O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 25 de agosto de 2012

Rumo ao Bonfim!!!

 ●  14 comentários  ● 
Amanhã temos mais um importante jogo, desta vez frente ao Vitória de Setúbal. Todos os jogos, sem excepção, têm o seu grau de dificuldade e têm de ser encarados como decisivos.

Jorge Jesus, na antevisão ao jogo no Bonfim, assumiu que, não obstante as dificuldades esperadas, o Benfica joga sempre para vencer. É isso mesmo: vencer! Bem sabemos que se trata sempre de um terreno difícil, mas temos um excelente plantel, que, com todo o respeito, em nada se compara com as restantes. 

Disse na antevisão ao primeiro jogo e irei sempre dizer: temos de jogar sempre à Benfica, com a chama, que é imensa. Há que ter sempre ambição, entrar para ganhar. Uma entrada forte, sobretudo, pode, desde logo, condicionar o rumo do jogo. 

É certo que nesta fase do campeonato a nossa equipa, à semelhança das outras, não está na melhor forma. A cada jogo, passo a passo (neste caso, seria mais um “passe a passe”), iremos, certamente, melhorar e afinar a máquina. Não peço uma exibição soberba, uma noite de gala, pois tenho consciência que é pedir muito – se bem que estas nem sempre se traduzem em... vitórias -, mas peço uma equipa com um fio condutor, unida, e não onze jogadores desalinhados, desagregados; peço um jogo com “pés e cabeça”, isto é, constituído por jogadas com princípio, meio e fim; peço que criem oportunidades e que as finalizem da melhor maneira.

Naturalmente, a “estrelinha” (ou a sorte, como preferirem) do jogo também tem de estar do nosso lado. Quantas vezes já nos aconteceu estar a dominar o jogo, a carregar literalmente no adversário, encostando-o às cordas, e... não marcar?! Há jogos que até podiam durar a noite toda, onde a bola – essa teimosa, não raras vezes – não entraria nunca. Há jogos assim, pelo que me convenço cada vez mais que a sorte, não sendo o factor fundamental e decisivo, faz parte do jogo e, para nosso bem, é bom que esteja – também ela – do lado do Glorioso. Aqui a sorte terá de ser tendenciosa, terá de se juntar aos melhores e aos maiores.

Há uns tempos atrás, dizia que ganhar por um 1-0 bastava, e com isso brincava, dizendo que nem que fosse por “meio a zero”. Hoje – e já não é de agora – mudo de discurso: temos de ganhar com uma margem folgada, com uma diferença de dois, três golos, no mínimo. Poderia, contudo, arriscar em dizer que poderíamos ganhar com emoção até ao final do jogo, ou seja, por uma margem mínima e com alguns “Ai Jesus” à mistura, tal como o Man. United esta tarde, por exemplo. Mas é melhor não arriscar. 

“Não acredito em bruxas, pero que las hay, las hay”, e elas andam à solta... todos os jogos!!! Aliás, nem é preciso ir muito longe: no Sábado passado, frente ao Braga, não é que por azar, azelhice ou má-fé, não validaram um golo limpo (!!) a nosso favor?! Só um pequeno à-parte: o Beto, guarda-redes do Braga, com uma grande e honesta escola, vinda exclusivamente da Invicta, cidade que eu tanto estimo, enganou-se na profissão, pois tem muito talento para a representação (quem sou eu para dar conselhos, mas atrevo-me a deixar-lhe aqui um: quando terminar a carreira de jogador, que é manifestamente curta, dedique-se a outros palcos. Tenho a certeza que irá ser um grande actor, como, afinal, já o é!). Por duas vezes, e baseando-me apenas nas mais escandalosas, atirou-se para o relvado, fez uma fita, encolheu-se (cheio de dores, obviamente!), rebolou, que até me deixou com pena, devido aos fortes toques (ou à falta deles!!!!) que Cardozo que lhe deu, acabando este por ver o cartão amarelo, num dos lances, e por ver um golo não validado noutro lance. Ai Cardozo, Cardozo, com estes toques todos no Beto ainda vais ver um processo contra ti instaurado por ofensas à integridade física – diria eu – graves. Andam ou não as bruxas (ou serão... bruxos?) à solta?! Poderíamos ter ganho o jogo... poderíamos ter ficado com três pontos, em vez de um mísero ponto!! Daí eu achar melhor que convém marcar três ou quatro, para que possam anular/não validar algum, como tanto gostam, e assim sempre dá para a vitória!!

Resta-me apelar, mais uma vez, à comparência dos nossos adeptos no Estádio do Bonfim, para apoiar o Glorioso. Somos o 12.º jogador, que muitas vezes empurra a equipa para o seu destino, que é o de vencer. Amanhã não será diferente. Apesar do nosso querido Benfica ser o “abono de família” – como já ouvi e li por aí – das equipas do nosso campeonato, e apesar destas aproveitarem-se (sempre) do mar de gente que o clube arrasta, cobrando balúrdios pelos bilhetes para estádios que nem sequer têm (grandes) condições. Além de triste, é ridículo!
E que amanhã o Benfica tenha um... bom fim!


CARREGA BENFICA, RUMO À VITÓRIA!!!



PS.: faleceu José Oliveira, sócio número um do Glorioso. Paz à sua alma!!! E que a vitória de amanhã seja, essencialmente, sua!!!


Ainda os Palermo Catalunha...

Avatar
 ●  32 comentários  ● 
Sexta-feira, 11 de Março de 2011:

"Lá como cá...os regionais precisam sempre de ganhar com favores...

Mas não precisavam. 
Tanto Barcelona como a Palermo do Douro têm equipa suficiente para ganhar pelos seus próprios méritos. Mas tanto uns como outros beneficiam sempre dos erros das arbitragens ou da falta de empenho dos adversários.
Eu nem sou fã do vedetismo do Cristiano Ronaldo, mas ele 'apanha' dos adversários a torto e a direito. Já  Messi...é raro meterem o pé. Equipas medianas fazem os jogos do ano com o Real. Com o Barça...enfim. 

Lá como cá, contra o Benfica todos dão o que têm e não têm. Contra o clube da Palermo do Douro os melhores estão sempre lesionados, os esquemas tácticos são com defesas macias...raras são as excepções.
 
Lá como cá, há certos jornalistas de certas cores clubísticas regionais que não despem a camisola do clube quando estão a exercer as suas profissões. E isso torna tudo mais inquinado. E termina em casos tristes como o relatado no Record de hoje(11/03/2011): 
'Já aconteceu um interveniente do futebol ser aplaudido pelos jornalistas no final de uma conferência de imprensa, normalmente quando anuncia a sua retirada da profissão ou a despedida de um clube, por exemplo. Mas o que aconteceu em Barcelona ganha contornos inéditos. Javier Mascherano(na foto), médio argentino dos blaugrana, foi aplaudido pelos jornalistas catalães na conferência de imprensa de quarta-feira passada.
O motivo? As duras críticas do argentino contra aqueles que desvalorizam os triunfos catalães por considerarem que estes são favorecidos pela arbitragem, como aconteceu após a vitória sobre o Arsenal (3-1), na qual a expulsão de Van Persie foi muito contestada.'
Esta atitude dos jornalistas catalães está a ser criticada por toda a Espanha e mostra como não é grande quem quer, é grande quem pode. E claramente os clubezecos regionais por mais troféus que amealhem, nunca terão a mística dos grandes clubes. Estarão sempre reduzidos à sua pequenez psicológica, aos seus complexos de inferioridade e à sua mesquinhez..."
 
Acrescento ao que escrevi na altura que assim como o FCP é movido por ódio ao Benfica, a motivação do Barcelona é vencer o Real Madrid. E olhando para as arbitragens, em especial na Champions League, de que o Barça beneficiou em 2 ou 3 anos...ainda sobram dúvidas a alguém? A mim não.

David Luiz, um defesa esquerdo de sucesso!

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
"David Luiz, de 25 anos, abandonou o Benfica em 2011, mas continua a acompanhar os encarnados. Record encontrou o atual jogador do Chelsea em Barcelona, onde esteve num evento da marca desportiva que o patrocina, e aproveitou para saber a opinião do brasileiro sobre Melgarejo, jogador que tem estado debaixo de fogo depois da exibição diante do Sp. Braga.

Se Melgarejo chegou ao Benfica é porque lutou e tem qualidade. É um jogador com muito futuro e que ainda vai dar muitas alegrias ao Benfica”, assegurou David Luiz ao nosso jornal, ele que, curiosamente, também foi adaptado a defesa-esquerdo em vários jogos do Benfica, quer com Quique Flores, quer com Jesus.""

David, amigo, grande defesa central, sei que sentes o Benfica. 
Mas quem te encomendou o sermão?
O JJ também conseguiu fazer de ti um defesa esquerdo fantástico não foi? Ainda por cima quando com Quique Flores já se tinha visto que de defesa esquerdo não tinhas nada?
Só nos custou uma possível Liga Europa e uma derrota por 5 no antro dos corruptos. 
Nada mais. 

Jorge Jesus sobre Luizinho

 ●  15 comentários  ● 
A coerência de do nosso treinador dá-nos toda a tranquilidade. Depois de um ano a elogiar Emerson e as garantias que lhe dava o brasileiro... este acabou escorraçado e chegava à Luz de forma surpreendente e pela mão de Jorge Mendes o Luisinho, de quem Jorge Jesus dizia o seguinte:

"nos dois jogos que fez conta nós partiu o corredor todo, criou-nos imensos problemas. Vejo nele uma possibilidade segura de fazer parte das duas opções que tivermos para lateral esquerdo" - disse Jorge Jesus sobre o Luisinho em entrevista ao Record.

Ora vamos lá ver... com um jogador que "partiu o corredor todo" e criou imensos problemas ao "mestre da táctica", a escolha do Jesus é abdicar dele por completo, reduzir-lhe as oportunidades e mesmo na ausência dessa adaptação de top (Melgarejo) optar por... Miguel Victor - outra adaptação, pois claro, e mais uma vez com a vantagem de queimar mais um bom jogador.

Quando terminar a carreira e quiser fazer um livro, fica a sugestão do NGB para o título:

A arte de rebentar com um balneário
por Jorge Jesus



PS- Pelo sim pelo não, sugerimos que não se aproximem do Caixa Futebol Campus em dias de treino , sob pena de um dos nossos leitores ser adaptado por Jorge Jesus para lateral esquerdo.


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Mercado (des)regulado!

 ●  12 comentários  ● 
Hoje em dia a regulação do mercado económico é um chavão usado diariamente por toda a gente e eu usei-o para escrever sobre o mercado de transferências do futebol. 

Parece haver um consenso de que não faz sentido o mercado estar aberto quando as competições já decorrem. Creio que estão em causa problemas diferentes, mas todos eles graves.

Em primeiro, a verdade desportiva. Não tem lógica um jogador poder jogar na 1ª jornada por um clube e na 3ª já estar a representar o clube com quem jogou na primeira. Imaginem que um jogador do Braga se muda para o Benfica ou um do Gil Vicente para o fcp...

Em segundo lugar, complica o trabalho dos treinadores e dos clubes. As pré-temporadas perdem significado e as primeiras jornadas servem apenas para testes porque as equipas só ficam definidas no início de Setembro. Pensem no Benfica, uma equipa com Witsel, Gaitan e Cardozo é completamente distinta de uma outra sem eles. Não é justo para os clubes, principalmente para os clubes que não podem dizer que não aos milhões dos grandes tubarões. 

Em terceiro lugar, é mau para os jogadores porque não sabem bem onde vão jogar, são aliciados, cometem erros, pensam demais em situações extra futebol e a sua motivação fica completamente condicionada. 

Os únicos interessados nisto tudo, parece-me, ser a imprensa já que quantos mais dias o mercado estiver aberto mais jornais de vendem...

Sálvio: o ponto final II

 ●  32 comentários  ● 
Portugal, 24 de Agosto de 2012

 “...os colchoneros têm um plano para rechear, quase de imediato, os cofres. Do plano faz parte a venda do passe de Rúben Micael, o ex-FC Porto envolvido na transferência de Falcao e que a época passada jogou emprestado ao Saragoça. O Atlético de Madrid pretende ganhar 15 milhões de euros, não apenas com a venda do médio madeirense, mas também com o brasileiro Diego Costa, que em Portugal representou Penafiel e Braga, figura de destaque a época passada ao serviço do Rayo Vallecano” – JOGO 30 de Junho de 2012 (nesta data o Atlético não tinha planos para vender o Sálvio, mas em Portugal o esquema estava já preparado e os jornais sabiam. Os dois jogadores aqui referidos são agenciados por Jorge Mendes).

O Atl. Madrid está determinado em só deixar sair Salvio por oito milhões de euros. Os encarnados gostavam de fazer regressar o internacional argentino (detêm 20 por cento do passe, que compraram por 2,5 milhões), mas Luís Filipe Vieira já afirmou que não pretende "entrar em loucuras", e só se mostra disponível a pagar cinco milhões de euros” – CM 4 de Julho de 2012 (fantástico, o Sr.º Vieira com a boa comunicação social, não dava mais de 5 milhões, o Atlético não vendia por menos de 8 milhões, no final o Benfica pagou 11 milhões, mais o que já tinha pago antes. Para onde foi a diferença? Mentiram os jornais?).

Encarnados já transmitiram [ao Atlético de Madrid] que não vão oferecer mais do que esse valor – 5 milhões -  pelo extremo direito argentino que há muito tem acordo para regressar a Lisboa.” – DN 10 de Julho 2012 (o DN também pertence ao grupo do Sr.º Joaquim Oliveira)
A contratação, em definitivo, de Salvio representa o investimento mais avultado de sempre dos encarnados. A compra da totalidade do passe custou 13,5 milhões de euros, valor que destrona da liderança o desembolsado, em 2001, para resgatar Simão Sabrosa ao Barcelona.” – RECORD 1 de Agosto de 2012 (o Sr.º Vieira que anuncia rigor em tudo que faz, mais uma vez ficou-se pelo discurso para enganar os adeptos e sócios, porque na prática fez como quis e lhe apeteceu, e paga sempre o Benfica “dos” sócios)
Segundo noticia o jornal espanhol Marca, o FC Porto ameaçou apresentar denúncia à FIFA do At. Madrid, por atraso no pagamento de uma parcela referente à transferência do avançado colombiano Falcao, na ordem dos 2,5 milhões de euros. O atraso terá motivado a ameaça feita pelo próprio Pinto da Costa, revela a Marca, ainda que fontes do At. Madrid contactadas por aquele jornal explicam que o FC Porto está a par das razões pela demora no pagamento do restante valor. Em causa, explica-se, estará o facto de o At. Madrid estar à espera também de receber de outros clubes, entre os quais poderá estar também o Benfica, que recentemente contratou ao emblema colchonero o argentino Eduardo Salvio.” – BOLA 9 de Agosto de 2012 (cá está uma “boa” razão para o Benfica contratar um jogador que não precisa, e como estamos em crise e no “Benfica não se entra em loucuras”, diz ele, pagamos 11 milhões quando o Atlético apenas pedia 8 milhões)
 “Sete milhões liquidados - Ao que O JOGO apurou, a SLB SAD já enviou para os cofres do Atlético de Madrid mais de metade dos 11 milhões de euros devidos pelo extremo argentino, em duas tranches” – JOGO 10 de Agosto de 2012 (o Benfica paga bem, a divida bancária vai aumentar outra vez e o Sr.º Vieira vai voltar a dizer “confiem em mim, sei o que estou a fazer”)
O At. Madrid já pagou os 2,5 milhões de euros em atraso relativos à transferência de Falcao. Os dirigentes do emblema da capital espanhola foram rápidos a responder à ameaça da SAD do FC Porto, que deu conta da intenção de recorrer à FIFA para receber a verba em falta da segunda tranche do pagamento da venda do avançado colombiano, no verão passado, e ontem mesmo depositaram o valor referido” – BOLA 11 de Agosto de 2012 (ora, ora, e não é que o FCP – e o amigo Jorge Mendes - receberam depois do Benfica pagar o Sálvio?)
A propósito da reunião entre o Benfica e o Fortuna Dusseldorf: “os clubes encontraram-se na sede da Federação alemã, em Frankfurt. A reunião realizou-se a pedido de Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, ele que pediu ao seu homólogo alemão, Wolfgang Niersbach, para mediar o encontro”. – BOLA 16 de Agosto 2012
Não sei quantos mais exemplos precisamos para concluir que não temos presidente mas sim, desportivamente falando e sublinho este aspecto, desportivamente falando temos um farsante, um impostor, uma pessoa que não ama o Benfica. Se amasse o Benfica nunca se podia deixar instrumentalizar representando o papel que outros escolhem, e não o papel que os sócios do Benfica escolheram para ele.
Para mim chega! Ex-sócio efectivo n.º 40 366.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Corruptos Catalunha 3 - Benfica Espanha 2

Avatar
 ●  89 comentários  ● 

Um bom jogo de futebol entre 2 das melhores equipas de futebol do mundo!

Um final de jogo fantástico com o jogo aberto e as 2 equipas a jogarem não só no erro do adversário, mas numa busca incessante de mais golos. Muito bom!

Mas como já repararam, eu não gosto nem um bocadinho do Barcelona. Lembra-me demasiado o clube da Palermo do norte de Portugal.
Os seus jogadores são exímios na arte de enganar o árbitro com fitas intermináveis, como os daqui da Palermo.
O Alexis nem um amarelo viu. E o árbitro perdoou o 2º amarelo a Mascherano numa falta não assinalada sobre Di Maria. Porque será?
Quanto ao Coentrão, faz um bom jogo mas deixou-se comer no golo de Pedro. Pena pois a sua exibição, os cortes providenciais que fez durante o jogo e a forma abnegada como se bate mereciam não ter essa mancha na sua folha.

No entanto, tudo em aberto para a 2ª mão. Outro bom jogo, espera-se.

Ah!! Já me esquecia! Sabem porque não admiro o Messi? Não que não admita que é um jogador excepcional, mas porque não deveria ser autorizado a jogar futebol profissional. Só tem o tamanho(pequeno já assim!) que tem devido a um tratamento hormonal. 

"Doping Pré-competitivo:
Hormona de Crescimento – Produzida pela glândula pituitária (intramuscular), favorece o aumento da resistência e da capacidade de transporte de oxigénio. Aumento da massa muscular em poucos meses, logo aumenta a força. Diminuição do tempo de habituação a condições adversas.
O uso desta hormona é indetectável no controlo e pode ter graves consequências, como alergias e efeitos diabétogénicos, hipertrofia, acromegália e tumefacção dos tecidos moles, osteoporose, crescimento anormal dos ossos, engrossamento da pele e hipertensão.
Este tipo de substâncias é preferencialmente utilizado por halterofilistas, culturistas e lançadores."

Messi aos nove anos media 1,27m e, graças às hormonas de crescimento, transformou-se no 1,69m que exibe hoje. Mas como é o Barcelona, tá tudo ok! 

Vêem porque não gosto do Barcelona? Cheira-me tudo a Palermo...

Sálvio: o ponto final I

 ●  44 comentários  ● 

Portugal, 23 de Agosto de 2012


Este texto totalmente baseado em notícias de jornais, pretende evidenciar como o Sálvio foi contratado, como se faz a gestão do futebol no Benfica, como os sócios e adeptos do Benfica são completamente enganados pela actual gestão da “credibilidade” e do “sabemos para onde vamos”. É um texto de alerta e que ao mesmo tempo explica porque vou renunciar à minha condição de associado com 18 anos de antiguidade (1994):
 
“Luís Filipe Vieira na inauguração da casa número 206 do Benfica, em Alcains: os próximos anos vão ser duríssimos do ponto de vista económico, estamos a sentir dificuldades e elas vão agravar-se. Vamos enfrentar a tempestade. Sabemos que vamos ter que manter o mesmo rigor, mas mesmo assim vamos ter de investir menos” – BOLA 12 de Novembro de 2011. (uma declaração normal e adequada aos tempos de austeridade que vivemos. Se fosse sincera, seria de aplaudir)

O CM sabe que a seguir ao jogo entre encarnados e blues (Chelsea) houve uma conversa telefónica entre os líderes da FPF e o do Benfica. Gomes elogiou a exibição da equipa portuguesa e lamentou a actuação do árbitro. Só depois de incentivado é que Luís Filipe Vieira se prontificou a criticar publicamente o juiz Damir Skomina” – CM 4 de Abril de 2012 (mais uma prova que o presidente do Benfica não tem vontade própria, ou não sabe o que é ser presidente do Benfica ou anda a reboque dos amigos do “sistema”)

Salvio, de 21 anos, representou os encarnados em 2010/11 e foi um dos jogadores que maior rendimento alcançaram nessa época. Contudo, a cláusula de rescisão de 15 milhões de euros levou a SAD a desistir da sua continuidade e a apostar em Enzo Pérez. Agora, as águias equacionam promover o seu regresso, caso se concretize a saída de Gaitán para o Man. United. Segundo apurou o CM, o Benfica quer fazer o acerto de contas com o Atl. Madrid, de forma a recuperar os 20 por cento que detém do passe do internacional argentino. A isto, há que acrescentar 25 por cento do passe de Reyes, que os madrilenos venderam ao Sevilha por 3,5 milhões, pelo que os encarnados têm ainda a receber 875 mil euros” – CM 25 de Abril de 2012 (nesta fase, a boa comunicação social do presidente do Benfica, empola os seus méritos, amplia o rigor da gestão, mas no fim sai sempre mentira e prejuízo para o Benfica)
Título «SAD equaciona emprestar Emerson na próxima época». Notícia: a entrada de Fábio, provavelmente sob o cenário de empréstimo do Manchester United, no Benfica vai obrigar a SAD a fazer mexidas na defesa. O facto de o plantel apenas comportar dois laterais esquerdos dita, tudo indica, a saída do mal-amado Emerson” - JN 27 de Abril de 2012 (a prova que faltava para que se perceba que quem “encostou” Emerson foi a Direcção e não o treinador. A Direcção que prometia o Fábio como alternativa, e depois trouxe o Sálvio. A Direcção que agora – com covardia - remete a responsabilidade do defesa esquerdo para o treinador)
Título principal: “Falcao surge como oportunidade de mercado”, sub título: ATLÉTICO MADRID PRECISA DE LIQUIDEZ. Notícia: “...O jornal catalão Sport escreve que os merengues poderão tirar proveito da necessidade dos colchoneros de vender o colombiano devido a problemas financeiros. O Atlético só pagou 5 milhões dos 45 que acordou com o FCP, devendo por isso 20 milhões ao FCP e 20 milhões a Jorge Mendes” – JOGO 11 de Maio de 2012. (não somos só nós a sermos enganados. O FCP só recebeu 20 milhões do Falcao? O Jorge Mendes recebeu o resto?)
O processo Eduardo Salvio está em andamento e estão agora reunidas todas as condições para avançar com o negócio” – BOLA 27 de Junho de 2012 (qual o interesse, e pressa em particular, na contratação de um jogador para uma posição onde temos Gaitan, Bruno César e Enzo Perés?)  
(continua.. AQUI)


Á atenção da TROIKA - Começou o resgate à Olivedesportos

Avatar
 ●  18 comentários  ● 



"A RTP comprou os direitos de transmissão dos jogos de apuramento da selecção nacional rumo ao Mundial de Futebol 2014.

A proposta da estação pública à Olivedesportos, que detém os direitos de transmissão, foi nesta quarta-feira aceite.
Além dos jogos equipa principal, o canal do Estado garante ainda a emissão dos jogos da equipa sub-21."

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Apresentamos Tiago Craveiro - Director de 'Desenvolvimento'

Avatar
 ●  5 comentários  ● 
19 Mar 2012 - Comunicado da LPFP - Agência Lusa

"O presidente e a Comissão Executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) aceitaram hoje os pedidos de cessação dos vínculos laborais de Tiago Craveiro, secretário-geral do organismo, e Carlos Lucas, vogal e diretor de planeamento e operações.
No comunicado oficial da LPFP, a que a Agência Lusa teve acesso, o presidente da LPFP, Mário Figueiredo, e a Comissão Executiva ''reconhecem todo o trabalho e profissionalismo demonstrados, desejando-lhes sucesso no seguimento das suas carreiras profissionais''.

A mesma nota, datada de hoje e assinada por Mário Figueiredo, acrescenta que ''as saídas em causa se tornam efetivas a 23 de Março de 2012''.

18 Mai 2012 - Entrevista do Presidente da Liga de Clubes ao CM(excerto)

"– É verdade que o ex-secretário-geral da Liga, Tiago Craveiro, telefonava 4 a 5 vezes por dia para dirigentes de topo do FC Porto e não o fazia em relação a outros clubes?
– Não comento.
– Tiago Craveiro, que tudo indica deverá ser o novo secretário-geral da FPF, saiu da Liga por vontade própria ou por ter sido despedido?
– Foi por mútuo acordo."

1 Jun 2012 - Comunicado da LPFP

"A Liga apela ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para que, de uma vez por todas, coloque um ponto final na atuação do ex-secretário-geral da Liga, Tiago Craveiro, que muito tem prejudicado as boas relações institucionais entre os presidentes das duas instituições.

A Liga manifesta-se mais uma vez contra as ações concertadas do ex-dirigente da Liga, com acesso a informação e contactos privilegiados, e que agora trabalha na FPF, e que visam enfraquecer a entidade representante dos clubes. Esta ação reiterada tem-se manifestado através de campanhas de desinformação, bem como pela tentativa de desvio de patrocínios e patrocinadores, que tinham sido começados a negociar em sede de Liga e antes de esse dirigente ter abandonado as suas funções na instituição.

Pessoas com este comportamento não podem ser nomeadas para cargos de tanta relevância para o desporto e para o futebol, que exigem equilíbrio, bom senso e confiança.

Queremos um cabal esclarecimento para sabermos se Tiago Craveiro hoje já é, de facto, secretário-geral da FPF, já que nada foi ainda comunicado, nomeadamente à Liga e aos seus clubes filiados, sobre a sua nomeação, embora de facto, ele já atue como tal e assim venha intitulado em documentos oficiais."

2 Jun 2012 - Resposta da FPF - Jornal Público(excerto)

"...os responsáveis federativos responderam, ao final da tarde, criticando "a via absolutamente imprópria escolhida para abordar um assunto desta natureza" e convocando a Liga para uma reunião urgente para debater o assunto. 
No mesmo documento, a FPF admite que Tiago Craveiro (a quem elogiou o percurso profissional na Liga) já está ligado a este organismo, mas, por enquanto, apenas como assessor do presidente Fernando Gomes, assumindo as funções de secretário-geral no fim da presente temporada. Até lá, este cargo é desempenhado por Ângelo Brou "a título transitório".

7 Jun 2012 - António Pedro Vasconcelos - Jornal Record(excerto)

"A nomeação de Tiago Craveiro, conhecido no meio como o “cachecol do Porto”, para assessor de Fernando Gomes na FPF (um mero tirocínio para chegar a secretário-geral) é uma provocação, não apenas ao Benfica, mas a todos os clubes que se batem pela verdade desportiva."  
"É altura de concluir que o benefício da dúvida dado a FG acabou." 

Geralmente, quando se elogia tanto alguém relativamente novo, e que ainda pertence ao mundo dos vivos, a coisa é de desconfiar.
Quanto ao Sr.Craveiro, nem precisamos disso. É o homem de mão de Fernando Gomes. E já lá está na FPF. Para desenvolver. Gostava de ouvir o presidente da FPF dizer o quê. 
 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 
Comentário de Rui Gomes da Silva - Vice Presidente do nosso Clube às recentes nomeações na FPF:

Resposta do Dr. Rui Gomes da Silva


"Não ganhamos uma guerra, nem uma batalha, mas apenas uma disputa em que defendemos princípios e valores em que acreditamos.
Não será por aí que seremos Campeões, mas terá sido - também - por isto que perceberão que terão de nos respeitar como o Maior Clube português e um dos maiores da Europa e do Mundo.
E com mais títulos, se excluirmos os .... comprados nos supermercados, como diz Alex Ferguson."

Rui Gomes da Silva

Contra os Idiotas, Parabéns Vieira. E agora?

 ●  53 comentários  ● 
Andam por aí uns idiotas que passam a vida a acicatar clivagens entre os benfiquistas. Bem sei que o início deste caminho foi traçado precisamente por Vieira, à semelhança do que fizera o seu ex-amigo Pinto da Costa, quando incentivou também os ódios... mas entre Norte e Sul, entre Benfica e Porto. Mas passemos adiante, isso é passado.

Com a iniciativa de ontem, que segundo o Record juntou à mesma mesa Moniz, Varandas Fernandes, Alvaro Dâmaso e Vieira, o Presidente deixou um problema de resposta a esses idiotas que passam o tempo a procurar adjectivos insultuosos contra quem pensa de forma diferente de Vieira, ou pelo menos que opta por não pactuar com Vieira perante as suas escolhas duvidosas (no mínimo) para a estrutura do SLBenfica.

Pelos vistos o Presidente não pensa como esses incentivadores da divisão entre benfiquistas e optou por sentar à mesma mesa os que pensam de forma diferente e, desejo eu, discutir o SLBenfica.

PARABÉNS PRESIDENTE! Isso sim é ser o Presidente de todos os benfiquistas... Os idiotas que passam a vida a procurar criar divisões e insultos entre os benfiquistas que passem agora a manhã a tentar inventar desculpas esfarrapadas. Eu aposto em coisas do tipo "O Record mentiu porque o Vieira limitou-se a ir ouvir os que querem tacho na nova direcção". Esta parece-me bastante ao alcance de gente mesquinha e idiota.

Mas pelos vistos o Presidente Vieira é bem mais inteligente que esses idiotas e optou pelo caminho certo e que só peca por tardio: O BENFICA AOS BENFIQUISTAS.

Aguardemos, pois, pelo resultado deste e de outros futuros encontros para que seja possível em Outubro concretizar uma lista de União liderada por Luis Filipe Vieira, onde necessariamente o Presidente terá que fazer cedências ao modelo de liderança e equipa actuais... e os que Vieira agora chama a dizer "Presente" terão também que aceitar fazer parte de um modelo liderado por Luis Filipe Vieira.



Há um conjunto de questões que são fundamentais todos sabermos responder quando os sócios se começam a preparar para eleições, independentemente do que e de quem aparecer a votos. 

Da minha parte já aqui vos escrevi e repito: 

- Não sou favorável a uma revolução no SLBenfica, nem a considero benéfica. Sou, sim, a favor da aposta do SLBenfica nos benfiquistas de coração e alma, em gente de amor ao clube, mas com grande dose de realidade no momento de decidir. Assim sendo, não defendo sequer a saída de Jorge Jesus, mas sim a drástica redução do seu poder na estrutura de futebol. Se ele não quiser aceitar isso, sim... pode sair. 

De resto é limpeza geral na SAD. Uns por incompetência ou conflito de interesses, outros porque nem sequer benfiquistas são e já demonstraram não colocar o SLBenfica acima de tudo, como é fundamental para se ser dirigente do SLBenfica. Isto, novamente, sem colocar em causa o bom nome, respeito e consideração como Homens que merecem.

A Presidencia da SAD deverá transitar para um homem do futebol - O maior problema do SLBenfica é uma total incapacidade de ter uma política desportiva, o que depois se reflete na Comunicação (o outro grande problema do SLBenfica actual). 

Nos tempos que correm, para não criar clivagens complicadas, Rui Costa seria o meu escolhido e que deveria criar uma equipa de gestão da sua confiança 

O papel actualmente mal desempenhado por Carraça é fundamental, mas jamais desempenhado por um desta forma. Posto isso teria que ser um benfiquista da confiança de Rui Costa, para ser os seus olhos e ouvidos no balneário - onde alguém com o perfil do Rui jamais deveria estar afastado. Ainda assim, nomes como João Vieira Pinto ou Humberto Coelho - que acredito que conseguiríamos resgatar à Selecção - seriam as minhas escolhas. 

No departamento jurídico, o SLBenfica precisa de gente que conheçam bem as leis internas do futebol nacional e da UEFA. Nas modalidades, no clube ou na SAD ficou mais que provado na entrevista Fernando Tavares deveria ser um nome a ter em conta por Luis Filipe Vieira, até pela amizade de 40 anos que os une segundo disse Tavares na entrevista ao NGB. Mas há mais gente de valor como José Eduardo Moniz, Carlos Daniel, entre outros.

Na comunicação, gente nova e com conhecimento do meio jornalistico desportivo... Mas com poderes reforçados e liderança de toda a comunicação do SLBenfica (Clube e SAD) e de todos os meios (jornal, TV e relações exteriores).

Se o jantar de ontem foi por este motivo, PARABÉNS PRESIDENTE!
Se não foi... perdeu-se uma oportunidade.

Exmo.Rui Gomes da Silva...

Avatar
 ●  3 comentários  ● 
...Tiago Craveiro não vai mesmo ser o novo secretário-geral da FPF.

O escolhido é Paulo Lourenço que desempenhava as funções de assessor jurídico da FPF e já tinha sido administrador da Sociedade Euro 2004.
A cor clubística deste senhor? Não sei.

Mas repare na notícia por inteiro, lida no Público Online.

"Paulo Lourenço, que era assessor jurídico, foi escolhido nesta terça-feira como novo secretário-geral da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que contará com Tiago Craveiro como director-geral, um cargo criado no âmbito de uma reestruturação do organismo.
Paulo Lourenço, que desempenhava as funções de assessor jurídico da FPF e já tinha sido administrador da Sociedade Euro 2004, substitui no cargo Ângelo Brou, que já manifestara o desejo de sair.

Paulo Lourenço é especialista em direito fiscal e trabalhou no Ministério de Finanças, tendo participado activamente nas negociações entre a UEFA, o Governo português e a FPF para a constituição da Sociedade Euro2004, criada para organizar o torneio realizado em Portugal.

O jurista esteve também ligado a grande parte da legislação feita por ocasião do Europeu de 2004.

Um comunicado da FPF explica que o secretário-geral vai supervisionar a área administrativa, jurídica, desportiva e financeira.

Já Tiago Craveiro, antigo secretário-geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, será o director-geral, ficando responsável pela "área de desenvolvimento"."

Pergunto eu: 

- Que área é esta, que até o jornalista resolveu colocar entre aspas?
- Qual a verdadeira importância deste senhor Craveiro para que a sua vinda para a FPF tenha sido de tanta importância para Fernando Gomes, a ponto de criar um cargo inexistente até agora?

Espero que nos ajude a esclarecer este 'mistério', o mais tardar no próximo 'Dia Seguinte'.

Nota: Não leve a mal, mas eu em vez de 'Dia Seguinte', costumo chamar ao programa 'Os Marretas'. E sabe que não é por si que dou este nome...
--------------------
Resposta do Dr. Rui Gomes da Silva

"Não ganhamos uma guerra, nem uma batalha, mas apenas uma disputa em que defendemos princípios e valores em que acreditamos.
Nao será por aí que seremos Campeões, mas terá sido - também - por isto que perceberão que terão de nos respeitar como o Maior Clube português e um dos maiores da Europa e do Mundo
E com mais títulos, se excluirmos os .... comprados nos supermercados, como diz Alex Ferguson"

Rui Gomes da Silva
Sócio/Senior Partner

LEGALWORKS-GOMES DA SILVA & ASSOCIADOS, SOC. ADVOGADOS
.
 

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Os direitos televisivos - o cozinhado do Chef Oliveira

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
O que já se falava em 'voz baixa' foi ontem dito em voz bem alta pelo vice do Benfica, Rui Gomes da Silva.

A RTP, à falta de outros otários, prepara-se para comprar a preço inflacionado os direitos de transmissão de um jogo por jornada do Campeonato Nacional de Futebol.

SIC e TVI, por motivos diferentes, roeram a corda. 
O negócio que a Olivedesportos procurava em Angola para realizar uma grande injecção de capital e fazer face aos milhões que tem de pagar nos próximos meses, ruiu.

Resta o quê? Resta a influência de Oliveira, que não tem poupado esforços em reuniões pelo país fora.
Perspectiva-se, segundo RGS, também um possível negócio entre a PT e a Olivedesportos, entrando a empresa liderada pelo Mr.Bava para o capital da SPORT TV.

O que dirá a Autoridade da Concorrência sobre isto? A ZON (proprietária de 50% da SPTV) e a PT (através do MEO) são concorrentes directos e os principais 'players' no mercado de televisão em Portugal.
Não ameaçará o surgimento de novos canais de desporto se estas empresas, com posição dominante, partilharem a SPTV?

RGS também mencionou que esta jogada de Oliveira seria uma forma de limitar as escolhas do Benfica. Pode ter sim esse objectivo secundário, mas Oliveira neste momento tem que fazer dinheiro e rápido.

A Olivedesportos e a SPTV têm uma dívida acumulada, fruto de uma política de eucalipto. Tentaram secar tudo à sua volta e agora está a chegar a factura desse proceder.

Mais que nunca, é vital o Benfica encontrar um caminho alternativo à SPTV e ajudar a asfixiar este 'poder' paralelo que tem dominado o desporto em Portugal.

Isso também passa por pressionar os agentes políticos que podem influenciar os acontecimentos.
É altura de intervir, mesmo que discretamente, e não deixar que os parasitas continuem a infestar o nosso futebol.

Nota: o bom de ver o 'Dia Seguinte' gravado é que posso acelerar quando o GA ou o DF abrem as suas bocarras para vomitar o seu ódio pelo Benfica.

Problemas laterais III

 ●  50 comentários  ● 
Portugal, 20 de Agosto de 2012

Como referi num texto anterior “a pré-temporada do Benfica é normalmente marcada por debates que a comunicação social lança, e que dada a sua repetitividade, ou seja, dado que ano após ano há sempre um tema novo que se prolonga durante a época. Na minha opinião isso é premeditado, pretendendo entreter os benfiquistas e desviar a atenção dos problemas graves que irão acontecer com a arbitragem. Em particular com esta, que é a componente administrativa mais influente na definição do campeão.
Este ano o tema é, a adaptação do Melgarejo a defesa esquerdo vs utilização de Luisinho, e a falta de um substituto ao nível do Maxi Pereira.

O campeonato começou e o tema da adaptação do defesa lateral veio ao de cimo, porque foram atribuídas a Melgarejo a responsabilidade nos 2 golos do Braga. Não vejo aqui novidade nenhuma, pois no ano passado sofremos 2 golos e a culpa foi do Jesus (Emerson só jogou mais tarde). Há dois anos sofremos dois golos e a culpa foi do Roberto. Como alguns bem se recordam, quando encostaram o Emerson perguntei: para o ano a “culpa” vai ser de quem?

A “culpa” é um sentimento facilmente manipulável entre pessoas de espírito fraco, de poucos conhecimentos, características de sociedades sub desenvolvidas. E o nosso Benfica transformou-se nestes anos de “esplendor”, nestes anos de “credibilidade”, nestes anos de “agora sabemos para onde vamos”, o Benfica dizia eu, transformou-se numa anedota de culpas sobre culpas, todos criticam e ninguém ajuda o Benfica a sair do sitio onde está, submisso, subalterno, resignado à sorte e azar do destino, há 12 anos.

Portanto quando leio alguns textos, autênticos “tratados”, de adeptos sempre bem intencionados, cheios de ideias mas que não percebem que os empates e as derrotas não se julgam, analisam-se, não se culpam, aceitam-se, vem-me à cabeça a ideia que o Benfica anda aos círculos e faliu. Ou seja, não sai disto. Não ganha, mas gasta, não sabe produzir, mas promete sempre bastante, não é altivo, mas submisso. E para o ano os adeptos vão dizer o mesmo do próximo treinador, como aliás têm feito... 

A massa critica de ex-governantes, políticos, professores universitários, empresários, sexólogos, cineastas, analistas desportivos, ex-dirigentes e toda a tralha dos ditos “notáveis” que apoiou o pseudo projecto Manuel Vilarinho, baseado numa mão cheia de nada, excepto ataques pessoais a Vale e Azevedo (cumprindo o delineado nos pequenos almoços de Ricardo Salgado do BES e Joaquim Oliveira), essa tralha dizia eu, reduziu-se ao nível da Direcção do Sr.º Filipe Vieira, o tal que terá partido uma perna ao ir ver um jogo do Benfica, pendurado num eléctrico, mas que anos mais tarde, celebrou a vitória do FCP sobre o “seu” Benfica, como manifestação de amizade ao FCP e seus líderes. Ou seja, o Benfica tem hoje um líder desqualificado, e uma massa crítica que se reduziu à banalidade dos seus conhecimentos, agora expostos como medíocres. Quem apoia medíocres não pode ser melhor que eles.

E assim vamos cair na arbitragem. E nos 8 últimos anos em que não conseguimos ganhar o 1º jogo do campeonato. Não sei qual foi para mim a experiência mais dolorosa, se o empate concedido ao Leixões aos 94 mn, depois de avançarmos no marcador aos 90 mn (que ditou o despedimento de Fernando Santos, hoje bem sucedido na selecção grega depois de passagem digna pelo PAOK) ou se a derrota frente à Académica aos 92 mn e na sequência de um penalty não assinalado a nosso favor, que a comunicação social transformou num erro do nosso guarda redes Roberto (entretanto eleito para uma das equipas preferidas dos adeptos espanhóis).

Não creio que seja preciso ser muito inteligente para concluir que estes 8 anos de falta de vitórias na 1ª jornada (a somar a mais 2 épocas com Toni e Camacho, ou seja 10 em 12 anos de gestão Vilarinho/Vieira), não se devem a Melgarejo, Roberto, Emerson. Heldon, Yebda, Cristiano, Fernando Aguiar, etc., como não se devem a Toni, Camacho, Fernando Santos (2), Quique e Jesus (4).

A estratégia da culpa está aqui ao serviço da arbitragem, tal como eu havia sugerido há semanas: este árbitro que expulsou Sidnei por encosto de ombro em Alvalade, há 2 anos, para tentar ajudar o FCP a ser campeão mais cedo, foi o mesmo que para uma tackle por trás de Alan a Bruno César se esqueceu de mostrar o amarelo que seria o 2º. E permitiu jogo duro, com critério disciplinar largo, que só favorece quem não tem a pressão de ganhar. Teve influência no resultado? Se o Braga jogasse toda a 2ª parte com menos um e os seus jogadores sentissem que o árbitro assinalava os contactos, de certeza que eles jogariam menos e nós um pouco mais, pondo no terreno mais qualidade correspondente ao talento dos nossos jogadores.

Se recuarem no tempo, recordar-se-ão que este árbitro assinalou 4 penaltys a favor do Braga contra o Guimarães, no ano do nosso ultimo titulo, para impedir que o Benfica descolasse para o título. A culpa não é pois de Jesus ou Melgarejo.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Não, não nos esquecemos disto.

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

Continua por explicar. 

E continuaremos à espera, sentados, que a direcção do Benfica rompa com esta podridão.  Embora saiba que se não for de discurso escrito, o presidente do clube dificilmente criticará os amigos(ou ex-amigos).

Não há contrato de patrocínio que valha a honorabilidade de ninguém.

Daí as perguntas:

Porque os presidentes de 2 dos orgãos mais importantes do futebol português nem se preocupam em dar um ar de imparcialidade?

Quem ganha com este conluio?

Inequivocamente, quem patrocina/apoia quem, e com que contrapartidas?



(Mais um) Para ti Jesus

 ●  18 comentários  ● 

Os 5 pecados da gestão desportiva do Benfica/Jesus

 ●  53 comentários  ● 

1. Autonomia
Faltam a Jorge Jesus demasiadas características pessoais e profissionais para poder ser considerado um "Manager" à inglesa. Em Inglaterra existe a diferença entre o treinador de campo (de treino) como era Queiroz e o Manager que lidera toda a gestão desportiva do Clube. Que intervém em todos os aspectos do dia-a-dia e tem autonomia para decidir tudo sobre a equipa
de futebol.
Se quisermos acreditar que é possível ter esse modelo em Portugal - que não é - Jorge Jesus não poderia nunca ser mais do que Carlos Queiroz foi: um simples treinador. Jorge Jesus é excelente a criar jogadas de bola parada, movimentações ofensivas (defensivas, nem tanto), a exigir entrega nos treinos e exactidão no cumprimento do que está definido.

Posto isto, querer que Jesus seja mais que um treinador de futebol é estúpido, absurdo e demonstra uma tremenda incompetência na avaliação de Jorge Jesus. Dar a Jorge Jesus a autonomia de gestão dos recursos é absurdo e, invariavelmente, acabará sempre com inúmeras quezílias com jogadores, com o desaproveitamento de jogadores com quem ele simplesmente... embirra, com diversos pontos perdidos, enfim... serve para o Braga ou Belenenses. No Benfica precisa de um líder, alguém que ou o Jesus respeita e corresponde como seu subordinado... OU SAI.

2. Medo
Alguém instituiu no SLBenfica que Jesus potencia jogadores. QUE TREMENDO ABSURDO!
Em virtude disto, Jesus torna-se intocável porque em simultâneo instituiu-se que o SLBenfica é um entreposto de valorização de jogadores para comprar mais barato e vender mais caro, devido à arte mágica de Jorge Jesus. ERRADÍSSIMO!
Jorge Jesus NUNCA transformou em grande jogador quem "ninguém dava nada por ele". O melhor que JJ fez foi aproveitar as qualidades já existentes em jogadores que foram contratados precisamente por essas qualidades... e dar-lhes minutos de jogo e apertar com eles para serem disciplinados no aproveitamento dessas qualidades. Isso é potenciar jogadores? Não... é ser paciente com aqueles que já tudo têm para ser craques. Foi isso que aconteceu com Coentrão, DiMaria, etc. De uma vez por todas, potenciar jogadores é acreditar nas características de Miguel Rosa, de João Cancelo, de Miguel Victor, de David Simão - em quem identificamos diversos espaços de melhoria e se calhar ainda mais coisas a corrigir que a potenciar e... precisamente potenciá-los a mostrar algo que nunca mostraram, porque acreditamos neles.

3. Culto do Individual
A ausência de liderança (Pecado 1) e a crença de que Jesus tem capacidades únicas (Pecado 2) acabam invariavelmente por desenvolver o culto do individual. Jesus considera-se a ele próprio o mais esclarecido e dono da verdade universal do futebol. Acha que sabe mais que todos e de poucos aceita sugestões ou sequer imposições. A isto se chama, perdoem-me a honestidade, SER BURRO, SER MUITO POUCO INTELIGENTE. É certo que o exemplo vem de cima. Luís Filipe Vieira sobre do mesmo problema, mas esse tem efectivamente algumas (menos do que se fala) características que o diferenciam do outros lideres. Simplesmente não tem quem o aconselhe a corrigir o que faz errado e o que não capacidade para compreender.

Porém, esta cultura interna que se instalou no SLBenfica, destrói o principal fundamento do futebol: DESPORTO DE EQUIPA - e como todos os desportos de equipa, a união é fundamental e é preciso que os jogadores estejam ao lado do treinador até à morte... porque sentem que este está com eles até à morte, mesmo que pouco conte com eles em campo. Um líder numa equipa como o SLBenfica tem que ser o centro da crítica, o último da fila à espera de elogios. Jesus é precisamente o inverso... esconde-se da crítica, não hesita em aponta-la aos seus jogadores, mas enche o peito e fala na primeira pessoa quando chega a hora de receber os elogios. Mais uma vez, isto é ABSURDO numa equipa da dimensão do SLBenfica.

4. Destruição Emocional
Como já viram, os pecados estão todos interligados e não chega resolver um. Prova disso é que quando há o Culto do Individualismo (Pecado 3), invariavelmente acabamos por cair em diversas situações em que as atitudes de Jorge Jesus destroem emocionalmente os mais sólidos jogadores, seja porque não integraram as suas ideias, porque falharam ou... simplesmente porque Jesus decidiu mudar de ideias.

O SLBenfica já viu sair (ou queimar) diversos jogadores neste "reinado" de Jesus que jamais deveriam ter sido desperdiçadas as suas competências desportivas e emocionais e na generalidade das vezes em prol de jogadores ou acções que Jesus teimou que deveriam ser o caminho:
- Quim e Moreira "morreram" na sombra de menos valias como Roberto e Júlio César
- Miguel Victor tem sido sucessivamente preterido atrás de jogadores que se revelaram pouco úteis como Jardel ou Sidnei
- Ruben Amorim foi preterido diversas vezes para dar espaço a jogadores como Menezes, Eder Luis, Yebda, agora Matic
- Nuno Gomes por Weldon, Jara....
- Carlos Martins tem sido sucessivamente desconsiderado como alternativa a Aimar, Witsel, etc. E até alguns dos brasileiros jogaram mais que ele.
- Nelson Oliveira foi preterido, imagine-se, pela permanência de Djaló, Michel, Hugo Vieira, até Saviola.
No sábado, vimos Enzo Perez que regressou à Luz depois de ter passado cinco meses lesionado e sem nunca sequer ter tido um sinal de preocupação ou envolvimento da estrutura desportiva de Jesus/Benfica (confunde-se) e que fez uma excelente pré-temporada... ser simplesmente relegado para o banco por um recem chegado Salvio.
Luisinho é defesa esquerdo, que fez uma excelente época em Paços Ferreira e que cumpriu sempre mais que Melgarejo, ficou de fora dos 18. 
Carlos Martins foi preterido por um Aimar com muitíssimo poucos minutos este ano...

São vários os exemplos e o que têm em comum? PORTUGUESES, muitos deles formados no SLBenfica...
Além do impacto nos próprios jogadores, há os efeitos colaterais nos restantes colegas que "nas costas dos colegas vêem as deles" e percebem que a qualquer momento podem ser "a próxima vítima".

5. Falta de Visão de Futuro.
Para Jesus o futuro é amanhã. Não há qualquer visão de futuro, de criação de bases de futuro e planeamento de integração de jogadores e valores jovens. Jesus vê hoje e amanhã, o resto logo se vê, resolver-se-á com mais umas quantas contratações vindas preferencialmente da América do Sul - pois só aí se garante a capacidade de compreensão da sua incapacidade comunicacional sem ser em português.

Nenhum dos jovens do SLBenfica, como Hugo Vieira, David Simão, André Almeida, Mika, Migeul Rosa, etc... nenhum deles tem claro que o SLBenfica tem neles um plano para o futuro, que estão a ser trabalhados aspectos fundamentais para que façam parte do futuro do SLBenfica. Numa situação destas, o caminho desejado por estes jovens será necessariamente o desejo de sair para outras e melhores paragens.
Com isto, muito se tem perdido no SLBenfica e muito se vai continuar a perder (se calhar cada vez mais). Os jovens cada vez menos preferirão o SLBenfica, porque simplesmente não é o melhor caminho para o seu futuro. Não há rumo nem estratégia que os façam sentir protegidos e parte de um projecto em que se pretende que haja retorno para o Clube e para os jogadores.

Como se vê pela blosgsfera onde cada vez mais bloggers de referência - daqueles que criaram a Gloriosasfera não como é, mas como já foi - nos vão abandonado, simplesmente voltando as costas e passando a meros adeptos de sofá e bancada. Mesmo no estádio, o terceiro anel está cada vez mais "macio" e simpático para com as derrotas, os empates e as "Jesuzadas"... é cada vez um "que se lixe, pró ano há mais".  Um dia destes, ficará Vieira, Jesus e o que resta do Clube deles...

domingo, 19 de agosto de 2012

Imediatamente este tipo para a...

Avatar
 ●  29 comentários  ● 


Não sei para quem andas a trabalhar, mas está claro que para o bem do Benfica não é.

Odeias putos da formação, entalas ou queimas bons jogadores que não vão na tua lábia, rebentas com a equipa nos jogos mas importantes, levas banhos de táctica de qualquer 'peseiro' ou 'vitor pereira' da vida, insistes naquilo que está provado que não funciona. O que ainda estás cá a fazer? 

Se não tens coragem, honestidade e frontalidade para assumires tudo o que fizeste para prejudicar o Benfica, então que a direcção, pelo menos uma vez, defenda os interesses do Benfica e te coloque no olho da rua.

Têm que te pagar o contrato? Quantos milhões tem custado não sermos campeões? Quantos milhões custará não sermos campeões novamente? Vais sacrificar a Champions para tentares aguentar-te no lugar? Quanto vai custar isso?

Já chega. Que não tens um pingo de benfiquismo, já todos sabem. Que o outro que se senta contigo no banco também não tem, é sabido.
Que ao menos aqueles em quem os sócios confiaram cegamente revelem um pingo de benfiquismo nas veias e acabem com o reinado deste pedante.

Nota: Há uns dias escrevi isto AQUI. Como queria ter estado errado. Infelizmente não estava.
Nota 2: Aos Manueis da blogoesfera: tenham vergonha.

A palavra que define este Benfica: Insanidade

 ●  55 comentários  ● 
Durante esta pré-época pura e simplesmente decidi abstrair-me de fazer qualquer comentário sobre a preparação do Benfica para mais um campeonato que se espera que seja o 33º conquistado pelo Benfica. Isto porque voltaria a estar uma pré-época inteira a escrever de forma negativa e para conseguir manter alguma sanidade mental pois se há algo que o Benfica dos últimos anos faz é destruir a sanidade dos benfiquistas devido ás inúmeras contradições e tiros nos pés por parte da estrutura do clube.
Agora que o campeonato começou só me resta chegar e de verificar que o circo continua exactamente igual aos anos passados cheguei á conclusão que existe uma palavra que define perfeitamente o Benfica e os benfiquistas hoje em dia: Insanidade.
Isto segundo a definição de um dos maiores génios da Humanidade. Alguém que transcendeu todos os seus congéneres humanos apenas porque fez aquilo que custa a muita gente no mundo: pensar e usar o raciocínio lógico. 


Não há nada que seja maior evidência de insanidade do que fazer a mesma coisa dia após dia e esperar resultados diferentes.
O que se vê no Benfica actual?

Sócios que insistem em apoiar e eleger uma Direcção manifestamente incapaz e incompetente mandato após mandato quando os resultados desportivos são paupérrimos comparado com os rivais.
  • E alegremente segue o clube a caminho de um passivo de 500 milhões (já faltou mais), com o Porto a já ter ultrapassado o Benfica em número de troféus oficiais conquistados e a chegar cada vez mais perto do número de campeonatos. 

Uma Direcção que insiste em repetir os mesmos erros, ano após ano, mandato após mandato e que tudo faz para se eternizar - tudo não, porque não faz aquilo que lhe garantiria a eternização que é garantir títulos.
  • Uma Direcção que em vez de se preocupar primeiro em preencher as lacunas mais evidentes do plantel, se entretém a contratar jogadores para posições já ocupadas, originando situações de jogadores excedentários em certas posições e falta gritante de jogadores para outras posições.
  • Que desperdiça milhões e milhões de euros em negócios ruinosos como o salário de Jesus ou contratações de jogadores que fazem quatro ou cinco jogos e custam largos milhões de euros. Custa muito fazer uma análise detalhada dos jogadores antes de se despender 5 ou 6 milhões de euros por eles? Não seriam situações como a novela Pérez a época passada, o esbanjamento de 5,5 milhões de euros em Jara, 2 milhões em Jardel evitáveis?
  • Que deixa que as competições oficiais comecem sem ter o plantel fechado. Se o lateral-esquerdo competitivo tivesse sido contratado em tempo útil será que teríamos perdido os dois pontos de ontem com duas fífias dele? Os dois pontos perdidos ontem são da responsabilidade de quem preferiu estourar milhões a contratar mais um extremo e a montar o plantel da Equipa B (que parece ter merecido mais atenção que o plantel principal) em vez de fazer um esforço de mais um milhão para garantir um lateral. Esta situação só faz lembrar o começo do Campeonato de 2010/2011 em que o Presidente andou a pavonear-se no Brasil em vez de arranjar um substituto para Ramires.
  • Que parece que se esqueceu de que o Benfica não é os Corruptos e que dar peitaças a árbitros é algo que deve ser evitado e que não é motivo de chacota.
  • Que faz voz grossa contra adeptos descontentes mas que é mansa com quem prejudica o Benfica - algo justificado se considerarmos...
  • ...Que apoia estruturas do futebol português montadas para prejudicar o Benfica.

Um treinador que é vaidoso, teimoso, limitado tácticamente e que tem nos seus comandados filhos e enteados.
  • Insiste em jogar com o mesmo esquema táctico desequilibrado ano após ano após pré-épocas que demonstram consistentemente que o 4-5-1 é uma táctica mais adequada para o plantel existente. Lá vai o Benfica apostar esta época em força no 4-4-2 "kamikaze". O problema disto é que ataques ganham jogos mas defesas ganham campeonatos. Como é que está a defesa do Benfica? Pois...
  • Insiste em relegar para o banco jogadores que demonstram muito mais na pré-época em detrimento de jogadores que não se esforçam pura e simplesmente por gosto pessoal. Já fez isso com Miguel Vítor em épocas passadas, com Nolito, com Carlos Martins, com Rúben Amorim, com Nelsón Oliveira, David Simão e com tantos outros... Isto enquanto privilegia jogadores que apesar de bons mostram muito menos entrega e valor em campo como Roberto, Gaitán, Jardel, etc, etc,etc.

O Benfica neste momento é Insanidade e descontrolo. Enquanto que os sócios não abrirem os olhos e deixarem de ser ludibriados pelo corropio das contratações de pré-época, pelos paineleiros que defendem esta Direcção e desculpabilizam todos estes erros por causa dos árbitros, da imprensa malvada, etc o Benfica não vai voltar a ser o que era.

Está na hora de todos abrirmos os olhos, usar a massa cinzenta e voltar a pensar o Benfica. Isto sem assumir que nem pensa como nós é nosso inimigo. O Benfica tornou-se o gigante que é hoje porque os benfiquistas constantemente reinventaram o clube. Algo que só foi possível por causa do forte espírito democrático e da enorme exigência dos seus sócios. Características completamente atípicas em Portugal e que fizeram com que o clube transcendesse o País.
E eu digo que é possível viver o Benfica de forma apaixonada e pensá-lo de forma desapaixonada para garantir o seu crescimento. O dogmatismo, a idolatria de Líderes não leva ao crescimento mas ao definhamento e ao colapso como a História de todas as ditaduras deste mundo demonstra.

Hoje em dia temos um Benfica insano. Um Benfica autista.
E deixo escrito já hoje: já vi este filme muita vezes e já sei como esta época vai acabar e como os próximos quatro anos vão correr se não houver mudança. Está na hora de acabar com a insanidade.

BENFICA vs Braga - um balde de água fria!!!

 ●  22 comentários  ● 
O que dizer?
O Benfica não entrou bem no jogo: muitas bolas perdidas, muitos passes falhados... foi notório que ainda temos de afinar a máquina. Houve momentos em que fiquei com a sensação que a equipa não estava muito concentrada, isto para além de pouco pressionar quando perdia a bola. Não deixar a equipa adversária “sair a jogar” é fundamental. Afinal, quem é que tem de assumir o comando do jogo, quem tem de ter a iniciativa?!
Não entendi, deixem que vos diga desde já, o onze inicial da nossa equipa, sobretudo no que toca à titularidade de Salvio, que mal acabou de chegar, e que – verdade seja dita – não está em forma! Estaríamos nós à espera – como do “pão para a boca” – de Salvio, até ao ponto da sua compra ser fulcral para a base da equipa? Penso que não, mas é o que leio das entre-linhas. Contudo, como já fui dizendo ao longo de vários textos aqui publicados, são opções do treinador, que, apesar de não concordar neste caso, respeito-as.
Não percebi, também, a não entrada no onze inicial (nem numa substituição!!) de Carlos Martins depois da estrondosa (!) pré-época que fez. Enfim.

O jogo esteve equilibrado, durante largos minutos, estando tendencialmente a favor do Braga e – como não poderia faltar – com alguns lances para apimentar: desde cedo percebeu-se a existência de um especial duelo entre Maxi Pereira  - com a raça do costume - e Rúben Amorim, de onde surgiu um cartão amarelo (mal dado, fica a referência) para o nosso jogador, em resultado de um espalhafatoso teatro do jogador do Braga (o seu a seu dono: foi um belo cartão amarelo arrancado – literalmente – pelo Rúben Amorim!); Alan teve uma entrada muito dura sobre Bruno César, pelo que, no seguimento deste lance, deveria ter visto o segundo amarelo, algo que não aconteceu (uma pequena nota, com relevância extrema: foi poupada uma expulsão ao Braga, ainda a noite era uma criança, ou melhor, no decorrer da primeira parte, o que, eventualmente, poderia ter tido reflexos no resultado.

Afinal, jogar contra dez ainda com bastante jogo pela frente não é o mesmo que jogar em superioridade numérica já com a partida praticamente no final!).

Não obstante o marcador a zero, poderíamos ter ficado em desvantagem ainda no primeiro tempo, devido a alguns sustos – que poderiam ter corrido mal – pregados por Artur. Ouviu-se, não só no estádio, mas também na boca daqueles que seguiam o jogo noutros locais um “ai Jesus”. Para agravar mais a situação, os adeptos acabaram por perder a cabeça com o nosso guarda-redes quando falhou um passe, mandando a bola para fora das quatro linhas.

Ouviram-se assobios, o que é de lamentar!! Quiseram e conseguiram deixá-lo algo desestabilizado. Contudo – e como não poderia deixar de ser - , respondeu afirmativamente, com uma boa defesa, arrancando aplausos da plateia (incluindo os daqueles que o assobiaram, presumo. Adoro!).

Resta dizer, para terminar a análise da primeira parte, que temos algumas novidades (estarão elas para ficar?) na marcação de livres: quando todos esperavam, num livre directo, e após um pequeno toque de um dos nossos jogadores, o (forte) remate de pé esquerdo de Cardozo, eis que surgiu uma bonita “jogada de laboratório”, envolvendo o “Tacuara”, Maxi, entre outros, que quase resultou em golo. Quase.

No que diz respeito ao segundo tempo, o nosso Benfica entrou claramente melhor. Fomos superiores e, portanto, não foi com surpresa que chegamos ao golo. Salvio, que não fez uma boa exibição, na minha humilde opinião, e após ter falhado – à semelhança dos seus colegas – alguns passes, redimiu-se e coroou o seu regresso com a marcação de um golo.

No entanto, nem tudo foram rosas. Melgarejo, que estava a fazer uma exibição razoável, não comprometendo a equipa marcou um auto-golo, sendo imediatamente consolado por Artur (bonito!). Foi um lance bastante infeliz, que acabou por se reflectir no resto do seu jogo. Quem o viu (no Paços!) e quem o vê, o que prova, mais uma vez, a dificuldade que os jogadores têm de jogar ao mesmo nível de outrora numa equipa como o Benfica. Compreende-se, é uma grande responsabilidade. O peso do Manto Sagrado acaba por provocar alguns dissabores. Mas acredito que o Melga vai crescer e que ainda nos vai dar muitas alegrias, sabendo, porém, que o caminho até lá nos tratá alguns amargos de boca.

Passado algum tempo, e para mal dos nossos pecados, o adversário adiantou-se no marcador, com um passe literalmente oferecido por Melgarejo. Notou-se que acusou o auto-golo.

Apesar de ver um Benfica mais denominador, esteve (sempre) presente alguma indefinição.
De uma bonita jogada, já quando o tempo parecia “estar a voar”, resultou uma grande penalidade (marcada pelo marcador de serviço: Óscar Cardozo, fixando o 2-2 final) a nosso favor. Indiscutível. E de onde resultou, também, uma má expulsão de um jogador do Braga, por acumulação de amarelos. Carlão foi expulso, quando quem cometeu a falta foi Custódio.

Até esta parte, e no que toca à arbitragem, uma expulsão poupada a Alan e uma má expulsão de Carlão. Quanto ao resto, nada mais a assinalar, apesar de não concordar com o seu critério largo, por um lado, nalguns lances e, por outro lado, tão apertado noutros, Enfim, critérios!

Contudo, foi anulado um terceiro golo ao Glorioso, por eventual toque de Cardozo no Beto. Nada de mais errado!!! Cardozo nem toca no Beto, pelo que me questiono: como foram anular um golo limpo ao meu Benfica??? Inacreditável!!! Regressou o campeonato, e com ele regressaram, também, as polémicas, os lances-chave que decidem uma partida. Nada que me admire, mas uma coisa é certa: uma vez mais fomos claramente prejudicados!!! Este lance marcou a diferença entre empatar ou ganhar.

O Benfica poderia ter feito mais, é certo. Poderia e deveria, pois estava em superioridade numérica. Contra dez, ainda que a poucos minutos do fim, era para ter carregado.
Faltou-nos, não só aqui, como também ao longo do jogo, as tais “ganas” para ganhar o jogou.
Faltou-nos a “raça, querer e ambição”. Isto para não falar na individualidade de alguns jogadores (Nolito é um deles. Até poderia deixar passar, mas irritou-me bastante algumas perdas de bola, onde não foi capaz de correr atrás do prejuízo. Aqui, no Benfica, luta-se até ao fim. Nunca se dá um lance como perdido!) que só prejudica o colectivo: há jogadores que de tanto (querer) fintar, acabam por se fintar a eles próprios.

Para terminar, três substituições da nossa parte que mal resultaram. Há noites assim, umas mais inspiradas que outras...

Há muito a fazer e a trabalhar. CARREGA BENFICA!!!

ranking