O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 18 de dezembro de 2010

Agradável e Preocupante

 ●  5 comentários  ● 
Já de barriguinha cheia, cheguei agora da Luz. Uma exibição agradável, longe de encher o olho, contra dois adversários: Um muito macio que joga com João Tomás e mais 10; E outro que tentou fazer aquelas arbitragens de merda que vão cortando o ritmo ao jogo e que, com isso, influencia directamente as exibições.

Num 11 formado por apenas um português, quatro argentinos, dois espanhois, dois brasileiros, um uruguaio e um paraguaio, não posso deixar de registar a minha mágoa por este cenário. Bem sei, o futebol global, o exemplo do Arsenal sem ingleses, o raio que vos parta! Mas o SLBenfica é e será sempre um Clube diferente e especial em tudo - da correcção à honestidade, este Clube tem valores e na génese destes estive, por exemplo, uma restrição a estrangeiros.

Depois do tópico, oportuníssimo, do DarthVader a questionar essa fobia copiada do FCPorto pelo mercado Argentino, não posso deixar de registar a descaracterização do Sport Lisboa e Benfica, no que nos torna diferentes dos nossos rivais - A Mística. Confesso a minha tristeza quando vejo os jogadores do SLBenfica a dizer que um jogo com o FCPorto (ou o SportingCP) é "apenas mais um jogo".

O outro lamento que trago comigo tive contacto ainda no Estádio da Luz e já tive oportunidade de ouvir do próprio através da rádio o um facto absolutamente lamentável e que deveria encher de vergonha os dirigentes do Sport Lisboa e Benfica - sejam quem forem os culpados!

Juan Barnabé recebe do Sport Lisboa e Benfica, de acordo com informação não confirmada, cerca de 5.000€/mês pelo espetáculo da Águia Vitória e demais envolventes que ocorrem na Loja do Benfica, visitas às casas, etc.

Contudo, de há algum tempo para cá, têm vindo a ser noticiadas diversas situações menos claras associadas a este funcionário do Sport Lisboa e Benfica. De agressões/conflitos com os stewards, passando por situações incríveis como hoje aconteceu quando, segundo o espanhol, o responsável de segurança do SLBenfica impediu o Juan Barnabé de aceder ao relvado para o voo da águia... pelo túnel de acesso aos balneários, por onde aparentemente sempre o fez.

Foi possivel ver o Juan Barnabé em lágrimas por lhe ser impedido o acesso pelas vias normais, queixando-se igualmente de ter sido insultado e agredido nas garagens no acesso ao estádio. Do lado do SLBenfica, limitaram-se a dizer que ele é que agrediu os stewards e não cumpriu as regras do Clube.

Quem conhece a postura do GB, sabe que pouco ou nada ligo a jogadores, quanto mais me preocupar com o Juan Barnabé. O que me preocupa não é se o espanhol muitíssimo bem pago está triste ou contente, se ele entra pelo túnel ou chega de helicóptero.

O que realmente me deixa perplexo é que estas questões não sejam definidas à partida, que o Juan Barnabé ou Chefe de Segurança do SLBenfica não saibam ambos o seu respectivo lugar ao ponto de se considerarem superiores aos valores do Clube.

Ambos, como funcionários do Clube, só têm que ter à partida as suas funções bem definidas por alguém acima destes e deixarem-se de andar a passear egos ou prepotências. Como disse, estou-me nas tintas para quem tem razão, o que me preocupa é a falta de organização interna do Clube que se dá a estas falhas que ridicularizam o Clube com uma exposição evidente e desnecessária.

Se querem correr com Barnabé por causa do episódio com a Lazio, limitem-se a chegar a acordo com o Espanhol e mandem-no de volta para a terra dele! Não tornem é a vida do homem num inferno, nem arrastem o bom nome do Clube para lama, por simplesmente não conseguem sobrepor-se ao Espanhol.

Uma coisa é certa, se cumpriu ordens superiores para "lixar a vida" ao Espanhol o Chefe de Segurança do SLBenfica não tem culpa alguma, mas se foi um problema de egocentrismo, o mínimo que se exige é o despedimento desse senhor. Por outro lado, se é o Espanhol que se considera "rei e senhor" no Estádio da Luz, haverá seguramente justa causa para correr com ele.

Seja como for, é absolutamente vergonhoso que ocorram situações destas! Irrelevante, dirão uns! Um exemplo à escala pequena, afirmo eu!

Eu não quero saber quem são ou se há culpados - isso é uma questão interna... gostava é que situações destas não aconteçam.

Depois da divulgação do video abaixo, é importantíssimo que o SLBenfica divulgue o seu lado da história. Ainda assim, mais importante do que descobrir a verdade é a tristeza por ver como estas coisas passam a vida a acontecer com jogadores, técnicos, dirigentes e agora até funcionários...


Paixão pelos Argentinos

 ●  19 comentários  ● 
Não sei se realmente há a cura para a sida nesse país, se as mulheres lá são melhores que as nossas, se o governo desse país tem a receita mágica que precisamos para limpar o nosso défice nacional...mas pelos vistos tem todos os jogadores perfeitos que a nossa direcção sonha. Será de facto que os Argentinos serão tão superiores ao Portugueses ou a qualquer jogador Europeu? OK, lá há de vir um ou outro Brasileiro, um central aqui ou um avançado ali, mas seja ou não verdade as notícias que vêm nos jornais sobre este ou aquele jogador Argentino que está hipotéticamente a ser negociado para o Benfica, o que é facto é que a equipa já conta com 5 Argentinos (Saviola, Aimar, Jara, Gaitán, Sálvio) e ainda estão a por em hipótese trazer mais? Então daqui a uns anos teremos a selecção B ou C da Argentina no Benfica.

Dirão alguns, comprar na Europa é caro e estes jogadores além disso têm grande margem de progressão para dar tanto lucro desportivo como financeiro ao clube...Muito bem, mas acham barato o que tem vindo da Argentina e que esses valores não poderiam comprar um ou outro valor seguro na Europa? Cardozo 11,5M (embora paraguaio, veio da Argentina), Berguessio 1,5M, Di Maria 6M, Gaitán 8,4M, Jara 5,5M, Shaffer 1,5M, Salvio 2M (por 20% do passe e um ano de empréstimo por opção de compra, embora tenha vindo do Atlético de Madrid, só tem pouco mais de 6 meses de Europa). Saviola e Aimar não contam para estes números porque já eram valores seguros e com muita experiência de Europa.

Como vemos, tem sido muito dinheiro investido na Argentina, para quem acha um mercado barato onde nascem estrelas como cogumelos, aliás, tem sido o país onde temos investido mais nas últimas épocas só rivalizado com a Espanha onde fomos buscar Saviola, Aimar, Balboa, Rodrigo, Alípio e Javi García, onde o último podia não ser considerado valor seguro, mas COM experiência de futebol europeu. Rodrigo e Alípio já é sobejamente conhecida a minha opinião sobre esses negócios... Balboa foi um erro de casting.

Muitos de vocês falam em pensar no futuro, mas com uma política de contratações deste tipo, estaremos a pensar no futuro e não no presente todos os anos, teremos sempre um Di Maria que só explode à 3ª época para logo a seguir sair, ou seja, 1 ano de verdadeiro lucro com 2 anos de investimento, isto pensando em desempenho desportivo, um Gaitán que normalmente terá pelo menos 1 ano de investimento até começar a dar frutos, Sálvio que veio adaptar-se para o Benfica, depois será de ver se ficará para termos o retorno desse investimento, e Jara que custou o que custou, em vez de ficar no Benfica para se adaptar pode seguir o mesmo caminho de Shaffer e ir adapta-se à Europa...para a Argentina!

Quanto a estes dois últimos só tenho a dizer e se realmente se verificar o empréstimo de Jara a um clube argentino...foi dinheiro deitado a rua, tal como Berguessio já foi anteriormente. Quanto aos casos de Di Maria (este já deu o seu lucro financeiro) Gaitán e Sálvio, eu já o disse por aqui mais que uma vez, estar a apostar em jogadores vindos directamente da América do Sul para serem logo 1ºs escolhas raramente resulta, temos os casos de Cardozo, Ramirez, Lucho, Liedson e Falcão, mas são sempre EXCEPÇÕES, não a regra. Di Maria precisou de 2 anos, Lisandro precisou de 2 anos, Guarín ainda precisa, Otamendi precisará, Sidnei ainda precisa...e são inúmeros os casos que existem entre os 3 grandes.

O nosso erro não é contratar jogadores sul-americanos, ele são bons em grande parte dos casos, mas precisam de ADAPTAÇÃO, não podem ser comprados para titulares, nem emprestados de volta à América do Sul para se adaptarem a Europa (esta solução então eu acho ridícula e não defende em nada os interesses do Benfica pois não tenta sequer tirar proveito do investimento realizado), devemos ter sul-americanos no plantel para irem entrando...tal como esta agora a acontecer com o Jara, sem pensar em mandá-lo embora à 1ª oportunidade, e depois de adaptados então sim, entram a titulares, numa posição que antes foi bem ocupada por um jogador já rotinado ao futebol Europeu.

Esta política do "futuro" a continuar só nos retirará mais hipóteses de ganhar títulos e encaminhará como o tem feito para que o clube viva, salvo raras excepções, um clima de permanente sobressalto e dúvidas sobre a capacidade da equipa, excessivamente ocupada por jogadores sem experiência Europeia e de tenra idade...

O Benfica tem de contratar alguns jogadores mais experientes e que jogam na Europa, Simão seria um desses casos, para ganhar calo e permitir a esses jogadores que agora estão a adaptar-se, que o façam sem pressões e com tempo. Penso que não seria preciso pensar demais para ver isso...mas ok, esta política de contratações agrada mais aos empresários e dá mais comissões aos interessados...

Comissões

 ●  5 comentários  ● 
Os detalhes que têm impedido a efectivação da transferência de José Luis Fernández para o Benfica, e que se prendem com as comissões respeitantes ao negócio - o Racing não quer intermediários na operação - conheceram uma evolução positiva nas últimas horas.
A Bola

O que separa o Benfica do Racing é o facto de serem os argentinos a não querer chulos nos negócios. Sem comentários.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Jogo às 17.00 - Bom Indicador

 ●  6 comentários  ● 
Sabem onde nasceu o futebol? Sabem onde o futebol nunca se joga à noite? Sabem onde o futebol é um espectáculo de estádios cheios seja em que está for? Inglaterra...

Ainda assim, não deixa de ser um país onde as empresas de transmissão televisivas pagam bem por cada jogo transmitido em canal fechado - pay per view. Com uns retoques aqui e ali no modelo, penso que poderia muito bem ser um enquadramento viável em Portugal.

Infelizmente, como em muitas coisas, Portugal opta pelo caminho diametralmente oposto aos casos de sucesso suga o sangue da "galinha" ao ponto de sequer impedir que ponha ovos, quanto mais que sejam de ouro.

Amanhã o SLBenfica joga às 17.00. Esta seria a abordagem correcta para a realização dos jogos, dado que a generalidade destes decorrem em canal fechado, portanto pouco sujeitos aos horários da televisão. Aliás, as 17.00 deveria ser o horário mais tardio possível, com jogos a realizarem-se desejavelmente, como em Inglaterra, entre as 11.00 e as 17.00.

Analiticamente, jogos nestes horários permitiram baixar os preços dos bilhetes, porque permitiria igualmente ter mais gente nos estádios. Ou seja, sendo possível ter mais gente, não precisariam de preços tão elevados para obter as mesmas ou mais receitas.

Passaria a ser possível voltarem as famílias ao futebol - porque os preços seriam mais em conta;
Passaria a ser possível as crianças irem regularmente ao futebol - porque os horários e os preços o permitiriam;
Passaria a ser possível ter os estádios com mais gente, independentemente dos momentos desportivos - porque se criariam rotinas familiares como haviam há uns anos.

Ora, se é claríssimo que o interesse dos Clubes passaria pelos jogos "à Inglesa", a pergunta que coloco é: A quem interessa que se realizem à noite?

Estará em causa o facto de os jogos durante o dia retirarem audiência a outros programas e o Joaquim Oliveira estar a pactuar com esses interesses prejudicando directamente os Clubes que lhe permitem alimentar a sua fortuna e império dos media?

Estará em causa a falta de coragem dos Clubes para se unirem contra estas alterações e desafiarem a Olivedesportos a defender os seus interesses, dado que são esses mesmos Clubes que "alimentam o porco"?

À margem de todo este enquadramento, o jogo do SLBenfica a esta hora também vai ser um bom indicador para saber se os benfiquistas realmente estão com a equipa este ano. É a um Sábado, em horário acessível e o Clube até optou por praticamente oferecer os bilhetes.

Menos de 45.000 pessoas na Luz amanhã será um claríssimo indicador de que os adeptos não só não acreditam que o SLBenfica atinja os objectivos do ano passado, como não acreditam no projecto desportivo desta temporada, como igualmente não acreditam na tal "subida de rendimento" que o Jorge Jesus hoje dizia que se via. Eu não a vejo...

Apesar de eu (já) não acreditar minimamente nesta Direcção para um caminho sustentável e à altura dos pregaminhos deste Clube - num momento de eleições será a primeira vez que votarei contra este Presidente - mais uma vez vou estar na Luz, tal como estava quando em 2004/05 vi jogos na Luz com Trapattoni e pouco mais de 15.000 pessoas.

São muitos os erros acumulados por esta direcção. Os que mais afectam o meu orgulho benfiquista são os erros crassos na gestão desportiva - são 10 anos de incompetências. Mas não podemos esquecer que esses erros estão a multiplicar-se por outras áreas como o marketing, financeira, etc. AINDA ASSIM, ISSO JAMAIS PODERÁ SERVIR PARA AFASTAR OS BENFIQUISTAS DE SUA CASA... O ESTÁDIO DA LUZ!

Liga Europa

 ●  2 comentários  ● 
Hoje ao acordar e ligar a televisão dei por mim a pensar como é possível uma coisa destas ? Então o maior clube português , o campeão nacional no pote 2 na segunda prova da UEFA.... mas foi um pensamento de segundos porque logo de seguida pensei assim ainda vai dar mais gozo chegar a Dublin e levantar o troféu.....

Benficasempre

Calhou-nos a fava

 ●  10 comentários  ● 
Claro que nem sendo cabeças de série no sorteio da Liga Europa haviam muitas favas que nos podiam calhar... O Estugarda tem uma grande vantagem contra o Benfica: é alemão. Parece-me que é a enésima vez que digo isto: vamos lá ver se conseguimos ganhar na Alemanha e conseguimos passar.

Verdade seja dita não são nenhum bicho papão mas como são alemães estou a ver as coisas muito mal paradas...

A título de curiosidade ao Sporting saiu o Rangers, ao Porto o Sevilha e ao Braga o Lech Poznan. O sorteio não foi muito favorável ao nosso país. Ironia das ironias, os 3 grandes vão ter tarefas complicadas e o Braga tem o caminho aberto para a fase seguinte.

Deve ser Mentira, só pode

 ●  20 comentários  ● 
Eu não gosto muito de comentar no blog porque se escrevo devo deixar os comentários para quem lê, mas não resisto hoje a escrever sobre uma coisa que os meus companheiros redmoon e oscar-r vão de certeza dizer que é mentira ou que é inventado pela imprensa.

Zoro ao Record: «Todos os anos compram vários jogadores sem pensarem na organização da equipa. O número de futebolistas é muito elevado. Desde que assinei só tenho tido problemas. Nunca me deram tempo para provar o meu valor»

Contratação do Fernandez (se fosse Fernandes já não vinha) no DN: «o Racing Avellaneda impôs condições de última hora e exigiu negociar o jogador directamente com o Benfica. O negócio estava a ser intermediado pelo empresário Miguel Pires, com ligações ao iraniano Kia Joorabchian. Mas agora o clube argentino quer negociar directamente com Luís Filipe Vieira»

Sou forçado a concordar com o GB quando este critica a submissão do Benfica a gente com comportamento e seriedade muito discutiveis e que já nos lixaram varias vezes.

Se olhar para esta situação que o DN fala e se a ligar ao que diz o Zoro, tem tudo a ver. O Benfica só recebe esses camiões de jogadores porque não tem na verdade políticas desportivas nem olha para a organização da equipa. O Benfica acima de tudo emprenha toda a merda que os empresários vêm cá impingir a troco sabe-se lá do quê, mas não é do que mais nos interessa aos adeptos: TÍTULOS DE CAMPEÃO.

PS- Ou muito me engano ou cá pra mim o David Luiz já não é jogador do Benfica.

********************************************
Actualização depois de ler este post do Chama Gloriosa sobre a Entrevista do Zoro:
«Na altura, o Rui Costa entrou em contacto comigo para me convencer a ir. Ele sabia que ia herdar o cargo de director desportivo. Era um grande jogador e foi isso que me influenciou. Tive o azar de me lesionar logo quando cheguei, e não joguei mais. É um problema político. O director desportivo que me contratou, José Veiga, foi-se embora e depois tudo mudou.»
«O Benfica não tem contactos com clubes para emprestar os jogadores de que não precisa. Eles compram os jogadores, e depois deitam-nos fora. Não querem saber dos que não jogam.»

WTF: «RUI COSTA JOGADOR» A CONTRATAR JOGADORES? MAS NÃO OS BLOGUES (INCLUINDO O GB) QUE DIZIAM QUE ISSO ERA TUDO INVENÇÃO?

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A mística

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
Já várias vezes referi aqui aquilo que considero uma das maiores pechas evidenciadas pelas Direcções de Luís Felipe Vieira nos últimos dez anos: a péssima política de comunicação. Luís Felipe Vieira não é um “bom falante”, não tem traços de líder natural, as suas aparições públicas em entrevistas televisivas têm normalmente os timings errados e revelam falta de sumo.

Jorge Jesus também não é exactamente um bom orador, capaz de passar para o exterior uma imagem de confiança e serenidade, existe Rui Costa, esse sim, para mim o único que sempre que fala, fala bem, culto, calmo e ponderado, as palavras saem da sua boca tão redondinhas como as bolas saíam dos seus pés de mágico.

O Benfica é, infelizmente, um clube que normalmente, quando os resultados desportivos não aparecem abana, e abana muito. Chovem acusações, cresce a instabilidade, procuram-se culpados e rolam cabeças. Mas se as falhas ao longo dos últimos dez anos foram muitas, parece-me justo lembrar aqui aquilo que considero uma excepção exemplar, que espero eu se torne a regra, que foi a mensagem perfeita que esta direcção e este clube souberam passar para o exterior, a imagem de um clube unido e com um caminho bem traçado numa hora difícil.

Contrariando as capas de jornais que começavam a sair em catadupa anunciando tempestades com objectivos bem claros, contrariando até a ideia que se começava a querer passar, de que Luís Felipe Vieira se preparava para “queimar” mais uma vez um treinador e procurava desperadamente salvar a pele fazendo de Jesus o bode expiatório, eis que o clube funcionou exactamente como tinha de funcionar numa altura crítica:

- Luís Felipe Vieira veio a terreno sublinhar o seu apoio ao treinador, dizendo que ele não é o problema mas sim a solução.

- Jorge Jesus defendeu a direcção, quando confirmou que de facto Luís Felipe vieira falou verdade quando disse publicamente que lhe foi dado o plantel que queria.

- Jorge Jesus defendeu os jogadores quando assumiu a culpa dos maus resultados desta época, assumiu erros, ambição exagerada, e disse claramente que não ia enfiar a cabeça na areia como as avestruzes e reconhecia alguns problemas.

- Os jogadores defenderam Jorge Jesus, nomeadamente Luisão e Ruben Amorim, numa manifestação clara de que o plantel está com o treinador.

Se as coisas são realmente assim, o tempo o dirá. Se este é um discurso orquestrado que visa camuflar fissuras não assumidas, pouco importa. Este é o discurso que o Benfica precisava neste momento, uma mensagem clara para dentro e para o exterior, essencial para por cobro à especulação jornalística que começava a existir.

Se muitas vezes a direcção esteve mal nas suas intervenções públicas, parece-me justo lembrar aqui aquilo que para mim foi uma demonstração exemplar daquilo que deve de ser a política de comunicação de um clube numa hora destas.

Uma última palavra para David Luíz. Não está a ter a época que queria, nem que os Benfiquistas queriam mas, este é daqueles a quem perdoo tudo. Exemplar a sua intervenção no fim de um dos últimos jogos no flash inteview, quando assumiu a época menos conseguida que está a ter até ao momento, assumindo porém o seu amor ao clube, e a consciência tranquila, porque quem trabalha como ele e dá o máximo como ele faz, dorme sempre tranquilo e não tem de se envergonhar de nada.

E exemplar mais uma vez quando depois da despedida inglória da Liga dos Campeões foi dos poucos (o único?) a parar o carro à saída da garagem, e saindo mesmo da viatura para dialogar com os adeptos que manifestavam a sua ira.

Bem sei que o “nosso” David não está a ter a época de sonho que todos preconizávamos e terá até o seu destino provavelmente traçado mas, este vai-me deixar saudades porque é muito mais do que um excelente futebolista, é um Homem com um “H” muito grande.

Ao contrário de muitos craques que por aqui passaram sempre com um pé dentro e um fora, deste a camisola da águia sempre mereceu o mesmo respeito, nos tempos em que os adeptos cantavam o seu nome e também nos tempos em que as coisas não lhe corriam tão bem.

A Luz até pode ter sido para ele um apeadeiro de uma viagem mais longa mas, sabemos que sai daqui Benfiquista, que foi jogador e foi adepto, que sentiu as vitórias e as derrotas com o mesmo fervor que qualquer um de nós.

Por mim, ficava para toda a vida! São homens como ele que dão vida à mística de um clube. Mas se for, que saia pela porta grande como um filho da Luz, que vá e seja feliz, esta será sempre a sua casa

P.S. As boas vindas ao novo escriba deste blogue: O BenficaSempre. Boa sorte nesta tua nova aventura, serás seguramente um valor acrescentado.

Um muito obrigado a todos

 ●  5 comentários  ● 
Em primeiro lugar quero agradecer a todos me terem convidado para escrever neste excelente blog ! Um muito obrigado a todos.


Todos nós ou quase todos , depois de em dois meses estarmos eufóricos a festejar mais um titulo do nosso clube e a gritar bem alto para todo o Portugal ouvir que o " Campeão Voltou", voltamos a cair numa enorme depressão e porque?


Porque apesar de termos feito uma época excelente?!?!( e será que fizemos mesmo) , os erros , a demagogia, a falta de profissionalismo , a falta de humildade, um clube cheio de pessoas que pertencem de coração a outros clubes continuam lá a mostra de todos.


Acho que não vale a pena estar a enumerar os erros , porque foram debatidos mais de mil vezes aqui neste blog, o que todos nós podemos tentar fazer é arranjar soluções para devolver o Benfica ao lugar que merece, e não deixar o nosso grandioso clube perder o lugar de numero 1 de Portugal , porque o Benfica somos nós e não os " sócios notáveis " que têm reinado neste últimos 20 anos o nosso clube , com os belos resultados que todos nos sabemos....


Notas soltas.

 ●  1 comentário  ● 
Quando os Corruptos vão jogar num campo díficil contra uma equipa que não faz parte dos submissos do Campeonato lá lhes sai uma ajudinha: o boi preto Artur Soares Dias, do Porto vai apitar o jogo. Vamos lá ver como se sai o Paços dos "benfiquistas" Rui Vitória, Nélson Oliveira e David Simão contra duas equipas...

Os jornalistas da Antena 1 lá foram atrás do empresário de Kardec para saber se o jogador estava satisfeito na Luz depois de voltar ao banco com o regresso de Cardozo. Este ano tentam arranjar polémica com tudo para causar o máximo de instabilidade possível!

Mas pelos vistos Vieira decidiu meter alguma ordem no balneário ao dar a entender que Jesus é para manter até ao final da época. Se esta notícia não for mais nenhuma invenção (ainda por cima é de um jornal do Oliveirinha...) só posso saudar essa atitude porque despedir treinadores a meio da época só dá problemas tanto para o plantel como para o novo treinador.

Dois pesos e duas medidas: enquanto que os adeptos dos corruptos podem partir vidros do nosso autocarro, atirar bolas de golfe aos nossos jogadores e se safam apenas com uma multa de 4000 euros, o Pavilhão da Luz é suspenso por um jogo porque os adeptos do Benfica atingiram um jogador do Sporting na final do campeonato passado. Até tenho curiosidade de saber qual seria a punição se os adeptos do Benfica decidissem brindar a equipa dos corruptos com bolas de golfe quando eles vierem jogar á Luz na 2ª volta. Não há mais ninguém com essa curiosidade?

Janeiro: Trânsito na Luz e a Alegria no Povo

 ●  13 comentários  ● 
Benfiquistas, corram para as bancas de jornais, encham os blogues de comentários... Chegou Janeiro, de volta aos meses em que vai aumentar o trânsito na Luz com as manobras dos camiões que vão lá despejar jogadores que rapidamente serão apelidados de craques e substitutos de craques, mesmo antes de vestirem o "Manto Sagrado" ou sequer antes de tocarem na bola.

Os craques ou substitutos de craques para quem teremos que ter paciência e compreensão.
Os craques ou substitutos de craques que terão processos de adaptação e nisso se justificará momentos menos conseguidos...

A propósito de um tal José Fernandez, "está tudo acordado com o Benfica a 90 por cento, faltando apenas assinar os papéis" diz um pai orgulhoso, sobre "as negociações que estão a ser conduzidas, na Argentina, por Miguel Pires, empresário de José Luis Fernández e mandatário de Kia Joorabchian, empresário anglo-iraniano que vai assumir os custos da transferência".

Já sobre o Funes Mori, "segundo revelou a A BOLA uma fonte próxima do processo, "está a ser preparada uma nova proposta", agora sobe para nove milhões, mas "embora ainda não esteja totalmente descartada a possibilidade de Funes Mori chegar à Luz em Janeiro, ganha cada vez mais força o cenário de permanência no River Plate até ao Verão".

Na porta de saída está o Eder "3,4M€" Luis, "Nesta altura, porém, o clube da Luz estará já a um pequeno passo de garantir formas de retornar os 3,5 milhões de euros aplicados na aquisição. Trocar o passe pelos direitos económicos de outro ou outros jogadores do emblema carioca - porque Éder Luís se valorizou, e muito - é uma das possibilidades". Segundo o vice-presidente do Vasco da Gama, "O Benfica manifestou disponibilidade para discutir o futuro do Éder Luís e, eventualmente, poder sair um jogador do Vasco para o Benfica, mas não foram abordados nomes"

Também nessa porta vai passar Patric, "Patric, lateral-direito que teve uma passagem fugaz pelo Benfica no Verão de 2009, é a mais recente contratação do popular emblema de Minas Gerais" isto a troco de 1M€ por 50% do passe, ou seja, rentabilidade financeira e desportiva ZERO! O Benfica Stars Fund fica ainda com 30% do passe e o SLBenfica com 20%, mas do mal o menos despachou-se um "mono".

Mais um na mesma porta pode ser Franco Jara, "Os dirigentes do Racing de Avellaneda vão hoje tentar incluir Franco Jara no negócio de José Luis Fernández. A ideia do presidente, Rodolfo Molina, é procurar seduzir os encarnados a ceder o jogador por empréstimo, facilitando dessa forma a venda do extremo-esquerdo". Um regresso à Argentina seria (pois acho que nada está confirmado) uma excelente notícia na sua adaptação... à Europa! Enfim... lá iriam passear mais 5,5M€ a juntar aos 6M€ do Rodrigo.
O POVÃO ADORA ISTO!
Com a chegada de Janeiro volta a estar tudo bem, voltam a esquecer-se todas as situações gravíssimas que têm impedido o Clube de ser mais forte e de ter um futuro melhor. Até os 5-0 do Dragão ou os 8 pontos de atraso que os nossos 40M€ de aquisições levam... tudo será esquecido.

Venham de lá essas entradas e saídas que o Povo gosta é disso e de golos na baliza!

A Pantera Negra chegou há 50 anos.

 ●  2 comentários  ● 

O maior jogador de sempre do futebol português e um dos maiores de todos os tempos chegou ao futebol português á 50 anos. Á 50 anos a sua chegada coincidiu com o começo da época dourada do clube na década de 60 com a conquista de duas Taças dos Campeões Europeus, bem como a presença em 5 finais nesta competição em 8 anos para a qual Eusébio contribuiu decisivamente deixando uma marca indelével na história do futebol e contribuindo para que o Benfica também deixasse a sua marca na mesma época.

Eram tempos em que o futebol era mais Desporto
e menos negócio, mas não menos complicados: o Benfica era um clube ganhador apesar de ser detestado pelo regime de Salazar pela sua tradição democrática bem como por equipar de vermelho (conotações comunistas - a denominação de "encarnados" foi imposta pelo Regime para impedir a conotação do clube com o "vermelho" comunista).

50 anos após a chegada do King, o futebol é dominado pelo poder económico e o futebol português dominado pela corrupção.
Será que não haviam mais dificuldades á 50 anos para ganhar em que o Benfica se impôs a clubes dirigidos por figuras pertencentes ao partido único do Regime?
Porque é que neste momento é tão difícil ganhar de forma consistente, quando temos condições ímpares como um grande estádio e centro de estágio e pulmão financeiro?
Serão as condições mais desfavoráveis que há 50 anos?

Corrupção, favores e compadrios existem á muito tempo e não foi por isso que o Benfica deixou de ser um clube ganhador mesmo contra esse tipo de esquemas tanto no tempo do Estado Novo, como no pós 25 de Abril.

Se calhar está na hora de nos deixarmos de desculpas exteriores e unirmos forças para ganhar em vez de nos desculparmos com o que não podemos controlar. É tempo de unir forças, lutar contra quem nos prejudica fora de campo em vez de fazer ameaças vazias e baixar a cabeça quando injustiças são cometidas contra o clube.
Não temos que escolher entre ambição e estabilidade.
Só assim voltará o Benfica a ser um clube vencedor.

Para que quando fizer 100 anos da chegada do "King" os nossos netos e bisnetos possam sentir orgulho em apoiar um clube que nunca vergou e que sempre lutou por mais.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Triste Quadro Benfiquista

 ●  13 comentários  ● 
LIGA EUROPA

Cabeças-de-série
:
Sporting, F.C. Porto, Liverpool, CSKA Moscovo, Estugarda, Zenit S. Petersburgo, Bayer Leverkusen, Spartak Moscovo, Sp. Braga, Ajax, Twente, Villarreal, PSG, Dínamo Kiev (mais duas vagas por definir)

Não cabeças-de-série:
Benfica, Rubin Kazan, Basileia, G. Rangers, Spart Praga, YoungBoys, Besiktas, Nápoles, Sevilha, PAOK, BATE Borisov (mais cinco vagas por definir).

União em torno do presidente Luis Filipe Vieira? Porquê quase 10 anos de silêncio dos benfiquistas não chegou? A troco de quê? De ao fim de 10 anos da presidência dele estarmos... na cauda da Europa do futebol?

Puta que pariu isto...

Novo Colaborador

 ●  1 comentário  ● 
Saudações Benfiquistas

Dentro do parco tempo que tenho tido para participar aqui no blog, aproveito este momento para apresentar o novo colaborador do GeraçãoBenfica, BenficaSempre.

Uma nova aquisição para a "elite" dos "treinadores e opinadores" de sofá.

Acima de tudo ele trará uma nova perspectiva ao debate, que muito se preza por cá.

Muito brevemente poderão ler o seu 1º post.

Ps: Dentro deste tempinho que tenho deixo só um alerta... faltam só 15 dias para o final do ano, e onde anda a reunião de orgãos sociais para debater a resolução do problema "direitos televisivos" que o presidente prometeu? Continuarei à espera até ao ano novo...

A Falência Total da FPF

 ●  14 comentários  ● 
F.C.Porto x Limianos;
Moreirense x F.C.Porto;
F.C.Porto x Juventude de Évora;
F.C. Porto x Pinhalnovense

Já não há respeito, já nem sequer há moralidade... trata-se da total falência de valores morais de uma entidade que deveria ser de utilidade pública. É apenas um exemplo, pequeno até, do que se passa no futebol português!

António-Pedro Vasconcelos

 ●  15 comentários  ● 

Há pessoas que não conhecemos pessoalmente e independentemente da sua postura perante a vida e neste caso particular o Benfica, gostamos de as ouvir! Mesmo que muitas vezes a sua opinião seja contrária à nossa, e até, por vezes, consideremos que agrida o Benfica, sentimos que são sempre opiniões genuínas, que brotam de um sentir verdadeiro e não condicionado por qualquer tipo de interesses ou ódios de estimação!!!

António-Pedro Vasconcelos é uma dessas pessoas. Num passado recente a sua postura era de critica constante a LFV, o que enchia de satisfação os seus colegas de programa. A mim, como é óbvio, não me agradava nada, mas continuava a ouvir as suas opiniões porque intuía que nele as coisas eram transparentes! Eram difíceis de encaixar muitas das críticas, essencialmente, por ao seu lado ter (e tem) dois vendidos, formatados para esconder a realidade e incapazes de tecer uma crítica, contundente, aos dirigentes dos seus clubes. Os dividendos que eles retiravam da postura de A-PV eram óbvios, e muitas vezes, quem ficava a perder era o Benfica! Não que A-PV não defendesse o Benfica, bem pelo contrário, mas as considerações que fazia, por exemplo, sobre Quique Flores (e o Benfica de Quique), eram muitas duras!!!

Nunca perdoou a LFV o despedimento de Fernando Santos e foram imensos os reparos que lhe fez. Nas últimas eleições esteve com JEM e criticou a forma como se processou o acto eleitoral!

Com JJ e a equipa do ano passado, que jogou como ele entende ser o dever do Benfica jogar sempre – recordo-me de muitas vezes o questionarem sobre quem é que defendia (isto no tempo de Quique), visto ele colocar apenas um trinco e depois jogadores de ataque, tal e qual como fez JJ, e eu dar razão a quem o questionava –, passou a ter uma postura muito mais agradável, (para mim) e dar imenso gozo ver os outros dois bem incomodados e muitas vezes apontarem-lhe a postura do passado para o tentarem minimizar.   

Debalde… O carácter e a honra sãos difíceis de combater na luta corpo a corpo e quem não os tem acaba por perder! O Benfica tem tido um ninho de Águia em Palermo no qual já vi um dragão queimar-se no seu próprio fogo por não aguentar as bicadas de uma verdadeira Águia Imperial! As palavras doem muito mais quando ditas por gente verdadeira!

Ontem, como sempre faço, desde que tenha disponibilidade, acompanhei o programa Triode-Ataque e dei por bem empregue o tempo que gastei! A-PV esteve estupendo, mais uma vez!!! Não é só ver o Benfica defendido daquela forma que me enche de satisfação é também sentir que a minha intuição esteve sempre certa. Nele vive um benfiquista que pensa pela sua cabeça, sério e capaz tanto de defender como criticar o seu clube! Se tantas vezes me custou ouvir as suas criticas agora, em compensação, rejubilo com a sua postura.

É sempre bom sentirmos que a visão que temos do que vai sucedendo no nosso clube é acompanhada por benfiquistas ilustres e, principalmente, totalmente isentos, pois são muitas as provas dadas a esse respeito!

Não foi o mais importante que vi ou ouvi no programa, mas não fujo a referi-lo: A-PV na rubrica “topo e fundo”, colocou LFV no topo, pela tomada de posição em defesa de Jorge Jesus e no fundo, Domingos, pelo seu mau perder e eu não podia estar mais de acordo.

Ah…, e levou um exemplar da “Bola” que tinha na capa, sentenciado o despedimento de JJ. “Pormaior” brilhante e que devia fazer pensar alguns antes de se porem a falar em notícias encomendadas!


Bolas quentes e bolas frias...

 ●  6 comentários  ● 
As do Benfica sempre a escaldar, as dos corruptos geladinhas...
É incrível como todos os anos existem estas coincidências a favorecer o Porto.

Os famosos... Emissários

 ●  2 comentários  ● 
Há muito que eu questiono porque o SLBenfica tem um Administrador da SAD para o Futebol, ou mesmo sequer um Presidente, se depois quem faz e decide os negócios do Clube (ops! da SAD que afinal não tem utilidade) são... os Empresários. Atente-se na notícia abaixo (fonte Expresso através do blog Velho Estilo Ultras):

A pergunta que se impõe é sempre a mesma: Porque raio um Presidente que desde sempre fez bandeira que não ia mais negociar com empresários, coloca os destinos das contratações nas mãos precisamente de gente que já deu provas de não terem escrúpulos?

Esta história não é diferente do que aconteceu com Lisandro Lopez, Falcão, Alvaro Pereira, James Rodriguez, apenas para dar conta dos exemplos mais recentes.

Será assim tão complicado para o ego do Presidente delegar estas funções em quem tem competência para tal e permitir que seja alguém DO SLBENFICA a conduzir as negociações directamente com as partes interessadas: Clube vendedor e empresário do jogador (na vertente dos salários).

Quanto foram as questões relacionadas com Pablo Aimar, Reyes, etc alguém viu alguma vez notícias de reuniões entre Rui Costa e intermediários? Não... era sempre entre Rui Costa e os Dirigentes dos Clubes vendedores. SIMPLES! Resultado? Sucesso...

Apesar de toda a celeuma que deu o tópico anterior sobre a questão dos 8,5M€ do Roberto, que continuo a considerar (no mínimo) mal explicados, será preciso começar a desconfiar-se de algum interesse financeiro no envolvimento destas operações, para que o Presidente tenha outro comportamento?

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Palavra de Capitão ou será de Benfiquista?

 ●  5 comentários  ● 
«Neste momento não estamos onde gostaríamos de estar ao nível de classificação, mas não vamos baixar os braços e vamos perseguir o FC Porto até ao fim».

Deixo aqui o meu apelo para que não se deixe sair o Nuno Gomes do Sport Lisboa e Benfica e até que haja quem seja capaz de abrir a juba ao Jorge Jesus para lhe explicar a importância deste activo, mas não é só no balneário. No campo também.

OBRIGADO CAPITÃO

Quem souber que explique...

 ●  38 comentários  ● 
O dia-a-dia do Sport Lisboa e Benfica consegue todos os dias mostrar-me a conversa do profissionalismo que o Presidente apregoa não é mais do que um pequeno desvio algo bem mais real: AMADORISMO!

O SLBenfica tem a receber do Atlético de Madrid cerca de 600.000€ de uma dívida do jogador Dani - é tão antiga que o rapaz até já deixou de jogar à bola. Pelo caminho investiu-se em Reyes - também já cá não está - por 1,75M€ e Sálvio - que está, mas vai deixar de estar no fim da época - por mais 2M€. No total são qualquer coisa como 5M€ que estão do lado do Atlético de Madrid de forma totalmente patética, a juntar aos muitíssimo mal explicados 8,5M€ do Roberto. Eu digo muitíssimo mal explicados porque, alegadamente, há quem diga que foram mesmo 8,5M€ para Espanha, mas depois cerca de 6M€ sairam de Espanha para algumas pessoas... enfim! [NDR: O passado "artístico" do Atlético Madrid nunca vai morrer]

Pelo caminho, Simão Sabrosa - só não sabe quem não quer - tinha a vontade de regressar ao Sport Lisboa e Benfica. Vontade essa, em semelhança ao que fizeram ao David Luiz e fazem ao Nuno Gomes, que foi rapidamente desvanecida nas inúmeras objecções que foram levantadas pela Direcção ao seu regresso. E com isto, o grande Cerezzo lá vai fazer mais uns negócios "patrocinados" pelo Presidente Luis Filipe Vieira.

Alguém é capaz de me explicar o que nos trazem Kardec (2,5M), Gaitan (8,4M) e Salvio (2M - empréstimo) que não trariam:

» Simão (que ganharia em três anos menos do que custou Gaitan, produziria muitíssimo mais e viria... pelo preço da dívida de Dani + o passe de Reyes)
» Manuel Fernandes (que ganharia em três anos mais do que custa o Airton - 3M€ - contudo que produziria bastante mais)
» Hugo Almeida (que ganharia em três anos mais do que custou o Kardec- 2,5M€ - contudo que produziria bastante mais)
... E até Quaresma, que renderia bastante mais - ao contrário do que muitos sócios se querem convencer a si próprios não ganha (nem perto) de 3,5M€ na Turquia.

E são todos portugueses! O que faz absolutamente toda a diferença, principalmente quando atento a uma frase que ouvi ontem pelo humilde, porém excelente jogador, Lucho Gonzales que a propósito da sua chegada ao FCPorto disse: "O desafio de um estrangeiro no Porto é muito complicado ao início, porque sentimos sempre que os estrangeiros têm que provar o dobro até conquistar os adeptos e dirigentes".

Política de entrada/saídas do plantel: o que ter em conta?

 ●  16 comentários  ● 
No seguimento do meu post anterior sobre o meu desapontamento da ida de Simão (que ao contrário do que o Público noticiou não está garantido no Besiktas) e Manuel Fernandes (já confirmado) para o Besiktas e da polémica que originou decidi fazer um post a explanar o que considero aproximadamente uma política de contratações adequada.
Vai ser um post comprido por que envolve diversas variantes. A política de contratações tem implicações directas em muitas outras áreas como finanças, política de formação de jogadores, renovação de contratos entre outros e como tal também irei abordar estes assuntos onde tenho uma posição diferente de alguns dos meus colegas de blogue.

Uma política de contratações inteligente num clube como o Benfica tem que ser variada e ter em consideração muitos factores o que torna este um dossier bastante complexo e que, por causa disso, exige alguém que trabalhe a tempo inteiro nesse papel.

Esta política tem que ser implementada por uma estrutura em que Presidente e/ou Vice-Presidente para a Área Financeira, Director Desportivo e Treinador tenham papéis definidos mas em que possa haver alguma fluidez, troca de opiniões.
O Presidente deve na minha opinião:
1 - Delegar no Director Desportivo a gestão das contratações e vendas de jogadores;
2 - Cingir-se a estabelecer um plafond de gastos, bem como de uma baliza de intervalo de dinheiro que deve ser ganho com vendas;
3 - Estabelecer relações com clubes e empresários amigáveis e incentivar a que trabalhem com o Benfica definindo com o Director Desportivo que uma percentagem dos negócios sejam feitos com esses clubes;

O Director Desportivo deve:
1 - Estar envolvido na negociação dos nomes dos jogadores a contratar, nas verbas e nos valores dos contratos (tendo em conta que este valor deve ter em conta quanto se paga ás estrelas do plantel);
2 - Discutir nomes com o treinador bem como estabelecer com este que jogadores já ao serviço do clube devem manter-se no clube;
3 - Definir sempre alternativas para cada jogador que o treinador queira, no caso de os valores do negócio serem incomportáveis ou caso aconteça algum imprevisto (do género o Porto roubar alguém...);
4 - Garantir sempre que o plantel começa a época com dois jogadores por posição e com jogadores de qualidade inquestionável em posições-chave no esquema táctico definido pelo jogador;
4 - Gerir a colocação de jogadores vindos da formação em "clubes-satélite" e aferir a possibilidade de ter alguns a rodar no plantel principal.

O treinador deve:
1 - Indicar nomes de jogadores que considera necessários para cada posição, tendo sempre um mínimo de dois por posição ;
2 - Indicar jogadores tendo em conta o esquema táctico estabelecido e a relevância que assumirão na táctica da equipa bem como de darem novas soluções tácticas á equipa;
3 - Ter em conta o estado financeiro do clube e o custo de cada jogador, tendo em conta que certos valores são simplesmente inaceitáveis para certas posições se o jogador não tiver uma qualidade e experiência inquestionáveis;
4 - Se possível integrar jovens formados no clube no plantel principal dando-lhes hipóteses de jogar.

Espero que depreendam daqui muitas das minhas críticas deste ano á gestão deste dossier por Vieira. Pura e simplesmente usurpou as funções de Rui Costa nesta área, tendo descurado outras áreas de gestão essenciais num clube de futebol e como um elefante numa loja de porcelana "partiu a loiça toda".

Depois de definidas as funções de cada uma das figuras-chave desta política estes 3 elementos principais devem reunir-se e definir a formação do plantel tendo em conta os seguintes factores:
Mais importantes a nível desportivo:
1 - A importância da posição no esquema táctico principal;
2 - As características físicas, técnicas e tácticas necessárias para cumprir o papel reservado na táctica usada;
3 - A experiência do jogador em jogar ao mais alto nível num campeonato de futebol rápido, agressivo e muito físico e em competições europeias com um grau de exigência ainda mais elevado (embora menos agressivo) - neste caso é importante que seja um jogador formado no futebol europeu ou então com experiência no futebol europeu por razões óbvias ou então que jogue fora da Europa mas seja indiscutivelmente bom (Ramires, Falcao, Pastore, Cardozo, Lucho);
4 - A capacidade de entrar na equipa titular de imediato e garantir rendimento elevado nos factores que definem a sua posição (ex. golos no caso de um ponta-de-lança, jogo de cabeça e de pés; no caso de um trinco recuperações de bola, percentagens de passes certos, capacidade física, etc);
5 - A idade do jogador e a sua capacidade de realizar estas funções no imediato (mais experiência- ex. Saviola/Aimar) o seu potencial em desenvolver-se num grande jogador no futuro (ex. Di Maria na 3ª época explodiu) sendo que o ideal será ser novo e realizar na perfeição as funções que lhe estão reservadas (Ramires, Javi Garcia, Coentrão);
6 - O número de jogadores existentes na mesma posição e as garantias que dão nessa posição (ex. O Benfica precisa de um lateral-esquerdo porque César Peixoto não dá garantias apesar de haver dois jogadores nessa posição);
7 - A polivalência, ou seja a capacidade de um jogador jogar em mais que uma posição de forma satisfatória ou fazer várias papéis durante o mesmo jogo (ex. Ruben Amorim e Ramires);
Mais importante a nível económico:
8 - O custo económico do jogador;
9 - O potencial retorno económico que o jogador pode garantir (descontando já o preço de compra);
10 - O rendimento desportivo esperado do jogador no imediato e no futuro tendo em conta o preço;
Outros factores a ter em conta:
11 - Ter em conta se existem jogadores formados no clube com elevado potencial para essa posição.
12 - Avaliar o perfil psicológico do jogador em aguentar a pressão;
13 - Avaliar a sua capacidade de relacionamento com colegas e superiores (saber se é conflituoso, bem-humorado, etc);
14 - Descobrir a capacidade para cumprir ordens.

Estes alguns dos factores que considero importantes ao definir as contratações e que sugiro que seja tido em conta quando se gerir esses processos.

E para mim reside aqui o problema desta época. Foram descurados inúmeros factores na contratação de jogadores esta época. Em comparação, as duas épocas anteriores foram bem planeadas no aspecto das contratações, sendo que o que falhou em 2007-2008 foram outros factores (o Quique Flores foi o principal culpado). Claro que houve contratações falhadas mas conseguir 100% de eficácia num processo tão subjectivo. Mesmo assim asseguraram-se grandes nomes como Aimar e Zoro e "achados" como Yebda e Ruben Amorim e contrataram-se portugueses que estavam "enterrados" em clubes de 2ª linha europeus e por quem ninguém dava nada como Carlos Martins (curioso que Rui Costa tenha dito que era o seu sucessor - quem acreditava que ele iria dar alguma coisa de jeito? Eu não pois achava-o um lunático que fervia em pouca água capaz do melhor e do pior no mesmo jogo).
Na época 2008-2009 contrataram-se 3 grandes jogadores que entraram de estaca na equipa principal: Javi Garcia, Saviola e Ramires e decidiu-se apostar e muito bem num jovem promissor chamado Coentrão, além de que se fizeram óptimos negócios em relação qualidade/preço como Weldon (na minha opinião a "arma secreta" que faz lembrar outros como Sanchez) que valeu pontos importantíssimos num momento crucial da época em que as estrelas principais estavam nos limites físicos e Julío César que mostrou ser um Guarda-Redes de confiança apesar de um jogo infeliz contra o Liverpool (também fez um jogo fabuloso com o Marselha mas desse poucos se querem lembrar...). Isto sem mencionar a entrada no plantel principal de jovens como Miguel Vítor, Roderick Miranda.

Se analisarmos estes nomes observamos que nas contratações em geral vários destes factores foram tomados em conta em cada uma das duas épocas anteriores. Contrataram-se jogadores com um misto de experiência e juventude, com conhecimento do campeonato português e do futebol europeu em geral e promoveram-se jovens do clube no plantel principal tendo sempre em conta o custo-qualidade de cada uma destas opções e que papel estes jogadores iriam desempenhar na equipa bem como a relevância do seu papel. Ou seja nas duas épocas anteriores fizeram-se contratações em que não ficou descurada nenhum dos factores a ter em conta na construção do plantel. Por isso elogio a Direcção e defendi, neste blogue na caixa de comentários o Vieira e o Rui Costa: Rui Costa desempenhou o papel de Director Desportivo na perfeição e Vieira o de Presidente, dando autonomia a Rui Costa tal como dá autonomia a quem gere as modalidades amadoras.

Esta época nota-se claramente que as contratações não foram feitas por completo por manifesta incapacidade de quem se responsabilizou por elas. Sem querer especular e dizer que é por ganância, incompetência, interesses ocultos vamos assumir que LFV não assegurou as contratações necessárias por manifesta falta de tempo nesta pré-temporada. É humanamente impossível desempenhar dois papéis ao mesmo tempo: o de Presidente e de Director Desportivo.

As contratações que foram feitas não aparentam terem sido feitas tendo em conta alguns dos factores de nível desportivo nem alguns dos factores do nível económico. Tanto Gaitán como Jara foram jogadores com um elevado custo económico e que no imediato não garantiam o rendimento necessário nas funções que supostamente iriam desempenhar na equipa.
Jara tem menos pressão sobre ele pois não é esperado que substitua Saviola no imediato mas que cresça no plantel. É um jogador jovem de quem se espera um rendimento desportivo elevado no futuro bem como um retorno económico elevado, isto tendo em conta o que se pagou por um jovem que jogava num clube mediano da Argentina.
Gaitán é um caso mais dramático. Custou 8,4 milhões de euros sendo esperado dele que conseguisse substituir Di Maria sem que a equipa sentisse oscilações de rendimento do seu lado. Tendo em conta que é um jogador que não é extremo puro, só tem 23 anos e nunca tinha jogado na Europa esta decisão é questionável. Se tivesse sido aposta para o futuro teria menos pressão em cima dele - o que não é o caso quando faltam jogadores com mais experiência no futebol europeu.
Fábio Faria é um caso especial de um jovem promissor português, que pelos vistos não agradou tanto a Jesus como o esperado. O seu custo foi relativamente baixo e é uma aposta para o futuro que apesar de não ter funcionado no imediato poderá funcionar no futuro ou servir de moeda de troca.
Airton e Kardec são contratações que também considero que devem ser inseridos nesta análise. São jogadores jovens promissores e foram contratados a preço acessível. Airton é uma certeza: campeão brasileiro pelo Flamengo habituado a dominar um meio-campo defensivo, marcar organizadores de jogo de alto nível e com um físico impressionante. Se Javi não estivesse no Benfica seria certamente titular. Éder Luís foi um inadaptado que provavelmente merece uma 2ª oportunidade pelo que fez esta época no Brasil (se Roger mereceu 3, o Balizas bem que merece outra!).
Roberto foi uma má contratação. Caro a nível económico, foi contratado com a clara intenção de ter um rendimento desportivo superior a Quim e não pelo seu potencial para o futuro apesar de ser jovem. O que se obteve foi um jogador frágil psicológicamente que felizmente foi bem trabalhado mas não a tempo de prevenir certos prejuízos desportivos além dos económicos quando haviam imensos guarda-redes de grande-qualidade no mercado a preços baixos.

Agora vamos ter em consideração as saídas da equipa titular: Di Maria, Ramires e Quim. Ou seja, saíram dois jogadores cruciais na manobra ofensiva da equipa, e no caso de Ramires na defensiva além de um guarda-redes que garantia segurança á defesa. Gaitán não demonstrou que era um jogador para substituir Di Maria no imediato mas sim para o futuro. Ramires não foi substituído.
E temos que ter em consideração que vários jogadores que são peças-chave estavam e estão em péssima condição física: Ruben Amorim lesionou-se no Mundial, Maxi Pereira fez 7 jogos no Mundial mais os amigáveis de preparação pelo Uruguai, Cardozo esteve lesionado e quando recuperou jogou pelo Paraguai, Coentrão jogou consecutivamente e teve poucas férias, Luisão foi convocado mas felizmente não jogou. Consequentemente, aparecem lesões durante a época como aconteceu com Cardozo e Ruben Amorim, que era o único jogador do plantel de desempenhar as mesmas funções que Ramires.
Para além disso, estes jogadores não tiveram a hipótese de trabalhar em conjunto durante a pré-época por várias semanas de modo a ficarem em patamares físicos idênticos e com rotinas de equipa com os novos companheiros.
Uma receita para a catástrofe: não só se perdem duas pedras nucleares na equipa que não são substituídos por reforços com a mesma qualidade como isso acontece num momento em que há pouco tempo de recuperação física dos outros jogadores nucleares da equipa.

Torna-se claro, até pelas movimentações de pré-temporada de LFV, declarações de Jesus e alguns negócios aparentemente sem nexo que ficaram contratações por fazer. Jesus apontou a necessidade se contratar um substituto directo de Di Maria para o imediato, LFV emprestou Urreta ao Coruna para assegurar Jurado mas algo falhou. Quaresma e Simão também foram pedidos por Jesus. Para o lado direito acho que escuso de relembrar a novela Wesley/Elias...

É por demais evidente que falta ao Benfica jogadores que assegurassem no imediato o rendimento dado por Ramires e Di Maria nas suas posições complementado as entradas dos jovens - a contratação de jovens como Gaitán, Jara, Kardec e Airton são boas contratações mas quando complementadas com a entrada de jogadores com mais experiência como aconteceu em anos anteriores. Isto para manter aquilo que nunca pode ser descurado no Benfica: a CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPA PARA SER CAMPEÃ TODOS OS ANOS. Uma ideia que neste momento parece ser estranha para muitos.

Daí que ache importantíssimo a contratação de jogadores experientes nos campeonatos europeus, se forem jogadores com conhecimento do campeonato português e da realidade benfiquista, mais rápida a adaptação.
Simão, Manuel Fernandes e, num caso menos premente Hugo Almeida asseguram uma rápida adaptação e, no caso dos dois últimos ainda teríamos jogadores para muitos e bons anos e com potencial de revenda. O que se gasta nos seus salários seria o poupado na verba a pagar aos clubes e no caso de Simão podia-se jogar com a arma do sentimento: o jogador saiu do Benfica para fazer o contrato da sua vida e fê-lo. O Besiktas para ele agora será um bónus extra.

Mesmo que não venham estes jogadores para o Benfica, acho essencial assegurar a vinda de jogadores com experiência e capacidade de entrarem na equipa no imediato pois jovens com potencial já temos bastante e sugiro vivamente que esse seja o perfil das contratações a fazer em Janeiro porque ainda existem muitos objectivos por conquistar.

Para além disso existem imensos jovens com potencial no Benfica que devem ser aproveitados.
Concordo com a política da Direcção em que esse jovens sejam postos a rodar e a ganhar experiência competitiva em clubes pequenos ou estrangeiros pois os campeonatos júniores são de baixíssima exigência.

Cada vez que Nélson Oliveira joga e marca pelo Paços mais cresce como jogador e mais preparado fica para assumir papel de relevo no Benfica num futuro próximo.
Miguel Vítor precisava de jogar para ganhar experiência e está a adquiri-la em Leicester num campeonato que tem facilmente um nível igual ou superior ao português (tirando os 3 grandes) e onde adquire experiência que lhe permitirá ser o próximo "patrão" da defesa encarnada.
Urreta, depois de uma lesão, está a ganhar maturidade e ritmo competitivo no 2º campeonato mais competitivo da Europa isto depois de ter sido a figura do campeonato uruguaio.
Roderick para mim devia ter sido emprestado para rodar e ganhar experiência, falando num plano estritamente desportivo. Porque não emprestá-lo ao Guimarães que estava necessitado de centrais e onde iria jogar para uma massa associativa tão exigente como a do Benfica? Assim fica estagnado porque está completamente tapado no Benfica.
E ainda há que mencionar jovens como David Simão que também pode crescer muito no Paços e os jovens jogadores que estão a crescer na Liga de Honra, dos quais destaco Miguel Rosa.

Para o ano espero ver alguns destes jovens no plantel principal e a assumirem um papel cada vez mais relevante no Benfica e a sua presença é outro dos motivos porque não acho necessário que se contratem mais jogadores argentinos ou brasileiros com pouca capacidade de garantir rendimento imediato nos parâmetros necessários da sua posição no imediato.
Para jovens com potencial temos muitos por aproveitar (e nem mencionei Rodrigo) e prontos a seguir as pisadas de Coentrão.

Esta é a sugestão que faço á Direcção do Benfica e um diagnóstico do que falhou na planificação das entradas/saídas tendo em conta o desgaste de jogadores nucleares da equipa com o mundial.
Claro que muito disto é no plano teórico e acredito que haverá muitos outros factores de que nem me lembrei bem como tem que haver maior dinâmica na relação entre as pessoas. Mas é como diz o ditado: "Se o futebol fosse só teoria o Luís Freitas Lobo era melhor que o Mourinho!".
Leiam o tópico do sou Benfica sobre a entrevista patética de Jacinto Paixão.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Na BenficaTV... Enjoativo

 ●  8 comentários  ● 
Num programa onde no painel está Jorge Máximo, convidaram o Jacinto Paixão para se fazer de santo, que nunca ajudou os Corruptos, mas que ao mesmo tempo indicia-os de trafulhas! Que coisa horrível este programa.

O Jorge Máximo é um benfiquista do povo, mas metê-lo ali a falar daquela forma? E num programa com o nome «A Máxima dos Máximos». Enjoativo.

Estes já não voltam ao Benfica...

 ●  39 comentários  ● 

Simão já chegou a acordo com o Besiktas para representar o clube turco. Como o SouBenfica apontou tão bem: se o Mendes não deixa os jogadores não vêm para o Benfica. Fico triste com esta notícia pois Simão é um jogador que sempre quis voltar a vestir a camisola do Glorioso mesmo depois dos 30.

Tanta gente aponta a perda de velocidade com a idade como factor para não se apostar num trintão mas eu digo que isso é uma questão rídicula. Grandes profissionais serão sempre grandes jogadores até se retirar independentemente de perderam velocidade ou não. O exemplo mais paradigmático de um grande extremo que jogou ao mais alto nível até se retirar: Figo. Já não tinha grande velocidade, mas no Mundial-2006 foi ele que carregou com a equipa ás costas, e no Inter foi sempre útil até se retirar! E se joga agora ao mais alto nível em espanha e os adeptos do Atlético ou o próprio Quique acham que a sua idade não é um problema porque é que há gente que levanta essa questão??

Simão, se jogasse no Benfica seria um jogador com uma grande capacidade de se reinventar até porque a velocidade nunca foi a sua única arma. Também sabe apontar livres de forma exímia, é bom na zona de finalização e sabe organizar jogo quando necessário tendo toda a capacidade de se reinventar no terreno de jogo se necessário. É um grande profissional que se sacrifica pelo bem maior quando necessário e que não vai abaixo nem arma escândalos no balneário quando perde a titularidade - basta ver como reagiu quando a perdeu no Atlético.
Foi sempre um jogador que se aplicou ao máximo na defesa do clube e que não teve culpa da rábula da braçadeira de capitão pois esse foi um assunto pessimamente gerido pelos responsáveis do futebol na altura.

Update: Manuel Fernandes pelos vistos já está a caminho de Istambul e Hugo Almeida também está perto de assinar. Porque é que não houve um esforço da Direcção para ir buscar dois jogadores que sabem o que é envergar o manto sagrado e um dos poucos pontas-de-lança portugueses de qualidade?
Será que vale tanto a pena ir buscar mais meia-dúzia de desconhecidos brasileiros e/ou argentinos??? Que acréscimo de qualidade no IMEDIATO trarão os reforços que chegarem?? O que quero é um clube que ganhe no imediato. No futebol vive-se de resultados, não do "futuro".

Uma pena que os responsáveis do futebol do Benfica tenham deixado Simão, um símbolo do clube nesta década, escapar para o Besiktas.
Quanto aos turcos, já só lhes falta mesmo é terem Jesus como treinador porque dois dos jogadores pretendidos por ele no ínicio da época para fazer uma prestação meritória na Liga dos Campeões já lá estão...

Vencer com naturalidade

 ●  3 comentários  ● 
Seguir em frente na Taça é importante, ganhar da forma que ganhámos também é bom e ter o próximo jogo da competição em casa é igualmente positivo.

Mas para além do resultado e da exibição, que sem impressionar até podia ter dado para golear, o que destaco como o mais positivo do jogo foi mesmo o regresso do “velho” JJ constantemente interventivo!

E não só gostei do regresso do Treinador que nos fez Campeões, como finalmente disse meia dúzia de coisas que devem ser valorizadas. Não sei se o disse porque foi pressionado, ou porque realmente percebeu que este ano tudo está diferente, mas o mais importante foi ter assumido as suas responsabilidades e os seus erros. Essa atitude deve ser valorizada.

“Sei o valor da equipa do Benfica, da equipa técnica, sei as pessoas que estão envolvidas comigo. Não ponho a cabeça na areia a dizer que está tudo bem, porque não está”

“Quando as coisas não estão tão bem, sou eu o culpado. Já disse isso aos jogadores. Sempre assumi as responsabilidades no balneário. Tudo o que houver de negativo tem que ser comigo e não tenho problemas em enfrentar, seja o que for”

Agora que venha a Olhanense!

Será que também vai ser em 5 minutos?

 ●  5 comentários  ● 

domingo, 12 de dezembro de 2010

Jesus desceu à Terra à procura de milagres

 ●  12 comentários  ● 
Em vésperas de visitar dois aliados do FCPorto nas manobras da Liga, o Presidente do SLBenfica - assustado pelas assistências na Luz cada vez menores - resolveu acabar com o patético boicote. Eu tinha aqui escrito muitas vezes que não iria passar de "showoff" e de (mais uma) tentativa de calar o "povão" dizendo-lhes o que eles queriam ouvir. Mas só isso... O Rei vai nú!

Na minha perspectiva não há volta a dar para este ano! Os jogadores estão descontentes com a política de gestão desportiva deste ano - desde terem sido enganados com os prémios, até à contratação de jogadores de qualidade questionável para substituir jogadores de top mundial, até ao próprio treinador com quem demonstram em campo que há muito "não estão com ele"... são demasiados factores que destruiram as ambições destes jogadores!

À Sporting, chegamos ao Natal a dizer que temos que começar a pensar no próximo ano: A Champions já foi e não demonstrámos ainda capacidade para ir longe na Liga Europa. O Campeonato já nos deixa a oito pontos de um líder que continua a jogar um futebol de qualidade, com alguns jogadores de muita qualidade - pese embora a "simpatia" que são alvo pelas arbitragens, mas que não justifica tudo (nem por sombras).

Posto isto, chegamos ao Natal a olhar para a Taça de Portugal, que se joga hoje, e para a Taça da Liga - a tal que poderíamos protestar mas como sempre nos encolhemos. São claramente objectivos menores para um SLBenfica que investiu cerca de 40M€ nesta temporada e perdeu "apenas" dois elementos.

"Eu criei muitas expectativas em relação à Champions e também em relação ao que tínhamos feito na Liga" diz agora Jorge Jesus, numa atitude que demonstra a sua inexperiência, natural, neste tipo de palcos e fazendo-o descer à terra quanto à sua convicção de ser dos melhores treinadores do Mundo (e arredores).

Tarde demais, direi eu. Jesus foi imprudente, mas tal como Luis Filipe Vieira, ambos se limitaram a ser iguais a si próprios, acreditando que o poder dos sócios e a sua influência é suficiente para fazer esquecer as suas debilidades.

Neste "jogo surdo" todos têm a perder. Luis Filipe Vieira já terá visto, espero, que voltou a deixar a soberba tomar conta de si e voltou a efectuar um péssimo planeamento da temporada desportiva, voltou a passar por cima de pessoas com valor, a quem na surdina ajuda a "fazerem-lhes s cama". Já Jorge Jesus sabe que no estrangeiro tem poucas possibilidades de treinar face às suas limitações de expressão, em Portugal está com um vencimento principesco que não terá em mais clube nenhum, pelo que lhe resta "pactuar" com algumas políticas destrutivas do Presidente.

EU ACREDITO NO SLENFICA! Mas infelizmente (já) não acredito na capacidade deste Presidente para dar ao SLBenfica o que precisamos para recuperar o nosso lugar em Portugal e na Europa - lugar que nos roubaram há quase 20 anos. Infelizmente também já não acredito que os jogadores queiram este treinador, se o querem não o demonstram. Sempre disse (e repito) que as políticas desportivas não podem andar ao sabor dos jogadores, mas também sempre disse que quando quem manda é incompetente, os jogadores tornam-se o elo mais forte.

Posto isto, mesmo a vitória hoje (nem coloco outra hipótese) me fará mudar a opinião de que esta época terminou antes de começar...

Sobre o tópico É Tuga? O Mendes não deixa, do SouBenfica, devo dizer que possivelmente será mesmo esse o caminho! Perder a mania de dizer que temos muitos jovens com potencial ou que contratámos o craque X ou Y. A solução passa por explorar o mercado nacional de jogadores de qualidade, apostar nos que têm ainda muito para dar mas que por alguma razão não têm rendido tanto noutros campeonatos, apostar na formação e incorporação de jogadores nacionais formados no SLBenfica. É preciso apostar numa "cultura de Benfica"... mas essa tem que vir de cima e actualmente só Rui Costa a tem... e talvez por isso tenha sido "encostado"... talvez encontrem a resposta a isso no tópico: Leitura Obrigatória - Enviem ao Presidente.

Resultados das modalidades

 ●  6 comentários  ● 
No dia de ontem quase todas as modalidades realizaram os seus jogos e com resultados positivos. Se no futebol o momento não é o melhor, nas modalidades o Benfica demonstra uma pujança que não era vista á muitos anos!

No Futsal, o Benfica goleou o Rio Ave por 7-0 com golos de Pedro Costa, Gonçalo Alves, César Paulo, Mário Carreiras e Joel Queiróz. O Benfica partilha a liderança com os azuis do Restelo com 32 pontos.

No Hóquei em patins o Benfica roubou a liderança ao Porto (!) depois de ter vencido em Valong por 3-2 aproveitando o deslize dos Corruptos contra o Juventude de Viana. Será que é desta que os ventos de mudança vão soprar na única modalidade mais corrupta que o futebol em Portugal, cujos dirigentes são do mais amador, incompetente e corrupto que existe neste País?

Classificação:
1. Benfica 30 pontos/ 11 jogos
2. FC Porto 28/ 11
3. Oliveirense 26/ 11

No Vólei, o Benfica venceu a Académica de Espinho mantendo a distância para o Guimarães.

Classificação:
1. Benfica 34 pontos/ 13 jogos
2. Vitória de Guimarães 32/ 13
3. Sporting Espinho 30/ 13
4. Castêlo da Maia 30/ 13

Seria óptimo que o Benfica mantivesse esta posição pois assim teria um play-off bastante facilitado. Esta é uma modalidade em que o domínio é normalmente repartido por dois clubes muito competitivos: o Castêlo da Maia e o Sporting de Espinho que este ano estão mais fracos dando grandes possibilidades a Benfica ou Vitória de serem campeões.

No Basquete, e depois do brilharete na Taça Eurochallenge o Benfica cilindrou o Ginásio Figueirense e colocou a pressão sobre o Porto.

Classificação:
1.FC Porto, 7 jogos / 14 pontos
2.Benfica, 8 / 14
3.CAB Madeira, 9 / 14

É pena o Benfica não estar em primeiro, mas tendo em conta que no campeonato de basquete só existem duas equipas competitivas a diferença no play-off não será assim tão significativa. Espera-se que na 2ª volta o Benfica rectifique o desaire com o Porto e recupere a liderança.
Certamente Henrique Vieira e a nossa equipa recheada de grandes jogadores como Heshimu Evans, António Tavares entre outros conseguirão o tri-campeonato para o Benfica.

No Andebol aconteceu o único resultado negativo do fim-de-semana, naquela que é provavelmente a modalidade mais competitiva do panorama desportivo português com imensas equipas a lutar pelo título.
O Benfica perdeu com o ABC de Braga e encontra-se em quarto lugar em igualdade pontual com o Madeira SAD e Águas Santas.

Classificação:
1. FC Porto 41 pontos/ 15 jogos
2. ABC 39/ 15
3. Sporting 36/ 15
4. Benfica 35/ 15
5. Madeira SAD 35/ 15
6. Águas Santas 35/ 15

No geral, óptimos resultados e o Benfica neste momento domina o panorama desportivo das modalidades colectivas em Portugal com a possibilidade chegar ao título em 4 delas. As únicas em que o Benfica muito dificilmente lá chegará são o Andebol e o Rugby. Em todas as outras o Benfica tem enormes hipóteses de ganhar!

Parabéns a todos os treinadores e jogadores que conquistaram estes resultados e aos membros da Direcção responsáveis por este óptimo trabalho que começou com Fernando Tavares que foi bem sucedido por João Coutinho. O Benfica é um clube ecléctico e esperemos que neste ano o Benfica seja campeão na maioria das modalidades colectivas.

ranking