O Novo BlogGeraçãoBenfica é agora um espaço aberto a outros bloggers benfiquistas. Um espaço de opinião individual, alheio a quaisquer interesses individuais ou colectivos.
Os autores dos textos serão os únicos responsáveis pelos mesmos, não sendo definida qualquer linha editorial ou obrigatoriedade. email: novogeracaobenfica@gmail.com


sábado, 31 de outubro de 2015

Há quem queira substituir Rui Vitória? Só se fosse assim...

Avatar
 ●  + 69 comentários  ● 

Se, na realidade, Abramovich optar por cometer o erro colossal de dispensar José Mourinho... e se Luis Filipe Vieira decidir seguir-lhe as pisadas no erro, para mim o português é o único que poderá substituir Rui Vitória.

Que fique claro que para mim, nem Mourinho é o problema do Chelsea, nem Rui Vitório o problema dos resultados do Benfica. Mas ainda assim, se os dois presidentes resolvessem errar, eu penso que esta seria a única solução.

Um Enorme Orgulho

Avatar
 ●  + 32 comentários  ● 

Foram apenas 15 minutos ontem, mas este menino em menos de nada será o novo titular da posição 8 da equipa principal. É um diamante fantástico!

FORÇA RENATO!

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

11 Jogadores da Formação & Equipa B no Plantel Principal

Avatar
 ●  + 22 comentários  ● 
Comparar os desempenhos de Rui Vitória, com o desempenho dos últimos anos, atendendo às opções de Rui Vitória, é uma análise deturpada e pouco rigorosa.

Contratações, disponíveis, e que têm sido opção (13):
GR Júlio César
DC Luisão
DC Jardel
DE Eliseu
MDC Samaris
MDC Fejsa
MC Pizzi
MC Talisca
MAD Carcela
MAE Gaitan
AC Jonas
AC Mitroglou
AC Raul Jimenez

Ex-Jogadores da Formação e da Equipa B no Plantel (11):
GR Ederson
GR Paulo Lopes
DD Nelson Semedo
DD André Almeida
D/MAD Clésio
DC Victor Lindelof
DE Silvio
MC Renato Sanches
MAD Gonçalo Guedes
MAD Victor Andrade
MAE Nuno Santos

Jogadores contratados, que estão lesionados ou que não têm sido opção regular (5):
DC Lisandro Lopez (continuidade incerta em janeiro)
MDC Cristante (continuidade incerta em janeiro)
MAC Djuricic (continuidade incerta em janeiro)
MAC Taarabt (continuidade incerta em janeiro)
MAD Salvio (lesionado)


As contratações mais utilizadas do Plantel Principal representam cerca de 50M€ de investimento, muito longe do investimento que foi disponibilizado ao plantel principal nos últimos 8 anos.
Neste momento, são 11 jogadores da formação & equipa B que estão no plantel principal, cumprindo a mudança estratégia definida pela Direcção, e cuja responsabilidade reside em quem optou por tal desinvestimento.

Apesar do menor investimento, Rui Vitória tem de melhor o seu desempenho em jogos de alta dificuldade, porque num clube como o Benfica os jogos de alta dificuldade têm de ter outro tipo de percentagem de vitórias, a começar com o próximo jogo, em casa, com o Galatasaray.

A vitória no próximo jogo da Champions League é FUNDAMENTAL, algo que poderá praticamente garantir os 1/8 de final da Champions League, um objectivo no qual o anterior Treinador sempre teve dificuldade de alcançar.

Quanto à performance desportiva, ganhar 2 jogos em 6 jogos oficiais de "elevada dificuldade" (Atlético Madrid e Astana) Vs (Sporting x2, Porto e Galatasaray) e perder 1 jogo fácil (Arouca), é um desempenho que tem de ser melhorado!



PS: João Teixeira, pelo facto de já ter jogado 1 minuto no jogo da Taça contra o Vianense, também podia estar incluído nessa lista.

Tondela 0 - Benfica 4.

Avatar
 ●  + 54 comentários  ● 

Exibição fraca com missão cumprida.

Mas é preciso mais alma e qualidade, meus caros.

Não entendo o que Gimenez ou Talisca fazem ali. Nem o porquê da falta de oportunidades para outros jogadores como Djuricic ou Cristante.

Não será com este futebol e esquema tático que se vencerá em Alvalade.

Tondela - Benfica

Avatar
 ●  + 30 comentários  ● 


Onze do Benfica:

Júlio César; Clésio, Luisão, Jardel e Sílvio; Gonçalo Guedes, Samaris, Talisca e Gaitán; Jonas e Raúl Jiménez.

Não entendo este onze...

Vieira igual a si próprio: Sem paixão pelo clube mas agarrado ao poder

Avatar
 ●  + 106 comentários  ● 
"No domingo, perdemos um jogo que queríamos ganhar. Perdemos perante os nossos sócios e adeptos. E foram estes que nos deram o primeiro sinal de como deveríamos reagir», referiu o presidente dos encarnados durante um jantar de homenagem a Armando Jorge Carneiro, que será substituído por Nuno Gomes como responsável pela área de formação do clube.

«Saibamos aprender com os nossos sócios e adeptos: É nos momentos difíceis que aparecem os verdadeiros benfiquistas, aqueles que lutam, que sofrem, mas que apoiam o Benfica de forma desinteressada, apenas pela sua paixão. Nos maus momentos, devemos apoiar, devemos incentivar, devemos dizer presente. Os nossos adeptos deram uma lição incrível do que é apoiar uma equipa, do que é apoiar o clube», prosseguiu Luís Filipe Vieira, lançando o repto:

«Devemos criticar nos momentos bons e apoiar nos momentos mais difíceis. Fazer o contrário é ir contra a história e os valores do Benfica. Fazer o contrário é prejudicar o Benfica!"

---------

O discurso típico de alguém agarrado ao poder, com muito medo de o perder.

Palavras lidas por obrigação, desprovidas de qualquer paixão pelo clube, e que revisitam os mesmos lugares comuns repetidos vezes sem conta.

Quem andou de mão dada com Pinto da Costa faz lá ideia do que são os valores do Benfica!

Quem foi sócio do FCP 24 anos seguidos pode lá vir dar lições de benfiquismo seja a quem for!

A preocupação, como sempre, não foi defender o clube dos adversários. Foi sim defender o lugar de presidente.

Mas um presidente com uma gestão desportiva incompetente, que em 14 anos de gestão só apresenta 4 títulos de campeão e que assistiu ao período de maior sucesso de sempre de um rival, o que mais poderá inventar para se agarrar ao lugar?

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Convocados.

Avatar
 ●  + 37 comentários  ● 

Lista de convocados:

Guarda-redes: Júlio César e Ederson;

Defesas: Lisandro López, Luisão, Eliseu, Sílvio e Jardel;

Médios: André Almeida, Samaris, Cristante, Gonçalo Guedes, Gaitán, Pizzi, Talisca, Carcela e Renato Sanches;

Avançados: Raúl Jiménez, Mitroglou, Jonas, Clésio e Francisco Vera.

Rui Gomes da Silva reafirma a sua posição.

Avatar
 ●  + 50 comentários  ● 


“Podem-me acusar de muitas coisas, mas nunca de ser incoerente!

Nem, por mero calculismo ou em benefício próprio, de deixar de defender aquilo em que acredito.

Nem de defender, sempre, o que julgo ser o interesse do Benfica.
…………………………………..

…Respeitarei quem não concorda comigo, mas os outros terão que respeitar, também, o que defendo.

Não me peçam para fugir de um conflito se os interesses do Benfica assim o exigirem.

Não me peçam para fazer de conta que não sinto os ataques de que somos alvo, como escusam de me pedir que não responda aqueles que ultrapassam todos os limites.

E não me peçam, também, para concordar publicamente com a atuação de alguns dos meus, quando discordo das suas omissões.

Faço-o com convicção, na defesa intransigente dos interesses do Benfica, até porque ainda temos tempo de ganhar tudo este ano.

Bem sei que tem existido – como diria o poeta - «Erros Meus, Má Fortuna…».

Admito, até, que tenha existido algo mais… mas um discurso motivador (… Amor Ardente…) é o primeiro passo de uma caminhada até ao 35º título de Campeão Nacional, em 2016.

Temos de combater os que nos tentam derrubar, emocionalmente, recorrendo à mentira e à provocação.

Contra tudo e contra todos, a nossa obrigação é termos toda a disponibilidade para essas batalhas!
Que iremos ganhar!
Pelo Benfica!!!”

In Jornal "A Bola".

Este é que é de facto o grande problema

Avatar
 ●  + 97 comentários  ● 
«Não, aquilo foi entrar e sair. Com os jogadores não estive, mas estive com um ex-jogador: o Rui Costa. Estive com ele antes do jogo. Ele é o único elemento daquela estrutura toda que percebe de futebol, é o único elemento que tem algum conhecimento das coisas. É, na minha opinião, o elemento que dá àquelas pessoas que gravitam todas à volta da estrutura do futebol, e que não entendem nada daquilo, alguma sustentabilidade ao nível do conhecimento do jogo e do jogador. O eventual futuro que o Benfica possa ter no futebol, ou passa pelo Rui Costa, ou não passa por ninguém.»

 Jorge Jesus


Este é que é na realidade o grande problema no meio disto tudo (ao menos nas modalidades há apenas a criacão de condições de sustentabilidade, mas depois são outros a gerir):


Como é que um Presidente que de futebol percebe pouco (embora possa perceber muito de outras coisas), quer ser sempre o líder da pasta, o foco das luzes, aquele que impõe a sua vontade aos treinadores?

TVI24: coincidência ou esperteza-saloia

Avatar
 ●  + 10 comentários  ● 
Não tenho agora pachorra para ir a procura, mas há uns meses escrevi aqui que Paulo Gonçalves, Rui Costa e João Gabriel pareciam ter formado o trio que ao invés de reestruturar o Benfica pós Jesus, aparentemente saíram foi rapidamente da toca para ocupar o espaço de poder deixado pelo treinador.

Curiosamente, Rui Pedro Braz que sabemos eu tem uns informadores na SAD, disse hoje que Jesus anda a dizer à boca pequena que João Gabriel e Paulo Gonçalves foram culpados pela sua saída, destacando Rui Costa como a única pessoa que percebe de futebol.

Ora, a dúvida que se coloca é: andam a ler blogs e resolvem publicar ideias como suas e acima de tudo como factos - quando no blog são apenas opiniões e leituras pessoais dos factos; ou essa leitura pessoal aqui feita está realmente certa?

Fica a dúvida 

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

É para falar de Estrutura? Vamos a isso!

Avatar
 ●  + 19 comentários  ● 

Ponto prévio: Pelos vistos poucos sabem o que é uma estrutura no SLBenfica, não uma estrutura igual á do FCPorto, essa sim tem tentáculos de várias dimensões dentro e fora do clube, mas sim uma estrutura desportiva, que aquilo a que Luis Filipe Vieira sempre se referiu.

O meu companheiro Shadows baralhou isto tudo! Caríssimo, isto não é o FCPorto... As pessoas como Domingos Soares Oliveira, João Gabriel e outros não fazem parte da dita "estrutura" que agora o Sporting também pretende criar e para a qual Jesus idealizou, entre outros, Lourenço Coelho, Bruno Mendes, Ricardo Pedroso, etc... tudo profissionais do SLBenfica.

Quando se diz que Jesus não ganhou sozinho, algo que ele próprio admite no momento em que tentou levar para o Sporting pessoas que o ajudaram a ganhar e que tiveram um papel determinante nesse contexto, estamos então a falar de toda a equipa liderada por Lourenço Coelho, onde se incluem três áreas chave como o BenficaLAB (uma área de grande dimensão no SLBenfica), o Departamento Médico e de Recuperação (estes intimamente ligados) e área de Scouting (onde inclusivamente o SLBenfica tem propriedade intelectual no desenvolvimento de algoritmos que Jesus tentou alegadamente levar para o Sporting).

Todos os "fait divers" que se queiram criar a partir daqui trazendo outras conversas para este contexto, será distorcer o conceito e contribuir para a leviandade com que hoje em dia se fala na estrutura por tudo e por nada, para todos e mais alguns motivos.

Se quiserem andar a falar da posição corporativa de Domingos Soares Oliveira, da acção de comunicação de João Gabriel, da protecção operacional de Paulo Gonçalves, etc... força nisso, cada um sabe de si... agora não alimentem este tipo de "soundbytes" e tentações obtusas de confundir a beira da estrada com a estrada da beira.


A agenda própria da "estrutura".

Avatar
 ●  + 44 comentários  ● 


Tem feito notícia a (suposta) reacção negativa de Luis Filipe Vieira às declarações de Rui Gomes da Silva no programa “O Dia Seguinte”.

A tal “estrutura” que prefere o silêncio perante o enxovalhamento do nome do clube não perdeu tempo a atacar via recados o único benfiquista em programas de tv que defende os reais interesses do clube e do benfiquismo.

É claro que Rui Gomes da Silva não é perfeito. Por vezes a sua adrenalina na defesa do Benfica leva a que fale com o coração na boca. Mas parece ser sincero e é de um benfiquismo a toda a prova.

O que nos leva à agenda própria da “estrutura”.

Não deixa de ser triste para um clube com a cultura democrática do Benfica pré-Vieira que qualquer pessoa que levante a voz a discordar das políticas do grupinho dos lambe botas seja logo atacado publicamente.

Não esqueço a campanha pública levantada com o juiz Rangel, o mesmo que nos bastidores era convidado para um cargo de vice-presidente pelo próprio…Vieira. Coerência? Naaaahhh!

A diversidade de opinião faz muita confusão a pessoas com a cultura democrática de um…FCP.

Mas no dia em que isso passar a ser a matriz do Sport Lisboa e Benfica, será o dia em que o clube acabará.

A tal “estrutura” tem uma agenda própria: preservar o poder de Vieira a qualquer custo. E ao contrário do que o próprio RGS disse, Vieira está profundamente envolvido nessa agenda.

Vieira sem o Benfica voltará a ser mais um. E não terá o manto protector do cargo de presidente do clube.

Por muito que custe à “estrutura”, Vieira nunca ficará entre os presidentes históricos do clube. Esses marcaram os seus mandatos por muitas vitórias, algumas delas memoráveis.

Vieira ganha 4 campeonatos em 14. A presidência de Vieira coincide com o período de mais sucesso do FC Porto, inclusive com 3 troféus europeus.

O Sport Lisboa e Benfica é um clube cujo principal objectivo é vencer no futebol. É essa a sua matriz. Foi isso que tornou o clube no gigante que é.

Vieira é um gestor desportivo medíocre com um completo desprezo para a importância do sucesso desportivo. O que se está a passar esta temporada é uma prova irrefutável dessa incompetência.

Vive obcecado com a sua imagem, não tendo qualquer capacidade mobilizadora junto dos adeptos e da massa associativa, como se tem visto nos números miseráveis de associados com as quotas em dia.

Vieira não quer aceitar que assim como Jorge Jesus já tinha chegado ao fim do seu tempo no Benfica, também ele já excedeu o seu tempo no clube.

Não sei se Rui Gomes da Silva algum dia se candidatará à presidência do clube.

O medo que a “estrutura” tem de qualquer um que se candidate só demonstra a sua fraqueza e insegurança.
É um espelho do presidente fraco que é Luis Filipe Vieira.

Aí está a reacção que se esperava.

Avatar
 ●  + 57 comentários  ● 

" Luís Filipe Vieira ficou magoado quando escutou as palavras do ‘vice’, considerando que este não analisara a situação corretamente. Rui Gomes da Silva admitiu ontem, sabe Record, que foi um pouco longe de mais nas apreciações e que não esperava que as mesmas atingissem tal dimensão. Prometeu dar uma explicação do que disse na próxima semana, igualmente no programa da SIC Notícias." - Record.

Ou seja, durante semanas o Benfica foi atacado, e continua, na sua honestidade e dignidade. A estratégia foi comer e calar.

Alguém tem a coragem de vir afirmar que há que defender a honra do clube, e os recados pela comunicação social começam logo.

Defender o nome do Benfica? Silêncio.

Colocar em causa a atuação dos paus mandados de Vieira? Toca a falar.

O que deve ter lixado mais a "estrutura" é que os espectadores preferiram ver Rui Gomes da Silva que o caso psiquiátrico do outro canal. Como sempre.

Haja coragem...

Avatar
 ●  + 67 comentários  ● 

...para descer de divisão um clube cujo vice presidente depositou ou mandou depositar dinheiro na conta de um árbitro.

De acordo, senhor Bruno de Carvalho?

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Será mesmo aburguesamento?

Avatar
 ●  + 132 comentários  ● 

Rui Gomes da Silva produziu ontem no programa da SICN, "O Dia Seguinte" um comentário prolongado sobre a postura da "estrutura" do Sport Lisboa e Benfica.

Referiu que a "estrutura" do Benfica passa por um momento de "aburguesamento" e que isso é o grande problema do Benfica.
Foi um comentário longo que tocou vários pontos, mas que deve ser encarado, na minha perspectiva, não como um recado para dentro mas como que uma demarcação de uma postura que nunca foi a sua.

Não podemos esquecer que foi Rui Gomes da Silva, sozinho nos orgãos decisores do Benfica, que assumiu que por ele nunca se renovaria contrato com a Olivedesportos, enquanto publicamente o próprio presidente do Benfica se desdobrava em aparições públicas com Joaquim Oliveira e insistia em declarações de gratidão à Olivedesportos.

De todo o comentário de Rui Gomes da Silva, claramente ponderado e vindo directamente da sua alma benfiquista, discordo da exclusão de Luis Filipe Vieira desse grupo aburguesado.
Percebo que a sua posição institucional não lhe permitirá ir mais além. Se é que ele quer ir mais além.

A tal estrutura depende directamente de Luis Filipe Vieira. Aí tenho que dar razão a Guilherme Aguiar quando o afirmou no programa.

A questão é que a estrutura do futebol é inexistente. O único que lá está de corpo e alma é Shéu Han, um exemplo de profissionalismo e benfiquismo.

Os restantes são verbos de encher. Até chegar aos responsáveis da comunicação, que estão completamente em sintonia com Luis Filipe Vieira.

João Gabriel, que até já tem assento nas reuniões da SAD, e que ao mesmo tempo mantém uma relação profissional com a TVI, Pedro Guerra, colocado como doutrinário da BTV tornando a mesma num local onde abundam os Calados e outros seres vazios, e Ricardo Lemos, vindo do Braga.

O que falta nisto tudo? O que poderia fazer a diferença: benfiquismo. 

O mesmo benfiquismo que o senhor João Santos revelava quando afrontava e mencionado nomes os poderes do futebol português.

O mesmo benfiquismo que os presidentes até Jorge de Brito tinham nas veias e que deram ao clube uma história de sucesso. 

Senhores com uma elevação enorme mas que eram firmes na defesa do clube, em todos os lugares.

Como alguém pode defender um clube ou uma instituição que não sente? 

Concordei com LFV quando pediu que não ligassem ao ruído. Mas também discordei que deixassem passar o episódio dos kits sem defesa. O resultado? A bola de neve cresceu e por mais que não se queira isso foi aproveitado para atacar o nome do clube lá fora.

O nome do clube, a sua marca, é o seu maior património. Não o defender com competência e firmeza é é um crime. 

A triste realidade é que a comunicação do Benfica não é mais que um espelho do próprio presidente. Uma comunicação comprometida com este status quo do futebol português e que por isso não sabe fazer melhor. Só conhece os 2 extremos: a política do não conflito ou a baderna vulgar típica de programas de sarjeta.

Daí que achar que serão estes senhores que irão defender cabalmente o nome do Sport Lisboa e Benfica é uma falsa ilusão.

Não sei se Rui Gomes da Silva ainda acredita de que serão capazes. Mas foi uma intervenção muito clarificadora para todos os que a quiseram entender.

Quando não se sabe para onde se vai, qualquer vento nos serve

Avatar
 ●  + 54 comentários  ● 

Se hoje critico (no plano de política desportiva) aquela pessoa que antes tanto defendi e a quem tanto elogiei méritos diversos no passado, o entendimento é fácil... Os méritos tiveram o seu tempo e o elogio na altura certa... Mas são passado... Eu sei que LFV sente necessidade em cada entrevista que dá de lembrar o caos que encontrou, e de lembrar que foi ele que nos salvou a todos... Mas não, para mim não. Para mim isso já não conta... O que foi feito foi feito, as dificuldades que se ultrapassaram ultrapassaram-se, o Benfica seguiu o seu caminho, e com o tempo os desafios passaram a ser outros...

A partir de certa altura para mim, o que passou a contar são os resultados desportivos, e do futebol em particular... Foi isso que LFV assumiu como a bandeira do seu mandato... E a partir daí meus amigos, o passado já não conta... LFV ter sido importantíssimo em certa altura da história do Sport Lisboa e Benfica não significa que tenha de ser a solução para todos os problemas do clube para todo o sempre... O ter sido um homem fundamental na recuperação do clube, não significa que tenha de ser hoje o homem que o Benfica precisa para tornar o sucesso desportivo uma ambição legítima dos Benfiquistas...

Já sei que alguns irão dizer, “Espera lá ó Redmoon, mas o Benfica é Bi-Campeão!” É uma leitura legítima, aceito, e com toda a relevância. Mas a minha opinião, discutível evidentemente, é que, ganhámos sim, mas porque tínhamos um grande treinador. Este era o ano em que Luís Filipe Vieira tinha de mostrar que a estrutura existia, que a estrutura encontrava soluções, e que à semelhança do que acontece em outros clubes, a senda vitoriosa do nosso clube também seria capaz de ser mantida, independentemente dos nomes dos treinadores. Até ver, 2015/2016 contradiz todos os mitos da tal super-estrutura, e até ver tem sido um rotundo falhanço!

Aquilo que a mim causa muita confusão e que é a prova cabal do desnorte total, e isto referindo-me apenas a 2015/2016 são os seguintes 3 pontos:

1) Começa logo pelo processo saída de Jorge Jesus. É claro que a certa altura o pseudo-projeto Diretivo passava pela saída do técnico. Mas é também claro que a certa altura o Presidente armado em “Leão” teve de virar “Cordeirinho” e quase implorar para que aquele que inicialmente não se queria afinal aceitasse ficar. Já foi tarde, foi irresponsável, mas parece óbvio que a certa altura o Presidente teve noção do erro crasso que cometia. E este período de hesitação, esta evidência de não se saber bem o que se queria ao fim de um ciclo de 6 anos que acabava com um Bi-Campeonato, é aquilo que de mais grave para mim fica no meio disto tudo.

2) Quando se pergunta a LFV, “O Benfica muda o paradigma do investimento para um política de formação” por necessidade ou por opção?”, e ele responde: “Por opção.”, isto para mim é a chave de tudo.

Porra! Que dissesse que muda por necessidade, que dissesse que muda porque não há cheta, que eu entenderia! Mas não! O que ele diz é que ceifou os sonhos de milhões de Benfiquistas, que nos tirou o Benfica forte e pujante a que já nos habituáramos por... opção... Porque achou que era hora de terminar com uma politica de compras e vendas que nos últimos 5 anos tinha dado qualquer coisa como 200 milhões de euros de lucro BRUTOS, para apostar numa politica de viveiro e de criar os nossos próprios talentos, em prejuízo, claro, da nossa competitividade dentro do campo! A Sportinguização do Benfica!

3) Rui Gomes da Silva disse no “O Dia Seguinte”, numa altura em que a estratégia era achincalhar ao máximo Jorge Jesus, que só na sua primeira época é que foi dada carta branca ao treinador para escolher reforços. Lembrou RGS os Filipes Menezes e os Éders desta vida, caprichos caros do treinador com que era preciso acabar. A partir daí, disse RGS, a Direção contratava e Jorge Jesus treinava. Ah Granda Direção!!

Pois das duas uma, ou RGS não disse a verdade, ou se a disse, o tiro saiu mal e este é um chumbo crasso à tal Super Estrutura encarnada! Importava que a Super-Estrutura explicasse onde está o retorno em termos de atletas, dos mais de 80 milhões de euros gastos nos últimos 3 anos em contratações! Da colheita dos últimos 3 anos eu conto um grande jogador contratado: Markovic! Sim, há Jonas e Júlio César, mas a custo zero!

É este o tal Super Departamento de Prospeção que Rui Costa se orgulha de dirigir?! É este o tal Departamento de Prospeção que acredita ter capacidade para escolher e impor ao treinador, e que num ano de vacas magras e em que as deficiências no plantel eram mais que conhecidas, achou que podia gastar mais 18 milhões de euros (!!) nessa pérola do futebol mundial chamada Jiménez e já depois de contratar Mitroglou?

Ok Redmoon, e as soluções onde estão?

Bem, a minha solução foi proposta aqui a tempo e horas, quando percebi o rumo que esta época tomava:

a) A solução era dizer a verdade;

b) A solução era assumir que este ano, por motivos financeiros (e isto não é assumir que estamos falidos, talvez apenas assumir que somos responsáveis) tínhamos de nos centrar na formação, com hipóteses pouco reais de ganhar o quer que seja, mas como preparação do Benfica para o futuro próximo.

c) A solução era assumir que Jorge Jesus não era o homem certo numa estratégia de Benfica Made in Benfica, e Luís Filipe Vieira tomar responsabilidade pela decisão, assumida a tempo e horas, antes do vendaval Jorge Jesus em Alvalade acontecer;

d) A solução era assumir que num projeto destes, talvez Rui  Vitória tivesse lugar e pudesse ser o homem certo (ou pelo menos, ser esse o perfil);

e) A solução era não querer mascarar a situação real com contratações à pressa de jogadores de 18 milhões que nada acrescentam, só para que não se diga que  a Direção encarnada não deu condições ao novo treinador e é responsável pelo que de mau aconteça. O dinheiro acabou por se gastar na mesma. Mas mal!;

f) A solução era quando Luís Filipe Vieira disse que os reforços estavam cá dentro, que eles tivessem mesmo cá dentro e não fora. Se é para dizer que estão dentro e depois estão fora, então que não diga nada, para que as pessoas não pensem que ele anda ainda mais confuso que nós;

g) A solução era não ficar no meio de 2 projetos alternativos, sem assumir nem um nem outro na sua plenitude, especialmente quando o projeto do meio não deixa também de ser dispendioso e tinha poucas hipóteses reais de sucesso logo à partida;

h) A solução era um ano de redução de custos drástica, aposta na prata da casa (para o segundo ou terceiro lugar teria de continuar a chegar), e daqui a um ano sim, depois de ver a evolução de vários jogadores promissores e de criar condições para que pudessem continuar a evoluir entre nós pelo menos 2 ou 3 anos, investir-se 40 milhões de euros em 4/5 jogadores de nível alto para posições onde dentro de portas não estivéssemos tão fortes!


Isto era o que teria sido possível fazer se houvesse coragem para dizer a verdade, para assumir que nos últimos três anos deitámos oitenta milhões de euros no lixo! Isto era o que poderia ter feito com que este ano contasse para qualquer coisa e não corresse sérios riscos de ser apenas um ano perdido, com um possível estádio em alvoroço muito em breve.

Mas quando há dificuldade em assumir a realidade, quando se anda sempre a querer esconder qualquer coisa, quando há  urgência em mascarar a realidade baralhando as pessoas com mensagens contraditórias e desconexas, entra-se numa letargia tal que impede o progresso...

Mas como dizia o outro, quando não se sabe bem para onde se vai, qualquer vento nos serve


Rui Gomes da Silva IMPLACÁVEL!

Avatar
 ●  + 27 comentários  ● 

"Uma coisa é eu achar que sou superior e, se me atacam, isso passar ao lado. Outra coisa é assumir o conflito pelo conflito. Eu não desejo o conflito, mas também não lhe posso virar costas. O que se passa neste momento no Benfica é um aburguesamento da estrutura, não tanto da sua competência, mas da postura. Não concordo e esse é o grande problema do Benfica", disse no programa Dia Seguinte, esclarecendo de imediato que excluía o presidente encarnado dessa "forma de estar" do clube. 

"Não incluo Luís Filipe Vieira nesse aburguesamento, porque é uma pessoa dada ao combate, tal como se viu no Apito Dourado. Tudo o resto é com base na anti-conflitualidade, como, por exemplo, os aconselhamentos para as conferências de imprensa do treinador. Eu nem peço conflitualidade, mas peço frontalidade", acrescentou. Rui Gomes da Silva assinalou alguns momentos desse aburguesamento. 

"A estrutura do Benfica foi chamada de tudo antes da Supertaça e não respondeu. Porque quis fazê-lo depois de ganhar a Supertaça. Depois, parte à procura do prejuízo e chega à segunda fase do conflito, com o presidente do Sporting a dar entrevistas e o Benfica a ser atacado de todos os lados. A opção volta a ser a de não reagir, o que acho mal. Não havendo resposta nem conflitualidade, a estrutura do Benfica está a dizer: façam o que quiserem de nós. O Benfica não reagiu da maneira que seria de esperar para um adepto, um sócio. Eu não quero tempestades, mas não quero dar a outra face quando me batem na outra". 
in O Jogo

TUDO DITO! Não sente o Benfica quem quer... sente quem Ama o Clube.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Exclusivo NGB: O que se passa na FPF e na arbitragem?

Avatar
 ●  + 40 comentários  ● 

Fez notícia na véspera do Derby a entrevista de Marco Ferreira ao jornal espanhol "AS" acusando Vítor Pereira, o responsável da arbitragem da FPF, de o pressionar sempre que era nomeado para apitar jogos do Sport Lisboa e Benfica.

Ora, este repentino oportunismo de Marco Ferreira cheirou logo desde o primeiro momento a esturro.

Isto porque só agora, meses depois de ter descido de categoria e de ter abandonado a arbitragem, é que Marco Ferreira teve uma crise de consciência. Se fosse honesto, tinha denunciado na altura. Não o fez.

O que nos leva a Vítor Pereira. Segundo o que apuramos, o responsável da arbitragem ligava sempre aos árbitros que eram nomeados para certos jogos. Todos os que passaram por esses jogos não podem negar que Vítor Pereira os contactava.

Perante isto, o que pensar quando afinal todos recebiam um certo telefonema e nunca ninguém abriu o pio sobre isso? 

Se afinal os árbitros se sentiam incomodados com uma certa postura de Vítor Pereira, porque não denunciaram a situação? Onde andou a APAF nisto tudo?

E se, como Marco Ferreira acusa, o responsável da arbitragem portuguesa realmente pressionava os árbitros em certo sentido?
O presidente da FPF, Fernando Gomes, sabia disto? Aliás, como poderia Fernando Gomes não saber? 
Será que o presidente da FPF vai fazer o mesmo que fazia no FCP no período do Apito Dourado? Vai fingir que não sabia de nada?

O que fica claro de toda esta situação é que a arbitragem e a FPF estão sob ataque. Resta saber se de fora ou de dentro. 

A derrota, mais a frio.

Avatar
 ●  + 72 comentários  ● 

O resultado foi um desastre, como escrevi do meu lugar no estádio ao intervalo.

O futuro desta temporada ficará sempre marcado por este jogo, pelo menos no que a Rui Vitória diz respeito.

Mas vou dividir o que penso em 3 pontos: treinador, jogadores e estrutura.

Treinador:
Rui Vitória tinha que fazer um bom resultado frente ao Sporting. Para recuperar pontos de atraso, para convencer os "chorões" de que pode fazer um bom trabalho, e para conseguir para si próprio margem de manobra face a algum percalço como foi o com o Galatasaray.

Falhou. A abordagem táctica foi má, pois resolveu ignorar o conhecimento que o adversário tinha sobre os seus jogadores e sobre a táctica usada, e ainda por cima insistiu em erros de casting como o de Raul Gimenez.

O que Rui Vitória(ou alguém por ele) terá ainda de explicar é porque perante tanta falta de opções e qualidade Cristante, Djuricic ou Lindelof não têm uma única chance de jogar. Ordens superiores?

Demorou muito tempo a reagir a um resultado desastroso. A substituição de Eliseu por Fejsa não mudou nada e percebeu-se logo que o Benfica face a um meio campo de grande qualidade como é o do Sporting não conseguiria pegar no jogo.

Não se entende porque Mitroglou não jogou de início. O grego já marcou várias vezes e pelas suas características fixaria melhor os centrais.

O resultado de tudo isto foi uma equipa sem ideias e que ficou muito marcada pelo primeiro golo sofrido.

O que Rui Vitória conseguiu com isto tudo é que se não for a Alvalade eliminar o Sporting, dificilmente continuará a ter o tempo de que precisaria para chegar a Janeiro e ter(finalmente) reforços.

Da minha parte, até lá continuará a ter esse tempo para trabalhar, até porque ao contrário de outros sempre fui claro de que a minha opção era Marco Silva. Desde antes de assinar pelo Sporting. Por isso, quando reclamei tempo para Rui Vitória apresentar trabalho, não era nada mais que ser justo para quem chega pela primeira vez a um clube desta dimensão.

Jogadores:
Rui Vitória não arcará com o peso do resultado sozinho. 
Os jogadores, com uma ou outra excepção, tiveram um fim de tarde miserável. Pareciam estar receosos, ou demasiado nervosos. A bola queimava e ninguém, com a excepção de Gaitan ou Samaris, parecia querer pegar no jogo da parte do Benfica.

A defesa foi um caos completo, com todos a repartirem culpas pelos erros inaceitáveis a este nível e num jogo com esta responsabilidade.

Não é possível que Jonas tenha passado ao lado do jogo quase por completo, por exemplo. Foi menos um em campo.

Os laterais, para quem tivesse qualquer dúvida, não têm a mínima categoria para vestir a camisola do Benfica.

Os jogadores têm de assumir a sua grande responsabilidade no resultado de ontem. A sua exibição foi má demais.

Estrutura:
Ficou evidente que a tal estrutura que gere o plantel principal de futebol...vale zero. Pelo menos no que a servir o interesse do Benfica diz respeito. 

Por isso é que ontem o único preocupado em cumprimentar e consolar os jogadores foi um senhor chamado Shéu Han. É o único da tal estrutura que vive o Benfica com paixão. Um senhor.

Lourenço Coelho só tem demonstrado capacidade para triplicar o seu peso. De resto, não ser para mais nada. Um yes-man sem qualquer mais valia.

Rui Costa continua a prestar-se ao papel de comedor de migalhas que caem da mesa de Vieira. Um fraco que preferiu ser mais um. 

Luis Filipe Vieira tem que assumir as suas responsabilidades como decisor. 
O treinador tem culpas na montagem na equipa, na forma de abordagem ao jogo, mas não tem culpa do plantel fraco e desequilibrado que lhe foi entregue.

O treinador ainda conseguiu inventar um lateral direito, mas não é possível inventar gente para todo lado de um dia para o outro.

Eliseu, Luisão, Silvio, Pizzi, Talisca ou Jardel não têm condições para serem titulares indiscutíveis do Benfica. Mas que opções foram dadas ao treinador?

André Almeida, que tem intercalado exibições razoáveis com erros enormes. Samaris passou o jogo de ontem a mandar bolas pela linha lateral pois o passe não é o seu forte. 

Alguém no seu perfeito juízo pode dizer que este plantel, com mais um ano na espinha, é melhor que o do FCP ou do SCP?

Como disse o BbyGB, Luis Filipe Vieira tem muito que explicar. Ou fugir.

Não vou finalizar sem me referir aos adeptos do Benfica e ao treinador adversário.

Os adeptos foram mais uma vez fantásticos. Aquele minuto 70 ficará marcado como algo notável. Mas assim como foi na temporada passada frente ao Zenit, tem que ser uma excepção. Os jogadores, treinadores e estrutura têm que perceber que uma noite como ontem na Luz é inaceitável.

Quanto ao treinador adversário e aos chorões que ontem ressuscitaram, tenho a lembrar de que esta temporada os únicos resultados positivos que Jorge Jesus conseguiu foi contra o clube onde esteve 6 anos e contra os jogadores que conhece como a palma da sua mão.

De resto foram exibições fracas, jogos ganhos à rasca, uma eliminação da Champions que já custou 14M ao seu clube e uma permanência na Liga Europa muito tremida. Muito pouco.

Por isso, torno a dizer que se têm muitas saudades dele, penso que BdC vos venderá umas Gameboxes para o verem treinar. 

Parabéns ao Sporting porque foi melhor e acima de tudo foi eficaz.

Há muito que fazer no nosso Benfica. E não é o treinador que tem que pagar a conta.

Responsáveis, sim. Incompetentes? Não creio...

Avatar
 ●  + 68 comentários  ● 

Não deixo de ler as palavras do Redmoon com alguma nostalgia. Ele que tanto aqui defendeu com unhas e dentes a Direcção que agora critica de incompetentes e só eu e ele é que sabemos os mails que trocámos em que lhe tentava explicar que a Direção não era tão "cristal clear" como ele escrevia. Vejo com simpatia que o tempo me deu razão... em excesso.

Podemos ter muitas diferença de opinião, mas sem qualquer interesse em partilhar o que foram essas trocas de opinião, parece-me neste aspecto estamos de acordo: com o tempo mudou a perspectiva, o que ao contrario de muita gente, eu considero um sinal de inteligência. 

Agora não só perdeu a admiração, como passou a considerá-los incompetentes. Mas tem desculpa e já lá vou rapidamente...

O grande problema dos benfiquistas é que consideramos sempre que é tudo branco ou preto. Rui Vitória ou é melhor que Jesus ou é uma merda; Vieira ou é brilhante ou incompetente, etc.

Pelo caminho vão nascendo mitos que Jesus era a estrutura... mas agora já se diz que a estrutura é incompetente. Pelo caminho vão nascendo mitos que o sucesso de Vieira foi Jesus, mas empresarial e desportivamente o SLBenfica está num país de cáca mas ao nível do que melhor se faz no Mundo.

O grande fator desta temporada é mesmo um elemento que o Redmoon e muita gente tem focado:

- Vieira não cumpriu com o que afirmou (não vou dizer, prometeu) quando disse que Rui Vitória iria ter o mesmo que Jesus tivera.

O SLBenfica, nesta temporada, fez o o menor investimento desde 2007 (Fernando Santos) e grande parte do investimento feito (17M€) foi feito num jogador que custou 9M€ (por 50% do passe).

Este é o grande problema desta temporada! Não posso deixar de concordar com o Redmoon neste aspecto, porém é importante reconhecer que apesar dos contra-tempos, o Rui Vitória tem feito omoletes sem ovos..

Além desse (muito) menor investimento, Rui Vitória teve ainda que lidar com a ausência de Salvio, e com a lesão do jogador que assumia grande destaque no plantel, Nelson Semedo. Pelo caminho Sílvio e Eliseu são claramente jogadores menos na equipa e de forma evidente expõem a equipa como se viu na Turquia e na Luz, ontem.

No meio, André Almeida e Samaris praticamente não têm alternativas. Fejsa está "por arames" e Pizzi se com Jesus e já restando apenas o campeonato como desafio (no ano passado), não era suficiente para o lugar de Enzo... agora mais se nota.

A questão que coloco é a mesma que coloco desde que levantei aqui neste mesmo blog a questão das finanças do SLBenfica:

- Porque motivo o SLBenfica não tem capacidade de investimento?

Dito isto, não posso concordar que o que se está a passar é incompetência, mas sim um "mistério" por explicar por parte da direcção. Por outro lado, também posso alinhar nessa tese macabra que querem fazer passar de que era Jesus que tinha o mérito de tudo e mais alguma coisa...

domingo, 25 de outubro de 2015

Sim, Bi-Campeões, APESAR da incompetência desta Direção que nos guia

Avatar
 ●  + 105 comentários  ● 
Bem sei que nem sequer há dois dias houve gente a espumar da boca por causa de um texto meu de título “E se Rui Vitória perder no próximo Domingo?” e tenham desatado logo a hablar espanhol e a escrever disparates sem ter sequer... lido o texto. Sim, porque se tivessem lido (e não obrigo ninguém a ler, mas convém ler se querem responder em língua estrangeira e fazer boa figura), teriam reparado que o texto até fazia a defesa do treinador, apesar dos... resultados...

Mas alguns, entendo, nunca hão-se sair deste registo, do “o homem gosta é do Jesus”, o “defender pessoas e não o clube”, e outros blá, blá, blá, que para mim são apenas blá, blá, blá, simplesmente porque são criticas que não aceito e nas quais não me revejo.

Porque de facto, aquilo que eu gosto é do Benfica! E de facto, apesar da divergência de opiniões em relação a alguns tópicos e que no fundo são a riqueza deste blogue, quando a bola rola estamos todos do mesmo lado, e todos ficamos felizes com as vitórias do Benfica, apesar de divergências pontuais e legítimas quando aos caminhos que defendemos para se chegar a essas vitórias.

O que alguns não entendem é que essa defesa acérrima que sempre aqui fiz do antigo treinador sempre foi consequência de duas vertentes fundamentais:

1) Pluralidade de opinião neste blogue. Picardias saudáveis entre escribas. Seis anos em que assisti à época mais vitoriosa da minha vida enquanto Benfiquista, e ver outros escribas atribuir esses méritos à sorte ou a outros fatores, desvalorizando constantemente o contributo fundamental do treinador que cá estava.

2) O descrédito em que esta Direção caiu junto de mim há algum tempo, no que respeita à capacidade que nela não vejo para conduzir o meu clube às vitórias desportivas que desejo.


E na verdade é isto e apenas isto . A defesa acérrima do ex-treinador resulta da minha opinião de que Jorge Jesus era capaz de levar o Benfica às vitórias APESAR da Direção que tinha... A minha fé estava pois no treinador... Na Direção a fé era pouca!

(E atenção, eu reconheço muitos méritos nesta Direção. Falem-me de credibilidade, de betão, de organização, solidariedade, inovação, marketing, e eu direi “Sim Senhor, bom trabalho com méritos inegáveis!” Mas capacidade de gerir o futebol, conhecimento, sexto sentido, toque de génio, peço desculpa, não vejo. Não reconheço a LFV em 15 anos qualquer apetência para gerir a pasta do futebol, para levar o futebol do Benfica a bom porto)

E por isso sim, para mim, o Benfica ganhava com Jorge Jesus APESAR da Direção que tinha... Uma Direção que em certa altura ajudou Jorge Jesus a ganhar, mas que nos últimos dois anos (em que ganhámos) já criava mais dificuldades do que ajudava...

1) Sim, uma Direção que deixa arrastar um processo Cardozo de uma época para a seguinte e que consegue ter um treinador fragilizado no banco depois de um final de época apocalíptico, com meio estádio a gritar Cardozo e outra metade a gritar Jesus!

2) Uma Direção que numa pré-época vende Javi e Witsel e não contrata ninguém para o miolo, atirando o seu treinador às feras com um “Agora desemerda-te”;

3) Uma Direção que numa época vende Cardozo e Rodrigo, e contrata o substituto Jonas com cinco jornadas decorridas sem poder jogar Liga dos Campeões;

4) Uma Direção que nos últimos dois anos vendeu tudo o que pode vender, e que ao seu treinador nunca deixou de exigir mais e sempre mais;

5) Uma Direção que no mês de Janeiro vende sempre os seus melhores jogadores;

Sim, para mim as contas fazem-se facilmente: São quinze anos de LFV no Benfica, e tirando o acidente Trapattoni, LFV só ganhou com... Jorge Jesus...

Esperava eu que Jorge Jesus ficasse no Benfica a vida toda? Evidentemente que não. Jorge Jesus sairia sempre mais cedo ou mais tarde, e estaria sempre a prazo. Jorge Jesus esperava apenas uma porta aberta num grande clube para dizer adeus... Isso era claro para todos... E a vida no Benfica continuaria, com maior ou menor dificuldade...

Saísse Jorge Jesus para o Real Madrid por opção, e eu aqui estaria com o mesmo pessimismo de hoje... mas um pessimismo conformado. Pessimismo, não porque não acredite que haja treinadores no mundo do mesmo nível de Jesus, mas pessimismo porque não revejo nesta Direção capacidade para o encontrar, capacidade para encontrar soluções para fazer face ao problema de ver partir aquilo que de melhor tinha entre portas em matéria de conhecimento futebolístico.

Esta é, e sempre foi para mim a questão. A incapacidade para encontrar soluções! E este ano prova-o uma vez mais...

Se Jorge Jesus tivesse saído para o Real Madrid, eh pá, paciência, teríamos de encontrar solução.

Mas vê-lo sair para um rival? Vê-lo sair porque a Direção não o queria?! Vê-lo sair porque a Direção o empurrou porta fora e foi incapaz de reconhecer aquilo que de bom e fundamental já tinha e que teria feito do Benfica o principal candidato ao título este ano?! Porra, isso a mim custa-me, e muito!

E não está em causa Rui Vitória! Rui Vitória é um bom rapaz, quiçá até um potencial grande treinador mas... é o menos culpado, e é, já hoje, vítima da incompetência que vem de cima e que se cheira ao longe!

Alguém que aqui andou nos últimos meses a dar loas à super-estrutura acreditou de facto nas loas que proclamava? Alguém acreditou que era uns putos da B e um treinador verdinho que seriam suficiente para dar sequência ao legado Jesus na mesma senda vitoriosa?

Alguém acredita que as vitórias do ano passado foram as vitórias de uma super-equipa? Há alguém que não tenha percebido que já o ano passo o rei ia nú?!

E ver agora alguns colegas de discórdia virem dizer que a seu tempo exigiram um 3, um 8 e um 6, e que por isso a culpa é da Direção? Mas esses, que hoje tudo desculpam ao treinador Rui Vitória e que no ano passado tudo exigiam ao ex, e que até Bi-Campeonatos desvalorizaram o ano passado porque da Europa caíramos cedo, não percebem que no ano passado as deficiências eram as mesmas... e que apesar disso, ganhámos, que houve um treinador capaz de encontrar soluções e fazer do todo mais do que a soma das partes?!

Ver agora esses mesmos colegas a reclamar investimento, quando este ano foi o primeiro ano em seis anos em que o Benfica gastou mais do que vendeu? Gente que nunca percebeu e nunca aceitou que se o Benfica gastava 30 era porque vendia 60? Nunca perceberam que sem vender 10 nem sequer 15 conseguimos gastar?!

Ver esses colegas, que reclamavam contenção de custos, fim de contratações de 8 milhões, reduções de ordenados de treinador a metade, apostas Made in Seixal, virem defender que vendendo apenas Lima se contratava Jiménez e Mitroglou e ainda mais um 3, um 6 e um 8?!

Caramba, pá, dizer o quê?! Isto é a hipocrisia no seu ponto mais alto!

Estou-me, na verdade, borrifando para Jorge Jesus... O que me borrifa é o Benfica ter voltado à pasmaceira de que já me tinha esquecido! E não, não consigo olhar para Rui Vitória com qualquer espírito critico porque não consigo vê-lo como mais do que uma vitima do processo... Está a prazo, esta foi sempre a sua sina!

Vitima da incompetência que vem de cima em termos de matéria futebolística... Vitima da incompetência da Direção em encontrar para o clube soluções desportivas sempre que atravessa períodos difíceis...


Incompetência que só se disfarçou num período em que de facto teve à frente dos destinos da equipa um grande treinador de futebol (apesar de todos os defeitos e todos os podres que também sou capaz de reconhecer)!

Não caiam no ridículo...

Avatar
 ●  + 45 comentários  ● 

Já li algumas opiniões de que o Xistra teve responsabilidade no resultado... Não caiam nesse ridículo, por favor.

O Sporting foi melhor, Jesus foi melhor, o Sporting foi mais eficaz e Jesus mais pragmático. Se houve coisa que Jesus aprendeu nesta casa foi que quando não podes ser melhor... pelo menos joga de forma a poderes atingir os teus objetivos. Ele atingiu.

O facto de não ter saudades dele, não faz com que seja obtuso ao ponto de não reconhecer o mérito ao adversário só porque se chama Sporting. 

Foram melhores e não tem qualquer discussão!

Agora... não caiam no outro ridículo que é dizer que só porque isso aconteceu uma vez... passaram a ser todos incompetentes, os mesmos que venceram com galhardia o Atletico Madrid, muito mais forte que o Sporting, e que fez uma grande segunda parte na Turquia.

O SLBenfica, como todos sabemos há muitos meses, tem um plantel com poucas soluções, menos soluções que os adversários, e que agora tem ainda menos soluções com a lesão de Semedo que vinha sendo um factor diferenciador na defesa.

Eliseu, que foi uma embirração de Jesus precisamente, é como sempre foi... o pior jogador da equipa habitualmente titular. Não tem, nunca teve, qualidade para ser jogador do Benfica. Se a isso juntarmos a ausência do Nelson Semedo que já fazia esquecer sem problemas o Maxi, temos uma defesa sem alas... uns extremos sem Salvio e um ataque com Mitro e Jimenez que tardam em resultar sempre. Se a isso juntarmos um Fejsa preso por arames... talvez os mais inteligentes deixem de insistir que Rui Vitória é o problema, porque já muita qualidade tem o que sobra, pela mão de Rui Vitória.

Jogar em 2-4-2 foi muito arrojado

Avatar
 ●  + 105 comentários  ● 
O que passou pela cabeça do Rui Vitória para jogar só com dois defesas? O treinador do Benfica pensou que podia jogar com Silvio e Eliseu na equipa...

Ao intervalo... O desastre.

Avatar
 ●  + 55 comentários  ● 

Quando na pré temporada reclamei a contratação de um defesa esquerdo, de um defesa central de qualidade e de pelo menos um camisola oito, o que vi foi...nada.
Depois veio Vieira dizer que gostava de ter dado mais dois jogadores a Vitória.

O Benfica está a fazer um péssimo jogo.
Culpados?

Rui Vitória pela forma como colocou a equipa a... Não jogar.

Mas quem foi o responsável pela construção do plantel?

Ou será que Rui Vitória vai arcar com as consequências sozinho?

Venha a segunda parte.

A equipa inicial:

Avatar
 ●  + 15 comentários  ● 

A equipa titular do Benfica:

Júlio César; Sílvio, Luisão, Jardel e Eliseu; André Almeida e Samaris; Gonçalo Guedes, Jonas e Gaitán; Raúl Jiménez.

Dia de Derby!

Avatar
 ●  + 16 comentários  ● 

É o jogo que pára tudo. Sempre foi o grande embate do futebol português.

A chuva vem ajudar a acalmar os ânimos, espero.

Aliás, tenho muito a dizer sobre o senhor Marco Ferreira, sobre a origem dos números publicados no Ser Benfiquista e sobre aqueles que percorrem blogues a atacar Rui Vitória.

Mas até terminar o jogo, só interessa falar em ganhar.

Ganhar!!! Vamos a isto!!

Nota: no caso de qualquer confronto entre adeptos, faremos chegar à PSP os comentários deixados neste blogue que incitavam à violência. Estão arquivados e permitirão às autoridades agir em conformidade.

Apenas e só um jogo de futebol

Avatar
 ●  + 13 comentários  ● 

Carta aos Jogadores do Benfica

Avatar
 ●  + 3 comentários  ● 

CAMPANHA ORQUESTRADA!

Avatar
 ●  + 4 comentários  ● 
Ontem foi possível OUVIR na CMTV o Marco Ferreira dizer:

"Nunca disse que Vítor Pereira me pediu para beneficiar o Benfica"


Mesmo o Record o noticiou, mas curiosamente NENHUM jornal o refere quando nas primeiras paginas traz este assunto à baila.

sábado, 24 de outubro de 2015

Convocatória: Contem lá quantos são...

Avatar
 ●  + 12 comentários  ● 

Guarda-redes: Ederson e Júlio César; 
Defesas: Lisandro López, Luisão, Eliseu, Sílvio e Jardel; 
Médios: Fejsa, Samaris, Gaitán, Pizzi, Talisca, Victor Andrade, André Almeida, Nuno Santos e Renato Sanches
Avançados: Gonçalo Guedes, Raúl, Jonas e Mitroglou. 

E com a estreia do nosso RENATO!
4 jogadores da formação nos eleitos para o derby
7 jogadores portugueses...

Marco Ferreira sai de "rabinho entre as pernas"

Avatar
 ●  + 14 comentários  ● 

"Nunca disse que Vítor Pereira me pediu para beneficiar o Benfica", garantiu o madeirense, em declarações à CMTV. 

Entretanto, Vitor Pereira avança para queixa.-crime contra o ex-árbitro.

SEJAM SÉRIOS PAH! Estas tentativas de desestabilizar o Benfica são ridículas!

(Marco Ferreira falou ao AS) És tão previsível, Bruno... E reles!

Avatar
 ●  + 35 comentários  ● 

A entrevista do ex-árbitro Marco Ferreira é mesmo a melhor resposta que o Bruno de Carvalho tem para dar? A serio? Só isso...?

Eu já tinha visto o Bruno de Carvalho ir a um programa de televisão descer o nível... 
... Já o tinha visto a ir todos os dias ao fundo do poço para falar a todo e qualquer meio de comunicação até ao derby.
... Até o vi a MENTIR sobre a oferta de cortesia do Benfica.

Mas ir buscar um árbitro renegado pelo Sistema, onde se inclui o "querido" (amigo do Bruno de Carvalho) Pedro Proença para ir falar a um jornal espanhol a dizer que o Benfica é favorecido pelo CA?

Portanto, o Bruno instigou o Marco Ferreira a falar... os jornais em Portugal ninguém quis dar espaço a um tipo que fala por ódio e vingança e, como todos os que o fazem, mente ou adultera a verdade... e o melhor que se arranjou foi falar ao jornal de caserna em Espanha?

E lembrar-me eu que o Bruno de Carvalho diz que o Benfica faz pressões antes do derby. São tão reles estes rapazinhos...

Porque no te callas?

Avatar
 ●  + 36 comentários  ● 
Fonix! E se Rui Vitória perder o derby?!
Então um jornal diz que o plantel deles é mais valioso, e vosso super TransferMarkt também, o treinador é o supra-sumo que devia valer o Benfica de joelhos e a pergunta é essa?
... Com tanta qualidade, valor, sabedoria e custos, já para não falar na atitude lamentavel do líder da claque... eu quero saber é "e se Jesus perder o derby?"
PS- O título é obviamente para não ser levado à letra - tenho que fazer estes disclaimers para não fazer doi doi aos puristas.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

E se Rui Vitória perder no próximo Domingo?

Avatar
 ●  + 36 comentários  ● 
Não, não creio que o Derby deste fim de semana seja apenas mais um jogo de campeonato, apenas mais três pontos em disputa. Não, este é um jogo tremendamente importante para o Benfica e para Rui Vitória, porque será o jogo que significará uma inversão de ciclo ou o confirmar de uma tendência.

Bem sei que os tempos mudam, e com eles muda a condescendência e até a nossa capacidade de conseguir ver para além dos resultados que se alcançam mas, a verdade, ou pelo menos a minha verdade aqui neste cantinho plantado à beira mar, é que se também a mim me apetecesse avaliar a prestação deste Benfica de Rui Vitória baseado apenas nos resultados, haveria seguramente muito de negativo para dizer.

Na Super-Taça contra o Sporting perdemos. Em Arouca perdemos. No primeiro grande teste da época no Dragão perdemos também. Em Madrid conseguimos uma vitória improvável, até ao momento o grande feito da época. Mas logo a seguir, na “primeira mão da eliminatória contra o Galatasaray” (em princípio a equipa com quem iríamos discutir a qualificação do grupo da  Champions) acabámos por perder também.

Daquilo que vou vendo, ouvindo e lendo, apesar de três derrotas até ao momento nos quatro jogos mais difíceis da época, a que se junta uma quarta derrota num jogo em princípio fácil, os critérios de avaliação daquilo que se vai vendo mudaram radicalmente.

Fosse o anterior treinador a conseguir tais resultados, e o regabofe do chicote estaria a esta hora num ponto alto! Mas com Rui Vitória, um treinador que assumidamente não me causou qualquer entusiasmo desde o início, agora a malta já consegue ver coisas positivas como o “perdemos mas jogámos para caramba” , “perdemos mas temos putos da formação” ou “perdemos no Dragão mas criámos mais oportunidades do que o ano passado quando ganhámos.”

A minha conclusão daquilo que vou vendo é só uma: A exigência dos Benfiquistas mudou. E mudou para menos.

Importa pois perguntar: Mudou porquê? Mudou porque este plantel é substancialmente inferior ao do ano passado? Não, não é! Perdemos Maxi e perdemos Lima. Falta Sálvio é verdade, mas o ano passado já tinha faltado Sálvio nos primeiros meses da época. Mas veio Mitroglou e veio Jiménez, pelo que entre o deve e o haver, acabou por chegar mais valor monetário do que aquilo que saiu.

A minha interpretação pois, não é esta! Não pode ser esta. A exigência baixou, a condescendência aumentou, essencialmente porque se trocou de treinador. Fosse ele o mesmo, e a análise do que tem sido a época até ao momento seria para muitos Benfiquistas completamente diferente.

Deste lugar onde me encontro no entanto, deste lugar onde tento encontrar a coerência que assumidamente nem sempre consigo alcançar, a minha forma de analisar o que se tem visto não varia muito daquilo que já era o ano passado: o assumir que em termos de valia de plantel já não temos um plantel ao nível do que já tivemos num passado nada longínquo, e que com isso, as vitórias se tornaram evidentemente mais difíceis.

E por isso, e porque já era assim o ano passado (embora o ano passado tenhamos acabado por ser Bi-Campeões), também  este ano para mim nada muda pelo facto do treinador se chamar Rui Vitória e não Jorge Jesus. Não! Se Rui Vitória conseguir ser Tri-Campeão, terá da minha parte o seu mérito totalmente reconhecido, e de certeza absoluta que eu não vou estar aqui a desvalorizar o Tri dizendo coisas como “Ah e tal ganhou porque da Europa caiu cedo.”

Não! Este ano e tal como o ano passado, não creio que o Benfica tenha plantel com valia para jogar em muitas batalhas ao mesmo tempo com reais capacidades de ganhar. Mas esta é claro, apenas a minha visão.

O Benfica perde na Turquia na última Quarta-Feira por culpa de Rui Vitória? Claro que não! O Benfica perde porque tem um lateral que comete uma falha posicional gravíssima que não se admite em alguém da sua experiencia, e perde porque tem um trinco que num lance pouco perigoso decide lançar o braço à bola irresponsavelmente, lance em que repetiu algo que já tinha feito no jogo de Madrid mas que dessa vez o árbitro deixou passar.

O Benfica perde por causa de dois erros individuais, e porque para mim não são sempre os treinadores que ganham ou que perdem, também os treinadores são quase sempre reféns da qualidade (ou falta dela) dos jogadores que têm ao seu dispor. É assim com Rui Vitória este ano, mas também já o ano passado era assim com Jorge Jesus, embora para alguns Benfiquistas os critérios de avaliação, de exigência e desculpabilização fossem nessa época radicalmente diferentes!

Voltando agora ao jogo contra o Sporting este fim-de-semana... É apenas mais um jogo? Não, claro que não é! Para Rui Vitória não pode ser apenas mais um jogo, quando depois de perder com Sporting, Porto e Galatasaray, ao quarto jogo decisivo acabasse por perder pela quarta vez!

Mas também aqui vou ser coerente com aquilo em que acredito, e admitindo que o Benfica perdesse este jogo novamente contra o Sporting, também aqui acho que o lugar de Rui Vitória deve continuar a salvo e que um pedido de mudança não faria, nesta altura, qualquer sentido...

O crescimento deste Benfica, em função do projeto que foi assumido por LFV, passa pelo desenvolvimento de alguns jogadores da formação, e neste aspeto, até ver, Rui Vitória tem de merecer nota alta pelo que soube fazer até agora... A evolução terá de continuar a passar por aí!

Um novo treinador alterará o sistema de jogo? Dificilmente! Quando se tem Jonas, Mitroglou e Jiménez, o sistema de jogo será sempre de dois avançados! A margem para improviso é curta!

Um novo treinador transformará alguns jogadores medíocres que temos em ouro? Claro que não! O que há é o que há, e André Almeida ou Eliseu por exemplo não deixarão de ter as limitações que todos lhes conhecemos!

Rui Vitória tem sabido encontrar soluções? Acho que sim. Guedes e Semedo foram duas, mas também a aposta de André Almeida a titular que trouxe ao Benfica o equilíbrio que não se viu no inicio da época!

Em resumo, apesar de alguns maus resultados, a avaliação que faço do trabalho de Rui Vitória até ao momento tem sido positiva. Há evolução, há comprometimento dos jogadores, há aparecimento de novos valores, que é o que se lhe pedia. O meu desejo é claro que uma vitória sobre o Sporting confirme alguns sinais positivos que se têm visto!


Mas se o resultado for negativo, não contem comigo para crucificar o treinador... Este Benfica, como sempre aqui achei e escrevi, não tem nível ainda para que se lhe exijam mundos e fundos... O Benfica não ser capaz de ser Tri-Campeão este ano será sempre para mim um resultado natural (como já teria sido o ano passado)... E tal como o ano passado, o mesmo este ano... Seja qual for o insucesso, o treinador será sempre o menos culpado.

recentes

ranking

Em Defesa do Benfica