O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

(In)Sucesso de Empréstimos - Actualização

 ●  3 comentários  ● 
No tópico Muito Preocupante (Emprestados) sobre os emprestados concluí na altura o seguinte: "Cerca de 27 jogadores emprestados e apenas 12 utilizados regularmente nas respectivas equipas, ou seja, menos de metade dos empréstimos do Benfica resultam realmente em utilização dos jogadores. A estes casos poderemos ainda juntar Helio Vaz, Balboa e Zoro que não são utilizados no SLBenfica".

Passado sensivelmente um mês, actualizando essa informação, chegamos à conclusão que... nada mudou!

O caso mais dramático e chocante é Rodrigo, que continua sem contar um minuto que seja, representando 6M€ parados em Inglaterra. Se já era mau pensar que se mandou para a Premier League um jogador com o objectivo de o preparar um jogador... para uma liga modesta como a portuguesa, pior se tornou agora quando concluímos que gastámos 6M€ e o jogador está parado! Não se adapta a Portugal, não se adapta ao SLBenfica e não evolui.

Entre os demais estrangeiros, Urreta "pegou de estaca" no Deportivo da Corunha, mas está parado devido a lesão, mas estava a destacar-se e a mostrar que poderia ter sido opção na Luz na falta de alas que temos este ano. Já no Vasco da Gama, Eder Luiz e Fillipe Bastos fazem-nos recordar Roger, o brasileiro que quando regressava o Brasil era só grandes jogos, mas quando chegava ao futebol europeu (mais rápido e pressionante)... desaparecia.

De resto Marcel, Shaffer, Patric e Adu continuam a não justificar qualquer regresso à Luz ou sequer alguma vez terem sido contratados. Yebda também continua ausente dos titulares ou sequer das opções no Nápoles.

Entre os mais jovens Nelson Oliveira, David Simão, Miguel Rosa e Yartey estão a confirmar e afirmar-se no Paços de Ferreira, Belenenses e Fátima mostrando que poderiam estar na Luz a ocupar o lugar de outros menos qualificados. No "pack" do Fátima, além do Yartey apenas André Carvalhas, João Pereira e Mário Rui são apostas regulares, sendo depois Leandro Pimenta, Rafael Costa e Evandro Brandão escolhas complementares.

Ruben Lima continua sem jogar no Beira-Mar, tal como Jan Oblak (ainda que hoje este esteve em excelente plano para a Taça da Liga). O mesmo destino têm tido Jorge Ribeiro, Romeu Ribeiro, Miguel Victor, Lassana Camará e André Soares.

A avaliação que continuo a fazer é de que a política de empréstimos do SLBenfica foi muitíssimo mal preparada, senão vejamos:

- Rodrigo custou 6M€, não foram 6mil€ nem 600mil€... foram 6M€. Acabou depois emprestado à solução mais fácil: O clube que concorria com o SLBenfica por ele! Em teoria era fácil... se o querem é porque ele vai jogar. Como se não bastasse optou-se por isso com um clube de uma das melhores ligas da Europa. Quem vai para lá jogar e quer regressar cá para o burgo?

- Marcel (3,5M€), Shaffer (2M€), Patric (2M€), Adu (1,5M€), Eder Luiz (3,6M€), Yebda (custo zero) e Filipe Bastos (custo zero) demonstram ser jogadores sem qualidade para o Sport Lisboa e Benfica. Regressaram aos países de origem com menos de um ano no SLBenfica e 12,6M€ (+ Salários) gastos!

- Um dos melhores produtos da formação do SLBenfica, em vez de evoluir em Portugal perto da nossa observação, está "a passar férias" na Suiça - Lassana Camará. Como ele, também Miguel Victor poderia estar a evoluir em Portugal e está parado na segunda liga inglesa.

- A colocação tardia, em cima do fecho das inscrições, de Oblak e Ruben Lima tem-se traduzido na sua ausência das opções do Beira-Mar que, aparentemente, tinha já as escolhas definidas com jogadores a quem paga ordenados, pelo que não privilegia outros que nem lhes custam dinheiro.

- Com quase de 10 jogadores do SLBenfica, o Fátima apresentou-se como a solução para "despejar" sem critério os jogadores da nossa formação. Que vantagens tem juntar tantos jogadores na mesma equipa, com um treinador que falhou na formação?


Nelson Oliveira e David Simão, que contam com um treinador benfiquista e "formador" são possivelmente a única demonstração de perspicácia na colocação dos jogadores, pois Miguel Rosa no ano passado justificou integrar um plantel da Liga Sagres este ano, tal como Yartey que é claramente um jogador evoluído para a sua idade, mas que precisa de um treinador com "pulso". Por fim Urreta justifica claramente que poderia (e deveria) ter ficado no plantel numa temporada em que não temos nem um sequer jogador de raiz para as alas.

Em resumo são 27 jogadores (+3 que estão parados no Seixal são... 30), cujo aproveitamento e desenvolvimento efectivos se resume a cinco deles. Ou seja, 82% dos jogadores emprestados não representam apostas nos clubes de destino, com potencial para regresso à Luz em condições de garantir retorno desportivo. Se excluirmos os seis estrangeiros que custaram 12,6M, a taxa de desaproveitamento reduz para 75%, ainda assim muito elevada.

SOLUÇÕES? Repensar e antecipar a política de empréstimos com base em:
» Seleccionar criteriosamente o leque de clubes em função dos objectivos a atingir para cada jogador
» Colocar os jogadores a custo zero nos clubes e com prémios de incentivo financeiros pela utilização e performance dos jogadores
» Colocação dos jogadores no início da definição dos planteis na pré-temporada e privilegiar o futebol português
» Lutar na Liga de Clubes pelo regresso das equipas B com capacidade para chegarem à Liga Orangina

3 comentários blogger

  1. que conversa de chacha. deviam era perder tempo a denunciar, no MVICC se preciso, a negociata do porto com a alienacao de percentagens de walter, moutinho e james.

    o porto vendeu percentagens destes jogadores a uma offshore. a cmvm nao diz nada e a fifa que proibe offshores, se é que sabe, nada diz. o benfica vendeu percentagens a investidores baseados em portugal e em bancos portugueses, de forma transparente, mas a cmvm nao nos larga.

    depois: o porto vendeu isto sem lucro face ao que gastou na compra! alguem esta a lavar dinheiro e / ou a fugir ao fisco!

    ResponderEliminar
  2. O tópico sobre os nossos jogadores emprestados é extremamente pertinente, mas queria começar por fazer aqui algumas correcções.
    - Apesar da “trágica” campanha do Leicester, o Miguel Victor tem sido sempre titular e apenas não jogou algumas partidas por lesão.
    - No caso do Fátima, este fim de semana no Carregado para a Taça, apenar o Mário Rui foi titular e teve um jogo para esquecer. O Fátima perdeu nos penalty’s e foi o Yartey quem falhou o penalty decisivo...

    Já o caso dos jogadores brasileiros, tenho visto alguma coisa de lá e o Marcel curiosamente é um jogador com mercado naquelas bandas...e titular no Santos. Agora está parado devido a uma lesão mas já leva nove golos esta temporada. Não percebo como ainda não conseguimos negociá-lo por lá, mas enfim...
    O Éder Luiz está a marcar por lá e a ter quase estatuto de estrela no Vasco da Gama. Sinceramente não vejo nele nada de especial(para não dizer mesmo nada!!) e acho que á minima hipotese de o vender o deviamos fazer, e o mesmo se aplicaria ao Fellipe Bastos.

    Problemas verdadeiramente graves são Zoro, Balboa, Adu, Schaffer e Patrick, jogadores verdadeiramente sem qualidade e sem mercado.

    ResponderEliminar
  3. so um reparo GB, equipas B a chegarem á liga orangina? so se num plenario da liga onde tivessem reunidos os clubes das divisões profissionais houvessem clubes a menos por causa das equipas B dos primo-divisionários. não tou a ver ninguem aprovar isso....

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking