O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


23 de janeiro de 2013

O 'superior interesse' das instituições.

Avatar
 ●  13 comentários  ● 
Ao ler a segunda parte deste post no 'Cacifo do Paulinho', pensei no sentido distorcido de democracia que se tem observado em diversas lideranças, dentro e fora do futebol, e no 'superior interesse' das instituições.

Todos vimos na TV o que se passou nas últimas eleições do Sporting
Afinação aos resultados, votos desaparecidos em sacos pretos, o presidente eleito a ser protegido por dezenas de seguranças, em vez de ser levado triunfalmente. 
Pareceu tudo, menos algo democrático.
O 'superior interesse do clube' fez com que ninguém colocasse uma providência cautelar para que a realidade fosse aferida pelas autoridades.

Também no Benfica as coisas não foram um exemplo para ninguém.

Dois candidatos que não tinham condições para o ser, por razões distintas. 
Rangel por ter quotas em atraso correspondentes a alguns anos.
Vieira porque as irregularidades com os seus nºs de sócio demonstraram que não tinha antiguidade de sócio para se candidatar, conforme relatado aqui.

Segundo afirmaram várias personalidades com responsabilidade no clube na noite das eleições, o 'superior interesse do clube' obrigou a que as candidaturas fossem validadas pela Assembleia Geral.

O que é o 'superior interesse do clube'? 

Se esse 'superior interesse' colide com a legalidade, não se torna automaticamente em algo que não interessa à instituição?

Não será a legalidade o superior interesse de qualquer pessoa ou instituição?

13 comentários blogger

  1. O Rangel não tinha cotas em atraso. O que se passou foi um erro informático aquando da passagem dos dados do papel para suporte informático. Houve um erro e o Rangel pagou as cotas (que já tinha pago mas que não apareciam no sistema) para evitar problemas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rangel não tinha as cotas pagas, e a sua candidatura só foi aceite condicionalmente, se este pagasse o que não estava pago e se houvesse quem testemunhasse que as teria pago. Ou seja, a bem da democraticidade no clube, o bode expiatório das cotas não pagas, foi o sistema informático e não o sr.Rangel...

      Quanto a Vieira o que foi demonstrado pela Assembleia Geral é que reunião todos os requisitos estatutários para ser candidato. Quanto a polémica inventada e promovida neste e noutros blogues sobre a antiguidade de Vieira, ela serviu uncamente para encobrir o falta de quotas pagas do candidato Rangel. O próprio Luís Filipe Vieira esclareceu em entrevista esta questão e só por abuso se está pode estar a ligar o Benfica à falta de legitimidade do Godinho Lopes como presidente do Sporting.

      Eliminar
    2. Segundo o que se soube, as quotas tinham sido pagas a um cobrador, mas nunca tinham dado entrada no Benfica. Como ninguém podia provar nada, quer o clube quer o Rangel, a coisa passou assim.
      Mas se seguissem os estatutos, Rangel não era candidato.

      Superaguia, LFV nunca esclareceu esta questão em lado nenhum. Nunca explicou as discrepâncias nos 2 números de sócio com que já se candidatou. E que analisando o que vários blogues apresentaram, as listas dos águias de prata e ouro, essas suspeitas confirmaram-se,

      Por isso, escusas de vir fazer passar mentiras.

      Eliminar
    3. Mentira é o conviniente "roubo" do cobrador.

      Eliminar
  2. Quando se confundem lideres com as instituições que presidem, é isto que acontece com os "superiores interesses do clube"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São substituídos por outros interesses, sejam lá de quem for.

      Eliminar
  3. Foi demonstrado pela Assembleia Geral é que reuniao todos os requisitos estatutários para ser candidato. A mesa da Assembleia aceitou admitir "in extremis"a candidatura de Rangel em nome do superior interesse do clube que era possibilitar que os sócios se pronunciassem abertamente sobre o rumo que queriam para o clube. Caso assim não fosse, a pequena irregularidade do candidato Rangel impediria que os sócios que estivessem descontes com Vieira tivessem hipótese de se exprimirem. Fui contra a decisão da Assemvleia Geral aceitar a candidatura de Rangel, mas compreendo-a à luz do superior interesse do clube.

    O que se segue é sabido e aceite por unanimidade: Não houve irregularidades eleitorais e Vieira venceu com 83% dos votos expressos. Foi uma vitória clara e esclarecedora.

    Qual a dúvida sobre a sua legitimidade?

    É, por isso, totalmente abusivo mencionar Vieira quando se analisa a questão da legalidade do processo eleitoral do Sporting e da legitimidade de Godinho Lopes.

    ResponderEliminar
  4. O Vieira não foi sócio do FCP,do SCP e do Alverca?Mais antigo que no SLB?Isso gostava eu de saber

    ResponderEliminar
  5. BENFIQUISTA DO CORAÇÃO23 janeiro, 2013 14:44

    COM A IDA DE HULK PARA A RUSSIA
    O CLUBE DA FRUTA
    FICOU SEM ATACANTES MERGULHADORES
    DA CLASSE DO BRASUCA
    QUE CAÍA COM A FRAGILIDADE DE UM CRISTAL
    E COM A GRACIOSIDADE DE UMA LIBELINHA

    DEPENDENTES DESSES PENALTIS
    COMO DE PÃO PARA A BOCA
    AVANÇAM PARA OUTRO ESPECIALISTA

    O LEVEZINHO
    QUE AGORA COM 35 ANOS AINDA
    CAI MAIS FACILMENTE

    PRONTO VAMOS TER PENALTIS
    ATÉ EMPANTURRAR

    VAI UMA APOSTA ????
    DEFESAS FUJAM DA FRENTE
    DESSE CAI CAI
    PORQUE QUANDO ELE ENTRAR NA ÁREA
    JÁ OS APINTADORES TÊM O APINTO NOS QUEIXOS
    (AGORA JÁ TÊM, MAS O COLOMBIANO AINDA ANDA SÓ NOS TREINOS)

    ResponderEliminar
  6. e que tal fazer uma votação do maior corrupto de portugal tipo isto http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/internacional/mundo/lula-ganha-trofeu-algemas-de-ouro-como-maior-corrupto-do-brasil e colocar num moral da internet tipo facebook etc, aposto que o pinto da costa ganhava por larga maioria.

    Furabardas

    ResponderEliminar
  7. Quando o desporto e a politica andam de braço dado, não se pode esperar grande coisa.

    Quando temos um país cujo Índice de Transparência Orçamental (OBI), situa-se na cauda dos países da Europa Ocidental, já que na Europa, só a Itália, Polónia e Roménia obtiveram resultados piores que o nosso país, e isto significa que existe muita " opacidade " nos números apresentados no OE.

    Quando temos um país onde os cidadãos fogem ao cumprimento das suas obrigações fiscais como o diabo foge da cruz,quando muitos comerciantes tem "caixa dois",quando os condutores de automovel se cortam nas inspeções,no pagamento dos seguros, quando a maioria dos que vão para a política, tem motivos que são conhecidas por toda a gente, quando tens policias corruptos e traficantes, vires falar em "legalidade" como um interesse superior de qualquer cidadão ou instituição, é o mesmo que dizer ao Berlusconi para se benzer e baixar os olhos cada vez que uma "Lolita" se cruza no seu caminho...

    Fico, ansiosamente à espera do próximo episódio...

    ResponderEliminar
  8. Partindo da definição de 'interesse', no Priberam, até que faz todo o sentido o que se passa.

    interesse |ê|
    s. m.
    1. Proveito, utilidade, conveniência, vantagem.
    2. Lucro.
    3. Juros.
    4. Parte dos lucros que toca a cada sócio.
    5. Atenção.
    6. Importância, valor.
    7. Desejo de ganhos.
    8. Cobiça.
    9. Empenho.
    10. Desejo veemente.


    P.S.: Isto sou eu a fazer de conta que percebo do que falo, só para o estilo e coiso e tal. :D

    ResponderEliminar
  9. Sim!
    "No superior interesse do clube", dos empresários e banqueiros!

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB.

ranking