos tem acontecido?

    Eu seria um apoiante desta medida, o Benfica abandonar a 1º liga e inscrever-se na 2º liga, enquanto o poder corrupto reina-se, mas claro, os adeptos tinham de estar cientes desta estratégia, para apoiarem e não criticarem, e darem todo o seu esforço financeiro ao clube para que este mantivesse ao máximo a sua estrutura desportiva, mas mais que isso, eu sei bem que grande parte dos jogadores que temos nunca aceitaria jogar na 2º liga, teríamos de ter um plantel ao nível dessa divisão. Então como depois recuperaríamos a força do plantel quando o sistema colapsa-se? Durante os anos de "retiro" acumularíamos dinheiro, através dos sócios e adeptos, já que a manutenção de uma equipa de 2º liga seria uma ínfima parte do total, para quando regressassemos tivessemos dinheiro para reconstruir de raiz o plantel para lutar pelo título.

    É utópico? Acho que sería a medida mais utópica que o Benfica alguma vez tomaria...mas se houver força de vontade, força de propósito, pensar no longo prazo em vez do imediato...pensem bem e veriam que sería o correcto...sería a nossa maior mostra de luta contra o sistema instalado...

    ResponderEliminar
  24. não sería um orgulho para benfiquistas que prezam o jogo limpo, olhar para a história do Benfica e ver um vazio de títulos, mas que esse vazio tivesse servido para derrubar a podridão do futebol português? Que trouxesse finalmente de volta a primavera ao futebol no nosso burgo? Que permitisse finalmente que quem ganha é sempre o melhor nas 4 linhas?

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares