O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 5 de junho de 2010

Quando a imprensa faz um Treinador: Síndrome José Mourinho

 ●  4 comentários  ● 
Não tenho muito hábito que copiar os textos do RAP, que são amplamente divulgados na Gloriosasfera, mas a crónica de hoje considero absolutamente pertinente quando, para o Belenenses, é nomeado... Baltemar Brito. É o Síndrome José Mourinho a tomar conta de Portugal quando eu destaco esta parte do texto:
Para se ter uma noção da importância que o novo treinador do Porto tinha na equipa de Mourinho, bastará recordar que, esta época, já
sem a preciosa colaboração de Villas Boas, Mourinho ganhou apenas o campeonato italiano, a taça de Itália e a Liga dos Campeões.


*****************************************************
Quem esteve atento à imprensa do Porto, esta semana, sabe que Pinto da Costa acaba de contratar o melhor treinador de todos os tempos. Dia após dia, Villas Boas foi sendo descrito nos jornais de modo a que ninguém tivesse dúvidas: Villas Boas não é o novo Mourinho; Mourinho é que, com esforço e sorte, poderá vir a ser o novo Villas Boas.

Aqueles adeptos que, levianamente, tinham preferência por treinadores com mais de seis meses de experiencia, foram confrontados com páginas e páginas de informações detalhadas sobre o extraordinário perfil de Villas Boas e puderam confirmar que estavam a ser ridículos porque Villas Boas é jovem. Vilas Boas é ambicioso. Villas Boas é extremamente moderno. Villas Boas ainda não parou de evoluir. Villas Boas é extraordinariamente jovem. Villas Boas é arruivado e chama-lhe cenourinha. Villas Boas é mesmo muito ambicioso. Villas Boas tem o número de telefone de José Mourinho na sua agenda. Villas Boas adora os jogadores. Os jogadores adoram Villas Boas. Villas Boas é mais jovem do que quase toda a gente. Villas Boas fez relatórios magníficos para Mourinho. Villas Boas é tão ambicioso que até faz dor de cabeça. Villas Boas quase nunca diz palavrões. Villas Boas dá conferências de imprensa de antologia porque antecipa as perguntas dos jornalistas e ensaia as respostas geniais que vai dar. Villas Boas uma vez falou com um jornalista num aeroporto e deixou-o muito bem impressionado. Até porque é jovem. E ambicioso. Villas Boas tem dupla ascendência nobre: é o 4.º visconde de Guilhomil e o 17.º novo Mourinho.Villas Boas sabe estar. Villas Boas lê os jornais todos logo pela manhã, o que é notável. Villas Boas sabe o que é o esternocleidomastoideu (esta informação não vinha na imprensa, mas julgo que apenas por esquecimento). Villas Boas não treina, orienta processos de treino. Villas Boas não dá instruções, incute conceitos. Sempre de forma jovem e ambiciosa.

E foi certamente por tudo isto que, dos 50 nomes de treinadores que Pinto da Costa disse ter na cabeça, houve 49 que não tiveram currículo nem categoria para levar a melhor ao rapaz que nunca treinou numa competição europeia e deixou a Académica num glorioso 11.º lugar, dois pontos abaixo do Paços de Ferreira de Ulisses Morais.

Foi uma semana histórica. Certa capa de jornal colocava frente a frente os dois mais prováveis candidatos ao lugar de treinador do Porto e o respectivo resumo de carreira. De um lado, Muricy Ramalho. E, por baixo da fotografia, a legenda: «três campeonatos brasileiros e uma taça CONMEBOL». Do outro lado, Villas Boas. E, no lugar do currículo, vinha escrito: «7epocas de Mourinho». Era, portanto, o confronto entre um tricampeão do Brasil e um heptacampeão dos relatórios. Sem surpresa, ganhou o último.

Como benfiquista, não posso deixar de estar preocupado e julgo que se devem tomar medidas drásticas: avançar para o despedimento imediato de Jorge Jesus e contratar a Sr.ª D. Matilde, a mulher do special one. Tem cerca de 20 épocas de Mourinho no seu palmarés. Parece-me jovem. Caso seja ambiciosa, leia os jornais todas as manhãs e prometa pintar o cabelo de ruivo, é oferecer-lhe um contrato de dois anos com mais um de opção.

Quem julga que exagero acerca das capacidades de Villas Boas não precisa de ler as reportagens da imprensa nortenha. Para se ter uma noção da importância que o novo treinador do Porto tinha na equipa de Mourinho, bastará recordar que, esta época, já sem a preciosa colaboração de Villas Boas, Mourinho ganhou apenas o campeonato italiano, a taça de Itália e a Liga dos Campeões.

O leitor lembra-se certamente das célebres imagens de Mourinho agarrado a Materazzi, na despedida de Milão. Pois bem, neste momento tenho a certeza de que ambos a chorar com saudades dos relatórios de Villas Boas. «I rapporti! I rapporti!», chorava Materazzi. «Ma che saudadini!», soluçava Mourinho. «Era cosi giovani e ambizioso!», suspiravam ambos.

A culpa é do próprio Mourinho, que tem esta qualidade única. Os outros grandes treinadores do mundo não transmitem, por osmose, os seus conhecimentos ao resto da equipa técnica.

Quem faz relatórios para Fabio Capello não passa a saber treinar como ele. Os adjuntos de Alex Ferguson não se transformam em treinadores geniais (como nós bem sabemos). Mas os que rodeiam Mourinho passam a perceber de futebol por contágio. São contaminados pela especialidade de special one. Pode ser o melhor treinador do mundo, mas é um perigo para a saúde pública.

Por Ricardo Araújo Pereira

Tópicos da Semana

 ●  1 comentário  ● 
Na barra lateral já está disponível a selecção dos ranking dos tópicos da semana, segundo o GB.

Basquetebol e Futsal para o título nacional

 ●  8 comentários  ● 
A zeros! Os azuis do FCPorto no Basquetebol e Belenenses no Futsal a zeros na caminhada para o título.

Na final do campeonato nacional de Basquetebol o SLBenfica continua a passear classe, mesmo com as limitações físicas de alguns atletas. O resultado está já em 3-0 e uma vitória amanhã em casa do FCPorto entrega ao SLBenfica o bicampeonato.

Para estes bravos, deixo apenas o apelo aos sócios e adeptos para não terem receio de ir ao Pavilhão do FCPorto. Vamos lá festejar e era bonito que nos juntassemos na Luz para receber os campeões. Não tenho duvida absolutamente nenhuma que vamos ser campeões.


No Futsal, começo com uma frase do André Lima "já ganhámos tanto que às vezes é dificil motivar os jogadores, mas eles parece que não se cansam e querem ganhar cada vez mais". O Belenenses, vencedor da fase regular da temporada, foi despachado com um duplo 3-1 na Luz e no Restelo.

Não me vou "montar" nesta excelente vitória do SLBenfica para esquecer o que afirmei no passado sobre o André Lima. Disse-o, assumo-o e reitero: O André tem que fazer parte desta estrutura, mas precisa ainda de aprender mais e melhor. O nosso futsal está a viver de muito trabalho individual e está a falar mais estratégia.

Mas não falemos disso hoje para não tirar brilho à vitória da nossa equipa de futsal. Não foi um excelente jogo do Benfica e o Belenenses, é verdade, podia ter marcado em algumas ocasiões em que o Bebé esteve brilhante. Mas o que fica para a história é o resultado final e esse dita que seja quem for o outro finalista, como disse o André Lima, "vai ter que levar com o Benfica na final outra vez".

O próximo ano vai ser muito exigente, sem Ricardinho e com Gonçalo e Pedro Costa na última época como jogadores (segundo se diz). Do outro lado, Orlando Duarte vem trazer muita qualidade ao nosso rival e já assegurou duas contratações que darão muito valor à equipa.

O Benfica tem o desafio de se reforçar também - propositadamente não vou comentar ainda as contratações faladas do Café, Cary e Neto.

Nem contra o Benfica B???

 ●  12 comentários  ● 
Recuperado dos vómitos causados pelos comentários da Sporttv a (MAIS UMA) vitória do SLBenfica, desta feita bastante desfalcados, sobre o FCPorto, apetece perguntar: Nem contra o Benfica B eles dão luta?

O jogador escolhido para a imagem não foi inocente...

sexta-feira, 4 de junho de 2010

FM "Villas Boas" finalmente apresentado

 ●  5 comentários  ● 
Todos estarão lembrados da reacção de Giorgio em Novembro de 2009 a propósito da contratação, pelo FCPorto, de FM Villas Boas:
Ora, com o altíssimo patrocínio da SEGA, produtor do jogo em que Villas Boas se sente um autêntico Mourinho, ou mesmo Bobby Robson (as voltas que o Sir deve dar no caixão ao ouvir isso), foi hoje apresentado o FM Villas Boas.

Giorgio disse que todos aqueles com quem falou antes da decisão concordaram com a contratação do FM Villas Boas. Só se esqueceu de dizer foi que ele próprio - Giorgio - era o único que não concordava.

Os motivos de Giorgio são perfeitamente aceitáveis, pois face à inexperiência e falta de qualificação do FM Villas Boas para treinador, o Giorgio teme que o FCPorto comece a participar no campeonato apenas a partir de Outubro, altura em que está previsto o lançamento do FM 2011.

Dado que a SEGA garante a compatibilidade das "shorlists", o FM Villas Boas já está a fazer a sua para escolher os reforços para a próxima época - já Giorgio está encarregue de crakar o jogo para ter mais dinheiro.

Para Giorgio, ter que contratar o FM Villas Boas é pior que meter uma Vuvuzela pelos entrefolhos acima, mas já se começava a comentar a barracada que era o tirocínio Académica » Braga » FCPorto, num modelo copiado do Real Madrid e das duas equipas C, B e principal.

Posto isto, e porque o Salvador já estava a levantar muitas ondas por Domingos ser o terceiro treinador que ia seguir de Braga para o Porto, quem se lixou foi o Domingos que vai ter que esperar pelo despedimento do FM Villas Boas lá para Dezembro, para se baldar à época que se prevê negativa para os lados de Braga.

PS- Desculpem "esconder" com este tópico, um outro bem mais relevante As parcerias para a formação, mas não consegui resistir a comentar esta anedota que é a contratação do Villas Boas.

As parcerias para a formação

 ●  11 comentários  ● 
No seguimento do tópico FORMAR! Jogadores, equipas e Clubes! que viu nos últimos dias confirmada a estratégia preconizada pelo GB, como comprova o tópico Exercício de Memória GB, há uma parte, recordo que é apenas uma PEQUENA PARTE, da estratégia que tem levantado algumas dúvidas: As parcerias para a formação.

Inserido num conjunto de medidas, o GB falou em "Definição de 5 parcerias na II Divisão B, Liga de Honra e I Divisão para empréstimo anual de jogadores-chave da formação". Para os mais comodistas em ler o tópico, recordo que as medidas passavam por:

- Liderança geral da Formação por Rui Costa apoiando operacionalmente em Nené
- Proposta à FPF de limitação de jogadores estrangeiros nas equipas de formação (máximo 4)
- Integração das selecções de Pré-Escolas no Departamento de Formação
- Definição de 5 parcerias na II Divisão B, Liga de Honra e I Divisão para empréstimo anual de jogadores-chave da formação.
- Definição de 3 parcerias na III Divisão, II Divisão B e Liga de Honra para plano de evolução de formação de treinadores de pois em dois anos ou de três em três anos.
- Modelo evolutivo de treinadores nos escalões de formação, a começar em Pré-Escolas, até aos Juniores e parceiros de futebol Profissional e Semi-Profissional
- Modelo evolutivo de Integração para jogadores nos primeiros dois (a três anos) de senior, de acordo com as parcerias estabelecidas.
- Inclusão anual no plantel senior, de forma selectiva e muito criteriosa, de um a dois jogadores formados no Clube.

Voltando à questão das parcerias que, concordo, é o tema mais relevante e sensível - talvez a par da necessidade de passar a liderança integral da formação para o Rui Costa e de criar um modelo de formação de treinadores - penso que é importante clarificar que o modelo é possível de implementar, mesmo contra o sistema corrupto de submissão existente entre os pequenos clubes em Portugal. Vejamos:

- Os principais alinhamentos dos corruptos em Portugal no momento presente são: Braga, Sporting, Nacional, Académica, Naval, Belenenses, Setúbal e Olhanense. Incrivelmente, estamos a falar de 48 pontos quase garantidos...

As principais preocupações dos azuis são: garantir a permanência dos clubes na Liga Sagres e/ou a promoção dos clubes da Vitalis (caso do Portimonense), assim como a colocação de jogadores aos quais esses clubes não poderiam ambicionar sem o apoio financeiro dos corruptos. O retorno disto, já todos sabemos... basta olhar para a quantidade de jogos "oferecidos".

Só que isto pressupõe a disponibilidade dos corruptos de um conjunto alargado de verbas, tipicamente provenientes de receitas de vendas milionárias e da Champions. Algo que este ano não vai acontecer. Nem umas nem outras, pelo que os "apoios sociais" vão ter que ser mais selectivos e manter-se apenas num nucleo duro pouco exigente e, acima de tudo, na arbitragem (delegados, observadores e árbitros).

Do dito núcleo duro de submissos fazem parte Braga, Académica, Setúbal, Portimonense e Olhanense (o presidente dos algarvios de Olhão, apesar de benfiquista, dá prioridade à existência do Clube).

Portanto, e excluindo o Nacional e o Sporting, abre-se uma janela de oportunidade num conjunto de outros clubes como o Rio Ave, Paços de Ferreira (com o Rui Vitória), Leiria (em litígio com eles) na Liga Sagres. Beira-Mar, Fátima, Belenenses, Estoril na Liga Vitalis. Carregado, Atlético, Louletano, Pinhalnovense e Casa Pia na Zona Sul da II Divisão B. Odivelas, Oeiras, Sintrense, 1º Dezembro e Farense na III Divisão.

Com facilidade poderão reparar que apenas privilegiei clubes perto de Lisboa ou na zona do Algarve (a 2h de carro de Lisboa), onde os jogadores possam estar facilmente integrados numa política de observação e proximidade das suas realidades quotidianas, contribuindo assim para a estabilidade emocional dos jogadores.

Assim, considerando as actuais realidades do futebol nacional, confesso que preferia que o Miguel Rosa e o Ruben Lima não tivessem sido já emprestados ao Setúbal, se bem que com o Manuel Fernandes, penso que poderão ser conseguidos alguns princípios de honestidade, mas nunca fiando. Desta forma, elegeria:

» Paços de Ferreira e Leiria na Liga Sagres;
» Belenenses, Fátima e Estoril na Liga Vitalis;
» Atlético e Pinhalnovense na II Divisão B;
» Odivelas e Oeiras na III Divisão;
(obviamente que esta escolha peca por desconhecimento de outros eventuais compromissos destes clubes com outras entidades)

Os jogadores no primeiro ano de séniores mas que não sejam apostas já confirmadas para o SLBenfica deveriam rodar nos dois limites inferiores (III Divisão e II Divisão B). Os jogadores no primeiro ano de sénior e com elevado potencial na Liga Vitalis e as confirmações como sendo uma aposta efectiva do clube e com capacidade para jogar a nível elevado, possivelmente já no 2º ano de senior, deveriam enquadrar o escalão principal.

Para a Liga Sagres em 2010/11 aposto claramente em: David Simão, Miguel Rosa, Ruben Lima, Roderick Miranda e Nelson Oliveira. Destes, entre o Paços, Setúbal e Rio Ave, o Rui Costa já terá assegurado a presença em equipas da Liga Sagres a todos. Sobram ainda o Leandro Pimenta e o Ismahel Yartey que ainda não terão colocação definida.

Para a Liga Vitalis em 2010/11 aposto em João Pereira (ex Fátima), André Carvalhas (ex Fátima), Romeu Ribeiro (ex Trofense), e Coelho (ex Paços Ferreira), assim como os ex-juniores Lassana Camará, Mário Rui, Danilo Pereira e Ruben Pinto.

Nas divisões secundárias, os atletas com menor expectativa de "explosão" a curto prazo como André Soares, Abel Pereira, Ivanir Rodrigues, etc.

Jabulani e... a Nike

 ●  3 comentários  ● 
O marketing chegou ao Mundial com a guerra Nike/Adidas "on fire"... e os serviçais da Selecção Nacional B do Brasil não podiam ficar à margem desta guerra e já sairam também a criticar a Jabulani - bola oficial do Mundial.

O Brasil e a Nike confundem-se. 65% dos jogadores brasileiros usam botas da Nike, a selecção é patrocinada pela Nike, a CFB é patrocinada pela Nike. São muitos milhões que entram...

Porque tendemos a não ser mais do que uma equipa B do escrete, não podiamos ficar atrás e já tivemos Scolari (brasileiro, pois claro) que veio com o apoio e patrocínio da Nike, temos um contrato de longa duração para os equipamentos... com a Nike, e temos o seleccionador patrocinado pela Nike.

Depois de privilegiar os atletas da Nike para as convocatórias da selecção, mesmo aqueles mais duvidosos... até na nacionalidade, como o Deco, eis agora um novo capítulo da forma reles como os interesses de algumas pessoas que gravitam em torno da selecção nacional se sobrepõem a tudo.

Talvez se comece a perceber porque a proposta da Puma no valor de 60M doláres foi recusada e fez antecipar a renovação do contrato com a Nike, ainda no tempo do Socolari.

PS- Para mim, bota de futebol que é bota de futebol... é Adidas e mais nada!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Exercício de Memória GB

 ●  12 comentários  ● 
Lembram-se disto: "Definição de 5 parcerias na II Divisão B, Liga de Honra e I Divisão para empréstimo anual de jogadores-chave da formação".
In tópico GB: FORMAR! Jogadores, equipas e Clubes! (19 de Maio de 2010)

Agora vejam isto: "Acordo fechado com o Benfica. O Fátima vai continuar a receber jogadores cedidos pelo Benfica. O acordo foi fechado esta semana por Luís Albuquerque, presidente do Fátima e Rui Costa, director-desportivo dos encarnados. Com a redução prevista do orçamento dos fatimenses para a próxima época, este acordo é vital para o Fátima. Esta época, o Benfica cedeu três jogadores à equipa da II Liga, mas este número deverá ser ultrapassado."


Lembram-se disto: Uma coisa é certa: Para consolidar uma organização, estrutura e mentalidade ganhadoras... em suma ter de volta a Mística do Benfica, é absolutamente crucial manter Jorge Jesus. Estou absolutamente certo que as ambições dele passam por conquistar a Champions, o Campeonato do Mundo de Clubes e... um dia chegar à Selecção.
in tópico GB: Eucaristia Dominical: O Benfica segundo Jesus (22 de Março de 2010)

Agora vejam isto: "o Benfica não é campeão duas épocas seguidas desde 1981 e 82. Isso é o que quero conseguir agora. Depois logo se verá. O que me atrai é ganhar a Liga dos Campeões. Se o Benfica poder dar-me essa possibilidade, não o trocaria por outro. Caso contrário terei de tentá-lo fora."
in
A Bola

ATÉ PARECE QUE PERCEBO DISTO!!!!!

O Romantismo tuga...

 ●  1 comentário  ● 
Um brasileiro que joga por Portugal, diz que não conta a "portuguesa" contra o Brasil... por respeito ao Seu país... 16 arguidos em mais de 250 crimes de corrupção no futebol, são integralmente absolvidos por, imagine-se, falta de provas... Um treinador com apenas um ano de experiência, mas muito conhecimento teórico fora de campo, é apresentado na imprensa como um treinador da estirpe de Mourinho... porque lhe fazia relatórios... Um jogador, depois de se sagrar campeão pelo Benfica e melhor marcador numa equipa com uma fantástica dinâmica ofensiva, tem no seu empresário o mais cruel exemplo de ingratidão ao criticar o clube que lhe deu nome.

Definitivamente, tenho que chegar à conclusão que somos um país de "Românticos"! Comecemos pelo brasileiro... Sim, o Brasileiro, porra! O Liedson é tão português como o Lula da Silva! Infelizmente, e apesar dos seus mais de 30 anos, o brasileiro foi chamado a selecção dos tachos! Os interesses que rodeiam a selecção é enorme e aquilo não é mais do que um veículo de promoção de jogadores para que daí advenha o necessário retorno financeiro.

Não será pois de estranhar que ao invés de o mandar para casa por estas tristes declarações, o Queiroz seja sim brindado por uma choruda comissão quando o Liedson sair para o Qatar ou Dubai depois do Mundial de futebol.

E já que falamos de comissões, eu já aqui tinha escrito sobre a postura do Cardozo - que parece que se calou finalmente - e do Pedro Aldave (seu empresário) no tópico Dois Gloriosos, Duas Atitudes... Dois Futuros (distintos)!

Bem sei que o Aldave e o jogador estão mortinhos para encher a carteira, e nem mesmo as constantes exigências para revisão do contrato do jogador são suficientes. Mas espero sinceramente que tanto um como outro tenham noção da imagem de mercenários que passam para fora, especialmente entre os benfiquistas que sempre apoiaram Cardozo e as suas limitações. Que a Russia lhe faça bom proveito... Ele que podia, com mais humildade, ter bem melhor.

Por falar em melhor... parece que afinal o Giorgio sempre se vergou às pressões da SAD e avançou para o Villas Boas. Como eu o compreendo... com o feitio arisco do Villas Boas, ou alguém na SAD vai fazendo de intermediário, ou o rapaz não chega a comer o perú no Dragão.

Acho que o tempo vai dar razão a Giorgio di Bufas, pois não é o facto de os conhecimentos de Villas Boas terem cativado Bobby Robson ou José Mourinho que fará dele um bom treinador. Quem conhece Jorge Jesus ou mesmo Mourinho, sabe que os resultados e a performance da equipa é em grande parte fruto da liderança, capacidade de gestão do balneário e compreensão do jogo nas variáveis humanas e tácticas.

Não é por gostar de Football Manager e fazer um conjunto de relatórios de elevada qualidade, que fazem de Villas Boas um bom treinador... e muito menos com a possibilidade de ser associado a qualidade de José Mourinho. Não é por acaso que o Mourinho pouco ou nada fez para o segurar na equipa dele, tal como faz com Rui Faria, por exemplo.

Por fim, o Apito Dourado a absolvição de todos os arguidos. Valerá a pena falarmos sobre isto? Sobre a justiça portuguesa? Sobre as ligações promiscuas entre os visados e os poderes judiciais e políticos em Portugal?

Não podemos esconder os números... são 16 arguidos (não é nem um, nem dois). Mais de 250 crimes em julgamento, só Pinto de Sousa tinha 144 e Paulo Torrão (resp informática da FPF) tinha 100 acusações. Depois havia ainda árbitros, observadores e elementos do Conselho de Arbitragem.

As escutas que foram inválidas para julgar Pinto da Costa, mas válidas para julgar os membros dos NNBoys... voltaram agora a ser duvidosas e inconcludentes! PALHAÇADA!!!! Temos o país que merecemos, pois perante estas vergonhas, nada se faz em Portugal, ninguém se revolta, ninguém faz nada!!!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

E assim vai, no início da época da cenourada!

 ●  8 comentários  ● 
"MEMÓRIA CURTA". Uma expressão que caracteriza, e muito, os portugueses. Basta olhar para trás... Não há ideias, nem convicções, há momentos. O que interessa é o agora que, bom ou mau, faz esquecer tudo o resto. É assim na política, é assim na sociedade, é assim nas empresas... e o futebol não pode fugir à regra.

E quem ganha com isso? Quem obviamente enriquece a criar "momentos"... a imprensa. Da imprensa económica, à generalista, até ao extremo gritante atingido na imprensa desportiva, é uma loucura ver o povão a andar feito rebalho a reboque das emoções criadas pelas primeiras páginas.

75% dos portugueses não lê as notícias do jornal... lê os títulos, sub-titulos e destaques. Resultado? É tão fácil passar uma mensagem subliminar, enchendo depois o texto com suposições, contradições e até alterações. Um exemplo? "BENFICA PARA CONTRATAR X", no subtitulo já se lê "é o jogador pretendido para substituir a mais que provável venda de Y" e no texto bem lido já se encontra "de acordo com a imprensa do pais A, um grupo de empresários terá sugerido o nome de X ao Benfica"... Nas rodas de amigos desse dia, o que se fala é na contratação do X e no valor da transferência, nos blogues que se encheram de videos, etc.

Ontem no Tuttomercato saiu uma "noticia", se é que se pode chamar aquilo notícia, mesmo metendo entre aspas, de que o Rui Costa poderia interessar à estrutura directiva do Milan. Quem sabe italiano, percebe que a peça diz que interessa alguém que faça o que Rui Costa fez no Benfica ao descobrir jogadores como Cardozo, David Luiz e DiMaria. Mas rapidamente essa notícia "deu à costa" em blogs vermelhos e hoje sai no Record e na Bola...! Incrível!!!

Os italianos estão a fazer algo que é, no mínimo, inteligente. Todos sabem que o Milan quer o David Luiz, por consequência, o JJ vê em Huntelaar o sucessor (na minha opinião com mais qualidade até) de Cardozo que poderá estar de saída para a Russia.

Contudo, contrariamente ao que se faz em clubes pouco organizados, o Milan começa por valorizar o seu próprio jogador - "NÃO SAI" diz Braida e Galliani. Depois, deixa cair na imprensa umas noticias a elogiar a qualidade dos jogadores do Benfica e o eventual interesse no David Luiz para renovar a já envelhecida (e sem referências) do Milan. Seguem-se os elogios a Rui Costa e ao seu trabalho na Luz - nem importa aos italianos lembrar que não foi Rui Costa que trouxe esses três jogadores, mas José Veiga. Quase como efeito imediato, a entrevista do Rui Costa ao canal do Milan onde já diz que "não é possível ao Benfica segurar as jóias" - levando-o a um discurso inverso ao do Presidente e do Dr. Domingos Soares Oliveira - e também que, imagine-se, o Milan será privilegiado na venda dos jogadores, ou seja, será sempre "ouvido" sobre um eventual interesse em acompanhar. Eu diria... MISSÃO CUMPRIDA, para os Italianos!

Agora que os tugas já "estão pelo beicinho", é só esperar pelos desenvolvimentos no caso Cardozo e estará na hora de avançar para uma proposta pelo David Luiz, envolvendo o Huntelaar, e de preferência baixando fortemente o valor do David Luiz com esse aliciante e, talvez, suportando uma parte do vencimento do holandês.

Teoria da Conspiração ou apenas um excelente exemplo de Estratégia e Organização? Cada um vê pelo lado que preferir: O copo meio cheio ou meio vazio. O que é facto é que o Milan não é, e se mantém (mesmo sem títulos) um dos melhores, maiores e mais ricos clubes do Mundo por acaso.

Ao Benfica, a começar por não serem capazes de falar a uma só voz (DSO e LFV ou Rui Costa não dizem a mesma coisa), até não imporem as regras do jogo no mercado... parece-me que ainda temos um caminho efectivo a percorrer no que diz respeito a Estratégia Desportiva.

Esta vertente sempre foi, em abono da verdade, o calcanhar de Aquiles de Luis Filipe Vieira, que se esperava que Rui Costa resolvesse, mas infelizmente o Presidente faz questão de não primar pelo melhor enquadramento do contributo que Rui Costa pode dar. Não quero com isto dizer que Rui Costa faria melhor ou pior... mas se está naquela posição, não deveria ser um "actor secundário".

O que está errado? Ser um actor secundário ou estar naquela posição? As opiniões dividem-se, mas eu pessoalmente acho que não devia estar (tão cedo) naquela posição, o tempo demonstrou que se fragilizou e agora é o que vemos.

Voltando atrás, eu referi a propósito do Benfica o facto de "não imporem as regras do jogo no mercado". O que quero dizer com isto é muito simples: DiMaria, David Luiz e Cardozo deveriam ser considerado inegociáveis para efeitos públicos. Deveria ser público um esforço que iria ser realizado para rever os seus contratos e manter esses jogadores no ataque à Champions na próxima época, conjuntamente com o reforço da equipa com um ou dois jogadores.

Impossível? Claro que sim... Estamos a falar de "fazer bluff", é não basta vir dizer que só saem pela clausula, pois isso à partida coloca um patamar de negociação. O que se pretende é "passar a mensagem" de que não há sequer essa negociação. Na minha opinião, este tipo de postura iria talvez (isto não é uma ciência exacta) ter o mesmo resultado final - os três jogadores deixarão possivelmente a Luz - mas num enquadramento financeiro bastante mais favorável para o SLBenfica.

Novamente... Não há verdades absolutas nestes casos, isto é apenas a minha opinião (não é, portanto, uma crítica) no que acho que devesse ser a forma como deveriam ser conduzidos estes temas pelo Benfica em termos de Comunicação e Estratégia Desportiva.

Recordo aqui que se é verdade que os "colossos" têm o que o Benfica precisa, também não é menos verdade que o Benfica tem o que os "colossos" querem. Com uma diferença: O dinheiro, o Benfica pode arranjar "noutro colosso" ou mesmo no banco... o DiMaria e David Luiz há só um de cada, e é o Benfica que os tem.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Etiquetas, Ranking e Tópico da Semana

 ●  1 comentário  ● 

Numa altura em que o GB, de acordo com os dados do Alexa Traffic Ranking, está entre os 1362 sites com mais visitas em Portugal, e a propósito de uma conversa hoje com um amigo, decidi implementar duas novidades:

- As Etiquetas por tópico a identificar o assunto a que o mesmo diz respeito, facilitando a pesquisa dos tópicos por tema, ao mesmo tempo que deixa uma visibilidade dos temas mais abordados pelo GB. (já estão classificados todos os tópicos posteriores a 1 de Abril de 2010).

- Eleição do tópico da semana. Bem sei que a tradição dos leitores dos blogs vai pouco neste sentido, pelo que - salvo o contributo dos leitores - a eleição será feita por mim, em função dos meus gostos e dos comentários deixados pelos leitores.

Ambas as iniciativas são interessantes na medida em que permitem bem ver as principais temáticas abordadas pelo GB (Sistema Corrupto) e desfazer algumas teorias de alguns leitores mais entusiasmados que me acusam de criticar a Direcção com frequência.

Por outro lado, para aqueles que têm elogiado, especialmente os tópicos dedicados à Estratégia Desportiva, Gestão Empresarial e Comunicação, fica agora mais fácil organizar esses tópicos e pesquisa-los, consultá-los, recordá-los...

Dia(s) de São Receber

 ●  8 comentários  ● 
O título é de uma música dos Xutos e Pontapés, mas bem que podia caracterizar a realidade do SLBenfica neste defeso, no dia em que se conheceu o, esperado, desvio nas contas na ordem dos 22,8M€ negativos na SAD.

Já sei, já sei... com uma ou duas vendas "limpamos" esse valor e não é preocupante o passivo de mais de 300M€, porque o nosso activo é superior ao passivo, blá blá blá!

Eu não sou economista, nem contabilista. Independentemente de tudo sou adepto de futebol e sócio do SLBenfica, pelo que o que me chama a atenção é que o nosso passivo actual constitui metade do passivo do ManUtd e menos 100M€ que o Real Madrid.

Considero, face às receitas obtidas e face até ao tópico anterior(3M/ano até 2021 - Agora sim a opinião do GB), tratam-se de números que merecem uma acção directa por parte da SAD.

MAS ATENÇÃO! Não é preciso também arrancar já para o dramatismo de que o Benfica está falido, que tem que vender o plantel todo e trocar por brasileiros a 1M€ cada um. Nada disso...

O que está em causa é que o SLBenfica continua com desafios muito relevantes na área financeira, que não foram resolvidos (nem nada que se pareça) com os empréstimos mais recentes (Obrigacionista de 40M€ e bancário de 38M€), nem com o Benfica Stars Fund que fez entrar na Luz cerca de 20M€, mas reteve cerca de 20% dos passes dos atletas mais valiosos e com mais potencial.

Novamente, não estou de todo alarmado com esta situação, pois no meu ver ela passa por três vectores que estão perfeitamente ao alcance do SLBenfica:

1. Investir em jogadores de elevado potencial anualmente, com capacidade de retorno por jogador a dois anos, de uma verba superior ao valor global do Investimento nessa época.
» Ou seja, ter a astúcia de mercado que nos permita adquirir jogadores como DiMaria e/ou David Luiz, em cujas vendas passado duas/três épocas permitem pagar todo o investimento efectuado na época em que foram adquiridos e ainda dar retorno.

2. Aposta estratégica na Formação de jogadores das camadas jovens.
» Talvez isso implique a alteração do paradigma de treino da formação do SLBenfica, apostando em modelos de treino que procurem jogadores com maior destaque individual. Esses jogadores, têm um reconhecimento pelo mercado mais rápido e mais valorizado financeiramente. Este modelo foi e é, por exemplo, seguido pelo SportingCP durante muitos anos.

3. Acordos de parceria para valorização de jogadores na Europa.
» É um modelo conhecido e que frequentemente empresários como Bertolluci, Jorge Mendes, etc. procuram em clubes como o Benfica e FCPorto (por terem maior visibilidade internacional). Este modelo implica que o clube sirva de porta de entrada na Europa para jogadores de mercados de Africa e América Latina, permanencendo apenas um ano (dois no máximo) e sendo vendidos por um valor muito mais elevado, ficando o clube apenas com uma parte minoritária desse valor.

Háverá, obviamente, outras medidas a ter em conta, como por exemplo a contenção orçamental, é verdade. Mas acho que não é esse o caminho, como o passado bem demonstra.

O SLBenfica, para melhorar os seus rácios financeiros tem que vender jogadores anualmente, cuja aquisição seja feita num modelo estratégico para esse efeito. Não sou, contudo, apologista das aquisições massivas num ano, para venda no seguinte, NÃO!

Quando falo em estratégico, significa que se trata de um modelo que é acompanhado ano após ano, com um planeamento eficaz, que permite colmatar antecipadamente a saída de jogadores e também... vender campeões. Ou seja, vender jogadores que saibam o que é ganhar e que sejam vendidos não só como jogadores de qualidade, mas também que já são vencedores de competições... isso valoriza os jogadores.

Talvez porque esta estratégia (se é que é esta) estará apenas no início, neste momento ainda temos algumas lacunas que nos poderão deixar na iminência de estar dependentes da entrada de verbas muito altas e, consequentemente, da saída de três ou até mesmo quatro jogadores, este ano.

Com este modelo "a rolar", teremos capacidade para vender um (máximo dois) jogador por ano, por valores sempre superiores aos 25/30M€, e assim equilibrar e até criar "superavit" nas contas do SLBenfica.

Este modelo garante também uma elevadíssima competitividade da equipa, a permanência dos jogadores de top por dois a três anos, ciclicamente, e permite que os jogadores não tenham ansiedade em sair, pois estarão sempre na "alta roda" do futebol a discutir... títulos.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

3M/ano até 2021 - Agora sim a opinião do GB

 ●  14 comentários  ● 
Dei, propositadamente, cerca de 24h para escrever algo de teor opinativo sobre o tópico de ontem: 3M/ano até 2021. Na realidade, se procurarem, eu não escrevi qualquer opinião sobre o tema em questão, ainda assim houve logo uns que saíram a terreiro a tentar demonstrar que eu estava contar o valor ou que estava a criticar fosse quem fosse.

Parabéns aqueles que têm vindo a dar largas à estratégia "antítese Al Sahaf". Ou seja, contrariamente ao famoso ministro iraquiano que advogava que ninguém os estava a atacar, no Benfica ao longo destes anos sem glória, instituiu-se o oposto: Coitadinho do Benfica que é sempre atacado, a não ser que se diga que está tudo bem.

LAMENTO! Sou do Benfica há anos a mais para alinhar por esse diapasão. Sei o que é o passado do SLBenfica, vivi uma parte dele. Vi como se conquistam as vitórias e se alcança a Glória... e não foi, seguramente, a fazer-mo-nos de coitadinhos. Antes pelo contrário.

Posto isto, vamos ao tema: Anualmente Adidas, Portugal Telecom e Sagres (por ordem de antiguidade dos contratos) deixam no SLBenfica estimadamente cerca de 15M€ em patrocínios. A esta verba junta-se o contrato de 7,5M€/ano da Olivedesportos e prefaz uma receita total de 22,5M€/ano. De destaque, mas muito mais moderado, apenas a parceria com a Sicasal e Coca Cola para o futebol de formação, cujo valor desconheço. Todos os contratos pressupõem EXCLUSIVIDADE!

A troco desta verba, o SLBenfica cede: Imagem das camisolas da equipa principal de futebol e das modalidades (PT, Sagres e Adidas), Camarotes (PT, Sagres, Adidas e Olivedesportos), Imagem estática da primeira linha do relvado (Olivedesportos), Fornecimento de Telecomunicações Clube e Casas (PT), Fornecimento de Bebidas Clube e Casas (Sagres/Centralcer), Naming das Bancadas (PT e Sagres; Coca-Cola mais 1,5M), Bilhetes para jogos (todos), Direitos Televisivos dos jogos do SLBenfica na Liga Sagres, Direitos de cedência e exploração do website oficial slbenfica.pt (Olivedesportos), Direitos de Transmissão e Distribuição da BenficaTV (PT), etc. etc. etc.

Onde, basicamente, pretendo chegar é ao facto de que efectivamente o valor global dos valores apurados é potencialmente baixo: Cerca de 22,5M€, aos quais ainda se deverá juntar o naming dos pavilhões (estimo em cerca de 2M€) num total de 25M€/ano aos quais deveremos ainda incluir o centro de estágio, totalizando então cerca de 26,5M€/ano.

Pragmaticamente é fácil dizer que tem que ser o Benfica a liderar o mercado (como diz o Mister D) e que não podemos continuar a falar dos erros do passado (como referenciou o TRAMONTANO). Na realidade, são efectivamente dois factores indissociáveis da conjuntura actual. Ambos são verdade, contudo...

Eu fiz de propósito ao isolar a PT da Sagres, e esta da totalidade dos valores. Mesmo a totalidade admito que possa chocar alguns leitores, quando sabemos que só em direitos televisivos o Real Madrid recebe 5x o valor dos nossos patrocínios e direitos todos...

Mas houve também, mais que um, que colocou a questão sobre quem paga ou pode pagar mais ao Benfica. Bom... esse já é um argumento que discordo! É sempre possível pagar mais, tal como é sempre possível exigir mais...

Em primeiro lugar penso que à dimensão do Benfica, apenas é possível fazerem-se acordos com as maiores empresas nacionais e que, necessariamente, tenham interesses internacionais: PT, BRISA, BES, BCP, GALP, PORTUCEL, VODAFONE, SONAE, etc...

Se olharem para o Real Madrid, ManUtd, etc... todos os grandes acordos são feitos com marcas que pretendem ter visibilidade Internacional. Se fizermos uma aposta num patrocinador que vá investir (bastante, é certo) para ter retorno apenas no mercado nacional... os valores serão sempre inferiores aos que poderemos ter com marcas internacionais (como é o caso da BWin com o Real Madrid ou da AIG - americana - com o ManUtd).

É, contudo, preciso não esquecer que Portugal não é Espanha e infelizmente só é falado e visto internacionalmente, regra geral pelos piores motivos: Da política à corrupção do FCPorto... Enfim! Tudo isso afasta investidores/patrocinadores multinacionais.

Depois, o factor-chave, mais uma vez! É absolutamente vital que os direitos televisivos atinjam uma relevância de 50% do valor das receitas obtidas através da alienação de direitos. O "valor mágico realista" para mim são os 20M€ sendo que deverá, depois, estabelecer-se um objectivo de outro tanto (22 a 25M€) para o restante dos contratos... actualmente está em cerca de 18,5M€ (Sagres e PT 9M + Adidas 6M + CFC 1,5M + Pavilhoes e Piscina 2M)...

Ou seja, penso que "no overall" estaremos apenas com 5 a 6M€/ano de subvalorização dos nossos contratos, o que não é um quadro tão penalizador como alguns traçaram, se olharmos também para a representatividade dos valores de patrocínio no orçamento anual das marcas que estão connosco. Talvez apenas a PT, Adidas e EDP tenham orçamento para pagar mais do que pagam.

Assim sendo: As palavras de ordem que gostava de trazer são CONCORRÊNCIA e ROADSHOW! O Benfica precisa urgentemente de sair em busca de parceiros internacionais que pretendam ter visibilidade em Portugal e ao mesmo tempo nos países da Europa e Africa. Este quadro vai aumentar o potencial de retorno dos patrocínios e trazer concorrência às marcas lusas, obrigando-as a pagar mais.

Porque não a Telefónica? A Sonangol? A BWin? A Mercedes? Enfim...

MAIS: Nem qualquer marca se pode associar ao SLBenfica, pois mesmo que não tenham exclusividade, torna-se de todo inviável a coexistência de certas marcas, seja por ligações accionistas, seja por concorrência ou pelo que for.

Para terminar, obrigado a todos aqueles que se precipitaram em conclusões a dizer que o objectivo do GB era malhar na Direcção, no Presidente ou em quem quer que seja. Foram, PREMEDITADAMENTE apanhados, pois nem pararam para olhar para trás e ver que este é um tema onde o GB elogia particularmente a atitude desta direcção.

PS- Há muito para corrigir, sim, mas na gestão de imagem. Ou seja, no que exigimos em termos de imagem face ao retorno que damos pelo que investem. É aqui que entra a exclusividade, as cores como o simbolo da TMN ou o retangulo da MEO, etc.

domingo, 30 de maio de 2010

3M/ano até 2021

 ●  17 comentários  ● 
O grande investimento que o Benfica fez no Futebol foi graças ao dinheiro da Sagres?
Nós proporcionamos ao Benfica a oportunidade de conseguir um empréstimo de 40 milhões de euros. Nunca paguei directamente ao Benfica 40 milhões de Euros. Eu pago ao Benfica um pouco mais de 3 milhões de euros por ano e assinei esse contrato até 2021.

Não é um exagero o tempo de contrato?
Há possibilidade de revisão do acordo a meio do percurso, mas acho que as apostas têm de ser feitas a longo prazo. O Benfica é suficientemente sólido para arriscar uma aposta deste tipo e como contrapartida ganhámos exclusividade. Não há nenhuma cerveja que possa entrar no Benfica até essa data.

No contrato com o Benfica disse que não se resumia ao patrocínio das camisolas. Que outras valências existem e o que se perspectiva para o futuro?
Temos a bancada, que foi integrada neste contrato, bem como o camarote, bilhetes grátis e ainda a possibilidade de estar nas casas do Benfica em Portugal e fora do País, que são importantes pontos de venda e de penetração da Sagres e da Portugalidade.
in Record (edição impressa)

***********************************************
A bancada Sagres, a parte de trás das camisolas da equipa principal, TODAS as modalidades, as Casas do Benfica, o camarote, bilhetes grátis e EXCLUSIVIDADE da Sagres... a troco de
um pouco mais de 3 milhões de euros por ano e assinei esse contrato até 2021....

Deixem a vossa opinião sobre os actuais acordos PT e SAGRES:

PT: Naming das bancadas MEO e TMN + Camisola + Distribuição BenficaTV + Camarotes + Bilhetes + BenficaTelecom + Comunicações Grupo Benfica = 6M€/ano até 2011

SAGRES:
Naming da bancada SAGRES + Costas Camisola Equipa Principal + Camisolas de TODAS as modalidades + Exclusividade Cerveja SAGRES no Benfica (incluindo Casas) + Camarote + Bilhetes = 3M€/ano até 2012 (inclui a condição de fiador de um empréstimo de 40M€ para reforço do plantel em 2009)

TOTAL em Patrocínios:
9M€/ano
(Excepto o da Adidas até 2013 - 4M€/ano se não estou em erro - penso que as receitas de patrocínios mais relevantes estão aqui totalizadas)

Dois Gloriosos, Duas Atitudes... Dois Futuros (distintos)!

 ●  17 comentários  ● 
Depois de ontem ter antecipado a hipótese de a "anunciada" proposta de renovação a Quim ser um presente envenenado no tópico Será uma Trapalhada "Jaquim"?, procurando dar o exemplo do que NÃO SE DEVE FAZER a um jogador de futebol... Hoje é a vez de falar da atitude dos jogadores. Olhemos para dois exemplos claríssimos: David Luiz e Cardozo.

O primeiro chegou humilde, desconhecido, mas rapidamente se impôs entre treinadores, jogadores e jornalistas, conquistou os adeptos e tornou-se uma referência dentro e fora de campo.

O segundo chegou numa transferência milionária, tarda a ser unânime entre os adeptos e mesmo a critica (alguma vez conseguirá?) e beneficiou de uma dinâmica de ataque que teria potenciado sempre a concretização de um elevado número de golos, mesmo que o avançado fosse... Martin Pringle.

Não estou a tirar mérito ao Oscar Cardozo, mas penso que todos reconhecemos que contamos com dedos de uma mão (e se calhar sobram muitos dedos) os jogos em que o paraguaio foi decisivo. E por decisivo entendo aquele golo, atitude ou jogada ao alcance apenas de jogadores "especiais".

O primeiro (David Luiz) entrou publicamente na rota de Real Madrid, Manchester, Chelsea e AC Milan (a sair, já disse que para mim é aí o lugar dele). Para o segundo, vão aparecendo umas equipas russas, Newcaslte, Manchester City, enfim...

Agora atentemos nas diferenças de atitude entre o primeiro e o segundo, assim como no respeito, admiração e orgulho que têm pelo SLBenfica, o clube que os projectou para o Mundo:

David Luiz:
... E pelo caminho ainda uma frase que deveria servir de recado para Queiroz, Pepe, Deco e Liedson: "mesmo que pudesse, não jogaria por Portugal. O meu sonho é defender o Brasil"

Já Cardozo:
«O meu futuro depende do Benfica, que tem a possibilidade de decidir, mas gostaria de ir para um grande de outro campeonato e não digam que foi por acaso, porque o empresário reforçou: «Cardozo não está a pressionar o Benfica para sair, trata-se apenas de uma questão de vontade. É a vontade dele e tem de ser respeitada, é o seu desejo. Se houver, efectivamente, uma boa proposta, então tentaremos 'sacá-lo' ao Benfica. É óbvio que está numa boa situação no clube, mas se puder ficar ainda melhor tentaremos que assim aconteça» in ABola
Este jogador, quando Jorge Jesus lhe ligou a pedir para ficar respondeu um ingrato "Não Sei..."


A diferença evidente entre quem foi parte activa e muito diferenciadora de um projecto desportivo - David Luiz - e que está na rota dos melhores clubes da Europa; E alguém que beneficiou do enquadramento ou estava inserido e se destacou "apoiado" no grupo - Cardozo - e que está na rota de clubes medianos e todos inferiores ao Benfica.

É também a diferença entre as posturas que os jogadores demonstram dentro (e fora) de campo enquanto profissionais de futebol. Recordo que o Cardozo, sem ganhar nem ajudar a ganhar nada, já o ano passado "exigiu" uma revisão salarial... Já David Luiz foi "brindado" com uma revisão, fruto do seu trabalho.

São estas pequenas grandes diferenças que farão de David Luiz um jogador de topo Mundial e de Cardozo apenas mais um jogador que marca golos quando está inserido numa equipa com uma fabulosa dinâmica ofensiva... e como destas não há muitas na Europa (que queiram ter o Cardozo), ele será apenas um jogador muito mais rico no banco do que no campo.

A parte curiosa desta história, é que a atitude de merda do Cardozo poderá obrigar o Benfica a vender... David Luiz, para poder ter o substituto desejado para o paraguaio ingrato. Triste...

ranking