O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 7 de maio de 2016

"Fala benfiquista! "

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
O seguinte texto é uma contribuição do benfiquista Ricardo Fernandes.
Obrigado Ricardo!
"Adoro o Benfica. É a minha paixão futebolística e durante anos fui um adepto banal. Via um ou outro jogo fora da esfera do Glorioso e era obcecado com o clube: A sua liderança (ou falta dela), os jogos extra bastidores, as contratações, a arbitragem.
Na altura a internet não era o que é hoje. As informações eram parcas e o meu grupo de amigos também era virado para estes aspectos. Nada sobre o futebol em si.
Em 2009 tudo mudou com a entrada de Jorge Jesus no Benfica. Nunca tinha visto futebol assim. E de certa forma apaixonei-me de novo pelo Benfica. Desliguei-me de tudo o que referi acima e passei a gostar de futebol. Não serve este texto para fazer julgamentos de valor à personalidade do treinador, ou se era uma besta teimosa enquanto cá esteve, porém futebolisticamente, tacticamente tive de evoluir para acompanhar o Benfica.
Tenho as minhas próprias ilações sobre o que podia ter melhorado nas 5 épocas de JJ, onde o ego do treinador entrou em conflito com o génio futebolístico (e é isso que o priva de dar voos mais altos). Também tenho as minhas ilações sobre as arbitragens e sobre as verborreias de BdC e a sua hoste, mas mais uma vez não é isso que me motiva a ver futebol.
Este ano tudo muda novamente no Benfica. Eu defendia que o ciclo de JJ, já tinha acabado e que era necessário alguém inteligente que soubesse aproveitar a base do que foi feito e melhorar, alguém sem o ego de JJ e que não tivesse birras com elementos, para que pudéssemos realmente dar o salto.
Nunca escolheria Rui Vitória e os dois primeiros meses, deixaram-me em pânico. Desde as exibições paupérrimas a uma construção deficiente do modelo de jogo ou ainda, às declarações infelizes do nosso treinador. Sou uma pessoa de primeiras impressões e aquele “Não posso garantir títulos, garanto muito trabalho” deixou-me sem qualquer esperança para este ano. Na posição dele eu teria dito, qualquer coisa como o Benfica luta sempre pelo titulo. Não diria que seria campeão, mas também não deixaria de o dizer. A mensagem seria sempre outra.
O modelo inicial sustentava aquilo que muitos consideram uma maior solidez defensiva. Uma linha de 4 defesas sustentada por dois médios de contenção, fazendo um bloco de 6 jogadores a defender. Dois alas bem abertos e um avançado atrás do outro.
Este era também o modelo praticado em Guimarães, André André em contenção e lançamento de bolas para trás da defesa adversária onde Hernani apareceria a finalizar ou a assistir. O Benfica também foi muito isto, quando andou Rui Vitória à procura de uma solução de meio campo e para a ala direita, após a lesão de Salvio. Era Guedes que fazia esse movimento da linha para o meio após os lançamentos.
Arrastámo-nos até ao jogo em Braga, já tínhamos sido humilhados pelo Sporting (pelas criticas verazes de JJ a RV) e de repente, tudo muda. Há duas modificações tácticas na equipa: Pizzi é colocado a jogar a interior direito e a Renato (já dono do lugar 8) é lhe pedido que avance no terreno, tendo a função de transporte de bola.
Estas duas "nuances" permitiram à equipa desenvolver todo um futebol diferente e com diversas soluções. Agora já não eram os médios de contenção que vinham buscar a bola à defesa e sim, eram os defesas que transportavam a bola. Com Pizzi a jogar como interior direito e não alguém colado à linha passou a haver jogadores a ocuparem os espaços entre linhas dos adversários e com a qualidade individual dos nossos jogadores da linha da frente passámos a jogar com qualidade a golear.
Mas tudo isto mudou após o ultimo jogo com o Bayern. Estamos novamente a jogar em contenção. Nos últimos 4 jogos, estamos a jogar com os alas novamente abertos e com Renato a jogar em linha com o colega da linha média. Têm sido assim as primeiras metades de cada jogo. Nas segundas partes, como não está a resultar, Renato sobe no terreno e Pizzi volta a procurar terrenos interiores. Normalmente, criamos maior produção ofensiva chegando inclusivamente a marcar golos, fruto da maior pressão que exercemos sobre o adversário.
Será que RV tenta fazer assim a gestão do cansaço? Penso que sim, mas a equipa sofre com isso, pois tem menos bola, tem menos linhas de passe e chega com menor qualidade na frente. Também creio que peca na gestão do esforço de alguns atletas, ou mesmo na escolha de alguns intervenientes.
Se Salvio por exemplo precisa de tempo de jogo, é para isso que existe a equipa B. Renato, está claramente a baixar os índices físicos e ao ser obrigado a missões defensivas, desgasta-o física e mentalmente. Não sabe ainda ocupar espaços e lugares defensivos e perde-se ao longo do jogo, errando muitos passes e deixando muitas zonas sem cobertura.
Para o jogo com o Marítimo, a primeira final, temos de voltar ao esquema anterior. Começar de rompante e depois ir gerindo o esforço durante o jogo. Marcar cedo, marcar muito, resolvendo na primeira parte. Renato à frente de Fejsa e não ao seu lado Pizzi em terrenos interiores e não colado À linha. A equipa ganha com isso.
Para finalizar, temos de dar o mérito a Rui Vitória. Soube capitalizar os erros dos adversários. Soube unir a equipa ao seu redor (fruto dos ataques de JJ) e dar-lhe algo que eu não observava no Benfica desde a 93/94, espírito de sacrifício e solidariedade. Soube aproveitar as pérolas de casa e soube transmitir-lhes a confiança necessária, para uma excelente época.
Hoje a minha visão dele já não é de um líder fraco, melhorou a comunicação e é líder. Hoje apenas acho que falta saber corrigir determinados jogadores em função do modelo de jogo que escolhe para o jogo e não dar-lhes a liberdade que lhes dá. A equipa crescerá com isso e ele também enquanto treinador.
Renato precisa de saber o seu lugar nos momentos defensivos, Jimenez precisa de ser mais pragmático; correr menos, parar bolas, levantar a cabeça e ver para onde se movimentam os seus colegas.
Mitroglou faz isso na perfeição. Não perde uma bola de costas para a baliza e Jimenez tem esse potencial. Sendo mais rápido, se for efectivo tornar-se-á num dos avançados mais letais que pisou os nossos relvados.
Viva o Benfica, parabéns Rui Vitória e rumo ao #35!"

O Setúbal vai ter que devolver a mala ao Bruno

Avatar
 ●  45 comentários  ● 

A vitória ontem do Tondela veio baralhar as contas todas ao Sporting que, como aqui mostrámos, já dava como certa a vitória sobre o Setúbal "A 180 minutos de concretizar o sonho de voltar a ser campeã nacional".

Curiosamente, não vi nenhum jornalista interessado em entrevistar jogadores, treinadores dirigentes ou ex-qualquer coisa do Setúbal para perceber se esta confiança do Sporting era também um atentado à dignidade e profissionalismo dos jogadores como tanto procuraram saber face ao Marítimo.

Mas seja como for, depois da vitória de ontem do Tondela, ao Setubal não resta outra opção senão devolver a mala ao "tolinho das aldrabices" e ir a AlvaLIDL discutir o jogo e, acima de tudo o ponto que os salvará da descida. O Setúbal tem dois "match points" para poder fazer o ponto que lhe falta... e nenhum é fácil, pois ambos os adversários têm objetivos muito relevantes (Sporting e Paços de Ferreira).

Reparem: O Sporting se empata o jogo com o Setúbal e o Benfica vence na Madeira, seja lá quando for o jogo, é basicamente o adeus ao título... Porém o Setúbal não se pode dar ao luxo de aceitar a mala, pois na jornada seguinte jogam com o Paços de Ferreira que, assumindo que o Rio Ave perca com o FCPorto, precisa da vitória na última jornada (o empate não chega) para manter o 6º lugar que dá o acesso à Europa, pois os de Vila do Conde na última jornada defrontam o Boavista que já está a salvo e a solidariedade a norte é grande.

A Académica está na mesma situação do Tondela e precisa vencer o Braga que, sem objetivos pelos quais lutar, não pode descuidar-se nas duas jornadas senão... duas vitórias do Arouca (Estoril e Guimarães) tiram o 4º lugar ao Braga - ou seja, se perderem com o a Académica e o Arouca vencer no Estoril... o Braga está obrigado a pontuar em casa com o Sporting para poder segurar o 4º lugar... neste caso a mala nem sai de Lisboa.

Parece que o Sporting devia estar mais preocupado em vencer os seus dois últimos jogos do que propriamente em tentar subornar os adversários do Benfica para que estes roubem pontos ao Benfica que, em caso de derrota ou empate do Sporting, só servirão para dar despesa - mais uma - ao clube de AlvaLIDL.

Mas os jornalistas seguem alegremente acreditando e passando a mensagem que quem está pressionado é o Benfica. Ok... É deixá-los falar.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

O que realmente ele queria dizer.

Avatar
 ●  38 comentários  ● 


“Qual foi o jogo que mais me marcou? Marcaram-me todos mas, como é óbvio há sempre um. Ao longo destes meses o Sporting tem partilhado com a sua massa associativa muito forte. Temos estado sempre em sintonia. Eles empurraram para a vitória. O jogo que nunca mais me vou esquecer será o do Braga que ao intervalo fomos a perder e tivemos uma receção como se fosse o Sporting a estar na frente. Isso mexeu com todo o grupo e fez com que a equipa fosse para o segundo tempo bem", comentou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do jogo com os sadinos.”

O que realmente ele queria dizer:

“Marcaram-me todos mas aquele em que apanhei em Alvalade uma equipa sem treinador, sem cérebro e que apesar dessa condição perdi é que me assombra todas as noites quando coloco a máscara de uvas e citrinos no cabelo.”

Curtas.

Avatar
 ●  69 comentários  ● 

José Peseiro culpa os árbitros pela classificação do FC Porto. O treinador “pé-frio” deve ter umas pantufas novas para não conseguir ver o óbvio. Peseiro ainda acha que pode salvar o lugar por ter um discurso “à Porto”. Ridículo.

- As condições atmosféricas na Madeira colocam reservas sobre a possibilidade de a equipa do Benfica conseguir aterrar. Não há jogo na Madeira que possa correr sem sobressaltos?

- Há relatos de jogadores do Setúbal pressionados com o jogo da próxima jornada. Não sei que pressões serão essas mas quero acreditar que se pretende que todos os jogadores de todas as equipas, quer de Setúbal quer do Marítimo, sejam profissionais e se empenhem nos seus jogos.

Do Marítimo já sabemos que esperamos uma equipa na máxima força pois foi para isso que Nelo Vingada andou a poupar jogadores.

Do Setúbal menos do que se esforçou na Luz será grave. Muito grave.

- O ministro da propaganda de Luis Filipe Vieira vai lançar um livro na próxima semana que parece ir abordar principalmente Jorge Jesus. Um exercício da mais pura hipocrisia e negação face a tudo o que o mesmo ministro andou a dizer na CMTV nos últimos anos. A propaganda que ajudou a incendiar esta temporada parece não ter fim. Dá muito jeito a todos agora pendurarem-se nos resultados de Rui Vitória.

Fernando Gomes continua desaparecido face a situações graves como as pressões de Pinto da Costa, Peseiro e Octávio Machado sobre os árbitros. O presidente da FPF também continua calado sobre os possíveis incentivos financeiros ilegais prometidos a equipas da primeira divisão nacional. Um líder fantoche dos poderes que o apoiaram e que evidencia a vergonha que são as estruturas do futebol em Portugal.

- Há quem esteja a tentar colocar “um preço” para que o FC Porto vença a Taça de Portugal e não fique em jejum mais um ano. Paulo Fonseca tem nas mãos o seu futuro como pessoa de bem. Ou como mais um da matilha.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

A certeza que o #JogodaMala lhes dá. Já nem escondem

Avatar
 ●  46 comentários  ● 
A 180 minutos de concretizar o sonho de voltar a ser campeã nacional, a equipa leonina tem acumulado recordes numa temporada a todos os títulos notável. É a equipa que menos vezes conheceu o sabor da derrota esta época e tem revelado especial apetência para faturar fora de casa, tendo o melhor ataque enquanto visitante" 

LIGA ABRE INQUÉRITO AO "JOGO DA MALA"

Avatar
 ●  58 comentários  ● 

Vamos lá ver agora quem vai dar o dito por não dito. Malas incluídas.

Notícia aqui.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Exemplo da "escola" FC Porto.

Avatar
 ●  18 comentários  ● 


Tem sido recorrente nos últimos tempos ouvir da boca do presidente da CM Porto, Rui Moreira, apelos à “justiça” e “moral” no que diz respeito à TAP ou mais recentemente sobre o diferendo Taxistas/UBER.

É fácil trazer na boca essas expressões populistas mas aplicá-las já é coisa diferente. Os discípulos da “escola” FC Porto foram educados a ignorar violência ou atropelos à lei. Tudo o que sirva para beneficiar o seu clube é lícito.

Rui Moreira é um exemplo formidável desse modo de pensar.

O presidente da CM Porto revelou-se muito indignado pelo falhanço do projecto de formação do FC Porto “Visão 611” coordenado por Antero Henrique e não se coibiu de o fazer nas redes sociais.

Curioso é que Rui Moreira não revelou a mesma indignação pública por o mesmo Antero Henrique ter sido acusado pelo Ministério Público de gerir um 'gang' violento da noite portuense, e de dar ordens diretas e encomendar 'serviços especiais' a Eduardo Silva, dono da empresa de segurança SPDE que foi detido no ano passado no decurso de uma investigação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, segundo o Correio da Manhã.

No referido artigo do CM é descrito ainda como Antero Henrique negociava os contratos com a SPDE, e como o vice-presidente dos 'dragões' terá encomendado 'serviços especiais' para que a empresa ilegal de segurança protegesse a família de Pinto da Costa, e o próprio presidente do FC Porto.

Já Eduardo Silva foi 'apanhado' numa escuta da Operação Fénix a conversar com um amigo ao telefone, onde explicou que o FC Porto não o queria mais envolvido na noite tendo delegado a competência para 'partir pernas' a grupos menores.

Nada disto incomoda Rui Moreira.

Assim como o conteúdo das escutas do processo “Apito Dourado” não incomodou Rui Moreira mas sim o facto de elas terem sido divulgadas e por isso exposto o ‘modus operandi’ do FC Porto. Daí ter saído do programa desportivo em que participava em directo negando-se a comentar um tema tão caro ao FC Porto.

A “escola” FC Porto está bem viva.

A "escola" FC Porto.

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

Todos temos assistido a Inácio(portista doente) ou Octávio Machado(portista ressabiado) que esta temporada têm brindado o futebol português com o regresso do velho estilo truculento e mentiroso inaugurado por Pinto da Costa e Pedroto.

Juntando esta “escola” ao índio que é presidente do Sporting, é como juntar a fome com a vontade de comer.

Lembro que a “escola” FC Porto não olhava a meios para atingir fins:

- As “malas”

- Os jogadores criteriosamente emprestados para serem “úteis” aquando dos jogos com a casa mãe

- Os treinadores ligados ao FC Porto espalhados por clubes da primeira divisão(está lembrado Rodolfo Reis?)

- Jornalistas avençados espalhados pelos jornais e canais de TV(Rui Cerqueira, Tavares Teles, Trindade Guedes, etc)

- Domínio das estruturas da arbitragem e disciplina

- Condicionamento da opinião pública utilizando os seus avençados/discípulos como central de (des)informação

- Utilização de linguagem bélica e reles dirigida à franja mais básica dos seus adeptos

- Utilização de ameaças e violência através de terceiros para condicionar árbitros e/ou adeptos adversários(Ataques a Casas do Benfica no norte)

Tudo isto tem feito parte dos esquemas utilizados esta temporada para condicionar o Benfica da segunda metade do campeonato e para artificialmente levar ao colo outro clube até ao triunfo final no campeonato.

O que não contavam certamente era com a prestação de Rui Vitória e do plantel do Benfica que juntos têm vencido obstáculo após obstáculo e assim frustrado os planos alheios.

A “escola” FC Porto está a recorrer a todos os truques pois para eles ganhar é a todo o custo.

Nota: Esta “escola” tem seguidores dentro do Benfica. Em nome do 35, só na semana que vem é que iremos abordar todos esses parasitas.

terça-feira, 3 de maio de 2016

O "homem da mala"?

Avatar
 ●  28 comentários  ● 


És tu que vens falar em verdade no futebol?

Avatar
 ●  17 comentários  ● 



V. Guimarães já reagiu e será que desmentiram?

Avatar
 ●  57 comentários  ● 
O Vitória Sport Clube nunca permitirá ser usado como arma de arremesso de agendas de outros clubes. Assim, mais informa que, sobre as notícias vindas a público a propósito do seu último jogo da Liga NOS , o Vitória Sport Clube irá agir em conformidade".

Ahhhh bolas! Depois de o Octávio não desmentir, agora estes também se mostram muito ofendidos, mas desmentir, nada!

Querem que seja eu a desmentir, querem ver?

Carlos Pereira explica porque perdeu jogo antes do Benfica

Avatar
 ●  21 comentários  ● 
"Os atletas do Marítimo têm dignidade suficiente para olharem o jogo pelo jogo, sem fazerem fretes a ninguém, e poderão querer provar que se trata de uma insinuação de mau gosto" in Record

Como não quiseram fazer fretes a ninguém, então resolveram poupar meia equipa antes do jogo com o Benfica e dizem agora é por suspeita do Benfica que eles são aliciados que vão jogar com o Benfica com a alma revigorada, para assim evitarem a triste vergonha que levou às 17 derrotas e 5 empates em 32 jogos que já levam este ano.

É bom saber que há assim gente honesta no futebol! Gente, como ele diz, sem fazerem fretes a ninguém. 

Tal como eu referi no tópico anterior, espero que o Marítimo tenha descansado muito e bem, pois é a uma equipa que não faz fretes que queremos ganhar... o Jogo da Mala não vai ficar na Madeira e teremos mais "Arnolds" e "Conceições" a chorar por ver o dinheirinho a voar de volta para Alvalade.

E já sabem, quando falarem disso no balneário, tentem não andar à porrada antes do jogo para não ficarem três titulares de fora, tentem que o melhor marcador não se magoe para não ficar de fora como também ficou. Tentem também não ter jogadores com a dignidade deste:


Octávio Machado AKA Pinto da Costa

Avatar
 ●  29 comentários  ● 
Octávio Machado veio hoje mostrar-se muito indignado que o Benfica soubesse o que se passou no balneário da Luz perante um grupo de mais de 20 pessoas presentes, em que um treinador alegadamente terá dito que havia 270.000€ para os jogadores, mais 80.000€ para ele, caso tirassem pontos ao SLBenfica.

O dirigente do Sporting mostrou-se indignado que se soubesse, mas curiosamente foi incapaz de desmentir, a preocupação dele é "como é que o Benfica soube".

O meu amigo Shadows, que pensa com os dedos dos pés quanto toca ao Hugo Gil e ao Pedro Guerra, logo saiu a terreiro a questionar se o Benfica teria escutas no balneário, esquecendo-se que nunca assinou nenhuma proposta de sócio do FCPorto nem do SportingCP, pelo que não poderia estar a falar do clube que gosta.

O que a mim me deixa absolutamente indignado é que ninguém consiga perceber que entre mais de 20 elementos presentes, houvesse realmente pessoas de bem, honestas e capazes de "dar com a língua nos dentes" sobre o que esses corruptos do Sporting andam a fazer no futebol português e que depois vêm para as conferências de imprensa dizer lançar fumo para esconder a vergonha.


Eu recordo os mais distraídos que al é proibido pelos regulamentos. O Regulamento Disciplinar do organismo, no artigo 84, explica que "o clube que, por si ou por interposta pessoa, oferecer, prometer ou entregar dinheiro ou qualquer outra vantagem patrimonial ou não patrimonial a um terceiro clube, sem que lhe seja devido, com vista à obtenção de um resultado positivo por parte deste num jogo oficial, assim como este terceiro clube, serão punidos com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 125 UC e o máximo de 250 UC" - de 12.750 a 25.500 euros (Record)

Bem sei que é mais fácil dizer que os jogadores do Guimarães são todos corruptos como o seu treinador e como os artistas do Sporting que andam a corromper adversários do Benfica, pagando-lhes em troca de pontos - algo ilegal! Bem sei que é mais fácil dizer que o Benfica põe escutas nos balneários ou vir para conferências de imprensa dizer mentiras para os acéfalos adeptos...

... difícil, difícil é aceitar que um treinador de 6M€/ano + caprichos, um orçamento como nunca antes visto e muitas bocas e provocações depois, o Benfica chega sem treinador e sem cérebro e sem nada... aos dois últimos jogos em primeiro!

Eu estou-me nas tintas que paguem aos adversários do Benfica, aliás como se tem visto, o Benfica está-se nas tintas para que paguem aos nossos adversários. A nós cabe-nos ganhar os jogos contra todas essas adversidades e não sermos iguais a essa gente reles e corrupta, cabe-nos não pagar a ninguém para que os adversários do Sporting lhes roubem pontos, porque temos e queremos vencer pelo nosso mérito e vitórias.

Se precisarmos que o Sporting perca é porque não soubemos ser melhores que o Sporting, Se houver forma de parar o Benfica com "jogo da mala" é porque o Benfica não foi capaz de ser campeão em campo, mesmo com anti-jogo, faltas, esquemas, poupanças e afins. O Campeão tem que ser capaz de vencer isso tudo.


O clima de sarjeta no futebol português.

Avatar
 ●  21 comentários  ● 

Octávio Machado reapareceu após estar desaparecido em combate e logo para fazer uma denúncia grave: há "clima de terror, coação e intimidação no futebol português".

Isto vindo de Octávio Machado é do mais cómico que pode haver. O homem que conhece e viveu o FC Porto por dentro, que foi discípulo de Pedroto e por isso parte integrante do assalto ao controlo do futebol português nos anos 80 e 90, vem agora falar de quê?!

Será que Octávio Machado vai ser capaz de nomear alguém desta vez ou vai manter o lema “vocês sabem do que eu estou a falar”?

Além disso, será que Octávio está a incluir a pressão e ataques de Bruno de Carvalho aos árbitros, como aconteceu ainda na semana passada com Bruno Paixão?

Será que Octávio Machado esqueceu-se de ver quantos adversários do Sporting pouparam jogadores?

Ou então: será que Octávio Machado já perguntou a Jorge Jesus se contactou JOGADORES das equipas adversárias antes de as mesmas defrontarem o Sporting?

O clima de sarjeta no futebol português parece que veio para ficar.

Olhando aos relatos sobre o que o director da BTV , o execrável Guerra, afirmou ontem na tv, isto não pode ficar pior. Espero que as declarações do mestre do Hugo Gil não prejudiquem o Benfica pois já se anda a insinuar que o clube coloca escutas no balneário adversário. Aguardo também pelas declarações de Sérgio Conceição a desmentir ou não o sucedido.

Tudo isto acontece perante o silêncio vergonhoso da FPF e de Fernando Gomes, incapaz de vir a público colocar um ponto final nas declarações dos dirigentes e colaboradores dos clubes.  

A FPF tinha a obrigação de nunca ter permitido que as coisas chegassem a este ponto. Mas líderes fracos não são respeitados e a FPF não é respeitada assim como a LPFP também tem alguém que já não conta para o Totobola.

Já agora, algum jornalista corajoso que pergunte directamente a Nelo Vingada se o plantel e equipa técnica do Marítimo receberam ou não promessas de incentivos especiais para pontuar frente ao Benfica.

Ou alguém que questione de onde veio a ordem para o controlo antidoping surpresa ao Setúbal esta semana. Tenho pena que não tenha acontecido 15 dias atrás.

Nunca quisemos tanto vencer. Obrigado pelo jogo sujo!

Avatar
 ●  83 comentários  ● 


Não sei se todos aqueles que têm saído a terreiro dizer que "o outro" só ganhou um clássico já se deram ao trabalho de ir ver a classificação, mas "o outro" está em primeiro...

... Esse mesmo foi o que chegou aos 1/4 da Champions e está na discussão da Taça da Liga. O "outro" não jogou a Liga Europa, mas pelo contrário ganhou 50% dos 10 jogos que fez na Champions e apesar de toda a cagança da super-equipa e mesmo jogando "noutra liga", tem menos 10 golos sofridos e mais seis golos marcados.

O mestre da glória bate os records de pontos no clube dele, mas o "outro" pode bater o record dos pontos que fizeram do tal sabujo campeão no Benfica.


O "outro" não precisa de ter adversários a poupar jogadores contra a equipa do Benfica, pelo contrário tem adversários motivados pelo mestre e pelo dinheiro do seu clube a estarem na máxima força contra o Benfica.

O Benfica não paga aos adversários do mestre, como o clube dele paga aos adversários do "outro". 

Por tudo isto e depois de mais uma jornada de vergonha com o adversário do Benfica a poupar 5 titulares (seis se considerarmos que tirou o melhor marcador durante o jogo) é com cada vez maior ambição que desejamos as duas últimas vitórias.

Os jogadores dos nossos adversários podem continuar a receber promessas de dinheiro, os nossos adversários podem continuar a poupar jogadores para jogar com o Benfica, os adversários do Sporting podem continuar a poupar jogar com o Sporting, podem continuar a esquecer-se de marcar penaltis ao Sporting e podem até fingir que o Benfica é beneficiado pelas arbitragens.

Esta gente pequenina não entende o quão grande estão a transformar o feito do SLBenfica vencer estes dois jogos, como tem sido vencer os últimos 20.

Podem dizer, escrever, prometer e comprar quem quiserem. Só temos que vos agradecer pelo apelo que fazem ao nosso orgulho, garra e determinação.

Obrigado aos corruptos e reles hipócritas apologistas da verdade desportiva que eles próprios falseiam.

A resposta, como aqui sempre disse, tinha de ser dada dentro do campo

Avatar
 ●  18 comentários  ● 
Balanço da época antes do términos de uma semana decisiva?! Sim, talvez seja o mais justo sim, pelo menos o mais racional, com 95% da época cumprida e sem a carga emocional adjacente aos resultados dos três últimos jogos, jogos esses que para muitos serão os únicos que acabarão por contar no fim, jogos esses muitas vezes marcados por uma bola no poste ou um penalty mal assinalado, e que levam muitos adeptos às conclusões mais absurdas.


RUI VITÓRIA
Não era a minha escolha. Ponto. Mas teria sempre o benefício da dúvida e o meu apoio como qualquer outro.

Em termos objetivos, o Benfica tem neste momento 82 pontos, com a possibilidade de somar 88. O ano passado o Benfica foi campeão com 85 pontos. Em termos numéricos pois, este é um Benfica ao nível dos melhores da história.

Como dizia no passado e volto a dizer agora (vale para todos os treinadores), sempre fui apologista que uma equipa para ser campeã depende não só de si e das suas performances (Trapatoni que o diga) mas também muito do que os adversários são capazes de fazer, sendo essa uma variável que nenhum treinador controla. A verdade é que há este ano um Sporting a fazer muito melhor do que num passado recente, uma equipa com possibilidade de somar 86 pontos esta época contra os 76 da época anterior.

Na Liga dos Campeões o Benfica chegou onde era humanamente possível exigir.

Na Taça da Liga estamos na final.

Na Taça de Portugal caímos contra um grande português, o ano passado foi com o Braga.

Houve aposta na formação como se exigia a Rui Vitória, um dos motivos da sua contratação. Houve jogadores lançados e que evoluíram.

Houve um encontrar de soluções constantes para os problemas do plantel.

Houve um treinador que fez algo que aprecio e não via há muito tempo: “O azar de uns é mesmo a sorte de outros”, e aqueles que entraram não foram apenas apostas circunstanciais nem soluções temporárias até que os titulares com lugar cativo voltassem a estar disponíveis. Jovens ou menos jovens, quem entrou sentiu sempre a confiança do treinador, confiança essa que se sente no campo.

Rui Vitória para continuar? Evidentemente! Em termos objetivos (objetivos, repito, porque em termos subjetivos mil interpretações se podem fazer), não há nada que possa sugerir sequer que a aposta Rui Vitória foi uma aposta falhada!


APOSTA NA FORMAÇÃO
Aposta ganha? Claro que sim! Contradiz algo que eu tenha sugerido ao longo do tempo sempre que me referi a este tema?

Há algo sim: De facto, os miúdos não tremeram! Do ponto de vista mental (aquele que me preocupa sempre mais nestas idades) os miúdos do Seixal estiveram sempre preparados. Mérito deles e mérito também de quem os trabalhou e os soube lançar.

E de facto também, os miúdos não custaram pontos esta época. Não se pode dizer que o Benfica perdeu aqui ou ali porque tinha miúdos da formação a jogar. Perdeu-os com os miúdos, tê-los-ia perdido com os graúdos da mesma maneira.

Mas também há pontos que confirmam aquilo que sempre defendi: Guedes por exemplo mostrou não estar preparado do ponto de vista mental. Perdeu confiança sem que se saiba bem porquê. Um jogador com talento (nota-se) mas que passou a jogar sempre com os olhos no chão como se tenha medo de encarar as bancadas. Um empréstimo talvez lhe tivesse feito bem.

Nélson Semedo é neste momento uma incógnita depois de um início promissor. Em Setembro e Outubro era um jogador cheio de confiança. Desde a lesão (e essa já aconteceu há muito tempo), não mais foi o mesmo e a aposta André Almeida tem-se justificado.

João Teixeira e Victor Andrade não se impuseram em Guimarães, e quem não se impõe em Guimarães pode não estar ainda preparado para se impor no Benfica.

Lindelof e Renato Sanches são certezas e apostas ganhas a 100%. Renato Sanches é aos... 18 anos... a pedra MAIS fundamental da equipa... Se é o que é aos 18 anos, como será aos 23 anos?, se tiver ao seu lado um treinador que o saiba corrigir os pontos fracos e tornar um “puro sangue” num jogador mais objetivo e refinado?

Éderson não engana, mas este sim, representa o percurso que sempre defendi como o ideal para a grande maioria dos miúdos da formação (exceto para os génios como Renato Sanches): empréstimos a clubes da primeira liga, e o regresso a casa com a confiança e a maturidade que Éderson demonstra nesta altura.

Mas também se confirma aquilo que sempre defendi, que o Benfica nunca seria um Barcelona por muitos bons jogadores que o Seixal produzisse: No Barcelona, Renato Sanches ficaria a vida toda. No Benfica joga sete meses e agora irá brilhar para outro lado qualquer.

Ter bons jogadores na formação é ótimo, mas mais ótimo seria se pudessem ser mantidos pelo menos dois ou três anos. Mas não. O dinheiro manda, de dinheiro precisa-se, e como aqui sempre disse, os génios sairão sempre, e na Luz ficarão apenas as dores de crescimento, o refugo ou aqueles jogadores que ainda não foram capazes de virar certezas.


LUÍS FILIPE VIEIRA
Aqui escrevi no início da época, que aqui estaria no final a reconhecer finalmente o olho desportivo de Luís Filipe Vieira se o Benfica fosse capaz de ser campeão esta época.

E assim é, independentemente do que acontecer nestas últimas duas jornadas do campeonato. O que vale para Rui Vitória vale para o Presidente.

Posso continuar a apontar erros óbvios. Posso continuar a provar que o motivo da troca de treinador para reduzir custos é uma falácia, provar por a+b que esta época se gastaram milhões a mais e que não se “veem”, e que mesmo na equipa B há jogadores a custar 7 e 8 milhões, e que um dia poderão dar jogadores... ou não.

Posso continuar a achar que LFV em nada ajudou Rui Vitória no início, tal como não esqueço que em Novembro lá andava LFV a alterar o seu discurso vitorioso para o discurso do “ah e tal, este é um projeto que precisa de tempo para crescer.”

Mas no essencial (e sim, isto era de facto o essencial), este ano provou que haviam no Seixal grandes talentos que TINHAM de ser aproveitados, e que quer o treinador se chamasse Zacarias ou Facadas, esses jogadores tinham de fazer parte do projeto.

Aqui sim (e este não é um ponto menor, bem pelo contrário) esta é uma aposta ganha por Luís Filipe Vieira a 100%, até porque, como sabemos, a aposta formação não é um capricho do momento, mas um projeto que se iniciou há 10 anos atrás, resultado de uma visão, e que hoje permite ao Benfica começar a colher os seus frutos.

Independentemente dos gostos quanto a treinadores, nunca um projeto desta envergadura (Seixal) e fruto de uma visão Presidencialista, poderia ser posto na gaveta por causa da visão (também essa legítima) de um treinador, fosse ele quem fosse.

O que sempre aqui lamentei (e este foi para mim o grande erro da época) foi a incapacidade do Benfica em assumir a rutura antes da “fuga”, e querer ter sempre passado a ideia de que afinal foi o “outro” que tinha fugido, posição essa que deu sempre ao Benfica um ar de fragilidade e que contribuiu para o tom sujo dos discursos da presente época.


Que estas últimas duas semanas tragam ao Benfica a glória que todos ansiamos (mas para mim, nesta altura, e mesmo que o Benfica perca, não há razões para por nada em causa), e que essa vitória de um título de Tri-Campeão num ano tão importante, ajude também a legitimar o projeto, que ajude o Benfica a focar-se ainda mais dentro de portas e a ignorar o ruído que vem de fora.

A resposta, como aqui sempre disse, tinha de ser dada dentro do campo.



segunda-feira, 2 de maio de 2016

Jogo da Mala: Há Jackpot na Madeira

Avatar
 ●  68 comentários  ● 
O prémio do Jackpot Acumulado na Madeira no Jogo Da Mala será de 600.000€ com mais 150.000 para o Nelinho.


SOMOS ENORMES! Começaram nos 200.000 e já vão em 600.000!


Carrega vergonha!!!

A prova de que não são as vedetas da imprensa que ganham.

Avatar
 ●  11 comentários  ● 
São sim os que dão o melhor em campo e que vencem, mesmo que os adversários os considerem à partida inferiores.

A Liga inglesa desta temporada é uma lição. Não chega despejar milhões ou ir buscar vedetas que depois não justificam os vencimentos milionários.

O trabalho e o profissionalismo ainda compensam.
Parabéns Leicester!


Objetivo atingido.

Avatar
 ●  26 comentários  ● 

Final da Taça da Liga. Parabéns rapazes!

As "ironias" do calendário.

Avatar
 ●  34 comentários  ● 

Ainda sou do tempo em que as últimas jornadas tinham os jogos marcados todos para o mesmo dia e hora.

Agora temos a inovação de o jogo do Setúbal(com o Sporting) ser marcado para depois dos jogos em que se pode decidirá permanência do mesmo Setúbal.
São eles os do Tondela e da Académica.

Portanto, provavelmente não veremos o Setúbal a precisar de dar ao Sporting a mesma réplica que deu ao Benfica.

Certamente teremos post sobre o assunto caso o Setúbal precise de comer a relva para ficar na primeira divisão. Caso contrário, será como a arbitragem do FCP-SCP. Silêncio.

(obrigado aos benfiquistas que nos alertaram para este assunto)

Curtas.

Avatar
 ●  35 comentários  ● 

- O Marítimo está a lutar pela conquista do campeonato nacional. Só assim se explica que poupe titulares frente a uma equipa da sua igualha para utilizá-los com o Benfica. Claro que Nelo Vingada terá as suas razões para o fazer. Mas nada que seja transparente ou lógico. Mas neste mundo de hoje, não me admiraria que o treinador do Marítimo tivesse aderido ao clube dos amigos de Preud’Homme.

- A norte reside um clube que como se tem visto nos últimos dias não passa de uma organização criminosa. Assunto que não passará em claro nos posts dos próximos dias.

- Octávio Machado anda desaparecido, como destaquei na semana passada. Espero que o senhor não esteja doente.

- Rui Moreira critica em público a estratégia de Antero Henrique. É o maior exercício de hipocrisia que assisto desde a entrevista de Sócrates à TVI.

- A direcção do Benfica, que tem dificuldade em explicar aos sócios algumas decisões, também continuará sem explicar porque é que fecha hoje o terceiro anel para uma meia final de uma competição nacional. Ainda não explicou também porque resolveu incluir nos “jogos grandes” o jogo do campeonato com o Braga sem aviso prévio impedindo assim que os sócios que tinham direito a bilhetes-oferta os pudessem utilizar para trazer a família ao estádio conforme meia dúzia de relatos que recebemos no NGB.

- Onde anda o presidente da FPF? É que perante as declarações públicas de dirigentes a pressionar árbitros, a falar em malas, a tentarem condicionar a escolha de árbitros, não seria normal Fernando Gomes vir colocar ordem pública nos clubes? Não será por acaso que os clubes NÃO APELAM a Fernando Gomes ou à FPF para fazerem alguma coisa. Todos sabem e pactuam com o status quo.

- A escumalha que se diz benfiquista na passada sexta-feira rebentou uma série de petardos no estádio. Tudo o que possam fazer de bom no apoio ao clube é completamente ofuscado pela estupidez e falta de respeito que rebentar petardos ou bombas de fumo evidencia. As multas pagas pelo Benfica são astronómicas.

- Ainda sobre escumalha, a CMTV mostrou imagens de escumalha a atirar garrafas e pedras para cima de outros benfiquistas e a agredirem jornalistas à saída do estádio, tendo até motivado a intervenção da PSP. Lamentável e sinal de que ainda temos muita gente que deveria estar noutro lado qualquer do que num estádio de futebol.

domingo, 1 de maio de 2016

Carta Aberta a Rui Vitória

Avatar
 ●  65 comentários  ● 
Mister, nesta semana decisiva, decidi escrever-lhe para mostrar um paralelismo simples entre uma minha experiência pessoal e o momento crucial em que estamos nesta época de futebol de 2015/2016.

Quero também aproveitar para lhe dizer que estou muito contente com o seu trabalho, e ainda mais contente estou por o Mister ser, desde há muito tempo, uma das minhas escolhas preferidas para comandar o nosso Benfica. Independentemente de como acabar esta época, tem e terá a minha total confiança. Isso é certo. Mas, como disse, não é por isso que lhe escrevo.

Em 2013, completei a minha primeira maratona. Foi um desafio pessoal, que exigiu um trabalho de preparação prévio para que, de acordo com os meus modestos objetivos (1º acabar, e 2º acabar bem o suficiente para ficar com vontade de repetir o desafio), eu tivesse sucesso.

Do mesmo modo, o Mister teve que se preparar para esta exigente época, à frente do seu Benfica. Para um treinador ainda algo inexperiente, tal como para um atleta amador com uns quilos a mais, tanto o seu como o meu desafio eram enormes. Volto a dizer, para mim o seu desafio já está ganho, tal como o meu, independentemente como isto acabar. MAS. E há sempre um mas, o que eu quero, o que o Mister quer, o que a sua equipa quer, e o que os benfiquistas querem é só uma coisa: o tricampeonato. As coisas começaram mal, mas com o seu excelente trablaho, as coisas melhoraram a um ponto que muitos, mas mesmo muitos , nunca acreditaram que seria possível. E no entanto, aqui estamos a duas jornadas do fim, a liderar a Liga.

E é nesta semana decisiva que a semelhança com a minha experiência pessoal vem ao de cima. Correr a maratona, e ainda para mais para alguém como eu (atleta amador que corre por gosto), não tem apenas a componente física. A parte mental é fulcral. Fala-se muito de uma tal barreira fisica entre os 30 e os 35 kms nesta prova, em que supostamente os atletas quebram fisicamente quando faltam 7 a 12 kms para o final. Falando por mim apenas, cheguei facilmente à conclusão de que correr a maratona é 80% preparação física e 20% preparação mental.

A minha primeira maratona foi em Lisboa. O trajeto começou em Cascais e acabou no Parque das Nações, e os meses de treino que antecederam a prova apenas me tinham preparado para correr 35 Kms de seguida. Assim, quando cheguei ali a Santa Apolónia passei a barreira dos treinos e de tudo aquilo para o que estava preparado fisicamente. Os 80% de preparação física já tinham feito a sua parte. Veio de seguida a parte que seria o verdadeiro teste. Nesse dia ia testar os meus limites, ia ver até onde seria capaz de suportar o que aí vinha. Faltavam os 20% que são apenas e só de coração.

A duas jornadas do fim, eu diria que o Benfica está no quilómetro 40. Parece-me claro que a preparação física já desempenhou quase a totalidade do seu papel, já deu o que tinha a dar desde há algumas jornadas para cá, e entrámos na fase em que a cabeça e o coração é que mandam. E aqui Mister, aqui ao quilómetro 40 um corredor sabe sem qualquer dúvida que nem que seja de gatas, ou a fazer o pino, vai acabar a prova. Vai ser maratonista. Nessa altura, não há cãimbra, dor ou adversidade que nos impeça de cruzar a meta e ter uma explosão de sentimentos naquele momento.

Neste momento Mister, não queremos saber de mais nada. Queremos a Raça, queremos o Querer, queremos a Ambição. Nestes desafios que aí vêm, queremos que apele ao coração dos nossos. Jogadores e adeptos. Todos juntos até ao fim.

Eu consegui. Acabei a minha prova com sucesso, e isso trouxe-me um sentimento inexplicável. Agora Mister, trate lá de cumprir o seu desafio, tal como todos esperamos.


Um abraço deste seu fã.

ranking