O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 6 de setembro de 2014

Os reforços vistos à lupa...

Avatar
 ●  53 comentários  ● 
Pelos nossos leitores!

Vamos lá, meninos e meninas. Muito tenho aqui lido (e ainda bem) que o Samaris isto, que o Eliseu aquilo, que o Talisca mais não sei o quê... Vamos lá deixar isso escrito para mais tarde recordar.

O desafio é cada um escrever o que pensa de cada reforço (incluindo os regressos) e as expectativas que tem para a temporada, ou seja, o que pensa que o jogador pode dar ou deve dar à equipa.

Julio César, Benito, Eliseu, Lisandro, César, Samaris, Cristante, Talisca, Derley, Bebe, Nelson Oliveira e Ola John. 

Para que futuramente possamos voltar a este tema e "premiar" com o devido destaque as opiniões de cada um, pedia-vos o favor de se identificarem. Pode ser "Zé da Esquina", "Xpto", números, qualquer coisa que vos distinga uns dos outros...

Espero que a adesão seja massiva, senão ficaria muito desiludido de ver tantos comentários aqui a criticar opiniões e depois quando são chamados a "se atravessarem" com um contributo não podem esconder-se e evitar que no futuro vos cobrem isso, pois é o que muitos fazem e são até "especialistas".

Agora é que vou ver se quem é tão hábil a criticar o que escrevemos tem a mesma habilidade para se comprometer com uma opinião sobre a qual pode vir a ser julgado. E até fui meiguinho ao escolher "futebolês"...

Não me desiludam. Não façam como aqueles ligam para os fóruns da TSF e que ouvem uma opinião e depois a criticam ferozmente e a quem a emitiu. Quando o jornalista pergunta "então é qual é a sua opinião?", reles respondem "opinião? Sobre o quê!?" Ou então "opinião? Eu acho que se eles foram eleitos eles é sabem".

PS- vou apagar todos os comentários que não respondam ao desafio.

Futebol de formação: uma mentira.

Avatar
 ●  12 comentários  ● 

O Benfica by GB tem produzido muitas reflexões importantes sobre o futebol de formação no Benfica.
Poucos têm demonstrado a mesma clarividência ao olhar quer para os jogadores da formação quer para as formas de os potenciar. 

No entanto,  não posso deixar de achar que mais uma declaração de aposta nos jovens por Luis Filipe Vieira não passa de mais uma acção de propaganda por parte dos media para promover a imagem... do presidente.

A aposta nos jovens simplesmente não existe.  Em mais de 10 anos de Vieira,  apontem 3 jovens da formação que tenham evoluído das escolas até à equipa principal e que tenham conseguido um lugar no onze.  Da formação e não contratados aos 19 ou 20 anos. 

Vamos acreditar que num universo de milhares de praticantes não houve um de jeito? 

Então porquê os jovens do Benfica têm de ver qualquer Emerson, Peixoto ou Luís Filipe chegar ao clube e ser aposta enquanto eles ou ficam na B ou são emprestados?  Enquanto eles são empurrados para fora do Benfica?

Dizem que os jovens como Bernardo Silva ou Nelson Oliveira não treinam afincadamente.  Como sabem isso se os treinos do Benfica são à porta fechada? Se até aos jovens que vivem no CFC é impedida a visualização dos treinos?

Dizem que Jorge Jesus não aposta nos jovens porque quer ganhar.  Eu pergunto: Será que foi pelos jovens que o Benfica nos últimos 4 anos vence apenas um campeonato?

Será que foi pela aposta nos jovens que em 12 anos vencemos apenas 3 vezes? 

Porque será que os únicos que não são aposta são aqueles que não têm uma valia imediata para negócio/ comissão?

Qual o porquê de se a decisão do presidente é apostar na formação isso não suceder? 

Será que Vieira está refém de JJ ou veremos de uma vez por todas o presidente colocar JJ no seu lugar?

LFVieira ou Jesus: Quem "ganhará"?

Avatar
 ●  32 comentários  ● 
Há dois dias, no tópico O Dia em que Nelson Oliveira "morreu" para Jesus... eu referia algo que foi, porventura, desvalorizado por muita gente:

"Jogador morto, jogador ressuscitado? Veremos... para já parece que um "telefonema do gabinete" terá passado o jovem avançado para a frente do argentino Franco Jara que parecia ser posicionado na frente dele. A última vez que isso aconteceu, um "telefonema do gabinete" a reforçar a posição de um jogador, acabámos a vendê-lo por 30M€ ao Real Madrid."

Hoje o Jornal O Jogo traz isso mesmo à capa:

Jonas é, aparentemente, um "desejo" de Jorge Jesus para substituir o Rodrigo. Tal como referi sobre Samaris e Cristante, não dizer que um jogador dispensado do Valência não serve para o Benfica, simplesmente porque não o conheço.

Mas o Presidente, e muitíssimo bem, parece mais focado em "impor" ao treinador que os reforços que ele pretende estão já no SLBenfica: Nelson Oliveira e Gonçalo Guedes. O primeiro é um ponta de lança de raiz (um claro substituto para a vaga de "homem de área" de Cardozo) e o segundo, à semelhança de Rodrigo, pode jogar nas alas mas também nas costas do ponta-de-lança.

Bem sei que muitos defendem a tese que Jesus "matou" definitivamente o Nelson Oliveira. Eu, sinceramente, também acho que sim, mas alimento uma esperança que tal assim não seja. Por outro lado, custa-me muito a acreditar que o Jesus deixe no banco um outro seu pedido, Derley, e um seu fetiche, Lima, para apostar num jogador que "odeia" e noutro que terá dificuldade em dar confiança por não ser produto da sua "visão", na verdade o Guedes parece ter sido descoberto por todos antes do Jesus, e o mestre não gosta dessas coisas.

Quem "ganhará"? Se o Presidente se quiser impor e não contratar o Jonas (ou o Hugo Almeida, LOL, que também está livre) então o que fará Jorge Jesus?

Vai "esticar" o Lima como unica opção do ataque? Vai jogar com dois avançados usando dois jogadores semelhantes (Lima e Derley) e quando tiver que mudar passa para um sistema só de um avançado? "Promove" o Jara novamente apesar da pré-época ter mostrado que é muito inferior?

... Ou será que "se rende" ao Presidente, arregaça as mangas e se transforma no verdadeiro "formador" do Nelson Oliveira, retirando-lhe os "tiques de vedeta" à lá Ibrahimovic e dando-lhe dimensão futebolítica que ele sem sem qualquer dúvida, como aliás o treinador assumiu?

... Será que Jesus percebe que o Gonçalo Guedes, com ainda muito para evoluir (vai ser fenómeno, este puto) é já, possivelmente, a melhor opção que Jesus tem para apoio ao avançado, o tal "9,5"?

Há muitas questões que os próximos meses se vão encarregar de esclarecer. Para já, Luis Filipe Vieira parece irredutível na defesa dos jogadores da formação, aliás o Ivan Cavaleiro já tinha dado a entender essa mesma informação quando saiu.

Fica, desde já, a minha vénia para o Presidente pela coragem neste tema. O Presidente está, na minha opinião, carregado de razão. Só lamento que não tenha havido a mesma para "segurar" o João Cancelo (e talvez não fosse preciso ir buscar outro 6, porque o André Almeida quando puder jogar ali com regularidade vai ser um caso sério), o Ivan Cavaleiro (que continuo com a opinião que é melhor alternativa ao Salvio e Gaitan que qualquer das opções que o Jesus actualmente tem) e o fantástico Bernardo Silva (que sem dúvidas é mais jogador hoje e, acredito mesmo que, também no futuro do que será o Talisca naquele espaço do terreno).

Mais até do que no caso do Gonçalo Guedes, o Presidente estará a "forçar" a questão em torno do aproveitamento do Nelson Oliveira. A propósito da posição do Jesus relativamente a este jogador volto a recordar este tópico: E este, Jesus? Vale Milhões... ou não te sentes capaz?

Muita gente diz que o jogador deixou de ser aposta pelo que disse nas entrevistas nos anos seguintes a sair da Luz para equipas de fundo da tabela de Espanha e França.

Depois há os que dizem que ele deveria ter marcado "100" golos em cada época nessas equipas que, pobres coitadas, mal marcavam golos quanto mais pedir que o Nelson os marcasse e esses também ainda não me responderam a isto: Quem fez o que Nelson Oliveira não fez?

Ora, se Jesus não é vingativo em relação ao lance com o Chelsea (ver tópico  O Dia em que Nelson Oliveira "morreu" para Jesus...) então porque o jogador fez uma época positiva, palavras do treinador, e acabou dispensado? Isso tudo que lhe apontam foram reacções de mágoa depois de ter sido dispensado no final dessa boa época.

O PRESIDENTE ESTÁ CERTO E ESTÁ A DEFENDER OS INTERESSES DO BENFICA AO VALORIZAR AS APOSTAS NO NELSON OLIVEIRA E NO GONÇALO GUEDES.
ESTOU COM O PRESIDENTE NISTO!

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Sabemos formar... só falta saber aproveitar!

Avatar
 ●  23 comentários  ● 
No tópico anterior já deixei a minha opinião sobre esta temática, mas regresso a esta questão a propósito da distinção da UEFA feita à presença do Benfica na Youth League:


"A UEFA considerou que Benfica utilizou esta competição de uma forma exemplar como uma plataforma de desenvolvimento para complementar os seus programas de formação e treino", revelou o Benfica. 


De acordo com a UEFA, o Benfica "honrou os valores desta nova competição, disfrutando da mesma e dando prioridade aos aspetos em torno do desenvolvimento e crescimento dos seus atletas". 

O clube português recebeu a distinção do organismo europeu de futebol, num seminário que reuniu os 32 participantes da segunda edição. "A UEFA Youth League veio ocupar um espaço competitivo importante e nós encarámos com toda a seriedade e humildade esta prova, encontrando na mesma um espaço privilegiado no desenvolvimento dos nossos atletas e treinadores", salientou Armando Jorge Carneiro, diretor-geral do Centro de Formação e Treino do Benfica

in O Jogo

A UEFA Youth League é uma competição que teve a sua primeira edição na última época, colocando em prova o escalão júnior dos clubes representados na edição da Liga dos Campeões. Na última época o Benfica teve no plano desportivo uma grande montra, ao chegar à final depois de golear o Real Madrid (4-0) e na qual acabaria como vice-campeão, perdendo então para a formação do Barcelona.


Entretanto, desta equipa que venceu o SLBenfica, nas duas primeiras jornadas o Barcelona já estreou Munir El-Haddadi e Sandro Ramirez e na calha diz-se que está também o Adama Traoré.

Ora, é aqui que reside a grande diferença entre o SLBenfica e o Barcelona, por exemplo, no aproveitamento do trabalho fantástico que é feito nos escalões de formação. Tal como referi no tópico Será por isto que Jesus não aposta na formação? aparentemente o grande problema do SLBenfica poderá estar, segundo as informações que vão sendo dadas a conhecer na imprensa, na preparação destes jovens para os desafios físicos e mentais de transição para a equipa principal.

A verdade é que quem viu o Munir e o Sandro a jogar neste início de temporada pelo Barça, nem notou que acabaram de sair de idade de junior, sendo que ambos já jogavam, apesar da idade junior, na equipa B do Barça, o que desmente claramente a "conversa" do Jesus sobre as etapas.

O SLBenfica tem tido diversas distinções e visitas de grandes clubes e até com tradição na formação de jogadores para falar com os nossos treinadores, com palestras e organização de colóquios sobre a temática do treino e da formação. Neste aspecto, o SLBenfica tem "dado lições" de bem fazer a diferentes clubes.

Se calhar está na hora de passarmos agora à fase de ouvir mais e melhor o trabalho de quem tem sido capaz de passar da boa formação de atletas ao... bom aproveitamento dessa formação. Não está aqui em causa se esses clubes aproveitam jogadores de classe mundial, se depois os vendem ou se têm capacidade para os manter ou ainda se depois não os "tapam" com craques de largos milhões (por terem essas posses).

O que está realmente em causa é: COMO TRANSITAR DO FUTEBOL DE FORMAÇÃO PARA AS EXIGÊNCIAS DAS EQUIPAS DE TOPO?

No tópico anterior já referi a minha opinião e acho que o problema pode mesmo estar na organização que não está preparada para isso... desde o topo.

- Talvez Jorge Jesus e Rui Costa devam ter a liderança técnica e de topo, respectivamente, neste processo. Talvez Armando Jorge Carneiro deva estar na linha de reporting de Rui Costa e não de Domingos Soares Oliveira (WTF??!).

- Talvez deva haver um planeamento integrado que começa nos juvenis e termina só na equipa principal e para isso o treinador principal tem que ter uma palavra a dizer no tipo de atletas que pode e quer receber para a sua estratégia táctica, de treino e de jogo.

- Talvez a liderança de topo comum possa influenciar a política técnica do treinador no sentido de, reunidas as condições na formação, ele seja mais incentivado e pressionado a privilegiar essa via.

- Talvez a questão da responsabilização seja fundamental e tenha que se por fim a uma "luta de galos" entre quem diz que forma muito bem e quem diz que potencia como ninguém, mas não potencia quem é formado com a excelência que se anuncia.

Eu já fiz a minha parte e já deixei algumas ideias de como isso pode ser feito... 

Será por isto que Jesus não aposta na formação?

Avatar
 ●  37 comentários  ● 


Para quem não consegue ler o que destaco na foto, resumindo, diz basicamente que o Jesus considera que os míudos da formação não têm capacidade física para o plantel principal sendo, na generalidade, jogadores muscularmente franzinos, tendo o treinador da equipa principal já exposto essas queixas ao Presidente.

Ora duas notas sobre isto:

1. UM ANO (ou mais) DE ATRASO!
Há imenso tempo que neste blog eu refiro que parece que o trabalho a sério do LORD só começa nos séniores, quando na verdade deveria começar no último ano de juvenil e ir ganhando expressão de relevância de acordo com o aumento da idade até atingirem um ponto mais efectivo no último ano de junior e no primeiro de sénior (ou de equipa B).

Não é preciso perceber de fisiologia para saber isto, nem deveria ser preciso o Jorge Jesus se queixar para se melhorar este aspecto. E mais: Não é só o aspecto físico que importa melhorar, mas também o acompanhamento mental (psicológico) dos jovens, nomeadamente de quem entre para um "plano de elite" (the best between the best) e que os prepare, por exemplo, para uma primeira temporada de mais trabalho e menos jogos, quando chegam à equipa principal. Mas há mais: Um acompanhamento "tutorado", ou seja, agarrar em quem já fez este percurso (não tem que ser só no Benfica, mas preferencialmente) e trazê-los para o Seixal para serem "tutores" do processo de evolução destes jovens. Lembro-me de nomes como o Veloso, Chalana, Simões, José Augusto, Bastos Lopes, Diamantino... bastam 2 ou 3 para suportar um plano destes, em estreita ligação com Jorge Jesus e com o líder do futebol do SLBenfica.

Ou seja, estamos a começar a perceber onde está o real problema, tal como eu há umas semanas aqui levantei a questão: Se investimos e não aproveitamos o problema ou está no treinador que não quer ou tem preconceitos... ou está na área de formação que não os prepara adequadamente além das valências técnicas.

2. NÃO É PRECISO "DEVOLVER A MERCADORIA"
Aqui eu e o treinador temos pontos de vista diferentes. O mister Jesus tem todos os recursos "à mão" para poder recuperar o tempo perdido e por os miúdos a trabalhar o físico. O Quique Flores, ou melhor o Paco Ayastaran, fez isso com o David Luiz, DiMaria e Cardozo, resultado? Foi o tal "trabalho invisível" que levou tantos a gozarem o espanhol, mas que no ano seguinte fez com que estes jogadores se apresentassem ao mais alto nível fisica e fisiologicamente mais adaptados às exigências.

Mas isto depois é uma "pescadinha de rabo na boca". Estarão os miúdos prontos para passar um ano a "dar no duro" nos treinos e com trabalho extra, sem jogarem ou jogando pouco? Estará o Jesus pronto para acompanhar esse trabalho, transmitindo-lhes a confiança necessária para eles encararem esse trabalho?

Não é o perfil do Jesus "formar jogadores" mas sim "Formar Equipas", por isso... este ponto não acontece e os míudos acabam dispensados, vendidos, emprestados ou devolvidos à B, como aconteceu com o João Teixeira e que, olhando à próxima época tem agora quatro jogadores à frente dele: Samaris, Cristante, Fejsa e Amorim.

CONCLUSÃO: Percebo o Jesus e ele tem mesmo que impor mudanças.

Ou seja, o tempo encarregou-se de responder à minha pergunta que era, diga-se, fundamental ser respondida. Pelos vistos o grande problema não está na qualidade dos jogadores, nem no treinador ser preconceituoso, o problema está no que não é dominado nem por uns (jogadores) nem pelo outro (treinador) que é o errado, incompleto e porventura incompetente "Processo de Transição das Camadas Jovens".

Não sabem fazer? Vão a Barcelona, Madrid, Clairefontaine, Amesterdão... há tantas opções e passem tempo a conversar com os melhores do Mundo sobre esta matéria.

Deixem de continuar a dar palestras sobre formação... e passem a ouvir palestras sobre o que fazer para maximizar os resultados com a formação, porque aqui não temos, por enquanto, muito para ensinar a ninguém, embora eu acredite que na Direcção do Futebol de Formação se acredite que somos bons nisso, lá está depois o "jogo dos egos" tão típico do Benfica... todos acham que fazem bem o seu trabalho e a culpa é sempre do próximo.

A qualidade do jogadores está lá! Do melhor que há na Europa porque a nível de formação e prospecção somos mesmo muito bons. O processo de transição é penoso e fraquíssimo, para não dizer inexistente.

Modelos há muitos, eu sem conhecimentos técnicos nem nada que se pareça já sugeri um que pode ter uma ideia a ser (muito) melhorada e ser criado um modelo mais estruturado e científico: O que é a Formação? Em três grandes clubes e no NGB...

Agora a questão importante para isso tudo é: Qual a capacidade de quem tem a necessidade (treinador da equipa principal) influenciar quem tem a oferta (direcção do Caixa Futebol Campus)? Um "reporta" ao Rui Costa, o outro ao Domingos Soares Oliveira... algo aqui está a falhar logo de base!

Quem tem a necessidade, tem que liderar! Não o treinador mas a Direcção. Ou seja, o futebol de formação, pelo menos a partir dos Juvenis em que deve existir o tal "Plano de Elite" deve estar na mesma dependência hierárquica do futebol profissional. Ou na pior das hipóteses, pode haver uma Direcção do CFC (Armando Jorge Carneiro) para efeitos operacionais e uma Direcção do Futebol (Rui Costa) para efeitos técnicos. Um define o quê, quem, como e quando deve ser "entregue" ao futebol profissional, o outro responsabiliza-se por ter os meios e efectivar o trabalho que o permita.

Ou então continuem a "brincar aos egos" e a fingir que formam seja quem for, esperando pela sorte que ele apareçam fortes e possantes sozinhos.

O Dia em que Nelson Oliveira "morreu" para Jesus...

Avatar
 ●  55 comentários  ● 

Crédito desta imagem para o user "NicolasTeixeira" no Serbenfiquista, que teve o cuidado e o trabalho de nos recordar o dia em que Jesus "matou" o Nelson Oliveira devido a um lance em que o jovem rematou à baliza numa situação em que poderia ter dado para o Djaló (raios! como se isso foi garantia de golo!). (Também) por falta desse golo, o SLBenfica não passou a eliminatória da Champions e acabaria eliminado e fora da prova.

Jorge Jesus nunca lhe perdoou, como não perdoou a Carlos Martins a expulsão com o Estoril, nem perdoou a Djaló também ter falhado clamorosamente nesse mesmo jogo em Stamford Bridge, nem perdou ao Melgarejo com o Fernerbahce... enfim, só eu estou farto de o perdoar a ele, mas o "mestre" pelos vistos não retribui o perdão, o que é estranho em alguém com o nome de "Jesus".

Jogador morto, jogador ressuscitado? Veremos... para já parece que um "telefonema do gabinete" terá passado o jovem avançado para a frente do argentino Franco Jara que parecia ser posicionado na frente dele. A última vez que isso aconteceu, um "telefonema do gabinete" a reforçar a posição de um jogador, acabámos a vendê-lo por 30M€ ao Real Madrid.

Tenho muita expectativa em torno deste jogador e espero, sinceramente, que o Jesus dê uma oportunidade ao Nelson e trabalhe afincadamente este jogador este ano, como também desejo que o jogador saiba dar uma oportunidade ao Jesus e procurar aprender mais e ser mais humilde.

O que os adeptos não vêem...

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

Nos bastidores do futebol português jogam-se cartadas decisivas para o futuro do actual "statu quo" e para o futuro dos "barões da bola", onde estão nomes como Joaquim Oliveira, Pinto da Costa, Lourenço Pinto, Fernando Gomes e Jorge Mendes - o que doravante passarei a apelidar de "G5" do futebol português.

Este contexto não se esgota na Liga Portuguesa. O G5 tem interesses em todos os campeonatos nacionais, desde o novo CNS até à I Divisão... com extensão à UEFA - já aqui vos referi o que, na minha opinião, é o posicionamento que Fernando Gomes e Pedro Proença procuram no contexto da "Europa do futebol" (O Proença saberá esperar pelo "MasterPlan"?).

Um funciona como principal fonte de receita dos clubes (e está em dificuldades financeiras), outro é o principal aglutinador dos beneficios e da sua distribuição em campo (e está numa situação de não poder perder o próximo campeonato seja de que fora for), outro é o elo de ligação entre as associações nacionais (e tem visto a sua capacidade de influência reduzir-se com as revisões estatutárias), outro é o testa de ferro dos anteriores nos orgãos de liderança do futebol (primeiro Liga, depois FPF) e porventura o único que ainda está em estado de graça e por fim o ultimo é, tal como o primeiro, uma importante fonte de receita e angariação de jogadores para os clubes que colaborarem com o Sistema.

Nada se faz sem dinheiro, percebe-se por isso a importância que tem o "ataque feroz" de Mário Figueiredo ao império dos direitos televisivos em Portugal. A alteração dos "poderes" em Portugal pode fazer "falir" toda a estratégia e afastar Fernando Gomes do "projecto Europeu à Durão Barroso", limitando os benefícios que podem dar aos "grupo/clubes dos amigos do G5" e com isso reduzindo fortemente a sua capacidade de influência e submissão a alinhar com as estratégias de liderança do futebol nacional em campo e fora dele e ainda reduzir a sua exposição à circulação de jogadores apenas porque interessam a determinadas pessoas, nomeadamente ao "todo poderoso".

Mário Figueiredo está ao ataque directamente ao coração do "G5"! Se vencer, irá mudar o futebol português para sempre e dará início à regeneração do futebol. Assistiremos à "fuga" ou à fuga (mesmo, sem aspas) de alguns dos responsáveis deste G5 não só do futebol como mesmo do país, antecipando que o "levantar do tapete" possa vir a mostrar o "lixo" que tem sido escondido.

Infelizmente, os clubes mais interessados na "limpeza do futebol", ou pelo menos que deveriam mesmo estar interessados (veremos se estão) parecem ser os testículos desta história... "Não atrapalham, mas também não entram", uma posição que tornou Portugal famoso na II Guerra Mundial.

Se correr bem, cá estarão para posar para a fotografia e recolher os louros juntamente com o herói da mudança. Se correr mal, assim como assim não estavam a apoiar, pelo que não lhes podem assacar responsabilidades. Posição cómoda, hein...

Nem apoiam, nem deixam de apoiar... andam por ali a ver o que dá, por vezes apoiando nos bastidores e não o fazendo publicamente... ou o contrário. Ainda nas últimas eleições da Liga ficaram famosos alguns telefonemas "de bastidores" a apelar ao voto dos Clubes em terminada candidatura que, depois, não era apoiada publicamente. Houve até quem não votasse em ninguém para poder dizer a todos que não apoiava o opositor.

Posição cómoda, como digo! Num momento em que, com sorte e muito engenho, pode dar-se a viragem do futebol português, exige-se mais de quem mais quer (será que quer?) mudar o futebol português e lutar pela verdade desportiva.

E quando falo e exigir mais não falo em alianças! NÃO! Impossível sentar à mesa com quem não tem os mesmos interesses, com quem não quer a verdade desportiva nem a seriedade e honestidade do futebol nacional. Essa ideia começou na pseudo-campanha eleitoral de José Eduardo Moniz, foi depois reforçada já em funções quando falou na normalização das relações com o FCPorto e culminou na penultima entrevista do Presidente a afirmar que seria o caminho a estabilização do futebol.

Pois claro... já todos sabemos quem sai a ganhar quando todos se juntam "pelo futebol português". Não é sequer preciso ir muito atrás na história.

Uma coisa é certa, os adeptos não vêem, mas os bastidores estão "a arder" e tudo pode mudar drasticamente, pode dar-se a queda de um regime com mais de 30 anos a prejudicar o futebol português... ou podem mudar algumas questões de fachada e manter-se tudo basicamente na mesma ou perto disso, deixando a ilusão de mudança.

Qual das vias acontecerá? Ninguém sabe, mas para ser a "queda de regime" é preciso que não deixem Mário Figueiredo a lutar sozinho e lhe dêem poder de fogo, é preciso dizer-lhe "I cover your back" e que ele sinta que não está a lutar por uma convicção dele, mas sim pelo um bem comum. Mas será que todos pensam assim?


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Adeus querida Nono.

Avatar
 ●  24 comentários  ● 


A querida Nono partiu.

Depois de meses de luta, de uma coragem, perseverança e força apenas ao alcance de quem amava e era amada, foi resistindo a tudo. Mesmo tudo. 

Nunca perdeu o sorriso mesmo quando os tratamentos horríveis a que era sujeita lhe retiravam as forças. Nunca a doença lhe conseguiu roubar o ânimo.

Foi extraordinária a luta dos pais para conseguirem dar o melhor tratamento possível à Nono. 

Foi emocionante ver as milhares de contribuições anónimas que foram entregues para tentar salvar a vida da Nono.

Um obrigado a todos os leitores do NGB que perante o nosso apelo contribuiram ou divulgaram a luta da Nono.

A querida Nono morreu. 

A sua alegria e exemplo são inesquecíveis. Para mim serão. 

Um abraço sentido aos pais e família.

Adeus Nono. Obrigado por tudo o que nos ensinaste.  

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Hotel Eusébio da Silva Ferreira - Porque não copiar as boas ideias?

Avatar
 ●  13 comentários  ● 


Não é a primeira vez que aqui neste blogue, sugerimos que a ideia do Benfica criar um hotel totalmente dedicado ao futebol nas imediações do seu estádio, poderia ter um impacto muito grande na zona de Lisboa, e tornar-se uma enorme fonte de rendimento do clube.

Pelos vistos em Manchester, um clube conhecido pelas suas boas ideias, houve alguém que teve a iniciativa de colocar este projeto em marcha. E de quem foi a ideia? Quem são os proprietários? Gary Neville e Ryan Giggs, quem diria?

Aqui fica, em inglês, a notícia.

Manchester United legends Ryan Giggs and Gary Neville have announced the opening date for their new hotel opposite Old Trafford... just days before the Reds take on their arch-rivals Liverpool.

The former football stars have joined forces to launch what will become the world’s first ‘football hotel.’

Gary’s brother Phil and fellow Class of 92 members Paul Scholes and Nicky Butt are also involved in the building project which is said to have created more than 200 jobs.

And they have now announced that the 10-storey building on Sir Matt Busby Way, just yards from Old Trafford, will open its doors on Monday, December 8.

That would be a baptism of fire for the four-star hotel, which can host up to 1,500 fans on a matchday, with its first game being the Reds clash with Liverpool currently pencilled in for Saturday, December 13.

Despite their strong United allegiances, United assistant boss Giggs and Neville have said they will welcome fans of any clubs.



Their company GG Hospitality says it will offer fans “the ultimate match day experience.”

Each of the hotel’s 133-rooms will be complete with a 40 inch TV with a full Sky package and “a fully stocked retro mini bar.”

It will incorporate a Cafe Football, a restaurant chain also launched by Giggs and Neville which has already opened a branch in London.

The Manchester eatery will have a menu designed by two Michelin star chef, Michael Wignall with twists put on terrace favourites such as sausage rolls.

Meanwhile the hotel will also boast a conference centre and even a five-a-side football pitch on the roof (este campo de futebol de 5 fica no telhado do hotel!!).

The M.E.N. reported in May that Giggs, the Neville brothers, Scholes and Butt stunned workers by all turning up for a kick about on the hotel roof.

It will also be the base for the Old Trafford branch of the United supporters club.
Gary Neville said: “Ryan and I have spent so much of our lives playing at Old Trafford and appreciate everyone who supported us there over the years.


“To make sure that the hotel appeals to everyone, not just football fans, we are working with some of the most talented people in the industry to create something unique and inviting – with a focus on excellent customer service.


O fecho do mercado e o futuro...até Janeiro.

Avatar
 ●  61 comentários  ● 

O mercado de transferências encerrou e as notícias, em tese, foram positivas. Enzo ficou, Gaitan ficou, Salvio ficou e até Luisão acabou por ficar.

Conforme escrevi na segunda-feira, para mim são boas notícias.

Em termos de reforço do plantel, é uma incógnita o que os reforços poderão fazer. Subscrevo totalmente o que o BbGB escreveu sobre o entusiasmo de alguns benfiquistas quanto à contratação de Cristante. 

Aliás, lembro-me do que se disse no ano passado sobre o craque chamado...Fariña. E que este ano seria a sua confirmação no SLB. Pois...

Espero sinceramente que o Cristante e o Samaris sejam mesmo reforços de peso para o SL Benfica, mas de facto também a mim me faz confusão a facilidade com que se rotulam de craques jogadores que ninguém viu jogar, mas ao mesmo tempo se arrasam jogadores da casa com potencial e que não merecem o mesmo tempo de crescimento que qualquer estrangeiro tem. 

Ainda não entendi o que Talisca tem a mais que Bernardo Silva, por exemplo. O que não quer dizer que o brasileiro não tenha potencial e não mereça também uma oportunidade até porque me parece ser diferente do tipo de jogador "soneca" que não aprecio mesmo nada. 

Mas quanto ao fecho do mercado, ficou claramente a faltar a contratação de um avançado, algo que reflete a incompetência dos dois líderes do futebol do Benfica. Sabía-se desde Janeiro que Rodrigo ía sair, ainda se vendeu o Cardozo e não veio ninguém para colmatar essas saídas, ainda para mais com as deficiências demonstradas neste arranque de temporada quanto à finalização.

Jorge Jesus, o auto-proclamado melhor treinador do mundo, terá agora uma grande chance de inventar um finalizador. Mas a exigência vai muito mais além.

Com este plantel, Jorge Jesus tem que lutar pelo bi-campeonato e também por uma campanha MUITO MELHOR na Champions. O grupo não é fácil, mas está ao alcance do atual plantel. Mais uma eliminação será uma desilusão e um sinal claro de incapacidade de levar o Benfica mais além. Mas se Jorge Jesus acredita tanto nas suas capacidades, será ele o primeiro a querer mostrar mais.

Resta saber se Enzo fica satisfeito. É que parece-me que o argentino não terá gostado da forma como o clube não o protegeu de toda a especulação nos últimos dias, em particular sabendo que o seu desejo de ficar não impediu o SL Benfica de negociar com Peter Lim.

O novo round é em Janeiro. Nessa altura veremos como estão a correr campeonato e Champions. E se as finanças saudáveis do SL Benfica chegarão para não despachar Enzo ou Gaitan.

Até lá, é vencer sem desculpas ou invenções. 

Querem Propaganda Fácil? Continuem...

Avatar
 ●  45 comentários  ● 
É triste perceber que em pleno 2014 os benfiquistas ainda andam em blogs, sites de jornais, foruns e no Facebook de alguns jornalistas ou comentadores a perguntar se o jogador A ou B vem, se confirmam esta ou aquela contratação ou correm atrás dos videos do Youtube para se encher de esperança sobre um qualquer miudo de 20 anos acabado de aterrar na Portela.

Ontem o BenficaEagle escrevia a leitura que ia fazendo e a informação que podia disponibilizar e choviam perguntas se ele confirmava A ou B, ou quem seria o jogador que chegava. Inacreditável desespero pela chegada de gente nova, seja quem for...

É tão fácil ser padre neste paróquia. A malta quer é vê-los a chegar ao aeroporto... E mesmo assim esta Direcção nem explora essa vertente propagandista... muito!

Quem percebeu rapidamente o que os adeptos gostam foi o Bruno de Carvalho. Reparem em toda aquela encenação de que fazem parte todas as apresentações de jogadores, até ao lobby da "porta 10" os leva para verem os adeptos, vai buscá-los em pessoa ao aeroporto. É só craques... é só sonhos!

Os benfiquistas, ao idolatrarem jogadores que mal conhecem contribuem para esta "jogada fácil" de a Direcção contratar e contratar e contratar diversos jogadores que muitos deles não se chegam a aproveitar para nada (31 nos últimos 5 a 6 anos) ao invés de explorar e potenciar adequadamente a formação. 

Se a Direcção tivesse dito que promovia o João Teixeira ninguém se teria entusiasmado, mas como foram buscar o Cristante... todos se entusiasmam, quando 90% nunca o viu sequer dar um pontapé na bola. É só e apenas isto que critico!!! Só isso mesmo... Queira Deus que o Cristante seja TOP! Mas esperem para ver...

Muito possivelmente a contratação do Cristante será um sucesso. Eu espero e desejo que por esta altura quem avaliou o Cristante na prospecção e na equipa técnica estejam felicíssimos por ter contratado o jogador que avaliaram como tendo grande potencial...

... mas os adeptos?! Por favor! 90% dos adeptos (e estou a ser simpático) nunca o viram jogar e já consideram uma grande boa notícia do fecho do mercado. Esses são os mesmos que dizem que o Gonçalo Guedes ainda tem que crescer na equipa B antes de poder ser solução ou que o João Teixeira tem algumas acções despropositadas...

Quando dei o exemplo da comparação com o Steven Vitoria não estava obviamente a falar de qualidade, estava a falar do "papel" desempenhado pelo Cristante no Milan... que foi menor do que aquele que o Steven desempenhou no ano passado. Isso quer dizer que o italiano não tem qualidade? NAAAAAO! Quer apenas dizer que temos que esperar para ver...

De uma vez por todas: O que critico é que haja sempre o benefício da dúvida para quem não conhecem, mas que haja um grau de exigência muito elevado para todos os que já conhecem os nomes, que a quem já viram coisas boas, mas que rapidamente esquecem em prol de algumas menos boas típicas da idade!

Entusiasmo com o Cristante? Sim... quando ele jogar e por ele (e com ele) ganharmos jogos!

Muito se desvalorizou neste blog (nos comentários) o João Cancelo, o Ivan Cavaleiro e o Bernardo Silva como não tendo qualidade para o Benfica. Curiosamente, a confirmar-se a informação que é vinculada, terão sido vendidos ao fundo Meriton qualquer um deles por um valor superior ao do Cristante... Quer isso dizer que são melhores? Possivelmente não... ou se calhar sim... Veremos!

É isto que gostava muito que metesse na cabeça: JOGADORES DE FORA: VER PARA QUERER! 

E isto é válido para todos... venham eles de onde vierem, tenham a raça, cor ou nacionalidade que tiverem (parafraseando o nosso Jorge Jesus). 

O SLBenfica deve continuar a contratar SEMPRE jogadores com potencial, jovens e de qualidade. Mas esses jogadores não devem ser vistos pelos adeptos como a solução que ninguém consegue ser, quando nem sabem realmente do valor dos jogadores.

Querem ler aqui que o Cristante será uma grande opção? Mas como é que posso escrever isso? Só porque o Rui Costa ou Jorge Jesus ou seja lá quem for o considera fantástico? O Jesus também considerou o Nelson Oliveira fantástico e são poucos os adeptos do Benfica que não compreendem como é que o jogador não marcou 20 golos no Rennes e no Deportivo... 

Para que fique claro eu não sou contra qualquer contratação de jogadores de qualidade e sou a favor de qualquer contratação que represente uma mais-valia de qualidade face aos jogadores já existentes no plantel e na formação. Ponto final!

Não duvido da qualidade de nenhum jogador que a tenha, mas permitam-me que continue a ser do Benfica de antigamente. Daquele em que muito se penava para poder "vestir a camisola em frente aos benfiquistas". Eu desconfio sempre quem chega... SEMPRE! Rapidamente dispenso as saudades de quem parte. 

Desconfio... até que mostrem, em campo, o valor e mais valia para vestir a nossa camisola. Não duvido que tenham a qualidade, aguardo é que façam por merecer a nossa confiança e apoio.

Infelizmente muitos vinham a espera de ler tremendos elogios (ou até criticas) ao italiano contratado ao Milan no tópico Eis o craque Bryan Cristante. Talvez as faça daqui a dois ou três meses... por agora, não merece mais que uma linha a dizer: "Benvindo, que dês tudo por essa camisola e nos ajudes a chegar ao título".

Alimento a esperança que seja um craque, mas antes dele espero que outros o confirmem. Se só houvesse espaço para que um lá chegue, esperaria que o nossos da formação tivessem a capacidade e a arte de lá chegar na vez dele. Pensarei sempre assim, os nossos antes dos outros.

Em termos de política desportiva, o SLBenfica, como disse acima, deve continuar a contratar todos os jogadores de elevado potencial que tenha capacidade para identificar antes dos demais e que entendam que possam um dia vir a render mais dividendos ao SLBenfica. Isso está a ser feito e bem feito.

A juntar a isto, deve estar sempre presente a máxima potenciação dos recursos formados no SLBenfica, que sabem o que é o Benfica, que têm a nossa "mística" e têm qualidade que possa ser trabalhada e desenvolvida pelas nossas equipas técnicas com vista a melhorarem e crescerem. Quantos devem ser? O máximo que for possível... quantos mais forem, maiores serão as mais valias financeiras do SLBenfica.

Isto devem ser duas linhas de acção complementares.

Mas quanto aos adeptos, devem sempre proteger os nossos primeiro. A tolerância e esperança deve ir sempre primeiro para quem é formado no Clube, por quem sabe o que é aquele símbolo, por quem sente a camisola e por quem lutará sempre e até à morte por este clube onde aprendeu não apenas a receber o cheque mas a amar.

Se devemos defender menos qualidade para sejam da formação? NÃO! Devemos exigir que esses jovens sejam os primeiros a ser ajudados - a começar por nós adeptos - a crescerem o mais possível para que aumentem a qualidade e justifiquem.

Para perceberem melhor, se perguntarem ao "povo" o que deveria fazer um bom primeiro ministro, a primeira resposta em 90% dos casos é "baixar os impostos". Ora, imaginem lá que tema domina habitualmente os processos eleitorais? A redução de impostos, pois claro... é o que as pessoas querem ouvir.

Ora aqui é a mesma coisa, se continuarem sempre a entusiasmar-se primeiro e cobrar depois com qualquer jogador que chegue de fora, tornar-se-á sempre a escolha e a via mais fácil para qualquer direcção, por muito competentes que sejam, escolher o caminho de contratar de fora alguém mesmo que tenha o mesmo ou até ligeiramente menos valor que aqueles que já cá temos.

Se fossem da Direcção não preferiam fazer o que entusiasma quem compra bilhetes, merchandizing e paga quotas e RedPasses?

Quem teria ficado mais entusiasmado com a inclusão do Bernardo Silva do que o anuncio do Talisca que nunca tinham ouvido falar mas que logo previram um grande jogador?

Quem teria ficado mais entusiasmado com a inclusão do Nelson Oliveira do que o anuncio do Derley que até tinha sido o segundo melhor marcador do campeonato?

Quem teria ficado mais entusiasmado com a chamada à equipa principal em definitivo do Gonçalo Guedes do que a contratação do Campbell ou mesmo do Rhodes (outro que pouco ou  nada conhecem)?

Talvez por isso esses três jogadores não estejam hoje a ter as devidas oportunidades no plantel do SLBenfica... porque seria melhor aceite ir buscar o Talisca, o Derley ou forçar até ao fim o Rhodes (e o Campbell).

Não se prendam aos nomes dados nos exemplos... eram só isso mesmo, exemplos para demonstrar o que quis dizer com o tópico Eis o craque Bryan Cristante

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Eis o craque Bryan Cristante

Avatar
 ●  61 comentários  ● 
Bryan Cristante é craque! Pumba, vai buscar... assim mesmo!

E é isto... basta passar pelos foruns, blogs e alguns sites de jornais desportivos e Bryan Cristante é uma grande notícia, uma excelente contratação e a prova disso é a insatisfação dos adeptos do Milan pela sua saída por 6M€. 

Aviso: Sim, vou falar da formação... só continuam a ler se quiserem!

Um gajo dá-se ao trabalho de ir ver as estatísticas e na época passada o Cristante jogou 240 minutos em 4 partidas pelo Milan - três no campeonato e uma na Taça, só num jogo jogou os 90 minutos e nos outros dois jogou um jogo 55min e noutro entrou a 5 do final.

É craque? Pode até ser, mas duvido que a generalidade dos que simplesmente acompanham o futebol italiano (já nem falo dos que "vão vendo" como eu), conheçam o jogador ao ponto de afirmarem que é craque ou que tem um imenso potencial.

O Cristante, jogou a jornada 12 (Novembro), 18 e 19 (Janeiro). Depois disso e até à ultima jornada foi convocado mais 5 vezes (desde a jornada 20 até à 38ª jornada) e nunca foi utilizado. De resto, jogou na Youth League, dois jogos e outros tantos golos, onde os nossos jogadores brilharam ao mais alto nível até à final, caindo apenas aos pés do jogador que já integra o plantel principal do Barcelona de Luis Enrique.

O Bryan é craque? Eh pah... se calhar até é um craque brutalíssimo... mas desculpem lá se não consigo entrar nessa vossa onda de loucura e apelidar já o jogador de brilhante porque:

1. Nunca o vi jogar!
2. Mesmo que seguisse atentamente o campeonato italiano... só jogou 240 minutos (a contar com o jogo da Taça).

Ora, eu já percebo pouco de futebol e então assim tenho dificuldades em avaliar o Cristante nessas condições...

Já vi mais jogos do João Teixeira que, se calhar, é muito inferior ao Cristante, mas que para já me entusiasma muito mais que o jogador italiano que nunca vi jogar e que, sendo um seis duvido que se venha impor ao Samaris (outro que nunca vi) e ao Enzo (se subir a 8).

Bem sei que o Cristante tinha o Essien, o De Jong e o Montolivo à frente dele... mas talvez por isso seja mais prudente esperarmos antes de rotularmos logo o jogador de "craque" ou de "truta", pois na Luz também cá está o Samaris, o Ruben Amorim, o Fejsa e até o André Almeida. Vamos esperar que o Bryan seja capaz nos treinos de dar à equipa mais do que estes deram ou darão em condições físicas.

Isto sem esquecer que o SLBenfica também tem o João Teixeira, que jogou a 6 na época passada, o Ruben Pinto e já este ano tinha chegado o "Matic Polaco", o Paweł Dawidowicz...

Eu prefiro dizer que o Cristante, para se impor no SLBenfica tem uma tarefa muito complicada pela frente e que terá que demonstrar mesmo muita qualidade para justificar o investimento elevado e para se sobrepor a outro jovem de 20 anos chamado João Teixeira que o SLBenfica deverá com todo o interesse ajudar a crescer, dando-lhe oportunidades de treinar na equipa A e evoluir com os melhores em alguns jogos, alternando com outros na equipa B.

Notem bem que não quero com isto dizer que o Cristante é bom ou mau... simplesmente é um desconhecido para mim que tive o azar de não ter visto os 240 minutos que fez na equipa principal do Milan, nem os dois jogos do Milan na Youth League, talvez neste caso porque não tenham chegado tão longe quanto os também sub19... do Benfica.

Mas isso é só a minha opinião...

O pior plantel da "era Jesus"?

Avatar
 ●  30 comentários  ● 
A melhor contratação do defeso foi, claramente, a permanência de Enzo Perez. Isso diz muito, na minha opinião, sobre a fasquia elevada do plantel da época passada.

Quando aqui falei se Jesus iria mostrar ser o pai da Obra Prima do Mestre ou apenas o pai da Prima do Mestre de Obras, referi que o SLBenfica terá, porventura, o plantel com menos soluções da "era Jorge Jesus" e isso viu-se nem no derby.

Este defeso, para o SLBenfica, valeu acima de tudo pelas últimas duas semanas: Samaris (que volto a referir que "vendo pelo preço que comprei" quando digo que é mesmo reforço porque nunca o vi jogar) e o jovem Cristante (aplico o mesmo que escrevi sobre Samaris). De resto, no deve e haver é minha convicção que ficamos a perder em toda a linha nas substituições.

Dito isto, que é obviamente discutível do ponto de vista futebolístico, a minha esperança vai toda para o treinador auto-proclamado mentor da "potencialização" (como ele diz) de jogadores.

Li hoje uma tese que, sobre o real (muito real) problema da frente de ataque, dizia que era hora de ver se Jesus era capaz de transformar um dos jogadores que tem numa referência de ataque, num finalizador capaz de decidir jogos; se seria antes capa de transformar o modelo táctico da equipa para não precisar de um jogador assim; ou se não seria capaz de nenhuma destas duas coisas.

Neste ponto estará aquilo que é a opinião de cada um sobre Jesus:
1 - "potencializador" de jogadores;
2 - "potencializador" de equipas;
3 - ou apenas um bom treinador de grandes jogadores 

A história recente joga a favor do ponto 2. Muitos jogadores evoluíram com Jesus, mas acima de tudo num contexto global. Jorge Jesus não é, reconhecidamente, um treinador com perfil para "fazer jogadores", mas antes para por bons jogadores a serem ainda melhores num contexto táctico ao alcance de poucos estrategas dentro de campo.

Olhemos ao que Jesus tem:

Julio Cesar - um guarda redes experiente ou em fim de carreira (como preferirem ver o copo), que há três anos que excepção feita à selecção tem estado claramente em fase descendente. Artur Moraes será um suplente "queimado", Paulo Lopes um jogador de balneário e Bruno Varela... Terá que continuar na B.


Maxi Pereira - vai ter que aguentar esta posição "sozinho", sendo um jogador muitíssimo experiente e de valor, mas que tem contra ele a "fama" de caceteiro e o facto de estar a perder velocidade de ano para ano - o que o obriga a recorrer a faltas. A opção é Andre Almeida que Jesus continua a adaptar ali, mas que rende muitíssimo mais no centro do meio campo defensivo. O Maxi, portanto precisa claramente de um Salvio de grande disponibilidade física para ajudar, sob pena de ser complicado em alguns jogos. Mas terá Salvio uma alternativa que o permita "rodar" e descansar de vez em quando?


Eliseu - tem a alternativa Benito que deu boas indicações na pré-epoca a atacar mas, tal como o Eliseu, defensivamente é frágil, mais do que se exige. Também aqui o SLBenfica fica a perder pois Siqueira, depois de um ou outro soluço inicial parecia ser a opção para a ala que há muitos anos andava perdida. Com Maxi sem velocidade, especialmente quando lhe jogam nas costas, se Eliseu subir como é sua característica (até por ser um médio de raiz), os centrais "vão passar um mau bocado" ali sozinhos em adversários que saiam rápido para o ataque e sejam capazes de aguentar o posicionamento do SLBenfica no ataque.



Luisão e Jardel - podem dizer o que quiserem do Lisandro, mas ele não era a escolha de Jesus para a alternativa ao Garay, seria o César, porém o brasileiro mostrou que terá valor mas ainda terá "muito que pedalar" até se adaptar ao futebol europeu bem mais rápido e agressivo do que ele estava habituado. O Lisandro não tem a imponência física que o Jesus valoriza (motivo pelo qual tentou ver se o Steven Vitoria daria para o Benfica). Ficamos com cinco centrais, mas apenas dois estão efectivamente preparados para o tipo de estratégia de Jesus. Onde chegarão César e Lisandro (se chegarão) é uma incógnita a avaliar. Novamente, ficamos a perder em relação às temporadas de Garay e mesmo antes com David Luiz. O capitão, tal como Maxi, está a perder agilidade e velocidade (bem visto no derby) e que precisa de um puro-sangue ao lado.



Samaris - parece que será, até pelas lesões de Fejsa e Luisão, o pivot defensivo, o "novo Matic". Jesus gosta de jogadores com poder físico e capacidade defensiva, que tenham vindo da frente (8 ou 10) para trás. Foi isso que foi feito com Matic e penso que será o "plano" para Samaris que terá no curto prazo Cristante e André Almeida como alternativas, sendo que o português passará a ser a escolha para alternativa ao Maxi apenas com a chegada do italiano. Parece, claramente, uma posição em que melhoramos face ao ano anterior (pós-Janeiro), veremos se melhoramos face a Matic e Javi Garcia.



Enzo Perez - a grande contratação do defeso, o que por si só não é um grande notícia para uma equipa que viu sair muitos jogadores importantes. Seja como for, precisamos de "mais Enzo" do que temos visto nesta temporada, nomeadamente no derby em que esteve muito abaixo do "nosso Enzo". Este ano terá alternativa de Pizzi e Talisca segundo Jorge Jesus. Porém o português será adaptado e o brasileiro tem potencial mas terá muito que jogar na Europa até "lá chegar". Há ainda Cristante e Samaris que podem fazer também a sua posição e penso que o italiano terá mesmo já chegado na perspectiva do argentino sair em Janeiro para o Valência - se não sair agora aos 28/29 anos, fico tentado a acreditar que Enzo pode perfeitamente acabar a carreira na Luz. 



Salvio e Gaitan - formam, com Enzo e Luisão, os quatro pilares do "SLBenfica 14/15, Rumo ao 34". Na minha opinião nestes quatro deveriam estar os capitães do SLBenfica, sem menosprezo para o Maxi mas a sua propensão às faltas e expulsões colocam-no depois destes. Além da frente de ataque, também aqui reside uma preocupação minha. Estes jogadores têm que ter rotatividade e Bebé, Ola John e Sulejmani estão longe de dar as garantias de disponibilidade física (o Sulej tem lesões com frequência) e desportiva (o holandês é muitíssimo inconstante e o Bebé ainda não o vimos sequer no Benfica justificar "poder" para ser alternativa válida a nenhuma das alas - em Inglaterra ficaram famosos os seus centros disparatados). Tenho pena que o Cavaleiro tenha saído porque, não sendo um craque, oferecia mais garantias que estes e juntando o Guedes à equação... teriamos bons "escudeiros" para os dois argentinos.



Lima e Talisca - o Jesus inventou essa posição do "9,5" e diz que Talisca dá para isso, é uma espécie de 10 mais avançado, mas não é um segundo avançado (eheh - ideias do mestre!). Bom, seja como for o SLBenfica só tem no plantel um jogador capaz de ser a presença física e potencialmente finalizadora que tinha Cardozo (com todos os seus defeitos e qualidades!): Nélson Oliveira. Para isso Jesus tem que se sentar com ele e conversarem como homens para acreditarem um no outro e Nelson Oliveira poder vir a ser o titular que o Benfica (e a Selecção) precisa, neste momento não é. Jara para mim não tem qualidade para jogar no Benfica e Lima está longe da primeira temporada em que "encheu as medidas" ao terceiro anel, porém é um segundo avançado muito importante, mas não baixa tanto como o Jesus pede a um "9,5"! Porém o Talisca ainda não é capaz de "jogar na Europa" ao nível que se precisa. Dado que Derley é mais clone de Lima... eu diria que entre Nelson Oliveira (mais fixo) e Lima/Derley ao lado... mas com Gonçalo Guedes muitoá espreita para ser o tal "9,5"... será a solução. Mas lá está, precisamos de "muito Jesus" no crescimento destes jogadores.


Ora, está à vida porque disse no início que vamos ver que caminho Jesus vai seguir... sendo que tem que escolher um, pois este ano não se trata de um processo de continuidade dado que, ainda que tenha aqueles quatro (cinco com o Maxi) jogadores-nucleares do ano passado, tem muito maiores dificuldades em trocar jogadores e manter a qualidade.

Agora... o pior plantel da era Jesus é um mau plantel? 

NÃO, de todo, é apenas (globalmente) inferior a outros que eram fantásticos!


O pior plantel da era Jesus não pode ser campeão?

PODE, claramente... E VAI SER CAMPEÃO!

Balanço: Plantel 2014-2015 (By Benfica Eagle)

Avatar
 ●  76 comentários  ● 
(Actualização, após a contratação de Jonas - 12/09/2014)

Plantel do Benfica + Titulares do Benfica B
Terminado o Período de Transferências nos principais campeonatos, importa analisar o Plantel do Benfica e o mercado de transferências.
Quem estava a prever que o Benfica ficaria com um plantel pouco competitivo enganou-se. Resolvido o problema temporário de financiamento, o Benfica voltou ao mercado em força tendo conseguido finalizar um plantel de alto nível nas últimas semanas, e segurar as joias da coroa que sobravam. Só ficou a faltar a contratação de um avançado móvel de qualidade inquestionável para o 4-4-2 preferido de Jorge Jesus.
Novas Entradas:
GR: Júlio César substitui Oblak. Trata-se de um GR Internacional A do Brasil, com larga experiência. Em vez de o Benfica contratar uma incerteza para titular, depois da saída de um bom GR, decidiram apostar numa certeza. Esperemos que se adapte e renda, que é bem necessário.
DC: Lisandro Lopez substitui Garay. São ambos Internacionais A da Argentina, sendo que Lisandro Lopez custou 5M€ ao Benfica há 1 ano atrás. Esteve lesionado durante a pré-época, e o seu potencial pode indicar que durante a época se assuma como o titular. Para já Jardel vai sendo o titular e tem cumprido.
DC: César substitui Steven Vitória como 4ª opção. Atendendo aos centrais jovens que o Benfica tem (João Nunes, Lindelof, etc) não entendi esta necessidade de o Benfica investir 3M€ num central promissor. Ainda não deu para comprovar que tenha mais potencial do que os centrais da equipa B.
DE: Eliseu substitui Siqueira. Eliseu é um Internacional A de Portugal, com larga experiência e tem demonstrado que pode ser um verdadeiro reforço à altura do que Siqueira fez no Benfica.
DE Benito substitui o lesionado Silvio, que continua ligado ao Benfica. Foram investidos 3M€ num jovem lateral Internacional Sub-21 da Suíça, que terá algumas dificuldades em ter espaço imediato nos convocados do Benfica. Tratou-se de um investimento de futuro.
MDC Samaris substitui o lesionado Fejsa, que estará lesionado até Janeiro. O Internacional A da Grécia tanto pode jogar a 6 como a 8, e custou 10M€. É um talento e será titular durante a época. Poderá começar a época como titular a 6, e quando Fejsa regressar (se o Enzo Perez sair em Janeiro), poderá ser o titular a 8.
MDC Cristante substitui o lesionado R. Amorim, que estará lesionado até Março. o Internacional Sub-19 de Itália, pode jogar a 6 como a 8, e custou 6M€. É um jovem talento e a titularidade será uma questão de tempo. A revolta dos adeptos do AC Milan pela sua venda demonstrou aos mais desconfiados benfiquistas de que o jovem chega com selo de "craque".
MC Talisca substitui André Gomes. Jovem Internacional Sub-20 do Brasil, custou 4M€ e joga preferencialmente a 8 ou 10, sendo que o português jogava preferencialmente a 6 ou 8. É um jovem talento e é preciso dar tempo ao tempo. Irá demorar algum tempo a adaptar-se ao futebol europeu, no entanto é um jogador de futuro com potencial. Quanto a Bernardo Silva, é praticamente certo que foi vendido ao fundo de Peter Lim. É pena que o Benfica, por necessidades financeiras, não tenha aproveitado um dos grandes talento da formação.
M/MA C Pizzi substitui Djuricic. O Internacional A de Portugal, que custou 6M€ por 50% do passe, há 12 meses, é um jogador diferente do Internacional A Sérvio, podendo jogar a 10, 7, 11 e poderá ser adaptado também a 8, sendo um desafio para Jorge Jesus. Se Jorge Jesus potenciar o seu enorme talento teremos jogador para o Benfica e para a Selecção Nacional, sendo neste momento uma das "sombras" do Enzo Perez.
MAD Bebé substitui Ivan Cavaleiro. O Internacional Sub-21 de Portugal substitui outro jovem talento Português, tendo um perfil idêntico ao do Ivan Cavaleiro. Tanto pode jogar a extremo como a avançado móvel. O Benfica aproveita um encaixe de 40M€ em 3 jovens (I. Cavaleiro, Bernardo Silva, João Cancelo) e assegura um jovem com potencial por um valor que chegará até 3M€ por 50% do passe. Na equipa B está também o Gonçalo Guedes que é sem dúvida um dos maiores talentos da formação e espero que seja aposta esta época em vários jogos.
MAE Ola John substitui Markovic. O jovem Internacional A da Holanda, que custou 9M€ em parceria com a Doyen Sports, substitui o jovem Internacional A da Sérvia. São 2 jovens com enorme talento e ao Ola John só falta aquele "click" para explodir, ganhar intensidade, e ser o craque que muitos previram. Esperemos que seja um processo como o Di Maria, que demorou 3 épocas a explodir, e agora é um jogador de inquestionável qualidade. Neste momento é a sombra do craque "Gaitan", sendo que o Argentino poderá jogar também a 10 num 4-3-3, abrindo a titularidade ao Ola John na extrema esquerda do ataque.
AC Jonas (Franco Jara) substitui Rodrigo. Apensar de no início da época ter sido titular, considero que na posição de avançado móvel reside a grande incerteza do plantel do Benfica. O Benfica tentou contratar um avançado móvel de grande qualidade, mas nas últimas horas a contratação de Campbell tornou-se inviável, devido à lesão de Giroud, e ao atraso na confirmação de reforços por parte do Arsenal. Franco Jara custou 5,5M€ e tem esta época a oportunidade de fazer valer o investimento que o Benfica fez há 3 anos. (A 12 de Setembro, o Benfica contratou o Jonas, Avançado de 30 anos, Internacional A do Brasil, que se desvinculou do Valência).
AC Nélson Oliveira substitui Cardozo. O regresso do jovem talento Internacional A de Portugal confirmou-se, e esperemos que depois de recuperar da lesão seja uma opção válida para o ataque. Se existe alguma época onde Nélson Oliveira pode ter oportunidade de demonstrar o seu enorme potencial é esta época, já que Rodrigo e Cardozo saíram do Benfica. Tudo depende dele, e da paciência de Jorge Jesus, e tanto o Benfica como a Selecção Nacional agradecem um possível sucesso deste jogador.
AC Derley substitui Funes Mori. Derley foi o 2º melhor marcador da época passada, e não sendo um avançado móvel é algo incompatível a jogar ao lado do Lima, sendo o substituto natural de Lima no 11 titular. Custou 2,5M€, é um jogador que já demonstrou rentabilidade em Portugal, e a sua contratação aceita-se.
Para finalizar, algumas conclusões:
- O Benfica contrata 9 jogadores para a equipa A e faz regressar 5 jogadores dos seus empréstimos (Lisandro Lopez, Pizzi, Ola John, Nélson Oliveira e Franco Jara). São 25M€ que estão investidos nestes 5 jogadores, que estiveram a rodar na última época, e é importante que lutem pela titularidade e o Benfica tire rentabilidade dos investimentos realizados.
- Dos 9 jogadores contratados para a equipa A, 3 terão a titularidade assegurada no imediato (Júlio César, Eliseu e Samaris) e 6 das novas opções são jovens talentos que terão de lutar por oportunidades (César, Benito, Cristante, Talisca, Bebé, Derley). Foram investidos 35M€ no reforço do Plantel.
Além dos reforços para a equipa A, o Benfica assegurou 4 jovens avançados com potencial (Kevin Friesenbichler, Victor Andrade, Dolly Menga e Oliver Sarkic) demonstrando que o Benfica tem uma prospecção muito activa na detecção de jovens talentos. Acredito que vários destes jovens poderão ser agradáveis surpresas no médio-prazo.
- Ficou a faltar "o" Avançado Móvel titular. Na última semana Abel Hernandez preferiu ganhar 2M€/Ano "limpos" e foi para o Hull City. Quanto ao Joel Campbell apenas não chegou devido a complicações no Arsenal, devido a lesões e a atrasos nas contratações do clube inglês. O Benfica chegou a apresentar 10M€ pelo Hernandez e 10M€ pelo Campbell. Esta pode ser a grande "questão" a ser apontada aos dirigentes do Benfica. Sabiam que Rodrigo estava vendido desde Janeiro e demoraram 8 meses a não assegurar um reforço à altura da dimensão do Benfica. Esperemos que este ano o "manel" de Jorge Jesus seja um Avançado e renda o que se deseja, ou então em Janeiro o Benfica terá de fazer um último forcing pela contratação de um "craque", e investir os tais 10M€ no avançado móvel. (A 12 de Setembro, o Benfica contratou o Jonas, Avançado de 30 anos, Internacional A do Brasil, que se desvinculou do Valência).
- Apesar da incógnita no ataque, o Plantel fica com muitas e boas opções, as 14 entradas representam 60M€ de investimento (35M€+25M€), e em 2015 Fejsa, Ruben Amorim e Silvio serão também "reforços". Se a dúvida na frente de ataque continuar até Janeiro, as entradas totais poderão subir para 70M€ de investimento.
- Que este plantel alcance muitas conquistas, tornando-se Campeão Nacional 2014/2015.

Jesus, já podes avisar que eu fico...

Avatar
 ●  37 comentários  ● 

Felizmente, a minha opinião não se confirmou e o Enzo Perez fica no SLBenfica. Como sabem, ainda esta tarde eu mantinha a opinião que o Enzo sairia para o Valência. Felizmente não saiu.

O Valência ainda tentou hoje uma movimentação que eu antecipara dia 24 de Agosto no último parágrafo do tópico: Enzo Perez: Quem disse que a decisão é fácil?

Sai a ganhar antes de mais o SLBenfica no plano desportivo, mas há muito mérito de Luis Filipe Vieira que não teve problemas em "dar o dito pelo não dito" e rompido do negócio apalavrado nos 25M€ para passar a exigir os 30M€ que prometera aos sócios.

Pelo caminho, trouxe ainda o Cristante que a juntar ao Samaris poderão trabalhar com o Enzo durante 4 meses até Janeiro, período em que será talvez a última via de saída para o Enzo, sendo que o Peter Lim curiosamente não contratou nenhum dos médio que tanto se falava. Fica a porta aberta para Janeiro?

A confirmar-se o que o BenficaEagle avançou num dos seus tópicos que o Enzo ou sairia agora ou em Janeiro, a chegada de Cristante será uma excelente "jogada de antecipação" dessa situação.

Ora, agora sim eu percebo que não haja espaço para o João Teixeira... o Enzo e o Cristante são claramente superiores, algo que o Talisca naquela função não era. Faz sentido apostar nos jovens da formação, quando os de fora são iguais ou inferiores, não é o caso.

Preocupante será, contudo, a ausência do reforço do ataque. A não ser que o Jorge Jesus e o Nelson Oliveira se entendam, parece-me que o Lima já não é o Lima da primeira época e o Derley precisa de jogar para ser opção. O Jara... nunca me convenceu e para mim é o menos bom de todos. Aqui sim podemos ter um problema...

Ponto de situação:

- Silvio continua emprestado ao SLBenfica
- Nelson Oliveira fica no plantel, como prometera o Presidente
- Entra Cristante para o meio campo
- Enzo permanence no Benfica
- Entra Oliver Sarkic, um jogador de 17 anos com grande potencial (para a B?)
- Jonas Rhodes esteve a um passo do SLBenfica, e houve um tudo por tudo por Campbell mas o Arsenal não o libertou.

Na minha opinião, com a entrada de Cristante e acima de tudo a permanência de Enzo Perez temos que acreditar que a equipa ficou mais forte e com mais soluções no miolo. Vamos à luta pelo bi-campeonato... PARA VENCER!




CARREGA BENFICA!!!!!

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Eu avisei: Valência desistiu? Não me parece!

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
Segundo A Bola, o Valência apresentou esta tarde uma proposta de 25M€ + o avançado Jonas.

O Benfica terá recusado!
Este tema está longe de estar fechado, e com Cristante contratado, menos ainda.

Oxalá fique... Mas se quiser jogar mais que ontem, senão pode ir à vida dele!

Ops! Então esta proposta não foi precisamente o que escrevi há uns dias que seria o plano do Valência? Querem ver que sou o Peter Lim?

Só espero que ao fim deste dia...

Avatar
 ●  15 comentários  ● 

...de Enzo, Gaitan, Salvio e Luisão, pelo menos 3 ainda cá estejam. 

E já agora, um abraço a um jogador que é um exemplo de humildade e, já agora, de benfiquismo puro. Bernardo Silva é o seu nome. 

Já que o treinador do Benfica lhe negou um lugar no campo, ele vestiu a camisola 12. Essa ninguém o obriga a despir.



A "Obra Prima do Mestre" ou a " Prima do Mestre de Obras"?

Avatar
 ●  25 comentários  ● 
É indiscutível, na minha opinião, que Jesus não colocou o Benfica a jogar apenas "o dobro" como prometera na primeira conferência de imprensa quando foi apresentado - colocou-os a jogar muito mais que isso. O "Mister Bazófia", que para alguns é uma designação pejorativa, mas para mim esse termo não se aplica a nada nem a ninguém que faz parte do SLBenfica.

Para mim a crítica ou elogio que nós, benfiquistas, fazemos a qualquer profissional do SLBenfica está ao nível dos elogios (por vezes vistos com uma "lupa enorme") ou as críticas (por vezes demasiado exigentes) que fazemos aos nossos filhos. Talvez quando muitos forem pais vão perceber isso.

Dito isto, não tenho problema nenhum em afirmar que esta será, porventura, o pior plantel que Jesus tem para orientar nestes seis anos de SLBenfica. Não quero com isto dizer que é mau... apenas que o SLBenfica, fruto de muito esforço e alguma loucura insana, teve nos últimos anos planteis de enormíssima qualidade.

Jorge Jesus, igual a si próprio, colheu para si grande parte do mérito das notas artísticas e dos (poucos, digo eu, para as equipas que teve) títulos que conquistou. Podem tirar o homem do bairro, não tiram o bairro do homem. Ele é assim e não vai mudar.

Porém, muitos dos críticos do treinador - técnica e tacticamente não partilho que quase nenhumas dessas criticas - sempre foram afirmando que Jesus seria realmente posto à prova quando deixasse de ter tantas e tão valiosas soluções no campo, no banco e até na bancada, soluções que por vezes os seus adversários não tinham nem sequer para completar um onze titular.

Pois bem, para esses... chegou o dia. Mesmo com a permanência de Enzo, como desejamos (mas que eu mantenho a opinião que possivelmente sairá amanhã), o plantel do SLBenfica não dará este ano ao Jorge Jesus nem perto das garantias que tem dado nos anos anteriores.

Hoje mesmo foi possível ver que sem Gaitan e Salvio... esta equipa fica orfã de soluções, de dinamismo de repentismo... de tudo! Hoje não houve Enzo, espero que seja apenas um mau momento de forma e não, como muitos defendem, a cabeça já fora do Benfica, mas a realidade é que desde a Supertaça que "não há Enzo".

Muito critiquei aqui o Oscar Cardozo. Mantenho aqui tudo o que disse, mas não podemos deixar sair o jogador sem ter uma alternativa possante para colocar em jogos destes. Cardozo podia até ter todos os defeitos que lhe apontei, mas nestes jogos a sua dimensão física era fundamental (e por isso "facturava" várias vezes). Saiu o Cardozo mas não entrou ninguém com essas características. O mais próximo disso é o Nelson Oliveira, mas o Jesus descarta completamente quem outrora elogiara de forma louca.

Não há "lampejos de decisão" na frente! Qual Artur qual carapuça... o maior problema do Benfica neste momento é a falta de um ataque concretizador, com capacidade de criar desequilíbrios, como fazia Rodrigo. Jara é patético a jogar, Talisca nunca será um segundo avançado na Europa (aliás nem sei o que será alguma vez na Europa, parece um "Roger mais alto" - tem jeito, mas parece decidir sempre mal e tarde), Derley pouco tem jogado e Lima... fez a primeira época e depois tem sido sempre a "perder gás".

Depois nas alas... Bebé, como diz Jesus está longe de estar "formado". Sorte a dele que veio de fora e tem a possibilidade de ter a ajuda do treinador para aos 24 anos cumprir as tais etapas que os jovens da formação têm que fazer sozinhos... as tais 10x que têm que nascer. Ola John nunca rendeu o que nos mostrou no Twente quando jogou com o Benfica, Sulejmani lesiona-se com frequência e apesar de andar a virar baldes de água gelada nos balenários ainda não treina devido à lesão no ombro. Sobram Gaitan e Salvio... Se há uma lesão num destes... acabou-se a dinâmica.

No meio campo defensivo vou dar o benefício da dúvida ao Samaris. Todos dizem que é bom, nunca o vi jogar, mas desconfio sempre que de quem só chegue à selecção aos 25 anos. A Grécia não tem propriamente um viveiro de craques. Seja como for, é puro desconhecimento... André Almeida oferece garantias e Fejsa veremos como regressa tal como Amorim. Se Enzo sai... não me venham com o Talisca! Não dá nem para os piores jogos do Enzo. Melhor que o Talisca, muito melhor (ainda que com falhas) fez o Teixeira na pré-epoca.

Na defesa, o super-Maxi e o Luisão perdem velocidade e agilidade de ano para ano... Solução? Jogadores rápidos, mas com grande leitura de jogo. Jardel é rápido... Eliseu nem por isso. Porém, Jardel decide menos bem que Eliseu. Ou seja... completam-se mas não chegam como chegavam Garay e Siqueira.

Na baliza, Julio Cesar está desde 2011 fora das grandes exibições (com Mourinho) e desde 2012 com a carreira em queda abrupta. Se tivesse 25 anos não era grave... tem 35. Não creio que seja com ele que possamos esquecer o "iceman" Oblak. Artur Moraes seguramente que já não tem reparação possível e é apenas esperar que saia do Clube e Paulo Lopes só conta para a estatística e para o balneário.

Ora, posso até estar a ser pessimista, mas tenho dúvidas que Jorge Jesus tenha a matéria prima que precisa para nos possibilitar jogos e exibições ao nível dos últimos 5 anos. Muitas dúvidas. Oxalá tudo mude e o treinador transforme latão em ouro... mas do que temos visto, parece complicado.

Assim sendo, parece que chegou finalmente a prova de fogo para Jorge Jesus. Mesmo com os reforços tardios e longe de serem as primeiras escolhas, como é publico, aliás nem as segundas foram, Julio César, Samaris e Campbell (?) não parecem ser a chave para este problema. Podem ajudar a atenuar mas...

Depois de 5 anos com armas de grande porte para combater com os adversários, Jorge Jesus enfrenta agora o grande desafio, com um plantel que não é mais forte individualmente que o do maior rival (FCPorto) nem se conseguiu superiorizar no resultado com o eterno rival (Sporting), é hora de Jesus mostrar se realmente faz milagres que nem a "Nossa Senhora" é capaz, como tem dado a entender nos últimos cinco anos... ou se isso aconteceu, como muitos lhe apontam (treinadores adversários inclusive), porque o Presidente lhe deu condições que mais ninguém tinha.

Será que é fácil tomar decisões quando temos jogadores como DiMaria, Aimar, Ramires, Javi, Markovic, Rodrigo, etc... ou essas decisões só foram fáceis porque o treinador assim as criou?

O futuro o dirá, eu quero acreditar que Jesus irá transformar um plantel sem opções, num conjunto de jogadores altamente potenciado, como ele diz que só ele faz.

Vamos lá mister, este ano é a época da "Obra Prima do Mestre" ou da " Prima do Mestre de Obras"?

domingo, 31 de agosto de 2014

Não chega.

Avatar
 ●  41 comentários  ● 

Como escrevi ao intervalo a culpa não é do Artur mas sim de quem o meteu a jogar.  De quem dá instruções para os constantes atrasos para ele.  E nem é um erro de agora. 

De resto uma boa primeira parte mas ainda assim insuficiente para ganhar. 

Como me dizia um amigo à pouco, algo preocupante é a incapacidade do treinador do Benfica em resolver com mexidas no jogo. Mas como ele também acrescentou,  com craques é fácil fazer bem não é Jorge Jesus?  Com Derleys já não é a mesma coisa.  O toque do mestre é uma treta.

O Porto já descolou e nestes jogos entre concorrentes não se ganham campeonatos a meio,  mas dão importante motivação. 

E finalmente : desvalorizar a capacidade dos suplentes de poderem resolver ou ajudar é mais uma afirmação inacreditável de JJ.  Um jogador cansado é melhor que um fresco?  Então o que faz esse suplente no clube se não serve para entrar?

O resultado sabe a pouco.  É a realidade.

Espero que o dia de amanhã não traga o que se comenta nos bastidores...

ranking