Centralização dos direitos televisivos e a reformulação dos campeonatos nacionais na mão do SL Benfica
O Novo Blog Geração Benfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


terça-feira, 22 de outubro de 2019

Centralização dos direitos televisivos e a reformulação dos campeonatos nacionais na mão do SL Benfica

Avatar
 ●  + 77 comentários  ● 


A centralização dos direitos televisivos é o objectivo de 99% dos clubes e dirigentes desportivos nacionais. Com isso pensam ter na mão a viabilização financeira do nosso futebol bem como assegurado o futuro das competições. 

Mas só quem não conhecer os dirigentes desportivos portugueses é que pode acreditar que os fundos que chegariam de um contrato de centralização de direitos seriam utilizados para modernizar clubes e o nosso futebol. 

Basta lembrar como no final dos anos 90 foi apresentada ao adepto do futebol a grande solução para os problemas financeiros dos clubes: as SAD. 

Como percebemos hoje, cerca de 20 anos depois desse fenómeno "fantástico", não só as SAD não resolveram nada como continuamos a ter clubes endividados, sem capacidade de afirmação europeia, e um quadro de competições completamente desproporcional face ao país que temos. 

Os dirigentes que realmente mandam do futebol português, na sua maioria, já cá andam há quase 30 anos. Alguns até mais que isso. Foram incapazes de promover o nosso campeonato como espectáculo desportivo atractivo para o público. 

Temos um presidente da FPF que desaparece sempre que surgem problemas que envolvem corrupção, arbitragens ou negócios obscuros envolvendo tomadas de poder em SADs de pequenos clubes. 

Não é capaz de exigir ao poder político uma legislação eficaz que combata a violência como um todo. Andar a fazer decretos-lei destinados a claques é não querer resolver este tema. Não temos uma lei ou justiça eficazes que sejam céleres em proibir que adeptos violentos ou envolvidos em confrontos sejam interditados de ir a eventos desportivos. Em Inglaterra, há adeptos que se não se apresentarem na esquadra local em hora do jogo, são imediatamente procurados e detidos para cumprir pena de prisão. 

Cá em Portugal, os adeptos violentos são escolhidos pela FPF para liderar “a claque de Portugal”. 

Temos um conjunto de associações de futebol que continuam dominadas pelos mesmos senhores desde final dos anos 80 do séc.XX e cujo grande objectivo é estar bem representados nos órgãos da FPF e estar perto do poder. 

Ora, mediante tudo isto, há um ponto fundamental: nunca haverá centralização de direitos televisivos em Portugal sem o SL Benfica. 

O que se passou com a Sport TV durante os anos em que o SLB teve na mão os seus direitos televisivos demonstra que, sem o Glorioso, não há viabilidade financeira para qualquer projecto. (Imperdoável o que Vieira fez ao devolver o poder à Sport TV). 

Por isso, defendo que deve ser o SL Benfica a liderar um projecto de renovação do nosso futebol e, forçar essa mudança, introduzindo o tema da centralização dos direitos televisivos. 

Para o SL Benfica partilhar o seu valor financeiro num contrato desta dimensão, então teria que se promover, antes, uma reformulação profunda dos nossos campeonatos. Reforçar a competitividade e envolver todo o país no fenómeno desportivo, como forma de puxar os jovens para o desporto. 

A distribuição do dinheiro num quadro reformulado de competições visaria assim a divulgação do futebol e da prática do desporto. Como? 

a) Defendo a diminuição do número de equipas na primeira divisão do campeonato para um número a rondar os 12-14. 

Poderá ser estudada a formula mais adequada: 2 voltas simples ou 2 voltas, em que na segunda volta a primeira metade das equipas disputaria o título e a segunda metade disputaria a permanência. Prefiro esta segunda formula em que o interesse na competição se manteria até ao final. 

b) Defendo também a criação de 3 zonas como substituição da segunda divisão. Seria uma espécie de recriação das zonas norte, centro e sul que já tivemos no passado. 

Sei que há quem se oponha a esta medida por achar que assim não se está a premiar o mérito. Pelo contrário: não só se premeia o mérito como se garante o crescimento da modalidade e a distribuição uniforme pelo país dos dinheiros da centralização como forma de promover o futebol e o desporto. 

Assegura que todo o país terá direito a futebol de primeira divisão e impede assim as "batotas" que levam regularmente dinheiros públicos a ajudar alguns clubes, ao invés de outros que não têm esses apoios.

Quanto às equipas das ilhas, não sei se a solução passaria por uma “zona” das ilhas mas também teria que se assegurar pelo menos uma vaga para o Portugal Insular. 

Só num cenário de completa reformulação dos nossos campeonatos é que poderia aceitar uma solução de centralização de direitos televisivos. E com a salvaguarda de que o SL Benfica, em caso de as mudanças promovidas no futebol serem descontinuadas, teria a opção de recuperar os seus direitos. 

O Sport Lisboa e Benfica, como clube de grandeza e abrangência nacionais, tem direitos e obrigações como resultado da sua dimensão. 

Defendo que o presidente do Sport Lisboa e Benfica, seja quem for, tem na mão o futuro do futebol português. 

Parece algo arrogante esta posição? Sim, até pode parecer. Mas se os clubes portugueses querem ter futuro num quadro de competições europeias cada vez com mais importância, ou se adaptam ou desaparecem. 

Cabe ao SL Benfica este papel de liderança.

77 comentários blogger

  1. Por mim não há centralização nenhuma! muito menos com o que vem a nível europeu nos próximos anos.

    Não esquecer que s se o Benfica aceitar a centralização devem ser os sócios a aprovar em AG. Tens toda a razão e foste simpático, foi criminoso para o SLB deixar outra vez a sport tv entrar, é uma das estórias que vieira tem ainda para contar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Principalmente porque no contrato com a NOS esta passou a receber quase tanto como paga ao Benfica.
      A compra dos direitos no contrato com o Benfica ficou à NOS por uns trocados...

      Eliminar
    2. José Rama22 outubro, 2019 12:37


      E DEMOS A SPORTV OS DIREITOS DA LIGA FRANCESA E ITALIANA QUE TH POR MAIS 1 ANO, NAO PERCEBO COMO PODEM DEFENDER ESTE PARA-QUEDISTA ILUMINADO QUE SEMPRE QUE O BENFICA ESTA LA EM CIMA O MANDA PARA BAIXO PARA OS OUTROS TAMBEM GANHAREM EM NOME DA COMPETITIVIDADE!!!!!!!!!

      Eliminar
  2. Como se a centralização dos direitos desportivos ou a reformulação dos campeonatos nos aproximasse dos níveis a que estão os clubes dos países mais ricos! Em Portugal não há mercado para competir com clubes de Espanha, Itália, França, Alemanha e Inglaterra. Talvez se algum clube português for comprado por algum milionário excêntrico, aí talvez...e mesmo assim seria um tiro no escuro.
    Acaso há empresas portuguesas nas 50 maiores empresas europeias? Então porque carga de água há de haver clubes portugueses/sad de clubes portugueses? Só porque sim?
    Já dei para este peditório...
    Ab
    Ed Batista

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esotu de acordo. Mas é mesma para tentar ultrapassar essa situação e realidade que Vieira está a tentar caçar com gato quando não tem cão para a caça. Daí a aposta no Seixal. Que eu aprovo 100%. E a realidade telhe dado razão, temos se não a melhor, uma das 2 melhores Academias do mundo na formação e temos os números para o provar.
      Hà muita gente que não aceita este facto e que o combate, denegrindo o trabalho que se faz, uns porque querem assaltar o poder, outros porque têm inveja e querem continuar a rebaixar o Benfica, algo que ocorre desde que o Benfica foi fundado em 1904.

      Eliminar
    2. 1 Benfiquista no UK22 outubro, 2019 13:21

      Ed Batista,

      O que eu acho que o Shadows se refere nao e colocar a nossa Liga ao mesmo nivel dos paises mais ricos, mas sim, torna-la mais competitiva e rentavel para a realidade do nosso pais.

      Eu concordo com as propostas do Shadows.

      Primeiro, porque o campeonato seria muito mais competitivo.

      Segundo, com uma melhor distribuicao do dinheiro as equipas mais pequenas (sem qualquer conotacao negativa) teriam melhores orcamentos e seriam capazes de adquirir melhores jogadores.

      Terceiro, com tempo, poderiamos ver as nossas equipas a ir mais longe na Europa e a contribuirem positivamente para o nosso ranking.

      A questao que se coloca e apenas: isto nao interessa a quem?

      Eliminar
    3. A realidade telhe dado razão?? Lol é para rir mas ok.

      Aqui na tuga somos todos os coitadinhos lol Porrà não a paxora para tanto miserável.

      O problem o se compra jogadores o pagas casamentos e ai está o GATO o tal que Ele anda a caça.

      Se esse é vossa maneira de ver futebol mas vale acabar o Benfica para ver jogos entre mortos mas vale estar quieto.

      Mentalidade muito pequena muito pequena

      Eliminar
    4. Lol ... quem ?? Com o Mendes , até o Guedes é craque .... enfim esta gente não se manca ...

      Eliminar
    5. Os números falam por si.

      Bernardo, Edson e Cancelo, vindo da Juventus, no City.
      André Gomes no Everton, vindo do Barça.
      Rubem Semedo no Barça.
      Gonçalo Guedes no Valência, vindo do PSG.
      Oblak e Fèlix no Atlético.
      Renato Sanches no Lille, vindo do Bayern.
      LIndelóf no MU e capitão da seleção da Suécia.
      Keaton Parks no NY e na seleção sub-23 dos EUA.

      Chega ou querem mais?

      Eliminar
    6. Os números ou os nomes?

      Eliminar
    7. A questão não é se os investidores vão aparecer, mas apenas quando. E basta isto: um grupo de investidores agarrar em 1 ou 2 clubes nacionais e investir nas equipas, seria o suficiente para abanar o futebol português para sempre. E não é preciso vir o Sheik do Qatar, há por cá gente com dinheiro para fazer isto. E já acontece nas ligas inferiores.

      Eliminar
  3. "Defendo que o presidente do Sport Lisboa e Benfica, seja quem for, tem na mão o futuro do futebol português.

    Parece algo arrogante esta posição? Sim, até pode parecer. Mas se os clubes portugueses querem ter futuro num quadro de competições europeias cada vez com mais importância, ou se adaptam ou desaparecem. "

    Ora vamos lá "descaroçar" este paragrafo final, com meia dúzia de notas "avulso":

    1 Porque razão será o Benfica a ter na mão o futuro do futebol português? Apenas e só pela dimensão social? Não é redutor pensar dessa forma?

    2 "Mas se os clubes portugueses querem ter futuro num quadro de competições europeias". Há um clube português que neste século, e nesta era do futebol indústria, já venceu 3 Taças Europeias. O que fez mesmo na Europa, esse Clube que deve definir o futuro do futebol português?

    3 Qual o estatuto europeu do Benfica, para até ter nas mãos o futuro do futebol português? Estar na 10ª participação consecutiva na Champions, e caminhar a passos largos para a 7ª eliminação na fase de grupos nos últimos 10 anos?

    4 Um clube que às portas da meia final da Liga Europa, poupa em Frankfurt, para pensar cá na "quintinha", e no Tondela, terá mesmo dimensão europeia? terá mesmo legitimidade para traçar o futuro do futebol em Portugal? De uma coisa eu tenho absoluta certeza, se o FC Porto, nesta edição da Liga Europa, estiver numa fase adiantada desta prova, vai com tudo para estar na Final, e vencê-la, a isso chama-se pedigree Europeu, uns tem, outros, já tiveram há mais de 50 anos...

    5 O Benfica terá de ter um papel determinante no futuro do futebol em Portugal, porque já foi um Grande na Europa, há mais de 60 anos?

    6 Porque razão, não poderá um órgão colegial, equilibrado, bem preparado, mas "multicores", definir e traçar o futuro do futebol em Portugal?

    Janela_Opaca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 5 - Há mais de 60 anos?

      O Benfica acabou a década de 1990 no 2º lugar do ranking da Taça\Liga dos Campeões, perdeu 0-1 com o Milan dos holandeses, empata com o Barça de Stoichkov e Laudrup, eliminou o campeão inglês, bate a Juventus de Baggio e Vialli, elimina o então 3º classificado da Bundesliga, é eliminado com um 2-2 com o 5º classificado italiano no apogeu da Serie A, bate os campeões belgas, croatas, romenos, ganha em Florença à dupla Batistuta-Rui Costa, e até ganhámos ao campeão alemão em título, coisa que já ninguém se lembra.

      Isto é, no meio de tanta crise, os resultados desportivos europeus ainda que começassem a oscilar, apresentam resultados que ficam na história do clube e do futebol português.

      Hoje em dia, nada disto acontece. E ninguém quer saber. Uma derrota é "normal". Comparado com este cenário, a década de 1990 foi até notável.

      Quanto à redução do nº de equipas do campeonato, sou contra. Não há nenhum campeonato de jeito sem
      - fortes contra fortes, médios e fracos
      - médios contra médios e fracos
      - fracos contra fracos

      Até porque nada nos garante que os fortes ganham sempre aos fracos. Essa é a beleza da coisa.

      Isto é, a centralização seria para elevar o nível das equipas médias e fracas, e não implica que estas fiquem ausentes dos principais campeonatos. A maior parte dos campeonatos mais fracos têm até menos equipas.

      E mais: as equipas portuguesas precisam de jogar mais, e não de jogar menos.

      A calendarização continua a ser estúpida, com a interrupção do campeonato durante semanas e as equipas apenas a treinarem.

      Eliminar
    2. "O Benfica acabou a década de 1990 no 2º lugar do ranking da Taça\Liga dos Campeões"

      Caro anónimo das 13:50, provavelmente quer se referir à década de 80 (balizada entre as temporadas 1980/81 e 1989/90), é verdade, o Benfica esteve em 3 Finais Europeias, e perdeu as três, em igual período, década de 80, o FC Porto esteve em duas Finais Europeias, venceu uma (Taça dos Campeões ao B Munique), e perdeu outra (T Taças com a Juventus), mas, ainda conquistou nessa década uma Supertaça Europeia, e uma Taça Intercontinental, se o Benfica era 2º do Ranking nessa década, em que posição estaria o FC Porto nesse mesmo ranking, sabe-me dizer pf?

      Vamos continuar? Ontem na TVI, ouvi o ministro da propaganda do Benfica, afinal é a voz oficial deste Benfica fidalgo e nobre, naturalmente referiu as habituais barbaridades, como por exemplo:

      1 "O Benfica na Champions, tem a mesma percentagem de vitórias que o FC Porto..."
      2 "O Benfica é o único clube Português com 10 presenças consecutivas na Champions..."
      3 "O FC Porto foi eliminado pelo «colosso» Krasnodar..."
      4 "O FC Porto perdeu com o Feyenoord que era o 8º classificado da Liga holandesa, e agora está no 10º lugar..."


      Vamos por partes:

      1 Nas 5 últimas participações na Champions de FC Porto e Benfica (balizadas entre 14/15 e 18/19), o FC Porto somou 61 pontos, já o Benfica somou 30 pontos, isto no somatório das 5 últimas fase de grupos da Champions, isto é, o FC Porto no passado recente, somou o dobro dos pontos do Benfica na Champions. Sim, já dou de barato uma Meia Final do FC Porto em 1994, ou uma Final da Champions que o FC Porto venceu em 2004.

      2 O Benfica regista 10 presenças consecutivas na Champions nesta década, isto é um facto, mas convirá acrescentar que caminha para a 7ª eliminação na fase de grupos, isto nessas mesmas 10 presenças consecutivas, uma percentagem de insucesso na Champions de 70% (só nesta década), nem o Bate Borisov, bate o Benfica nestes registos!

      3 O FC Porto foi eliminado pelo Krasnodar, também é um facto. Mas recordo que o Krasnodar liderava a Liga Russa a par do Zenit, porém, o Krasnodar no último fim de semana empatou em Moscovo com o Dinamo, e ficou a 2 pontos do líder Zenit. Krasnodar que empatou recentemente em São Petersburgo, com um Zenit que esteve muito perto de golear e vexar o Benfica na Russia!

      4 O FC Porto perdeu com o Feyenoord, outro facto, Feyenoord que é uma equipa com pedigree Europeu. Mas o ministro da propaganda, ainda teve tempo para omitir umas "coisitas", e eu pergunto, onde está o Lyon, próximo adversário do Benfica? Está no 17º lugar da Liga francesa, com os mesmos pontos do 18º (lugares de despromoção), Lyon que, empatou em casa no último fim de semana, com o último classificado Dijon. Se acrescentarmos o facto do Lyon ter mudado na semana passada de Treinador, a grande surpresa, será mesmo o Lyon pontuar amanhã na Luz.
      (curioso, a Imprensa escrita/falada, tem omitido este "extraordinário" momento do Lyon...)

      "5 - Há mais de 60 anos?"
      Peço desculpa pelo erro, pretendia digitar últimos 50 anos!

      Janela_Opaca

      Eliminar
    3. Estes lençóis do Opaca que tentam limpar a porcaria, valem tanto como um traque dado pelo seu patrão que lhe paga para fazer isso e moer a cabeça aos benfiquistas.
      Doping? Já ouviram falar ou pensam que é boato?

      Eliminar
    4. 1 Benfiquista no UK22 outubro, 2019 15:54

      Caro Janela_Opaca,

      Saudacoes benfiquistas. Ainda nao percebi se o senhor e ou nao adepto do F.C.Porto mas parece-me que seja.

      Da mesma forma que o senhor 'empola' os numeros do FCP e 'denigre' os numeros do SLB a nivel europeu, a resposta ao post original deveria focar-se no campeonato nacional e nos direitos televisivos.

      O senhor perguntou e bem:

      "1 Porque razão será o Benfica a ter na mão o futuro do futebol português? Apenas e só pela dimensão social? Não é redutor pensar dessa forma?"

      Infelizmente ou felizmente (depende do ponto de vista) nao.

      E a realidade. A realidade e simples. Mais publico, mais dinheiro. Mais publico Benfiquista, mais dinheiro Benfiquista. Essa a realidade. O Benfica e um clube NACIONAL. Tem adeptos em MASSA por todo o pais e estrangeiro.

      O Porto tambem... so que e num numero muito mais pequeno... E como nao sao as tacas ou os titulos do seu clube que mandam no DINHEIRO, mas sim o PUBLICO, quem consome publicidade e quem subscreve os servicos pagos, lamento mas o seu clube tem pouca relevancia num assunto onde tem muito pouco peso!

      Repare, isto nao e para o chatear. E a realidade. Onde eu moro, no Reino Unido, em cinco portugueses, tres sao do Benfica, um e do Porto e outro e do Sporting.

      Eliminar
    5. "Doping? Já ouviram falar ou pensam que é boato?"

      Caro anónimo das 15:25, com respeito e elevação, sempre lhe digo que o Rogério Joia, ex presidente da ADoP, confirma que não foi boato, aquela coisa de terem sido roubadas mais de 200 amostras nos CTT, porque pensavam ser de jogadores do Benfica e do Sporting. Mas o Joia, antigo inspetor da PJ, explicou também como ludibriou os ladrões, vamos abordar e aprofundar essa interessante entrevista do Rogério Joia?

      A propósito, o Luís Horta, outro ex presidente da ADoP o que faz mesmo no Benfica, sabe-me dizer?

      Janela_Opaca

      Eliminar
    6. Caro Benfiquista No UK,

      É um facto que o Benfica tem a maior massa social dos três Grandes em Portugal, mas na minha opinião, isso não permite ao Benfica traçar isoladamente o futuro do Futebol Português!

      Por exemplo, o "Falamengo" é o clube brasileiro com mais adeptos, tem cerca de 40 milhões, será aceitável que o Fla defina as principais e fundamentais directrizes do futebol brasileiro? Não me parece justo...

      Como em cima referi, quem deve definir isso, deverá ser um orgão colegial, e que integre alguns agentes desportivos ligados ao Futebol Português, sejam verdes, vermelhos, azuis, ou amarelos. E esse processo deve ser feito de forma estruturada e organizada, sem que os clubismos exacerbados interferiram directa ou indirectamente nesse tal orgão colegial, cujo árbitro deveria ser a FPF!

      Janela_Opaca

      Eliminar
    7. Ou talvez seja porque apesar de tuso o que referes, o Benfica continua a ser quem mais vende! É a melhor marca!

      Eliminar
    8. A tentativa de roubo das doses foi feito pelos suspeitos do costume. Terão sido os SD.. Não acredito que pessoas normais quisessem as doses para vender urina na Vandoma.
      E qual era a ideia? Fazer o que sabem fazer melhor. Abrir as doses, falsificá-las e votar a colocá-las no sítio, aldrabadas (com doping) tentando implicar jogadores do Benfica e eventualmente do Sporting.
      O habitual, aquilo que se chama "modus vivendi" da máfia.

      Eliminar
    9. O caro janela_opaca deturpou todo o meu texto das 13:50.

      Confundiu, não sei se de propósito, perfomances desportivas com resultados desportivos. Eu não falei de perfomance desportiva nenhuma, nem finais nem 1ª eliminatórias. Falei de jogos - aqueles que terminam assim:
      0-0 ou 1-0

      Se não sabe a diferença entre uma e outra coisa, a compreensão é mais difícil.

      Eu mantenho o que escrevi. Os resultados (resultados! isto é, vitórias, empates e derrotas...) permitiram ao Benfica manter a sua posição no ranking de sempre no virar do século.

      Comparando com o que se passa hoje, o Benfica no final do século AINDA tinha essa posição de enorme prestígio.

      Eliminar
  4. Quem já trabalhou diretamente com desportos coletivos (futebol, basquetebol, andebol, etc), sabe que há um factor muito importante no desenvolvimento das equipas e dos atletas (e isto começa logo na formação). Eu chamo-lhe o "Nível de oposição" dos adversários. Isso obriga, dia após dia, as equipas e os jogadores a superarem-se, a manter níveis de intensidade altos de treino e de jogo, obriga ao hábito de pensar rápido, de executar bem e rápido, enfim, a lista é imensa. Este conceito é importante porque é diferente do conceito de "competitividade" de um campeonato. O Bayern Munique domina claramente o campeonato (pouca competitividade na luta pelo título), mas o nível de oposição médio dos adversários é sempre alto. O mesmo se passa em Espanha com Real Madrid, Barcelona e Atlético.
    O importante é manter o nível das equipas alto, haver oposição real aos grandes (mesmo que eles acabem sempre a dominar os títulos).
    A discussão dos direitos televisivos é muito importante porque o dinheiro faz milagres no desporto. Se for bem aplicado, é um forte incentivo. Permite profissionalizar atletas, treinadores, dirigentes, estruturas inteiras. Sem dúvida que todos os clubes portugueses iriam beneficiar disso devido ao valor da marca Benfica.
    Considerando como altamente provável muito desse dinheiro ser mal aplicado em muitos clubes, mesmo assim o nível subiria.
    Provavelmente o Benfica iria perder uns valentes milhões (a nível nacional) nessa redistribuição do dinheiro. No entanto, se o nível do campeonato subisse mas o Benfica continuasse a ser dominador a nível nacional, não tenho dúvidas que isso iria melhorar as prestações nas provas internacionais. No final de contas, os milhões que poderia perder inicialmente na centralização, seriam irrelevantes em relação ao bolo das receitas televisivas da champions league ou das superligas europeias de que se fala.
    Existe ainda outro fator muito importante nestas contas todas: a cultura desportiva nacional. O adepto português não gosta do Desporto pelo desporto. Gosta do Desporto como religião de adoração a um dos 3 clubes grandes e só depois, por afinidade ao clube da terra. Ora, até aqui tudo bem. O problema é que o adepto português também só gosta de futebol se o seu clube estiver a ganhar. O adepto português nunca valoriza o adversário no momento da derrota. Nunca valoriza todas as outras coisas que estão envolvidas num jogo (o esforço, a superação, a capacidade de sacrifício) e o facto de que não é possível haver 2 vencedores. Para uma equipa ganhar, a outra tem de perder.
    Resumido, a cultura desportiva nacional pode ser um grande entrave a esta centralização (e nem vou entrar nas questões da corrupção porque o comentário já vai longo). Tudo se resume a:
    O Benfica teria de estar disposto a ceder grande parte do seu valor (e receitas no curto prazo) para benefício dos seus adversários. Tudo isto pensando numa estratégia de longo prazo. Os adeptos teriam de aceitar ver o Benfica ter mais oposição dos adversários no contexto nacional sabendo que isso pode custar derrotas e campeonatos. No final, eu acho que iria ser positivo para todos.
    Saudações benfiquistas.
    Sérgio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ia comentar, mas ao ler este comentário, faço minhas as tuas palavras.

      Se nada é feito, o futebol português vai definhar por muito tempo.
      E a mim não bastam uns campeonatos para ter épocas de sucesso.

      Eliminar
    2. Tudo certo. Eu só aceitaria a centralização dos direitos se se fizesse como em Espanha, em que o Benfica não abdicava do dinheiro que recebe agora, pelo contrário, com uma parte significativa do incremento do valor dos direitos a ser distribuído pelos clubes pequenos.

      A diminuição do numero de clubes nunca irá ser aceite pelos clubes. É um nado morto. Falar nisso é perda de tempo quando sabemos que os argumentos contra são muito fortes.

      A oposição a nível nacional e nos mercados internacionais está aumentar porque os clubes mais pequenos conseguem obter o "know-how" da mesma maneira que os clubes mais ricos sem gastar muito dinheiro. A competência dos treinadores, dos dirigentes e dos jogadores é cada vez maior e está cada vez mais igualmente distribuída pelo mundo. É como a competência. Está por todo o lado, está igualmente em todos os países.

      No fim de contas, todos os jogadores têm 2 pernas, uma cabeça, um coração, são todos feitos do mesmo material. O que os diferencia é o "know-how" que é cada vez maior e a competência está cada vez mais espalhada.


      Eliminar
    3. Esqueci-me de dizer no comentário, mas, com a centralização, é claro que também haveria uma probabilidade maior de o nosso campeonato se tornar mais apelativo e gerar mais receitas. Eu não acredito muito nessa probabilidade, mas seria um bónus para tudo isto.
      Qualquer que seja a decisão do Benfica, a tendência natural é continuar a ser cada vez mais dominador a nível nacional, por força do valor da marca. O dinheiro manda muito no desporto. A única coisa que pode inverter está ordem natural das coisas é a corrupção externa ao clube (adversários nossos desvirtuarem a verdade desportiva) ou a corrupção/incompetência interna ao clube (termos alguém a sabotar internamente a marca, exemplo Vale e Azevedo).
      Saudações benfiquistas,
      Sérgio

      Eliminar
    4. O S.L.B. já cedeu grande parte do dinheiro das transmissões mas só para os clubes das barracas de praia!
      E os outros, se quiserem ter alguma hipótese de se manter ao de cima que venham pedir jogadores emprestados aos "três grandes".
      Esta política de esperteza à "pato bravo" está para ficar enquanto tivermos dirigentes (na política, na economia e no desporto) deste calibre.
      É só perder um bocadinho de tempo e começar pelo PR, passar pelos políticos no poder e na oposição, pela justiça, pelos empresários e bancários e acabando nos presidentes dos clubes e façam uma lista de quem acham que poderia alterar o lamaçal em que este país está atolado.
      Curtinha, não?

      Eliminar
  5. A dragartada está á rasquinha...têm sempre vivido á grande e agora que se vêm falidos querem mais distribuição da massa?!? Mas então vamos começar a distribuir a massa pelos pequenos e quero ver então onde chegam os tripas e os sapos!

    ResponderEliminar
  6. O mais maior grande clube de futebol do mundo. A soberba e o benfiquismo mais uma vez de mãos dadas. Acreditam mesmo que são a última bolacha do pacote..

    Cumprimentos

    Pedro Carneiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vocês é que estão à rasca, falidos e mal pagos, mal paridos e geridos por uma quadrilha de criminosos que têm tomado conta de toda a cidade. O futuro é tão negro como o dos sapos. 210M de resultados negativos acumulados!!!! CP de quase 100M negativos!!!! Mais falidos que os sapos!!

      Agora nem activos nem dinheiro. E o dinheiro que ainda está na conta de clientes é para pagar os fornecedores e só chega para metade. Têm de baixar os custos de pessoal em 20M/ano e os custos correntes em 60M ou vender os melhores activos.
      É lidar!!

      Eliminar
    2. Nesta soberba postadela do Shadwos, nem precisam de cá vir os avençados do costume deitar abaixo a prosa.
      Estão a ser substituídos pelos paroquianos do Padre das Antas.

      Eliminar
    3. Vê lá se ganham ao Lyon , 17 da liga francesa , e depois sim falem da Europa ... porra q já não se pode com o cheiro a farturas

      Eliminar
  7. Águia Preocupada22 outubro, 2019 13:46

    "Por isso, defendo que deve ser o SL Benfica a liderar um projecto de renovação do nosso futebol"

    Não Shadows, a renovação do futebol português só se fará com a renovação dos dirigentes do futebol português. Porque enquanto por cá andarem os do costume, viciados em tudo o que é corrupção e artimanhas, nada nem ninguém renovará coisa nenhuma.
    E nesta renovação urgente e absolutamente necessária tem que participar todos os agentes desportivos de que fazem parte os jornalistas que tanto tem incendiado o clima desportivo em especial o futebol! Estes, tem feito tanto mal que para mim estão ao nível nefasto dos dirigentes.
    Quanto ao número de equipas na principal divisão, há muito que defendo o regresso à formula antiga, ou seja 14 equipas.
    Mas não prevejo nada de bom. A corrupção e os vícios já minaram de tal maneira o futebol, que só daqui a 3 ou 4 gerações seriam visíveis alguns resultados positivos!

    ResponderEliminar
  8. Comem os créditos ganhos pelo meu clube na Europa , época após épocas com equipas e resultados miseráveis e ainda querem mandar virares de como ou não se organizam competições .... comecem já a ser competitivos na Europa é não com os patetas q se vão vendendo ao vosso poder bacoco , ou então olha , organizem um campeonato para vocês e a vossa maneira , junta o sporting do varandas que está bem mandado por vocês o Braga já sabem são os 6 pontos garantidos e por aí fora , o Moreirense tem o seu primo de 750 mil sempre garantido o Fábio Cardoso pode dar pau em tudo q mexe , o Boavista coitado deixe de divisão , e o seribal o lage passa a factura dos 3 milhões .... enfim esta gente não se manca nem um pouco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Águia Preocupada22 outubro, 2019 20:16

      Créditos do teu amado clube!!! E quando eram os créditos do meu amado clube a levá-los ao colo para a Europa?
      Quanto ao que elencas... Bom, sabes bem do que falas, né!? Nisso o teu clube foi pioneiro e dá cartas!| E que cartas!...
      Vai-te catar e lavar que andas demasiado sujo e mal cheiroso das bufas do teu cagão, bufento e peidoso presidente!

      Eliminar
    2. Tenho 43 anos , e o benfica europeu acabou em 94 ... agora imagina 😁😁

      Eliminar
    3. O benfica de vieira é um clube amador , q só consegue sobreviver num país de patetas , bafejamos pela sorte de estar s beira mar plantado e de o terem aceito no euro ... amanhã é mais uma derrota

      Eliminar
  9. So espero uma champions com os 20 melhores da tabela ....

    ResponderEliminar
  10. Para mim a única centralização interessante seria a dos jogos do SLB: devia jogar sempre em casa com 60 mil pessoas no estádio e dar 10% da receita ao adversário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O SLB virou a Santa Casa?
      Porque não instituir um Imposto de Caridade para pagar aos clubes pequenos?

      Eliminar
    2. Águia Preocupada22 outubro, 2019 20:19

      Ironia, não!? Quem não tem dinheiro...Não tem vícios! E além do mais, não faltariam as vozes a dizer que à conta dos 10% os adversários abriam as pernas ao Benfica!
      Se disseste a brincar, ainda vá, embora fraca ironia... Se disseste a sério, convém pensar-se um pouco antes que saia disparates!

      Eliminar
  11. Sim, Vieira traiu o trunfo do Benfica em gerir as suas próprias transmissões TV, e ainda gerar emprego no meio e recolher dividendos que só reforçava a posição do Benfica no mercado português, além de constituir-se um exemplo singular na independência da gestão dos clubes, sua própria palavra a dizer sobre direitos e receitas. Os abutres da olivedesportos/SportTV/nos, etc.. voltaram a ter alimento... Graças ao estrangulador Vieira.
    Liga com 14 equipas, sim... Quanto ao resto... Não sei. Já vais muito à frente! 🇦🇹

    ResponderEliminar
  12. O glorioso prepara a todo vapor a entrada na super liga europeia, um sinal disso é o virar o foco em ganhar campeonatos,para cavar ainda + o fosso pro fecepe. Só n ve quem não quer.
    Dai agora valer tudo

    ResponderEliminar
  13. Isto em Portugal é impossível pq somos um país de complexados...Basta ver os dragartos a estrebuchar...Nesta fase o Benfica deve estar quieto e não ceder os Seus direitos...Deixar os outros estrebucharem e morrerem...O SCP está moribundo e o FCP para lá caminha....Quando tal acontecer devemos tentar reerguer o futebol em PT mas das cinzas...o futebol está muito doente...o melhor é deixar morrer e começar de novo...

    A janela opaca....que de pouco opaca tem...pq devia ser mais Janela da Noite ou Janela da Cosmos e o Pedro Carneiro...que é Carneiro mas é azul....Deviam era preocupar-se com as Suas casas e deixar os benfiquistas e Sua soberba de lado...É deixar o Pinto Rei patinar e vamos saber como foram conseguidas essas vitórias...que tanto endeuzam...

    Eu não partilho a opinião do escriba...só na parte da cedência efetuada à NOS e salvamento da Sportv Aka Oliveirinha...Agora é tempo de deixar morrer...e ve los a rastejar pela dimensão que o Benfica dá ao futebol em PT.
    Porque sem as receitas dos adeptos do SLB em PT o futebol acaba...E sim deve ser a maioria a definir os destinos do futebol em PT...como é a maioria que define quem governa o país...e se a maioria dos adeptos de futebol em PT, eu diria, a larga maioria dos adeptos de futebol em PT, é benfiquista, e responde pelo benfica com a Sua carteira...Deve sim ser o Benfica a liderar os destinos do futebol em PT...ou simplesmente abandonar este antro...e procurar paragens mais arejadas...

    Cumprimentos a todos

    Silvestre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem escreve assim não é gago. Bravo é mesmo isto.

      Eliminar
    2. Só que o dinheiro dos adeptos do Benfica vai para os cofres da NOS que depois paga com esse dinheiro o contrato dos direitos ao Benfica.
      O contrato com o Benfica fica à NOS por uns trocados...

      Eliminar
    3. O dinheiro dos adeptos vai para os cofres da NOS. Tens de nos mostrar onde está isso no R&C. É que já os virei e revirei de pernas para o ar e não encontrei!! È que a BTV dá lucro, a única que o faz, e o Benfica também. E o dinheiro que a NOS paga está todo registado nos R&C.
      É mais uma fake news. Quando me mostrarem onde isso se encontra eu acredito e passa a true news.

      Eliminar
    4. Nao está nos R&C porque esse dinheiro das subscrições entra directamente na NOS.
      Isso já foi admitido pela direcção, incluindo DSO.

      Eliminar
  14. Excelentes ideias, caro Shadows! Assinaria por baixo as ideias para dar maior competitividade ao futebol nacional. O aumento do número de equipas foi uma medida para ganhar votos e revelou-se um erro colossal. Quanto à centralização dos direitos televisivos, os erros do passado dizem-me que o Benfica deve lutar contra essa solução...
    Amanhã é para ganhar!
    Nuno Pinho

    ResponderEliminar
  15. Não sou a favor da centralização dos direitos tv!O Benfica deve procurar antes garantir a sua independencia outra vez(e não esquecer que o contrato do Benfica com a nos acaba pelo menos 3 anos antes dos da lagartagem e corruptos).A BTV deveria de nessa altura voltar a tranmitir os jogos do Benfica em casa garantindo assim que todas as receitas da mensalidade revertam para a Benfica SAD (em vez de irem para a nos que por seu turno usa essas mesmas receitas para pagar ao Benfica(liquidar o contrato) gastando/usando pouco ou nenhum dinheiro seu libertando assim verbas para redestribuir por outros clubes alguns dos quais nossos inimigos)e ainda serviu para reanimar a oliveirinha tv(que estava moribunda) e não esquecer que eles ainda gozavam(sim gozavam!)com o Benfica em directos na sporttv.É INACEITAVEL!O Benfica tem 40 a 50% dos adeptos(e estou a ser modesto)em portugal logo tem pelo menos 50% dos telespectadores E TEM DE SER RECOMPENSADO POR ISSO!PONTO FINAL!E não acredito que isso seria possivel num cenario de centralização!Alem do mais os direitos teriam de ser entregues a um so player criando assim uma nova sporttv e como sabemos que os resultados da ultima centralização ( os direitos de todos os clubes num so player a sporttv e os oliveirinhas) foram nefastos sobretudo para o Benfica a todos niveis financeiramente(o Benfica tinha metade das audiencias e o pior contrato de longe) e desportivamente (permitiu ao sistema corrupto manter tudo nas mãos do palermo influencia junto da fpf,garantia de votos para a liga,influencia junto do ca influencia junto de terceiros players (jogadores e clubes ) se não fizessem o que mandavam os clubes não recebiam o guito quando prescisam de algum adiantado para fazer face aos compromissos etc).O Benfica foi sempre mais forte quando foi independente (e o sistema hoje em dia depende muito das receitas tv).A independencia do Benfica é a unica forma de acabar com toda esta mafia anti Benfica que domina as estruturas e bastidores do futebol portugues!Quando acabar o contrato com a nos (e vai acabar muito antes dos nossos inimigos)as tranmissões devem voltar a BTV.Deixando os outros players(sporttvs e outros media e operadores enfraquecer)e os nossos inimigos (lagartos e corruptos) desfinhar,lentamente enfraquecendo-os(eles dependem neste momento das receitas superinflaconadas que tem das tvs como de ar para respirar).So assim o Benfica conseguira o justo valor pelas suas receitas tv.O Benfica tem 50% do mercado deve receber 50% do valor total( é assim que funciona o mercado)!Ponto!Nessa altura Se conseguir um justo valor (comparativamente aos seus inimigos lagartos e azuis)e esse valor terá de ser sempre 40 a 50% do bolo então sim avançava para a negociação!Se não então mantinha o Benfica independente e as transmossões (dos jogos da equipa principal) na BTV e ous outros que negociassem os contratos que conseguissem!A terminar acho que este tema deve ser um tema principal nas proximas eleições do Benfica e espero que TODOS os candidatos defendam um Benfica independente e a independencia do Benfica em termos de direitos de tv e que obviamente significara muito mais!

    Pelo Benfica

    Rumo ao 38

    Red 1

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um acto de gestão danosa o contrato celebrado pelo Vieira que fica à NOS por uns trocados pois recebe quase tanto como paga ao Benfica, enquanto o contrato do Sporting lhes custa cerca de 40 milhões.

      Eliminar
    2. Ó cartilheiro, já repetiste isso várias vezes. Mostra-me onde estão os 40M pagos á NOS nos R&C? Qual é a rubrica onde se encontra registado o dinheiro?

      Eliminar
    3. Esse dinheiro resulta das subscrições da BTV pagas pelos particulares e pelos bares e ainda da venda dos direitos vendidos para plataformas internacionais.
      É preciso denunciar este contrato ruinoso celebrado por 10 anos que só por si devia ser motivo de destituição.

      Eliminar
    4. Quando fazes a subscrição da BTV fazes um contrato com a NOS que ficou com esses direitos no contrato com o Benfica.
      Isso já foi confirmado por membros da direcção e nunca desmentido formalmente.

      Eliminar
  16. "Centralização dos direitos televisivos e a reformulação dos campeonatos nacionais na mão do SL Benfica"

    Se isso envolver dar dinheiro a ganhar a Joaquim Oliveira e outros que tais, podes crer que está na mão do Benfica. Ou, neste caso, na da pessoa que se confunde com ele: vieira.

    ResponderEliminar
  17. benfiquista de gaia22 outubro, 2019 17:40

    (imperdoavel o que vieira fez em entregar os direitos televisivos a sport? ) ele de burro não tem nada..ele sabe muito bem que o DR.VALE DE AZEVEDO teve os problemas que teve porque quis o melhor para o SLB...ora vieira como sportinguista que é tem com a sportv um suporte muito grande para se perpetuar no SLB...diferenças que se escondem á muitos anos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. benfiquista a serio23 outubro, 2019 05:56

      muito bem Benfiquista de Gaia. o Dr. Vale e Azevedo é que estava 20 anos à frente e por isso, o prenderam, o enxovalharam e o intitularam como diabo.
      ele rasgou os contratos com o oliveirinha porque sabia que era aí que estava o núcleo do famoso sistema.

      Eliminar
  18. No caso dos direitos televisivos o Benfica jogou mal as cartas, na minha opinião. Na altura ao invés de se ir meter de novo com os que nunca nos beneficiaram (tvcabo/oliveiredo) podia perfeitamente ter dado a machadada final nos dois mencionados e assumir a posição dominante no que toca aos direitos televisivos.
    Notar que na altura em que se fez o ultimo contrato a BenficaTV apresentava lucros e tinha bons jogos em exclusivo de outras ligas europeias.
    Antes de o Benfica assinar os papeis eu opinei que o nosso Clube deveria ter optado pela via do TDT (poupava em taxas de utilização de meios a privados) onde podia oferecer um serviço universal e de acesso gratuíto, e poderia ter vários canais, todos os disponíveis de modo a ter a possibilidade de crescer e transmitir vários eventos ao mesmo tempo, em modo livre ou pay-per-view/assinatura. Neste modelo o Benfica podia comprar os direitos de clubes de menor dimensão, de outras ligas, ter canais de filmes ou música, o que fosse. O Benfica tornava-se fornecedor de serviço e dominava os direitos televisivos. Com ainda mais lucro (penso eu) do que estava já ter com a BenficaTV. Do meu ponto de vista isto era tão simples que nem sei como ninguem pensou nisso ou se interessou. E, no Benfica, se há coisa que sabemos que se gosta é de negócios e ganhar euros...
    Por outro lado com o Sistema que existe em portugal, com as gentes que temos á frente das instituições desportivas apenas se pode esperar um desfecho, para a centralização de direitos televisivos, muito mau para o Benfica. Onde a única coisa que impede que tal aconteça agora, ou no futuro, é o simples facto de termos os direitos TV vendidos e não poderem legalmente centralizar os tais direitos, sem equacionar a compra dos contratos pelos valores pornográficos que isso ia levantar.
    Para concluir, continuo de opinião que o Benfica deve manter a sua posição, ser dono dos direitos de televisão e ter o próprio canal. Pelo menos. E que, pelo menos, enquanto tivermos contratos assim a longo prazo e de elevados valores... não há centralização para ninguem.

    ResponderEliminar
  19. Shadows,
    Como é que podes ter um campeonato competitivo quando a maioria dos jogos nem sequer tem 3000 pessoas na bancada?
    Para haver essa redistribuição seria necessário que tivesses uma base larga de clubes com implementação social relevante... isso não existe!!
    Não vamos ter mais uma vez os benfiquistas a subsidiarem os mamões... já basta a bilheteira dos jogos fora e as borlas que alguns clubes têm do poder autárquico ou do sistema financeiro capitalizado com os nossos impostos!
    Abr

    ResponderEliminar
  20. Portugal é um país com o melhor futebolista do mundo, o melhor treinador do mundo, o melhor presidente de um clube desportivo do mundo, a melhor academia do mundo, o melhor agente de jogadores do mundo, os melhores gestores do mundo, enfim tudo é o melhor do mundo, só é pena todos estes melhores do mundo não contribuírem em nada para o desenvolvimento não apenas do futebol, mas sim de todo o país que ao fim ao cabo é o que interessa.

    Tony Montana

    ResponderEliminar
  21. A única coisa decente do Vale e Azevedo foi romper com a Sport TV e o grande crime do Vieira foi a reabertura da porta a essa associação criminosa, com isso dando nova vida ao FC do Porco e ao zbordeng com os contratos posteriores com aquela

    ResponderEliminar
  22. O Benfica tem de fazer o seu caminho e os outros o seu, PONTO. No contexto de Portugal sou absolutamente contrário à centralização que mais não é o Benfica a financiar os outros clubes. Com uma arbitragem absolutamente desonesta apoiada tacitamente por todos os clubes e os castigos a que somos brindados pelos conselhos de disciplina É ABSOLUTAMENTE INACEITÁVEL A CENTRALIZAÇÃO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ja é o Benfica a financiar os outros. O contrato com o Benfica fica à NOS por uns trocados pois recebe quase tanto como paga ao Benfica. Com os rivais as operadoras pagam sensivelmente o mesmo sem receberem nada.

      Eliminar
    2. Outra vez? Mas não te calas cartilheiro? Mostra onde está registado o pagamento à NOS nos R&C. Isso é que era interessante saber. Se conseguires encontrar.

      Eliminar
  23. Se se quer que às equipas de futebol sejam mais competitivas e se batam com as equipas europeias têm de se começar pelos impostos que os clubes pagam ao governo (50%). No Brasil o imposto é de 27%, e na europa acredito que também não ande longe disso! Os clubes não eram os únicos beneficiados, pois o adepto também teria bilhetes mais baratos e assim sendo os estádios poderiam ter mais gente a assistir a um espetáculo de que tanto gostamos.

    ResponderEliminar
  24. Qual centralização qual quê. Cada clube deve vender os seis direitos como quer, a quem quer e por quanto quer.
    Centralizar para quê? Para o Benfica encher os bolsos de clubes cujos jogos ninguém vê?
    O Benfica não pode é fazer contratos de 400M a 10 anos, sendo média de 40M por época. 40M não são nada, quase 50M ganha o último classificado da Premier League e desce de divisão.
    O campeão ingles ganha mais de 100M, mais do dobro portanto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A NOS pelo contrato paga ao Benfica a média dos 40 milhões mas recebe quase tanto da BTV, pelo que o contrato com o Benfica fica à NOS por uns trocados...

      Eliminar
    2. Falta aí o pormenor de que a NOS tambem paga ao Benfica pelos direitos da BTV. E a NOS também recebe dos outros operadores pela partilha dos direitos da BTV.

      Eliminar
    3. O Benfica já financia os clubes mais pequenos com as assistências das centenas de milhares de adeptos que leva todos os anos a todos os jogos em todo o país. Querem mais?

      Eliminar
  25. E que tal centralizarmos a atenção no joguito de amanhã! Bem sei que a LC não é prioridade...

    ResponderEliminar
  26. acho que não nos devemos meter nisso, seja qual seja o presidente, por um lado porque a centralização não vai melhorar em nada os clubes que vão ficar na mesma porque os dirigentes, mesmo sendo outros tem todos a mesma filosofia, navegação à vista e viver acima das possibilidades até rebentar, o que não faltam é casos de históricos que já tiveram de se refundar.
    alias não foi só a solução das sad foi ao mesmo tempo os direitos televisivos que na altura foi um acréscimo muito, mas mesmo muito superior ao que agora teriam com a centralização, em relação à receitas que tinham resumos televisivos e totobola, e como sabemos os clubes preferiram rebentar o dinheiro todo.

    por outro lado isso implicaria a reformulação do quadro competitivo e o que os clubes não querem é uma redução do mesmo o que levaria a que por sermos nós a propor tal coisa ficaríamos sempre como os maus da fita e isso nenhum presidente vai querer.
    alias basta ver o campeonato foi alargado extraordinariamente para repor a situação do boavista, alias fiquem surpreendido como não aconteceu o mesmo com o gil vicente, mas depois nunca mais ninguém falou em voltarmos ao numero de clubes que tínhamos antes desse alargamento extraordinário.

    a ideia de fazer divisão por zonas, embora fizesse mais sentido duas em vez de três dado que são quatro na terceira divisão, seria uma boa ideia embora não resolva o problema basta ver que na década de oitenta as equipas que subiam da zona centro eram todas de coimbra para cima e as equipas do sul invariavelmente desciam de imediato.
    basta ver que o alentejo apenas episodicamente tinha representantes na primeira e agora nem na segunda, alias até na terceira os clubes alentejanos já começam a ser episódicos.

    ResponderEliminar
  27. Lol. A conversa do costume: nos é que somos. Sem nós não há campeonato. Porque não fazeis um campeonato vós sozinhos? Se o modelo da BTV fosse viável, já grandes clubes europeus tinham optado por isso! Sempre a atirar areia prós olhos dos mais incautos!

    ResponderEliminar
  28. Escreveste um artigo tão grande pra de mostrar certa injeva do tal presidente que tem mais de 150 títulos! Enfim

    ResponderEliminar
  29. Apesar de discordar de um pormenor ou outro no texto, penso que a análise dos modelos competitivos dos campeonatos é válida.

    Bom texto!!

    ResponderEliminar
  30. Porra esta conversa da centralização é das coisas mais simples que existe, mas a malta como o shadows que têm a tendência a desvirtuar uma coisa que é mais que clara, pois bem, vamos então perceber o que é a centralização de direitos televisivos e oq ue é que em Portugal se está a pensar fazer.


    A Centralização dos direitos televisivos tem como intuito, tal como diz o nome, centralizar os direitos de imagem da transmissão dos jogos das equipas Profissionais num só orgão para que este depois possa proceder a venda dos mesmos e consequentemente à redistribuição dos valores auferidos por todas equipas que participaram nessa epoca desportiva.

    Este acordo de valores e distribuição de ganhos deve ser acordada entre todos os clubes das ligas profissinais antes do estabelecimento dos calendários desportivos da época.

    Esta forma de controlo de ganhos referente aos direitos televisivos tem o objetivo a divisão dos ganhos de forma simples para que todos sejam beneficiados, levando primeiramente a estabilização de contas dos clubes mais pequenos, depois a uma injeção de lucro nos atuais clubes que lutam pelo meio da tabela que os levará a ter capacidade de ter uma gradual subida de qualidade nos planteis, por fim com lucro e bons planteis o clube que conseguir manter os bons resultados durante 3 ou mais epocas tera capacidade para desenvolver não só as infraestruturas como tb a politica de "novos socios".

    Em Portugal o molde em que se devia pensar seria algo deste genero:

    Campeão Recebe 120%

    2º Lugar Recebe 100%

    3º Lugar Recebe 85%
    4º Lugar Recebe 85%
    5º Lugar Recebe 85%

    6º Lugar 60%
    7º Lugar 60%
    8º Lugar 60%
    9º Lugar 60%
    10º Lugar 60%

    11º Lugar 50%
    12º Lugar 50%
    13º Lugar 50%
    14º Lugar 50%
    15º Lugar 50%
    16º Lugar 50%

    Lugares de descida 17º Lugar 25%
    Lugares de descida 18º Lugar 25%


    Estas percentagens são colocadas igualmente para a 2ª liga da mesma forma a diferença claro está no montanto de referencia, não conhecendo o estudo feito que dizia quanto vale os direitos de todos os clubes não me é possivel estabelecer um valor de referencia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu somei as percentagens e dá 1125%. E eu que pensava que as percentagens acabavam nos 100%. Já sabia que a matemática era o forte dos portugueses. Estamos sempre a aprender.

      Eliminar
  31. Agora dizer que deverá ser o Benfica a liderar "esta revolta", nada disso, o Benfica foi dos 1ºs a ter falado disto q1uando a liga pensou nesta questão, o problema foi Porto e Sporting terem visto que poderiam passar a ganhar menos dinheiro logo com o agravamento das finanças de ambos, estavam a fazer um acordo por baixo da mesa de que cederiam os direitos televisivos da liga mas tudo o resto seria entregue ao partner especifico que conseguisse comprar os direitos da Liga onde inclusive teriam direitos exclusivos de modalidades profissionais e amadoras e escalões de formação não integrantes nos direitos televisivos da Liga, ou seja, aceitavam o acordo da centralização com um valor/ano fixo e baixo desde que o partner que comprasse esses direitos da liga, lhes comprasse por baixo da mesa os restantes direitos televisivos por um valor acima do valor de mercado.

    O Benfica sabendo disto como é lógico roeu a proposta da liga, não lhe compensava lutar pelos direitos daqueles que sabotavam toda a proposta de forma a gerar maior rentabilidade, o Benfica tinha em mão ainda antes da proposta da centralização uma proposta da NOS que após o acordo se ficou pelos 400 milhões direitos televisivos e Canal BTV, ou seja, o Benfica deu a mão a NOS mas ficou com os aneis, Porto e Sporting venderam as mãos e os aneis e no caso do Sporting em especifico até o rabo vendeu.
    O Benfica neste momento com contas estabilizadas, qualquer tipo de proposta de centralização, não irá mexer com a finanças do clube, no caso de Sporting e Porto por motivo do endividamento excessivo das SAD/Clubes qualquer acordo que seja estabelecido levará a que ambos façam reajustes internos, possivelmente optar por baixar custos globais no plantel o levará ao enfraquecimento dos planteis e a um decrescimo qualitativo momentaneo da Liga Portuguesa, bem como a possibilidade de por 2 ou mais anos se verem arredados da luta por titulos nacionais.

    Como dizia o outro "é deixa-los poisar"
    O Benfica financeiramente está bem, os outros é que não, neste momento se as coisas se mantiverem como estão atualmente, Braga Guimaraes Rio Ave, no que diz respeito as finanças estao bem melhor que Sporting e Porto, e a nivel de competitividade já estão ao nivel do Sporting e com tendencia a melhorar, logo se as coisas se mantiverem iguais , e uma questão de tempo.

    ResponderEliminar

Atenção: O NGB mantém um registo completo de todos os comentários. Se não estiver registado, assine sempre o seu comentário. Se não o fizer, não se queixe se não for publicado. Seja moderado na linguagem. Se não o for, não se queixe se o seu comentário não for publicado. Comente o assunto do post, salvo algum off-topic que se enquadre no âmbito do NGB

ranking

recentes

Mensagens populares