O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 19 de junho de 2020

A Golpada da Vergonha

Avatar
 ●  88 comentários  ● 


GOLPADA DA VERGONHA


É com este título que a News Benfica (Dragões Diário) publica hoje um texto sobre a possibilidade de o jogo FC Porto-Boavista ser adiado.

Parece que agora é que despertaram para as influências nefastas do universo FC Porto no mundo do futebol português.

Quantos benfiquistas tem esta foto? (Foto: Record)
Curiosamente, algumas semanas atrás, ninguém se lembrou das golpadas do FC Porto, ou que o clube do Apito Dourado nos acusava, como volta a acusar, de corromper os adversários.

É ridículo só ocasionalmente se lembrarem o que é o FC Porto de Pinto da Costa.

Quem escreve os textos da News Benfica não conhece ou sente o que é ser benfiquista. Escrevem isto da mesma forma como se calhar escreveram os ataques a Renato Sanches quando trabalhavam para o Sporting.

Quando é para afrontar o FC Porto, não temos uma declaração de viva voz de Luis Filipe Vieira ou de qualquer vice-presidente. E porquê? Porque quando não há convicção no que se diz realmente mais vale estarem calados.

Já agora, VERGONHA é termos um presidente que se marimba para os resultados da equipa de futebol. Um presidente que tem outras coisas para fazer, provavelmente, como evitar ser apanhado pelos jornalistas e ter que assumir alguma responsabilidade pelos maus resultados.

Por isso foi almoçar a Portimão mas não ficou para o jogo, e por isso saiu do Estádio do Rio Ave ainda o jogo estava empatado.

Como já o fez incontáveis vezes no passado recente, em que os jogos do SL Benfica parecem ser uma espécie de impecilho à agenda particular de Luis Filipe Vieira.

TIVESSEM GANHO OS JOGOS COM O FC PORTO E NÃO ERA PRECISO PREOCUPAÇÕES COM OS JOGOS DOS OUTROS.

NÃO TIVESSEM PERDIDO PONTOS NOS ÚLTIMOS 10 JOGOS E ESTARÍAMOS A PASSEAR NO CAMPEONATO.

GOLPADA DA VERGONHA, PARTE II

Liga dos Campeões de Futebol Feminino - OUT
Fiba Europe Cup de Basquetebol Masculino - OUT
Champions League ou Challenge Cup de Voleibol Masculino - OUT
European Handball League de Andebol Masculino - OUT
Liga Europeia de Hóquei Feminino - OUT
Taça dos Clubes Campeões Europeus Atletismo Pista Masculino - OUT
Taça dos Clubes Campeões Europeus Atletismo Cross Masculino - OUT
Liga dos Campeões de Judo Feminino - OUT
Taça dos Clubes Campeões Europeus de Triatlo - OUT

Segundo informações que estão a circular, só o Futsal e o Hóquei em Patins vão escapar à sangria em tudo o que não diz respeito ao futebol sénior masculino.

Dizia Domingos Soares de Oliveira, a 23/04/2020, acerca da pandemia:
"Qualquer que seja o impacto, os nossos resultados serão naturalmente sempre positivos, e até diria, muito provavelmente, um dos melhores resultados da história da SAD do Benfica". JN.

A SAD, com os seus mais de 600 colaboradores, é um sorvedor de dinheiro e única prioridade para o presidente do clube.

Impedir a ida das várias equipas que trabalharam para estar nas competições europeias é uma verdadeira GOLPADA inaceitável.

GOLPADA DA VERGONHA, PARTE III

Uma mentira repetida muitas vezes jamais será verdade. Estamos todos de acordo quanto a isto.

A mentira de que o presidente do SL Benfica não beneficia em nada da alteração dos votos atribuídos às Casas do Benfica e à forma como têm que ser constituída a sua gestão jamais passará a ser verdade.

Começando nos orgãos sociais, conforme estabelecem os estatutos em vigor: 

2. Os membros dos órgãos sociais das entidades supra referidas deverão, preferencialmente, ser sócios do SPORT LISBOA E BENFICA, sendo obrigatória esta qualidade com pelo menos um ano de associado para os membros que exerçam a presidência dos referidos órgãos;

Isto quer dizer que qualquer pessoa, com um ano de associado, pode presidir a uma Casa do Benfica e ter na mão, sem qualquer outra obrigação, 50 votos.

Ora, temos cerca de 230 Casas no activo.

Quantos sócios do SL Benfica serão sócios dessas Casas? Quantos votos são influenciados nas Casas com maior proximidade ou mais "mansas" para o presidente do SL Benfica?

Por exemplo, porque foram concedidos REDPASS a algumas Casas do Benfica e negados a outras?
Sim, a figura do REDPASS seria só para os sócios, mas afinal o presidente reserva-se o direito de os dar a quem quer.

Quantos autocarros são fretados pelas Casas, e pagos pelo clube, em dia de eleições? Qual o critério para viajar nesses autocarros que transportam sócios até ao local de votação?

Quantos sócios é que votam com cartões alheios, como todos nós já ouvimos relatos, em dias de eleição, desde que entrou em vigor o opaco sistema de voto electrónico no SL Benfica?

Mas o papel das Casas do Benfica não se resumem aos dias de eleições. 
Em dias de Assembleia Geral, que envolvam votações, geralmente o número de sócios presentes não chega a 1000. Sendo que nem todos terão 50 votos, e utilizando a tal referência de 230 Casas, representarão cerca de 1/4 dos presentes. Todas com 50 votos.

Além disso, há outra variável que nos querem fazer esquecer: as Filiais e Delegações do Sport Lisboa e Benfica, com a revisão de estatutos, passaram a usufruir de 20 votos. Quantas são? Quantos milhares de votos representam?

O que fica evidente é que os sócios dedicados ao clube precisam de pelo menos 25 anos de associado para terem 50 votos. Ou ter pelo menos 10 anos de associado para terem 20 votos.

Nada disso é aplicado às Casas, Filiais ou Delegações.

A importância da Casas do Benfica como Ponto de Encontro é de facto muito grande. 
No estrangeiro, são mais que um local reservado a benfiquistas: são o Ponto de Encontro onde há portugueses.

São também estabelecimentos comerciais e sustento para dezenas de pessoas, benfiquistas ou não.

Mas o seu papel interno e o poder que é ter o número máximo de votos concedido pelos Estatutos do clube e de influenciar outros a votar num único sentido manchará sempre qualquer votação no clube.

Em conclusão: só por desconhecimento, ignorância ou má-fé, acredito, é que se pode negar o peso excessivo e desadequado dos votos concedidos às Casas, Filiais ou Delegações.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Jan Oblak

Avatar
 ●  117 comentários  ● 


"Com o triunfo por 5-0 do Atlético de Madrid alcançado na noite de quarta-feira no terreno do Osasuna, Jan Oblak atingiu o número redondo de 100 pelos 'colchoneros' sem sofrer golos.

O guardião esloveno, que chegou ao clube madrileno oriundo do Benfica em 2014, tornou-se desta forma no mais rápido guarda-redes da história da Liga espanhola a lograr tal feito, tendo necessitado de 182 encontros para o conseguir.

O anterior máximo pertencia a Miguel Reina, histórico guarda-redes de Barcelona e, também, do Atlético Madrid, que nas décadas de 1960 e 1970, disputou 222 encontros até chegar aos 100 sem sofrer golos." - SAPO Desporto.

----------------------------------------------------------

E quanto é que o SL Benfica recebeu por um dos melhores guarda-redes do mundo?

Saiu por 16 milhões mas para o SL Benfica apenas sobraram 9,46 milhões de euros.

Curiosamente, a transferência foi tratada e concretizada pelo agente do jogador, Miha Mlakar, mas Jorge Mendes ficou com 20% do valor, graças a um acordo feito com o presidente do SL Benfica algum tempo antes da transferência.

Talvez um dia se descubra porque Jorge Mendes tem que ter sempre uma percentagem de qualquer transferência do SL Benfica e quem realmente beneficia desse dinheiro. E como se viu, não foram nem 5 nem 10%.

Vencemos!

Avatar
 ●  102 comentários  ● 
Faltam 7 jogos para sermos campeões!

Andrades, podem ligar ao Valentim Loureiro ou ao Pinto de Sousa a ver se eles atendem. Que lata do caraças!

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Rio Ave - SL Benfica

Avatar
 ●  116 comentários  ● 

ONZE DO SL BENFICA: 

Odysseas, Tomás Tavares, Rúben, Ferro, Nuno Tavares, Weigl, Gabriel, Pizzi, Rafa, Taarabt e Dyego Sousa.


Suplentes: 

Zlobin, Samaris, Florentino, Zivkovic, Cervi, Chiquinho, Jota, Seferovic e Vinícius.

-----------------------

Só quero ganhar o jogo. Nada mais.

Vamos lá SL Benfica!

terça-feira, 16 de junho de 2020

Oh Lage!!!

Avatar
 ●  90 comentários  ● 
Queres mais ofertas que isto?!

Ganhar pah!!!!!!!

É mesmo isto tudo?!

Avatar
 ●  49 comentários  ● 

Lage, filho adoptado de Artur Jorge ... e os leaks do balneário

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

Foto: Record
Bruno Lage fez esta terça-feira a antevisão do encontro com o Rio Ave (amanhã, 21h15) e abordou o momento dos encarnados. Questionado sobre a diferença do Benfica na primeira metade do campeonato e o período que atravessa agora - uma vitória em 10 jogos - o técnico respondeu prontamente.

"Falta de empenho não é. Nessa sequência há uma paragem de três meses que não se pode esquecer. É perceber que o jogo seguinte é sempre um jogo em que o adversário nos vai apresentar dificuldades diferentes, explorar alguma fragilidade. É sempre uma oportunidade de fazer mais e melhor. Tivemos uma parte da época com um registo muito interessante, agora menos produtiva em termos de pontuação, são os mesmos jogadores e a mesma forma de trabalhar", afirmou.

Intensidade dos jogadores: Primeiro é a forma de estar na vida e o empenho e dedicação de todos eles treinaram. Viu-se a primeira parte que fizemos, mas com 2-0 na mão não podíamos deixar o Portimonense ficar com posse de bola e colocar-nos naquela posição. O essencial é sentir que toda a gente trabalha diariamente para querer fazer o seu melhor. Vejo isso nos jogadores e é a minha forma de trabalhar e dedicar-me a esta profissão: tudo o que não é fundamental não entra em mim. Vivo o dia a dia de forma muito tranquila e com o empenho de analisar o jogo anterior e não trazer nada de bom ou mau para o seguinte.

Os estágios e a família: Não é novidade que fazemos estágios. O estágio é no dia que antecede o jogo. Houve uma altura em que estivemos concentrados e juntos para trabalhar para não estarmos expostos ao vírus. O trabalho? Acredito muito no que é o bem-estar de toda a gente. Pessoas com energia positiva têm mais vontade de trabalhar. Onde é que se renovam energias? É a treinar, voltar a fazer e a fazer bem para ter energia positiva. O meu foco é muito no que é a tarefa e no que temos de fazer dentro do campo. É aí que a nossa energia positiva é renovada.

O Benfica está a atravessar uma má fase em termos de resultados, mas o treinador Bruno Lage rejeita que o motivo para tal acontecer seja uma eventual falta de liderança dentro de campo. Em véspera de defrontar o Rio Ave (quarta-feira, 21H15) O técnico constata que a equipa cria muitas oportunidades de golo mas, contrariamente ao que aconteceu em outras ocasiões, não as tem conseguido concretizar.

Jogadores que vão substituir os lesionados
"Tenho confiança total em quem entrar. O trabalho é sempre igual, não trabalhamos apenas os que jogam mais ou os que jogam menos. O trabalho é para toda a gente estar preparada para jogar e essas questões são transversais. Temos vários jovens que podem entrar, com confiança da minha parte, mas com muito trabalho já feito ao longo da época."

Ausência dos adeptos
"Sinto claramente a ausência daquilo que é o Benfica. A alma do Benfica são os seus adeptos, basta recordar o que vivemos no ano passado quando fomos a Vila do Conde, aquele mar de gente a apoiar-nos passou-nos uma energia positiva, que o campeonato estaria do nosso lado. Os adeptos vivem o Benfica de forma apaixonada e nunca me senti a jogar fora de casa, pelo apoio fantástico dos nossos adeptos."

Sente que há falta de liderança em campo?
"Não!"

Esperava mais tolerância dos adeptos?
"A paixão é isso. Já no ano passado referi esse tema, viver apaixonado é isso. Sinto apoio das pessoas, claro que não estão satisfeitos, nós também queremos fazer mais e melhor. Toda a gente está empenhada para fazer mais e melhor e em dar alegrias a estas pessoas. Nunca senti falta de apoio dos adeptos e aqui é importante perceber o que é o momento - que acontece e que não tem nada a ver com o futebol -, e o verdadeiro adepto que gosta de futebol e apoia a equipa."

As ausências vão mudar a forma de jogar?
"Nunca nos podemos esquecer das nossas ideias, da forma como os jogadores as interpretam, das características dos jogadores, mas também nunca nos vamos esquecer da estratégia para o jogo. Ao longo da época fomos tendo dinâmicas e posicionamentos diferentes." 

Que motivos há para esta crise de resultados?
"Temos de marcar mais golos do que o adversário; desceu o número de golos. O número de oportunidades não, ainda agora com o Tondela tivemos sete oportunidades na cara do guarda-redes. Nesse percurso recordo-me que até dois penáltis falhámos... Não é olhar apenas para o marcar ou deixar de marcar, sofrer ou deixar de sofrer, não marcamos tantos golos como costumávamos marcar. O mais importante é o nosso trabalho, há energia muito grande para no próximo jogo podermos aparecer como a equipa."

Por que Samaris esteve na bancada no último jogo?
"É tudo uma questão de opção. Tenho boa memória, sou coerente, no final do jogo com o Vitória a pergunta era se Gabriel também não era importante para estar dentro de campo. Nos últimos 4 jogos sabe em quantos Samaris esteve dentro de campo? Esteve em dois. Com Moreirense e V. Setúbal. Todos os jogadores vivem o Benfica de uma forma apaixonada. Acha que não temos um líder dentro de campo, quando temos o Grimaldo que vem de uma sequência de jogos fantástica, sai do balneário a chorar por não poder dar o contributo à equipa? O Pizzi, com muitos anos de Benfica, marca 28 golos, com o número de assistências que tem, acha que falta liderança à equipa? Eu vi a tristeza no balneário! Todos já estiveram dentro e fora, com a união e ambição que temos de fazer mais e melhor e a energia positiva, é nesse sentido que temos de direcionar a ambição para vencer este jogo."

Análise ao Rio Ave: Pretendem chegar a lugares europeus e também um feito histórico, que é o maior número de pontos feitos pelo Rio Ave. Espero uma equipa muito competente. Têm feito uma excelente campanha, com enormes valores individuais e coletivos e uma equipa técnica de excelência. Pretendemos fazer o que sabemos e o que trabalhamos. A excelência foi encontrada em Portimão e queremos continuar esses 45 minutos de excelência. - Record.

-------------------------------------------------------------------------

Todos os benfiquistas querem ver o clube vencer o próximo jogo, como todos queríamos que o Benfica tivesse ganho os anteriores. 

Mas faz muito mal à crença de um benfiquista assistir às conferências de imprensa de Bruno Lage, tais são as banalidades, alarvidades e outras perplexidades ditas pelo ainda treinador da nossa equipa de futebol.

A formula de Bruno Lage para lidar com o que ainda falta do campeonato está repetida por toda a conferência de imprensa:

- Trabalhar "igual"

- Trabalhar todos os dias para fazer "bem"

- Trabalhar para ter "energia" e "energia positiva"

- Fazer "melhor" ou "o seu melhor"

Parece que estamos a ver o filho do Artur Jorge dos tempos do coveiro chamado Manuel Damásio.

Tudo resumido, Lage não dá qualquer sinal de ter percebido o que aconteceu nos últimos 10 jogos.

Só mesmo alguém que não está no seu melhor mentalmente é que é capaz de se referir ao jogo de Portimão com esta expressão: "A excelência foi encontrada em Portimão e queremos continuar esses 45 minutos de excelência."

Quero muito acreditar que ainda vamos passar o FC Porto falido e sem classe, mas há forma de isso acontecer? Como?

Acho que já nem o próprio Lage acredita no seu discurso gasto e repetitivo.

Lamento que o tenham endeusado durante parte da temporada, quando o futebol que o SL Benfica apresentava já era fraco, insuficiente e as opções do treinador eram erradas, injustificáveis e a roçar a incompetência.

Amanhã estaremos todos novamente a sofrer e a torcer pelo nosso SL Benfica...! Toca a colocar o comprimido debaixo da língua e o 112 no speed dial.

Uma nota final quanto aos leaks que vêm do balneário: andam todos a ver se salvam a pele!

Os jogadores porque alguns deles não respeitam a "santidade" do balneário e não guardam para si o que lá se passa. 

O treinador porque se deixa instrumentalizar e humilhar em frente aos jogadores e staff perante as "invasões" constantes do espaço da equipa por quem não deveria ter porta aberta para entrar. Acha que assim ganha o favor de cima.

Mas o mais grave de tudo são os leaks que contam todas as idas de Luis Filipe Vieira ao balneário.

Ora são "ingratos", ora Vieira "exige" isto e aquilo... 

Lamento que o SL Benfica esteja (ainda) nas mãos de quem não o respeita e só procura a sua salvação, mesmo que isso sacrifique os resultados desportivos.

Um presidente que defendesse o SL Benfica protegeria o grupo e não o colocava no "altar de sacrifício" só para salvar a pele.

Um jornalista velho e cansado que precisa de se sentir importante...

Avatar
 ●  55 comentários  ● 


... e por isso nada como se colar ao poder ainda existente, sabe-se lá a troco de quê. Se calhar de nada. 

Isto a propósito de um artigo de opinião do jornalista Fernando Guerra, cuja imparcialidade e independência parecem já ser uma fraca memória dos tempos de ouro do Jornal A Bola, a Bíblia do Desporto.

Saudosos tempos do jornal de folha grande, que borrava os dedos todos de negro e que um pouco de vento na praia tornava a sua leitura uma aventura.

Ora, segundo Fernando Guerra (não haverá um Guerra que se aproveite?!), o grande problema de Bruno Lage são as invejas. Ali para a zona de Belém, ao pé dos restaurantes e dos jardins, costumam estar umas velhotas ciganas que são especialistas em maus olhados e invejas. Talvez então a solução seja treinar ali e aproveitar as capacidades fantásticas das senhoras!

Fernando Guerra dá voltas e voltas com as palavras, contando até para o "score" da gestão de Luis Filipe Vieira apenas os campeonatos desde 2005, aquando da primeira vitória da era Vieira. E afunila, afunila até chegar aos últimos 5 em 6. Está anunciada a hegemonia! Parecia a NEWS Benfica!

Pena é o jornalista de outrora querer ignorar que Vieira gere o futebol do SL Benfica há 18 temporadas e que dessas apenas vencemos 7 campeonatos. SETE EM DEZOITO.

Mas a conclusão brilhante ainda estava para chegar:


O argumento comum à família Guerra: questionar as escolhas e opções de Luis Filipe Vieira como presidente do SL Benfica, presidente da SAD que gere o futebol e homem que chama a si todas as decisões do mesmo, é "atacar" Vieira.

Nem a NEWS Benfica, o outro Guerra ou o recém-convertido Jaime Antunes conseguiriam dizer isto de forma tão directa: "atacar" Vieira é "atacar" a TRAVE MESTRA DO BENFICA, e por isso, é "atacar" o próprio SL Benfica.

A TRAVE MESTRA DO SL BENFICA SÃO OS SEUS SÓCIOS E ADEPTOS.

Quando um jornalista com tantos anos de carreira bate no fundo desta maneira, só podemos desejar que a sua coluna vertebral descanse em paz.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Recomendo o excelente artigo do sócio do SL Benfica António Bagão Félix, que explica muitas das razões para as coisas estarem a correr mal. (Querem ler o artigo comprem o jornal!)

adenda: «Não se alcançam títulos com frases bombásticas, raspanetes internos, que se tornam públicos minutos depois, ou promessas inconsequentes» (Bagão Félix) LER AQUI


Ou então também a espécie de ensaio do ex-árbitro Duarte Gomes, também ele autor de um excelente texto no mesmo jornal.


segunda-feira, 15 de junho de 2020

Exclusivo: "De benfiquista para BENFIQUISTAS!", por Rui Gomes da Silva

Avatar
 ●  123 comentários  ● 

Hoje quero dirigir-me aos benfiquistas!

Aqueles que, como eu, alimentam todos os dias uma paixão infinita pelo Benfica.
O Benfica, nossa companhia de toda uma vida!

Numa vida em que que tanta coisa muda, que vai mudando a cada dia que passa ... mas onde apenas uma paixão permanece, constante no afeto, crescente na dimensão: a paixão pelo Benfica!

Ultrapassámos o confinamento cuidando da saúde e protegendo a nossa Família, desejando que nenhum dos que nos são queridos ou nossos amigos ficasse doente, ao mesmo tempo que “torcíamos” pela recuperação dos milhares que foram sendo infectados em todo o mundo, bem como admirando a coragem de todos os médicos, enfermeiros, auxiliares e restantes profissionais de saúde e autoridades que, todos os dias, arriscaram a sua vida para salvar a dos outros.

Por isso o futebol, sendo a mais importante das coisas menos importantes, parou, como tudo o resto. 

A RUPTURA COM LUIS FILIPE VIEIRA, E NÃO COM O BENFICA

Foi no regresso desse futebol, de que tanto gostamos, que constatámos que - lamentavelmente - não tivemos o Benfica por que tanto ansiávamos!

Queria enfrentar Luis Filipe Vieira nas eleições de Outubro próximo com o Benfica campeão!

E - apesar de tudo - mantenho esse desejo e essa esperança: que o Benfica ainda possa ultrapassar o 
F. C. Porto ... e dar-nos o 38!

Como sempre foi público, o meu “caminho” divergiu da gestão de Luis Filipe Vieira em momentos muito concretos, e, de uma forma constante há muito tempo, ruptura essa tornada pública com a minha saída da direcção do clube em 2016.

Já tinha saído da administração da SAD do futebol em 2012, por assumir demasiadas vezes, para o “gosto de outros”, algumas opções diferentes e bem claras, que nunca caíram bem em quem mandava ou queria mandar.

A maior dessas divergências - sempre crescente e assumida - foi a da aposta do Benfica na Europa, com base num raciocínio tão simples quanto o de que uma equipa forte lá fora também o seria, naturalmente, no campeonato português.

Mas foi quando percebi que, aquilo que defendo e quero para o Benfica não seria a opção de gestão de forma definitiva, assumi a ruptura.

Fui solidário enquanto lá estive dentro, e também o fui cá fora, até com a declaração de que “nunca me candidataria contra Luis Filipe Vieira”. 

Sempre esperei que o presidente do Benfica percebesse, perspicaz como é, de que o caminho não era aquele.

Só que todos vão compreender que, quando se é sócio ininterrupto há 61 anos como eu, quando se teve a honra de vestir a camisola do Benfica como atleta (como o fiz no Hóquei em Patins), não é possível assistir à degradação da ambição desportiva do Clube e ficar de braços cruzados!

E entre Luis Filipe Vieira (ou qualquer outro) e o Benfica, escolho e escolherei sempre o Benfica!

Sou candidato pelo Benfica, pela sua História de 116 anos, mas, principalmente, pelo futuro do Clube!

Sou transparente nos meus objectivos perante todos os benfiquistas e, por isso, me candidato!

Mas também o faço com a certeza de que cumpro todos os pressupostos dos estatutos para o fazer.

QUEREMOS UM BENFICA FORTE

Tenho a ambição de tornar a ver um Benfica forte como os mais fortes!

Para que isso aconteça será preciso trabalhar muito, tendo sempre como objectivo o sucesso desportivo (e não os negócios de ou com terceiros).

Para que isso aconteça vou-me fazer acompanhar de uma equipa de benfiquistas, competentes nas suas áreas de atuação, e que terão como prioridade o rigor, a honestidade e o sucesso do Benfica.

Porque - como sempre afirmei - acho possível ser sério e estar no futebol. Não ser anjinho ou sonso, mas sério!

Porque acho possível querer ser dirigente e nada querer ganhar por servir o Benfica!

Porque quero que ser do Benfica e ter um comportamento exemplar em termos cívicos seja novamente a bitola!

Essa equipa que comigo vai trabalhar a favor do Benfica terá o seu tempo para ser revelada, como haverá tempo para discutirmos programas e projectos em pormenor.

Temos trabalhado muito, temos “contas feitas” que comprovam que o sucesso financeiro da SAD é viável construindo uma equipa de futebol forte, para que não passemos as humilhações a que temos assistido na Europa (naquele que a máquina de propaganda do regime nos anuncia ser período de maior fulgor do Benfica)!

Não descobri “a ambição da Europa” nos últimos tempos. 

Defendi sempre essa ideia ... mas, mais importante para o que aqui nos interessa ... bati-me sozinho por essa ambição quando mais ninguém “lá dentro” a defendia.

No que toca à formação, considero que é um meio para o sucesso desportivo e não um fim ou um instrumento financeiro de onde resultem ganhos para terceiros, à conta de comissões não devidas!

Sempre o disse e reafirmo-o aqui: a formação deve servir para criar jogadores de eleição do futuro, mas na equipa principal do Benfica e não para dar comissões a ganhar ou enriquecer terceiros.

As modalidades, de que sou um antigo praticante como vos disse, também terão um lugar muito especial no meu mandato!

Ao contrário do atual presidente que não assiste a um único jogo de pavilhão, serei um Presidente presente, também aí. 

O ecletismo não se apregoa… pratica-se!

Não serei “pai de ninguém” mas farei tudo para ser o líder de que os profissionais do Benfica precisam quando as coisas não correrem bem.

Não me vou refugiar da vista dos benfiquistas se ou quando algo falhar. 

Não me vou esconder dos adversários.

Estarei sempre na linha da frente da responsabilização da gestão do clube. 

Não tive qualquer receio de enfrentar a máquina de comunicação ao serviço de Luís Filipe Vieira, paga com o dinheiro do Benfica, que procura triturar qualquer um que se assuma contra as suas opções!

Muito menos terei qualquer receio de escutar ou aparecer junto daqueles que são os “meus pares”: os benfiquistas.

Não temo o FC Porto nem estou comprometido com qualquer realidade que tenha como prioridade outras coisas que não o sucesso do Benfica.

OS BENFIQUISTAS

Aproveito para agradecer com emoção as centenas de manifestações de apoio dos últimos dias, nas várias plataformas sociais e públicas.

Confesso que algumas delas me tocaram em especial, vindas de quem ainda há pouco tempo afirmava, com veemência, que “Rui Gomes da Silva nunca!”. 

Sei que não tenho a imagem pública mais “amorosa” da TV portuguesa...

Assumi quando tive que assumir divergências e rupturas. 

Algumas posições minhas podem, até, ter parecido divisionistas ou pouco propícias a unir os benfiquistas num objectivo. Em alguns momentos terão sido.

Mas todas elas tiveram um propósito que foi despertar os benfiquistas para uma realidade que, infelizmente, está à vista de todos: a degradação desportiva sem fim à vista do nosso Benfica e o esgotamento de um projecto de poder e negócios, liderado por Luis Filipe Vieira.

O que vos afirmo e prometo é que o que me move é o meu benfiquismo, ininterrupto, de 61 anos!

E esse benfiquismo é e será a única razão para apelar à união em torno do Benfica e nunca em torno de personalidades, de interesses pessoais, de caudilhismos, de lideranças forçadas por medos não confessados!


Por isso vos peço, hoje, que mesmo descrentes na capacidade da equipa em dar à volta aos acontecimentos, não deixem de manifestar o vosso apoio ao Benfica e à sua equipa de futebol.

Eles precisam mais que nunca de nós! 
Só assim poderemos exigir resultados em troca deste apoio incondicional.

O QUE FALTA PARA UM NOVO CAPÍTULO NA HISTÓRIA DO BENFICA

Mas a nossa luta vai mais além!

Por isso, vos peço, também, que:

1) lutem e exijam a realização de debates entre os candidatos que reúnam as condições para o serem, no período eleitoral;

2) lutem e exijam transparência nos métodos e, por isso, que seja possível a confirmação da votação electrónico com o voto em urna, através do depósito de um comprovativo emitido no acto de votação de cada sócio, identificado pelo seu cartão de sócio e cartão de cidadão;

3) lutem e exijam que os meios do Benfica não sejam utilizados em proveito próprio de ninguém, solicitando à Mesa da AG e restantes órgãos sociais o controle, a imparcialidade e equidistância dos mesmos

Todos juntos poderemos fazer um Benfica melhor, mais transparente, mais rigoroso e mais democrático.

Para, depois de eleitos, a par do sucesso desportivo em Portugal e na Europa, democratizarmos os Estatutos do Benfica, com: 

a) alteração das regras de candidatura, 

b) limitação de mandatos e

c) fazer corresponder o número de votos ao número de anos de sócio!

Todos ... pelo Benfica!

Ou, como gosto de dizer ...

POR TI ... BENFICA!

NOVA VERSÃO DE: "Presidente vou meter o miudo a jogar"

Avatar
 ●  13 comentários  ● 
Há pouco mais de um ano atrás, depois de o Presidente ter visto uma luz, o Bruno Lage ao assumir a equipa disse: "Presidente vou meter o miúdo a jogar" [sobre João Felix].

Fica a minha sugestão para que Bruno Lage, para a próxima quarta-feira:

- "Presidente estou-me nas tintas para as merdas que se passam com o contrato do Zivkovic. Vou mandá-lo a jogo, assim como o Samaris".

domingo, 14 de junho de 2020

Luis Filipe Vieira arrisca a Presidência como nunca!!!

Avatar
 ●  50 comentários  ● 
Luis Filipe Vieira acha que tem tudo sob controlo. Eu não sou dos "românticos" que acham que se pode ser canalizador sem ter que mexer na merda, ou seja, que é possível alguém ser Presidente do SLBenfica, primeiro-ministro, presidente de uma grande empresa, etc... sem alguma vez ter tido que pactuar e aceitar certas coisas que a generalidade de nós prefere que não aconteçam.

Vieira habituou-se a mexer demasiado na merda... misturou a sua vida pessoal e profissional com o SLBenfica... mas eu continuo a considerar que não se trata de algum que, como Vale Azevedo, Pinto da Costa ou Bruno de Carvalho, tenha cometido ilegalidades, tenha sido corrupto ou tenha roubado o clube... o que não quer dizer que não tenha feito várias coisas moralmente condenáveis ou feridas de legitimidade.

Num momento em que o poder político procura moralizar o poder empresarial e o desporto, os Presidentes temem pelas implicações que isso possa ter, por isso Pinto da Costa e Vieira não pensam noutra via que não manter-se no poder, especialmente se não tiverem garantias de "imunidade". É por isso que Pinto da Costa "dotou" o novo FCPorto de vários políticos em momentos em que precisa de "brindes" para o investimento em infra-estruturas e em que sabe que pode não aguentar o mandato até ao fim.

O Presidente do Benfica considera-se todo poderoso e superior a tudo!

Acha que montou uma máquina capaz de ganhar de qualquer maneira e que "funciona sozinha". A vitória do ano passado foi "apenas" mais um mau exemplo disto...

Primeiro achou-se que só ganhava por "culpa" de Jesus... tirou Jesus... e ganhou!

Depois eram os super jogadores como Aimar, DiMaria e outros... meteu a formação... e ganhou!

Seguiu-se a "estrutura" que dizia Jesus que ganhava jogos... tirou Lourenço e outros... e ganhou!

Depois arrojou e tirou o treinador e meteu um jovem de qualidade mas inexperiente... e ganhou!

Insistiu na formação como elemento fundamental... e ganhou!

Agora está a começar a sofrer as consequencias de tudo isto e tem uma estrutura ineficaz, um treinador com liderança posta em causa, um plantel desequilibrado... e arrisca-se não ganhar e, pior, no meio de um impacto do COVID19... arrisca-se não ter dinheiro para recuperar.

Pelo caminho, as "vacas sagradas" do plantel, que já ganharam vários titulos e para quem este titulo é apenas mais um... querem ver corrigidas muitas destas asneiras... e estão dispostos a dar o titulo à troca.

Mas para Vieira este não é apenas mais um titulo...

é o ano em que tem que ganhar porque não vai poder "recuperar" os sócios com contratações e arrisca-se a ter eleições em pleno arranque da temporada. Pelo imenso atraso que o COVID19 vai impor.

A TEMPESTADE PERFEITA PARA VIEIRA...

Acho que o "mãe, olha agora sem mãos e sem pés!"... vai acabar em "Vieira, olha agora sem dentes!"... arrisca-se a perder a Presidência do alto da sua soberba e humildade que perdeu, por acreditar que criou uma maquina independente de tudo.

Os jogadores em Portimão deram uma lição ao Presidente sem dizer uma palavra... e quase aposto que pela frente nenhum o assumiu e todos se mostraram muito aborrecidos.

Mas a tempestade pode piorar...

... a tentação do poder político de atacar o futebol para moralizar a sociedade num momento em que vários sacrificios vão ser pedidos aos portugueses nos próximos dois anos, pode trazer um "aperto" aos "patrões" do futebol... e o que pode impedir isto são as "fileira cerradas" dos adeptos.

Nenhum político quer "abrir fogo" a dirigentes desportivos fortes e, com isso, por em causa uma vasta linha de apoio que lhes pode custar decisões politicas.

... mas um dirigente desportivo que tenha a sua gente já descontente e a atacá-lo... pode perfeitamente servir de moralizador social sem que isso cause demasiados danos, pelo contrário.

ranking