O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 17 de maio de 2014

It's not about the money, money, money...

Avatar
 ●  42 comentários  ● 
Já diz o refrão da música da Jessie J e hoje o Atlético Madrid provou-o:

Barcelona: 509M€ de orçamento para o futebol
Real Madrid: 422M€ de orçamento para o futebol
... Atlético de Madrid (VENCEDOR DA LIGA) com 120M€ de orçamento para o futebol!

E pelo caminho, duas Ligas Europa conquistadas e uma final da Champions. Não me venham com acasos!!!

Se dúvidas houvessem... It's not about the money, money, money...

(mesmo que isso dê jeito argumentar quando as equipas não mostram pedalada contra certos adversários, certo Redmoon?)

Onde estão os jovens experientes e bons?

Avatar
 ●  24 comentários  ● 
Se eu tivesse dinheiro e um clube com ambições e quisesse contratar jogadores-certeza para lutar por títulos, ou seja, daqueles jogadores que sabem lidar com ambição, pressão e necessidade de saber lidar com os momentos decisivos... não há muitos clubes "vendedores" onde os ir buscar, mas um desses clubes é o SLBenfica.

O SLBenfica tem jogadores (e um treinador) de elevadíssima qualidade que serão uma certeza em qualquer onde venham a jogar. Não seguirão exemplos de Villas Boas ou de Paulo Ferreira, Bruno Alves, Meireles, Quaresma, Cissoko, Guarin, Rolando, entre muitos outros que saíram inflaccionados e nunca confirmaram a qualidade que justificasse os investimentos.

Jogadores como Enzo Perez, Garay, Gaitan ou Rodrigo são duas vezes finalistas da Liga Europa e nos últimos 4 ou 5 anos estiveram sempre nos 1/4 final das competições europeias. Juntemos a estes jogadores que já este ano estiveram nas grandes decisões como Markovic, Oblak André Gomes, Ruben Amorim ou Lima, sem esquecer Cardozo teremos mais de 10 jogadores apetecíveis para o top 20 das melhores equipas da Europa.

O SLBenfica, como a generalidade dos clubes abaixo dos colossos mundiais (que são cada vez menos) ou dos detidos por magnatas russos ou árabes, não está em condições de reter jogadores mais que um ano. Um ano depois da explosão é o limite máximo que conseguimos segurar jogadores e segurar muitos... só representa uma coisa: ter que vender muitos ao mesmo tempo.

Com isto, cai imediatamente um argumento: As clausulas de rescisão! Um jogador em Portugal vale o que derem por ele e a capacidade que o empresário e o clube têm de promover o jogador entre diferentes interessados de modo a funcione a lei da oferta e da procura.

Outro mito que podem esquecer é dos jogadores quererem ficar por dedicação ao Clube ou aos adeptos. A carreira dos jogadores termina cedo e eles irão sempre procurar jogar nos melhores campeonatos e receber os melhores ordenados. Portugal (e o Benfica) não lhes pode oferecer nem uma coisa, nem outra.

Dito isto, não podemos olhar como anormal ou má gestão perante a possível (e no que me diz respeito - ESPERADA) saída de vários jogadores este ano e veremos se o treinador não sairá também.

Garay, André Gomes e Rodrigo são quase uma certeza que sairão... e acredito que será muitíssimo complicado segurar o super-Enzo e o mágico Gaitan. Veremos se fica por aqui ou se o Marko e/ou o Salvio serão possíveis de segurar... esses acredito ser possível se sairem os outros.

No caso de Jorge Jesus, na minha opinião é absolutamente legítimo se, ao cabo de 5 anos e quando entra nos 60 de idade, quiser ir experimentar um clube de uma grande liga que queira lutar por títulos e tenha capacidade, que o Benfica não tem, de ter um projecto de dois/três anos com jogadores de elite. Fala-se no Milan, quem não gostaria de "recuperar" o Milan!?

O desafio que se colocará a Luis Filipe Vieira nesta situação é uma obra de grande importância, a começar no lugar do treinador. Se Jesus, aos 60 anos, ficar no SLBenfica, eu defendo que seja "à Arsenal", ou seja, para um contrato de mais três ou quatro anos, pois sabemos que não vai ganhar sempre, que vai falhar, mas que é dos melhores, ao mesmo tempo que o treinador sabe que na idade que terá dentro de um ou dois anos já não vai sair do Benfica para ligas melhores... talvez para as Arábias ou para uma selecção.

Por outro lado, se Jesus sair... isso irá voltar a por a nu muitas das fragilidades da estrutura do SLBenfica (sim! continuo com a mesma opinião e as vitórias "não fazem milagres") e o senhor que se segue é impossível ter a mesma amplitude de conhecimento da Liga e do Clube que Jesus acumulou em 5 anos, pelo que será fundamental pensar também num líder para o futebol. Será desta, Rui Costa?

Quanto ao possível substituto de Jesus... é um quadro complicadíssimo, porque os melhores portugueses estão comprometidos: Mourinho, Marco Silva, Leonardo Jardim... etc. Sobrarão, porventura, estrangeiros e se tivermos que seguir o caminho de substituir Jesus (que prefiro que não aconteça) penso que deveriamos apostar num treinador Holandês e as minhas preferências vão para Frank De Boer ou Guus Hiddink - mas estou longe de ter o conhecimento para ter uma opinião numa escolha tão importante.

Já no que diz respeito aos jogadores, não outro caminho senão seguir o rumo até agora de aposta em mercados emergentes e ainda pouco inflaccionados, onde seja possível contratar jogadores de elevado potencial, jovens e com elevada margem de progressão em curto prazo e com isso realizar mais valias financeiras a dois/três anos. Ao mesmo tempo, integrar jovens da formação que reunam essas mesmas característas oriundos da formação e dos jogadores emprestados do SLBenfica.

Em resumo, não esperemos milagres. Tem que entrar dinheiro, porque é assim que funciona e é esse o modelo de gestão. Por outro lado os melhores jogadores, mesmo que politicamente correctos digam o contrário, ambicionam melhores campeonatos e melhores contratos. O treinador está numa fase de sim ou sopas... sendo que para ser "sopas", tal como ele vai dizendo, seria interessante ele ter algumas certezas que não anda de bestial para besta em função da bola que entra ou não na baliza num determinado ciclo de jogos.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Comboio Benfica - Taça de Portugal

Avatar
 ●  20 comentários  ● 



Como se verifica acima, os preços são interessantes e para todos os que se deslocam do norte é uma excelente opção. Esta é uma iniciativa que tem dado frutos e permite a mais adeptos do Benfica poderem ver o seu clube.

Gostava de entender, se me conseguirem explicar, é porque se equivale um sócio do Sport Lisboa e Benfica a um sócio seja do que for, mesmo que seja uma Casa do Benfica. Não é a mesma coisa. 

Quem critica a UEFA ou Platini?

Avatar
 ●  48 comentários  ● 

Fernando Gomes, no seu cargo de conselheiro de Michel Platini, não teve nada a dizer sobre o castigo ridículo de Markovic ou sobre a dualidade de critérios dos árbitros.

Muito diferente de outras ocasiões como aquela em que Meireles cuspiu num adversário e ele logo veio a público defender o ex-jogador do FC Porto. 

Também grande parte da imprensa portuguesa nisso demonstra a falta de preocupação com a verdade desportiva. Mas isso também não surpreende pois são os mesmos que propagandeam mentiras como a data de fundação do FC Porto, ou que se negaram a escrever uma linha sobre as escutas do Apito Dourado.

De facto, ninguém veio dar a cara pelo Sport Lisboa e Benfica no final do jogo, quanto à arbitragem.

O treinador do Benfica disse que foi uma boa arbitragem, o presidente do Benfica nem vê-lo, vice-presidentes idem, Fernando Gomes nada.

Como alguém comentava no post anterior, para a semana a final da Champions é na Luz e ninguém quer pisar os calos à UEFA. Preparam-se as entrevistas especiais ao Platini, os exclusivos com A e B, tudo sem levantar alarido para que ninguém seja impedido de entrar no camarote presidencial da Luz.

Enquanto os espanhóis se antecipam aos momentos decisivos, aqui em Portugal grita-se muito depois da casa arrombada. Ninguém pensa por antecipação, ou se pensa nada faz.
Por exemplo, promover uma entrevista com o presidente do Sport Lisboa e Benfica junto da 'Marca' ou outro jornal espanhol de grande tiragem a exaltar a presença na final e a colocar um enfoque sobre o que esperaria da arbitragem na final.
A trazer à ordem do dia que esperava a despenalização de Markovic, bem como a injustiça que é não despenalizar jogadores para a final que não tenham sido violentos/racistas como Enzo Perez, Salvio ou Xabi Alonso, promovendo assim uma comunhão de sentimentos partilhada por todo o horizonte do Real Madrid e aumentando a pressão sobre Platini, a face da política de governação da UEFA, e sobre a própria UEFA.

Um departamento de comunicação eficiente não pararia sem que toda a Europa do futebol estivesse a falar disto e a UEFA se sentisse forçada a amenizar a coisa com a despenalização do Markovic. 
Poderia não produzir qualquer resultado no imediato, mas na próxima vez certamente que Platini pensaria 2 vezes antes de prejudicar o Benfica. 

Todos se colocam em bicos de pés nas vitórias, todos aparecem para festejar, mas na hora das derrotas poucos são os capazes de apontar os erros, as falhas e assumir posições de rotura criticando o que tem que ser criticado. São os chamados dirigentes, sócios e adeptos de vitórias mas que desaparecem quando as coisas não correm bem.
Tipo os milhares que votaram em Damásio ou Vale e Azevedo mas que desapareceram da face da terra entretanto.

Vemos um link para um programa espanhol no site do Benfica. Só. Mais nada.

Criticar publicamente a UEFA ninguém o fez. Estão todos demasiado preocupados consigo próprios.

O que tem a dizer o conselheiro de Michel Platini? Nada.

Avatar
 ●  18 comentários  ● 
Fonte: UEFA.


Por que raio anda tudo uns contra os outros???

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
Até os espanhóis são mais honestos do que nós... Até os espanhóis vêm com mais clareza que nós...

Antes de criticarem A ou B, de se insultarem uns aos outros (sabem quantos comentários eliminei e não sou o único com essa função? mais de 50) vejam este video.. vejam o que nenhum jornalista português (que não da Benfica TV) falou....
Porquê? para nos humilhar?
Falhamos? sim mas alguém muito mais do que nós...

https://www.youtube.com/watch?v=RXSkLyHxc94

Um abraço a TODOS os benfiquistas....

quinta-feira, 15 de maio de 2014

O dia em que vi nascer um grande jogador de futebol

Avatar
 ●  54 comentários  ● 
A transmissão da final da Liga Europa na SIC meteu-me nojo. Nojo ao ponto de me fazer a páginas tantas mudar para a ITV4 em Inglaterra onde também transmitiam o jogo.

Confesso também que nunca morri de amores por André Gomes, mas aquilo que esses pseudo comentadores fizeram ao longo dos 120 minutos foi um assassinato ao jogador. O problema não é o assassinato em si, é o facto apenas de que aquilo que foram dizendo ao longo da partida só é possível em alguém que de futebol percebe muito pouco.

André Gomes foi o jogador mais novo no relvado, convém lembrar. Tem 20 aninhos. Partiu para esta época talvez como o quinto elemento do meio campo, atrás de Matic, Enzo, Fesja e Rúben Amorim. Ontem não havia Matic, nem Enzo nem Fesja, e só um lunático podia esperar que a equipa carburasse da mesma maneira jogando uma final de Liga Europa sem o 1º, nem o 2º nem o 3º homem do meio campo...

Aliás, o Benfica acabou o jogo com o 4º, o 5º e o 6 meio campista (André Almeida, embora jogando a lateral), 3 portugueses que numa seleção portuguesa com um meio campo simplesmente banal, não calçam.

A juntar a isto, não havia Markovic, não havia Sálvio, Sulejmani acabou cedo, e Gaitan não existiu. E também não houve uma arbitragem isenta, porque a haver, a música teria sido provavelmente outra.

E que vi eu? Vi um Benfica com estas condicionantes todas, levado ao colo durante os 120 minutos do jogo, por Maxi Pereira e... André Gomes!

O miúdo perdeu bolas sim senhor... O miúdo tem ainda muito para melhorar... Os comentadores da SIC preferiram ver apenas as bolas perdidas que puseram a equipa em dificuldade algumas vezes... Pois eu vi um rapazito de 20 anos, que num palco especial, quis pegar na batuta do jogo e não teve medo de o assumir...

Quase sempre foi ele a levar a equipa para a frente... Quase sempre ele sem medo de ter a bola no pé, a fazer a equipa respirar... Sem medo dos duelos individuais... Sem medo do corpo a corpo... Sem medo de fazer de Enzo Péres e tentar fazer funcionar um meio campo preso por arames.

Falhou passes? Falhou sim senhor... Mas o Benfica de ontem existiu ofensivamente por causa dele... e Maxi Pereira. Ontem foi o dia que eu percebi que André Gomes vai ser um grande jogador de futebol... Terá coisas para corrigir, claro... Mas já mostrou a Jorge Jesus algo que este exige acima de tudo: personalidade, algo que por exemplo Djuricic e Ola John nunca mostraram! Desconfio que André Gomes, mais um ou dois anos nas mãos de Jesus, e seria mais um a sair por 30 milhões!

Sobre o jogo, sempre achei que Matic ia fazer falta quando saiu. Foi ontem o dia. Impossível não pensar que com Matic, a história do jogo teria sido outra. A Direção tem culpa nisto. Se financeiramente não dava para aguentar mais, pois que se venda. Mas é um contra senso vender em Janeiro o melhor jogador da equipa (o que só acontece em clubes pequenos) e chegar-se a Maio a chorar baba e ranho porque não se foi capaz de ganhar tudo.

Bem sei que para alguns, hoje é mais um dia para se bater no treinador. A mim só me apetece dizer: Que fantástico treinador o Benfica tem.

O Benfica de Jorge Jesus habituou mal muita gente. Alguns continuam a achar que este Benfica individualmente é uma super equipa. Não é! Essa é a verdade, apesar de haver no balneário alguns jogadores de grande qualidade.

Ontem menos ainda, onde repito, jogaram 3 jogadores portugueses sem lugar na Seleção Nacional! Mas este Benfica foi igual a si próprio: Sempre por cima do jogo, sempre na procura do golo, sempre sem virar a cara à luta, sempre a jogar à Benfica!

Perguntavam esta semana a Ricardo Araújo Pereira o que era ser do Benfica. Uma das coisas que ele respondeu foi que "no Benfica não chega ganhar. É preciso ganhar jogando à Benfica." E este Benfica de Jorge Jesus joga de facto à Benfica, seja em que circunstância for, ganhando ou perdendo, mesmo que seja nuns quartos de final da Liga dos Campeões em Londres a encostar um Chelsea às cordas com apenas 10 jogadores.

Eu não aceito que comparem o Benfica ao Sevilha. Porque um Benfiquista não aceita que o Benfica jogue uma final da Liga Europa todo encolhido e borrado de medo, com um qualquer Carriço (Bynia) a dar trancada no meio campo, à espera dos penalties contra uma equipa que entra em campo sem os seus 4 ou 5 jogadores mais importantes!

Eu ao Benfica exigo que jogue à Benfica, que ganhe e perca jogando à Benfica, que perca procurando sempre a vitória seja sob que circunstância for, que lute até à última gota de suor, e que saia do campo sempre com a cabeça levantada. O Benfica de Jorge Jesus dá-me isso tudo.

Culpar Jesus pela derrota é tão injusto como culpar André Gomes pelo falhanço de ontem.

Desfalcado ou não, o Benfica foi sempre (ou tentou ser) igual a si próprio, e Lima ou Rodrigo tinham a obrigação de ter metido uma ou duas lá dentro...

Há gente que não percebe que um treinador monta uma equipa, cria os automatismos, mas que no relvado é muitas vezes a sorte ou o azar, e a qualidade dos jogadores a fazer a diferença...

Peçam a Ancelotti que jogue a final da Liga dos Campeões sem Ronaldo, Modric e Xabi Alonso... E depois veremos se é o ordenado de Ancelotti que fará o Real jogar mais ou menos.

Ou deem 30 milhões a Jorge Jesus, e digam: “Aqui tens. Traz-me um avançado que faça golos e que não trema nos momentos decisivos.” Garanto que ele o arranja. “Toma mais 30 e arranja-me um meio campista maduro, que chegue amanhã e pegue de estaca.” Garanto que ele escolhe um craque já amanhã.

Agora assim? A ver constantemente sair os seus melhores jogadores, e a ter de ir à luta com André Gomes, Amorim e Almeida?!

E as pessoas querem um Benfica a jogar à Barcelona?! Um Benfica que ganhe tudo?! Querem ópera sem solistas?! Milagres sim, mas não exijam o impossível!



P.S. Que grande jogo fez Luisão ontem. Um jogo à Capitão do Benfica!! Dentro e fora do campo. Um exemplo!

  

Maldição? Uma ova (parte I)!

 ●  28 comentários  ● 


Portugal 15 de Maio de 2014

Não é fácil assistir à 5ª derrota consecutiva de uma final europeia, das 8 que o Benfica leva de “enfiada”. Não é fácil de digerir este tipo de derrotas nas grandes penalidades, sabendo que é tão difícil chegar à final. Não é fácil perceber que dominamos a maior parte do jogo com uma equipa diminuída (por castigos e lesões) na sua valia global e não conseguimos marcar um único golo das várias oportunidades que se criaram. Não é fácil entender como foi possível existirem tantos erros de avaliação dos “não-sei-quantos-árbitros” e todos em desfavor do Benfica, algumas com possível implicação directa no resultado. Não é fácil...
Noite mal dormida mas ainda assim deu para por algumas ideias em ordem. E a primeira é que não existe qualquer maldição. A única maldição que me parece que não nos libertamos, é alguma arrogância e desconhecimento das leis do futebol. O resto é circunstancial e sem implicação nas 8 derrotas consecutivas.
Como já referi, vi 5 delas, ou melhor não vi a de ontem para não dar “azar” (gravei e vejo depois). E vi sempre asneiradas em quase todas essas finais, à excepção da derrota com o AC Milan por 1-0 (mesmo assim com um roubo de bola e um contra ataque rápido), uma das suas melhores equipas de sempre.
Nos jogos com o Anderlecht, fizemos uma exibição sóbria e inteligente na Bélgica mas o Diamantino falhou 1 golo de baliza aberta, dos que como se diz na gíria, “era impossível falhar”. No 2º jogo (a final da Taça UEFA era a duas mãos) jogamos à “Benfica”: empurramos os belgas para trás, estes agradeceram e marcaram um golo (por Lozano depois transferido para o Real Madrid) num contra ataque (o nosso meio campo era constituído por Shéu, Carlos Manuel, Stromberg, Chalana e Diamantino, dos quais só Shéu e Stromberg sabiam defender). Na final com o PSV perdida nas grandes penalidades por 6-5, os nossos jogadores Elzo e Pacheco andaram o jogo todo a perder as chuteiras porque se lembraram de estrear umas meias novas. Anedótico e embaraçoso. O PSV tinha eliminado o Real nas meias finais, era claramente favorito, e na final o Toni ensinou ao Mourinho com se deve defender, pois foi quase só isso que o Benfica fez, embora se aceite a opção dada a diferença de potencial das duas equipas. No ano passado com o Chelsea jogamos com dois avançados, Cardozo e Lima e não corrigimos o modelo quando conseguimos empatar 1-1. Este ano jogamos novamente com dois avançados desta vez Lima e Rodrigo, mesmo sabendo que a nossa equipa estava desfalcada. Os adversários jogam com um só e ganham-nos. Maldição? Uma ova...
Desde o episódio das chuteiras voadoras à ambição desmedida de ganhar por esmagamento dos adversários, o Benfica falha porque não tem organização (chuteiras voadoras) e porque sofre de arrogância crónica irresponsável (jogar com 2 avançados). Não há aqui qualquer maldição. Há sim falta de competência e respeito pelos adversários e pelo futebol!
É preciso contudo abrir um parêntesis para salientar que a presença em duas finais da Liga Europa consecutivas, é algo que nos deve deixar orgulhosos e com a certeza que contribuíram para afirmar o Benfica no panorama internacional. Mesmo não ganhando, o Benfica ganhou a estima e consideração de muitos clubes e agentes desportivos, quer no ano passado, quer este ano. E isso nunca poderá ser ignorado destes debates acerca dos pormenores que faltam para ganharmos as finais europeias! Porque se não o fizermos, pode dar-se o caso que para o ano em vez de estarmos a falar da Final, estejamos a falar da fase de grupos da Champions ou dos dezasseis avos de final da Liga Europa. Eu prefiro continuar a falar de finais perdidas do que falar das opções do treinador que nos deixou pelo caminho.
Não posso deixar de referir que, a somar às lacunas internas já mencionadas, é pouco inteligente não contextualizar a derrota com os 2 penaltys perdoados ao Sevilha, um no final da 1ª parte sobre Gaitan, com expulsão associada, e outro na 2ª parte, sobre Lima com 2º cartão amarelo e expulsão associada. Sugerir, como já ouvi, que esses erros não podem servir para desculpabilizar erros próprios, é uma forma ínvia de branquear o que se passou, pelos mesmos que não têm igual critério quando ouvem Mourinho ou Bruno de Carvalho escudarem-se nas arbitragens para esconderem os seus fracassos. Se para estes os erros podem ser utilizados na retórica pós jogo, para o Benfica têm de poder também!
Ora esta problemática da arbitragem enquadra noutro problema que já referi diversas vezes e que também pode ser associado ao número de derrotas nas finais europeias: o Benfica não tem, nem agora nem no passado, estratégia de comunicação social para condicionar “positivamente” os árbitros, cá e lá fora. Quando foi anunciado que tinha sido escolhido o tal árbitro que validou um golo fantasma no campeonato alemão, teria sido inteligente comentar a nomeação em tons suaves mas assertivos, “fazendo votos para que o árbitro não validasse nenhum golo que não entrasse na baliza”. Isto teria bastado para que o árbitro e sua equipa percebessem que estavam a ser fiscalizados. Seria suficiente para ele assinalar os dois penaltys referidos? Não sei, mas seria sem dúvida uma ajuda e posso comprovar com os resultados do campeonato português, que o discurso de Bruno de Carvalho surtiu efeitos no campo dos penaltys assinalados a favor do SCP.

O motivo de não levantarmos a taça

Avatar
 ●  30 comentários  ● 

Benfiquistas, TENHAM ORGULHO DO SLBENFICA!

Avatar
 ●  53 comentários  ● 

Pois é meus amigos, de acordo com a UEFA, o SLBenfica é a 6ª melhor equipa da Europa nos últimos 5 anos e... a 3ª melhor equipa deste ano.

O SLBenfica, de acordo com o ranking da UEFA, é a 3ª melhor equipa da Europa esta época, atrás apenas dos finalistas da Champions.

Eu sei... é isto que lhes doi. Uns "nem sequer contam para o totobola" outros foram eliminados e levaram 4 da equipa que ocupa o 25º lugar do ranking e que, estando na final de forma irregular (pela forma como o Beto defendeu os penaltys já com o Betis), venceu-a de forma irregular (pelo mesmo motivo), mas ainda assim... não conseguiram sequer marcar um golo ao Benfica e ainda precisaram de uma ajudinha da arbitragem para se safarem sem lhes marcarem uns penaltys no jogo.

Leiam antes de escrever e comentar por aí

Avatar
 ●  37 comentários  ● 
Vão mesmo destilar ódio sobre o treinador e os jogadores do Benfica?

Talvez fosse preciso estarem em Turim como tive a felicidade de estar para perceberem a dimensão do nosso clube naquele momento de comunhão que durou hoje mais de 120 minutos. Fomos de todos... Um só.

Não venho triste com Jesus, nem com o Cardozo. Porventura poderia ter a tentação de me perguntar se não seria um bom momento para o Jesus apontar o dedo ao Cardozo, como este fizera no ajamos, mas não... Não sinto que o Cardozo seja o culpado pelo penalty falhado, nem o Jesus pelas opções, nem o André Gomes por más decisões... Enfim, eu sou dos que saiu do Estádio a acreditar que houve  um homem que esteve numa grande noite e nos tirou a taça...

... A pensar que se alguém tinha que o fazer, ainda bem que foi um português. Não estou a falar daquele paneleirote que beijou na boca o Rakitic (que jogador!!), mas claro do Beto. Mas não estou a falar dos penaltys - a isso já lá vou.

O Beto, olhando à estatística, fez 15 (QUINZE) defesas nos 120 minutos! Um exibição em grande para um grande momento que é uma final. O Oblak teve a felicidade de estar lá nos momentos certos, mas não fez nenhuma defesa de grande nível... Porque não precisou, mas o Beto, das 15 defesas terá feito umas 4 ou 5 de nível galáctico! Ou seja, cerca de 1/3 das bolas que foram à baliza, eram bolas de golo... Mas o Beto evitou.

Será que vamos mesmo escolher o caminho mais fácil e procurar culpados nesta derrota que não seja a grande e dura realidade de o Beto ter segurado a eliminatória com uma exibição de luxo feita por um guarda-redes mediano, mas que se agiganta nos grandes momentos.

Quanto à questão dos penaltys falhados... Antes de crucificarem o Cardozo e o Rodrigo (ainda que efectivamente os penaltys não tenha sido batidos da melhor forma), a realidade é que foi permitido ao Beto o que ele faz SEMPRE - foi assim com o Betis e agora com o Benfica - o português avança SEMPRE dois/três passos antes de o jogador bater o penalty, o que lhe dá uma vantagem clara ao reduzir o ângulo ao jogador e facilitar a defesa da bola "tornando a baliza mais pequena".

A minha critica vai, não para o Cardozo ou o Rodrigo, mas sim para o árbitro e para a estrutura do Benfica. O primeiro tinha a obrigação de ter feito o trabalho de casa e saber da forma IRREGULAR como o Beto defende. Os segundos (o Benfica) precisamente pelo mesmo facto e por não terem alertado o árbitro devidamente antes da marcação dos penaltys, requerendo a sua atenção para essa irregularidade. Só isto pode ser criticado a alguém hoje.

De resto, aguenta-se o sentimento de injustiça e vitoria moral, aguenta-se a vontade de sair a criticar tudo e todos, aguenta-se as lágrimas da derrota, aguenta-se o ambiente pesado a caminho dos autocarros, depois no aeroporto e o ar irrespirável que vinha no avião, aguenta-se as piadas invejosas dos nossos rivais em Portugal, enfim... Aguenta-se tudo menos o desejo que o próximo Domingo chegue depressa para vermos novamente o nosso Benfica em campo e os nosso bravos heróis (que hoje deram tudo e ficaram sem gota de força) possam novamente defender o manto sagrado com a distinção que só eles sabem porque muitos ali já perceberam o significa aquela camisola.

A triste realidade de um jogo e do momento.

Avatar
 ●  89 comentários  ● 

Quem consultou o NGB nos últimos dias percebeu que me tenho abstido de grandes comentários ou posts. Tudo para esperar por este dia. Este dia era importante demais e não quis que voltassem a acusar o NGB ou o Shadows de serem desestabilizadores. 

Tenho dito e repetido que o treinador Jorge Jesus não tem dimensão para liderar um Benfica europeu. 

É fácil colocar no árbitro a culpa da derrota face ao Sevilha. Assim como em Portugal eles têm as costas largas e são o alibi para muita incompetência.

O Benfica teve oportunidades flagrantes para marcar. Falhou-as todas.

O Benfica falhou nos penalties. O Sevilha marcou-os.

O Sevilha também teve oportunidades. Valeu Oblak.

Nunca se viu durante os 120 minutos um Benfica claramente superior. 
Jorge Jesus perdeu na batalha táctica, mais uma vez. Nunca tivemos superioridade no meio campo, nunca secamos o joker do Sevilha, o Rakitic. Raramente ganhamos segundas bolas. Raramente conseguimos jogadas com princípio, meio e fim.

E perante este cenário, Jorge Jesus não refrescava a equipa e só foi capaz daquilo que qualquer treinador mediano sabe responder: não é por teres muitos avançados que vences. Tirou o Siqueira e colocou o Cardozo sem qualquer efeito prático. 
Colocou o Ivan tarde demais, quando o deveria ter feito muito mais cedo.

Emery foi mais um treinador que soube liquidar as ideias de Jorge Jesus. Assim já o tinha feito no Spartak. 
Soube colocar o Sevilha a jogar com o relógio e a gerir o jogo de acordo com os seus interesses.

É inquestionável que o árbitro podia ter apitado uma ou duas penalidades a nosso favor. Como poderia ter assinalado uma contra nós. Foi contemplativo face a algumas entradas duras sobre jogadores do Benfica, assim como o foi com entradas de Siqueira, já amarelado, por exemplo.
Jorge Jesus afirmou na conferência de imprensa que foi uma boa arbitragem.

Ficaram várias coisas evidentes esta noite:

- temos uma massa adepta fantástica, que numa altura de crise sacrificou-se e gastou milhares de euros para estar a apoiar o Benfica em Turim

- temos um plantel que merece o nosso respeito, apoio e sincero encorajamento

Quanto ao treinador, terá no domingo a sua chance de vencer a Taça de Portugal.
Após isso, pode apanhar o avião para Milão, se ainda o quiserem lá.

5 anos a perder nos momentos decisivos, que são os que ficam para a história.
5 anos em que apenas consegue o título de campeão quando o FCP não dá luta e fica em terceiro lugar.

Muito bom a humilhar os 'Rio Aves' e outros, mas um permanente derrotado face a inúmeros treinadores por essa Europa fora que têm um vencimento muito inferior e que não têm nem de perto nem de longe a qualidade de que Jorge Jesus dispõe.

Vitórias morais não enchem museus. Vitórias morais foram os troféus exibidos no outro lado da Segunda Circular durante anos e que tanto criticamos. Vitórias morais é apenas o que esta equipa técnica caríssima tem para oferecer quando se trata de vôos mais altos.

5 anos disto é suficiente. O Sevilha, equipa claramente inferior quer em estatuto quer em dimensão, vence 3 provas europeias em menos de 10 anos. O FCP vence 3 provas europeias em 10 anos. Nós continuamos a festejar o quase, enquanto os outros acescentam história.

Nós, sócios e adeptos, continuamos a gastar milhões de euros todos os anos em nome do nosso amor pelo clube. Os que amam o clube passaram horas ao relento para obter o papel mágico.

Os que viraram as costas ao Benfica como Pacheco ou Miguel viajaram como convidados do clube.
Quem destruiu um Benfica campeão e apoiou Pinto da Costa para a Liga, de seu nome Manuel Damásio, também seguiu à custa dos benfiquistas.
Para culminar esta pequena lista de benfiquistas de ocasião, viajou também Joaquim Oliveira como convidado especial do Presidente do Sport Lisboa e Benfica.

Este ciclo chega ao fim no domingo. Espero que todos possam entender isso.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Amo-te BENFICA!!!

Avatar
 ●  110 comentários  ● 
Choro por ti, gostava de chorar de alegria... Hoje não foi assim mas o meu amor será por ti eterno...


Falo apenas de ti BENFICA, não falarei dos nossos heróis, amados por uns e odiados por outros e não deixarei que falem mal de ti...

HOJE NÃO!!!

Sport Liga Europa e Benfica

 ●  25 comentários  ● 


Portugal 14 de Maio de 2014

É hoje! É hoje que jogamos a 2ª final consecutiva da Liga Europa, um facto que reforça a recuperação internacional do Benfica após anos a “pastar” na vulgaridade do 1 treinador por época. Após anos de experiências e mais experiências, do Benfica dos portugueses, ao Benfica dos brasileiros, ao Benfica dos servo-croatas, ao Benfica dos sul americanos, ao Benfica “Benfica” que hoje vemos conquistar a admiração dos adeptos e dos rivais, e a conseguir os títulos merecidos.
Esta equipa do Benfica, uma equipa com a força da entreajuda, da competência, da capacidade de sofrimento, da categoria e com os melhores adeptos do mundo (os que seguem e apoiam a equipa em todo o lado), merece algo mais do que estar numa final importante. Merece ganhá-la. Pelo presente e pelo passado.
Mas sabemos que a bola é redonda e que os pormenores decidem, mesmo quando são pormenores de categoria dos jogadores, dos treinadores ou pormenores de arbitragem, esperando que sejam os primeiros a fazer a diferença.
Abordamos este jogo com pelo menos 3 “Manuéis” devido a castigo de Enzo, Markovic e Sálvio (mais a lesão do Fejsa), se não desmerece a qualidade dos que vão entrar de inicio, não podemos ignorar que as opções que ficam no banco constituirão uma valia de menor qualidade, do que a que teríamos se estivessem os jogadores que foram castigados. E este é o tal jogo dos detalhes, sendo que os detalhes acontecem com mais frequência a jogadores de maior qualidade. Oxalá apareça o golo da época a outro André Gomes, como apareceu no jogo contra o FCP da Taça de Portugal...
Se há uma coisa que acredito é na Mística e na definição que dela foi dada por Bela Guttman. A Mística, são os adeptos do Benfica! E ninguém pode negar que em muitos e muitos jogos foi o empurrão extra dos adeptos que ajudou a equipa a serenar, a segurar-se, a aguentar, a inspirar-se...
E é na mística que eu acredito como último factor que pode levar a equipa à vitória tão desejada quanto merecida (que me desculpem os sevilhanos, estrangeiros ou nacionais)...
Se há muitos que já entraram em estágio eu infelizmente ainda não. Só lá para as 19h30 é que posso pois até lá ainda há muito trabalho para fazer. Sou um felizardo...
Já vi muitas finais do Benfica, todas pela televisão, mas desta vez vou recorrer a uma superstição para tentar dar sorte ao Benfica.
Porque é isso que quero e sempre quis, apesar de uns quantos idiotas não entenderem: um Benfica desportivamente ganhador.

É hoje!

Avatar
 ●  18 comentários  ● 


"BERNA, AMESTERDÃO ... TURIM!
Não há vencedores arrogantes, descrentes ou ansiosos.
Há, isso sim, Campeões humildes, motivados, determinados,
De Béla Guttmann a Jorge Jesus ... à 10ª,... a 3ª?
Mas, ... para isso, ... teremos de JOGAR À BENFICA!
Para ... GANHAR À BENFICA!
" - Rui Gomes da Silva, Vice-Presidente do Sport Lisboa e Benfica.


Com adeptos assim dá gosto discutir e partilhar o futebol português.

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

"Os adeptos dos restantes clubes que não do Benfica, só têm duas opções, ou se remetem ao silêncio ou apoiam a equipa portuguesa, o resto são atitudes que se repudiam em nome do desportivismo. 
Deste Sportinguista de, pelo menos, 3ª geração, aqui fica aqui o meu FORÇA BENFICA!"

Estas palavras foram escritas por um amigo sportinguista, cuja verticalidade tem feito história no seu meio profissional e também na sua vida pessoal.

Não espero que todos os adeptos do futebol português estejam a puxar pelo Sport Lisboa e Benfica na final de Turim. 
Mas saúdo quem tem a honestidade de assumir em público a sua opinião, seja ela incómoda ou possa lhe acarretar críticas.

Torci pela Juventus em 1984, torci pelo FCP em 1987, torci pelo Sporting em 2005. Não me arrependo de nada disso.

Cresci num tempo em que torcíamos pelas equipas portuguesas, num tempo em que o futebol português era mais limpo, mais puro.

Hoje limitamo-nos a torcer pelo nosso clube e por algum outro em que reconheçamos mérito. 

Saúdo com muita alegria todos os que encaram o futebol pela positiva e que estão fartos daqueles que se servem do futebol para enriquecer, para aldrabar, para viciar.

É desses adeptos de que o futebol português precisa.

terça-feira, 13 de maio de 2014

ULTIMA HORA: Lista para o Mundia "ai as virgens que vão trepar paredes..."

Avatar
 ●  28 comentários  ● 
E não é que o Cedric e o Adrian nem sequer a lista dos 30 integraram...? Então os super apostadores na formação e acham que fizeram uma super temporada, só lá metem o... William Carvalho?

Em sentido oposto, o SLBenfica integra o André Almeida, André Gomes, Ruben Amorim e... Ivan Cavaleiro.

Destes 30, não tenho grandes dúvidas, é tirar: Eduardo, Antunes e Rolando, João Mário, Eder, Vieirinha e Quaresma. Caso o Postiga não esteja em condições, sairia esse e ficaria o Eder.


E ficarão os magnificos 23! 

Guarda-redes - Anthony Lopes (Lyon), Beto (Sevilha), Eduardo (Sp. Braga) e Rui Patrício (Sporting);

Defesas - André Almeida (Benfica), Antunes (Málaga), Bruno Alves (Fenerbahçe), Fábio Coentrão (Real Madrid), João Pereira (Valência), Neto (Zenit), Pepe (Real Madrid), Ricardo Costa (Valência) e Rolando (Inter)

Médios - André Gomes (Benfica), João Mário (Vitória Setúbal), João Moutinho (Mónaco), Miguel Veloso (D. Kiev), Raul Meireles (Fenerbahçe), Rúben Amorim (Benfica) e William Carvalho (Sporting); 

Avançados - Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Éder (Sp. Braga), Hélder Postiga (Lazio), Hugo Almeida (Besiktas), Ivan Cavaleiro (Benfica), Nani (Manchester United), Rafa (SC Braga), Ricardo Quaresma (FC Porto), Varela (FC Porto) e Vieirinha (Wolfsburgo).

PS- Entretanto, nos pré-convocados da Argentina: Enzo Perez, Garay e Lisandro Lopez. Grande erro do Sabella ao não levar o Gaitan!

O fim de ciclo, black saturday e Vieira...

 ●  44 comentários  ● 


Portugal 13 de Maio de 2014

Já estamos na antecâmara da grande final da Liga Europa, 2ª competição europeia em importância. Estou a referir isto – 2ª competição – porque já ouvi e li por aí. Mas quando o FCP a venceu em 2003 ou quando o SCP esteve na final em 2005, ninguém a desvalorizou como agora se tem visto e ouvido entre os tais “analistas” desportivos ou tipos que recebem avenças para escrever umas larachas e opinar umas baboseiras, coisas que quem manda na opinião quer que se faça desta maneira: desvalorizando quase tudo que faz o Benfica e valorizando quase tudo que faz o SCP e o FCP.
A bem dizer até me parece existir uma espécie de novo “tratado” de Tordesilhas de âmbito nacional: abaixo de Coimbra valorizam o SCP, acima de Coimbra valorizam o FCP... ao Benfica fica reservado o estatuto de clube que sustenta economicamente este modelo de futebol pensado por Roquette e pelo BPI na década de 90 do século passado....
Começo o texto um bocado “azedo” porque ainda estou sob o efeito do “black saturday”, o dia em que perdemos duas vezes com o FCP, sendo que a derrota nos juniores nos custou o merecido título de campeão, sem desprimor para o Braga que fez uma fase final de grande qualidade. E que a derrota nos seniores, apesar de entendível em face da gestão de jogadores que foi feita, acabou por mostrar mais uma vez que não há fim de ciclo de Pinto da Costa e do “sistema”, pelo facto de termos ganho o campeonato a 2 jornadas do final. Porque perdemos esse jogo com 1 penalty inexistente e porque durante o jogo o árbitro inclinou o campo nas faltas e faltinhas, para além de ter tolerado agressões aos nossos jogadores, em particular Sálvio por parte de Alex Sandro.
Mais uma vez a Direcção do Benfica não reage e quem leu o meu texto sobre a 1ª mão da Taça de Portugal, deve recordar-se que estava à espera que a Direcção pedisse um sumaríssimo sobre Fernando pela entrada assassina sobre Fejsa, num lance semelhante que custou 6 jogos a Binya na Champions League. Claro que a Direcção do Benfica nada fez, validando por omissão, esse tipo de entradas brutais que podem magoar, mas são essencialmente para condicionar o rendimento dos nossos jogadores. E sábado lá voltou a acontecer outra vez.
Obviamente que nestas alturas olho para o Sr.º Vieira e lembro-me do mesmo tipo que utilizou uma emissão da Benfica TV, 18h00 de um sábado, para dar conta do estado em que ficou o seu carro quando no regresso de Braga (ou Guimarães), lhe acertaram com um saco cheio de pedras (da única ponte que por acaso ficou sem vigilância da PSP sem que, também para variar, ninguém do Ministério da Administração Interna soubesse justificar esta falha). O mesmo Sr.º Vieira que estava em Moçambique, com o seu amigo Salvador, quando na meia-final da Taça da Liga da época 2012/2013, em Braga, o autocarro do Benfica foi apedrejado tendo caído um paralelo no lugar onde por mero acaso não estava Sálvio (e se estivesse?). Neste caso já não houve Benfica TV, apenas houve os noticiários nacionais...
O que me permite concluir que a Benfica TV está ao serviço do Sr.º Vieira, ou que ao Sr.º Vieira apenas lhe dói quando é com ele. Quando lhe partirem uma perna, ele irá protestar e pedir responsabilidades. Enquanto for um jogador do Benfica, “que se lixe, tenho mais que fazer”...
E como de facto o Sr.º Vieira tem uma estratégia que não é a que os adeptos e sócios lhe atribuem, mas sim a que o BES lhe destinou, lá viajou ele a Turim com todos os presidentes de Clubes (menos o do FCP), a expensas do Benfica, não para que estes homenagearem o Benfica mas com único objectivo de reforçar a centralidade de Vieira no futebol nacional. Aliás, a politica de contratações que ninguém percebe, como contratar alguns jogadores desses clubes para logo a seguir serem emprestados, insere-se na mesma lógica: paga o Benfica, os clubes recebem uma almofada financeira e o Sr.º Vieira é que recebe os louros do “mundo” (dirigentes, agentes de jogadores, jornalistas, etc.) do futebol...
Continuo “azedo”. Os juniores mereciam mais da mesma Direcção que afirmou que ia levar o caso das “pedradas de Alcochete” até às últimas consequências (viu-se). Do mesmo Presidente que saltou para o campo para os confortar quando perderam com o Barcelona, sem perceberem que aí havia televisões e impacto mediático. No Porto não havia nada disso, e ele nem pôs lá os pés!
Os juniores e os iniciados, que também foram “gamados” em Leiria, estando à beira de oferecer o título desta vez ao SCP que não ganhou 1 jogo ao Benfica, em 6 realizados! Também aqui a Direcção não existe e aquele palerma que é responsável pelo Departamento da Formação, o tal que afirmou com grande orgulho que não pagou quotas enquanto Vale e Azevedo fosse presidente, esse tal “corajoso” agora não pia nem sai da toca. Que interessa? Para o ano há mais: mais miúdos, mais ilusões para vender, mais promessas por cumprir, mais...

Voltando a Jorge Mendes e ao Benfica...

Avatar
 ●  35 comentários  ● 
Parece que poucos perceberam a minha OPINIÃO sobre a questão da importância do Jorge Mendes no momento de viragem do FCPorto.

Pronto prévio: a minha opinião de que o Mendes tem mais a ganhar (neste momento) no FCPorto do que no Benfica constitui em si mesmo um elogio a quem foi capaz de criar uma rede de prospecção que, ja não é a primeira vez, descobre grandes talentos que o Mendes e a sua "rede" não conheciam.

Dito isto, se o Jorge Mendes tem pouco a ganhar no SLBenfica, obviamente que vai tentar agradar à "nova namorada" e porventura onde poderá tirar mais dividendos e influência. Sim, influência... Não me querem agora convencer que o Mendes, lá por ser um fantástico profissional, não alarga as suas garras de modo a poder promover os seus jogadores quando e como lhe interessa! Tonto seria se não o fizesse... E basta olhar para o "negócio" que a selecção e está tudo dito!

Ora, assim sendo não se trata de PREJUDICAR o Benfica como muitos interpretaram da minha OPINIÃO. Trata-se, isso sim, de aproveitar as oportunidades e potenciar negocio.

Uma eventual transferencia de Jorge Jesus - que reitero que não creio na minha opinião que vá acontecer - não só seria uma fantástica operação para o Jorge Mendes a título financeiro, como também o seria desportivamente. Qual não é o impacto de "reconstruir" o Milan tal como ajudou a reconstruir o Benfica e agora o FCPorto?

E mais: Uma eventual saída de Jesus colocaria o FCPorto mais perto do sucesso... Pela mão de Mendes e o Benfica mais perto de Mendes pela vontade de recuperar o sucesso. Ele tem tudo a ganhar... E é perfeitamente legítimo. 

O empresário vive de transferências e seguramente que se puder potenciá-las e depois estar também na substituição de quem ajudada a vender... Melhor ainda. 

Se essas transferências ajudarem não só o clube em causa, mas acabarem por ajudar outros onde ele também tem interesse, quem o pode censurar por isso?

Esta minha OPINIÃO (coloco em maiúsculas para não confundirem opiniões com boatos ou certezas absurdas) não tem nada de errado para nenhuma das partes... 

Para o Benfica é a demonstração que a nossa estratégia desportiva é cada vez mais autónoma. 

Para o Mendes é a demonstração da sua imensa capacidade de influência e de gestão de peças dos xadrez... Ganhando em todos os campos

Para o FCPorto é a demonstração que mesmo podendo fazer bem algo, os "esquemas" estão sempre na base de tudo e jamais perderiam a oportunidade de tentar incentivar (e dar contrapartidas por isso) o enfraquecimento do Benfica.

Quem vê nesta OPINIÃO outra coisa, só posso perceber falta de esperteza ou apenas vontade de apontar o dedo a quem se limita a expressar opiniões sem, como outros, por em causa o bom nome e respeito pelas pessoas.

Aliás, se algo havia de critica no tópico de ontem era ao FCPorto... Que só tentando "pressionar" o Mendes pode conseguir voltar a ganhar de vez em quando.

Seja como for... Mantenho a minha opinião de base: este ano, entre os quatro primeiros, só o Benfica não mudará de treinador.

Ah e sim, não fiquem preocupados com o Jorge Mendes! Ele vai continuar a fazer negocio com o Benfica, com o FCPorto e deixando, como é sua marca, todos contentes.... E ele mais ainda!

Finalmente abriram os olhos...

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
Parece que finalmente a imprensa percebeu que não é no Benfica que vão haver mosquitos por cordas no cargo de treinador...

Eis o "domínio verde" das capas dos jornais a falar do futuro treinador... Quando eles ainda não anunciaram a saída do actual.

Por falar em actual, o genio que era... Vai rapidamente virar traidor! Eheeh

Assim sim. Situação resolvida!

Avatar
 ●  4 comentários  ● 

Câmara de Lisboa autorizou a instalação de um ecrã gigante no parque que se localiza imediatamente acima do Marquês de Pombal, local onde as equipas de Lisboa festejam os títulos.

"A final da Liga Europa, marcada para a próxima quarta-feira (dia 14) às 19h45, vai ser transmitida num ecrã gigante colocado na parte inferior do Parque Eduardo VII, em Lisboa. A Câmara de Lisboa já deu autorização a uma entidade privada, que irá financiar a instalação do equipamento, uma iniciativa à qual o Benfica também se associa.

A entidade privada fez uma proposta à Câmara de Lisboa e a autarquia deu luz verde, cobrando a respectiva taxa de utilização do espaço público. De acordo com Duarte Cordeiro, vereador responsável pela manutenção do espaço público, o ecrã “deverá ficar instalado no primeiro troço relvado do parque”, mesmo ao lado da rotunda do Marquês de Pombal, uma zona que não tem sebes.

De acordo com o vereador, não vai ser necessário interromper o trânsito na rotunda.

A final da Liga Europa vai opor o Benfica ao Sevilha. O jogo vai ter lugar em Turim, no Juventus Stadium, e os encarnados não vão poder contar com os castigados Enzo Pérez e Salvio. A eventual utilização de Markovic, que também foi expulso no jogo com a Juventus, ainda continua à espera de decisão da UEFA.

Dez dias depois será a vez de Lisboa receber a final da Liga dos Campeões. O Estádio da Luz vai receber o jogo entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid, igualmente às 19h45." - Jornal de Negócios.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Esperam-se soluções rapidamente.

Avatar
 ●  26 comentários  ● 

Não percebo este desinteresse...

"Não entendo como é possível não haver da parte do SL Benfica uma iniciativa que disponibilize aos seus sócios e simpatizantes um local para se juntarem e verem a épica Final de Turim. Alguém sabe se vai haver algum ecrã gigante em Lisboa? Ou um espaço semelhante? Ainda não sei onde ver o jogo...
O Estádio da Luz parece que está reservado para a UEFA mas há outros espaços ao pé do Estádio... E porque não falar com a Câmara de Lisboa? Com certeza com uma divisão de custos seria possível encontrar um local para os benfiquistas sofrerem e apoiarem em conjunto como tantas vezes acontece com a Seleção Nacional."


Subscrevo por completo. Promover o jogo e a imagem do clube até junto dos milhares de turistas que se encontram em Lisboa, com o entusiasmo dos adeptos e a possível festa no final do jogo.
 
Um écran gigante que promovesse antes e no intervalo o Museu do Benfica e as Lojas do Clube. Certamente que muitos dos turistas que gostam de futebol apreciariam a iniciativa e visitariam os locais do clube.

(E já agora, o edifício da Rua do Regedor continua fechado.)


REBENTA A PRESSÃO EM ALVALADE! O Marco Silva já saiu do Estoril

Avatar
 ●  15 comentários  ● 
O Marco Silva é, claramente, o treinador do momento em Portugal pelo que foi capaz de fazer. O NGB sabe, mas também não creio que seja novidade, que o agora ex-treinador do Estoril recusou treinar o SCBraga.

Ora, quem está no Estoril só recusa o SCBraga por um de dois motivos: 1) Porque pretende continuar mais um ano no Estoril - o que já sabemos que não vai acontecer; 2) Porque tem uma oportunidade melhor em Portugal - que ele diz reunir a sua preferência para os anos mais próximos.

Assim sendo, se o FCPorto já tem treinador e o Jorge Jesus já disse que vai ficar, resta Leonardo Jardim.

Espero agora que a imprensa faça o mesmo cerco ao treinador do SportingCP que fez ao Benfica e ao Jorge Jesus nos últimos dias, inclusivamente que antecedem uma final importante para o SLBenfica, mas também para Portugal.

Mostrem lá do que são feitos, agora...

PS- A minha aposta na dança das cadeiras é:
- Estoril, o Sérgio Conceição.
- Braga, o Nuno Espírito Santo.
- Rio Ave, o Pedro Martins.
- Académica, o Mitchell Van Der Gaag

A dança das cadeiras do Futebol Corrupto Português (FCP)

Avatar
 ●  41 comentários  ● 
SLBenfica: Jorge Jesus

Sporting: Marco Silva (Leonardo Jardim no Mónaco)
FCPorto: Lopetegui chega imposto por Mendes - ajuda, mas o treinador "é dele"
SCBraga: Nuno Espírito Santo na antecâmara para o FCPorto pós Lopetegui, porque o Pinto da Costa não gostará de ter um treinador que não se deixe domar.

Depois Académica, Rio Ave e Estoril vão realinhar os nomes que interessarem ao Sistema que podem passar por Sérgio Conceição deixar a briosa, por Pedro Martins que já percebeu que no Marítimo não ia poder entrar nos elegíveis e então vai "baixar de projecto" para poder ser levado ao colo...

A dança das cadeiras para mover influências e no final controlar 2/3 das equipas da Liga:
- Braga, Académica, Rio Ave, Estoril, Setúbal, Paços Ferreira, Gil Vicente, Nacional, Penafiel, Arouca e Moreirense... são 11 (12 com o FCPorto) em 18 equipas. É muita fruta...!

FC Porto - O Oásis dos Guarda-Redes.

Avatar
 ●  14 comentários  ● 

Ricardo - Contratado em 2014(?)(Académica)
Fabiano - Contratado em 2012(Olhanense)
Bracalli - Contratado em 2011(Nacional)
Kieszek - Contratado em 2010(Braga)
Beto - Contratado em 2009(Leixões)
Nuno Espírito Santo - (Re)Contratado em 2008(Desp.Aves)

Titulares para a baliza nunca foram por isso só há uma forma de ver isto: recompensas.

O preço pedido ao Jorge Mendes para reconstruir o FCPorto

Avatar
 ●  52 comentários  ● 
Não há volta a dar: Qualquer clube com alguma dimensão que precise de apostar em jogadores que tenham um potencial de certeza acima da média, procuram Jorge Mendes para o fazer.

Em Portugal o último clube a fazê-lo foi o Rio Ave, onde Mendes demonstrou que consegue projectar um clube, apenas por ser seu aliado. Ainda está por perceber, para os mais distraídos, como o 11º classificado - apenas com mais 8 pontos que o clube que desce de divisão - conseguiu chegar às finais das duas Taças nacionais e estarão na Liga Europa e Supertaça de Portugal na próxima temporada.

O FCPorto tentou demonstrar que não precisava de Jorge Mendes pois têm a "super-estrutura", entretanto destruída pela entrada de Alexandre Pinto da Costa que acumulou erros e obrigou Antero Henrique a reagir a erros como erros maiores ainda. Nos dias que correm, Jorge Mendes tem apenas um jogador no plantel do clube do norte.

Pinto da Costa cedeu, e contra tudo o que dissera há poucas semanas, apostou num treinador espanhol e com pouca tarimba de clube - e que o máximo que aceitou do FCPorto foi um único adjunto, o resto é tudo espanhol. Por trás desta aposta: Jorge Mendes.

Esta nova relação não é alheia ao facto de o SLBenfica, que tem tido em Jorge Mendes o apoio para vários negócios, estar a apostar cada vez mais em mercados emergentes que não são explorados e em cujos jogadores não estão dominados pelo Jorge Mendes.

Com os resultados desportivos, vender bem é mais fácil... e Mendes é, assim, menos necessário. Porém, não é inteligente "dispensar" Jorge Mendes porque ele acabará por estar envolvido em algo. Por outro lado, este rapidamente aproveitou a menor influencia na Luz e em Alvalade para se propor - como fizera antes nos de Lisboa - como uma possível solução para resolver a crise do FCPorto.

Oferta Aceite... MAS! Mas... Jorge Mendes não poderá, seguramente, ser um elemento activo nas vendas que o Benfica vai fazer - aposto em 4 jogadores além de Rodrigo e André Gomes. E menos ainda poderá ser um pilar importante nas aquisições. Esse papel está prometido para o FCPorto e para Lopetegui que, seguramente, só com estas garantias deixou a tranquilidade da Real Federação Espanhola.

Mas há mais! E aqui sim é o factor principal que Pinto da Costa terá exigido ao Jorge Mendes:

- TIRAR JESUS DO BENFICA E LEONARDO JARDIM DO SPORTING!

Num ano em que o FCPorto recomeça do menos dez, tudo se complica se Sporting e Benfica tiverem continuidade nos seus projectos e modelos desportivos.

O treinador do Sporting foi rapidamente elevado a grande estratega pela imprensa controlada pelo Jorge Mendes e já entrou em ruptura silenciosa com Bruno de Carvalho e estará a caminho do principado do Mónaco para liderar o clube do dinheiro que não tem adeptos - motivo pelo qual o Jesus nunca aceitaria treinar ali.

Jorge Jesus é todos os dias capa de jornal desde que conquistou o título. A imprensa finge que não houve as indicações do treinador a dar conta que tem contrato e ponto final... e ao mesmo tempo Jorge Mendes sabe que Jesus apenas treinará em três países depois do que construiu na Luz: Espanha, Inglaterra ou Itália.

Espanha não tolera treinadores portugueses e está fora de questão
Inglaterra não tolera treinadores com a "agressividade" de Jorge Jesus
... sobra Itália, o país da táctica e dos tácticos, onde Jesus se encaixaria muito bem.

Em Itália os clubes do cima da tabela "estão servidos", mas há um clube a que Mendes tem excelente acesso ao seu Administrador Delegado e que está, porventura, como o Benfica estava quando Jesus chegou: AC MILAN.

Nos proximos dias haverá uma pressão muito grande sobre Jesus e a sua saída do SLBenfica será muito pressionada pela imprensa e até a final de quarta-feira será utilizada.

Querem incentivar o Milan a apostar em Jesus... e o português a ser o obreiro da recuperação do Milan.

Por trás desta "tarefa": Jorge Mendes
Motivo desta movimentação: a contrapartida pedida pelo FCPorto para que seja Mendes a reconstruir o FCPorto.

Esta é a minha clara convicção e acho que cabe (também) a nós proteger Jesus como fizemos ontem e anteontem com a palhaçada da FALSA notícia do L'Equipe.

Eu penso assim, veremos se tenho razão ou se a minha opinião não fazer sentido

domingo, 11 de maio de 2014

A dificuldade dos jovens é a mesma do Cardozo

Avatar
 ●  19 comentários  ● 
Gosto tanto de trazer o Cardozo à baila... Vocês vêm logo de armas em punho!

Bom, vamos lá falar serio: Na verdade à excepção do Ivan Cavaleiro, Jorge Jesus não lançou nenhum jogador da formação do Benfica, ou terá lançado Andre Gomes se, com muito esforço, o quisermos considerar da formação.

Mas isto não acontece por acaso, acontece pelo mesmo motivo que neste momento o Cardozo na equipa do Benfica não joga um chouriço... Ou seja, porque depois de cinco anos de Jorge Jesus e dois/três com o núcleo duro que sustenta a equipa desta temporada, os processos estão tão consolidados e joga-se a um ritmo e dinâmica tão elevados, que não há tempo nem espaço para quebras com jovens que não têm a mesma dinâmica e que irão demorar a adquirir porque ainda estão na ultima etapa da formação.

Está é a realidade! Se concordo com ela? Não... Acho que em tudo na vida há um meio termo e entendo que o SLBenfica deveria ter um plano para os seus principais jovens com maior potencial. Com base nesse plano deveria haver trabalho específico dentro e fora de campo para "atenuar" as dificuldades.

Para isso acontecer, o Jesus tem que continuar a evoluir e tranformar-se num pedagogo e não num pedante como é - não sendo isto uma critica, mas sim um apontar de uma característica de personalidade.

Deveríamos começar de baixo para cima a partir dos juvenis a seleccionar o top 5 todos os anos de jogadores com maior potencial e estabelecer uma equipa de acompanhamento multi-disciplinar para esses miúdos. Já aqui disse que a liderança dessa equipa poderia perfeitamente ser de um homem que os viu a quase todos de fraldas quando chegaram ao Benfica, chamado Prof. Antonio Fonte Santa - foi ele "o pai" da primeira treinadora de uma equipa profissional masculina no Mundo, a Helena Costa.

Esses miúdos deveriam ao longo do ano ser integrados em planos específicos de acompanhamento físico, em treinos específicos de desenvolvimento de características de jogo, em trabalho psicológico de acompanhamento, em planos de trabalho com referências do Benfica (ex jogadores), em treinos regulares com o escalão acima e convocatórias para alguns jogos, etc.

Isto fará com que o processo de entrada nos escalões acima e depois mais tarde no futebol profissional seja mais suave mas, acima de tudo, mais produtivo e com resultados melhores.

Não podem ser aos 4 e 5 por ano a chegar à equipa A... Vai ter que ser um processo menos impactante porque, como disse acima, não há espaço nem possibilidade de o fazer com três ou quatro de cada vez.

Dito isto e porque entendo que não há neste momento nem táctica nem capacidade para integrar muitos dos valores da B e dos juniores, a minha opinião é que Cancelo, Bernardo, Lindelof e Ruben Pinto deveriam ser emprestados a clubes da primeira divisão onde possam jogar com regularidade... POR VITÓRIAS. Nao servirá de nada empresta-los ao Belenenses ou ao Setúbal. Estes jogadores terão que jogar em equipas como o Marítimo, Guimarães, Braga....

Na próxima equipa apostaria na integração, sim, do Nelson Oliveira e tentaria fazer dele um avançado de nível europeu.

Os restantes jogadores da B, entre os que mais se destacam como o João Teixeira, o Hélder Costa, etc dariam continuidade ao percurso na B mais um ano e, se "derem o salto" poderem também ser emprestados na primeira liga na época seguinte.

Este princípio deveria ser adoptado também aos juniores onde, os melhores valores devem obviamente ser integrados na B, tal como deverão vir a integrar gradualmente o plantel (treinando com regularidade na B e jogando nos juniores) aqueles que ainda terão mais um ano de júnior - como o Gonçalo Guedes, por exemplo.

Tudo por acaso.

Avatar
 ●  6 comentários  ● 

Vitória de Setúbal e Belenenses aguentam-se na 1ªLiga. Duas muletas fundamentais para a recuperação do FC Porto na próxima temporada. Duas muletas fundamentais para os jogos de poder sobre a Liga de Clubes.

E quem traçou o destino do Olhanense? O futuro presidente do Conselho de Arbitragem da FPF.


O futuro são eles.

Avatar
 ●  29 comentários  ● 

"Questionado sobre se estes jogadores serão lançados com maior regularidade na equipa principal no futuro, Jorge Jesus foi claro:

«A curto prazo não, porque a intensidade e a exigência do Benfica é diferente para um jovem daquela que é para um sénior. Conseguimos esse trabalho com o André Gomes e o André Almeida, que cresceram técnica, tática e fisicamente. Os outros têm um percurso para conquistar, mas não é fácil entrar na equipa principal de um momento para o outro.»" - A Bola.

Um abraço a todos os jogadores que hoje jogaram no Dragão, um antro que protege uma cambada de criminosos que continuam impunes, façam o que fizerem.  
O que se passou no Olival é um exemplo. O Sport Lisboa e Benfica, mandasse eu, nunca mais punha lá os pés.

Quanto ao jogo, os meus sinceros parabéns em especial a João Cancelo, Ivan Cavaleiro, Djuricic, Lindelof e Bernardo Silva.
Os que vos criticam nos comentários aos posts anteriores são os mesmos iluminados que defendiam exibições medíocres e sucessivas dos 'Emersons' e dos 'Cortezes' porque assim Jorge Jesus dizia que devia ser. Esses tiveram todo o tempo do mundo para enterrar a equipa, enquanto estes jovens valores têm de mostrar em poucos minutos tudo e mais alguma coisa.

Curioso JJ dar o exemplo do André Gomes e André Almeida. 
O primeiro só começou a ser aposta depois de ser vendido.
O segundo andou desaparecido das escolhas até virem as lesões e não ter outra hipótese. E para azar de alguns, o André Almeida corresponde quer à direita quer a meio campo. 

Como os milhões que se desbarataram nos últimos 5 anos não são do treinador, mas sim dívida do clube, não custa nada dizer que os jovens não serão aposta a curto prazo. Compra-se mais uns 5 ou 10 jogadores e 2 ou 3 terão de ser bons. Gastam-se mais 20 ou 30 milhões, enquanto os montantes das vendas milionárias que O CLUBE faz enchem os fundos, os empresários e os intermediários mas não diminuem nem um pouco o passivo do Benfica. 
 
Se Jorge Jesus ficar, o que vai fazer então? É que o Sport Lisboa e Benfica tem de fazer até Julho pelo menos 50 milhões adicionais em vendas para corresponder a compromissos com o BES. E a torneira que até agora permitiu as compras sucessivas agora está fechada.

Não vai apostar em jovens? A solução é emprestar e deixar o crescimento dos nossos melhores valores entregues a outros clubes? Que lógica há nisso?

E já agora, onde andam aqueles elogios dados ao Funes Mori? Porque ninguém pergunta a Jorge Jesus quem é que escolheu trocar o outro por este?

Uma palavra final para Paulo Lopes e Steven Vitória: pedem-vos que não joguem uma temporada inteira ao mais alto nível e depois esperam milagres. 
O Steven foi um dos melhores jogadores da temporada passada, lembram-se? Tem é que ter ritmo e criar automatismos com o colega central. É algo básico. 
Já o Paulo Lopes mereceu o prémio. Tem sido um membro importante no balneário e se é ou não bom guarda-redes, certamente que não foi hoje que isso se descobriu. Obrigado Paulo Lopes pelo teu papel.

Para infelicidade dos verdadeiros infiltrados que se passam por benfiquistas mas que não são mais que seguidores cegos de A e B e imitações baratas dos Guerras, eu tenho andado bem contente com a vitória no campeonato e na taça da liga. Qualquer vitória do Benfica, mesmo a feijões, é um motivo de regozijo para mim. 
E à beira de podermos vencer uma competição europeia, mesmo que a menos importante, tenho tido algum recato nos posts sobre a equipa e sobre a realidade do clube. 

Mas como para mim não há Jesus, Vieira, Rui Costa, Eusébio ou qualquer outro acima do Sport Lisboa e Benfica, não podia deixar passar em claro mais estas declarações infelizes de Jorge Jesus. 

Jogaria o Eusébio de 18 anos no Benfica? Ou teria que andar na B ou emprestado noutros lados? 

Até quando não se perceberá que o futuro tem mesmo que passar pelos jovens, sob pena de a dívida do clube atingir um ponto de não retorno?

Pelo visto, para Jorge Jesus isso não é um problema. Mas não é Jorge Jesus que terá de pagar este passivo de 500 milhões, nem os activos Estádio ou Centro de Estágio poderão ser usados para o pagar porque senão iríamos jogar ou treinar onde? 

ranking