O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


domingo, 23 de maio de 2010

Anjinhos

 ●  Sem comentários  ● 
Diz hoje o Record que o SLBenfica definiu que os jogadores emprestados pelo Benfica, "se o fizesse, poderia desestabilizar as equipas que servem de "estágio" nesta fase da carreira dos atletas. E poderia criar nos jogadores um mundo de ilusões". E comovente, não é!?

Olhamos para um futebol nacional que está PODRE de tantos interesses que mandam no dia-a-dia das equipas. Olhamos para um futebol nacional que é DOMINADO por jogos de interesse e tentativas de controlo das equipas pequenas, através de um Sistema que os alimenta... para os manter controlados...

... mas o SLBenfica preocupa-se em "não desestabilizar as equipas que servem de "estágio". É verdade que se trata de um pensamento nobre, como nobre é o Clube e são os valores que regem a instituição, mas a verdade é que o SLBenfica tem que escolher um de dois caminhos:

1- Ou muda as regras do jogo e para isso tem que tomar a liderança do futebol nacional e trazer medidas e regulamentos que façam a justiça prevalecer sobre os interesses - Não me parece ter sido essa a escolha ao apoiar... Fernando Gomes para a Liga.

2- Ou aceita as regras do jogo e sabe contorná-las ou é mais forte que os poderes instituídos, procurando impor as suas leis e regras. Ao fim ao cabo, será que o Benfica não tem do seu lado o mais importante (jogadores de qualidade)?

Posto isto, e olhando para a nossa formação e jovens em início de carreira profissional, gostaria de recordar o tópico FORMAR! Jogadores, equipas e Clubes! no GB no passado dia 19 de Maio. Neste tópico foram definidos um conjunto de princípios que, no me entender, deveriam reger a formação do SLBenfica. Num desses pontos destaquei: "Definição de 5 parcerias na II Divisão B, Liga de Honra e I Divisão para empréstimo anual de jogadores-chave da formação".

Para os mais habituados ao mundo corrupto do futebol, rapidamente vão achar que estamos a falar de pagar a não sei quem para fazer não sei o quê e garantir que quando jogarem com o clube X ou Y garantam... Enfim! À FCPorto...

Mas não é NADA DISSO! O que está em causa é a necessidade de dar continuidade à carreira de alguns jogadores... CHAVE da nossa formação ou, contratados ainda jovens. A saber, incluo nesse lote:

1a Linha: David Simão (ex Fátima), Leandro Pimenta (ex Beira-Mar), Yartey (ex Beira-Mar), Miguel Rosa (ex Carregado), Nélson Oliveira (ex Rio Ave), Ruben Lima (ex Setubal), Roderick Miranda (junior), Miguel Victor (Benfica) e Lassana Camará (junior).

2a Linha: Mário Rui, Romeu Ribeiro, Ivan Santos, André Carvalhas, Abel Pereira, João Pereira, Yu Dabao, André Soares, Coelho, Ivanir Rodrigues, Adriano Silva, Hélio Vaz, Pedro Eugénio.

Onde entendo é que o SLBenfica deve ter efectivas preocupações sobre a localização dos empréstimos dos jogadores - optando preferencialmente por clubes o mais próximo possível de Lisboa, ou a Sul, conforme também disse no tópico FORMAR! Jogadores, equipas e Clubes! a propósito da necessidade de ter uma estrutura de acompanhamento permanente aos jogadores e até aos clubes onde os mesmos se encontram. Depois, obviamente que potenciar as equipas do Sul é positivo para um futebol português cada vez mais virado a norte...

Na Liga Sagres, Leiria, Setúbal, Olhanense, Portimonense, deveriam ser alvos preferenciais, tal como na Liga Vitalis, Beleneses, Fátima, Estoril e na II Divisão B Atlético, Pinhalnovense, E. Amadora, Real Massamá o deveriam ser também.

Obviamente que tudo isto não é possível, até porque são conhecidas as ligações destes clubes ao Sistema ou a parcerias como a do Real Massamá com o Sporting (na minha opinião um modelo a seguir). Por esta facto, há sempre boas alternativas nas ilhas (um ambiente tipicamente mais pacato e controlável) com Santa Clara, Marítimo, Nacional e obviamente entre as equipas mais competitivas como o Guimarães.

Por outro lado, se for para estar em clubes submissos como a Naval, Paços de Ferreira ou Académica (longe e com maior dificuldade de acompanhamento), penso que é preferível estar num clube como o Setúbal ou o Leiria ou mesmo Estoril e Fátima.

Podem questionar a "dimensão" dos clubes... mas quem não se recorda do percurso feito pelo Alverca (desde a II Divisão B até à Primeira Liga), suportado em jogadores como Maniche, Deco, Ricardo Carvalho, etc.?

Já que falamos em maximizar o potencial dos jogadores do plantel, penso que há três jogadores que deveriam merecer uma avaliação mais consistente por parte de Jorge Jesus na Pré-Epoca: Urreta, Yebda e Makukula e... Rúben Lima.

Por último, para sair em definitivo, penso que deveriam ser feitos todos os esforços par aliviar a folha salarial terminando as ligações com: Bynia, Patric, Marcel, Shaffer, Adu, Halliche, Walter Moraes, Leandro Silva, Fillipe Bastos, Zoro, Andres Diaz, Balboa, Jorge Ribeiro, Luis Filipe, Moreira, Filipe Menezes, Mantorras e Eder Luiz.

0 comentários blogger

Publicar um comentário

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking