O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Intervalo

 ●  11 comentários  ● 
Caros leitores, por motivos de saúde de um familiar muito próximo o GB não irá manter a actualização diária que vos habituei. Estou sem cabeça nem vontade... Vou estar por aqui, mas talvez menos do que vos habituei, dado que neste momento tenho outras prioridades.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Os Deuses da Luz...

 ●  23 comentários  ● 
... MAIS 8,6M€ a juntar aos muitos milhões (25) na abertura do campeonato.

Tenho gostado ler os comentários dos benfiquistas (ou talvez não) que aqui vêm defender certas posições ou, acima de tudo, criticar o facto de eu discordar da actual estratégia de reforço do plantel em Janeiro. Há de tudo:

- Desde querem convencer-me da obrigação de aceitar tudo o que é feito pela direcção, porque eles merecem por serem de confiança e benfiquistas exemplares.

- Até que é insensato criticar a qualidade ou valor pago por alguns jogadores porque... o Javi Garcia também custou 7M€ e comprovou-se que era bom jogador.

- Passando por não interessar a nacionalidade dos jogadores, desde que venham para sermos campeões.

- E até se chega ao cúmulo de dizer que Yartey, Miguel Rosa ou Nelson Oliveira não têm qualidade.

... e tenho feito questão de publicar todos os comentários, para mais tarde recordar e... recuperar algumas conversas com alguns que têm o cuidado de escrever sob "Anónimos" de modo a que nunca se lhes possa apontar nada. E eis que aprendi (LOL) algumas lições:

Lição nº1
- Querem alguns benfiquistas que o GB passe a aceitar toda e qualquer contratação, mesmo que despropositada financeira ou desportivamente... apenas porque o Presidente achou que as deveria efectuar.

Lição nº2
- Quando as contratações, aparentemente, não fazem sentido, deve o GB percebê-las numa óptica de futuro. Ou seja, um dia irão substituir algum dos bons jogadores do plantel, ainda que estejam a chegar de um país oportunista por tuta e meia (onde os jogadores para sair valem milhões mas para entrar valem tostões).

Lição nº3
- Ainda que nos últimos dois anos os jogadores não tenham feito nada de relevante, o GB deve formar a sua opinião com base nos feitos das equipas ou selecções que integraram ou, especialmente, nos videos do Youtube.

Lição nº4 e prémio criatividade
- Depois do exemplo do "desconhecido" Javi Garcia, que custou 7M€ e se revelou um excelente jogador, deve o GB sempre partir do princípio que isso voltará a acontecer com todas as contratações que fizemos.

Lição nº5 e talvez a mais brilhante
- Todo e qualquer jogador que chegue ao Benfica é, nativamente, um excelente jogador. Só perderá esse estatuto se efectivamente tiver o "azar" de não se adaptar, de não apresentar resultados condizentes com o valor ou aposta feita pelo Clube. Ou seja, o Presidente não erra... os jogadores é que não se adaptam... porque eles eram bons.

Esta última lição que fizeram questão me ensinar é bem demonstrativa da cultura dos benfiquistas que tem "torrado" jogadores nas últimas duas décadas: Os jogadores quando chegam vêem para ser ídolos, para ser o novo Jardel, o novo Roberto Carlos, o substituto do Simão, etc. etc. etc.

É incrível como no Benfica ninguém vem para trabalhar até à morte para, com sorte, conseguir um lugarzinho ao sol e depois de muito trabalho e dedicação lá ter um lugar de reconhecimento junto dos adeptos (ou deverei agora dizer "torcida"?).

Vir para o Benfica tornou-se portanto cómodo e confortável para todos. Os dirigentes não falham... os jogadores é que não se adaptam. E estes não precisam provar nada porque chegam sempre rotulados de grandes jogadores e só deixam de ser porque... não se adaptaram.

Responsabilidade. Vou repetir e leiam devagarinho: R E S P O N S A B I L I D A D E...

... Uma palavra que saiu do léxico dos benfiquistas desde há muitos, muitos anos. Desde o tempo em que começou a derrocada financeira com o fecho do terceiro anel que ficou com uma factura por pagar mais de 10 anos... Quando algo falha nos dias de hoje... é o Sistema, é a adaptação, é o azar, é a atitude, é o treinador... é tudo, menos RESPONSABILIDADE de alguém.

Quando algo corre bem... é precisamente o inverso. Não há sistema, azar ou adaptação que nos valha, porque a Direcção conseguiu ser superior a tudo.

Se querem saber, ainda que estou certo que muitos não entendem ou vão ignorar esta parte, o que escrevi no parágrafo anterior é algo que considero absolutamente correcto. O que não é correcto é o que antecede isso, no que diz respeito a quando algo falha e a culpa morre solteira.

Não vou voltar a explicar como e porque entendo as apostas do mercado de Inverno foram, na minha óptica, totalmente erradas. Quem quiser que leia os últimos tópicos.

Não vou também voltar a explicar porque entendo que as (poucas) lacunas do plantel poderiam, enquanto não garantirmos títulos, ser suprimidas sem necessidades aumentar ainda mais o enorme endividamento, recorrendo a soluções internas (jogadores emprestados ou da formação - Ruben Lima; Yebda; Makukula ou Nélson Oliveira) e/ou recorrendo ao mercado nacional (João Pereira; João Aurélio e Ruben Micael).

Penso ser desnecessário voltar a questionar qual a estratégia para jogadores como Bynia, Shaffer, Patric, Adu, Bastos, Zoro, Sepsi, Jorge Ribeiro, Andrez Dias, Luis Filipe, Balboa, Edcarlos, Marcel, Leandro, Halliche, Keirrison, Bastos, etc.

Na Luz entraram este ano, nada mais nada menos de 13 jogadores novos, 9 dos quais brasileiros e apenas um português - César Peixoto - que na minha opinião nada acrescentou à equipa. Tudo isto depois de mais 10 que entraram na época passada, onde pontificavam nomes como Reyes, Suazo, Aimar ou Carlos Martins. São 23 contratações (um plantel inteiro) em duas temporadas... e muitos milhões em endividamento... e zero títulos.

Alguém me consegue explicar esta movimentação de jogadores, sempre superior à dezena que entra e sai todos os anos do balneário da Luz??? Em tempos era para enriquecer quem fazia os negócios... e agora é para quê?

Quem me conseguir convencer que é benéfico para o plantel, para o grupo, para a estabilidade, para preparar o futuro do Clube, termos todos os anos mais de 10 jogadores a entrar e outros 10 a sair... cá estarei para aprender.

- Entram e saem mais de 10 todos os anos
- Não entra nenhum jogador da formação
- Entram muito poucos (um a dois) portugueses em cada ano
- A generalidade dos jogadores vem de campeonatos muito diferentes

Qual é a parte desta "formula mágica" que é benéfica para o Clube?

Eder Luis confirmado...

 ●  6 comentários  ● 
"O Clube Atlético Mineiro concretizou a venda do atacante Eder Luis para o Benfica, de Portugal, e receberá dois milhões de euros pelos 50% dos direitos econômicos que detinha sobre o jogador. O atleta assinou sua rescisão com o Galo e segue ainda nesta terça-feira para Lisboa, onde realizará exames médicos.
Com a camisa alvinegra, Eder Luis disputou 161 jogos e marcou 43 gols, sendo 22 deles na temporada 2009.
Formado nas categorias de base do Galo, o jogador chegou ao clube em abril de 2004 para defender a categoria júnior. Sua estreia no time profissional foi em 20 de agosto de 2005, na vitória por 2 a 1 sobre o Juventude, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano."

Naaaaaah! Era o GB que emprenhava pelos ouvidos. Pelos vistos não era...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Esporte Vieira e Benfica!?

 ●  25 comentários  ● 
Depois das decisões totalitaristas... os camiões de brasileiros: De uma assentada: Airton (o único que acho que pode trazer algo, mas que nada acrescenta ao Yebda, na minha perspectiva), Kardec (ecos do Brasil não o protegem), Eder Luis (o próprio afirma que não deixa saudades na "torcida") e Diego Ângelo (bom potencial, mas...) e fala-se ainda no Oscar (mas que se vier penso ser uma boa opção se aceitar jogar a 2a metade da época nos juniores). Se todos se confirmassem... seriam 15 os jogadores brasileiros do plantel (contando com Filipe Bastos e Patric). Portugueses (contando com o Roderick)... são 9.

Estaremos perante uma nova identidade para o Clube que aprendemos a Amar e Venerar?

Poderei eu concordar com o interesse em Diego (Naval) para colmatar a saída do Miguel Victor (formado no Clube)?

Não me venham com paneleirices de que estou a criticar seja quem for. O que está aqui em causa não é o Rui Costa e a sua "estrutura de balneário", nem o Vieira e a sua "presidência de salvação". Isso cada um tem as suas ideias e, com diz um grande benfiquista, unimo-nos no fim e apenas para festejar os golos e vitórias do nosso Clube.

O que está em causa são opções estratégicas que deixam encostar a um canto, perdidos nos empréstimos, jogadores formados na Luz que nunca chegarão a ter a oportunidade de aprender com Aimar, Javi Garcia, Saviola, Cardozo, Luisão, DiMaria, Ramires... para dar essa oportunidade a um contingente de brasileiros que não tem qualquer identidade com o Clube ou, sequer, com o futebol nacional.

Sabem como tivemos Rui Costa? Porque em tempos alguém lhe deu uma oportunidade. Foi titular logo? Não... andou uns tempinhos a alternar entre o banco e o substituto utilizado... até se tornar no génio do futebol que vimos e nos orgulhámos de formar.

Se arriscamos falhar com estes brasileiros porque não arriscamos falhar com os nossos jovens?

O que está em causa é, também, continuar a deixar jogadores como Varela, João Pereria, Ruben Micael, Sereno, João Aurélio, Miguel Lopes, Manuel Fernandes, etc. escaparem para outras paragens e que, não sendo fabulosos, seriam sempre opções mais do que suficientes para constituirem uma segunda linha de fogo aos nossos "magnificos" e nos permitiriam manter uma identidade do Clube... a mística.

A quem está a interessar isto?

 ●  5 comentários  ● 
Se há desejo que alimento... é o de estar redondamente enganado! É daqueles casos em que não me importo nada de dizer que errei... SIM! Tenho criticado as movimentações "estranhas" que caracterizam o último ano desta direcção. Das eleições mal arranjadas à pressa para evitar concorrência, às contas e decisões mal explicadas, a verbas de milhões para pagar jogadores como o Mantorras... até contratações de camiões de brasileiros a granel para a Luz, temos visto de tudo!

Pelo meio, o povo vai cantando e rindo porque a malta vai na frente do campeonato com o Braga e já deixou o Sporting, numa das suas maiores crises (se é que alguma vez saiu dela) a mais de 10 pontos e o Porto a quatro pontos depois de uma vitória merecida na Luz sobre os corruptos.

E continuo a admirar o regozijo com que chamam craques a jogadores que nunca viram jogar, mas que encontraram um videos porreiros no youtube. Temos o armazém cheio deles: Sepsi, Jorge Ribeiro, Makukula, Urreta, Filipe Bastos, Adu, Balboa, Keirrison, Kardec, Airton, Eder Luis, Filipe Menezes, Patric, Shaffer... só para falar nestes que chegaram no último ano.

Eu até podia fazer as contas e somar quanto custou este "estrago"... mas acho não vale a pena... porque pelo meio seguramente que me vão encher o mail e as caixas de comentários com explicações de elevados agradecimentos à gestão de Luis Filipe Vieira a quem pelos vistos parece que devemos a vida, ao ponto de já nem sequer nos preocuparmos com o Clube... e o que ele decide já é lei.

E outros haverá ainda que se conseguem continuar a lembrar de Rui Costa - será que o próprio Vieira ainda se lembra dele, agora que já não precisa de acenar com o nome dele para conquistar o respeito dos adeptos - que dizer com orgulho que andamos de cabeça erguida porque temos um director desportivo que conhece como ninguém um balneário e criou uma estrutura que enfrenta de cabeça erguida o Sistema corrupto e que com ele nunca perdemos com o FCPorto. Espetacular! E já ganhámos algum título?

Perdoem-me os mais sensíveis quando para mim uma vitória não é tudo... Não sou daqueles que o Clube pode andar à deriva e a navegar à vista... mas como ganhamos está tudo bem.

Esta política de contratações de contingentes brasileiros nunca me irá convencer. NUNCA! Já o disse e repito... "favores" destes a empresários, em que acreditamos na cantiga do bandido de que estamos a comprar um activo com elevadíssimo potencial de valorização, faz parte do "guião".

Se o director desportivo conhece bem o balneário como dizem... devia saber os efeitos absolutamente NEFASTOS destas políticas de contratações num grupo que tem estado unido.

Todos os Clubes "papam" disto, e é se querem poder estar protegidos noutros negócios. Foi assim com o "barrete" do Patric, para podermos servir de plataforma giratória do Ramires. E não acho mal, desde que o retorno do jogador bom, dê para pagar o desperdício feito no jogador mau (transferência + salários e prémios, pelo menos).

O que realmente me aflige é a recorrência em que se tornaram estes negócios. Desde 2003, portanto há quase 7 anos, fizemos dois bons negócios destes... e todos eles nos custaram bom dinheiro (Luisão e David Luiz). Curiosamente, nenhum deles vinha acompanhado destes maravilhosos videos do youtube, nem chegaram a Portugal a dizer que eram parecidos com o Maldini, Nesta, Cannavaro ou Puyol.

Cada um destes dois apareceu pé ante pé e conquistou o seu espaço, vendo todos os outros que foram "empurrados" para a Luz chegarem depressa e com a mesma velocidade desaparecerem.

Com um "viveiro" com jogadores com potencial (Yartey, Miguel Rosa e Nelson Oliveira, pelo menos) e contratações que estão a mostrar serviço e despertar cobiça noutras paragens como Makukula ou Yebda, alguém me explica a necessidade de continuar a esbanjar dinheiro em jogadores de qualidade duvidosa e oriundos de futebois tão diferentes do nosso???

Será que com uma frente de ataque com Cardozo e Saviola com lugar quase cativo e ainda com Weldon e Nuno Gomes ou Mantorras... Makukula e/ou Nelson Oliveira não seriam suficientes e boas apostas para formar ou apoiar?

Com a certeza que DiMaria já começa a apontar ao futebol internacional, não seria interessante perceber a evolução de Yartey no plantel? E o Miguel Rosa? Não pode ser uma opção para o lugar de médio criativo...?

A quem interessa esta constante circulação de jogadores e dinheiro a entrar e sair da Luz? Quem tem a ganhar com isto?

Só tenho duas palavras: Empresários e Comissões
Nem interessa para o caso especular nomes ou legitimidades... o que está em causa é que, à semelhança da incorporação da Benfica Estádio na SAD, quem está a ganhar com estas decisões não é seguramente o Benfica.

Com JJ atingimos um patamar de exgiência e qualidade que não é desta forma que o manteremos. Há que criar condições para permitir a saída de nunca mais de um jogador de topo do plantel, preparando a sua substituição por valores seguros e mantendo o apoio destes suportado em jogadores da formação e/ou portugueses (salvo uma ou outra excepção, obviamente).

domingo, 27 de dezembro de 2009

O que têm em comum...

 ●  6 comentários  ● 
...Luis Figo, Paulo Sousa, Rui Costa, Chalana, Quaresma, C.Ronaldo, Futre, Hugo Leal, João V Pinto, Simão Sabrosa, Manuel Fernandes, etc.?

Luis Figo - estreou-se no Sporting com 17 anos

Paulo Sousa - estreou-se no Benfica com 17 anos

Rui Costa - estreou-se no Benfica com 19 anos

Chalana - estreou-se no Benfica com 17 anos

Quaresma - estreou-se no Sporting com 17 anos

Cristiano Ronaldo - estreou-se no Sporting com 17 anos

Futre - estreou-se no Sporting com 17 anos

Hugo Leal - estreou-se no Benfica com 16 anos

João Vieira Pinto - estreou-se no Boavista com 17 anos

Vitor Baia - estreou-se no FCPorto com 19 anos

Simão Sabrosa - estreou-se no Sporting com 17 anos

Esta é apenas uma pequenina análise - podíamos falar de muitos outros nomes que espalham sucesso e magia no futebol Mundial e que tiveram origem na formação em Portugal.

Ainda me querem convencer que é cedo para dar oportunidades a jovens como o Miguel Victor, Roderick, Miguel Rosa, o Yartey, o Nélson Oliveira ou Saná?

Precisam de ajuda? Claro que sim...
Precisam de tempo? Claro que sim...
Precisam de apoio? Claro que sim...
Precisam de paciência? Claro que sim...
Precisam de crescer? Claro que sim...

E o Keirrison, o Sidnei, o Airton, o Kardec, o Oscar (?), etc. precisam do quê?

Obviamente que não pode "aparecer" mais que um (no máximo dois) por ano no plantel... mas têm qualidade para aparecer, isso têm.

Porque hei-de dar tudo isso a esses estrangeiros sem eira nem beira que mais não servem do que para dar dinheiro a empresários e dirigentes e com sorte aproveita-se um... e continuar a despediçar o talento, determinação e trabalho dos nossos jovens formados no Seixal?

Se querem apostar no futuro... apostem nos NOSSOS jovens e apostem em manter os jogadores que já fazem parte do plantel e que respiram da mística do SLBenfica.

E não me venham com merdas que esses jogadores com mística em tempos foram contratados jovens, pois em tempos também não tinhamos valores tão mais perto de serem seguros como temos hoje... e os de amanhã só poderão ser ainda mais seguros se... apostarmos hoje e continuarmos a apostar amanhã... e depois!

Seguramente que não querem comparar contratação de jogadores como Luisão, David Luiz, Javi Garcia com... Kardec, Airton ou Keirrison. Enquanto contratamos Airton... o Arsenal anda de olho em... Yebda!

Obviamente que chegar um ou outro desses jogadores de vez em quando, não é erro nenhum. Antes pelo contrário. Mas aos camiões???? Não Obrigado - nunca mais de um por época.

PELO FIM DO CAMIÃO DE JOGADORES NA LUZ!


Depois temos ainda o que vos falei no tópico anterior... Jogadores como Ruben Micael, João Aurélio, João Pereira, Sereno, Rolando, etc... nunca têm valor para sair do Braga, Nacional, Rio Ave, Guimarães, etc para um grande.

Mas podemos ir buscar o Shaffer, o Patric ou o Menezes ao cú do Mundo para ocupar o lugar desses jovens portgueses carregados de potencial.

Fundamentalista? talvez... mas venha o primeiro que em prove que vale mais a pena apostar no Kardec do que no Nélson Oliveira, no Patric do que no João Pereira, no Shaffer do que no Ruben Lima, no Menezes do que no Micael, no Balboa do que no João Aurélio, no Oscar do que no Yartey ou no Miguel Rosa, etc. etc. etc.

ranking