O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 17 de janeiro de 2015

Grande dia para a nossa Formação

Avatar
 ●  17 comentários  ● 
Nelson Oliveira titular na Premier League no Swansea com o Chelsea

Bernardo Silva titular na Ligue 1 no Mónaco com o Nantes (marcou o golo da vitória)

João Cancelo entrou aos 44' na La Liga no Valência com o Almeria e fez o melhor jogo desde que chegou a Espanha.

Responsabilidade absurda sobre Jorge Jesus...

Avatar
 ●  33 comentários  ● 

Eu bem sei que o próprio gosta de alimentar o mito, mas começa a ser profundamente irritante essa responsabilidade absurda que muitos benfiquistas querem colocar sobre Jorge Jesus para ele "fazer jogadores", quaisquer jogadores.

Parece que agora o treinador do Benfica tem-lhe reconhecido um dom de "transformar merda em ouro", uma espécie de obrigação intrínseca.

TRETAS! Metam na vossa cabecinha que o Jorge Jesus é um excelente treinador, imensamente exigente, um brilhante "construtor" de equipas que compreendem perfeitamente bem os diferentes momentos do jogo, etc. Para chegar a isto, o Jorge Jesus estica os seus jogadores até um patamar muito bem definido, obrigando-os a explorar as suas capacidades inatas num nível de exigência muito elevado.

Jesus alguma vez "transformou merda em ouro"? NÃO!
Jesus alguma vez integrou jogadores de grande qualidade e/ou com imenso potencial em jogadores melhores ainda? SIM... Mas fruto da sua capacidade para aliar as competências inatas dos jogadores a um nível de grande exigência táctica.

Será muito importante perceber isso para acabarem de uma vez por todas com as "cobranças" sobre jogadores como Emerson, Luis Felipe, Cortez, Sulejmani, Djaló, Funes Mori, Jara, Bebé, Benito, Steven, Melgarejo, Kardec, Bruno Cesar, Sidnei, Luisinho, Mora, Urreta, Airton, Filipe Menezes, Eder Luis, José Luis Fernandez, Shaffer, Peixoto, Carole, Roberto, Keirrison, Yebda ou Patric...

Já chega! Jorge Jesus não fez deles bons jogadores, porque simplesmente são jogadores sem qualidade para atingir esse patamar que outros como Coentrão, David Luiz, Enzo Perez, Matic, Rodrigo, Ramires, Markovic, DiMaria, etc atingiram.

O retorno desportivo e financeiro obtido com esses jogadores não mérito exclusivo de Jorge Jesus. O mérito do treinador é ser exímio no treino e no trabalho de campo, impondo o nível exigência que eleva os executantes de grande qualidade a exponenciarem toda a sua categoria... que já tinham.

Alguém ainda se lembra que nomes como os acima referidos, quando chegaram à Luz, uns já tinham sido contratados por gigantes como o Matic, outros já vinham em trânsito para a Premier League como o Ramires e o Marko, outros já eram jogadores de grande destaque nas selecções jovens como o Coentrão e o Rodrigo e o David Luiz entrou em campo "a frio" com o PSG e viu-se logo que estava ali jogador para ser trabalhado.

Dêem bons jogadores ao Jesus e ele leva-os a fazer "o extra mile" para serem grandes jogadores. Não esperem do Jesus a marca que caracterizou o Mourinho de fazer render jogadores como o Nuno Valente, Derlei, Paulo Ferreira, Maniche, Costinha, etc... tudo jogadores que quando sairam a visão e método de Mourinho... "morreram". Mesmo o Mourinho há muito que deixou de "mostrar" isso, talvez desde que saiu do Inter Milão.

Agora se queremos abrir a discussão se é só ele que é capaz de fazer isso, acho que nem vale a pena ir por esse caminho, de tão absurdo que é. O que poderá ser motivo de conversa são quais os critérios que ele tem e os que outros têm para fazer isso... e quais os que são precisos ter para ser treinador do Benfica, face à realidade existente nas finanças do clube e face aos recursos da formação que a Direcção quer aproveitar. Se quiserem ter essa discussão... a caixa de comentários está aberta!

Tudo o resto? Não gastem o vosso tempo em discussões de "medição do tamanho da pilinha"!

O FCPorto não vai ser campeão e a culpa é da FPF

Avatar
 ●  10 comentários  ● 
Está resolvido!
Depois da cagada escrita que o FCPorto fez sair para a imprensa hoje, uma coisa ficou clara: o FCPorto já percebeu que não tem "cabedal" para vencer este campeonato e já começa a fazer a gestão possível dos muitos danos que isso vai gerar entre os portistas (há menos portistas que "servos do Pintodacostismo").

Os pobres coitados afinal não vão vencer porque andam a ser perseguidos pela FPF, enquanto o Benfica é, segundo eles, beneficiado pelas arbitragens.

Quando o desespero e a senilidade tomam conta da liderança do clube... Dá nisto!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

E agora? Vamos ter debates sobre o tema?

Avatar
 ●  40 comentários  ● 

"Habitual titular na equipa de Rui Quinta, Quiñones, emprestado pelo FC Porto, ficou de fora da lista de convocados do Penafiel para a receção deste sábado aos dragões.

O jogador terá ficado de fora por opção, uma vez que não está castigado nem figura no boletim médico."
- A Bola.

-----------------------------------------

Critiquei quando um caso idêntico envolveu o Benfica, mesmo por isto ser uma das imagens de marca do FC Porto. 
A batota, os métodos sujos, o não olhar a meios para atingir fins, tudo o que se viu do final dos anos 80 até hoje.

O que espero agora é que se façam os mesmos debates sobre o tema. Ou será que ninguém vai puxar o assunto? 

Excelente Comunicado!

Avatar
 ●  9 comentários  ● 
Brilhante! Objectivo e esclarecedor! Não era necessário nem expectável, porém o Benfica antecipou-se às especulações e deixou os seus adeptos bem esclarecidos:

Comunicado

"Perante o continuo desfilar de nomes que a comunicação social insiste em associar ao Sport Lisboa e Benfica, a Benfica SAD informa que, com a chegada de Hany Mukhtar e com uma situação pendente relacionada com o jogador Jonathan Rodríguez, não haverá mais nenhuma contratação nesta janela de transferências. Todos os restantes nomes veiculados pela imprensa não têm fundamento por muita vontade que alguns agentes possam ter em valorizar os jogadores que representam."

A estatística de JJ

Avatar
 ●  28 comentários  ● 
Fiquei hoje a saber no Record que superando o Marítimo, o JJ guia o Benfica à melhor primeira volta dos últimos 30 anos.

Isto NADA tem que ver com os rivais directos estarem bem ou menos bem. Neste contexto tem apenas a ver com performance do SLBenfica numa volta do campeonato, a mesma volta que outros também tiveram que fazer.

Impressionante

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

A aposta nos miúdos... por Fernando Gomes

Avatar
 ●  22 comentários  ● 
Quando estabeleceu os regulamentos da Liga de Clubes, o Fernandinho, definiu duas grandes regras:

- Durante a prova, com exceção das primeiras duas fases, os clubes são obrigados a lançar em cada jogo pelo menos 5 jogadores que tenham sido incluídos na ficha técnica (efetivos ou suplentes) em um dos dois jogos oficiais imediatamente anteriores.

- Os clubes são também obrigados a incluir na ficha técnica como efetivos, em cada jogo, pelo menos 2 jogadores “formados localmente”. Esses jogadores têm obrigatoriamente de ser utilizados pelo menos 45 minutos.


Ah e tal veio de lesão e jogou no Domingo blá blá blá... (esta conversa é válida também para o Flopetegui que "lançou" o Ivo Rodrigues, dizem os jornais, quando na verdade ele "tinha que lançar" o Ivo Rodrigues, tal como o Jesus tinha que ter dois jogadores também.

A Liga de Clubes vem advogar que esta Taça deveria fomentar a utilização de jogadores mais jovens, mas depois limita-se a "pedir" que usem portugueses.

A pergunta que se coloca é: Porque raio os clubes devem investir na formação, se depois quando a Liga pode fomentar a utilização desses jogadores... vem limitar apenas a jogadores formados localmente ao invés de jogadores formados no clube, que, na minha opinião era como deveria ser.

Ou seja, a aposta na formação do Fernando Gomes é uma falácia total... bem como é a obrigação de os jogadores terem mesmo que jogar ou a palhaçada de ter 5 jogadores que tenham estado nos convocados nos dois jogos anteriores.

Se o Nando, agora o Duque, tivesse coragem, permitiam aos clubes usar quem quisessem (no ponto 1, acima), porém incluir os efectivos de cada jogo na Taça da Liga, um mínimo de 4 jogadores formados no clube.

Isto sim seria a Liga fazer um favor à sustentação do modelo do futebol profissional e de formação.

Gala "Quinas de Ouro". Premiados.

Avatar
 ●  55 comentários  ● 

FUTEBOL:

Jogador do século: Cristiano Ronaldo.

Treinador do século: José Mourinho.

Onze do século: Vítor Baía, Fernando Couto, Germano, Humberto Coelho, Ricardo Carvalho, Coluna, Figo, Rui Costa, Cristiano Ronaldo, Eusébio e Futre.

Onze contemporâneo: Vítor Baía, Fernando Couto, João Pinto, Ricardo Carvalho, Humberto, Chalana, Figo, Rui Costa, Cristiano Ronaldo, Futre e Pauleta.

Onze histórico: Costa Pereira, Germano, Hilário, Vicente, Virgílio, Coluna, Simões, Travassos, Eusébio, Matateu e Peyroteo.

Seleção do século: Seleção AA - Mundial 1966.

Jogadora do século: Carla Couto.

Árbitro do século: Pedro Proença.

Quinas de platina: Eusébio.

Quinas de honra: Camacho Vieira (ex-médico da seleção), Gilberto Madail (ex-presidente da FPF), Carlos Queiroz (ex-selecionador de Portugal), Luís Figo (ex-jogador) e Liga Portuguesa de Futebol Profissional (clubes).

Prémio do presidente: Associação de Futebol de Lisboa, Associação de Futebol de Portalegre e Associação de Futebol do Porto.

FUTSAL:

Jogador do século: Ricardinho.

Jogadora do século: Rita Martins.

FUTEBOL DE PRAIA:

Jogador do Século: Madjer.

----------------------------------------------

Li vários comentários a questionarem as escolhas para as várias categorias. Podemos concordar ou não, mas pelo que me parece isto foi resultado de uma votação online. Se estiver errado, agradeço que me o indiquem.

Ver Ricardo Carvalho, Fernando Couto ou Vítor Baía no onze do século realmente dá que pensar. Não por terem sido atletas do FC Porto, mas porque certamente tivemos em Portugal jogadores de maior craveira e qualidade nessas posições. 

Mas pela proximidade do tempo, até posso compreender as escolhas.

Quanto ao jogador do século, a escolha óbvia para nós benfiquistas será sempre Eusébio. Mas para quem o viu jogar penso que também o será. 
É claro que Ronaldo é um jogador notável, incomparável com quase nenhum outro, e que continua a acumular um currículo que dificilmente será suplantado num futuro próximo por qualquer outro jogador.

A importância de Eusébio terá sido vindicada com o prémio "Quinas de Platina".

Mas para os amigos benfiquistas que estão revoltados com as escolhas da FPF, podem pedir a Luis Filipe Vieira que fale com o seu camarada Fernando Gomes. 


O problema é haver benfiquistas!

Avatar
 ●  26 comentários  ● 
Isto sem benfiquistas era muito mais fácil!

Se jogam é porque jogam, se não jogam é porque não jogam. Se jogam deviam jogar mais tempo, enfim...

Temos de chegar à conclusão que o problema é ainda haver gente que acha que o treinador é funcionário do clube e que este quando toma decisões, tem uns milhares "que lhe pagam o ordenado" e que, estupidamente, acreditam que podem ter opinião.

Mais uma vez o Jesus fez a coisa certa da forma errada, o que me leva à eterna questão que sempre aqui tenho existo: até onde iria a dimensão mundial da sua grande competência se tivesse outro carácter?

Jesus disse, e é admissível que seja essa a sua ideia (e eu até concordo) que, por motivos diferentes, o Guedes e o Fonte estava definido à partida que só jogariam meio jogo.

Ora, tendo isso em conta e sabendo ele que os sócios estariam de olhos postos nos putos, ele não se teria protegido mais se tivesse optado por os lançar ao intervalo, já com o jogo previsivelmente decidido? Ou caso não estivesse, em nome dos superiores interesses da equipa (e dos próprios) eles entrarem só quando o jogo estivesse decidido???

Desta forma, aqueles que mais avidamente os queiram ver em campo, deixou o sentimento agri-doce de quer quando os rapazes finalmente ultrapassavam o nervosismo e a ansiedade, saíram.

Eu, pessoalmente, não esperava a titularidade de nenhum dos dois. Considerei correcta a não inclusão do Teixeira para dar minutos ao Pizzi que se assume claramente como um caso sério naquela função - notem que precisamos de o por a jogar, trata-se do jogador mais caro do plantel (à chegada), estando valorizado em 12M€ (6M€ por 50% foi quanto custou).

Quanto ao Guedes, preferia tê-lo visto entrar aos 45' ou aos 60' para o lugar do Salvio ou do Sulejmani, em função da condição de cada um e do que é expectável fisicamente para Domingo.

O Fonte, não me choca que tenha sido titular, mas não creio que fosse a melhor solução, novamente. Talvez o colocasse ao intervalo também ou no início da 2ª parte - apenas porque vem de lesão, porque o considero potencialmente superior ao Derley.

Se o Jesus se tivesse acautelado desta forma, mantinha o seu planeamento e ficava menos sujeito a críticas pela forma como geriu a utilização dos jovens da equipa B.

Seja como for, friamente, penso que temos que estar satisfeitos por ter visto os jogadores em campo, ambos com qualidade para voltarem a ser chamados, juntamente com o Teixeira. Ontem não fizeram uma exibição de encher, mas um tem 18 anos acabados de fazer e o outro jogou na "I Divisão" pela primeira vez. O nervosismo era evidente é só pode melhorar. Notou-se muita vontade de mostrar serviço. O Guedes teve excelentes pormenores (e várias perdas de bola desnecessarias) e o Fonte ia marcando (se não tivesse sido ceifado no lance do penalti).

Entre os "crescidos", Cristante e Pizzi estão a mostrar serviço e, claramente, a por em causa a dupla Samaris/Talisca naquela zona do terreno. Samaris e Lima podem ser os "sacrificados" da ascenção do italiano e do português.

A afirmação da noite, por Jorge Jesus.

Avatar
 ●  42 comentários  ● 


«A minha renovação não depende dos resultados desportivos» 


Então depende de quê?!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Ridículo!!!

Avatar
 ●  68 comentários  ● 

A jogar contra 10 e a ganhar 2-0, era o jogo ideal para os putos CRESCEREM!

Depois venham dizer que Jorge Jesus trata todos por igual.

Que justificação vai inventar Jorge Jesus para ter retirado os miúdos?

O Talisca tem 20 anos e precisa de tempo!

E os outros????

Patrick Vieira goza com (alguns) benfiquistas

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

O antigo internacional francês teceu rasgados elogios ao alto nível de formação no futebol português, e apontou o Benfica e o FC Porto como casos de sucesso na Europa. Patrick Vieira esteve, esta quarta-feira,em Portugal para participar no evento da FPF "Football Talks" como representante do departamento de formação do Manchester City, clube que representou enquanto jogador no final da sua carreira em Inglaterra. 

Questionado sobre o nível de formação em Portugal, o antigo médio francês de clubes como Arsenal ou Manchester City colocou o futebol português no lote dos melhores países formadores da Europa. "A nível de formação, Portugal tem dos melhores clubes da Europa, podemos constatar isso observando os jogadores que foram formados nos últimos 20 ou 30 anos", começou por dizer Patrick Vieira. 

"Nós, no Manchester City, já jogámos contra o Benfica na Youth League e posso dizer que há muitos bons jogadores no Benfica", frisou o antigo campeão do Mundo e da Europa pela formação gaulesa. 
in SAPO

Olha, mais um a desestabilizar...
Bons jogadores na formação? Com esses não se ganham campeonatos, pah!

Sou contra o pólo de estudos no Seixal!

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
Se com os estudos que têm hoje os jogadores da formação, como o Raphael Guzzo (e outros), já vão percebendo o óbvio... imagino quando puderem ter mais estudos ainda!

(desculpem, mas li esta num forum e convenhamos que o autor tem mérito no sarcasmo)

Não "matem" os miúdos!

Avatar
 ●  57 comentários  ● 

Foto: Escolas de Futebol Geração Benfica

"O Sport Lisboa e Benfica abre as portas das Escolas de Futebol com a certeza de que jogar futebol é mais do que marcar golos.

Já imaginaste conhecer o universo benfiquista e jogares com a camisola encarnada? Este é o teu sonho que vamos ajudar a tornar realidade.

Porque acreditamos que são jovens atletas como tu que impulsionam e mantêm o Benfica nos grandes palcos do futebol nacional e internacional, temos para ti os melhores programas de treino, que te vão proporcionar as melhores experiencias possíveis ao mesmo tempo que te vão desafiar a ser melhor, obrigar a nunca desistir e a trabalhar em equipa, levando-te a ser mais forte dentro e fora do campo

Também tu podes ser jogador do Benfica. Traz os teus amigos e diverte-te numa das Escolas de Futebol que o Benfica tem à tua espera por todo o país." - in Sport Lisboa e Benfica.

------------------------------------------------------------------

Eu habituei-me como benfiquista a sentir um imenso orgulho sempre que observava miúdos empolgados por vestirem a camisola do Glorioso.

Cresci a ver treinos na antiga Luz e sei bem como era especial para os jovens jogadores verem os seniores a treinar, a jogar, e todos sonhavam com o dia em que podiam treinar com eles ou até mesmo conseguir um dia um lugar no onze principal do Sport Lisboa e Benfica! 

Daí que é com muita irritação que leio comentários que atacam os "miúdos" de hoje que acreditam no seu valor e ambicionam legitimamente uma oportunidade para demonstrar o seu valor.

Bem sei que a maioria não terá aquele valor "extra" para conseguir um lugar no Benfica. Mas agora sonhar e ambicionar isso passou a ser mau? 
Ou será que a presunção de que se é "especial" é só de alguns que só no Benfica mostraram alguma coisa? 

É uma pulhice as acusações que se fazem aos jogadores jovens da formação. São acusados de serem vedetas, maus profissionais, e que quererem lugares no onze só porque são da...formação.
Nunca vi ou ouvi nenhum jogador da formação pedir isso.

O que os jogadores da formação têm o direito de ambicionar e reclamar é por oportunidades de demonstrarem(ou não) o seu real valor.

O que se vê no atual Benfica de Jorge Jesus? A negação do texto de apresentação das escolas do Benfica!

Os "miúdos" são impedidos de verem os treinos dos seniores, sendo até repreendidos por o quererem.

Os "miúdos" são impedidos de terem oportunidades na equipa senior, onde qualquer jogador mediano, desde que tenha vindo indicado por Jorge Jesus, tem os minutos que precisar para se entrosar.

Os "miúdos" não são cegos nem surdos. Observam como o treinador defendeu Emerson ou como defende hoje Talisca. Dois jogadores de valor oposto. 

Emerson só mesmo o treinador é que não via que não tinha qualquer valor para estar no Benfica. Perante toda uma temporada que teve para mostrar valor, o que pensam os "miúdos" perante a falta de oportunidades? 

Talisca tem alguma qualidade, mas ainda lhe falta bastante para ser um fora de série. O próprio Jorge Jesus ainda no sábado lembrou que o Talisca é um miúdo de 20 anos e que precisa de tempo para fazer o seu caminho. 

Ora porque raio os "miúdos" da formação não têm o mesmo tratamento? Não precisam eles também do mesmo "tempo" para crescerem? 
O que justifica que uns tenham o direito de crescer dentro de portas, protegidos pelo Benfica, e outros sejam enviados para clubes menores, sem acompanhamento, e depois reclamar-se que voltem craques?

Não sei o que está por detrás das intenções de Jorge Jesus ao descriminar negativamente todos os "miúdos" do Benfica. 

Lembro que até um que não era propriamente da formação do clube, André Gomes, só começou a ter tempo real de jogo depois de ter sido vendido. Durante muito tempo se pediu uma oportunidade para o "miúdo". Diziam que não tinha valor suficiente. 

O que entendo é que aqueles que atacam os miúdos da formação são os mesmos que num dia idolatravam Enzo Perez e no outro chamavam-lhe pesetero.
Fanáticos a que falta inteligência para entenderem o futebol, a magia que ainda ilude tantos miúdos, e a realidade de quem sonha com a camisola do Benfica desde miúdos. 

De quem pode gostar muito de estar no clube como Enzo e que foi irrepreensível enquanto cá esteve mas que naturalmente seguirá o seu caminho.

O Sport Lisboa e Benfica não pode continuar a gastar milhões de euros na formação e continuar a ter no treinador principal um inimigo dos "miúdos" da casa.

Não se trata de "oferecer" nada de mão beijada. 
É uma questão de dar as mesmas oportunidades que se dão a outros. 

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Como todos os processos de mudança, ao início há "baixas"!

Avatar
 ●  44 comentários  ● 
Primeiro foi o Filipe Nascimento a dar conta que nasceriam as vezes que fossem necessárias... o Bernardo juntou-se a ele (e como isso se "lixou") e agora o Guzzo reforça a tese de que há jogadores bons lá fora é verdade, mas talvez não fosse mau olhar para alguns de cá antes de os ir buscar.

O Filipe Nascimento foi parar ao Académico de Viseu, o Raphael Guzzo ao Chaves, ambos sem sequer evoluirem na equipa B e o Bernardo Silva foi para o Mónaco fazer o que só mesmo o Jesus não quis que ele fizesse no SLBenfica.

"Três baixas" de um processo de mudança! É assim que vejo estes miudos... aos quais junto o Ivan Cavaleiro, que dificilmente voltará depois do que disse à chegada à Corunha, ou o Nelson Oliveira depois do que tem referido no rescaldo de cada empréstimo sucesso.

Já repararam na "curiosidade" de todos os que pediram atenção... estarem afastados?

Em conteúdo, estão TODOS certos! Na prática, sabemos que ao fazerem-no, basicamente estão a constituir-se baixas do processo de mudança. Como benfiquistas que são todos eles... um dia vão sentir-se "soldados" desta guerra e baixas importantes na "guerra" da mudança.

Dos três mais novos, um é claramente jogador para o SLBenfica, o Bernardo Silva, mas há no SLBenfica quem autorize que se encontrem sempre defeitos que justifiquem não apostar nele. Ora é porque é baixo, ora é porque é 10, ora é porque remata com pouca força, ora porque é "pesetero" e quer ganhar mais dinheiro, ora porque não aceitou ficar sem jogar... enfim!

Os outros dois mais velhos, como Nelson Oliveira e o Ivan Cavaleiro, continuo sem perceber porque o SLBenfica tem o Derley, o Rui Fonte, o Sulejmani e o Ola John ao invés desses dois. São craques mundiais? não... mas quem lá está demonstrou ser mais e melhor? pois...

Os outros dois entre os mais novos, duvido que alguma vez viessem a jogar no SLBenfica, pelo que as suas palavras façam deles "baixas úteis" num processo de mudança que só mesmo alguns adeptos mais distraídos ainda não perceberam que é irreversível e que vai acontecer: Um país de futebol de formação!

O Presidente do SLBenfica "já viu o filme" e arrancou à frente de todos os outros!!!
Não querem? Pois... então a minha sugestão é que comecem a angariar uns milhões para sustentar as políticas "expansionistas" de aquisições que vos fazem sonhar.

A estrutura de formação dos planteis vai ter que ser conforme o Presidente do SLBenfica já referiu, aliás estando este mais uma vez uns três ou quatro anos à frente dos demais na antecipação de decisões de gestão:

1) - Jovens com elevado potencial descobertos pelo scouting e que num contexto de 3 a 5M€ podem chegar à Luz para ser trabalhados, valorizados desportiva e financeiramente numa futura venda...

2) - Jogadores da formação que, independentemente do treinador terão que ser uma importante fonte de reforço do plantel anualmente, ainda que em vários casos (para não dizer sempre) não necessariamente no sentido de reforços para titulares.
3) ... E de resto, terão que acreditar que jogadores (como o Mukhtar ou o Friesenbichler) podem chegar ao clube ao custo zero ou perto disso e um dia representar um jogador de grande mais valia desportiva ou financeira. Diz-nos a experiência passada que teremos talvez um em cada cinco destes que vai resultar.

O Presidente foi claro sobre este assunto e sobre a insustentabilidade do modelo actual! Pelo caminho, haverão algumas baixas de agentes desportivos (jogadores, treinadores e dirigentes) que se vão insurgir especialmente contra o "nivel 3" deste modelo, procurando incentivar a que 80% a 90% dos planteis seja formado nos niveis 1 e 2.

O Guzzo foi "apenas mais uma baixa", tal como já terão sido o Nelson Olveira, Ivan Cavaleiro, Bernardo Silva e Filipe Teixeira. Possivelmente, o sucesso do Gonçalo Guedes, João Teixeira, Renato Sanches, etc... terá implicado estas "baixas"antes.

Em defesa do Guzzo e dos outros que já se insurgiram contra este tipo de movimentações, e notem que nem sequer estou a por em causa a qualidade do Mukhtar porque não conheço o jogador, são afirmações como:

Alguns adeptos costumam usar este argumento sobre jogadores como Nelson Oliveira ou Bernardo Silva: "O (jogador X da formação) nem no (Clube Y) se afirmou como titular indiscutível, como pode querer jogar no Benfica?"

E depois vamos contratar jogadores cujo treinador, Jos Luhukay, diz o seguinte: "Não vimos necessidade de o colocar a jogar numa equipa que não tem estabilidade suficiente. Por isso foi difícil para ele encontrar o seu lugar".

Ora, o Nelson Oliveira ou o Bernardo Silva não têm qualidade para o Benfica, porque não se impõem no Rennes e no Mónaco ao ponto de serem estrelas nesses clubes, mas depois investimos em jogadores que no Hertha de Berlim (esse colosso!) também não conseguem "encontrar o seu lugar"...

Só uma nota final sobre o que se espera destes jogadores do Benfica e dos empréstimos: não deixa de ter a sua piada ver o que acontece a um jogador como o Moutinho quando o contexto de qualidade da equipa onde joga baixa drasticamente, como aconteceu do FCPorto para o Mónaco. Se "jogadores feitos" não se conseguem impor nem demonstrar o que demonstravam antes quando jogam em contextos de baixa qualidade global... porque raio se deve esperar isso de jovens como Nelson Oliveira ou Bernardo Silva?

Será que o lugar dos jogadores com potencial não é no SLBenfica, a serem trabalhados e a terem oportunidades junto de um treinador de grande qualidade e do contexto de companheiros já com bastante contexto técnico e táctico de trabalho de seis anos com esse treinador?

Fica a pergunta...

Os jovens da formação não são cegos.

Avatar
 ●  26 comentários  ● 

"Emprestado pelo Benfica ao Chaves, Raphael Guzzo, 20 anos, reconhece qualidade a Hany Mukhtar, mas considera que há jogadores portugueses ao mesmo nível que o novo reforço dos encarnados.

«[Mukhtar] É bom jogador, mas prefiro dar valor ao jogador português do que a um jogador vindo de fora, pois há jogadores em Portugal ao nível dele», referiu Guzzo, que defrontou o médio alemão na final do Campeonato da Europa de sub-19.

«Sendo um jogador da nossa idade, nós portugueses queríamos estar no lugar dele, mas se o Benfica acha que ele tem mais qualidade, ou potencial, do que alguns jogadores formados no Centro de Estágio, não me cabe responder. Resta-me trabalhar e contrariar essa opinião», completou o jovem médio português."
- A Bola.

Extra futebol. A liberdade de expressão num cartoon e num comentário.

Avatar
 ●  11 comentários  ● 


"Se um negro é ofendido, isso é racismo
Se um homossexual é ofendido, isso é homofobia
Se um judeu é ofendido, isso é antissemitismo
Se um muçulmano é ofendido, isso é defesa da liberdade de expressão.”

- CARTOON E COMENTÁRIO RETIRADOS DE "HenriCartoon".


Se a FIFA não fosse corrupta...

Avatar
 ●  8 comentários  ● 


E já que estamos numa de parabéns...

Avatar
 ●  9 comentários  ● 

...parabéns ao treinador que com uma equipa secundária está em terceiro lugar no campeonato mais bonito do mundo e um dos mais difíceis.

Nem quero pensar no que poderia fazer num clube grande se lhe permitissem perder 3 campeonatos seguidos e lhe dessem reforços de qualidade! O que teria sido?

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Parabéns Ronaldo!

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

O seu trabalho e empenho merece mais este prémio.

É dos vencedores que reza a história. Ronaldo já faz parte da história do futebol.

A Bola de Ouro fica-lhe bem!

Júlio César: a qualidade nunca engana.

Avatar
 ●  19 comentários  ● 

Foi a 21 de Agosto de 2014 que dei as boas vindas ao Júlio César como uma boa contratação.

Ultrapassados os problemas de confiança e de saúde, o guarda-redes campeão europeu com José Mourinho tem demonstrado a sua qualidade e que ainda tem muito a dar ao clube. 

Aliás, a defesa também sai valorizada com as suas performances, convém não esquecer isso quando se apressarem a colocar carimbos de qualidade a quem ainda tem muito que provar.

Assim como Jonas, Júlio César demonstra que não há como enganar quando as apostas são realizadas em jogadores de qualidade. Antes dois destes que dez miúdos vindos do outro lado do mundo e que servem apenas para alimentar empresários e comissionistas.

A oportunidade de uma aquisição está na qualidade do jogador. Júlio César e Jonas são dois jogadores maduros que querem jogar e demonstrar o seu valor. Duas apostas com pequeníssima margem de erro.

O grupo de trabalho beneficia da presença de um líder como Júlio César.
Que o Júlio possa continuar a emprestar a su qualidade e experiência ao grupo de trabalho que compõe o plantel do Sport Lisboa e Benfica. 

Não especulem... NÃO SAI!

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

O colinho das arbitragens.

Avatar
 ●  33 comentários  ● 

Só num país onde a liberdade dos jornalistas é relativamente "apertada" é que se diz que o Benfica anda a ser levado ao colo pelas arbitragens.

Só num país em que os jornalistas não podem escrever tudo o que é do interesse público é que se dá publicidade às queixas do FC Porto sobre arbitragens.

Sim, os mesmos jornais que recusaram escrever ou publicar transcrições de escutas inequívocas são agora quem dá eco às queixas do clube mais corrupto do futebol português. 
Mas se até mesmo os deputados eleitos recebem Pinto da Costa na Assembleia da República...

Enfim. Não, o Sport Lisboa e Benfica não deve o seu primeiro lugar às arbitragens. Deve-o à sua performance pontual e ao facto de que os outros perderam mais pontos que o Glorioso.

Foi o Benfica beneficiado em alguma partida, devido aos erros dos árbitros? Sim, foi. E que clube pode afirmar que não o foi?

O que falha em tudo isto é que o Benfica através das duas únicas pessoas que falam em nome do clube, Jorge Jesus e Luis Filipe Vieira, não faz a sua defesa destas situações por se demarcarem dos outros.

Quando o Benfica beneficia de um erro de um árbitro, deveria assumir sem problemas de que pareceu uma decisão errada do mesmo. Isso sim esvaziaria quaisquer argumentos que pudessem ser usados contra o clube. Mas nessas situações o Benfica não marca a diferença. 

Eu prefiro não ser campeão a ganhar um campeonato com a ajuda de arbitragem. 
Já que ninguém está autorizado a falar além de Jorge Jesus e esse só se preocupa com o seu umbigo, espero que Luis Filipe Vieira desvie os olhos do betão e do campeonato das transferências e defenda o Benfica neste momento em que o clube está a ser atacado.

Vai ficar calado Luis Filipe Vieira?

domingo, 11 de janeiro de 2015

Rolo Compressor... versão B

Avatar
 ●  28 comentários  ● 

Mais um jogo ao vivo este fim de semana. Que belo jogo dos nossos rapazes!
Atenção aquele rapaz de nome João Carvalho, o Record destaca-o não há-de ter sido pelos minutos em campo LOL! Já aqui o tinha referido no blog várias vezes que o João é craque, vai ter mais minutos e vão ver.

Renato e João Carvalho (vão ter mais minutos no futuro), Guedes (mais um golo!), Teixeira, Helder Costa (sólidos), Fábio Cardoso (dois golos! três em dois jogos com rivais) todos com excelentes exibições, devo concordar aqui com o Record em muitas das pontuações, ainda que destaque o facto de a equipa valer muito como colectivo.

Belenenses apresentou ontem equipa B! E já houve jogo...

Avatar
 ●  13 comentários  ● 

O Belenenses está na vanguarda! Ontem apresentaram pela primeira vez a sua equipa B e numa demonstração de grande organização, a equipa B fez logo ontem o primeiro jogo. A situação do Belenenses promete alguma controvérsia porque, ao contrário das demais equipas B, a do Belenenses ontem jogou na I Liga, contra o FCPorto...

Que palhaçada! O Lito Vidigal (ou terá sido o Dragão de Ouro Rui Pedro Soares?) deixou de fora vários titulares... inclusivamente o guarda-redes, para dar lugar a um ex-FCPorto!

E ainda nos falam no Deyverson e no Miguel Rosa? Ontem falharam, Deyverson, Jones, Sturgeon, Tiago Silva, etc...

ranking