O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 9 de março de 2013

Jesus com renovação já acertada???

 ●  31 comentários  ● 
Isto de se ter uma legião de amigos é uma autentica benção com que o Creador me banqueteou. Mas porque sou humano, também tenho inimigos evidentemente, mas felizmente  são poucos e contam-se pelos dedos de uma só mão.

Recebo desses amigos, os mais diversos bitaites, sopros no ouvido, sinais de fumo, adivinhações e palpites.

Querem ver o último sinal de fumo recebido que a ser verdade
, será  fumaça branca e a gosto dos Benfiquistas, que captei na minha sala de criptografia quântica ?

Então aqui vai;

A renovação do contrato do Jesus estará apalavrada por... dois anos !!!

Números? Vocês querem  números???

Bem...se  não houve uma rabanada de vento a destrambelhar a fumaça e a torná-la imperceptível aqui vai o apurado;

2 milhões brutos anuais + prémios por objectivos.

Prémios? Que prémios perguntam vocês?
 Bem...se a fumaça chegou inteira e sem interferências, aqui vão eles;

Campeonato - 1 milhão
Taça Portugal - 1 milhão
Taça da Europa - 1,5 milhão
Champions  -  1,5 milhão


Se eu fosse o Jesus, pediria 5 kilos  pela Champions, que os Benfiquistas ainda achariam pouco!!!

Faltou  o prémio para a Taça da Liga mas isso não captei, ou se calhar é um brinde do Jesus.

Será verdade? Nas próximas semanas vamos ver se estes sinais estão ou não correctos mas, a avaliar pelas notícias que nos dá o Presidente a conter a despesa, vocês vão ver que, mais euro ou menos euro a coisa deve andar por lá perto.

A ser assim, bem pode o Gerente da Caixa dar uma alegria ao Bitó com a renovação por mais 2 anos.
.
.

Rubrica GB: Caminho para a profissionalização dos árbitros

 ●  2 comentários  ● 
Parece que todos os adeptos do futebol nacional concordam que a corrupção é um dos maiores problemas que limita o desenvolvimento do futebol nacional.

Como diz o Jesus e muito bem, somos um país pequeno mas ainda assim capaz de gerar talentos reconhecidos no Mundo inteiro - jogadores e treinadores - ao longo de décadas.

O que nos afasta de sermos um país de top mundial no futebol, com as capacidades que temos, são mesmo os dirigentes corruptos que sugam este futebol até ao tutano, aproveitando-se do potencial para fazer fortuna.

Num mundo de milhões, até uma criança percebe que o elo mais fraco são... Os que menos recebem e, ainda assim, têm uma brutalíssima capacidade de influenciar não só cada jogo, mas todo o ecossistema do futebol nacional e respectiva riqueza ou infortúnio.

Dizem os teóricos que protegem este statu quo que não temos capacidade financeira para profissionalizar os árbitros no futebol... Profissional. Nada de mais errado e a palavra chave é: Patrocínios!

A ambição daqueles que se deixam comprar por dinheiro, fama e "fruta para dormir" é serem reconhecidos como os jogadores, serem capas de jornais e alguém os reconhecer com parte do espectáculo. É essa ambição pessoal e financeira que os torna vulneráveis e que o Sistema há muito percebeu e utiliza.

Ora, se os equipamentos dos árbitros tiverem patrocínios, se os regulamentos da liga passarem a contemplar o arbitro como parte do espectáculo, com entrevistas pré e pós jogo, bem como outro tipo de acções como acompanhamento de acções de treino e preparação para grandes jogos, por exemplo... Conseguiremos várias coisas:

1. O fenómeno da arbitragem passa a ter visibilidade suficiente para ser atractivo para patrocinadores
2. A "chegada" de patrocinadores, entidades credíveis e que pretendem associar a sua marca a valores positivos, IMPÕEM o fim do erros propositados e do favorecimento ilícito.
3. O dinheiro dos patrocinadores permitirá financiar toda a "máquina" da arbitragem, principalmente no que diz respeito aos vencimentos, prémios e treino/preparação.
4. A arbitragem passa a "fazer parte do espectáculo" em vez de pagarem o espectáculo e enriquecer quem se aproveita deles.

Num mundo global como o futebol, se tivessem uma marca forte e com recursos financeiros para apostar no Marketing, preferiam investir num clube ou no arbitro?

Curiosamente, feita a analise a um jogo de futebol, possivelmente as imagens mais marcantes envolvem o arbitro (não necessariamente por maus motivos), alem de que investir na arbitragem seria investir em mais de 30 jogos por semana... E investir num clube é investir num jogo por semana.

Ou seja, os parceiros da arbitragem aparecerão em todos os jogos, todas as semanas... O patrocinador de um clube aparece apenas num jogo.

Será assim tão desinteressante para as marcas mais fortes?

E o potencial de "contra-marca"?
Ou seja, por exemplo a MEO estar nos três grandes... E a ZON apostar nos árbitros?

E porquê apenas um? Porque não patrocinadores por Liga (I Divisão e Honra), por segmento (frente da camisola, costas, flash interview, equipamento de treino, etc...)?

Parece-me obvio que o problema é a falta de vontade de Fernando Gomes - por motivos que todos conhecemos e a que o seu passado como dirigente e a sua afeição clubista não são alheios.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Campeão ladrão com um Estoril de ficção.

Avatar
 ●  4 comentários  ● 
"E enganam-se aqueles que acham que o título já está entregue a outro clube. Que nem vos passe isso pela cabeça..." - Vítor Pereira antes da recepção ao Estoril.

Mais um joguinho de treino com o penalti da praxe, e com a maioria dos jogadores do Estoril sem grande vontade de jogar futebol, o costume. Arbitrado por Nuno Almeida arguido no Apito Dourado. É o Campeão Ladrão com um Estoril de Ficção! (benficabook)

Escolhidos a dedo...


Um Presidente que é... Homem (com "H")

 ●  6 comentários  ● 

«Fábio Faria terá sempre a porta do Benfica aberta». A garantia foi dada por Luís Filipe Vieira, que fez saber, ainda, que o clube encarnado vai respeitar o contrato com o ex-lateral esquerdo, válido até junho de 2015. 

«Desempregado o Fábio não ficar. Se ele entender, terá sempre a porta do Benfica aberta. O jogador foi contratado em junho de 2010 e tem contrato até 2015. O Benfica vai pagar tudo até ao fim», garantiu o presidente das águias. 


«No imediato, vamos procurar, em conjunto com o presidente do Rio Ave, uma forma de ele ter algum pé de meia para o futuro próximo», referiu Luís Filipe Vieira. In A Bola

Uma atitude que orgulha os benfiquistas.
Parabéns Sr. Presidente.

Já agora, uma outra boa atitude que orgulhava os benfiquistas era chamar à conversa os grandes benfiquistas dos No Name Boys e tentar resolver de vez esta atitude dos petardos. Eles são dos maiores apoiantes do SLBenfica, sempre presentes em todo o lado, mas a atitude dos petardos é absurda, obtusa e prejudica o SLBenfica.

4.000.000 de visitantes

 ●  11 comentários  ● 

Obrigado a todos os que contribuem para este espaço de opinião. Em menos de 5 anos atingimos esta marca absolutamente fabulosa. Obrigado a todos os nossos leitores e até aos atrasados mentais sem vida própria que cá vêm só para poder dizer mal de nós por termos opinião própria.

NGB no Facebook


João Rocha: o Sporting e sportinguistas do seu tempo afrontavam os corruptos.

Avatar
 ●  9 comentários  ● 

Para quem quiser perceber o que quero dizer, veja com muita atenção o seguinte vídeo:





"A 30 de março de 1973, Valadão Chagas é eleito presidente do Sporting, mas um convite de Marcelo Caetano para o cargo de diretor-geral dos Desportos leva-o a renunciar, no próprio dia da tomada de posse, 4 de abril. Manuel Henriques Nazareth assume interinamente a liderança do clube de Alvalade. Intensificam-se os contactos com João Rocha que, na sequência da Assembleia Geral de 7 de setembro, assume a presidência.

João Rocha não pretende transformar "o Sporting num centro de negócios". Procura "encontrar mais receitas que lhe permitam ser cada vez melhor naquilo que foi fundado". Das linhas gerais do projeto, "vasto mas inadiável", consta a construção da Cidade Desportiva.
A parte final do campeonato 79/80 leva-o a entrar, mais forte do que nunca, em polémicas com o FC Porto. O Sporting desloca-se a Guimarães, na penúltima jornada e, graças a um auto-golo de Manaca, sagra-se campeão. Pinto da Costa lança suspeitas sobre o ex-defesa do clube leonino, que responde: "Não fui subornado pelo Sporting mas estava aliciado pelo FC Porto. Com a derrota do Vitória fiquei a perder 100 contos".

Aproveitando a rotura com o FC Porto, João Rocha tenta contratar Pedroso, que prefere ficar em Guimarães. Vai às Antas buscar António Oliveira, decisivo na conquista do campeonato e da Taça em 1981/82." - in Record.

Como era diferente o Sporting de João Rocha do Sporting de hoje, o dos 'gestores credíveis' mas de costas para a verdade, e submissos à corrupção.

João Rocha merece o meu respeito.

Eu, que ainda sou do tempo em que o Sporting era um rival do Benfica.  

Os assobios à gestão.

Avatar
 ●  26 comentários  ● 

O GeraçãoBenfica abordou no post anterior, O "Terceiro Anel" é muito exigente, a questão das assobiadelas de ontem à noite.

Os assobios serão eventualmente reprováveis quando feitos numa vitória, embora com uma má exibição da equipa.
Mas na minha opinião os assobios de ontem vão mais longe que simplesmente dedicados à má exibição.

Serão direccionados à gestão da equipa por parte de Jorge Jesus e também às repetidas más exibições de alguns jogadores.

"Primeiro criticam por não rodar a equipa! Agora que o homem roda a equipa também criticam!" - é uma das frases mais lidas na blogoesfera em alguns comentários.

Um comentário em que me revejo e feito no post do GeraçãoBenfica é neste:
"Assobiar durante o jogo é estúpido e a única consequência que traz é negativa. O final do jogo é o momento para os sócios e adeptos mostrarem o seu descontentamento."

O problema é que JJ não tem conseguido fazer ver aos adeptos as razões do tipo de rotação que tem utilizado. Rotação essa que já custou a presença na primeira final da temporada. Rotação essa que sacrifica tudo em nome da vitória do campeonato.

É 'contra-natura' para qualquer benfiquista não ansiar pela vitória em todas as competições em que o clube está inserido.

Jorge Jesus, em nome do Benfica(pois é só ele que fala no clube), tem insistido no discurso da prioridade 'é o campeonato'. Isso, caro JJ, não é ser Benfica.

Por muito que se compreendam as limitações do plantel em resultado de 4 saídas: Javi, Witsel, Bruno César e Nolito. Mas não foi o mesmo JJ que disse que não precisava de reforços? Que as soluções estavam na equipa?
Não está JJ a gerir antes a sua permanência no clube, sacrificando por exemplo um jovem como Roderick por o colocar numa posição que não é a sua e para a qual não revela qualidades especiais?

Esta gestão da equipa, embora com vitórias nos últimos jogos, está a ser marcada pelas exibições pobres e por alguma sorte. 
A sorte esteve presente nos instantes finais do jogo em Aveiro, ontem na Luz e no jogo com o Leverkusen em casa. Notou-se também quando o Benfica empata com o Nacional e o FCP desperdiça a oportunidade de ficar isolado.

Depender só da sorte quando se joga em serviços mínimos é um risco demasiado elevado.
Penso que mais que o resto, é isso que os adeptos assobiam. A gestão que nivela tudo por baixo. 

Pede-se a Jorge Jesus que consiga gerir de forma inteligente e eficaz o plantel. Tem conseguido fazer isso em muitas ocasiões esta temporada.

Mas esta é a altura das decisões. A gestão visa obter conquistas. Títulos. 
Os adeptos não vão perdoar a JJ oportunidades perdidas perante equipas de menor valia que o Benfica.

Braga e Bordéus não têm a qualidade do plantel do Benfica
Não têm as condições que o Benfica proporciona aos seus profissionais.

Saiba Jorge Jesus perceber isso e verá que os adeptos não vão regatear o apoio.

Nota: Luisão ontem falhou como capitão. Um capitão não foge das críticas e dos assobios, mesmo que os considere injustos. 



O "Terceiro Anel" é muito exigente

 ●  18 comentários  ● 

Acho que estamos a dramatizar a questão dos assobios. Não percebi ainda esse sentimento de "Calimero" que de súbito tornou os assobios intoleráveis e autenticas armas de destruição massiva dos jogadores.

POR AMOR DE DEUS! Deixemo-nos de ser piegas, como diz o outro...

Os assobios ajudam? NÃO!
Os assobios são sinal de mau benfiquismo? NÃO!


Os assobios prejudicam? NÃO - mas prejudicam mais que ajudam, é certo!

Portanto, quando jogam bem deveremos estar gratos, quando jogam mal deveremos... apoiá-los!

Exigir alguma coisa deles? Nada disso...!

Agora podemos discutir se o assobio é a melhor forma de exigir. Nessa perspectiva eu concordo em absoluto que não é... mas estou longe de ficar indignado com os que o fazem.

Este tipo de manifestações desde que me lembro que existem e que sempre foram valorizados até pelos jogadores que sempre disseram que tinham que se por em sentido perante o "terceiro anel" que não lhes permitia qualquer tipo de falha, que sempre foram dos adeptos mais exigentes (e apaixonados!) que conheceram na carrreira.

Os jogadores não gostam de sentir que os adeptos não estão felizes com o esforço que eles fizeram? E os adeptos é suposto sentirem-se animados por terem passado uma noite de quinta-feira à chuva, pagando bilhete para ver os jogadores jogar a 70% das suas reais capacidades?

Jogámos com uma equipa com menos 5 titulares? (e como isto tem impacto - não é por acaso que o FCPorto por exemplo não tem tido capacidade/plantel/coragem para rodar a equipa).
Temos que gerir o esforço perante os compromissos do campeonato?
CLARO QUE SIM e é preciso os adeptos perceberam isso...

Em resumo, assobios devem acontecer nestes casos? NÃO! São motivo para toda estas reacções extremadas? Também não...

Notícias tristes.

Avatar
 ●  2 comentários  ● 

- Morreu João Rocha, antigo presidente do Sporting, daqueles que prezavam o seu clube e para quem o Benfica era um rival, mas nunca um inimigo. Ficam os pêsames aos sportinguistas de igual calibre.

- Fábio Faria abandona o futebol por razões de saúde. As maiores felicidades para ti, Fábio. A tua vida não acabou. Começa agora. 

quinta-feira, 7 de março de 2013

Muito pouco Benfica para pouco Bordéus.

Avatar
 ●  21 comentários  ● 

Lentidão, muitos erros e má qualidade de jogo que fica atenuados pela vantagem mínima no marcador.

Voltando a apostar numa espécie de formula que não tinha resultado em Braga, JJ apostou novamente num jogador que só regressou ao Benfica em Janeiro, Roderick.
Não se entende porque não joga Maxi e André Almeida não joga no lugar de trinco, visto que não poderíamos contar com Matic. 
Carlos Martins continua fora de forma e Cardozo baixou muito a forma nos últimos jogos.
Assim como o Benfica.

Embora as vitórias, exceptuando Braga, estejam a aparecer, também a qualidade de jogo tem de igual forma vindo a ser depauperada.
Parece-me que JJ procura de todas as formas não permitir que o 'rebentamento físico' habitual de Fevereiro/Março surja. 
E por isso, parece-me que na mente de JJ tudo é 'sacrificável ' excepto o campeonato.
Isso é preocupante.

Os franceses traziam a lição bem estudada, mas são demasiado fraquinhos ofensivamente.
Não são o saco de boxe que muitos pensavam, mas também estão completamente ao alcance de um Benfica a 70%. 

Os assobios, embora desagradáveis, em especial para as opções do treinador, deixam visiveis as preocupações dos adeptos perante o claro abaixamento de forma do Benfica.

Veremos o que a segunda mão trará. 

Estive lá...

 ●  2 comentários  ● 

Portugal, 7 de Março de 2013

O Benfica já está a jogar e a ganhar ao Bordéus. Por razões profissionais que nos últimos tempos me têm condicionado bastante, só agora consegui arranjar um tempinho para falar deste jogo. Ou melhor, do último jogo que fizemos com o Bordéus na Luz, no longínquo ano de 1986, algures entre Outubro e Novembro.

Porque eu estive lá.

Estive lá, junto com camaradas de tropa da EPE de Tancos, aproveitando para fugir um bocado da rotina do serviço militar obrigatório.

Estive lá, junto com 100 mil almas que de pé, foram incansáveis no apoio à equipa do Benfica. Velhos tempos. Hoje sobram os NoName e os Diabos Vermelhos. Na altura eram apenas benfiquistas, desorganizados mas crentes e com paixão clubista.

O Bordéus teria uma equipa melhor que a actual? Talvez. E a nossa como se poderia comparar com a actual?

Empatamos 1-1. Fiquei triste... não muito... eram outros tempos. Sabia-se que o Benfica, como qualquer equipa portuguesa, tinha (quase) sempre dificuldades nas provas europeias. Falta de cultura desportiva? Falta de qualidade do modelo de jogo? Mais tarde, ainda nessa época, perdemos 7-1 em Alvalade e eles ficaram todos felizes. Até hoje na antecâmara da pior época de sempre...

100 mil de pé... isso seria lá possível hoje? Tempos de comodismo e critica fácil. Ou sinais dos tempos...

Tantos anos depois, é só de Benfica que falamos. Independentemente de quem os serviu e serve, é o Benfica que continua para além de todos nós ...

Que hoje possa ser mais um episódio de grandeza da nossa equipa...

Benfica - Bordéus

Avatar
 ●  1 comentário  ● 

Golpe no Sporting...

Avatar
 ●  3 comentários  ● 
...é o título de um 'documentário' realizado sobre a situação actual do Sporting.

Mais que um espelho de algumas das razões pelas quais o clube de Alvalade está na situação que está, é um reflexo também do que se tem passado em Portugal e que levou à situação financeira precária em que estamos.

Podem ver este documentário, AQUI ou ver abaixo aqui no NGB.




Aconselho vivamente que o façam.

Uma questão sobre a renovação de Jorge Jesus.

Avatar
 ●  10 comentários  ● 

Um dos pontos mais discutidos sobre a renovação de contrato de Jorge Jesus é o seu vencimento.

Justo por ver o Benfica praticar o melhor futebol dos últimos anos e por um título de campeão nacional.
Justo por ter colocado o Benfica a discutir todos os anos o título.
Justo por durante o seu consulado o Benfica ter efectuado vendas por valores milionários e por se ter assistido à valorização de jogadores que eram considerados 'perdidos'. 

Elevado por em 3 épocas apenas ter vencido um título de campeão nacional  e as Taças da Liga em que participou. 
Elevado por ter perdido o acesso a uma final europeia com o Sporting de Braga, clube com orçamento inferior e com menos qualidade no seu plantel.
Elevado pelo fraco resulado obtido com o investimento feito em atletas internacionais e de qualidade superior.

Estes são alguns dos argumentos que se esgrimem, quer a favor, quer contra Jorge Jesus.

A questão que se coloca tem a ver com a diminuição do vencimento de JJ, a rondar os 334.000€/mês.
A troca dessa diminuição por um aumento compensador em prémios por objectivos atingidos.

Sabendo que JJ valoriza e muito o que tem feito no Benfica, não será fácil para ele aceitar um corte no seu vencimento, mesmo que compensado noutros campos do seu contrato.
Aliás, não é fácil para ele nem para ninguém.

Se o patrão do caro leitor do NGB vier ter consigo e lhe oferecer um corte no vencimento tentando compensá-lo num campo em que os resultados não dependem exclusivamente do seu trabalho, aceitaria?
Sabendo que terá trabalho garantido noutras paragens e muito provavelmente com um aumento no que aufere actualmente?

Quantos de vós aceitariam tal situação?
Duvido que a maioria aceite.

Na realidade, temos sempre aquela ideia de que os jogadores e treinadores sentem a mesma paixão que nós pelo clube, e por isso, farão tudo para cá ficar.
O que esquecemos por vezes é que acima de tudo são profissionais que apreciam ser bem pagos e de forma justa, tendo em conta a apreciação que fazem do seu trabalho. 

O Benfica não é um clube qualquer. O show dado pelos seus adeptos quer em Leverkusen quer em Aveiro deixam isso bem claro.
Mas os atletas e treinadores não vivem exclusivamente do reconhecimento da massa associativa. E tendo em conta o aumento brutal de impostos a que se tem assistido nos últimos meses em Portugal, a questão assume uma importância maior.

Veremos como Luis Filipe Vieira e Jorge Jesus conseguirão ultrapassar este tema.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Benfica - Bordéus: lista de convocados.

Avatar
 ●  7 comentários  ● 

Lista de convocados:

Guarda-redes: Artur e Paulo Lopes;

Defesas: Maxi, Jardel, Garay, Luisão, Melgarejo e Roderick;

Médios: André Almeida, Ola John, Enzo Pérez, Carlos Martins, Salvio, Gaitán e Aimar;

Avançados Rodrigo, Cardozo e Lima.

Onde pára André Gomes?

O árbitro do Man United-Real Madrid

Avatar
 ●  5 comentários  ● 

As opiniões sobre o lance de ontem do Nani, embora algo divididas, são na sua maioria de que a expulsão do português foi exagerada.

Recordo que este foi o árbitro nomeado para a meia-final do Campeonato da Europa entre Portugal e Espanha
Na altura, foram expostas as ligações entre Angel Vilar, presidente do Comité de árbitros da UEFA e da FEP, e o seu vice turco Senes Erzik, também envolvido na negociação entre UNICEF e Barcelona.

Este árbitro tem um historial de expulsar jogadores de equipas inglesas como John Terry no jogo com o Barcelona da Champions passada, ou Mario Balotelli no jogo do Manchester City com o Dínamo de Kiev na época anterior.

Na sua conta de twitter, Cuneyt Cakir é seguidor de Ronaldo, Real Madrid e jornal a Marca.
É sempre aquela velha questão. O ser sério e o parecer sério. Um decisor ser seguidor ou fã de clubes que arbitra não é compatível com a transparência e seriedade que se exige a um juiz. 

Todos já vimos expulsões por menos. 
Mas olhando para a forma como se desenrolou o lance, o jogo, a forma exemplar como estava a ser disputado, e como a medida extrema que é uma expulsão pode alterar o rumo de uma partida, esta decisão foi errada.

O estranho nisto tudo é que são sempre os mesmos árbitros presentes nas polémicas. E lá continuam.

O turco Cuneyt Cakir é um árbitro à medida de Michel Platini e da 'sua' UEFA.


Nota: Os ressabiados com Mourinho, Ronaldo e Real Madrid mordam a língua e engulam o veneno. Não são eles que estão em causa.




A corrupção no Futebol regressa hoje aos Tribunais

 ●  4 comentários  ● 

Venham a mim se querem comprar jogos
O ex-juíz Martins dos Santos regressa hoje ao banco dos réus em novo processo relacionado com o futebol, relativo a um crime de tráfico de influências.
Curiosamente, nenhum dos três jornais desportivos, nas suas edições de hoje, faz qualquer menção a este caso.
Relembro que Martins dos Santos esteve implicado no processo "Apito Dourado" tendo lhe sido aplicada a pena de 20 meses com pena suspensa. Mais tarde o Tribunal da Relação do Porto, anularia a pena e ordenou a repetição do julgamento, onde também estava implicado o compadre de Pinto da Costa, António Henriques.

O labiríntico mundo dos donos dos jogadores.

Avatar
 ●  23 comentários  ● 
Notícia de 06/03/2013: "A venda da totalidade do passe de dois jogadores do Benfica B - o avançado João Mário Fernandes e o médio Luciano Teixeira, ambos de 19 anos - passou despercebida em Portugal.


A referência à "alienação em dezembro de 2012 de 100% dos direitos económicos" dos dois atletas, incluída na página 47 do recente Relatório e Contas (1º Semestre 2012/13) da Benfica SAD, no entanto, despertou a curiosidade de vários órgãos da comunicação social inglesa.

Segundo aquele documento, o adquirente - por Meuro 0,5 (ou 250 mil euros por cada jogador) - foi a sociedade britânica Robi Plus Limited, com sede em Londres. "O Benfica vendeu os direitos de dois adolescentes oriundos de um dos países mais pobres de África [Guiné-Bissau] a uma empresa britânica", lê-se num despacho da agência financeira Bloomberg, posteriormente retomado por vários jornais ingleses.


"Vendas deste tipo são proibidas pela Premier League e pela Ligue 1 francesa. Grande parte destes negócios é nublosa e pouco transparente e trata os jogadores como mercadorias, com os jovens atletas africanos e sul-americanos a serem particularmente vulneráveis a pressões", acrescenta. 

Contactado pela agência, o Benfica não fez qualquer comentário. O proprietário da Robi Plus, Maurizio Delmenico, afirmou, por sua vez, não estar em condições de acrescentar qualquer nota relativamente à operação. Esta sociedade, recorde-se, detém igualmente 10% dos passes dos jogadores do FC Porto Eliaquim Mangala e Steven Defour."  - O Jogo.

Notícia de 31/01/2012: "European soccer ruling body UEFA is asking U.K. authorities to investigate two so-called letterbox companies that helped Porto (FCP) fund a player transfer.

For Gool Co. and Pearl Design Holding Ltd. provided finance for the two-time European champion to sign Brazilian striker Walter da Silva for 6.2 million euros ($8.1 million) in 2010, according to Porto’s latest quarterly statement.

UEFA officials said this increases the risk of money laundering because it’s unclear who owns the letterbox companies, which have mailing addresses in the U.K. and seemingly nothing else.

Rochdale-based For Gool provided a 2 million-euro loan for Porto to sign Da Silva from Uruguay’s Club Atletico Rentistas and London-based Pearl Design bought 25 percent of the 22-year- old’s future transfer rights for 2.1 million euros, according to the Porto statement. Porto spokesman Rui Cerqueira didn’t return two e-mails and two telephone calls seeking comment.

Mark Quirk, a co-owner of For Gool’s parent company Kirkdelta Ltd., didn’t respond to letters sent to three business addresses on Jan. 11. Mario Queiroz, the only listed shareholder of Pearl Design, didn’t respond to an e-mail.

U.K. law allows small businesses to “completely hide” from view what they’re doing, said Richard Murphy, director of Norfolk, England-based Tax Research LLP and co-author of 2009 book “Tax Havens: How Globalization Really Works,” which describes how some companies conceal financial transactions.

Another U.K. company, Robi Plus Ltd., owns 10 percent of the transfer rights of two Porto players, Eliaquim Mangala and Steven Defour, the team said in a Dec. 27 statement.
Robi Plus is a so-called bearer share company whose director is Maurizio Delmenico, according to Companies House filings. The holder of the share certificate of a bearer-share company is the recognized owner. It’s a way of shielding the ownership structure, Murphy said.

Delmenico, a player agent and tax adviser, said by telephone from his office in Lugano,Switzerland, that the company is his own and he set it up in the U.K. because some of its affairs, including brokering player trades, are based there.

Stock market-listed Porto reported a profit in each of the past five fiscal years, partly by trading players it developed to bigger clubs. It had net income of 534,000 euros on sales of 89.8 million euros in the year ended June 30, according to a financial statement.

Letterbox companies raise the possibility of a conflict of interest, according to Andrea Traverso, UEFA’s head of club licensing. Traverso oversees so-called financial fair play rules that UEFA is introducing to stop clubs from overspending and also to increase transfer-market transparency.

Who is actually controlling these players?” Traverso said. “Is it the club or the companies? It would be very interesting to know.
” - in Bloomberg.




É este o caminho e que se resolva rápido

 ●  9 comentários  ● 

Jesus sabe que o SLBenfica é a melhor opção para ele e o SLBenfica sabe que Jesus é a melhor opção, até dentro das limitações enormes que temo a nível estrutural e da capacidade de suporte a um treinador, como expliquei no tópico A importância da escolha do treinador.

Face a tudo o que expliquei, entendo que não devemos esperar pelo fim do campeonato e a renovação já, seria uma prova de confiança ao treinador e ao grupo para atingirem os objectivos. Eu acredito na final da Liga Europa, conquista da Taça de Portugal e do Campeonato. Tudo este ano...

Li numa das notícias a hipótese de Jesus baixar o salário e ser aumentado na mesma ou maior proporção nos prémios de desempenho. Há muito que defendo esta medida para TODOS os profissionais do futebol profissional. Ou seja, um jogador que ganhe 1M€/ano, passe a ganhar 700mil, mas depois tenha um prémio de performance (directamente indexado aos objectivos do Clube) de 400 ou 500mil, na prática, se o clube atingir os objectivos e se o jogador também... ganha mais do que aconteceria no modelo de remuneração habitual.

Para quem nunca viu ou já não se lembra...

Avatar
 ●  4 comentários  ● 

Estes senhores não começaram agora...estes 2 clips têm a virtude de enquadrar algumas frases e comportamentos que curiosamente se mantiveram ao longo dos tempos.






terça-feira, 5 de março de 2013

Manchester United - Real Madrid

Avatar
 ●  23 comentários  ● 

Um jogo digno de uma final.
Entrega fantástica de ambas as equipas. Jogo corrido e sempre orientado para o ataque. Sem quebras ou tempos mortos.
2 homens que mostraram porque são os 2 melhores treinadores do mundo.
E comentado superiormente pelo Pedro Ribeiro e pelo Pedro Barbosa.

Pena que o árbitro tenha querido ser protagonista e estragado parte do grande espectáculo.
E já agora: Casillas, se fosse a ti mandava currículos, que com este Lopez já não calças as luvas.


Enfim, sós ...

 ●  5 comentários  ● 


Portugal, 4 de Março de 2013



“Enfim, sós” é o título que o jornal A BOLA escolheu para resumir a jornada 21. Inspirou-me a escrever algumas linhas sobre a novidade que não tem sido destacada, e que é vermos o Benfica como líder isolado. Até aqui, a única equipa que havia estado isolada na liderança, tinha sido apenas o FCP. Vale o que vale, mas é uma correcção que se justifica.


Costumo ver a Benfica TV após o jogo, sendo perceptível uma clara dualidade no sentido de análise, com vantagem de Pedro Valido sobre José Augusto. Não se trata de exprimirem meras diferenças de opinião, trata-se de transmitir mensagens que se apoiem no futebol real, no futebol de hoje, e não no passado ou na perfeição. Daqui se percebe que quando o canal for codificado, deverá haver muito cuidado na forma como forem escolhidos os futuros comentadores. A bem do negócio e do Benfica, como é evidente.


É também necessário mudar de atitude em relação à arbitragem, porque um dos pilares das vitórias o FCP não são “apenas” os erros de arbitragem programados em função de um “manual de operações” (aqui marca-se, ali, para a outra camisola, não se marca), mas a análise que depois esses erros não tem nas televisões. Isto é: os árbitros erram porque sabem que todos os operadores televisivos, enfeudados à lógica de “sistema” comandado pelo Sr.º Joaquim Oliveira (accionista de referência da FCP e SCP SAD’s), os irão poupar nas análises e nas imagens. Excepto se errarem contra o FCP. E em menor escala, contra o SCP. Aí é que é um problema. Que o diga Bruno Paixão.


Ou seja, caso os entendidos não tenham ainda entendido, passe o pleonasmo, os erros de arbitragem só por si não são um problema. Problema são sim, as lavagens mediáticas desses erros e das consequências dos mesmos, no normal desenrolar do jogo.

E isso voltou a acontecer em Aveiro, com destaque para a equipa de comentadores da Benfica TV. Se sabemos que a restante comunicação social, intencionalmente desvirtua a actuação dos árbitros, é mais difícil de perceber a continuada inépcia dos representantes benfiquistas e em particular da nossa televisão, quando têm de falar do tema.


Ganhamos com 1 golo de penalty, num lance que me pareceu mal decidido. O defesa não teve intenção de cortar a bola com o braço porque está de costas para a jogada. Mas cortou uma situação de golo eminente (o guarda redes moveu-se em direcção contrária à bola cabeceada por Cardozo), pelo que me parece que de acordo com a lei 12, a decisão correcta seria a marcação de um livre indirecto com expulsão do defesa que ilegalmente impediu o golo. Mas este não foi o erro maior, até porque é consensual entre os analistas que o penalty foi bem assinalado. Os erros maiores foram duas grandes penalidades sobre Lima, uma delas bem à vista do árbitro. A primeira, no seguimento de um canto: Lima foi agarrado pelo defesa com o pormenor do braço estar bem visível por cima do tronco de Lima que assim foi impedido de saltar. Na sequência da jogada, Luisão rematou, a bola saiu na direcção de Lima e este voltou a ser puxado para baixo pelo mesmo defesa. 2 penaltys na mesma jogada, nem viu o árbitro, nem viu a comunicação social. O segundo penalty foi num lance em que Lima foi emparedado por dois defesas, mas um deles contactou com a anca e também pisou o pé de Lima provocando-lhe desequilíbrio e queda. Penalty que contudo o árbitro não podia ter avaliado dada a sua posição em relação à jogada, mas que deve ser contabilizado na conta do “deve e haver” como fazem os portistas com os seus penaltys televisivos.


Por último e para os que criticaram a exibição menos fulgurante do Benfica, ainda há a tal situação de golo que o Beira-Mar teve aos 80 mn, que resultou de um canto inexistente. Mais uma má decisão do árbitro, de manual, tal como Xistra no ano passado em Guimarães, onde por nosso azar, resultou a 1ª derrota do campeonato e aquela lenga-lenga sobre os “erros de Jesus”.

Portanto não vi nenhuma boa arbitragem, como António Rola avaliou na Benfica TV, vi sim mais do mesmo, embora com menos intensidade de um árbitro que não tem (ainda) o “traquejo” de Proença, Benquerença ou Xistra. Se a futura codificada Benfica TV avaliar desta forma ingénua este tipo de arbitragens, não iremos tirar partido da independência que teremos quando os jogos do Benfica forem filmados pelas nossas câmaras de televisão.

Remato com o que me pareceu ser a exibição do Benfica. Várias situações de golo “cantado”, quer por Lima quer por Cardozo. Pareceu-me que o problema da não concretização foi mais de ordem mental do que física ou técnica.

Contudo deixo um reparo para os críticos de Jesus: no ano passado, defenderam que ele “arrebentava” com os jogadores, porque insistia sempre nos mesmos. Leio por aqui e por ali, algumas criticas ao facto de esta época, estar a mudar jogadores demasiadas vezes, e perder alguns automatismos.


Ora meus amigos, deixem-me dizer-vos como naquela anedota: “organizem-se”!

Dias Ferreira - Anti Benfiquista Primário.

Avatar
 ●  46 comentários  ● 

Recordo-me de há uns anos atrás ter assistido a Dias Ferreira ter-se assumido no 'Dia Seguinte' como Anti Benfiquista Primário. Tentei encontrar as imagens mas ainda não consegui.

Não era preciso Dias Ferreira ter anunciado isso. Fica claro todas as semanas que o conhecido sportinguista pertence à geração 'Roquette' em que o mais importante é ficar à frente do Benfica.
Mesmo que sacrificando a independência e o futuro do Sporting.

Ontem estava curioso para ouvir Dias Ferreira falar da expulsão ridícula dos treinadores do Sporting. Ou da expulsão cirúrgica do Rojo. Esperava ver Dias Ferreira falar do pisão do jogador do FCP a Rinaudo antes de alegadamente sofrer falta por parte de Rojo.
Esperava assistir à defesa de Paulo Abreu por parte de Dias Ferreira.

Não vi nada disto. 

Vi sim um comentador televisivo com muitas responsabilidades e visto por milhões de pessoas dar um exemplo deprimente do que deve ser a defesa de um clube. 
Pela cabeça de Dias Ferreira não passou a ideia de defender os seus. 

Fica a ideia que o incomodam várias coisas neste momento:

- Terem-lhe tirado o tapete para a última oportunidade que tinha de ser presidente do Sporting
- Ver o Benfica em 1º lugar isolado e perceber que existem reais hipóteses de o Glorioso se sagrar campeão nacional.

Reconheço a Dias Ferreira qualidade como comentador desportivo, mas apenas quando consegue falar sem o anti-benfiquismo a toldar-lhe o pensamento. O que infelizmente acontece poucas vezes.

Por isso é que ver Dias Ferreira chamar faccioso seja a quem for é algo inaceitável.
Por este andar, o melhor será Rui Gomes da Silva e o jornalista Paulo Garcia irem de caneleiras e kevlar para o programa. Just in case...





Uma acção fantástica.

Avatar
 ●  5 comentários  ● 


segunda-feira, 4 de março de 2013

A sério?

Avatar
 ●  57 comentários  ● 

- Guilherme Aguiar acaba de afirmar no 'Dia Seguinte' que quem adquiriu os direitos da Premier League e faz o negócio com a BTV foi Rui Pedro Soares, portista dragão d'ouro, novo dono da SAD do Belenenses, um dos arguidos no Caso Tagus Park. 
Rui Gomes da Silva calou-se.
Verdade?

- A Cunha Vaz é a responsável pela campanha de José Couceiro. Um dos colaboradores da empresa e que até marcou presença no lançamento da candidatura foi...Luis Lemos, o apresentador do programa 'Zona de Decisão' da BTV
Funcionário da Cunha Vaz & Associados, é o homem forte de Diogo Matos, um dos 'vices' da lista C.
Sou só eu que acha que isto é incompatível?

- Ver o Dias Ferreira chamar faccioso a alguém só dá mesmo vontade de rir.

Cultura de responsabilização.

Avatar
 ●  5 comentários  ● 

"O avançado Nicklas Bendtner foi castigado pela Federação Dinamarquesa com 6 meses de suspensão, estando agora impedido de representar a sua seleção durante o período vigente.

A suspensão ocorre após o jogador emprestado pelo Arsenal à Juventus ter sido apanhado pela polícia dinamarquesa com excesso de álcool enquanto conduzia em contramão.

"A Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU) suspendeu Nicklas Bendtner por 6 meses para que este possa refletir sobre o seu futuro como internacional", informa, esta segunda-feira, aquele organismo em comunicado, e acrescenta: "A DBU respeita o direito de todos os jogadores à sua vida privada e estes têm, igualmente, certas regras de comportamento público que devem seguir".

A federação dinamarquesa acrescenta que o selecionador Morten Olsen deixou aberta a possibilidade de Bendtner voltar à seleção escandinava após cumprir o castigo.

O jogador, de 25 anos, fez um pedido público de desculpas na sua conta do Twitter, mas nem isso o safou de ser sancionado pela DBU.

Este não é o primeiro episódio embaraçoso para o jogador. Em agosto passado, também na Dinamarca, Nicklas Bendtner viu o seu computador pessoal ser roubado. Ao aperceberem que o computador do futebolista estava recheado de fotos íntimas da namorada e dele próprio, os mesmos ladrões exigiram 3.300 euros para que estas não fossem divulgadas." - Record.

Que diferença no comportamento dos dirigentes, não é?
Enquanto cá a FPF dá todo o apoio e encorajamento ao cuspideiro Meireles, por exemplo.
Enquanto os comportamentos selvagens de alguns adeptos do Braga continuam impunes.
Um espelho do nível das pessoas.

No Name Boys.

Avatar
 ●  31 comentários  ● 
Uma homenagem ao Gullit. 
Estes rapazes fazem hoje 21 anos. 
Nem sempre acertaram na forma como corporizaram o seu apoio ao clube. 

Mas são muitos mais os momentos de festa e cânticos que dão força aos nossos jogadores e até aos outros adeptos que estão na nossa memória.
E semana após semana eles são a alma do apoio ao clube. Faça chuva, sol, frio ou calor.

Continuem a lutar pelo nosso clube. 
Nunca esquecendo a nossa essência: somos os únicos em Portugal que queremos ganhar um jogo pelo Benfica e não contra ninguém.

Boavista igual a si próprio. E ao Braga. Imitando o FC Porto.

Avatar
 ●  5 comentários  ● 
"A Direção da Associação Desportiva de Fafe vem, por este meio, explanar os factos ocorridos hoje no Estádio do Bessa, antes e depois do encontro da nossa equipa diante do Boavista.

Aquando da chegada da nossa comitiva ao Estádio do Bessa e já depois do reconhecimento que os nossos jogadores fizeram ao relvado, o ex-internacional português Petit, dirigiu-se a um dos nossos jogadores, munidos da cópia de uma entrevista dada pelo atleta durante a semana. 

Petit interpelou-o em tons menos próprios e, a coberto da visão dos adeptos, já no interior do túnel, um elemento vestido com um casaco do Boavista que acompanhava Petit deu um estalo no nosso jogador. Um elemento da Direção da AD Fafe, por não possuir o contacto da PSP do Porto, contactou o comandante da GNR de Fafe para alertar desse facto e do clima de intimidação que se estava a instalar.

Já perto do final do jogo, um jogador da AD Fafe preparava-se para efetuar um lançamento de linha lateral e houve uma tentativa de agressão por parte de um elemento da SAD boavisteira

Já após o final, e quando todos os elementos se encontravam no túnel de acesso aos balneários, dirigentes do Boavista, jogadores, elementos da equipa técnica e adeptos, sim estavam adeptos no acesso ao balneário, agrediram de forma bárbara jogadores, diretores e equipa técnica da AD Fafe, com recurso a socos e a pontapés
A comitiva do nosso clube, em pânico, fugiu em direção aos balneários onde se refugiou. Foi já aí que a Direção solicitou a presença da PSP, mas os danos físicos em alguns elementos já eram visíveis.

É inacreditável que no futebol atual ainda haja clubes que se refugiem neste tipo de práticas, permitindo o acesso de adeptos a zonas restritas e tudo sob o beneplácito de quem devia zelar pela boa organização do encontro. Este jogo não tinha policiamento porque não foi requisitado pela PSP." - retirado daqui.

Este Boavista faz falta na 1ª Liga? 
Este tipo de comportamento interessa ao desporto?
É para isto que regressou o Sr.João Loureiro?
Qual será a multa aplicada ao Boavista? 

A importância da escolha do treinador

 ●  8 comentários  ● 
Há equipas que fazem um treinador? Depende de um factor fundamental: A estrutura que sustenta e suporta o futebol profissional (mas também a formação), que vai desde o conhecimento do futebol do país, a comunicação, o conhecimento dos "meandros", a capacidade de antecipação, a prospecção, etc.

... Mas há seguramente treinadores que fazem uma equipa. Olhemos para os exemplos do Chelsea ou Inter de Milão durante e após Mourinho; para o Barcelona de Guardiola e agora as diferenças com Vilanova e mais ainda com o adjunto temporariamente principal; para o Tottenham de Vilas Boas (sim o homem é bom...), etc e só para falar de alguns exemplos conhecidos...

Dito isto, fica claro porque o FCPorto aposta mais na qualidade da estrutura do que na do treinador. Dessa forma impõe a sua cultura (a qual é, também, composta por corrupção) seja qual for o treinador, não ficando dependente da sua competência e capacidade de adaptação, focando-se apenas no treino da equipa, pois o resto funciona sem a sua intervenção/decisão.

Tendo uma estrutura capaz, é possível inclusivamente ser bom a fazer as coisas boas... E ser bom a fazer as coisas erradas/ilegais. Esse é o segredo do sucesso do FCPorto no que diz respeito á conquista dos títulos.

Portanto, se o SLBenfica não está neste patamar, está no segundo, ou seja, onde o treinador tem imensa influencia sobre o sucesso da equipa, na valorização dos jogadores, na conquista de títulos, na minimização das insuficiências das estrutura, etc.

Dito isto, sobre o futuro de Jorge Jesus colocam-se três questões fundamentais:

1. Queremos apostar num estrutura forte para o futebol e revolucionar esta área do Clube, podendo não ficar já na próxima época dependentes de um treinador e dos seus conhecimentos e fraquezas?

2. Queremos ter um treinador português?

3. Queremos evitar que Jorge Jesus vá para o FCPorto?

Respostas:

1) uma estrutura forte e competente demora anos a construir. Infelizmente o nosso Presidente já desperdiçou mais de 10 anos. É pouco credível que vamos agora encontrar o "champion" capaz de liderar a estrutura, ser alguém que goste a serio do Benfica, que afaste Vieira de algumas decisões que não tem competência para tomar e que reduza o treinador às suas tarefas mas sem se impor, antes pelo contrario com o treinador a reconhecer a mais valia da estrutura. Ou seja, não creio que por aqui nos safemos no que diz respeito ao futuro de curto prazo.

2) se queremos um português, só podemos mesmo renovar com Jesus... Ou contratar Mourinho. O Vilas Boas também é opção, mas a forma como falou do Benfica (e idolatra o FCPorto) torna-o incapaz para o SLBenfica.

3) queremos evitar que JJ vá para o FCPorto? Desculpem mas isso não é aceitável! Um treinador que está no Benfica e queira ir ganhar com batota é alguém que está a mais. Como diz Lúis Filipe Vieira, ninguém está acima do SLBenfica, pelo que se o JJ acha que a sua competência faz dele alguém que se possa colocar acima do Benfica... Está enganado, por muito que isso venha a custar ao Benfica.

Dito isto, só há uma questão que me faz dizer que Jesus deverá sair do Clube: se ele sequer tiver coragem de mencionar seja que interesse for, seja de quem for, para negociar a sua permanência ou não no clube. José Mourinho um dia ousou fazer isso a Vilarinho e foi posto na rua - ainda hoje o Mourinho se arrepende e ainda hoje Vilarinho reitera que faria o mesmo.

Se tal acontecer - a saída de Jesus - o SLBenfica tem um desafio muito maior que a substituição do treinador: a criação de uma estrutura de apoio a futuro treinador, alguém que "segure", prepare e proteja o futuro treinador, á semelhança do que José Veiga faria com Trapattoni, vencendo numa temporada com uma equipa fraquíssima e comprada em saldos e custo zero.

Precisamos de um desafiador de Antero Henriques, alguém ao estilo passado de Gaspar Ramos ou Cunha Leal, alguém com a paixão de Rui Costa, alguém com a sabedoria do José Veiga, alguém benfiquista de sempre e para sempre. Alguem capaz de montar e estruturar uma equipa impenetrável e competente. Existe esse alguém? Não sei... Mas não acredito que não haja.

Depois coloca-se a escolha: português ou estrangeiro?

A minha resposta é: Estrangeiro e jovem (menos de 45 anos), preferencialmente com uma cultura de passado (holandês, italiano, argentino...) se formos capazes de criar a estrutura de apoio ao treinador e que o proteja e prepare para um futebol que lhe seja potencialmente desconhecido. Lembro-me do nome de Frank de Boer, mas é só um nome...

Se o SLBenfica quiser continuar a insistir numa estrutura claramente incapaz, claramente abaixo das necessidade das dimensão do clube e do futebol onde estamos inseridos (sem menosprezo pelas capacidades das pessoas e menos ainda pelas capacidades humanas de Carraça, João Gabriel, etc.), a opção deveria ser um treinador português e nesse caso deveria ser a escolha natural Leonardo Jardim.

Seja como for, a melhor opção para o SLBenfica, caso Jesus não cometa o ERRO acima descrito, seria claramente a renovação de Jesus e a reestruturação da gestão do futebol do SLBenfica.

Sporting: São uns submissos vergonhosos

 ●  9 comentários  ● 
Paulo de Abreu, como qualquer mortal que gosta do seu clube, revoltou-se durante o jogo com o Sistema corrupto que continua a favorecer sempre o mesmo e os mesmos interlocutores e objectivos.

Pinto da Costa imediatamente "enfiou a carapuça" e respondeu como bem sabemos: No Porto não falaria Paulo de Abreu assim.

Pois claro, já todos sabemos que por lá eles têm "carta branca" da policia para agredir jornalistas, dirigentes, seja quem for que coloque em causa a sua estratégia vergonhosa e suja.

Mas ao invés de o Sporting sair indignado em defesa do seu sócio e ex-dirigente, aproveitando para "cavalgar esta onda" e acertar forte no FCPorto...

... Aconteceu antes um lamento por parte de todos, inclusivamente o Paulo de Abreu já veio dizer que não devia ter feito o que fez.

SÃO UNS CAGADOS! Submissos de merda...

PS- no Sábado ficámos a saber que o Izmailov podia ter ido para o SLBenfica, não fora o veto de Godinho Lopes a essa transferencia.

Os anormais dos sportinguistas continuam a atirar-se ao SLBenfica e a colocar-nos como rival e inimigo, enquanto servem de fantoche dos corruptos e se vão acobardando numa posição já inferior ao SCBraga e cada vez mais parecida com o Belenenses.

domingo, 3 de março de 2013

Linha torta

Avatar
 ●  9 comentários  ● 



A azia da Sport Tv foi tanto, de a Benfica TV ter assegurado os direitos televisivos da Liga Inglesa - Premiere Legue! Reparem na linha destes "ceguinhos", vejam as marcas da relva e a linha do meio campo... que paralela tão mal traçada! E tudo isto para dizer que o jogador do Beira Mar estava em jogo... enfim!!!

3 pontos essenciais numa exibição fraquinha....

Avatar
 ●  16 comentários  ● 

Mais um grande show dos adeptos do Benfica em Aveiro!!

Quanto ao jogo, exibição fraquinha e que numa ou outra ocasião poderia ter custado bem caro.
Em jogos em que os níveis de ansiedade estão mais altos e que a responsabilidade de conseguir uma vitória pesa, este 4-4-2 que já nos enterrou no passado entrega o controlo do jogo ao adversário.
E depois às vezes temos azar.  

Segurou o essencial: os 3 pontos.

Benfica está no lugar que merece: o primeiro.

Deixo só uma pergunta: sacrificamos o jogo da Taça da Liga por este jogo fraquinho ou pela inoportunidade teórica da data da final? Temor do que a derrota nessa altura poderia trazer? 

Sofrido mas... A liderança fica-nos tão bem

Avatar
 ●  7 comentários  ● 

Fraquinho.

Entendo o desgaste dos últimos meses da época;

Entendo a ansiedade de quem está perto do fim;

Entendo o nervosismo de quem tinha hoje a possibilidade de se destacar isolado na liderança da Liga; 

Mas jogámos pouco, muito pouco, e o melhor do jogo foi mesmo o resultado.

O Beira-Mar pareceu ter sempre o controlo do jogo;

Criou possibilidades, podia ter marcado, e se fosse uma equipa ligeiramente mais afoita hoje tinha-nos criado dissabores;

O Benfica mostrou mais uma vez que está formatado para dominar jogos mas não está formatado para os controlar;

Carlos Martins entrou tarde na minha opinião, e com ele retomámos um pouco do controlo do jogo;

Acho mesmo que em jogos que correm desta forma, em que o desgaste é evidente, é essencial povoar mais o meio campo e não nos arriscarmos num jogo tão partido, onde Matic e Enzo sofrem um desgaste tremendo.

Enfim, uma vitória importante e a tão ansiada liderança isolada alcançada ao fim de tantos meses mas, esta não foi exibição de campeão e espero que seja para não repetir.

Na bancada presidencial de Alvalade houve azia...

Avatar
 ●  6 comentários  ● 
...segundo rezam as crónicas.

Embora nalguns pasquins queiram fazer parecer que foi Godinho Lopes quem se atirou a Reinaldo Teles, que tem alguns bons amigos em Lisboa, foram os dirigentes do FC Porto que parece estavam incomodados com comentários do ex-dirigente sportinguista Paulo Abreu.

Habituados a estarem como em casa na bancada de Alvalade, Pinto da Costa e os seus acólitos não apreciaram a falta de solidariedade para com a perda de 2 pontos por parte do FC Porto.

Godinho Lopes, com medo que a confusão afecte os negócios que pretende fechar com Pinto da Costa antes de sair da cadeira de presidente, interveio para parar a confusão.

Não sei se será desta que haverá um presidente no Sporting que só defenda os interesses leoninos e não se agache perante o FC Porto.

O que ficou claro é que os dirigentes do FC Porto não sabem mesmo lidar com vozes não subservientes. E ficam desnorteados.

Ontem podíamos ter visto um onze do FC Porto com Izmailov, Liedson, Moutinho e Varela
Em junho, se nada for feito, juntar-se-ão Labyad, Carrilho e Rui Patrício.

E o vosso inimigo é o Benfica, sportinguistas? Não me façam rir. 

Hoje queremos comer...

Avatar
 ●  1 comentário  ● 


Convocados:

Guarda-redes: Artur Moraes e Paulo Lopes.

Defesas: André Almeida, Maxi Pereira, Luisão, Garay, Jardel e Melgarejo.

Médios: Matic, Enzo Perez, Carlos Martins, Aimar, Salvio, Ola John, Urreta e Gaitán.

Avançados: Cardozo, Lima e Rodrigo


ranking