O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 16 de abril de 2013

Um par de meias

 ●  + 9 comentários  ● 


Portugal, 16 de Abril de 2013

Pela 2ª vez em 3 épocas, o Benfica de Jorge Jesus apurou-se para as meias-finais de uma competição europeia. Um par de “meias” que a somar a um par de “quartos” faz recuperar o estatuto europeu do Benfica.


Como no Benfica as coisas parecem acontecer sempre por acaso, a questão da renovação do treinador continua sem sinais claros de evolução, o que dadas as circunstâncias não pode ser interpretado como um bom sinal. E nem as notícias publicadas no CM podem apaziguar esta sensação de incomodidade, porque é fácil fazer circular notícias nos jornais. Eu próprio dei em 2001 uma entrevista a um jornal lisboeta já extinto, a propósito das providências cautelares, e tudo foi negociado num almoço que aconteceu na Bairrada. Agora imaginem os que têm milhares para investir mensalmente em jornalistas...


A renovação com o treinador é neste momento, uma questão que já deveria ter sido resolvida. Independentemente de como acabar a época, o Benfica deve ter ideias claras do que pretende e num balanço sério, racional e actual, dos 4 anos de contrato de JJ, este deve continuar. Caso a renovação já tivesse acontecido, isso seria um sinal de pujança da liderança da Direcção, seria um sinal de confiança no treinador com óbvios reflexos no espírito de grupo dos jogadores, seria um sinal dado aos adversários que a estratégia não vai mudar e que nos vamos continuar a apresentar fortes, seria uma forma de negociar em melhor circunstâncias com o treinador, pois por cada título alcançado, ele irá – obviamente – cobrar mais.


Haverá também quem defenda, na senda de uma lógica tacanha típica de um certo pensamento português, que quanto mais se protelar a renovação mais o Benfica pode poupar em salários, caso JJ não vença todos os troféus ou até se possa justificar a não renovação caso não ganhemos nada. Isto é um pensamento ridículo mas parece ter alguma aceitação entre as “altas esferas” do Benfica. Entenda-se, dirigentes e ex-dirigentes que já se pronunciaram afirmando que, caso JJ não ganhe o título de campeão, o Benfica não deve renovar com ele (Gaspar Ramos).


Estes “Gaspares” do nosso clube, são um bom exemplo do pensamento "suicidário" que faz escola entre muito boa gente que diz sofrer pelo Benfica. E que nalguns casos chega a exercer funções de dirigismo no clube, explicando assim uma boa parte da decadência que atingiu o clube nos anos 90 e na primeira meia dezena do século actual, custando ao Benfica muitos milhões de contos em experiência falhadas de novos jogadores pedidos pelos novos treinadores!


Adiante que me estou a desviar do tema. Chegamos às meias-finais da Liga Europa, não ganhamos nada ainda, mas estar aqui e passar por cima de Bayer de Leverkusen, Bordéus e Newcastle é um facto a salientar. Porque para ganhar é preciso chegar à final, e para chegar à final é preciso chegar à meia-final. Quantas mais vezes chegarmos à meia-final, mais vezes seguramente chegaremos à final. Logo, não conquistar a Liga Europa não pode ser um factor penalizante para avaliar o treinador que, em duas das últimas 3 épocas, colocou o Benfica na antecâmara da final (nos últimos N anos, quantas equipas europeias conseguiram este feito?). 


Quanto ao jogo com o Newcastle, o esquema de jogo veio ao encontro do que eu defendera no texto “Alea Jacta est”: “em casa do Newcastle vamos ter muitas dificuldades contra o seu futebol atlético e linear. É desejável que Jesus esqueça o 4-4-2 (cada vez menos losango, pelas características de Matic) e aposte no 4-2-3-1, reforçando o meio campo para tentar controlar o ritmo do jogo. Se deixarmos o Newcastle pegar na bola e obrigar-nos a correr atrás deles, vai ser muito complicado”.


Apenas falhei no avançado, uma vez que a minha aposta seria em Cardozo e a de JJ foi em Lima. Contudo, e uma vez mais, foi com Cardozo que igualamos o resultado, uma prova mais do quanto injustiçado é este grande jogador por parte significativa dos adeptos.


Para concluir, ontem conseguimos voltar à final da Taça de Portugal, 8 anos depois e na 4ª tentativa de JJ. Poderíamos ter estado lá há 2 anos atrás, caso não fossemos impedidos por Carlos Xistra. Mas deste empate com sabor a vitória, que me deixou um sabor agri-doce, escreverei no próximo texto.

9 comentários blogger

  1. Caro Eagle01... a questão é grave e importante para o futuro do nosso clube. Calma!

    Se por um lado não me considero um Benfiquista tacanho e não enfio a carapuça apenas por pensar como pensam muitos grandes Benfiquistas, por outro também não me revejo muitas vezes nas injustíssimas críticas feitas ao nosso actual treinador. De facto é preciso ter memória curta para não aceitar que não haver razão para temer que adversário for na Europa é um passo de gigante em 4 anos. E isso é fantástico.

    Encontro-me portanto numa espécie de meio-termo, lúcido, capaz e independente em relação à análise que fazes deste tema.

    Não concordo contigo num aspecto (que é o essencial!).

    Tens muita razão em muito do que dizes em relação à tão propalada "renovação" e às formas (se calhar novamente pouco claras) que o clube encontrou para gerir este tema... mas esqueces-te evidentemente do fundamental, talvez por estarmos na ressaca de dois bons momentos (meias finais da UEFA e final da Taça). Estes são passos importantes, dignos de um grande clube, momentos infelizmente pouco comuns na vida mais recente do Glorioso. Mas e agora pergunto-te friamente: E ENTÃO?

    Porque razão é que deverá haver renovação JÁ, sem QUALQUER título conquistado esta época (e tirando 1 bom campeonato quase nada de nada em 4 anos)?

    Eu sei que o argumento está gasto mas seremos todos accionistas ou adeptos? Vibramos todos mais com a excelente "gestão do plantel", "grandes vendas dos últimos anos", "quase que isto e quase que aquilo no plano desportivo" e "que grande figura fizemos em Olhão" ou com TÍTULOS, CONQUISTAS, GLÓRIA (NACIONAL PELO MENOS)?

    Repito: compreendo e dou-te razão em muita coisa do que está escrita no excelente post MAS gostaria apenas que essa convicção se mantivesse dentro de 2 meses, para bem de todos (meu, inclusive), por isso te pergunto, honestamente:

    E SE - O QUE NÃO É NADA DE ABSOLUTAMENTE IMPENSÁVEL / INÉDITO / EXTRAORDINÁRIO - O BENFICA INFELIZMENTE E PARA DESESPERO / GRANDE DESILUSÃO DE TODOS:

    - Não passar o Fenerbahce.

    - Empatar na Madeira e perder no Dragão (NEM QUE SEJA num golo aos 87m, em fora-de-jogo ou através um penalti bem cavado). 5 pontos em duas jornadas, soa a DEJA VU?

    - OK, ganhar a Taça. Não acredito que a percamos para nenhuma das 2 possíveis equipas a defrontar. Pero que las hay...


    O Sr. Jorge Jesus terá espaço de manobra para ficar no Benfica sem depender destes resultados desportivos?

    Ou seja:

    O que fazemos depois se a MELHORIA DE UM CONTRATO QUE JÁ É DE 4 Milhões / ANO estiver já assinada? Despedimos, baralhamos de novo, e pagamos 10 milhões de indemenização ao dito?

    Quem é que quer JJ a treinar o Benfica na época 2013/14 se o Benfica perder o campeonato para o Porto na penúltima jornada e vê-los festejar NOVAMENTE à custa de uns "certos cabeçudos" (peço desculpa mas ainda me está atravessado!!!!!)?

    Quem é que se vai lembrar de um campeonato conquistado há 4 anos (na ÚLTIMA JORNADA), umas tantas "Taças da Liga", uns "milhões porreiros em vendas" e uma "grande gestão do plantel"?

    Ninguém. Tu inclusive. Vamo-nos todos lembrar de uma época com Emerson à esquerda (ETC ETC), em perder campeonatos consecutivos DIRECTAMENTE para o Porto ou com 21 pontos de atraso... de sermos eliminados constantemente por equipas de "menor calibre teórico": Marítimo, Celtic, Braga, Fenerbahce(??? - espero que não)...!

    Enfim...

    Espero que corra tudo bem e que JJ já tenha tudo acertado para ficar. Caso X, Y, e Z objectivos sejam ATINGIDOS.

    Eu sei: Ele não se tornará melhor nem pior treinador por isso, mas ganhará margem de manobra, credibilidade, estatuto. E isso no futebol (e não numa fábrica de sapatos), conta muito.

    Estamos de acordo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carapau de Corrida16 abril, 2013 19:16

      Tens razão... e conseguiste esquematizar o meu raciocínio.
      Aguardaremos e veremos o que vai acontecer.

      Eliminar
    2. Ora cá está um bom comentário que daria um bom post neste blog!!
      O que me preocupa acima de tudo é esta onda de optimismo que roça o ridiculo quando berram que somos campeões, isso meus amigos, não é bom. Eu apesar de "assinar por baixo" o que o AAk diz, gostava de chamar a atenção ao jogo jogado por parte do Benfica, depois de dois empates frente a superpotencias do futebol como os ingleses e o Paços de Ferreira começo a notar algum facilitismo por parte dos jogadores do Benfica, faz-me lembrar todas as ultimas épocas do SLB em que o Artur é supostamente dos melhores em campo e os falhanços incriveis da equipa (nem falo dos passes errados durante estes ultimos jogos) lembro que ainda não ganhamos nada e vamos enfrentar este domingo um adversário supermotivado e em crescendo em todos os aspetos, lembro também que o Benfica pelo meio destes jogos todos tem a liga europa e vem-me á cabeça uma frase de JJ quando disse “Das duas equipas que estão na frente, aquela que sair mais cedo da Europa tem mais hipóteses de ganhar o campeonato. Já estive numa meia-final, mas a ambição de um treinador é chegar a uma final europeia e, por isso, este é um jogo importante para atingir essa marca”... Penssem bem nela!!
      Depois continuo a dizer que JJ não fez uma gestão equilibrada do plantel, fez uma gestão de 3 a 4 gojadores...lembro também que no ano passado por esta altura o futebol do Benfica era melhor e tinhamos 5 pontos de vantagem e hoje temos 4 com 2 saidas dificeis e um classico já no domingo!!
      Atirem os foguetes...
      O JJ fez de uma equipa de milhões...milhões é certo, mas reparem no treinador do Paços de Ferreira que supostamente tá a caminho do FCP, de uma equipa de tostões tem um terceiro lugar uma meia final da taça de Portugal e troxe para a ribalta jogadores que valiam tostões!!! Já JJ...

      Eliminar
    3. Caro AAK, em primeiro de tudo obrigado pela tua sentida reflexão. O Benfica precisa de se conhecer e nada como conhecer o que pensam os seus adeptos par sabermos o que podemos esperar do clube. Porque são os adeptos que decidem, e conhecer como pensam ajuda a perceber como decidem.

      Possivelmente não leste o texto que aqui escrevi intitulado "Três" e como tal não sabes a resposta que já dei à questão: e se não ganharmos nada? A minha opinião de adepto (ex 18 anos de sócio) é: Jesus fica. Porque sou masoquista? Não: porque sou realista.

      Quando se despede um treinador, vais ao mercado e escolhes pelo perfil, pelos títulos conquistados, pelas referências que te dão, etc. Que vai acontecer? Vais escolher seguramente o que te parece reunir as melhores características, vais escolher seguramente um que não tenha os defeitos do antecessor, vais escolher alguém que na tua convicção fará melhor do que esse antecessor. Certo?

      Errado: no fundo o que estás é a escolher um melão. E depois de o abrires é que vais ver se é bom ou não. Fifty/fitty de probabilidades de acertares no errado. Quanto custa acertares no errado? O exemplo do SCP não te basta ou pensas que aquilo só acontece aos outros e que o período Damasiano de despedir à primeira oportunidade, aconteceu por acaso?

      Um novo treinador traz novas opções para jogadores, ou seja mais despesa, e ao fim de meia dúzia de semanas a época pode estar feita. Milhões de prejuízos e tu vais-me dizer: ah e tal, sempre foi melhor assim do que ficar com o outro que não ganhava títulos.

      Errado outra vez. Saber ganhar é tão importante como saber perder. E o Benfica tem uma cultura que rotulo de ridícula e atrasada, de querer ser grande sem perceber que os tempos mudaram, sem que nós nada fizéssemos para assegurar uma competição sadia e igual para todos. Certo?

      E aqui chegamos à questão de fundo: mudas a equipa do Benfica para o FCP, e eles são campeões com o Vítor Pereira. Ou Villas Boas. Mudas o Villas Boas, o Vítor Pereira, o Hulk e a equipa do FCP para o Benfica e eles não são campeões. Entendes?

      Tu queres um treinador quer consiga ser superior aos golos em fora de jogo de 2 metros. Mas isso é uma questão que não devia ser questão, porque NÃO HÁ QUEM ENCAIXE NESSE PERFIL!

      Como disse no texto o Benfica não ganhou nada e pode nem ganhar nada. Mas estar nestas fases avançadas das provas, qualquer um gosta de estar. Se dá dinheiro tanto melhor, ou não sabes quanto deve o Benfica SAD? Não sabes que tens de gerar dinheiro para NÃO PERDERES A IDENTIDADE DO CLUBE? Pagamos 20 milhões de juros à Banca todos os anos e não percebeste a gravíssima situação financeira em que o Benfica se encontra? É a TV que vai compor isso? Oxalá, mas vamos com calma ... Até porque tens um Presidente que prima por vencer 30 e gastar 40. Porque tens um Presidente que defende os Bancos e não o Benfica.

      Resumidamente. Entre uma aposta num novo treinador, como os 7 anteriores a Jesus escolhidos por Vieira, ou a aposta em Jesus que sabemos quanto vale em termos desportivos e monetários (mesmo que não ganhe nada este ano), a minha escolha realística, dada a gravidade financeira do clube/SAD e dada a viciação de resultados pelos erros direccionados da arbitragem, é - realisticamente e sensatamente - Jesus! Não quero ver o Benfica como o SCP.

      Eliminar
    4. Pedro S., o Anzhy que investiu milhões em grandes jogadores coo Samuel Etoo não marcou 1 golo ao tal Newcastle, o Real Madrid perdeu com a potência Osassuna, o Barcelona perdeu com a potência Real Sociedad, equipas com ambições como o Inter de Milão, o Tottenham, Lyon, Marselha, Lázio, Leverkusen, etc, já foram elminadas da Liga Europa e tu vens aqui falar da qualidade dos resultados do Benfica?

      Sê grato, aprecia o que tens. Um dia vai-te acontecer como os adeptos do SCP. Quando tinham o Paulo Bento, lamentavam a má qualidade das exibições do SCP. Lamentavam, também não ganhar campeonatos (está escrito, vai consultar) e só as "Tacitas" não enchiam barriga ...Agora? Agora só já pedem vitórias nem que seja com 1 golo no ultimo minuto ...

      Deixa a soberba de lado, sê humilde ...

      Infelizmente este é um problema que não é teu, é da cultura do Benfica. Uma cultura de arrogância, ignorância e ingratidão. Será dos anos, será recente? Não sei, mas vejo isto há demasiados anos para não a associar ao clube e a quem o dirige. Por vezes saber perder é o melhor caminho para ganhar mais a seguir.

      Quem não sabe ganhar, como aqui evidencias, não pode nunca ser um grande vencedor.

      Até nisso JJ está sózinho contra uma razoável maioria que pensa da tua maneira. Mas é Jesus que sózinho, em 4 anos, ganhou o que os outros 7 antes dele não conseguiram. Não pode ser só sorte.

      Eliminar
  2. Compreendo e - como não me tenho como "O Dono da Verdade" - aceito que possas estar certo. Efectivamente não li (ou não me recordo neste momento) o post "Três", mas respeito e aplaudo a coerência, assim como mantenho a minha opinião, tentando apenas clarificar um pouco mais a questão:

    No fundo, o que me custa é que se tenha apostado no JJ para ficar por "tempo indeterminado" no Benfica quando passaram extraordinários treinadores pela Luz sem que lhes tivesse sido dado UM DÉCIMO do que foi dado ao Jesus. Melões ou não (concordo), há coisas que não enganam: postura, capacidade de trabalho, relação com os jogadores, aposta CONSTANTE em algumas promessas, etc. Se isto se verifica (como aconteceu em alguns casos), a verdade virá sempre ao de cima, certo?

    Não se deve despedir um bom treinador porque pela razão A, B ou C, não ganhou NAQUELE ano.

    Sou apologista do "Wengerismo" desde que todas as partes estejam satisfeitas (adeptos + clube). O problema é que não me parece o caso... e agora estaria aqui horas a dar exemplos de coisas que me enervam (ou evervaram muito no passado, até prova de contrário) no JJ. Terá ele aprendido alguma coisa extraordinária só agora aos 60 anos? Se calhar foi por ter começado a ler o Pascal, mas não sei se terá sido um pouco tarde... veremos. Defende-lo-ei até estar no Benfica. Mas quero resultados DESPORTIVOS! Tenho (temos) esse direito. Os milhões que se deve à banca são problemas para os gestores (assalariados!) do clube. Se são incompetentes não deveriam lá estar.

    Regressando ao que interessa: porque é que eu terei de me rever na bazófia, na arrogância e na falta de educação (aquela menos engraçada) de um treinador que não mete títulos onde mete constantemente a boca? O Mourinho é o contra-exemplo. Goste-se ou não do estilo, não há muito a argumentar nesse caso, mas dizer isto é um lugar-comum, eu sei.

    O que é que o JJ fez em 4 anos que um Fernando Santos (por exemplo) não teria feito com os mesmos recursos / planificação - isto aceitando o teu raciocínio? E olha que não morria e amores por ele na altura.

    Incompetência da direcção, 7 vezes seguidas? Correcto. Então, no fundo, estamos de acordo se calhar.

    Futebolisticamente falando, eu só quero é que o homem ganhe mais umas coisas e não me (nos) faça outra vez passar pelo mesmo! ;)

    ResponderEliminar
  3. Eagle01 grato pelo que tenho?? A quem devo agradecer estas alegrias e conquistas de troféus?
    "Infelizmente este é um problema que não é teu, é da cultura do Benfica. Uma cultura de arrogância, ignorância e ingratidão. Será dos anos, será recente? Não sei, mas vejo isto há demasiados anos para não a associar ao clube e a quem o dirige. Por vezes saber perder é o melhor caminho para ganhar mais a seguir."

    Deves ter lido mal o que disse, não me mistures com esse tipo de adeptos pois não sou eu que berro que já somos campeões...

    Saber perder é fodido quando a realidade é o que todos vemos, não é só os Proenças e amigos que perderam estes campeonatos todos quem pensa assim é ignorante isso sim!!

    ResponderEliminar
  4. Eagle01 grato pelo que tenho?? A quem devo agradecer estas alegrias e conquistas de troféus?
    "Infelizmente este é um problema que não é teu, é da cultura do Benfica. Uma cultura de arrogância, ignorância e ingratidão. Será dos anos, será recente? Não sei, mas vejo isto há demasiados anos para não a associar ao clube e a quem o dirige. Por vezes saber perder é o melhor caminho para ganhar mais a seguir."
    Lá está, o que escrevi e critico é precisamente este tipo de forma de estar no Benfica, daí eu achar ridiculo os "logans" (como diz JJ) de "somos campeoes" neste momento!
    Deixa-me dizer-te uma coisa, tristes são os que pensam que no FCP todas as conquistas que têem foram obra total da corrupção...tristes!!

    ResponderEliminar
  5. "A renovação com o treinador é neste momento, uma questão que já deveria ter sido resolvida."

    Por aquilo que tenho lido, para mim já está resolvida.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking