O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


O Benfica deve vender em Janeiro?

terça-feira, 1 de março de 2016

Avatar

Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Semestre 2015/2016)

 ●  + 76 comentários  ● 
Análise 2000/2015:
As Finanças dos 3 Grandes (2000-2015)


Análise 2015/2016:
Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Trimestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Semestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (3º Trimestre 2015/2016)
Finanças: Análise dos 3 Grandes (Época 2015/2016)

 Finanças: Análise dos 3 Grandes (1º Semestre 2015/2016)
(Clickar na Imagem para visualizar o quadro comparativo dos 3 Grandes)


Atendendo à publicação na CMVM dos Relatórios Semestrais da Benfica SAD, Porto SAD e Sporting SAD, apresento as habituais análises actualizadas sobre as finanças dos 3 Grandes.


Benfica: A Benfica SAD aumentou os seus Proveitos Operacionais, face ao 1º Semestre de 2014/2015, subindo dos 55,9,7M€ para os 64,9M€, tendo os custos descido dos 54,3M€ para os 53,0M€. Os Resultados Operacionais foram então de +11,9M€, melhorando face aos +1,6M€ da época passada. A performance europeia e digressão de pré-época foram fundamentais para esta melhoria Operacional. Os Resultados com Atletas foram de +1,6M€ (incluindo a venda de Lima e Ivan Cavaleiro que renderam 21,9M€ de mais-valias) e ficaram abaixo da época passada, que tinham ficado nos 44,6M€ em mais-valias, período onde tinham ocorrido mais vendas. Os Resultados Financeiros e de Investimentos ficaram nos -8,9M€, e neste particular melhoraram significativamente pelo facto de há 1 ano terem sido considerados 5,9M€ de custos relacionados com a aquisição do Benfica Stars Fund.

Ao nível dos direitos televisivos, nos primeiros 6 meses do Ano o Benfica alcançou os 16,2M€, ao nível do valor obtido na época passada (16,5M€), e atendendo à tendência actual, o Benfica poderá voltar a aproximar-se dos 34M€/Ano "brutos", nesta rúbrica, já que o 2º Semestre costuma ser ligeiramente melhor do que o 1º Semestre.

O lucro em 2015/2016 (1º Semestre) situou-se no 4,6M€, enquanto que na época passada tinha-se situado nos 13,2M€. Acontece que esta época a Benfica SAD teve menos 24M€ nos resultados com jogadores, face há 1 ano, ou seja, os proveitos operacionais e de investimentos melhoraram bastante e permitiram uma maior sustentabilidade da Benfica SAD, ficando menos dependente da transferência de jogadores.

Em termos de Activo e de Passivo, o Benfica tem a sua situação equilibrada e positiva com um Activo "Liquido" de 435,0M€ e Passivo de 429,4M€, e Capital Próprio de +5,6M€.

Porto: A Porto SAD viu a sua situação financeira piorar de forma considerável, tendo agravado os seus prejuízos semestrais de -8,3M€ para -17,8M€. Este agravamento deveu-se essencialmente aos Resultados Operacionais que passaram de -8,7M€ para -19,7M€, respeitantes apenas a 6 meses de actividade! Este é o pior Resultado Operacional (s/ venda de jogadores) da Porto SAD de que há memória. Para este mau Resultado Operacional, em muito contribui os Custos de Pessoal excessivos que rondaram os 36,8M€ em apenas 6 meses, mais 10M€ do que o Benfica gastou nos mesmos 6 meses. A menor capacidade de gerar Receitas Operacionais deveria levar a Porto SAD a conter-se mais nos gastos, mas está a acontecer o oposto do que seria aconselhável. Os Proveitos Operacionais reduziram para os 42,7M€ e os Custos Operacionais situaram-se nos 62,4M€, o que originou -19,7M€ de Resultado Operacional negativo, que se agravou face ao 1º Semestre da época passada, que tinha sido de -8,7M€. Atendendo a esta tendência a Porto SAD voltará a ter Custos de Pessoal anuais a rondar os 70M€/Ano, e a Benfica SAD ficará novamente pelos 50M€/Ano, podendo a Porto SAD ficar com Resultados Operacionais anuais negativos que poderão situar-se nos 30M€/Ano a 40M€/Ano, dependendo das performances desportivas até final da época.

Ao Nível dos Resultados com Atletas a Porto SAD ficou praticamente igual (+10,1M€) face à época passada (+8,7M€), devido ao facto de ter transacionado no 1º Semestre da actual época 36,2M€ em proveitos com a venda de jogadores.

Os Resultados Financeiros e de Investimentos têm piorado e estão cada vez mais próximos dos obtidos pela Benfica SAD (FCP -7,8M€ vs SLB - 8,9M€), e isso deve-se em grande medida ao facto de a Porto SAD ter aumentado consideravelmente o seu passivo em 5 épocas e meia, tendo o Passivo subido dos cerca de 160M€ para os cerca de 287M€, tendência que já se vinha a verificar nos últimos anos.

Devido a esta performance, os Resultados do Exercício da Porto SAD pioraram tendo passado de -8,3M€ para os -17,8M€, e ao nível do Activo e do Passivo, a SAD apresenta 353,6M€ de Activo, 287,3M€ de Passivo, tendo o Porto Clube 59,4M€ de "Interesses sem Controlo" pelo facto de deter 53% do Estádio (empresa EuroAntas), que foi consolidada a 100% nas contas da SAD. O Capital Próprio da Porto SAD apresenta um valor de +66,3M€ e +6,9M€ (não considerando os Interesses sem Controlo).


Sporting: A Sporting SAD facturou 37,5M€ em Proveitos Operacionais e 38,1M€ de Custos Operacionais, tendo um Resultado Operacional de -0,6M€. A Sporting SAD tem pouca capacidade de investimento em Atletas, e como quase não vendeu nem comprou jogadores por valores significativos os Resultados com Atletas ficaram-se pelos -1,0M€ negativos.

Nos Resultados Financeiros & Investimentos + Outros, está considerada a Provisão da Doyen de 14,3M€, ou seja, ao nível dos Resultados Financeiros a Sporting SAD só teve custos de -2,3M€ devido a uma situação de "concorrência desleal", já que com o Passivo + VMOC's que a Sporting SAD tem, deveria ter tido um resultado negativo semelhante ao de Benfica e Sporting, a rondar os -8M€ a -9M€. Ou seja, por época, a Sporting SAD está a beneficiar de um perdão de juros a rondar os 15M€/Ano. Devido a estes resultados operacionais, com atletas, financeiros e provisão "Doyen", a Sporting SAD viu o seu prejuízo agravar-se imenso para os 18,2M€ em apenas 6 meses de actividade. Avisei durante muito tempo que a contabilidade do Sporting andava a sofrer maquilhagem, e bastou tirar-se algum passivo que estava escondido (Doyen) para se perceber que a situação da Sporting SAD é mais grave do os seus dirigentes tentavam apresentar aos sócios e adeptos.

O caso mais surpreendente, ou talvez não, é o facto de a Sporting SAD ter duplicado os Custos de Pessoal, de 12,1M€ para 23,5M€, relativos a 6 meses, aproximando-se do nível dos Custos de Pessoal da Benfica SAD, o que fará com que a Sporting SAD duplique os seus Custos de Pessoal dos 25M€/Ano para um valor próximo dos 50M€/Ano, num período de apenas 1 época! Se a Sporting SAD gastava metade do Benfica a nível salarial, isso deixou de acontecer.
Quanto ao Balanço, o Activo está nos 243,9M€ e o Passivo + VMOC's está nos 383,0M€, e se não fosse considerado o "fenômeno" das VMOC's o capital próprio ficaria nos 139,1M€ negativos, encontrando-se mesmo assim negativo em -11,2M€. Importa perguntar onde anda o acordo com a Banca, que supostamente implicava "contenção financeira" e onde anda a "vigilância" do fair-play financeiro da UEFA!
 
Estes resultados estão a ser influenciados por várias  situações GRAVES e pouco TRANSPARENTES, que tenho destacado nos últimos meses, e terei de voltar a relembrar:

1ª situação (Caso BES/BCP): Para o resultado positivo apresentado, a Sporting SAD está a beneficiar de um perdão de juros atribuído pelo NovoBanco e Millenium Bcp, que ronda os 15M€/Ano, como já tive a oportunidade de explicar.

Ao nível dos Activos e Passivos, surgem outras 3 situações igualmente "graves" face à situação que referi anteriormente sobre os Proveitos e Custos (perdão de "juros" caso BES/BCP). 

2ª situação (VMOC's): A Sporting SAD teve de recorrer a uma reestruturação financeira que envolveu um aumento de capital da SAD, passagem da SPM para a SAD (empresa detentora dos direitos de superfície do Estádio de Alvalade), e recorreu a 127,9M€ de VMOC's, que são obrigações (financiamento) que serão obrigatoriamente convertidas em acções. O mais grave desta situação é que 55M€ "brutos" e 47,9M€ "líquidos" (1ª emissão) teriam de ser pagos em Janeiro de 2016, e a Banca prolongou o período de pagamento por mais 10 anos, juntando-se aos outros 80M€ de VMOC's (2ª emissão). Tratando-se de 2 instituição bancárias (antigo BES e BCP) que receberam ajudas estatais (dinheiro dos contribuintes) mais grave se torna esta situação, quando se sabe que estes 135M€ "brutos" / 127,9M€ "líquidos" na prática pagam taxa de juro de ZERO%. Apesar de o problema ter sido "empurrado com a barriga" para daqui a 1 década, o Sporting terá de garantir nessa altura a aquisição da maioria das duas emissões de VMOC's, ou então a Sporting SAD passará a ser detida maioritáriamente por privados (Banca ou "investidores externos"). Apesar de as VMOC's não serem registadas contabilisticamente como Passivo, na prática são responsabilidades que o Sporting terá de assumir se quiser manter o controlo maioritário da SAD.

3ª situação (Direitos de Superfície): Com base na informação do R&C, sabe-se que o Sporting "valorizou" os direitos de superfície do Estádio de Alvalade em 208,9M€ "brutos" e 146,1M€ "líquidos", e passou esses direitos para a Sporting SAD. Esta é uma mera operação de "cosmética" para tornar mais bonito o R&C da Sporting SAD, já que se trata de uma operação intra-grupo, sem qualquer reflexo no R&C Consolidado do Grupo Sporting.

4ª situação (Ocultação de Passivo em outras entidades do Grupo Sporting - Sporting Clube e Sporting SGPS): Tal como avisei, em 1ª Mão e em "Exclusivo", neste Blog há mais de 1 ano, a situação do Grupo Sporting é muito "grave". Essa situação foi confirmada  pelo próprio Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, na AG do Sporting realizada a 28 de Junho de 2015:

174,7M€ de Activo consolidado
487,1M€ de Passivo consolidado
(312,5M€) de capital próprio negativo
... e Prejuízos acumulados de 357,5M€
(situação a 30 de Junho de 2013)

Link: Finanças: Grupo Sporting com 174M€ de Activo e 487M€ de Passivo (em 2013)
Relembrando então as 4 situações relativas ao Sporting: 1) "Caso perdão de juros BES/BCP", 2) VMOC's que poderão levar à venda do Sporting à Banca ou a Investidores Externos, 3) Operação de "cosmética" na SAD com os direitos de superfície do Estádio de Alvalade, 4) Ocultação de Passivo em outras entidades do Grupo Sporting (Sporting Clube e SGPS).

Devido a estas situações, é fácil de perceber a "péssima" situação em que o Grupo Empresarial do Sporting se encontra, face à situação mais estável dos rivais Benfica e Porto, embora a Porto SAD também tem vindo a agravar a sua situação de forma muito "perigosa".

76 comentários via blogger

  1. Pelas contas não é dificil perceber que o Sporting já é do Sobrinho, os inacios é q ainda n perceberam. A não ser q façam um peditorio nacional, vao pagar as vmocs com o que? Vouchers?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que paguem com o cu do trinca bolotas!

      Eliminar
    2. Será que Bruno de Carvalho se aguenta até 2026?

      Se não for esse o caso.. quem vier a seguir que "descalce a bota" ;)

      Eliminar
    3. Será o seguinte cenário realisável?
      Em 2025 o SCP faz um aumento de capital colocando no mercado 400M de ações a 0,10€, que será subscrito pelo clube ou por amigos do clube. Em 2016 as VMOC são convertidas em ações mas representam cerca de 25% do total. Assim o SCP não perde o controlo do clube e no lugar de 135M, apenas gasta 40M.
      AC deste tipo, não seriam inéditos, pois a SONI fez um parecido (aliás bem pior) há pouco tempo.
      Neste caso o banco é que ficava a arder pois tinha comprado a 1€.

      Eliminar
    4. Anónimo esse cenário só será possível com gestores de má-fé ;)

      Eliminar
    5. E achas que os VMOC não foram feitos de má-fé, pelo menos do ponto de vista das finanças do banco?
      Até aceitava que os VMOC eram aceitáveis, do ponto de vista dos bancos, se os juros fosse efetivamente de 4% e as ações ficassem a 0,30€, por exemplo, pois assim obrigava o Sporting a pagar os VMOC. Agora ações a 1 euro é o mesmo que dizer para não pagar.

      Eliminar
    6. Se o Sporting não pagar perde a maioria da Sporting SAD. É simples.

      Eliminar
    7. Não perde, se antes fizer um AC, como na situação que descrevi às 1:22.

      Mesmo que o Sporting não aja de má-fé e não faça nenhum AC, o que é que os bancos fazem com a maioria do Sporting? o que é que o clube perde com isso?
      Achas que algum banco ia a um Aumento de Capital de 137M de ações a 1 euro? Quanto é que essas ações passam a valer? pelas minhas contas não mais de 30 cêntimos!

      Eliminar
  2. Resumo...
    Benfica tranquilo com boa gestão financeira e desportiva. Resultados operacionais positivos e capitais positivos. É aproveitar os lucros para pagar empréstimos com juros mais elevados que os atuais.
    Porto prestes a falhar o all in, vai ter que num futuro próximo tomar medidas extremas de contenção de custos. Até no ponto que estavam melhor (capitais próprios) estão a reduzir a olhos vistos e sem a possibilidade de voltar a aumentar capitais com base no estádio (consolida a 100%).
    Sporting a caminho de nova reestruturação de dívida... Apesar de todas as maroscas. Custos com pessoal ao nível do Benfica mas com metade das receitas. As vmoc vão ser dadas como a fundo perdido... E apesar disso os capitais próprios já voltaram a negativos. É a Grécia do futebol pt.

    Note se que já sabemos que isto é tudo martelado e que o porto e o sporting estão muita bem e o LFV (esse malandro) vai levar o Benfica à falência já em 2010...ups 2011... 2013... (Acho que dá para perceber a ideia).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno Martins,

      Já não é de agora que ando a alertar para o "buraco operacional" crescente do Porto e para o enorme Passivo e Capitais Próprios negativos, escondidos, do Sporting ;)

      Só está surpreendido quem andou desatento.

      Eliminar
  3. Explicam la por favor quem anda a financiar o Sporting? Quem paga o ordenado do JJ por exemplo entram 5€ e eles gastam 10€.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelas minhas contas o Sporting precisará de realizar cerca de 30M€ de mais-valias com a venda de jogadores até junho de 2016 ... mesmo já considerando os cerca de 5M€ de mais-valias do Montero e do Viola, que irão entrar nas contas no 3º Trimestre.

      Se o Sporting não encaixar essas verbas até junho, lá teremos novamente o Fair-Play Financeiro da UEFA a bater à porta de Alvalade ;)

      Eliminar
    2. Ou seja, teria cerca de 35 milhões negativos excluindo as vendas de jogadores.

      Ora, a Doyen são 16 milhões.

      Portanto, estaríamos a falar de um défice real de 19 milhões.

      Os juros são para aí uns 4 milhões por ano.

      Mais 6 milhões das amortizações dos jogadores.

      Ou seja, tens 9 milhões negativos de resultado operacional.

      Parece-me excessivo visto que no 1º semestre foi negativo mas muito menor do que os valores que projectam.

      Teriam de aumentar mt as despesas ou baixar mt as receitas ou uma conjugação de ambas para isso acontecer.

      Cumps.

      Eliminar
    3. Para a proxima epoca ficam sem William (para pagar os 10M ao Mendes), sem o Slimani e sem o Patricio.. e possivelmente J.Mario e Adrien. Destes acredito que apenas o J.Mario sairá por valores a rondar os 25M, quanto aos outros nem 20M irão render.

      E, além de sairem estes não há dinheiro para novos jogadores... está visto o caminho que o SCP está a levar.

      Quanto ao FCP, os gastos com o pessoal são estratosfericos para o nivel da nossa liga. Diria que mesmo os do Benfica estão acima do que deveriam. Mas 70M é muita fruta! Isso aliado ao passivo que aumenta de forma progressiva... vai abrir uma cratera a medio prazo nas contas.

      Já o Benfica apresenta numeros que têm sido os habituais... e como habitual, o passivo parece não querer baixar.

      Eliminar
    4. Anónimo das 22,56h, sim é possível que o Sporting apresente cerca de 10M€ de prejuízos operacionais, na medida em que no 2º semestre não terá as receitas da UEFA que teve no 1º semestre, e os custos continuarão idênticos ;)

      Luís Ribeiro, os custos do Porto são absurdos.

      A estrutura deles para não dar prejuízos será algo do género:
      Proveitos (Sem UEFA): 60M€
      Proveitos (UEFA): 20M€
      Proveitos Jogadores: 80M€ a 90M€

      Apenas cerca de 1/3 do total de custos são cobertas por receitas estáveis. Andam com uma política de enorme risco.

      O Problema do Sporting é mesmo o monumental "buraco" ao nível dos capitais próprios consolidados e o Passivo + VMOC's de todo o grupo Sporting.

      Eliminar
  4. Sem contar com uma venda posterior a Julho... para gerir o Proximo ano!!

    o Benfica tb terá que vender até junho... vamos ver se conseguimos rentabilizar alguns emprestados. A diferença é que algumas das nossas possiveis vendas, já têm substitutos contratados!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, existirão vendas até Junho para equilibrar os actuais exercícios, e em Julho/Agosto será necessário realizar alguns negócios.

      Quanto ao Benfica, apenas considerando as propostas por Renato Sanches, Gaitan e Jonas, estão nestes 3 possíveis negócios valores que poderão superar os 100M€.

      Eliminar
    2. Vender Renato nos proximos anos é criminoso. Mas quem vende o Bernardo..

      Eliminar
    3. Já emiti a minha opinião, o Renato deve ficar até aos 20 anos, e sair por 60M€ + 20M€ de objectivos alcançáveis ;)

      Eliminar
  5. Bem haja Benfica Eagle pelas explicações sempre úteis para leigos mas interessados na matéria como eu.

    ResponderEliminar
  6. Parece que estão todos a precisar do dinheiro das transmissões televisivas. O FCP nas próximas contas vai apresentar lucro afinal conseguiu vender o Ferrimbula ao mesmo preço que o comprou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Benfica poderá fechar a época com 90M€ (P. Operacionais sem UEFA) + 30M€ (UEFA) + 5M€ (Financeiros) - 125M€
      O Porto com 60M€ (P. Operacionais sem UEFA) + 20M€ (UEFA) - 80M€
      O Sporting com 55M€ (P. Operacionais sem UEFA) + 10M€ (UEFA) - 65M€

      A questão é que o Benfica e o Porto gastam 170M€/Ano e o Sporting está a gastar cerca de 100M€/Ano

      Ou seja, poderão ser necessárias mais-valias com venda de jogadores:
      - o Benfica apenas precisa de +- 45M€ de mais-valias, e já tem +- 25M€.
      - o Porto necessitará de 80M€ a 90M€, e tem +- 35M€.
      - o Sporting poderá precisar de +-35M€, e tem +- 5M€.

      Eliminar
    2. Benfica Eagle, consegues prever em que ponto os contratos dos clubes com a NOS/MEO vão alterar essas previsões?

      Outra coisa: não pode o Sporting fazer um aumento de capital, de por exemplo 400M de ações a 0,10 euros e daqui a 10 anos os bancos ficarem com os VMOC/ações em minoria (ações compradas a 1 euro)? Já vimos AC desse tipo, com empresas do PSI20, lembro-me da SONAE INDUSTRIAS

      Eliminar
    3. Os contratos com a NOS/MEO do Sporting e Porto só irão estar a funcionar a meio-gás... patrocínios, durante 6 meses. Creio que o efeito para esta época ainda será reduzido.

      Eliminar
    4. Caro Benfica Eagle,
      Não querendo abusar do seu tempo, também gostava de saber se é possível o que o anônimo das 01:15h (comentário anterior) refere no segundo parágrafo...?

      E passo a citar :

      "Outra coisa: não pode o Sporting fazer um aumento de capital, de por exemplo 400M de ações a 0,10 euros e daqui a 10 anos os bancos ficarem com os VMOC/ações em minoria (ações compradas a 1 euro)? Já vimos AC desse tipo, com empresas do PSI20, lembro-me da SONAE INDUSTRIAS"

      E já agora se essa "artimanha" for possível quais as implicações que isso terá...? Na sua opinião é claro...

      Desde já agradeço a sua disponibilidade.

      Abraço
      Tiago

      Eliminar
    5. Já respondi, se forem de boa-fé não acontece isso, e além do mais a banca deve ter-se salvaguardado para essas chico-espertices :P

      Eliminar
  7. Eagle, sabes onde se poderá consultar os Relatórios consolidados do grupo SCP ? Nas ultimas assembleias gerais, sabe-se que os resultados foram aprovados mas não se sabe mais nada, nem no site oficial já vem essa informação; em tempos vinha....pq sera?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os R&C consolidados do Grupo Empresarial do Sporting deixaram de ser publicados no site oficial do Sporting para esconder o brutal passivo que o Bruno de Carvalho tem no Sporting ;)

      Passivo + VMOC's continuam a rondar os 450M€ a 500M€, por muito que tentem esconder ;)

      Eliminar
  8. Mais uma Cátedra que nos dá o Benfica Eagle.
    Está tudo explicadinho, tim tim por tim tim.

    Já fui "virar" a garrafa de champanhe para festejar quando aqueles dois deram o estoiro!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viriato de Viseu, o Sporting já deu o "estouro" há muito tempo, e apenas com o "perdão" e adiamento da banca, e com o "brutal passivo" que está escondido no clube + sgps é que ainda "sobrevivem".

      Por muito menos do que isso... clubes em itália, escócia e noutros campeonatos fecharam portas.


      Quanto ao Porto, ainda têm algum capital próprio, mas a este ritmo basta 1 ou 2 épocas menos conseguidas e até o estádio a 100% vão ter de meter na Porto SAD.

      Abraço

      Eliminar
  9. Caro Benfica Eagle,

    Não querendo ser repetitivo, parabéns por mais esta análise à realidade dos grandes clubes. Excelente trabalho.
    Há cerca de um ano comentei sobre como iria o FCP ultrapassar o grande investiemnto que fez e o facto é que na prática fez melhor do que seria imaginável (vendeu jogadores medianos por valores consideráveis e vendeu Danilo, Alex Sandro e Jackson por valores muito acima do esperado), mas também piorou consideravelmente a situação futura, pois contratou jogadores que dificilmente poderão trazer mais valias futuras ( Maxi, Casillas), tem vários jogadores partilhados ou emprestados(Brahimi, Aboubacar, Layun) e tem uma massa salarial muito elevada e além disso não tem neste momento muitos jogadores que possa vender por valores elevados.
    Esta é de facto uma época crucial para o futuro do Porto, pois caso não vença o campeonato dificilmente poderá continuar a investir desta forma e poderá ter que reduzir consideravelmente a qualidade do plantel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o Porto, em termos financeiros, a vitória no campeonato pouco importância tem. O seu problema sempre foi a falta de liquidez. Já foram buscar dinheiro ao contrato com a Altice. Mas este ano as pérolas que são flops já foram, para fazerem 90M vão ter de vender mesmo muita fruta.

      Eliminar
    2. 90M€ de mais-valias! atenção. Para isso têm de vender mais de 120M€.

      Deve sair o Brahimi, Ruben Neves, Herrera ... e quiça o Aboubakar ou outro qualquer.

      Eliminar
    3. O valor do Alex Sandro também vai entrar nessas contas, já são menos uns trocos.

      Eliminar
    4. Anónimo, é preciso algumas vendas até junho, e outras a partir de julho ;)

      Eliminar
  10. Afinal sempre saiu um relatório e contas dos batráqueos relativo ao 1º semestre.
    http://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/fsd137338.pdf

    Benfica Eagle, obrigado pelo post que ajuda a entender o que financeiramente se vai passando nos 3 grandes e que tipo de gestão é aplicada em cada um dos clubes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok. Agradeço o comentário. Abraço

      Eliminar
  11. todos os que acham que os corruptos estão nas ultimas estão muito enganados essa já é uma conversa velha e gasta e eles continuam ai e mais fortes do que a maioria pensa e em todos os seus aspectos não se iludam minimamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Porto ainda tem nome no mercado europeu e bons relacionamentos com Jorge Mendes e Doyen que ajudam a inflacionar e a colocar os jogadores nos grandes colossos ;)

      Isso é muito importante hoje em dia.

      Eliminar
    2. É verdade. No entanto, os últimos 5-6 jogadores vendidos por dezenas de milhões foram todos, sem excepção, flops. Fernando, Mangala, Jackson, Danilo, Alex Sandro, até mesmo Casemiro e Oliver, são todos flops. Os clubes já devem ter aberto a pestana. Senão, o problema é deles.
      Agora com os exames ao sangue, sem as vitaminas do Póvoas é tudo mais difícil. Por isso andam todos tão cansados.

      Eliminar
    3. Sim, as últimas vendas do Porto têm tido dificuldades de afirmação.

      Só que hoje em dia os agentes e fundos têm muito poder ;)

      Eliminar
    4. mas não é só isso eles ainda tem coisas na manga.

      e mesmo essa historia de ele venderem gato por lebre já vem de à muito, o próprio jardel, o cissoko, o lisandro, até o lucho etc. nunca renderam o que deram por eles e não foi por isso que deixaram de vender.

      Eliminar
  12. Eagle apesar deles terem smp de vender antes de Julho para fechar o exercício, esqueces-te dos 5,5M em vendas (os gastos do mercado de Inverno já entram). Esqueces-te da entrada do patrocínio das camisolas, e esqueces-te das receitas de bilheteira de jogos contra porto, benfica e liga europa.
    Por isso acho que os proveitos deles andarão mais ao nível dos 75/80M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há sempre uma margem de erro em previsões, não tendo todos os factos conhecidos.

      Sejam 75M€/80M€/90M€ em mais-valias com venda de jogadores é um valor muito alto.
      Metade das receitas anuais terão de surgir da venda de jogadores, no caso do Porto.

      Eliminar
  13. Dá ideia que o contrato com a Emirates fica algo aquém do especulado...

    JR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O contrato com a Emirates é novo e os contratos de namings das bancadas ainda não se sabe o que aconteceu.

      Até final do ano espero que existam novidades, e que um novo naming do estádio possa ser de facto uma realidade no final da época. 10M€/Ano seria bom.

      Eliminar
    2. Em todo o caso, para aquilo que se especulava, não deixa de ser algo decepcionante que nem com os 6 jogos da equipa principal na fase de grupos da Liga dos Campeões, a receita da Emirates ultrapasse os 4 ME... e se o Benfica for eliminado pelo Zenit, tudo leva a crer que a receita anual da Emirates dificilmente superará os 8 ME...

      JR

      Eliminar
  14. Relativamente ao nosso rival é que deves estar enganado, pois após o negócio com a NOS o presidente daquela agremiação veio vangloriar-se que os activos passaram a ser 200M superiores ao passivo. E se ele disse...
    Como disse o Nuno Martins é a Grécia do futebol.

    Agora a sério - mais uma excelente explicação Benfica Eagle.
    Graças a ti, eu e muitos que lemos as tuas análises já começam a perceber de RC´s e contabilidades.
    É com satisfação que vejo que dos 3 grandes somos aqueles que, em termos de Activo e de Passivo conseguimos equilibrar a situação.

    Já agora Benfica Eagle, tenho curiosidade para saber a tua opinião para uma questão colocada pelo anónimo da 1h15m -"consegues prever em que ponto os contratos dos clubes com a NOS/MEO vão alterar essas previsões?"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que o Bruno de Carvalho diz não se escreve ;)
      A contabilidade do Sporting é muito criativa :)))

      Agradeço o comentário.

      Quanto à NOS/MEO, salvo erro, esta época só está em vigor meio ano de sponsor da camisola no caso de Sporting e Porto.

      O Sporting já teve o tal aumento da Olivedesportos de 4M€/Semestre nos direitos televisivos, mas isso já está a ser considerado nas minhas previsões.

      Eliminar
  15. Duas questoes que amigos sportinguistas me põem e não sei contestar: o passivo do Benfica não inclui SAD e Clube, esse seria de 600M?
    Porque é que o activo do Benfica é tão superior ao do Sporting e mesmo ao do Porto?
    Obrigado pela análise, é sempre excelente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para os teus "amigos sportinguistas", os mais de 40M€ de passivo da Benfica SGPS já está reflectido no passivo da Benfica SAD, ao contrário do Sporting, porque é uma divida directa da SGPS à Benfica SAD, embora espero que o Benfica resolva isso o mais breve possível.

      Quanto ao passivo do Benfica clube "individual", o passivo exigivel é inferior a 30M€. Não estou a considerar as "provisões" por potenciais perdas de capital próprio na Benfica SAD e SGPS, já que o Sporting esquece-se sempre de provisionar as perdas em capital próprio da Sporting SAD e SGPS no R&C individual do Sporting Clube LOL :)))

      Ou seja, a dívida da Benfica SGPS já está reflectida no passivo da SAD. No Sporting isso não acontece.
      No caso do Benfica "Clube" individual, sem considerar provisões, o passivo exigível é inferior a 30M€ ;)

      Eliminar
    2. Quanto à 2ª pergunta:

      Porque motivo o Benfica tem mais activos na SAD, em comparação com os rivais? É simples. Porque investiu MUITO mais do que os rivais na aquisição de ACTIVOS:

      Benfica: Activo "BRUTO"
      Infra-estruturas + Terrenos: 266M€
      Plantel + Outros Intangíveis: 212M€
      Outros Activos (dividas de clientes, etc): 149M€
      TOTAL investido: 627M€

      Atendendo às Amortizações já realizadas fica:
      Infra-estruturas + Terrenos: 168M€
      Plantel + Outros Intangíveis: 118M€
      Outros Activos (dividas de clientes, etc): 149M€
      TOTAL Activo "liquido): 435M€



      Sporting: Activo "BRUTO"
      Infra-estruturas + Terrenos + Direitos de Superfície: 239M€
      Plantel + Outros Intangíveis: 43M€
      Outros Activos (dividas de clientes, etc): 51M€
      TOTAL investido: 333M€

      Atendendo às Amortizações já realizadas fica:
      Infra-estruturas + Terrenos + Direitos Superfície: 166M€
      Plantel + Outros Intangíveis: 27M€
      Outros Activos (dividas de clientes, etc): 51M€
      TOTAL Activo "liquido): 244M€


      Porto: Activo "BRUTO"
      Infra-estruturas + Terrenos: 183M€
      Plantel + Outros Intangíveis: 148M€
      Outros Activos (dividas de clientes, etc): 119M€
      TOTAL investido: 450M€

      Atendendo às Amortizações já realizadas fica:
      Infra-estruturas + Terrenos: 139M€
      Plantel + Outros Intangíveis: 95M€
      Outros Activos (dividas de clientes, etc): 119M€
      TOTAL Activo "liquido): 353M€

      Ou seja:
      o Benfica investiu 627M€ na SAD.
      o Sporting investiu 333M€ na SAD.
      o Porto investiu 450M€ na SAD.

      Eliminar
    3. Benfica: Activo "BRUTO"
      Plantel + Outros Intangíveis: 212M€

      Sporting: Activo "BRUTO"
      Plantel + Outros Intangíveis: 43M€

      Porto: Activo "BRUTO"
      Plantel + Outros Intangíveis: 148M€

      Agradecia um comentário a esta avaliação de activos (valorização contabilística versus valor real)!








      Eliminar
    4. Ou seja...

      "o Benfica investiu 627M€ na SAD.
      o Sporting investiu 333M€ na SAD.
      o Porto investiu 450M€ na SAD."

      A análise já está feita ;)

      Eliminar
    5. Tenho-te por mais inteligente que isso.
      Tens noções sobre o assunto, e embora efetues uma análise enviesada e parcial do assunto (incorrecto, mas legítimo dado o público alvo) creio que este é um factor que faz muita diferença nas contas. Se fossem utilizado os mesmos critérios na avaliação de activos(e aqui refiro-me ao plantel) creio que terias de calar muitos dos adjectivos com que invectivas as contas do Sporting. Para os leigos... descontando as amortizações todo o plantel do Sporting está avaliado para efeitos contabilísticos em (relevo os Outros intangíveis)em 27M€...

      Eliminar
    6. Anónimo 21:19, lá vem a "Contabilidade criativa à la Bruno de Carvalho".

      Por quanto está avaliado Renato Sanches na contabilidade do Benfica?
      Por quanto está avaliado Gonçalo Guedes na contabilidade do Benfica?
      Por quanto está avaliado Nelson Semedo na contabilidade do Benfica?
      Por quanto está avaliado Lindelof na contabilidade do Benfica?
      Por quanto está avaliado Jonas na contabilidade do Benfica?
      Por quanto está avaliado Gaitan na contabilidade do Benfica?

      E estes são só "alguns" exemplos!

      As regras contabilísticas são definidas por LEI e válidas para TODAS as empresas ;)

      Eliminar
    7. Esse argumento... que vale 0, pode ser contraposto pelas dúvida de quanto vale o Jimenez, o Pizzi, o Vera e por aí adiante. (Apenas a contraponto, no Sporting, William está valorizado em zero, tal como o João Mário, como o Adrien, como o Rui Patrício e isto só nos titulares indiscutíveis, mas adiante que isto não é a questão). A questão não se trata das regras (nem questiono o seu cumprimento), a questão que coloquei é sobre uma reflexão sobre valorização contabilística versus valor real e o impacto que isso poderá ter na contas, quer em P&L quer em balanço.
      Quanto a enviesamentos nas análises alheias, alguns tópicos;
      Custos operacionais do 2º semestre fiscal ignoras as poupanças já verificadas;
      Proveitos operacionais do 2º semestre fiscal ignoras os aumentos já verificados;
      (Em ambos dobras e o actual e siga...)

      Eliminar
    8. Veremos quanto é que o Sporting terá de vender.

      Já dei a minha previsão... no mínimo 35M€ de mais-valias com a venda de jogadores.
      Ainda só alcançou cerca de 5M€.

      Eliminar
  16. O "problema" destas contas é que o futebol é uma actividade bastante estranha face ao habitual, o que hoje é amanhã já não é.

    Basta ver que me parece ainda hoje "impossível" que um clube regional como o FCP consiga ter custos com jogadores mais elevados que o colosso SLB. Imaginar isto nos anos 60/70/80 seria de todo impossível.

    No entanto, fruto da trafulhice, da sorte (1 ou 2 treinadores que os levaram a passar jogadores banais a estrelas europeis - Artur Jorge, Mourinho, Vilas Boas) e algum mérito, eles conseguiram aproximar o seu nivel de receitas do nosso.

    Por isso há que ser cauteloso. Basta algumas escolhas erradas na contratação dos técnicos e de alguns jogadores para que o bom trabalho actual se possa perder. Embora me pareça que o investimento na academia do Seixal tenha reduzido bastante este risco.

    SLB, Bicampeão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Óbvio, como escrevi num comentário anterior 1 ou 2 épocas más, seja para o Porto ou para outro Grande, e a situação fica mais difícil.

      Apesar de tudo, o Benfica é o clube com maiores receitas operacionais "estáveis" e é o clube menos dependente da venda de jogadores ... o que permite negociar sem tanta pressão a transferência de jogadores, não vender tantos jogadores ou então vendendo ter maiores lucros do que os rivais ;)

      Eliminar
  17. Pelo R/C do Xporting, dá-me a entender que afinal vai pagar por ter vendido o M. Rojo, ou estou enganado????(15Me + 1Me de juros, + 4Me para russos, + comissões...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o caso Rojo seria sempre um mau negócio.

      Acabou quase por ser um "empréstimo".

      Eliminar
  18. O problema do Sporting não é o Benfica, é o fair play financeiro!
    Ninguém investiga isto, porquê?
    É só fazer as contas, toda gente sabe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda hoje o Galatasaray foi punido pelo fair play financeiro!

      Eliminar
  19. O Sporting com este treinador não tem problema nenhum com o fair play financeiro porque ele nem quer ouvir falar da Europa. Quanto a já ter dono, há muito tempo. E desengane-se quem pensa que o futebol actual - negócio puro e duro - ainda pode ter alguma coisa a ver com associativismos. E os clubes a fim de manterem o resto da actividade devem esforçar-se, isso sim, por fazerem bons acordos parassociais com as SADs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Real e Barcelona não são "privados". são clubes dos sócios

      Benfica e Porto têm-se mantido longe da bancarrota que se abateu sobre o sporting!

      Eliminar
    2. Clubes de sócios com gestões privadas.

      Eliminar
  20. Boa tarde Benfica Eagle, obrigado pelas tuas análises. É impressão minha ou o contrato das camisolas com Fly emirates anunciava ser o dobro do que tinhamos e afinal andam na mesma ordem de grandeza? Estou a ver mal? Obrigado KIDENG.

    ResponderEliminar
  21. Eagle, explica-me aqui uma coisa. Os proveitos no total foram de 90 milhões. Os proveitos operacionais 65 euros. O que te queria perguntar era, o que difere um do outro. Isto é, o Benfica fez 65 com transferências incluídas, em receitas, ou 90 milhões com transferências incluídas, este semestre?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Analisa o gráfico: https://2.bp.blogspot.com/-yJMsZw5f8zE/VtXq6_Dqt_I/AAAAAAAAAmo/2GoxQhfnx_0/s1600/Contas_3Grandes_1Semestre_20152016.gif

      A resposta está ai.

      90M€ no total. 65M€ operacionais e 25M€ de proveitos c/ jogadores + financeiros.

      Eliminar
  22. O Benfica poderá fechar a época com 90M€ (P. Operacionais sem UEFA) + 30M€ (UEFA) + 5M€ (Financeiros) - 125M€
    O Porto com 60M€ (P. Operacionais sem UEFA) + 20M€ (UEFA) - 80M€
    O Sporting com 55M€ (P. Operacionais sem UEFA) + 10M€ (UEFA) - 65M€

    Penso que está aqui a resposta. São 125 milhões sem transferências, certo, num ano?



    A questão é que o Benfica e o Porto gastam 170M€/Ano e o Sporting está a gastar cerca de 100M€/Ano

    E depois, explica-me esta tua afirmação. O Benfica gasta 50 ou 60 milhões em salários. Como pode o valor subir para 170 milhões? O resto é para pagar empréstimos, abater passivos etc? É isso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No final da época, sim, 125M€ operacionais + financeiros até final da época.

      Se forem 60M€ de salários, tens de considerar Fornecimento e Serviços Externos (+-30M€) + Amortizações de imobilizado (+-10M€), e chegas aos 100M€ a 105M€ de custos operacionais.

      Juntas os 40M€ de amortizações de jogadores + custos das vendas, e 20 a 25M€ de custos financeiros, e chegas aos tais 170M€ de custos totais.

      Eliminar
  23. Ah, já entendi. Agradeço as respostas Eagle.

    ResponderEliminar
  24. Mas 120 euros nem top 30 dará para entrar no próximo deloitte anual. Espero que o naming e os direitos televisivos façam o Benfica subir pelo menos para os 150 milhões, mas mesmo aí terá dificuldades de entrada no top 20.

    ResponderEliminar

Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado.

artigos recentes