O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


Qual vai ser o resultado do Derby?

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Avatar

Finanças: Análise dos 3 Grandes (Época 2015/2016)

 ●  + 54 comentários  ● 
Análise 2000/2015:
As Finanças dos 3 Grandes (2000-2015)


Análise 2015/2016:
Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Trimestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Semestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (3º Trimestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (Época 2015/2016)

Finanças: Análise dos 3 Grandes (Época 2015/2016)

Explicação para o Quadro Apresentado - Resultados com Atletas: Para existir comparabilidade na Demonstração de Resultados dos 3 Grandes foram apresentadas as "Mais-Valias com Transacções de jogadores + Outros Proveitos com operações de Jogadores". Benfica e Sporting apresentam Proveitos "Líquidos"/Mais-valias com Atletas, e o Porto começou esta época a apresentar os Proveitos "Brutos" com Transacções de Atletas, e nos Custos apresenta o valor contabilístico dos jogadores no momento da venda. Explicação para a correcção do valor do FCP: 71,8M€ - 31,6M€ = 40,2M€ de "mais-valias" + 3,6M€ de Outros Proveitos com Atletas = +43,8M€ de Proveitos "Líquidos" com a Transacção de Atletas.



Atendendo à publicação na CMVM dos Relatórios Anuais da Benfica SAD, Porto SAD e Sporting SAD, é apresentada a habitual análise actualizada sobre as Finanças dos 3 Grandes.


Benfica: A Benfica SAD aumentou os seus Proveitos Operacionais, face a 2015/2016, subindo dos 102,0M€ para os 126,1M€, tendo os custos subido dos 106,5M€ para os 118,2M€. Os Resultados Operacionais foram então de +7,9M€, melhorando face aos -4,5M€ da época passada. A performance europeia e a digressão de pré-época foram fundamentais para esta melhoria Operacional. Os Resultados com Atletas foram de +30,1M€ (incluindo a venda de Lima, Ivan Cavaleiro, Renato Sanches e Gaitan, entre outras vendas e empréstimos que representaram 81,9M€ de Proveitos Totais com Atletas), e na época passada tinham sido de +34,9M€ com Proveitos Totais com transacções de Atletas de 78,8M€. Os Resultados Financeiros e de Investimentos ficaram nos -17,5M€, e neste particular melhoraram dos -23,6M€, devido ao facto de há 1 ano terem sido considerados 5,9M€ de custos relacionados com a aquisição do Benfica Stars Fund.

Ao nível dos direitos televisivos,  a Benfica SAD alcançou 33,4M€, um valor próximo dos Proveitos obtido na época passada (34,6M€).

O Resultado do Exercício em 2015/2016 situou-se nos +20,4M€, enquanto que na época passada tinha sido positivo em +7,1M€, pelo facto de os Resultados Operacionais terem melhorado.

Em termos de Activo e de Passivo "Contabilístico", o Benfica tem a sua situação positiva com um Activo "Liquido" de 476,4M€ e Passivo de 455,5M€, e Capital Próprio de +20,9M€. 

Como "curiosidade" a Benfica SAD em termos de Activo "Bruto", considerando as Amortizações realizadas, já investiu 680M€ (272M€ de Activos Tangíveis, 270M€ de Activos Intangíveis e 138M€ de outros Activos).


Porto: A Porto SAD viu a sua situação financeira piorar de forma considerável, tendo agravado o Resultado Líquido do Exercício face a 2014/2015 de +20,0M€ para -58,3M€. Este agravamento deveu-se em grande medida aos Resultados Operacionais que passaram de -16,7M€ para -48,6M€! Este é o pior Resultado Operacional (s/ venda de jogadores) da Porto SAD de que há memória. Para este mau Resultado Operacional, em muito contribui os Custos de Pessoal excessivos que rondaram os 75,8M€, mais 14,3M€ do que o Benfica gastou no mesmo período. A menor capacidade de gerar Receitas Operacionais deveria levar a Porto SAD a conter-se nos custos, mas está a acontecer o oposto do que seria aconselhável. Os Proveitos Operacionais reduziram dos 93,6M€ para os 75,9M€ e os Custos Operacionais aumentaram dos 110,3M€ para os  124,5M€.

Ao Nível dos Resultados com Atletas, a Porto SAD também piorou bastante a sua situação, tendo alcançado (+7,1M€) enquanto que na época passada tinha alcançado (+51,1M€), devido ao facto de ter baixado as Mais-Valias & Outros Proveitos com Atletas de 90,0M€ para os 43,8M€. Por exemplo a venda de Imbula apenas permitiu uma mais-valia a rondar os 3,8M€ apesar de ter sido vendido por 24M€. O mais surpreendente é o facto de o Porto, mesmo com 75,4M€ "brutos" com transacções de Atletas, ter obtido 58,3M€ de prejuízos.

Os Resultados Financeiros e de Investimentos têm piorado e estão cada vez mais próximos dos obtidos pela Benfica SAD (FCP -15,8M€ vs SLB - 17,5M€), e isso deve-se em grande medida ao facto de a Porto SAD ter aumentado consideravelmente o seu passivo em 6 épocas, tendo o Passivo subido de 160,1M€ para 349,2M€.

Devido a esta performance, os Resultados do Exercício da Porto SAD pioraram tendo passado de +20,0M€ para os -58,3M€. Ao nível do Activo e do Passivo, a SAD apresenta 375,0M€ de Activo, 349,2M€ de Passivo, tendo o Porto Clube 59,4M€ de "Interesses sem Controlo" pelo facto de deter 53% do Estádio (empresa EuroAntas), que foi consolidada a 100% nas contas da SAD. O Capital Próprio da Porto SAD apresenta um valor de +25,8M€ e de -33,6M€ não considerando os Interesses sem Controlo.



Sporting: A Sporting SAD facturou 77,3M€ em Proveitos Totais e 109,2M€ de Custos Totais, e na época anterior tinha obtido 100,5M€ de Proveitos Totais e 81,2M€ de Custos Totais. Em termos Operacionais teve Proveitos Operacionais de 68,8M€ e Custos Operacionais de 78,5M€, tendo um Resultado Operacional de -9,7M€. A situação piorou pelo facto de na época passada (2014/2015) ter obtido 58,4M€ em Proveitos Operacionais, 52,1M€ de Custos Operacionais e +6,3M€ de Resultados Operacionais.

A Sporting SAD tem pouca capacidade de investimento em Atletas, no entanto este Trimestre teve de incluir nesta rubrica "outros" custos relativos aos 15,0M€ da condenação no caso Rojo/Doyen, o que fez com que o saldo com Atletas + "Outros/Doyen" representasse -16,6M€.

Nos Resultados Financeiros & Investimentos a Sporting SAD só teve custos de -5,8M€ devido a uma situação de "concorrência desleal", já que com o valor do Passivo + VMOC's deveria ter  custos financeiros semelhantes aos de Benfica e Porto, que deveria rondar os -15M€ a -20M€. Ou seja, o Sporting teve um "perdão de juros" que rondou os 15M€.

Devido aos resultados operacionais, resultados com atletas, resultados financeiros e condenação "Doyen", a Sporting SAD viu o seu Resultado Líquido do Exercício agravar-se imenso de +19,3M€ para -31,9M€.

Como curiosidade, a Sporting SAD duplicou os Custos de Pessoal, de 25,1M€ para 48,9M€. Se a Sporting SAD gastava metade do Benfica a nível salarial, isso deixou de acontecer em 2015/2016.

Quanto ao Balanço, o Activo está nos 224,3M€ e o Passivo + VMOC's está nos 377,2M€, e se não fosse considerado o "fenómeno" dos 127,8M€ de VMOC's que apenas serão convertidos em 2026, o capital próprio ficaria nos -152,9M€ negativos, encontrando-se mesmo assim negativo em -25,0M€.

Estes resultados estão a ser influenciados por várias  situações pouco TRANSPARENTES, que tenho destacado nos últimos meses, e terei de voltar a relembrar mais uma vez:

1ª situação (Caso BES/BCP): Para o resultado positivo apresentado, a Sporting SAD está a beneficiar de um perdão de juros atribuído pelo NovoBanco e Millenium Bcp, que supera os 15M€/Ano, como já tive a oportunidade de explicar.

Ao nível dos Activos e Passivos, surgem outras 3 situações igualmente "graves" face à situação que referi anteriormente sobre os Proveitos e Custos (perdão de "juros" caso BES/BCP). 

2ª situação (VMOC's): A Sporting SAD teve de recorrer a uma reestruturação financeira que envolveu um aumento de capital da SAD, passagem da SPM para a SAD (empresa detentora dos direitos de superfície do Estádio de Alvalade), e recorreu a 127,9M€ de VMOC's, que são obrigações (financiamento) que serão obrigatoriamente convertidas em acções. O mais grave desta situação é que 55M€ "brutos" e 47,9M€ "líquidos" (1ª emissão) teriam de ser pagos em Janeiro de 2016, e a Banca prolongou o período de pagamento por mais 10 anos, juntando-se aos outros 80M€ de VMOC's (2ª emissão). Tratando-se de 2 instituição bancárias (antigo BES e BCP) que receberam ajudas estatais (dinheiro dos contribuintes) mais grave se torna esta situação, quando se sabe que estes 135M€ "brutos" / 127,9M€ "líquidos" na prática pagam taxa de juro de ZERO%. Apesar de o problema ter sido "empurrado com a barriga" para 2026, o Sporting terá de garantir nessa altura a aquisição da maioria das duas emissões de VMOC's, ou então a Sporting SAD passará a ser "detida" por privados (Banca ou "investidores externos"). Apesar de as VMOC's não serem registadas contabilisticamente como Passivo, na prática são responsabilidades que o Sporting terá de assumir se quiser manter o controlo maioritário da SAD.

3ª situação (Direitos de Superfície): Com base na informação do R&C, sabe-se que o Sporting "valorizou" os direitos de superfície do Estádio de Alvalade em 208,9M€ "brutos" e 146,1M€ "líquidos", e passou esses direitos para a Sporting SAD. Esta é uma mera operação de "cosmética" para tornar mais agradável o R&C da Sporting SAD, já que se trata de uma operação intra-grupo, sem qualquer reflexo no R&C Consolidado do Grupo Sporting.

4ª situação (Ocultação de Passivo em outras entidades do Grupo Sporting - Sporting Clube e Sporting SGPS): Tal como avisamos, em 1ª Mão e em "Exclusivo" neste Blog há 2 anos, a situação do Grupo Sporting é muito "grave". Essa situação foi confirmada  pelo próprio Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, na AG do Sporting realizada a 28 de Junho de 2015: 

174,7M€ de Activo consolidado
487,1M€ de Passivo + VMOC's consolidado
(312,5M€) de capital próprio negativo
... e Prejuízos acumulados de 357,5M€
(situação a 30 de Junho de 2013)

Link: Finanças: Grupo Sporting com 174M€ de Activo e 487M€ de Passivo (em 2013)

Na análise à situação dos anteriores Presidentes, Bruno de Carvalho na Auditoria ao Sporting e nessa Assembleia Geral de 28/06/2015, considerou os VMOC's como "PASSIVO"! Neste momento, Bruno de Carvalho está a pretender que as pessoas se esqueçam dos VMOC's como responsabilidades a pagar até 2026.

Desde que a situação do Sporting foi "exposta" o Sporting Clube de Portugal teve de confirmar essa situação numa Assembleia Geral do Clube, e depois disso voltaram a esconder o "brutal" Passivo "Consolidado" do Sporting Clube de Portugal, de forma a não mostrar que o Sporting com Bruno de Carvalho na Presidência do Clube continua a ter um Passivo Consolidado + VMOC's que supera os 500M€!!!

Além de o Sporting ter "escondido" o Passivo + VMOC's "Consolidado" de todo o Grupo Sporting, ainda tentaram afirmar que eram os únicos a apresentar as Contas Consolidadas, o que é falso! Ainda não foram apresentadas as Contas Consolidadas do Sporting Clube Portugal 2015/2016.


Para finalizar a análise do Sporting, relembra-se as 4 situações "graves" relativas ao Sporting: 1) "Caso perdão de juros BES/BCP", 2) VMOC's que poderão levar à venda do Sporting à Banca ou a Investidores Externos, 3) Operação de "cosmética" na SAD com os direitos de superfície do Estádio de Alvalade, 4) Ocultação de Passivo em outras entidades do Grupo Sporting (Sporting Clube e SGPS).


Para concluir a Análise dos 3 Grandes, é fácil de perceber a situação complicada em que o Sporting se encontra, face à situação mais estável do Benfica. A Benfica SAD facturou mais do DOBRO do Sporting  em 2015/2016 (SLB 211,9M€ vs SCP 77,3M€) e em termos de Resultados do Exercício a Benfica SAD teve +20,4M€ de lucros e a Sporting SAD -31,9M€ de prejuízos. 

Quanto à Porto SAD a sua situação tem vindo a agravar-se imenso, e a Porto SAD incumpriu com o Fair-Play Financeiro, correndo o risco de severas sanções por parte da UEFA. Nas últimas 3 épocas a Benfica SAD teve +41,8M€ de lucros acumulados e a Porto SAD teve -79,0M€ de prejuízos acumulados.




ADENDA: Evolução das Finanças dos 3 Grandes 2000-2016 (actualização da Análise 2000-2015)


Atendendo à facturação de 2015-2016, e considerando a mesma tendência até 2020:
A Benfica SAD pode obter Proveitos Totais de 1.060M€ (212M€/Ano)
A Porto SAD pode obter Proveitos Totais de 610M€ (122M€/Ano)
A Sporting SAD pode obter Proveitos Totais de  385M€ (77M€/Ano)

54 comentários via blogger

  1. E em relação ao real valor da Emirates? Conseguiste descortinar alguma coisa? Pelos vistos, está muito longe dos tão propalados 8 ou 10 milhões. A ser assim, sinto-me enganado. Basta olhar para o que o Porto e Sporting conseguiram com as operadoras locais.
    Alguma explicação possível? De 20 milhões, passamos a 21 milhões. Aumento de um milhão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Emirates tem um pagamento de 4M€ ao Benfica, na lista dos credores. Se forem pagamentos semestrais, então dá os tais 8M€/Ano.

      A PT pagava no total cerca de 6M€ (com 2 bancadas de namings incluidos).
      Salvo erro o Benfica perdeu 2 bancadas de namings que representavam mais de 2M€/Ano.

      Eliminar
    2. PS: Espero que a médio-prazo exista a negociação do naming do estádio, para compensar essa situação.

      Eliminar
    3. O Benfica acho que perdeu só uma Bancada, actualmente é a Bancada BTV
      A PT pagava 6M€ com 2 bancadas. O valor pago pela Emirates inclui uma bancada. E existe mais a bancada Sagres e Coca-Cola.
      Ou Seja, o Benfica recebe pela bancada Emirates, Sagres e Coca-Cola.

      Eliminar
    4. Ok, então confirma-se. O Benfica perdeu 1 bancada (que ronda 1M€/Ano) e a publicidade em vez de descer 1M€, subiu 1M€.

      Ou seja, a PT dos 6M€/Ano (com 2 bancadas) ... passou para Emirates 8M€/Ano (com 1 bancada)

      Eliminar
    5. Vamos pegar no contrato da NOS\Sporting que começa em 18\19 valor de 446 milhoes (aquilo é um mistela, uma confusão, acertos de TV, camisolas já englobadas desde Janeiro de 2016, para facilitar vamos esquecer estes dois anos extra que entram no contrato)

      São 446 milhoes por 10 anos (12 na realidade), ora dá 44.6 milhoes por anos. Em 18\19, o Benfica recebe 40 milhoes de TV e vamos extrapolar 22 milhoes de publicidade (mais 1 que o ano passado) são 62 milhoes. Ora são mais 17 milhoes. Obviamente durante estes 10 anos o valor da publicidade vai subir, mas vamos fazer as contas para um valor médio de 18 milhoes. 18*10 = 180 milhoes.

      580 milhoes... esqueçam os 446 milhoes do Zmerding, o Porto vai fazer 557 milhoes nos mesmos 10 anos, menos 30\40 milhoes que o Benfica.

      Uma coisa era o Benfica conseguir fazer 10 milhoes com as camisolas outra coisa é faze 3.9 milhoes como faz com a emirates, obviamente faz o contrato global dos concorrente parecer melhor.

      Eliminar
    6. Sentes-te enganado porquê? Porque andaste pelo Artista do Dia, que andou a mentir sobre o assunto e a meter carvão? Ou será que te prometeram alguma coisa?

      Eliminar
    7. Tadeu, o contrato com a Emirates rondará os 8M€/Ano.
      Não entendo onde foste buscar essa invenção dos 3,9M€ ;)

      Eliminar
  2. É possível voltar a fazer um quadro comparando os 3 grandes desde 2000? É algo muito útil para perceber como as finanças têm evoluído ao longo do século, e para os benfiquistas perceberam como as finanças têm evoluído.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo,
      Essa Análise considera ciclos de 5 anos (2000-2005 / 2005-2010 / 2010-2015)
      o período 2015-2020 ainda só agora começou.

      sexta-feira, 6 de novembro de 2015
      As Finanças dos 3 Grandes (2000 - 2015)
      http://geracaobenfica.blogspot.com/2015/11/as-financas-dos-3-grandes-2000-2015.html

      Eliminar
    2. Esse link inclui as épocas completas de 2000 a 2015.
      Em breve poderei publicar uma nova análise incluindo a nova época 2015-2016.

      Eliminar
    3. Obrigado, seria interessante.

      Eliminar
    4. Anónimo, já publiquei uma Adenda com a Actualização da Análise às Finanças dos 3 Grandes (2000-2016)

      Eliminar
  3. FranciscoB01/11/16, 14:50

    Onde se lê "A Benfica SAD facturou mais do DOBRO do Sporting em 2015/2016" deveria ler-se "A Benfica SAD facturou quase o TRIPLO do Sporting em 2015/2016"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade FranciscoB ;)

      Por acaso pensei nisso, mas se escrevesse "A Benfica SAD facturou quase o TRIPLO do Sporting em 2015/2016" os rivais poderiam considerar como uma análise "tendenciosa".

      Por isso preferi ser rigoroso e factual.

      Abraço

      Eliminar
    2. Também seria factual dizer que os proveitos do Benfica são superiores aos do fcp e scp somados :)

      Eliminar
    3. Correcto, Diversant. Considerando os proveitos "líquidos" com Atletas, é isso que acontece.
      A Benfica SAD facturou mais do que a Porto SAD e a Sporting SAD somadas!
      Abraço

      Eliminar
    4. Também seria fatual, e não tendencioso, dizer que o Benfica facturou QUASE o triplo dos lagartos.
      Aliás, a distância (negativa) para o "quase triplo" é menor do que a distância (positiva) para o "mais do dobro".

      Eliminar
    5. Ok Ok, a Benfica SAD facturou quase o Triplo da Sporting SAD :)

      Eliminar
    6. Obrigadinho! :-)))))

      Eliminar
  4. Onde esta o emprestimo obrigacionista de 50M?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está registado no Passivo.

      Onde queria que estivesse? :)

      Eliminar
  5. Acabei de ler isto no Record:

    " Contudo, em 30 de junho de 2016, embora o capital próprio se apresente positivo em 25.900 milhares de euros, o passivo corrente é superior ao ativo corrente"

    Para mim que sou leigo na matéria... quais a implicações implicitas nesta declaração?

    Obrigado desde já!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luís Ribeiro, isso é conversa à Record/CMtv

      É público que o Benfica poderá lançar um novo empréstimo obrigacionista em 2017 o que fará com que parte do passivo passe de curto-prazo (pagamento a menos de <1 ano) para médio-prazo (pagamento a >1 ano)

      Tentam ligar uma coisa com a outra ... que nada tem a ver.
      O Capital próprio é a diferença entre Activo e Passivo! A Benfica SAD é a única SAD portuguesa com Capital Próprio POSITIVO (sem interesses minoritários)!
      Era isso que o Record/CMtv deveriam referir :)

      Eliminar
    2. Obrigado pelo esclarecimento!

      Eliminar
    3. PS: Com um "jornalista" anti-benfiquista como Octávio Lopes na redacção da Cofina (Record/CM/CMTV) não admira que tentem confundir os leitores.

      Eliminar
    4. A noticia é esta:

      http://www.record.xl.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/capitais-proprios-positivos-da-sad-do-benfica-disparam.html?utm_campaign=Echobox&utm_medium=Social&utm_source=Facebook#link_time=1478013784

      Eliminar
    5. não tem lógica nenhuma numa notícia sobre capitais próprios irem buscar a conversa sobre activo e passivo corrente.

      Isso é Azia do Octávio Lopes e dos seus colegas de redacção.

      Eliminar
  6. Que achas disto ?
    É uma coisa muito simples, mas gostaria de saber se está bem analisadO este R&C
    https://chutaqueeudefendo.wordpress.com/2016/11/01/relatorio-contas-benfica-20152016/
    Joel M

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. algumas correcções: A aquisição de Carrillo já foi registada em 2015/2016.

      "já que na época atual registou-se a compra de Rafa, 50% de Jimenez, Franco Cervi, Carrillo, entre outros, ou seja, com o aumento do valor do plantel também aumenta os gastos em amortizações." tens de corrigir esta frase.

      Num paragrafo abaixo já consideras os 6,6M€ de custo.

      Quanto a outras aquisições.
      "Celis (2,6 milhões de euros)" na verdade custou 2,3M€

      Quanto às renovações, custam dinheiro e faz bem o Benfica começar a referir esses montantes.
      Por vezes existem comissões/prémios de assinatura elevadas nas renovações de forma a que os salários não aumentem demasiado (já que os salários têm uma taxa de imposto superior a 50%).

      Jardel e Jonas, defendi as renovações, sendo que no caso do Jonas existem 40% de mais-valias futuras do jogador que passaram para o Benfica.

      Salvio, só tinha contrato até 2017 e se a renovação custou 2,7M€ (tinha de renovar)... menos se percebe a aquisição do Benitez por alegados 3,3M€ (talvez o Benitez seja registado no 1º Trim. 2016/2017).

      Eliminar
    2. Lapso meu, obrigado pelas correções !!!
      Quanto às renovações, se calhar por raramente colocarem os valores das renovações é que nós (publico em geral) acha caro. Quanto mais transparencia melhor !!
      Concordo com as renovações, principalmente Jardel, pois tem tudo para ser o futuro capitão, e a compra de 40% das mais valias de jonas pode justificar uma venda em 2017, mas até lá ele tem que recuperar da lesão !!
      O Benitez recebe o prémio de negocio mais estranho, comprar um jogador por 3,3 milhões de euros, para ser emprestado, e ainda por cima numa posição onde temos excedentes de jogadores . . . Deve ser para fazer negócios como do Farina
      Joel M

      Eliminar
    3. Sem problema.

      O Luisão terá custado 1M€ (20%) + 4M€ (80%), embora estes 80% não foram oficiais. é uma previsão.

      E em renovações, quanto é que Luisão terá ganho nas 4 ou 5 renovações que foi tendo ao longo de 13 anos? Se recebeu 1M€ a 2M€ em cada renovação o total dos direitos desportivos passam de 5M€ para 10M€ ou mesmo 15M€.

      O Benfica decidiu registar as principais aquisições e renovações da equipa A, acima de 2M€, embora eu considere que deveria referir numa tabela as principais aquisições e renovações acima de meio milhão de euros, da equipa A e equipa B.

      Falta nas listas de 2015/2016 e 2014/2015, por exemplo, Saponjic (3M€), Francisco Vera (2,8M€), John Murillo (1,5M€), Bilal Ould-Chick (1,5M€), Kalaica (?), etc.

      Eliminar
    4. Tens razão! Uma pessoa não dá conta que renovar contratos custa e não é pouco, pois aumenta salários e tem que se dar uma parte ao jogador e outra ao empresário para toda a gente ficar feliz (no FM nota se isso XD)
      Eu acho que quanto mais transparência melhor, claro que no início irá se discutir o porquê daquele valor da renovação e é muito dinheiro, etc. Mas assim as pessoas têm noção de que manter um jogador não é assim tão barato, daí nenhum clube português conseguir manter jogadores
      Por fim, também achei estranho no relatório não encontrar esses jogadores, mas isso é a política do clube e há que respeitar
      Joel M

      Eliminar
  7. Eagle, que explicação tens para o sporting apresentar tão baixo valor no campo amortização de atletas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. simples, investem pouco dinheiro em contratações e nessa medida têm um valor baixo na amortizações de atletas.

      O Sporting tem investido 25% do Benfica na totalidade das contratações de atletas.

      Eliminar
  8. Excelente análise como sempre. Muito util. Já partilhei.

    Já agora, falou-se muito na necessidade do Benfica apresentar detalhes sobre aquilo que recebia e pagava nas transferências dos jogadores e nas comissões pagas. É impressão minha ou isso foi corrigido e neste R&C está tudo detalhado?

    Abraço

    P.S. - Concordo com um comentário que foi colocado anteriormente. É mais correcto dizer que o Benfica facturou quase o TRIPLO do Sporting. Diferença entre o DOBRO do Benfica e o Sporting é 28,65M€ enquanto que a diferença para o TRIPLO é de 20M€. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui Dias, o Benfica tem começado a detalhar as contratações para a equipa A acima de 2M€.

      Como já escrevi, considero que deveria detalhar as principais contratações para a equipa A e equipa B, acima de meio milhão de euros.

      E nem precisava de escrever por extenso. Bastava publicar uma tabela com valor bruto da venda, valor na contabilidade do atleta, custo de intermediação, valor da actualização financeira, pagamento de % de outras partes, valor líquido.

      Se essa tabela fosse publicada (e num prospecto obrigacionista a Benfica SAD chegou a fazer isso), creio que seria mais elucidativo do que os textos por extenso onde só aparecem o valor bruto da venda e o valor liquido da venda.

      Eliminar
  9. Boa compra de mais 40% do passe do Jonas. Em setembro de 2014 tinham comprado apenas 60% do passe ao sindicato de jogadores profissionais e tiveram agora de comprar os restantes quarenta por cento? Ou os 4M vão para o saco azul do vieira? Ou são compensação por ele não ter ido para a china?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Benfica tinha adquirido 100% dos direitos económicos, e tinha dado 40% de uma possível mais-valia ao atleta/empresário.

      Como o Benfica rejeitou propostas que daria mais-valias consideráveis, de forma a manter o atleta, compensou-o adquirindo essa possível futura mais-valia.

      Eliminar
  10. Um posto sem comentários de lagartos?! Não pode! Se é desta que nos livraste das mentiras dos lacaios do Bruno, um bem haja para ti Eagle.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tanto os sportinguistas como os portistas andam muito calmos, nos meus posts, nos últimos tempos.

      As minhas previsões bateram certo quanto à má situação dos rivais, e tiveram de meter a viola ao saco.

      Eliminar
    2. Bom sentido de humor.

      Ao seres pragmatico nas finanças, de vez em quando soltas o teu lado mais poético.

      Gostei. Será sinal de convicção?

      Penso que sim.

      Demonstras uma análise factual dos números.

      Encontramo-nos no Marquês para beber uma Sagres.

      Eliminar
  11. "A Benfica SAD facturou mais do DOBRO do Sporting em 2015/2016 (SLB 211,9M€ vs SCP 77,3M€)"

    na verdade é quase o triplo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, já tinhamos debatido essa situação em comentários anteriores.
      Abraço

      Eliminar
  12. Obrigado Eagle por mais esta explicação.
    Já agora dois pedidos se tiveres tempo.

    Primeiro perguntar porque é que o passivo subiu???? (se tivemos lucro). E se podias meter um gráfico daqueles com as evoluções.

    Segundo e como até falaste da concorrência desleal dos juros era possível tb fazeres uma demonstração do valor pago pelo Benfica nos últimos anos? Este ano temos 21.4 queria comparar para ver se temos aumentado ou diminuído etc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Passivo subiu porque o Activo subiu ainda mais, devido essencialmente ao aumento do Activo Intangível (Jogadores + Marca Benfica).

      No Quadro 2000-2016, tem os Custos Financeiros + Investimentos + Impostos.
      Podes comparar a evolução dos custos.

      Eliminar
  13. rui benfiquista02/11/16, 14:37

    Eagle, mais uma vez obrigado pelo esclarecimento, como se diz na minha terra és grande.
    saudações gloriosas

    ResponderEliminar
  14. Em relação ao quadro, confirma-se o que sempre pensei, o Benfica tem todas as condições para liderar a nível financeiro, claro que isso não garante títulos mas possibilita sempre lá a cheirar, e ganhar mais vezes que os rivais tendo de haver sempre competência para isso. O Sporting tem condições para estar ao nível do Porto.
    Algumas notas:
    - O RLE explica porque estão todos aflitos, gestão ao nível das finanças do país, o Benfica nos últimos anos tem estabelecido a meta, os resultados financeiros para alem dos títulos e muito bem.
    - No período de 2010-2015 o Sporting facturar 2X menos que o Porto, e um pouco mais que o Benfica no período 2000-2005 é muito muito mau.
    - Ao nível dos custos Operacionais o Porto anda a reboque do Benfica, só que no Benfica o aumento de custos é sempre acompanhado pelo aumento de rendimentos, já o Porto aumenta os custos para acompanhar o Benfica numa estratégia claramente suicida.
    - O Défice Operacional do Porto é muito negativo, apenas as vitórias, as idas regulares à Champions e vendas de jogadores, disfarçavam a coisa e mantinham a máquina a funcionar, por isso não me admira a crise financeira que passam, mais tarde ou mais cedo ia dar nisto.
    - O Sporting vai ter que voltar ao seu anterior modelo de aposta na formação, senão não sobreviverão muito tempo, com alguém realmente competente com um bom plano financeiro acho que até podem ultrapassar o Porto, tal como o Benfica fez.
    - As compras e vendas de Atletas deviam estar todas, bem explicitadas em quadro, porque à muito má negócio que é “apagado” por uma boa venda, neste caso haveria muito mais atenção e censura dos adeptos, e os próprios dirigentes pensariam 2X antes de fazerem qualquer negociata estranha. A sobrevivência de qualquer entidade ou País só é garantida com a vigilância constante das massas, e quando há situações escondidas e pouco claras, e falta cultura de exigência normalmente descambam em corrupção e miséria.
    Jonas52

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jonas52,
      Concordo a 100% com todas as observações.
      Abraço

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
  15. Caro benfica Eagle,

    É um lugar comum, mas deve ser dito: excelente análise / óptimo serviço à nação benfiquista.
    Depois de olhar para os quadros que apresentas comprovo que o Benfica está no rumo certo e que Porto e Sporting estarão a trilhar caminhos perigosos.
    O Benfica deve continuar com a atual política de contratações e valorizar cada vez mais a formação, pois dessa forma poderá regularmente vender jogadores criando mais valias que ajudem a abater o passivo que ainda é muito alto. Esse parece ser aliás o programa de LFV para os próximos 4 anos o que me deixa satisfeito.
    O Porto fez mais uma vez um exercício de fuga para a frente - expresso no orçamento 16-17 - e continua a querer ganhar no imediato. Acredito que o muro está mesmo ali à frente e que um percalço num futuro imediato poderá trazer consequências graves para o clube.
    Finalmente o Sporting está a sofrer por uma clara ideia de afirmação pessoal do seu lider. Aquilo que poderia ser um crescimento consolidado e afirmação progressiva transformou-se num desvario que há-de custar caro. O presidente Sporting quer a todo o custo ganhar no imediato, mas desta forma está a hipotecar o futuro.
    Enfim, nada que me preocupe enquanto benfiquista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro Rodrigues,
      Agradeço o comentário.
      Abraço

      Eliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado.

artigos recentes