O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 18 de março de 2014

And the shit still goes on...

 ●  4 comentários  ● 


Portugal 18 de Março de 2014

A última semana e fim-de-semana foram pródigos em acontecimentos desportivos e extra desportivos de relevância.
Desportivamente, no futebol o Benfica venceu o Tottenham em Inglaterra por 3-1, uma vitória inédita e difícil que a nossa comunicação social se encarregou de ofuscar (como fazem quase sempre) com a ênfase desproporcionada ao polémico gesto dos 3 dedos que Jesus fez na direcção do treinador adversário. No basquetebol venceu-se a 19ª Taça de Portugal, feito que escapava há 18 anos e que me parece ter sido conquistada com muito brilhantismo, pois eliminamos as equipas com tradição na modalidade, incluindo o detentor do Troféu.
Houve mais vitórias, mas parece-me que estas se destacam pela excelência.
Claro que também houve acontecimentos extra desportivos, cujo alcance ainda está para se ver. De facto o SCP encetou mais uma campanha (depois daquela do luto) contra as arbitragens e árbitros portugueses, de forma aparentemente correcta e compatível com princípios de justeza e igualdade de tratamento na competição, mas que na prática não passa de um mecanismo de pressão e coação inadmissíveis que deveria merecer da parte da Direcção do Benfica uma posição de firmeza sem beliscar o propósito comum de lutarmos por uma competição limpa das más interferências da arbitragem e da disciplina.
Na sequência do empate 2-2 em Setúbal, arrogando-se em donos da verdade e pegando nas imagens que a Sporttv normalmente disponibiliza, o SCP fez a contabilidade de erros dos árbitros e suas implicações na pontuação, concluindo que tem 7 pontos a menos, o Benfica tem 1 ponto a mais e o FCP tem entre 2 e 4 pontos a mais! O SCP não mencionou se eram erros grosseiros, ou se eram aceitáveis. O SCP apenas vincou estar a ser lesado em 7 pontos!
Se é verdade que tiveram a decência de incluir o jogo SCP - Benfica com prejuízo para o Benfica de 2 pontos, também é verdade que apresentam conclusões caricatas e preocupantes acerca de outros lances que ocorreram na Liga. Por exemplo, dos 5 penaltys assinalados a favor do Benfica, concluem que 2 não tinham razão de existir (Arouca e Gil Vicente). Já os 7 penaltys assinalados a favor do SCP, esses foram todos bem assinalados e ainda ficaram alguns por assinalar, como um sobre Slimani em Setúbal, por alegado derrube (fica por saber o que acham do encosto do Adrien em Jackson no jogo de ontem, com resultado em 0-0). Idem relativamente ao FCP que na mesma óptica tem penaltys a mais.
Quanto aos foras de jogo, incluem o golo do Lima ao Olhanense (um fora de jogo milimétrico detectado pela televisão) e equiparam-no ao golo do Montero ao mesmo Olhanense, o 1º de dois golos, em fora de jogo de metro. Ainda tive curiosidade de saber em que categoria iriam incluir o golo da vitória sobre o FCP, mas Bruno de Carvalho rematou, de forma hipócrita, que se tratou de “um erro não grosseiro”... Não explicou é porque fizeram tanto “cagaçal” com os erros não grosseiros que, na óptica do SCP, beneficiaram a concorrência...
A estratégia do SCP, patrocinada pelo Presidente que alguns benfiquistas (sempre os mesmos) várias vezes elogiaram pelo denodo e coragem demonstrada na defesa dos interesses do SCP, é uma patetice que induz à confusão e coacção sobre os árbitros. E como tal induz à falsidade desportiva (o oposto do que dizem defender), de que nesta jornada já tivemos o primeiro exemplo. Aos erros que ajudaram o SCP a ganhar ao FCP (golo em fora de jogo detectável e penalty não assinalado contra), temos os erros de Mota a favor do Nacional na parte inicial do desafio (penalty inexistente que dá o 1-0 e expulsão perdoada a Marçal por 2º amarelo).
Não associar a pressão (coação?) que o SCP está a fazer sobre a arbitragem, com as decisões dos árbitros nos dois jogos de SCP e Benfica, é ingénuo e pode ser perigoso para os nossos objectivos. Ontem valeu a inspiração dos nossos jogadores que marcaram alguns golos sensacionais (Rodrigo) e fortuitos (1º de Garay). E se essa inspiração não tivesse aparecido? Com um empate e o SCP a 5 pontos, sabendo que na última jornada vamos jogar ao estádio da Galinha, como é que ficariam as coisas?
Mas os problemas actuais do Benfica não se quedam na pressão do SCP. De acordo com a Benfica TV, o árbitro do Nacional – Benfica esteve bem, dentro do possível, considerando a pressão que havia sido feita sobre ele, incluindo a vandalização do talho (3ª vez esta época). Ou seja, para António Rola, comentador de arbitragem da BTV, mais o Calado comentador de futebol, apesar do penalty inexistente que deu 1-0 ao Nacional, apesar da expulsão perdoada ao Marçal, apesar da falta e errado cartão a punir Gaitan, ou seja, apesar dos 3 erros serem todos contra o Benfica, o árbitro esteve bem. Não percebo os critérios desta gente quando vemos o SCP contestar como contesta, erros bem menos grosseiros, bem menos graves dos que no ano passado nos impediram de sermos campeões. Basta de masoquismo. Basta de ingenuidade.
Também acho graça (mas isso já não surpreende) ao ver excertos de programas de trios, nos meus habituais “zapings”, onde os ditos comentadores de futebol, quase todos de simpatia leonina, tentam explicar que Bruno de Carvalho tem razão pois o erro no fora de jogo é aceitável, porque o lance é difícil, porque o árbitro assistente está do lado do jogador do SCP o que torna as coisas mais difíceis de analisar, etc, etc. Nem por uma vez consideraram que nas situações abrangendo o Benfica, a contabilidade do SCP não considerou as mesmas atenuantes! De que lado estão eles? Do lado do SCP, do seu clube do coração, pois claro...
Foi uma jornada paradigmática da ingenuidade da Benfica TV e da influência que o SCP tem na comunicação social e capacidade de transformar uma mentira, numa verdade. Caso para dizer “the shit still goes on” ...

4 comentários blogger

  1. curiosamente, o sporting e a equipa que jogou mais tempo em superioridade numerica no campeonato e ao mesmo tempo a equipa com mais penalties a favor... LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto ao jogar em superioridade numérica, não sei. Quanto aos penaltys estás errado. O FCP tem 9, o SCP 7 e o Benfica 5 ... Estatística feita por mim desde a 1ª jornada ...

      Eliminar
  2. O Bruno de Carvalho não defende a verdade desportiva, ele quer é que o sporting passe a ser beneficiado, como são os corruptos. Para mim Bruno de Carvalho quer roubar o poder que pc e os corruptos tem no futebol.

    Parabéns pelo post
    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim. Se não é o que ele pretende, mas é o que parece. Aliás falo nisso no post. O objectivo já conseguido (SCP beneficiado e Benfica prejudicado) é precisamente o oposto do que ele tentou passar...

      Eu estou farto de dizer que o problema da arbitragem não se resolve com profissionalização, não se resolve com outros dirigentes, mas sim com outra forma de ver a arbitragem e outra forma de a gerir!

      É anedótico ver gajos que se dizem jornalistas e ex-árbitros de futebol, agarrados às repetições televisivas, a maior parte das vezes de perspectivas que o árbitro não teve em campo, para vociferarem as suas arrogantes conclusões em matéria de erros.

      Isto acontece porque a comunicação social está dominadas por interesses económicos que por sua vez estão ligados a interesses desportivos, os quais não são o Benfica, pese embora a sua grandeza institucional.

      A diferença de tratamento mediático do golo em fora de jogo marcado pelo Belém na Luz, e do golo invalidado ao Belém em Belém, é ilustrativa dos critérios que grassam nesta comunicação social, com particular destaque ao jornal a BOLA, e que a Direcção do Benfica não pretende corrigir, porque também beneficia. beneficia da boa imagem que os jornalistas desse jornal lhe constroem. Adiante.

      Depois temos os dirigentes da arbitragem dominada pelo FCP, e seus esquemas de "café com leite", que valorizam quem erra a favor do FCP e também do SCP (ver castigo a Bruno Paixão após derrota do SCP em Barcelos há 2 épocas atrás) e quem prejudica o Benfica (Proença o promovido a n.º 1 da arbitragem).

      A Direcçao do Benfica encolhe os ombros ou faz-que-faz, como se viu na suposta denúncia de Xistra após o Académica - Benfica da época passada, onde sofremos 2 golos de penalty inexistentes, que nos tiraram 2 pontos. Perdemos o campeonato por 1 ponto... Logo ...

      Eliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking