O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 6 de novembro de 2010

DEIXEM-NOS SONHAR!

 ●  7 comentários  ● 


O jogo de amanha e o jogo mais decisivo do Campeonato, nao so por ser contra o Porto mas porque se o Benfica perder fica definitivamente arredado do campeonato e passa a lutar para segurar o segundo lugar.
Por isso obviamente, se os jogadores querem mostrar estofo de campeoes tem que atingir um feito que por incrivel que pareca e mais dificil que ser campeao: nas ultimas duas decadas fomos campeoes 4 vezes e ganhamos 2 miseras vezes no antro da corrupcao.

No entanto, acredito que a vitoria e possivel e ha varios factores que jogam a nosso favor: os corruptos tiveram dois jogos complicados e em condicoes muito adversas e o Benfica teve mais 2 dias de recuperacao e planificacao deste jogo.

No entanto, o que vai definir este jogo nao sera, na minha opiniao o factor fisico mas sim o factor psicologico. Os nossos jogadores tem que mostrar mais crenca, mais sangue-frio e mais ambicao neste jogo, ou seja vao ter que mostrar tudo o que faltou na Supertaca e vencer de forma categorica ao Porto. Uma vitoria no Dragao mudara tudo tal como a derrota na Supertaca mudou tudo no inicio da epoca galvanizando os corruptos e desmoralizando os jogadores e equipa tecnica do Benfica.

Os indicadores deixados no jogo de Lyon foram bons. A equipa mostrou crenca e espirito de ambicao enquanto teve a cabeca nesse jogo. Contra os corruptos, a concentracao vai ter que estar nos niveis mais elevados possiveis e a motivacao tambem.
Se nao deixarem a pele em campo nao existem justificacoes para a derrota. Sera pura e simplesmente falta de ambicao.

Por isso os jogadores terao que demonstrar sede de conquista, ambicao e a forca que ja demonstraram que possuem. Se querem mostrar que sao melhores que os corruptos o melhor sitio para o fazer e no seu proprio covil.
Por isso o ambiente hostil so pode ser considerado como mais um factor de motivacao. Nao concebo maior prazer futebolistico do que ganhar no Dragao e esfregar na cara daquela cambada de andrades nojentos essa vitoria!
Para mim ver o Benfica ganhar no Dragao da-me quase tanto gozo como ganhar um campeonato e considero que os jogadores que tem hipotese de fazer tal feito sao uns privilegiados por terem tal chance.

Por isso, caros jogadores do Benfica lembrem-se do que alcancaram o ano passado:





Foi com esta atitude que se deu a resposta mais categorica aos apedrejamentos, as agressoes, aos actos de corrupcao. Foi gracas a momentos destes que os adeptos acreditaram e que a onda encarnada cresceu. Porque os proprios jogadores mostraram querer e ambicao como nao se via numa equipa do Benfica a anos e anos! Porque tinham uma sede de vitoria e de conquista igual ou ainda maior que a dos proprios adeptos!

Este e o jogo da epoca. Mostrem o espirito do Benfica, mostrem a sede de conquista que colocou as quinas de campeao na nossa camisola!!!


Ou adaptando a frase mais celebre do Bom Gigante, imortal que nos deixou este mes de Setembro e este o pedido que faco aos jogadores do Benfica:

DEIXEM-NOS SONHAR!

Ganhem e deixem todos os benfiquistas continuar a sonhar e acreditar.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Ainda os Diabos Vermelhos...

 ●  6 comentários  ● 
Tomei conhecimento pelo site serbenfiquista do "bloqueio" feito aos Diabos Vermelhos no último jogo na Luz onde foram impedidos de entrar com faixas alusivas aos aniversários da Catedral e de Cosme Damião.

Por email, um elemento dos DV já confirmou a história toda, por isso nem coloco a hipótese de não ser verdade que do lado do Benfica informaram os Diabos que "as regras para eles mudaram". E mudaram porquê, perguntei-me eu. A blogsfera que é talvez o maior e mais real defensor do Benfica deu-me a resposta:

Tudo começou no jogo com o Arouca com um conjunto de tarjas dos Diabos Vermelhos contra a Sporttv que diziam:
1: "Horários e interesses" de mãos dadas para tirar adeptos da bancada.
2. Não ao futebol moderno, Não à Sport Tv!
3. Rolando e Gabino, o sistema continua
(são os filhos do Oliveira)
mais informação em Não sejas Carneiro

Mas nessa noite as coisas não ficaram por ali e os mesmos elementos foram colocar as faixas em frente à sede da Sporttv, como podem ver em A Censura vai Acabar.

O resultado final disso foi a "mudança de regras" que os DV foram alvo no jogo Benfica x Lyon. Eu acho que o tema nem sequer merece que se façam comentários, pois está bem à vista que os corajosos benfiquistas dos Diabos Vermelhos não só não foram protegidos e incentivados pela Direcção devido à fabulosa atitude, como ainda acabaram censurados e reprimidos.

A relação com o Joaquim Oliveira teve mais força e importância que os sócios do Benfica, algo muito triste quando se diz que os sócios são o mais importante activo do Clube.

PS- Curiosa a visita dos "vampiros" à Luz na véspera do jogo com o FCPorto. Eu nem pedia que eles tivessem o mesmo tratamento, porque não vale a pena (eles são avisados dos controlos antecipadamente), mas pelo menos que houvesse respeito pelo Benfica.

A Vieira TV

 ●  23 comentários  ● 
O Benfica é um clube que orgulhosamente se diz democrata, e é algo que os dirigentes também costumam acenar como prioridade aos sócios aquando dos escrutínios para decidir o futuro do clube. Desde a sua fundação que o Benfica sempre foi um clube que abarca todos os estratos sociais e crenças religiosas, até é um clube além fronteiras e multi racial.

Se olharmos para a democracia portuguesa, por muitos defeitos que tenha, há liberdade de expressão e os governantes sabem que tanto ouvirão grandes elogios como insultos degradantes... mas é a democracia.

Luis Filipe Vieira foi mais um dirigente que propalou a tão falada democracia benfiquista, mas será que atribuiu a todos os benfiquistas as mesmas hipóteses de darem a sua opinião? Será que alguns benfiquistas que não aprovam Vieira não terão sido dados como "restolho", "infiltrados" ou mesmo "anti-Benfica" por terem as suas ideias próprias para o clube?

Vamos agora falar da BenficaTV. Há muito que nós sonhavamos com o nosso clube ter um canal próprio, onde benfiquistas falassem de e para benfiquistas, onde recordássemos a nossa história, o nosso ecletismo, os nossos jovens, onde pudéssemos ter acesso a comentários fora do circulo podre que reina na comunicação social, onde afinal os interesses do benfica fossem defendidos até a última circunstância.

Eu como muitos outros regozijamo-nos com a inauguração do canal, aplaudindo a audácia e vanguardismo dos dirigentes e presidente, Vieira impondo-se como o "Presidente que construiu o Benfica do Sec.XXI". Mais a frente voltarei a tocar neste tema.

A BenficaTV, embora seja o tal "ninho" que faltava às águias, esta infelizmente "blindado" a uma boa franja de adeptos encarnados, inocentemente ou não, há uma espécie de "filtragem" sobre o que passa e o que fica. E passo a dar exemplos...

1- blogs com correspondência na BenficaTV: tertúlia benfiquista entre outros, algum desses blogs tem alguma palavra que seja em contra do presidente? Há na BTV algum blog que tenha variadas visões sobre o benfica e os seus dirigentes? (caso deste e outros)

2- adeptos que chegam a fala com os jornalistas para dar a sua opinião: na minha opinião claramente escolhidos os que têm uma visão que não belisque o trabalho da direcção.

3- Jornalistas e comentadores sempre lisonjeiros para com a direcção: há algo que a direcção faça que eles discordem?

4- Relatadores tão defensores dos jogadores, treinador, táctica nas situações mais embaraçosas que as vezes parecem mais irritantes que os próprios comentadeiros avençados.

Haverá outras situações onde esta parcialidade se possa incluir, mas estas são as principais.

Se Vieira tem tanta confiança sobre o seu trabalho feito no Benfica, porque o receio de ouvir benfiquistas de todas as opiniões e crenças? Tem medo dos efeitos que isso possa ter a medio-longo prazo? Será que no final o sistema de democracia embora seja propagandeado como o ideal benfiquista, não seja o melhor para o clube na opinião de alguns? E se não, será por ser o melhor para o clube, ao evitar divisionismos, ou simplesmente para se salvarem da justiça do povo? Será que a proibição das tarjas dos diabos vermelhos no jogo com o lyon tem a algo a ver com isso?

Embora eu ache sempre positiva a existência da BTV, aguardo ansiosamente pelo dia em que esta estação receba de braços abertos todos os benfiquistas, sejam pró ou contra os orgãos dirigentes, porque no final, seja com que visão for para o clube, será sempre para o seu bem.

Agora regressando ao Presidente Vieira "que construiu o Benfica do Sec.XXI". Sem dúvida que teve o seu peso nisso e esteve envolvido na construção do estádio, centro de estágio, criação do canal do clube, entre outras coisas. Mas dai de ser participante, a ser o próprio coração de tudo o que se passou de bom no Benfica desde que Vale e Azevedo perdeu as eleições parece-me algo como endeusamento.

Vieira disse a uns dias: "Muitos dos meus cabelos brancos estão neste estádio"

Se alguém faz algo pelo bem de outro e falo de coração, não vai depois por ai a vangloriar-se pelo que fez...por isso acho que por muito bem que tenha feito ao clube, Vieira gosta acima de tudo de si mesmo e promove-se as custas do que faz ao serviço do clube...só espero que no final da sua presidência se possa dar uma nota positiva do seu ministério simplesmente falando no que ao clube concerne.

Nisto também não deixo inocente o Manuel Vilarinho, que veio dizer que está a altura dos maiores presidentes da história do Benfica...la está, auto-promoção...se há alguém que deva meter Manuel Vilarinho a altura dos maiores, esses são os adeptos do Benfica, não ele próprio. Nisso discordo do GB quando ele elogiou o ex-presidente do Benfica quando fez esses comentários.

Deixo aqui um repto ao presidente Vieira, democratize de verdade o nosso clube, e não tenha dúvidas que os adeptos e sócios do Benfica, a seu tempo, o colocarão no lugar que mereceria.

ps: e parece que seja português ou estrangeiro, no Dragão, é sempre tripeiro! Grande Falcão! Aquilo é que foi um salto para a piscina...de fazer o Aimar (tão criticado pelos avençados) ruborizar de inveja! O Árbitro caiu que nem um pato...


E já nem digo mais nada em relação a quantidade de vezes, neste caso na Antena 1, em que ouvi comentadores desse rádio a meter o porto na Liga dos Campeões... São mesmo fieis a casa mãe...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Quanto amor se compra com 200000 libras por semana?

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
Excertos do futebol moderno: Para reflectir...

A propósito do caso Wayne Rooney, que seguramente também chegou a Portugal mas que aqui, em Inglaterra tem alimentado folhas e folhas de jornal, deixo aqui excertos de comentários proferidos por Alex Fergusson, Harry Reknapp, e Assou-Ekotto, excertos memoráveis, e que nos ajudam a compreender melhor o futebol de hoje, e a razão, por exemplo, porque é quase impossível cortar as pernas aos Di Marias do nosso futebol. A primeira que se segue é uma entrevista a Alex Fergusson, conduzida antes da renovação de contrato da estrela do United.

- Desentendeu-se com Wayne Rooney?
- Nunca discutimos. Penso que tem de se entender os mecanismos destas situações, quando os jogadores querem deixar os clubes. É sempre fácil dizer-se que o jogador se desentendeu com o treinador.
- Estamos agora a ouvir que ele não quer assinar um novo contracto. Qual é a situação das negociações?
- Estava no escritório a 14 de Agosto quando o David (Director) me ligou a dizer que tinha recebido um telefonema do empresário do Rooney, dizendo que ele não ia renovar contrato. Fiquei estupefacto. Não consegui entender porque apenas alguns meses antes ele me tinha dito que estava no melhor clube do mundo e que queria ficar o resto da vida. Simplesmente não sabemos o que mudou na cabeça do rapaz. Tive entretanto uma reunião com o Rooney, e ele confirmou a posição do seu empresário. Apenas lhe disse: “Lembra-te apenas de uma coisa: respeita este clube. Não quero estupidezes, respeita este clube.” O que estamos agora a assistir na imprensa é desapontante porque nós temos feito tudo o que podemos para proteger o jogador desde que ele chegou ao clube. Fomos sempre um escudo para ele. Todas as vezes que ele teve problemas, todos os conselhos que lhe demos… Mesmo financeiramente, aconselhámo-lo tantas vezes… Mas nós fazemos isso pelo Rooney e por todos os outros, isto é o Manchester United. Este é um clube que baseia a sua história e a sua tradição no respeito entre treinadores, jogadores e o clube. Isso recua aos tempos do Sir Matt. O Rooney tem beneficiado disto, como tem o Giggs, o Paul Scholes e todos os outros, é para isso que nós cá estamos. Por isso não houve desentendimentos, e é por isso que tenho de clarificar esta situação com os adeptos. Porque o que vimos no passado sábado foi inaceitável. Quando estávamos 2-2 e os adeptos começaram a gritar pelo Rooney para que entrasse, colocou pressão no resto da equipa e não lhe fez bem nenhum. Há situações em que a primeira função de um treinador é proteger o balneário.
- Todos sabemos o que o Rooney pode fazer dentro do campo. Está desapontado com ele neste momento?
- Há sempre um certo desapontamento quando temos de lidar com os jogadores de hoje. Não é tão fácil como era há uns anos atrás, quando negociavas um contrato baseado na confiança no trabalho do Manager para quem jogavas. E como Manager, antes também tinhas mais contacto com os pais dos jogadores. Ontem disse ao Edwin Van der Saar, que cometeu um erro incrível no jogo de sábado: “Bem, como te sentes?”, e ele respondeu que a primeira pessoa que lhe telefonou depois do jogo foi o pai dele. E eu disse-lhe: “Óptimo, ouve-o, ele é a pessoa que deves ouvir.” Mas esses tempos acabaram. Agora lidamos com empresários que vivem nos bolsos dos jogadores.


Sobre o mesmo tema, Harry Redknapp, Manager do Tottenham escreveu:
O caso Wayne Rooney demonstrou-nos uma situação que hoje é muito clara: todo o poder no futebol está nas mãos dos grandes jogadores. O poder não está nos clubes, seguramente não está nos Managers, e muito francamente, muitos contratos não valem sequer o papel em que foram assinados. Se os jogadores querem sair e estão sob contrato, eles quase de certeza conseguem criar as situações certas para sair. Uma vez que um jogador tenha decidido que quer sair, ponto final, é jogador perdido. Não há absolutamente nenhuma vantagem em mantê-lo, porque isso causará problemas desnecessários no balneário, que trarão imensos problemas ao clube, para mais quando o jogador envolvido é uma estrela e ídolo das bancadas.

Ainda sobre Wayne Rooney e o seu envolvimento com uma outra mulher, Benoit Assou-Ekotto, defesa esquerdo do Tottenham, disse esta semana à imprensa inglesa:
A tendência no futebol moderno é achar-se que tudo está bem desde que não fodas com prostitutas. O Rooney não anda bem, e é uma coisa muito triste a sua esposa ter de saber pelos jornais que ele andou a foder outra gaija durante 7 meses. Mas como não é prostituta está tudo bem. Nós, jogadores, chutamos uma bola por 100000, 200000, às vezes 300000 libras por semana. Não melhoramos em nada o mundo. Não é como se tenhamos inventado a água quente, ou coisa parecida. Apenas chutamos uma bola. Mas às vezes, quando estes gaijos saem à noite, é como se tenham a mania que são estrelas rock. Compreendo que alguém use óculos escuros à noite se for médico e estiver a fazer uma cirugia e a salvar vidas mas, futebolistas?! Eu não estou no futebol como a maioria dos meus colegas. E realmente, não gosto nada deste mundo. Estas pessoas não me alimentaram em criança, não me trouxeram ao mundo e a minha vida não melhorará em nada por ir para uma discoteca embebedar-me com champagne.

O desfecho desta história todos conhecem. Depois da "espera" ao jogador por parte de adeptos do United à porta da sua casa, e depois de ameaças de morte se Rooney assinasse pelo Manchester City, no dia seguinte Rooney renova pelo United jurando amor para toda a vida.

Quanto amor se compra com 200000 libras por semana?

Sigam o exemplo do melhor: Pressionem os submissos.

 ●  10 comentários  ● 

Conforme eu avisei aquando da vitória do Porto sobre o Leiria B e como é tão evidente no post efectuado hoje de manhã pelo pjsimões sobre a estatística da Liga de Clubes de faltas nos jogos da Liga de Benfica e Porto os clubes pequenos são muito menos agressivos quando jogam contra Porto que contra Benfica!!!

Curiosamente em Espanha passava-se/passa-se a mesma coisa: contra o Real Madrid os pequenos excedem-se e contra o Barcelona levantam o pé (basta ver a atitude com que muitas equipas jogam em Camp Nou). Só que neste caso o Mourinho não dorme e logo que chegou lá atirou a matar sobre os clubes pequenos e a falta de atitude defendendo a sua equipa.

Posto isto, eu tenho que me interrogar: porque é que ninguém do Benfica se insurge contra estas atitudes lesivas dos clubes pequenos??
Custa muito dizer ao Jorge Jesus para mandar uma laracha sobre este assunto e colocar pressão sobre os clubes pequenos e o Porto ao mesmo tempo e mostrar que estão atentos a estas situações?

Ou será que a nossa Direcção ainda pensa que o Benfica está num pedestal e não se deve envolver nestes assuntos? É que fechar os olhos a situações destas não funcionou muito bem nas ultimas décadas!
Uma sugestão: aproveitem o boicote aos jogos fora para sugerir aos clubes pequenos que enquanto estas atitudes não acabarem não acaba o boicote. Contactem os opinion-makers benfiquistas para mencionar isto (Sílvio Cervan, Leonor Pinhão, APV...).

Infelizmente, este é mais um aspecto em que a Direcção se descuidou e deu o flanco (e faz-lo ano após ano...) aos Corruptos. Sigam o exemplo do melhor treinador do mundo e condicionem estes compadrios.

Dados interessantes

 ●  5 comentários  ● 
Está aí á porta a visita do Benfica ao antro de corrupção e nada melhor que alguns pequenos dados para nos dar uma melhor ideia de como se coloca um clube no primeiro lugar e se atrasa outro, neste caso o Glorioso. Estes dados estão no site da Liga de Clubes que emitiu um relatório estatístico até à 6.ª jornada.

Falta Cometidas

Benfica: 111
Cartões Amarelos: 27

corruptos: 109
Cartões Amarelos: 13

Faltas Sofridas

Benfica: 113 (o 2.º clube com mais faltas sofridas)
corruptos: 70 (o clube com menos faltas sofridas, fantástico!!!)

Como podem observar, temos praticamente as mesmas faltas cometidas que os corruptos mas com uma pequena diferença... Temos mais 14?! amarelos que os corruptos onde ocupamos a liderança da Liga com 27 amarelos. Os corruptos? Bem, os corruptos seguem num confortável 14.º lugar com apenas 13 amarelos.

Quando muitos de nós falamos da forma pouco agressiva com que os adversários dos corruptos se apresentam, não se trata de falácia mas sim de algo bastante concreto que pode ser observado pelo facto de que os corruptos são a equipa que menos faltas sofre, isto apesar de passarem a maioria do tempo em ataque continuado. Em sentido contrário temos o Benfica que é o 2.º clube mais castigado pelos adversários. 

Estes números confirmam, para quem tinha dúvidas, que a maioria das equipas cá do burgo simplesmente reduzem a intensidade e agressividade no seu jogo, facilitando assim as movimentações dos jogadores do clube corrupto.

E assim se vai construindo um campeão e um treinador.


O Puritanismo do Oliveira e Costa desmascarado!

 ●  9 comentários  ● 
APV esteve magistral!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Bem Hajas Luisão

Avatar
 ●  7 comentários  ● 
Esta é evidentemente uma opinião pessoal mas, acredito que se fosse pedido aos Benfiquistas para eleger as três figuras do Benfica versão 2010/2011, provavelmente os eleitos seriam Fábio Coentrão, Aimar e Carlos Martins.

De Fábio Coentrão já tudo se disse, começam até a faltar adjectivos para o classificar. Simplesmente soberbo, em capacidade ofensiva, em capacidade defensiva, concentração e entrega ao jogo. Só não digo que no espaço de um ano se tornou no melhor lateral/extremo esquerdo do mundo, porque há um outro, que também joga mais atrás ou mais à frente, um moço de 21 anos chamado Gareth Bale, imparável também, com a mesma capacidade física embora fisicamente mais robusto. Entre um e o outro, venha o Diabo e escolha! Ainda sobre Fábio é preciso dizer-se, não tivesse ele tido a sorte de encontrar Jorge Jesus, e talvez nunca tivesse passado da banalidade na sua carreira.

De Aimar, arrisco-me a dizer que na sua terceira época de Benfica, esta se prepara para ser melhor do que a anterior, tal como a do ano passado já tinha sido bem melhor do que a primeira. Sempre em crescendo, nada que me surpreenda, porque de facto Aimar nunca precisou de apresentações e nunca ninguém duvidou do seu talento. Aimar só poderia falhar no Benfica por falta de motivação para jogar em Portugal (o que felizmente não se verificou), ou então devido ao seu problema de sempre: incapacidade física. E parece-me justo neste capítulo realçar o notável trabalho do Departamento Médico encarnado neste ressurgimento de Aimar em grande nível. Penso que o Benfica tem finalmente, após muitos anos de incompetência e anarquia, um verdadeiro Departamento Médico ao nível dos melhores clubes do mundo.

Carlos Martins é um pouco como Aimar. Os seus grandes problemas sempre foram as lesões, irregularidade e instabilidade emocional. Parece-me justo dizer que à semelhança de Aimar, Carlos Martins parece um jogador cada vez mais forte fisicamente, mais regular, e cada vez mais fundamental na equipa. Fundamental porque este Carlos Martins, emocionalmente não tem nada a ver com o do Sporting. Carlos Martins é sempre dos mais inconformados em campo, é daqueles que come a relva, dos que berra com os colegas quando adormecem e que dá o exemplo mesmo quando as coisas não lhe saem bem. Disciplinarmente, não me lembro de um único caso em três anos de Benfica. Chegou à Luz com o propósito de calar muita gente, e tem-no feito, sem falar muito nem se colocar em biquinhos de pés, deixou as respostas naquilo que foi fazendo dentro do campo.

Para o fim deixei propositadamente o "meu" quarto magnifico desta época, que não tem necessariamente de ser o quarto. Poder-se-ia pensar que era David Luís mas, não, para mim tem sido o seu companheiro de sector, Luisão. Este poderia ser, em teoria, o ano do seu apagamento. Figura condenada a papel secundário na defesa encarnada com o emergir de David Luís, perdeu ainda o seu lugar na selecção do Brasil precisamente para o seu colega de sector após 42 internacionalizações. E o que se verifica? Verifica-se que Luisão apareceu esta época ainda mais forte, a acentuar ainda mais o seu papel de líder e de grande patrão da defesa Benfiquista, ao contrário do David que parece hoje um jogador sem confiança, alguém que tem sentido demasiado o seu estatuto de estrela, e que erradamente pensa hoje que para dar jus ao seu estatuto de um dos melhores defesas centrais do mundo já não basta defender bem e implacavelmente, mas também é preciso tirar da cartola números de circo que nem sempre correm bem e acabam a colocar a equipa em dificuldades.

Luisão também esteve no Mundial, também teve férias tardias, também chegou tarde à Luz, não fez pré-época e foi chegar e entrar no 11 para estancar uma defesa que sofria golos em todos os jogos, e de Luisão nunca se ouviu uma queixa nem se sentiu que a falta de pré-época servisse de desculpa para qualquer prestação menos conseguida.

Nem sempre muito apreciado na Luz, Luisão tem feito quanto a mim uma grande época até ao momento, e merece um lugar de destaque nas grandes figuras do Benfica dos últimos anos. Grande Capitão, líder de balneário, homem de golos decisivos e dos que sente a camisola, tem oito anos de Benfica e é alguém que tem evoluído técnica e tacticamente com o passar dos anos. Acredito que, embora David Luís seja um central de grande talento, enorme futuro e extremamente valorizado, mais facilmente o Benfica substituiria o novato do que o veterano.

Bem sei que normalmente os ídolos das bancadas são os artistas, os Martins, os Aimares e os Coentrões mas, é para Luisão a minha homenagem de hoje. E não é por esporadicamente ter manifestado vontade de sair que desce na minha consideração. Em campo nunca deu mostras de jogador contrariado e, no mais, provavelmente até é daqueles com valor para sair e que merecia ter experimentado outros campeonatos.

Bem hajas Luisão!!

E o apitadeiro para o Clássico é...

 ●  1 comentário  ● 
A besta do Pedro Proença!

Se alguém tiver amnésia sobre a "qualidade" deste suposto benfiquista aqui fica um video do youtube:



Da última vez que apitou um Porto-Benfica no Dragão marcou aquele penálti inexistente do Yebda sobre o Lisandro que afastou o Benfica de Quique da discussão ao título (ainda me ferve o sangue de cada vez que penso na capa d'O Nojo que disse que o "castigo máximo deu justiça ao resultado" - FILHOS DA P*TA).
Pelos vistos este ano vai ter a mesma missão afastar o Benfica definitivamente do título!

Vamos jogar contra 14 no Dragão e todo o plantel e equipa técnica têm que preparar este jogo com isso bem presente na cabeça.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Benfica 4 Lyon 3 Capazes do melhor e do pior

 ●  14 comentários  ● 
Um jogo que o Benfica parecia ter completamente sob controlo e com um resultado super-moralizante contra uma equipa que nao sendo um dos colossos europeus esta sempre presente na fase eliminatoria da Champions e joga taco a taco contra esses colossos.

E a diferenca entre o Lyon e o Benfica tornou-se evidente na segunda parte num aspecto: a experiencia dos primeiros e a ingenuidade da equipa do Benfica e da equipa tecnica.

Na primeira parte viu-se que de facto JJ tinha razao quando disse que conheciam muito melhor o Lyon: manietou completamente a manobra da equipa adversaria e mesmo sem exercer aquela pressao asfixiante que caracterizou a nossa equipa o ano passado (falta disponibilidade fisica de algumas unidades e tactica de outras para fazer este sistema funcionar) conseguiu-se fazer uma troca de bola fluida entre os membros do meio-campo, ser mortifero nos lances de bola parada e no contra ataque.

Na minha opiniao Salvio foi o "joker" que baralhou a tactica do Lyon que garantidamente estava a espera do Aimar e nao se soube adaptar ao esquema differente adoptado pelo Benfica.
Ironicamente a indisposicao de Aimar contribuiu para a vitoria. O miudo deu bastante trabalho pela faixa direita, combinou razoavelmente bem com o Maxi (que esta em pessima forma, apesar de se notar que o empenho e o mesmo) e apareceu bastante bem integrado na manobra ofensiva da equipa.
Contudo, os elementos de maior destaque na primeira parte foram o Carlos Martins e o Coentrao.
Carlos Martins foi o melhor em campo tendo estado envolvido nos 4 (!) golos da equipa: marcou de forma eximia o livre do primeiro golo e o canto do terceiro e esteve impecavel na forma como se envolveu nos contra-ataques que resultaram no segundo e quarto golos da equipa.
Quanto ao Caxineiro, ja comecam a faltar palavras para descrever as suas exibicoes: raca, tecnica, pulmao e agora qualidade na finalizacao. Marcou 2 golos sem necessitar de dominar a bola dando a aparencia de que esta nao tem segredos para ele.
Na primeira parte, a defesa tambem funcionou bem e ate o Peixoto jogou bem.

Na segunda parte o Benfica voltou a entrar muito bem no jogo, a dominar e a dar a impressao de que mais rapidamente chegaria ao quarto golo que o Lyon ao primeiro e tal aconteceu ao minuto 67 quando o Carlos Martins isolou Coentrao que fez um chapeu monumental a Lloris.

E a partir deste momento, o Benfica fechou a loja e saiu do campo e o que se viu foi outra coisa. Da forma como elogio Jorge Jesus por ter apostado em Salvio tambem tenho quue o criticar pelas substituicoes feitas. Se era para segurar o resultado e poupar jogadores para o jogo de domingo como a saida do Carlos Martins comprovou entao era essencial segurar o meio-campo defensivo (ainda para mais com a pessima exibicao do David Luiz) e fazia-se entrar o Airton em vez de Menezes. A entrada de Weldon e Jara ainda sao justificaveis para se apostar no contra-ataque, mas Menezes??? Nao que seja mau, mas e lento, pouco pressionante e nao recupera bolas.

Se a equipa acabou o jogo com o coracao na boca foi por causa da ingenuidade de Jesus que fez uma pessima gestao do banco. Nao se compreende a teimosia/obssessao de JJ em recusar meter mais que um trinco em campo quando tal e necessario. A conta disso a defesa ficou vulneravel pois o David Luiz esta completamente desnorteado e nao se encontra em campo e o Roberto vai ter que voltar a enfrentar os seus fantasmas no jogo com o Dragao. Algo completamente evitavel se JJ tivesse resguardado melhor o sector defensivo!!

A equipa deste ano e completamente diferente da do ano passado: nota-se que nao existe a mesma disponibilidade fisica dos jogadores que havia no ano passado para fazer pressao alta e mesmo de um jogador crucial para fazer isso funcionar que e o Ramires. Alem disso o Lyon nao e uma equipa do campeonato portugues! Sabem jogar a bola e nao perdem a cabeca facilmente, tem estofo de quem joga na Liga dos Campeoes. JJ precisa de compreender isso. Inadmissivel estourar o capital de confianca adquirido com os primeiros 4 golos com 3 golos evitaveis.

Agora la vamos ter que aguentar as bocas de que o Benfica nao tem banco (como esta escrito na cronica do Publico e ja ouvi dizer na Sic Noticias) quando o que faltou foi inteligencia ao JJ para defender o resultado.

Positivo: 70 minutos iniciais. Exibicoes magistrais de Carlos Martins, Coentrao. Segundo jogo a marcar de Kardec. Boa entrada de Salvio.

Negativo: Jorge Jesus: pessima gestao do jogo apos a obtencao do 4-0 sem saber resguardar o sector defensivo contra uma equipa de alta craveira e jogadores excepcionais. Se este jogo fosse a eliminar tinhamos perdido por sua culpa.

Lisandro vs Cardozo

 ●  2 comentários  ● 
Depois de ver a capacidade concretizadora do Benfica sem Cardozo em campo só posso dizer que concordo com o discurso do nosso treinador sobre a importância do Takuara para a nossa equipa.
E o Kardec não tem sido capaz de suprir a sua ausência com aquilo que mais importa: golos.

Definitivamente é um jogador mais importante para a equipa do que o Lisandro para o Lyon.
O que acham os leitores?

Depois de treinador de Bancada, o árbitro de Bancada: Uma Evolução Natural

Avatar
 ●  1 comentário  ● 
Confesso que tenho dificuldade em compreender os receios que rodeiam a hipotética greve dos árbitros na semana do Porto – Benfica. Não sei se ainda mantém em rigor a velha regra segundo a qual, na ausência do árbitro, deve ser recrutado um espectador na bancada para arbitrar a partida. Se assim fosse, o mais provável seria que o árbitro do jogo acabasse por ser um adepto do Porto. Sinceramente, creio que ninguém daria pela diferença. Seria um Porto – Benfica perfeitamente normal. Já aqui recordei a noite histórica em que o Sr. Donato Ramos, depois de ter permitido que o Vítor Baía defendesse com as mãos fora da área, anulou um autogolo do Porto por fora-de-jogo posicional de um jogador do Benfica. Hoje, lembro o saudoso árbitro Carlos Calheiros (que é também o eminente turista José Amorim), que um dia assinalou um penalty contra o Benfica por uma razão que permanece misteriosa até agora. Na primeira repetição, José Nicolau de Melo descortinou (e José Nicolau de Melo descortinava como ninguém) uma falta de Mozer. Na segunda repetição, julgo que aventou uma mão de Hélder. E, na terceira repetição, concluiu que não existia falta nenhuma das infracções anteriores nem qualquer outra, mas optou por dar o benefício da dúvida ao árbitro. Gente maldosa comentou que o benefício da dúvida tinha sido o menor dos benefícios que o árbitro tinha recebido nessa noite. Acredito mesmo que qualquer adepto do Porto faria um trabalho mais isento.

Quanto à greve, não sei se tem razão de ser, mas não percebo a forma do protesto. Quando os trabalhadores da TAP fazem greve, não comparecem na TAP, que é a morada do patrão. Quando os funcionários da EDP fazem greve, abstêm-se de comparecer na EDP, que é a morada do patrão. Quando os árbitros fazem greve, ameaçam não comparecer no estádio do Dragão? Que esquisito.

Todos estes meses depois, o túnel da Luz continua a afastar o inigualável Givanildo da convocatória da selecção brasileira. Há, perversa infra-estrutura! Perversa e sectária, que o David Luiz passa lá todas as semanas e continua a ser convocado.

“ (…) é assustador verificar a frequência com que, graças a uma redacção voluntariamente ambígua da lei, são anuladas em julgamento as escutas telefónicas.”
MIGUEL SOUSA TAVARES
Expresso, 11 de Junho de 2007

“ Durante quatro semanas a fio, o jornal «Sol» levou a cabo, tranquilamente, a divulgação de escutas telefónicas recolhidas num processo em segredo de justiça e abrangendo até alguma gente que, tanto quanto sabemos, não é suspeita de qualquer crime. (…) E todos nós, mesmo os discordantes, fomos obrigados a ler as escutas e concluir a partir dos factos e indícios nelas contidos, sob pena de sermos excluídos da discussão pública”.
MIGUEL SOUSA TAVARES
Expresso, 25 de Março de 2010

Como já aqui tive ocasião de notar, há um grande consenso social em torno do fenómeno das escutas. Até gente de clubes diferentes se encontra no essencial, o que é notável e bonito. Por exemplo, eu concordo com o Miguel Sousa Tavares quando diz que é assustador o número de escutas telefónicas, algumas bem incriminadoras, que são anuladas em tribunal. E também me sinto obrigado a tomar conhecimento dos factos e indício nelas contidos, para não ser excluído da discussão pública. O que pretende quem deseja fingir que as escutas não existem é decretar a obrigatoriedade da hipocrisia. E isso, fiquem sabendo, Miguel Sousa Tavares nunca permitiria. E eu estou com ele nesta luta. Juntos venceremos, tenho a certeza.

“ Jornalista – O best seller de Carolina assume foros de escândalo. As críticas vêm até indefectíveis portistas.
Rui Moreira – O Sr. Jorge Nuno Pinto da Costa devia ter falado com os adeptos, devia ter falado com os sócios, sobre esta matéria. E devia ter-lhes pedido desculpa
(…)
Jornalista – As críticas aos administradores da SAD não se limitam à gestão.
Rui Moreira – À volta daqueles que são os grandes líderes, aquilo que acontece é que se começa a confundir a fidelidade com o cortesão. Perante o Sr. Jorge Nuno Pinto da Costa são absolutamente acríticas, mas nas costas do Sr. Jorge Nuno Pinto da Costa são as pessoas mais críticas. E esta tendência, que é típica dos cortesãos, como nós sabemos, aquilo a que se chama jogos de corredor, é típica também de uma instituição cuja a liderança se aguenta durante muitos anos. (…) Aquele passeio da fama que o FC Porto tem, Faltam lá alguns nomes, claramente.
Jornalista – Mas quem é que é o responsável por isso?
Rui Moreira – É a política de guerrilha”.

Numa interessante reportagem da RTP, disponível aqui: http://www.youtube.com/watch?v=5yjllkmd4wg&feature=related.

Tenho acompanhado com muito interesse o Trio D’Ataque na sequência do despedimento com justa causa de Rui Moreira. Por muito que me custe admiti-lo, o comunicado emitido pela SAD do Porto estava correcto: de facto, o novo elemento (além de ter a estanha mania de permanecer no estúdio durante toda a duração do programa, honrando o contrato que o liga à RTP), emite livremente opiniões que são da sua exclusiva responsabilidade. O novo modelo do programa faz lembrar o tempo em que Rui Moreira não era sequer candidato a sócio do ano, antes de ter percebido que as suas opiniões não eram as mais correctas, quer para as suas ambições inconfessadas, quer para a sua saúde. Espero que o estádio do Dragão tenha corredores espaçosos: há mais um jogador para albergar.

P.S. - Tanto Miguel Sousa Tavares (que esta semana nos obsequiou com uma excelente redacção subordinada ao tema A Caça aos Patos) como Rui Moreira (que fornece aos leitores informações interessantíssimas, como o facto de não ter visto um jogo por estar a entreter um Sr. Que até é comendador) insistem que eu não escrevo aqui sobre o que devia. O jurista que cita a declaração de independência pensando estar a citar a constituição americana considera que eu não sei do que falo; o comentador desportivo que foi despedido por não comentar tem reparos a fazer aos meus comentários. Vivemos num mundo estranho.

Crónicas de Ricardo Araújo Pereira, in A Bola


Nao deixar de ler o post "Dia D" do DarthVader, com as suas ideias sobre o grande jogo de hoje 'a noite. Dia D de decisivo, pois claro!

Dia D

 ●  1 comentário  ● 
É verdade...devem haver ainda assim muitos adeptos fanáticos que eram realmente capazes de tal coisa... :P

Agora a sério, é uma necessidade que todos nós sentimos, ver o Benfica ganhar irrepreensivelmente, por merecimento, por grande diferença de qualidade de jogo. Temos saudades do Benfica que dava cartas na Europa e metia medo aos maiores clubes do mundo! Um benfica que a sua imagem de marca fosse a qualidade, o não saber jogar mal, a temível fome de golos.

Esta é A semana decisiva como disse o vermelhusco, temos dois jogos em que começaremos a jogar o futuro da presente época e será que mostraremos que estamos aqui para a luta, ou que é o nosso render da guarda? Será nesta semana que mostraremos se temos ou não equipa para lutar nas 2 maiores frentes em que o clube esta envolvido este ano, o Campeonato e a Liga dos Campeões. Para já porque não podemos começar o edifício pelo telhado sem antes ter feito os alicerces, falarei do nosso jogo hoje com o Lyon.

Em mais do que um post, cada um antes dos jogos fora com o Schalke e o Lyon, eu pedi (mesmo que soubesse que não me iria ouvir, mas poderia ter esse acesso de consciência) ao nosso treinador que não usasse o mesmo esquema de equipa que costuma usar no campeonato, e porquê?

1- É a liga dos campeões, não estamos a jogar contra navais, não é por receio, mas por respeito.
2- Eram jogos fora de casa. Toda e qualquer equipa que vá jogar fora (desde que não seja um adversário notóriamente mais fraco) não vai com uma táctica ofensiva, mas com uma táctica de expectativa e aproveitar os erros do adversários para fazer contra-ataques rápidos ( e nisto incluo mesmo clubes como Real Madrid ou Manchester United)
3- Estamos numa fase de grupos onde os pontos decidem quase tudo. Temos de ser pragmáticos e pensar na quantidade de pontos que nos permitirão passar o grupo, é claro que ganhar um jogo fora de casa é excelente, mas PERDER é terrível, porque não são só os pontos que nós perdemos, mas os pontos que o adversários nos ganha. A lógica manda ganhar os jogos em casa e jogar em contenção para tentar não perder fora de casa, sem descurar as oportunidades de uma possível vitória se as condições se reunirem.

Bem, o nosso treinador, pela maneira de ele ser, decidiu que não seria bom mudar a táctica porque isso desrutinaria os jogadores na nova táctica, e que o Benfica é uma equipa naturalmente ofensiva. E realmente até tivemos boas ocasiões nesses dois jogos para marcar, o que acontece é que talvez também por azar, não as concretizamos e o desequilibrio defensivo da equipa depois veio a revelar-se catastrófico, Schalke e Lyon, a jogar perante os seus adeptos, como qualquer equipa a jogar em casa, tinham de dar o tudo por tudo para ganhar perante a sua massa associativa, e mais, não perder pontos para o adversário na sua própria casa. E por isso sempre iriam carregar mais no ataque do que fariam fora de portas, metam-se no lugar dos adeptos desses clubes e se não pensariam o mesmo... O Benfica devia ter encarado estes dois jogos mais com cabeça fria e lógica.

Não é por isso que deixo de gostar de JJ, nada disso, eu mesmo antes de vir para o Benfica já o recomendava aos meus amigos como o treinador certo para o lugar, e ele o é. Só precisa de mais pragmatismo para as alturas em que se pede mais contenção. E ele se todos lhe derem essa oportunidade corrigirá esses erros. Quem não os tem?

Agora que vamos jogar em casa com o Lyon, porque este jogo é como disse, em CASA, peço ao nosso treinador que não mude nada, estamos perante o nosso público, agora sim é a nossa vez de CONTROLAR, ATACAR, REMATAR como se não houvesse amanhã! Quero ver todos os jogadores a suarem, a fazer das tripas coração para levar de vencido este Lyon. Não há outra alternativa, temos de vencer para continuar nesta competição, e por isso os jogadores precisam de toda a ajuda, que os adeptos encham o estádio e empurrem a equipa para a vitória! Esta vitótia que nos servirá de impulso para depois encararmos o jogo do ladrão como sendo mais um para GANHAR!

Este é o Dia D de DECISIVO!
FORÇA BENFICA!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

As ideias existem...Basta querer

 ●  7 comentários  ● 
Depois de no fim-de-semana se ter festejado o aniversário da nova catedral, com a inauguração de um mural de homenagem, a quem quis contribuir para a mesma, convém relembrar que a história do Benfica é feita destes pequenos momentos, onde o povo, os que gostam do clube e o amam, sentem que podem fazer algo em prol do clube.

Não é querer lugares por atacado, não é cobiçar este ou aquele lugar em troca de maior visibilidade, mas sim amar o clube, trabalhar para ele com a dedicação devida e com o amor verdadeiro e o resultados aparecem.

Lanço daqui, e sei que o blog é visto por muita gente, duas ideias simples que tornariam a envolvência dos sócios com o clube ainda mais.

- Propôr uma lista de 100 figuras do clube, nos mais diversos desportos (deriva do facto de sermos um clube verdadeiramente ecléctico) para submeter a votação. Os 30 nomes mais votados dariam lugar às portas do nosso Estádio. Em vez de termos de nos dirigir para a porta 10 ou 14, poderíamos ir para a porta Eusébio ou porta Bella Gutmann. Era uma das melhores maneiras de elogiar os nossos, aqueles que deram tudo e mais alguma coisa pela camisola rubra nos mais diversos pontos do planeta. Os 70 nomes que restam seriam homenageados nas paredes do Estádio com a indicação (ao que sucede no interior e apenas no piso 1) dos feitos conseguidos no nosso clube.

- Na semana em que antecede os nossos jogos em casa, decorrer uma votação no site (que não serve só para vender), com várias perguntas sobre o Benfica e sobre o adversário em questão. Os cinco sócios que acertassem mais nas perguntas ganhavam a possibilidade, de, no intervalo do jogo em causa, marcarem cada um, três penaltys ao guarda-redes suplente do Benfica nesse jogo. Isto fomentava a interacção entre os adeptos e a equipa. Aumentava a interacção entre os adeptos e o clube, através do site e possibilitava o convívio, que muitas vezes é retirado, com os treinos à porta fechada.

Por isso, as ideias estão cá. Não preciso delas para me tornar famoso. Exponho-as no sentido e com o intuito de ajudar quem eu gosto, que é o Benfica. Tomara que outros, que têm essa responsabilidade, o fizessem.

Não esquecer de ver o post do Vermelhusco sobre a semana decisiva.

Também publicado em Cativo Vermelho.

Mais uma Supertaça

 ●  2 comentários  ● 
Numa semana em que Henrique Vieira não pôde contar nos treinos com muitos jogadores, o Benfica mostrou os argumentos de um Campeão, batendo o FCP por 66-63.

Num jogo muito equilibrado, é nos detalhes que as grandes equipas fazem a diferença e foi isso que aconteceu na tarde desta segunda feira no novo Pavilhão de Albufeira.
Apenas por uma vez os pupilos de Henrique Vieira estiveram a perder por sete pontos, mas a recuperação aconteceu em pleno terceiro período quando o jogo parecia estar a querer virar. Foi uma vitória muito sofrida devido ao elevado número de erros técnicos, mas onde a vitória assenta que nem uma luva na melhor equipa nacional.

Para além da vitória da Supertaça, o MVP (jogador mais valioso da partida) foi o nosso Ben Reed!
p.s Em vésperas de duras batalhas no futebol, faz todo o sentido falar d'A semana decisiva.

Nova Administração "(novo) Blog GeraçãoBenfica"

 ●  Sem comentários  ● 
É com um misto de orgulho e nostalgia que anuncio o cessar de funções do GB neste espaço, anunciando ao mesmo tempo a nova Administração eleita por sugestão do GB e unanimidade de todos: DarthVader, Vermelhusco e Redmoon.

O GB nunca escreveu para se promover - caso contrário não seria uma figura anónima. Nunca escreveu para defender ou atacar ninguém, contrariamente ao que muitos quiseram fazer querer.

O que começou por ser um meio independente de partilhar opiniões, acabou num projecto lider na blogsfera e uma referência para muitas pessoas. Lido inclusive dentro do Sport Lisboa e Benfica. Não era essa a ideia, nunca foi. Se calhar lidei mal com isso, talvez.

Para o futuro, peço apenas o respeito pelos novos líderes deste projecto que são o que chamo "benfiquistas à antiga", ainda que com visões diferentes sobre o SLBenfica. Todos cumprem o desígnio que defini quando "abri" o Blog a outros benfiquistas: Independência, Anonimato e Liberdade de Expressão.

Este tópico não aceita comentários, pois mais importante que o GB é o Blog e mais importante que o Blog é o Sport Lisboa e Benfica.

A semana decisiva.

 ●  6 comentários  ● 
Se existe algo que demonstra o quao fraco foi o arranque do Benfica esta temporada tendo em conta os objectivos definidos e o momento da epoca em que chegou uma daquelas primeiras semanas decisivas para as ambicoes do Benfica esta temporada.
E e alarmante considerar sequer a hipotese de o Benfica ficar desde ja afastado da fase eliminatoria da Liga dos Campeoes e com um atraso irrecuperavel para o lider do campeonato.

Ninguem se engane: esta e a semana decisiva para o Benfica esta temporada. E tal dramatismo so se verifica do lado do Benfica que corre atras do prejuizo. O Lyon esta confortavel na lideranca do grupo da Champions e o Porto, infelizmente e com mais ou menos justica esta confortavel na lideranca da Liga e tendo em contra o atraso irrecuperavel de Braga e Sporting para eles o Benfica e o unico clube que ainda pode oferecer um pouco de luta durante o campeonato.

Embora nao tenha visto o jogo com o Pacos (viagem nocturna de Lisboa para Guimaraes) fiquei chocado ao ouvir no relato que so 29000 espectadores estiveram presentes no Estadio da Luz. Os adeptos tem que apoiar a equipa e demonstrar que acreditam. E necessario apoiar os jogadores e mostrar contra o Lyon o que e o Inferno da Luz e dar uma forca animica para tambem entrarem no fim-de-semana no antro da corrupcao com forca de campeoes!

Apesar de haver jogadores em baixo de forma e que, devido ao mau planeamento do plantel, nao tem substitutos (Cesar Peixoto e Maxi Pereira por exemplo) o Benfica tem que acreditar. 5 vitorias seguidas sem sofrer golos demonstram que a equipa, se nao tao espectacular continua solida.

Por isso, faco um apelo a todos os adeptos do Benfica: encham o estadio contra o Lyon! Mostrem que acreditam nos jogadores e deiam-lhes forca e entusiasmo!

Quanto ao jogo do Dragao. Eu sou da opiniao que a probabilidade de vitoria do Benfica naquele estadio anda a volta dos 5-10% tendo em conta o numero de vezes que vencemos la nos ultimos 20/25 anos. Mas quer isso dizer que e impossivel? Nao.

JJ demonstrou o ano passado que consegue ganhar ao Porto e surpreender como fez na 1a volta na Luz quando tirou um coelho da cartola (Urretavizcaya - que saudades deste miudo!) e na Taca da Liga em que os nossos jogadores mostraram um controlo emocional admiravel. Se Jesus quer ser considerado o "mestre da tactica" entao nao pode deixar ser ultrapassado por um fedelho que gosta de vinho como aconteceu na Supertaca.
Tem que trabalhar os jogadores para aguentarem o ambiente hostil (nada que um jogador do Benfica nao tenha que saber lidar) e mostrarem a raca, querer e ambicao que tem que caracterizar a equipa do Benfica.

domingo, 31 de outubro de 2010

Juju e o factor corrupção...

 ●  3 comentários  ● 
Eis o magnífico treinador, aquele que é o único treinador português tricampeão...a afundar o Málaga nos lugares de despromoção.

É que tirando a sua passagem pelo clube da corrupção, eu o vejo literalmente como toda a gente vê o Carlos Queirós, um treinador que nunca provou ter essas infindáveis qualidades que comentadores ditos "de referência" dizem ter, um treinador que nunca ganhou nada a não ser como adjunto, nunca deu provas de ser mais que mediano (Benfica, Braga, Boavista) e que ganhou 3 campeonatos ao serviço do Porto como os ganharia Queirós, o Luís Campos ou o Emplastro.

Sempre foi uma pessoa sisuda, sem garra e um táctico demagogo. Nesse aspecto Toni, com quem trabalhou muito tempo como adjunto, embora seja alguém em que a garra não é um ponto forte, tem a alma que lhe falta para tornar uma equipa não corrupta mais do que vulgar. Nada que eu não tivesse perspectivado no seu futuro no Málaga, que em breve será passado.

Desejo-lhe a mesma sorte que ele desejou ao Benfica depois de ter sido posto na rua por realmente não ter qualidade (bem me lembro, estive presente nesse jogo da taça de portugal, Benfica - Gondomar, em finais de 2002, que vergonhosamente perdemos por 1-0 e da posterior ira das claques junto da porta de entrada da equipa técnica) e aquando da sua passagem pelas Antas, onde foi injectado com doses industriais de anti-benfiquismo(ou melhor, a chamada "porcalhice"). Irá desaparecer tão rápido do panorama futebolístico que o melhor que poderá acontecer-lhe é voltar para Marrocos onde até teve o seu êxito, à mesma imagem de Manuel José que como nunca conseguiu ganhar nada em Portugal teve de fugir para África para se afirmar como um treinador fora de série e ter posição para poder dizer que os portugueses é que são uns mal-agradecidos.

Só espero que Jesualdo Ferreira, em tempos de necessidade, não venha a bater a porta onde cuspiu a pedir esmola, pois não tem honra para isso depois de se ter vendido aos corruptos em troca de títulos.

Arrivederci Juju...

ranking